Exposição fotográfica Um Mar de Plástico

Page 1

EXPOSIÇÃO

UM MAR DE PLÁSTICO

A sea

plastic

CÉLULA A - ATERRO SANITÁRIO PORTIMÃO, ALGARVE - ATUALMENTE SELADA A Section - Sanitary Landfill in Po imão, Algarve - Now sealed

FILIPE PEREIRA


JUNTOS SOMOS MAIS FORTES! É muito difícil reciclar a maior parte dos materiais que produzimos. Assim tudo o que usamos está a acumular-se, tanto em terra como no mar. Estima-se que dos 9.2 biliões de toneladas de plástico produzidas desde 1950, cerca de 6.3 nunca tenham chegado ao caixote do lixo e, por isso, correspondam a lixo não tratado*. Com esta exposição queremos mostrar-lhe o que algumas associações e empresas estão a fazer pelo mundo fora para ajudar a combater este problema e, ao fazê-lo, dar-lhe ideias de como pode contribuir também. Não temos outro planeta para onde ir. It is very hard to reclycle most of the things we produce. Therefore, most of what we use is being accumulated

CAMPANHA LIMPEZA AECO - ILHA CULATRA AECO Cleaning action - Culatra Island

MARIE-LINE VERHELST

either inland or at the sea. Available data suggests that from the 9.2 billion tons of plastic produced since 1950, 6.3 billion tons never made it to a recycling bin, corresponding to untreated waste*. Our aim with this exhibition is to show you what some associations and companies are doing around the world to fight this problem, and by doing so, to give you some ideas on how to contribute yourself. We have no other planet to go to. * Parker, L., 2018. National Geographic.

ORGANIZAÇÃO

APOIO

FINANCIAMENTO


UM MAR DE PLÁSTICO A sea

plastic

COLETES SALVA-VIDAS Life-Jackets

Edward Grattan A crise humanitária a que se assiste atualmente na bacia do mar Mediterrâneo está a ter também graves consequências ambientais. Os milhares de coletes salva-vidas que têm vindo a ser abandonados pelos migrantes na ilha de Lesbos na Grécia, são já considerados como uma bomba relógio do ponto de vista ambiental. Não existe na ilha capacidade para gerir esta situação e já desde de 2015 que os pescadores da região chamam a atenção para o impacto negativo desta nova fonte de poluição na sua atividade. Incrivelmente, a maioria destes coletes são falsos, feitos de esponja, o que significa que absorvem água e afundam o utilizador. The actual humanitarian crisis in the mediterranean sea has also severe environmental consequences. The tens of thousands lifejackets abandoned by migrants in the Greek island of Lesbos, are already described as an ecological timebomb. There is no capacity in the island to manage this situation and the local fishermen have been complaining already since 2015, about the negative impact of this new pollution source on their activity. Shockingly, the majority of these lifejackets are fake, made from sponge, which means that they soak up water and drag the user underwater.

REUTILIZE O MÁXIMO E, SEMPRE QUE POSSÍVEL, COMPRE USADO

Reuse the most and , whenever possible , buy used items

Gostar daquilo que compramos e temos começa no momento da compra. Ou seja, devemos comprar artigos de melhor qualidade, fáceis de manter ou talvez até mesmo comprar artigos usados e alugar artigos para ocasiões específicas. Reutilizar e reciclar são a grande tendência da estação! PORTANTO, NÃO SE ESQUEÇA QUE PODE VENDER, TROCAR, DOAR OU SIMPLESMENTE TRANSFORMAR ARTIGOS QUE JÁ NÃO UTILIZA. Liking what we buy and possess starts when we shop. Meaning that we should buy better quality items, that are easy to maintain, buy pre-loved items, or even, rent what we need for specific moments. Reuse and recycle are the new trends for the season! SO DO NOT FORGET THAT YOU MAY ALSO SELL , SWAP, DONATE OR SIMPLY UPCYCLE WHAT YOU DON’T USE ANYMORE.

