Issuu on Google+

Jornal do

SANTU SANT UÁRIO

01


Jornal d o

SANTUÁRIO

Opinião CELEBRAÇÕES NO SANTUÁRIO

MENSAGEM DO PÁROCO • Segunda-feira - 19h (pelos falecidos) • Terça-feira - 16h e 19h (pelas intenções da rádio e internet) • Quarta-feira - 19h (pelas famílias) • Quinta-feira - 7h, 16h (pelos enfermos) e 19h • Sexta-feira - 7h, 12h30 e 19h • Sábado - 19h • Domingo - 6h30, 8h, 9h30, 11h30, 17h e 19h INFORMAÇÕES IMPORTANTES

• 1ª sexta-feira do mês Missa às 7h, 12h30, 16h, 19h e 23h • Adoração ao Santíssimo Sacramento Toda quinta-feira - das 8h às 19h • Reza do Ofício Divino Toda quinta-feira - 11h • Missa com tradução em libras 4° domingo do mês - 19h • Missa dos Grupos Bíblicos de Reflexão 2ª terça-feira do mês - 19h30 • Bênção de objetos Após as missas da 1ª sexta-feira do mês e no expediente paroquial CELEBRAÇÕES NAS COMUNIDADES

• DIVINO ESPÍRITO SANTO 1ª segunda-feira do mês - 19h30 1ª terça-feira do mês - 19h30 (GBR) 4ª quarta-feira do mês - 16h (enfermos) Quinta-feira - 19h30 Sábado - 19h Domingo - 8h • SÃO JUDAS TADEU 3ª terça-feira do mês - 19h30 (GBR) Quarta-feira - 16h Sábado - 19h Domingo -19h Dia 28 - 19h30 (Missa do Padroeiro) • NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO 3ª terça-feira do mês - 19h30 (GBR) Quarta-feira - 19h30 3ª sexta-feira do mês - 16h (enfermos) Domingo - 8h

Por Pe. Sildo César da Costa, scj

Caros paroquianos e devotos do Sagrado Coração de Jesus: estamos em festa! Festa é alegria, é renovar nosso compromisso com a vida e com o dono dela, que não somos nós, e sim, Deus. Como símbolo da vida e do amor, temos o coração. O coração que bate, sem fazermos esforços para que isto aconteça e, quando ele não está funcionando bem devido a algum dos nossos exageros, sabemos que algo errado está acontecendo conosco. O coração é o centro da nossa vida. Queridos irmãos, a Festa do Sagrado Coração de Jesus é a nossa certeza de que este coração bate de amor por nós. Um coração que nos ama, que nos perdoa diante às nossas falhas que nos distanciam do Seu coração. Na festa do Coração de Jesus, somos chamados a participar das novenas que nos aproximam d’Ele. Sintamos o pulsar do coração de Jesus a bater por cada um de nós. A exemplo do discípulo amado, encostemos nossa cabeça no coração de Jesus. O fundador da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus, Padre Dehon, dizia: “O Reino do Sagrado Coração de Jesus é eminentemente oportuno... O culto ao Sagrado Coração não é para nós uma devoção qualquer, e sim, uma profunda renovação de toda a vida cristã. Só o Coração de Jesus poderá restituir à terra a caridade perdida. Só o Coração de Jesus reconquistará o coração das massas, o coração dos operários, o coração da juventude”. Quero deixar aqui o meu agradecimento a todos aqueles que colaboraram para a organização desta festa. O novo CAF (Conselho Administrativo e das Finanças do Santuário), o CPC (Conselho de Pastoral Comunitário do Santuário), o CPP (Conselho de Pastoral da Paróquia) e as demais pessoas que cooperaram junto às comunidades, envolvendo-se na novena e na festa. A festa é nossa! Sem dúvida ela se torna bela quando todos participam. Por isso, também, o meu agradecimento aos que colaboraram com as prendas. Quantas pessoas se dirigiram até a secretaria, com muita alegria, trazendo a sua doação... Obrigado aos Amigos do Coração que se sentiram também participantes desta celebração. Agradeço às empresas, aos comércios de nossa cidade e às pessoas de boa vontade que ajudaram com brindes e colaboraram com patrocínios para o êxito da festa. Aos nossos padres e aos padres convidados para ajudar nas novenas, e assim propagar a devoção ao Coração de Jesus, o meu muito obrigado. E neste impulso, vamos caminhando na alegria. Que o nosso Santuário continue pulsando este Coração e, cada vez mais, seja um lugar de encontro dos discípulos com o Mestre Jesus Cristo. Seja amado por toda a parte – o Sagrado Coração de Jesus!

EDITORIAL

Um novo tempo! A cada novo ano em que celebramos a Festa do Sagrado Coração de Jesus, somos tomados por tamanha alegria ao olhar para todo trabalho realizado e contemplar as obras que Deus, concretamente, realiza em nosso meio. Desde já, queremos agradecer de modo especial à você, caro leitor, que acompanha os nossos projetos mensalmente pelo Jornal. É com este espírito comemorativo que preparamos esta edição de junho, na qual, além de matérias especiais, escritas para que possamos viver esta data com a intensidade e importância que lhe cabe, preparamos

uma grande novidade, que, há algum tempo, tem sido sonhada por nós e por Deus: um novo jornal. Por isso, chega à suas mãos, justamente neste mês, um jornal diferenciado, que traz novos cadernos e matérias em um formato ainda mais arrojado, moderno e dinamizado. Cada detalhe foi muito bem estudado, pensando diretamente em você e na eficácia que cada mensagem poderá trazer à sua vida. Novas cores, fontes e imagens, um design interativo e organizado; tudo isso impresso em um papel ainda melhor e mais bonito, para contribuir com a sua leitura. Você está convidado a viver conosco este novo tempo e juntos celebrarmos as festividades do Sagrado Coração de Jesus. Boa leitura!

