Page 1

SEXTA-FEIRA MACEIÓ - ALAGOAS 22 DE FEVEREIRO DE 2013 Nº 1675 R$

1,50

TRIBUNA

INDEPENDENTE

EXEMPLAR DO ASSINANTE

tribunahoje.com

Porto de Maceió será privatizado por US$ 1 bilhão O Porto de Maceió está na lista dos 159 terminais marítimos que serão arrendados ainda este ano, nas condições previstas pela Medida Provisória 595 - a MP dos Portos. A privatização, orçada em US$ 1 bilhão, abrangerá uma área de 60 mil m2 e será concedida a empresa que vencer licitação pública com oferta do menor preço para transportar a maior quantidade de carga. O objeWLYRGRJRYHUQRIHGHUDOpREWHUPDLRUH¿FLrQFLDHPRYLPHQWDomRFRPDPHQRUWDULIDSRVVtYHO PÁGINA 11 SANDRO LIMA

PRESIDENTE DA CBF É INVESTIGADO NA MORTE DE HERZOG A Comissão da Verdade de São Paulo investiga a participação do atual presidente da CBF, José Maria Marin, na tortura que resultou na morte do jornalista Vladimir Herzog no Doi-Codi paulista nos anos 70. Marin, então deputado estadual, dias antes havia feito ásperos discursos contra Herzog devido a uma reportagem sobre o Vietnã veiculada na TV Cultura, onde o jornalista trabalhava.

PÁGINA 7

COLLOR admite nova candidatura para o cargo do qual sofreu impeachment vinte anos atrás

LUIZ OTÁVIO e o Teotonio Vilela apresentaram números em reunião do Alagoas Tem Pressa

COLLOR PENSA EM DISPUTAR PRESIDÊNCIA DE NOVO

ALAGOAS É O 2º EM DISTRIBUIÇÃO DE RENDA NO NE

Depois de consultar pesquisas onde alega aparecer com 14% e 16% das intenções de votos dos brasileiros, o senador Fernando Collor pensa em se candidatar a presidente da República no próximo ano, informaram pessoas próximas ao ex-presidente. Pelos números obtidos por Collor, ele estaria à frente de Aécio Neves, Eduardo Campos e Marina Silva.

Alagoas é o segundo estado do Nordeste e o 13º do ranking nacional em distribuição de renda, segundo estudos apresentados ontem em reunião do programa Alagoas Tem Pressa. O indicador concentração de renda passou de 0,57 para 0,52, entre os anos de 2009 e 2011. Os ganhos de rendimento relacionados a avanços em educação também têm índices positivos.

PÁGINA 7

PÁGINA 13

TEMPO Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas em áreas isoladas

Mínima

20º

Máxima

30º

Marés

01:41 07:53 13:54 20:13

1.8 0.6 1.8 0.4

FINANÇAS DÓLAR COMERCIAL R$ 1,97 R$ 1,97 DOLAR PARALELO R$ 2,02 R$ 2,11 OURO: R$ 101,00 POUPANÇA: 0,4134%

PROMOTORIA CRIMINAL RECEBE DENÚNCIA CONTRA CÍCERO ALMEIDA

AÇÃO POLICIAL

TIROTEIO EM SAIDINHA DE BANCO DEIXA UM MORTO E OUTROS DOIS FERIDOS

MAIS 4 BANCOS SÃO NOTIFICADOS PELO CORPO DE BOMBEIROS

LITORAL SUL

TRIBUNAL DE CONTAS REVOGA DECRETOS DE MAIS 4 PREFEITURAS PÁGINA 3

PÁGINA 2

PÁGINA 11

PÁGINA 8

PÁGINA 12

SERTÃO ALAGOANO

STF DÁ REVISÃO PARA SEGURADO QUE ADIOU PEDIDO DE APOSENTADORIA

‘LEGÍTIMA DEFESA’

VIÚVA CONFESSA QUE ELA E O FILHO FILHO MATARAM FISCAL DA SMTT A TIROS

CBTU PROMOVE PALESTRA SOBRE SEGURANÇA NO TRABALHO

EXPLOSÃO NA DEIC

CARIMBÃO VAI ATÉ DILMA RELATAR DRAMA DE PREFEITOS COM A SECA PÁGINA 4

PÁGINA 8

PÁGINA 9

PÁGINA 10

PÁGINA 12

EMERGÊNCIA

POLÍCIA EVITA ATAQUE A GPM E RECUPERA CARRO ROUBADO DE PREFEITA

MP DA PRAZO DE 60 DIAS PARA A POLÍCIA CIVIL CONCLUIR INQUÉRITO


TRIBUNAINDEPENDENTE

2 POLĂ?TICA MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013

PolĂ­tica ESPLANADA LEANDRO MAZZINI - contato@colunaesplanada.com.br

Gabeira ĂŠ candidato, diz presidente do PV

O

ex-deputado Fernando Gabeira serå anunciado prÊ-candidato à Presidência da República em 2014, diz o presidente do Partido Verde, o deputado JosÊ Luiz Penna. É uma ofensiva do PV à iniciativa de Marina Silva, que ODQoRXD5HGH6XVWHQWDELOLGDGHSDUDVHFDQGLGDWDUDR3DOiFLR GR3ODQDOWR³*DEHLUDpRQ~PHURGRQRVVR¾QRPHQRJUDPDœ (OHMiUHXQLXXPFtUFXORJUDQGHQR¿QDOGH´VREUHRDVVXQWRUHYHORX3HQQD³7HUHPRVQRYDUHXQLmRHPPDUoR´

Justiça manda a Prefeitura de Traipu pagar atrasados para Marcos Santos Outro que certamente terå seus processos remetidos à sua Comarca de origem Ê o ex-prefeito de Traipu, Marcos Santos (PTB). Mas por enquanto, ele vai ter que se preocupar com seus vencimentos não recebidos em 2012. A Primeira Câmara Cível do TJ/AL, determinou o imediato pagamento dos subsídios atrasados dele. Santos havia sido afastado do cargo acusado de improbidade administrativa, mas sem suspensão de seus vencimentos. O desembargador Washington Luiz explicou o afastamento dele não foi penalidade.

Destino de Almeida na Promotoria Criminal $LQGDQmRKiSUD]RFHUWRSDUDGHQ~QFLDRÂżFLDOGR03SRUÂľKHUDQoDPDOGLWDÂś DIVULGAĂ‡ĂƒO

C

Nova onda Com a eventual entrada de Gabeira na disputa presidencial, 3HQQDTXHURGHVDÂżRGHPRVWUDUTXHR39QmRGHSHQGHGH Marina, que teve 20 milhĂľes de votos pelo partido.

Base verde Âł1mRVRPRVSHTXHQRVFRPRPXLWRVLPDJLQDP´GL]RSUHVLGHQWH do PV. HĂĄ base forte, segundo ele. “O PV teve 18 mil candidatos DYHUHDGRUHP´

MemĂłria O PV quer apostar em Gabeira como nova onda verde. Em 2008, ele rachou os eleitores do Rio e quase levou a disputa pela prefeitura ao segundo turno.

PAC 3 Um quarteto de deputados do PP gaĂşcho criou, pelo visto, o 3URJUDPDGH$FHOHUDomRGD&LXPHLUDFRQWUDXPFROHJDGR prĂłprio partido. Incitados por Vilson Covatti, Afonso Hamm, JosĂŠ Germano e Luiz Carlos Heinze enviaram ofĂ­cio ao presidente do PP, senador Dornelles (RJ), acusando JerĂ´nimo Goergen de WUiÂżFRGHLQĂ€XrQFLD

Paranoia É que Goergen, com acesso ao MinistÊrio das Cidades, divulgou em seu Twitter uma lista de verbas que serão liberadas para cidades sulistas. Sua assessoria não entendeu o ciúme, porque um dos signatårios, o deputado Hamm tambÊm fez o mesmo.

PĂŠ na porta Ăšnico presidente de Assembleia afastado do cargo e atĂŠ proibido de entrar no prĂŠdio, o deputado MoisĂŠs Souza (PSC), do $PDSiLPSHWURXDomRFDXWHODUQR67)SDUDWHQWDUUHWRPDUR FDUJR$FXVDR03GHSHUVHJXLomR

ContramĂŁo 6HJXQGR0RLVpVDLQYHVWLJDomRGR03QmRWHYHDXWRUL]DomRGR 7-(OHpVXVSHLWRGHTXDWURFULPHVSRUFRQWUDWDUVHPOLFLWDomR a R$ 5,4 milhĂľes, aluguel de carros.

Te cuida, MP (QTXDQWRDYDQoDQD&kPDUD3(&TXHWLUDGR03SRGHUHVGH LQYHVWLJDomRD$VVHPEOHLDGH63SURS}HDVXDSDUDEOLQGDU polĂ­ticos. SĂł o procurador-geral poderia investigar.

Madame & Cafeteiro A turma da ANTT anda com nervos expostos. Antes do caso da madame que esvaziou pneus de carro em sua vaga, um servidor da extinta RFFSA jogou cafĂŠ quente no rosto de colega. Foi caso de polĂ­cia hĂĄ alguns meses, mas resolvido na Corregedoria.

Alagoas 2014 HĂĄ disputa oculta e ferrenha entre o senador Benedito de Lira (PP) e o vice-governador de Alagoas, JosĂŠ Tomaz NonĂ´ (DEM), para ser o candidato da sucessĂŁo de TĂŠo Vilela (PSDB) no governo. Pesquisas internas mostram Benedito com ampla vantagem.

Herdeiro

Perda de foro fez com que representação fosse para MP local

Madeira vai se defender na Comarca local Desde o começo do ano, os desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas (TJ/AL) estĂŁo com trabalho dobrado para cumprir a meta 2 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que exige o julgamento, em 2013, de todos os processos de improbidade administrativa atĂŠ 2011. É por isso que as edição do DiĂĄrio EletrĂ´nico da Justiça sempre traz os nomes dos ex-prefeitos ‘premiados’ com o deslocamento de suas açþes penais ou inquĂŠ-

ritos policiais. Ontem, foi a vez dos inquÊritos policiais contra os ex-gestores de Maragogi, Marcos Madeira (PSD); e de Roteiro, Fåbio Jatobå (PSDB), retornarem às comarcas de origem, em virtude da perda da prerrogativa de foro, onde apenas o Tribunal de Justiça do Estado pode julgar e puní-los. Madeira responde pelo inquÊrito policial originårio da Delegacia de Crimes contra a Ordem Tributåria, Administração Pública e Consumidor (Decotap). O

ex-prefeito estå com prisão decretada hå mais de dois meses pela acusação de ter desviado aproximadamente R$ 2,5 milhþes da Prefeitura de Maragogi. De acordo com a Justiça, o chefe do Executivo Municipal Ê acusado de dispensa ilegal de licitação, por 42 vezes, apropriação de bens ou renda públicos ou desvio em proveito próprio, por 114 vezes, falsidade ideológica, por 169 vezes, uso de documentos falsos, por 57 vezes, e formação de quadrilha.

Como Marcos Madeira perdeu seu foro especial, o desembargador Edivaldo Bandeira Rios solicitou que o MinistĂŠrio PĂşblico Estadual encaminhasse os autos do inquĂŠrito a Comarca de Maragogi. “Ante o exposto, declino da competĂŞncia para o processo e julgamento do presente feito, devendo o mesmo ser encaminhado ao JuĂ­zo da Comarca de Maragogi [Juiz Carlos Aley]â€?, escreveu em seu parecer o desembargador. (EP)

EM GRANDE ESCALA

JucĂĄ atribui ilicitudes a ‘senso de impunidade’ SANDRO LIMA

Pacotaço Cícero Ferreira, o Cicinho fundador do bloco de carnaval Pacotão, de Brasília, tem no prelo livro de 518 påginas, com 1.200 foWRVVREUHDKLVWyULDGDDJUHPLDomR3URFXUDSDWURFtQLRWDPEpP SDUDGRFXPHQWiULRFRPLPDJHQVLQpGLWDVGRVGHV¿OHV

Quinteto A um ano e meio do inĂ­cio da campanha, jĂĄ sĂŁo cinco os prĂŠFDQGLGDWRV'LOPD5RXVVHII(GXDUGR&DPSRV$pFLR1HYHV Marina Silva e agora Gabeira.

Fim do mundo A Eletrobras, com 19 empresas, investiu ano passado R$ 5,9 bilhĂľes - 69,1 dos R$ 8,5 bilhĂľes previstos. E vocĂŞ ainda corre risco de sofrer apagĂŁo.

Ponto Final A agressĂŁo Ă blogueira Yoani Sanchez ĂŠ uma vergonha para o Brasil. Como em Cuba, sĂł faltou o pelotĂŁo de fuzilamento.

Twitter @leandromazzini

omo uma novela, o andamento das açþes penais tem por vezes um enredo cheio de idas e voltas. E assim seguem os processos que os ex-prefeitos ainda estĂŁo respondendo dentro do JudiciĂĄrio. Ontem, o chefe do MinistĂŠrio PĂşblico Estadual, SĂŠrgio JucĂĄ, explicou que a denĂşncia do ĂłrgĂŁo ministerial contra o ex-prefeito de MaceiĂł, CĂ­cero Almeida (PSD), em virtude dos restos a pagar deixados, segundo a gestĂŁo atual da prefeitura, por ele, desceu para a Promotoria Criminal de MaceiĂł. “Houve a representação do atual prefeito [Rui PalPHLUD 36'%@ Ă€] R HVWXGR da prova documental e veULĂ€TXHL TXH D OHJLWLPLGDGH QmR HUD GD FKHĂ€D GR 0LQLVtĂŠrio PĂşblico. Por que, o sr. CĂ­cero Almeida tinha direito a um foro especial [pelo cargo de prefeito] e o perdeuâ€?, disse. Assim como os demais ex-prefeitos, Almeida atĂŠ

ganhou mais tempo para formular sua defesa, entretanto, no caso do ex-prefeito de MaceiĂł ainda nĂŁo se trata de uma ação penal, e sim se ele serĂĄ denunciado ou nĂŁo pelo MP estadual. Agora, fora do cargo de prefeito ĂŠ a instância local que vai avaliar isso. “No momento em que cessa esse foro, a legitimidade ĂŠ do MP em primeira instância. De modo que ao constatar esse fato, encaminhei os autos a promotoria criminal e encaminhei, translado nos autos, Ă Promotoria da Fazenda PĂşblica Municipal [promotores Fernanda Moreira e Marcos RĂ´mulo]; por que eu notei indĂ­cios nĂŁo apenas na prĂĄtica de infração penal, mas de improbidade administrativa. E quem cuida da improbidade administrativa em primeira instância ĂŠ a Fazenda PĂşblica Municipalâ€?, reforçou JucĂĄ. Rui entregou representação no MP, contra Almeida, denunciando um desvio milionĂĄrio na prefeitura.

MARAGOGI

$SyVRGHVDÂżRGHYROWDUj3UHVLGrQFLDGR6HQDGR5HQDQ&DOKHLURVDJRUDYDLWUDEDOKDUSDUDODQoDURGHSXWDGRIHGHUDO5HQDQ Filho (PMDB) como candidato de Dilma ao Governo de Alagoas.

Com Marcos Seabra e Vinicius Tavares www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br

EDITORIA DE POLĂ?TICA COM REDAĂ‡ĂƒO

Para chefe do MP legislação brasileira contribui com corrupção

JĂĄ o ex-prefeito de Roteiro, FĂĄbio JatobĂĄ, estĂĄ sendo investigado por crime contra o Sistema Nacional de Armas. O ex-gestor foi denunciado pelo MinistĂŠrio PĂşblico Estadual por porte ilegal de uma submetralhadora UZI de fabricação israelense – material privativo das Forças Armadas. AlĂŠm do armamento pesado, tambĂŠm foram encontrados na residĂŞncia de JatobĂĄ um carregador e 27 cartuchos calibre 9mm, para municiar a submetralhadora. Os artefatos bĂŠlicos foram encontrados durante D GHĂ DJUDomR GD 2SHUDomR Taturana, em 2007, quando a PolĂ­cia Federal foi prender o entĂŁo prefeito em sua casa. “Diante da alteração da situação fĂĄtico-jurĂ­dica de FĂĄbio CĂŠsar JatobĂĄ, ĂŠ impeULRVDDPRGLĂ€FDomRGRyUJmR julgador, ante a superveniĂŞncia da incompetĂŞncia deste Tribunal de Justiça para

fazĂŞ-loâ€?, escreveu o desembargador OtĂĄvio Praxedes. Ele encaminhou os autos do inquĂŠrito a 3ÂŞ Vara da Comarca de SĂŁo Miguel dos Campos. O procurador-geral de Justiça, SĂŠrgio JucĂĄ, foi questionado sobre a grande quantidade de gestores pĂşblicos enrrolados com a Justiça, em Alagoas. Para ele esse fenĂ´meno acontece pura e unicamente pela fĂŠ na impunidade. “A legislação brasileira permite isso. É muito morosa. Em parte, devido a complexidade da estrutura processual brasileira. Quem elaboram as leis sĂŁo os parlamentares e nĂŁo os membros do JudiciĂĄrioâ€?, lamentou. JucĂĄ diz que essas autoridades “apostam na lentidĂŁo e na morosidade da Justiça. Elas tĂŞm um sentimento de impunidade muito elevadoâ€?, lamentou. (EP)


TRIBUNA,1'(3(1'(17(

Conjuntura

FLAVIO GOMES DE BARROS - ÀDYLRJE#LJFRPEU

O drama aumenta

$

VDIUDGHFDQDGHDo~FDUGH$ODJRDVTXHGHYHULD WHUPLQDUHPDEULOPDLRHVWiVHQGRHQFXUWDGDSRUFDXVDGDVHFD $OpPGRSUHMXt]R¿QDQFHLUR VyXPDXVLQDTXHMiSDURXGHL[RX de faturar R$ 9 milhþes), estå antecipado, tambÊm, o desemprego de PLOKDUHVGHWUDEDOKDGRUHVTXHVmRFRQWUDWDGRVHVSHFL¿FDPHQWHSDUDR SHUtRGRGHVDIUD4XDWURXVLQDVMiGHL[DUDPGHPRHUHSDUDPHPIHYHUHLURRXPDUoR3RXFDVXVLQDVSRGHUmRFRQWDELOL]DUOXFURVFRPDDWXDO safra, que terå redução em torno de 35% em decorrência dos problemas JHUDGRVSHODHVWLDJHPSURORQJDGD6HJXQGRD&RPSDQKLD1DFLRQDOGH $EDVWHFLPHQWRQDUHJLmR1RUGHVWHDUHGXomRGDVDIUDGHFDQDVHUiGH &RPRDVSHUVSHFWLYDVGHFKRYHUIRUWHHVWHDQRQmRVmRERDVD safra 2013-2014 estå comprometida e pode gerar consequências ainda SLRUHVHPWHUPRVHFRQ{PLFRVSDUDR(VWDGRFRPRXPWRGR&RPLVVR RKLVWyULFRGUDPDGRVHUWDQHMRFKHJDLQIHOL]PHQWHj=RQDGD0DWD&RP prejuízos não apenas para produtores rurais, mas tambÊm para os que VHGHGLFDPjSHFXiULD

ExcluĂ­dos

GLVSXWDUPDQGDWRSROtWLFR

$GLVSXWDHOHLWRUDOGHGHL[RX sequelas para o deputado estadual Jeferson Morais, que concorreu Ă prefeitura de MaceiĂł, e Oscar de Melo, vereador que nĂŁo conseguiu UHHOHLomR3RUIRUoDGHOHLHOHV tiveram de se afastar dos programas TXHDSUHVHQWDYDPQD793DMXoDUD( QmRYROWDPPDLV2TXHVHIDODpTXH a partir de agora, a emissora nĂŁo quer mais funcionĂĄrio com pretensĂľes de

VersĂŁo Houve tucano reclamando de anĂĄlise, nesta conjuntura, de que, ao anunciar que poderĂĄ terminar o mandato, o governador estaria fugindo do confronto com Fernando Collor, pela Ăşnica vaga a ser disputada para R6HQDGRQRSUy[LPRDQR$RDGPLWLULVVRGL]RTXHL[RVR7pR9LOHOD DSHQDVHYLWDDQWHFLSDUDFDPSDQKD

Imagem Rui Palmeira cada vez mais tem reiterado que encontrou MaceiĂł em uma VLWXDomRGLItFLO0DVKiSUREOHPDVSHTXHQRVTXHDSHVDUGDGLÂżFXOGDGH SRGHULDPVHUUHVROYLGRVRXPLQLPL]DGRV2FHUWRpTXHH[WHUQDPHQWH QmRGiSDUDVHQWLUDLQGDTXHKRXYHPXGDQoDGHJHVWmRQDSUHIHLWXUD

Risco Os resultados ainda não plenamente satisfatórios no combate à violência MiVmRDGPLWLGRVGHQWURGRSUySULRJRYHUQR1DRSRVLomRHQWmRQHP VHIDOD-XGVRQ&DEUDOGHSXWDGRHVWDGXDOGR37WHPHTXHTXDQGRR governo federal retirar a ajuda ao Estado – a parceria Ê transitória –, a VLWXDomRSRVVDVHDJUDYDU

Agenda 23URMHWR5HFRUDSUHVHQWDKRMHjQRLWHQR5LW]/DJRDGD$QWDUHVXOWDGRVGRVGRLVSULPHLURVDQRVGRWUDEDOKRGHUHFXSHUDomRGR5LR&RUXULSH Geraldo Gomes de Barros Neto, diretor da Usina Seresta, ĂŠ o coordeQDGRUGRSURMHWRTXHWHPDSRLRGR3URJUDPD3HWUREUDV$PELHQWDOTXH VHUiKRPHQDJHDGD

Sem jeito $QWHRQWHPjWDUGHXPFDPLQKmRED~HQJDQFKRXVHQDÂżDomRHOpWULFD da Rua BarĂŁo de MaceiĂł, entortando um poste e causando falta de enerJLD6HD6077FXPSULVVHDOHLTXHOLPLWDRDFHVVRGHYHtFXORVJUDQGHV HPiUHDVGDFLGDGHLQFOXVLYHQR&HQWURRSUREOHPDQmRWHULDH[LVWLGR &RPRpRPLVVDHVXEPLVVD

Restrição Para a blogueira cubana Yoani Sånchez, as parcerias econômicas entre %UDVLOH&XEDLQWHQVL¿FDGDVFRP/XODH'LOPD5RXVVHIIVmRERDVSDUD VHXSDtV0DVODPHQWDSHODSRVWXUDGRJRYHUQREUDVLOHLURTXDQWRDRV GLUHLWRVKXPDQRV³+RXYHGHPDVLDGRVLOrQFLRGR%UDVLO5HFRPHQGDULD XPSRVLFLRQDPHQWRPDLVHQHUJpWLFR´

2SRGHUpXPDFRLVDPXLWRÀOKRGD puta. As pessoas dizem que estão cansadas, que estão velhas, que trabalham muito, mas ninguÊm larga o poder. E eu acho que os militares gostaram do poder� LUIZ INà CIO LULA DA SILVA Ex-presidente da República, em declaração de TXHFRQVWDGROLYUR³+LVWyULDLQGLVFUHWDGD GLWDGXUDHGDDEHUWXUD´GH5RQDOGR&RVWD&RXWR

* Nosso turismo continua fazendo a sua parte: de todos os destinos nacionais comercializados pela CVC, Maceió está em terceiro lugar, atrás GH3RUWR6HJXURH1DWDO/RJRDVHJXLUSHODRUGHP)RUWDOH]DH3RUWRGH *DOLQKDV -iHVWiQDSUDoDROLYUR³(GXFDomRHP'LUHLWRV+XPDQRVH'LYHUVLGDGH'LiORJRV,QWHUGLVFLSOLQDUHV´TXHWHPFRPRDXWRUHV0DUOXFH)DOcão, Stela Valéria Cavalcanti e George Sarmento, promotores de Justiça HSURIHVVRUHV $FRQWHFHKRMHR³o&DIpFRP'LUHLWR´FRPSDOHVWUDGH$QGUp/XL] 0RUR%LWWHQFRXUWVREUH³&ULPHV3UHYLGHQFLiULRV´1D&XVFX]HULD&DIp QD$YHQLGD$QW{QLR*RPHVGH%DUURV-DWL~FD,QIRUPDo}HV  1R0XVHX7KpR%UDQGmRQD$YHQLGDGD3D]FRQWLQXDDWpGH PDUoRDH[SRVLomR³7URIpXV±*HRJUD¿D6LPEyOLFDGH=pGR&KDOp´ 9LVLWDomRGDVKjVKGHWHUoDDVH[WDIHLUDHGDVKjVKQR ViEDGR 2$6$TXHOLGHUDRIXWHERODODJRDQRQRV~OWLPRVDQRVHWHPR título de Vice-Campeão da Série B, tem chances de obter outro título QDFLRQDOFRPD&RSDGR1RUGHVWH$MRUQDGDVHLQLFLDQRGRPLQJR   HP$UDSLUDFDFRQWUDR&HDUi

0$&(,Ă?6(;7$)(,5$'()(9(5(,52'(2013 POLĂ?TICA

3

Novos decretos são revogados por Tribunal Conselheiro não achou motivação para decretação de emergência em quatro cidades ',98/*$d­2

ANDREZZA TAVARES 5(3Ă?57(5

A

pĂłs a anĂĄlise dos tĂŠcnicos do Tribunal de Contas do Estado (TCE), nĂŁo foram encontrados indĂ­cios de irregularidades que motivassem a decretação de estado de emergĂŞncia administrativa em quatro municĂ­pios alagoanos: Barra de SĂŁo Miguel, Pilar, Satuba e UniĂŁo dos Palmares. Os decretos de emergĂŞncia foram publicados pelos novos prefeitos, alegando diversas ilicitudes nas prefeituras deixadas pelos ex-gestores. “Parece-nos que a grande preocupação apontada nos decretos em anĂĄlise ĂŠ a permissĂŁo legal para contrataçþes por meio de dispensa de licitaçãoâ€?, salientou o conselheiro do TCE, Luiz EustĂĄquio Toledo. O conselheiro lembrou que a dispensa de licitação nĂŁo VLJQLĂ€FDDXVrQFLD GH SURFHGLmento de contratação. Essa “impressĂŁoâ€? de Luiz EustĂĄquio se dĂĄ porque, segundo ele, outras medidas nĂŁo foram listadas, como deveriam constar nos decretos emergenciais. Os prefeitos deixaram de nomear uma equipe responsĂĄvel pela recondução Ă normalidade na administração pĂşblica municipal, como tambĂŠm nĂŁo encaminharam as denĂşncias contra os ex-prefeitos Ă  Corte de Contas ou ao MinistĂŠrio PĂşblico. Luiz EustĂĄquio sentiu falta dessas documentaçþes que comprovariam o status caĂłtico na administração. Em seu parecer, o conselheiro lembra que os gestores nĂŁo podem esquecer que as contrataçþes deverĂŁo ocorrer antes da prestação do serviço, do fornecimento do produto ou da execução da obra - da mesma forma que deve acontecer com o empenho da despesa e a previsĂŁo orçamentĂĄria. Luiz EustĂĄquio recomendou ainda que o presidente do TC, CĂ­cero AmĂŠlio, envie auditores para que sejam avaliados documentos e processos licitatĂłrios deixados por gestĂľes anteriores. Igualmente serĂŁo aferidos os novos processos feitos pelos prefeitos JosĂŠ Medeiros Nicolau - Zezeco (Barra de SĂŁo Miguel/PP), Carlos Alberto Canuto (Pilar/PMDB), Paulo Acioly (Satuba/PSD) e Beto BaĂ­a (UniĂŁo dos Palmares/PSD). Os ex-gestores, supostamente acusados de prĂĄticas irregulares, terĂŁo acesso Ă s cĂłpias dos autos, quando poderĂŁo se defender apresentando as provas que julgarem necessĂĄrias. $GHFLVmRĂ€QDOVHUiYRWDGD pelo Pleno do Tribunal. Inicialmente, 32 prefeituras decretaram situação de emergĂŞncia em Alagoas. Ao todo, 12 desses decretos de estado de emergĂŞncia jĂĄ haviam sido anulados.

Segundo o Tribunal de Contas, prefeitos não encaminharam documentaçþes necessårias para atestar caos

PILAR

Canuto diz que decreto foi vital para começar a administrar Ao tomar conhecimento do parecer do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Luiz EustĂĄquio Toledo, em relação aos decretos de emergĂŞncia administrativa, atravĂŠs da reportagem da Tribuna Independente, o prefeito de Pilar, Carlos Alberto Canuto, recebeu a notĂ­cia com estranheza e contou que o decreto foi necessĂĄrio para começar a administrar o municĂ­pio. “Como coletar lixo sem contratar? Como colocar a SaĂşde para funcionar sem plano de trabalho?â€?, questio-

nou Carlos Alberto Canuto, informando que ao assumir a prefeitura nĂŁo foram encontrados documentos, nĂŁo havia recursos e os salĂĄrios dos servidores estavam atrasados. “Pegamos a prefeitura com uma situação totalmente inadministrĂĄvelâ€?, declarou. O prefeito de Pilar disse ainda que uma equipe foi formada para trabalhar com o objetivo de tirar o municĂ­pio da situação de anormalidade deixada pelo antigo gestor - Renato Rezende (PSDB) - e que os processos

MP/AL

Relatórios de gestão enviados aos promotores estão sob anålise Enquanto o Tribunal de Contas do Estado (TCE) continua analisando os documentos apresentados pelos outros 28 prefeitos, que decretaram emergência administrativa HÀQDQFHLUDHPVHXVPXQLFtpios, o Núcleo de Defesa do Patrimônio Público do MinistÊrio Público Estadual ainda aguarda os relatórios dos novos gestores. De acordo com o coordenador do núcleo, promotor JosÊ Carlos Castro, alguns municípios jå apresentaram a documentação solicitada SHORyUJmRTXHYLVDÀVFDOL]DU

quantos decretos forem realmente necessĂĄrios. “Os documentos entregues pelos gestores aos promotores locais jĂĄ estĂŁo em fase de anĂĄliseâ€?, contou JosĂŠ Carlos Castro, concordando que o prazo para a entrega dos documentos jĂĄ estĂĄ bastante esticado. “A recomendação era para que os documentos fossem entregues o mais breve possĂ­velâ€?, destacou. Carlos Castro disse que tambĂŠm deverĂĄ receber as informaçþes do MinistĂŠrio PĂşblico de Contas, do TC. Os 32 municĂ­pios que de-

BARRA

DETERMINAÇÕES

O prefeito da Barra de São Miguel, JosÊ Medeiros Nicolau, o Zezeco (PP), disse que a prefeitura estå à disposição do Tribunal de Contas do Estado para apresentar quaisquer informaçþes ou esclarecimentos que VH¿]HUHPQHFHVViULRV=H]HFR informou ainda que a comissão de licitação foi montada e que na próxima semana jå começam RVSURFHVVRVOLFLWDWyULRV³$JRUD a cidade estå funcionando e aos poucos o município volta à sua normalidade�, declarou o preIHLWRGD%DUUDGH6mR0LJXHO

Entre as determinaçþes relacionadas pelo conselheiro do TC, Luiz Euståquio, as quais devem ser cumpridas pelos gestores, mesmo com a dispensa de licitação, estão: autorização para abertura do processo de contratação, projeto båsico aprovado pela autoridade competente (em caso de obras e serviços de engenharia), orçamento detalhado, declaração de existência de dotação orçamentåria, estimativa de impacto orçamentårio e declaração de adequação RUoDPHQWiULDH¿QDQFHLUD

Prefeitura à disposição do Tribunal de Contas

licitatĂłrios jĂĄ foram iniciados. Em breve, Pilar deverĂĄ sair do estado de emergĂŞncia administrativa, torce o prefeito. Segundo ele, a situação do municĂ­pio deverĂĄ ser reestabelecida antes mesmo do tĂŠrmino do perĂ­odo decretado, que foi de 90 dias. “Em Pilar, muita coisa estĂĄ sendo feita dentro dos padrĂľes normais, inclusive algumas licitaçþesâ€?, contou o chefe do Executivo, acrescentando que os serviços essenciais jĂĄ foram normalizados. (A.T.)

Conselheiro diz o que deve ser cumprido

cretaram emergência foram: Barra de São Miguel, Cajueiro, Campo Alegre, Canapi, Carneiros, Chã Preta, CoitÊ do Nóia, Colônia Leopoldina, Craíbas, Estrela de Alagoas, Feira Grande, Igaci, Igreja Nova, Inhapi, Major Izidoro, Maribondo, Monteirópolis, Novo Lino, Olho D’à gua das Flores, Olho d’à gua Grande, Piranhas, Passo de Camaragibe, Paulo Jacinto, Pilar, Porto Calvo, Quebrangulo, São JosÊ da Laje, Santana do Ipanema, Satuba, Taquarana, Traipu e União dos Palmares. (A.T.)


4

TRIBUNAINDEPENDENTE

POLĂ?TICA MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013

BARTOLOMEU DRESCH bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

SucessĂŁo presidencial

N

a Ăşltima quarta-feira foi dado o passo inicial da sucessĂŁo presidencial no Brasil. O PT, partido que estĂĄ no governo, comemorou os dez anos no poder com uma festa polĂ­tica em SĂŁo Paulo, que contou com a presença da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz InĂĄcio lula da Silva. Lula, aliĂĄs, foi o grande nome do encontro do PT, lançando o nome de Dilma Ă reeleição e direcionando os ataques ao PSDB com quem deve polarizar a campanha de 2014. “Eles estĂŁo inquietos, porque percebem que estĂŁo sem valores, sem discurso e sem propostas, porque toda e qualquer coisa que eles pensarem em fazer QyVÂż]HPRVPDLVHPHOKRU´GLVVHRH[SUHVLGHQWH'LVVHDLQGDTXHR tambĂŠm ex-presidente Fernando Henrique Cardoso tem criticado o PT fazendo algumas comparaçþes entre um governo e outro. “NĂłs nĂŁo temos medo de comparaçþes, inclusive comparação em debate sobre FRUUXSomR´DÂżUPRX/XODVRERDSODXVRGDSODWHLDSHWLVWDTXHWLQKDD presença do ex-ministro JosĂŠ Dirceu, e dos deputados JosĂŠ Genoino e JoĂŁo Paulo Cunha, rĂŠus do mensalĂŁo. Dilma tambĂŠm atacou alguns setores da oposição ao seu governo e voltou a frisar que o Partido dos Trabalhadores estĂĄ conseguindo um feito fabuloso que ĂŠ o de tirar milhĂľes de brasileiros da misĂŠria absoluta. No Senado, AĂŠcio Neves (PSDB-MG) provĂĄvel candidato a presidente, relacionou 13 erros do governo do PT, principalmente no segmento econĂ´mico. AĂŠcio fez um discurso forte, mas que foi rebatido por senadores governistas que estavam no plenĂĄrio.

