Issuu on Google+

INFORMATIVO DO 52º CONGRESSO DA UNIÃO NACIONAL DOS ESTUDANTES

GOIÂNIA / GO

QUINTA-FEIRA

14/07/2011

Vitor Vogel

HOMENAGENS MARCAM ABERTURA DO CONGRESSO

#1


EDITORIAL

“Em busca da nota 10” Nem sempre o aluno precisa tirar a nota máxima para ter uma ótima vida escolar, desenvolvendo suas potencialidades, aprendendo, compartilhando conhecimentos, conhecendo o mundo e as formas de transformá-lo. No entanto, para que a educação seja realmente a força capaz de mudar o país e reverter o quadro histórico de desigualdade social, injustiça, pobreza e subdesenvolvimento, o Brasil precisa ser nota 10 nos investimentos para esse setor. Não há a mínima condição de, nesse momento histórico, a educação não ser a prioridade máxima de governantes, parlamentares, estados, municípios, poder público e sociedade civil. Os avanços que tivemos nas últimas décadas, principalmente em relação à ampliação do acesso, com mais vagas em todos os níveis de ensino, não podem nos iludir de que tudo vai bem. A melhoria da qualidade, principalmente na educação básica, com investimento em estrutura e remuneração dos professores, a redução das enormes dissiparidades entre regiões pobres e ricas do país, assim

Telefones Úteis Hospital Universitário UFG

Rádio Táxi Anhanguera

(62) 3269-8200

(62) 3256-3000

Hospital de Urgência de Goiânia

Rádio Táxi ABC

(HUGO)

(62) 3285-1366

(62) 3221-6161

Moto Táxi Universitário

Prefeitura de Goiânia

(62) 3202-3961 ]

156

Moto Táxi KM Moto Boy

Transporte público

(62) 3218-2177

517

Aeroporto

Ambulância - SAMU

(62) 3207-1288

192

Farmácia 24h: Droga Jato

Bombeiro

(62) 3209-3000

193

Terminal Rodoviário

Polícia

(62) 3224-8466

190

EXPEDIENTE O informativo Nota 10! é uma publicação da União Nacional dos Estudantes (UNE) Coordenação editorial: Contra Regras - Comunicação Edição: Artênius Daniel e Rafael Minoro Redação: Patricia Blumberg, Thatiane Ferrari e Vivian Fróes Projeto Gráfico: Bijari – bijari.com.br E-mail: comunica@une.org.br Tiragem: 10.000 exemplares Fotos: Vitor Vogel Redes sociais: Twitter: @_une Fascebook: http://www.facebook.com/unepelobrasil Youtube: http://www.youtube.com/uneoficial

2

QUINTA-FE I R A 1 4 . 0 7 . 2 0 1 1

como o fortalecimento das escolas como espaços de convivência de toda a comunidade são imperativos inquestionáveis. Ao eleger a bandeira de 10% do PIB para a educação, o movimento estudantil sabe muito bem o que diz. Não cabe ao Brasil, nesse momento de desenvolvimento econômico e maior participação popular, cometer o erro de negligenciar a sua juventude e o ensino sem lhes reservar o espaço principal na agenda pública. É hora de os estudantes, cientes de sua responsabilidade nesse processo, erguerem grandes mobilizações como sempre fizeram em todos os momentos decisivos da história do Brasil. A nossa nota 10 será nas ruas, com bandeiras em riste e a disposição para fazer a diferença. A hora é agora e estamos despertos, a educação tem que ser 10! Augusto Chagas, Presidente da UNE