• SAGRADA FAMÍLIA 4ª terça-feira do mês - 19h30 (GBR) 3ª sexta-feira do mês - 19h30 Domingo - 9h30

2

www.santuarioscj.com.br


Jornal d o

SANTUÁRIO

Geral ARTIGO DO MÊS

Por Pe. Elinton Costa, scj

Eis o Coração que nos quer amigos Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz seu Senhor. Mas vos chamo amigos, pois vos dei a conhecer tudo quanto ouvi de meu Pai... (Jo 15, 15)

Estamos no mês de junho, mês do Coração de Jesus, onde somos convocados a unirmos mais intimamente o nosso pequeno e frágil coração, ao terno, amoroso e misericordioso Coração de Jesus em uma entrega total. Tempo novo de graça, pois o Coração ainda nos chama a uma experiência única, verdadeira e fantástica de abandono n’Ele, para aprendermos a viver a aventura de amar sem limites. Sob este prisma, uma pergunta não quer calar: se somos cristãos, seguidores da religião e da fé vivendo esse tempo de graça, o que o Coração de Jesus nos pede? A resposta para essa pergunta pode parecer óbvia: seguir os mandamentos, respeitar-nos uns aos outros, amar como Jesus amou, ir à missa todo domingo, ajudar os irmãos, etc. Em outras palavras, respostas prontas que aprendemos na catequese e que muitas vezes não transcendemos para a realidade e verdade de nossa vida. Por vezes, respostas bonitas que se perdem na utopia da vida e não se tornam realmente nossas. O que de fato Jesus nos pede é para sermos seus amigos. Amigos verdadeiros, inteiros, de alma e coração. Ele quer ser nosso amigo certo e sincero de todas as horas, com tudo aquilo que uma amizade plena tem direito: ombro para chorar, ouvido para escutar, olhar que revela a alma, silêncio que acalma, presença que ampara, braços para lutar, palavras para iluminar, sorriso para encantar, alegria que cativa e abraço que tudo restaura e renova!

JMJ RIO2013

Por Suelen Flores

Cultivar a amizade com Jesus é torná-lo presente na própria vida. Amigo que é amigo de verdade conhece o outro, se interessa pelo outro e não vê a hora de encontrá-lo para contar as novidades na esperança que ele participe junto da mesma alegria. Nossa amizade com Jesus desperta a vontade de anunciar, testemunhar para todos o que é viver segundo o Evangelho, o que é viver segundo o amor. Alguns, Jesus chama a seguir de forma específica como padres, religiosos (as), consagrados (as) em comunidades de vida; outros a viverem essa amizade no matrimônio, na família, outros ainda, como leigos solteiros(as), por vezes celibatários e também, como missionários(as) em terras longínquas. Com isso, vale a reflexão: sou amigo verdadeiro de Jesus? Minha amizade com Jesus faz a diferença na minha vida? De que forma me sinto chamado a responder a minha amizade com Jesus? Que neste tempo de graça o nosso encontro com o Coração de Jesus seja inevitável e desconcertante, para que envolvido pela Sua presença e Sua graça brote uma linda e profunda amizade de coração a Coração que fará toda a diferença na vida e que dará novo brilho na caminhada. Deus abençoe!

SANTO DO MÊS

Beato José de Anchieta

Jovens do Santuário se preparam para a JMJ Rio2013 Por todo o mundo, jovens se preparam para o encontro com o Papa Francisco, na Jornada Mundial da Juventude, que acontecerá no Rio de Janeiro, de 23 a 28 de julho. Na Paróquia Santuário Sagrado Coração de Jesus, não é diferente! São 44 jovens — das cinco comunidades que compõem a Paróquia — que se preparam para a JMJ. Em virtude desse acontecimento, foram promovidos eventos, a fim de arrecadar fundos para as inscrições da Jornada, e outros ainda serão realizados. Além das organizações paroquiais, os jovens estão se movimentando também em suas comunidades. Foi criada uma comissão que cuidará das inscrições e da viagem. A juventude do Santuário participará apenas nos dias 26, 27 e 28 de julho, por escolha dos próprios jovens, pois muitos precisam de liberação no trabalho. A JMJ tem voltado, intensamente, a atenção dos jovens para a Igreja, fazendo com que eles busquem conhecer a fundo a fé católica, além de, unir os jovens em um objetivo comum, crescer e amadurecer nessa fé. Com toda certeza, a JMJ trará frutos de perseverança entre os jovens do Santuário.

www.santuarioscj.com.br

Apóstolo do Brasil Nascido no ano de 1534, em San Cristóvão de La Laguna, na Espanha, o Beato José de Anchieta é considerado o “Apóstolo do Brasil”. Aos 17 anos, fez voto de virgindade perpétua e entregou-se por completo ao serviço de Deus, após ingressar na Companhia de Jesus, mesma congregação do Papa Francisco. Em julho de 1553, veio ao Brasil para ser missionário e começou a desenvolver inúmeras atividades pastorais, que visavam a evangelização dos índios que aqui habitavam. Firmando sua vida na oração, caridade e devoção à Virgem Maria, amou, com amor paternal, e defendeu os seus irmãos indígenas contra as injustiças cometidas pelos colonizadores. Por tudo isso, o Beato José de Anchieta é um dos intercessores da JMJ Rio2013 e no dia 9 de junho, celebramos o seu dia.

