Issuu on Google+

www.tribunafeirense.com.br

FEIRA DE SANTANA - SEXTA-FEIRA, 18 DE MAIO DE 2012

ATENDIMENTO (75)3225-7500

ANO XIV - Nº 2.376

R$ 1 redacao@tribunafeirense.com.br

Pecuaristas renegam vacina ERICA ajuda jovens

Pecuaristas acham que vacina é forte e animais não suportarão

Com medo de que o gado fraco devido à seca morra depois de ser vacinado, pecuaristas resistem a vacinar o rebanho contra a aftosa. O sindicato dos produtores pediu à Adab (Agência de Defesa Agropecuária) que o encerramento da vacinação, previsto para o final de junho, seja adiado até que as condições climáticas voltem ao normal. Querem ainda levar os animais para pastos distantes sem a Guia de Transporte Animal, que depende da vacinação para ser liberada. O dirigente da Adab em Feira, Aurino Soares, diz que a vacina não causa mal ao rebanho, mesmo que esteja debilitado, e descarta conceder licença para viagens sem a GTA. Página 4

Adolescentes e crianças estão apresentando um alto índice de peso em excesso e até obesidade. A alimentação incorreta facilitada pelo aumento na renda das famílias é vista como principal causadora deste mal que preocupa profissionais da área de Saúde em todo o país e leva ao aparecimento precoce de doenças do coração. Para identificar com exatidão as causas e a dimensão do problema, uma pesquisa nacional está sendo feita e Feira de Santana é uma das cidades piloto do projeto, denominado ERICA (Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes). Página 5

Capa da Cartilha com as orientações da pesquisa nacional

Promessa fossilizada

O aboiador do Brasil Somente agora o vaqueiro teve seu valor reconhecido como patrimônio imaterial da Bahia. Mas um deles, o aboiador Manoelzinho, há muito conquistou reconhecimento nacional com seus discos, pelos versos que traduzem com precisão a cultura popular. Página 7

A realista réplica de dinossauro impressiona os visitantes do Antares, que espera verba para ampliar o projeto

Em 2009 o governador Jaques Wagner se declarou entusiasmado com o projeto do Museu Antares de Ciência e Tecnologia. Prometeu apoio e replicação. A UEFS, gestora do espaço, espera até hoje, para colocar em prática o ideal de usar o lugar mais intensamente como ferramenta de apoio à educação, como propõe a 10ª Semana Nacional dos Museus, que acontece até o dia 20. Página 9


2

Feira de Santana, sexta-feira, 18 de maio de 2012

opini達o


geral

3

Feira de Santana, sexta-feira, 18 de maio de 2012

Valdomiro Silva

Observatório

sido eleito, necessitaria de mandato popular no pleito seguinte, em outubro deste ano? Dizem os mais experientes, afinal, que político sem mandato corre o risco de ser esquecido. Ou seria outra a razão de sua candidatura? É certo que, na coletiva, os jornalistas perguntarão ao ex-prefeito sobre as razões do seu rompimento com o atual, Tarcízio Pimenta. Um prefeito que tenha obtido uma boa aprovação popular, como é o caso de Ronaldo, sempre fica com gosto de “quero mais”, quando termina seu governo, mesmo que dois mandatos, intercalados ou não. José Falcão, que já havia governado Feira de Santana por duas vezes, enfrentou um estado de saúde debilitado para buscar uma terceira vitória nas urnas, o que conseguiu, embora tenha ocupado por menos de um ano a cadeira de chefe do Executivo, falecendo ainda no primeiro exercício.

Colbert Martins já havia sido prefeito. Homem de grande popularidade, partiu para a campanha em uma cadeira de rodas, superando todos os desafios para obter mais quatro anos no governo. João Durval, depois de ter sido prefeito e governador, retornou ao Paço Municipal para outro mandato. É assim a política. Ronaldo vai partir para o terceiro mandato - agora, pra valer, pois aquele que foi anunciado em campanha pelo então candidato prefeito Tarcízio Pimenta, provavelmente não se constatou, nesses últimos quatro anos. Dependendo das circunstâncias, caso se eleja este ano, poderia tentar o quarto em 2016, ninguém duvide. Não haverá, agora, nenhuma grande festa, como se cogitou. O ex-prefeito optou por um encontro com jornalistas e amigos, como confidenciam alguns auxiliares. Um “bate-papo”, como diz alguém mais

Campanha é para mostrar projetos, não para defesa

Em matéria não assinada, mas que, pelas características do texto, deve ter sido escrita pelo jornalista Humberto Cedraz, na “Folha do Estado”, o diário local anuncia Colbert Filho como “carta fora” do baralho da sucessão em Feira de Santana. O articulista, que em bastidores da política é catedrático, supõe que, tendo em vista a decisão de Colbert, de apenas disputar a sucessão de Ta r c í z i o P i m e n t a s e estiver livre das acusações que lhe foram imputadas junto a um punhado de exdirigentes do Ministério do Turismo, ele não deverá mesmo concorrer. A estimativa de Humberto é lógica: não deve sair decisão alguma, favorável ou não a Colbert, em tão pouco tempo. As eleições acontecem em pouco mais de quatro meses. O ex-deputado federal já anunciou que precisa de uma posição - mesmo que não seja

do Judiciário, ao menos do Tribunal de Contas da União -, ensejando sua inocência no escândalo do desvio de recursos federais através de convênios com uma ONG do Amapá - em tempo hábil para que ele coloque sua candidatura nas ruas. O próprio Colbert estabeleceu prazo para que tenha em mãos um documento que lhe garanta a condição de partir para o eleitorado sem ter que se defender de acusação alguma. Seria 30 de maio, que está em cima. Praticamente sem chances. Como diriam alguns, só milagre. E Colbert está correto. Alguns dizem que ele deveria ser candidato principalmente para garantir um espaço na televisão, onde poderia defender-se das acusações da Procuradoria da República, que o indiciou na Justiça, onde o caso pode virar processo. É um equívoco. Colbert não precisa de palanque para se defender. A população de Feira já acatou sua defesa, feita quando

André Pomponet

valdomirotribuna@hotmail.com

A pré-candidatura de Ronaldo Próxima sexta-feira (25), o ex-prefeito José Ronaldo anunciará, para a imprensa, sua précandidatura à sucessão d o p r e f e i t o Ta r c í z i o Pimenta. O fato está sendo amplamente divulgado na imprensa, nos últimos dias. Obviamente, até lá, Ronaldo não deve adiantar nada sobre esta sua decisão, que de fato já havia sido tomada há tempos e apenas agora será confirmada. Quem procurá-lo daqui por diante, para entrevista, ouvirá muito pouco a respeito. Ele não iria antecipar nada para quem quer que seja, tirando a expectativa do encontro previsto para as 10h na CDL. Aí está uma boa pergunta na coletiva que ele concederá: quando decidiu ser candidato? Teria sido depois da disputa de uma vaga no Senado, quando ele percebeu que, sem ter

andrepomponet@hotmail.com

deixou a prisão em Macapá. Uma campanha para prefeito não deve ser feita para que um político se defenda de acusações de improbidade, mas para que ele possa, em todo o tempo que lhe seja disponibilizado, apresentar propostas de gestão, dialogar com o público e interagir com ele sobre as suas prioridades. Quando se diz que o político necessita de uma campanha para defender-se, ele não deve mesmo ser candidato. Um homem como Colbert, de vida pública ilibada, não encontra ambiente favorável para partir para uma disputa dessa magnitude pensando em discursos para defender a sua honra de acusações. A reação dele diante de um adversário que estivesse no seu lugar, com problemas na Justiça Federal, seria a de aconselhá-lo a não disputar o cargo de prefeito enquanto restasse qualquer dúvida sobre seu procedimento. Deverá, portanto, proceder com coerência aos seus princípios.

próximo dele. A imprensa, porém, está ávida por algumas respostas. Questionamentos que foram feitos durante os últimos meses e não foram respondidos satisfatoriamente por Ronaldo, que alegava não ser momento adequado. Nunca fez, por exemplo, uma avaliação pública da administração do seu sucessor. Sua pré-candidatura, em si, significa que reprova o mandato de Tarcízio. Os jornalistas vão querer saber em quais pontos o ex-prefeito vê problemas na atual gestão. A essa altura do campeonato, vai ser necessário esse tipo de análise de quem se propõe a disputar o Executivo. Mesmo na política - arte de empurrar com a barriga comentários ou decisões que incomodam - há momentos em que é preciso falar.

Apoio de peso

Uma vez descartada a candidatura de Colbert pelo PMDB, agora devem se acelerar as especulações sobre qual dos nomes postos no tabuleiro da sucessão deverá ter a primazia do seu apoio. Comentase que pesquisas de opinião circulando entre os partidos indicam uma posição delicada do ex-deputado, com pontuação muito distante da que sempre obteve nesse período que antece a eleição. Pode ser que os números traduzam a realidade de momento. Mas eles devem mudar tão logo Colbert esteja chegando aos lares, através das imagens da televisão, esclarecendo sobre o episódio de Brasília, que deve tê-lo desgastado. Além disso, conta com um grupo político com quadros de grande respeitabilidade em Feira de Santana. Seu apoio, portanto, é relevante a qualquer candidato e deve ser valorizado.