Bancada busca Dilma por açþes contra a seca Encontro de parlamentares foi proposto pelo deputado Givaldo Carimbão AGÊNCIA BRASIL

O

Destino turístico A secretåria de Estado do Turismo, Danielle Novis, atribuiu à melhoria da infraestrutura turística em Maceió e à parceria com o trade turístico para divulgar Alagoas, o fato de Maceió ter alcançado a terceira posição como destino turístico da operadora CVC. A indicação foi anunciada pelo vice-presidente de Operaçþes, Produtos e Marketing da operadora, Fåbio Godinho. Ele tambÊm citou o aumento da oferta hoteleira e a própria infraestrutura turística da capital alagoana como principais motivos para ascensão comercial de Maceió no ranking dos destinos mais procurados pelos clientes da CVC.

Destino turístico 2 Fåbio Godinho ressaltou a posição de Maceió durante entrevista coletiva concedida no 19ª Workshop & Trade Show CVC, que aconteceu em São Paulo. Na oportunidade ele explicou que a maior procura na operadora de pacotes turísticos em 2012 teve a seguinte ordem: na liderança permanece a cidade de Porto Seguro, na Bahia, seguida de Natal, no Rio Grande do Norte e agora por Maceió, em Alagoas, que superou a capital do Cearå, Fortaleza. Na quinta posição aparece Porto de Galinhas em Pernambuco. O vice-presidente da CVC anunciou ainda fretamentos intrarregionais no Nordeste nos feriados da Semana Santa e Corpus Christi, a exemplo de Aracaju para Maceió e de Maceió para Fortaleza nestes feriadþes.

Olimpíada de Astronomia Aproximadamente um milhão de estudantes dos ensinos fundamental e mÊdio do país devem participar este ano da 16ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronåutica (OBA). Esta Ê a estimativa dos organizadores do evento, que no ano passado distribuiu 32 mil medalhas e contou com a participação de 800 mil alunos e 64 mil professores de nove mil escolas de todas as regiþes do país. As inscriçþes vão atÊ o dia 13 de março e as provas serão realizadas nas escolas no dia 10 de maio. Cada prova serå dividida em quatro níveis (três para alunos do fundamental e um para o mÊdio) sendo que cada prova terå dez perguntas: cinco de astronomia, três de astronåutica e duas de energia.

OlimpĂ­ada de Astronomia 2 As questĂľes serĂŁo em sua maioria, de raciocĂ­nio lĂłgico, explicou o astrĂ´nomo JoĂŁo Batista Garcia Canalle, coordenador nacional da OBA e professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. “Nossa missĂŁo principal ĂŠ levar a maior quantidade de informaçþes sobre astronomia e astronĂĄutica, alĂŠm de instigar o interesse dos jovens perlas ciĂŞncias HVSDFLDLV´DÂżUPRX2VHVWXGDQWHVPHOKRUFODVVLÂżFDGRVHVWHDQRYmR integrar as equipes que representarĂŁo o paĂ­s nas olimpĂ­adas Internacional de Astronomia e AstrofĂ­sica e Latino-Americana de Astronomia e AstronĂĄutica de 2014. A OBA ĂŠ coordenada por uma comissĂŁo formada por membros da Sociedade AstronĂ´mica Brasileira (SAB) e da AgĂŞncia Espacial Brasileira (AEB).

Novos aeroportos Uma reunião entre tÊcnicos da Secretaria de Infraestrutura do Estado e do Banco do Brasil foi o passo inicial para o início das obras dos aeroportos de Arapiraca e de Maragogi. Os dois empreendimentos foram inseridos no Programa Federal de Investimentos em Logística – Aeroportos, que prevê o fortalecimento e a ampliação da aviação regional no país. Os primeiros detalhes foram discutidos nessa reunião, coordenada pelo secretårio de Infraestrutura, Marco Fireman. Cada empreendimento vai manter as características da cidade onde serå erguido. Em Arapiraca, a obra vai primar pela urbanidade e pelo atendimento das necessidades locais, enquanto que em Maragogi a prioridade Ê atender a demanda turística da região.

RENATO BUARQUE COLABORADOR

CarimbĂŁoDJHQGRXUHXQLmRQDFDVDGH5HQDQ)LOKRQRGLD

deputado federal Givaldo CarimbĂŁo (PSB), coordenador da bancada federal de Alagoas, em BrasĂ­lia, anunciou, para a prĂłxima terça-feira Ă noite, dia 26, um encontro, envolvendo os parlamentares alagoanos, com vistas a deliberar açþes para o combate Ă  VHFD TXH DĂ LJH RV PRUDGRUHV dos municĂ­pios da RegiĂŁo Agreste e SertĂŁo do Estado. Segundo CarimbĂŁo, a ideia de reunir deputados e senadores partiu do seu colega de bancada, na Câmara Federal, JoĂŁo Lyra, do PSD. Ainda segundo CarimbĂŁo, os parlamentares pretendem chegar a um acordo sobre uma pauta de reivindicaçþes sobre este tema, a ser remetida Ă  presidente da RepĂşblica, Dilma Rousseff (PT), para que o governo federal atue com efetividade no combate Ă  seca. “A ideia de unir os parlamentares partiu do deputado federal JoĂŁo Lyra. Ele me procurou, enquanto coordenador da bancada federal, e pediu para que arquitetasse este HQFRQWUR $VVLP R Ă€] H QyV

MAJOR IZIDORO

-XL]PXOWD*RRJOHHSUHIHLWD6DQWDQD

2MXL]GD�=RQD(OHLWRral, Fausto Magno, de Major ,]VLGRUR DUELWURX PXOWD j prefeita do município, Maria Santana Mariano (PTB) e ao site Google, responsåvel pelo Toy Tube. O magistrado entendeu que a veiculação de um vídeo, tido como difamatório, no referido sítio da internet teria prejudicado a imagem do ex-prefeito de Major Isidoro, �talo Amaral (PMN). Em sua decisão, o magisWUDGRDÀUPRXTXHDSUHIHLWD eleita, mesmo tendo alegado

que não fora a autora do vídeo contra o seu oponente, teria, conforme as provas acostadas ao processo por �talo Amaral, tomado prÊvio conhecimento sobre a gravaomR R TXH FRQÀJXUDULD XPD pråtica delituosa, que resultou em uma multa de R$ 10 mil. Quanto ao Google, o magistrado, ainda em sua decisão, explicou que o site não teria participado da criação do vídeo, mas teria criado VXEWHUI~JLRV FODVVLÀFDGRV ilegais, para retirar a grava-

ção do ar no You Tube, descumprindo a determinação da cessação da veiculação da referida peça difamatĂłria. Sendo assim, a empresa terĂĄ de pagar multa de R$  PLO H FDVR QmR UHWLUH R vĂ­deo do ar poderĂĄ ter seus serviços suspensos por 24 horas em todo o Brasil. 1RFDVRHVSHFtĂ€FRGH0DMRU ,VLGRUR R MXL] HQWHQGHX que o vĂ­deo denominado “O maior ladrĂŁo de Majorâ€?, em alusĂŁo ao ex-prefeito, derrotado nas urnas por Santana 0DULDQR WHULD LQĂ XHQFLDGR

Anulada cassação de Joaquim Beltrão

2OXFUROtTXLGRGD'DQRQHHPÂżFRXHVWiYHOHPFRPSDUDomRFRP 2011, chegando a 1,67 bilhĂŁo de euros, segundo balanço divulgado pela empresa. Ainda segundo a administração, o desempenho da Europa foi responsĂĄvel pela falta de crescimento do resultado. As vendas, no entanto, subiram e levaram a receita lĂ­quida do grupo francĂŞs para 20,87 ELOK}HVGHHXURVTXHVLJQLÂżFRXXPDXPHQWRGHHPGR]HPHVHV2 EDODQoRPRVWUDXPDXPHQWRPtQLPRQRFRQWLQHQWHHXURSHX RX ELOK}HVGHHXURV PDVFUHVFHQGRPXLWRQDĂˆVLD RX ELOK}HVGHHXURV HQRÂłUHVWRGRPXQGR´RQGHRLQFUHPHQWRIRLGH (6,44 bilhĂľes de euros). O segmento que mais faturou em 2012 foi o de alimentos para bebĂŞs, mas o segmento de lĂĄcteos ainda ĂŠ o que mais gera recursos para o grupo. ‡$HPSUHVD%UDVWXERIDEULFDQWHGHWXERVGHDoRFDUERQRSRGHVHU a prĂłxima a integrar a cadeia produtiva da quĂ­mica e do plĂĄstico em Alagoas. Ela estuda as propostas de concessĂŁo de incentivos creditĂ­cios e locacionais oferecidas pelo Governo de Alagoas.

AVĂ‚NIO FEITOSA

SECA

Em decisão publicada no Diårio da Justiça Eletrônico, o desembargador do Tribunal de Justiça de Alagoas, Sebastião Costa Filho, determinou que o processo de ação penal contra o prefeito de Belo Monte, Avânio Feitosa (PP), volte ao juiz de piso, na Comarca de Batalha. Segundo ele, existem problemas no que diz respeito a coleta de oitivas de testemunhas, tanto de defesa quanto acusação, que impedem a tramitação da ação, e devem ser resolvidas ainda na primeira instância.

Em recente pronunciamento, o governador de Alagoas, Teotonio Vilela (PSDB) fez um balanço das açþes do Executivo no tocante ao combate à seca, que atinge o Sertão e o Agreste do Estado. Vilela disse que açþes de distribuição de ågua, alimentos e assistência aos moradores da região jå estão em curso. Na RFDVLmRHOHD¿UPRXTXHGHYH SHGLUQRYRLPSOHPHQWR¿QDQFHLro à União para ampliar a gama GHVHUYLoRVDRVÀDJHODGRVHP função do prolongamento da estiagem que atinge as regiþes.

‡&DVRDLQVWDODomRGDLQG~VWULDVHFRQFUHWL]HHODGHYHUiRFXSDUXPD iUHDGHPLOPHWURVTXDGUDGRVQR3ROR0XOWLIDEULOGH0DUHFKDO'HRGRURFRPLQYHVWLPHQWRVGH5PLOK}HV ‡2VLWHGDUHYLVWDDPHULFDQD³)RUEHV´SXEOLFRXPDWpULDFRQ¿UPDQGR que o empresårio e apresentador de TV, o brasileiro Silvio Santos, farå parte da lista dos homens mais ricos do mundo a ser publicada na edição de março da revista. ‡$PDWpULDDQWHFLSDGDWUD]RWtWXORGH³&RQKHoD6LOYLR6DQWRVDSULPHLUDFHOHEULGDGHELOLRQiULDGR%UDVLO´$PDWpULDID]FLWDo}HVjVWULQWDHPSUHVDVGRGRQRGR6%7FRPQHJyFLRVQDPtGLDQRPHUFDGRLPRELOLiULR PHUFDGR¿QDQFHLURHSURGXWRVGHEHOH]DHQWUHRXWURV ‡2DSUHVHQWDGRUEUDVLOHLURXQHVHDRXWURVDVWURVLQWHUQDFLRQDLVGRHQtretenimento como a apresentadora de TV Oprah Winfrey, e os diretores e produtores de cinema Steven Spielberg e George Lucas. ‡$IRUWXQDGH6tOYLR6DQWRVpFDOFXODGDHPWRUQRGH86ELOKmR SHODUHYLVWD

e desequilibrado no transcorrer do processo eletivo do ano passado. 9DOHOHPEUDUTXHDGLYXOgação de vídeos com cunho político, nas eleiçþes do ano passado, tambÊm teve ampla repercussão na disputa política em Maceió, quando o então candidato Ronaldo Lessa (PDT) tambÊm ganhou uma ação contra o Google, para que um vídeo, em seu desfavor, fosse retirado do ar, cujos desdobramentos na esfera da Justiça ainda persistem. (R.B.)

CORURIPE

O prefeito eleito de Coruripe e ex-deputado federal por Alagoas, Joaquim Beltrão, do PMDB, escapou na Justiça Eleitoral daquele município de um processo de cassação do seu mandato, interposto pelo candidato derrotado nas eleiþes do ano passado, JosÊ EnÊas da Costa Gama (PPS). A ação, que foi abalisada SHOR MXL] 6yVWHQHV $OH[ GH Andrade, foi impetrada no último dia 8 de janeiro e tinha como objetivo invalidar a expedição do diploma do

O tal do “Danoninho�

vamos nos reunir, na prĂłxima terça-feira, na casa do deputado Renan Filho [PMDB], aqui em BrasĂ­lia, para tratar de açþes contra a seca. Reconheço que a UniĂŁo tem sido parceira neste momento, mas o problema ĂŠ serĂ­ssimo e as pesoas passam por imensas GLĂ€FXOGDGHV 9DPRV YHU XPD possĂ­vel emenda de bancada H DLQGD XPD SDXWD VLJQLĂ€FDtiva de açþes neste sentido, para entregar Ă presidenteâ€?, pontuou CarimbĂŁo. O deputado federal explicou ainda que as reuniĂľes da bancada federal tem sido bastante produtivas, ressaltano a interação dos componentes do grupo em prol do Estado de Alagoas. “NĂłs temos encontros periĂłdicos, que acontecessem sempre na casa de um membro do grupo, agora na casa do deputado Renan Filho, mas as reuniĂľes aconteceram jĂĄ nas residĂŞncias de outros parlamentares. &RP LVVR ID]HPRV FRP TXH o grupo se conheça melhor e LQWHUDMD GH IRUPD PDLV HĂ€ciente; isso tem sido muito LPSRUWDQWH QR TXH GL] UHVpeito a produção de todosâ€?, explicou o deputado federal do PSB.

Processo contra prefeito retorna

prefeito Joaquim Beltrão. 5HFHELGD D DomR R MXL] DEULXSUD]RSDUDTXHRVDGvogados de defesa do prefeito se manifestassem, e estes pugnaram pelo pedido de decadência do processo, XPD YH] TXH HOH KDYLD VLGR LQWHUSRVWR IRUD GR SUD]R OHgal previsto pela Justiça Eleitoral. Avaliado o processo, o MXL] GR FDVR DFDWRX D DOHJDção da defesa de Joaquim Beltrão e explicou que o pedido de impugnação da diplomação, e sua decorrente

cassação, só pode serem feitos em atÊ 15 dias da soleniGDGHGHHQWUHJDGRFHUWLÀFDdo, o que não aconteceu no caso de Coruripe. Trocando em miúdos; a diplomação de Joaquim Beltrão, para o cargo de prefeito do Município de Coruripe, aconteceu no último dia 19 GH GH]HPEUR GR DQR SDVVDdo, e como a dada de início de tramitação se deu só no dia 8 de janeiro, como mencionado anteriormente, o processo acabou decadente, HP UD]mR GR SUD]R H DSyV

Vilela confrma açþes e pede ajuda à União

GHWHUPLQDomR GR MXL] 6yVtenes Alex, foi arquivado, salientando que a referida ação teve parecer pela sua anulação, por parte do MinistÊrio Público Eleitoral, TXHIRLDFROKLGRSHORMXL]TXH analisou o caso. AlÊm de Joaquim Beltrão, foram rÊus no referido processo Dalva Edith Reis Beltrão de Siqueira (PRB), sua vice; Dalmo Porto Sou]D +HQULTXH GH &DUYDOKR Beltrão; Mesaque da Silva Padilha; e Roberta Patrícia Costa Beltrão.(R.B.)


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013 POLĂ?TICA

5

&kPDUDGR7-GHÀQHIXWXURGH$OFkQWDUD Desembargador solicitou documentação para emissão de parecer sobre processo de ex-prefeito de Palestina

Cotidiano LININHO NOVAIS - contato@lininho.com

Controle da igreja

O

Jornal do Brasil em sua versĂŁo on-line trouxe um artigo publicado pelo jornal alemĂŁo Der Spiegel um consistente artigo que analisa a renĂşncia do papa Bento XVI. Intitulado de ‘Batalha em silĂŞncio’ diz o artigo: “Uma mudança estĂĄ ocorrendo na Igreja CatĂłlica. Uma luta global começou sobre a prerrogativa de interpretação, as oportunidades de legado, e posiçþes - uma EDWDOKDVLOHQFLRVDSDUD5RPD2VHIHLWRVÂżQDLVGHUHQ~QFLDGRSDSD atĂŠ agora, sĂŁo impossĂ­veis de prever. Mas ĂŠ claro que as certezas anteriores estarĂŁo agora em debate - certezas que antes eram tĂŁo ÂżUPHVFRPRRHQWHQGLPHQWRGHTXHDSRVLomRGRSDSDHUDSDUD a vida. (...)Com a sua revolta contra a tradição e as mĂĄquinas da igreja, Bento XVI pode ter provocado mais mudanças do que ele fez em sete anos e dez meses de seu reinado papal. Se o cargo pode VHUGHVRFXSDGRFRPRXPDVVHQWRQRSDUODPHQWRpKRUDGHS{UÂżP Ă postura rĂ­gida da Igreja sobre outras questĂľes da doutrina. Por que exatamente devem cĂ´njuges permanecer juntos atĂŠ a morte, se o papa pode simplesmente demitir-se do seu posto? (...) E se Bento assume agora o direito de renĂşncia, nĂŁo deveria cada futuro papa esperar enfrentar demandas de sua renĂşncia, como um polĂ­tico, TXDQGRHOHVHWRUQDHQIHUPRRXpGHÂżFLHQWHQRFXPSULPHQWRGH sua função? (...)Bento XVI, Joseph Ratzinger agora, mais uma vez, permanecerĂĄ no Vaticano, no meio de sua igreja, mas nĂŁo em seu centroâ€?.

Voltando Mais magro e tranquilo, o ex-prefeito Cicero Almeida (PSD) visita seus amigos e aos poucos numa conversa e outra demonstra que tem seus desejos para 2014. Antes Almeida irĂĄ passar por um procedimento cirĂşrgico que estĂĄ previamente agendado para o mĂŞs de abril.

Falando nisso... ... Cicero Almeida deverå mesmo declinar nos braços do PMDB, a GDWDDLQGDQmRIRLPDUFDGDPDVD¿FKDMiHVWiSURQWDDJXDUGDQGR apenas a assinatura. As malas prontas para deixar o PSD de João Lyra nem chegaram a ser desarrumadas pois, segundo Almeida, o espaço por lå não foi garantido.

Nova missão O ex-prefeito Alay Correia (PMDB) assume hoje (21) o comando da Superintendência do MinistÊrio da Agricultura em Alagoas. A solenidade deverå contar com a presença do presidente do Senado Federal, Renan Calheiros, de quem Alay Ê amigo de longas datas.

Mil faces Segundo o vereador Wilson Junior (PDT) “jĂĄ se disfarçou e mudou atĂŠ a vozâ€? para tentar descobrir como funcionava o esquema de venda de ÂżFKDVHDJHQGDPHQWRVGHFRQVXOWDVQRVSRVWRVGHVD~GHGDFDSLWDO

3t¿D 2VUHJLVWURVIRWRJUi¿FRVGHL[DUDPH[SRVWRVTXHQmRIRLWmRIHVWLYD para a sociedade viçosense a eleição de Ana Paula Calazans como presidente da Undime em Alagoas. Um aglomerado com apenas meia dúzia de pessoas se faziam presentes segurando uma faixa que fazia referência pelo momento.

Lula aqui Durante as festividades em que se comemorou os dez anos do PT no governo federal, o deputado federal PaulĂŁo conversou demoradamenWHQDPHVDFRPRH[SUHVLGHQWH/XODTXHOKHFRQÂżUPRXVXDYLQGDHP Alagoas para fortalecer o partido e construir o projeto para 2014.

Conselho reunido Acontecerå nesta sexta-feira (22), às 9 horas e 30 minutos, mais uma sessão ordinåria do Conselho Seccional da OAB/AL. A reunião serå realizada na Sala do Conselho, no prÊdio da OAB/AL, na Praça Bråulio Cavalcante, 60, no Centro de Maceió.

Em pauta Na ocasião, os conselheiros irão tratar das atividades da atual gestão da seccional. Temas como a Caixa de Assistência dos Advogados (CAA), o Tribunal de Ética e Disciplina e a Escola Superior de Advocacia (ESA) estarão em pauta.

No pĂłdio A secretĂĄria de Estado do Turismo, Danielle Novis, comemora com jubilo a notĂ­cia onde MaceiĂł passou a ocupar o terceiro lugar no ranking dos destinos nacionais mais comercializados pela CVC em 2012. $DÂżUPDomRIRLIHLWDSHORYLFHSUHVLGHQWHGH2SHUDo}HV3URGXWRVH Marketing da operadora, FĂĄbio Godinho, em entrevista coletiva no 19Âş Workshop & Trade Show CVC, em SĂŁo Paulo.

DIVULGAĂ‡ĂƒO

EDITORIA DE POLĂ?TICA COM REDAĂ‡ĂƒO

A

pesar de revogado o pedido de prisĂŁo do ex-prefeito de Palestina, JosĂŠ Alcântara JĂşnior (PSDB), seu processo nĂŁo deixou de ‘andar’ no Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas (TJ/AL). O desembargador SebastiĂŁo Costa Filho, relator do processo que acusa Alcântara de peculato, fraude em licitação, IDOVLĂ€FDomR GH GRFXPHQWR particular e seu uso, determinou que os autos sejam remetidos Ă Câmara Criminal do TJ. O encaminhamento foi requerido pelo desembargador-presidente do TJ, JosĂŠ Carlos Malta Marques. 2 FKHIH GR 3RGHU -XGLFLirio requisitou informaçþes Ă  17ÂŞ Vara Criminal da Capital sobre o processo que o ex-prefeito de Palestina responde. A partir da publicação, em DiJĂşnior Alcântara ĂŠ acusado de comandar quadrilha que desviou cerca de R$ 762 mil de prefeitura iULR 2Ă€FLDO GD -XVWLoD R TXH aconteceu ontem, a documentação deve estar na Câmara PORTO CALVO Criminal no prazo d 72 horas. Para que em seguida, a Procuadoria Geral de Justiça analise e fornece novo parecer. De acordo com a denĂşncia do MinistĂŠrio PĂşblico Estadual (MP/AL), o ex-prefeito liderava uma quadrilha composta A Primeira Câmara CĂ­- tica de atos de improbidade nicĂ­pio. de servidores pĂşblicos de PaEm razĂŁo da ausĂŞncia lestina que praticou os crimes vel do Tribunal de Justiça administrativa. “Embora o de Alagoas (TJ/AL) man- agravante tenha apresen- da destinação pĂşblica dos de apropriação de verbas pĂşdisponibilizados blicas, fraudes em licitaçþes, teve, na sessĂŁo da Ăşltima tado documentos que alega recursos quarta-feira (20), a decisĂŁo serem pertinentes Ă  execu- pelo convĂŞnio, considera- SHFXODWR IXUWR IDOVLĂ€FDomR GH que recebeu a petição ini- ção e prestação de contas do VH D FRQĂ€JXUDomR GR HQUL- documento particular, falsicial para responsabilização ConvĂŞnio, os mesmos nĂŁo quecimento ilĂ­cito, alĂŠm de dade ideolĂłgica, uso de dopor ato de improbidade ad- sĂŁo satisfatĂłrios e nĂŁo con- prejuĂ­zo aos cofres pĂşblicos, cumento falso e formação de ministrativa, do ex-prefeito WrP LQIRUPDo}HV VXĂ€FLHQWHV por ter o municĂ­pio que res- quadrilha. O valor que teria de Porto Calvo, Jorge Alves para reformar a decisĂŁoâ€?, tituir o valor da respectiva sido desviado dos cofres muquantia que seria utilizada nicipais ultrapassa os R$ 762 Cordeiro, acusado de enri- MXVWLĂ€FRXRUHODWRU Alega o MinistĂŠrio PĂşbli- na construção do Centro do mil. quecimento ilĂ­cito, prejuĂ­zo A sangria do dinheiro pĂşao cofre pĂşblico e violação co, autor da ação, que, du- Idoso. A defesa de Jorge Cordei- blico, segundo as investigaaos princĂ­pios de moralida- rante o mandato, entre 2000 de e legalidade. Ele admi- H  R H[SUHIHLWR Ă€UPRX ro alegou que a conduta do çþes do Grupo Estadual de nistrou a cidade nos manda- convĂŞnio com o MinistĂŠrio rĂŠu nĂŁo teria sido citada de Combate Ă s Organizaçþes tos eletivos de 1996 a 2000, da AssistĂŞncia Social (MAS) forma objetiva e nĂŁo haveria Criminosas (Gecoc) do MP/ para a construção do Centro fundamentos para a deci- $/ (QWUH RV H[IXQFLRQiULRV e de 2000 a 2004. O desembargador relator do Idoso, que disponibilizou sĂŁo. Alegou ainda que toda GHQXQFLDGRV HVWi 0DQRHO do agravo de instrumento, R$ 150 mil para a realiza- D GRFXPHQWDomR QHFHVViULD Messias da Graça, FernanWashington Luiz Damas- ção da obra. A execução dos para comprovar a lisura dos do Jorge Miranda dos SanFHQR )UHLWDV DĂ€UPRX TXH serviços nĂŁo foi comprova- atos foi entregue, nĂŁo caben- tos, JosĂŠ Vanildo dos Santos, as razĂľes apresentadas na da e nem foram fornecidos do, assim, o efeito da decisĂŁo Francisco de Assis Ferreira, ação de Primeiro Grau sĂŁo documentos exigidos para prolatada pelo juiz da Co- Luciano Lucena de Farias e Francisco de Assis Costa da LQGtFLRV VXĂ€FLHQWHV GH SUi- prestação de contas do mu- marca de Porto Calvo. Silva - e nas secretarias de AssistĂŞncia Social, SaĂşde, FiPAGAMENTOS nanças, Administração, Educação e Obras e Urbanismo – CrizĂŠlia de Melo Alcântara, Elysson JosĂŠ Damasceno Gomes, Gedilson Costa da Silva, Djalma Alencar da Silva, Ana Paula Oliveira Souza e A Medida ProvisĂłria ainda sĂŁo altosâ€?, comentou a usufruir da alĂ­quota de 1% Eumanio Melo da Silva, ressobre sua receita, empresas SHFWLYDPHQWH 7DPEpP Ă€]H582/2012, que trata da de- JL. Segundo pesquisa rea- jornalĂ­sticas e de radiodifu- ram parte do esquema ilĂ­cito soneração da folha de pagamento de alguns setores lizada pelo MinistĂŠrio do sĂŁo (exceto cooperativas), RV HPSUHViULRV $OEHUWR 5ReconĂ´micos foi aprovada Meio Ambiente, metade dos WUDQVSRUWDGRUDV URGRYLiULDV drigues de Oliveira, sĂłcio da na Ăşltima quarta-feira, 20, brasileiros ainda nĂŁo sepa- GH FDUJDV DOpP GH Wi[L Dp- Construnorte Construçþes e durante sessĂŁo na Câmara ra o lixo em casa, mas pelo reo. Serviços LTDA e Eraldo do Produtos tambĂŠm foram Leite, representante legal da de Deputados, onde serĂŁo menos 86% dos entrevistaEHQHĂ€FLDGDV DV FRUSRUDo}HV GRV GLVVH TXH TXHU FODVVLĂ€- EHQHĂ€FLDGRV WDLV FRPR FDV- mesma empresa. que terĂŁo as contribuiçþes car o lixo orgânico de forma tanha e suco de caju, melĂľes As investigaçþes do Gesociais para a PrevidĂŞncia GLIHUHQWH GR OL[R UHFLFOiYHO e melancias, fogos de artifĂ­- coc começaram em 2012 e, substituĂ­das pela tributação o que para JoĂŁo Lyra, faz cio, livros e jornais, absor- DSyV D DQiOLVH GH IDUWD GRFXtoda a diferença. “A popula- ventes higiĂŞnicos, armas e mentação aprendida durante da receita bruta. A principal vitĂłria, de omR IDUi D SDUWH GHOD TXDQ- muniçþes. cumprimentos de mandados A MP depende agora da de busca e apreensĂŁo expeacordo com o deputado JoĂŁo do conseguirmos criar mais /\UD 36'  HVWi OLJDGD GL- usinas de tratamento, crian- aprovação do Senado, que didos pela 17ÂŞ Vara Criminal retamente Ă s empresas que do, inclusive, mais opçþes de deve votar atĂŠ o prĂłximo dia da Capital e pelo JuĂ­zo da cotratam os materiais sĂłlidos trabalho para os que querem 28, quando perde a vigĂŞncia. marca de Delmiro Gouveia, 6HFRQĂ€UPDGDHODWHUiXPD Ă€FRX FRPSURYDGR TXH YiULRV para reciclagem. “Na maior ser formalizadosâ€?, garantiu. AlĂŠm de empreendimen- UHQ~QFLD Ă€VFDO DSUR[LPDGD processos foram dolosamente parte das usinas, os empreViULRV WrP GLĂ€FXOGDGH FRP tos ligados Ă  reutilização de de R$ 16,48 bilhĂľes em cinco manipulados e fraudados de a tributação, pois os custos materiais, tambĂŠm passarĂŁo anos (2013 a 2017). 2008 a 2011.

Câmara Cível do TJ mantÊm condenação contra Jorge Cordeiro

João Lyra comemora aprovação de MP que desonera Folha

REABILITAR

AGRESTE

A deputada Flåvia Cavalcante (PMDB) foi a única parlamentar a usar a tribuna da Casa de Tavares Bastos, ontem, e cobrou do poder público estadual políticas efetivas de proteção e defesa dos direitos da Mulher, em Alagoas. A parlamentar propôs a criação de um Centro de Ressocialização para os agressores.

Em discurso no Plenårio do Senado, ontem, o senador Fernando Collor (PTB) destacou a criação da Cooperativa de CrÊdito do Agreste Alagoano, que deve entrar em operação nos próximos 90 dias. O senador agradeceu ao Banco Central que, no último mês de janeiro, deu autorização para a criação da cooperativa.