3


Jornal d o

SANTUÁRIO

Formação NAMORO

Essência de um namoro E acima de tudo, vistam-se com o amor, que é o laço da perfeição (Cl 3, 14)

O amor é encantador. Faz sonhar, viver e ser feliz. É muito bom ter alguém com quem partilhar momentos, experiências e sentimentos. Um namoro pode e deve ser fruto da vontade de Deus. Na Igreja, é possível ver cada vez mais presente um termo conhecido por “namoro santo”. Mas, afinal, o que isso significa? A cada dia, o sentido de namoro tem seus valores deturpados em nossa sociedade contemporânea. Diante disso, para caracterizar um namoro sadio e conforme os preceitos de Deus e da Igreja usa-se essa expressão. O termo tenta designar o verdadeiro e único significado do namoro, sua essência mais profunda, e sua real finalidade. O namoro é uma fase muito importante na vida de um casal, pois é quando tem início a construção de um matrimônio. E como toda construção, precisa ser sólida e segura, para que, no futuro, não desmorone. É um tempo de conhecimento, de partilhas e de muito aprendizado. A base de um namoro santo, está em aceitar viver um namoro a três: o homem, a mulher e Deus. Esta vivência permitirá ao casal viver um namoro respeitoso, carinhoso, fiel e casto. Segundo o Catecismo Jovem da Igreja Católica: “um amor casto é aquele que se defende contra todas as forças internas e externas que o procuram destruir. Castamente vive quem é livre para o amor e não é escravo de seus impulsos e paixões”. [404-405]

Há um tempo para cada coisa Por Larissa Fernandes - Comunidade Arca da Aliança

Nosso ritmo de vida pós-moderna pede novidade a todo instante! Instantâneo. É como queremos que as coisas aconteçam em nossa vida: só dar um clique, e está tudo pronto! Preciso dizer: com o micro-ondas dá para ser assim, mas com o ser humano não. Relacionamentos de micro-ondas com a mesma rapidez que esquentam, esfriam. Na tecnologia isso é moderno, mas no campo das relações humanas isso é infantil. O amor é como fazer comida no fogão à lenha: demora para curtir o alimento, mas seu sabor perdura e o fogo que o aquece permanece por muito mais tempo. O tempo de solteiro não é um mero passatempo na vida. Ele é o conteúdo daquilo que você vai viver no seu matrimônio. Então, não viva de qualquer jeito! Saber esperar

4

Os noivos Anderson Orthey e Cinta de Oliveira Delmonego, pertencentes à Paróquia Sagrado Coração de Jesus, testemunham que, ao longo de seus sete anos de namoro, vivem a busca constante de realizar a vontade de Deus em suas vidas. Relatam que nem sempre é fácil viver um namoro assim, pois o respeito mútuo, a confiança, o afeto e a dedicação devem sempre estar presentes. Para que tudo isso se concretize, afirmam que, primeiramente, é preciso haver um desejo no coração do casal e, a partir disso, a decisão. “Depois que a gente dá o primeiro passo, Deus toma a frente, concede autodomínio, amor e faz todo o resto acontecer”, afirma Anderson.

Cintia e Anderson são noivos e catequistas no Santuário

Por situação parecida passaram Gilmar Nilsen e Camila Tavares Nilsen, que também pertencem à Paróquia Sagrado Coração de Jesus. Casados há pouco mais de um mês, eles afirmam que já conseguem colher, no matrimônio, os frutos semeados no tempo de namoro. Com uma bonita história de vida, relatam o quanto esperaram por um companheiro e companheira de Deus, e, mesmo com o passar dos anos, ambos não desistiram de acreditar em Seus planos. Foi quando, por meio de muita oração, após uma novena em honra à Nossa Senhora Grávida, Camila conheceu Gilmar, homem que, como pedira a Deus, se Camila e Gilmar receberam o sacraconverteu no período dos nove meses que anmento do matrimônio recentemente tecederam o dia em que eles se conheceram. “Foi o tempo de gestação do nosso namoro”, afirma Gilmar. A partir daí, uma nova história construída por Deus começou a ser vivida. Se o matrimônio também é a sua vocação, viva, desde antes do namoro, este tempo de preparo tão importante, e que o desejo do seu coração possa se unir à vontade de Deus para, com excelência, viver a livre entrega do coração: viver o amor!

