Page 1

Rio do Sul, 2 de agosto de 2011 - Ano 1 - Nº 11 - Adove Assessoria de Comunicação - Jornal Folha do Alto Vale

2

5 s

Programa 5S é aplicado de forma sustentável

3 Royal Ciclo encerra curso de Libras

3 Projeto JCI Rio do Sul deixa a comunidade de Olho no Óleo


2 Apesar da pouca compreen-

Descubra como ser sustentável em casa

são, ser sustentável pode ser a solução para ajudar a proteger a vida em nosso planeta e provocar um atraso na poluição em que o homem vive. Hábitos para uma vida mais saudável podem começar dentro de casa, descubra como na 11° edição do caderno sustentável, que traz ainda o programa 5S, dicas, infográfico e um pouco mais sobre o projeto de Olho no Óleo. Pequenas ações fazem a diferença, fazer a coleta seletiva do lixo, evitar o desperdício, economizar água e luz são atitudes simples e que podem praticadas em casa. Dar o destino correto ao óleo de cozinha usado em frituras também é contribuir com o meio ambiente, dados apontam que o resíduo torna-se um vilão, se descartado de forma incorreta. O programa 5S também

O termo sustentabilidade está cada vez mais presente em nossas vidas, e pensando na preservação do ambiente, é necessário mudar de atitude. O processo pode ser lento, mas a mudança se faz necessária, então, como aplicar a sustentabilidade em casa? Parece banal, mas a transformação de hábitos diários faz toda a diferença. A começar pela reciclagem. É comum depositar no lixo da cozinha os restos de comida, sacos plásticos, enlatados vazios e etc. Separar os resíduos pode levar um pouco mais do seu tempo, mas vai contribuir com a humanidade. Ações como coletar água de chuva para aproveitamento em limpeza e descargas sanitárias, também é colaborar com o planeta. Economizar nos gastos com energia elétrica e outros combustíveis é possível. Basta diminuir o tempo no banho e fechar a torneira

ao escovar os dentes. São pequenas mudanças que fazem grandes diferenças. Ser sustentável em casa é possível, basta que as pessoas entendam. Para isso, é indispensável a conscientização de que a preservação é a garantia do futuro. Pode se evitar desperdícios, a vida

das futuras gerações pode ser extremamente difícil para alguém que acorda faminto e vai dormir com mais fome ainda. Portanto, aplicar a sustentabilidade em casa pode ser a solução. Recicle, economize, pratique a sustentabilidade, viva melhor e garanta os bons anos que teremos pela frente.

pode ser aplicado como forma de sustentabilidade, basta seguir as dicas do programa que

Programa 5S é aplicado de forma sustentável

visa um ambiente mais agradável, seguro e produtivo. É possível trabalhar os 5S no seu dia a dia, basta dar atenção as questões de limpeza, coleta seletiva, economia de recursos,

Tornar por meio da consciência e responsabilidade de todos, um ambiente mais agradável, seguro e produtivo, este é o objetivo do programa 5S. Muitas empresas já aplicam o método, recentemente a Industrial Dujua também aderiu

ao programa que já esta em processo na empresa. De acordo com o diretor da Dujua, Juarez Adriano, a empresa trabalha constantemente para o bom andamento do programa 5S, com atenção especial as questões

manutenção e segurança. Para ser sustentável, qualquer empreendimento humano deve ser ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente aceito. As dicas estão ai, agora você já sabe que dá pra ser sustentável em praticamente todas as horas do dia. Faça a sua parte, pequenas atitudes podem gerar grandes resultados.

Redação e Edição Adove Assessoria de Comunicação e Imprensa

Rua: Herculano Teixeira Nunes, 105 Centro - Rio do Su - SC Jornalistas Responsáveis: Karine Sabino Lucilene Juncek Máira Daniela da Costa

de organização, limpeza, coleta seletiva, economia de recursos, manutenção e segurança. Além de beneficiar a empresa e consequentemente os colaboradores, os 5S vão de encontro a preservação do meio ambiente. A Dujua realiza coleta seletiva a fim de dar o destino correto nos resíduos produzidos na empresa. Também procura a economia de recursos, bem como manutenção da empresa e segurança dos colaboradores. Com a intenção de mudar não apenas o ambiente de trabalho, mas as pessoas, o programa 5S é uma metodologia japonesa. Tratase de um código de princípios morais não escritos, mas que foram passados de geração para geração e que se resumem em disciplina e harmonia.