QUEM É QUEM

FIQUE ATENTO

Conheça os personagens do Congresso da UNE Bruno Teixeira É coordenador de programação. É ele quem fez os convites e iniciou o contato com os convidados. A preocupação maior é que, após a confirmação, todos os convidados cheguem felizes e saiam satisfeitos do Congresso. Por isso, ele também tem que checar passagem, verificar estadia, alimentação, transporte, entre outras coisas. Por isso, é um trabalho que exige atenção aos pequenos detalhes. Renata Czekay É assessora de tesouraria da UNE. Ela está em Goiânia há três meses para garantir a estrutura do Congresso na realização dos debates, dos grupos de discussão e da programação cultural. Estando na cidade, ela facilita o diálogo entre a UNE e as instituições de ensino. Nessa reta final, além de garantir o espaço, Renata também está ajudando o grupo da programação a organizar a vinda dos convidados e estudantes. Aliado G Diretor geral de montagem. Tirando a programação, toda a estrutura do Congresso, desde alojamento, refeitórios, sonorização, decoração até a ambientação, passa nas mãos deste cara. A equipe do Aliado G trabalha por áreas e cada um é responsável pelo seu setor.

Rafael Buda É coordenador de articulação e mobilização em rede do CUCA da UNE. É ele quem está organizando as atividades do circuito durante o Congresso, que terá um espaço especial em comemoração aos 10 anos do Circuito. Diversas atividades como ateliês, oficinas, intervenções artísticas, grafites e cineclubes serão desenvolvidas para os estudantes. Além disso, Rafael também ajudou a organizar dois grupos para discutir cultura no movimento estudantil.

Dicas para sua segurança e para aproveitar melhor o Congresso da UNE No ato do credenciamento, todos estudantes receberam um voucher com os tickets de alimentação. As refeições serão servidas através da entrega destes tickets, guarde-os com cuidado. A UNE, apesar de disponibilizar seguranças em todos os alojamentos, não se responsabiliza por perda ou furto de objetos pessoais. Portanto, mantenha sua bolsa fechada e fique atento, pois milhares de pessoas circulam nos alojamentos diariamente. Ônibus credenciados em pontos próximos ao alojamentos farão o translado para os locais da programação do Congresso, confira os horários de saída para não perder nenhuma atividade. Mantenha-se sempre próximo ao seu grupo da caravana. Mais de 10 mil estudantes estarão no evento, tome cuidado para não se perder.Qualquer dúvida procure um dos funcionários da UNE. Eles estarão identificados com os crachás de produção. A UNE distribuirá um caderno composto pelas principais teses que estão representadas no 52º Congresso. Garanta o seu, leia com atenção os textos e contribua com a diversidade do movimento estudantil.

I N FO R MAT I VO D O 5 2 º C O N GRESSO DA UNIÃO NACIONAL DOS ESTUDANTES

3


4

QUINTA-FE I R A 1 4 . 0 7 . 2 0 1 1


NOTÍCIAS

Homenagem a Brizola marca abertura do 52º Congresso da UNE O inicio do Congresso contou com uma homenagem aos 50 anos da “Cadeia da Legalidade”, que ocorreu em 1961 no Brasil Começou nesta quarta-feira o maior encontro do movimento estudantil brasileiro, o Congresso da UNE. Aos poucos, o Auditório Jaime Câmara, da Câmara Municipal de Goiânia, foi sendo tomado pelas delegações de estudantes vindos de todos os estados do Brasil. Mesmo após horas e dias de viagens, a disposição dos jovens ficou clara quando as palavras e gritos de ordem começaram a se misturar aos sotaques nordestino, gaúcho, mineiro, carioca e muitos outros. A solenidade da abertura foi marcada com uma homenagem aos 50 anos da “Cadeia da Legalidade”, que ocorreu em 1961 no Brasil. O fato histórico contou com a grande participação do movimento estudantil para garantir a posse do presidente João Goulart após a renúncia de Jânio Quadros. Dois personagens centrais desse episódio foram homenageados pela UNE: o governador do Rio Grande do Sul Leonel Brizola, que comandou a resistência democrática pela posse de João Goulart, e o então ex-presidente da UNE Roberto Amaral, que junto a Aldo Arantes, chegou a transferir a sede da entidade para Porto Alegre e liderou os estudantes nesse embate. Durante o ato, Brizola Neto, representou o seu falecido avô. Após o discurso, eles receberam do presidente da UNE, Augusto Chagas, uma placa em homenagem a atuação da família Brizola e da gestão da UNE no ano de 1961, naquela jornada democrática.

