Issuu on Google+

DOMINGO MACEIÓ - ALAGOAS 3 DE NOVEMBRO DE 2013 N0 1888 R$ 3,00

TRIBUNA

INDEPENDENTE

EXEMPLAR DO ASSINANTE

tribunahoje.com

ADAILSON CALHEIROS

Moradores barram creches para não perder área de lazer ORÇADOS EM R$ 1,2 MILHÃO CADA E COM RECURSOS GARANTIDOS PELO GOVERNO FEDERAL, OS CENTROS DE EDUCAÇÃO INFANTIL DO PROINFÂNCIA ESTÃO SENDO RECUSADOS EM MACEIÓ. MORADORES DE TRÊS LOCALIDADES NA CAPITAL ALEGAM QUE OS TERRENOS SÃO USADOS COMO ÁREA DE LAZER E QUE AS CRECHES IRIAM ATRAIR ‘MARGINAIS’ ÀS ÁREAS. PÁGINA 9

FOTOS DAVI SALSA

SECOM PMM

FÁTIMA PIRAUÁ

‘ALMAGIS DEIXOU A DESEJAR NA DEFESA DAS PRERROGATIVAS DOS MAGISTRADOS’ A juíza Fátima Pirauá, candidata de oposição à direção da Almajis, atacou a atual administração da entidade. Segundo ela, “há um clamor por uma atenção ao juiz de primeiro grau”, e a direção da entidade “deixou a desejar na defesa das prerrogativas dos magistrados”. PÁGINA 2

DRENAGEM E PAVIMENTAÇÃO

JÁ ESTÁ VALENDO!

VELOCIDADE MÉDIA PARA INTERNET BANDA LARGA AGORA DEVE SER DE 70% Já está valendo a nova norma da Anatel para que operadoras de internet banda larga entreguem aos clientes, no mês, em média 70% da velocidade contratada. No mínimo, o percentual deve ser 30%. Esses índices vão aumentar ano que vem. PÁGINA 12

PREFEITURA FAZ OBRAS EM MAIS DE 50 RUAS EM TRÊS BAIRROS DE MACEIÓ Os serviços de pavimentação e drenagem em 50 ruas do Santa Lúcia, Village Campestre e Graciliano Ramos receberão investimentos de R$ 14 milhões. As obras acabarão com a poeira, no verão, e os alagamentos, no período de chuvas. PÁGINA 10

REPASSE ILEGAL

PARECER DO MPC SERÁ PELA REDUÇÃO DO VALOR DO DUODÉCIMO DA CÂMARA DE VEREADORES

MADRE TORTURADA NA DITADURA TORNA-SE CASO ENIGMÁTICO NA COMISSÃO DA VERDADE A COMISSÃO DA VERDADE DE SÃO PAULO TENTA DESVENDAR UM DOS CASOS DE TORTURA PELA DITADURA MILITAR MAIS ENIGMÁTICOS. TRATA-SE DA PRISÃO, TORTURA E ESTUPRO DA MADRE MAURINA, ACUSADA DE FAZER PARTE DE UM GRUPO DA FORÇA LIBERTADORA NACIONAL. HÁ VERSÕES DE QUE ELA FICOU GRÁVIDA DE UM TORTURADOR E SOFREU ABORTO, SEGUNDO O LIVRO “IMACULADA”, DA JORNALISTA DENISE ASSIS. PÁGINA 18

PÁGINA 3

TEMPO

Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas em áreas isoladas

Mínima

20º

Máxima

30º

MARÉS

03:04 09:17

2.2 15:23 0.1 21:34

2.2 0.1

FINANÇAS

DÓLAR COMERCIAL DÓLAR PARALELO R$ 2,25

R$ 2,25

R$ 2,24 R$ 2,39

OURO: R$ 95,30

POUPANÇA: 0,5850%


TRIBUNAINDEPENDENTE

2 POLÍTICA MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013

Política

A sociedade enxerga o juiz como uma classe distante da sociedade, precisamos ser mais transparentes. Precisamos fazer com que a sociedade diga que juiz ela quer para julgar”. FÁTIMA PIRAUÁ JUÍZA DE DIREITO

‘Por uma Almagis mais acolhedora’

Como presidente da Almagis, Fátima Pirauá quer levar a Associação para mais perto da magistratura alagoana

ESPLANADA LEANDRO MAZZINI - contato@colunaesplanada.com.br

Trabalho lançará crédito para jovem empreendedor

O

Ministério do Trabalho lançará mês que vem uma linha de crédito de até R$ 20 mil para incentivar jovens empreendedores, com seleção de projetos e financiamento pela Caixa, a juro baixo. O micro empresário terá acompanhamento profissional de técnicos do ministério, para cada área. Numa primeira fase, o “Micro Crédito Acompanhado”, segundo o ministro Manoel Dias, vai disponibilizar R$ 50 milhões, também com parceria do BNDES e BB.

O novo jovem Numa pesquisa nacional, o ministério descobriu que 85% dos jovens entrevistados querem abrir seu próprio negócio.

Pré-campanha Circula na internet uma fotomontagem de Aécio Neves com a estátua de Drummond em Copacabana: ‘E então vamos, conversar?’. E o poeta: ‘Não!’.

Que crise? Os Bezerra de Menezes do Ceará ficaram alguns bilhões mais ricos. Venderam 72% do BicBanco para o China Construction Bank, por US$ 740 milhões.

Natal palaciano Tradicionalmente, Lula organiza o Natal com catadores de papel em SP. Desta vez, trata com o Planalto agenda com participação da presidente Dilma, incluindo os sem-teto. O ministro Gilberto Carvalho criou núcleo para acompanhamento em tempo real de movimentos sociais. Turma se reúne duas vezes por semana, e para falar de eleições.

Cerco a Evo Evo Moraes, enfeitiçado pelo poder de um 3º mandato com tutela do seu Judiciário e atropelo da Constituição, entrou na mira da OEA. A Fundação Nova Democracia denunciou na Quinta a manobra do presidente e a Organização visitará a Bolívia.

Fora da curva A Venezuela desbancou propostas brasileiras e a PDVSA pagou US$ 50 milhões (!) para a Lotus contratar o piloto Pastor Maldonado na F1. Felipe Massa e Nico Hulkenberg dançaram na escuderia.

Freada E o GP do Brasil, que não corre o risco de não ter piloto brasileiro na F1 ano que vem, chama-se... Petrobras.

PAC da construção O ministro das Cidades destaca que o Minha Casa virou um programa de Estado, não de governo, porque envolve dezenas de setores da economia e movimenta R$ 195 bilhões.

Casas de Dilma No balanço para a presidente Dilma, do Minha Casa, Minha Vida, o ministro Aguinaldo Ribeiro tem números animados do programa carro-chefe da petista. Outubro fechou com 3 milhões de casas contratadas, e 2 milhões entregues.

As terceiras vias O líder do PMDB, deputado Eduardo Cunha (RJ), diz que há um voto de reserva da terceira via desde que surgiu Enéas Carneiro. E independentemente do candidato. Foi assim em 2002 com Garotinho, em 2006 com Heloísa Helena, e em 2010 com Marina Silva. ‘E será com quem vier’. Acha que desta vez é de Eduardo Campos, mas não leva.

Vaivém A CCJ da Câmara vai analisar a PEC 327/09, que retira a competência dos Juízes Federais de processar e julgar crimes contra a organização do trabalho e transfere para a Justiça do Trabalho a competência penal. Haverá audiência pública.

Clube da Lulu Deu no blog do Fábio Campana, no Paraná: duas madames da Prefeitura de Curitiba, a vice-prefeita, Miriam Gonçalves, e sua chefe de gabinete, Maria Olívia Samek, foram a Foz do Iguaçu só para paparicar a presidente Dilma, num encontro com Horácio Cartes.

Fumacê A dupla tentou, mas não conseguiu, convidar o presidente do Paraguai, maior produtor de cigarro pirata das Américas, a assistir jogo no camarote do estádio em Curitiba.

Os universitários O professor Chico Lago, de faculdade em Brasília, na tarefa da disciplina Projeto Integralizador, fez sondagem de intenção de voto para Presidente: deu Marina Silva (97) seguida de Dilma (46), Eduardo Campos (37) e Aécio (35) colado no socialista.

Esplanadão 2013 O I Encontro Nacional de Editores da Coluna Esplanada teve patrocínio da Caixa, BrasCrédito, Souza Cruz e apoio da ADPF.

Ponto Final Não bastasse o Dia de Finados, a presidente Dilma quis enterrar ontem o humor dos ministros convocados para reunião.

Com Maurício Nogueira e Adelina Vasconcelos www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br Twitter @leandromazzini

CAIO LOUREIRO/CORTESIA TJ-AL

CADU EPIFÂNIO EDITOR DE POLÍTICA

N

este domingo e no próximo, dia 10, a Tribuna Independente se aprofunda nas propostas dos candidatos a presidente da Associação Alagoana dos Magistrados (Almagis). As entrevistas serão com os dois candidatos à sucessão do juiz Pedro Ivens, são eles a juíza Fátima Pirauá, que representa o bloco oposicionista; e o juiz Roldão Oliveira Neto, apoiado pela situação. Pirauá encabeça a chapa “Valorização e Independência da Magistratura”, e Roldão a a chapa “Independência, Valorização e Igualdade”. É entre essas vertentes que os magistrados alagoanos devem escolher a nova Diretoria Executiva e o novo Conselho Deliberativo da Almagis. A nova direção da entidade vai atuar no triênio 2014/2016 e a eleição acontece no próximo dia 22 Juiza Fátima Pirauá defende que é necessário resgatar a ideia de entidade de classe de novembro. Por meio de sorteio, a ordem de publicação das entrevistas colocou a magistrada como a primeira a expor suas ideias; na sequência, no próximo dia 10, será a vez da plataforma de campanha do juiz Roldão O que mais temos senAlém de defender as Agora mesmo a turma Oliveira Neto. Tribuna Independente – Quais as propostas a srª tem para oferecer aos juízes como plataforma de campanha? Fátima Pirauá – Estamos fazendo uma oposição elegante e respeitosa a atual gestão. A gente acha que a Associação deixou a desejar na defesa das prerrogativas dos magistrados, com todo o respeito ao colega Pedro Ivens [Atual presidente]. Agora mesmo a turma mais nova precisou provocar o CNJ [Conselho Nacional de Justiça] para que fossem abertos os editais de promoção que estavam parados. A Almagis não encampanhou essa luta; e eles, os juízes mais jovens precisaram ir a Anamages [Associação Nacional dos Magistrados Estaduais]. Este é um exemplo prático, forte e claro de que a Associação não foi ativa como seus associados queriam. Outro exemplo, é que existem vários colegas juízes que deixaram de serem sócios da Almagis. Isso é um atestado de insatisfação da classe. O juiz Roldão [Oliveira Neto], meu opositor, é um juiz probo, decente, muito sério, mas infelizmente não tem um espírito contestador. Um grupo achou por bem me indicar e como tudo que eu faço abraço e dedico muito empenho. Estamos fazendo essa campanha e vejo uma boa aceitação da categoria. Caso seja eleita, estaremos prontos a atender do pedido mais simples até a defesa das prerrogativas dos magistrados. T.I. – Como seria esse apoio aos juízes? Fátima Pirauá – Muitas vezes, o juiz está lá na Comarca do interior, sozinho, isolado, afastado da cúpula do Tribunal de Justiça, ai quebra um equipamento, tem os problemas estrutu-

tido da categoria é um clamor por uma atenção maior ao juiz de primeiro grau. É ele que está mais próximo da sociedade, é lá na primeira instância que se precisa de uma atenção maior”.

prerrogativas dos magistrados, vamos auxiliar os juízes nos problemas do dia a dia. Faremos uma Almagis mais acolhedora e mais próxima dos colegas”.

mais nova precisou provocar o CNJ [Conselho Nacional de Justiça] para que fossem abertos os editais de promoção que estavam parados. A Almagis não encampanhou essa luta”.

rais, maior problema de fóruns no interior, e ele não tem a quem recorrer. Em sua maioria, os fóruns do interior, comarcas, são lugares insalubres de se receber serventuários, juízes, cidadãos mesmo. Estaremos na Associação disponíveis para atender os colegas, pois temos recebido muitas reclamações neste sentido. Para tudo vão poder contar com a Almagis, podem ficar tranquilos. A Associação é para isso também. Além de defender as prerrogativas dos magistrados, vamos auxiliar os juízes nos problemas do dia a dia. Faremos uma Almagis mais acolhedora e mais próxima dos colegas. T.I. – Sobre as ameaças aos juízes alagoanos no exercício de sua função, como proceder? Fátima Pirauá – A atuação deles é uma atuação muito digna, corajosa, mas infelizmente Alagoas tem um histórico de violência, de coronelismo que ainda impera. Muitas vezes, no exercício de sua função constitucional, os juízes cumprem a lei e muitas pessoas não entendem e agem de forma bruta, com a força da bala, pois é só essa linguagem que eles compreendem. Isso é preocupante. E a Associação precisa estar presente, dando apoio, dando segurança, cobrando das autoridades competentes as garantias que o juiz pode atuar sem ameaças. Tem havido um certo apoio, mas precisa-

mos muito mais. T.I. – O que falta na relação entre juízes e sociedade para se estabelecer uma relação de confiança? Fátima Pirauá – A sociedade precisa entender a importância de um juiz para ela. Principalmente devemos esclarecer o que são prerrogativas dos magistrados e privilégios. Imagine ser julgado por um juiz que ganha mal, insatisfeito com o que faz. A garantia do cidadão é ter um juiz forte, valorizado, independente, para que ele possa sentir segurança no que ele vai julgar. A sociedade enxerga o juiz como uma classe distante da sociedade, precisamos ser mais transparentes. Precisamos fazer com que a sociedade diga que juiz ela quer para julgar. A Associação é que deve fazer esse papel, abrir as portas do Judiciário, expondo a função real de um magistrado no exercício do Estado Democrático do Direito. O juiz é um ser muito isolado, ele deve se sentir abraçado de todos os modos. Ele precisa ter jogos, palestras, interação entre os colegas, e hoje só temos cursos feitos pela Esmal [Escola Superior da Magistratura]. Precisaríamos palestras de um dia, uma tarde, um momento de integração. Esportes, como pingue-pongue ou outros, não tem outro tipo de jogo, importante para um encontro social. Poderíamos estender isso. T.I. - Qual a maior recla-

mação que a srª tem ouvido? Fátima Pirauá - O que mais temos sentido da categoria é um clamor por uma atenção maior ao juiz de primeiro grau. É ele que está mais próximo da sociedade, é lá na primeira instância que se precisa de uma atenção maior, um investimento maior. Sabemos das dificuldades do Tribunal, mas é necessário investir mais lá na ponta para podermos contratar mais servidores. Sabemos que o CNJ cobra do Tribunal, e TJ cobra do juiz, o próprio corregedor geral de Justiça se vê nessa situação; mas não dá condições para atender a essa cobrança. Os juízes ficam desencantados, porque tem que cumprir metas, ele vira quase um agente de produção e isso é perigoso. Uma de nossas metas de campanha é que o TJ disponibilize mais servidores de acordo com o número de processos distribuídos. Batemos, inclusive, em outra meta nossa, que é a promoção de um novo concurso. Tem comarcas que se não fossem os convênios com as prefeituras, de cessão de funcionários, elas fechariam. É o último Poder a que se recorre, quando os demais falham. Quando o cidadão vê seus direitos tolhidos, ele vai ao Judiciário. Precisamos reestabelecer a ideia de entidade de classe, devemos ter uma ligação direta com o magistrado diariamente, para que ele se sinta acolhido.


TRIBUNAINDEPENDENTE

Conjuntura

FLAVIO GOMES DE BARROS - flavio.gb@ig.com.br

Anomia

D

e Rodrigo Constantino, economista e presidente do Instituto Liberal: “Estado de uma sociedade caracterizada pela desintegração das normas que regem a conduta dos homens e asseguram a ordem social’. Assim o dicionário define o termo anomia, cunhado pelo sociólogo Durkheim. É a palavra que melhor define o perigoso momento que vivemos atualmente. Que as normas de conduta no Brasil sempre foram elásticas, isso todos sabemos. Afinal, esse é o país do ‘jeitinho’. Só que há algo novo no ar. Agora, muitos acreditam que a violência e a criminalidade são recursos legítimos para suas causas, vistas como nobres... As causas são as mais diversas possíveis, mas os métodos se repetem: vandalismo, depredação, coquetéis molotov, ruas fechadas, gente mascarada atacando policiais. O sociólogo alemão Ralf Dahrendorf, que acompanhou os terríveis anos nazistas de Berlim, escreveu em 1985 um livro chamado ‘A Lei e a Ordem’”, que o Instituto Liberal traduziu, no qual traçou alguns paralelos entre a situação que estavam vivendo os países desenvolvidos nessa época e a era que antecedeu o nazismo. Seu principal alerta era quanto ao caminho para a anomia, que costuma anteceder regimes totalitários. Afinal, os índices de criminalidade estavam em alta nesses países desenvolvidos, ameaçando a paz e a ordem dos cidadãos. Dahrendorf estava preocupado com a incidência da impunidade, cuja consequência é a anomia, ‘quando um número elevado e crescente de violações de normas torna-se conhecido e é relatado, mas não é punido’. A anomia é, pois, ‘uma condição em que tanto a eficácia social como a moralidade cultural das normas tendem a zero’. Tudo passa a ser visto como permitido, já que nada é punido.”

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013 POLÍTICA

Câmara: MPC fornece parecer sobre duodécimo Posicionamento será conhecido amanhã; órgão já tinha representado contra aumentos DIVULGAÇÃO

ANDREZZA TAVARES REPÓRTER

D

Agendado Luiz Otávio Gomes, secretário do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, marcou data para deixar o cargo: 30 de março. E diz que não tem a ver com eleição: “O Legislativo não me atrai. Para o Executivo, não nego que gostaria de chegar lá, mas nunca me deram oportunidade. E não será agora que me darão.”

Dilema A prefeita Célia Rocha, de Arapiraca, historicamente tem relações pessoais e políticas com o governador Téo Vilela (PSDB). E, de uns tempos para cá, está politicamente bem afinada com o senador Fernando Collor (PTB). Em 2014, poderá ter de escolher um deles, pois ambos têm grandes chances de se enfrentar na disputa pelo Senado.

Pior ainda Como se não bastasse, para Célia Rocha, o ex-prefeito Luciano Barbosa (PMDB), a quem ajudou a eleger em dois mandatos, está sendo citado como um nome a se posto para o Senado, dependendo das arrumações do senador Renan Calheiros (PMDB), seu mentor político. Aí, a encruzilhada ficaria mais complicada para a prefeita.

3

Rafael Alcântara não quis adiantar parecer do MPC: “Só no dia”

urante os três últimos anos, o repasse do duodécimo da Câmara Municipal de Maceió foi acima do limite permitido por lei, conforme já havia declarado o Ministério Público de Contas. Amanhã, o procurador de Contas Rafael Alcântara apresentará o parecer sobre o duodécimo da Casa de Mário Guimarães para este ano. As especulações dão conta de que o MP de Contas dará um posicionamento pela redução do repasse do Legislativo Municipal. Em março deste ano, o procurador de Contas Gustavo Santos representou, no Tribunal de Contas do Estado de Alagoas (TCE/AL), o prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB) e o presidente da Câmara, Chico Filho (PP), cujo objetivo era evitar que o duodécimo da casa fosse repassado com algum aumento, a exemplo do ocorrido nos últimos três anos da gestão Cícero Almeida (PRTB). O objetivo da representação é também o de evitar que o presidente Chico Filho utilize um possível repasse maior. “Não estou determinando multa a ninguém, é só uma

medida preventiva. Se houve um erro no passado não pode existir agora”, ressaltou Gustavo Santos. Cabe ao TCE/AL acatar ou não a representação do MP de Contas. A expectativa era a de um duodécimo no valor de R$ 50 milhões, mas os cálculos feitos pelo procurador, com base nos documentos oficiais, o duodécimo deste ano deveria ser de R$ 43,4 milhões, quase R$ 7 milhões a menos do valor esperado. “Não quero me intrometer no Orçamento, mas o MP de Contas tem legitimidade para intervir na execução”, declarou Gustavo Santos, autor das representações. O duodécimo da Câmara Municipal de Maceió não pode ser superior aos 4,5% da receita tributária e do FPM (Fundo de Participação do Município) de 2012. Nas representações de Gustavo Santos, em 2010, o duodécimo deveria ter sido de R$ 29,6 milhões, mas o valor repassado foi R$ 34,7 milhões, cerca de R$ 5 milhões a mais do que o previsto na legislação. Em 2011, foi de R$ 6,3 milhões extras. Naquele ano, o duodécimo deveria ter sido de R$ 34,7 milhões. Em 2012, a Câmara deveria receber R$ 40,3 milhões, seguiu com R$ 8,9 milhões a mais.

