Page 1

Treinamentos que fortalecem a Igreja Perseguida Pรกg. 6

Campanha de cartas a cristรฃo preso Pรกg. 15

China, ontem e hoje A Igreja continua a crescer


®

Como começou a Portas Abertas Em 1955, André, um jovem evangelista holandês, é convidado para o Festival da Juventude Comunista na Polônia. Ele sente-se impressionado ao ver o entusiasmo e a devoção de moços a um credo sem deus. O sentimento dele é que Deus o estava chamando para um trabalho: servir a cristãos em países sob restrição e discriminação, oficial ou informal. Hoje, o ministério é chamado Portas Abertas - servindo cristãos perseguidos. Conta com o apoio de milhares de cristãos e tem escritórios em todo o mundo.

tema desta revista: “Quero que saibam, irmãos, que aquilo que me aconteceu tem, ao contrário, servido para o progresso do evangelho.” Filipenses 1.12

Como você pode aderir 1. Orando: a oração é a maior contribuição que um cristão pode oferecer. 2. Indo: você pode fazer parte de uma equipe de mensageiros voluntários. 3. Contribuindo: além de orar, você pode ser um integrante do trabalho sem sair de casa. Você pode doar e, assim, sustentar economicamente o serviço à Igreja Perseguida. Dados para contribuir com a Missão Portas Abertas: Banco do Brasil - ag. 3065-1 - c/c 70106-8 Banco Bradesco - ag. 156-2 - c/c 40500-0 Banco HSBC - ag. 1853 - c/c 24674-45 Banco Itaú - ag. 0192 - c/c 81146-1 CNPJ 50.671.510/0001-69

Pai e filho participantes da maior igreja oficial chinesa no mundo, a Igreja dos Três Poderes, que atende 5.000 pessoas na cidade de Hangzhou

A Missão Portas Abertas atua em conjunto com a Open Doors International, uma entidade sem fins lucrativos registrada nos Estados Unidos. Ambas as organizações têm seus demonstrativos financeiros auditados anualmente, garantindo-se a aplicação dos valores nos projetos divulgados. Se você quer saber mais sobre esta revista e a Portas Abertas, ou deseja outros materiais, fale conosco. Fone (0--11) 5181 3330 Fax (0--11) 5181 7525 Cx Postal 12.655 CEP 04744-970 São Paulo/SP E-mail: relacionamento@portasabertas.org.br www.portasabertas.org.br Revista Portas Abertas® Volume 27 nº 7, revista mensal Secretário Geral: Douglas C Monaco Comunicação: Renata Éboli Edição: Vanessa Portella Redação: Vanessa Portella Revisão: Deborah Stafussi Diagramação: Miriam Garcia Jornalista responsável: Vanessa Portella-MTB 27.729 Foto da capa: Portas Abertas Projeto gráfico: Veen Creatieve Communicatie Circula em junho e julho de 2009 Impressão: Van Moorsel, Andrade & Cia. Ltda. Tiragem: 23.000 exemplares A Missão Portas Abertas adaptou seus textos às normas estabelecidas pelo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, em vigor no Brasil desde 1º de janeiro de 2009

capa ................................................................. 2 As necessidades da Igreja chinesa nos dias atuais ação.................................................................. 6 Conheça os treinamentos voltados para os jovens chineses linha de frente................................................. 8 A Portas Abertas continua apoiando os cristãos na China notícias........................................................ ...10 Casal cristão é assassinada na Colômbia. E mais: China, Indonésia, Egito, Iraque e Somália cara a cara ...................................................... 12 Conheça Samuel Lamb, cristão que foi perseguido por muitos anos e Shi Weihan, que enfrenta a perseguição nos dias atuais no momento..................................................14 Veja a situação da China um ano após o terremoto que abalou o país perseguidos ..................................................15 Participe da campanha de carta em favor do cristão Shi Weihan painel ............................................................16 Agradecimento; acampamento UG; 50 dias de oração; aniversário da Portas Abertas Internacional e alteração da Caixa Postal

Tema da Missão Portas Abertas para 2009 FIQUE ATENTO A revista demora para chegar à sua casa? • Mantenha seu endereço atualizado e evite atrasos na entrega da sua revista. • Os domicílios no interior podem levar um tempo maior para recebê-la. Data de fechamento desta edição: 3 de junho de 2009

Colher as informações sobre a Igreja Perseguida custa vinte milhões de dólares por ano. Produzir a revista neste formato, neste papel e em cores é a melhor alternativa custo x benefício encontrada. Compartilhe este material com a sua igreja. Depois de ler, por favor, não jogue fora.


Na revista Portas Abertas, você encontra testemunhos que edificam sua vida

CARTÃO-RESPOSTA NÃO É NECESSÁRIO SELAR O SELO SERÁ PAGO POR MISSÃO PORTAS ABERTAS

AC Adolfo Pinheiro 04799-999 - São Paulo - SP

Dobre aqui

Destaque este encarte da revista. Muito obrigado.

Corte aqui


Essas histórias podem edificar outras vidas além da sua A pessoa indicada receberá uma revista de apresentação e uma proposta de assinatura da revista Portas Abertas. Essa leitura traz uma ampla visão sobre os cristãos perseguidos, a Igreja Perseguida e o ministério da Portas Abertas.

Compartilhe essa bênção! Indique um amigo para receber a revista de apresentação da Missão Portas Abertas

Preencha a ficha abaixo com os dados de um amigo que ainda não é parceiro da Missão Portas Abertas e envie para a Missão Portas Abertas (não é preciso selar). Você também pode mandar um fax para (0--11) 5181 7525 ou telefonar para (0--11) 5181 3330. Após recebermos os dados, enviaremos a proposta de R$35,00 para seu amigo receber a revista Portas Abertas durante um ano. Muito obrigado.