Ao vivo A abertura teve transmissão ao vivo por meio do site oficial da UNE pela TV UFG e ainda contou com a ilustre presença do secretário de políticas culturais do Minc, Sergio Mamberti, que relembrou todos os momentos que esteve junto à entidade. “Tenho muito orgulho de ter participado inúmeras vezes da história desta grande entidade. Sempre fico feliz em fazer parte destes eventos, porque me faz crer que o movimento estudantil pulsa como nunca”, pontuou. Parlamentares e autoridades políticas, como o secretário de Educação estadual de Goiânia, Thiago Peixoto, e municipal, Neide Pereira, além do vereador Fabio Tokarsky, também marcaram presença no início deste grande evento.

I N FO R MAT I VO D O 5 2 º C O N GRESSO DA UNIÃO NACIONAL DOS ESTUDANTES

5


NOTÍCIAS

#marchadosestudantes Jovens de todo o Brasil saem às ruas de Goiânia em defesa dos 10% do PIB para a educação

Fortalecendo os movimentos juvenis que têm ocupado as ruas de todo Brasil e com o mote “Educação tem que ser 10!”, a União Nacional dos Estudantes (UNE) e os principais movimentos sociais brasileiros convocam para esta próxima quinta-feira (14), às 15h, a Marcha dos Estudantes (#marchadosestudantes). Será uma grande manifestação pelas ruas de Goiânia e atividade vinculada ao 52º Congresso da UNE, que sairá do Centro de Convenções e irá até a Praça da Universidade, tomando conta da cidade pela defesa incondicional dos 10% do PIB e 50% do fundo social do Pré-sal para a educação. O propósito é questionar o Plano Nacional de Educação (PNE) para o decênio 2011-2020. A princípio, o Plano contempla um conjunto de medidas propostas pelo movimento educacional e aprovadas na Conferência Nacional de Educação (CONAE 2010). Entretanto, o documento apresentado pelo governo e que está em tramitação no Congresso Nacional traz limitações na comparação com as resoluções saídas da Conferência. A qualidade da educação que o país oferece aos brasileiros, apesar dos avanços recentes, é desproporcional em relação ao grave cenário de desigualdade social. O Brasil ainda não conseguiu ultrapassar a marca dos 5% do PIB investidos em Educação. O primeiro PNE (2001-2010) foi muito criticado por não atender as demandas do movimento social e, durante este período, o então presidente Fernando Henrique Cardoso vetou o aumento dos investimentos para 7%, percentual com o qual a presidente Dilma se comprometeu até 2014. O movimento educacional, especialistas e estudantes do Brasil reivindicam que o Congresso deve aprovar o Plano com investimento de 10% até 2020. Ainda no tema de financiamento, ganha relevância a defesa de que 50% dos recursos do fundo social do Pré-Sal sejam aplicados na Educação, bandeira que foi levantada pelo movimento estudantil. O investimento de 10% do PIB na educação é uma urgência história. Para se

6

QUINTA-FE I R A 1 4 . 0 7 . 2 0 1 1

ter uma ideia, o país acaba de ultrapassar a Itália tornando-se a sétima economia do mundo e, segundo projeções de diversos organismos econômicos, nesta década ultrapassará França e Inglaterra, chegando a 2020 na condição de nação com o quinto maior PIB do planeta. No entanto, o Brasil ocupa atualmente a 88º posição no ranking de Educação da UNESCO – com base em índice elaborado na Conferência Mundial de Educação de 2000 em Dakar. Dados publicados pelo IBGE sobre a Educação no Brasil revelam uma população com ainda 14,1 milhões de analfabetos, contrastando com os 6,5 milhões de brasileiros cursando o ensino superior. Os professores da Educação Infantil e do Ensino Básico ocupam as posições mais baixas em remuneração entre as categorias profissionais do país, segundo estudos do DIEESE. O Brasil não tem o direito de pensar pequeno em termos de educação e os estudantes estão atentos e se movimentando para construir hoje o Brasil do amanhã. Ao longo deste ano, o poder público e a sociedade serão desafiados a tratar a educação do país à altura do que os brasileiros merecem e precisam.