DUODÉCIMO

Determinado O ex-governador Ronaldo Lessa (PDT) se articula para disputar mandato de deputado federal, mas poderá disputar o governo. Foi o que disse em entrevista ao apresentador Canetinha, no programa “Cidade Aflita”, na TV Mar. Isso, revelou, na hipótese de o senador Renan Calheiros fazer dobradinha com o governador Téo Vilela.

Agenda A propósito da TV Mar, canal 25 da NET, o Procurador Geral de Justiça, Sérgio Jucá, é o entrevistado de amanhã no programa “Conjuntura”, a partir das 22 horas. O assunto principal da pauta é, naturalmente, o afastamento da mesa diretora da Assembleia Legislativa. Mas inclui também outros assuntos referentes ao Ministério Público.

Honraria A Câmara Municipal de Maceió concede, amanhã, em sessão às 9 horas, o título de Cidadão Honorário a Carlos Alberto Pinheiro de Mendonça, advogado, procurador de estado, professor universitário e membro da Academia Alagoana de Letras. Quem propôs a honraria foi o ex-vereador Francisco Holanda Costa.

Saúde A Unidade de Pronto Atendimento da Praia do Francês, em Marechal Deodoro, será inaugurada amanhã, às 10 horas, com participação do prefeito Cristiano Mateus e do governador Teotonio Vilela Filho. A UPA vai oferecer diversos serviços hospitalares, 24 horas por dia, inclusive domingos e feriados, em urgência e emergência.

“É muito ruim” EMIR SADER Sociólogo, ao se referir à Educação no Brasil, em entrevista a Alain Lisboa, nesta Tribuna Independente, e explicar que a situação de Alagoas não difere da do Centro-Sul

* O jornalista Maurício Gonçalves, da Gazeta de Alagoas, lança, hoje, às 18 horas, mais um livro, no estande da Viva Editora, na VI Bienal Internacional do Livro, no Centro de Convenções. “Histórias de Alagoas – Um pedaço do Brasil”, é o título da obra. * As inscrições para o Prêmio Braskem de Jornalismo 2013 estão abertas somente até hoje, à meia-noite. Interessados devem acessar o site do prêmio na Internet (premiobraskem.sindjornal.org.br), cadastrar-se e enviar os arquivos das matérias. * O projeto Concerto aos Domingos apresenta, hoje, o Quinteto de Cordas Alagoas. No programa, Guerra Peixe, Ernani Aguiar, Radamés Gnattalli, Hermeto Pascoal, Milton Nascimento e Gonzaguinha. Às 10 horas, no Instituto Histórico e Geográfico * O programa “Aplauso”, na Educativa FM, é dedicado hoje aos irmãos Kleiton e Kledir, cantores e compositores nascidos em Pelotas, Rio Grande do Sul. Das 10 horas ao meio-dia, com produção de Givaldo Kleber e apresentação de Elias Ferreira. * A dupla “Patati e Patata” é atração infantil hoje na Expoagro 2013, no Parque da Pecuária, em Maceió. Com o espetáculo “Sonho e Magia”, a dupla vai agitar a criançada, a partir das 16 horas. Informações: 3034.7722. * Dois clubes que estiveram no grupo do CRB na série C garantiram vaga na Série B em 2014: Luverdense/MS e Sampaio Correia/MA. Outra vaga é do Vila Nova/GO. O Santa Cruz venceu o Betim (1x0), fora de casa, e se empatar, hoje, em Recife, se classifica.

Repasse irregular à Câmara é recorrente O repasse do duodécimo feito à Câmara Municipal de Maceió parece ser um problema de longa data. Apenas nos três últimos anos de mandato do prefeito Cícero Almeida (PRTB), o Ministério Público de Contas de Alagoas encontou irregularidades e por isso, Almeida foi representado por três vezes, em fevereiro deste ano, e o MP de Contas pede ainda que ele devolva todos os valores excedidos nos anos de 2010, 2011 e 2012, o que somam R$ 20 milhões. Além da devolução dos excessos, o órgão ministerial pede o pagamento de multa e a rejeição das contas nos exercícios referentes ao período analisado. Em 2010, o então prefeito repassou para a Câmara R$ 5.071.208,53 a mais que o permitido por lei. Em 2011, o valor excedente foi de R$ 6.322.326,66; já em 2012, o repasse ultrapassou R$ 8.902.647,72. “Esses são apenas os valores nominais, mas se o presidente do Tribunal entender, poderá acrescer os juros e correções”, pontuou o procurador Gustavo Santos, autor das três representações. O procurador fez os cálculos com base nos documentos

apresentados pela Secretaria de Finanças. Observa-se que a cada ano, o volume repassado a mais vinha numa crescente ao decorrer dos anos. O limite permitido por lei é de 4,5% da receita tributária, do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), dentre outras receitas como IOF, IPI, IPVA, e ICMS. Fundef, Royaltes, SUS, e salário educação, por exemplo, não entram nas receitas tributadas. A representação do MP de Contas pede que o Tribunal de Contas do Estado de Alagoas modifique a resolução e inclua a Cosip (Contribuição para Custeio da Iluminação Pública) como parte das receitas onde serão debitadas a percentagem do duodécimo. Além disso, o MP de Contas pede também que, embora seja de natureza tributária, as contibuições previdenciárias dos servidores, não façam parte dos repasses “por entender que são recursos que pertencem aos servidores e não ao município”, justificou. Duodécimo aprovado para este ano foi de pouco mais de R$ 50 milhões, valor bem acima dos R$ 42,2 milhões, defendidos por Gustavo Santos. (A.T.)

DIVULGAÇÃO

Procurador Gustavo Santos encaminhou três representações

POR AUMENTO

SUPLEMENTAR

A polêmica sobre o duodécimo da Casa de Mário Guimarães se arrastou durante todo este ano de 2013. Após as representações do Ministério Público de Contas, o prefeito Rui Palmeira (PSDB) confirmou que não cederia um reajuste ao parlamento. O presidente da Câmara, Chico Filho, sempre deixou claro que vai lutar pela efetivação de um acréscimo nos valores para a casa. Por sua vez, a vereadora Heloisa Helena (Psol) sempre entendeu que o percentual de reajuste “é uma vigarice”.

Quem também está de olho neste repasse é o Ministério Público Estadual. O promotor Marcos Rômulo, da 16ª Promotoria de Justiça, investiga a suspeita de que o cálculo para definição do duodécimo da Câmara Municipal de Maceió tenha sido feito de forma equivocada, de modo a favorecer o Legislativo no tocante ao repasse legal, infringindo o limite de 4,5% da receita tributária e de transferências constitucionais para o custeio daquele poder, no exercício financeiro de 2010.

Chico sempre disse que lutaria por repasse

MP Estadual também apura cálculos


TRIBUNAINDEPENDENTE

4 POLÍTICA MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013

BARTOLOMEU DRESCH bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

“Eu tenho a força”

A

revista norte-americana Forbes, especialista em ranking de milionários e poderosos do planeta, lançou esta semana, seu mais novo levantamento sobre as pessoas de maior poder no planeta. E pela primeira vez, o líder é o presidente russo Valdimir Putin, que superou o presidente americano Barak Obama, que desde 2009 liderava o ranking. A revista considerou que pesou muito em desfavor de Obama a paralisação de 16 dias da máquina federal dos EUA, mesmo que a situação tenha sido provocada pelo impasse dos parlamentares republicanos no Congresso em votar o orçamento fiscal de 2014. Por outro lado dois episódios fortaleceram o presidente Putin: o asilo político concedido a Edward Snowden, ex-técnico da CIA e da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA), e o papel de mediador do ministro das Relações Exteriores da Rússia no caso das armas químicas utilizadas pela Síria. Essa intervenção evitou um ataque americano naquele país árabe. Já a presidente Dilma Rousseff foi listada na vigésima posição, caindo duas posições em relação a 2012. Mas entre as mulheres a presidente brasileira só fica atrás da premiê alemã, Angela Merckel. Os dez mais poderosos do mundo, selecionados pela revista Forbes são os seguintes: Vladimir Putin (presidente da Rússia), Barak Obama (presidente dos EUA), Xi Jinping (presidente da China), Papa Francisco, Angela Merckel (premiê da Alemanha), Bill Gates, Bem Bernake (presidente do Federal Reserve), Abdullah bin Abdul Aziz Al Saud (rei da Arábia Saudita), Mario Draghi (presidente do Banco Central Europeu) e Michel Duke (CEO do Wall Mart).

Políticos são favoráveis ao voto facultativo Wilson Júnior e Ronaldo Medeiros discordam sobre a intensidade da corrupção SANDRO LIMA

T

Ufal apela à bancada A Universidade Federal de Alagoas apelou para a bancada federal do Estado para tentar viabilizar os projetos de infraestrutura necessários á consolidação da expansão da Ufal em 2014. No total a Universidade necessita de R$ 261 milhões segundo garantiu o reitor Eurico Lobo aos integrantes da bancada. Além do líder Givaldo Carimbão (Pros), participaram do encontro do senador Benedito de Lira (PP) e os deputados Alexandre Toledo (PSB), Francisco Tenório (PMN), Paulo Fernando dos Santos (PT), Renan Filho (PMDB) e o assessor do deputado João Lyra, Nilton Lins. Em 2013, até agora a Ufal não recebeu nenhuma verba proveniente de emenda parlamentar, já a universidade de Sergipe recebeu R$ 30 milhões e a do Rio Grande do Norte levou R$ 48 milhões.

Ufal apela à bancada 2 É esse distanciamento que o reitor Eurico Lobo pretende acabar. “Nosso objetivo é aproximar a Ufal dos nossos senadores e deputados e estabelecermos um calendário de reuniões” disse ele durante o encontro. Ele mostrou aos parlamentares que a Ufal atualmente tem 89 cursos com 5.199 vagas. Para o ano serão criados mais sete cursos e o numero de vagas passará de 5.600. Tanto o senador Benedito de Lira como os deputados participantes do encontro com o reitor garantiram empenho para direcionar emendas parlamentares para a Universidade alagoana, e pretendem trabalhar em conjunto para que as mesmas sejam liberadas pelo MEC.

Exames nos testículos O autoexame é fundamental para detectar casos de câncer em diversos orgãos. Mas nos testículos é fundamental. A detecção precoce do câncer nos testículos é recomendada na fase mais reprodutiva dos homens, entre 15 e 45 anos. No Brasil este tipo de tumor atinge cerca de 60 mil homens. Entre os sintomas mais comuns estão o aumento da bolsa escrotal e o aparecimento de nódulos na área. Por isso mesmo o autoexame é importante já que não existe o sintoma da dor. E a doença, quando não detectada evolui rapidamente para o abdômen e pulmões.

Exames nos testículos 2 Para fazer o autoexame, os urologistas recomendam que o homem fique de pé, examinando cada testículo com ambas as mãos, posicionando-os entre os dedos indicador, médio e polegar. Realizar movimentos giratórios, certificando-se que toda a região da bolsa escrotal foi analisada. Encontrar o epidídimo, pequena estrutura presente na parte de trás dos testículos, identificando-o para não confundi-lo com um nódulo. Notando uma alteração no tamanho, sensação de peso na região, dor testicular ou abdominal, recomenda-se a procura por um urologista, que indicará os exames de maior precisão.

Produtos agrícolas Empresários da indústria Yara do Brasil, especializada em produtos agrícolas e agentes de proteção ambiental, oficializaram esta semana o interesse em instalar uma fábrica em Alagoas. Eles participaram de uma reunião com o Secretário Luiz Otávio Gomes, do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico e conheceram os incentivos oferecidos pelo governo do estado através do Prodesin (Programa de Desenvolvimento Integrado de Alagoas). A Yara do Brasil tem sua sede em Porto Alegre, mas conta com filiais em Maranhão, Pernambuco, Espirito Santo e São Paulo. Em Alagoas a indústria pretende investir R$ 17 milhões e alcançar uma produção de 100 mil toneladas por ano.

Torcida rubro-negra Uma das principais metas da nova administração do Flamengo, de alcançar 200 mil sócios para o clube até o final do ano, ainda esta longe de ser cumprida. Mas o presidente Eduardo Bandeira de Mello diz que esta otimista com os números obtidos até agora. Até o momento a campanha “sócio-torcedor” trouxe 40 mil rubro negros oficialmente registrados como sócios. O presidente voltou a fazer um apelo á Nação flamenguista para apoiar o projeto, cuja arrecadação será integralmente investida na diretoria de futebol. Com os 40 mil associados o Flamengo ocupa a quinta colocação entre os times brasileiros com maior numero de sócios que pagam regularmente sua mensalidade. O líder é o Internacional (RS) que tem 108.857 sócios, seguido do Grêmio com 73.919, do Santos com 53.505 e do Corinthians com 45.669 associados. • No Brasil discute-se de forma tola e desnecessária a questão das biografias autorizadas ou não. Alguns dos principais artistas brasileiros (Roberto Carlos, Caetano Veloso, Djavan, Gilberto Gil entre outros) juntaram-se para proibir (logo eles!) as biografias em geral. • Nos Estados Unidos, onde não existe nenhum tipo de proibição, mas a lei é dura contra calúnias e difamações, a atriz Angelina Jolie vive um dilema: três respeitadas editoras norte-americanas querem publicar sua biografia. • Lá a disputa já chegou aos US$ 50 milhões para a diva do cinema. Angelina Jolie tem 38 anos, é mãe de seis filhos, é vencedora do Oscar e recentemente se submeteu a uma dupla mastectomia. Ela é casada com o astro Brad Pitt. • Ela disse que sempre quis escrever sua biografia e acha que este é o momento certo. Ela esta em um momento especialmente confortável para escrever tudo de forma honesta e sem tabus. Somente não quer prejudicar a privacidade dos seus filhos, disse um agente da atriz.

ANDREZZA TAVARES REPÓRTER

Vereador e deputado expôem suas posições pelo voto facultativo

odos os brasileiros entre 18 e 70 anos de idade são obrigados a votar nas eleições, que no Brasil ocorrem a cada dois anos. São os eleitores quem escolhem seus representantes que ficarão no poder por pelo menos, quatro anos. Mas esse compromisso sacramental pode acabar. É que o grupo de trabalho de Reforma Política da Câmara Federal deve apresentar uma proposta de voto facultativo. Será que o voto não obrigatório daria certo no Brasil? As mudanças seriam boas ou ruins? A Tribuna Independente foi atrás das respostas. Para o vereador por Maceió, Wilson Júnior (PDT), o voto facultativo pode abrir um precedente para a corrupção, já que a não obrigatoriedade do voto poderia aumentar a compra de votos. “Algumas pessoas podem esperar mais benefícios para irem votar, seria a prática do ‘quem me oferecer mais’”, declarou o parlamentar. Por outro lado, a não obrigatoriedade do voto poderá

acelerar mais as ações dos que se elegeram, para dar mais visibilidade. “Aqueles que forem eleitos vão querer fazer muito mais para conquistar cada vez mais, mais eleitores”, opinou Wilson Júnior. Apesar de ser favorável ao voto facultativo, o pedetista lamenta que as pessoas só cumpram seu dever mediante a obrigatoriedade. “Isso é uma inversão de valores. Votar deveria ser uma missão, já que muitos morreram para que nós tivéssemos o direito ao voto”, lembrou. O deputado estadual Ronaldo Medeiros (PT) é favorável ao voto facultativo, pois para ele, a obrigatoriedade do voto vai de encontro aos preceitos democráticos. “As pessoas são obrigadas a votar, isso é o contrário do que rege a democracia, onde todos deveriam votar se tivessem vontade”, opinou o petista. Ao contrário do que acredita Wilson Júnior, Medeiros acha que o voto facultativo vai diminuir um pouco a corrupção, embora alguns eleitores poderão ficar esperando as “propostas” dos candidatos aparecerem.

ESPECIALISTA ACREDITA

‘Pode aumentar a compra de votos’

Assim como o vereador por Maceió, Wilson Júnior, e o deputado estadual Ronaldo Medeiros, a cientista política e professora universitária Luciana Santana também é a favor do voto facultativo desde que todos tenham condições iguais: de competição para os políticos, e de participação para toda a sociedade. “Pelo histórico que a gente tem no Brasil, o voto facultativo pode aumentar a compra de votos para que os candidatos consigam con-

vencer um maior número de pessoas e os recursos podem não ser lícitos”, enfatizou. Para Luciana Santana, o fim do voto obrigatório poderá ser uma via de mão dupla. De um lado, pode criar políticos mais atuantes, protagonistas que trabalharão para convencer seus eleitores durante o mandato. “Pode ser que a gente tenha um ganho de representação política, já que os políticos terão que mostrar serviço, pois a próxima campanha começa quando ele assume o mandato e

por isso tentarão publicizar seus atos”, ressaltou. Por outro lado, o fim da obrigatoriedade poderá aumentar ainda mais a compra de voto. “Só teremos certeza na prática, embora acredite que a proposta ainda não será aprovada”, pontuou a especialista. A não obrigatoriedade do voto é vista pela cientista política como um fator positivo do ponto de vista das pessoas quererem ou não participar, porém, poderá acarretar em um esvaziamento de eleito-

res no dia dos pleitos. “Não temos um nível alto de escolarização no Brasil, os menos instruídos podem não ir votar, porém, os mais instruídos também poderão se abster do voto e curtir suas festas, ou seu dia de lazer. Poderemos ter uma participação maior dos mais pobres que são beneficiados com as políticas públicas de distribuição de renda, programas sociais, o que podem ser motivadores para que eles exerçam sua cidadania”, acredita. (A.T.)

DEFENDE TUCANO

‘Obrigatoriedade deve permanecer’

Votar é um direito ou um dever de todos os cidadãos? Será que os brasileiros estão preparados para o fim do voto obrigatório? O prefeito de Pão de Açúcar e vice-presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Jorge Dantas (PSDB), acredita que não. “Sou a favor do voto obrigatório. Apenas quando tivermos uma consciência política melhor, aí sim, podemos mudar isso”, declarou o prefeito. “O brasileiro já é tão ex-

cluído da cidadania, que acredito, que se o voto não for obrigatório, diminuiria ainda mais o sentimento de cidadão entre a população”, destacou Dantas. Para o gestor, a multa para aqueles que deixam de votar é irrisória, não é uma penalidade. “Acho que votar é mais que um direito é um dever”, completou. REPRESENTAÇÃO Alguns entrevistados pela Tribuna Independente acreditam que o resultado de todas as eleições majori-

tárias e proporcionais com a não obrigatoriedade do voto, pode não representar a vontade da maioria, já que poderá haver uma abstenção dos eleitores. Países como os Estados Unidos, o voto facultativo dá certo, porque, na opinião da cientista política Luciana Santana, há um maior acompanhamento tanto da população, quanto dos políticos, onde os candidatos tentam ser mais transparentes. “Os candidatos nos Estados Unidos, por exemplo, dão

publicidade a todos os seus atos: aprovação de emendas, projetos, dentre outros”, lembrou. Para a cientista política, o problema do Brasil é o grande número de partidos políticos, o que dificulta o controle das ações. “O acompanhamento não se dá pelo controle partidário”, reforçou. No Brasil, se a proposta do voto facultativo for aprovada, pode ser que um número maior de pessoas faça o acompanhamento político. (A.T.)