Indicante

Código de Parceiro

Cole apenas aqui para facilitar a abertura

Nome Sexo F

Idade

M

Endereço Número

Complemento

Bairro

-

CEP

Cidade

UF

-

Data de nasc. Fone resid.

-

-

Profissão Fone com.

-

Celular

-

e-mail Revista julho 2009

Destaque este encarte da revista. Muito obrigado.

Corte aqui


editorial

O vigor da Igreja chinesa

A

China é um país de cultura milenar, da qual se orgulha muito. A história da civilização chinesa é incrível. Muitas batalhas aconteceram. Imperadores subiram ao trono e conquistaram mais e mais terras até seu território ser tão vasto como é hoje. Contudo, um fato específico mudou a vida de milhares de pessoas na China moderna: a instauração do comunismo, por Mao Tse-tung, a partir de 1949. O Estado totalitário, característico do comunismo, é uma das quatro máquinas mundiais de perseguição hoje 1. Os líderes políticos dominam todos os aspectos da sociedade, e fora do controle do Estado ninguém tem autorização de se organizar. Por causa disso, a Igreja se constitui um grande perigo ao Estado, pois ela se recusa a ser dominada. Cerca de 60 milhões de cristãos sofrem discriminação diariamente. Suas igrejas são pressionadas a se registrar, e evangelizar fora delas ainda é proibido. Ainda assim, a Igreja chinesa surpreende! Estima-se que mais de 2 milhões de pessoas se convertem todos os anos. Pude ver o vigor dessa Igreja ao conhecer histórias de alguns jovens que fazem parte dela. Isso aconteceu em julho de 2008, quando ocorreu um acampamento com cerca de cem jovens em Hong Kong. Todos eles demonstraram seu amor por Deus e pelo próximo por meio de atitudes e palavras. A maioria tinha entre 19 e 22 anos e alguns se converteram na faculdade. Uns eram de famílias cristãs, outros de família budista ou comunista, mas cada um enfrentava desafios para permanecer fiel a Cristo. Estão cientes da perseguição e sabem que poderão passar por ela a qualquer momento. Para mim, esses jovens ilustram a força, o poder e os desafios da Igreja chinesa. Eles são cheios de alegria e amam o seu Salvador. Por Ele, estão dispostos a pagar o preço que for necessário, não somente para viver sua fé em particular, mas para compartilhá-la com seus familiares, amigos e com todos que estão a sua volta. Nunca vou me esquecer de seus exemplos que me dizem o quanto vale a pena seguir a Cristo, mesmo que o preço, às vezes, pareça ser muito alto.

Desiree Froes Gestão do Conhecimento da Missão Portas Abertas

1

Conforme Ron Boyd-MacMilan em seu livro A fé que persevera, publicado pela Missão Portas Abertas em 2009, as quatro máquinas mundiais de perseguição hoje são: o nacionalismo religioso, o extremismo muçulmano, a insegurança totalitária e a intolerância secular (p. 144). 1


capa

Igreja chinesa: perseverança ontem e hoje As necessidades da Igreja chinesa mudaram conforme o tempo, mas as restrições continuam

O

A China representada pela sabedoria...

2

julho 2009

apóstolo Paulo escreve à Igreja de Filipos em um momento de privação. Ele estava preso, mas tinha consciência de que tudo que lhe acontecia servia para que o Reino de Deus fosse estabelecido na Terra. Ele adverte a igreja, em Filipenses 1.12, sobre essa realidade: “Quero que saibam, irmãos, que aquilo que me aconteceu tem, ao contrário, servido para o progresso do evangelho”.

Assim como o apóstolo, muitos cristãos enfrentam dificuldades para que o evangelho seja espalhado ao redor do mundo. Nossos irmãos chineses, em particular Du Songmao, são exemplos dessa situação. “Meu nome é Songmao. Também sou conhecido como o ‘nascido de novo’. Sou da cidade de Shantou, na província de Guangdong. Nasci em 26 de julho de 1920 em uma família que adorava ídolos. Em março de 1938, houve um avivamento na cidade de Gezhou. Uma senhora cristã me convidou para ouvir os pastores Zheng Zhejing e Wang Deqing pregarem em duas reuniões. O Espírito Santo moveu meu coração e decidi aceitar a graça salvadora de Deus. Porém, antes de aceitar Jesus, eu era um grande pecador – roubava, brigava, apostava, era malicioso, enganava as pessoas e, entre outras coisas, formava gangues. Mas, mesmo assim, estava sob a misericórdia do Senhor. Deus me deu a oportunidade, com 18 anos, de ouvir sobre o evangelho e


receber a salvação. Agradeço ao Senhor por sua graça! Depois que nasci de novo, meu pai e meu irmão me agrediram quando descobriram que eu frequentava a igreja. Meus parentes também me perseguiram, meus amigos me abandonaram. Todo domingo eu tinha de enfrentar esse tipo de tratamento. Se não fosse pelo poder sustentador do Espírito Santo, não teria suportado tudo isso de maneira vitoriosa.”

