Issuu on Google+

EsporteS diário dos

Rio Branco - Acre - JORNAL SEMANAL - ANO i - Nº 1 - sábado, 16 de maio de 2009 - DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Tudo pronto para o Estadual de Ciclismo Pilotos e máquinas aceleram em busca da vitória em mais uma etapa do Campeonato Acreano Artes maciais

Seleção Acreana de Kung Fu é ouro em competição nacional página XX

Atletismo

Pilotos e máquinas aceleram em busca da vitória em mais uma etapa do Campeonato

Atletas treinam forte para Circuito Chico Mendes de Atletismo página XX

página XX

Acre Esportes.indd 1

18/05/2009 15:28:05


2

Motocross

EsporteS diário dos

Rio Branco-Acre, XX de zccxccx de 2009

Rio Branco a cidade do Motocross Pilotos e máquinas aceleram em busca da vitória em mais uma etapa do Campeonato Acreano

Na primeira bateria do domingo, a MX2, ele largou na frente e ganhou a prova de ponta a ponta, sem sofrer grandes pressões dos seus rivais. A briga da corrida ficou pelo segundo lugar. No início da prova, a disputa ficou entre Roosevelt Assunção e Pipo Castro. Swian Zanoni, que terminou a 1ª volta em 16º, fez várias ultrapassagens e no meio da corrida, entrou no páreo. Com o pneu furado de Roosevelt e uma bela ultrapassagem sobre Pipo, Zanoni assu-

miu a vice-liderança e não largou mais. Com a vitória na MX2 assegurada, Wellington voltou animado para a última bateria do dia, a MX1. O goiano largou bem mais uma vez, atrás apenas de Leandro Silva. Na sexta volta, ultrapassou Leandro, assumiu a liderança, mas acabou perdendo novamente o primeiro lugar na nona volta. A partir daí, Leandro abriu vantagem e ficou com a vitória, deixando o segundo lugar com Wellington. “Estou muito feliz com os meus resul-

tados de hoje. Uma vitória e um segundo lugar são um desempenho fantástico, que nem eu esperava. Achava que o Marrom viria mais rápido que eu, mas me surpreendi. Agora, espero repetir 2006, quando venci as duas categorias”, comentou. O vencedor da prova MX1, Leandro Silva, também estava muito contente com o resultado. “Ano passado o título bateu na trave. Estive perto mas, em uma prova, a moto quebrou e acabei deixando escapar o campeonato. Este ano, co-

mecei bem novamente e esperto que dê tudo certo”, explicou. A 85cc foi uma das baterias mais emocionantes. Quatro pilotos lideraram a prova, mas, no final, quem tomou a bandeira quadriculada em primeiro lugar foi Eduardo Rudnick. Thiago Formehl, que largou em primeiro e liderou a prova em três oportunidades, ficou em segundo e Endrews Armstrong em terceiro. Na CRF 230, Richard Nunes venceu, seguido de Murilo Scisci e Nivaldo Viana.

zxcczczczczczczxz

resultados

Acre Esportes.indd 2

MX1

CRF 230

1º - Leandro Silva – 35:01.383 2º - Wellington Garcia – 35:02.477 3º - Roosevelt Assunção – 35:41. 732 4º - João “Marronzinho” – 35:54.799 5º - Rafael Zenni – 35:59.094

1º - Richard Nunes – 19:55.286 2o – Murilo Scisci – 19:59.282 3º - Nivaldo Viana – 20:00.845 4º - Marcos Roza – 20:02.780 5º - Rafael Xavier – 20:10.232

MX2

85cc

1º - Wellington Garcia – 35:48.676 2º - Swian Zanoni – 35:52.426 3º - Cristopher Castro – 35:54.723 4º - Rafael Faria – 36:11.321 5º - Thales Vilardi - 36:13.534

1º - Eduardo Rudnick – 26:07.310 2º - Thiago Formehl – 26:17.348 3º – Endrews Armstrong – 26:25.757 4º – Kaio Miranda – 26:40.658 5º – Raul Faustino – 26:54.058