FACULTATIVO

VOTO FEMININO

O voto é obrigatório para brasileiros de 18 a 70 anos de idade e facultativo para aqueles que têm entre 16 e 18 anos, os que já passaram dos 70 anos e ainda os analfabetos. Os eleitores que não comparecerem à sua sessão eleitoral no dia do pleito deverão justificar sua ausência em qualquer sessão ou cartório eleitoral, e quem não o fizer dentro da data limite estipulada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pagará multa. Os eleitores que tiverem pendências serão penalizados.

Somente em 1932, dois anos antes de estabelecido o voto aos 18 anos, é que as mulheres obtiveram o direito de votar, o que se concretizou no ano seguinte. Isso ocorreu a partir da aprovação do Código Eleitoral de 1932, que, também instituiu a Justiça Eleitoral, que passou a regulamentar as eleições no país. Em 1934, esses direitos políticos conferidos às mulheres foram assentados em bases constitucionais. A professora Celina Guimarães Viana foi a primeira eleitora do Brasil.

Apenas para um grupo de pessoas

Professora foi a primeira eleitora


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013 POLÍTICA

5

Gasto de campanha poderá ter limite Políticos alagoanos são favoráveis ao estabelecimento de um teto financeiro para os gastos nas eleições

Cotidiano

BRENO AIRAN

A

LININHO NOVAIS - contato@lininho.com NIGEL SANTANA – INTERINO nigeljornalista@ig.com.br

Quer o governo

Q

uem aparece costumeiramente nos períodos eleitorais é Tony Cloves. Filiado ao PSOL, ele participará neste domingo (3), na Câmara de Vereadores de Maceió, de um congresso que poderá definir os rumos do partido para as eleições de 2014. Cloves afirma que o partido precisa tomar decisões mais democráticas e não apenas escolher a vereadora Heloisa Helena como a principal ‘estrela’. Tony defende o amplo debate e se houver o consenso, ele quer disputar novamente a cadeira do Palácio República dos Palmares.

Sugestão Tony Cloves afirmou à Coluna Cotidiano que não está saindo de Delmiro Gouveia, alto Sertão, para Maceió à toa. Uma de suas justificativas para uma melhor organização do PSOL é indicar a vereadora Heloisa Helena para sair candidata à deputada estadual. “Ela afirma que quer combater os corruptos, então saia candidata à Assembleia Legislativa e não ao Senado, como ela quer”, disse Cloves.

Explicando... No final do ano passado, após o resultado das eleições, a vereadora Heloisa Helena criticou duramente o presidente do partido, Mário Agra e vitória do vereador Guilherme Soares, que se desfiliou do PSOL. Heloisa apontou ainda diversos erros na campanha, contestando até os 20 mil votos recebidos por Alexandre Fleming, então candidato a prefeito de Maceió.

Visita para apoiar Em busca de novos cabos eleitorais, o ex-prefeito Luciano Barbosa (PMDB), esteve na sexta-feira (1°) em Penedo. Além de uma entrevista na rádio, ele se reuniu com metade dos vereadores do município para conversar e pedir a apoio para as eleições de 2014. Barbosa é um dos nomes mais expoentes do PMDB, e deve sair candidato a deputado federal.

Todo poderoso Na ausência do prefeito Dante em Piranhas, que agora mora em Sergipe para não ser incomodado, o secretário de Planejamento e Comunicação, João Edson, responde pelos atos da prefeitura. A população está indignada por não ter acesso ao prefeito para saber o que está acontecendo com a cidade que não avançou em 2013. Qualquer morador que necessitar dos serviços da prefeitura, a resposta é: ‘Por favor, procurar o secretário João Edson’.

As conversas de Celso O prefeito de Canapi, Celso Luiz, está preocupado com as batalhas judiciais que podem retirar o mandato do Lula Cabeleira em Delmiro Gouveia. Cabeleira é um importante aliado para que a família do gestor se saia bem nas eleições de 2014.

‘Sou a vice’ A superintende do Porto de Maceió, Rosiana Beltrão, tem dito a seus assessores mais próximos de que em 2014, se o senador Renan Calheiros (PMDB), foi candidato ao governo estadual, ela quer sair como vice na chapa. Rosiana tem prestígio em Brasília e quer usá-lo em seu favor no ano que vem.

Convite Um bom nome para o Partido dos Trabalhadores (PT) seria o de Marcelo Beltrão (PTB). Alguns filiados da sigla que preside o Brasil fizeram o convite ao prefeito de Jequiá da Praia, porém, Marcelo afirmou que segue no PTB, do senador Fernando Collor. Para sair do partido, o presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) precisa do aval do deputado João Beltrão (PRTB).

Esperando na janela Direto de Minador do Negrão, cidade sertaneja, quem aguarda uma vaga caso oito deputados estaduais sejam afastados é Cícero Ferro (PRTB). Ele é suplente na coligação que elegeu Dudu Hollanda (PSD) e Maurício Tavares (PTB). Em período não muito distante, Tavares e Hollanda fariam um rodízio para beneficiar Cícero Ferro, que assumiria o mandato por quatro ou oito meses no ano. Não deu certo e os motivos todos que acompanham o noticiário local sabem.

Pedido O Ministério Público do Trabalho quer o Tribunal de Justiça de Alagoas nomeie concursados para trabalhar e exonerem os contratados. É aguardar as negociações.

ANDREZZA TAVARES REPÓRTER

Luciana Santana lamenta que teto financeiro não previne corrupção

lém do fim do voto obrigatório, o grupo de trabalho da Câmara Federal também vai apresentar uma proposta para estipular um limite de gastos durante as campanhas eleitorais, mas será que isso daria certo? Diminuiria a corrupção que hoje é tida como uma epidemia? Os políticos ouvidos pela Tribuna Independente são favoráveis ao limite de gastos. “Acho ótimo! Quanto mais regras a Justiça colocar, será melhor. Hoje é a briga do tostão contra o milhão”, declarou o vereador por Maceió, Wilson Júnior (PDT). O deputado estadual Ronaldo Medeiros (PT) é favorável ao limite de um teto dos gastos de campanha, mas é importante que o financiamento seja público, pois deixa o pleito mais igualitário entre os candidatos, evitando assim, a compra de votos e o ‘Caixa Dois’. “Hoje, quem financia as grandes campanhas é o setor privado, que depois vai cobrar dos candidatos, pois ninguém dá nada de graça”, afirmou o deputado petista.

Segundo Medeiros, são poucos os deputados da própria Assembleia Legislativa Estadual (ALE), que representam os pobres. “A maioria representa uma parcela da sociedade, como as usinas de cana de açúcar”, exemplificou o parlamentar. Já o prefeito de Pão de Açúcar e vice-presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Jorge Dantas (PSDB), que também é a favor de que se estabeleça um limite para os gastos de campanha, acredita que isso seja algo difícil de ser implantado. “Essa é uma proposta que deve ser melhor discutida, principalmente, a forma como será fiscalizada para garantir que não haja um ‘Caixa Dois’”, ressaltou. De acordo com Jorge Dantas, há várias formas não declaradas de gastos e por isso a necessidade de uma fiscalização maior. GOVERNO NA JOGADA O tucano defende que os materiais de propaganda fossem fornecidos pelo Governo, onde todos tivessem a mesma quantidade. “Tudo isso com uma fiscalização mais efetiva para coibir a compra de voto”, salientou.

LIMITE

‘Teto’ não evita uso indevido do dinheiro “O teto não resolve o problema da corrupção”. Assim defende a cientista política e professora universitária, Luciana Santana, referindo-se a proposta de limitar os gastos de campanha, que está sendo estudada pelo grupo de trabalho da Reforma Política da Câmara Federal. Para a especialista, se controlar o financiamento privado é difícil, imagine controlar se a verba foi de fato, destinada a pagar os

gastos de campanha, ou ainda para a compra de votos. “O ideal mesmo, numa competição, é que todos os partidos tivessem as mesmas condições financeiras e de mobilização, pois mesmo com um teto estabelecido, esse vai depender do peso eleitoral que os partidos tiveram no pleito passado, e os partidos menores não terão força para competir de igual para igual”, ressaltou Luciana Santana, lembrando que quem decide é o Congresso

Nacional. “Infelizmente, os pequenos partidos continuarão disprevilegiados”, acrescentou. A cientista política destacou ainda que, os políticos estão sempre pensando na próxima eleição, então eles não vão decidir nada que possa representar algum perigo para a sua próxima candidatura. “Por que a Reforma Política não é aprovada? Porque vários políticos serão prejudicados”, enafatizou Santa-

na. Para a especialista, estipular um teto é complicado diante de tantas limitações e regras existentes. O projeto da Reforma Política no Brasil já tramita no Congresso Federal há mais de dez anos e até agora nenhuma mudança concreta foi feita. O projeto é amplo e põe em discussão vários pontos como: financiamento de campanha, voto distrital, e ainda o fim do foro privilegiado. (A.T.)


6

OPINIAO

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013

Opinião

Código de Processo Civil

A

votação do projeto de lei do novo Código de Processo Civil (PL 8046/10, apensado ao PL 6025/05) é o destaque do Plenário da Câmara dos Deputados na próxima semana, em sessão extraordinária marcada para as 14h30 de terça-feira (5). O novo CPC deve ser votado por blocos para facilitar o debate dos pontos nos quais há divergências e a apresentação de destaques ao texto. Na última quarta-feira (30), os deputados tiveram acesso ao novo texto do relator, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), mas não houve tempo para estudar as mudanças antes da votação. Continua sem alterações uma das principais inovações do código, o chamado incidente de resolução de demandas repetitivas. Esse procedimento vai permitir a aplicação de decisão única a várias ações individuais sobre o mesmo tema. Entre os pontos discutidos estão a previsão de que advogados públicos possam receber honorários pelas causas ganhas em nome dos órgãos para os quais trabalham; o monopólio dos bancos públi-

cos (Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal) sobre os depósitos judiciais (dinheiro depositado em juízo até que a ação seja decidida); e o impedimento para que o juiz de primeira instância ordene o congelamento de contas bancárias e investimentos, a penhora on-line. Um dos pontos que deve ir a voto é o regime de prisão para quem não pagar pensão alimentícia. A bancada feminina havia pedido ao relator a permanência do regime fechado e, depois de aceitar, o relator voltou atrás devido a protestos de outros deputados.Assim, no relatório, continuou o regime semiaberto, que será transformado em fechado apenas se permanecer a inadimplência. O projeto do novo Código de Processo Civil traz alterações significativas na atual legislação, como a que vincula as decisões de juízes de primeira instância às sentenças da segunda instância e de tribunais superiores. Hoje somente súmulas vinculantes do Supremo Tribunal Federal (STF) devem, necessariamente, ser cumpridas por instâncias inferiores do Judiciário

JOÃO LYRA Deputado federal pelo PSD de Alagoas

Burocracia atrasa o País

O Brasil se notabiliza pelas dificuldades que impõe para se fazer negócios. Contudo, a bem da verdade e segundo estudo recente do Banco Mundial, nos últimos três anos,saltou da 130ª para a 116ª posição no ranking de 189 países, mas continua muitoabaixo da média latino-americana. A melhor colocação,indicada no estudo, se refere à redução no custo da instalação de energia elétrica --saiu do 60º para 14º no ranking. Nesse item, o número de dias para uma empresa ter eletricidade permanece praticamente o mesmo (58 dias, um a mais que no ano passado), mas a burocracia diminuiu (o número de procedimentos caiu de seis para quatro) e, principalmente, os custos de instalação ficaram menores: 29% do que foi em 2013 em termos de renda per capita. Porém, em que pese esse registro positivo, o Brasil pouco avançou no número de dias necessários para se abrir uma empresa ou conseguir alvarás de construção, tempo gasto para se pagar impostos ou custos de exportação e importação. Em 34º lugar, o Chile é o mais bem colocado na América Latina. Em cinco anos, o tempo para se abrir uma empresa em Santiago caiu de 27 dias para seis dias. Peru

e Colômbia, segundo e terceiro na região, ficaram em 42º e 43º no mundo respectivamente, com reformas desburocratizantes em oito anos. Guatemala, Peru, Costa Rica e México ficaram entre os 50 países que mais evoluíram no ranking do Banco Mundial desde 2005. A Guatemala criou um balcão único para a obtenção de alvarás de construção e um portal on-line em que uma nova empresa pode ser registrada em diferentes agências do governo. Paraguai e Belize também estão mais bem colocados que o Brasil no levantamento anual.Venezuela, Bolívia e Suriname foram os menos bem colocados na região (181º, 162º e 161º). Como assinalado, a mudança mais positiva do Brasil no ranking, conhecido como “Doing Business” [fazendo negócios] foi na obtenção de energia elétrica.Os custos necessários para a instalação (medida a partir de um depósito ou armazém de dois andares, na maior cidade do país e sem subsídios especiais) caíram muito. Tal instalação equivalia a 116,7% da renda per capita anual. No deste ano, barateou-se e chegou a 34,4%. Em outras áreas, o Brasil evoluiu pouco, como o número de dias para se conseguir

os diferentes alvarás de construção (130ª posição, 400 dias em média, ante a 131ª no ano passado); dificuldade de pagar impostos (159º) e número de horas necessárias para se preencher e pagar impostos (2.600 horas, 156º). Nos custos para exportar e importar, por contêiner, o país foi respectivamente o 3º e o 4º pior colocado no ranking, pelos valores mais altos (US$ 2.215 e 2.275). Por sua vez, Cingapura continua em primeiro lugar como melhor lugar para se fazer negócios, seguido de Hong Kong, Nova Zelândia, EUA, Dinamarca, Malásia e Coreia do Sul. O ranking, em sua 11ª edição, mede dez fatores do ciclo de vida de uma empresa. Esses números pouco chamam a atenção, mas é essencial que se trabalhe intensamente para derrubar “os monstros da burocracia”, que atrasam o nosso desenvolvimento. Nos anos 70, a burocracia até dispôs de um ministério para debelá-la, comando por Hélio Beltrão. Depois desse elogiável esforço, nada mais foi feito e o quadro é o que relata o Banco Mundial em seu estudo. Dias atrás, fonte do governo federal tocou na questão, mas, parece que logo tudo foi jogadono baú do esquecimento. Uma pena.

OLÍVIA DE CÁSSIA Jornalista

Esperança

RENAN CALHEIROS Senador pelo PMDB e presidente do Congresso Nacional

Banco Central Independente Este ano, quando a Constituição completou 25 anos, criamos um conselho para regulamentar dispositivos da Carta Magna. Depois de fixarmos os direitos trabalhistas dos empregados domésticos, considero oportuno aprofundarmos a discussão sobre o sistema financeiro, como vem sendo lembrado por autoridades financeiras internacionais e pelo próprio ex-presidente do Banco Central, Henrique Meirelles. Neste capítulo, devemos debater exaustivamente sobre a autonomia e a fixação de mandatos para o presidente e diretores do Banco Central. O Brasil é o único país, entre os que adotam metas de inflação, cuja diretoria de banco central não tem mandato fixo. É legítimo que setores do governo se oponham a proposta, mas é incompreensível a reação da oposição que, na prática, tenta desmerecer o debate. Teremos audiências públicas na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado para adensar o debate, mas, pessoalmente, acho que devemos discutir. Se não for possível de-

liberar, pelo menos aprofundaremos o tema. Este é o papel do legislativo. No momento em que um banco central possa ser pressionado para fazer o jogo do governo – e não é esse o nosso caso – e não mais o da estabilidade da moeda, corre sério risco de perder o respeito e a credibilidade dos agentes econômicos e, com ela, perder a capacidade de conduzir com um mínimo de eficácia a política monetária. Para melhorar o que já está bom, para um projeto nacional de desenvolvimento autônomo e sustentável, é inevitável que o Banco Central, fortalecido, tenha independência e fique imune a qualquer interesse vindo da esfera política, partidária, governamental e até mesmo da área privada. Um Banco Central independente é a garantia de que a saúde da economia será sempre diagnosticada com olhos técnicos, isentos e descontaminada da visão dos governantes. O Banco Central, que é o banco dos bancos, deve seguir políticas de Estado e não de go-

TRIBUNA

INDEPENDENTE

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

vernos. Em sociedades amadurecidas, o BC não pode servir como força auxiliar do governo, que não é, no momento, o caso brasileiro. O Banco Central foi criado no governo militar, na reforma econômica promovida pelos ministros Octávio Gouveia de Bulhões e Roberto Campos. Ele nasceu como uma autoridade monetária independente e com mandatos não coincidentes com o do presidente da República. A independência é uma meta sempre perseguida e nunca alcançada desde a criação do BC. Em todos os governos, o BC ganhou ares de autonomia, mas sempre por decisão política do presidente da República. Para funcionar como guardião da moeda, os dirigentes do BC precisariam de autonomia. O pré-requisito é o mandato fixo para presidente e diretores e a prerrogativa de só serem demitidos em casos extraordinários. Independência não é a garantia de êxito, mas, sem dúvida, facilita acertos e eventuais correções de rumo.

Jorgraf UM PRODUTO:

Cooperativa dos Jornalistas e Gráficos do estado de alagoas

Tem dias que a gente acorda com aquela sensação estranha, o aperto no peito, como se o mundo tivesse pesando em seus ombros. E a gente tem que respirar fundo, contar até dez, fazer o exercício de treinamento com o cérebro, para a paciência e a persistência; não desistir e seguir em frente. Eu tenho isso de vez em quando: uma sensibilidade que ainda não entendi, quando algo está para acontecer ou já aconteceu. Não, eu não me sinto uma estrangeira em meu território, mas é uma situação que não sei explicar. Uma vontade incontida de chorar e chorar bastante, de deixar fluir todo esse sentimento que me aperta o peito e que me traz algumas reflexões que me levam às lágrimas, ao ver uma simples mensagem na tela do computador; uma mensagem de amor, seja ela de que forma for. E vem aquela sensação imensa de querer conhecer o mundo que eu não conheci, de dizer que: eu existo, que sinto, que quero; um instante

PRESIDENTE Antonio Pereira Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: José Paulo Gabriel dos Santos Editor geral: Ricardo Castro

de renovação interior, de necessidade de me desfazer de muita coisa que já não tem serventia, de me despojar de sentimentos que não sejam do bem, para depois me recompor e me refazer. Incomoda algumas cenas de agressividade: eu não quero ser testemunha de nenhuma delas, seja ela contra crianças, animais e pessoas. Cecília Meireles disse que “liberdade é uma palavra que o sonho humano alimenta, que não há ninguém que a explique e ninguém que a entenda”. Talvez seja essa liberdade que existe dentro de mim, esse sentimento que sempre nutri, de ser livre, que esteja reclamando de algo que ainda não fiz e que preciso fazer. E como foi pouco o que fiz em relação ao que sonhei! Não preciso de uma análise mais aprofundada para saber que sempre fui idealista, sonhadora. Sonhava com viagens, em conhecer o mundo, pessoas, culturas diferentes, concluir meu curso de línguas e fazer outros e nada

disso eu fiz. E talvez seja aquela luzinha que existe dentro da gente que está dando sinais de que não tenho muito tempo e que não vou ter capacidade para realizar tudo o que sonhei. E como diz Mirela Meira Ribeiro em sua tese de mestrado, “mesmo as palavras, aquelas que se apertam na garganta, que dilaceram o estômago, que contaminam o fígado”, às vezes ficam impedidas de sair, porque a gente não sabe como dizê-las, ou se precisa dizê-las para alguém, que pode não entender a tua necessidade de expressão, o teu caminhar. E vem a certeza de que muitas vezes, e quase sempre, é melhor o silêncio, a reflexão e o desabafo interior, cá com nossos botões, procurar distrair aquela intuição com muito trabalho, muita leitura, música, não procurar descarregar frustrações nas outras pessoas e saber que amanhã é um outro dia e você poderá ser melhor do que o agora, de que a esperança ainda existe em seu coração.