pelo momento certo é também uma prova de amor por aquele ou aquela que um dia constituirá com você uma família. Um dia, ouvi em uma homilia: “É dia dos namorados e eu não tenho namorado! Mas em tantas outras datas também não estamos com o motivo da comemoração ali conosco. No dia do índio também não tenho um índio ao meu lado”. Então, não faça tanto drama assim! Cultive este tempo de espera para ouvir a voz de Deus em seu coração. Pode ser que Ele tenha um outro projeto de vida para você, ou que, antes, tenha de aprender algumas coisas. Não espere alguém para ser feliz. Seja feliz! Há um espaço dentro de nós que somente Deus pode ocupar. Exigir que uma pessoa humana, com suas fragilidades e limites, preencha todo o vazio do seu coração é querer demais, além das forças dela e daquilo que ela realmente pode lhe dar. Quando entendermos isso, estaremos prontos para amar.

www.santuarioscj.com.br


Jornal d o

SANTUÁRIO

Pastorais e Movimentos PASCOM

Por Rayana Borba

Pastoral da Comunicação em ação Ao celebrar o 47° Dia Mundial das Comunicações Sociais, a Pastoral da Comunicação apresenta novos trabalhos

A Pastoral da Comunicação do Santuário Sagrado Coração de Jesus intensificou seus trabalhos no último mês. Ao celebrar o 47º Dia Mundial das Comunicações Sociais, instituído durante o Concílio Vaticano II, a Pascom apresentou seus veículos de comunicação na Praça Nereu Ramos, no centro de Joinville, durante o evento diocesano que marcou a data. No Santuário, a celebração reuniu comunicadores de toda a cidade, que foram especialmente convidados para o evento. “A missa fez parte da programação da 3ª Semana da Comunicação Social que, novamente, teve a coleta do lixo eletrônico, como gesto concreto. Durante duas semanas, arrecadamos mais de 3 mil aparelhos nas comunidades e na matriz”, conta Jacqueline Freudenborg, coordenadora da Pascom, complementando que os eletrônicos serão devidamente encaminhados para reciclagem, cumprindo o papel de responsabilidade sustentável da igreja. A programação na Rádio Clube AM 1590 kHz (www.radioclubejoinville.com.br) também foi renovada. O sábado começa com “A Voz do Santuário”, às 21h, seguida por

www.santuarioscj.com.br

“Nos Caminhos do Coração”, às 22h. Já no domingo, tem a transmissão da missa, às 19h, “Clube da Fé”, às 20h, continuando com “Direção Espiritual”, às 21h, e “Interação Jovem”, às 22h. A grande novidade é a reflexão espiritual, conduzida pelos padres do Santuário, na Rádio Cultura AM 1250 kHz (www.amcultura.com.br), durante a primeira semana do mês, sempre às 10h. Na internet, a página do Facebook tem apresentado a programação e fotos dos eventos que acontecem no Santuário e, em breve, um novo site será lançado, revitalizando mais um meio de comunicação. Por toda a Diocese de Joinville circula a revista Diocese Informa que, também, traz informações sobre a devoção e espiritualidade do Sagrado Coração de Jesus, vivida na Paróquia. O lançamento do novo Jornal do Santuário, que agora chega às suas mãos, é, também resultado do empenho dos agentes missionários da Pascom, para melhor divulgar a palavra de Deus e os trabalhos pastorais.

5


Jornal d o

SANTUÁRIO

Vocação que br

Sagrado Coração de Falar sobre vocação é uma prática que faz parte do dia a dia da igreja, com testemunhos que sempre ressaltam como esses dons são uma grande dádiva e, ao mesmo tempo, um inquietante desafio ao cristão. A palavra vocação é derivada do verbo “vocare”, que em latim significa “chamar”. Assim, antes de tudo, é preciso ter consciência de que a vocação é um chamado de Deus que se realiza na vida cristã desde muito cedo. Tudo começa com o Batismo, momento em que o ser humano deixa de ser apenas criatura e se torna filho de Deus. Deste glorioso dia em diante, a missão de todos começa na terra, como um amável chamado a uma vida comprometida com o Reino, como parte da Comunidade de Cristo. A vocação é um grande desígnio de Deus, totalmente particular a cada um. Há quem identifique esse convite em pouco tempo, guardando em si a certeza da vida preparada pelo Pai. Por outro lado, para muitos, a caminhada de discernimento até o “sim” é árdua. O desafio cresce na medida em que, em alguns momentos, Jesus não é o centro da família, Deus deixa de ser um assunto que faz parte do cotidiano e a oração não é um compromisso diário. O cristão se distancia da descoberta da vocação quando ir à missa não é um costume e, como consequência, não há contato com a Palavra e a Eucaristia. O ambiente mais produtivo para a descoberta de uma vocação é, inegavelmente, uma família fiel e temente a Deus. Mas nem nesse caso o desafio é menor, pois a vocação não surge do nada: ela é um desígnio que faz parte de um grande projeto que é posto em prática desde antes da concepção, começa a se realizar no Batis-

TESTEMUNHOS

Sacerdócio

6

mo e toma conta da vida aos pouc expresso em Eclesiastes 3,1: “Para coisa há um momento debaixo do dade de missões com diferentes m tendo a vivência e o testemunho d A Igreja propõe três modelos ções, todos igualmente amados. A diano dos leigos, em que o cristão mundo comprometido com a soc Há também a vocação ao ministé nos, padres e bispos, que preside comunidade e celebram o Deus v sacramentos. O terceiro modelo é comunidades de vida, ordens, con outras formas de organização e tes Todas as vocações brotam do do que há de mais íntimo no con como a forma mais pura e verdad planejar cada passo de cada vida s ter olhos e ouvidos sensíveis e cor chamado de Deus, e usar exemplo descritos a seguir – para se sentir m inquieto em relação aos desígnios Ouça! Veja! Sinta! Você tem uma v convite para estar mais perto de D