Economia em crônica

Seca acarretará bilhões em prejuízos

Com a aproximação do final do mês de maio, as esperanças de chuvas mais intensas sobre o semiárido nordestino serão adiadas para o fim do ano, entre os meses de outubro e dezembro. Isso se as chuvas efetivamente caírem, o que pode não acontecer, prolongando o flagelo da seca sobre a região. Trata-se, conforme vem sendo amplamente divulgado pela imprensa, da estiagem mais rigorosa dos últimos 30 ou 40 anos, com impactos significativos sobre a economia dos estados afetados. Estimativas iniciais indicam que os prejuízos sobre os municípios baianos podem variar entre R$ 3,8 bilhões – numa projeção mais conservadora – e R$ 7,7 bilhões, caso o mais grave dos cenários se confirme. O detalhe é que os efeitos da seca são mais perversos nos municípios mais pobres, que dependem mais do setor primário. A seca também é cruel porque afeta principalmente a população mais pobre e residente em áreas rurais dos pequenos municípios. São essas as pessoas mais prejudicadas com o fenômeno que arrasa lavouras e dizima rebanhos. Quando a seca vem, portanto, são elas que perdem os seus modestos rendimentos até o próximo período chuvoso. Conforme já indicado aqui na Tribuna Feirense, os programas de transferência de renda implementados no Brasil ao longo das últimas décadas contribuem para impedir que as pessoas morram de fome ou de sede ou sejam forçadas a migrar, inchando ainda mais as grandes cidades, porque as possibilidades de sobrevivência no semiárido se esgotaram. Mais efeitos Caso a seca se prolongue por muitos meses ainda, existe o risco real que os dois maiores municípios baianos, Salvador e a Feira de Santana, fiquem expostos ao risco de desabastecimento. Para evitar a situação, o governo estadual já anunciou medidas restritivas em relação ao uso da água para irrigação em algumas regiões do estado. A prioridade, dada a gravidade da situação, torna-se o abastecimento humano. Embora – obviamente – a prioridade seja o consumo humano, a medida afetará a produção agrícola do estado. Daí, em parte, derivarão os prejuízos estimados em bilhões de reais, afetando as finanças municipais. Não resta dúvida que a seca – ou os seus efeitos – vai pautar a sucessão municipal nesse 2012 na Bahia. Essa estiagem severa está trazendo de volta o debate sobre as possibilidades de desenvolvimento do Nordeste semiárido. A discussão andou esquecida depois dos programas de transferência de renda, que reduziram o problema da fome na região, mas que pouco avançam em relação à delicada questão do desenvolvimento. Medidas vêm sendo anunciadas – como repasse de recursos para ações emergenciais, distribuição de cestas básicas, pagamento do seguro-safra ou complementação do valor do Bolsa Família – mas o debate mais estrutural precisa ser retomado: como promover o desenvolvimento de fato do semiárido? Talvez os rigores da seca em 2012 conduzam à retomada dessa discussão estrutural que, no entanto, praticamente foi abandonada depois do êxito alcançado pelos programas de transferência de renda...


4

cidade

Feira de Santana, sexta-feira, 18 de maio de 2012

Seca põe em risco vacinação Chuva baixou de 150 para 3 mm De acordo com a Estação Climatológica da Universidade Estadual de Feira de Santana, no mês de abril choveu apenas 3 milímetros na cidade. Nos anos anteriores a média de índice pluviométrico para o mês era de 150 milímetros, segundo a coordenadora, Rosângela Leal. O período entre os meses de abril a julho é considerado o mais chuvoso em Feira. Em

2012 está sendo diferente. Na verdade praticamente não chove na cidade desde outubro do ano passado. De acordo com Rosângela, as frentes frias que vêm pelo litoral, no Sul do Estado e na capital, não têm conseguido chegar ao sertão por causa das altas temperaturas. “É como se houvesse uma barreira. A frente fria bate na quente e não consegue entrar na nossa região”, explica.

A foto mostra um boi em boas condições sendo vacinado. Pecuaristas alegam que há risco para os magros e fracos

VALMA SILVA A intensidade da seca e a consequente fraqueza dos animais está levando os pecuaristas a rejeitar a vacinação anual contra a febre aftosa. “A dose é muito forte. Fracos do jeito que estão, os animais podem até morrer”, argumenta Carlos Henrique Ribeiro, presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Feira de Santana. O sindicato enviou ofício à Adab (Agência de Defesa Agropecuária) e à Seagri (Secretaria de Agricultura), solicitando a

prorrogação do prazo da campanha, na esperança de que a seca termine e os animais tenham tempo para se alimentar e fortalecer, para que possam ser vacinados. Os pecuaristas querem também transportar o gado para regiões onde haja pastos verdes sem apresentar o GTA, Guia de Transporte Animal, que depende da vacinação para ser emitida. “Estamos tendo que levar os nossos animais até para fora do estado, para que eles não morram”, conta. Até o momento a

única concessão do estado, com autorização do Ministério da Agricultura, foi antecipar para o meio de abril o início da campanha contra a aftosa, de maneira que os animais pudessem se vacinar antes de chegarem a um estado maior de fraqueza. O final continua previsto para 30 de junho. O coordenador regional da Adab, Aurino Soares, acredita que se houver adiamento do prazo final para vacinação a decisão só deve ocorrer mais perto do final de junho, quando a Seagri tiver uma avaliação sobre

o percentual vacinado. Aurino assegura que a vacina não traz qualquer risco à saúde dos animais, ainda que debilitados pela seca. Quanto ao transporte sem GTA, está fora de cogitação. “A exigência é uma questão legal e não podemos abrir mão. Em época de campanha o transporte só pode ser feito com o animal vacinado. Até porque se está forte para viajar, está forte para vacinar, porque a viagem exige muito mais do animal do que a vacina”, contesta Aurino.

Pecuaristas se desfazem do rebanho No Campo do Gado de Feira de Santana, o pecuarista Flávio Bezerra, de Brumado, buscava comprador para todo o rebanho. “Infelizmente não tenho condições de mantê-lo mais na fazenda. É melhor que eu venda a quem pode criar, antes que morram todos e eu fique no prejuízo total”, declarou desconsolado. Muitos estão fazendo o mesmo. O preço da arroba baixou de R$ 115,00 em abril para R$95,00 em maio. Segundo o diretor do Campo do gado, Frank Mota, até o fim do ano passado eram abatidos em

média cinco mil animais por mês. Agora são pouco mais de dois mil. No Centro de Abastecimento, o preço da carne bovina cai. O quilo da carne de primeira custava R$ 16,00 e baixou para R$ 14,00; a de segunda caiu de R$ 13,00 para R$ 11,00. Mas segundo o vendedor Roque Batista as vendas não reagiram, porque como a qualidade não é mais a mesma, o consumidor tem optado pela compra de outros itens, como o frango.

OUTROS ALIMENTOS

Em outros casos, a

escassez fez dispararem os preços, como é de se esperar. De acordo com dados colhidos no Centro de Abastecimento pelo Núcleo de Informações e Pesquisas Econômicas e Sociais (Nipes), da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, o preço da saca do feijão carioquinha, subiu 70%, de R$ 140 para R$ 235 reais. O quilo passou de R$ 3,00 para R$ 4,80. O preço da saca de farinha subiu 30% e o quilo 50%. Tudo que foi plantado nos oito distritos da zona rural de Feira se perdeu com a seca, segundo Conceição

Borges, diretora do Sindicato dos Trabalhadores Rurais. “Não temos mais o que perder. Tudo o que tinha, já foi. A gente não sabe mais o que fazer”. Falta água até mesmo para o consumo humano, relata Conceição. Em Feira de Santana, apenas pouco mais de quatro mil das 20 mil famílias que vivem na zona rural são beneficiadas com o Seguro Safra, oferecido pelo governo federal às famílias agricultoras que sofrem perdas. “Já tem gente pedindo ajuda a parente de fora e até mesmo passando fome”, garante Conceição.

Secretário de Agricultura apela à Embasa

O secretário de Agricultura do Município, Ozeny Moraes, afirma que uma das soluções mais viáveis é levar água da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) para as comunidades mais atingidas. Ele destaca que os distritos

Governador João Durval Carneiro (antigo Ipuaçu), Bonfim de Feira e Jaguara são os mais prejudicados com a falta d’água. “O ideal é abastecermos as cisternas em parceria com a Embasa. Temos que garantir água para consumo

nessas comunidades”, diz. Atualmente existem 600 cisternas construídas na zona rural, e a prefeitura possui apenas seis carros-pipa. A distribuição de sementes de milho e feijão adquiridas pelo governo municipal está suspensa,

bem como a mecanização agrícola. Só devem ser retomadas quando houver condições para o plantio. Atualmente existem 13.322 agricultores cadastrados no programa de distribuição de sementes e aragem de terras promovido pela prefeitura.

di.vianfs@ig.com.br

Itamar Vian Arcebispo Metropolitano Luzes no Caminho

Interromper a gravidez? O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu autorizar a mulher a interromper a gravidez em casos de fetos anencéfalos (com má-formação do cérebro e do córtex - o que leva o bebê à morte logo após o parto), sem que a prática configure aborto criminoso. DIANTE do drama da anencefalia, os ministros consideraram o aborto a melhor solução. Eles não levaram em consideração o drama não menor provocado na mulher pela decisão de expulsar o próprio bebê do seu ventre. É humanamente mais positiva a possibilidade de concluir o ciclo iniciado na gravidez, acolhendo o filho, amando-o pelo tempo (breve) de sua existência, batizando-o e fazendo seu funeral. OS MINISTROS não levaram em consideração o direito do filho nascer, não reconheceram o seu inviolável direito à vida, garantido pela Constituição Federal e pela Declaração Universal dos Direitos Humanos. Essa decisão no fundo, ensina que uma “Vida-problema” pode ser eliminada. Não será este um incentivo à violência? A DECISÃO do Supremo Tribunal Federal, autorizando a mulher a interromper a gravidez em casos de fetos anencéfalos, não torna lícito o que é ilícito. Por maiores que sejam as alegações emocionais, a medida colide com o mandamento “não matar”. Mais: rejeita o mandamento do amor ao próximo. O seio materno, que deveria ser o lugar mais seguro de todos, torna-se campo de execução de inocentes, a quem é negado o direito inviolável à vida, mesmo em sua fragilidade. EXISTEM agravantes. O primeiro deles: a quebra do princípio. Uma vez quebrado o princípio, acabam sendo legitimadas todas as outras questões que seguem o mesmo raciocínio. Amanhã vão exigir a mesma medida para portadores de outras anomalias. A sociedade atual passa por chocante contradição de valores. De um lado defende-se emocionalmente a vida de um animal, mesmo em precárias condições, mas instituímos a pena de morte. O PRESIDENTE do STF, Cezar Peluso, votou contrariamente à interrupção da gravidez. Para Peluso, não se pode impor pena capital ao feto anencefálico, “reduzindo-o à condição de lixo”. JÁ MOISÉS desafiou o povo: escolham entre o bem e o mal, entre a vida e a morte, entre a bênção e a maldição (Dt 30,15). A decisão do STF apenas funciona no campo jurídico. No da moral e da consciência, tudo continua igual. A lei de Deus não está sujeita à lei dos homens.