“Agradeço ao Senhor por sua graça!” Após sua conversão, Songmao deixou a casa de seus pais e foi morar com outros cristãos. Passou por várias casas até saber que seus pais haviam se arrependido e pedido para que ele voltasse para casa. Chegando lá, um de seus irmãos estava gravemente doente, quase morrendo. Quando Songmao orou, seu irmão melhorou e aceitou a Jesus. Cerca de dois anos depois disso, ele perdeu três familiares, e um de seus irmãos o culpou pelas mortes agredindo-o com palavras e desprezo. Em 1940, quando Songmao tinha 20 anos, foi preso quando ele e um amigo cristão estavam trabalhando. Por ser solteiro, estava disposto a se entregar no lugar do amigo que tinha família. Quando chegou à prisão, os policiais tentaram extorquir dinheiro de Songmao, mas como ele não tinha nada, foi gravemente punido. “Os guardas da prisão eram muito maus. Eles usaram martelos para me ferir. Durante aqueles sete dias, orei fervorosamente. Na manhã do último dia na prisão, meu coração estava cheio do Espírito Santo. Com alegria incomparável, louvei ao Senhor. Duas horas depois, fui liberto sem ter de pagar um centavo sequer!” Aos 26 anos, Songmao se casou e, no decorrer dos anos, passou por muitas dificuldades financeiras. Nos anos seguintes, ele conseguiu emprego em um navio.

Em 1971, sofreu um acidente no trabalho. Sua cabeça, pescoço e peito ficaram seriamente feridos, seu rosto ficou coberto de sangue. Ele foi levado ao hospital, mas todos temiam sua morte em função dos graves ferimentos.

Agonia e cura “Durante minha internação, resisti à dor por três dias. No quarto dia, tive febre alta e meus ferimentos infeccionaram. Estava em grande agonia. Simplesmente orei pedindo que Deus me salvasse e diminuísse meu sofrimento. Ouvi uma voz suave me dizendo: ‘Não apenas você se recuperará de seus ferimentos, como seu corpo será mais saudável que antes’. Após ouvir essa voz, fiquei curado rapidamente e, em dez dias, deixei o hospital”, conta Songmao. Esse irmão chinês enfrentou muitas situações difíceis em sua caminhada cristã. Ele viu muita coisa acontecer na história do cristianismo em seu país. Viu igrejas serem abertas, viu a entrega de Bíblias no Projeto Pérola, da Portas Abertas, viu cristãos serem presos e forçados a trabalhos pesados; ele mesmo voltou a ser preso e ficou longe de sua família e igreja. Porém, permaneceu fiel, ainda que em alguns momentos tenha tido muitas dificuldades. Ele sabia que tudo o que enfrentava, cooperava para o progresso do evangelho em sua nação e diz: “Até hoje, satanás não está disposto a aceitar a derrota, mas continua guerreando contra minha família e a Igreja. Mas eu sei que, sem a permissão do Senhor, nem um fio de cabelo sequer pode cair.” Songmao reconhece a existência de muitos


1

2

cristãos imaturos dentro da Igreja, que veem pessoas e circunstâncias superficialmente. “Alguns que viram minhas dificuldades não entendem que eram provas que Deus havia permitido de acordo com sua Palavra. Como resultado, a fé deles cresce de forma fraca, eles nem frequentam os cultos. Isso é uma pena! Que o Senhor derrame sobre eles sua graça salvadora, aumente sua fé e lhes dê sabedoria para que possam caminhar e seguir a estrada que têm pela frente”, comenta o cristão. A intolerância que Songmao viveu há anos, reflete como o cristianismo se propagou na China. O que a Igreja chinesa vive hoje, com certeza a influenciará no futuro. Porém, o que é preciso ter em mente é que o futuro começa no presente. Com esse raciocínio, sabemos que temos muito a fazer por nossos irmãos perseguidos na China, seja orando, doando ou escrevendo mensagens de apoio. A Igreja brasileira pode fazer parte da história dos cristãos chineses.

Conheça mais a China

3

1 - A Igreja chinesa tem o desafio de se adaptar à nova realidade do país 2 - Igreja oficial da China, a Igreja dos Três Poderes está localizada na cidade de Hangzhou 3 - Cidade de Xian à noite: China moderna

4

julho 2009

A China é um dos maiores países do mundo, tanto em tamanho geográfico, como em número de habitantes. Apesar de se definir comunista, o país cresce cada vez mais em negócios e movimenta trilhões de dólares. A nação possui cerca de 1,3 bilhões de habitantes e, a cada ano, nascem aproximadamente 16 milhões de chineses. Por esse motivo, existe uma lei de controle de natalidade. Cerca de 90% da população é alfabetizada. Embora seja uma das economias que mais crescem no mundo, 130 milhões de chineses estão abaixo da linha de pobreza. A população chinesa atual é jovem, daí a necessidade de evangelização em faculdades e locais de concentração da juventude.Mais da metade dos chineses dizem não ter religião. Os cristãos são estimados em cerca de 11%, mas esse número cresce rapidamente.

As igrejas Na China, as igrejas são obrigadas a se registrar para que o governo tenha conhecimento de suas atividades e assim, de certa forma, controlar o que é ensinado. O fato de não se reunirem em igrejas oficializadas junto ao governo, dificulta o acesso de cristãos a materiais necessários para o seu crescimento espiritual. Por isso, em 2008, a Portas Abertas distribuiu mais de 2,3 milhões de materiais ao país. Bíblias, livros infantis, materiais de treinamento, Novos Testamentos e outros foram entregues na região com o único objetivo de não deixar que esses irmãos se tornem presas fáceis do engano religioso por não conheceram a verdade. Estima-se que 50 milhões de cristãos chineses ainda esperam por sua primeira Bíblia. Na década de 1950, o Movimento Patriótico das Três Autonomias (MPTA), também conhecido como Igreja dos Três Poderes, tornou-se a Igreja Oficial, controlada pelo Partido Comunista. O objetivo do governo é manter a estabilidade e o poder. Esta é a principal motivação por trás do controle populacional, da reforma econômica e da política religiosa chinesa, que consiste em domínio e opressão. Embora o MPTA seja dirigido pelo governo, existem cristãos verdadeiros que participam do movimento. Atualmente, existem cerca de 80 milhões de protestantes e católicos no país. Enquanto não existem dados concretos quanto ao crescimento das igrejas não-registradas, o número de congregações protestantes registradas aumenta entre 500 a 600 mil a cada ano. Embora a Igreja chinesa cresça em ritmo acelerado, ao mesmo tempo é perseguida e carente de recursos e treinamento. Não se pode afirmar, entretanto, que o que é verdade em uma região, seja verdade em outra. O país é muito grande e cada província tem sua própria impressão e tolerância religiosa.