A associação Lighthouse Relief sediada numa pequena vila pescatória na costa norte de Lesbos na Grécia, foi fundada em 2015 como resultado da chegada diária de centenas de refugiados em botes de borracha. A associação está integrada na comunidade local e continua a oferecer apoio humanitário aos recém-chegados. O seu projeto ECO Relief foi inicialmente desenhado para ajudar a gerir a vasta quantidade de detritos acumulados como resultado da chegada dos refugiados, mas está atualmente também a contribuir para proteger o ecossistema local e apoiar a pesca e o turismo, já que são as mais relevantes atividades económicas para a região. The association Lighthouse Relief is based in a tiny fishing village on the north coast of Lesvos, Greece and was founded in 2015 in response to the thousands of refugees arriving every day in rubber dinghies. The organisation is now embedded in the local community, and continues to provide dignified humanitarian assistance to new arrivals. The ECO Relief project was set up initially to address the vast amount of refuse accumulated as a result of these landings, but nowadays also protects the local environment and helps support important economic activities such as fishing and tourism.

www.a-eco.org | a-eco@a-eco.org | geral.aeco@gmail.com | instagram.com/aeco.rtv | facebook.com/aeco.rtv


UM MAR DE PLÁSTICO A sea

plastic

AS ARTES E PESCA Fishing gear

ALICE TILLEUL Estima-se que entre 20 a 45% da poluição marítima seja proveniente de equipamentos de pesca. Contudo, o risco das redes e artes de pesca perdidas está longe de ser apenas a poluição. Calcula-se que cerca de 100 mil animais sejam estrangulados, sufocados ou feridos por este tipo de detritos todos os anos. Nós, enquanto consumidores de peixe e marisco provenientes do mar também estamos a ser ameaçados. Todos estes plásticos depositados no mar têm vindo a decompor-se e estão agora a ser incorporados na cadeia alimentar como microplásticos.

An estimated 20 to 45% of marine debris comes from fishing sources. However, the hazard about this abandoned fishing gear goes well beyond pollution. Roughly 100 thousand marine animals are believed to be strangled, suffocated or injured by these kind of debris every year. We as fish and seafood consumers are also endangered. All of this plastic debris in the sea are decomposing and getting into the food chain as microplastics.

PREFIRA ALIMENTOS SUSTENTÁVEIS Choose

sustainable food

É difícil abandonar as nossas comidas preferidas por causa de uma ameaça silenciosa e ainda invisível para muitos de nós. Podemos contudo adotar comportamentos de compra e consumo mais responsáveis que nos permitam reduzir a nossa pegada ecológica e salvaguardar a nossa saúde dos perigos que uma atmosfera contaminada apresenta. NO MOMENTO DE COMPRAR ESCOLHA ALIMENTOS DA ÉPOCA, PRODUZIDOS LOCALMENTE E, SEMPRE QUE POSSÍVEL, QUE NÃO SEJAM RESULTANTES DE PRÁTICAS DE PRODUÇÃO OU CAPTURA DESTRUTIVAS OU ILEGAIS COMO AS REDES DE ARRASTO OU A CAÇA SUBMARINA. It is surely hard to abandon our favourite foods due to a silent threat, still invisible for many of us. It is possible however, to adopt more responsible buying behaviours, allowing for the reduction of our ecological footprint, and that also help to protect our health from the dangers that a contaminated atmosphere presents. WHEN SHOPPING CHOOSE SEASONAL PRODUCTS, LOCALLY PRODUCED AND, WHENEVER POSSIBLE, THAT ARE NOT CONSEQUENCE OF DESTRUCTIVE FARMING OR ILLEGAL FISHING PRACTICES SUCH AS TRAWLING OR SPEAR FISHING.

A RTV - Associação para o Estudo e Conservação dos Oceanos é uma associação sem fins lucrativos que conta na sua génese com um conjunto de pessoas relacionadas profissionalmente com a formação, turismo náutico e investigação, nas mais diversas áreas do saber, e que do ponto de vista pessoal partilham uma paixão comum pelos mares e uma preocupação com a conservação da natureza. A nossa missão é apoiar a investigação, educação e conservação dos oceanos, por forma a chamar a atenção, e inspirar ação, para a necessidade de proteger a vida marinha e as comunidades que dela dependem. Incluímos portanto no nosso conceito de vida marinha, as comunidades locais, dependentes de atividades pescatórias ou outras atividades relacionadas com o mar. Para cumprir estes objetivos, desenvolvemos atividades em três áreas de intervenção centrais: Ÿ Apoio a projetos de investigação sobre biodiversidade, espécies ameaçadas ou outros relacionados com o mar, e divulgação de resultados; Ÿ Acções de carácter formativo, em áreas relevantes como a náutica, o ecoturismo ou turismo da natureza, etc; Ÿ Projectos de voluntariado, enriquecimento curricular e/ou turismo científico, que visem a protecção e conservação da natureza.