Diagramação: Istela Capristano Imagens: Arquivo Digital Adove Contato: assessoria@adove.com.br Telefonme: (47) 3521-7146


3 Royal Ciclo encerra curso de Libras Os colaboradores da Royal Ciclo, Schirlei Boell Moreira, Daniel Pereira e Márcia Regina Zelindro vão conseguir se relacionar de forma mais fácil com os colegas de trabalho, a partir de terça-feira, 26 de julho. Uma turma formada por 22 pessoas de diferentes idades e setores da empresa encerrou o curso de Libras. Durante o último dia de curso, os colaboradores demonstraram o que aprenderam durante as aulas. “Fiz o curso pela empresa, mas hoje me relaciono melhor com pessoas surdas que convivem em todos os lugares que freqüento”, avaliou a operadora de embalagem, Márcia Novack. Mostrando seus sentimentos através da linguagem do sinais, Márcia Regina Zelindro diz que os amigos ouvintes estão pegando a prática e que a convivência na empresa se tornou muito melhor. O diretor administrativo da Royal Ciclo, Fernandes Nardelli, aproveitou o encerramento do curso para parabenizar a turma que se

manteve e dedicou seu tempo para empresa: “Essa é uma forma de inserirmos as pessoas sem audição no nosso mundo e também se inserir no deles”. Durante o encerramento do curso de Libras, a turma ainda se apresen-

tou para os outros colaboradores. Uma apresentação musical, mostrada em linguagem dos sinais, demonstrou todas as técnicas aprendidas e emocionou o público As aulas de Libras foram ministradas, pela instrutora Eliane Maria

Werner Cziecelski, na sede da empresa, em dez encontros com duas horas de duração. Todo o projeto contou com a parceria do Serviço Social da Indústria (Sesi), responsável pelas aulas.

Projeto JCI Rio do Sul deixa a comunidade de Olho no Óleo Conscientizar toda a população riosulense sobre os efeitos que o óleo pode causar ao meio ambiente, este é o objetivo do projeto de Olho no Óleo. Desenvolvido pelos aspirantes da JCI Rio do Sul, a ação pretende ainda obter resultados significativos para o planeta. De acordo com a coordenadora do projeto, Flávia Tomio, o projeto foi lançado pelos iniciantes da JCI, dentro do programa “Desafio Aspirante”. De Olho no Óleo vai aprimorar os trabalhos da diretoria e engajar os novos integrantes da

entidade, bem como a preservação do meio ambiente. Além disso, o Projeto visa beneficiar a creche do bairro Jardim Alexandro, o Centro Educacional Egidio Dalmarco. “A idéia foi plantada para conscientizar a população de que o óleo de cozinha precisa ser reciclado e não jogado no meio ambiente”, explica. O óleo arrecadado será repassado a uma empresa especializada na coleta e reaproveitamento do material. O projeto que esta sendo iniciado no bairro Jardim Alexandro, pretende se expandir e

Projeto de Olho no Óleo *Um litro de óleo de cozinha pode poluir certa de 10.000 litros de água, mas algumas estimativas dizem que um litro de óleo pode poluir até um milhão de litros de água. *Com cinco litros de óleo de cozinha da pra fazer até 42 pedras de sabão. *Algumas cidades já realizam testes para a produção de biodiesel com óleo de cozinha. *O óleo coletado pode ser trocado por produtos de limpeza em alguns locais. *Pode ainda ser reciclado e destinado a empresas que fazem o recolhimento.

abranger toda a capital do Alto Vale. O projeto foi desenvolvido pelos aspirantes da JCI em parceria com a Diretoria Ambiental. Com o apoio da associação de moradores, serão feitas campanhas de conscientização, destacando a importância do recolhimento. “A iniciativa esta sendo bem aceita pela comunidade, eles aderiram o projeto e fazem questão de contribuir com

um ambiente mais limpo e saudável”, destaca. O óleo de cozinha ainda é jogado fora por muitos bares, hotéis, restaurantes e residências, o prejuízo dessa atitude é visto na contaminação das águas. Além disso, o óleo libera o gás metano que agrava o efeito estufa. Independente do destino, esse produto prejudica todo o planeta, inclusive o homem.


4

Caderno Sustentável - 10ª Edição  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you