Em alguns locais, as igrejas não-registradas são bem vistas, em outros nem o próprio MPTA é tolerado. Isso depende de quão comunista é o líder da comunidade ou o líder policial.

LINHA DE TEMPO A China passou por mudanças ao longo do tempo, no entanto, a perseguição aos cristãos permaneceu constante. Acompanhe os acontecimentos que marcaram o cristianismo no país:

A perseguição Na teoria, os cristãos chineses têm direito à liberdade religiosa, mas a evangelização é limitada. Os cristãos não podem se reunir em templos não-registrados e muito menos evangelizar publicamente. A perseguição depende principalmente do grau de perigo que o governo enxerga em cada grupo religioso e abrange desde multas e confisco de Bíblias até destruição de templos. Evangelistas são detidos, interrogados, aprisionados e torturados. As leis religiosas que entraram em vigor em 1º de março de 2005 aumentaram a pressão sobre grupos não-registrados. Além disso, em vez de facilitar o registro, novas emendas dificultaram o processo. A Olimpíada de 2008 afetou a forma como o governo lida com a Igreja e esse ano foi marcado por detenções em massa de membros e processos contra pastores. Além desse acontecimento, em junho de 2009 ocorreu o 20º aniversário do protesto na Praça da Paz Celestial. Durante esses 20 anos, a China passou por muitas mudanças, mas a Igreja continua enfrentando restrições religiosas.

DVDs RELATAM COMO OS CRISTÃOS VIVEM Por ser um país turístico e de movimento comercial, às vezes, a mídia transmite uma imagem não muito realista da China. A Portas Abertas possui dois DVDs que relatam como os cristãos vivem e como a religião é tratada no país. Assista aos vídeos A noiva do Oriente e Bambus no Inverno, encontrados no catálogo virtual do site www.portabertas.org.br, para conhecer a identidade dessa Igreja.

1807

• O missionário escocês Robert Morrison chega em Macau no dia 4 de setembro e desembarca em Guangzhou no dia 7. Ele trabalhou como tradutor e enfrentou grande hostilidade dos chineses para com os estrangeiros

1813

• Robert, juntamente com seu assistente William Milne, produz uma versão chinesa do Novo Testamento

1819

• Roberta finaliza a tradução completa da Bíblia para o chinês

1834

• O missionário escocês falece no dia 1º de agosto

1949

• Mao Tse-tung anuncia a fundação da República Popular da China

1976

• Falecimento de Mao Tse-tung. Deng Xiaoping tona-se o novo líder chinês

1981

• Realização do Projeto Pérola, entrega clandestina de um milhão de Bíblias em chinês. Um total de 232 toneladas foi distribuído de barco a milhares de cristãos em uma praia no sul do país. A revista Time chamou o projeto de “a maior operação deste tipo na história da China”

1989

• Estudantes e trabalhadores protestam na Praça da Paz Celestial, em Pequim por reformas democráticas e são duramente reprimidos. Após esse evento, Deng Xiaoping passa o poder a Jiang Zemin, que dá continuidade às reformas econômicas. Apesar do alto índice de desemprego, a economia do país cresce rapidamente • A China recebe de volta a colônia britânica de Hong Kong (1997) e a colônia portuguesa de Macau (1999)

2001

• Pequim ganha o direito de sediar os Jogos Olímpicos de 2008

2002

• Hu Jintao assume o cargo de secretário-geral do Partido Comunista Chinês.

2008

• Em maio, um terremoto causa grande destruição na Província de Sichuan, matando cerca de 70 mil pessoas. A Portas Abertas Internacional participa da ajuda a essas pessoas enviando suprimentos • Realização dos Jogos Olímpicos

Fonte: Gestão do Conhecimento da Missão Portas Abertas


ação Jovens chineses que decidiram servir ao Senhor

Jovens abertos à salvação e ao serviço A Igreja chinesa é uma das maiores do mundo. O número de jovens cristãos cresce a cada ano e, com isso, aumenta a necessidade de estudos, materiais e atividades que invistam tempo e cuidado nessa importante parte do Corpo

T

odos já ouvimos dizer que os jovens são o futuro de uma nação. Na China, isso não é diferente. Porém, o foco da Portas Abertas está no futuro espiritual desses jovens e o que eles podem fazer por seu país. O ministério de jovens é um dos mais produtivos e oportunos na China. Deus tem despertado muitos deles a se comprometerem com a causa de Cristo. No entanto, existe a urgente necessidade por líderes talentosos e sábios. 6

julho 2009

É importante que os jovens sejam treinados. Para isso, faz-se necessário desenvolver manuais para os professores dos treinamentos e livretos para serem usados nos acampamentos e reuniões de jovens. Aproximadamente 300 jovens líderes serão treinados na China para aperfeiçoar seu conhecimento bíblico e levar o evangelho a outros.