Deputada quer Centro para Agressores

Collor elogia criação de cooperativa


6

OPINIAO

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013

Opinião

Desigualdade em queda

O

GHVDÀRpLPHQVRFRQVLGHUDQGRRV Q~PHURVDSUHVHQWDGRVXPELOKmR GH SHVVRDV RX FHUFD GH  GD SRSXODomR PXQGLDO FRQWLQXDP OXWDQGR SDUD XOWUDSDVVDU D OLQKD GD SREUH]D 1HVVHVHQWLGRFRUUHVHFRQWUDRWHPSR SRLVHPH[WLQJXHVHRSUD]RSDUDD VROXomR GHVVH SUREOHPD QR kPELWR GRV 2EMHWLYRV GH 'HVHQYROYLPHQWR GR 0L OrQLR (PERUD  PLOK}HV GH SHVVRDV WHQKDP YHQFLGR D PLVpULD GHVGH  GLÀFLOPHQWHKDYHUiVXFHVVRQDPHWDHP WmRFXUWRSUD]RHPHVSHFLDOVHOHYDUPRV HPFRQWDDSHUVLVWrQFLDGDFULVHHFRQ{ PLFDLQWHUQDFLRQDO $VLWXDomRpDLQGDPDLVJUDYHDQWHRV GDGRV GH UHODWyULR DSUHVHQWDGR QR HQ FRQWURUHYHODQGRTXHGDSRSXODomR GR3ODQHWDHVWiVHPDFHVVRDGHTXDGRj SURWHomR VRFLDO &RP LVVR FRPR DV QD o}HV SRGHUmR RIHUHFHU DRV TXH YLYHP QD SREUH]D DV IHUUDPHQWDV FDSD]HV GH PHOKRUDU VXD VLWXDomR" +i UHVSRVWDV SRQWXDLVDHVVDTXHVWmR8PDGDVPDLV HÀFLHQWHVIRLGDGDSHOR%UDVLOFRQIRUPH UHLWHUDQRYtVVLPRHVWXGRGR%DQFR0XQ GLDOVREUHDVGHVLJXDOGDGHV

2UHODWyULRLQGLFDTXHQR%UDVLOPL OK}HVGHLQGLYtGXRVGHL[DUDPGHVHUSR EUHVHQWUHH(PQRVVRSDtV VHJXQGR R RUJDQLVPR ÀQDQFHLUR PXOWL ODWHUDO R tQGLFH GH GHVLJXDOGDGH VRFLDO FUHVFHXDRORQJRGRVDQRVH EDWHQGRXPUHFRUGHQHJDWLYRJOREDOHP QRtQGLFHGH*LQL3RXFRPX GRXQDGpFDGDGH1RHQWDQWRHQ WUHHDUHQGDGRVPDLV SREUHV FRPHoRX D FUHVFHU  DR DQR TXDVH WUrV YH]HV PDLV GR TXH D PpGLD QDFLRQDO HQTXDQWRDGRVPDLVUL FRV VXELD DSHQDV  1HVVH SHUtRGR D SRSXODomR EUDVLOHLUD EHQHÀFLRXVH GH HPSUHJRV PDLV EHP SDJRV GH SURJUD PDVGHWUDQVIHUrQFLDGHUHQGDHGHXP JDVWRPDLRUQDHGXFDomREiVLFD 2VDXWRUHVGRHVWXGRVDOLHQWDPDLP SRUWkQFLDGHSURJUDPDVFRPRR´%HQHIt FLRGH3UHVWDomR&RQWLQXDGDµ SDJRDRV PDLVYHOKRV HR´%ROVD)DPtOLDµSDUDR VXFHVVR GR PRYLPHQWR GH LQFOXVmR VR FLDO 3RUpP HQIDWL]DP TXH HPSUHJRV H VDOiULRV IRUDP RV SULQFLSDLV UHVSRQVi YHLVSHODPDLRUSDUWHGDTXHGDQDGHVL JXDOGDGH

MARCOS COIMBRA Sociólogo e presidente do Instituto Vox Populi

'LOPDHP$omR 2FRPSRUWDPHQWRGHQRVVDVRSR VLo}HVpjVYH]HVIUDQFDPHQWHLQ IDQWLO 3DUHFHPVH FRP DV FULDQoDV SH TXHQDVTXHJRVWDPGHDWD]DQDURV FROHJXLQKDV PDLRUHV FRP FKXWHV EHOLVF}HV H [LQJDPHQWRV ( TXH FKRUDPTXDQGRRVJUDQGHVUHDJHP HOKHVGmRXPFKHJDSUDOi $FDEDPRV GH SUHVHQFLDU XPD GHVVDV VLWXDo}HV 'HVGH D VHPDQD SDVVDGD R TXH PDLV VH RXYH VmR DV TXHL[DV RSRVLFLRQLVWDV FRQWUD R SURWDJRQLVPR TXH 'LOPD DGRWRX HPVHXSURQXQFLDPHQWRDUHVSHLWR GDVTXHVW}HVHQHUJpWLFDVHGDUHGX omRGDVWDULIDVGHHOHWULFLGDGH $V RSRVLo}HV QmR JRVWDUDP GR GLVFXUVR 6HMD QD QRWD RÀFLDO GR 36'% QRV HGLWRULDLV GD LPSUHQ VD RSRVLFLRQLVWD RX QDV ´DQiOLVHVµ GRVHQWHQGLGRVUHFUXWDGRVSRUHOD GLVVHUDPVHLQGLJQDGRVFRPRFRQ WH~GRHDIRUPDGDPDQLIHVWDomR 2PtQLPRTXHDÀUPDUDPpTXH DRFRQYRFDUFDGHLDQDFLRQDOGHUi GLR H WHOHYLVmR SDUD DQXQFLDU DV SRVLo}HV GR JRYHUQR D SUHVLGHQWD KDYLDVHDSURYHLWDGRGDVSUHUURJD WLYDVGRFDUJRHIHLWRFDPSDQKDHP IDYRUGDUHHOHLomR 6XSRUTXH'LOPDWHQKDUHVROYLGR VHSURQXQFLDUEXVFDQGRGLYLGHQGRV HOHLWRUDLVpLJQRUDUTXHPHODp2V TXH D FRQKHFHP VDEHP TXH HP FRQGLo}HV VHPHOKDQWHV HOD GLULD H[DWDPHQWH R PHVPR DLQGD TXH QmR FRJLWDVVH HP VH FDQGLGDWDU D QDGD 6DEHP WDPEpP TXH VHULD LP SURYiYHO TXH HOD SHUPDQHFHVVH LQGHÀQLGDPHQWHFDODGDRXYLQGRR TXHDQGRXRXYLQGR 4XDQGRRJUDQGHSODQRGDVRSR VLo}HV SDUD YROWDU DR 3ODQDOWR IH] iJXD HODV SDVVDUDP D VH GHGLFDU

DRXWUDHVWUDWpJLD$HVSHWDFXODUL ]DomRGRMXOJDPHQWRGR´PHQVDOmRµ QmR FDXVRX RV GDQRV TXH HVSHUD YDPQDLPDJHPGR37FRPRÀFRX HYLGHQWHjOX]GHVHXGHVHPSHQKR QD~OWLPDHOHLomRHSHUDQWHRIDYR ULWLVPRGHODHGH/XODQDVSHVTXL VDVVREUHDVXFHVVmRHP 2DQWLSHWLVPRWHYHTXHPXGDUR DOYR $VRSRVLo}HVSDUODPHQWDUHVHH[ WUDSDUODPHQWDUHV GLULJLUDP VXDV EDWHULDV FRQWUD 'LOPD TXHUHQGR GHVPRUDOL]DU R JRYHUQR 7XGR VH WRUQRXSUHWH[WRSDUDDFXViOR $ HODV D ULJRU QXQFD LPSRUWRX DUD]mRGHFDGDFUtWLFDVHRDYDOLD YDPPDOSRUFRQVLGHUiORLJQRUDQ WHLQFRPSHWHQWHFRUUXSWRRXTXDO TXHU RXWUD FRLVD 2 TXH EXVFDYDP HUDVHPSUHWHUXPDGHQ~QFLDSDUD LQFRPRGiOR %DWHUDP QR JRYHUQR VHP SDUDU 2VDUWLFXOLVWDVHFRPHQWDULVWDVGD ´JUDQGHLPSUHQVDµÀ]HUDPDIHVWD HVSLFDoDQGRR SHOR TXH ID]LD SHOR TXH GHL[DYD GH ID]HU H SHOR TXH QHPHVWDYDHPVHXVSODQRV 2 UHWDUGR GDV FKXYDV GH YHUmR YHLRDFDOKDU6HQWLUDPRJRVWRGD YLWyULD TXH SRGHULDP WHU VREUH D SUHVLGHQWD TXH VH RUJXOKD GH FR QKHFHURVHWRUHOpWULFR ( DFUHGLWDUDP TXH VH GHVIRUUD ULDPDSyVRYH[DPHGRDSDJmRWX FDQRR37DPDUJDULDRVHX $ SUHVLGHQWD FXPSULX FRP VHX GHYHU IDODQGR GLUHWDPHQWH DR 3DtV 'HSRLV GH WUrV PHVHV GH ERPEDUGHLR QHJDWLYR HP TXH RV HVFODUHFLPHQWRV GRV UHVSRQViYHLV PHUHFHUDP HVSDoR PLQ~VFXOR QD LPSUHQVDFDELDDHODDSUHVHQWDUD YHUVmRGRJRYHUQR 2 SURQXQFLDPHQWR IRL HP WRP SROtWLFR FRLVD TXH QmR p FRPXP

SDUD 'LOPD TXH SUHIHUH IDODU GH PDQHLUDWpFQLFD 'iVHRFDVRTXHRWHPDMiHVWDYD SROLWL]DGRHTXHVHULDGLItFLOWUDWi ORGHRXWUDPDQHLUD3DUDHVFODUH FHURTXHSHQVDYDHODWLQKDTXHGL ]HUSRUTXHGLVFRUGDYDGDRSRVLomR 1mR GHL[DP GH VHU FXULRVDV DV H[SHFWDWLYDVTXHDOJXQVVHWRUHVGD VRFLHGDGH WrP HP UHODomR DR 37 H VXDVOLGHUDQoDV2TXHFRQVLGHUDP QRUPDO QRV SROtWLFRV GD RSRVLomR WRUQDVHSHFDGRTXDQGRYHPGHXP SHWLVWD 2VSHVRVHDVPHGLGDVVmRFRP SOHWDPHQWHGLIHUHQWHVSDUDRVGRLV ODGRV 5HFHEHU H QmR GHFODUDU UHFXUVRV SDUDID]HUFDPSDQKD"1RPHDUFRU UHOLJLRQiULRVSDUDFDUJRVS~EOLFRV" ,QGLFDU DOLDGRV SDUD IXQo}HV QD DGPLQLVWUDomR" 7XGR LVVR p UHJUD QRVLVWHPDSROLWLFREUDVLOHLUR0DV HVWDULDSURLELGRDR37TXHGHYHULD DPDUUDUDVPmRVHDVVLVWLUDRVDG YHUViULRV ID]HU R TXH DSHQDV D HOH pYHWDGR 'DU D RXWUD IDFH TXDQGR DWDFD GR" 1HQKXP ID] LVVR D FRPHoDU SRUDOJXQVGRVPDLVLOXVWUHVUHSUH VHQWDQWHV GR RSRVLFLRQLVPR TXH VmRLQFHQVDGRVTXDQGRVHPRVWUDP GXURV H DWp YLQJDWLYRV RX DOJXpP VHHVTXHFHXGHTXHPpHFRPRDWXD -RVp 6HUUD"  0DV 'LOPD WHULD D REULJDomRGHDSDQKDUFDODGD 2 IDWR p TXH HOD QmR p DVVLP ( pERPTXHGHL[HLVVRFODURGHVGHR LQtFLRGRDQRTXHGHYHVHUSDUHFLGR DMDQHLURQRGHQXQFLVPR&RPVXD JUDQGHSRSXODULGDGHHRDSRLRTXD VH XQkQLPH GR 3DtV p EHP SURYi YHOTXHWHQKDTXHYROWDUDRVPHLRV GH FRPXQLFDomR 4XDQGR D SURYR FDUHP DOpP GR QRUPDO ( QmR YDL DGLDQWDUÀFDUID]HQGREHLFLQKR

RUBENS MÁRIO Professor do Cesmac

%UDVLOFRPPLVpULD

ALTAMIRO BORGES Jornalista

%ROVRQDURH<RDQL6DQFKH]  3DUD RV TXH WUDWDUDP <RD QL 6iQFKH] FRPR XPD ´FRUDMRVD EORJXHLUD QD OXWD SHOD OLEHUGDGH GH H[SUHVVmRµ DV FHQDV GD VXD YLVLWD RQWHP j &kPDUD )HGHUDO IRUDPFRQVWUDQJHGRUDV (ODVHUHXQLXFRPDQDWDGDGL UHLWDQDWLYDFRPSDUODPHQWDUHV TXH VmR LQLPLJRV GHFODUDGRV GD UHYROXomR FXEDQD H DGRUDGRUHV GRLPSpULRHVWDGXQLGHQVH 8PGRVVHXVFLFHURQHVIRLRGH SXWDGR -DLU %ROVRQDUR 335-  IDPRVR SRU GHIHQGHU R JROSH GH DVWRUWXUDVGDGLWDGXUDPL OLWDUDKRPRIRELDHRXWUDVWHVHV IDVFLVWyLGHV <RDQL 6iQFKH] IRL D %UDVtOLD D FRQYLWH GD EDQFDGD GR 36'% TXHWHQWRXDSURYHLWDUDVXDYLVL WDSDUDFULWLFDUDSROtWLFDH[WHUQD GRJRYHUQR'LOPD²TXHSUHJDD LQWHJUDomR GD $PpULFD /DWLQD H UHFKDoD R EORTXHLR GRV (8$ D &XED $VSDVVDJHQVIRUDPSDJDVSHOD &kPDUD GRV 'HSXWDGRV QXP JDVWR GH GLQKHLUR S~EOLFR TXH PHUHFHULDTXHVWLRQDPHQWR

$OpP GLVVR RV GHIHQVRUHV GD GLVVLGHQWH FXEDQD DLQGD WXPXO WXDUDPXPDVHVVmRRUGLQiULDGR SDUODPHQWR EUDVLOHLUR R TXH JH URX SURWHVWRV GH GHSXWDGRV TXH QmRVmRSDXWDGRVSHODPtGLD ´(VVD &DVD QmR GHYH UHSH WLU DWLWXGHV FRPR HVWDµ FULWLFRX DR PLFURIRQH D GHSXWDGD eULND .RND\ 37')  (OD IRL DSDUWHDGD DRV EHUURV SRU -DLU %ROVRQDUR TXH VXJHULX TXH HOD IRVVH UHVLGLU HP &XED ´7RUWXUDGRUµUHWUXFRXRGHSXWD GR,YDQ9DOHQWH 362/63  1D VDtGD GD &kPDUD QRYD FRQIXVmR TXH TXDVH UHVXOWRX HP DJUHVVmR ItVLFD 2 GHSXWDGR 'R PLQJRV6iYLR 36'%0* WHQWRX LPSHGLU XP OHJtWLPR SURWHVWR FRQWUD D ´PHUFHQiULD FXEDQDµ DUUDQFDQGR RV FDUWD]HV GRV PD QLIHVWDQWHV (OH IRL FRQWLGR SRU VHJXUDQoDV 2 GHSXWDGR 0HQGRQoD )LOKR '(03(  WDPEpP ÀFRX LUUL WDGR FRP RV SURWHVWRV 6HJXQGR R SRUWDO * ´LQFRPRGDGR FRP D PDQLIHVWDomR SURPRYLGD SRU

TRIBUNA

INDEPENDENTE

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

FHUFDGHFLQFRMRYHQVQDSRUWDGH HQWUDGD GH XP GRV SUpGLRV DQH [RVGD&kPDUDGRV'HSXWDGRVR SDUODPHQWDU DUUDQFRX FDUWD]HV EDQGHLUDVHUHSURGXo}HVGHQRWDV GHGyODUHVHUJXLGDVSHORVVLPSD WL]DQWHV GR UHJLPH GRV LUPmRV )LGHOH5D~O&DVWURµ 2GHPRDOHJRXTXHGHIHQGLDD ´OLEHUGDGHGHH[SUHVVmRµ5LVtYHO SDUDXPSDUODPHQWDUGRSDUWLGR RULXQGRGDGLWDGXUD 2XWUDFHQDFXULRVDUHJLVWUDGD SHOR MRUQDOLVWD *HUVRQ &DPDURW WL GD LQVXVSHLWD 5HGH *ORER IRL R HQFRQWUR GH <RDQL FRP $pFLR 1HYHV R FDPEDOHDQWH SUHVLGHQ FLiYHOWXFDQR ´(OD SHGLX TXH HOH PRQLWRUH D VLWXDomRGDUHVWULomRGDOLEHUGD GHHP&XEDSHUPDQHQWHPHQWH $pFLR IRL DSUHVHQWDGR D <RDQL FRPR FDQGLGDWR GH RSRVLomR j 3UHVLGrQFLD GD 5HS~EOLFD QDV HOHLo}HV GH  $R VDEHU GLV VRDFXEDQDIRLGLUHWD¶1mRQRV GHL[HVyVHP&XED0XLWDVYH]HV QRV VHQWLPRV DEDQGRQDGRV Oi· GLVVH<RDQLµ FILIADO AO

Jorgraf UM PRODUTO:

Cooperativa dos Jornalistas H*Ui¿FRVGRHVWDGRGHDODJRDV

$ SUHVLGHQWH 'LOPD DQXQFLRX HVVD VHPDQD D DPSOLDomR GR VHX SURJUDPDVRFLDO´%UDVLOVHPPLVp ULDµ1RDQ~QFLRDQRVVDPDQGDWi ULDPDLRUSURPHWHSDUDFHUFDGH  PLOK}HV GH SHVVRDV FDGDVWUD GDV QR SULQFLSDO SURJUDPD ´EROVD IDPtOLDµ XP FRPSOHPHQWR j GR DomR GH 5 SRU SHVVRD TXH VHJXQGRHODHVHXVVHJXLGRUHVWLUD DVSHVVRDVGDPLVpULD2JDVWRFRP RV´EROVDIDPtOLDµFKHJDUiHVVHDQR DR DEVXUGR SDWDPDU GH  ELOK}HV GHUHDLV 7HQKRHQFRQWUDGRDOJXPDVUHVLV WrQFLDVTXDQGRDÀUPRVHUFRQWUD ULR j HVVHV WLSRV GH DVVLVWHQFLDOLV PRVSROtWLFRVDOJXQVGL]HP´HVVDV SHVVRDV QmR WLQKDP R TXH FRPHU 0DVDJRUDWrPµ5HVSRQGRVHPSUH SHUJXQWDQGRVHUiTXHpDVVLPTXH VH DFDED FRP D PLVpULD" ,PHGLD WDPHQWH UHVSRQGR FODUR TXH QmR SURQWDPHQWHIDoRRXWUDSHUJXQWD R TXH p TXH YRFrV FKDPDP GH PL VpULD" $FUHGLWR TXH SDUD UHVSRQ GHUPRVÀHOPHQWHDHVVDTXHVWmR WHPRV TXH XQLYHUVDOL]DU D H[SUHV VmRDFUHVFHQWDQGRRWHUPRVRFLDO (QWmRRTXHpPLVpULDVRFLDO"5HV SRQGR SRYR VHP HGXFDomR S~EOL FD EiVLFD SURIHVVRUHV JDQKDQGR VDOiULRV PLVHUiYHLV ORJLFDPHQWH VHPDSUHSDUDomRGHYLGDSRYRVHP VD~GH S~EOLFD H QR ÀQDO WRGRV LQFOXVLYHRVTXHQmRHVWmRLQFOXVRV GLUHWDPHQWH QRV GLWRV ´SURJUDPDV VRFLDLVµVHPVHJXUDQoD $ DVVRPEURVD FLIUD GH 5 EL OK}HVGRDGDDRVPLVHUiYHLVQDYHU GDGHTXDQGRDQDOLVDPRVVHPVXE WHUI~JLRVSROLWLTXHLURVSHORPHQRV QD QRVVD UHJLmR QRUGHVWH DSHQDV WHPVHUYLGRSDUDLQFHQWLYDUDSUR

PRESIDENTE Antonio Pereira Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: José Paulo Gabriel dos Santos Editor geral: Ricardo Castro

OLIHUDomRGHJUDYLGH]HVLQGHVHMDGDV HFRQVHTXHQWHPHQWHDJHUDomRGH PDLV PLVHUiYHLV VHP D JHQXtQD SURWHomR HVWDWDO ,VVR WHP JHUDGR XPDFRUUHQWHTXHVRPHQWHWHPEH QHÀFLDGRDRVSROtWLFRVRSRUWXQLVWDV TXHVHSHUSHWXDPQRSRGHUJUDoDV DRVYRWRVGRVVXSRVWRVEHQHÀFLDGRV SHORVSURJUDPDV  5HFHQWHPHQWH IRL GLYXOJDGD SHOD PtGLD QDFLRQDO PDLV XPD WULVWHYHUGDGHTXHPRVWUDRQRVVR SHTXHQLQR HVWDGR FRPR R OXJDU GR SDtVRQGHH[LVWHDPDLRUTXDQWLGD GHGHMRYHQVHQYROYLGRVHPFULPHV $TXL WDPEpP VHJXQGR SHVTXLVD WHPRV DSHQDV SDVPHP  8P Pp GLFR SDUD DWHQGHU D  PLO SDFLHQ WHV7DPEpPUHFHQWHPHQWHYiULDV HVFRODV S~EOLFDV GR QRVVR HVWDGR IRUDP LQYDGLGDV SRU IDPtOLDV VHP WHWR$LQGDHVVDVHPDQDQDFLGD GHGH0HVVLDVIDPtOLDVIRUDP GHVSHMDGDV SRU RUGHP MXGLFLDO GH XPDVVHQWDPHQWRHDJRUDHVWmR VHP WHU RQGH VREUHYLYHU (P 0X ULFL WHUUD GR SUHVLGHQWH GR VHQD GR IHGHUDO D SROtFLD IRL FRQYRFDGD SDUD UHSULPLU XPD PDQLIHVWDomR GHIDPtOLDVTXHUHLYLQGLFDYDP PRUDGLDVGLJQDVQDFLGDGHGH0D FHLy GLDULDPHQWH YiULRV {QLEXV VmRDWDFDGRVjDUPDVGHIRJRSRU PHOLDQWHVMXYHQLV1mRWHQKDPG~ YLGDV TXH SHOR PHQRV D PDLRULD GHVHV SHUVRQDJHQV HQYROYLGD QHV VHVWUiJLFRVHYHQWRVpEHQHÀFLiULD GHVVHV´SURJUDPDVVRFLDLVµ(VVDV VmR DSHQDV SHTXHQDV DPRVWUDV GRTXHVLJQLÀFDDSDODYUDPLVpULD $FUHGLWRTXHRVDOLDGRVSROtWLFRVGD SUHVLGHQWH GD UHS~EOLFD VDEHP TXH D Pi XWLOL]DomR GHVVD QRVVD IRUWXQD²ELOK}HVGHUHDLV²HVWi

QRVOHYDQGRDXPDJUDYHFRQYXOVmR VRFLDO /iQDUHJLmRVXGHVWHFHQWURGRV PDLV LPSRUWDQWHV HYHQWRV HVSRU WLYRV TXH VH UHDOL]DUmR SUR[LPD PHQWH HP QRVVR SDtV PRUURV Mi IRUDP RSRUWXQDPHQWH  RFXSDGRV SHOR (VWDGR H RV PLOKDUHV GH PL VHUiYHLVYLFLDGRVHPFUDTXHHVWmR VHQGRUHWLUDGRVGDFHQDFRPSXOVR ULDPHQWH2VPDUJLQDLVGRVPRUURV FDULRFDV H SDXOLVWDV WLYHUDP TXH PLJUDU SDUD RXWURV OXJDUHV ORQJH GRVHYHQWRV $JRUD DOJXPDV SHUJXQWDV À QDLV  6HUi TXH HVVHV ELOK}HV GH UHDLV VH HPSUHJDGRV QD IDPtOLD FRPDFRQVWUXomRGHXPDHGXFDomR VpULDFRPSURÀVVLRQDLVEHPIRUPD GRVHEHPUHPXQHUDGRVQmRQRVWL UDULDPJHQXLQDPHQWHGDPLVpULD VRFLDO" 6HUi TXH RV QRVVRV PHOKR UHVDOXQRVFRQWLQXDULDPDHYLWDURV FXUVRVGHPDJLVWpULR"6HUiTXHQyV FRQWLQXDUtDPRVjQRVSULYDUGHXP FRQIRUWRPHUHFLGRSDUDSDJDUHVFR ODVSDUDRVQRVVRVÀOKRV"6HUiTXH DLQGD WHUtDPRV PLVHUiYHLV SDUD OXGLEULDU FRP ´EROVDV IDPtOLDVµ" 6HUi TXH FRQWLQXDUtDPRV D HOHJHU SROtWLFRV GHVRQHVWRV MXVWLÀFDQGR TXH HOHV URXEDP PDV ´ID]µ" 6HUi TXH DV QRVVDV SULQFLSDLV UHGHV GH WHOHYLVmR FRQWLQXDULDP D SUHPLDU YDJDEXQGRV FRQÀQDGRV H QR ÀQDO GRVFRLWRVSUHPLiORVFRPRGLQKHL UR GRV PLVHUiYHLV" 6HUi TXH FRQ WLQXDUtDPRV D RXYLU LPEHFLV QRV PDQGDQGR SDUD ´SXWD TXH SDULXµ RXEUDGDQGR´DLVHHXWHSHJRµRX ´pQyLVSDUDID]HUSDUUDSDSD"6HUi TXHFRQWLQXDUtDPRVjLQVWLWXFLRQD OL]DURDVVDVVLQDWRGRQRVVRYHUQi FXOR"$FUHGLWRTXHQmR

Nosso noticiário nacional é fornecido pelas agências: Agência Folha e AGência Nordeste PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331 REDAÇÃO: 82.3311.1328 - 3311.1329 CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 - 3311.1309 comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

ricardocastro@tribuna-al.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NÃO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPÍNIÃO DESTE JORNAL.


TRIBUNA,1'(3(1'(17(

0$&(,Ă?6(;7$)(,5$'()(9(5(,52'( POLĂ?TICA 7

Como premiação, JosÊ Marin nomeou policiais que participaram da tortura

Com pesquisas na mãos, Collor pensa em se lançar candidato a presidente

A ComissĂŁo da Verdade reuniu tambĂŠm atos de Marin como governador para EHQHÂżFLDUHSURWHJHURVSROLFLDLVFLYLVTXHSDUWLFLSDUDPGHWRUWXUDHH[HFXo}HV 1XPGHOHVWUDQVIHULXSDUDD6XSHULQWHQGrQFLDGD3ROtFLD)HGHUDOWRGRRDUTXLYR GR'HRSV(PRXWURUHPDQHMRXSDUDD3)RHQWmRGHOHJDGR5RPHX7XPDH ERDSDUWHGRVDJHQWHVFLYLVTXHKDYLDPSDUWLFLSDGRGDUHSUHVVmR7RGRVIRUDP QRPHDGRVSRUSRUWDULDSRUWDQWRjPDUJHPGHFRQFXUVRV$VSURYLGrQFLDVGH 0DULQWLQKDPDÂżQDOLGDGHGHHYLWDUTXHVHXVXFHVVRU)UDQFR0RQWRURSXGHVVH DEULUDFDL[DSUHWDGDPiTXLQDUHSUHVVRUDSDXOLVWDDPDLVIHUR]GR3DtV

3HVVRDVSUy[LPDVDRVHQDGRUDODJRDQR)HUQDQGR&ROORUJDUDQWHPTXH HOHSHQVDHPGLVSXWDUQRYDPHQWHD3UHVLGrQFLDGD5HS~EOLFDHP2 HQWXVLDVPRGH&ROORUGHFRUUHGHDOJXPDVSHVTXLVDVUHVHUYDGDVIHLWDVHPWRGR R3DtVTXHLQFOXHPVHXQRPHHQWUHRVSRVVtYHLVSUHVLGHQFLiYHLV$TXHOHVTXH VHGHFODUDPLQFOLQDGRVDYRWDUQRVHQDGRUDODJRDQRRVFLODPHQWUHH DOFDQoDQGRXPXQLYHUVRSUy[LPRDPLOK}HVGHHOHLWRUHVePDLVSRUH[HPSOR GRTXHWrPRVHQDGRU$pFLR1HYHV 36'%0* RJRYHUQDGRUSHUQDPEXFDQR (GXDUGR&DPSRVSUHVLGHQWHQDFLRQDOGR36%HDH[VHQDGRUD0DULQD6LOYD

Morte de Herzog envolve J. Maria Marin 3UHVLGHQWHGD&%)pLQYHVWLJDGRSRUWHUIHLWRGLVFXUVRVUDLYRVRVFRQWUDMRUQDOLVWDWRUWXUDGRHDVVDVVLQDGR ,167,7872+(5=2*

DOI-CODI

Reportagem sobre Vietnã na TV Cultura Ê analisada como causa O quebra-cabeça estå sendo montado com base em documentos e anotaçþes encontrados num dos livros de presença à sede Departamento Estadual de Ordem Política e Social (Deops), na Praça General Osório, antiga sede da repressão. O nome de um dos visitantes, o jornalista Walter Sampaio (falecido), ex-diretor de jornalismo da TV Cultura, sucedido por Herzog, chamou a atenção da comissão. Numa das folhas, Sampaio comparece à sede do Deops em duas datas distintas

U

ma nova hipĂłtese para a morte do jornalista Vladimir Herzog, ocorrida em outubro de 1975, na sede do Doi-Codi, em SĂŁo Paulo, pode levar o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), JosĂŠ Maria Marin, a prestar esclareVladimir cimentos na ComissĂŁo da Herzog, Verdade da Assembleia jornalista morto Legislativa de SĂŁo Paulo. em outubro de Ex-deputado do partido 1975, na sede que deu sustentação Ă dido Doi-Codi, em SĂŁo Paulo tadura durante os anos de chumbo, a Arena, e depois governador de SĂŁo Paulo na vaga â&#x20AC;&#x153;biĂ´nicaâ&#x20AC;? deixada pelo hoje deputado Paulo Maluf (PP), em 1982, Marin fez discursos raivosos contra o estilo de jornalismo adotado, em 1975, por Herzog na TV Cultura, alimentando o clima que terminou no assassinato do jornalista. APRESENTAĂ&#x2021;Ă&#x192;O em maio de 1975, uma no dia de divulgação foi maldosa e Herzog apresentou-se Ă  9 e a outra no dia 23. Perma- equivocadamente atribuĂ­da sede da Oban (Operação nece no local por duas horas a Herzog. Bandeirantes), no ParaĂ­so, e oito minutos. Ă&#x2030; o mesmo No conturbado clima da zona sul da capital paulista, perĂ­odo em que seria subs- ĂŠpoca, a reportagem acabou para esclarecer as suspeitas tituĂ­do por Vladimir Herzog sendo usada como pretexto que Ă  ĂŠpoca o envolviam com no comando do jornalismo da para uma sĂŠrie de ataques o PCB e horas depois saiu emissora estatal paulista. paranoicos sobre uma suposNas duas ocasiĂľes, Sam- WD LQĂ&#x20AC;OWUDomR FRPXQLVWD QD morto do local. A versĂŁo atĂŠ agora aceiSDLR VH LGHQWLĂ&#x20AC;FRX FRPR emissora estatal paulista. O diretor da TV Cultura. Na assunto virou â&#x20AC;&#x153;denĂşnciaâ&#x20AC;? na ta depois de desmontada a vĂŠspera de sua substituição, coluna de outro jornalista, farsa do suicĂ­dio ĂŠ a de que Sampaio deixou pronto, para ClĂĄudio Marques, no extinto os torturadores exageraram ser jogado ao ar, uma repor- jornal Shopping News. na dose de sevĂ­cias e, numa tagem produzida pela BBC Duas semanas antes de espĂŠcie de â&#x20AC;&#x153;acidente de trade Londres sobre a guerra do Herzog ser intimado pelos balhoâ&#x20AC;?, acabaram matando o 9LHWQmHDĂ&#x20AC;JXUDGHVHXOtGHU agentes do Doi-Codi, Marin jornalista. Ho Chi Min, cuja iniciativa e outro deputado da AreAs investigaçþes da Comisna, Wadih Helu, jĂĄ falecido, sĂŁo da Verdade apontam, ampliando a publicação das no entanto, para uma nova notas, pediram providĂŞncias ao entĂŁo governador, Paulo hipĂłtese: o jornalista teria EgĂ­dio, e ao ex-secretĂĄrio de sido alvo de um plano de Educação e Cultura, JosĂŠ eliminação de militantes do PCB no confronto entre duas Mindlin. â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; preciso mais do que correntes militares, uma reQXQFDXPDSURYLGrQFLDDĂ&#x20AC;P presentada pela linha dura de que a tranquilidade volte â&#x20AC;&#x201C; que gravitava em torno do a reinarâ&#x20AC;?, disse Marin. comando do II ExĂŠrcito em Na sessĂŁo do dia 9 de SĂŁo Paulo â&#x20AC;&#x201C; e a outra, foroutubro de 1975, os dois de- mada pelos setores militares putados se revezaram nas que avalizavam o processo crĂ­ticas, â&#x20AC;&#x153;denunciandoâ&#x20AC;? a transformação da emissora de abertura anunciado pelo num instrumento de propa- entĂŁo presidente, general Ernesto. Geisel. ganda comunista.