Religioso “Nasci em uma cidade chamada Guabiruba, em janeiro de 1952, e meu despertar vocacional surgiu bem cedo, aos sete anos, quando iniciei meus estudos. Todos os anos, no mês de agosto, um irmão Marista visitava a escola, conversava sobre a vida e a vocação. No final, pedia para preencher uma ficha, onde havia uma pergunta que dizia: quando crescer, o que vou ser? Muitas eram as opções de resposta, mas sempre assinalei ‘padre’. Chegando aos 11 anos, pedia aos meus pais, muito católicos, para ir ao seminário, pois queria ser padre. Foi assim que tudo começou. Fui ordenado padre no dia 15 de dezembro de 1979, aos 27 anos de idade e dali em diante segui minha vocação com todo amor e dedicação. Hoje, após 33 anos de sacerdócio, continuo louvando e agradecendo a Deus por ter me escolhido e me chamado. Com a Sua graça vivi todos esses anos sacerdotais o prometido.” “Não vim para ser servido, mas para servir e dar a vida em resgate de muitos.” Mt 20, 28 Padre Geraldo Kohler, scj

quia onde eu participava. Hoje faço parte deste a Deus e aos irmãos na alegria do Espírito Santo

www.santuarioscj.com.br


Jornal d o

SANTUÁRIO

rota do

e Jesus

cos. Vocação todos temos, como a tudo há um tempo, para cada os céus”. O que há é uma infinimeios para se realizar, mas sempre do evangelho como compromisso. s de classificação para as vocaA mais comum é a laical, o cotio contribui para a santificação do ciedade e com o Reino de Deus. ério ordenado, revelada a diácoem e coordenam os serviços da vivo, junto ao povo, pela via dos é a vocação à vida consagrada – ngregações, institutos religiosos e stemunho estritamente religiosas. Sagrado Coração de Jesus. Vêm ntato entre o humano e o divino, deira de amor que levou Deus a sobre a terra. É importante manração aberto para identificar esse os próximos – como os que serão mais instigado, mais curioso, mais que brotam do Sagrado Coração. vocação que é, acima de tudo, um Deus, por meio da fé e das obras.

É tempo de festa! Tempo de alegria, de amar, viver, sentir e celebrar o Sagrado Coração de Jesus, testemunhando as graças e bênçãos que por Ele são derramadas. O Santuário aguardava com ansiedade durante todo o ano a chegada de junho, mês este que os fiéis são convidados a ter uma experiência neste Coração que pulsa de amor. Pensando nisso, o Santuário Sagrado Coração de Jesus preparou uma programação intensa de espiritualidade e celebração, a começar pela Novena do Sagrado Coração de Jesus que aconteceu de 29 de maio a 6 de junho, com celebrações todos os dias às 19h, momentos de vivência, devoção e graça. Para completar esta programação, no dia 7 de junho (sexta-feira) inicia a festa social, com a Noite Italiana, e no sábado e domingo (8 e 9 de junho) segue com outras atrações: almoço e jantar com churrasco e galeto, recreação para as crianças, celebração com os idosos e muitas outras atividades. Tudo isso para vivenciar o tema proposto para este ano: “Vocação, um chamado de Deus!”. Este também se refere ao Ano Vocacional, vivido pela Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus (SCJ), que em 2013 tem se vol-

tado com orações e ações para louvar a Deus pelas vocações já vivenciadas, principalmente com os jovens, e ainda promovendo a difusão desse anúncio para despertar novas vocações. Você também pode rezar pelas vocações, consagrando-as ao Sagrado Coração de Jesus: “Coração de Jesus, Tu és a fonte do amor, da vida e da santidade. No Teu Coração, somos chamados a beber da fonte da salvação, a experimentar a verdadeira paz e alegria, a fortalecer a nossa vocação e a participar do Teu amor solidário. Nós Te louvamos, porque sempre nos chamas para mais perto do Teu Coração e n’Ele nos ofereces um abrigo seguro onde descansar. Por isso, com alegria, acolhemos o Teu convite: ‘Vinde a Mim’. Com o sincero desejo de viver e testemunhar o Teu amor, aqui estamos para consagrar nossa vida ao Teu Sagrado Coração e confiar à Tua proteção nossas comunidades, nossos projetos e trabalhos. Que o sangue e a água que jorram do Teu Coração nos deem um coração novo para servir com gratuidade aos nossos irmãos e irmãs. Amém.”

