Issuu on Google+

Dia Mundial da Alimentação Out. 2013


Voltamos dentro de 15 MIN.


O que influencia a nossa alimentação?


COMIDA

AMBIENTE

FACTORES INDIVIDUAIS D. Sensorial D. Psicológica

D. Fisiológica

ACEITAÇÃO REJEIÇÃO

CONSTANTE MUDANÇA • •

Escolhas alimentares Ingestão alimentar

Que alimentos escolho? Que quantidade? Quando consumo? Com que frequência consumo?


Bioquímica do Cérebro


Bioquímica do Cérebro orte Transp

Cérebro

ação z i l o b a Met

METÁFORA

+10% de necessidade de aporte de GLICOSE dieta pobre ou excessivamente rica em glicose -> comprometimento do funcionamento equilibrado do cérebro


Alimentação Variada


Os HTC’s são importantes para a manutenção e funcionamento do cérebro, mas existem outros nutrientes e micronutrientes igualmente essenciais. Nutrientes

Função

Alimentos

Proteína

Constituição do tecido cerebral

Cereais, carne, peixe, ovo, queijo, feijão, ervilhas, frutos secos

Lípidos

Protecção das células cerebrais

Nozes, salmão, sardinha, atum, kiwi, azeite

Vitaminas

Protecção, crescimento, mediação da metabolização

Peixes gordos, cenoura, abóbora, legumes de folha verde, morango, lacticíneos

Sais minerais

Regulação das transformações químicas

Cereais, cogumelos, pepino, cebola, citrinos, leite


Importância do Pequeno-Almoço


• Durante a noite, o nível de glicose no sangue é assegurado pela degradação de glicogénio, armazenado no fígado.

• Assim, o organismo vai tendo alguma energia disponível para os seus processos.

NOITE

Obtenção de glicose (decomposição do glicogénio)


Nível de Glicogénio

• O pequeno-almoço é a refeição que nos permite restaurar os níveis de glicose necessários.


E.D.F. Erros e Desculpas Frequentes


• Desculpa (muito) frequente.

• Facto:

“Não tenho fome quando acordo.”

– Nós nem sempre percebemos as VERDADEIRAS necessidades do nosso organismo e, na realidade, como já vimos, ele precisa desesperadamente de alguma energia quando acordamos.

• O que fazer? – Começar com pequenas porções e alimentos líquidos. – Insistir, até se tornar um hábito e um comportamento recorrente.


• Facto:

“Ah... É muito fácil dizer que tenho que comer, mas eu até tento e tenho vómitos!”

– É uma reacção normal. O organismo precisa de se adaptar e isso leva tempo, treino e persistência.

• O que fazer? – Começar por algo leve, um iogurte (sólido ou líquido, se for mais fácil) ou um batido com fruta. Aos poucos, podemos ir implementando os alimentos sólidos.


• Caso grave.

• Facto:

“A minha primeira refeição é o almoço...”

– Isto significa que o período de jejum, que vem desde a noite passada, é abominavelmente grande e que o corpo está com um défice energético muito elevado. – Sintomas: fadiga, vista cansada, desconcentração, desmaio.

• O que fazer? – Implementar e ingerir pequenos snacks (saudáveis) durante a manhã, tais como fruta e sumos naturais.


Sugest達o de Planeamento Alimentar


Sugestão de Planeamento Alimentar • Pequeno-almoço –

Taça de cereais com leite ou iogurte

Peça de fruta

• Lanche da manhã –

Sandwich de fiambre ou manteiga

Sumo de fruta

• Almoço –

Peito de frango

Arroz de ervilhas/cenoura/tomate

Fatia de pão

Peça de fruta

• Lanche da tarde –

Iogurte

Uma mão de frutos secos (nozes, avelãs,...)

• Jantar –

Salada russa (atum, batata, ervilha, feijão verde,...)

Peça de fruta

• Ceia –

Copo de leite

4/5 bolachas com fibra

FOME ENTRE REFEIÇÕES? •Fruta •Barras energéticas •Sumos de fruta


Alimentação e Saúde


Vantagens? Desvantagens?

Vantagens? Desvantagens?

vs.


Recomendações Estilo de Vida Saudável


Recomendações • Alimentação: – Variada – Colorida – de Qualidade

• ACOMPANHADA DE… – Exercício Físico (30 minutos diários) – E…


Recomendações • Muita criatividade, decisões responsáveis e emoções positivas 


Dia Mundial da Alimentação Out. 2013

Vanessa R. Dias

vanessa.rosadias@gmail.com


Dia Mundial da Alimentação 2013