TRIBUNAINDEPENDENTE

8 BRASIL/MUNDO 0$&(,Ă?6(;7$)(,5$'()(9(5(,52'(

Brasil / Mundo

Funcionårio de rede de restaurantes lambe comida, posta foto e Ê demitido $UHGHGHUHVWDXUDQWHV.)&GHPLWLXXPIXQFLRQiULRDSyVHOHSRVWDUIRWRVQR )DFHERRNHPTXHODPELDXPDEDQGHMDFRPSXUrGHEDWDWDVGHQWURGDORMD VHJXQGRLQIRUPDo}HVGLYXOJDGDVQHVWDTXLQWDIHLUDSHORSRUWDODPHULFDQR *DZNHU'HDFRUGRFRPDSXEOLFDomRDSyVXPDLQYHVWLJDomRDUHGHGHVFREULXTXDOHUDDORMDTXHRIXQFLRQiULRWUDEDOKDYDHLGHQWL¿FRXRHPSUHJDGR TXHIRLGHPLWLGR2³IRWyJUDIR´WDPEpPIRLGHVOLJDGRGDHPSUHVD 6HJXQGRRSRUWDODUHGH.)&D¿UPRXTXHDVIRWRVIRUDPWLUDGDVGHSRLVTXH RUHVWDXUDQWHIRLIHFKDGRHQHQKXPGRVDOLPHQWRVIRLVHUYLGRDRVFOLHQWHV

INSS terĂĄ que revisar aposentadorias 'HFLVmRGR67)EHQHÂżFLDDTXHOHVFXMRSHUtRGRHQWUHRGLUHLWRHRSHGLGRQmRWHQKDKDYLGRDOWHUDomRQDOHJLVODomR CARLOS HUMBERTO

A medida cria um precedente e deve ter efeito sobre 428 açþes que estavam paradas na Justiça à espera de decisão do STF

O

STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu ontem que um aposentado que escolheu continuar trabalhando mesmo jĂĄ tendo alcançado o tempo de contribuição para aposentar e acabou com um benefĂ­cio menor pode pedir a revisĂŁo do valor ao INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social). Segundo o tribunal, a medida vale desde que nĂŁo tenha ocorrido mudança na legislação no perĂ­odo entre o direito ao benefĂ­cio e o efetivo pedido da aposentadoria. A medida cria um precedente e deve ter efeito sobre 428 açþes que estavam paradas na Justiça Ă espera de uma decisĂŁo do Supremo. FiFRXGHĂ&#x20AC;QLGRTXHRVWUDEDOKDdores, no entanto, nĂŁo tĂŞm direito a revisĂŁo retroativa da aposentadoria. Desde 1991, jĂĄ existe uma lei que determina que a PrevidĂŞncia ĂŠ obrigada a calcular a melhor renda para a aposentadoria do trabalhador. Na sessĂŁo de hoje, os mi-

nistros discutiram o caso de um segurado que registrou o tempo de contribuição de aposentadoria em 1979, mas deixou de trabalhar apenas em 1980. Como ele trocou de emprego nesse perĂ­odo, com vencimento menor, acabou tendo um benefĂ­cio inferior ao do que se tivesse se aposentado em 1979. A maioria dos integrantes do Supremo entendeu que a revisĂŁo da aposentaria deveria ocorrer porque houve uma espĂŠcie de direito adquirido. Votaram nesse sentido: o presidente do STF, Joaquim Barbosa, Celso de Mello, Marco AurĂŠlio Mello, Teori Zavascki e Luiz Fux. Relatora do caso, a ministra aposentada Ellen Gracie jĂĄ tinha votado anteriormente nesse sentido. â&#x20AC;&#x153;Ele nĂŁo estĂĄ sendo punido por ter continuado a trabalhar?â&#x20AC;?, questionou Barbosa Para os ministros Carmem LĂşcia, Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski essa revisĂŁo nĂŁo seria possĂ­vel. AP

SĂ?RIA

Explosão de carros mata 60 em Damasco Uma forte explosão deixou ao menos 53 mortos e mais de 200 feridos ontem, no centro da capital da Síria, Damasco, informou a TV estatal do país. Jå segundo o opositor Observatório Sírio para os Direitos Humanos, um grupo britânico que monitora a violência na Síria, a explosão deixou ao menos 42 mortos, sendo a maioria civil. A diferença no número de mortos não pôde

VHU YHULĂ&#x20AC;FDGD GH IRUPD LQGHpendente. Segundo a polĂ­cia e testemunhas, a explosĂŁo foi causada por um carro-bomba, que foi detonado no bairro central de Mazraa, perto dos escritĂłrios do governista Partido Baath e a cerca de 200 metros ao sul da embaixada russa. PreviamenWH j FRQĂ&#x20AC;UPDomR GR Q~PHUR de mortos, a mĂ­dia estatal responsabilizou â&#x20AC;&#x153;terroristasâ&#x20AC;? (ter-

MORTE FORĂ&#x2021;ADA

ACOPIARA-CE

Paciente fez bilhete para sair da UTI

Ainda sob as suspeitas que cercaram a morte de JoĂŁo &DUORV 5RGULJXHV QR Ă&#x20AC;QDO GH agosto de 2012, na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital EvangĂŠlico, em Curitiba, uma paciente - cujo nome nĂŁo foi UHYHODGR  SHGLX j Ă&#x20AC;OKD WUrV meses depois, para que ela a retirasse da UTI do mesmo hospital. A causa da morte de Rodrigues ainda ĂŠ apurada - se houve a intenção ou nĂŁo de desligar o aparelho que o mantinha vivo depois de quatro anos e quatro meses. O bilhete, mostrado pela RPC TV, da capital paranaense, mostrava o nervosismo da paciente: â&#x20AC;&#x153;Eu preciso sair daqui pois tentaram hoje me matar desligando os aparelho toda a noite para isso que tenho que (sic)â&#x20AC;?, dizia na Ă­ntegra. O relato da paciente junta-se Ă s denĂşncias contra a mĂŠdica VirgĂ­nia Soares de Souza. Ela pode ser indiciada por homicĂ­GLRTXDOLĂ&#x20AC;FDGR Por causa da prisĂŁo de VirgĂ­nia, o Conselho Federal de Medicina (CFM) se manifestou por meio de nota e nĂŁo descartou a cassação do exercĂ­cio proĂ&#x20AC;VVLRQDOGHOD´6HIRUFRQĂ&#x20AC;UPDdo o delito, o CRM-PR proporĂĄ a abertura de processo contra a mĂŠdica denunciadaâ&#x20AC;?, concluiu.

mo usado pelo governo para se referir aos rebeldes opositores) SHOR TXH FODVVLĂ&#x20AC;FRX FRPR XP ataque suicida. A explosĂŁo foi um de ao menos trĂŞs ataques no centro da cidade nesta quinta e aconteceu em meio a trĂŞs dias sucessivos de atos de violĂŞncia com morteiros na capital. Uma segunda explosĂŁo atingiu um outro bairro e morteiros foram detonados perto do Coman-

Gerente do BB aplica golpes de R$ 3 millhĂľes em clientes A agĂŞncia do Banco do Brasil do municĂ­pio de Acopiara, distante 345,1 km de Fortaleza-CE, disse que, apĂłs comprovação de fraude do gerente, os clientes serĂŁo ressarcidos de eventuais prejuĂ­zos que estejam sob responsabildiade do Banco. Ontem, o gerente, Cleones CĂŠsar Bezerra PiancĂł, foi preso, sob a acusação de aplicar um golpe de cerca de R$3 milhĂľes em clientes da agĂŞncia que ele administrava. Por meio de nota, o Banco disse ainda que, apĂłs ter detectado indĂ­cios de fraude, instaurou auditoria interna para apuração dos fatos, cujo processo encontra-se em â&#x20AC;&#x153;fase de conclusĂŁoâ&#x20AC;?. O banco tambĂŠm esclareceu que, concomitantemente Ă apuração interna da conduta do gerente, estĂĄ sendo analisado individualmente cada cliente que teve a conta bancĂĄria envolvi-

da na fraude. O CASO De acordo com informaçþes do diretor do Departamento de Polícia Metropolitana, Jocel Bezerra Dantas, em dezembro de 2012, o delegado de Acopiara, Luiz Gonzaga Soares, foi procurado por uma das vítimas que dizia estar sendo lesada na agência bancåria. Após investigação preliminar, foi instaurado um inquÊrito e constatado o golpe, segundo o diretor. A partir das declaraçþes de outras vítimas, a Polícia chegou à suspeita da participação do gerente. Um mandado de prisão preventiva foi expedido para Cleones CÊsar Bezerra Piancó. O acusado foi detido e interrogado, no entanto, disse que falaria apenas em Juízo. O gerente segue detido na DFF, mas serå transferido para a delegacia pública de Acopiara.

do Geral do ExĂŠrcito SĂ­rio, no centro de Damasco, sem deixar vĂ­timas, segundo a TV sĂ­ria.Na quarta, dois morteiros explodiram perto de um estĂĄdio de futebol em Damasco, matando um jogador , enquanto no dia anterior outros dois morteiros explodiram perto de um dos trĂŞs palĂĄcios do presidente Bashar al-Assad na cidade, causando apenas danos materiais.

CONCLAVE

'HĂ&#x20AC;QLomRGHFDUGHDLV MipHPÂ&#x17E;GHPDUoR 2VTXDUWRVGRVFDUGHDLVTXHSDUWLFLSDUmRGRFRQFODYHSDUDHOHJHUR SUy[LPR3DSDHVWDUmRGLVSRQtYHLVD SDUWLUGHSULPHLURGHPDUoRVHJXQGR RMRUQDOLWDOLDQRÂł/D6WDPSD´(PYH] GHXQLYHUVLGDGHVHFDVDVGHRULJHQV UHOLJLRVDVFDUGHDLVGHWRGRRPXQGR VHUmROHYDGRVjUHVLGrQFLD6DQWD 0DUWDQR9DWLFDQRDSyVDVDtGDRÂżFLDO GR3DSD%HQWR;9,$SyVRHVFkQGDOR TXHÂżFRXFRQKHFLGRFRPR9DWLOHDNV YD]DPHQWRGHGRFXPHQWRVVHFUHWRV GR9DWLFDQRIRUDPLPSOHPHQWDV PHGLGDVVRÂżVWLFDGDVGHFRQWUROH

Explosão provocou muita fumaça nas ruas de Damasco, na Síria


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ&#x201C; - SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013

Cidades

CIDADES

9

EmergĂŞncia do Ipaseal ĂŠ transferida para o Hospital SanatĂłrio, no Farol A presidĂŞncia do Ipaseal SaĂşde informou ontem por meio de nota aos serviGRUHVS~EOLFRVEHQHÂżFLiULRVGRSODQRTXHGHYLGRDRIHFKDPHQWRGR+RVSLWDO6DQWD-XOLDQDRDWHQGLPHQWRGH(PHUJrQFLDKRUDVVHUiUHDOL]DGR DSDUWLUGHKRMHQR+RVSLWDO6DQDWyULRQREDLUURGR)DURO2SUHVLGHQWHGR yUJmR1HOVRQ0HQH]HV)LOKRLQIRUPDTXHHPEUHYHVHUiDPSOLDGDDUHGH GHDWHQGLPHQWRGHXUJrQFLDHHPHUJrQFLD1RLQtFLRGRDQRWpFQLFRVGR ,SDVHDOUHDOL]DUDPXPDYLVLWDDHVWDGRVRQGHRVSODQRVGHVD~GHSDUDRV VHUYLGRUHVS~EOLFRVVmRUHIHUrQFLDQR%UDVLO%DVHDGRQDVH[SHULrQFLDV GHOHVR,SDVHDOGHYHUHDOL]DUXPSODQHMDPHQWRSDUDDWp

Criança viu pai ser executado a tiros )LVFDOGD6077IRLPRUWRSHORHQWHDGRGHDQRVFRPDMXGDGDPXOKHUGDYtWLPDRXWURÂżOKRGHODWHULDDVVLVWLGRDWXGR RĂ?VISON BATISTA REPĂ&#x201C;RTER

S

andra Lima de Omena, acusada do assassinato do prĂłprio companheiro, Jefferson AraĂşjo de Omena, Ă&#x20AC;VFDO GH WUDQVSRUWH GD 6XSHULQWHQGrQFLD 0XQLFLSDO GH Transporte e Trânsito de MaFHLy 6077 QR~OWLPRGLD prestou depoimento ontem Ă WDUGH QD 'HOHJDFLD GH +RPLcĂ­dios, acompanhada de seu Ă&#x20AC;OKR -RQDWDQ 2PHQD GH  DQRV)DPLOLDUHVGDYtWLPDHVWDYDP QR ORFDO SHGLQGR MXVWLoD6HJXQGRHOHVRDGROHVFHQWH cometeu o crime, com ajuda da PmHHXPRXWURĂ&#x20AC;OKRGH6DQdra, de apenas sete anos, teria YLVWR WXGR H HVWDULD VHQGR HVcondido para nĂŁo testemunhar. De acordo com o coordenaGRU GD 'HOHJDFLD GH +RPLFtGLRV R GHOHJDGR &tFHUR /LPD Sandra Omena jĂĄ sabia que D SROtFLD LULD FKHJDU DWp HOD H R Ă&#x20AC;OKR WRPDQGR HQWmR D GHFLVmRGHVHDSUHVHQWDUHUHODWDU R FDVR ´(OD DOHJRX OHJtWLPD GHIHVD'LVVHTXHKDYLDGLVFXtido com Jefferson um pouco DQWHV GR FULPH H TXH HOH WHQWRX YLROHQWiOD (QWmR R Ă&#x20AC;OKR -RQDWDQ TXH QmR p Ă&#x20AC;OKR GH Jefferson, apenas de Sandra

Omena) efetuou os disparos SDUDVDOYDUDPmHÂľGLVVHRGHOHJDGR 0mH H Ă&#x20AC;OKR HVWLYHUDP DFRPSDQKDGRV SRU GRLV DGYRJDGRVHSUHVWDUDPGHSRLPHQWR VHSDUDGRV6DQGUDIRLOLEHUDGD DSyV GHSRU H VHJXQGR R GHOHJDGR &tFHUR /LPD LUi UHVSRQGHU SURFHVVR HP OLEHUGDGH 2 GHOHJDGR GD )RUoD 1DFLRQDO -RVp $QFKLHWD TXH WDPEpP HVWi QR FDVR DĂ&#x20AC;UPRX TXH D acusada disse no depoimento que Jefferson Omena tinha o FRVWXPH GH DJUHGLOD H HOD YLYLDFRPPHGR 3RUpP IDPLOLDUHV GH -HIIHUVRQTXHHVWDYDPHPIUHQWH j'HOHJDFLDGH+RPLFtGLRVHQTXDQWR6DQGUDSUHVWDYDGHSRLPHQWRTXHVWLRQDUDPDYHUVmR GDPXOKHU'XDVSULPDVXPD sobrinha e uma cunhada, que optaram por ter suas identiGDGHV SUHVHUYDGDV FODPDYDP SRU MXVWLoD DĂ&#x20AC;UPDQGR QmR DFUHGLWDUQDYHUVmRGHOHJtWLPD GHIHVD 6HJXQGR XPD GDV SULPDVGH-HIIHUVRQHOHHUDXPD SHVVRD WUDQTXLOD H DJUDGiYHO WDQWR QD YLGD SHVVRDO FRPR QR WUDEDOKR QD 6077 ´7RGRV JRVWDYDPGR-HIIHUVRQ(OHHUD DPLJR GH WRGR PXQGR PXLWR ULVRQKR 1XQFD ID]LD PDO D QLQJXpPÂľGLVVHDIDPLOLDU ASSESSORIA

Francisco Romeiro escondia a arma em um engradado de bebida

RIO LARGO

0RWRULVWDGH{QLEXVpSUHVR FRPDUPDGHIRJRHPXQLomR Foi autuado e preso em Ă DJUDQWH SHOD 3ROtFLD &LYLORQWHPXPPRWRULVWDGH {QLEXVTXHHVWDYDFRPXPD SLVWROD FDOLEUH  HP 5LR /DUJR 7UDWDVH GH )UDQFLVFR 5RPHLUR GH 2OLYHLUD  1D DomR IRUDP DSUHHQGLGDV sete muniçþes do mesmo caOLEUHHVHLVPXQLo}HVFDOLEUH  6HJXQGRSROLFLDLVGD5iGLRSDWUXOKD R DFXVDGR HQtrou rapidamente em um HVWDEHOHFLPHQWR FRPHUFLDO GHVXDSURSULHGDGH1DRSHUDomR R ORFDO IRL UHYLVWDGR e descoberta a arma que esWDYD HP XP HQJUDGDGR GH EHELGDVMiTXHROXJDUpXP bar. Francisco foi autuado na &HQWUDO GH 3ROtFLD GD &DSLWDO SHOD GHOHJDGD 3DXOD )UDQVVLQHWH (OH VHUi FRQGX]LGR j &DVD GH &XVWyGLD RQGH Ă&#x20AC;FDUi D GLVSRVLomR GD Justiça. O acusado responderĂĄ

SRUSRVVHLUUHJXODUGHDUPD GHIRJR2GHOLWRVHUiLQYHVWLJDGRSHORo'LVWULWR3ROLFLDOGH5LR/DUJR INTERIOR Em Junqueiro, uma JXDUQLomRGRo%DWDOKmRGH 3ROtFLD 0LOLWDU %30  GHWHYH QD TXDUWDIHLUD   XP KRPHP DFXVDGR GH DGXOWHUDomR GH VLQDO LGHQWLĂ&#x20AC;FDGRU GHYHtFXORDXWRPRWRU 1R PRPHQWR GD DERUGDJHP R DFXVDGR LGHQWLĂ&#x20AC;FDGR FRPR -RVp &ULVWLDQR GRV 6DQWRV  DQRV FRQGX]LD XPDPRWRFLFOHWDHPDWLWXGH VXVSHLWD $SyV FRQVXOWD DR Sistema de Informação de 6HJXUDQoDRVSROLFLDLVFRQVWDWDUDPTXHKDYLDXPPDQGDGR GH SULVmR SUHYHQWLYD em aberto contra o acusado, HTXHRYHtFXORXPD+RQGD &* 7LWDQ GH FRU YHUPHOKD DSUHVHQWDYD FKDVVL DGXOWHUDGR $ JXDUQLomR FRQGX]LX RLQIUDWRUj'HOHJDFLDGH3ROtFLDORFDO

5(352'8d­2)$&(%22.

Delegaco CĂ­cero Lima RXYLXGHSRLPHQWRVGH6DQGUD2PHQDHGRÂżOKRGHOD-RQDWDQ2PHQDTXHFRQIHVVDUDPFULPHÂľHPOHJtWLPDGHIHVDÂś

SETE ANOS

Menor nĂŁo teria condiçþes de depor 6HJXQGRDIDPtOLDGRÂżVFDODPXOKHUGHOHGHPRURXDFKDPDUSRUVRFRUUR 6HJXQGR XPD GDV SDUHQWHV GR Ă&#x20AC;VFDO GH WUkQVLWR -HIIHUVRQ 2PHQD DOpP GHOH H GD PXOKHU 6DQGUD /LPD Omena, e de Jonatan Omena, autor dos disparos contra -HIIHUVRQ PRUDYD WDPEpP QDFDVDGDIDPtOLDRXWURĂ&#x20AC;OKR GH6DQGUD2PHQDXPJDURWR de sete anos de idade. FamiOLDUHV DĂ&#x20AC;UPDP TXH 6DQGUD Omena estĂĄ escondendo o meQLQRSRLVHOHWHULDYLVWRWRGRR crime e saberia testemunhar DYHUGDGH´(VVHPHQLQRWHP DSHQDVVHWHDQRVHYLXWRGDD FHQD(ODHQJUDYLGRXQDpSRFD TXH HVWDYD FRP -HIIHUVRQ PDVQmRVDEHPRVVHHOHpĂ&#x20AC;OKR OHJtWLPR GR PHX SULPR -HIIHUVRQFULRXHOHFRPRVHIRVVH GHOH PHVPRÂľ DĂ&#x20AC;UPD D SULPD GDYtWLPD $IDPLOLDUGL]TXH6DQGUD 2PHQD SURFXURX R &RQVHOKR 7XWHODU SDUD WLUDU D FULDQoD GR FDVR ´2 FRQVHOKR GL] TXH R JDURWR HVWi PXLWR WUDXPDWL]DGR QR PRPHQWR SRU LVVR nĂŁo pode entrar no caso. Mas WHPRV FHUWH]D TXH VH HOH IDODU D YHUGDGH YDL DSDUHFHU H Sandra serĂĄ incriminada. A SUySULDSROtFLDGXYLGDGDYHUVmRGHOHJtWLPDGHIHVDÂľGL]D parente. De acordo com os famiOLDUHVQRPRPHQWRGRFULPH Sandra demorou a chamar a SROtFLD H R 6HUYLoR GH $WHQGLPHQWR 0yYHO GH 8UJrQFLD 6DPX HĂ&#x20AC;FRXROKDQGRRFRPSDQKHLUR DJRQL]DU EDOHDGR por um certo tempo antes de tomar uma atitude. â&#x20AC;&#x153;Durante RYHOyULRGH-HIIHUVRQ6DQGUD nĂŁo esboçou nenhum sentimento. Foi muito fria e saiu UiSLGR GR ORFDOÂľ GHFODURX D cunhada. 2VIDPLOLDUHVDLQGDGL]HP TXH GHVFRQKHFHP RV PRWLYRV GRFULPHSRLV´-HIIHUVRQGDYD XPD YLGD GH SULQFHVD SDUD D FRPSDQKHLUD H RV Ă&#x20AC;OKRV GHOD FKHJDQGR DWp D SDJDU YiULRV FXUVRVSDUD-RQDWDQÂľ6HJXQGRRVSDUHQWHVRFDVDOHVWDYD MXQWRKiQRYHDQRVH-HIIHUVRQ MiHUDRVHJXQGRFRPSDQKHLUR de Sandra Omena. $3ROtFLD&LYLOLUiLQGLFLDU Sandra e Jonatan por homicĂ­dio.


10

CIDADES

MACEIĂ&#x201C; - SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

Filha de Gilvanete precisarĂĄ de cuidados MPE quer encaminhar a menina para adoção porque acredita que avĂ´s nĂŁo podem arcar com os custos mĂŠdicos ANA PAULA OMENA REPĂ&#x201C;RTER

A

pĂłs laudos mĂŠdicos solicitados pelo MinistĂŠrio PĂşblico Estadual (MPE) atestarem que a SHTXHQD 6RĂ&#x20AC;D  QRPH GDGR por enfermeiros do Hospital 8QLYHUVLWiULR +8  j Ă&#x20AC;OKD da agricultora morta Gilvanete Rozendo da Silva, 40 - precisarĂĄ de cuidados mĂŠdicos depois de receber alta, a adoção da criança passou D VHU FRQVLGHUDGD R PHOKRU destino para a menina. $ SHTXHQD 6RĂ&#x20AC;D QDVFHX de forma prematura, de oito meses, apĂłs sua mĂŁe ser agredida pelo marido Adriano Silva Rodrigues, 22, em janeiro deste ano. Gilvanete acabou falecendo no dia 29 do mesmo mĂŞs, em decorrĂŞncia de uma grave lesĂŁo na coluna. A menina continua internada na Unidade de Cuidados IntermediĂĄrios (UCI) do HU.

A promotora CecĂ­lia CarQD~ED TXHU TXH 6RĂ&#x20AC;D VLJD para a adoção, assim como a sua irmĂŁ de dois anos, que por enquanto estĂĄ com os avĂ´s paternos, no municĂ­pio de Limoeiro de Anadia. Elas terĂŁo de ser adotadas pela mesma famĂ­lia. CecĂ­lia CarnaĂşba explicou que pelo fato de o laudo mĂŠdico atestar que a bebĂŞ SUHFLVDUi GH DFRPSDQKDPHQWR FRPR Ă&#x20AC;VLRWHUDSLDV e outros tratamentos espeFLDLV D PHOKRU PHGLGD p D adoção. Segundo a promotora, os avĂ´s paternos teriam interesse em criar as duas meninas, mas nĂŁo tĂŞm conGLo}HV Ă&#x20AC;QDQFHLUDV H SVLFRVsociais para tal. JĂĄ os avĂ´s maternos disseram nĂŁo TXHUHUQHQKXPDGDVGXDV CecĂ­lia CarnaĂşba deve SURWRFRODU KRMH R SHGLGR DR juiz da Comarca de Limoeiro de Anadia. ASSESSORIA PC

$'$,/621&$/+(,526$548,92

Gilvanete Rozendo ÂżFRXLQWHUQDGDQR+8SRUYiULRVGLDVDQWHVGHPRUUHUQRORFDOHODUHFHEHXDYLVLWDGRJRYHUQDGRU7HRWRQLR9LOHOD

EM CASO DE ADOĂ&#x2021;Ă&#x192;O

&DVDOWHUiGHĂ&#x20AC;FDUFRPDVGXDVLUPmV

Pai das crianças WHPRGLUHLWRGH¿FDUFRPHODVPDVMXL]GHFLGLUi

Para o juiz da Infância e Juventude de MaceiĂł, FĂĄbio Bitencourt, o pai tem todo o direito e poder de criar os Ă&#x20AC;OKRV PDV FRPR $GULDQR Silva Rodrigues estĂĄ preso pela morte da esposa, o magistrado da Comarca de Limoeiro de Anadia ĂŠ quem vai decidir se destitui o poder familiar e se as crianças Ă&#x20AC;OKDVGRFDVDOVHJXHPSDUD a adoção ou nĂŁo. Bitencourt ressaltou que a lei proĂ­be a separação de irmĂŁos e que por isto, tanto

6RĂ&#x20AC;D TXDQWR D LUPm GH GRLV anos devem ser adotadas juntas. Ele explica como o trâmite ĂŠ feito: â&#x20AC;&#x153;Primeiro ĂŠ YLVWRVHKiDOJXPFDVDOLQVcrito na comarca de Limoeiro de Anadia, e se as meniQDV VH HQTXDGUDP QR SHUĂ&#x20AC;O GR FDVDO &DVR Oi QmR WHQKD ninguĂŠm interessado, segue para as demais comarcas. Aqui mesmo em MaceiĂł existem cerca de 30 casais cadastrados, mas nĂŁo sei se as irmĂŁs estĂŁo dentro do SHUĂ&#x20AC;OGHOHV'HSRLVWDPEpP

tem o Cadastro Nacional de Adoção (CNA), que obedece a uma ordem cronolĂłgica de inscriçãoâ&#x20AC;?. 'H DFRUGR FRP D IRQRaudiĂłloga do Hospital UniversitĂĄrio, LetĂ­cia Silveira, TXH HVWi DFRPSDQKDQGR R FDVRGH6RĂ&#x20AC;DDPHQLQDHVWi PHOKRUDQGRDFDGDGLDHJDQKDQGR SHVR ´(OD HVWi HYRluindo bem. Ficamos sabendo que a justiça ĂŠ quem deve decidir nos prĂłximos dias TXDOVHUiRGHVWLQRGH6RĂ&#x20AC;D porque os avĂ´s paternos que

tĂŞm vontade de criĂĄ-la vivem em condiçþes precĂĄriasâ&#x20AC;?, mencionou. RELEMBRE O CASO Gilvanete Rozendo foi vĂ­tima de agressĂŁo por parte do marido, Adriano dos Santos, no dia 6 de janeiro. Ela foi levada ao Hospital UniversitĂĄrio, em MaceiĂł, mas devido Ă violĂŞncia sofrida acabou morrendo naquela unidade KRVSLWDODU DSyV PDLV GH  GLDV LQWHUQDGD $ PXOKHU teve trĂŞs paradas cardĂ­acas no dia em que morreu. 6$1'52/,0$$548,92

IMPEDIMENTO

Eleição de entidade militar ĂŠ realizada sem divulgação O presidente da Associação das Praças da PolĂ­cia e Bombeiros de Alagoas (Aspra/AL), Wagner Simas, informou ontem que o Comandante Geral da PM, coronel 'LPDV&DYDOFDQWHQmRSHUmitiu a publicação da convocação para a eleição da entidade, que teria sido solicitada desde o dia sete, por PHLRGHRĂ&#x20AC;FLR Wagner Simas explicou que, pelo estatuto da corSRUDomR PLOLWDU TXDQGR Ki uma eleição de associação GHYHKDYHUDFRQYRFDomRSRU PHLRGHDOJXPyUJmRRĂ&#x20AC;FLDO como a PolĂ­cia Militar, por exemplo, por meio de seu boletim interno, o que nao aconteceu.

A convocação informava sobre a reunião que foi realizada no último dia 15 para a formação da comissão eleitoral para o pleito e formação GDVFKDSDVFRPRVFDQGLGDtos. Ela foi realizada mesmo sem divulgação, e os sócios estão sendo convocados por meio de representantes da $VSUDQRVEDWDOK}HVGH$ODgoas. A eleição acontece na próxima quinta-feira (28), na sede da Associação das Praças da Polícia e Bombeiros de Alagoas, no bairro do 7UDSLFKH GD %DUUD HP 0DFHLyGDVKjVK$LQVFULomRSDUDDVFKDSDVVHHQFHUUDKRMHjVKWDPEpPQD sede da instituição.

VLT e Trem Diesel QmRFLUFXODPDPDQKmSRUFRQWDGHPDQXWHQomRSUHYHQWLYDHGLDGHSDOHVWUDVQD&RPSDQKLD%UDVLOHLUDGH7UHQV8UEDQRV

',98/*$d­2

CBTU

6HJXUDQoDQRWUDEDOKRpWHPDGHSDOHVWUDV Açþes preventivas estão entre os tópicos que serão debatidos amanhã

Comando da PM WHULDQHJDGRSXEOLFDomRHPVHXEROHWLPLQWHUQR

$ &RPSDQKLD %UDVLleira de Trens Urbanos (CBTU) vai realizar amaQKmQRDXGLWyULRGR3UDLD Hotel Enseada, um dia de palestras proferidas pelo especialista Maurício Louzada, formado pela Bridgestone AC de Londres, sobre Segurança do TraEDOKR Louzada, que recebeu vårios títulos internacionais, foi o convidado da empresa para participar da Semana Interna de Prevenção de Acidentes e mostrar sua experiência na årea, utilizando recursos multimídia, dinâmicas coletivas e palestra dinâmica e interativa. Segundo ele, empresas

como a CBTU regional de MaceiĂł, que jĂĄ tem uma forte cultura de segurança em seu dia-a-dia, precisa sempre reforçar a questĂŁo da atitude dos colaboradoUHV HP LGHQWLĂ&#x20AC;FDU SHUFHber e neutralizar os riscos por ventura existentes. Nessa palestra, MaurĂ­cio Louzada vai mostrar que nas pequenas atitudes se pode consolidar ainda mais a cultura da segurança. Utilizando uma linJXDJHP EHP KXPRUDGD H conceitos atuais baseados em programas como â&#x20AC;&#x153;Safe Startâ&#x20AC;?, a palestra com certeza sensibilizarĂĄ e levarĂĄ a cada colaborador uma UHĂ H[mR VREUH FRPR VXDV atitudes tĂŞm contribuĂ­do

para sua própria segurança e a dos que estão à sua volta. Para o superintendente regional da CBTU, Marcelo Aguiar, o fator seguUDQoD GR WUDEDOKR p XPD condição indispensåvel GD HPSUHVD TXH WUDEDOKD diariamente na conscientização permanente de todos os seus colaboradores. 7UDEDOKDPRV FRQGX]LQGR vidas e por isso mesmo procuramos obedecer todos os critÊrios de segurança para que possamos aplicå-los no nosso dia-a-dia, disse o superintendente. A palestra, que serå realizada neste såbado a SDUWLUGDVKFRQWDUiFRP

a presença de coordenadores e servidores da empresa, alĂŠm da superintendĂŞncia da CBTU e de todos os gerentes da instituição. UTILIDADE PĂ&#x161;BLICA A CBTU tambĂŠm estĂĄ informando a todos os seus usuĂĄrios que, em face de manutenção preYHQWLYDHPWRGDVXDOLQKD permanente, suspenderĂĄ as viagens do VLT e do 7UHP 'LHVHO QHVWH ViEDdo. AproveitarĂĄ para fazer o treinamento a todos os seus colaboradores sobre 6HJXUDQoD QR 7UDEDOKR atravĂŠs de palestras com o especialista MaurĂ­cio Lou]DGD FRP WUDEDOKRV SUHVtados na ĂĄrea no Brasil e Exterior.


TRIBUNAINDEPENDENTE

AĂ?LTON VILLANOVA ailton.villanova@gmail.com

MACEIĂ&#x201C; - SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013

CIDADES

11

7ULRpĂ DJUDGRDSyVDVVDOWR HXPpPRUWRSHODSROtFLD Dois foram feridos em troca de tiros apĂłs roubarem malote com R$ 10 mil

U LadrĂŁo diferenciado

A

SROtFLDĂ DJURXXPVXMHLWRIXUWDQGRJDOLQKDVGHXPDJUDQMDOiSUDVEDQGDV GH0DUHFKDO'HRGRUR3HJRXRLQIHOL]HOHYRXjSUHVHQoDGRGHOHJDGRTXHj pSRFDHUDXPVDUJHQWRGDEULRVD3ROtFLD0LOLWDU 9LGDPDQVDKHLQVHXYDJDEXQGR")XUWDQGRJDOLQKDSUDWHURTXHFRPHUVHP WUDEDOKDUQmRp"%RWHPHVVHVDIDGRQR[LOLQGUy 3HUDtVHXVDUJHQWRSHGLXRDFXVDGR(VVDVSHQRVDVHUDPSUDYHQGHU 3LRU9HQGDGHDUWLJRIXUWDGRRXURXEDGRpFRQFRUUrQFLDGHVOHDOFRPRFRPpUFLR HVWDEHOHFLGR;DGUH]QHOH 0DVHXLDYHQGrODVSRUPXLWRPDLVFDUR $KĂ&#x20AC;DGDSXWD,DYHQGHUREMHWRGHIXUWRQRFkPELRQHJURKHLQ" ,VVRVHXVDUJHQWR(XMiWLQKDRWHUUHQRSUHSDUDGRDQGHLHVSDOKDQGRRERDWR TXHDVJDOLQKDVGDJUDQMDVmRWRGDVGRHQWHVHDVPLQKDVVmRVDGLDVHTXHDVJDOLQKDVGHVVDJUDQMDVyERWDPRYRVEUDQFRVHDVPLQKDVERWDPRYRVPDUURQV 0DVVmRPHVPDVJDOLQKDVQmRVmRFDQDOKD" 6mR6yTXHRVRYRVGDVPLQKDVHXSUHWHQGLDSLQWiORV (RGHOHJDGRMiFRPFHUWRWRPGHUHVSHLWR 4XHJUDQGHSLODQWUDYRFrp$LQGDEHPTXHYDLSDVVDUXPERPWHPSRQD FDGHLD-iSHQVRXVHRGRQRGDJUDQMDWHPDJDUUDGRYRFr" 3RLVHOHMiPHSHJRXXPDYH]HDtĂ&#x20AC;]HPRVXPDFHUWR0HFRPSURPHWLQmR HVSDOKDUPDLVRERDWRVREUHDVJDOLQKDVGHOHHHOHHQWmRPHJDUDQWLXDXPHQWDURV SUHoRVGDVVXDVSHQRVDVSDUDĂ&#x20AC;FDUHPLJXDLVDRVPHXV&RQYLGDPRVGRQRVGHRXWUDV JUDQMDVGHUHJL}HVYL]LQKDVHDUPDPRVXPHVTXHPD)RUPDPRVXPRYLJRSyOLR )RLPHHHVPR"(RTXHYRFrWHPIHLWRFRPROXFURGRVHXQHJyFLR" (VSHFXORFRPGyODU,QYLVWRDOJXPDFRLVDQRWUiĂ&#x20AC;FRGHGURJDVTXHQRIXWXUR YDLGDUXPDJUDQDSUHWD$KWDPEpPFRPSUHLDOJXQVSROtWLFRV&RQVHJXLH[FOXVLYLGDGHQRVXSULPHQWRGHJDOLQiFHRVHRYtSDURVSDUDSURJUDPDVGHDOLPHQWDomRGR JRYHUQRFRPSUHoRVVXSHUIDWXUDGRVQDWXUDOPHQWH (QWXVLDVPDGRRGHOHJDGRPDQGRXVHUYLUXPFDIH]LQKRSDUDRSUHVRHSHUJXQWRX VHDFDGHLUDGHOHHVWDYDFRQIRUWiYHO(DFUHVFHQWRXFXULRVR 2DPLJRQmRPHOHYHDPDOPDVFRPWXGRLVVRYRFrDLQGDQmRHVWiPLOLRQiULR" 4XDVHPHXVDUJHQWR6HPFRQWDUTXHHXVRQHJR,PSRVWRGH5HQGDHRTXHHX WHQKRGHSRVLWDGRLOHJDOPHQWHHPEDQFRVQRH[WHULRU (FRPWXGRLVVRDLQGDFRQWLQXDIXUWDQGRJDOLQKDV 1mRFRPRDQWHVeTXHHPWRGDVDVPLQKDVDWLYLGDGHVHXVLQWRIDOWDGHXPD FRLVDRULVFR6LQWRIDOWDGDTXHODVHQVDomRGHSHULJRGHHVWDUID]HQGRXPDFRLVD SURLELGD6yIXUWDQGRJDOLQKDVHXPHVLQWRUHDOPHQWHODGUmRHLVVRpH[FLWDQWH &RPRDJRUDIXLSUHVRĂ&#x20AC;QDOPHQWHYRXSUDFDGHLDeXPDH[SHULrQFLDQRYD 0DVRTXHpLVVRPHXDPLJR"UHEDWHXRGHOHJDGR9RFrQmRYDLĂ&#x20AC;FDUSUHVR FRLVDQHQKXPD 0DVHXIXLSHJRHPĂ DJUDQWHSXODQGRRPXURGDJUDQMD 6LPPDVpSULPiULR(FRPHVVHVDQWHFHGHQWHV

Sogra mentirosa Com a maior cara de contrariado, o sujeito entrou na delegacia de polícia e pediu para falar com a autoridade principal. Levaram-no à presença do delegado, que perguntou: - Qual Ê o problema, meu amigo? - Matei minha sogra, doutor! - disparou o camarada. - Matou a sogra? Bem, pra cometer esse crime você devia estar sob efeito de violenta emoção. Vamos fazer o seguinte: volte pra casa, descanse um pouco e volte pra cå mais tarde, ou amanhã, com o seu advogado, tå certo? - Mas, doutor, eu enterrei a velha! - Viu que alma boa você tem? Enterrou a sogra e assim jå evitou aquela burocracia toda... Muito bem! - Acontece, doutor, quando eu a estava enterrando, ela gritava que ainda estava viva! �PHX¿OKRHYRFrQmRVDEHTXHWRGDVRJUDpPHQWLURVD"

Fugir como, doutor?! Professor Jailson Aquino, excelente carĂĄter e perito criminal lotado no Instituto de CriminalĂ­stica de Alagoas, sempre foi um caboco destemido. Ingressou na PolĂ­cia Civil na dĂŠcada de 70. Ă&#x2030; respeitado tambĂŠm por sua postura ĂŠtica e inteligĂŞncia. &DORXURQDSURÂżVVmRVXDSULPHLUDGHVLJQDomRIRLSDUDDDQWLJD'RSVHTXHWLQKDWDPbĂŠm a atribuição de combater o jogo de azar. Um dia, o delegado da especializada reuniu, de surpresa, a equipe de planrtĂŁo, incluindo aĂ­ o novel policial, e avisou: $WHQomRWXUPD9DPRVID]HUXPDEOLW]QD)HLUDGR5DWRQD/HYDGD$ÂżQDOLGDGHp Ă&#x20AC;DJUDURVUHVSRQViYHLVSHORWDOGHÂłMRJRSHUGHHJDQKD´ Esse joguinho ĂŠ um roubo descarado. O dinheiro do incauto ĂŠ tomado na cara de pau. A polĂ­cia tenta combatĂŞ-lo, mas nĂŁo consegue. Pois bem. Orientados convenientemente e organizados em grupos, lĂĄ se foram os agentes cumprir a missĂŁo. Chegaram ao local, onde ainda hoje a marginalidade pulula, começaram a tomar posiçþes. Doido pra mostrar serviço, Jailson Aquino manjou num YHOKRWHHPDWLWXGHVXVSHLWDHQFRVWDGRQXPDEDQTXLQKD3RVLFLRQRXVHSHUWRGHOHHÂżFRX atento, aguardando a voz de comando do delegado, para agarrĂĄ-lo. De repente, do meio da feira, alguĂŠm dedurou: - Cuidado, negrada! A polĂ­cia estĂĄ no recinto! O trabalho policial foi frustrado. O que se viu de infrator correndo no meio do povo, nĂŁo estĂĄ no gibĂ­. E os policiais tentando capturĂĄ-los. Todos os suspeitos se escafederam, PHQRVXPRWDOYHOKRSRUTXHQDKRUDGRJULWRRHÂżFLHQWH-DLOWRQDEXIHORXVHFRPHOH - O senhor estĂĄ preso! Aqui ĂŠ a polĂ­cia! NĂŁo corra! E o coitado: - Correr como, meu senhor? Eu sou aleijado!