18/05/2009 15:28:06


EsporteS diário dos

Rio Branco-Acre, XX de zccxccx de 2009

Ciclismo

3

Atletas e máquinas ao limite

As disputas acontecem em circuito fechado, em pistas de 1500 a 2000 metros de extensão Na primeira bateria do domingo, a MX2, ele largou na frente e ganhou a prova de ponta a ponta, sem sofrer grandes pressões dos seus rivais. A briga da corrida ficou pelo segundo lugar. No início da prova, a disputa ficou entre Roosevelt Assunção e Pipo Castro. Swian Zanoni, que terminou a 1ª volta em 16º, fez várias ultrapassagens e no meio da corrida, entrou no páreo. Com o pneu furado de Roosevelt e uma bela ultrapassagem sobre Pipo, Zanoni assumiu a vice-liderança e não largou mais. Com a vitória na MX2 assegurada, Wellington voltou animado para a última bateria do dia, a MX1. O goiano largou bem mais uma vez, atrás apenas de Leandro Silva. Na sexta volta, ultrapassou Leandro, assumiu a liderança, mas acabou perdendo novamente o primeiro lugar na nona volta. A partir daí, Leandro abriu vantagem e ficou com a vitória, deixando o segundo lugar com Wellington. “Estou muito feliz com os meus resultados de hoje. Uma vitória e um segundo lugar são um desempenho fantástico, que nem eu esperava. Achava que o Marrom viria mais rápido que eu, mas me surpreendi. Agora, espero repetir 2006, quando venci as duas categorias”, comentou. O vencedor da prova MX1, Leandro Silva, também estava muito contente com o resultado. “Ano passado o título bateu na trave. Estive perto mas, em uma prova, a moto quebrou e acabei deixando escapar o campeonato. Este ano, comecei bem novamente e esperto que dê tudo certo”, explicou.

zcxczczczczcczczczczc zczczczczczczczczc zczczczczczcz

Acre Esportes.indd 3

zxcczczczczczczxz

A 85cc foi uma das baterias mais emocionantes. Quatro pilotos lideraram a prova, mas, no final, quem tomou a bandeira quadriculada em primeiro lugar foi Eduardo Rudnick. Thiago Formehl, que largou em primeiro e liderou a prova em três oportunidades, ficou em segundo e Endrews Armstrong em terceiro. Na CRF 230, Richard Nunes venceu, seguido de Murilo Scisci e Nivaldo Viana. A primeira etapa do Campeona-

to Brasileiro de Motocross tem o patrocínio de Honda e Móbil. Apoio de Concessionária Pró Link, Prefeitura de Indaiatuba e Funsol. A realização é da Federação Paulista de Motociclismo. Supervisão Confederação Brasileira de Motociclismo. O atleta Luiz Cabanela foi o grande vencedor da segunda prova do Campeonato Acreano de Ciclismo, disputada na manhã do último domingo em um percurso de 90 quilômetros entre as BRs 364 e 317 em Rio Branco. O evento reuniu centenas de ciclistas. Apesar da vitória de Cabanela na categoria Ciclismo Elite, o campeonato continua sendo liderado por Areu de Carvalho, que chegou na segunda colocação na etapa de domingo, seguido Henrique Casas, Daniel Vaz e Giovani Fernandes. Carvalho foi o vencedor da prova que abriu o Estadual de Ciclismo. Já entre as mulheres a campeã da etapa Parque Chico Mendes foi Aline de Souza. A atleta já havia vencido a prova inicial da competição e com isso lidera a categoria principal feminina. De acordo com Lucas Pereira, diretor de Eventos da Federação Acreana de Ciclismo, a prova de domingo foi uma das melhores entre as últimas realizadas. “O percurso foi bastante tranquilo e seguro.

Tivemos apoio da Polícia Militar, do governo do Estado e todo um aparato de carros, isto é, uma estrutura muito boa. Além disso, a etapa teve uma disputa extremamente acirrada, com os campeões sendo conhecidos somente nos metros finais do percurso”, avaliou Pereira. A próxima etapa do Campeonato Acreano de Ciclismo está prevista para o dia 26 de abril, em Porto Acre. Antes disso, a Federação Acreana de Ciclismo irá ajudar a promover a corrida do Campeonato Municipal de Xapuri, que acontece no próximo dia 19 na cidade de Chico Mendes. O Campeonato Acreano de Ciclismo é uma realização da Federação Acreana de Ciclismo, juntamente com a Federação de Esportes Radicais. O evento conta com o patrocínio do governo do Estado, prefeitura de Rio Branco, Honda Star Motos, Val Comunicação Visual, Brasil Motos, Floreza, Só Kamizetas e Associação das Ligas e Federações do Estado do Acre (Alfeac). Na primeira bateria do domingo, a MX2, ele largou na frente e ganhou a prova de ponta a ponta, sem sofrer grandes pressões dos seus rivais. A briga da corrida ficou pelo segundo lugar. No início da prova, a disputa ficou entre Roosevelt Assunção.

18/05/2009 15:28:06


4

EsporteS diário dos

mais esportes

Rio Branco-Acre, XX de zccxccx de 2009

Seleção de Kung Fu é ouro Atletas acreanos mostram sua força no Campeonato Brasileiro de Kung Fu

“A avaliação que faço dos atletas do Acre é excepcional. A competição é de alto nível e tivemos um resultado excelente”