Matrimônio

“Ser uma pessoa totalmente consagrada a Deus é ser uma pessoa que busca, no dia a dia, imitar o Divino Mestre”. Deus nos chama para servi-lo de um modo particular. Ouvi o chamado do Senhor já em fase adulta de minha vida. Passei 15 anos longe de Deus, afastada dos sacramentos. Mas Deus Pai, em Sua infinita misericórdia, me resgatou. Em um retiro espiritual, de quatro dias, experimentei o amor de Deus. Desde então nunca mais O abandonei. Deixei minha família, um namoro de 15 anos, os amigos da paróquia, o trabalho de 21 anos como assistente social na Prefeitura de São Paulo, e um ótimo salário para viver totalmente para Deus. Com o passar do tempo, descobri que o Senhor me queria somente para Ele. Conheci as Irmãs Carmelitas Mensageiras do Espírito Santo, na paróInstituto Religioso, em Joinville, e sou muito feliz servindo o.” Irmã Ana Maria Assis Scalco, CMES

www.santuarioscj.com.br

“Somos casados há 44 anos e entre os frutos vindos desse sacramento, os mais especiais são as nossas quatro filhas e genros, além de nove netos. Hoje somos uma família feliz, mas nem sempre foi assim. Quando nos casamos, ainda não tínhamos uma vida totalmente entregue a Deus. Minha esposa sempre foi uma mulher de oração, mas eu mesmo depois de casado, não tinha consciência da importância do matrimônio. Só depois de dez anos é que começamos a participar juntos da Igreja. Isso aconteceu porque minha esposa teve um encontro em um grupo de oração da Renovação Carismática Católica. Ao chegar em casa, reuniu as crianças para rezar e, durante três anos, elas abriram mão da melhor novela para rezar o terço pela minha conversão. Após passar por uma enfermidade, participei do grupo de oração da Comunidade São Judas Tadeu e pude experimentar Jesus. Depois disso nossas vidas mudaram por completo pois começamos a ser uma verdadeira família. Hoje, faz 34 anos que servimos a Deus e reconhecemos o amor e felicidade que só Ele é capaz de trazer a um casamento, a um lar, a uma família.” Arildo de Miranda, esposo de Marlene Catarina de Miranda.

7


Jornal d o

SANTUÁRIO

Santuário

DEHONIANOS

Por Suelen Flores e Karla Gulini

Encontro Mundial da Juventude Dehoniana A juventude dehoniana da Paróquia Santuário Sagrado Coração de Jesus se prepara para o Encontro Internacional da Juventude Dehoniana (EJD), que acontecerá entre 19 e 23 de julho, em Taubaté (SP). Esta é a primeira vez que o encontro será realizado fora da Europa, aproveitando a participação dos jovens na Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro. Desde o início do ano, quatro jovens da nossa Paróquia têm participado de formações em preparação para a EJD e JMJ Rio2013, acompanhados pelo Padre Elinton Costa, scj. Nesses encontros foi possível aprofundar o carisma dehoniano

8

para os jovens da província. A programação do evento inclui apresentações culturais, momentos de espiritualidade, testemunhos, partilhas missionárias, oficinas, adoração ao Santíssimo Sacramento, celebrações eucarísticas e também uma romaria até o Santuário Nacional de Aparecida, encerrando com a participação dos jovens na Santa Missa. Inspirado na carta de Paulo (Efésios 5,2), o lema do encontro é “Caminhai no amor!”, este identifica o carisma dehoniano de contemplar o lema da JMJ Rio2013: “Ide e fazei discípulos entre todas as nações”. (Mateus 28,19) E juntos com os jovens dehonianos de todo o mundo, em julho, nosso jovens irão cantar: “Nossa marca é o amor, a missão é amar”.

www.santuarioscj.com.br


Jornal d o

SANTUÁRIO

Espiritualidade DEVOÇÃO

Por Paulo Becher Junior

Devoção popular na Festa do SCJ Novenas que antecedem a festa do SCJ preparam o coração dos fiéis para a solenidade Os grandes eventos da vida requerem uma preparação mais requintada. Assim acontece em uma formatura, em um casamento, uma mudança de casa, e por aí vai. Em termos de espiritualidade não parece ser muito diferente. Os momentos mais especiais de vivência da fé pedem um instante de esmero para a sua mais plena realização. Na vida do nosso Santuário e comunidade paroquial, teremos a chance de celebrar o dia da Solenidade do Sagrado Coração de Jesus em 7 de junho. No “Dia do Coração de Jesus”, os devotos solenizam o amor de Deus em favor da humanidade, manifestado no Coração de Cristo. É dia de viver mais de perto este “amor”, tantas vezes não amado. É o instante de buscar assemelhar-se ainda mais com o próprio Jesus, Sua vida e ação, demonstradas no Seu Coração Sagrado. Nessa mística, a celebração das novenas é uma forma de “preparar o clima” para

viver a solenidade do Coração de Jesus. É momento de recordar e experimentar as muitas manifestações do amor de Deus na vida do ser humano. De certa maneira, ao iniciar a novena inicia-se a solene ação de demonstração de fé no Coração de Cristo. É colocar-se em movimento na direção de demonstrar a vivência da espiritualidade do Coração de Jesus. Participar como “Amigo do Coração” é manifestar de modo público a fé no Coração de Jesus. Da mesma maneira que ao levar um objeto para ser abençoado, o fiel se abre à presença de Deus, pois a bênção é para a pessoa, e não para o objeto em si. Por exemplo, ao levar a carteira de trabalho, o fiel pede a bênção para sua pessoa enquanto trabalhador, e não para o documento que o identifica como tal. Enfim, a participação na novena é uma forma de solenizar a celebração do Coração de Jesus. É a demonstração de que é uma festa especial,

que rompe com o ordinário da vida de fé. É a exteriorização do sentimento de que algo de muito importante vai acontecer. E de tão importante, que são necessários nove dias de preparação. É um evento espiritual tão significativo que não cabe em apenas um dia.