Um mundo de oportunidades Treinar os jovens chineses no ensino sobre Jesus é


fundamental, de acordo com o irmão Jing, professor da escola bíblica da maior rede de igrejas não-registradas, no nordeste da China. “Eles precisam se firmar na Palavra de Deus para um futuro ministério. A China é uma grande e crescente nação com pessoas muito jovens. É um mundo de oportunidade alcançá-los. Precisamos estar preparados em todo o tempo para sermos capazes de enviar trabalhadores para o campo.” Uma grande oportunidade de evangelização encontrada na China é o evangelismo dentro das faculdades. Muitos jovens se convertem durante o período acadêmico. Alunos cristãos ávidos pelo evangelho formam equipes e aproveitam essa oportunidade para visitar todos os dormitórios e buscar aqueles que estejam interessados na fé e em tornar-se amigos. Quem demonstrar qualquer interesse será convidado para participar semanalmente das reuniões de jovens. Com tal estratégia, o trabalho da irmã June cresceu rapidamente, de poucos alunos para 200 atualmente.

Investimento para o futuro Em toda a China, o Espírito Santo está se movendo rapidamente nas muitas faculdades. Por isso, lembre-se de orar por esse ministério e para que os novos convertidos tenham acesso a treinamentos que os façam crescer e amadurecer em sua caminhada cristã. “Tive dificuldade em criar minha própria filha. Como uma jovem de 20 anos, ela não parecia ter uma direção em sua vida e tinha um espírito rebelde que me chateava muito. Uma líder do ministério de jovens da Portas Abertas veio à minha região quando ia realizar alguns acampamentos em outras áreas. Ela selecionaria jovens que estavam em treinamento para uma experiência com missões. Embora minha filha não tivesse a devida qualificação para ser um membro do time oficial de missão, a líder decidiu levá-la junto. Ela voltou para casa uma pessoa diferente, mais compreensiva, madura, obediente e eu entendi que passar 30 dias com um bom líder pode transformar os valores e atitudes de uma pessoa. Esse foi o motivo pelo qual eu refleti sobre nossos treinamentos de jovens. Somos fortes em conhecimento, mas fracos em exemplo de vida. Baseada na trans-

formação da minha filha, eu pedi a essa líder que criasse um curso de três meses com foco em conhecimento bíblico, construção de caráter pessoal, compreensão de relacionamentos interpessoais,estilo de vida e o caminhar diário com Deus”, compartilhou o líder de uma rede de igrejas no nordeste da China.

Pontos a serem trabalhados Uma pesquisa elaborada para conhecer as necessidades dos jovens estudantes revelou que existem três áreas de conflito para eles: 1) Baixa auto-estima; 2) Saber qual sua vocação para o futuro; 3) Entender o que é o casamento e como identificar um parceiro para a vida toda. Essas descobertas são importantes para ajudar a estabelecer objetivos com o ministério universitário. É fácil chegar até os jovens, porém, difícil pastoreálos. Por isso, além do ministério de evangelismo nas faculdades, é necessário que haja treinamentos suficientes para equipar os jovens a caminhar com os novos convertidos. Um dos alunos de uma faculdade no Centro da China diz que, com certeza, a maioria dos 20 milhões de alunos chineses não tem ideia do porquê estão na faculdade. “Após estudar para entrar lá, muitos gastam seu primeiro ano fazendo qualquer coisa que os agrade. É quando eles se envolvem com a imoralidade e destroem suas vidas”, acrescenta o jovem.

Acampamento de jovens Os acampamentos são uma das formas mais eficazes para equipar os jovens chineses. Cerca de 2.300 deles participarão desses acampamentos em 2009. O alvo são os alunos do ensino médio e universitários. Ao uni-los por alguns dias em treinamento intensivo, podese ensinar a Bíblia, o que eles poderão compartilhar com outros. A empolgação e experiência de estarem no mesmo local que seus colegas faz com que fiquem mais dispostos a aprender, e também os encoraja a desenvolver amizades uns com os outros. Participe da campanha de doação apresentada na 4ª capa (verso) desta revista e ajude esses jovens a terem a oportunidade de crescer e alcançar a outros.

Jovens chineses participantes do acampamento


linha de frente

Verão entre irmãos Em julho de 2008, cerca de 60 jovens chineses e jovens de outros cinco países ocidentais, reuniram-se em um acampamento único

União de jovens de vários países com seus irmãos chineses em louvor ao Senhor

8

julho 2009

D

urante seis dias, jovens da Igreja Livre e da Igreja Perseguida dividiram os mesmos dormitórios, comeram juntos, compartilharam, louvaram, ouviram a Palavra de Deus e oraram juntos. Conforme passavam tempo uns com os outros, os jovens da Igreja Livre aprenderam o que significa viver a fé cristã em um país comunista como a China. E, para os jovens cristãos chineses, essa foi uma oportunidade de fazer contato com seus irmãos de outros países. Três parceiras da Missão Portas Abertas participaram do acampamento e relatam seus momentos com os jovens chineses: “O acampamento ocorreu em Hong Kong, portanto não tivemos muitos problemas com a segurança. Não sei se isso foi uma coisa boa ou não para os estrangeiros porque, às vezes, esquecemos quão crítico é esse assunto. Ter estado com eles foi definitivamente uma das melhores experiências que tive em minha vida. Conhecê-los, ouvir sobre suas necessidades e orar com eles foi incrível. Todas as manhãs quando acordava,

os via lendo a Bíblia. Realmente me alegrei em orar com eles. Percebi que eles não se importam muito com a perseguição e, sim, em alcançar os que estão perdidos e precisam ser salvos. Uma garota chinesa com quem conversei era da igreja registrada e ela disse não haver perseguição. Porém, outra jovem que era da igreja não-registrada disse: ‘Nos reunimos em uma igreja doméstica e passamos por muitas dificuldades’. Ela citou o versículo de 2 Timóteo 3.12: ‘De fato, todos os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos’ e para concluir disse: ‘É normal e bom para mim’. Porém, entristeceu meu coração ver os cristãos chineses cheios de amor por Deus, mas com tão pouco conhecimento do evangelho e pude ensiná-los algumas coisas, o que foi gratificante. Claro, aprendi muito com eles também. Seu amor por Jesus e suas orações tocaram meu coração. Agora sei como orar por eles e peço que Deus levante mais pessoas para ajudá-los a compartilhar o evangelho com outros chineses”, relatou uma das irmãs.


