Page 1

MARÇO DE 2013 [Edição #06]


Inspire-se com a gente! Quer conferir as outras ediçþes do Drops? Entre aqui http://issuu.com/2dayconsultoria


TEMA DE MARÇO 2013

HABITAÇÕES SOCIAIS Quem disse que habitações populares não podem ter alta qualidade, estética inovadora e um belo design? Está mais do que na hora de repensarmos e descartarmos os velhos modelos, dando espaço para a dinâmica familiar e para construção da beleza e da funcionalidade no habitar. Inspirações não faltam!


Peter Barber concluiu em 2010 os trabalhos no quarteirão de Donnybrook, o conjunto de módulos com 42 unidades habitacionais em Londres e que parece ter reacendido a discussão sobre a habitação de alta densidade. O arquiteto incluiu um espaço semi-público que corta todo o empreendimento em forma de ‘T’, conectando com as ruas em três pontos e facilitando a circulação.

Os arquitetos do Ofis, venceram um concurso público realizado pelo Fundo de Habitação Esloveno com esse edifício de habitações populares na cidade de Izola, Eslovênia. Como o próprio nome diz, o Honeycomb teve como partido arquitetônico o estudo de colmeias de abelhas e das cores que representam as tradições locais. O resultado ficou incrível.

O lindo projeto de habitação social é do escritório Fres Architects . O prédio fica na cidade de Béthune, na França. São 23 apartamentos no total.


O objetivo do Elemental era radicar 100 famílias que durante os últimos 30 anos estiveram ocupando ilegalmente um terreno de uma cidade no deserto do Chile. O resultado são moradias amplas ainda não terminadas, havendo espaço para que possam ser expandidas, mantendo as famílias no local com uma estética clean e moderna.O resultado é o Quinta Monroy ao lado.

Nader Khalili, desenvolveu o superadobe no final dos anos 60, uma técnica de construção com base em sacos de areia e arame farpado, à prova de terremotos e testado pelas autoridades na Califórnia. Suas casas do futuro têm origem em um antigo sistema construtivo, semelhante aos edifícios do deserto e serve para qualquer tipo de habitação e o seu custo é insignificante. Atualmente a técnica tem sido usada em casas de quatro quartos, dois banheiros e duas garagens. A 70 Km a leste de Los Angeles, é o maior conjunto construído com superadobe, a cidade de Hesperia.


Projeto vencedor do Concurso Habitação para Todos CDHU SP 2010 na categoria prédio 6/7 pavimentos. Vencedor do 1º lugar no Concurso Habitação para Todos CDHU SP 2010 na categoria prédio 4 pavimentos

O projeto em Caracas, na Venezuela realizado pelo Distopía, recebeu o prêmio de Menção Honrosa Nacional de Arquitetura para habitação Social em 2008.


Situado em Barsilândia, SP, o premiado Box House reune 17 residências, cada uma com 46m². O projeto é do arquiteto Yuri Vital e as casas foram vendidas em leilão público por R$ 96 mil.

Serão 4.300 apartamentos, mas, ao contrário dos velhos e criticados “conjuntões” habitacionais perdidos na periferia, os novos prédios serão erguidos em áreas menores, alguns com apenas 25 unidades, e os maiores com no máximo 200 apartamentos. Essa nova tendência marca uma ruptura com o modelo tradicional de habitação popular em São Paulo.

O 2º lugar do Concurso Habitação para Todos CDHU SP 2010 na categoria sobrados. O telhado verde além de esteticamente bonito, é funcional. As famílias ganham um pátio com segurança.


The Patio Vicinity é um projeto da SuperSudaka para moradias de baixo custo no Chile com reutilização de materiais.

O escritório de Arquitetura FABRIC recebeu mensão honrosa com o projeto 'Calles en Altura - Streets in the Air' na competição Municipal de Madri.

Brunnenhof social housing em Zurich foi um dos projetos mais interessantes apresentados em Actar’s Total Housing, Projeto da OLGGA Architects para a cidade de Caen, na França; Os terraços escalonados possuem espaços exteriores privativos de cada moradia, enquanto ao mesmo tempo, permite ótima iluminação natural e ventilação.