O marido entendeu mal &DPLQKDQGRFRPDOJXPDGLÂżFXOGDGHXPDSDUWXULHQWHHVWDFLRQRXVXDKXPLOGHSHVVRD na clĂ­nica do doutor JosĂŠ Carlos SĂ­lver, o Grande Lalo, e pediu a atendente para ter uma conversa em particular com ele. Introduzida no consultĂłrio do mĂŠdico, a parturiente foi logo se abrindo: - Doutor, estĂĄ acontecendo uma coisa muito estranha, lĂĄ em casa! - Como assim, dona Hermengarda? - Ă&#x2030; que desde a Ăşltima conversa que o senhor teve com o meu marido Ernesto no centro comunitĂĄrio, ele mudou completamente a maneira de fazer amor comigo! - Mudou? - Mudou, sim. - Mas mudou de que maneira? - Ele agora inventou de me pendurar no teto. Pensei que era alguma fantasia sexual, mas ele me contou que a ideia foi do senhor! E doutor Lalo, alarmado: - De jeito nenhum! Eu apenas disse a ele que depois do oitavo mĂŞs de gravidez as relaçþes devem ser suspensas!

PD RSHUDomR GR *UXSR (VWDGXDO GH &RPEDWH jV 2UJDQL]Do}HV &ULPLQRVDV *HFRF  GR 0LQLVWpULR 3~EOLFR (VWDGXDO HP FRQMXQWR FRP D 3ROtFLD 0LOLWDU UHVXOWRX QD SULVmR GH XP JUXSR GH DVVDOWDQWHV QD WDUGH GH RQWHP QR EDLUUR GD 0DQJDEHLUDV ORJR DSyV XP DVVDOWR GR WLSR ÂśVDLGLQKD GH EDQFR¡ $ DomR WHYH D DXWRUL]DomR MXGLFLDO GD Â&#x17E; 9DUD &ULPLQDO GD &DSLWDO 2V FULPLQRVRVUHVSRQGHPSHOD DFXVDomR GH URXERV FRQWUD LQVWLWXLo}HV EDQFiULDV FDVDV ORWpULFDV DJrQFLDV GRV &RUUHLRV H DV FRQKHFLGDV ÂśVDLGLQKDV¡GHEDQFR 1DDomRGDWDUGHGHRQWHP RV EDQGLGRV TXH RUJDQL]DUDPRDVVDOWRDXPD FOLHQWH GD DJrQFLD 0XOWL%DQN ORFDOL]DGD QDV SUR[LPLGDGHVGR9LDGXWR-RmR /\UD DLQGD FRQVHJXLUDP URXEDU 5  PLO GD PXOKHU TXDQGR HOD VDLD FRP RPDORWHGHGLQKHLUR (QWUHWDQWR FRPR HVWDYDPVHQGRPRQLWRUDGRVRV EDQGLGRVXPWRWDOGHVHWH IRUDPDERUGDGRVPLQXWRV GHSRLVSRUSROLFLDLVGD5D-

SANDRO LIMA / ARQUIVO

UHLUDGD6LOYDIRLIHULGRQD FR[D H VXEPHWLGR j FLUXUJLDQR+*($QGUp/XLVGD 5RFKD 6DQWRV IRL DWLQJLGR SRU DUPD GH IRJR QR WyUD[ H WDPEpP SDVVRX SRU SURFHGLPHQWR FLU~UJLFR 8P ]HODGRU GR SUpGLR DVVDOWDGR -HIHUVRQ &kQGLGR GRV 6DQWRV TXH WHULD DMXGDGR QDDomRWDPEpPIRLSUHVR 8PD TXDUWD SHVVRD IRL SUHVD HP XPD UHVLGrQFLD QD9LODGRV3HVFDGRUHVHP -DUDJXi(VWD~OWLPDDLQGD GH QRPH QmR UHYHODGR p FRQVLGHUDGD R OtGHU GR EDQGR 2 KRPHP QDWXUDO GR (VWDGR GR 0DUDQKmR XVDWRUQR]HOHLUDHOHWU{QLFD HHVWiPRUDQGRHP0DFHLy ([DWDPHQWH SRU ID]HU XVR GR HTXLSDPHQWR HOH QmR SDUWLFLSDYDGRVFULPHVWRGDYLD SODQHMDYD DV Do}HV FULPLQRVDV (OH IRL SUHVR TXDQGRHVWDYDQD9LOD 4XDWUR PHPEURV GR JUXSR FRQVHJXLUDP IXJLU $ TXDGULOKD YLQKD VHQGR Saidinha de banco foi registrada prĂłximo a viaduto na Mangabeiras PRQLWRUDGDKiSHORPHQRV GLRSDWUXOKD  TXH GHUDP HKRXYHWURFDGHWLURV8P  GLDV SHOR *HFRF 3DUD DSRLR j RSHUDomR GR *HFRF EDQGLGR PRUUHX H WUrV IR- H[HFXWDU D DomR R 03( QRPRPHQWRHPTXHGHL- UDPSUHVRVVHQGRTXHGRLV FRQWRXFRPRDSRLRGR6HU[DYDP R HVWDEHOHFLPHQWR GHOHV SUHFLVDUDP VHU VR- YLoRGH,QWHOLJrQFLDGD3RFRPHUFLDO FRUULGRVQR+RVSLWDO*HUDO OtFLD 0LOLWDU H GH SROLFLDLV 2VFULPLQRVRVUHDJLUDP GR (VWDGR $OH[DQGUH )HU- GD5DGLRSDWUXOKD

BANCOS

%RPEHLURVQRWLĂ&#x20AC;FDPPDLVDJrQFLDV Lista dos prĂŠdios que necessitam de vistoria foi entregue por sindicato ALANA BERTO REPĂ&#x201C;RTER

2 &RUSR GH %RPEHLURV QRWLĂ&#x20AC;FRX PDLV GXDV DJrQFLDV EDQFiULDV HP XPD YLVWRULD UHDOL]DGD RQWHP $V DJrQFLD WHUmR TXH DSUHVHQWDU R SURMHWR GH VHJXUDQoD H R FHUWLĂ&#x20AC;FDGR GH DSURYDomR QRV SUy[LPRV GLDV PDV QmR IRUDPLQWHUGLWDGDV ´&RPR D UHXQLmR FRP R 6LQGLFDWR GRV %DQFiULRV RFRUUHX QD WHUoDIHLUD UHVROYHPRVDQWHFLSDUDOJXPDV YLVWRULDV QD TXDUWDIHLUD H QD TXLQWDIHLUDÂľ H[SOLFRX R WHQHQWHFRURQHO 3DXOR 0DUTXHV 1DV YLVWRULDV UHDOL]DGDV RQWHP R &RUSR GH %RPEHLURV QRWLĂ&#x20AC;FRX D &DL[D (FRQ{PLFD )HGHUDO ORFDOL]DGD DR ODGR GD &DVD 9LHLUD QR EDLUUR GR )DURO H R %UD-

GHVFR ORFDOL]DGR QD 5XD GR /LYUDPHQWR QR &HQWUR GH 0DFHLy´(VVDVDJrQFLDVGHYHPDSUHVHQWDURSURMHWRGH VHJXUDQoDHRFHUWLĂ&#x20AC;FDGRGH DSURYDomRÂľDĂ&#x20AC;UPRX 2 WHQHQWHFRURQHO WDPEpP UHODWRX TXH IRUDP QRWLĂ&#x20AC;FDGRVRUHVWDXUDQWHORFDOL]DGR QD SDUWH VXSHULRU GR SUpGLRGD&DVDGD,QG~VWULD HRHVWDEHOHFLPHQWRTXHĂ&#x20AC;FD HP FLPD GR SUpGLR /REmR %DUUHWR QR &HQWUR GH 0DFHLy ´(VVHV HVWDEHOHFLPHQWRV SUHFLVDP DSUHVHQWDU D GRFXPHQWDomRÂľ 2 6LQGLFDWR GRV %DQFiULRV HQFDPLQKRX RQWHP DR &RUSR GH %RPEHLURV XPD OLVWD FRP DV DJrQFLDV TXH HOHVDFUHGLWDPQHFHVVLWDUGH YLVWRULDVmRHODVR%DQFRGR %UDVLOGD5XDGR/LYUDPHQWR TXH Mi IRL YLVWRULDGR R %DQFRGR%UDVLOGR-DUDJXi

R%DQFRGR%UDVLOGD*UXWD D &DL[D (FRQ{PLFD )HGHUDO DRODGRGD&DVD9LHLUDTXH Mi IRL YLVWRULDGD D 6XSHULQWHQGrQFLD GD &DL[D (FRQ{PLFD )HGHUDO QR )DURO D &DL[D(FRQ{PLFD)HGHUDOGR 0DFHLy 6KRSSLQJ D &DL[D (FRQ{PLFD )HGHUDO GD 5RVD GD )RQVHFD DV GXDV DJrQFLDV GR EDQFR GR 1RUGHVWH ORFDOL]DGDV QR &HQWUR H QR )DURO R 6DQWDGHU ORFDOL]DGR QD 5XD GR 6RO R ,WD~ ORFDOL]DGR QD 5XD GR 6RO R %UDGHVFRORFDOL]DGRQD5XD GR/LYUDPHQWRHR+6%&ORFDOL]DGRQR&HQWUR 2 WHQHQWHFRURQHO 3DXOR 0DUTXHV FRQWRX TXH R %DQFR GR %UDVLO GD 5XD GR /LYUDPHQWR IRL LQWHUGLWDGR HP GHFRUUrQFLD GD HVFDGD GH HPHUJrQFLD TXH HVWDYD REVWUXtGD $ DJrQFLD WHP DQGDUHVHVyRWpUUHRHR

VXEVROR HVWmR DEHUWRV SDUD DWHQGLPHQWR 'HDFRUGRFRP&DUORV$OEHUWR  GLUHWRU GR 6LQGLFDWR GRV %DQFiULRV WUDEDOKDP QDDJrQFLDGR%DQFRGR%UDVLO LQWHUGLWDGD HP WRUQR GH  IXQFLRQiULRV ´)RL H[LJLGR XP ODXGR WpFQLFR SDUD FRPSURYDU D UHDO VLWXDomR GD HVFDGD¾ DFUHVFHQWRX R VLQGLFDOLVWD (P FRQVHTXrQFLD GD LQWHUGLomRIRUDPVXVSHQVRVQD DJrQFLDRVVHUYLoRVGHDVVHVVRULD MXUtGLFD VXSHULQWHQGrQFLD H GH JHUHQFLDPHQWR GH SHVVRDV 'H DFRUGR FRP 'RXJODV6LOYHLUDTXHpIXQFLRQiULR GD DJrQFLD FRP D LQWHUGLomR FHUFD GH  IXQFLRQiULRV IRUDP HQFDPLQKDGRV j RXWUDV DJrQFLDV ´$ SUHYLVmRpDGHTXHDPDQKm D VLWXDomR VH QRUPDOL]H¾ SRQWXRX

ARAPIRACA E MARECHAL

3ODQR-XYHQWXGH9LYDpODQoDGRQRLQWHULRU SecretĂĄrios nacionais e estaduais participaram da solenidade nos municĂ­pios 2JRYHUQRIHGHUDOODQoRX RQWHP HP FRQMXQWR FRP R *RYHUQR GH $ODJRDV QRV PXQLFtSLRV GH $UDSLUDFD H 0DUHFKDO 'HRGRUR D FDPSDQKD GR 3ODQR -XYHQWXGH 9LYD²$KLVWyULDGHXPSDtV Vy SRGH VHU HVFULWD FRP D VXD MXYHQWXGH YLYD 7UDWDVHGHXPDDomRLQWHUPLQLVWHULDO VRE D FRRUGHQDomR GD 6HFUHWDULD GH 3ROtWLFDV GH 3URPRomRGD,JXDOGDGH5DFLDO 6HSSLU HGD6HFUHWDULD 1DFLRQDO GH -XYHQWXGH GD 3UHVLGrQFLD GD 5HS~EOLFD HQYROYHQGR GH] VHFUHWDULDV HVWDGXDLV $FRPSDQKDGDGDGLUHWRUDGHSURJUDPDVGD6HSSLU 0{QLFD 2OLYHLUD D VHFUHWDULD 1DFLRQDO GH -XYHQWXGH 6HYHULQH &DUPHP 0DFHGR H[SOLFRX TXH R SODQR YLVD SUHYHQLU D YLROrQFLD H FRPEDWHU D EDQDOL]DomR SRU PHLRGHSROtWLFDVGHLQFOXVmR H DPSOLDomR GH RSRUWXQLGDGHV SDUD RV MRYHQV QHJURV (ODDĂ&#x20AC;UPRXTXHDVSROtWLFDV

DAVI SALSA

Jovens negros sĂŁo alvo dentro do plano da polĂ­tica contra a violĂŞncia

H SURJUDPDV GR SODQR VmR GLUHFLRQDGRV j MXYHQWXGH FRP HVSHFLDO DWHQomR DRV MRYHQV QHJURV GH  D  DQRVGRVH[RPDVFXOLQRHP VXD PDLRULD FRP EDL[D HVFRODULGDGH PRUDGRUHV GRV EDLUURV PDLV DIHWDGRV SHOD YLROrQFLD

´$V SROtWLFDV S~EOLFDV VmR QHFHVViULDV $V PRUWHV GRV QRVVRV MRYHQV QmR SRGHP VHU PDLV HVWDWtVWLFDV *RVWDULD GH FKDPDU DWHQomR SDUD HVVD PXGDQoD¾ DVVLQDORX $ VHFUHWiULD GH (VWDGRGD0XOKHU&LGDGDQLD H GRV 'LUHLWRV +XPD-

QRV .iWLD %RUQ OHPEURX TXH R SODQR FRQJUHJD QRYH PLQLVWpULRV H GH] VHFUHWDULDV HVWDGXDLV H FRQVWLWXL XPDRSRUWXQLGDGHKLVWyULFD SDUD HQIUHQWDU D YLROrQFLD SUREOHPDWL]DQGR D VXD EDQDOL]DomR H D QHFHVVLGDGH GHSURPRomRGRVGLUHLWRVGD MXYHQWXGH 'HDFRUGRFRPHODRSODQR EXVFD DLQGD SURPRYHU RV YDORUHV GD LJXDOGDGH H GD QmR GLVFULPLQDomR R HQIUHQWDPHQWR DR UDFLVPR H DR SUHFRQFHLWR JHUDFLRQDO TXHFRQWULEXHPFRPRVDOWRV tQGLFHV GH PRUWDOLGDGH GD MXYHQWXGH QHJUD EUDVLOHLUD ´2 TXH PDLV LPSRUWD DJRUD pRMRYHP7HQKRFHUWH]DGH TXHFRPRHVIRUoRGHWRGRV HVVHSODQRVHUiH[LWRVR¾GHFODURX $ SUHIHLWD GH $UDSLUDFD &pOLD5RFKDHRSUHIHLWRGH 0DUHFKDO 'HRGRUR &KULVWLDQR 0DWHXV SUHVWLJLDUDP D VROHQLGDGH QRV VHXV UHVSHFWLYRVPXQLFtSLRV


12

CIDADES

MACEIĂ&#x201C; - SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013

Em troca de tiros, polĂ­cia impede ataque a GPM

robertobaiabarros@hotmail.com

CoitĂŠ em festa

A

cidade de CoitĂŠ do Noia amanhece nesse sĂĄbado, dia 23, em clima de festa. O motivo nĂŁo poderia ser melhor: o municĂ­pio recebe cinco Ă´nibus que serĂŁo utilizados exclusivamente para atender aos estudantes das redes municipal e estadual de ensino. O prefeito JosĂŠ de Sena Neto (Seninha), promove, a partir das 15h, uma carreata, com concentração no VtWLR%UHMRTXHĂ&#x20AC;FDORFDOL]DGRQDHQWUDGDGDFLGDGH$XWRULGDGHV PXQLFLSDLVHGDUHJLmRMiFRQĂ&#x20AC;UPDUDPSUHVHQoD â&#x20AC;&#x153;Com apoio do governo federal e estadual vamos dar uma guinada QRVHWRUHGXFDFLRQDOTXHĂ&#x20AC;FDPDLVIRUWDOHFLGRDSDUWLUGHKRMH com esses Ă´nibus que servirĂŁo para transporte escolar dos nossos estudantesâ&#x20AC;?, comemora prefeito Seninha.

â&#x20AC;&#x153;Barracoâ&#x20AC;? em Arapiraca

â&#x20AC;&#x153;Barracoâ&#x20AC;? em Arapiraca 2

O radialista Ailton Avlis, que apresenta um programa matinal de jornalismo na Metropolitana FM, revelou a este colunista TXHTXDVHIRLDJUHGLGR¿VLFDPHQWHSHOR narrador esportivo Clevânio Henrique. O fato ocorreu na noite da última terça-feira, 19. De acordo com o radialista, ele estava bem intencionado quando foi pedir desculpas aos colegas por algumas declaraçþes feitas no seu horårio, mas o narrador foi irredutível e não aceitou as desculpas.

O episódio gerou uma forte discussão. Se não fosse pela intervenção do segurança da empresa 96 FM, que teve que agir FRP¿UPH]DSDUDVHJXUDU RVGRLVSUR¿VVLRQDLVTXH estavam com os ânimos bastante alterados, o lamentåvel episódio poderia culminar com agressþes físicas.

Barraco em Arapiraca 3 Ainda de acordo com Ailton Avlis, antes do â&#x20AC;&#x153;entreveroâ&#x20AC;?, Clevânio HenULTXHDÂżUPRXTXHRFROHJDHVWDYDÂłSHUGLGR´RTXHWHULDSURYRFDGRR problema. A confusĂŁo sobrou atĂŠ para o ex-deputado estadual Marcelino Alexandre, proprietĂĄrio da 96 FM, onde Avlis trabalhou. Marcelino, segundo assessoUHVGHYHPRYHUXPDDomRFRQWUDRSURÂżVVLRQDO

Campo Alegre

Manutençþes

Atendendo ao pedido do deputado estadual Joãozinho Pereira e da prefeita Pauline Pereira, que estiveram na sede da Eletrobras distribuição Alagoas, em busca de explicaçþes sobre os problemas no fornecimento de energia do município, e ao mesmo tempo busca por melhorias, a companhia iniciou um serviço que visa melhorar no fornecimento de energia em todo o município de Campo Alegre.

Estão sendo realizadas manutençþes e melhorias na rede elÊtrica em vårios pontos do município, para que em breve a população tenha um serviço com mais qualidade. Por conta desses serviços vem ocasionando as interrupçþes no fornecimento em alguns períodos. Para que a população possa se programar com as interrupçþes, a companhia informou o cronograma de desligamento para os próximos dias para a realização de manutenção como troca de postes e substituição da rede.

De La Roche A informação do colunista social Aroldo Marques: O empresårio Wolney Rocha Barbosa capricha no convite e programa data para a entrega do Condomínio Villa De La Roche, no dia 13 de julho. A noite começarå com a benção do Condomínio seguida por nada mais, nada menos que o show acústico do cantor Geraldo Azevedo, serå realmente uma noite única fantåstica. 3DUD¿QDOL]DURFDQWRUDUDSLUDTXHQVH/RXUHQoRIDUiWDPEpPVHXVKRZ acústico.

Começaram cedo 1 Começaram cedo 2 A campanha política rumo à Assembleia Legislativa de Alagoas jå começou em alguns municípios alagoanos. Transgredindo a Lei Eleitoral, prÊ-candidatos ¿]HUDPDIHVWDGXUDQWHR~OWLPR Carnaval e atÊ na ressaca do carnaval, quando o locutor anunciava que o político da terra era o melhor para Alagoas.

TRIBUNAINDEPENDENTE

O caso tambĂŠm ocorreu em cidades do Agreste, a exemplo de Feira Grande. A oposição nĂŁo perdeu tempo e gravou a fala do apresentador da Folia de Momo. Os prĂŠ-candidatos precisam ser cautelosos para nĂŁo ter problema com a Justiça Eleitoral. A assessoria precisa mostrar competĂŞncia, deixar a paixĂŁo de lado e orientar melhor o polĂ­tico. Ă&#x2030; o caminho.

Parceria A Prefeitura de Arapiraca, em parceria com o Hemoar realizou durante todo dia de ontem, quinta-feira (21), coleta de sangue dos servidores pĂşblicos que trabalham no Centro Administrativo Antonio Rocha. O secretĂĄrio municĂ­pio de SaĂşde, Ubiratan Pedrosa, salientou a importância das doaçþes para o estoque do banco de sangue do Hemocentro. â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; muito importante os servidores participarem desse gesto de solidariedade e doar seu sangue para os que tanto precisam. Durante esta gestĂŁo, a prefeita CĂŠlia Rocha (PTB) vem priorizando as açþes para PHOKRULDQDTXDOLGDGHGHYLGDHYDORUL]DomRGRVVHUYLGRUHV´DÂżUPRX

ArtesĂŁos A secretĂĄria de IndĂşstria, ComĂŠrcio e Serviços, Myrka LĂşcio, se reuniu na tarde de terça-feira (19), com os artesĂŁos do Mercado do Artesanato, discutindo as principais reivindicaçþes da categoria. Auxiliada pelo gerente do Mercado do Artesanato, Guilherme Rocha Melo, e da coordenadora de articulação e projetos, Mery Vânia AgostiQKRDVHFUHWiULDEXVFRXFRQKHFHUDVGLÂżFXOGDGHVHQHFHVVLGDGHVGRV artesĂŁos. ... Em uma reuniĂŁo que aconteceu nesta quarta-feira 20, no gabinete da prefeita 3DXOLQH3HUHLUDÂżFRXDFRUGDGRPHOKRULDVSDUDRVVHUYLoRVGRV&RUUHLRVQRPXQLFtSLR de Campo Alegre. ... A reuniĂŁo que contou com a participação do gerente regional Warley Paulino Pires e do gerente da agĂŞncia de Campo Alegre JosĂŠ Jadson, foram debatidos importantes assuntos para a melhoria dos serviços de entrega de correspondĂŞncia na zona urbana e rural do municĂ­pio. ... A principal medida a ser adotada nos prĂłximos meses ĂŠ a implantação de quatro agĂŞncias comunitĂĄrias dos Correios nos povoados: ChĂŁ da Imbira, Pimenteira, Usina Porto Rico e LuziĂĄpolis. Cada uma dessas agĂŞncias contarĂĄ com um funcionĂĄrio que farĂĄ atendimento na agĂŞncia na parte da manhĂŁ e entrega de correspondĂŞncias na parte da tarde. ... O texto foi enviado por e-mail de MĂĄrcio JosĂŠ: â&#x20AC;&#x153;O concurso de Girau do Ponciano, realizado em novembro do ano passado, nĂŁo foi cancelado. A informação ĂŠ do procurador do municĂ­pio, Ivens Alberto de Queiroz, que ressaltou, ainda, que nĂŁo previsĂŁo de quando os aprovados serĂŁo convocados. Ele destacou a instabilidade em relação ao FHUWDPHDÂżUPDQGRTXHDVLUUHJXODULGDGHVDLQGDHVWmRVHQGRDYDOLDGDV

Eles estavam com carro roubado da prefeita de Mar Vermelho; um foi morto ASSESSORIA PC

NIGEL SANTANA REPĂ&#x201C;RTER

U

ma operação policial articulada para acontecer na madrugada de ontem conseguiu recuperar uma caminhonete Amarok, de placa OHK0015, de propriedade de Juliana Almeida (PMDB), prefeita da cidade de Mar Vermelho. O veículo foi roubado no dia 14, em um hotel na Barra de São de Miguel. A assessoria de comunicação da Polícia Civil informou que os responsåveis pela operação foram os delegados Ana Luíza Nogueira, diretora da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), e o delegado Mårio Jorge Barros. No momento da prisão, o grupo estava usando o carro da prefeita e estaria se preparando para invadir o Grupamento da Polícia Militar no município de Jequiå da Praia, com a intenção de roubar armas e munição. Durante a investida, houve troca de tiros e um dos acusados de ter roubado o carro acabou morrendo. As investigaçþes que estavam transcorrendo atÊ o início desta semana apontam que uma quadrilha vem agindo criminosamente no

Material foi apreendido dentro do carro roubado de Juliana Almeida: revólver, muniçþes e balaclava

Litoral Sul de Alagoas, principalmente em decorrĂŞncia da precariedade das estradas, tomadas por buracos apĂłs o trecho da Praia do Gunga. De acordo com a PC, vĂĄrios assaltos foram praticados na regiĂŁo. Os agentes do Tigre e do NĂşcleo de InteligĂŞncia seguem Ă procura dos outros integrantes da suposta quadrilha que conseguiram fugir no momento do tiroteio. Segundo a polĂ­cia, os acusados entraram em uma mata,

mas nĂŁo foram localizados ontem. Ao averiguar o veĂ­culo da prefeita, os policiais constataram que havia um revĂłlver de calibre 38, muniçþes, uma balaclava, alĂŠm de outros objetos. O ROUBO No dia 14 de fevereiro uma quadrilha invadiu o Hotel Rio Mar, no municĂ­pio da Barra de SĂŁo Miguel, e levou diversos pertences dos hĂłspedes. Segundo informaçþes do tenente Hamur, da REPRODUĂ&#x2021;Ă&#x192;O

5ÂŞ Companhia Independente da PolĂ­cia Militar, que estava no local do assalto, o bando era formado por cinco integrantes, alguns deles armados. Enquanto um dos EDQGLGRVĂ&#x20AC;FRXHPXP&HOWD prata dando apoio aos comparsas, os outros quatro entraram no hotel e tomaram jĂłias, telefones celulares e notebooks. A prefeita de Mar Vermelho, que teve seu veĂ­culo roubado, prestou depoimento no dia posterior.

AMEAĂ&#x2021;AS

Chefe da guarda municipal de Viçosa ĂŠ preso A delegada Sheila Carvalho, diretora de PolĂ­cia JudiciĂĄria da Ă rea 3 (DPJA-3), detalhou ontem como ocorreu uma operação em Viçosa, em razĂŁo de diversas denĂşncias anĂ´nimas, que resultou na prisĂŁo de um guarda municipal. Segundo as denĂşncias, JosĂŠ Ivanes Bezerra da Silva, mais conhecido por â&#x20AC;&#x153;Ivoneiâ&#x20AC;?, chefe da guarda municipal, andava armado e aterroriza moradores do municĂ­pio. ApĂłs investigaçþes, equipes de policiais civis da DPJA H RSHUDomR $VĂ&#x20AC;[LD FRP R apoio do delegado regional de Viçosa, Belmiro Cavalcante, realizaram uma abordagem QD TXDUWDIHLUD H Ă DJUDUDP JosĂŠ Ivanes foi denunciado por andar â&#x20AC;&#x153;aterrorizandoâ&#x20AC;? a população da cidade com uma arma de fogo o chefe da guarda municipal, portando ilegalmente uma pistola calibre 380, com 14 EXPLOSĂ&#x192;O NA DEIC muniçþes e carregador. â&#x20AC;&#x153;Ivoneiâ&#x20AC;? foi preso nas imediaçþes da praça principal da cidade e nĂŁo resistiu. Ele foi DXWXDGR HP Ă DJUDQWH SHOR crime de porte ilegal de arma de fogo e se encontra recolhiA 64ÂŞ Promotoria de Justi- apontar possĂ­veis responsĂĄ- FRPSOHWDPHQWH Ă&#x20AC;QDOL]DGD do na 9ÂŞ Delegacia Regional ça da Capital devolveu Ă PolĂ­- veis. Estamos concedendo analisaremos se houve, de de PolĂ­cia. De acordo com o gerencia Civil o processo que inves- prazo de dois meses para que fato, a existĂŞncia de dolo ou tiga a explosĂŁo, ocorrida em a polĂ­cia conclua o inquĂŠrito culpa na explosĂŁoâ&#x20AC;?, declarou te de resultados policiais do DPJA-3, DenĂ­lson Ferreira, dezembro de 2012, na sede H Vy DSyV D VXD Ă&#x20AC;QDOL]DomR a promotora de Justiça. a qualquer momento outras TRAGĂ&#x2030;DIA da DivisĂŁo Especial de Inves- poderemos nos pronunciar a RSHUDo}HV VHUmR GHĂ DJUDGDV Na noite do dia 20 de detigaçþes e Capturas (Deic) e respeito das medidas que deque fora entregue ao Minis- verĂŁo ser adotadas pelo Mi- zembro do ano passado, uma nas cidades que compĂľem a tĂŠrio PĂşblico Estadual em nistĂŠrio PĂşblico Estadualâ&#x20AC;?, forte explosĂŁo na sede da Deic diretoria. CLONAGEM provocou a morte da policial janeiro. SerĂĄ concedido prazo explicou ela. Em MaceiĂł, agentes da Deâ&#x20AC;&#x153;Precisamos entender que civil Maria AmĂŠlia Lins Cosde mais 60 dias para que a legacia de Roubos e Furtos de polĂ­cia judiciĂĄria de Alagoas essa investigação ĂŠ de ex- ta, 43, e deixou outros quatro possa concluir a apuração trema complexidade, princi- agentes feridos. O estrondo VeĂ­culos prenderam ontem JerĂ´ncio Marques da Silva, 21 sobre a tragĂŠdia que vitimou palmente por conta das cir- provocou pânico e tumulto na fatalmente uma agente de cunstâncias em que ocorreu Rua Moreira e Silva, no Fa- anos, acusado de receptação e clonagem de veĂ­culo roubado. polĂ­cia, feriu outras quatro o desastre. Portanto, tanto a rol, e regiĂľes adjacentes. O impacto foi sentindo atĂŠ Com o acusado, os policiais cipessoas e destruiu a sede da PolĂ­cia Civil, instituição responsĂĄvel pela investigação, na Praça do CentenĂĄrio. Vi- vis apreenderam um automĂłinstituição. O processo foi considera- quanto o MPE, titular da dros de prĂŠdios vizinhos Ă  de- vel PĂĄlio, cor preta, com placa do complexo pela promotora ação penal, tĂŞm que analisar legacia se espalharam pelas â&#x20AC;&#x153;friaâ&#x20AC;? OHB 9890/AL. O veĂ­cuque acompanha o caso, Alba o caso com a cautela que ele ruas e atingiram populares. lo, cuja placa correta ĂŠ OHI LĂşcia Torres de Oliveira. Ele exige. E ĂŠ tambĂŠm por este Casas e estabelecimentos co- 4370/AL, havia sido roubado jĂĄ possui trĂŞs volumes, mas, motivo que o sigilo durante merciais tiveram suas pare- no mĂŞs passado. O PĂĄlio foi apreendido, na apesar de farta documen- a apuração ĂŠ de extrema im- des rachadas. O acidente aconteceu no Rua Boa Sorte, no bairro de tação anexada, ainda nĂŁo portânciaâ&#x20AC;?, acrescentou Alba SDLRO TXH Ă&#x20AC;FDYD QXPD GDV Ponta Grossa, e estava de aponta uma autoria para a LĂşcia. Finalizado o inquĂŠrito, salas da Deic, por volta das posse de JerĂ´ncio. Na resiexplosĂŁo. â&#x20AC;&#x153;Seria temerĂĄrio, nessa ele serĂĄ remetido para a 64ÂŞ K 2V SROLFLDLV Ă&#x20AC;FDUDP dĂŞncia, tambĂŠm foram aprefase da investigação, fazer Promotoria de Justiça da soterrados por alguns minu- endidas acessĂłrios e chaves qualquer juĂ­zo de valor a Capital. â&#x20AC;&#x153;Quando essa peça tos, atĂŠ a chegada do Corpo de automĂłveis, alĂŠm de outros objetos. respeito daquele episĂłdio e chegar Ă s nossas mĂŁos, jĂĄ de Bombeiros e do Samu.