Nosso noticiário nacional é fornecido pelas agências: Agência Folha e AGência Nordeste PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331 REDAÇÃO: 82.3311.1328 - 3311.1329 CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

ricardocastro@tribuna-al.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NÃO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPÍNIÃO DESTE JORNAL.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013 PUBLICIDADE 7


8 PUBLICIDADE MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013

Cidades

CIDADES

9

‘É difícil imaginar uma cidade com tal população infantil que recuse creches’ A secretária municipal de Educação, Ana Dayse Dórea, diz que a prefeitura tentou encontrar outros terrenos apropriados para a construção das creches nos bairros do Canaã, Feitosa e Serraria, mas as áreas apontadas inicialmente são as consideradas ideais. “Não é um depósito, é uma escola, é um local onde a criança pode passar o dia inteiro de fato”, enfatizou. “Fica muito difícil imaginar que uma cidade com o tamanho da população infantil que tem, uma comunidade se recusa a ter um centro de educação infantil”, reclama. Como precaução, para não perder o recurso do governo federal, a secretária disse esteve em Brasília e, se não conseguir reverter a situação, o montante será remanejado para outro local.

Moradores rejeitam creches bancadas pelo governo federal

ADAILSON CALHEIROS

Três comunidades de Maceió se colocaram contrárias à construção das unidades para não perder áreas de lazer OLÍVIA DE CÁSSIA REPÓRTER

U

m projeto de construção de creches e pré-escolas, financiado pelo governo federal e que tem a parceria dos municípios, está sendo inviabilizado em três comunidades de Maceió. O Proinfância disponibiliza um total em recursos de R$ 1,2 milhão para a implantação de cada unidade de ensino e tem como principal objetivo prestar assistência financeira aos municípios de todo o país que efetuaram o Termo de Adesão ao Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação e elaboraram o Plano de Ações Articuladas. Maceió é um deles. Segundo a Secretaria Municipal de Educação (Semed), a capital pode ser contemplada com a

construção de até 61 creches, mas está encontrando resistência no bairro do Canaã, no Loteamento Bariloche, bairro do Feitosa, e no Loteamento Santa Ana, bairro da Serraria. No Bariloche, no Feitosa, a comunidade se colocou contrária à proposta e fez um abaixo-assinado para que a creche não fosse construída, porque, segundo os moradores do bairro, facilitaria a subida dos marginais de uma grota que fica bem próxima ao local. A área, que é predominantemente de classe média, ainda segundo os moradores, não seria beneficiada pelo projeto. Com a construção, um muro que separou o loteamento da grota e reduziu o número de arrombamentos no local, seria destruído e o acesso ao local estaria livre não só aos alunos, mas a ladrões, segundo alega

a comunidade. O terreno onde a creche seria construída também é usado como área de lazer pelos moradores, que plantaram árvores no local e levam as crianças para brincar. No Loteamento Santa Ana, na Serraria, o motivo da recusa é o mesmo. Segundo a Secretaria de Educação, a comunidade não aceita a vizinhança, que é de periferia. Nesse bairro, o terreno já conta com brinquedos e é usado como área de lazer, mas a Prefeitura alega que só parte o terreno seria usado. Já na Rua Maragogi, no Canaã, os moradores rejeitaram o projeto da forma como está, porque alegam que o local escolhido é o único onde eles realizam festas, procissões, encenação da Paixão de Cristo e os professores ensinam futebol às crianças. ADAILSON CALHEIROS

No Canaã, terreno escolhido para a creche é usado para atividades esportivas e festas religiosas

INTERESSE

Comunidade pede construção em outro terreno no mesmo bairro

Líderes comunitários argumentam que há interesse na unidade, mas sem perder área de lazer

O bairro do Canaã é o único dos três que rejeitaram o projeto da creche onde a Secretaria Municipal de Educação vê o interesse da comunidade pela unidade de ensino. Segundo o presidente da Associação de Moradores do bairro, José Bonifácio dos Santos Oliveira, quem primeiro fez a solicitação de uma creche no bairro, para 60 crianças, foi a comunidade. Ele observou que o projeto deles era que a unidade fosse construída em outro local e não no terreno que a prefeitura escolheu. O terreno em questão mede 75 metros por 40 metros e, segundo o presidente da Associação, a prefeitura mudou o projeto inicial da

comunidade, por isso gerou esse impasse. “Nós solicitamos que a prefeitura desapropriasse outro terreno, mas querem empurrar de qualquer jeito esse projeto, não trouxeram solução e não é assim”, pontua Bonifácio Oliveira. O líder estava acompanhado do prefeito comunitário, de um representante da igreja local e de outras lideranças do bairro, que comungam da opinião. Eles disseram também que a Prefeitura de Maceió quer destruir uma lavanderia no local e construir uma quadra: “Fica um espaço insuficiente para a locomoção das pessoas”, destaca. José Bonifácio ainda diz que a prefeitura está que-

rendo colocar a responsabilidade pela inviabilidade da construção nas lideranças do bairro. “Mas a comunidade conhece o problema. Aqui realizamos várias atividades e não recebemos ajuda de ninguém. A prefeitura esquece que o único espaço cultural da comunidade é esse. Estão pensando apenas nas crianças de dois a cinco anos. E quando essas crianças crescerem? Não vão ter lazer? A educação tem que ser como um todo”, avalia. Segundo ele, no local já existiu uma creche do município e foi desativada por falta de crianças e de pessoas capacitadas para trabalhar. O bairro do Canaã tem uma população estimada de 7.500 moradores. (O.C.)

NOVA TENTATIVA

Secretária pretende negociar com líderes comunitários do Canaã Procurada pela reportagem para falar do impasse gerado pela recusa da construção das creches e centros infantis em três comunidades de Maceió, a secretária de Educação do município, Ana Dayse Dórea, disse que não vai desistir do projeto. Na comunidade do Canaã, ela disse que ainda vai tentar uma nova negociação com as lideranças do bairro e acrescentou que, a partir de 2016, os municípios vão ter que universalizar a educação infantil. O projeto Proinfância já está sendo executado em alguns locais da capital. Maceió já tem 20 unidades com processo licitatório aberto; 14 com ordem de serviço e em construção, algumas com

pendências de terreno, como em Riacho Doce, que pela invasão do mar não vai poder ser construída no local previsto, e mais as três comunidades onde os moradores discordam da proposta. SÓ HOMENS Para a secretária, a decisão de não querer a construção das creches, no bairro do Canaã, é dos homens. “Na última reunião que participei na comunidade, estavam: o prefeito comunitário, vereador comunitário, presidente da associação, conselheiro tutelar e alguns jovens lideranças da comunidade, só homens, que de alguma forma explícita não querem a creche naquele local; querem na comunidade, mas não naquele local”, disse.

Segundo Ana Dayse, o único terreno apropriado para a construção da creche no Canaã, nos moldes do projeto do governo federal, é aquele da praça. “Fizemos uma nova planta, uma maquete, como se fala na engenharia, mostrando como seria localizado. Projetamos para lá uma creche de tamanho menor, embora a população comporte a de tamanho maior. A maior pode comportar 120 crianças em tempo integral, ou 240 em tempo parcial. A de 60 em tempo integral é que está projetada para atender a demanda da comunidade”, pontua. A secretária argumenta que a prefeitura buscou um equilíbrio que atenda a necessidade das crianças e a neces-

sidade da comunidade para o esporte e lazer. “A nossa proposta para eles é fazer a creche de um lado, mas, mesmo

a do tamanho menor, compromete parte da quadra e a gente propõe fazer essa creche em tamanho menor, só que a

quadra sai da frente e fica na lateral, para deixar o acesso para a igreja, que não ficará sem acesso”, ressaltou. (O.C.)

ADAILSON CALHEIROS

Ana Dayse argumenta que projeto dialoga com as necessidades da comunidade e não gera prejuízos


10

CIDADES

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

Santa Lúcia tem 50 ruas em obras

Serviços orçados em R$ 14 milhões beneficiam população desse e de outros conjuntos da parte alta de Maceió

A

s obras na parte alta da cidade de Maceió estão a todo vapor. Desde o início da temporada de trabalhos estruturantes, anunciado pelo líder do Executivo Municipal, prefeito Rui palmeira, quando assinou as ordens de serviço no mês de setembro, os trabalhos nos bairros da Santa Lúcia, Village Campestre e Graciliano Ramos, seguem em ritmo acelerado. As obras fazem parte de um pacote de ações custeado com R$ 14 milhões, parte deles própria da Prefeitura de Maceió e estão sendo executadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanização (Seminfra). No Santa Lúcia, mais de 50 vias de acesso estão sendo beneficiadas com serviços de drenagem e pavimentação. As equipes da

Seminfra realizam a pavimentação a partir da colocação de paralelepípedo. As obras do local estão avaliadas em R$ 10,3 milhões. Do total, a Prefeitura orçou R$ 430 mil e o Ministério das Cidades investiu mais de R$ 9,8 milhões para execução dos serviços, com previsão de entrega estimada em 18 meses. O trabalho no bairro da Santa Lúcia é fruto de convênio firmado pela Prefeitura com o objetivo de reinvestir os recursos arrecadados com o pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Segundo o prefeito Rui Palmeira, as obras são importantíssimas para elevar a qualidade de vida dos moradores da parte alta da cidade. “Existe uma cultura de que a Prefeitura apenas

atua na parte baixa da cidade, a conhecida área nobre. Com essas obras, também estamos mostrando que a gestão é preocupada com os moradores da parte alta. Estamos trabalhando para atender as demandas das comunidades, a exemplo desses bairros que há anos sofrem com a falta de estrutura”, disse Rui. Ainda segundo o prefeito, a arrecadação do IPTU é imprescindível para otimizar os serviços e espaços públicos. “É importante redirecionar esses tributos. Nós trabalhamos para converter esses recursos em serviços e benfeitorias voltados para o maceioense. Essa será uma das marcas do nosso governo”, ressaltou o prefeito. No Conjunto Village Campestre I as obras também estão em continuidade. No último dia 31, equipes

da Seminfa intensificaram os serviços de drenagem na Rua Santa Luzia, próximo à Vila Olímpica. As ações no local atualmente consistem na construção de galerias de águas pluviais para evitar alagamentos. De acordo com o engenheiro da Seminfra, José Maria, na Rua Santa Luzia estão sendo usados tubos de concreto de 600 mm e já foram colocados mais de 50 metros de tubos que vão ligar as Ruas 19, 20 e 21, acabando com os alagamentos. As obras do local são avaliadas no valor de R$ 3.322.750. Estão previstos mais um quilômetro de drenagem e três de pavimentação, melhorando a qualidade de vida dos moradores dos Conjuntos Village Campestre, Simol, Rosane Collor e Sol Nascente. SECOM MACEIÓ

Pavimentação no Santa Lúcia será feita com paralelepípedos; obras custarão R$ 10,3 milhões

GRACILIANO RAMOS

Galerias irão evitar alagamentos de vias no período chuvoso No conjunto Graciliano Ramos, as equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanização (Seminfra) estão construindo uma galeria dupla, com dois tubos de 1.200 milímetros, que vão captar a água da chuva, evitando alagamentos. Segundo o secretário da Seminfra, Roberto Fernandes, a população ganhará mais qualidade de vida, principalmente durante

o período chuvoso. “No início da gestão, a Seminfra esteve trabalhando com intensidade nas obras de manutenção da cidade, a exemplo da recuperação de vias. Passada essa fase começamos com as obras de construção, como as que estamos realizando nos bairros da parte alta. É uma determinação do prefeito Rui Palmeira de que trabalhemos para atender as solicitações dessas

comunidades e é isso que estamos fazendo”, disse ele. PACOTE DE OBRAS Em setembro passado, um pacote de ordens de serviço, foi anunciado para executar obras de terraplanagem, pavimentação, recapeamento, drenagem pluvial subterrânea em diferentes bairros e conjuntos habitacionais na capital. De recursos próprios da Prefeitura foram orçados

R$ 14 milhões provenientes da arrecadação de tributos municipais pagos por toda a população maceioense. Somente nos serviços de revitalização e reurbanização do Vale do Reginaldo foram compactuados R$ 5,4 milhões da Prefeitura em convênio retomado com a Caixa Econômica Federal de R$ 54,6 milhões, totalizando R$ 60 milhões. SECOM MACEIÓ

Drenagem também está entre os serviços realizados nas vias da periferia da cidade


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013

CIDADES

11

Rodovias de AL são consideradas ruins Pesquisa CNT de Rodovias afirma que 74% das estradas federais têm problema com a geometria: mal projetadas

O

mais novo levantamento das condições das rodovias brasileiras, divulgado na quinta-feira pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), mostra que as estradas de Alagoas ainda precisam melhorar muito. A Pesquisa CNT de Rodovias mostra que 52,9% das estradas federais situadas em Alagoas são considerados ruins ou regulares. Os outros 47,1% estão classificados como bons ou ótimos, levando em consideração seu estado geral. Mas quem pensa que a buraqueira nas estradas é o que eleva o índice ruim da avaliação da CNT se engana. No fator pavimentação, 73,7% das rodovias do estado são considerados bons ou ótimos. A geometria das vias alagoanas é o que faz delas estradas consideradas ruins ou regulares, com 74,4% dentro dessa classificação. As falhas geométricas afetam a habilidade dos motoristas em manter o controle do veículo e identificar situações e caracte-

rísticas perigosas. A implantação de projetos geométricos inadequados limita a capacidade de tráfego, aumenta custos operacionais e pode causar acidentes. No fator sinalização, 58% das rodovias do estado são considerados ruins ou regulares. Outro grande problema das estradas alagoanas é a inexistência de pista dupla na maior parte dos trechos. Só 3,5% têm pista dupla com canteiro central e 1,5%, com faixa central. Os 95% restantes têm pista simples de mão dupla. O presidente da CNT, senador Clésio Andrade, destaca que os números mostram a necessidade urgente de aumentar os investimentos nas rodovias brasileiras, principalmente em duplicação. “O governo tem uma dificuldade gerencial. Muitos projetos não saem do papel. Há um excesso de burocracia. Os investimentos precisam ser ampliados para que o Brasil melhore a sua competitividade”, afirma.

ADAILSON CALHEIROS

No Brasil, mais de 60% das vias têm problemas

Pavimentação, apesar de ser criticada por motoristas, está em bom estado em 73,7% dos trechos

DIVULGAÇÃO CNT

EM TORNO DE 5%

Pavimento adequado permitiria economizar com o combustível

Estradas precisam de investimento, mas só recebem parte dos recursos DIVULGAÇÃO

De acordo com o estudo da CNT, rodovias com pavimento adequado proporcionam uma economia de até 5% no consumo de combustível. Se for considerado o consumo de óleo diesel no Brasil em 2013, seria possível uma economia de 661 milhões de litros, ou quase R$ 1,3 bilhão, e uma redução da emissão de 1,7 megatonelada de gás carbônico.

O presidente da CNT, Clésio Andrade, pontua que a falta de investimentos nas estradas é uma situação comum nos últimos anos. Segundo Andrade, o governo não consegue investir de forma eficiente porque tem um grave problema gerencial. Apesar de reconhecer a importância de alocar os recursos, não consegue destravá-los. “A Pesquisa de Rodovias é uma ferramenta para in-

centivar políticas públicas que garantam um transporte de maior qualidade”, explica. Clésio Andrade destaca que, do total autorizado pelo governo para as rodovias em 2013 (R$ 12,7 bilhões), apenas 33,2% - o equivalente a R$ 4,2 bilhões - foram pagos até o início de outubro. Em 2012, foram pagos R$ 9,4 bilhões (50,3%) do total autorizado, R$ 18,7 bilhões.

PERIGO IGNORADO

Jogar lixo nas estradas pode provocar acidentes, alerta órgão

Animais na pista são atraídos por comida jogada por passageiros

PRECARIEDADE

Ao jogar um objeto qualquer pela janela do carro, em uma rodovia, o motorista pode colocar a vida de dezenas de pessoas em risco. Uma bituca de cigarro, por exemplo, pode acabar em um grave incêndio. Resto de comida atrai animais, que são os grandes vilões dos acidentes com veículos. Objetos de metal no asfalto podem ser arremessados com a mesma velocidade

de uma bala pelos pneus de carros e caminhões. Mas apesar de grande, o risco é ignorado por milhares de veículos que cruzam as estradas paulistas todos os dias. Ao todo, 67 toneladas de lixo são recolhidas nas rodovias que cortam o Estado de São Paulo. Apenas em 2012 foram jogados 24,6 mil toneladas de detritos. Além do lixo orgânico, há latas de alumí-

nio, papel, vidro e plástico, entre outros. Mas há casos de grandes objetos como móveis e eletroeletrônicos quebrados. Para dar conta de todo esse material, diariamente um batalhão de quase 500 funcionários percorre a malha para recolher e transportar os detritos a um depósito. Os dados são da Agência de Transporte do Estado de São Paulo.

Mais de 60% das rodovias do Brasil apresentam problemas de sinalização, pavimentação e geometria da via, segundo o estudo da Confederação Nacional do Transporte (CNT). O percentual de estradas com problemas subiu para 63,8% este ano, de 62,7% no ano passado. Segundo o estudo, seria necessário um investimento mínimo de R$ 355,2 bilhões para melhorar a infraestrutura das rodovias brasileiras. Foram analisados 96,7 mil quilômetros de rodovias em todo o País, o que equivale à totalidade da malha federal e às principais estradas estaduais. Na questão da sinalização, 67,3% das vias apresentam problemas. Já no critério de pavimentação, que avalia a capacidade de suportar efeitos do mau tempo, resistir ao desgaste e permitir o escoamento das águas, 46,9% dos trechos analisados estão com problemas. A CNT diz ainda que 77,9% das rodovias não têm condições satisfatórias de geometria. As rodovias sob concessão da iniciativa privada são as mais bem avaliadas pela pesquisa. Em relação ao estado geral, 84,4% foram classificadas como ótimas ou boas. Apenas 15,6% ficaram na faixa de regular, ruim ou péssima. A situação se inverte quando são analisadas as rodovias sob gestão pública: 26,7% têm condições ótimas ou boas e 73,3% não estão em situação satisfatória. CUSTOS Segundo a pesquisa da CNT, as más condições das rodovias geram um aumento médio de 25% no custo operacional dos transportadores. Na região Norte, o aumento nos gastos é o maior do País: 39,5%. Em seguida vêm o Centro-Oeste (26,8%), Nordeste (25,5%) e Sudeste (21,5%). O menor acréscimo é registrado no Sul (19%).


12

CIDADES

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

Banda larga chegará mais veloz ao cliente Limite mínimo de velocidade a ser entregue pelas operadoras de internet subiu para 70% na média de todo o mês

CidadesemFoco ROBERTO BAIA robertobaiabarros@hotmail.com

Arapiraca

O

recadastramento para táxis e mototáxis realizado pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Arapiraca (SMTT) será até a próxima segunda-feira (4) para os veículos regulamentados pelo órgão e que atuam em Arapiraca.