cidade

Feira de Santana, sexta-feira, 18 de maio de 2012

5

ERICA avalia saúde adolescente VALMA SILVA

Feira de Santana está entre as cidades selecionadas para integrar o projeto piloto do Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes, o ERICA. O estudo está sendo desenvolvido por um grupo de pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que criou uma área em seu site especificamente para o estudo (www.ERICA.ufrj. br). Em Feira de Santana, a coordenação local é da endocrinologista Ana Mayra Oliveira. O objetivo do ERICA é fazer um retrato dos adolescentes do Brasil no que diz respeito à presença de fatores de risco para doenças cardiovasculares. Os especialistas afirmam que existe a necessidade de conhecimento da situação da saúde dos adolescentes para que sejam criadas estratégias de controle, prevenção e tratamento dos fatores de risco encontrados. “Com os resultados poderemos ter uma noção de como está a saúde dos nossos adolescentes, avaliando as peculiaridades de cada região, já que a pesquisa é bem ampla, abrangendo todas as capitais e mais 27 municípios. Desta forma será possível a criação de estratégias para controle destes fatores e também de

PMDB inclinado

As conversas para que o PMDB de Feira de Santana indique o candidato a vice-prefeito na chapa do ex-prefeito José Ronaldo (DEM) estão avançadíssimas. Os peemedebistas Wilson Falcão, Wilson Pereira e Colbert Martins Filho são os nomes cotados, sendo que as chances para os xarás são mínimas.

Chuva de mentiras

A endocrinologista Ana Mayra orienta estudantes no preenchimento do questionário

tratamento, de acordo com as necessidades detectadas”, afirma a médica. Estão sendo analisados fatores de risco, como histórico familiar para diabetes, obesidade, hipertensão, hábitos de vida (alimentação, condições de vida e atividade física) e fatores socioeconômicos (educação, renda familiar). Outros dados coletados são peso, altura, circunferência abdominal, pressão arterial, medidos pelos pesquisadores. Ana Mayra acrescenta que em uma parcela deles foi colhido sangue para exames laboratoriais como glicemia, colesterol e triglicerídeos. Esses exames serão analisados por ela e posteriormente entregues aos próprios adolescentes e seus responsáveis, ou na diretoria

das escolas escolhidas. Os adolescentes cujos exames apresentarem anormalidade serão encaminhados a serviços de saúde. Os participantes respondem um questionário em um PDA (sigla em inglês de Personal Digital Assistant). É o mesmo equipamento que os recenseadores do IBGE usaram na coleta de dados do Censo 2010. Além de Feira, as outras cidades piloto são: Cuiabá (Mato Grosso do Sul), Rio de Janeiro (capital), Botucatu e Campinas (São Paulo). No total, ao longo de toda a pesquisa, serão colhidos os dados de 75 mil adolescentes com idades entre 12 e 17 anos, de todas as capitais do Brasil e mais 27 cidades. Ainda não existe um prazo para a conclusão do trabalho.

“Em todo grande projeto é feito um estudo piloto para identificar as dificuldades na operacionalização de todo o processo”, explica Ana Mayra. Os técnicos vieram a Feira de Santana para o treinamento. Nos últimos dias eles estiveram em três escolas: uma da rede particular (Intelecto), uma da rede estadual (Colégio da Polícia Militar) e outra da rede municipal (Joselito Amorim). Aproximadamente 180 adolescentes foram avaliados em diversos aspectos. Ela ressalta que a pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Rio de Janeiro e também de Feira de Santana. Todas as informações serão mantidas em sigilo e nenhum dos indivíduos será identificado.

Obesidade crescente entre crianças e adolescentes

De acordo com Ana Mayra, o ERICA surgiu a partir da constatação de que doenças como as cardiovasculares, por exemplo, que antes eram comuns apenas em indivíduos adultos ou idosos, atualmente fazem parte da vida de muitos jovens. Isso levou os pesquisadores da área a pensar que os fatores de risco devam estar presentes na infância e adolescência, e que nestes períodos estes fatores podem e devem ser identificados, prevenidos e tratados. Números recentes divulgados pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), com base em dados do IBGE de um levantamento feito em 2010, revelam aumento do percentual de crianças com sobrepeso e obesidade no Brasil, principalmente na faixa de 5 a 9 anos. Conforme a pesquisa, o sobrepeso atinge 34,8% dos meninos e 32% das meninas nessa faixa etária. A obesidade foi constatada entre 16,6% dos meninos e 11,8% das meninas. Já entre as crianças a partir de 10 anos e jovens até 19 anos, o excesso de peso atinge 21,7% do total dos meninos e a obesidade,

5,9%. Entre as meninas nessa faixa etária, 15,4% mostravam sobrepeso e 4,2%, obesidade. Segundo a entidade, isso tem a ver com a mudança da cultura, o que tem provocado um fenômeno conhecido como inversão nutricional. A renda familiar cresceu mas não a educação a l i m e n t a r. C o m m a i s dinheiro no bolso, as famílias estão adquirindo maior quantidade de alimentos, nem sempre os mais saudáveis. Há atualmente maior ingestão de açúcar, alimentos gordurosos e industrializados, ao invés de alimentos naturais. Outro problema

apontado pela SBEM é a redução da prática de atividades físicas, por causa da violência, da dificuldade de transporte e até pelo currículo escolar. As crianças acabam mais confinadas em casa, diante da televisão, do computador e videogames. Com isso, ganham sobrepeso, já que pouco se exercitam.

PESQUISA LOCAL

Ana Mayra trabalha com esse público há dez anos e em um dos seus vários estudos apontou que 13% da população infanto-juvenil feirense tem sobrepeso. Ela fez uma análise com

estudantes de escolas públicas e particulares, por amostragem. Os dados indicaram que a situação é pior entre alunos da rede particular, que têm mais acesso aos alimentos, incluindo os mais perigosos e menos saudáveis. Entre os mais abastados e filhos únicos, o número de crianças e adolescentes obesos é de 26%. A médica possui estudos reconhecidos internacionalmente, sendo uma das referências em obesidade infanto-juvenil no Brasil. De acordo com Ana Mayra, embora as doenças cardiovasculares apareçam a partir dos 50 anos, na maioria dos casos são resultado de uma vida inteira de excessos e falta de cuidado. Em geral, o stress, a alimentação inadequada, provocam efeitos maléficos a partir da segunda década de vida de uma pessoa. Os efeitos são cumulativos. Por isso é importante que desde a infância o cidadão adquira hábitos de vida saudável. A médica reforça que a responsabilidade da introdução e manutenção de hábitos alimentares regulares são responsabilidade dos núcleos familiar e escolar.

O governo baiano-petista, o mesmo que não teve competência para construir o Centro de Convenções e o Aeroporto de Feira de Santana, nem as avenidas Noide Cerqueira e Ayrton Senna, tem alardeado que vai fazer chover artificialmente para amenizar a seca. No governo que “tem, tem, tem”, mais uma vez faltou; desta vez, vergonha na cara.

Teimoso

O deputado estadual Zé Neto, pré-candidato a prefeito pelo PT de Feira de Santana, teima em não ouvir os conselhos dos aliados que o recomendam a deixar a liderança do governo para se dedicar à eleição. O deputado, ao que parece, quer aproveitar ao máximo, o que deve ser o seu ápice na carreira política.

Talismã do Zé

O ex-prefeito José Ronaldo, pré-candidato do Democratas a prefeito de Feira de Santana, já escolheu seu marqueteiro de campanha. Trata-se do publicitário Xiko Melo, que venceu as eleições de 2000, 2004 e 2008, todas no primeiro turno.

Vereança

O vereador Bastinho da Queimadinha (PRTB) que havia desistido de se candidatar à reeleição, voltou atrás. O liderado do deputado federal Fernando Torres (PSD) será candidato, o que provocou a desistência de Jailson Onofre, outro nome de confiança do parlamentar. O PRTB terá também como candidato o folclórico Dilsinho “Rei Momo”.

Machadada

A vereadora Cintia Machado (PSC), que geralmente é integrante da bancada do silêncio na Câmara de Feira de Santana, essa semana falou. Usou a tribuna da Câmara para cobrar do prefeito Tarcízio Pimenta (PDT) o envio do projeto de piso salarial dos agentes comunitários de saúde, para que seja votado. Em seu discurso, para “puxar o saco” da categoria, Cintia chegou a dizer que o agente comunitário é o profissional mais importante do posto de saúde.