Sacramento da Ordem Por Fr. Tafarel Junio Ribeiro, scj

A nossa atenção se volta, neste mês, para o sacramento da Ordem. Como nos diz o Catecismo da Igreja Católica, “é o sacramento graças ao qual a missão confiada por Cristo aos Apóstolos continua a ser exercida na Igreja, até o fim dos tempos: é portanto, o sacramento do ministério apostólico”. Em outras palavras, é uma continuidade daquilo que o próprio Cristo iniciou quando passou pela terra. A palavra ordem já possuiu outros significados: na antiguidade era entendida como um corpo civil constituído com a finalidade de governar. No entanto, como já ouvimos muitas vezes, hoje diz respeito ao sacramento que é conferido a uma pessoa. Pela Ordem, o que é ordenado recebe um dom do Espírito Santo que permite o exercício de uma autoridade sagrada e isto implica, também, um envio aos seus irmãos na fé. O sacerdote recebe uma tripla missão: a de governar, de ensinar e de santificar (é o que chamamos de múnus sacerdotal). E tal missão provém do próprio Cristo; são três ações que Ele próprio realizou e continua a realizar através dos sacerdotes, que agem in persona Christi, ou seja, na pessoa de Cristo. Deste modo, o ordenado reúne o seu povo, ensina (assim transmite a fé; cria presença da verdade e constrói realmente a comunhão da Igreja universal), santifica e guia àqueles que, por Cristo, foram confiados à Igreja.

www.santuarioscj.com.br

“Jesus manso e humilde de Coração, fazei o nosso coração semelhante ao Vosso”.

BEATIFICAÇÃO

Nhá Chica

Francisca de Paula de Jesus, carinhosamente chamada de Nhá Chica, foi beatificada no sábado, 4 de maio deste ano, na cidade mineira de Baependi, reunindo 50 mil fiéis de todo o Brasil. O reconhecimento da santidade de Nhá Chica pela Igreja, passado pouco mais de cem anos de sua morte, confirma a importância de se colocar em relevo o exemplo de sua vida de fidelidade a Cristo e ao Seu Evangelho. Sua beatificação é uma mensagem de extraordinário significado para nossa Igreja. Filha de escravos, analfabeta e órfã desde criança, sempre viveu na simplicidade. Devota de Nossa Senhora da Conceição, consagrou seu tempo e consumiu sua vida como leiga que testemunha a fé, servindo às pessoas, especialmente na nobre tarefa de escutar e aconselhar. Seu cuidado com os mais pobres rendeu-lhe o título de “Mãe dos pobres”. Fonte: Rádio Vaticano

9


Jornal d o

SANTUÁRIO

Comunidades NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO

Por Edilson Maia

Café com Maria

Coroação de Nossa Senhora A Comunidade Nossa Senhora do Rosário, preparou uma encenação sobre as várias fases da vida de Maria Santíssima. O teatro foi protagonizado pelas crianças da Infância Missionária, após a celebração eucarística de 8 de maio, culminando com a coroação de Nossa Senhora pelas catequistas. Maria, modelo de fé, mãe e discípula: coroada rainha dos céus e da terra.

A Comunidade Nossa Senhora do Rosário também celebrou o seu 31.° aniversário no último mês. As comemorações contaram com uma semana repleta de eventos, encerrando em 11 de maio, com o “Café com Maria”, momento de confraternização dos fiéis. O café foi agradável e aconchegante, com direito a sorteio de diversos brindes. A alegria, a organização e os deliciosos quitutes fizeram do café um sucesso! Parabéns à comunidade e a todos que se doaram para o êxito do evento!

PARÓQUIA

Por Talita Rosa

SÃO JUDAS TADEU

Por Marco Aurélio Farias

Festa do Corpus Christi

Bolo e presentes para as mães

Milhares de fiéis participaram da Festa de Corpus Christi, com a confecção do tradicional tapete decorado com temas bíblicos e mensagens cristãs, no feriado de 30 de maio. No centro de Joinville, a decoração começou cedo envolvendo fiéis de 20 paróquias. Ao todo, foram 500 metros de tapete, entre a Praça Nereu Ramos e a Catedral, propagando a fé e incentivando a celebração da presença de Cristo. À tarde, ocorreu a Missa Solene, seguida de procissão e bênção do Santíssimo Sacramento. Na Paróquia, houveram celebrações, às 7h, no Santuário, e às 9h, nas comunidades. A celebração que recorda a última ceia de Jesus junto com os discípulos, é feita sempre na primeira quinta-feira, após o domingo da Santíssima Trindade.

O Dia das Mães, na Comunidade São Judas Tadeu, foi uma grande festa! Após as missas de sábado e domingo, toda a comunidade saboreou gratuitamente um delicioso bolo servido no galpão da igreja e as mães foram presenteadas com vários brindes. Já a animação musical ficou a cargo do coral infantil Brilho Celeste. O gesto foi a forma encontrada pela comunidade de homenagear e agradecer pela vida de todas as mães.

Simbologia vem do século 13 A origem da celebração de Corpus Christi, expressão latina, significa Corpo de Cristo, data do século 13, em 1264, quando o Papa Urbano IV instituiu a festa como forma de realçar a presença real de Cristo na Eucaristia (Santa Ceia), um dos sete sacramentos instituídos pela Igreja Católica.