E

ntraram em vigor na sexta-feira os novos limites de velocidade de banda larga fixa e móvel no Brasil, obrigando as operadoras a entregarem, em média, pelo menos 70% da velocidade contrata pelos usuários mensalmente. Isso quer dizer que, se um assinante tem um plano de 10 Mbps, a velocidade média entregue pela operadora deve ser de, no mínimo, 7 Mbps no mês, em média. O novo limite faz parte das metas estabelecidas nos regulamentos de Gestão da Qualidade dos serviços de Comunicação Multimídia (banda larga fixa) e Móvel Pessoal (banda larga móvel). Além da média mensal, a velocidade instantânea, no momento da conexão, deve ser de pelo menos 30%. Caso a prestadora entregue apenas 30% da velocidade con-

tratada por vários dias, terá de, no restante do mês, entregar uma velocidade alta ao usuário para atingir a meta mensal de 70%. Esses percentuais valem até novembro de 2014, quando serão ampliados para 80% na média mensal e 40% na velocidade instantânea. O controle na velocidade da banda larga fixa é feito pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) através de medidores instalados nos computadores de voluntários. Já a medição na banda larga móvel é feita através de uma parceria com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Os medidores que monitorarão a qualidade do serviço serão instalados em escolas atendidas pelo Projeto Banda Larga nas Escolas Públicas Urbanas. DIVULGAÇÃO

Recadastramento

Legalidade

De acordo com a SMTT, os permissionários do serviço de táxi e mototáxi que não fizerem o recadastramento até a data-limite perderão automaticamente a concessão do serviço. Segundo o titular do órgão municipal, Ricardo Teófilo, a finalidade do recadastramento é garantir segurança aos usuários do serviço de táxi e mototáxi na cidade, de acordo com as exigências do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

“Estamos trabalhando dentro da legalidade e esse serviço tem que atuar de acordo com as leis de trânsito e a legislação específica para cada caso”, explicou Ricardo Teófilo. Atualmente, existem na SMTT cerca de 670 permissionários de mototáxi e aproximadamente 400 táxis cadastrados. O órgão afirma ainda que o não recadastramento vai implicar em multa administrativa e em possível cassação do alvará.

Obrigações do serviço De acordo com o diretor de Transporte, Ailton Pereira, a SMTT trabalha no cumprimento à legislação de trânsito e transporte e não será diferente para cada um desses casos. “Para o recadastramento dos veículos de transporte individual de passageiros na categoria táxi serão assegurados todos os dispositivos dos decretos 1.654 e 2.238, que regulamentam o serviço no município”, disse ele.

Exigências

Além desse prosseguimento, existem algumas obrigações dos permissionários do serviço. O veículo deve ter no mínimo cinco anos de fabricação, utilização de taxímetro e o condutor deve ter certificado de bons antecedentes, entre outros itens exigidos pelo órgão municipal.

Logomarca

Penedo

Acerca dos veículos, os táxis devem ter a logomarca da SMTT e o taxímetro regularizado junto ao INMEQ. “Caso o veículo não atenda essa norma é considerado clandestino tanto quanto os demais veículos que circulam na praça sem regulamentação”, informou Pereira.

Um dia de campo realizado na última quarta-feira (30) colocou os produtores familiares de leite do perímetro irrigado do Marituba, que atuam no programa Balde Cheio, em contato com duas diferentes realidades da bovinocultura leiteira em Alagoas: o semiárido e a zona da mata.

Mototaxistas

Já para os mototaxistas, devem-se cumprir as legislações municipal e federal, realização de curso obrigatório de acordo com a Resolução de nº 410 e o cumprimento de diversos itens associados à segurança da atividade, conforme a Resolução de nº 356 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Bovinocultura

O perímetro irrigado é mantido pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em Penedo (AL) e possui como atividade principal a bovinocultura leiteira, estruturada a partir de convênio que envolve Codevasf, Secretaria de Estado da Agricultura de Alagoas (Seagri/AL), Cooperativa Pindorama e Cooperativa Marituba (Coomarituba) - organização que reúne os agricultores irrigantes do perímetro.

Craíbas A primeira atividade do dia de campo foi realizada na propriedade do agricultor Marcelo Pereira de Albuquerque, uma unidade demonstrativa do programa Balde Cheio localizada no município de Craíbas, semiárido alagoano. No local, os participantes puderam conhecer a metodologia do Balde Cheio, apresentada pela equipe do programa na Seagri/AL, Sebrae e empresa Fazenda Eficiente.

... Visando o bem-estar social e comodidade dos seus funcionários, a Prefeitura de Arapiraca através da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Semarh) elaborou uma programação especial para o mês de outubro no Clube do Servidor Arapiraquense. ... Durante os próximos finais de semana, o servidor desfrutará de atrações musicais de qualidade, além das vantagens disponibilizadas pela estrutura do clube, a exemplo de campo society, ginásio poliesportivo, quadras de tênis e piscinas, incentivando à prática esportiva e qualidade de vida do funcionário municipal. ...O presidente do Senado, Renan Calheiros, defendeu o avanço no processo judicial eletrônico que, em sua avaliação, além de gerar economia, irá proporcionar ganho de tempo para todos aqueles que atuam no Direito. “A principal beneficiária desse avanço tecnológico é a sociedade, com o acompanhamento online dos processos”, previu Renan.

Velocidade mínima deverá ser ainda maior daqui a um ano

AÍLTON VILLANOVA ailton.villanova@gmail.com

Quem manda mais: o juiz ou o soldado?

D

esde os tempos da soldadesca do Império, os registros do cotidiano enfileiram milhares de episódios nos quais a figura do milico exsurge comparada à de, praticamente, um rei. Então, na época dos conflitos nos sertões nordestinos, o meganha impôs-se pela força do arbítrio, da perversidade. Ganhava mais fama aquele que mais vítima fizesse. Não estou contando nenhum segredo. Ainda hoje continuamos testemunhando espetáculos tristes protagonizados pelos herdeiros dos algozes fardados dos tempos do “ronca”. A farda dá um poder danado ao homem. Nas comunidades menos avisadas, então, o fardado manda e desmanda; esfola e mata. Por incrível que possa parecer, soldado de polícia no interior é mais autoridade que o coronel, mais autoridade do que o delegado de polícia, mais autoridade do que o padre... É mais autoridade do que o prefeito... e do que o juiz. O matuto tem muito mais que respeito por ele: tem temor. Os motivos estão explícitos no exórdio. As histórias dos sertões estão eivadas de fatos e causos que credenciam o militar não graduado, ou por outra, o soldado raso, como “dono do poder”. Relato, aqui, um episódio hilário, verdadeiro em todos os seus aspectos, apenas como um pequeno ilustrativo do poder que o soldado de polícia exerce no interior. Ocorreu no estado de Pernambuco, como poderia ter ocorrido em Alagoas, em Sergipe, ou na Bahia. Bom. Era dia de feira livre em Serra Talhada. Mundão de gente pra lá e pra cá. O novo juiz da comarca, doutor Thomé Bulhões, muito jovem, ainda, precisava impor sua autoridade. Serra Talhada tinha a fama de município violento. Então, o ilustre magistrado decidir marcar firme. Solzão de derreter juízo, eis que doutor Bulhões misturava-se com o povão, tendo como acompanhante o escrivão Nestor Armindo, que, por sinal, era seu primo. O magistrado caminhava pela feira, driblando as barracas, quando, de repente, estacou diante de um matuto que exibia na cintura uma faca-peixeira de muitas polegadas. Bem dizer uma espada. - Pra que essa faca, rapaz? – perguntou o juiz todo cheio de autoridade e arrogância. O matuto respondeu: - Pra nada! - Então, passe ela pra cá! De hoje em diante não quero ver ninguém armado nesta cidade, está me ouvindo? Murchinho, o matuto entregou a faca ao juiz, que seguiu em frente com ar vitorioso. Um feirante que havia presenciado cena, chegou junto do cara que havia sido desarmado e fez o “boi-de-fogo!: - Seu Migué, vosmicê é desarmado pur um rapazinho discunhicido e num fáis nada? Vosmicê percurô sabe quem é ele? - Percurei não! - E então? Vosmicê obrô munto máu! Ao escutar a ponderação do amigo, o matuto Miguel correu atrás do juiz e o alcançou quando ele dobrava a esquina: - Um minutinho aí, seu Zé...! - O que é que você quer? – redarguiu o magistrado. O sertanejo então respondeu com uma pergunta: - Eu só quiria sabe se vosmicê é sordado. É sordado puracauso? - Não! Eu sou juiz! Sou o juiz de direito da cidade! - Ah, é? Entonce me dê a minha faca de vorta, seu merda! E eu pensando que vosmicê era sordado!!!

Cuspir nunca mais! Na nossa briosa Polícia Militar havia um soldado finíssimo, educadíssimo, chamado Margarido Joaquim. Ocorre que colegas gaiatos lhe conferiram o apelido de “Moça”, fato que não condizia com a sua condição de machão. Por que Moça? Porque, além do prenome meio feminino, o PM só gostava de andar cheiroso e elegante. Quantas vezes o indigitado teve de sacar o seu “trabuco” para evitar que continuassem lhe chamando pela alcunha. Contava o saudoso coronel PM Jayme Ferreira Lima que havia perdido as contas das carreiras que o Moça impôs à negrada. Nessa época, Jayme era aspirante a oficial. Um dia, mandaram o Moça servir no 2° Batalhão sediado em Santana do Ipanema, que era comandado pelo finado coronel PM Malaquias Oliveira. Seu oficial imediato era o próprio filho, então capitão Alarico de Oliveira, também falecido. Determinado dia, coronel Malaquias recebeu em seu gabinete o PM Margarido, que lhe fez um apelo dramático: - Por favor, meu coronel, mande o pessoal acabar com esse negócio de me chamar de Moça. Pega mal! Vai terminar eu me desmantelando aqui dentro! E o velho coronel: - Pode deixar, meu filho. Amanhã, mando formar a tropa e dou um esbregue daqueles! Dito e feito. De ordem do pai e superior hierárquico, o capitão Alarico perfilou a milicada diante do comandante, que mandou ver um esporro no capricho: - Aquele que insistir em querer desmoralizar o soldado Margarido vai se ver comigo, entenderam? Bastante emocionado, o praça pediu a palavra, quebrando o protocolo. Coronel Malaquias abriu a concessão. Então, o Moça falou: - Obrigado, meu coronel. Obrigado a todos os camaradas, pela maneira como acataram o pedido do nosso comandante. Em troca disso, eu garanto que nunca mais vou cuspir na sopa de vocês!


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013

Economia

Uma ideia pode demorar um segundo, um dia ou um ano para surgir. Mas, às vezes, pode demorar um pouquinho mais. No caso de Adriano Bezerra de Sousa, a ideia de construir móveis com tampas de latas de alumínio demorou quinze anos para se concretizar. “Eu sempre quis inventar um produto que pudesse ser fabricado em grande escala, fosse do interesse das pessoas e gerasse algum tipo de melhoria ambiental e social”, disse. O processo de fabricação foi patenteado pelo inventor. A fábrica da Móveis Ecológicos da Amazônia fica na pequena cidade de Caracaraí (a cerca de 141 km de Boa Vista, em Roraima) e emprega dez funcionários. “Vendemos nossos móveis para todo o Brasil. As encomendas chegam pelo Facebook ou pelo nosso site”, afirmou. Sousa afirma que foi quando menos esperava que surgiu a ideia de produzir com produtos que seriam desperdiçados.

Meta para as oito frentes de serviço é antecipação do prazo para atender crescimento da região

A

e onde será instalada uma estação de tratamento, percorre vários municípios do Agreste. Além de Arapiraca, a nova adutora proporcionará melhoria no abastecimento de água de nove outros municípios integrantes do sistema coletivo do Agreste (Craíbas, Igaci, Girau do Ponciano, Campo Grande, Coité do Nóia, São Brás, Lagoa da Canoa, Olho d’Água Grande e Feira Grande). Com a nova adutora, onde estão sendo investidos R$ 143 milhões, a produção de água do sistema coletivo dobrará, passando dos atuais 1.500m³/h para 3.000m³/h. Com esse incremento será resolvido o problema de falta de água em Arapiraca e nos outros nove municípios do sistema coletivo. Dos 1.500m³/h que serão produzidos pelo novo sistema adutor, 1.000m³/h irão diretamente para a cidade de Arapiraca e 500m³/h para a Mineração Vale Verde. O previsão para conclusão das obras é setembro de 2014, de acordo com o contrato, mas a construtora está trabalhando para antecipar esse prazo. ELETROBRAS A Eletrobras Distribuição Alagoas realizou operação para coibir a prática de ligações clan-

13

Inventor faz mesa, cadeira e outros móveis com latinhas no meio da Amazônia

Obras da nova adutora do Agreste são tocadas dia e noite s obras da nova adutora do Agreste avançam em oito frentes de serviço e já estão próximas da metade do trajeto. Na quinta-feira (31), o assentamento de tubos se aproximava dos 21 mil metros, diante de uma extensão total de 57 mil metros, de acordo com a construtora Galvão, contratada da CAB Águas do Agreste, empresa integrante da Parceria Público-Privada (PPP do Agreste) com o Governo do Estado, por meio da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal). O trabalho está sendo desenvolvido de forma ininterrupta, ou seja, dia e noite, a fim de antecipar a entrega da obra. Das oito frentes de serviço, cinco operam durante o dia e três no período noturno. À medida que os tubos são assentados, a equipe de solda entra em ação para conectá-los. Em seguida é feito o aterramento, embora em alguns trechos os tubos fiquem expostos e sustentados por vigas de ancoragem em razão da topografia. A nova adutora tem como ponto de partida a estação de captação, que fica situada à margem do Rio São Francisco, no município de Traipu. De lá até Arapiraca, seu destino final

ECONOMIA

destinas em eventos ao ar livre. Durante um show, no município de Arapiraca, foram encontradas 30 ligações irregulares feitas por ambulantes, que utilizaram os chamados ‘ganchos’ para obter energia elétrica direto da rede, o que é considerado furto. A fiscalização foi realizada por oito técnicos da distribuidora. Durante a inspeção, os ambulantes resistiram e foi necessário chamar reforço policial. Somente com a chegada dos militares os comerciantes concordaram em permitir a ação. Das 30 ligações clandestinas encontradas, 28 foram retiradas pelos técnicos da Eletrobras e duas pelos próprios ambulantes. Ao final da fiscalização, a Eletrobras regularizou a situação dos ambulantes e instalou um disjuntor de proteção na rede para evitar mais casos e também possíveis acidentes. Um representante do grupo dos ambulantes se responsabilizou pelo consumo da energia elétrica e o pagamento da conta. A Eletrobras informa que, para evitar estes casos, os ambulantes devem procurar a empresa, no prazo de até 48 horas antes do evento, solicitando uma ligação provisória.

Tubos da Adutora Águas do Agreste terão extensão total de 57 mil metros

GRÁFICOS

Governo firma convênio de R$ 66 milhões Um convênio foi firmado entre o governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento e do Desen volvimento Econômico (Seplande), o Sindicato das Indústrias Gráficas de Alagoas (Singal) e a Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea). A iniciativa tem valor total de R$ 66 milhões e visa promover o desenvolvimento técnico, de arrecadação e tecnológico do setor gráfico do Estado. “Serão realizados diagnósticos para levantar as dificuldades e potencialidades do setor. A partir disso, teremos a possibilidade de fomentar de forma mais eficiente essa cadeia produtiva”, concluiu o secretário Luiz Otavio Gomes. O governador Teotonio Vilela anunciou, na semana que passou, medidas que vão beneficiar os micro e pequenos negócios do Estado, durante reunião na Fiea. Trata-se da total implantação da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas em Alagoas e o aumento do sublimite do ICMS para as MPEs. Um convênio para aprimorar a competitividade do setor gráfico do Estado também foi assinado.


14

ECONOMIA

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013

Perfil dos profissionais mais cobiçados atualmente

Ter boa comunicação, agilidade na função e domínio do cargo são desejáveis

T

razer resultado rápido e ter senso de dono, além de boa capacidade de comunicação com outras áreas da empresa, são características apontadas pelos especialistas ouvidos pelo Brasil Econômico como essenciais aos profissionais que buscam uma boa colocação em uma grande companhia ou querem trocar de empresa. “Experiência prévia, habilidade de aprender rapidamente e produzir resultados rápidos, seja diretor, gerente ou especialista, são as características mais buscadas”, diz Bernardo Entschev, CEO da De Bernt. Levantamento feito pela Page Personnel, em agosto, acrescenta ainda networking e total domínio do cargo como importantes. “As companhias

sonham com esse tipo de profissional, porque ele está em falta. É o tipo de pessoa que as empresas precisam trazer, a que produz resultado imediato, cuida diretamente do dia a dia dos negócios, não fica muito tempo em treinamento, enfim, aquele executivo que põe a engrenagem para funcionar”, explica Roberto Picino, diretor da Page Personnel. COMPETIVIDADE Segundo Juliano Ballarotti, diretor da HAYS em São Paulo, esta tendência do mercado nacional ocorre devido ao aumento da competitividade entre as empresas. “As corporações têm reduzido os custos, logo precisam de profissionais mais rápidos, maleáveis e adaptáveis”, explica. Para os especialistas, di-

ferente do que ocorria há 20 anos, sair do país para ser bem sucedido não está mais tão presente nos objetivos do profissional no Brasil. Hoje, o movimento é o inverso, com maior entrada de estrangeiros no país e brasileiros, mesmo que empregados fora, querendo retornar. “Na verdade, o Brasil passou grande parte da última década perdendo profissionais para outros mercados. Atualmente, estes profissionais passaram a ter intenção de voltar ao país, porque as oportunidades voltaram a aparecer”, destaca Leonardo Leitão, consultor de Recrutamento e Seleção. “O Brasil é visto como o centro do Mercosul e passamos a ter mais profissionais responsáveis pela região, o que acontecia

menos há alguns anos”, completa Ballarotti. Além do crescimento do país nos últimos anos, Entschev credita esta mudança de cenário também à instabilidade econômica internacional. “A Europa não consegue sair da crise, os Estados Unidos melhoram lentamente. Então, é melhor ficar aqui, já que os salários são altos e há mais oportunidades”, diz ele. No entanto, fazer cursos no exterior, principalmente de gestão, continua a ser um diferencial. De acordo com Ballarotti, os cursos de MBA brasileiros que têm módulos internacionais também aparecem como opção. “Como há pessoas de diferentes países, é como ter experiências internacionais sem sair daqui”, ressalta.

Trazer resultado rápido e ter senso de dono são algumas características do profissional disputado no mercado, segundo pesquisa

BRASIL

Faltam profissionais para engenharia e tecnologia No entanto, alguns setores ainda sofrem com a falta de mão de obra. Para os especialistas, as áreas de engenharia, tecnologia da informação e telecomunicações são as que mais necessitam de profissionais, havendo, inclusive, tendência de abertura do mercado, como já ocorreu com a entrada de médicos estrangeiros. “O Brasil forma 40% ou 50% dos engenheiros que vamos precisar nos próximos anos, com as inúmeras obras de infraestrutura. Este fe-

nômeno inflaciona salários e abre a fronteira para profissionais estrangeiros, o que já ocorreu em outros países. Ao mesmo tempo, profissionais de países em que a infraestrutura já existe, como Portugal e Espanha, buscam opções fora”, explica Entschev. DE ESTAGIÁRIO A CEO Muito se fala em traçar um plano de carreira para o profissional que acaba de se formar ou entrou em uma grande empresa, mas são poucas as pessoas que de fato conseguem sair de um estágio ou funções

de níveis operacionais para alcançar um cargo de liderança na mesma companhia. É o caso de Eduardo Takeshi Nozawa, que em 15 anos, avançou de estagiário a responsável pela divisão de oftalmologia do laboratório Abbott. Isso se deve a vários fatores que influenciaram o mercado de trabalho nos últimos 20 anos, como as crises financeiras, que obrigaram as empresas a buscar estruturas mais planas, sem muitos níveis hierárquicos, e a evolução da tecnologia da informação, que permitiu o aumento da

produtividade sem contratar mais mão de obra. “Até a década de 1990, você tinha um acordo psicológico entre a empresa e os colaboradores. [O colaborador pensava] ‘eu vou trabalhar na mesma empresa a vida toda. Eu dou a lealdade e a empresa me devolve uma garantia de emprego’. sso mudou”, observa Carlos Siqueira, diretor da prática de remuneração para América Latina do Hay Group, consultoria global de gestão de negócios.