MPE dĂĄ mais dois meses para a conclusĂŁo do inquĂŠrito da PC


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ&#x201C; - SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013

Economia

ECONOMIA

13

Alagoas teve incremento de mais de 60% na atração de novos negĂłcios O desempenho positivo do nĂşmero de empregos formais, que variou em 40% entre 2009 e 2011, passando de 359.035 para 497.898, deve-se ao incremento de mais de 60% na atração de novos negĂłcios para o Estado. â&#x20AC;&#x153;Esse nĂşmero pode ser traduzido nas quase 70 novas indĂşstrias, nos 30 empreendimentos comerciais de grande porte e 25 novos hotĂŠis instalados em Alagoas nos Ăşltimos cinco anosâ&#x20AC;?, disse o secretĂĄrio de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento EconĂ´mico, Luiz Otavio Gomes. Os ganhos de rendimento relacionados a avanços em educação tambĂŠm contribuem para explicar o resultado satisfatĂłrio obtido pelo indicador, pois, ao mesmo tempo em que o nĂşmero de pessoas alfabetizadas cresceu em 6,5%, o Ă­ndice de analfabetismo reduziu em 11,5%.

Estado Ê 2o do NE em distribuição de renda

Dados foram apresentados durante reuniĂŁo de monitoramento do Alagoas Tem Pressa na Secretaria de Planejamento

A

lagoas ĂŠ o segundo Estado do Nordeste e o 13o do ranking nacional em distribuição de renda na economia. Os dados foram concluĂ­dos apĂłs D YHULĂ&#x20AC;FDomR GRV LQGLFDGRres apresentados na 11ÂŞ ReuniĂŁo de Monitoramento EstratĂŠgico do programa Alagoas Tem Pressa, realizada ontem, na Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento EconĂ´mico (Seplande), entre o governador Teotonio Vilela Filho e secretĂĄrios estaduais. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto de Estudos de Trabalho e Sociedade (IETS), o indicador concentração de renda no Estado de Alagoas passou de 0,57 para 0,52, entre os anos de 2009 e 2011. O nĂşmero alcançado supera a meta para 2014, que era de 0,54. A equipe de monitores do Alagoas Tem Pressa ĂŠ a responsĂĄvel por acompanhar os 115 indicadores de governo,

setoriais e de projetos, distribuĂ­dos entre as seis ĂĄreas de resultados do programa. O indicador concentração de renda ĂŠ de governo, pois o seu resultado depende de açþes de todas as secretaULDV H VHX r[LWR UHĂ HWH QD ĂĄrea de resultado Erradicação da Pobreza Extrema, Redução da Pobreza e da Desigualdade. Segundo eles, o Estado apresentou a quarta maior queda no âmbito nacional, Ă&#x20AC;FDQGR DWUiV DSHQDV GRV estados do Acre, ParaĂ­ba e PiauĂ­. Em dois anos, Alagoas subiu 14 degraus no ranking nacional, pois em 2009 sua posição era a 27ÂŞ. â&#x20AC;&#x153;Esse resultado demonstra que a população alagoana, nos Ăşltimos anos, tem tido mais acesso Ă renda direcionada, seja nas transferĂŞncias governamentais e programas assistenciais, como tambĂŠm pela geração de receita ocorrida com a inclusĂŁo SURGXWLYDÂľDĂ&#x20AC;UPRX o governador Teotonio ViDados sobre distribuição de renda foram repassados em reuniĂŁo do programa Alagoas Tem Pressa lela Filho.

CONVĂ&#x160;NIO

'HVHQYROYHH%1%EHQHĂ&#x20AC;FLDUmRSHTXHQRVQHJyFLRV Fortalecer os pequenos negĂłcios no interior de Alagoas serĂĄ um dos objetivos GRFRQYrQLRDVHUĂ&#x20AC;UPDGRHQtre a Desenvolve â&#x20AC;&#x201C; AgĂŞncia de Fomento de Alagoas e o Banco do Nordeste Brasileiro (BNB). Uma reuniĂŁo entre as duas instituição foi realizada, na quarta-feira (20), para analisar os possĂ­veis projetos TXH VHUmR EHQHĂ&#x20AC;FLDGRV SHOD

parceria. Durante o encontro, foram discutidos assuntos e projetos para que sejam encontrados pontos de convergência entre as duas instituiçþes. Entre os temas avaliados, foi concluído que, uma das primeiras açþes da parceria serå voltada para atender os produtores da região do canal do sertão. Segundo o diretor-presi-

dente da Desenvolve, Antonio Carlos Quintiliano, esta parceria ĂŠ fruto de um desejo do governador Teotonio Vilela )LOKR TXH YLVD EHQHĂ&#x20AC;FLDU WRdos os pequenos negĂłcios no entorno da maior obra hĂ­drica do estado. â&#x20AC;&#x153;A ideia ĂŠ fortalecer a economia local, que jĂĄ estĂĄ VHQGREHQHĂ&#x20AC;FLDGDFRPDiJXD do canal, visando Ă geração de emprego e renda e diminuin-

do o ĂŞxodo rural no SertĂŁoâ&#x20AC;?, explicou. Para o superintendente do BNB em Alagoas, AntĂ´nio CĂŠsar de Santana, o objetivo ĂŠ ir alĂŠm das açþes voltadas para o sertĂŁo, unir os projetos das duas instituiçþes e fortalecer os pequenos negĂłcios em todas as regiĂľes do estado. â&#x20AC;&#x153;A Desenvolve tem uma forma de atuação muito semelhante

ao do BNB, entĂŁo precisamos unir forças em prol do desenvolvimento econĂ´mico e social de Alagoasâ&#x20AC;?, enfatizou. Durante o encontro, alĂŠm de estudar uma metodologia para açþes voltadas para a regiĂŁo do canal do sertĂŁo, as duas instituiçþes avaliaram os possĂ­veis projetos em andamento que podem ser priorizados com o convĂŞnio.

ESTADO

Crescimento na indĂşstria ĂŠ destaque Os dados presentes na anĂĄlise da Conjuntura EconĂ´mica de Alagoas, referentes ao primeiro semestre de 2012, consolidam a tendĂŞncia de crescimento da ecoQRPLD GR (VWDGR Mi YHULĂ&#x20AC;FDGD nos Ăşltimos dois anos. De acordo com a pesquisa, os setores IndĂşstria, ComĂŠrcio Varejista e Turismo foram os principais eixos responsĂĄveis pelo alavanque da economia do Estado. Essa percepção ĂŠ baseada nos nĂşmeros divulgados, ontem (21), pela Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento EconĂ´mico (Seplande). â&#x20AC;&#x153;Ao deter uma superintendĂŞncia voltada para a produção da informação e do conhecimento, passa a ser nosso dever, como pasta de desenvolvimento econĂ´mico, incentivar publicaçþes cada vez mais precisas, que detalhem a situação real do nosVR (VWDGR 9HULĂ&#x20AC;FDU D GLQkPLFD da nossa economia nos auxilia, principalmente, no que se refere ao monitoramento de polĂ­ticas pĂşblicas adotadas para o aprimoramento de determinados VHWRUHVÂľ DĂ&#x20AC;UPD R VHFUHWiULR GR Planejamento e do Desenvolvimento EconĂ´mico, Luiz Otavio Gomes. No setor industrial, os dados foram animadores para Alagoas. A ĂĄrea consolida sua participação positiva na pesquisa, representada ao longo dos Ăşltimos anos, e registra aumento de 17%, contra a queda de 3,8% do Brasil. Os subsetores que se destacaram foram: construção civil, indĂşstria de transformação, e indĂşstria de utilidade PĂşblica.


14

ECONOMIA

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ&#x201C; - SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013

etjornalista@gmail.com

Santana do Ipanema

A

rticulada esta semana pela $VVRFLDomRGRV0XQLFtSLRV Alagoanos (AMA), a Defesa Civil Estadual ministrou um curso de capacitação para os coordenadores municipais da seca. O evento, que começou na quarta (20) e terminou ontem, no auditĂłrio da prefeitura de Santana do Ipanema, reuniu prefeitos, secretĂĄrios e coordenadores municipais de Defesa Civil. O FRRUGHQDGRUGR&RPLWr(VWDGXDO da Seca, prefeito de Belo Monte, Avânio Feitosa, disse que a capacitação foi muito importante, principalmente para os coordenadores recĂŠm-assumidos, porque estĂŁo tomando conhecimento da legislação e vendo na prĂĄtica TXDLVDo}HVGHYHPVHUWRPDGDVQRFDVRHVSHFtĂ&#x20AC;FRGDVHFD

Ostras

Peixes

Na última quarta-feira, ostreicultores e representantes de instituiçþes ligadas direta ou indiretamente ao cultivo de ostras em Alagoas estiveram reunidos em Maceió, na sede do Sebrae. Foi apresentado para HOHVXPZRUNVKRSD¿PGHDOLQKDU estratÊgias para a cadeia produtiva no estado. O encontro foi uma oportunidade de apresentaçþes, debates e encaminhamentos, que servirão como base para a construção do plano de ação que visa à melhoria e à sustentabilidade da ostreicultura alagoana.

Pescadores de Coruripe, São Brås, Traipu e Teotônio Vilela IRUDPEHQH¿FLDGRVQDTXDUWD feira (20), pelo governo do Estado, com bóias sinalizadoras para os módulos do programa Alagoas Mais Peixe. A ação faz parte do processo de conclusão de fornecimento de materiais equipados pelo programa. AtÊ agora 11 módulos jå foram EHQH¿FLDGRV$VEyLDVGH sinalização servem para demarcar o local onde os cultivos de pisciculturas estão instalados, e assim evitar que embarcaçþes se aproximem dos tanques-rede.

Rio Largo Por falar em Alagoas Mais Peixe, o NĂşcleo de Piscicultura da Secretaria GD3HVFDGR(VWDGRTXHÂżFDHP5LR/DUJRYHPVRIUHQGRFRPD estiagem. O açude que abastece a estação para produção dos alevinos aos produtores do estado teve uma baixa do volume dâ&#x20AC;&#x2122;ĂĄgua de quase oito metros. De acordo com o superintendente de comercialização, Edson Maruta, essa baixa diminui o oxigĂŞnio da ĂĄgua causando mortalidade dos peixes. â&#x20AC;&#x153;Para sanar o problema, estamos escavando um canal visando o aumento da ĂĄrea de captação dâ&#x20AC;&#x2122;ĂĄguaâ&#x20AC;?, revelou.

Garantia Safra

Garantia Safra - Dica

Alagoas jå atingiu a meta de 30 mil inscritos no Programa Garantia Safra para o ano agrícola 2012-2013. Com isso, os agricultores precisam apenas pagar uma taxa de R$ 9,50 para fazer a adesão. Em caso de perda da plantação provocada por seca ou chuva, eles recebem um seguro no valor de R$ 760. Por determinação do MinistÊrio do Desenvolvimento Agrårio, as inscriçþes foram prorrogadas do último dia 17 atÊ a próxima quinta-feira (28).

Para se inscrever, os agricultores devem procurar os escritórios locais e regionais da Emater/ Seagri. Todo agricultor que possui a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) e que esteja na årea de atuação do programa pode se inscrever. O programa abrange as regiþes Agreste, %DFLD/HLWHLUD0pGLRH$OWR Sertão e cobre as culturas de feijão, milho, arroz, algodão e mandioca.

Pilar Clima de revolta ontem na ChĂŁ do Pilar. Ă&#x2030; que a população enfrenta o drama da falta dâ&#x20AC;&#x2122;ĂĄgua nas torneiras nesses Ăşltimos trĂŞs dias. SĂŁo mais de trĂŞs mil moradores. Ă&#x2030; que a Eletrobras cortou seu fornecimento de energia na casa das bombas que tocam a ĂĄgua, por conta de acĂşmulo de dĂŠbitos do ano passado â&#x20AC;&#x153;As parcelas referentes aos meses de MDQHLURHIHYHUHLURGHVWHDQRIRUDPKRQUDGDVSRUWDQWRWRGDGLÂżFXOGDGH enfrentada pela falta de ĂĄgua se deve exclusivamente aos gestores da administração anteriorâ&#x20AC;?, disse o atual diretor da Caepil, AndrĂŠ Bastos. O dĂŠbito ĂŠ de mais de R$ 200 mil e foram parcelados em 18 meses, com prestaçþes de quase R$ 13 mil.

Branquinha

Delmiro

A comunidade Zumbi dos Palmares, localizada no municĂ­pio de Branquinha, lançarĂĄ na prĂłxima quinta-feira (28) a primeira Organização de Controle Social do Estado de Alagoas â&#x20AC;&#x201C; OCS, modalidade que encaixa os produtores de verduras e frutas na qualidade de produção orgânica. A partir dessa organização, os produtores poderĂŁo vender diretamente para os FRQVXPLGRUHVSURGXWRVFHUWLÂżFDGRV com o aval do MinistĂŠrio da Agricultura, PecuĂĄria e Abastecimento (Mapa).

Na madrugada de ontem, marginais deitaram e rolaram na escola EudĂłcia Vanderley, que SHUWHQFHDRPXQLFtSLRHTXHÂżFD na cidade. O bando arrebentou tudo quanto foi de porta e, de propĂłsito, jogaram todo o estoque da merenda escolar. Portas destruĂ­das e salas invadidas, com desperdĂ­cio de merenda escolar. Antes de ir embora, os bandidos ainda tiveram a ousadia de fritar ovos e galinha para comer.

Delmiro - Medo O vigilante, que só viu quando a bagaceira estava feita, chegou a acionar a Polícia Militar. Disse que chegou a ver os bandidos, mas, com medo e desarmado, preferiu não abordå-los, esperando que ambos deixassem o prÊdio. A direção da escola, que manteve o dia normal de aula ontem, informou que os ladrþes levaram apenas um notebook.

Vale do MundaĂş A situação da seca vem se alastrando por completo em Alagoas. Cidades TXHÂżFDPjVPDUJHQVGRULR0XQGD~FRPHoDPDVHQWLURGUDPDGHVVH IHQ{PHQRYHQGRRULRHVHXVDĂ&#x20AC;XHQWHVDJRQL]DUHPSRUIDOWDGÂśiJXD Agricultores e pecuaristas reclamam em meio ao tempo, forçados atĂŠ a aumentar os valores de seus produtos no mercado da regiĂŁo. Em Santana do MundaĂş, por exemplo, o reservatĂłrio de ĂĄgua que abastece a cidade, baixou de forma impressionante. O alerta dos gestores pĂşblicos, agora, enquanto nĂŁo chegar ĂĄgua do cĂŠu, ĂŠ racionar o mĂĄximo possĂ­vel o produto nas torneiras.

Porto de MaceiĂł serĂĄ privatizado ainda este ano

Investimento deve chegar a R$ 1 bilhĂŁo numa ĂĄrea de 60 mil metros quadrados ANA PAULA OMENA REPĂ&#x201C;RTER

O

Porto de MaceiĂł estĂĄ na lista dos que passarĂŁo por arrendamento na regiĂŁo do Nordeste, no prĂłximo dia 6 de junho e no dia 14 de fevereiro de 2014, por meio de licitação pĂşblica. O investimento deve chegar a cerca de 1 bilhĂŁo de dĂłlares na capital alagoana, numa ĂĄrea de 60 mil metros quadrados. Conforme a presidente Dilma Rousseff, o objetivo da Medida ProvisĂłria (MP) ĂŠ conseguir a â&#x20AC;&#x153;maior HĂ&#x20AC;FLrQFLD SRVVtYHO FRP maior movimentação de carJDHPHQRUWDULIDSRVVtYHOÂľ $ SUHVLGHQWH 'LOPD DĂ&#x20AC;Umou que R$ 54,2 bilhĂľes serĂŁo obtidos a partir de investimentos pĂşblicos e tambĂŠm privados para todo o setor SRUWXiULR GR SDtV  2 SDFRWH SRUWXiULR DQXQFLDGR QR Ă&#x20AC;nal do ano passado se soma a outras medidas jĂĄ tomadas pelo governo desde o começo do ano para impulsionar a economia brasileira. Para o economista e professor da Escola de NegĂłcios Trevisan, Alcides Leite, a medida ĂŠ muito boa, mesmo DLQGD UHSOHWD GH LQGHĂ&#x20AC;QLo}HV (OH Yr R LQYHVWLPHQWR de forma positiva, pois traz

Privatização GHiUHDSRUWXiULDEXVFDPDLRUH¿FLrQFLDHPHQRUWDULIDGHIHQGHDSUHVLGHQWH'LOPD5RXVVHII

investidores, o que acaba aquecendo a economia, com a ampliação e modernização dos portos brasileiros. â&#x20AC;&#x153;Ainda nĂŁo hĂĄ uma deĂ&#x20AC;QLomR SRUTXH R &RQJUHVVR Nacional estĂĄ apreciando a Medida ProvisĂłria. No Porto de MaceiĂł, por exemplo, apesar de nĂŁo conhecer, sabemos que hĂĄ muito tempo que nĂŁo se tem investimenWRÂľSRQGHURXRHVSHFLDOLVWD O administrador substituto do porto, Roberto Leoni,

BRASIL

Portos param 24 horas em protesto à privatização

O presidente do Sindicato dos PortuĂĄrios de Alagoas, Milton Jorge Lima, estĂĄ em BraVtOLD SDUD SUHVVLRQDU R JRYHUQR federal ao diĂĄlogo com os trabalhadores. Segundo ele, em MaceiĂł, cerca de mil trabalhadores, entre estivadores e administrativos, serĂŁo afetados com as mudanças propostas na MP. â&#x20AC;&#x153;As mudanças propostas pelo governo vĂŁo fragilizar as relaçþes de trabalho da categoria e ĂŠ por isso que vamos fazer esta paralisação, com greves geQHUDOL]DGDV QRV SRUWRV GR SDtV no momento em que se inicia o escoamento da safra brasileira

GHJUmRVHGHDo~FDUÂľH[SOLFRX Milton Jorge disse que uma comissĂŁo de trabalhadores do SRUWR IRL IRUPDGD HP %UDVtOLD composta pela Federação Nacional dos PortuĂĄrios, trabalhadores e arrumadores e tambĂŠm estivadores. â&#x20AC;&#x153;A intenção ĂŠ chamar a atenção do governo no sentido de repensar os artigos da Medida ProvisĂłria, sobretudo a de nĂşmero 595, em que o governo WHQWD DXPHQWDU D HĂ&#x20AC;FLrQFLD dos terminais brasileiros, e realizar investimentos pĂşblicos e privados de R$ 54,2 bilhĂľes no VHWRUÂľ

considerou o momento como um marco regulatĂłrio para o setor portuĂĄrio brasileiro, embora ressalte que a MP WHP VLGR SROrPLFD H Mi FROHciona mais de 600 emendas. â&#x20AC;&#x153;A Medida ProvisĂłria acaba revogando a lei 8.630, que diz respeito Ă modernização dos portos. Tem seu lado positivo porque força os portos pĂşblicos a compeWLUHP DLQGD TXH VLJQLĂ&#x20AC;TXH perda de mercado de trabalho dos que jĂĄ fazem parte

do quadro. O governo diz que nĂŁo vai ser assim, mas os trabalhadores do OGMO (Ă&#x201C;rgĂŁo Gestor de MĂŁo de Obra) estĂŁo temerosos em perder o emprego com a inoYDomRÂľ DYLVRX OHPEUDQGR D situação dos trabalhadores do Porto de Santos, que invadiram esta semana um navio de bandeira chinesa, em protesto contra os planos do governo de alterar o modelo de concessĂľes de termiQDLVSRUWXiULRVQRSDtV

OPORTUNIDADE

Senai abre seleção para DSUHQGL]HVFRPGHĂ&#x20AC;FLrQFLD O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) estĂĄ disponibilizando 25 vagas para o curso gratuito de Aprendizagem Industrial de Auxiliar Administrativo para pessoas com GHĂ&#x20AC;FLrQFLD2FXUVRWHPFDUga horĂĄria de 1.884 horas e VHUiGHVHQYROYLGRQRSHUtRGR de 1o abril deste ano atĂŠ 20 de março de 2015, no horĂĄrio das 7h30 Ă s 11h30, no CenWURGH)RUPDomR3URĂ&#x20AC;VVLRQDO Gustavo Paiva (CFP-GP) â&#x20AC;&#x201C; Senai Poço. Os prĂŠ-requisitos sĂŁo: idaGH PtQLPD GH  DQRV H HVcolaridade a partir do 5o ano do ensino fundamental. Os documentos necessĂĄrios para inscrição sĂŁo uma cĂłpia da identidade; certidĂŁo de nascimento; uma foto 3x4 (recente); cĂłpia do comprovante de

UHVLGrQFLD FRPSURYDQWH GH escolaridade; cĂłpia do CPF e da carteira de trabalho. Os interessados devem HQWUHJDUFXUUtFXORHXPODXGRFRPSURYDQGRDGHĂ&#x20AC;FLrQFLD no setor de Recursos Humanos da Casa da IndĂşstria NapoleĂŁo Barbosa â&#x20AC;&#x201C; Avenida Fernandes Lima, 385, Farol, QR SHUtRGR GH  GH IHYHUHLro a 1o de março prĂłximo, em horĂĄrio comercial. Os selecionados vĂŁo preencher a cota de aprendizes no Sesi e no Senai e receberĂŁo uma bolsa de meio saOiULR PtQLPR SRU PrV SDUD uma jornada de quatro horas diĂĄrias, durante dois anos. Vale lembrar que os candidatos devem atender Ă legislação vigente â&#x20AC;&#x201C; Art. 2o, parĂĄgrafo Ăşnico, do Decreto-Lei 5.598/2005.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ&#x201C; - SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013

ESPORTES 15

Torcedores corintianos seguem presos 7RGRVDOHJDPLQRFrQFLDHDÂżUPDPTXHDPRUWHGHWRUFHGRUEROLYLDQRIRLXPDIDWDOLGDGHGHOHJDomRFKHJRXDEDWLGD G1

Torcedores DOHJDPLQRFHQFLDHHVSHUDPMXVWLoDQRFDVRGDPRUWHGRJDURWR.HYLQ'RXJODV GHVWDTXH

O

s 12 torcedores do Corinthians presos apĂłs a morte de um garoto de 14 anos na partida entre San JosĂŠ e TimĂŁo, em Oruro, estĂŁo dividindo uma cela de 12 metros quadrados e apenas um banheiro nos fundos da Fuerza Especial de Lucha Contra el Crimen (Força Especial de Luta Contra o Crime), no centro da cidade boliviana. $SyVDXWRUL]DomRGDĂ&#x20AC;VFDO investigativa Abigail Saba, a imprensa teve acesso ao local e conversou com os corintianos. Foram dois contatos. No primeiro, eles nĂŁo quiseram WLUDUIRWRVHQHPVHLGHQWLĂ&#x20AC;car. Em seguida, na presença do blogueiro do TimĂŁo Ricardo Taves, eles se soltaram e aceitaram, inclusive, ser Ă&#x20AC;OPDGRV Tadeu Macedo Andrade, de 30 anos, foi o porta-voz do grupo. Ele reiterou que nenhum dos detidos atirou o sinalizador. No entanto, nĂŁo

VRXEH LGHQWLĂ&#x20AC;FDU TXHP WHULD sido o autor do disparo que matou o garoto. â&#x20AC;&#x153;Estamos aqui de bodes expiatĂłrios. NĂŁo foi nenhum daqui. Todo mundo sabe, a justiça, a polĂ­cia, que nĂŁo foi a gente (quem atirou o siQDOL]DGRU  1mR VHL DĂ&#x20AC;UPDU quem foiâ&#x20AC;?, disse. Tadeu explicou que o grupo estĂĄ sem alimento e ĂĄgua. AlĂŠm disso, reclama que nĂŁo puderam tomar banho e que estĂŁo se alimentando graças a apoio de amigos. â&#x20AC;&#x153;Falta chuveiro, ĂĄgua, mas estamos bem. Conseguimos um advogado aqui. Falar para nossas famĂ­lias que, cedo ou tarde, vamos sair daqui, porque somos inocentes.â&#x20AC;? Um a um, os corintianos estĂŁo prestando depoimentos a respeito da morte do garoto Kevin Douglas Espada, de 14 anos, atingido por uma cĂĄpsula que, de acordo com a polĂ­cia boliviana, partiu de um sinalizador aceso pela torcida visitante em Oruro. TERRA

SANTOS

Atacante Neymar se vĂŞ rodeado por polĂŞmicas no Peixe e na Seleção â&#x20AC;&#x153;Os Ăşltimos 15 dias de Neymar foram polĂŞmicos. Depois de um inĂ­cio de ano arrasador com o Santos, com sete gols em oito jogos, o craque viu tudo mudar radicalmente. Seu nome passou a ser vinculado a polĂŞmicas. Curiosamente, a espĂŠcie de inferno astral começou logo apĂłs o dia 5 de fevereiro, quando completou 21 anos. Daquela data em diante, o Ăşnico alento na vida de 1H\PDUIRLDRĂ&#x20AC;FLDOL]DomRGR namoro com a atriz Bruna Marquezine, durante o Carnaval. Com exceção disso, o camisa 11 passou por uma espĂŠcie de bombardeio, ini-

ciado apĂłs a derrota do Brasil para a Inglaterra, por 2 a 1, no amistoso em Londres. O responsĂĄvel pelo â&#x20AC;&#x153;pontapĂŠ inicialâ&#x20AC;? foi o meia inglĂŞs Joey Barton, do Olympique de Marselha, da França, ao contestar a qualidade do atleta baseado na mĂĄ atuação no amistoso. De volta ao Peixe e incomodado por atuar no domingo de carnaval, Neymar teve nova â&#x20AC;&#x153;dor de cabeçaâ&#x20AC;?. O atleta atĂŠ fez um gol, mas viu o time perder a invencibilidade na temporada, na derrota por 3 a 1 para o Paulista. O clima de alegria na MarquĂŞs de SapucaĂ­, no Rio

de Janeiro, onde na folga viu R GHVĂ&#x20AC;OH GH %UXQD 0DUTXHzine, nĂŁo chegou a mudar o panorama. Em nova atuação discreta pelo Santos, Neymar se envolveu em confusĂŁo com o lateral-direito Artur, da Ponte Preta, e foi expulso junto com o adversĂĄrio. De quebra, viu a equipe perder novamente por 3 a 1. Em função do cartĂŁo vermelho, o atleta foi denunciado pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-SP) e pode pegar atĂŠ 15 partidas de suspensĂŁo, em julgamento marcado para a prĂłxima segunda-feira (26). TERRA

NeymarHVWiFRPSUREOHPDVH[WUDFDPSRQR6DQWRVHQD6HOHomR

GAUCHĂ&#x192;O

O GrĂŞmio terĂĄ força mĂĄxima no Gre-Nal deste domingo, vĂĄlido pelas quartas GH Ă&#x20AC;QDO GD 7DoD 3LUDWLQL R primeiro turno do Campeonato GaĂşcho? Essa ĂŠ uma pergunta que ainda nĂŁo pode ser respondida, uma vez que o tĂŠcnico Vanderlei Luxemburgo deixou no ar a possibilidade de poupar alguns jogadores. ApĂłs a vitĂłria do GrĂŞmio diante do Fluminense, na noite da Ăşltima quarta, pela segunda rodada do Grupo 8 da Copa Libertadores, Luxa foi indagado sobre o time que enfrentarĂĄ o Inter no CentenĂĄrio, mas ainda aguardarĂĄ a situação clĂ­nica dos seus jogadores. â&#x20AC;&#x153;Para o Gre-Nal nĂłs vamos ver. Temos de recuperar todo mundo, ver como

vamos fazer. Agora nĂłs temos 15 dias para fazer uma intertemporada com a possibilidade de avançarmos e prepararmos a nossa equipe, dar um entrosamento maior, um trabalho mais fĂ­sico, tĂŠcnico e tĂĄtico. Vamos ver como vamos fazerâ&#x20AC;?, destacou. O atacante Barcos, que jĂĄ retornou a Buenos Aires para o enterro do seu cunhado, estarĂĄ de volta a Porto Alegre nesta sexta e pode ser um dos poupados por Luxa. O que pode favorecer o GrĂŞmio ĂŠ o fato de o time nĂŁo atuar pela Libertadores no meio da prĂłxima semana. O GrĂŞmio, sem Barcos, chegou em Porto Alegre para as 16h30 (de BrasĂ­lia) de ontem, no Aeroporto Salgado Filho. UOL

PAULISTĂ&#x192;O

Osasco anuncia reforço do veterano Dodô, que farå dupla com Viola O Grêmio Osasco, equipe da cidade localizada na grande São Paulo, anunciou a contratação do veterano atacante Dodô, ex-Botafogo, Fluminense, Vasco e diversos outros clubes. Dodô, de 38 anos, tomou cafÊ da manhã com o amigo Vampeta, que Ê dirigente do clube, e assinou contrato. Na equipe de Osasco, ele deve formar dupla de ataque com outro

veterano, Viola, um dos destaques da equipe. Conhecido como â&#x20AC;&#x153;o artilheiro dos gols bonitosâ&#x20AC;?, DodĂ´ chega a um time que vive Ăłtima fase: com 20 pontos, o GrĂŞmio ĂŠ o lĂ­der da SĂŠrie A2 do Campeonato Paulista e segue como um dos favoritos para conseguir o acesso ao PaulistĂŁo. Comandado por Baltermar Brito, ex-auxiliar do

português JosÊ Mourinho, do Real Madrid, o clube ainda conta com outros dois veteranos famosos no elenco, alÊm de Viola: o goleiro Yamada e o lateral �ndio, ambos ex-Corinthians. Após anunciar mais uma contratação bombåstica, o Osasco agora volta a campo no próximo domingo, quando enfrenta o São JosÊ.

RIO 2016

COI reduz cobranças em visita ao Rio

GrĂŞmio pode encarar Inter com time misto no Gre-Nal

Eduardo Vargas e Barcos Âż]HUDPRVJROVGR*UrPLRFRQWUDR)OXPLQHQVHHVWDVHPDQDQR(QJHQKmR

â&#x20AC;&#x153;Chegamos ao estĂĄdio cerca de meia hora antes do MRJR Ă&#x20AC;]HPRV QRVVD IHVWD H estĂĄvamos na batucada [com a bateria]. Foi um acidente, logo depois do gol do Corinthians. Levantamos o bandeirĂŁo e aquilo disparouâ&#x20AC;?, relatou. â&#x20AC;&#x153;Fomos escolhidos aleatoriamente pela polĂ­ciaâ&#x20AC;?, completou outro preso. O grupo estĂĄ apreensivo com possĂ­veis retaliaçþes de torcedores bolivianos. Durante a manhĂŁ, porĂŠm, o clima foi de tranquilidade â&#x20AC;&#x201C; na medida do possĂ­vel â&#x20AC;&#x201C; na sede da delegacia. Com proteção policial, o Corinthians deixou a cidade de Oruro, Ă s 8h20 no horĂĄrio boliviano (9h20 de BrasĂ­lia), num voo fretado. O aviĂŁo ainda fez uma parada em Santa Cruz de La Sierra para abastecimento, antes de rumar para SĂŁo Paulo. A delegação do TimĂŁo chegou ao Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, Ă s 14h20.

Vampeta HQWUHJDDFDPLVDGR*UrPLR2VDVFRDRDWDFDQWH'RG{

A ComissĂŁo de Coordenação do COI (ComitĂŞ OlĂ­mpico Internacional) para os Jogos de 2016 reduziu as cobranças sobre os organizadores da OlimpĂ­ada do Rio em sua Ăşltima visita Ă cidade. ApĂłs falar em â&#x20AC;&#x153;prazos apertadosâ&#x20AC;? e pedir agilidade em junho de 2012, membros do comitĂŞ parabenizaram os brasileiros envolvidos com a Rio-2016 pelos avanços na preparação dos jogos e disseram: nĂŁo hĂĄ atrasos. A avaliação de que tudo tem andado no Rio conforme o cronograma do COI foi feita pelo diretor executivo de Jogos OlĂ­mpicos do ĂłrgĂŁo, *LOEHUW )HOOL QR Ă&#x20AC;P GD YLVLta do comitĂŞ Ă  cidade-sede da prĂłxima OlimpĂ­ada. Perguntado sobre a preparação da FDSLWDOĂ XPLQHQVH)HOOLXVRX as declaraçþes do presidente do COI, Jacques Rogge, que hĂĄ uma semana se negou a fazer crĂ­ticas ao andamento das obras no Rio. â&#x20AC;&#x153;Como disse o presidente, nĂŁo hĂĄ nenhum cartĂŁo amarelo ou vermelho a dar ao Rio. NĂłs sabemos o que HVWiVHQGRIHLWRDTXLÂľDĂ&#x20AC;UPRX Felli. â&#x20AC;&#x153;NĂŁo hĂĄ atrasos.â&#x20AC;? Felli demonstrou certa preocupação com a falta de vagas em hotĂŠis do Rio para a OlimpĂ­ada. No entanto, lembrou que a cidade tem projetos para a ĂĄrea e, atĂŠ junho, deverĂĄ comprovar ao COI como farĂĄ para abrigar atletas, imprensa e turistas que virĂŁo em 2016. Apesar de tudo estar sob controle, o diretor do COI pediu que as obras das arenas para a OlimpĂ­ada sejam iniciadas rapidamente. Segundo ele, essa ĂŠ uma forma de dar uma satisfação Ă  população sobre o andamento dos preparativos. â&#x20AC;&#x153;O começo da construção ĂŠ chave. Enquanto vocĂŞ nĂŁo vĂŞ os buracos para as obras, a mĂ­dia e as pessoas sempre perguntamâ&#x20AC;?, disse Felli. â&#x20AC;&#x153;Aqui, as obras ainda nĂŁo começaram, mas nĂłs jĂĄ recebemos todas as garantias de que estarĂŁo prontas.â&#x20AC;? A chefe da ComissĂŁo de Coordenação do COI para os Jogos de 2016, Nawal El MouWDZDNHO UDWLĂ&#x20AC;FRX R GLVFXUVR de Felli. Ela havia cobrado os organizadores da OlimpĂ­ada mais veementemente no ano passado. Neste ano, porĂŠm, pareceu estar mais otimista. â&#x20AC;&#x153;Vamos deixar o Rio muito satisfeitosâ&#x20AC;?, disse ela. â&#x20AC;&#x153;O tempo ĂŠ essencial, mas temos conĂ&#x20AC;DQoDGHTXHR5LRHR%UDVLO vĂŁo entregar tudo a tempo.â&#x20AC;?