RTV - Associação para o Estudo e Conservação dos Oceanos is a non profit organization that gathers a group of people that are professionally related to education, nautical tourism and research in the most diverse areas and are personally passionate about the seas and nature conservation. Our mission is to support marine environment research, education and conservation, creating awareness and inspiring action towards the protection of sea life, that includes local communities living upon fisheries or other sea related activities. To accomplish such broad mission, we work alongside with volunteer members like students, professors, marine biologists and other conservation advocates. Our activities structured around three main goals: Ÿ Gather data about biodiversity, endangered species or for other marine-related research, and share such information in open source outlets; Ÿ Promote responsible and sustainable tourism; Ÿ Organize volunteering projects, host internships and develop or endorse other conservation initiatives such as, for example, educational summer camps.

www.a-eco.org | a-eco@a-eco.org | geral.aeco@gmail.com | instagram.com/aeco.rtv | facebook.com/aeco.rtv


UM MAR DE PLÁSTICO A sea

plastic

UMA MONTANHA DE LIXO NÃO SEPARADO A mountain

miscellaneous trash

CÉLULA B - ATERRO SANITÁRIO PORTIMÃO B Section - Sanitary Landfill in Po imão

FILIPE PEREIRA O termo reciclar ainda apresenta mistérios para muitos de nós. Mas reciclar é nada mais do que uma forma de gestão de resíduos que implica converter materiais usados, lixo, em produtos reutilizáveis. Reciclar contribui para minimizar a utilização de novos materiais, poupando recursos naturais, mas também para reduzir a poluição tanto no mar como em terra. Porque quando os resíduos não são convenientemente separados e tratados, a única alternativa é depositá-los em aterros sanitários. Os resíduos sólidos no Algarve são recolhidos para dois aterros sanitários — um no Barlavento (Portimão) e outro no Sotavento (Loulé) — depois de passarem por oito estações de transferência e duas unidades de triagem. Em Portimão está neste momento a ser concluída a terceira célula do aterro sanitário, já que a capacidade de armazenamento das duas células anteriores está praticamente esgotada. Os aterros sanitários, mesmo não sendo uma solução perfeita para a gestão dos resíduos, são determinantes para minimizar o impacto ambiental das anteriores lixeiras a céu aberto. A acumulação de resíduos não tratados nestes locais provocava a libertação de gases tóxicos para a atmosfera que contribuíam significativamente para o efeito de estufa.

Many of us feel overwhelmed by the term recycling. But recycling is nothing more than a form of waste management that involves converting used materials, waste, into reusable products. Recycling helps to minimize the consumption of fresh raw materials, saving natural resources, but also helps to reduce pollution inland and ashore. Because when waste fails to be conveniently sorted and managed, the only option is to landfill it. The solid waste in the Algarve is gathered in two sanitary landfills (Portimão and Loulé) after being sorted across eight treatment stations and two sorting facilities. Since the existing sections are already full, a third section for waste deposit is now almost finished in the sanitary landfill located in Portimão. Even if still not the perfect solution for waste management, sanitary landfills are far better than the previous open-sky waste deposits. The harmful chemicals and toxic gasses in rubbish in landfill sites had a severe impact in the greenhouse effect.

REDUZIR, REUTILIZAR E RECICLAR

Reduce , Reuse , Recycle

Esta máxima não tem uma ordem aleatória. Além da indústria da reciclagem não ser milagrosa, já que não é possível reciclar a maior parte dos materiais que são produzidos, esse processo apresenta muitas vezes custos energéticos, ou ao nível do consumo de água, que não podem ser esquecidos. Como fazemos então? COMPRAMOS MENOS. PREFERIMOS EMBALAGENS REUTILIZÁVEIS OU FEITAS DE MATERIAIS FACILMENTE RECICLÁVEIS COMO O VIDRO. SEPARAMOS O PLÁSTICO E CARTÃO QUE, AINDA ASSIM TIVERMOS QUE USAR, PARA QUE POSSA SER RECICLADO. SEPARAR O NOSSO LIXO É O MÍNIMO QUE PODEMOS FAZER. NÃO HÁ DESCULPAS! The order of the statement is not random. There are no miracles with the recycling industry, most of the materials that we produce are not recyclable at all. Furthermore, we cannot forget that the recycling process implies great energetic costs, or even a huge water consumption. So what can do we do? BUY LESS. CHOOSE REUSABLE PACKAGES OR MADE OF MATERIALS THAT ARE EASILY RECYCLABLE LIKE GLASS. AND WE SORT ALL THE PLASTIC AND PAPER PACKAGES THAT WE STILL USE, SO THAT THEY CAN BE RECYCLED. SORTING OUR WASTE IS THE LEAST WE CAN DO. THERE ARE NO EXCUSES!

www.a-eco.org | a-eco@a-eco.org | geral.aeco@gmail.com | instagram.com/aeco.rtv | facebook.com/aeco.rtv