Retiro para Jovens “Vinde a Mim” Fiquem ligados: em 22 e 23 de junho acontecerá o retiro de primeira experiência “Vinde a mim”, organizado pelo Grupo de Oração Jovem Pentecostes, da Comunidade Divino Espirito Santo, do bairro Petrópolis. No sábado, 22 de junho, o retiro será das 8h às 21h, enquanto que no domingo, 23, o encontro será das 8h às 17h, iniciando com a Santa Missa. O “Vinde a Mim” contará

10

Preparação para Pentecostes A Comunidade São Judas Tadeu, pela primeira vez, preparou-se para a solenidade de Pentecostes com uma novena rezada durante as celebrações eucarísticas que a precedeu. A reza da “Coroa do Espírito Santo” – que é composta pela invocação de cada um dos sete dons do Espírito Santo, repetidamente, por sete vezes – provém de uma exortação do Papa Leão XIII, datada de 5 de maio de 1895. Você encontra a novena completa em http://migre.me/eCLC3.

com as pregações de Fernando Gomes, da Comunidade Quem Ama Sorri (Manaus/ AM), e Rodrigo Nascimento, da Comunidade Luz da Essência (Campinas/SP). A animação ficará por conta do ministério de música “Missão Expressão de Louvor”, de Joinville. As inscrições podem ser feitas pelo site: www.gojpentecostes.com. O valor da inscrição é R$ 30, e terá um desconto de R$ 5 para aqueles que doarem algum produto não perecível, conforme listado no site. Até lá!

www.santuarioscj.com.br


Jornal d o

SANTUÁRIO

Comunidades SAGRADA FAMÍLIA

Por Edson de Farias

DIVINO ESPÍRITO SANTO

Por Pedro Otero Reinert

Festa da Sagrada Família

Semana de Pentecostes na Divino

A Comunidade Sagrada Família esteve em festa no mês de maio. O tríduo festivo aconteceu nos dias 9, 10 e 11. Na sexta, primeiro dia do tríduo, a missa enalteceu a presença das pastorais e movimentos da comunidade. O segundo dia, sábado, teve missa paroquial, com a liturgia toda realizada pelas comunidades irmãs e a presença de Padre Geraldo Kohler, scj, que a exemplo de sexta, presenteou a comunidade com palavras que cativaram as pessoas. No domingo, último dia do tríduo, o pároco, Padre Sildo da Costa, scj, mostrou a importância de cultivar a família, disse aos casais que nunca deixem de enxergar um ao outro como “eternos namorados”, e transmitir esse amor aos filhos. Neste dia aconteceu também, a homenagem às mães pela coroação de Nossa Senhora, na qual as mães fizeram um “corredor humano” para passagem da coroa, e depois todas rodearam a imagem para a coroação.

Na terceira semana do mês de maio, aconteceu na Comunidade Divino Espírito Santo, a festa do padroeiro, celebrando Pentecostes. Todos os dias da semana houve celebrações, nas quais foram abordados temas relacionados à solenidade de Pentecostes. As festividades iniciaram na segunda-feira, com missa na comunidade às 19h30, tendo como tema “Maria e o Espírito Santo”. Nos dois dias seguintes, terça e quartafeira, houve, no mesmo horário, encontros de setores dos Grupos Bíblicos de Reflexão, que tiveram como tema “Espírito Santo é Deus” e “Somos templo do Espírito Santo”, respectivamente. Quinta-feira houve missa na comunidade, às 19h30, com o tema “Espírito Santo na Eucaristia”, e no dia seguinte foi celebrada a missa na comunidade, com a temática “Os Frutos do Espírito Santo”. Ao fim de cada celebração os jovens do GOJ Pentecostes venderam alguns doces e salgados com a finalidade de angariar fundos para irem à Jornada Mundial da Juventude. No sábado, como de costume durante a semana de Pentecostes, a Comunidade Divino Espírito Santo promoveu a Festa das Tendas. A festa iniciou com missa paroquial, às 19h, e contou com a participação de todas as comunidades irmãs, pertencentes à Paróquia Santuário Sagrado Coração de Jesus. A festa teve a intenção de promover a unidade, a partilha e integração entre os fiéis. Cada comunidade ficou responsável por servir um prato típico, como massas, doces e bebidas, gratuitamente.

Além do tríduo, a festa ainda teve o encontrão dos Grupos Bíblicos de Reflexão na terça, o Grupo de Oração na quarta, e a Pastoral Antialcoólica na quinta; todos centralizando algum tema familiar, em seus respectivos encontros.

Durante toda a festa, o verdadeiro sentido de viver este dia tão importante, junto à comunidade, foi o que reuniu as famílias em torno do altar do Senhor.

www.santuarioscj.com.br

Já no domingo, dia de Pentecostes, houve a missa das 8h, conforme cronograma na comunidade. A missa teve o tema “E todos ficaram cheios do Espírito Santo” e foi presidida pelo Padre Kleber Ferreira, scj.

A Comunidade Divino Espírito Santo agradece a todos que participaram dos festejos durante a semana, pelo carinho e amor à comunidade.

11



Jornal do Santuário - Edição de Junho/2013