ENGENHARIA

Estagiários mais valorizados no mercado de trabalho Formada em engenharia elétrica pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Alice Barbosa, de 24 anos, sempre se interessou pela área de exatas. No entanto, além da vontade de entender melhor o funcionamento de equipamentos elétricos, a alta remuneração do setor também foi um fator decisivo para que a trainee da companhia petroquímica Braskem optasse pelo curso de engenharia. “Com certeza isso foi levado em conta na minha decisão. Eu sempre procurei conciliar uma coisa que eu gostasse e que desse uma perspectiva de um futuro equilibrado em termos financeiros”, conta Alice. Confirmando a escolha da engenheira, a pesquisa realizada com 162 empre-

sas pela consultoria global de gestão de negócios Hay Group mostra que 67% das empresas com programas de trainee priorizam a entrada de novos engenheiros. Esta carreira também se destaca entre os programas de estágio, com os alunos do curso sendo 15% mais bem remunerados em relação aos demais. APROVEITADOS Para Adriana Teixeira, da consultoria RH Across, isso se deve ao fato de que as empresas notaram que estes estudantes podem ser aproveitados por outros setores. “Antes, o estudante de engenharia fazia estágio na área de manufatura, produção, por exemplo. Hoje em dia, eles são selecionados para diversas áreas das empresas”, conta.

Alice, engenheira elétrica concilia o que gosta com retorno financeiro


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013

PUBLICIDADE 15


16 ESPORTES

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013

Esportes

TRIBUNAINDEPENDENTE

Semel contabiliza grande aumento de participantes nas Corridas de Rua A Secretaria Municipal de esporte e Lazer (Semel) é grande parceirda dos eventos de corrida de rua de Maceió. Segundo o Secretário Pedro Vilela o aumento de participantes é muito significante. “Rapidamente as inscrições acabaram para esta etapa do Farol do circuito popular. E sempre observamos mais gente participando de outras corridas. Isso nos motiva a organizar o calendário e aumentar a capacidade de corredores em casa prova. Eram 500, passou para 700 e vamos trabalhar para chegar a ao número de mil inscritos na última etapa em dezembro”, disse Pedro.

Circuito Popular de Corrida no ao Farol

Cerca de 700 corredores estão confirmados para a prova inédita na Avenida Fernandes Lima no bairro do Farol

P

ara alguns, correr é uma das formas mais eficientes de manter a forma e deixar a saúde em dia. Calçar o tênis e enfrentar as ruas, em muitos casos, funciona até como terapia. No Brasil, a corrida de rua é dos esportes que mais crescem, registrando números surpreendentes de competidores nas corridas e de provas realizadas. Em 2013, Maceió vem mantendo um calendário intenso e a meta dos organizadores e atletas é organizar estas datas para 2014. Dentro das inúmeras provas está o Circuito Popular de Corridas de Rua, promovido pela Prefeitura de Maceió através da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel). No próximo domingo, de forma inédita, uma prova será realizada no bairro do Farol, na Avenida Fernandes Lima. Será a terceira etapa do Circuito, dentro do calendário oficial 2013 do Circuito Popular de Corridas de Rua. A primeira corrida ocorreu em setembro no Pontal da Barra. A segunda etapa aconteceu no Salvador Lyra em outubro. No dia 01 de dezembro, a prova será no Benedito Bentes e fechando a temporada, na Pajuçara no dia 22 de de-

CORRIDA DE RUAZ

zembro. “Atualmente as corridas de rua são febre em todo o país. Independente de idade e objetivo, crianças, adolescentes, adultos e idosos procuram essa modalidade. Prevenindo doenças, buscando qualidade de vida e até mesmo competições, esse exercício fornece alternativas para alcançar objetivos”, revelou o secretário da Semel, Pedro Vilela. Para o atleta amador Allan Agra, são oportunidades como esta que proporcionam a busca pela qualidade de vida através da corrida. “Temos em Maceió diversas provas e nem todas são acessíveis. O Circuito Popular é uma ótima proposta para reunir os apaixonados por corrida em uma prova divertida e, praticamente”, disse que ele pratica o esporte há dois anos. Cada pessoa inscrita recebe o kit do atleta com chip eletrônico retornável e número de peito da Contime Assessoria e Cronometragem Esportiva. Após as provas acontece a hidratação e todos ganham medalha de participação. Os três primeiros colocados nas categorias masculino e feminino terão direito a troféus e brindes de parceiros. O cam-

DDDDD

Para o atleta amador Allan Agra, são oportunidades como esta que proporcionam a busca pela qualidade de vida através da corrida

peão geral das cinco etapas no masculino e feminino ganhará da Semel a inscrição, passagem, hospedagem e alimentação para participar da Meia Maratona do Rio de Janeiro, em agosto de 2014. “Segundo dados de revistas especializas essa prática ganha o 2° lugar entre to-

SMTT organiza trânsito para que evento não cause transtornos As operações de Trânsito vão provocar o estreitamento da via começando a partir das 7h

dos os esportes praticados no Brasil. Essa colocação se justifica pelas características da atividade que não exige necessariamente habilidades específicas para a prática e trazem muitos benefícios”, explicou o coordenador do Circuito e assessor técnico da Semel, Daniel

P

ara possibilitar a realização da 3ª etapa de Corrida de Rua, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Maceió (SMTT) irá ordenar o trânsito para evitar transtornos as condutores que trafegarem na Avenida Fernandes Lima neste domingo. De acordo com a Diretoria de Operações de Trânsito do órgão, as interdições parciais que vão provocar o estreitamento da via começarão a partir das 7h e vão se estender até as 9h30, em todos os cruzamentos e faixas da esquerda e central da Avenida Fernandes Lima, no trecho entre a Praça do Centenário e a saída da antiga Avenida Rotary, somente no sentido Centro/Tabuleiro. A faixa da direita estará libe-

Costa. A meta da Semel para próxima temporada é fazer uma corrida por mês, totalizando 12 etapas. No final deste ano deve ocorrer um encontro de todos os representantes e promotores de corrida para um ajuste detalhado do calendário para

rada para o trânsito de veículos. “Divulgamos bastante essas alterações no trânsito, para que os condutores fiquem avisados das alterações. Não serão grandes bloqueios, mas apenas o suficiente para possibilitar a realização do evento, que é muito importante para os atletas. Por isso pedimos a compreensão para quem transitar pelo bairro do Farol neste domingo. A alteração será até as 9h30, logo após o término da competição”, afirmou o superintendente, Tácio Melo. CENTRO/TABULEIRO Uma das principais orientações é quanto à proibição temporária nos retornos de quadra ao longo do trecho onde haverá a corrida. O retorno de quadra feito pela Rua Desembargador Tenório (saindo na Fernandes

2014. “O real objetivo do Circuito Popular de Corridas de Rua é promover o esporte como ferramenta de inclusão. Vamos trabalhar para que em 2014 o calendário de corridas seja mais extenso”, disse o prefeito Rui Palmeira.

Lima pelo restaurante Tepan) e todos os outros que existem ao longo do percurso estarão interditados parcialmente. Para retornar pela Fernandes Lima, os condutores terão que usar o retorno de quadra da Rua Boa Esperança, seguir pelos fundos da Mavel, pegar a Avenida Rotary e finalmente retornar à Fernandes Lima pelo cruzamento do Posto Convém. TABULEIRO/CENTRO A mesma orientação se dá no lado oposto da Fernandes Lima, sentido Centro. Ao invés de usar o cruzamento que sai da Rua Coronel Lima Rocha para dar acesso à Pitanguinha, ou quem vem pela Rua Guedes Miranda para fazer o retorno em frente à Casa das Carnes, terá que fazer a conversão somente após à Praça do Centenário.

BRASILEIRÃO

Fluminese entra em campo pressionado contra o Flamengo

O Fluminense está apenas três pontos acima da zona de rebaixamento

O Fluminense está vivendo um dos seus piores momentos na temporada. Sem ganhar há sete partidas, o time perdeu de 3 a 2 para o Vitória, de virada, mesmo estando com um homem a mais desde a metade do primeiro tempo, no último final de semana. Com 36 pontos conquistados, a equipe está apenas três acima da zona de rebaixamento. Assim, cresce a tensão para o clássico deste domingo, às 18h30 (em Maceió), diante do Flamengo, no Maracanã, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar disto, os jogadores parecem bastante confiantes, pois olham o clássico contra o rival como uma grande oportunidade de mudarem a história na competição. “O momento pode não

ser positivo, mas não estamos na zona de rebaixamento e temos condições de mudarmos essa realidade. Faltam sete jogos para acabar o Campeonato Brasileiro e, se ganharmos do Flamengo, por exemplo, vamos ganhar mais moral. Vencer um clássico sempre é uma sensação muito diferente e não podemos deixar de lembrar disso um só momento nesta preparação. Estamos confiantes e sabemos que vamos fazer um grande jogo contra o Flamengo. Empenho e determinação não faltarão”, prometeu o zagueiro Gum. OUTROS JOGOS 16h Goiás x Botafogo 16h Santos x Cruzeiro 16h Vitória x Corinthians 16h Grêmio x Bahia 18h30 Criciúma x Ponte Preta 18h30 Atlético-PR x Inter


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013 DIVERSÃO&ARTE

David Bowie gasta US$ 13 para dirigir clipe gótico

Elton John diz ‘sentir pena’ de participantes de reality shows musicais

No último fim de semana, David Bowie foi para seu escritório em Nova York para filmar um novo clipe. Em dois dias, ele escreveu, dirigiu e editou o vídeo de “Love is Lost”, divulgado durante o Mercury Prize, que aconteceu em Londres, onde Bowie concorria ao prêmio com o novo disco, “The Next Day”. Bowie afirma ter gasto apenas US$ 12,99 (cerca de R$ 26) para a produção do clipe com motivos góticos e uma marionete de madeira talhado à semelhança do cantor, semelhante ao personagem que o cantor adotou há 33 anos quando gravou o bem-sucedido “Ashes To Ashes”.

O cantor britânico Elton John disse “sentir pena” dos participantes de reality shows musicais como “The X Factor” e “The Voice”, porque eles são “jogados aos leões” ao alcançar a fama sem conhecer como funciona a indústria fonográfica. Elton, que acaba de lançar seu novo disco, “The Diving Board”, falou sobre o tema em entrevista à emissora BBC One. O tipo de celebridade que os programas de TV oferecem atualmente, sem a experiência de tocar ao vivo, é a mesma coisa que simplesmente jogálas aos leões”, afirmou. “Obter experiência ao participar de uma banda e ganhar bem pouco pelo que você ama fazer te dá a força de caráter, a energia e a experiência que você vai precisar mais tarde na vida.

Um Deus Marvel encontra o tom para o universo de thor, melhora na pancadaria ‘cult’ e vai um passo além em Thor - O Mundo Sombrio

S

1

ó a Marvel consegue ser a Marvel. A mistura de ação, verborragia, personagens extravagantes e humor, que a editora tornou famosa desde a década de 1960 nos quadrinhos, só funciona mesmo de verdade nas telonas dentro de casa. Enquanto diversos estúdios tentam adaptar a fórmula criada pela dupla Stan Lee e Jack Kirby para os cinemas com uma certa “vergonha”, sempre tentando transformar aqueles supercoloridos heróis em algo mais realista e sisudo, o Marvel Studios abraça a deliciosa natureza de suas criações. Thor - O Mundo Sombrio (Thor - The Dark World) é uma ensandecida mistura de referências, não apenas ao Universo Marvel, mas também à cultura pop em geral. A espalhafatosa aventura pouco fica na Terra, mostrando mais de Asgard e outros reinos fantásticos, que se parecem visualmente ora com Alien/Prometheus, O Senhor dos Anéis, Game of Thrones e até umas pitadas de Harry Potter. O resultado é muito melhor que o primeiro filme e agrada pelo equilíbrio. As piadas entram nas horas certas, não desmerecendo o drama ou a ação. Cada um dos núcleos (o terrestre e o asgardiano) têm suas funções bem definidas, evitando os erros do filme anterior. A trama começa depois de os eventos de Os Vingadores. Loki (Tom Hiddleston) está preso em Asgard, que celebra as últimas batalhas pela pacificação dos Nove Reinos. A hora de coroar um novo rei se aproxima, mas uma ameaça ancestral ressurge na forma de Malekith, O Maldito (Christopher Eccleston), o rei dos Elfos Negros, uma raça que foi subjugada há 5 mil anos pelo avô de Thor, Bor, e que se acreditava destruída. O novo Thor é melhor do que o primeiro em tudo. A escala da ação é épica (a batalha de Asgard é excelente!), o drama é real e o humor é engraçadíssimo. Mas também no design o longa merece elogios. Cada aspecto das civilizações retratadas é bem explorado e desenvolvido. O séquito e a nave de Malekith são um espetáculo à parte, assim como a nova tecnologia asgardiana (as naves, as armas, os exércitos). A arquitetura da cidade, um dos trunfos do primeiro filme, agora ganha companhia, afinal. Lamentavelmente, a história continua tendo seus pontos fracos. Há uma coincidência relacionada a Jane Foster (Natalie Portman) que é preguiça de roteiro. Entende-se que o filme precise relacionar seus dois núcleos e dar importância à “mocinha”, mas há improbabilidades colossais aí. A primeira é que Jane, ainda que estivesse buscando anomalias como a que trouxe Thor à Terra, estava justamente no lugar e na hora certa de cair em uma. A outra é que, com tantos destinos, fosse parar especificamente no local (supostamente inexpugnável - e ao qual nenhum outro portal retorna ao longo do filme) onde está guardada a arma definitiva de Malekith, uma que ele precisa para deflagrar seu plano - que envolve um alinhamento de universos que, pasme, está justamente prestes a ocorrer. As motivações genéricas do antagonista (devolver a escuridão ao universo só é mais batida que dominar o mundo) também são um tanto cansadas, mas ele é tão cheio de presença que é possível não ligar. Afinal, no Universo Marvel das telas o favorito dos fãs, Loki, precisa reinar sozinho. ada que prejudique demais a experiência, porém. Thor - O Mundo Sombrio é um passo adiante tanto para a franquia como para o Universo Marvel cinematográfico, e introduz uma sequência durante os créditos relacionada a Guardiões da Galáxia que promete o filme mais insano da empresa até aqui. A Marvel deve seguir sendo a Marvel por mais algum tempo, felizmente.


2

TRIBUNAINDEPENDENTE

DIVERSÃO&ARTE MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013

Detonautas em Arapiraca A banda de pop rock Detonautas estará no “Viva Alagoas 2013”, que acontece em Arapiraca no próximo dia 15 de novembro. No mesmo dia, o festival vai receber também a banda Cachorro Urubu. O evento acontece nos dias 14, 15 e 16 de novembro.

Inquietude Suspensa Doidas e Santas No próximo dia 12 de novembro, a atriz Cissa Guimarães vai trazer o espetáculo “Doidas e Santas” para Maceió. Com apresentação única, a peça de teatro terá início às 20h no Teatro Gustavo Leite, localizado no Centro de Convenções Ruth Cardoso. Os ingressos estão sendo vendidos no Stand Sue Chamusca do Maceió Shopping, Mais informações pelos números (82) 3235-5301 e (82) 9928-8675.

BOA MÚSICA

Novembro recheado de atrações musicais no Anamá

e Do Urbano ao Íntimo A pinacoteca da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) realiza duas exposições até 11 de novembro. A primeira delas, intitulada de “Inquietude Suspensa”, de Mozileide Neri, utiliza a monotipia como técnica de impressão sobre o tecido criando diversos efeitos visuais. A segunda, intitulada de “Do Urbano ao Íntimo”, de Pamela Reis, traz cerca de 20 obras que exprimem desenhos bordados com imagens de pessoas inseridas no contexto urbano e utiliza-se dos bordados em almofadas para confrontar a ideia do urbano e do íntimo. A entrada é gratuita. Mais informações pelo número (82) 3214-154.

A

Exposição Getúlio Mota Desde o dia 17 de outubro, a exposição do artista Getúlio Mota está sendo exibida na galera CESMAC de Arte Fernando Lopes. O trabalho ficará em exposição até o dia 13 de novembro, de segunda a sexta das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Patati e Patata No dia 3 de novembro, Patati e Patata vai fazer a alegria da criançada na Expoagro 2013, em Maceió. Trazendo o espetáculo “Sonho e Magia”, a dupla vai agitar o evento a partir das 16h. Os ingressos estão à venda na bilheteria do Parque da Pecuária e nas lojas To You. Mais informações – 3034-7722.

Vapor

Natiruts e Katchafire As bandas Natiruts e Katchafire se apresentam no dia 9 de novembro, a partir das 22h, na Musique. Os ingressos, que custam R$ 40,00 (meia) e R$ 80,00 (inteira) para a Pista, R$ 60,00 para o Mezanino e R$ 80,00 para o Frontstage, já estão disponíveis para venda. Mais informações pelo número (82) 3021-2169.

Mister Praia II Hoje, na praia da Barra de São Miguel, ao lado da barraca life beer vai acontecer o “Mister Praia II”. O campeonato de fisioculturismo vai receber o atual campeão alagoano de fisioculturismo, que também é o segundo colocado da categoria do Norte Nordeste, o Maycon Douglas. As inscrições estão custando R$ 35,00. Mais informações pelo número (82) 8887-6711 e (82) 3338-5460.

O Melhor Forró do Mundo

O dia 8 de novembro será marcado pelo retorno de uma das baladas mais irreverentes de Alagoas, a “Vapor”. O evento, que será realizado no Orákulo a partir das 23h, vai unir o brega ao eletrofunk com Mc Mayara e Faringes da Paixão. Os ingressos já estão disponíveis pelas opções primeiro lote, custando R$ 30,00 e segundo lote, custando R$ 40,00. A opção promocional já está esgotada. As entradas podem ser compradas na internet pelo endereçohttp://www.eventick. com.br/vaporbandida e na Mammoth Store. Mais informações pelos números (82) 99308935 e (82) 9624-7382.

Festival Maionese

Referência no cenário musical alagoano, o Festival Maionese 2013 acontece nos dias 8 e 9 de novembro no Armazém Uzina. Neste ano, o evento reunirá em dois dias 18 bandas dos mais variados estilos musicais. A programação completa do festival ainda inclui um ciclo de oficinas, exposições e uma feira cultural. Os ingressos podem ser comprados nos pontos Botequim Paulista, Stúdio Poker, Mausoléu Rock Store e Sede Popfuzz.

As atrações Wesley Safadão e a banda Garota Safada, Gabriel Diniz, Forró 100 % com Samyra Show e as Coleguinhas com Simone e Simaria se apresentam no “Melhor Forró do Ano”, que acontece no dia 14 de novembro, no espaço Adepol, em Arapiraca. Os ingressos que já estão disponíveis custam R$ 40,00 Pista, R$ 80,00 Frontstage e R$ 110,00 Camarote Celebration. Mais informações pelos números (82) 3032-1391 e (82) 9127-4844.

Jorge e Matheus

Monoboclo em Maceió

Considerada uma das duplas sertanejas mais famosas da atualidade, Jorge e Matheus se apresenta no dia 28 de novembro na Musique. O show terá a participação do cantor Mano Walter. Mais informações pelo número 82.3313-9760.

No próximo dia 15 de novembro a banda Monoboclo desembarca em Maceió para a primeira prévia do Reveillon Absoluto. Os ingressos, que variam entre R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia) para a pista, R$ 60,00 para o mezanino e R$ 80,00 para o front stage, já estão disponíveis pelo Store Musique.