Incrivel projeto com custo baixissimo, foi essa a façanha da Zigzag Arquitetura em uma região industrial na Cidade de Mieres em Asturias, na Espanha.

Projeto de Comunidade auto sustentável em Bangkok na Tailândia por Ajaree Tedkajorn.

Da ARTEC Architekten, terraço de habitação social, baseado em um conto dos Irmãos Grimm, em Viena.


Com 242 unidades, o empreendimento em Salburua na Espanha foi projetado pela ACXT com o objetivo do uso racional de energia. O empreendimento produz mais energia do que precisa e vende o restante, revertendo para o condomínio. Alt-Erlaa, uma habitação popular em Viena finalizada nos anos 80 mais parece um empreendimento de luxo , mas aqui moram 10 mil pessoas de baixa renda. A infra estrutura é completa: piscina coberta e descoberta, sauna, solarium, quadra de tenis… tudo isso e mais diversas facilidades estão disponiveis aos moradores.


Projeto do Mecanoo para empreendimento social sustentável em Málaga, na Espanha.

2º Concurso Internacional de Projetos de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Social | O projeto acima ficou em primeiro Lugar: ”Ecobarrio. Haina 1.0″ Bajos de Haina, República Dominicana.

Projeto vencedor do Architecture Awards de Ibiza e Formentera na Espanha.

As Casas de borracha de pneu recebeu 1º lugar no Concurso Habitação para Todos, em 2010, na categoria Casas Térreas. O material é empregado como argamassa, como revestimento externo e como um jardim vertical.


Em maio de 2012 foi realizado em Porto Alegre o 2º Congresso Internacional Sustentabilidade e Habitação de Interesse Social – CHIS 2012. Organizado pelo Núcleo de Pesquisa em Habitação de Interesse Social e Sustentabilidade PUCRS vinculado à Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, o congresso abordou questões sobre políticas públicas na área da Habitação de Interesse Social e Sustentabilidade. A seguir alguns dos projetos super bacanas para Porto Alegre.


Este projeto com conceito de “Lixo não é lixo. Lixo é matéria prima” foi o vencedor do Concurso CHIS, realizada por estudantes da PUCRS. A ideia do projeto foi utilizar o máximo da matéria prima da comunidade (o lixo) na construção destas habitações, que une sustentabilidade com segurança para uma população que sofre com as enchentes constantes. As casas que seriam construídas acima da Cota de Prevenção contra cheias, utilizaria do conceito de “naked streets” capazes de transformar ruas em grandes espaços de socialização, oferecendo maior segurança para os moradores, sem utilização de muros individuais (com as janelas e portas viradas para o espaço público). O uso de palafitas para sustentação das casas, proporciona a chegada de luz e a possibilidade de utilização do terreno embaixo desta construção como espaço de lazer para a comunidade.


Orla artificial Espaços dedicados para diversão, festas... Módulos residenciais com duplex e com diferentes metragens para abrigar famílias de diferentes tamanhos. No telhado das residências haveriam hortas comunitárias.

Praça dos Esportes

Mirante


O Projeto Acrópole Ilha do Pavão, dos estudantes da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) ficou em 3º lugar no Concurso CHIS buscando proporcionar uma habitação social agradável e segura aos moradores da Ilha do Pavão, que sofrem constantemente com riscos de enchentes. Por isso, Acrópole, a cidade alta, seria um bairro de unidades de vizinhança destacadas do solo e conectadas entre si através de passarelas. Além dos espaços de lazer neste complexo, o projeto contaria com um centro de triagem diretamente ligado à rodovia, facilitando e incentivando a principal prática local.


Ficou afim de compartilhar as suas referências ou tem um tema para sugerir para a próxima edição? Envie um e-mail pra drops@2dayconsultoria.com.br

www.2dayconsultoria.com.br

Drops 2Day - Março de 2013 [Edição #06]  

A 2Day resolveu compartilhar inspirações que circulam no nosso dia a dia, trazendo à você referências de design, arquitetura e comportamento...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you