UM MAR DE PLÁSTICO A sea

plastic

ANÁLISE DO LIXO RECOLHIDO NA PRAIA Analysis

collected li er a er beach clean up

KORA DVORSKI O lixo marítimo é muitas vezes oriundo de cidades distantes do mar. Quando alguém deita lixo no chão, a chuva pode transportá-lo para o sistema de esgotos que é por sua vez despejado em rios, lagos ou outros canais de água. Da mesma forma, as correntes marítimas transportam os resíduos no ambiente. Materiais persistentes, como o plástico, podem viajar longas distâncias e podem ser atualmente encontrados em localizações remotas como no Ártico ou na Antártida. Por isso, quando vemos imagens da grande ilha de plástico no Pacífico, não nos podemos esquecer que, parte desse lixo é seguramente nosso também. Marine debris is most of the times generated in cities distant from the ocean. When someone litters on the street, rainwater can move the trash into the drains that empty into streams, rivers, and other bodies of water. In the same way, sea currents may transport marine debris throughout the marine environment. Persistent materials, like plastic, can even travel long distances, having been already found in remote regions of the world, like the Arctic and Antarctic. So whenever we see images of the great Pacific garbage patch, we cannot forget that part of that waste is surely ours too.

APANHE LIXO QUANDO FOR À PRAIA OU AO CAMPO

Collect waste at the beach or the countryside

Plogging é a nova moda para nos mantermos saudáveis, ativos e contribuirmos para o bem-estar do planeta, já ouviu falar? FAÇA ATIVIDADES AO AR LIVRE, NA PRAIA OU NO CAMPO, PODE CAMINHAR, CORRER, NADAR OU MESMO ATÉ PRATICAR MERGULHO. DEPOIS É SIMPLES, RECOLHA O LIXO QUE ENCONTRAR, SEPARE-O E DEPOSITE NOS RESPECTIVOS CONTENTORES. FÁCIL. Plogging is now a fitness trend that allows us to get fit while reconnecting with nature and contributing for the well-being of our planet. Have you ever heard about it? GO OUTDOORS, TO THE BEACH OR TO THE COUNTRYSIDE, YOU MAY WALK, RUN, SWIM OR EVEN PRACTICE DIVING. THEN, YOU SIMPLY PICK UP THE LITTER ALONG THE WAY, SORT IT AND PUT IT AWAY IN THE RIGHT CONTAINERS. EASY.

A associação sem fins lucrativos, Marine Explorers Society - 2000 Leagues foi fundada em 2005 com um enfoque específico nas áreas da investigação e educação em biologia e ecologia marinhas. Dado que a visão da 2000 Leagues é promover atividades de investigação e educação, bem como a conservação e proteção da natureza, privilegiando sempre a sustentabilidade ambiental, tem vindo a colaborar nos últimos 30 anos sobretudo com biólogos marinhos, mergulhadores e ambientalistas. As suas atividades de investigação da organização centram-se na zona do Mar Adriático, sendo muitos dos seus projetos localizados em zonas protegidas com as quais colaboram. Parte da sua missão é partilhar conhecimento sobre sustentabilidade e criar potenciais sinergias entre abordagens tradicionais e contemporâneas na gestão e exploração dos recursos naturais. Contabilizando todas as atividades de investigação, intensas campanhas de limpeza e iniciativas educacionais, esta associação está direta e indiretamente a contribuir para mitigar potenciais consequências negativas e conservar a integridade do nosso património natural.

Marine Explorers Society - 20000 Leagues was founded in 2005 as a NGO with specific focus on scientific research and education in marine biology and ecology. For the past 13 years the organization has worked with marine biologists and environmental enthusiasts and divers. Our research activities take place in the Adriatic Sea, with a lot of projects based in marine protected areas that we collaborate with. 20000 Leagues' vision is to enhance research and educational activities as well as nature conservation and protection, always keeping sustainable development at the forefront. Our activities support development and implementation of scientific ideas into the educational system as well as raising public awareness. Part of our mission is to share knowledge about sustainability and synergy between a traditional and contemporary approach when considering the exploitation of natural resources. Taking into account all research activities as well as intensive clean-up efforts and educational activities, we are directly and indirectly working and contributing towards conserving the integrity of nature and mitigating possible negative future outcomes.

www.a-eco.org | a-eco@a-eco.org | geral.aeco@gmail.com | instagram.com/aeco.rtv | facebook.com/aeco.rtv