16

ESPORTES

MACEIĂ&#x201C; - SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013

Esportes

TRIBUNAINDEPENDENTE

Aluno da Margarez Lacet participa do Acampamento Nacional de Handebol Trabalhar o presente para construir o futuro. Essa Ê a ideia do Acampamento Nacional de Desenvolvimento e Melhoria TÊcnica, organizado pela Confederação Brasileira de Handebol (CBHb), que reúne de hoje atÊ 2 de março, atletas da categoria juvenil de todo o Brasil selecionados para participarem de treinamentos no Sesi, em Blumenau (SC). De Alagoas foi selecionado o aluno-atleta Anderson Roberto, da Escola Estadual Professora, Margarez Lacet. Os atletas foram selecionados com ajuda das Federaçþes Estaduais que indicaram aqueles que apresentaram um melhor desempenho durante a temporada. O objetivo Ê passar o conhecimento de uma forma padronizada, para que eles possam transmitir os ensinamentos em seus Estados.

Corinthians empata com CSA no NelsĂŁo AzulĂŁo vencia o jogo atĂŠ os 49 minutos do segundo tempo quando, de pĂŞnalti, o Tricolor da Via Expressa fez o gol

P

oderia ter sido uma tarde de muita alegria para o torcedor azulino. Em briga direta no G-4 do Campeonato Alagoano, Corinthians Alagoano H &6$ Ă&#x20AC;FDUDP QR HPSDWH por 1x1, na tarde de ontem, QR (VWiGLR 1HOVRQ 3HL[Rto FeijĂł, pela 11ÂŞ rodada. O jogo foi marcado tambĂŠm pela confusĂŁo do jovem atacante RobĂŠrio, autor do gol azulino, com a torcida QDV DUTXLEDQFDGDV 4XDQGR balançou as redes, RobĂŠrio foi para galera fazer gestos de ofensa, e com isso foi hostilizados pelos torcedores. O JOGO 1R SULPHLUR WHPSR D partida começou bem dispuWDGD H DV GXDV HTXLSHV FRQseguiam tocar bem a bola, MiTXHRJUDPDGRHVWDYDHP Ăłtimas condiçþes. Mesmo assim, o jogo tinha poucos lances de gol, pois as duas defesas estavam bem fechadas HRVDWDTXHVPHLRWUDYDGRV O tempo foi passando e o CSA e o Corinthians começaram a se soltar mais, porĂŠm, nĂŁo davam trabalho

aos goleiros. Sem pretensĂŁo HSRGHUGHDWDTXHRVGRLVWLmes praticamente nĂŁo criaram boas jogadas e merecidamente o primeiro tempo acabou sem gols. 1RVHJXQGRWHPSRR&6$ voltou com mais vontade e foi para cima. Muito diferente da etapa inicial, a partida voltou bem melhor e as duas HTXLSHV GHFLGLUDP GH YH] tentar mexer no placar. O FRQIURQWR VHJXLX HTXLOLEUDdo e bastante movimentado, FRPIUHTXHQWHVFKXWHVDJRO SRU SDUWH GDV GXDV HTXLSHV ApĂłs cruzamento na ĂĄrea, aos 26 minutos, a zaga do Corinthians cabeceou para cima, ajeitando para RobĂŠULR TXH GHX XPD PHLD ELFLcleta e acertou o ângulo de Juninho, abrindo o placar para o AzulĂŁo. 2 MRJR FRQWLQXRX TXHQWH e com os dois times assusWDQGR 1RV PLQXWRV Ă&#x20AC;QDLV o time marujo administrava RUHVXOWDGRVyTXHRWULFRORU teve um pĂŞnalti marcado aos 47 minutos. Leandro derrubou o atacante azulino e o ĂĄrbitro Charles Hebert Ca-

CORTESIA / ITAWI ALBUQUERQUE

valcante Ferreira nĂŁo teve SUREOHPDVQDPDUFDomR1D cobrança, aos 49 minutos, Thiago Potiguar marcou e garantiu o empate. Com o resultado de 1x1, o CSA saiu do G4 e estĂĄ na 5ÂŞ colocação com 15 pontos, mas tem um jogo a menos, pois enfrenta o UniĂŁo no prĂłximo dia 25 pela 9ÂŞ rodada. -i R &RULQWKLDQV TXH EULJD pela liderança, estĂĄ em segundo lugar com 17 pontos. LEĂ&#x192;O NO G-4 Com um Ăşnico gol de Anderson Cabeção aos 25 minutos da etapa inicial, o Sport Atalaia bateu o UniĂŁo HHQWURQRJUXSRGRVTXDWUR PHOKRUHVFODVVLĂ&#x20AC;FDGRVGRHVtadual com 16 pontos. TUDO IGUAL 1R RXWUR MRJR GD URGDGD &RPHUFLDO H 0XULFL Ă&#x20AC;FDUDP no placar de 1x1. Marcou para o time de Viçosa o atacante Roni. Sinval empatou para o Murici. RESULTADOS Sport 1x0 UniĂŁo Corinthians-AL 1x1 CSA Comercial 1x1 Murici CSA e Corinthians Alagoano ÂżFDUDPQRHPSDWHGH[RQWHPjWDUGHQR(VWiGLR1HOVRQ)HLMy CSE x CEO ASCOM CRB

GALO

CRB espera multa para liberar Ednei e ainda negocia com a Caixa Foco da direção regatiana Ê acertar o patrocínio do banco

=DJXHLUR$LUWRQWHPDFRQÂżDQoDGRWpFQLFR$GHPLU)RQVHFDHGHYHVHUWLWXODUFRPDVDtGDGH(GQHL

Mais um jogador deve deixar o CRB: o zagueiro Ednei recebeu uma proposta do AtlĂŠtico-GO e estava arrumando suas malas. Em contato com a diretoria reJDWLDQDIRLFRQĂ&#x20AC;UPDGRTXH houve uma proposta, mas TXHRDWOHWDQmRLULDGHL[DU o clube caso a multa de R$ PLOQmRIRVVHTXLWDGD â&#x20AC;&#x153;SĂł vai sair do clube TXHP SDJDU D PXOWD 1R caso de Ednei, o valor estipulado ĂŠ de R$ 200 mil. Se os interessados no atleta pagarem, nĂŁo podemos segurarâ&#x20AC;?, disse o vice de futebol Ednilton Lins. Se realmente ele sair, o Galo perde o seu 11o jogador

desde o inĂ­cio de janeiro, entre dispensas, emprĂŠstimos H VDtGDV SDUD RXWUDV HTXLpes. O zagueiro Eduardo Ferreira solicitou desligamento antes mesmo de estrear. O lateral-direito FlĂĄvio KakĂĄ, os meias Paulo Victor e Cristiano BrasĂ­lia e o atacante Jeorge foram emprestados ao Murici, CSE, Murici e UniĂŁo, respectivamente. O goleiro Cristiano, o volante Ederson e os atacantes Bryan e Liliu foram dispensados e sem contar com o tĂŠcnico Heriberto da Cunha. JĂĄ o zagueiro RodriJmR IRL SDUD R 1RYR +DPburgo-RS.

PATROCINIO Ednilton Lins disse tamEpP TXH D SULRULGDGH GR clube no momento ĂŠ fechar patrocĂ­nio com a Caixa EconĂ´mica. Com a venda do EstĂĄdio da Pajuçara por R$ 20 PLOK}HV RV GLULJHQWHV TXHUHP TXLWDU DV GtYLGDV H DVsim, viabilizar o acordo com REDQFRTXHGHDFRUGRFRPD direção, vai ser fundamental para os projetos regatianos. ´1R PRPHQWR HVWDPRV direcionando todos os nossos esforços para o patrocĂ­nio. 1mR SRVVR DGLDQWDU PXLWD coisa sobre o assunto, mas estĂĄ bem encaminhado. Estamos muito otimistasâ&#x20AC;?, destacou o dirigente. 7 SEGUNDOS

COPA DO NORDESTE

ASA treina para encarar o CearĂĄ e espera a recuperação de dois atletas R. Dantas e Geovane ainda nĂŁo sabem se vĂŁo jogar no domingo O atacante Rodrigo Dantas e o volante Geovane estĂŁo sendo submetidos Ă ressonância magnĂŠtica para detectar a gravidade de suas lesĂľes. O atacante Rodrigo Dantas, voltou a sentir desconforto muscular durante partida contra o ABC. â&#x20AC;&#x153;Faremos a ressonância no Rodrigo para saber ao cerWRRTXHHOHWHPHVHHOHYDL ter condiçþes fĂ­sicas de jogar a partida do domingoâ&#x20AC;?, disse o mĂŠdico Jean Carlos. JĂĄ o volante Geovane deu entrada no departamento mĂŠdico do ASA depois de senWLU D FR[D HVTXHUGD GXUDQWH treinamento. O ASA vai fazer DSULPHLUDSDUWLGDGDVHPLĂ&#x20AC;QDO GD &RSD GR 1RUGHVWH QR domingo, Ă s 16h, no Coaracy

da Mata Fonseca, em Arapiraca. O jogo da volta acontece no dia 3 de março, no EstĂĄdio CastelĂŁo, em Fortaleza. De acordo com o regulamento, vale nesta fase o critĂŠrio do JRO TXDOLĂ&#x20AC;FDGR IRUD GH FDVD Com isso, a comissĂŁo tĂŠcnica tem conscientizado o grupo TXDQWR D QHFHVVLGDGH GH QmR tomar gol neste jogo de domingo. Ontem, o grupo trabalhou nos dois perĂ­odos. Pela manhĂŁ, esteve no campo da Casal, em Arapiraca, onde aconteceu o chamado treino DOHPmR 1HVWH WLSR GH PRYLmentação, os jogadores de linha sĂŁo divididos em trĂŞs HTXLSHVHSRVLFLRQDGRVGHQWUR de campo. Duas se enfrenWDP H XPD Ă&#x20AC;FD QD HVSHUD $

HTXLSHTXHHVWiDWDFDQGRWHP GHID]HURJROHQTXDQWRDRXtra tem de retomar posse de bola e passar rapidamente do meio. Ă&#x2030; um trabalho intenso na parte tĂŠcnica e tĂĄtica, SRUTXHRVMRJDGRUHVSUHFLVDP atacar, marcar, retomar a posse de bola e nĂŁo sofrer o gol. 1DSDUWHGDWDUGHDFRQWHceu um coletivo na cidade de -XQTXHLUR2WpFQLFR/HDQGUR &DPSRV UHVVDOWRX TXH FRQĂ&#x20AC;D no potencial dos seus jogadoUHV PDV IH] TXHVWmR GH GHVWDFDU TXHR &HDUi p XP WLPH TXH WHP TXDOLGDGHV H SHGLX muita atenção. O comandante lembrou inclusive o Ăşltimo MRJRTXDQGRRWLPHFHDUHQFH surpreendeu o VitĂłria joganASA estĂĄ em ritmo forteGHWUHLQDPHQWRVSDUDHQFDUDUDVVHPLÂżQDLVGD&RSDGR1RUGHVWHFRQWUDR&HDUi do em Salvador.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ&#x201C; - SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013 DIVERSĂ&#x192;O&ARTE

DocumentĂĄrio sobre BeyoncĂŠ ĂŠ visto por 1,8 milhĂŁo de pessoas nos EUA

David Bowie lança aplicativo para que fãs recriem a capa de novo disco

Um documentĂĄrio produzido pelo canal de TV a cabo HBO sobre a cantora BeyoncĂŠ rendeu uma audiĂŞncia de 1,8 milhĂŁo de pessoas nos Estados Unidos. Desde que a consultoria Nielsen revisou o formato de medição da audiĂŞncia da TV norte-americana em 2004, nunca um documentĂĄrio da HBO havia obtido audiĂŞncia tĂŁo grande. â&#x20AC;&#x153;BeyoncĂŠ: Life is But a Dreamâ&#x20AC;? faz uma retrospectiva na carreira da artista, que tambĂŠm GLULJLXRORQJDDRODGRGH(G%XUNH$QWHVGRÂżOPHVREUHDFDQWRUDVRPHQWHRGLLUHWRU Spike Lee havia se aproximado da marca. Com 1,7 milhĂŁo de espectadores em 2006, o documentĂĄrio â&#x20AC;&#x153;When the Levees Broke: A Requiem in Four Actsâ&#x20AC;?.

I

magine quatro crianças em meio a um amontoado de lixo. Dezenas de objetos descartados e uma boa dose de imaginação transformam um fragmento de um lixĂŁo num grande palco onde seres de mundos fantĂĄsticos vĂŞm e vĂŁo. Testemunhas oculares da degradação do meio ambiente, as crianças brincam de salvar o planeta. Elas buscam uma resposta: como proteger a Terra da destruição? As crianças criam uma mĂĄquina do tempo imaginĂĄria para buscar no futuro a mente mais brilhante, o sĂĄbio mais sapiente, o gĂŞnio mais genial para desvendar o grande segredo. As brincadeiras lĂşdicas giram em torno dessa mĂĄquina do tempo imaginĂĄria guiada por um menino que se transforma em Sherlock Gomes (RĂŠgis de Souza), personagem que faz alusĂŁo ao famoso deWHWLYHGDĂ&#x20AC;FomR6KHUORFN+ROPHV Durante as brincadeiras, uma espĂŠcie de portal se abre quando as crianças dizem a palavra mĂĄgica â&#x20AC;&#x2DC;Tchuplinâ&#x20AC;&#x2122;, levando e trazendo personagens de outros mundos. Nas viagens, surgem seres como o Pedro Pan (Daniel Dabasi), o ETvaldo (Alderir Souza) e a cacique Japaratudo Japaracy (Diva Gonçalves). Na primeira tentativa de encontrar um grande sĂĄbio, surge Pedro Pan, um menino que vem da Terra do Nunca, uma ilha de lixo perdida no meio do Oceano Atlântico que era protegida pela criatividade das crianças, mas acabou perdendo forças em decorrĂŞncia da preguiça e do lixo. Junto com Sherlock Gomes, ele tenta encontrar um meio de transformar as pessoas em mensageiros da natureza para proteger o meio ambiente, sobretudo a ĂĄgua, que nĂŁo existe mais de forma limpa em seu mundo. Na segunda tentativa, aparece ETvaldo, um retirante cĂłsmico verde vindo do Planeta Plas. Em ĂŠpocas remotas, o mundo dos â&#x20AC;&#x2DC;plastianosâ&#x20AC;&#x2122; acumulou tanto lixo que todos os habitantes perderam o nariz por causa do mau cheiro. Depois de passar por grandes guerras e acidentes naturais por causa da poluição, os habitantes pensaram tanto em como se livrar dos problemas que as cabeças cresceram. ETvaldo, entĂŁo, revela como os â&#x20AC;&#x2DC;plastianosâ&#x20AC;&#x2122; conseguiram dar a volta por cima. Por Ăşltimo, aparece a cacique Japaratudo Japaracy, uma Ă­ndia JXHUUHLUDGHIHQVRUDGDVĂ RUHVWDV Ela entrega sementes mĂĄgicas falando sobre a importância da preservação das matas. A cacique fecha o ciclo que vai trazer a tĂŁo esperada resposta para o enigma DVHUGHVYHQGDGR$Ă&#x20AC;QDOFRPR salvar da destruição esse pontiQKRD]XOTXHĂ XWXDQRXQLYHUVR" â&#x20AC;&#x2DC;Tchulpinâ&#x20AC;&#x2122; ĂŠ a palavra mĂĄgica que pode responder. PROJETO PREMIADO Com texto original de Adriana Manolio e Paulo Deptuesqui, â&#x20AC;&#x2DC;Tchuplin: o mistĂŠrio para salvar o ponto azulâ&#x20AC;&#x2122; tem trilha sonora original feita pelo cantor Wado,

O mĂşsico David Bowie, recĂŠm-saĂ­do de um hiato de dez anos sem lançar discos inĂŠditos, lançou um aplicativo para permitir que os fĂŁs utilizem fotos do Facebook e recriem a imagem da capa de seu novo ĂĄlbum. O disco, batizado de â&#x20AC;&#x153;The Next Dayâ&#x20AC;?, ĂŠ o 24Âş da carreira de Bowie. A capa remete ao disco â&#x20AC;&#x153;â&#x20AC;&#x2122;Heroesâ&#x20AC;&#x2122;â&#x20AC;?, do prĂłprio Bowie, de 1977. As imagens sĂŁo iguais, mas, na capa de â&#x20AC;&#x153;The Next Dayâ&#x20AC;?, hĂĄ um quadrado branco que cobre o rosto do mĂşsico. Para produzir uma capa semelhante, basta fazer login na conta do Facebook, e o aplicativo acessa DXWRPDWLFDPHQWHDVIRWRVGHSHUÂżO

PARA SALVAR O MUNDO

EspetĂĄculo infantil da Cia. NĂŞga FulĂ´ estreia hoje, em MaceiĂł, usando viagens no tempo como pano de fundo para a mensagem â&#x20AC;&#x2DC;Salve o planeta Terraâ&#x20AC;&#x2122;

1

premiado pelo Video Music Brasil 2012, o VMB. O espetĂĄculo ĂŠ embalado por cançþes envolventes acompanhadas por batidas eletrĂ´nicas que se misturam ao rock com letras profundas sobre FRQVXPLVPRSUHVHUYDomRĂ&#x20AC;QLWR LQĂ&#x20AC;QLWRDPL]DGHEULQFDGHLUDV Ă RUHVWDViJXDOL[RHDPRU Divertido, tocante e encantador, â&#x20AC;&#x2DC;Tchuplinâ&#x20AC;&#x2122; inova ao trabalhar com animaçþes projetadas por todo o palco levando o espectador a embarcar no universo lĂşdico FRPRVHĂ&#x20AC;]HVVHSDUWHGDVYLDJHQV dos â&#x20AC;&#x2DC;atores-criançasâ&#x20AC;&#x2122;. Eris Maximiano assina a direção de arte. A montagem da Companhia NĂŞga FulĂ´ jĂĄ ĂŠ considerada uma das mais aguardadas no segmento infantil do Nordeste, pois foi contemplada pelo PrĂŞmio Miryam Muniz de Teatro 2011, da Fundação Nacional da Arte, do MinistĂŠ-

rio da Cultura. O projeto venceu dentre centenas de concorrentes de todo o Brasil. PROCESSO CRIATIVO INTENSO E DIFĂ?CIL Os atores sĂŁo unânimes em dizer que o processo criativo de â&#x20AC;&#x2DC;Tchuplinâ&#x20AC;&#x2122; foi intenso e difĂ­cil, mas tambĂŠm motivador por causa da relevância do tema. â&#x20AC;&#x153;EspetĂĄculo infantil ĂŠ minha paixĂŁo. Sinto-me privilegiada por esse trabalho ter parado nas minhas mĂŁos, principalmente pelo momento de maturidade pelo qual estou passando. Ă&#x2030; um processo difĂ­cil dar vida a uma criança quando jĂĄ somos adultos. â&#x20AC;&#x2DC;Tchuplinâ&#x20AC;&#x2122; ĂŠ um trabalho totalmente diferente dos que eu jĂĄ vivenciei. Saber que estamos trabalhando nossa consciĂŞncia, exercendo nosso papel como seres humanos e repassar isso para uma geração ĂŠ instigante, motiva-

dorâ&#x20AC;?, disse a atriz Diva Gonçalves, que encarna uma criança que brinca de ser uma cacique disposWDDGHIHQGHUDVĂ RUHVWDV O ator Regis de Souza, grande conhecido do pĂşblico alagoano, dessa vez vai incorporar uma criança que por sua vez vai brincar de interpretar o detetive Sherlock Gomes. Para o ator, o espetĂĄculo trata de um assunto que exige muita sensibilidade e atenção. â&#x20AC;&#x153;Quando a gente começa a fazer teatro, acha que vai mudar o mundo. Mas amadurecemos e vemos que nĂŁo ĂŠ bem assim. Vamos contribuir um pouco para essa mudança. Se tocarmos pelo menos um espectador com nossa mensagem, jĂĄ serĂĄ um grande passoâ&#x20AC;?, disse o ator com mais de 20 anos de carreira no teatro. â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; necessĂĄrio que as crianças tambĂŠm tomem essa consciĂŞncia de preservaçãoâ&#x20AC;?, completou. â&#x20AC;&#x2DC;Tchuplinâ&#x20AC;&#x2122; tambĂŠm se tornou QXPGHVDĂ&#x20AC;RSDUDRDWRU$OGHULU Souza. â&#x20AC;&#x153;De todos os trabalhos que HXĂ&#x20AC;]HVVHIRLRPDLVGLItFLO7LYH que desconstruir o que vivenciei em outros processos e retomar com um novo olhar para essa peça. O ETvaldo, embora seja de um planeta fruto da imaginação de uma criança, traz a consciĂŞncia universal de preservação do meio ambiente, do cuidado com o lixo e com as pessoas. AliĂĄs, o cuidado independe de onde somos, o cuidado deve ser praticado onde quer que estejamosâ&#x20AC;?, disse o ator, que interpreta ETvaldo. â&#x20AC;&#x153;Interpretar uma criança inevitavelmente nos faz relembrar o passado e resgatar nossa criança. Fazer isso de forma equilibrada e espontânea nĂŁo ĂŠ nada fĂĄcilâ&#x20AC;?, emendou. 7&+83/,180$0,66ÂŽ2 O diretor-geral do espetĂĄculo, RenĂŠ Guerra, que tambĂŠm assina a dramaturgia, considera o espetĂĄculo uma grande responsabilidade. â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; um processo que me lembra muito a importância do arte educador, do mestre. De quando existia o processo de transformação visto como uma missĂŁo. Ă&#x2030; um sentimento de retorno a esse ofĂ­cio que nĂŁo ĂŠ fĂĄcil. AliĂĄs, ĂŠ muito difĂ­cil fazer um espetĂĄculo direcionado ao pĂşblico infantil, porque ĂŠ necessĂĄrio informação, conteĂşdoâ&#x20AC;?, revelou. Para RenĂŠ Guerra, â&#x20AC;&#x2DC;Tchuplinâ&#x20AC;&#x2122; tem um resultado muito positivo. â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; trabalhar de dentro para fora. Ă&#x2030; algo que reverbera no meu cotidiano. NĂŁo tem como falar sobre ecologia e nĂŁo trazer isso para nosVDYLGDÂľDĂ&#x20AC;UPD O espetĂĄculo, segundo ele, faz crĂ­tica Ă cultura de massa, ao consumismo desenfreado. â&#x20AC;&#x153;NĂŁo adianta falar sobre o lixo sem o lixo. NĂŁo adianta falar sobre cultura de massa e nĂŁo utilizar referĂŞncias GDVRFLHGDGHGHPDVVD8VDPRVRV elementos para fazer uma crĂ­tica a eles prĂłprios. Ă&#x2030; subverter de dentro para fora. NĂŁo adianta criticar a sociedade de massa do lado de foraâ&#x20AC;?, complementa. A intenção, segundo o diretor, ĂŠ fazer um espetĂĄculo encantador que ao mesmo tempo possibilite as crianças a se recriarem. â&#x20AC;&#x153;Para isso, temos que reconhecer a matĂŠria-prima. E por esse motivo utilizamos referĂŞncias de vĂ­deo game, animaçþes, cinema, clow que sĂŁo elementos que fazem parte de uma cultura de massa. Mas com conteĂşdo crĂ­tico, reavaliando esses veĂ­culos de comunicação e nos comprometendo com a formação do outroâ&#x20AC;?, concluiu.

SERVIĂ&#x2021;O Teatro Onde: Centro Cultural Sesi, na Pajuçara. Quando: amanhĂŁ, domingo ( temporada todos os sĂĄbados e domingos atĂŠ o dia 24 de março) hora: sempre Ă s 17h Quanto: R$ 20 (inteira), R4 10 ( meia) mais informaçþes : (82) 9973-9923 e 3336-2898.


2

DIVERSĂ&#x192;O&ARTE

TRIBUNAINDEPENDENTE

0$&(,Ă?6(;7$)(,5$'()(9(5(,52'(

Infantil A Companhia NĂŞga FulĂ´ estreia hoje, Ă s 17h, no Teatro do Sesi, sua mais nova montagem teatral - â&#x20AC;&#x153;Tchuplin: o mistĂŠrio para salvar o ponto azulâ&#x20AC;?. Destinado ao pĂşblico infantil, o espetĂĄculo tem direção de RenĂŠ Guerra e traz no elenco os experientes atores RĂŠgis de Souza, Diva Gonçalves, Alderir Souza e Daniel Dabasi. O projeto foi contemplado pelo PrĂŞmio Myriam Muniz, da Funarte. Para mais informaçþes, o contato ĂŠ o 9973-9923.

CarnaPixel Hoje, das 20h às 6h, a Nav Eventos recebe os foliþes para a ressaca de Carnaval com o CarnaPixel. Durante dez horas de muita agitação, a festa contarå com as brasilidades e o tropiFDOLVPRGD9DSRUFRP'DYLG$QGUDGH e Kakå Marinho no palco e o pop e o WUDVKGD9LVKFRP0DUFVKHHSH'HUL Andrade. Os ingressos custam R$ 20 antecipado e podem ser encontrados QRHVWDQGH9LYD$ODJRDV 0DFHLy6KRpping) e no endereço eventick.com.br/ carnapixel. Na hora, a entrada sai por R$ 30.

Só em maio O espetåculo Conversando com a mamãe, que tem no elenco a atriz Beatriz Segal e o ator Herson Capri, estarå em cartaz nos dias 11, 12 e 13 de maio no palco do Teatro Deodoro. Em Conversando com Mamãe Beatriz Segall interpreta uma senhora de 82 anos. Herson Capri, por sua vez, Ê -DLPHR¿OKRFLQTXHQWmRTXHSRXFR convive com a mãe e só tem notícias dela por telefone. Um encontro deles para resolver uma crise rende momentos divertidos e emociona ao trazer temas como afeto, companheirismo e afastamento. Com sensibilidade, a diretora Susana Garcia supera os clichês do texto. Beatriz Segall confere um tom cômico irresistível à sua personagem. Apoiado por ela, Capri retrata com rigor o constrangimento de um homem fracassado e ao mesmo tempo surpreso com a cumplicidade perdida ao longo da vida. Mais informaçþes em breve.

Raimundos + clĂĄssicos

Samba da Marrom

O show da cantora Alcione, em Maceió, acontece no dia 27 de abril, na Musique, em comemoração aos 40 DQRVGHFDUUHLUDGDFDQWRUDFRQKHFLGDSRUVHXVVDPEDVURPkQWLFRV$DVVHVVRULDSURPHWHXSDUDEUHYHDGLYXOgação dos valores do ingresso e locais de compra.

Recife e MaceiĂł

Com cerca de 40 belas imagens clicadas por Luciana Ourique, entre Recife e 0DFHLySHOROLWRUDOH=RQDGD0DWDD([SRVLomR9LYrQFLDVHVWiHPFDUWD]QR 0XVHXGD,PDJHPHGR6RPGH$ODJRDV 0LVD $PRVWUDHVWiDEHUWDDRS~EOLFR atÊ o dia 26 de fevereiro, de terça a sexta, das 8h às 14h. Mais informaçþes nos telefones 3315-7882 e 3315-7884.

Os Raimundos estĂŁo rodando o Brasil FRPRVKRZ&OiVVLFRVGR9LQLOÂł/DY{Wi novoâ&#x20AC;?. No show eles vĂŁo cantar mĂşsicas do Ultraje, da prĂłpria banda, com clĂĄssiFRVGR5RGD9LYD8PVKRZLPSHUGtYHO MaceiĂł farĂĄ parte dessa grande turnĂŞ, GLDGHPDUoRGHQD9R[5RRP Preço: R$ 35 Pista, R$ 60 Fronts Stage e R$ 80 camarote open bar. Mais inforPDo}HV  0088.

ThÊo Brandão O Museu ThÊo Brandão recebe atÊ 9 de março a Exposição TrofÊus ¹*HRJUD¿D6LPEyOLFDGH=pGR&KDOp$VSHoDVSRGHPVHUYLVWDVGH terça-feira a sexta-feira, das 9h às 17h, e no såbado, das 14h às 17h. Mais informaçþes podem ser obtidas pelo telefone 3221-2651.

FALE CONOSCO - A Agenda Ê um serviço gratuito de orientação ao leitor. Os interessados em divulgar eventos, shows e exposiçþes podem enviar material atravÊs do endereço: tiagenda@hotmail.com

RESUMO DE NOVELAS GLOBO 18h LADO A LADO

Fåtima sobe o morro com ZÊ Maria para assistir a uma roda de capoeira. Celinha e Guerra se casam. Alzira reúne os funcionårios do teatro e revela a todos que Luciano não Ê ¿OKRGH0DQRHO/RXUHLUR/DXUD(GJDUH,VDEHO promovem uma festa surpresa para comemorar o casamento de Celinha e Guerra. Laura pede Edgar em casamento. Fernando entrega o documento que passa as açþes para o nome de Margarida. Isabel suplica a Albertinho que desista de registrar Elias para se aproximar dela.

GLOBO 19h GUERRA DOS SEXOS

Manoela ĂŠ carinhosa com Ciça, e FĂĄbio a observa. Nando fala para Juliana que nĂŁo quer magoar Roberta. Felipe ĂŠ acusado de assediar Carolina. Isadora dispensa Ronaldo e beija Kiko, para provocar ciĂşmes no rapaz. Carolina se ID]GHYtWLPDSDUD1LHWD1DQGRĂ&#x20AC;DJUD9kQLDH Ulisses juntos.Isadora nĂŁo deixa Ronaldo brigar por causa dela. Carolina ouve uma conversa HQWUH&KDUO{5REHUWDH-XOLDQD1HQrH9HUXVND conseguem abrir o bagageiro no aeroporto. Carolina revela a Felipe que sabe como ele pode vencer a aposta contra CharlĂ´.

GLOBO 21h SALVE JORGE

:DOHVNDVHUHYROWDFRP5RVkQJHODSRUFDXVDGH Morena. Berna cobra explicaçþes de MustafĂĄ. Zyah deixa Morena em sua caverna. Drica discute com HelĂ´. Morena conta a MustafĂĄ que estĂĄ grĂĄvida. Ă urea critica Theo por culpar LĂ­via pelo desaparecimento de Morena. Arturo sentese mal. Demir descobre que Zyah e MustafĂĄ HVWmRDMXGDQGR0RUHQD$LVKDÂżFDGHFHSFLRnada com o resultado do exame de DNA. Celso vai com Ă&#x2030;rica pegar Raissa na casa de AntĂ´nia. Raquel reconhece Wanda e se surpreende ao vĂŞ-la falando com Nunes.

RECORDE 21h BALACOBACO

Ă&#x2C6;OYDURDÂżUPDTXH3DXORpRUHVSRQViYHOSHOD PRUWHGH+HORtVD(GXDUGRÂżFDQHUYRVRDRQmR conseguir encontrar seu amigo e Isabel tenta acalmĂĄ-lo. A arquiteta aproveita o momento a sĂłs com Eduardo e confessa estar aliviada com a morte do marido. Na ausĂŞncia de Catarina, LuFDVGHVDEDIDFRP9LFHQWHHVRIUHSRUWHUWHUPLQDQGRGHÂżQLWLYDPHQWHFRP/XL]DPDVJDUDQWH que nĂŁo poderia desistir da sua vingança. Isabel admite para Eduardo que estĂĄ apaixonada por ele e dois se beijam calorosamente.


TRIBUNAINDEPENDENTE

0$&(,Ă?6(;7$)(,5$'()(9(5(,52'( DIVERSĂ&#x192;O&ARTE

3

A novidade

FLĂ VIO RICCOFRODERUDomR-RVp&DUORV1HU\ZZZWZLWWHUFRPĂ&#x20AC;DYLRULFFR

'XUDQWHDVJUDYDo}HVGR³)XWHEROKD´QR3LVFLQmRGH5DPRVR³&DOGHLUmRGR+XFN´UHFRUUHXDRFKDPDGRKHSWRFySWHURSDUDDUHDOL]DomRGHLPDJHQVDpUHDV7UDWDVHGHXPDSHTXHQDDHURQDYHFRPRLWRKpOLFHVHPXPD SODWDIRUPDHXPDFkPHUDGLJLWDODFRSODGD2WHPSRGHYRRGXUDHPPpGLDFHUFDGHPLQXWRV eXPREMHWRVLPSOHVUHODWLYDPHQWHEDUDWRHTXHHVWiVHQGRFDGDYH]PDLVXWLOL]DGRSRUSURJUDPDVGH79

Gugu grava valendo SULPHLURÂś'HVDĂ&#x20AC;R0XVLFDO¡

N

esta sexta-feira, durante toda a tarde, Gugu Liberato (foto Ă dir.) vai gravar o primeiro ´'HVDĂ&#x20AC;R0XVLFDOÂľ²´PDVSRGHPHFKDPDUGH Âś4XDOpD0~VLFD"¡¾TXHLUiDRDULPHGLDWDPHQWH fechando o programa deste prĂłximo domingo, na Record. ConvĂŠm informar que, por simples prudĂŞncia da equipe de produção, os trĂŞs primeiros da sĂŠrie serĂŁo gravados, atĂŠ que exista um melhor entrosamento com toda a parafernĂĄlia eletrĂ´nica, necessĂĄria para a sua realização. O quadro seguirĂĄ o formato original, que nĂŁo ĂŠ aquele dos dubladores do â&#x20AC;&#x153;Programa Silvio Santosâ&#x20AC;?, e contarĂĄ com a participação dos cantores Raphael /HDQGURĂ&#x20AC;QDOLVWDGR~OWLPR´Ă&#x152;GRORVÂľH0LON\ Ă&#x20AC;JXUDEDVWDQWHFRQKHFLGDGDQRLWHGH6mR3DXOR ´'HVDĂ&#x20AC;R0XVLFDOÂľpXPDGDVSULQFLSDLVDSRVWDVGR programa do Gugu para esta temporada, e vai ao encontro dos resultados de uma pesquisa, que apontou que o pĂşblico quer ver, cada vez mais ampliada, a presença do apresentador no palco.

