Issuu on Google+

Composições Musicais 2 Vera Cecília Cavalcanti Dantas Mota

Sustenido ou Bemol Sou a sua Flor Brilha, Gente Roberta Cantinho de Mar Pequeno Príncipe Senta Aqui Muito Mais Pra Curar Fossa Relembra


Sustenido ou Bemol (Vera Cecília)

Sustenido ou bemol Seu acorde é dissonante, é interessante É emocionante deixar seu coração pulsar Apaixonadamente, irresistivelmente por mim Reza pra mim e pra você Pra gente não vir a falecer de amor

Apaixonadamente, irresistivelmente Mente, mente pra mim Reza por você e por mim Pra gente não ter fim Não falecer de amor


Sou a sua Flor (Vera Cecília)

Não sou rosa, mas sou a sua flor Sou Cecília, Vera Sou a sua flor que surgiu de surpresa Da umidade, da luta, do pranto seu Sou seu encanto Não tenho espinhos, nem folhas, nem frutos Sou apenas sua flor Não tenho hora pra desabrochar Estou sempre aberta Pronta pra você Pronta pra lhe fazer compreender Que sou obra do amor que é seu também Eu não murcharei Eu serei eternamente a sua flor


Brilha, Gente (Vera CecĂ­lia)

Reluz Brilha gente Fogo arde No palco uma sombra me invade Ouço o seu canto, mas canto mais forte Eu preciso agradecer Antes que o show acabe comigo


Roberta (Vera Cecília)

Roberta, menina sapeca Que dorme soneca em berço de mel E sabor de cereja, framboesa Eu sou tão linda, mamãe Feito um por do sol que o papai desenhou lá no céu Lá no céu, beija-flor me chamou e mandou me dizer Roberta, não chora, boneca Que todas as cores virão lhe mostrar Que a vida balança feito as ondas de um barquinho no mar Feito um macaquinho alegre a pular na floresta Na floresta, a florzinha nasceu pra você ser feliz


Cantinho de Mar (Vera Cecília)

Era uma vez um cantinho de mar Que ficava do lado do meu travesseiro E toda vez quando o sol brilhava Tudo amarelava com o vento que assanhava E o meu cantinho de mar escorregava pela cama abaixo E a fonte das águas borbulhava mais A cachoeira transbordava E os pinguinhos refrescavam meu jardim Tão lindo assim Que rodeava minha cama de dormir Até que um dia eu entendi O meu cantinho de mar não era o oceano Era apenas um molhado de pipi


Pequeno Príncipe (Vera Cecília)

Quando se tem todos os mundos Dentro do coração Quando se tem um ponto incomum no céu Se vai ao longe Se chega muito além Quando se tem esse vírus que chamam de amor Candescente Quando se tem um cachecol Quando o sol por cima das nuvens deixa cair Você, meu pequeno príncipe Morador das estrelas do nosso senhor Simplesmente herdeiro De carinho transparente


Senta Aqui (Vera Cecília, 9/01/1984)

Deus, senta aqui Perto de mim Pois não tem fim esse amor Vem consolar, tente explicar Vem convencer Que esse moço Vai voltar e arrasar minha fé Faz consolar Faz acreditar mesmo sem ver Que esse moço Vai ficar aqui pertinho Vai falar bem de mansinho Que foi você quem mandou ele voltar (pra mim)


Deus, senta aqui Perto de mim Me diga assim: “Minha filha, Deixa pra lá, pode deixar isso comigo Que eu dou um jeito de fazer você feliz mesmo sozinha Deixa pra lá, pode deixar isso comigo Que eu tenho um jeito De você ficar contente, de você seguir em frente E esquecer que um dia ele existiu (pra ti) E esquecer que um dia ele te fez sofrer E esquecer que um dia ele partiu Que levou seu coração, que deixou você na mão” (pois é)


Muito Mais (Vera Cecília, 1984)

Deus, faz esse moço entender meu coração E perdoar essa má sorte de nós dois Explica tudo, que eu sou errante Apenas uma amante em busca de paz, mas

Muito mais eu gostaria de explicar Afinal foi tudo tão confuso Eu perturbei você demais Eu sei que enchi a sua paz E nem lavagem cerebral apaga essa angustiante Necessidade de ficar sozinho


Muito mais eu gostaria de dizer Eu não queria que acabasse assim Você sentiu que eu gostava tanto de você Tanto que esse seu encanto é minha cachacinha Que me derruba de uma vez só

Muito mais eu gostaria de viver Bem coladinha a você pra sempre, pra sempre Eu não me canso de dizer Que eu gosto de nós dois juntinhos como antes Feito sombra de espelho Aonde a gente se admirava


Pra Curar Fossa (Vera Cecília, 1984)

Seja lá o que Deus quiser Porque eu já não agüento mais Esse chove não molha Esse negócio de andar pra trás Não consigo ficar aqui A noite inteira sem poder dormir Esperando sei lá o quê Nem sei se você já me quer Nem sei se eu vou querer você Depois de tudo que já aconteceu Fica difícil, amor Ter esperanças a não ser em Deus


Mas se Deus quiser eu sobrevivo E essa dor de cotovelo eu mando à luta E se ela não quiser ir Aí a história via ficar danada Eu vou ter que te atormentar Até com outra você desaparecer

Eu preciso é me convencer Que meu destino é longe de você E não adianta me lamentar Porque não fiz tudo que quis Enquanto a gente era feliz Desculpe, amor, mas eu preciso te avisar Igual a mim não tem Nem no inferno você vai achar


Relembra (Vera Cecília)

Se você quiser saber de mim Lembra, relembra Tira por você Depois soma a minha parte mulher

Se você puder Escuta este apelo E reza por mim Pra ver se eu encontro a graça A graça de rir Ou de chorar Reza por mim Se der tempo


Composições Musicais 2