O Rappa

Padre Fábio de Melo

A banda “O Rappa” vai se apresentar no dia 12 de dezembro na Musique, em Maceió. Os ingressos já estão disponíveis e custam R$ 40,00 (meia) e R$ 80,00 (inteira) para a opção Pista, R$ 80,00 para o Mezanino e R4 120,00 para o Frontstage. Mais informações pelo número (82) 3021-2169.

Realizando mais um show da turnê “Eu e o Tempo”, O cantor católico Fábio de Melo vai se apresentar em Maceió no dia 9 de novembro. Os ingressos já estão disponíveis pela livraria Paulinas. Mais informações pelo número (82) 9938 – 5548.

FALE CONOSCO - A Agenda é um serviço gratuito de orientação ao leitor. Os interessados em divulgar eventos, shows e exposições podem enviar material através do endereço: tiagenda@hotmail.com

programação musical do Restaurante Anamá neste mês de novembro terá nas noites de sábado shows embalados por clássicos da MPB e do Samba interpretados por artistas e bandas locais. Músicos alagoanos de qualidade homenageando artistas consagrados no cenário musical nacional fazem do Projeto Circuito Voz da Terra uma excelente opção para quem quer curtir uma boa música e aproveitar as deliciosas iguarias da terra oferecidas pelo Anamá. No dia 09, a cantora Rosiane Soares promete animar a noite com muito samba, interpretando as canções de Alcione e Beth Carvalho, duas das maiores artistas da música brasileira. Sucessos que surgiram na voz das duas, como “A Loba”, “Estranha Loucura”, “Coisinha do Pai” e “Vou Festejar”, além de muitos outros, irão divertir o público no Anamá. Curtir a noite de sábado ouvindo sucessos de Chico Buarque e Caetano Veloso, essa é a opção para o dia 23.

A dupla Allan Bastos e Luiz Pompe volta a apresentar o já consagrado show “Chico e Caetano”, onde interpretam grandes hits de dois ícones da MPB. No repertório, canções como “Cálice”, “Trem das cores”, “Essa pequena”, “Milagres do povo”, “Sampa”, “Construção” e “Tropicália”, além de composições mais recentes de Chico e Caetano. Encerrando a programação de novembro, dia 30, a Banda Bloco 21, formada por universitários do curso de Comunicação Social da Ufal, irá tocar os sucessos da cantora Ana Carolina. Músicas como “É isso ai”, “Quem de nós dois”, “Garganta”, “Pra rua me levar” e muitas outras canções que fazem sucesso na voz da cantora mineira. Os shows do Circuito Voz da Terra acontecem aos sábados, a partir das 21h. O Restaurante Anamá fica localizado na Av. Sílvio Carlos Viana, 2501, no bairro de Ponta Verde. Reserva de mesas ou mais informações através do telefone: (82) 33054405.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013 DIVERSÃO&ARTE

3

DIVULGAÇÃO/GLOBO

FLÁVIO RICCO - colaboração: José Carlos Nery - www.twitter.com/flavioricco

Personagem do Cauã é descrito como ladrão de coração

A

série “Amores Roubados”, em reta final de gravações, será exibida na Globo em janeiro. Só não se sabe ainda como serão os trabalhos da sua promoção, por causa de todo noticiário que ainda envolve os protagonistas Isis Valverde e Cauã Reymond. São 10 capítulos. Curioso é que o personagem do Cauã é o Don Juan Leandro, que tem uma forte queda por mulheres casadas. É descrito como um ladrão de coração. Como é a vida... Aliás, na lista do galã, além da Isis, também estarão Dira Paes e Patrícia Pillar. Murilo Benício, em participação especial, é o dono de uma vinícola. Toda a captação foi feita em cidades do interior do Nordeste, como Petrolina, Pernambuco, e em Paulo Afonso, Bahia. Texto de George Moura, com supervisão de Maria Adelaide Amaral. Direção de José Luiz Villamarim.

Um pelo outro

TV TUDO

A partir de hoje, depois do “Fantástico”, substituindo “Revenge”, a Globo passa a apresentar o “Sai de Baixo”, regravado e já exibido no Viva. Aliás, foi uma produção feita especialmente para aquela emissora.

Perfil Depois de duas produções às 11 da noite – “O Astro” e “Gabriela”, Humberto Martins agora vai aparecer na novela “Em Família”, próxima das 21 horas na Globo. Virgilio, o personagem, é um artista popular que trabalha com esculturas em madeira. Ele se casa com Helena (Julia Lemmertz), o grande amor da sua vida, e terá como grande rival Laerte, papel de Gabriel Braga Nunes.

Novo Vídeo Show Vinicius Valverde não vai integrar a nova fase do "Vídeo Show" na Globo, idealizada pelo diretor Ricardo Waddington, no ar a partir de 18 de novembro. A saída do repórter já era esperada, até em função dos seus laços com o Boninho.

Onda gigante Na segunda-feira, o campeão mundial e protagonista da série "Desejar Profundo" do Canal Off, Carlos Burle, surfou uma onda de aproximadamente 36 metros na Praia do Norte, em Portugal. Burle acredita que pode ter ultrapassado o recorde mundial de 24 metros do americano Garrett McNamara, conquistado em janeiro deste ano no mesmo local.

Bate-rebate A televisão continua bem distante, praticamente desaparecida, dos planos da Ana Paula Arosio. Vivendo no interior de São Paulo, ela se dedica à vida no campo e ao hipismo, inclusive se saindo com destaque em algumas competições

Pronto socorro Raul Gil deu um susto na sua última gravação no SBT. Na véspera, comeu o que não devia e passou mal durante o programa. Ficou cerca de duas horas no ambulatório da emissora tomando soro. No fim, restabelecido, foi terminar seu trabalho.

A propósito Sabe-se que vários programas da televisão brasileira e de outros países já se interessaram em exibir o feito do campeão Burle. Mas o certo mesmo, pelo menos até agora, é que as imagens estarão na 4ª temporada do programa que estreia no primeiro semestre de 2014.

Titular Christiane Pelajo reassume sua posição na bancada do “Jornal da Globo” na próxima terça-feira. Poliana Abrita, sua substituta no período, segue no posto até esta segunda-feira, formando dupla com William Waack.

O novo “Vídeo Show”, do Zeca Camargo, continuará com Otaviano Costa, Dani Monteiro e Marcela Monteiro, mas também não terá Jaqueline Silva, além do Vinícius. Existe a possibilidade da entrada de mais dois apresentadores-repórteres, mas isto passará a depender do desenvolvimento do programa.

Rotina Diego Guebel, do Artístico e Programação da Band, é bastante cuidadoso com os seus exercícios. Quando está aqui ou na Argentina é sempre a mesma coisa. Todos os dias, não importa a hora que vai dormir, ele acorda às 5 da manhã para correr e jogar tênis pelo menos três vezes por semana. Está em forma.

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

© Revistas COQUETEL 2013

"Outdoor" móvel de frases como (?) do rá- Ingênuo; "A saudade é a memória do coração" dio: foi re- crédulo Padiola para as ima- Escrivão tratada na minissérie Importante gens, nas procissões público "Dalva e Herivelto" rio suíço

Diz-se do caule que se estende horizontalmente sobre o solo

Vale dinheiro, no dito popular

Carne de picadinhos Corredor, em inglês Bairro de Salvador, palco do Carnaval

Doce à base de coco, é servido com calda de ameixas Dia que simboliza o momento presente Origem (abrev.) Ato da pessoa misericordiosa

Divisão de prêmio lotérico "Cauda", em "anuro" Inigualável

(?) saber: na seguinte ordem A droga como o cigarro, pela lei

Causada; provocada

Respeita; estima Espécie de rã

Pouco provável Vazia (a árvore) (?) Unido: inclui a GrãBretanha

Governo do povo "Surfe de peito", em que o próprio corpo é a prancha (bras.)

Pequeno quarto de mosteiro

Avoados (fig.) Ilha, em francês Amor (?), jura feita pelo apaixonado

Rumava Local que se enche de gelo para a chamada "frioterapia"

Antiga carruagem usada em fazendas

Hot (?): cachorroquente, em inglês

Incidente criminoso em Boston (2013) (?) Fleming: criou o agente 007 (Lit.)

Nome da letra que abrevia "hora"

Cartunista que exalta a beleza da carioca Filme biográfico com Camila Morgado

Construção para assar a real pizza napolitana

"Desenvolvimento", em BNDES

3/dog — ilê. 4/rela. 5/racer — trole. 6/remoto. 7/incauto. 8/tabelião. A

P

T A B E L I Ã O

www.coquetel.com.br

T T E E M P R O A T O E C I A O S I D O O N G A D H A

NAS BANCAS E LIVRARIAS

I E J A N R A C A R R A A U I C I T E R M O O P C R A C A E R E I L E N T A O R A O L G E L A A L E N

de lógica ambientados no universo místico da Idade média

Solução E T E R N O

60 jogos mais de

12

R A S M A N J C D H O J O R Q A U P E R D D E M E L I J C A R A M A I A B N E I A H Ã A F O R N

BANCO

(?) Vieira, a Lindaura de "Flor do Caribe"

·Celso Zucatelli e Chris Flores estarão no “Coral de Rua”, especial da Record, que este ano será realizado no Rio... ·... Edu Guedes ainda não tem presença confirmada no mesmo programa. ·Rubens Barrichello será o focalizado deste domingo, 21h15, no programa “Grandes Nomes”, do Multishow. ·A propósito do Multishow, Fábio Porchat é o jurado convidado do 5º episódio do “Prêmio Multishow de Humor”, nesta segunda, às 22h30. ·A reformulação na programação da Rede TV! está prevista para acontecer em março do ano que vem... ·... Necessários cálculos serão realizados até lá para saber se poderá haver uma redução nos horários vendidos... ·... Hoje, cerca de 40% da grade está comprometida com igrejas e outros do gênero. ·Estão funcionando oficialmente, desde a última sexta-feira, os escritórios do A&E no Brasil... ·... Os canais History Channel, E! e Bio, além do próprio A&E, irão apresentar novidades em breve nas suas programações.

C’est fini A Record trabalha com o dia 10 de dezembro, uma terça-feira, para a grande final do reality “Aprendiz – O retorno”. Evento com transmissão ao vivo. Nesse dia, Roberto Justus também irá se pronunciar sobre a permanência do programa na grade, se estará ou não em 2014. Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Tchau!

HORÓSCOPO ÁRIES - (21/3 a 19/4) – Relacionamentos em momento de importante conscientização e reflexão, ariano. Como você está ou não conseguindo equilibrar a individualidade e as demandas das relações? Deixe ir, desapegue. O que restará é essencial. Muito a aprofundar e a transformar. Cor: Amarelo Gema TOURO – (20/4 a 20/5) – Harmonia e equilíbrio emocional e nas relações são essenciais à saúde, taurino. Aspectos relacionados ao trabalho podem estar em fase de conclusão. Revisão e aprimoramento. A expressão da beleza, por meio do que você faz profissionalmente, é importante, taurino. Cor: Púrpura GÊMEOS – (21/5 a 21/6) – Questões afetivas estão num momento importante de definições e reflexões. Expressar com mais naturalidade o que você sente e desenvolver a criatividade são importantes. Dia que favorece uma percepção mais equilibrada das emoções. Mas não fique em cima do muro. Cor: Vermelho Carmim CÂNCER – (22/6 a 22/7) – Centramento e equilíbrio interno são essenciais. É o que estimula relações mais harmoniosas. Viver num ambiente doméstico que inspire a paz e a harmonia é essencial aos cancerianos. Você está ponderando acerca dos vários ângulos envolvidos em cada questão. Cor: Marrom Escuro LEÃO – (23/7 a 22/8) – Aprimorar a comunicação e os contatos, ouvindo mais as opiniões alheias, é importante. Dia que destaca as situações que envolvem pessoas e ambientes próximos a você. Fase de intenso aprendizado, sendo o mais importante deles as relações mais equilibradas. Cor: Rosa VIRGEM – (23/8 a 22/9) – Momento especial para refletir sobre os seus valores mais essenciais, virginiano. De que modo é capaz de partilhar suas qualidades, habilidades e talentos, gerando recursos? Não viva de acordo com valores alheios. Tenha a consciência do que você valoriza. Cor: Azul Marinho

LIBRA – (23/9 a 22/10) – Estamos na lunação libriana, que fala de relacionamentos, decisões e escolhas. Fase de muitas reflexões e de reavaliar o que você considerava que já estava resolvido, libriano. Manter o equilíbrio em meio a situações conflitantes é o grande desafio atual. Cor: Vermelho Rubi ESCORPIÃO – (23/10 a 21/11) – Você está encerrando um ciclo de vida. Conclua, aprenda. Questionamentos intensos sobre relacionamentos e sobre escolhas que você tem feito. Introspecção, reflexão, contemplação, meditação. O que pode lhe auxiliar nesse momento desafiador. Cor: Verde Esmeralda SAGITÁRIO – (22/11 a 21/12) – Ética, justiça e equilíbrio são palavras-chave do atual ciclo dos sagitarianos. O dia favorece a reflexão sobre os princípios que regem as suas atitudes, principalmente nos relacionamentos. Há sempre um outro ponto de vista a ser considerado. Preste atenção. Cor: Laranja CAPRICÓRNIO – (22/12 a 19/1) – Momento de finalizar pendências e concluir uma etapa em termos profissionais. Questionamento sobre os seus objetivos mais importantes e os relacionamentos que dele participam. Ponderação e temperança são essenciais. Pratique a paz que tanto almeja, capricorniano. Cor: Azul Royal AQUÁRIO – (20/1 a 18/2) – Questões relacionadas à justiça, a conhecimento e viagens podem estar se definindo. A vida tem lhe ensinado tanto. É importante ter o coração aberto a esses ensinamentos. Percepção da lei de ação e de reação que rege a vida humana. Esteja ciente de seus atos. Cor: Pink PEIXES – (19/2 a 20/3) -O que é compartilhado tem o poder de ser multiplicado. Partilhe, una, coopere. Momento importante de definições em relacionamentos, em negócios e na intimidade. Percepção da diferença de valores entre você e as pessoas próximas. Respeite para ser respeitado. No amor, controle o ciúme. Cor: Amarelo Ouro

NA QUINTA

Projeto leva teatro gospel para o palco do Arena

A

9ª edição do projeto “Quinta no Arena”, projeto criado para prestigiar as produções locais de artes cênicas e música, traz na próxima quinta-feira, o espetáculo teatral “A boca que muito fala”, da Cia. de Teatro Artiservir. A peça tem início às 19h, com ingressos a R$ 5,00 (meia) e R$ 10,00 (inteira), no palco do Teatro de Arena Sérgio Cardoso, anexo ao Teatro Deodoro. Criada em 2010 na Igreja do Evangelho Quadrangular do Graciliano Ramos, a Cia. Artiservir aposta no teatro como instrumento de transformação do ser

humano, incentivando as artes cênicas entre o público considerado ‘gospel’.Em trabalhos teatrais que promovem a evangelização, com textos variando entre o drama, a tragédia e a comédia, a Artiservir coleciona diversas apresentações em mostras e festivais do gênero. Na montagem “A boca que muito fala”, os ensinamentos bíblicos ganham tons cômicos, onde a fofoca e as maledicências tem o poder de atrair o mal e suas consequências, e onde as lições ganham vida em cena, através do dedicado trabalho dos jovens atores.


4

DIVERSÃO&ARTE

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013

“Se tratamos as pessoas como elas devem ser, nós as ajudamos a se tornarem o que elas são capazes de ser” FOTOS BY CHICO BRANDÃO

M

Empresária de visão, mulher dinâmica, mãe exemplar e dona de uma visão de vida que encanta a todos, ela é Ana Dória, uma verdadeira dama em nossa sociedade

INGREDIENTES 8 filés de linguado Suco de um limão 2 colheres de sopa de salsa picada Sal a gosto 2 cenouras fatiadas 2 abobrinhas fatiadas CAMA 2 xícaras de cebola roxa fatiada 2 xícaras de alho poro fatiado 1 xícara de tomate em cubos

O nome dela é em diminutivo, um nome suave, que representa uma mulher serena, dona de uma beleza singela, ela é Socorrinho Bezerra, um ser humano merecedor de nossa admiração

Peixe no papelote

4 colheres de sopa de azeite Raspas de um limão 1 xícara de café de vinho branco PARA AMARRAR Cebolinha ou palitos Papel manteiga, alumínio ou celofane MODO DE PREPARO PEIXE Tempere o peixe com limão, salsa e sal. Passe a cenoura e a abobrinha na água quente para deixar mais mole para enrolar. Enrole pedaços de

Sempre linda , sempre de bem com a vida, empresária de destaque, ela é Lucienne Moraes, um exemplo de mãe, avó, ela merecerá sempre os nossos aplausos

CAMA Misture o alho poro, a cebola roxa, o tomate, as raspas de limão, o azeite, o vinho e o sal. Em uma assadeira, coloque o pedaço grande de papel no fundo. Coloque a cama no fundo e o enrolado de peixe por cima. Feche e leve ao forno alto por 20 minutos.

U

L A

Marroquim Engenharia, do empresário Mário Marroquim, foi destaque em mais uma publicação especializada no setor imobiliário. O periódico destacou a história da empresa. “A história da Marroquim Engenharia no mercado imobiliário pode ser explicada pelos seus números. Há 13 anos no setor, já entregou 13 empreendimentos, está presente em 4 cidades (Maceió, Arapiraca, Belém e Marabá, estas duas últimas no Pará), tem atualmente 12 obras em andamento, sendo 7 em Maceió, e ocupa hoje a 73º posição entre as construtoras no País, um mérito importante, já que em 2012 a empresa ocupou o 91º lugar.” Parabéns a todos que fazem a Marroquim Engenharia.

Mahogany

H O

Natal chegou mais cedo na Mahogany dos amigos Lívia e David Pereira. A loja acaba de receber kits perfeitos para você presentear neste Natal e nas festas de confraternização. Os kits variam de perfumes, cremes, aromatizadores, hidratantes além de nécessaire super bacanas. Não deixem de conferir as novidades na loja no 2º piso do Maceió Shopping.

www.tribunahoje. com/topnews

elenilsontopnews@gmail.com

uem ainda não sabe como vai decorar a casa para os festejos de natalinos já pode comemorar. É que na próxima terça-feira (5), a partir das 15h, a Sunça Casa abre as portas para apresentar os lançamentos em árvores de Natal, adereços e objetos para decorar a casa durante o mês de dezembro. Entre as novidades que estão na loja, destaque para os arranjos florais, pratos de porcelana com temas natalinos ou nas cores do Natal e Réveillon. De acordo com a empresária Sunça dos Anjos, o mercado tem investido bastante na produção de peças personalizadas para este tipo de ocasião. “Encontrar lindas peças a preços especiais é muito fácil”, garante a empresária que vai receber clientes e formados de opinião para brindar aquele é que o período mais importante do ano.

Dior

Gastronomia news

oje temos algumas dicas para os nossos amigos curtirem nesse final de semana: Se você quer saborear uma bela carne suculenta ou um delicioso cordeiro, além de churrasco de lagosta, camarão a espanhola, sem falar em saladas maravilhosas, tudo isso você poderá encontrar no Spettus Steak House. Reservas pelos telefones (82) 3304.3100/ (82) 8752.7552. Outro local que recomendamos para este fim de semana é o aconchegante restaurante Caruaru. Localizado na Ponta Verde, a casa está localizada na rua do antigo Churrasquinho do Zé. Um cardápio super variado, comida maravilhosa, serviço perfeito. Vale a pena leitor amigo você conferir!