Ordem das coisas

Time fechado

1mRKDYHQGRQHQKXPDDOWHUDomRGH~OWLPD KRUDR6%7GDUiLQtFLRjVJUDYDo}HVGH ³&KLTXLWLWDV´DVXDQRYDQRYHODQDVHJXQGD IHLUDDJRUD 0DVDSHQDVQDWHUoD  VHUmRRVFRQFOXtGRV RVWUDEDOKRVHPHVW~GLRGH³&DUURVVHO´

$GLUHWRUD'HQLVH6DUDFHQLHRDXWRU5LFDUGR/LQKDUHVIHFKDUDPRV ~OWLPRVQRPHVGRHOHQFRGDQRYD YHUVmRGH³6DUDPDQGDLD´QRYD SURGXomRGD*ORERQDIDL[DGDV GDQRLWH )RLGH¿QLGDDJRUDSDUDFRPSOHWDU RTXDGURDSDUWLFLSDomRGH5HQDWD 6RUUDK(ODVHUi/HRFiGLDPmH GH-RmR*LEmRH/XD9LDQDSDSHO YLYLGRQRSDVVDGRSHOD/tGLD&RVWD $VJUDYDo}HVGHYHUmRWHULQtFLRQR GLDoGHDEULO

Silêncio que incomoda 7LDJR6DQWLDJRDXWRUHVWi¿QDOL]DQGRRV WUDEDOKRVGHXPDQRYHODSDUDR6%7QDOLQKD ³SHVVRDVVXSHUSRGHURVDV´DLQGDFRPRSDUWH GRFRPSURPLVVRDVVLQDGRHP eXPWUDEDOKRHPFDStWXORV2JUDQGH SUREOHPDpRVLOrQFLRGR6%7VHWHPLQWHUHVVH HPSURGX]LURXQmR+DYHQGRRLQWHUHVVHVHUi QHFHVViULRUHQRYDURFRQWUDWRGRDXWRU

Merece destaque 2)R[6SRUWVIRLDEVROXWDPHQWHSUHFLVRQR DSyVMRJRGHTXDUWDIHLUDFRPDPSODFREHUWXUDGRODPHQWiYHODFLGHQWHÂąTXHFXOPLQRXFRP DPRUWHGHXPPHQLQRGXUDQWHDUHDOL]DomR GH6DQ-RVpH&RULQWKLDQV )RLFRORFDGRWXGRTXHHUDSUHFLVRVREUHRDVVXQWRLQFOXVLYHRXYLQGRDXWRULGDGHVGLUHWDPHQWHHQYROYLGDV$SUiWLFDGRERPMRUQDOLVPR GHYHVHPSUHVHUORXYDGD

TV TUDO Confraria 1 )RLVROLFLWDGRDR5HFXUVRV+XPDQRVGR6%7TXHVHFRORTXH DSDUWLUGHDJRUDXPDSODFDGH³UHVHUYDGR´QDPHVDUHGRQGD GRUHVWDXUDQWHH[HFXWLYRSDUDTXHDSHQDVRVGLUHWRUHVSRVVDP RFXSDURVVHXVOXJDUHV 1HQKXPRXWURIXQFLRQiULRHVWiPDLVDXWRUL]DGRDLVVR

Confraria 2 ,VWRQRSDVVDGRMiDFRQWHFHXQR6%71LQJXpPSRGLDRFXSDU GHWHUPLQDGROXJDUGHVWLQDGRDRVVHXVGLUHWRUHV6LOYLR6DQWRVR GRQRTXDQGRVRXEHPDQGRXVXPLUFRPDTXHODPHVD 5HVWDVDEHUVHRUHVHUYDGRGHDJRUDWHPDVXDDSURYDomR

Perigo na årea eGLItFLOGL]HUDWpTXDQGRSRGHGXUDURFRQWUDWRGHSDUFHULDGR 5DXO*LOFRPR6%7 (OHSHVVRDOPHQWHQmRIDODQDGD)LQJHGHPRUWRPDVRVHX GHVFRQWHQWDPHQWRFRPRFRPHUFLDOGDFDVDpGRFRQKHFLPHQWR GHWRGRV3DUHFHTXHWHPDOJXpPOiGHQWUROHYDQGRDVpULRGHPDLVDTXHODGR³TXHPSDUWHUHSDUWHHQmROHYDDPHOKRUSDUWHp EXUURRXQmRWHPDUWH´ $FROXQDWHQWRXRXYLU5DXO*LOPDVQmRIRLSRVVtYHO

&¡HVWĂ&#x20AC;QL

Empacado 2ORQJDPHWUDJHP³$V)DQWiVWLFDV$YHQWXUDVGHXP&DSLWmR´ EDVHDGRQROLYUR³2V9HOKRV0DULQKHLURV´GH-RUJH$PDGR SDUFHULD7RWDO)LOPHVH:DUQHUFRQWLQXDQRDJXDUGRGHUHFXUVRV SDUDVXD¿QDOL]DomR)RLURGDGRQRDQRSDVVDGRFRPSDUWLFLSDo}HVGRDWRUSRUWXJXrV-RDTXLPGH$OPHLGDPDLV3DWUtFLD 3LOODU-RVp:LONHU&DUOR%ULDQL6DQGUR5RFKD$QGHUVRQ0XOOHU &DUROLQD&KDOLWDH&OiXGLD5DLD0DVQDGDVHVDEHDLQGDVREUHR VHXODQoDPHQWR

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br IndivĂ­duo poderoso (p. ext.) Poeira Cetro do deus Netuno (Mit.)

Pequeno mĂşsculo ligado ao fĂŞmur

Os amigos que trocam confidĂŞncias

Instrumento rĂşstico de fiar

Recurso sonoro de celulares

O som do "ph" em palavras inglesas

Grupo sanguĂ­neo do doador universal Instituto Militar de Engenharia (sigla) NĂŁo sĂŁo feitos pelo santo de casa (dito) Adulterada (a roleta de cassino)

Š Revistas COQUETEL 2013

Indicadas pelos críti- Cargo de Aldo Rebelo cos (peças teatrais) no Governo Dilma O ditongo como o A lei que garante os de "sabão" (Gram.) direitos das pessoas com idade superior a sessenta anos

Explicação popular para a genialidade

"The (?)", jornal mais lido da GrĂŁBretanha (2012) Newton (sĂ­mbolo) Ă&#x161;nica sede da Copa de 2014 na regiĂŁo Norte (fut.)

Vogal da 3ª conjugação Singular

Tecido de porta-CDs Verbo de ligação

"Nariz", em "rinite" Engodo de pesca

Transpiração Desejo de vingança Com pouca caloria Veste de padres

Principal serviço secreto dos EUA

Estilo artĂ­stico de Rembrandt CalĂşnia Morrer, em inglĂŞs Ă&#x20AC;s (?): amigavelmente Estado natal de Obama (EUA)

Peixe, em inglĂŞs Nome de duas esposas de Henrique VIII

SĂ­mbolo de peso, em FĂ­sica

Cansativo (trabalho) Sentar, em inglĂŞs Carlos Nejar, poeta gaĂşcho

Nosso, em inglĂŞs Formato do esquadro de pedreiro

3 2

0

(

3 , 5 , ) 2 5

7 ( 6 7 1 $ 7 6 8 ( 7 5 2 ' % 2 , 5 ' 2 6 / 2

& 2 , ( $ 6 3 8 2 8 5 7 3 ( 2 '

0 , 8 1 , 8 6 1 7 2 5

www.coquetel.com.br

5 ' ( 1 2 & $ 0 2 6 0 $ ( / , 1 ' , % $ 5 $ ' $ 7 $ , 6 + $ 6 9 & , $ 1 7 ,

NAS BANCAS E LIVRARIAS

54

Solução

1 $

TUDO O QUE A CIĂ&#x160;NCIA SABE SOBRE COMO PROLONGAR A JUVENTUDE

, 1 ) $ 0 , $

BANCO

3/die â&#x20AC;&#x201D; our â&#x20AC;&#x201D; sit â&#x20AC;&#x201D; sun. 4/diet â&#x20AC;&#x201D; fish â&#x20AC;&#x201D; roca. 9/piriforme â&#x20AC;&#x201D; potentado.

Sabor agradĂĄvel ao paladar

Modelo de carro criado por Ford

Presa de leĂľes Formato do sifĂŁo

7 5 ( , 1 7 7 5 $' , 2 , 0 6 9 , & 3 / $ $ * 7 5 ( ' ( / 6

Informação do fôlder de imóveis novos Transporte terrestre ideal para cargas

HORĂ&#x201C;SCOPO

Ă RIES - (21/3 a 19/4) â&#x20AC;&#x201C; O tema ĂŠ FRQÂżDUHPDOJXpPLQWLPRTXHVDEH DGLUHomRDVHJXLUHOHYDUiYRFr DWpRSHUGmReGLDGHFXLGDUHGH SURWHJHUGRDQGRVHPDLV+HUDQoDV HDVVXQWRVLPRELOLiULRVHPGHVWDTXH SRVLWLYR &DUWDGR'LD26ROTXHVLJQLÂżFD 3URWHomRH*HUPLQDomR TOURO â&#x20AC;&#x201C; (20/4 a 20/5) â&#x20AC;&#x201C; Um FHQiULRDVWUDOSRVLWLYRSUDYRFrKRMH &RQWDWRVFHUWRVFRPDVSHVVRDV FHUWDVXPSURMHWRGHIXWXURĂ&#x20AC;XLXP FRQYLWHSUDID]HUSDUWHGHDOJXPHPSUHHQGLPHQWRFROHWLYRLQVSLUDYRFr ([SUHVVHVHPDLVFRPSDUWLOKH &DUWDGR'LD&DYDOHLURGH3DXV TXHVLJQLÂżFDVXUSUHVDjYLVWD GĂ&#x160;MEOS â&#x20AC;&#x201C; (21/5 a 21/6) â&#x20AC;&#x201C; Foco na YLGDSURÂżVVLRQDOHQRVDVVXQWRVGH WUDEDOKRHÂżQDQoDV6HYRFrWHP XPUXPRHVDEHRQGHTXHUFKHJDU WXGRWUDQVFRUUHUiSHUIHLWDPHQWH FRPRPiJLFD&RQÂżHHPVHXYDORUH UHVROYHUiXPSUREOHPDIDPLOLDU &DUWDGR'LDGH2XURVTXHVLJQLÂżFD3UXGrQFLD CĂ&#x201A;NCER Âą D Âą/XDHP VHXVLJQRKRMHHDPDQKmFRQÂżJXUD DTXHOHSHUtRGRPHQVDOTXHSHGH UHFROKLPHQWRHGLVWDQFLDPHQWRGDV FRLVDVPXQGDQDVSUDVHFRQFHQWUDU QRVVHXVDVVXQWRVSDUWLFXODUHV ,QWXLomRSRGHURVD &DUWDGR'LDGH3DXVTXHVLJQLÂżFD5DSLGH] LEĂ&#x192;O Âą D Âą+iYLGD HLQWHOLJrQFLDQDVSHVVRDVTXH IXQFLRQDPQDEDVHGRVHQWLPHQWRH GDHPRomR$SUHQGDFRPHODVKRMH DVDOYDJXDUGDUVXDYLGDSULYDGDSRU H[HPSOR3HUGDVWUDQVIRUPDo}HV PXGDQoDVHPGHVWDTXH &DUWDGR'LDGH(VSDGDVTXH VLJQLÂżFD1RYRV3ODQRV,QWHUIHUrQFLDV 9,5*(0Âą D Âą$VWUDO PDJLFRSUDTXHPHVWLYHUQDPRUDQGRRXHPYLDVGH&HQiULRDVWUDO SURWHJHDTXHOHVTXHVHQWHPDPRU GHYHUGDGHHSDVVDPORQJHGH DERUGDJHQVXWLOLWDULVWDVHLQWHUHVVHLUDV6DERUHLHHIHOLFLWHDYLGD &DUWDGR'LD$7RUUHTXHVLJQLÂżFD &RQYLFo}HV(UUDGDV LIBRAÂą D Âą'HROKRQD VXDSHUIRUPDQFHSURÂżVVLRQDOYRFr GHYHFXLGDUEHPGDVXDUHSXWDomR HGDUDWHQomRDRTXHVHXFKHIH HVSHUDGHVHXSRWHQFLDO2SRUWXQL-

Bate-rebate ¡Depois do Carnaval e ainda em negociação sobre novo contrato, Glenda Kozlowski retorna neste domingo ao â&#x20AC;&#x153;Esporte Espetacularâ&#x20AC;? da Globo. Ă&#x201A;5HFRUGHVWiFRPDHVWUHLDGRÂł*RW 7DOHQW%UDVLO´FRQÂżUPDGDSDUD GHPDUoRXPDWHUoDIHLUD ¡Na semana passada, o programa realizou mais uma audição no Teatro Bourbon, em SĂŁo Paulo. Ă&#x201A;eTXDVHXPUHFRUGHRTXHDFRQWHFHQR%%%1DVPDWpULDVJUDYDGDVRÂłSL´pVHPSUHDFLRQDGR ¡Mas no ao vivo ĂŠ impressionante o nĂşmero de palavrĂľes por minuto. O grupinho ali ĂŠ bem destravado. Ă&#x201A;5RGULJR)DURVHPSUHTXHSHUJXQWDGRDÂżUPDGHVFRQKHFHUR DVVXQWRÂł)D]HQGD&HOHEULGDGH´ QDFRQWUDPmRGRTXHVHDÂżUPDQD 5HFRUG ¡Atualmente de fĂŠrias, ele irĂĄ retomar as gravaçþes de â&#x20AC;&#x153;O Melhor do Brasilâ&#x20AC;? no prĂłximo dia 25. Ă&#x201A;5REHUW5H\SDVVRXDVHPDQDQR %UDVLOSRUFRQWDGRÂł'U+ROO\ZRRG´ ¡Fez, inclusive, externas no Hospital das ClĂ­nicas sobre doaçþes de pele. Ă&#x201A;-iVHGiFRPRFHUWRTXHÂł6DQJXH %RP´VXEVWLWXWDGHÂł*XHUUDGRV 6H[RV´QD*ORERQmRWHUiFHQDV JUDYDGDVIRUDGR%UDVLO

â&#x20AC;&#x153;Dona Xepaâ&#x20AC;?, de Gustavo Reiz, substituta de â&#x20AC;&#x153;Balacobacoâ&#x20AC;?, tambĂŠm terĂĄ um espaço para as animadas festinhas do seu elenco. Os bailes vĂŁo acontecer no Choro da Garoa, com presença frequente de Marcella Muniz e seu par, o cabeleireiro RobĂŠrio, Alexandre Barillari.

$PDQKmQRJLQiVLRGD3RUWXJXHVD HVWiPDUFDGDDDXGLomRGRÂłĂ&#x2039;GRORV .LGV´ $GLUHomRGRSURJUDPDGR:DQGHUOH\9LOOD1RYDWHYHRFXLGDGRGH FRQYRFDUDSHQDVSHVVRDOGRUDPR SDUDVHOHFLRQDUDJDURWDGD3URGXWRUHVDJHQWHVHPSUHViULRVHQÂżP JHQWHOLJDGDjP~VLFD )LFDPRVDVVLP0DVDPDQKmWHP PDLV7FKDX

POSTO 7 GDGHGHH[LELUVHXWDOHQWRDWUDYpV GHXPQRYRWUDEDOKRRXWDUHID KRMH1RDPRUVHMDSHUVLVWHQWHQRV DIHWRVjVXDYROWDQHFHVVLWDPVHQWLU VHJXUDQoDHHVWDELOLGDGH &DUWDGR'LD$-XVWLoDTXHVLJQLÂżFD -XVWLoD ESCORPIĂ&#x192;O â&#x20AC;&#x201C; (23/10 a 21/11) Âą6RO/XDH1HWXQRHPkQJXOR SHUIHLWRSUDYRFrGHVHQYROYHUVXD FRQH[mRHVSLULWXDOPHGLWDUHHQWHQGHUPHOKRURPXQGRHRTXHYRFr YHLRID]HUQHOH9LDJHQVUHODo}HV FRPH[WHULRUSXEOLFDo}HVHP GHVWDTXH1RDPRUWHQWHVHUSHUVLVWHQWHVyFRPIRUoDGHYRQWDGHGDUi DYROWDDRVSUREOHPDV &DUWDGR'LD9DOHWHGH3DXVTXH VLJQLÂżFD$PLJRFRQTXLVWD SAGITĂ RIOÂą D Âą$VWURVHPDomRFRQMXQWDHKDUPRQLRVD DEUHPFDPLQKRSUDGHFLVmRSHUIHLWD TXHYRFrHVSHUDYDVREUHXPDVVXQWRGHRUGHPIDPLOLDUTXHSRGH HQYROYHUKHUDQoDVWHVWDPHQWRVHWF 0HUJXOKRVSURIXQGRV &DUWDGR'LDGH&RSDVTXH VLJQLÂżFD9LWyULD CAPRICĂ&#x201C;RNIO â&#x20AC;&#x201C; (22/12 a 19/1) Âą(VWXGDUXPWHPDTXHRFRPRYH HLQVSLUDSRGHVHUXPFDPLQKRGH OX]SUDYRFrKRMH2DVWUDOWDPEpP IDYRUHFHRVSDSRVKRQHVWRVTXH LQVWLJDPRSHUGmRHDFRPSUHHQVmR &RQYLWHyWLPRSDUDXPDYLDJHPRX SDVVHLR &DUWDGR'LD$0RUWHTXHVLJQLÂżFD 5HQRYDomR AQUĂ RIO Âą D Âą&OLPD DVWUDOSHUIHLWRSUDYRFrDÂżQDUVXD VHQVLELOLGDGHFRPRHVSLULWRGRWHPSR)RFRQRVVHXVWDOHQWRVHFRPR HOHVSRGHPUHQGHUPDLVSURVSHULGDGHHPWRGRVRVQtYHLV&RQYLWH SUDID]HUXPWUDEDOKRLQVSLUDGRU &DUWDGR'LD5HLGH3DXVTXHVLJQLÂżFD)RUoD&RUDJHPH-XVWLoD PEIXESÂą D 'HYHSDUWLU GHYRFrQHVWHPRPHQWRGHOX]SHVVRDOYLEUDQWHDLUUDGLDomRGDDUWHH GDEHOH]D&ULDWLYRSRGHDFHLWDUXP GHVDÂżRTXHYLVHXPDFDXVDKXPDQLWiULDXPLGHDODUWtVWLFR)LOKRVHP GHVWDTXH(FRQRPLFDPHQWHQDVXD YLGDSURÂżVVLRQDOSRGHFRQKHFHUGHVHQYROYLPHQWRVSRVLWLYRVHLQHVSHUDGRVQmRGHL[HTXHDLQVHJXUDQoDR IDoDSHUGHURSRUWXQLGDGHV &DUWDGR'LDĂ&#x2C6;VGH(VSDGDVTXH VLJQLÂżFD6XFHVVR

Projeto abre espaço para diversidade cultural

A

Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), em parceria com o Coletivo Popfuzz, realiza a partir de amanhĂŁ o projeto Posto 7 Cultural, na orla de JatiĂşca. A iniciativa pretende reunir o pĂşblico jovem em torno de atividades culturais como a exibição de documentĂĄrios, entrevistas e clipes; discussĂľes coletivas sobre os temas abordados QRVĂ&#x20AC;OPHVHFULDomRGHXPD

ĂĄrea de exposição e comĂŠrcio de produtos artĂ­sticos culturais criados por eles. O projeto visa a disseminação de novas linguagens artĂ­sticas e o fomento Ă diversidade cultural em um espaço jĂĄ consagrado como ponto de encontro, onde os jovens passam a ter novas motivaçþes para dialogar e ganham espaço para apresentar suas criaçþes. Para a turma do Popfuzz, a palavra mestra do Posto Sete Cultural ĂŠ interação. â&#x20AC;&#x153;Essa movimentação vai

atrair um pĂşblico cada vez maior para interagir dentro das mais diversas perspectivas culturais. Queremos estimular o debate, o senso crĂ­tico e tambĂŠm a economia informal em torno da culturaâ&#x20AC;?, explica CaĂ­que GuimarĂŁes, integrante do Coletivo. Segundo o Diretor de PolĂ­ticas PĂşblicas da FMAC, Marcos Sampaio, o projeto vai coroar o tradicional ponto de encontro de jovens com dias de efervescĂŞncia cultural. â&#x20AC;&#x153;Nossa pretensĂŁo ĂŠ criar postos culturais em outros bairros, incentivando a troca cultural entre essa rapaziada.â&#x20AC;? PARA COMEĂ&#x2021;AR Em sua primeira fase, o Posto 7 Cultural acontece em cinco ediçþes, sempre aos sĂĄbados, no perĂ­odo de 23 de fevereiro a 23 de março, entre as 16h e 22h. Neste sĂĄbado, serĂŁo exibiGRV RV Ă&#x20AC;OPHV Âś'LUW\ 0RQH\¡ de Alexandre Vianna e RiFDUGR.RUDLFKRHÂś5XtGRGDV 0LQDV¡GH)LOLSH6DUWRUHWR JĂĄ a Feira de Artes, Cultura e Lazer reunirĂĄ produtos como CDs, roupas costumizadas, discos (vinil), revistas, bolsas e antiguidades.


4

DIVERSĂ&#x192;O&ARTE

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ&#x201C; - SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013

â&#x20AC;&#x153;Quem olha para fora, sonha; quem olha para dentro, despertaâ&#x20AC;? FOTOS BY CHICO BRANDĂ&#x192;O

A

Cristhyne Cavalcante

mĂŠdica Cristhyne Cavalcante serĂĄ a principal palestrante do 1Âş SimpĂłsio Alagoano do Dia Internacional da Mulher, que acontece no dia 9 de março, no Radisson Hotel, das 14h Ă s 20h. O evento ĂŠ promovido pela KLA MaceiĂł. O tema da palestra serĂĄ Um espetĂĄculo chamado felicidade sexual. Cristhyne Cavalcante possui graduação em Psicologia pelo Cesmac e em Medicina pela Universidade Federal de Alagoas. Especialização em Psicologia ClĂ­nica e Hospitalar pelo Cesmac e em Educação Sexual pela Faculdade de Medicina do ABC Paulista. Mestranda em Educação â&#x20AC;&#x201C; UNICID â&#x20AC;&#x201C; Universidade Cidade SĂŁo Paulo. Ex-professora da Faculdade de CiĂŞncias Humanas â&#x20AC;&#x201C; FCH/ CESMAC, onde lecionava a disciplina de Sexualidade Humana e coordenava a ClĂ­nica Escola. Ă&#x2030; mĂŠdica ginecologista, psicĂłloga clĂ­nica, palestrante, educadora e terapeuta sexual. Escritora, dos livros â&#x20AC;&#x153;Faxina Sexual: Jogando os Entulhos na Lixeiraâ&#x20AC;? e â&#x20AC;&#x153;Guia PrĂĄtico de Terapia Sexualâ&#x20AC;?.

Arquiteta Tatiana Male causando frisson com a sua Empório Empresårio Ferreira Hora, que ao lado da sua Ana domina o mercado de administração de IQA. A loja estå com uma super festa de preços. Destaque condomínios em todo o estado para as lindas almofadas do showroom da maison

Peixes baratos e saudĂĄveis N

Conheça algumas opçþes e economize

o verão, para manter o corpo em forma e saudåvel, o que mais queremos são refeiçþes leves. Para substituir a pesada carne, o peixe Ê uma ótima alternativa, pois alÊm de ter uma digestão melhor, ele oferece muitos benefícios ao organismo. Segundo a American Health Associaton, o ideal Ê comer esse alimento ao menos duas vezes a semana. Mesmo sabendo das propriedades nutritivas, o peixe não faz parte dos cardåpios da grande maioria dos brasileiros, muitas vezes pela falta de costume e pelo custo. Mas muita calma nesta hora, se você pensa que os únicos peixes saudåveis são o salmão, atum, bacalhau e linguado, você estå enganado! Temos uma grande quantidade de escolha, sendo possível aliar qualidade e bom preço.

de doenças cardiovasculares e acidente vascular cerebral (AVC). Nos supermercados vocĂŞ vai encontrar com mais facilidade o peixe com nome de â&#x20AC;&#x153;saintpeterâ&#x20AC;? ou &RQÂżUDDOJXPDVRSo}HVTXHQmRYmR â&#x20AC;&#x153;saintpierreâ&#x20AC;?. pesar tanto no seu bolso e que irĂŁo te PESCADAS oferecer Ăłtimas recompensas: Muito consumida pelos brasileiros SARDINHA pelo seu sabor delicado, pela Fonte de proteĂ­na, cĂĄlcio, fĂłsforo, pouca quantidade de espinhas e seu baixo custo. Podem ser zinco, ferro, ĂĄcidos graxos Ă´mega-3 e vitaminas A e D, todos encontradas algumas espĂŠcies diferentes, como: amarela, perna colaboram com o bom funcionamento do coração, reduzem de moça e branca. o risco de infarto, alĂŠm de diminuir as taxas de triglicĂŠrides e Alguns estudos mostram que seu consumo pode reduzir colesterol total no sangue e auxiliar na prevenção da diabetes e problemas cardiovasculares devido a concentração de Ă´mega-3. osteoporose. Uma boa notĂ­cia: 100 gramas deste alimento tem 107 calorias. TILĂ PIA BADEJO Ă&#x2030; um peixe de carne branca, sabor suave e que pode ser Com pouca gordura e baixo teor de colesterol, este peixe preparada de vĂĄrias formas: assada, grelhada e cozida. Possui proveniente do mar possui maior teor de sĂłdio e iodo. Estes alto valor proteico e baixo teor de gordura, diminuindo o risco minerais sĂŁo essenciais para o bom funcionamento da tireoide,

Valentino

A

A mÊdica Cristhyne Cavalcante serå a palestrante do 1º Simpósio Alagoano do Dia Internacional da Mulher promovido pela KLA Maceió, no dia 9 de março

A

Doce milionĂĄrio

O

Gucci

D

F

oi dada a largada às comemoraçþes do sexagÊsimo aniversårio do lendårio mocassim horsebit loafer da Gucci. Era 1953 quando o sapato fez a sua estreia FRPR¿OKRGH*XFFLR*XFFL$OGR Gucci, que expandiu os negócios da família com a incorporação de calçados - selando o destino deste estilo como o sapato mais emblemåtico da marca de todos os tempos. O loafer horsebit jå viveu muitas vidas desde a sua criação hå 60 anos, conquistando um lugar importante como peça fundamental para homens e mulheres.

O

A

joalherias mais bacanas para ver que os ear cuffs saĂ­ram das passarelas internacionais, como Chanel e Yves Saint Laurent, e prometem ganhar o gosto dos mais fashionistas. Entre as marcas brasileiras que apostam na tendĂŞncia estĂŁo Jack Vartanian, Guerreiro, H. Stern e Silvia Furmanovich.

Lourdinha e Yvettinha Breda, duas empresårias consagradas, comemoram o sucesso da festa de preços da Glam, na Ponta Verde

Animale

Cristo Rei

estaque no segmento educacional do nosso estado, os empresårios Jorge e Gina Cardoso receberam os alunos do ColÊgio Cristo Rei cheios de novidades. Referência quando o assunto são instalaçþes e metodologia pedagógica, o colÊgio tambÊm aposta no esporte como ferramenta educadora. ParabÊns aos amigos, que investem na educação dos nossos jovens.

A

Animale fechou parceria com a marca de móveis planejados Dell Ano e desenvolveu uma estampa de zebra, inspirada em sua coleção verão 2013. Antes, a empresa contou com a colaboração do estilista Reinaldo Lourenço. As grifes estão cada vez no universo da dÊcor.

Palazzo Imperiali

Alecrim

coluna nĂŁo poderia deixar de parabenizar o empresĂĄrio MĂĄrio Marroquim e todos que fazem a Marroquim Engenharia por mais um belo prĂŠdio que a cidade acaba de ganhar. O Palazzo Imperiali, localizado Ă beira-mar na Avenida SĂ­lvio Vianna mudou a trouxe mais glamour o bairro da Ponta Verde. Com projeto arquitetĂ´nico arrojado assinado por Paulo GusmĂŁo e James Passos, o residencial para um empreendimento com a assinatura da Marroquim Engenharia. ParabĂŠns pelo sucesso, amigo!

Perdido na selva

jornal O Globo publicou a notícia de que o ator Harrison Ford, de 70 anos, se perdeu durante passeio na Floresta da Tijuca, no Rio de Janeiro. O eterno Indiana Jones fazia uma trilha após almoçar em um restaurante da região quando se perdeu. Segundo o jornal, um funcionårio do restaurante ajudou a resgatar Ford.

Ear cuffs

ĂĄ virou desejo: Jolhada ĂŠ sĂł dar uma nas

Outono/Inverno

YHUmRHVWiFKHJDQGRDR¿P mas a LINDA Basic vai continuar quente! As coleçþes outono/ inverno2013 jå chegaram à loja, que Ê sinônimo de estilo em Maceió, trazendo as melhores tendências de roupas, sapatos e acessórios, alÊm de novidades exclusivas das marcas: Linda de Morrer, Skazi, Gabriella Pires, Luiza Barcelos, Jorge Bischoff, Lilla Ka, Nem, entre outras. Para mostrar tudo isso, a loja promove uma tarde deliciosa de brigadeiro gourmet, nesta sexta, 22/02, a partir das 15h. Não perca!

mas deve ser consumida com moderação pelas pessoas com pressão alta. MERLUZA Um dos peixes mais consumidos no Brasil, a merluza Ê o terceiro SHL[HPDLVLPSRUWDGRSRUQyV¿FDDWUiVDSHQDVGRVDOPmR e bacalhau. Tem carne branca, textura sensível e de ótima qualidade. Excelente fonte de proteína, 100 gramas do peixe tem 87 calorias. PANGASIUS 3HL[HGHVDERUVXDYHFRUFODUDWH[WXUD¿UPHHSRXFDVHVSLQKDV pode ser utilizado em vårios tipos de preparado, o pangasius, mais conhecido como Panga, Ê importado e possui um ótimo custo-benefício, alÊm da praticidade do peixe congelado, FRPHUFLDOL]DGROLPSRHHP¿OpV Hå um boato que o consumo deste peixe faz mal à saúde, mas ¿TXHPWUDQTXLORVVHJXQGRR0LQLVWpULRGD$JULFXOWXUD3HFXiULD e Abastecimento - MAPA -, que realizou uma sÊrie de anålises QHVWDHVSpFLHFRPRREMHWLYRGHFRQ¿UPDUDDOWDTXDOLGDGHGR produto, o peixe pode ser consumido sem restriçþes.

FOTO BY CHICO BRANDĂ&#x192;O

mulherada vai adorar a coleção Rockstud Naked da Valentino, inteirinha nude. Os sapatos parecem de cristal e as bolsas são transparentes, todas com tachas douradas. Os homens podem aproveitar a coleção para desvendar um dos maiores mistÊrios da humanidade: o quê as mulheres levam na bolsa?

confeitaria Cake, localizada em Chester, no Reino Unido, criou um bolo de casamento estimado em £ 32.4 milhþes (aproximadamente R$ 97 milhþes). O doce criado pelo confeiteiro Tim Roth leva 4.104 pedras de diamantes e serå exibido na primeira edição da National Gay Wedding Show, uma feira de casamento voltada para homossexuais que serå realizada no dia 3 de março, em Liverpool.

Todas as correspondĂŞncias, como convites para esta coluna, e para Elenilson Gomes, deverĂŁo ser enviadas para Av. Sandoval Arroxelas, 840, Edf. Calliate Ap. 204 PV. CEP:57035-230

A

proveite a vida com qualidade e com todos os sabores que ela te oferece. Este ĂŠ o lema do Alecrim Ponta Verde. O restaurante, capitaneado por Zilma, Elaine e Eliane TenĂłrio, ĂŠ um dos mais requisitados da seara e oferece um menu diferenciado, que vai desde o regional ao internacional. AlĂŠm de lanches e cafĂŠs maravilhosos. 8PDH[FHOHQWHGLFDSDUDHVWHÂżPGHVHPDQD

D

EscritĂłrio

ois nomes de destaque da advocacia alagoana, Carlos Mero e Adelmo Cabral retomam as atividades com força total à frente do escritório localizado no Edifício Ocean View. Operadores do Direito dos mais TXDOL¿FDGRVDGXSOD defende com maestria a vasta carteira de clientes. A coluna só pode desejar mais um ano repleto de sucesso aos amigos.

P

LeilĂŁo

ara os fĂŁs de Lady Di: dez vestidos emblemĂĄticos usados pela princesa serĂŁo leiloados no prĂłximo dia 19.03, em Londres. A coleção foi originalmente comprada em uma venda de caridade organizada pela prĂłpria Diana, em agosto de 1997, em Nova York â&#x20AC;&#x201C; pouco antes de sua morte. A estimativa ĂŠ que o leilĂŁo arrecade de ÂŁ 20 mil a ÂŁ 200 mil (ou R$ 60 mil a R$ 600 mil).

Sempre antenada e chique com as coisas boas da vida, Vandinha Coutinho; ela muito querida sempre merecerĂĄ o nosso carinho especial

J

Edição número 1675 22 de fevereiro de 2013  

Edição Digital Jornal Tribuna Independente TribunaHoje.com

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you