Quem está na #marchadosestudantes A UBES, ANPG, CNTE, Contee, Conam, Contag, CUT, CTB, CGTB, Intersindical, Força Sindical, Andifes, Fasubra, Andes, CMS, MST, UBM, Unegro, MMM, SBPC, OAB, ABI, ABL e partidos políticos (PT, PC do B, PSB, PDT, PMDB, PPL, PSOL, PCR) estarão com a entidade nas ruas de Goiânia para reivindicar melhorias na educação


Lula no congresso da UNE A história de proximidade do ex-sindicalista e presidente com os estudantes ganha mais um capítulo em Goiânia Nessa quinta feira, 14 de julho, o 52º Congresso da União Nacional dos Estudantes, em Goiânia, recebe o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para o II Encontro nacional de estudantes do ProUni. Enquanto presidente, Lula foi aquele que mais dialogou e manteve relação com o movimento estudantil, sendo o único a visitar por duas vezes a sede da UNE, recuperada em 2007 pelos estudantes na Praia do Flamengo 132. Compareceu também duas vezes em congressos nacionais e criou o ProUni e outros programas a partir do diálogo com o movimento estudantil. A relação entre os estudantes e Lula, ainda sindicalista, começou em um momento crucial para a redemocratização do país, a transição entre as décadas de 70 e 80, unificando as forças estudantil e sindical. Antes mesmo da consolidação do Partido dos Trabalhadores e da candidatura para cargos políticos, Lula já havia participado, em 1980, do congresso que elegeu Aldo Rebelo como presidente da UNE na cidade de Piracicaba (SP). A afinidade que se estendeu ao longo dos anos foi de apoio mútuo. No mesmo ano em que o movimento estudantil fez campanha pelo voto e participação dos jovens nas primeiras eleições democráticas, lançou seu apoio ao exsindicalista em sua primeira disputa presidencial, com a campanha “Lula UNE o Brasil”. No ano de 2002, na quarta disputa pela presidência, a UNE realizou um plebiscito nas universidades decidindo apoiar Lula novamente, revivendo a campanha de 1989. Com a vitória, e a reeleição quatro anos mais tarde, do ex-metalúrgico, estava aberto novamente o canal de comunicação entre o movimento estudantil e o governo federal. Em 2008, 18 anos depois de ter participado como sindicalista no congresso

de Piracicaba, um dos encontros de Lula com a UNE aconteceu na própria Praia do Flamengo, no lançamento da Caravana da Saúde, na gestão de Lúcia Stumpf (2007-2009). No ano do 51º Congresso da União Nacional dos Estudantes, 2009, Lula esteve presente pela segunda vez no encontro. Nesse dia, discutiu e analisou com os jovens as propostas e reivindicações para aprimorar do ProUni, se mostrando aberto às críticas. Ressaltou ainda a importância do diálogo entre o movimento estudantil e o governo, agradecendo o papel que a UNE desempenha para a educação. Um ano mais tarde, dessa vez no Rio de Janeiro, o encontro foi emocionante e nostálgico. Na Praia do Flamengo, 132, estudantes, moradores da região e a imprensa se reuniram para ver Lula marcar a pedra fundamental para a reconstrução da sede da UNE e UBES, metralhada, invadida e incendiada pelos militares em abril de 1964 e demolida em 1980.

Prouni, um projeto de Lula e do movimento estudantil O ProUni - Programa Universidade para Todos foi criado pela MP nº 213/2004 e institucionalizado pela Lei nº 11.096, de 13 de janeiro de 2005. Esse projeto nasceu da parceria do ex-presidente Lula com a UNE, que levantou no país o debate sobre a reforma universitária e a necessidade de ampliação do acesso ao ensino superior. Tem como finalidade a concessão de bolsas a estudantes de baixa renda em cursos do ensino superior privado. Desde 2005 o ProUni ofereceu mais de um milhão de bolsas de estudos em universidades de todo país.