Denúncia grave

Essa semana, em discurso na Câmara, o vereador Angelo Almeida (PT) levantou suspeitas de fraudes nas inscrições para o programa “Minha Casa, Minha Vida” de Feira de Santana. O petista acredita que são grandes as possibilidades de corrupção e apadrinhamento por parte do governo municipal. Segundo ele, o Ministério Público Federal já foi acionado e um inquérito deve estar sendo remetido à Justiça.

Foguetinhos:

*O acaso é a vontade do universo se expressando. *Confiança requer prática. *Os melhores conselhos são sempre os mais difíceis de seguir.


6

tecnologia

Feira de Santana, sexta-feira, 18 de maio de 2012

Ofensa a nordestinos custa R$ 500,00

A Justiça Federal de São Paulo condenou a tuiteira Mayara Petruso a uma pena de 1 ano, 5 meses e 15 dias de reclusão, que será convertida em serviços comunitários, com multa de R$ 500. Ela foi condenada porque no dia em que a presidente Dilma Roussef foi eleita, postou no Twitter a seguinte sentença: “Nordestino não é gente. Faça um favor a SP: mate um nordestino afogado!”. Na Justiça, ela disse estar envergonhada e arrependida. Para o

presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Pernambuco, Henrique Mariano – que foi quem fez a queixa no Ministério Público – a condenação terá efeito pedagógico. “A decisão da juíza da 9. Vara federal Criminal de São Paulo, Mônica Aparecida Camargo deixa claro que as redes sociais não estão à margem da legalidade e reitera que a sociedade brasileira não pode tolerar este tipo de comportamento preconceituoso contra quem quer que seja”, afirmou.

Preço de Iphone cai até R$ 800,00

Em plena época de alta do dólar, o iPhone 4S, modelo mais novo e moderno em circulação da Apple, está sendo vendido por um preço até R$ 800,00 mais baixo do que em novembro do ano passado, quando as vendas do aparelho começaram no Brasil.

BITS

TV Dog. Não pense em nada parecido com a TV Colosso, extinto programa infantil da TV Globo. A TV Dog, lançada em abril em San Diego, no estado americano da Califórnia, é feita mesmo para cachorro ver. “Para que os animais tenham companhia enquantos os donos estão ausentes”, alegam os criadores. Mês que vem os produtores levarão a novidade para outros países. Em San Diego, estão cobrando 10 dólares por mês. O canal também transmite para smartphones e Ipads. Momentos palpitantes da programação canina

Confira: Modelo

16GB 32GB 64GB Preço hoje 2.000,00 2.300,00 2.600,00 Preço em novembro 2.600,00 2.999,00 3.400,00

Android avança ainda mais

O sistema operacional para smartphones do Google, Android, que já era líder, cresceu ainda mais em 2012. Pesquisa da empresa Kantar Worldpanel divulgada terça-feira (15), afirma que o Android ganhou participação na maioria dos sete principais mercados – Alemanha, Austrália, Espanha e Estados Unidos, França, Grã-Bretanha e Itália. Na Espanha a quota de mercado do Android bate em 72%. Na Alemanha chega a 62% e na Itália está em 49%. As vendas fortes do iPhone 4S ajudaram a Apple, a crescer nos Estados Unidos e Grã-Bretanha. Mas na Europa continental sua participação caiu.

iPad 2 mais barato Após o início das vendas do novo iPad no Brasil no último dia 11/5, a Apple reduziu de 1.399 para 1.299 reais, em sua loja online, o preço da versão mais básica da segunda geração do tablet.

A partir de junho, será possível abrir uma empresa pela internet no Distrito Federal e em oito estados: Sergipe, Paraná, Rondônia, Roraima, Tocantins, Ceará, Pará e Paraíba. A Bahia fica por enquanto de fora do projeto Integrar, que resultará depois na implantação da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim) em todo o país. A operadora Oi anunciou o lançamento do aplicativo Oi WiFi, para facilitar a conexão dos clientes à rede wireless da empresa. O aplicativo está disponível somente para aparelhos com sistema operacional Android e pode ser baixado gratuitamente na Google Play.

NOVA CARA

O MESMO CARÁTER

www.tribunafeirense.com.br NA BANCA E NA REDE, COMPROMISSO COM A VERDADE


cultural

7

Feira de Santana, sexta-feira, 18 de maio de 2012

Manoelzinho, o aboiador do Brasil Ordachson Gonçalves

Aos 75 anos, com uma voz firme, e um talento amadurecido, Manoelzinho To m á s d e A q u i n o , o Manoelzinho Aboiador, ainda não se acostumou a ser chamado de melhor aboiador do Brasil. Radicado na Bahia há 44 anos, ele já gravou cinco LPs e três CDs. Esteve em Feira de Santana na última semana, durante a Celebração das Culturas dos Sertões, no Centro de Cultura Amélio Amorim. Manoelzinho começou ainda criança no ofício de vaqueiro e aboiador. “Quando eu completei oito anos de idade, o meu presente foi o gibão, a perneira, chapéu de couro e uma peixeira. Aí eu comecei brincando, fazendo aqueles versos decorados, e hoje, dizem que eu sou um dos maiores aboiadores do Brasil. Eu não gosto que digam. Toda a vida fui um cara humilde. Não gosto de exibição e não quero ser melhor do que ninguém”, declara. Querendo ou não, é considerado um gigante dos motes e dos aboios. Nascido em Caruaru, em Pernambuco, já se considera baiano de alma e de direito. Fala com orgulho do título de cidadão serrinhense, conferido pela Câmara Municipal de Serrinha, onde vive há mais de quatro décadas. No Amélio Amorim, ele acompanhou de perto a assinatura do ato que oficializou a atividade de vaqueiro como patrimônio cultural e imaterial da Bahia. Ressaltou a importância do reconhecimento, mas declarou que é algo que já deveria ter

sandropenelu@gmail.com

Sandro Penelu Cultura e Lazer

Joãozinho e Maria no Margarida Ribeiro

Manoelzinho, consagrado aboiador, participou da Celebração da Cultura dos Sertões

sido feito há mais tempo. “É um povo lutador, sofrido. Quando tem um bom patrão ainda dá sorte. Quando fica velho e o patrão bota pra fora, tem que se aposentar como lavrador”, explica. Ainda que rusticamente, ele dedica ao público todo o prestígio de mais de cinco décadas de carreira. “Sem esse povo eu não sou nada. Se o meu público não comprar o meu CD, o Satanás vai descer do inferno pra comprar? Tudo que eu tenho devo a este povo”, declara. Dos oito filhos, apenas um seguiu a profissão. Entretanto este herdeiro do talento de Manoelzinho se foi, assassinado no ano passado, na cidade de Camaçari. O aboiador conta que ganhou muito dinheiro nos bons tempos dos discos de vinil. “Não posso lamentar se não tenho nada hoje em dia. A culpa é minha, não é da profissão. Ganhei muito

dinheiro, mas no tempo que eu era vivo, tinha muita mulher”, explica. Questionado se continua fazendo sucesso com o

público feminino, disfarça. “Depois de 75 anos, todo velho que conversa muito é mentiroso”.

Os causos

Manoelzinho Aboiador já pegou muita estrada levando seus versos e aboios para os quatro cantos do Brasil. Ele chegou na Bahia em 1968, trazido pelos fazendeiros Ernesto Ferreira e Valdeck Carneiro. “Mandaram me buscar para fazer um desfile de vaquejada. Ia ficar só uns dias, e estou há 44 anos”, conta. Além de fama e algum dinheiro, Manoelzinho acumulou muitos causos. Um dos que ele mais gosta de lembrar é sobre quando foi desafiado por um fazendeiro da região. “Cheguei em uma cidadezinha, e alguém falou comigo: - Manoel, dizem que você é o melhor aboiador. Tenho aqui 500 conto. Quem fizer esse verso vai ganhar esse dinheiro. - Eu perguntei: que verso é esse doutor Zé Barreto, tão difícil que ninguém faz? Ele disse: - Manoelzinho. O mote é ‘a terra caiu no chão’”. Depois de uma dose de cachaça, Manoelzinho entoou o aboio: Eu comprei um jarro lindo, um pé de cravo eu plantei, com muito gosto observei e ele foi evoluindo. Uma vez me divertindo, veio uma pegação, veio um bateu com a mão, o jarro rebolou e a terra caiu no chão. “Depois disso, peguei o dinheiro e fui pra casa”, completou.

Estará mais uma vez em cartaz, nos dias 19 e 20, 26 e 27 de maio, 17 horas, no Teatro Municipal Margarida Ribeiro, em Feira, o espetáculo musical infanto-juvenil Joãozinho e Maria, adaptado e dirigido por Roberval Barreto. A trama narra a história de Joãozinho, um menino peralta, alegre, porém, teimoso, desobediente, guloso e impertinente e de Maria, sua irmã, cautelosa, educada e inteligente, que é influenciada por Joãozinho a se afastar de sua casa.

Finalistas do Festival de Sanfoneiros O Centro Universitário de Cultura e Arte divulgou os finalistas do 5º Festival de Sanfoneiros de Feira de Santana. Eles estarão participando da grande final, no dia 23 de maio, a partir das 19h, no Auditório Central do Campus Universitário, com entrada franca. Os classificados são: Categoria sanfona até oito baixos: Aloísio Santos Pereira, Hermes Pereira Silva, José Apóstolo dos Santos, Luis Gonçalves de Andrade, Luiz Pinto Saturnino, Manoel Alves da Costa, Manoel Ferreira de Oliveira e Raul Carneiro Lima. Categoria sanfona acima de oito baixos: Armando Lima Batista, Cícero Limeira Alves, Daniel Gomes Neto, Elizeu Cunha de Freitas, Igor Cavalcante de Araújo, Jeandro Ferreira da Silva, Jeferson Dias Rios e José Tadeu de Oliveira Filho.