A experiência de ter estado com os jovens e alegres irmãos chineses foi inspiradora: “Aprendi muito com meus amigos chineses. Eles me inspiraram com seu amor por Jesus e suas orações tocaram meu coração”, declarou outra irmã que esteve presente no acampamento.

Perseguição que aproxima de Deus Além das brasileiras, jovens de outras partes do mundo puderam compartilhar da realidade vivida pela Igreja chinesa, como foi o caso de uma jovem da Holanda que participou do acampamento e conta suas impressões sobre a experiência: “Quando vim para o acampamento resolvi aprender a confiar mais em Deus. Meditei no que Paulo escreveu em 2 Coríntios 12.10: “[...], pois quando sou fraco é que sou forte”, porque confiamos em Deus em nossos momentos de fraquezas. Não pensei em relação aos meus estudos; pensei em algumas situações difíceis que poderia encontrar no acampamento. Foi incrível ouvir as histórias das garotas chinesas. Ouvi muitas coisas sobre a igreja não-registrada e como são perseguidas. Os chineses encaram a perseguição de forma diferente de como eu imaginava. Pensava que eles a odiavam, eram zangados com o governo, e tentavam fazer o que fosse possível para viver e ainda compartilhar sua fé. Ao invés disso, encontrei muitos cristãos chineses felizes que disseram ser gratos pela perseguição porque isso os leva para perto de Deus. Eles enxergam a oportunidade de compartilhar o evangelho com outras pessoas por causa da perseguição. Porém, as meninas que ficaram no mesmo quarto que eu admitiram que o governo dificulta muito ser cristão no país. Também aprendi a diferença entre igrejas não-registradas e igrejas oficiais. Não sabia exatamente como era uma igreja oficial porque eu somente escutava sobre a igreja doméstica. Perguntei a uma jovem do Movimento Patriótico das Três Autonomias (MPTA), sobre o que seu pastor poderia pregar e ela disse que ‘nada além do evangelho’. O pastor do Movimento não pode lhes ensinar nada para que cresçam na fé durante o culto de domingo. Por isso, eles têm estudos bíblicos em outros momentos

e aqueles que estiverem realmente interessados em aprender e crescer na fé como cristãos, frequentam esses estudos. A Igreja chinesa tem seu foco em espalhar o evangelho. Acho que pouca atenção é dada ao crescimento espiritual como cristão. Os jovens que conheci no acampamento não pareciam ter fundamento ou muito conhecimento bíblico. Fiquei surpresa com isso e estou orando a respeito. Creio que ensinamento para eles é muito importante. Espero poder retornar e fazer mais pelos cristãos chineses”, compartilhou.

Benefícios internos Não foi somente a Igreja Livre que se beneficiou em conhecer e conviver com seus irmãos da China. Os próprios cristãos chineses foram favorecidos com a presença dos jovens que os visitaram dos mais diversos países. O líder da juventude de uma igreja doméstica na província de Anhui, disse que o acampamento despertou a vontade de que eles se reúnam para atividades internas da Igreja chinesa. “Nunca tivemos eventos como este entre igrejas. O que organizamos é geralmente restrito para nossa própria congregação. Quando voltar para casa, creio que reunirei diferentes igrejas da região para apresentar esse tipo de interatividade. Estou até pensando em convidar a juventude do Movimento porque já é tempo de ultrapassarmos as barreiras das “paredes” e nos reunirmos como um Corpo. Em nossa região temos duas fraquezas: falta de exposição e conhecimento. Também nos faltam recursos.”

Respostas Para os participantes chineses, a proximidade com os jovens irmãos de todo o mundo trouxe respostas a muitas questões. “Nunca estive em um acampamento como esse antes e aprendi muitas coisas. Não me senti cansada em nenhum momento, embora tivéssemos de acordar cedo e dormir tarde. Deus me ensinou muitas coisas. Sempre que questionava minha fé, ou tinha um problema, obtinha as respostas para o que estava buscando por meio de alguém em meu grupo ou no acampamento”, contou Shirley, jovem cristã do nordeste da China.

Jovens chineses: comunhão e conhecimento da Palavra


notícias China (12º) - Dezesseis cristãos são libertos da prisão Fonte: ANS - www.assistnews.net

Dezesseis cristãos do grupo de igrejas não-registradas Comunidade Evangélica da China, presos no Escritório de Segurança Pública foram soltos da detenção administrativa no dia 9 de maio. A agência de notícias ChinaAid afirma que apesar de os prisioneiros não terem cumprido a pena de 10 a 14 dias, ou não terem pago fiança no valor de U$ 150, eles foram libertos.

Fontes da agência dizem que a libertação dos prisioneiros aconteceu devido à pressão da comunidade internacional, e significa que o governo “admitiu que o que fizeram foi errado.” “Muitos irmãos ao redor do mundo oraram e ligaram para o Escritório de Segurança Pública, para demonstrar preocupação e pedir a liberação imediata dos prisioneiros”, relatou a ChinaAid.