Noite feliz

Q

m recente revelou que 17% das mulheres não conseguem lembrar como são seus fios naturais porque pintam seus cabelos há muito tempo. A pesquisa analisou os hábitos de consumo e de cuidados de 1342 mulheres no Reino Unido. Ainda quando questionadas sobre a cor natural do cabelo, 62%, responderam que lembram qual é e 21% disseram que estavam “inseguras” sobre a resposta. O estudo também revelou o quanto a mulherada está investindo no quesito madeixa. Para isso, as mulheres responderam quantas vezes elas visitam os cabeleireiros e quanto gastam com isso. Os resultados revelaram que a visita acontece uma vez a cada 8,2 semanas. E o valor médio gasto é de £ 42,32 (cerca de R$ 148,74).

a Collection Privée é o nome da nova coleção de perfumes de Christian Dior. Com 12 aromas diferentes que remetem a momentos e lugares importantes na vida do costureiro, as fragrâncias são feitas e embaladas a mão, processo parecido com a confecção de um vestido de luxo. Produzidos com ingredientes nobres e preciosos, os perfumes se diferenciam para homens e mulheres. Entre as opções, New Look 1947, Granville, Cologne Royale, Milly-La-Forêt, Bois D’argent, Ambre Nuit, Eau Noire, Leather Oud, Patchouli Imperial, Grand Bal, Oud Ispahan e Gris Montaigne.

artha Medeiros está se preparando para romper a fronteira da moda festa. A alagoana, que conquistou o mundo com seus longos de renda renascença criados nos teares de artesãs do interior de Alagoas, quer se tornar uma grife de lifestyle, provando que artesanato e brasilidade não precisam ficar restritos a um ateliê que atende com hora marcada. A expansão passa pelo lançamento de uma coleçãocápsula de réveillon assinada a quatro mãos com Helena Bordon, que será vendida no Shop2gether e na flagship em frente a seu ateliê atual, nos Jardins, que terá um andar inteiro dedicado ao homewear – espere de mantas a berços – e outro, às noivas, com direito a edição de joias e todo o tipo de acessórios para o grande dia. Em Alagoas, o lançamento acontece no dia 7 de novembro, para 200 convidados super, hiper megavips. Poder puro!

peixe, cenoura e abobrinha alternadamente. Amarre com a cebolinha ou palitos.

FOTO BY CHICO BRANDÃO

Qual a cor?

Martha Medeiros & Helena Bordon

Nelson e Helena Ferreira, um casal super ‘vip’, embarca nesta próxima quinta para Portugal para merecidas férias. O casal terá a sua viagem dividida entre Portugal e Espanha. Boa viagem, amigos e bom descanso.

C

Pilates para idosos

om o aumento da expectativa de vida da população brasileira, muitas pessoas que chegaram à terceira idade buscam os benefícios das atividades físicas para manterem-se saudáveis e ativas nesse período da vida. Entre as práticas mais procuradas está o Pilates, que fortalece a musculatura com um menor risco de lesões, por ser uma atividade de baixo impacto articular, protegendo os ossos fragilizados pela perda de cálcio. Praticar atividades físicas e interagir socialmente com outras pessoas é fundamental para manter corpo e mente saudáveis. No studio Atma Saúde e Bem Estar, localizado no empresarial The Square, as aulas são para crianças, adultos, idosos e gestantes. Vale conferir!

No avião

A

autoridade que regula a aviação nos EUA passou a permitir que os passageiros usem aparelhos eletrônicos, embora de forma limitada, desde que embarcam até que saem do avião. A partir de agora, nas transportadoras aéreas daquele país, será possível utilizar telemóveis, tablets, computadores e demais dispositivos para ver filmes, jogar, trabalhar ou ler, mesmo durante as aterrissagens e decolagens, momentos em que a utilização estava proibida. Porém, as comunicações móveis terão de ser desativadas e os aparelhos que tenham este gênero de ligação (como telemóveis e tablets) terão de ser colocados no chamado “modo avião”, uma funcionalidade nestes aparelhos que desativa todas as ligações.

R

De volta

etornando ao nosso convívio depois de uma rápida temporada na Europa, em especial Alemanha, onde Ângela Maciel juntamente com o maridão Wellington Veiga Pessoa, participaram de uma feira internacional de máquinas industriais. O casal, depois do compromisso de trabalho, deu uma esticada em Amsterdã e Paris, retornando esta semana ao nosso convívio. Aproveitamos a oportunidades para desejar boasvindas ao casal, bem-vindos!

Todas as correspondências, como convites para esta coluna, e para Elenilson Gomes, deverão ser enviadas para Av. Sandoval Arroxelas, 840, Edf. Calliate Ap. 204 PV. CEP: 57035-230

A

System, dos empresários Fátima, Eraldo Tenório e Vanessa e Carlos Palmeira, convidando a nossa juventude para a melhor viagem das suas vidas. A Imersão System há anos se notabilizou pela seriedade e competência ao levar os adolescentes do Estado para um mês de imersão nos Estados Unidos. Se você quer que seu filho viva essa experiência reserve a vaga pelo 3214-3090 ou pelo contato@systemtours.com.br. Sempre apresentando modelos belíssimo na moda brasileira, hoje a Top News apresenta mais um modelo da Maison Casa Moa, das amigas Andréa e Moacira Cunha, traz um modelo primavera/verão 2013/2014 da Lelis Blanc, uma marca que deixa as nossas amigas ainda mais belas. Parabéns, amigas! A Casa Moa está localizada na Avenida Deputado José Lages, Ponta Verde. Mais uma dica TopNews...

g


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013 GERAL 17

Veículos

Um táxi da Ford para atender os visitantes de Hong Kong A Transit Connect Táxi 2014 (foto), foi apresentada pela Ford em Hong Kong como táxi do futuro. O evento contou com a presença do presidente mundial da empresa, Alan Mulally. Embora seja nomeado como táxi do futuro, o carro já está no mercado dos EUA, onde a Ford domina o segmento de táxi, com 60% das vendas. A versão para Hong Kong tem motor 2.5 i-VCT de 162 cv a GLP, e a principal característica é a

Novas Hilux e SW4 modelos 2014

A partir de agora, todas as versões da caminhonete têm ABS e airbags já de série, além dos bancos individuais

E

A linha 2014 do utilitário esportivo SW4 utiliza os mesmos motores das picapes, garantindo robustez

ste mês, as concessionárias Toyota começam a vender a linha 2014 da picape Hilux e do utilitário esportivo SW4. A partir de agora, todas as versões da caminhonete têm ABS e airbags de série e bancos individuais. Esses equipamentos foram incorporados às versões com cabine simples, pois já estavam nas demais. Para a cabine dupla, o protetor de caçamba de polietileno de alta densidade virou equipamento de fábrica. Alterações importantes se concentraram nas versões SR e SRV tanto da Hilux como do SW4. A SR recebeu rodas de liga leve de 16 polegadas nas versões a diesel (as flex já

contavam com este equipamento) e novo sistema de áudio com função Bluetooth e microfone no teto. As opções SRV passam a ter, além do navegador GPS, TV digital e DVD player com comandos no volante. O novo DVD tem função para escolha de idioma, legendas, ângulos e tamanhos de imagem, reprodução em câmera lenta e leitura de arquivos de fotos, entre outros. Tanto o DVD como a TV têm função de bloqueio que impede as crianças de assistir conteúdo impróprio. Outra novidade do sistema multimídia é a reprodução de vídeos e fotos. A nova entrada VTR (A/V) estabelece conexão com aparelhos para exibir vídeos e

serve, também, como entrada A/V (áudio e vídeo). O novo dispositivo USB permite ver fotos e vídeos gravados em celular ou pen drive. A linha de picapes Hilux à venda no Brasil tem 12 versões. Nove delas usam motor diesel 3.0 D-4D de 171 cv de potência e câmbio automático de cinco velocidades com inteligência artificial ou manual, também de cinco velocidades. A linha 2014 do utilitário esportivo SW4 utiliza os mesmos motores das picapes. garantindo força e robustez para o veículo. Seu espaço interno e conforto só completam os atributos do modelo.

ANIP

Produção de pneus cresce, mas exportação continua em baixa A produção de pneus no Brasil cresceu 4% nos primeiros nove meses do ano e está perto de bater o recorde de 67,3 milhões de unidades de 2010. Até setembro foram fabricados 51,38 milhões, con-

tra 49,39 no mesmo período do ano passado. Se o ritmo for mantido, a produção em 2013 atingirá 68 milhões. A produção dos pneus radiais foi a que mais aumentou, crescendo 4,7% em relação ao mesmo período

de 2012. Já a fabricação dos pneus convencionais aumentou 2,4%. “Os pneus radiais, que são mais modernos e mais seguros, já respondem por 70,8% da fabricação no País, mostrando que estamos

acompanhando o que ocorre no mundo”, disse Alberto Mayer, presidente da ANIP, Associação Nacional da Industria de Pneumáticos. Desde 2010 as exportações estão caindo e a balança comercial está negativa. Nos

primeiros nove meses do ano as importações cresceram 14,8%, atingindo 21,81 milhões, contra 18,99 milhões no mesmo período de 2012. Já as exportações caíram 9,3%: de janeiro a setembro de 2012 foram vendidos

para outros países 10,14 milhões de unidades no mesmo período de 2013 foram 9,20 milhões. Segundo Mayer, a situação só será revertida com medidas que aumentem a competitividade.


18

GERAL MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

História sobre madre Maurina é a mais emblemática da ditadura Religiosa foi presa, torturada e estuprada por torturadores nos porões do regime militar

V

eja se você não vai esquecer do seu Deus! Agora vai apanhar juntamente com o rapaz seu protegido! Quem grita é o delegado Miguel Lamano, de Ribeirão Preto, numa sala de interrogatórios. Quem ouve é Madre Maurina Borges da Silveira, religiosa da Ordem Terceira de São Francisco, presa na cidade do interior paulista acusada de envolvimento com grupos armados de es-

querda que faziam oposição à ditadura militar brasileira. A cena se passa no final de novembro de 1969, período mais cruel da repressão política nos anos de chumbo. O delegado cumpre a ameaça. Bate no rosto e na cabeça da freira. Esta não é a primeira sessão de tortura a que Madre Maurina é submetida nesses que são os dias mais infernais de sua vida cristã. A descrição de todos esses tormentos e muitos outros

está numa carta que a religiosa enviou da Penitenciária de Tremembé, em 17 de dezembro de 1969, endereçada ao então Ministro da Justiça, Alfredo Buzaid, denunciando as práticas desumanas nos porões da ditadura. Nela, a freira conta que foi assediada, humilhada, espancada, tomou choques elétricos. A correspondência revela, antes de tudo, um dos episódios do período que mais

causaram indignação na Igreja Católica. A detenção e os abusos levaram à excomunhão de dois delegados ? além de Miguel Lamano, também Renato Ribeiro Soares ?, estimulou nomes de peso a entrar na luta contra a tortura e marcou a vida de uma mulher e de toda sua família. A religiosa morreu este ano, no dia 5 de março de 2011, em Araraquara, num convento onde viveu seus

últimos anos. Tinha 84 anos. Durante décadas, Madre Maurina foi econômica ao falar daquela terrível experiência, que culminou com seu banimento do País, um exílio de quase dez anos e a volta ao Brasil para um julgamento militar que a absolveu. As lembranças eram muito dolorosas. Boatos foram disseminados sobre o que aconteceu durante sua detenção, o que só aumentou a dor diante dos sofrimentos pelos quais passou. ARQUIVO

ERRO FATAL

Queima de panfletos a incriminou Naquele tempo, o interior paulista era importante foco de resistência armada ao governo militar e não foram poucas as ações na região. O pivô no caso de Madre Maurina foi o estudante Mario Lorenzato, membro da FALN. Para combater os grupos, os militares montaram na região aquela que ficou conhecida como Operação Bandeirante. O comandante da ofensiva era o temido delegado Sérgio Paranhos Fleury, acusado de torturas e que chefiava o Departamento de Ordem Política e Social de São Paulo, o Dops. Quando houve a operação para a captura dos guerrilheiros, Madre Maurina viu a foto de Mario nos jornais e se alarmou. Ela decidiu abrir o porão ocupado pelo grupo. Numa entrevista que deu há 15 anos, para um jornal de Ribeirão Preto, Maurina relata que encontrou no local material de propaganda de esquerda. Temendo que aquilo prejudicasse a ordem das franciscanas, decidiu queimar tudo. Foi seu grande erro. Segundo seu relato, poucos dias depois, foi intimada a depor no Quartel Militar de Ribeirão Preto. Eram 14 horas do dia 25 de outubro de 1969. Ela não podia imaginar que ali começava seu calvário.

ISOLADA

Presa e sem contato algum com a família

Madre Maurina Borges da Silveira (à esq) ao lado dos companheiros da Ordem Terceira de São Francisco, em foto de antes de 1969, ano em que foi presa

INOCENTE

Orfanato guardava propaganda política contra regime Madre não sabia que jovens assistidos integravam a Força de Libertação Nacional Quando foi presa, dos dez irmãos da religiosa, seis moravam em Goiânia. Hoje, há cinco vivos, três na capital goiana e dois em Minas Gerais. Após anos de silêncio, alguns deles decidiram falar sobre o episódio. Francisco Plácido Borges, irmão caçula de Madre Maurina e que mora em Goiânia, se lembra do exato momento em que soube da prisão da freira. “Eu estava na casa de um amigo, quando deu o plantão na TV. Maurina era uma das pessoas presas em Ribeirão Preto acusadas de ter algo com a luta armada.” Foi um choque. “Maurina não era e nunca foi comunista.” Francisco esteve na cidade paulista em 1968 e notou que

FREI MANOEL

Irmão revela que evitou contato maior Frei Manoel atesta a inocência da freira. Ele próprio esteve na mira dos militares em razão de pregações consideradas esquerdistas. Frei Inocêncio, como era chamado então, tinha grande proximidade com nomes bem combativos de sua ordem naquela época, como Frei Betto. “Quando ela foi presa, eu estava de mudança para Conceição do Araguaia, no Pará. Não estive mais perto de tudo porque isso poderia piorar a situação”, relata.

o ambiente ali era inquieto. No Lar Santana, instituição franciscana na qual sua irmã era madre superiora, havia um entra e sai constante de jovens. Um grupo havia alugado um porão da instituição e esse espaço foi usado para reuniões e armazenamento de material de propaganda. Madre Maurina, em seus depoimentos à Justiça Militar e nas poucas entrevistas que concedeu sobre o episódio, nunca negou que cedeu o porão para os estudantes. Ela acreditava que as reuniões ali eram do Movimento Estudantil Jovem (MEJ), de caráter católico e fins pacíficos. Eles, porém, eram membros das Forças Armadas de Libertação Nacional (FALN).

ARQUIVO

Madre é presa e sai do orfanato chorando por suspeita de guardar manuscritos clandestinos

ENTREVISTA

MISTÉRIOS

certa vez, por telefone, a madre assumiu ter sido estuprada, mas negou a gravidez. “A senhora foi estuprada? A senhora engravidou?, perguntei a ela por telefone. Ela [a madre] fez uma pausa e disse que isso aconteceu [o estupro]. Mas declarou ter pedido muito a Deus para que isso não tivesse consequências. Eu então perguntei se confirmava o estupro. Ela disse sim, mas não a gravidez”, relatou Denise.“Ela foi realmente estuprada. Quanto à gravidez, muitas pessoas falaram sobre isso. De onde surgiu essa história? Em todos os setores e com todas as pessoas com que conversei, falaram dessa gravidez. E é algo que não ficou provado”, disse Matilde Leone.

Para Matilde Leone, há muitas questões que ainda precisam ser investigadas sobre a história da madre Maurina. “Essa questão do filho ou do aborto é uma questão que a Comissão da Verdade poderia investigar. Isso faz parte dos desmandos e da crueldade da época. Isso faz parte da história. Se ela fez um aborto ou foi forçada a fazer um aborto, o que realmente aconteceu com a irmã Maurina? Por que houve esse silêncio e essa proibição em torno dela para que ela não contasse alguma coisa? Por que esconder?”, disse Matilde.

Gravidez de torturador ainda não está provada Comissão da Verdade A jornalista Denise Assis disse que vai investigar aborto

Misael Neto, outro dos irmãos da religiosa que vivem em Goiânia, viajou para Ribeirão logo que soube da prisão, mas não o deixaram entrar. Ele foi ao Lar Santana e encontrou as outras freiras em pânico. “Elas não atendiam a campainha do convento. Tive que pular o muro para entrar”, conta ele. Lá dentro, viu as religiosas cuidando do jardineiro do local. “Ele estava todo machucado. Os militares queriam que ele denunciasse o envolvimento de Maurina com o grupo terrorista.” O único que conseguiu falar com ela durante sua detenção foi o primogênito da família, padre Vicente Plácido Borges, que foi pároco por várias décadas na pequena Conceição das Alagoas, conhecida como Garimpo, no Triângulo Mineiro, perto de Uberaba. Ele morreu há trêsanos. De acordo com outro dos irmãos da madre, o frei dominicano Manoel Borges da Silveira, hoje residindo em Juiz de Fora, os guardas permitiram esse encontro porque padre Vicente chegou de batina e com muita humildade. Os guardas avaliaram que não haveria maiores problemas, mas a conversa foi monitorada.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013 GERAL 19

O JORNALISTA ARAPIRAQUENSE BRENO AIRAN marca presença no livro “É duro ser cabra na Etiópia”, da atriz e escritora Maytê Proença. Produzido a partir de uma coletânea de textos enviados por colaboradores voluntários, Maytê levou três anos selecionando os textos com temas diversos. Ao jovem prodígio, parabéns por pertencer a este seleto grupo que prendeu o olhar clínico desta brilhante atriz

Agreste

VALDIJANE FARIAS E SEU ESPOSO THIAGO estão entre os condôminos do Villa De La Roche. Acompanhando de perto os últimos detalhes para a entrega do condomínio, eles já fazem planos para o projeto da nova residência

TE N A C VAL ão do A C TUR rganizaç deR A o TA a, t a S I s d e L f I o T d e O ES no coman gmento d ital metroe p ESTÁ ento do s ado na ca ion House liz ll, sh r ev maio moda rea ste. O “Fa vino´s Ha ) cor e a do agre ece no Le inta-feira n qu nt a polita ” que aco (quarta e onais par 2013 06 e 07 ta profissi or arapiiss ias trin te d m e o e s r d m o p o n s i r ma cado vento p r á r e i ré” n m d e n o o A reu r l , e a ra most Não perc de Mano rra se. e n T “ e u ar a raq t n e m movi

NOSSO AMIGO GONZAGA FOI O aniversariante mais comemorado nas últimas semanas. Ao lado do fiel escudeiro, o filho Hygor França, eles mostram que a Gonzaga Home Vídeo veio para se perpetuar por gerações. Queridos, sucesso sempre! FREDDY SALEME E MICHELLY LUZ ESTÃO trazendo um produto inovador para a maior cidade do interior de Alagoas. As placas cimentícias “Viroc” unem a combinação entre a resistência e flexibilidade da madeira com a durabilidade e rigidez do cimento, permitindo um largo campo de aplicações, tanto em exteriores como em interiores. Arquitetos, engenheiros e construtores fiquem atentos porque este produto promete dar um novo visual as construções na capital metropolitana do agreste UM MOMENTO DE GRATA surpresa foi receber o “Prêmio Destaque 2013”, no último dia 26, na festa realizada pela revista Xereta, no Clube dos Fumicultores. O prêmio entregue pelo editor da revista Paulino Eufrázio e pela Miss Arapiraca Rafaella Mikaelle muito nos honrou. Eu e Silvestre Rizzatto agradecemos a homenagem!

LOURDES RIZZATTO Jornalista e Fotógrafa lourdes.rizzatto@hotmail.com


20 PUBLICIDADE VEÍCULOS MACEIÓ - DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE



Edição número 1888 - 3 de novembro de 2013