SHOWS AO VIVO SEXTA-FEIRA (18/05)

SÁBADO (19/05)

*MÁRCIO MIRANDA (MPB) Paradinha – 21h R. São Domingos

*ALAN OLIVEIRA (Voz e violão) Quiosque do Mazinho – 21h Praça de Alimentação

*GRUPO CHEGA NA HORA (MPB) Cidade da Cultura – 21h Conj. João Paulo

*ELIOMAR (MPB) Mar Mandacaru – 21h Jardim Cruzeiro

*MARIZELYA E OS COISINHO (Samba) Botekim Tematic Bar – 21h Av. João Durval

*BANDA 80 NA PISTA (Ensaios) Antiquário Pub – 22h Ponto Central

*CARLOS (Voz e violão) Buteko TDB – 20h Sobradinho

*BRUNO BEZERRA (MPB) Alfredo Bristot – 21h

*CELLY NOBLAT (voz e violão) Quiosque do Mazinho – 21h Praça de Alimentação – Centro *MENINAS SAN CARMO (MPB) Buteko San Carmo – 21h Av. Maria Quitéria *RICARDO PACHECO (Regional) Cidade da Cultura – 21h Conj. João Paulo *LUCIANO ROCHA (MPB) - Kaviar Restaurante – 20h Rua B – Feira X *GRUPO DE IGUAL PRA IGUAL E GALEGUINHO - (Arraial do Kabanas) Kabanas – 22h - Capuchinhos

*BANDA ENGENHO NOVO E GALEGUINHO (Pop) Alla Spina – 22h - Kalilândia *RICARDO PACHECO (Regional) Cidade da Cultura – 21h Conj. João Paulo *EDU E MARAIAL, RONNY E RANEY, BANDA DE UM AMIGO MEU, DR. FORRÓ E BANDA SELETA (Show “Se é pra chorar, a gente chora”) Espaço Massapê – 22h Av. Maria Quitéria *GRUPOS CANGAIA DE JEGUE E OS MENINOS DE SEU ZEH (Sábado do bolo doido) Kabanas – 22h Capuchinhos

*Mais dicas culturais em: www.infcultural.blogspot.com


8

Feira de Santana, sexta-feira, 18 de maio de 2012 CLUBE DE CAMPO CAJUEIRO - EM LIQUIDAÇÃO

CLUBE DE CAMPO CAJUEIRO – EM LIQUIDAÇÃO

EM TEMPO:

NOTA OFICIAL AO QUADRO SOCIAL

AS INFORMAÇÕES DESTAS NOTAS, PUBLICADAS ORIGINARIAMENTE EM: 18/06/2010 E 10/09/2010: “(NOTA OFICIAL AO QUADRO SOCIAL” E “VENDA DA ÁREA REMANESCENTE)”, RESPECTIVAMENTE, NESTE JORNAL NO DIA 10/09/2010, A SEGUNDA NOTA.

O liquidante do Clube de Campo Cajueiro, nomeado pela unanimidade dos Associados presentes à Assembléia Geral Extraordinária (Artigo 39 – alínea a: A Assembléia Geral, como poder supremo do Cajueiro, será soberana em suas decisões, ficando subordinada às disposições deste Estatuto), realizada em 16.06.2009, conforme prevê o Estatuto Social – Artigo 123 – Parágrafo Único, registrado no Cartório de Títulos e Documentos do Registro Civil das Pessoas Jurídicas da Comarca de Feira de Santana, registrado e apontado sob o n.º de ordem 30.038 do Protocolo A – n.º 06, Ordem de Averbação 617 – Livro A-10, de 02.03.93, cuja ata, por cópia, foi registrada, no mesmo Cartório de Títulos e Documentos do Cartório competente desta Comarca, decidiu pela liquidação da Entidade, cuja alienação já fora autorizada pela unanimidade do Plenário do Conselho Deliberativo, em reunião do dia 27 de março de 2008 (artigo 61 – alínea “u”, do supracitado Estatuto), informa ao seu Quadro Social: 01- Em 18.05.2010, foi vendida a Empresa MOURA EMPREENDIMENTOS E GESTÃO CORPORATIVA LTDA., CNPJ/MF n.º 05.638.110/0001-05, uma área com 13.601,70 m2 (treze mil, seiscentos e um metros e setenta centímetros quadrados) pelo valor de R$ 3.949.219,00 (TRES MILHÕES, NOVECENTOS QUARENTA NOVE MIL, DUZENTOS E DEZENOVE REAIS), correspondente a área do Estacionamento atual – frente para a Avenida Presidente Dutra, ficando uma área remanescente de 37.420,30 m2 (trinta e sete mil quatrocentos vinte metros e trinta centímetros quadrados), cuja área continua à venda, pelo valor de R$ 250,00 p/m2 (duzentos cinqüenta reais por metro quadrado), já tendo sido apresentado uma proposta por parte de uma Empresa, que, por enquanto, pede sigilo na divulgação do seu nome. 02- Após exaustivas negociações, definiu-se a forma de pagamento da seguinte forma: 02.1- Pagamento pela Compradora no valor de R$ 340.155,66 (trezentos quarenta mil, cento e cinqüenta cinco reais e sessenta seis centavos), aos funcionários que reclamaram judicialmente contra o Clube. O valor mencionado no Contrato é de R$ 244.614,17 (duzentos quarenta quatro mil, seiscentos quatorze reais e dezessete centavos), pois que representava o valor para pagamento em 30.11.2010. 02.2- Pagamento pela Compradora de R$ 176.923,70 (cento setenta seis mil, novecentos vinte três reais e setenta centavos) à processos ajuizados por ex-funcionários contra o Clube de Campo Cajueiro, crédito líquido. 02.3 – Pagamento a ser efetuado pela Compradora de R$ 273.266,40 (duzentos setenta três mil reais, duzentos sessenta seis reais e quarenta centavos) a Prefeitura Municipal de Feira de Santana, referente ao IPTU da área acima mencionada; 02.4- Pagamento a ser efetuado pela Compradora de R$ 2.232.630,01 (dois milhões, duzentos trinta e dois mil, seiscentos trinta reais e um centavos) referentes a débitos fiscais com a Receita Federal e Procuradoria Geral da Fazenda Nacional. 02.5- Pagamento efetuado pela Compradora de R$ 147.460,95 (cento quarenta e sete mil, quatrocentos sessenta reais e noventa e cinco centavos) a Antonio Alencar Assessoria Imobiliária Ltda., referente à comissão de intermediação do negocio imobiliário. 02.6- Pagamentos efetuados aos serviços de assessoria jurídica em todos os processos e em todas as áreas jurídicas, com exceção da “Tributária” – R$ 76.328,95 (setenta e seis mil, trezentos e vinte oito reais e noventa e cinco centavos). 02.7- Estamos no aguardo do pronunciamento da Receita Federal, pois os cálculos referidos no item 02.4, ficarão sujeitos a atualização até o dia 28.02.2010, sob a responsabilidade do Clube, após esta data a responsabilidade passa para a Empresa Compradora. 03- Visando efetivar a negociação conseguimos reduzir os valores, através de diminuição das taxas de corretagem, funcionários ativos até 30.04.2010 e dos prestadores de serviços (advogados, contadores e outros). 04 – Para conhecimento do Quadro Social, informamos os encargos em atraso, no tocante a débitos com o Governo Federal: INSS: da Empresa (124 meses), dos Empregados (79 meses), FGTS (99 meses), IRRF dos Empregados (96 meses) e PIS (96 meses), além de 100 (cem) meses com a Empresa que faz o serviço contábil. 05- Informa ainda a existência de débitos com fornecedores e outros funcionários, cujos processos, na Justiça do Trabalho ainda estão em fase de andamento, os quais estamos buscando solucionar, além de outros Processos em curso no Fórum Desembargador Filinto Bastos, nesta cidade. 06- Após consolidar contabilmente, todos os débitos, verificando a legalidade documental destes, é que poderemos iniciar o processo para pagamento, com o saldo apurado nesta venda. 07- Como o Clube de Campo Cajueiro, não está oferecendo nenhum serviço ao Quadro social desde o mês de Fevereiro de 2010, conclamamos àqueles que queiram participar da partilha, conforme previsto no Artigo 123 – Parágrafo Único, a pagarem suas mensalidades devidas até o mês de JANEIRO DE 2010 – PRAZO PARA QUITAÇÃO: DIA 18 DE JULHO DE 2010, desde que não tenham sido eliminados. Após esta data será publicada a relação dos Associados aptos a participarem da divisão do saldo remanescente, respeitando o que diz o parágrafo único do Artigo 123: “Deliberada a dissolução, a Assembléia Geral, elegerá na mesma reunião, o Liquidante, o qual, depois de promover a satisfação de todas as obrigações assumidas pelo Cajueiro, procederá a partilha entre os Sócios Proprietários do remanescente do Patrimônio, respeitando que o Título de Proprietário Remido vale 100% (cem por cento) a mais que o Título de Proprietário Contribuinte; o título de Proprietário Pessoa Jurídica vale 50% (cinqüenta por cento) que o Título Proprietário Contribuinte, e o Título de Sócio Proprietário Suplementar Contribuinte, vale 50% (cinqüenta por cento) do valor do Título de Sócio Proprietário Contribuinte. que será publicada a lista dos Sócios Eliminados na conformidade do Estatuto Social. 08- Para fins de conhecimento de todos: o Conselho Deliberativo do Clube de Campo Cajueiro, convocou Assembléia Geral Extraordinária para o dia 20.08.2008, com convocação através os Jornais da cidade: Folha do Norte, de 08.08.2008, Feira Noite & Dia, de 08 a l4.08.2008, Tribuna Feirense de 08.08.2008 e Folha do Estado de 08.08.2008, com a seguinte Ordem do Dia: a) Situação da atual situação econômico-financeira do Clube; b) Recebimento e apreciação de sugestões e, c) O que ocorrer e em relação aos itens anteriores. Resultado: no horário previsto, somente 10 (dez) associados atenderam à convocação, quando o “quorum” mínimo seria de 50 (cinqüenta associados). O fato demonstra o não comprometimento dos associados para com os destinos do Clube. 09- Outras propostas foram apresentadas pelas empresas: Mirante Imobiliária (por diversas empresas), Mercado Assessoria Imobiliária (por mais de um pretendente), pelo ex -associado Marilton Moreira de Carvalho, e o Corretor Autônomo Luiz Magno Queiroz Neves, sem, contudo ter sido apresentada formalmente, nenhuma proposta oficial de seus clientes. 10- A sede do Clube, por razões de segurança, já está funcionando na Rua Conselheiro Franco, 200 – Edifício Mandacaru – 1.º andar, salas n.ºs: 115 e 115-A, cedidas sem ônus para o Clube, por um Conselheiro. O telefone continua o mesmo: 3221.9244 (de segunda às sextas no horário: 09,00 às 12,00 horas.