UM MAR DE PLÁSTICO A sea

plastic

REFLORESTAR MONCHIQUE Reforest Monchique o

ir

e

r

r

e

u

G

é

s

o

J

FORUM ALGARVE A desflorestação causada tanto pelos avanços da agricultura como pelos fogos, que infelizmente tem vindo a dizimar áreas cada vez mais significativas, é preocupante. Plantar árvores pode desempenhar um papel de relevo para minimizar as atuais alterações climáticas porque nos permite reduzir os níveis de carbono na atmosfera, elemento integrante dos gases que provocam o efeito de estufa na atmosfera. Os cientistas acreditam ainda que, esta medida poderá contribuir para arrefecer os oceanos, cujo sobreaquecimento está a provocar danos gravíssimos ao nível da biodiversidade. The deforestation caused both by agriculture and the wild fires that, unfortunately have been consuming increasingly bigger areas, are worrisome. Planting trees may play a crucial role in tackling climate change because they contribute for the reduction of carbon (a part of the greenhouse gas carbon dioxide) in the atmosphere. Scientists believe that such action may also be positive to cool down the rising water temperatures that are endangering greatly marine biodiversity.

PLANTE ÁRVORES, PROTEJA AS QUE EXISTEM

Plant trees, pr ect the existing ones

Mesmo sem ter uma propriedade privada é possível plantar, regar ou simplesmente proteger o que existe. JUNTE-SE A UMA HORTA URBANA. QUANDO VISITAR ZONAS MAIS RURAIS NÃO DEIXE LIXO. EM CASO DE INCÊNDIO, DEVE LIGAR DE IMEDIATO PARA O 112 OU PARA OS BOMBEIROS DA SUA ÁREA. SE NÃO CORRER PERIGO, PODE TENTAR EXTINGUIR O INCÊNDIO COM PÁS, ENXADAS OU RAMOS. Even without owning a private property it is possible to plant, water ou simply protect what is planted already. JOIN AN URBAN GARDEN. WHEN VISITING RURAL AREAS DO NOT LITTER. IN CASE OF FIRE, YOU MUST CALL 122 RIGHT AWAY OR FOR THE LOCAL FIREMEN. IF YOU ARE FREE OF DANGER, YOU MAY TRY TO EXTINGUISH THE FIRE WITH A SHOVE, HOE OR TREE BRANCHES.

A iniciativa aqui retratada ocorreu em 2018 no âmbito da campanha de Natal do Forum Algarve. Em associação com a Câmara Municipal de Monchique e a Associação de Produtores Florestais do Barlavento Algarvio (ASPAFLOBAL) foi possível juntar centenas de crianças e plantar cerca de 30 mil árvores na serra de Monchique. The iniciative featured here, was held in 2018 as a result from Forum Algarve’s Christmas campaign. Alongside with the city council of Monchique and the Associação de Produtores Florestais do Barlavento Algarvio (ASPAFLOBAL), it was possible to gather hundreds of children and plant over 30 thousand trees in Monchique hills.

www.a-eco.org | a-eco@a-eco.org | geral.aeco@gmail.com | instagram.com/aeco.rtv | facebook.com/aeco.rtv


UM MAR DE PLÁSTICO A sea

plastic

CÉLULA C - ATERRO SANITÁRIO PORTIMÃO, ALGARVE C Section - Sanitary Landfill in Po imão, Algarve

FILIPE PEREIRA

Ao longo desta exposição pode ver fotografias do principal aterro sanitário do Algarve em Portimão. Apresentamos-lhe agora a última célula que está a ser preparada. Vai acolher o lixo que diariamente não separamos, mas também todos os outros materiais que, apesar de não recicláveis, continuamos a consumir. Vai nascer uma nova montanha de lixo! Estas imagens não são do outro lado do mundo. Foram tiradas aqui no seu quintal, no nosso Algarve. OS PIRATAS ENTERRAVAM TESOUROS, OS NOSSOS ANTEPASSADOS ROMANOS DEIXARAM-NOS RUÍNAS PARA DESCOBRIR E NÓS? VAMOS DEIXAR APENAS UM MAR DE PLÁSTICO?

During this exhibition you were able to see pictures from the principal sanitary landfill in the Algarve. We now present you with the last section being built. It will host the waste that we fail to sort everyday, but also all the other materials that, despite being non recyclable, we keep consuming. A new mountain of trash is about to be born! These images are not from the other hemisphere. They were taken here in your backyard, in our Algarve. PIRATES USED TO BURY TREASURES, THE ROMANS LEFT RUINS BEHIND TO BE DISCOVERED. WHAT ABOUT US? WILL OUR LEGACY BE A SEA OF PLASTIC?


Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.