Page 1

AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DE DIFERENTES MÉTODOS DE CONTROLE DE MATO, SOBRE A PRODUÇÃO DO CAFEEIRO.

Elifas Nunes de Alcântara


Introdução • A produção de um café de maneira sustentável tem sido a preocupação atual. • Awatramanani, 1974, na Índia, já preocupava com a sustentabilidade ao propor uso de cobertura morta, melhorar o solo.


• Idéias atuais é o uso de coberturas vivas nas entrelinhas do cafeeiro. • Tem se minimizado a competição das plantas das entrelinhas com o cafeeiro. • Idéias de que a presença de plantas nas entrelinhas pouco efeito na produção.


• Mas, já foi demonstrado que as invasoras das entrelinhas afetam a produção, (Garcia-Blanco, 1982, Oliveira et al.1979, Silva et al. 2007, e Alcântara 1997, Alcântara e Ferreira, 2000, 2007 e 2009). • Os efeitos sobre a produção podem inviabilizar a exploração.


Objetivos: • Avaliar os efeitos de diferentes sistemas de manejo do mato sobre a produção do cafeeiro. • Dar continuidade a pesquisa iniciada em 1977, observando outros aspectos dos efeitos de métodos de capina.


Material e métodos Experimento “Métodos de capina” instalado em setembro de 1977, com o cultivar Catuai IAC 99, no espaçamento 4x1m, S.S.Paraiso - MG Replantado em 2006, com o cultivar Paraíso MG2, com o espaçamento 4x0,70m.


• Sete tratamentos nas entrelinhas; três repetições, em blocos casualisados. • Tratamentos: Roçadora (RC), Grade (GR), E. Rotativa (RT), Herb pós emergência (HC), Herb.préemergência (HR), Capina Manual (CM) e Sem capina (SC).


• Herbicida de pós-emergência = glyphosate a 3,0 lt./ha. • Herbicida de pré-emergência = oxyfluorfen a 3,0 lt./ha aplicado nas linha e entrelinhas. • Avaliou-se a produção em sacas beneficiadas em 2008, 2009 e 2010.


Número médio de operações anuais realizadas. Trat. entrelinhas Nº capinas anuais Roçadora RÇ 5 Grade GR 3 Enx.rotativa RT 3 Herb.pós E HC 3 Herb.pré E. HR 2 Cap. manual CM 6 Sem capina SC 0


RESULTADOS


Tratamento 2009 2010 2008 •Avaliou-se a produção em sacas beneficiadas em 2008, 2009 e entrelinha 2010. Roçadora

8,0 bc

26,0 ab

25,22 bc

Grade

11,7 bc

20,7 ab

30,33 b

Rotativa

17,0 bc

25,7 ab

29,33 b

Herb.pós- E

14,0 bc

25,0 ab

29,33 b

Herb.pré - E.

31,4 a

33,0 a

41,77 a

Cap. Manual

17,7 b

24,0 ab

30,33 b

19,0 b

21,11

Sem capina

4,0

C.V. (%)

17,2

c

9,8

c

12,46

Médias seguidas pelas mesmas letras não diferem entre si pelo Teste de Tukey a 5%.


CONCLUSÕES


1. A manutenção das entrelinhas sempre livres de mato, propiciou sempre a maior produção do café, pela eliminação do mato “a priori” ou seja antes da competição com o mato. 2. O uso da grade e enxada rotativa, foi tão efetivo quanto capina manual nas entrelinhas.


3. A roçadora mostrou efeito prejudicial à produção, pela compactação promovida pelo excesso de uso no período chuvoso. 4. A entrelinha sem capina apresentou sempre a menor produção.


Entrelinha c/Roรงadora Rร‡


Entrelinha c/ grade GR


Entrelinha com rotativa - RT


Entrelinha com herb. P贸s

HC


Entrelinha com Herb pre - HR.


Entrelinha capina manua - CM


Entrelinha sem capina

SC


AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DE DIFERENTES MÉTODOS DE CONTROLE DE MATO, SOBRE A PRODUÇÃO DO CAFEEIRO.  

VII Simposio: AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DE DIFERENTES MÉTODOS DE CONTROLE DE MATO, SOBRE A PRODUÇÃO DO CAFEEIRO.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you