Indonésia (41º) - Escola teológica realiza aulas em abrigos Fonte: Missão Portas Abertas – www.portasabertas.org.br

Aulas acontecem em abrigo

Desde novembro de 2008, cerca de mil estudantes e a equipe da Escola Teológica de Arastamar (SETIA) foram desalojados por causa de um violento ataque feito por extremistas muçulmanos. A população local proibiu a SETIA de voltar às antigas instalações, por isso eles permanecem em abrigos ou tendas. O governo da cidade prometeu conseguir um novo local para a escola, mas ainda não cumpriu a promessa. Devido às fortes chuvas, alguns estudantes

ficaram doentes. Nenhum dos abrigos possui infraestrutura decente. Embora privados de uma vida confortável, os líderes, a equipe e os estudantes mantiveram o espírito e se fixaram na visão e na missão que Deus confiou a eles: alcançar a outros. Em 2008, a Portas Abertas distribuiu alimentos e bebidas para mais de 1.100 alunos e equipe. Além disso, levou uma pequena mensagem de encorajamento para eles e os ajudou a equipar uma cozinha.

Egito (21º) - Cristão que tenta alterar seu documento aguarda sentença Fonte: Compass Direct – www.compassdirect.org

Em uma audiência em 2 de maio, um juiz aceitou a petição feita para unir os dois casos de convertidos do islã que querem alterar seus documentos de identidade. O tribunal marcou a divulgação da sentença de Maher El-Mo’otahssem Bellah El-Gohary, que está escondido de extremistas. O advogado Nabil Ghobreyal está esperançoso quanto ao resultado. O trio de jovens advogados de Maher disse que o relatório enviado para o juiz é potencialmente “catastrófico” para os direitos humanos no Egito. Aos olhos 10

julho 2009

da comunidade internacional, é condenável, pois não está fundamentado na lei civil egípcia, nem na convenção de direitos humanos assinada pelo Egito. Eles formam uma organização chamada Nuri Shams (Luz do Sol), que defende os direitos dos cristãos. Os advogados disseram ter recebido inúmeras ameaças, por telefone e internet, muitas vezes de seus próprios colegas. “No Egito, nós temos liberdade religiosa, mas essa liberdade não pode ir contra o islã”, explicou o advogado Nabil Ghobreyal.


Colômbia - Casal cristão é assassinado em Arauca Fonte: Missão Portas Abertas – www.portasabertas.org.br

No dia 24 de abril, dois homens armados invadiram a casa de Emilse Maria Del Carmen procurando por seu marido, José Rodríguez. Emilse foi baleada oito vezes e José seis. Jaime, pai de José, que também é cristão, testemunhou a morte do próprio filho e da nora. Ele não conseguiu explicar por que o filho teria inimigos. José trabalhava em sua igreja local e periodicamente viajava para ministrar às comunidades indígenas de Tunebo em El Viagia. Sua esposa, Emilse, era uma das líderes de jovens da igreja.

Os avós e as três crianças do casal terão de sobreviver por meio da pequena mercearia que é parcialmente suprida com os produtos que eles mesmos cultivam em uma fazenda fora da cidade. A igreja cristã por toda a região de Arauca está em alerta. Os paramilitares ameaçaram todos os cristãos que não seguem suas ordens. Eles foram classificados como inimigos da causa paramilitar. Assim como acontece com muitos dos ataques e assassinatos na região, nada foi publicado sobre o incidente, nem na televisão ou no rádio local.

Iraque (16º) - Menino de 5 anos é encontrado morto Fonte: Christian Post - www.christianpost.com

De acordo com fontes que monitoram a liberdade religiosa no Iraque, um garoto cristão de 5 anos foi sequestrado e executado por um grupo desconhecido, que pediu um resgate de U$50.000. Tony Adwar Shawell foi sequestrado no dia 5 de março. Seu corpo foi encontrado com diversos ferimentos à bala no dia 11 de maio. Desde a invasão dos Estados Unidos em 2003, é comum que gangues criminosas e

militantes islâmicos sequestrem e assassinem os cristãos. A identidade dos sequestradores de Shawell ainda é desconhecida. Juliana Taimoorazy, presidente do Conselho de ajuda cristã, declarou que os cristãos querem viver pacificamente com os outros iraquianos, e pediu para que a comunidade internacional e o governo dos Estados Unidos protejam os poucos cristãos que restam no país e que são atacados de alguma forma.

Somália (5º) - Presidente implementa lei islâmica para cessar conflitos Fonte: China View – www.chinaview.cn

O presidente somali, Sheikh Sharif Sheikh Ahmed, assinou um projeto de lei que introduz a sharia (lei islâmica) no país, enquanto muitos são mortos devido aos conflitos entre as forças do governo e os militantes islâmicos. Segundo o site de notícias China View, o presidente disse que já que agora a Somália

tem essa lei, não há mais razões para prosseguir com os ataques no país. O parlamento somali endossou a implementação dessa lei anonimamente em abril passado. A aplicação da sharia foi uma promessa feita pelo governo, como um pedido dos grupos da oposição.