A seleção acreana de Kung Fu mais uma vez fez bonito: conquistou 33 medalhas de ouro e 10 de prata, no XIV Campeonato Brasileiro de Kung Fu realizado em São Paulo nos dias 15 e 16 de novembro Os atletas chegaram hoje de manhã e foram recepcionados no Estádio Arena da Floresta pelos amigos e parentes. Depois de uma breve cerimônia em que os atletas foram homenageados pelo secretário estadual dos Esportes, Cassiano Marques e o principalinstrutor de Kung Fu do Estado, Glenilson Araújo (o professor Nil), os atletas cantaram o Hino Acreano e em seguida saíram no carro de Bombeiros para fazer um giro triunfal pela cidade. Os atletas tiveram que viajar três dias e três noites para chegar a São Paulo, onde, no Ginásio Ibirapuera, tiveram a melhor performance de todos os tempos, segundo o professor Nil. O atleta Janiton Alves ganhador de três medalhas de ouro destacou a dificuldade para chegar ao local do campeonato, mas exaltou o desempenho da equipe acreana: “A avaliação que faço dos atletas do Acre é excepcional. A competição é de alto nível e tivemos um resultado excelente” - disse. As medalhas acreanas foram conquistadas nas modalidades de combate, rotina e armas, nas categorias

ZXCZXCZCZCZCZCZCZCZCZCXZ

infantojuvenil, juvenil e adulto. O professor Nil lembrou a importância das parcerias que têm resultado em participações cada vez melhores do kung fu acreano em nível nacional. Entre eles, o senador Tião Viana, apoiador de primeira hora, que ao longo dos últimos anos tem destinado parcela do esforço de seu gabinete e emendas em favor da popularização das atividades esportivas. “Este é um dos melhores resultados

que o Acre já teve. É o fruto de um trabalho que é feito em parcerias, destacandose o governo do Acre, o gabinete do senador Tião Viana e muitos outros apoiadores. Estão de parabéns todos os instrutores e atletas que se empenham em dar o melhor de si. Não é fácil, sabemos das dificuldades que cada um enfrenta, mas são guerreiros os atletas do Acre pela determinação e força de vontade” – expressou o professor Nil.

atletismo

pARAQUEDISMO

Maurren conquista o ouro no Engenhão

Formação de novos instrutores

Após dois anos, a mesma cena se repetiu no Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão. Assim como fez nos Jogos Pan-Americanos de 2007, Maurren Maggi subiu ao lugar mais alto do pódio na manhã deste domingo ao conquistar a medalha de ouro do salto em distância no GP Rio de Atletismo, com a marca de 6,85m, 19 centímetros a menos que o salto dourado nas Olimpíadas de Pequim. E o Brasil ainda teve dobradinha na prova para a alegria das 6 mil pessoas que lotavam o estádio, já que a pernambucana Keila Costa garantiu a prata e o índice para o Mundial de Berlim, em agosto, ao saltar 6,78m. O bronze ficou com a americana Britney Reese (6,70m). Mas, apesar de se manter como a número 1 do salto em distância, Maurren ainda não está satisfeita com o resultado conquistado no Engenhão.

Acre Esportes.indd 4

- Demorei a entrar na prova. Em uma disputa de quatro saltos, eu deveria ter ido melhor. Para hoje, foi suficiente, mas para o Mundial ainda é pouco. Eu quero mais. De qualquer forma, foi tudo do jeito que eu esperava, com a americana lá atrás. Não tem para ninguém, só eu e Keila – afirmou. Na comemoração, Maurren fez questão de repetir a volta olímpica que deu no Pan do Rio, com a bandeira do Brasil na mão e o sorriso no rosto. - O Engenhão, definitivamente, virou a minha casa. Com todo esse público, eu tinha que agradecer. Ali na área do salto tinha muita gente e eu precisava ir lá – disse a campeã. Medalhista de prata, Keila Costa também comemorou bastante e se mostrou confiante para o Mundial, que acontece em agosto, em Berlim.

A CBPq informa às Federações e atletas interessados que os cursos de Instrutor ASL e AFF e Piloto Tandem serão orientados pela Confederação e realizados através das Federações, sendo que no ano de 2.009 acontecerão pelo menos um em cada região do país da mesma forma que foram os Simpósios no ano que passou. A mecânica será semelhante, as Federações interessadas em sediar os cursos apresentam suas propostas e nas regiões onde houverem mais de uma interessada será feita uma avaliação levando em conta o número de inscritos, os valores de transporte e estadia dos instruendos e as condições das instalações onde serão realizados os cursos. As entidades regionais (Federações) devem trabalhar em conjunto, centralizando em um só local as atividades de toda região, conforme foram os Simpósios.

As Federações abrem inscrições para cursos de instrutor AFF, ASL ou Tandem, de acordo com a sua maior necessidade. As Federações indicarão à CBPq instrutores já formados para atuar como avaliadores, caso estes passem nas provas e treinamento que será feito no mesmo local nos dois dias que antecedem o curso. Os cursos deste ano serão conduzidos por um Diretor de Curso indicado pela CBPq. Os avaliadores das Federações, serão postos a prova e poderão ser aprovados para dai em frente atuarem como Diretores de Curso. Apenas uma Federação por região será a anfitriã e organizadora de um curso, existindo mais que uma interessada, acontecerá a concorrência. As datas devem ser submetidas com pelo menos 3 meses de antecedência à CBPq.

18/05/2009 15:28:08


Diário dos Esportes