Feira de Santana, 18 de junho de 2010. CLUBE DE CAMPO CAJUEIRO-EM LIQUIDAÇÃO José Monteiro Filho Liquidante

AMBAS, CONTINUAM ATUAIS, SEM NENHUM FATO NOVO , E, OS ASSOCIADOS DO CLUBE (APTOS A PARTICIPAREM DO RATEIO NA FORMA ESTATUTÁRIA) DO VALOR FINAL DA ÁREA RMANESCENTE DE 37.420,00 M2 (METROS QUADRADOS), APÓS A EFETIVAÇÃO DA VENDA; UMA VEZ QUE DA ÁREA TOTAL DO CLUBE DE CAMPO CAJUEIRO, QUE ERA DE 51.022,00 M2 E FOI ALIENADA TÃO SOMENTE 13.601,70 M2, CUJO VALOR DA VENDA, CONFORME DEMONSTRADO, FOI APLICADO NA FORMA EXPLICITADA NAS NOTAS ABAIXO, REPUBLICADAS, PARA DIRIMIR DÚVIDAS. “Feira de Santana, sexta-feira, de 10 a 24/06/ de 2010 - Jornal Noite e Dia Clube de Campo Cajueiro - Em Liquidação Nota Oficial do Quadro Social

CLUBE DE CAMPO CAJUEIRO - Em liquidação EDITAL PARA VENDA DA ÁREA REMANESCENTE Não tendo chegado a bom termo as negociações para a alienação da área remanescente do CLUBE DE CAMPO CAJUEIRO, informamos que estamos colocando a venda à área acima mencionada com 37.422,00 m2 (trinta e sete mil quatrocentos e vinte dois metros quadrado). Maiores informações através do telefone: (75) 3221.9244 no horário das 09,00 às 12,00 horas ou a Rua Conselheiro Franco, 200 - 1.º andar – salas N.ºs: 115 e 115-A (Edifico Mandacaru), com a Sra. Zenaide. As corretoras imobiliárias serão aceitas, na intermediação da venda, desde que em dias com suas obrigações junto ao CRECI e demais documentos que comprove a idoneidade da empresa. Aproveitamos para informar aos sócios, que já quitamos quase todos os débitos com funcionários, Justiça do Trabalho e iniciamos o processo de pagamento dos cheques emitidos por gestões anteriores e, que foram devolvidos por insuficiência de fundos, além dos títulos protestados. Resolvidos estes problemas estaremos aptos a dar inicio ao pagamento dos demais credores. O débito junto ao INSS, Receita Federal e Procuradoria Nacional da Fazenda Nacional, como já informado, serão de única e exclusiva responsabilidade da Empresa Compradora da área já alienada (exceto a atualização dos valores do débito no período compreendido entre 30.11.2009 a 28.02.2010, conforme informado em Nota Oficial de 18.06.3010). A área remanescente, após a quitação dos compromissos acima mencionados, estará livre e desimpedida para alienação, cujo valor apurado será rateado entre os Sócios Adimplentes (Proprietários) até JANEIRO DE 2010, e em pleno gozo de seus direitos societários, conforme previsto no Estatuto Social, não mais sendo necessário, como já informado, pagar as taxas de manutenção após o mês de FEVEREIRO DE 2010.

Feira de Santana (BA.), 08 de setembro de 2010.

CLUBE DE CAMPO CAJUEIRO José Monteiro Filho Liquidante

CÂMARA MUNICIPAL DE SERRINHA CNPJ nº 13.347.406/0001-97 Av. Dep. Manoel Novaes,735, Centro, Serrinha-Ba. CEP 48700-000 Tel.: (75) 3261-2315

A CÂMARA MUNICIPAL DE SERRINHA - BA, através da Comissão Permanente de Licitação, designada pela Portaria nº 001/2012, de 03 de janeiro de 2011, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com a Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, torna público para o conhecimento dos interessados, que se acha aberto o processo de licitação na modalidade TOMADA DE PREÇOS 001/2012, do tipo MENOR PREÇO, sob o regime de execução indireta, na modalidade empreitada por preço global, objetivando a contratação de empresa especializada em Construção Civil, para Reforma e Ampliação da sede da Câmara Municipal de Serrinha. A entrega e abertura dos envelopes ocorrerá no dia 05/06/2012, às 11h, na sede da Câmara Municipal, sito à Avenida Dep. Manoel Novaes, 735, Centro, Serrinha – Bahia. Os interessados devem ligar para o número (75) 3261-2315(falar com Karla Villane), solicitando o edital completo, o qual será fornecido mediante o pagamento no valor de R$ 200,00 (duzentos reais), mediante depósito em conta a ser fornecida pela Câmara.

abandono de emprego

"A Yazaki Autoparts do Brasil Ltda solicita o comparecimento do Sr. ANTONIO CARLOS NASCIMENTO DOS SANTOS JUNIOR, portador da CTPS nº 7811710, Serie 001, no prazo de 2 (Dois) dias úteis, sob pena de caracterização do abandono de emprego previsto no artigo 482, letra"I". da CLT".

COMUNICADO LUCIANA CARNEIRO SANTA ROSA, CONTADORA, COM CRC DE Nº 24.997/6, DECLARA PARA OS DEVIDOS FINS QUE FORAM EXTRAVIADAS AS ETIQUETAS DE NUMERO BA/2009/01021030 A BA/2009/01021059.

adilson-simas@bol.com.br

Adilson Simas FEIRA ONTEM

Josué da cara azeda

Exceto a candidata laranja Cristiane Fernandes (PHS/PTN), invenção de Humberto Cedraz, todos os demais, em numero de 8, participaram do debate sobre a sucessão municipal que a Rádio Sociedade promoveu no sábado, 7 de setembro de 1996, comemorando os 48 anos da emissora. Zé Neto que passou todo tempo chupando tamarindo arrancado dos pés existentes no pátio da emissora, distribuiu o fruto com os candidatos, menos Josué Mello, que recusou fazendo cara feia. Iniciado o debate o petista tratou de

desconstruir o pefelista, inclusive causando risos: - Nós chupamos tamarindo e o Josué é quem fica com a cara azeda...

O privilégio de falar mal Em 1979, quatro edis do MDB – Coelho, M arinho, Otaviano e Renatinho criaram a Bancada de Vereadores Independentes e passaram a fazer duras críticas ao governo do próprio partido que tinha como prefeito Colbert Martins. Após reunir o partido e ouvir as queixas dos que permaneceram fieis ao governo e à legenda, o alcaide tratou de cortar algumas regalias dos rebeldes, como contratação de pessoal (ainda não existia a obrigatoriedade do concurso público) pedidos de obras e convites para atos oficiais. Indagado pelos repórteres se estava realmente retaliando os “independentes” conforme

ouvido na Câmara, o matreiro Colbert inverteu a pergunta e deixou os homens da imprensa confusos: - Que mal há nisso? Falar do governo é tão bom que não é justo que só os inimigos gozem do privilégio...