I N FO R MAT I VO D O 5 2 º C O N GRESSO DA UNIÃO NACIONAL DOS ESTUDANTES

7


MAPA DAS ÁREAS / PROGRAMAÇÃO 5

4

1

2

3

12

7 6

10

1 FACULDADE DE DIREITO DA UFG

7 BIBLIOTECA DA PRAÇA UNIVERSITÁRIA

2 CENTRO CULTURAL DA UFG

8 ÁREA 2 – PUC-GO

3 CREDENCIAMENTO

9 DCE PUC-GO

4 FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA UFG

10 ARENA DEBATES 1 - HONESTINO GUIMARÃES

5 FACULDADE DE ENFERMAGEM E NUTRIÇÃO

11 ARENA DEBATES 2 – ALDO ARANTES

6 PALCO PRAÇA UNIVERSITÁRIA

12 UEE-GO

11

8 9

QUINTA-FEIRA 14 DE JULHO DE 2011 09:00 às 09:15 – Lançamento da revista de balanço da gestão 2009-2011 e do vídeo “Praia do Flamengo 132”

Tema 3: O movimento LGBTT e combate à homofobia Facilitadores: Denilson Júnior (diretor LGBT da UNE) e diretores das UEE’s Local: Sala área 2 PUC/GO

Tema 8: Financiamento das entidades estudantis Facilitadores: Sérgio Gabriel (vice-tesoureiro da UNE) e diretores das UEE’s Local: Sala área 2 PUC/GO

Tema 4: Esporte universitário Facilitadores: Emival Dalat (diretor de Esportes da UNE) e diretores das UEE’s Local: Sala área 2 PUC/GO

Tema 9: A UNE e a solidariedade internacional Facilitadores: Mateus Fiorentini (secretariado da OCLAE) e diretores das UEE’s Local: Sala área 2 PUC/GO

15:00 às 18:00 – Ato político / #marchadosestudantes Tema: Educação tem que ser 10! Concentração: Em frente ao Centro de Convenções de Goiânia

Tema 5: CUCA e a rede cultural nas universidades Facilitadores: Fellipe Redó (diretor de Cultura da UNE) e diretores das UEE’s Local: Sala área 2 PUC/GO

Tema 10: Projeto Rondon e extensão universitária Facilitadores: Antônio Henrique (secretário geral da UNE) e diretores das UEE’s Local: Sala área 2 PUC/GO

18:30 às 20:30 – Grupos de discussão Tema 1: As mulheres e o combate ao machismo Facilitadores: Fabiola Paulino (diretora de Mulheres da UNE) e diretoras das UEE’s Local: Sala área 2 PUC/GO

Tema 6: A UNE e a luta pelos direitos humanos Facilitadores: Rodrigo Mondego (diretor de Direitos Humanos da UNE) e diretores das UEE’s Local: Sala área 2 PUC/GO

Tema 11: Assistência estudantil Facilitadores: Thalita Martins (diretora de Assistência Estudantil da UNE) e diretores das UEE’s Local: Sala área 2 PUC/GO

Tema 7: Comunicação das entidades estudantis Facilitadores: André Vitral (diretor de Comunicação da UNE) e diretores das UEE’s Local: Sala área 2 PUC/GO

Tema 12, 13 e 14: Movimento estudantil (03 grupos) Facilitadores: Diretores da UNE e das UEE’s Local: Salas área 2 PUC/GO

09:15 às 13:00 – II Encontro nacional dos estudantes do Prouni Tema: Pensando nos desafios da educação Convidados: Luiz Inácio Lula da Silva (ex-presidente da República), Fernando Haddad (ministro da Educação) Local: Centro de Convenções de Goiânia

Tema 2: A UNE e o combate ao racismo Facilitadores: Cledisson Júnior (diretor de Combate ao Racismo da UNE) e diretores das UEE’s Local: Sala área 2 PUC/GO

realização

parceria

22:00 – Show Local: Palco Praça Universitária

produção e comunicação

produção estrutura

patrocínio


JORNAL NOTA 10 ED 1