Filho enciumado

Filho adotivo do ex-prefeito José Falcão, chamado “Zé Festinha” pela ênfase que dava aos festejos populares, o vereador Roberto To u r i n h o c r i t i c o u duramente na Câmara o secretário Ewerton Cerqueira, da Indústria, Comércio e Turismo por se preocupar apenas com festas, esquecendo outras importantes atribuições da secretaria. Em longa entrevista ao jornal Feira Hoje de domingo, 15 de janeiro de 1995, Ewerton, que era vereador licenciado e estava secretário, falou do sucesso da Festa de Reis

Magos do distrito de São Vicente. Sobre as críticas de Tourinho, foi irônico na resposta: - Ele não está querendo é que surja outro Zé Festinha...


cidade

Feira de Santana, sexta-feira, 18 de maio de 2012

9

Antares luta para ensinar ciências ASSIM FALOU

ARMANDO SAMPAIO:

“Usar recursos públicos para realizar um evento festivo, no momento em que o campo atravessa uma situação calamitosa de seca, não faz nenhum sentido”

o presidente da Associação Comercial acha que nem mesmo um São João mais barato, como propõe a prefeitura, é justificável

ACM NETO:

“O metrô tinha que ter funcionado ontem. Tem que funcionar. Meu compromisso com a cidade é que se eu for prefeito o metrô vai funcionar”.

o metrô de Salvador agora é como a seca no sertão. Todos prometem solução, mas tudo continua sempre no mesmo

JAQUES WAGNER: Com o capacete criado para a simulação, alunos percorrem o túnel que dá sensação de uma caminhada na lua

GLAUCO WANDERLEY

Na 10ª Semana Nacional dos Museus, que se estende até o dia 20, uma das propostas é discutir o uso destes espaços na educação. No caso de Feira de Santana, o Museu Antares de Ciência e Tecnologia (Mact), participante da Semana, é prova eloquente da dificuldade de alcançar este nobre objetivo. Vítima da indiferença do governo estadual, da insensibilidade da iniciativa privada e até do despreparo de escolas, professores e estudantes, o Antares não consegue colocar em prática um belo projeto educativo que faria crescer bastante sua importância como espaço de ensino da ciência e do despertar da vontade de conhecer. Na atual gestão da UEFS o Antares deixou de ser tão somente observatório astronômico para virar museu de ciência e tecnologia. A proposta é demonstrar princípios científicos com experimentos simples em química e física – que em

parte estão instalados – e expor de forma didática e permanente toda a história da evolução do universo e do homem, do Big bang aos dias atuais. O projeto avançou pouco. Em setembro de 2009, o governador Jaques Wagner esteve em Feira de Santana, quando foram apresentadas oficialmente réplicas de dinossauros que viveram em território que hoje faz parte do Brasil e uma simulação de caminhada em solo lunar, com baixa gravidade. O governador botou o capacete, fez a “caminhada na lua” e saiu dizendo que vestiria a camisa do Antares. Considerou o projeto tão útil e interessante que falou não só em apoiá-lo para que fosse totalmente implantado, mas se propôs a copiá-lo, levando-o a outras instituições de ensino Bahia afora. Mas tudo ficou confinado ao dia da visita. Nem mesmo a parte dos dinossauros – que começou tão bem, pois as réplicas são muito convincentes – avançou. Dez réplicas em tamanho natural de dinos

formaram inicialmente o Parque dos Dinossauros, que custaram R$ 100 mil. Depois, foram adquiridos um tigre dente de sabre, um mamute e uma preguiça ancestral. Falta reproduzir a vegetação do período, hoje extinta. De acordo com o professor Paulo Poppe, diretor do Antares, das várias etapas do projeto, saíram do papel o Parque dos Dinossauros, a Conquista da Lua e as ruínas de Stonehenge (espécie de observatório astronômico pré-histórico encontrado na Inglaterra). Na Conquista da Lua, a réplica da Apollo XI, que levou os astronautas à lua, tem 11 metros. Completam o conjunto o módulo lunar (veículo que pousou no satélite) e o túnel que simula uma caminhada lunar. Como a verba da universidade não dá nem para investimentos mais básicos, o projeto parou. Tentou-se a iniciativa privada. Um empresário perguntou quanto teria de retorno para cada real investido. “O Museu não dá retorno financeiro. Promove conhecimento”,

diz Poppe, explicando o que na verdade não deveria ser necessário explicar. Apesar das decepções e da repetida alegação da falta de dinheiro, ele continua tentando. Entretanto o que o Antares já possui merece mais visitas. Cerca de 7 mil pessoas visitam o Museu por ano, mas quase todas (5 mil) durante a Semana Nacional de Ciências e Tecnologia, que acontece em outubro. As escolas e alunos, que chegam em excursões, também carecem de maior compreensão do espaço, pois nem sempre estão em busca de novos conhecimentos. Mal orientada, a meninada vê a atividade extraclasse mais como passeio que como um momento de descobertas. Para o público que já deixou a idade escolar, as portas do Museu são abertas nas noites de terças e quintas-feiras, a partir das 18h, quando os interessados podem observar as estrelas com o telescópio. (com reportagem de Batista Cruz)

Fundado em 10.04.1999 www.tribunafeirense.com.br / redacao@tribunafeirense.com.br Fundadores: Valdomiro Silva - João Batista Cruz - Denivaldo Santos - Gildarte Ramos Editor - Glauco Wanderley Diretor de Planejamento - César Oliveira Diretora Financeira - Márcia de Abreu Silva Editoração eletrônica - Maria da Piedade dos Santos

“Trabalhamos muito mas a seca veio muito maior do que o normal que se esperava”

o governador justificando-se em seu programa semanal de rádio

DOM LUIZ CAPPIO:

“A 500 metros do rio São Francisco caatinga adentro, não tem água e as comunidades são abastecidas com carros pipa”

o religioso arrancando a fantasia da transposição do São Francisco

TOM:

“Estou com ele e não abro mão, irei dar todo o meu apoio para que Tarcízio Pimenta seja reeleito.”

demorou mas o vereador anunciou apoio ao prefeito, prontamente repercutido pelos aliados de Tarcízio como se fosse grande coisa

ÂNGELO ALMEIDA:

“A Caixa e a Polícia Federal estão preocupadas, porque há indícios de favorecimento político no Minha Casa Minha Vida e a investigação está em curso” vereador petista avisa que vem chumbo grosso

FREI CAL:

“Em todos os pontos de ônibus o que encontramos é transporte clandestino parando e oferecendo o serviço aos usuários que lá se encontram. É um escândalo”

vereador lembrando ao líder do governo Maurício Carvalho que não é só nas estradas que ocorre o transporte clandestino

OS TEXTOS ASSINADOS NESTE JORNAL SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES. Rua Quintino Bocaiuva - 701 - Ponto Central CEP 44075-002 - Feira de Santana - PABX (75)3225.7500/3223.6180


10

Feira de Santana, sexta-feira, 18 de maio de 2012

PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

DECRETO No 8.600, DE 17 DE MAIO DE 2012. “Altera o Quadro de Detalhamento de Despesa do Poder Executivo, na forma que indica e dá outras providências.” O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da Bahia, no uso de suas atribuições legais e com fundamento no artigo 37, § 2º da Lei nº 3.227, de 01 de julho de 2011 e artigo 7º, inciso V, da Lei nº 3.299, de 28 de dezembro de 2011. DECRETA: Art. 1o. Fica alterado o Quadro de Detalhamento de Despesa de 2012, no valor de R$ 100.000,00 (cem mil reais), na forma indicada no Anexo a este Decreto. Art. 2o. Fica a Contabilidade Municipal autorizada a efetuar os registros contábeis necessários ao cumprimento deste Decreto. Art. 3o. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 40. Revogam-se as disposições em contrário. Gabinete do Prefeito, 17 de maio de 2012. TARCÍZIO SUZART PIMENTA JÚNIOR PREFEITO MUNICIPAL

Classificação Institucional 09.09 09.09

ANEXO AO DECRETO No 8.600, DE 17 DE MAIO DE 2012. Projeto/Atividade Elemento de Fonte de Acréscimo Despesa Recursos 12.365.047.2037

3.3.90.39 3.3.90.32

12.365.047.2037

Redução

100.000,00

0001 0001

100.000,00

TOTAL

100.000,00

100.000,00

RESOLUÇÃO Nº 03 /2012. Dispõe sobre a Aprovação do Relatório Anual de Gestão da SEDESO/2011 e Relatórios do terceiro 2011 de alguns equipamentos do município de Feira de Santana-BA. O Conselho Municipal de Assistência Social de Feira de Santana - CMAS/FSA, instituído pela Lei Municipal nº. 1.761, de 17/06/94, regulamentada pelo Decreto n° 5.923, de 16/11/95 e através do disposto no art. 16, inciso IV, da Lei Federal nº 8.742 de 07/12/93, no uso de suas atribuições que lhes concede o artigo 12 do seu Regimento Interno, considerando o quanto realizado em reunião ordinária ocorrida no dia 12 de abril de 2012, RESOLVE: Art. 1º - Após ampla discussão, os Conselheiros decidiram: Aprovar o Relatório Anual de Gestão da SEDESO/2011, juntamente com os Relatórios do terceiro /2011 dos seguintes equipamentos: • CREAS Baraúnas; • CREAS Lagoa Grande; • CREAS Kalilândia; • CREAS LA/PSC; • CRAS Lagoa Grande; • CRAS Aviário; • CRAS Fraternidade; • CRAS Rua Nova; • CRAS Jussara; • CRAS Santo Antônio dos Prazeres. Art. 2º - A aprovação desta Resolução consta transcrita no livro Ata Nº 06 do CMAS no mês de abril de 2012. Art. 3º - Ficam revogadas as disposições contrárias. Art. 4º - Esta Resolução entrará em vigor a partir da data de sua publicação. Feira de Santana, 12 de abril de 2012. Ângela Maria de Oliveira Pérsico Presidente do CMAS/FSA

DECRETO Nº 8.601, 17 DE MAIO DE 2012.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

“Abre crédito suplementar ao Orçamento do Município e dá outras providências.” O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da Bahia, no uso de suas atribuições legais e com base na autorização contida na Lei Nº 3.299, de 28 de dezembro de 2011, artigo 6º, inciso I. DECRETA: Art. 1º - Fica aberto Crédito Suplementar ao Orçamento do Município no valor de R$ 6.365.000,00 (seis milhões, trezentos e sessenta e cinco mil reais), conforme detalhamento abaixo: CLASS. INST. 06.06 09.09 09.09 09.09 09.09 10.10 10.10

PROGRAMÁTICA 04.122.001.2020 12.361.048.1085 12.361.047.2036 12.365.047.2037 12.785.047.2039 27.813.050.2044 27.812.050.2054

ECONÔMICA 3.3.90.92 3.3.90.39 3.3.90.39 3.3.90.39 3.3.90.39 3.3.50.43 3.3.90.36

FONTE 0000 0019 0001 0019 0001 0000 0000 TOTAL

VALOR (R$) 300.000,00 1.220.000,00 3.296.000,00 884.000,00 500.000,00 160.000,00 5.000,00 6.365.000,00

Art. 2º - Os recursos disponíveis para acorrer às despesas decorrentes do presente crédito suplementar correrão à conta de anulações nas dotações abaixo detalhadas: CLASS. INST. 07.07 09.09 09.09 10.10 10.10

PROGRAMÁTICA 24.131.010.2024 12.365.047.2037 12.365.047.2037 27.813.050.2044 13.392.050.2045

ECONÔMICA 3.3.90.39 3.3.90.30 3.3.90.32 3.3.90.39 3.3.90.30

FONTE 0000 0001 0001 0000 0000 TOTAL

RESOLUÇÃO Nº 05 /2012. Dispõe sobre a Aprovação da verba no valor de R$ 45.000,00(quarenta e cinco mil reais) oriunda e aplicada no PETI do município de Feira de Santana-BA. O Conselho Municipal de Assistência Social de Feira de Santana - CMAS/FSA, instituído pela Lei Municipal nº. 1.761, de 17/06/94, regulamentada pelo Decreto n. ° 5.923 de 16/11/95 e através do disposto no art. 16, inciso IV, da Lei Federal n. º 8.742, de 07/12/93, no uso de suas atribuições que lhes concede o art. 12, do seu Regimento Interno, considerando o quanto realizado em reunião extraordinária ocorrida no dia 26 de abril de 2012. RESOLVE: Art. 1º. Após ampla discussão, os Conselheiros decidiram: Aprovar a verba no valor de R$ 45.000,00(quarenta e cinco mil reais),saldo de reprogramação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil do Piso Variável de Média Complexidade, para pagamento de dívida do referido programa em caráter emergencial. Art. 2º. A aprovação desta Resolução consta transcrita no livro Ata Nº 06 do CMAS no mês de abril de 2012. Art. 3º. Ficam revogadas as disposições contrárias. Art. 4º. Esta Resolução entrará em vigor a partir da data de sua publicação. Feira de Santana, 26 de abril de 2012. Ângela Maria de Oliveira Pérsico Presidente do CMAS/FSA

VALOR (R$) 300.000,00 5.000.000,00 900.000,00 160.000,00 5.000,00 6.365.000,00

PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

Art. 3º - Fica a Contabilidade Municipal autorizada a efetuar os registros contábeis necessários ao cumprimento deste Decreto. Art. 4º - Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação. Gabinete do Prefeito Municipal, 17 de maio de 2012.

TARCÍZIO SUZART PIMENTA JÚNIOR PREFEITO MUNICIPAL

RESOLUÇÃO Nº 04 /2012. Dispõe sobre a Aprovação do Fundo Estadual de Assistência Social - FEAS referente aos repasses do co-financiamento do Exercício de 2012, do município de Feira de SantanaBA. O Conselho Municipal de Assistência Social de Feira de Santana - CMAS/FSA, instituído pela Lei Municipal nº. 1.761 de 17/06/94, regulamentada pelo Decreto n. ° 5.923 de 16/11/95 e através do disposto no art. 16, inciso IV, da Lei Federal nº 8.742, de 07/12/93, no uso de suas atribuições que lhes concede o art. 12, do seu Regimento Interno, considerando o quanto realizado em reunião ordinária ocorrida no dia 12 de abril de 2012. RESOLVE: Art. 1º. Após ampla discussão, os Conselheiros decidiram: Aprovar o Fundo Estadual de Assistência Social - FEAS referente aos repasses do co-financiamento do Exercício de 2012 do município de Feira de Santana-BA. PROGRAMAS

DECRETO Nº 8.602, 17 DE MAIO DE 2012.

QUANTIDADE PACTUADA

ENTIDADES

“Abre crédito suplementar ao Orçamento do Município e dá outras providências.” BENEFICIOS EVENTUAIS

700,00

25.000

SECRETARIA DESENVOLVIMENTO SOCIAL

18.000,00

MANUTENÇÃO

160

SECRETARIA DESENVOLVIMENTO SOCIAL

20.800,00

MANUTENÇÃO

280

SECRETARIA DESENVOLVIMENTO SOCIAL

9.240,00

Manutenção

CENTRO POP

100

SECRETARIA DESENVOLVIMENTO SOCIAL

13.000,00

Manutenção

PETI

1.258

SECRETARIA DESENVOLVIMENTO SOCIAL

22.050,00

Manutenção

PAC I (idoso criança/adolescente)

630

AFAS DISP. SANTANA L. DO IRMÃO VELHO ALABASTRO ORF.EVANGELICO ACN

PESSOA COM DEFICIÊNCIA

401

CRESCER CIDADÃO APAE

1.500,00 1.500,00 1.500,00 1.500,00 1.500,00 1.500,00 ­­­­­­­­­­_________ 9.000.00 3.609,00 3.609,00 _______ 7.218,00

75,00 75,00 75,00 75,00 75,00 75,00 _______ 450,00 180,45 180,45 _______ 360,90

CRAS

DECRETA: Art. 1º - Fica aberto Crédito Suplementar ao Orçamento do Município no valor de R$ 2.735.584,00 (dois milhões, setecentos e trinta e cinco mil, quinhentos e oitenta e quatro reais), conforme detalhamento abaixo:

CREAS-KALILÂNDIA *LAGOA GRANDE *SANTA MONICA

PROGRAMÁTICA 26.452.011.2141 26.452.011.2141 26.452.011.2141 26.452.011.2141

ECONÔMICA 3.3.90.30 3.3.90.30 3.3.90.39 3.3.90.39

FONTE 0000 0024 0000 0024 TOTAL

VALOR (R$) 150.584,00 1.625.000,00 84.000,00 876.000,00 2.735.584,00

CREAS LA E PSC

Art. 2º - Os recursos disponíveis para acorrer às despesas decorrentes do presente crédito suplementar correrão à conta de anulações nas dotações abaixo detalhadas: CLASS. INST. 19.26 19.26 19.26

PROGRAMÁTICA 26.452.011.2141 26.452.011.2141 04.122.001.2142

ECONÔMICA 3.3.90.39 4.4.90.52 3.3.90.39

FONTE 0050 0000 0050 TOTAL

VALOR (R$) 1.700.000,00 587.000,00 448.584,00 2.735.584,00

Art. 3º - Fica a Contabilidade Municipal autorizada a efetuar os registros contábeis necessários ao cumprimento deste Decreto. Art. 4º - Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação. Gabinete do Prefeito Municipal, 17 de maio de 2012.

TARCÍZIO SUZART PIMENTA JÚNIOR PREFEITO MUNICIPAL

CONTRAP MUNICIPAL FONTE-000 R$

SECRETARIA DESENVOLVIMENTO SOCIAL

O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da Bahia, no uso de suas atribuições legais e com base na autorização contida na Lei Nº 3.299, de 28 de dezembro de 2011, art. 6º, inciso I.

CLASS. INST. 19.26 19.26 19.26 19.26

VALOR MENSAL ESTADO FONTE-024 R$

Art. 2º. A aprovação desta Resolução consta transcrita no livro Ata Nº 06 do CMAS no mês de abril de 2012. Art. 3º. Ficam revogadas as disposições contrárias. Art. 4º. Esta Resolução entrará em vigor a partir da data de sua publicação. Feira de Santana, 12 de abril de 2012. Ângela Maria de Oliveira Pérsico Presidente do CMAS/FSA


social

Feira de Santana, sexta-feira, 18 de maio de 2012

11



O

lá queridos leitores! Obrigada pelo carinho nos e-mails e mimos que tenho recebido! A opinião de vocês com certeza é muito importante para mim! Meu e-mail continua à disposição: emanuela.sampaio @yahoo.com.br. Aos aniversariantes da semana: aquele

abração bem forte recheado de desejos de coisas boas para vocês! Tenham um excelente final de semana. Não esqueçam: se beber não dirija , apague as luzes ao sair do ambiente, feche as torneiras bem fechadas e me sigam no twitter J @EmanuelaSampaio. Beijão!

A querida Gal Fernandes, com o esposo Luís Carlos, filhos e amigos foi bastante festejada dia 5, em Campinas, pela passagem do seu aniversário



Radialista Dilton Coutinho foi bastante festejado, dia 17, pelo seu aniversário

Luana Macedo que estará debutando próximo dia 26

Dia 11 de Maio Aline Fernandes comemorou idade nova!

A mamãe de Luísa, Milena Portugal, apagou as velinhas ontem!

No dia 26 de Maio o Spazio ganhará todo glamour de Hollywood nos 15 anos da belíssima Luana Macedo!Uma das festas mais esperada do ano! Tudo está sendo feito com muito amor e carinho pelos familiares para comemorar e agradecer a Deus por esta linda debutante.. A produção estará sob o comando de Melania Leal e Dj Agenor. A festa está marcada para as 21 horas e seguirá um roteiro, afinal, é um filme que está sendo rodado, segundo os organizadores. Parabéns Lua, que sua estrela nunca deixe de brilhar!

 

Quem comemorou aniversário, dia 17, foi João Marinho Gomes. Parabéns!

A bela cantora feirense Gabriela Moraes é a aniversariante do dia!!

* * * Railda Canário, apagará as velinhas amanhã e será festejada pelos filhos, parentes e amigos

A Academia Regional de Letras Jurídicas de Feira de Santana, a segunda da Bahia, estará festejando os 185 anos de introdução dos estudos jurídicos no Brasil. Será vasta a programação, inclusive posse de novos membros.

O grande mestre Asa Filho que comanda a Cidade da Cultura

 


12

Feira de Santana, sexta-feira, 18 de maio de 2012


Edicao 18-05-12