Grupo de crianças em frente a uma igreja em construção no Iraque

MAIS NO SITE O número ao lado dos países mostra sua posição na Classificação de países por perseguição, que indica o grau de intolerância para com os cristãos no mundo. A Classificação traz 50 países e sua atualização é feita anualmente pela Portas Abertas. Veja a lista no site. Leia as notícias na íntegra em nosso site.

www.portasabertas.org.br


cara a cara

O preço da obediência ontem e hoje Alguns servos de Deus na China pagam um alto preço por obedecer ao Senhor e à Sua palavra mais do que a homens. A nós, cabe a responsabilidade de orarmos por eles para que sejam fortalecidos em Cristo até o fim Pastor Samuel Lamb

A

Bíblia relata em Gálatas 6.9-10: “E não nos cansemos de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não nos desanimarmos. Portanto, enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos, especialmente aos da família da fé”. Foi por obedecer a essa ordem de Cristo que irmãos como Samuel Lamb e Shi Weihan foram presos pelas autoridades chinesas. Eles não conseguiram fechar os olhos para a necessidade dos seus irmãos em Cristo e abraçaram a oportunidade de servi-los, ainda que por meio de suas prisões.

Um exemplo de vida Servo do Senhor que enfrentou muitas perseguições, mas viu a derrota ser transformada em vitória, é o pastor Samuel Lamb. Ele é um exemplo de que vale a pena pagar o preço por obedecer ao Cristo. O pastor Samuel, já de idade avançada, é uma figura carismática.Nunca tira o sorriso do rosto e sempre recebe com muita alegria quem vai visitá-lo. Ele já recebeu pessoas do mundo inteiro em sua igreja, não somente cristãos, mas também jornalistas querendo ouvir sobre suas histórias. Histó12

julho 2009

rias essas que estão impressas em seu corpo. Samuel é baixo e magro, o que dificulta imaginar como alguém com aparência tão frágil suportou tanta perseguição, prisões e torturas. Em decorrência dos mais de 20 anos preso, seu corpo não consegue se sustentar em pé por muito tempo. As torturas sofridas na prisão resultaram em problemas na coluna, que não permitem que ele fique fora da cama por mais de duas horas por dia.

A recompensa A igreja liderada por Lamb é simples, mas possui vários ambientes. Em todos eles é possível acompanhar as pregações do pastor, pois possuem aparelhos de TV que transmitem o culto de onde está sendo gravado. De acordo com o pastor Samuel, milhares de cristãos vão aos cultos, principalmente aos domingos, quando é gravado e depois retransmitido durante a semana em vários horários. É sempre emocionante ouvir seus relatos sobre a perseguição e as prisões que sofreu. É perceptível que, apesar dos anos de sofrimento, ele não se arrepende de ter vivido por amor a Cristo. Para ele, a perseguição é boa! Por mais que a polícia o pressionasse e o prendesse, após sua libertação, ele via o número de membros de sua igreja dobrar. Hoje, a polícia local não o perturba mais. Às vezes, eles ainda aparecem para persuadi-lo


a registrar sua igreja e se submeter ao governo, mas a polícia sabe que não há mais nada que se possa fazer contra ele, pois já entendeu que, se fosse preciso, ele entregaria sua vida, mas não deixaria de falar de Cristo e nem se sujeitaria às exigências do Partido Comunista. Apesar de ser uma fortaleza espiritual, o pastor Lamb está debilitado fisicamente. O legado que ele deixará é inquestionável – muitas almas que encontraram a salvação em Cristo Jesus. A questão é: quem irá assumir seu lugar? A igreja deve continuar, mas será que após sua morte, a pressão do governo aumentará? Mesmo que ele já tenha completado sua carreira, continua precisando de orações, assim como sua igreja, para que o passado não se torne apenas histórias que podem ser esquecidas, mas sim, a ponte que levará os cristãos da pequena cidade de Guanzhou a um futuro de glória na presença de Jesus, o Salvador.

Perseguição nos dias de hoje Embora as autoridades chinesas tenham percebido e aceitado a fé e dedicação do pastor Samuel Lamb, outros cristãos enfrentam perseguição nos dias de hoje. Shi Weihan, 39 anos, pai de duas filhas, foi preso no dia 19 de março de 2008 por publicar Bíblias e livros cristãos. Dono de uma livraria localizada perto da Vila Olímpica, Weihan já havia sido preso em novembro de 2007 pelo mesmo motivo. Sua livraria operava legalmente e vendia apenas livros com permissão do governo. Porém, em sua empresa, a Sociedade Comercial Santo Espírito, Weihan imprimiu Bíblias e livros sem autorização para distribuir às igrejas não-registradas locais, de acordo com o portal Asia Times Online. Em janeiro do mesmo ano, sua esposa Zhang Jing disse ao site que Weihan estava preocupado em publicar livros não-autorizados, mas por causa da forte necessidade da Igreja, ele sentiu que valia a pena correr o risco.

Carência de Bíblias Pastores de Igrejas não-registradas e das congregações oficialmente autorizadas pelo governo chinês, que fazem parte do Movimento Patriótico das Três Autonomias (MPTA), noticiaram a carência de Bíblias e de outros materiais cristãos na capital, Pequim, e no nordeste, noroeste e sudeste do país. As igrejas que se desenvolveram em áreas rurais têm também despertado para uma necessidade urgente de Bíblias de estudo e em outras línguas. Por isso o irmão Weihan escolheu correr o risco, mas foi pego pelas autoridades.

Sem contato Sua esposa disse que a família foi proibida de visitar Weihan. Ela não recebeu qualquer informação sobre a condição de seu marido e contou ter sido proibida de levar comida ou roupas desde que ele foi preso. Zhang Jing está muito preocupada com a saúde do seu marido porque ele tem diabetes. A Associação de Ajuda à China afirma que as condições precárias da prisão e a falta de medicamentos para diabetes são fatores que têm contribuído para a piora do estado de saúde de Weihan. Ao que consta, ele já perdeu mais de 20 quilos em meio às torturas físicas e psicológicas praticadas pelos carcereiros. Interceda para que o irmão Weihan seja fortalecido pelo Espírito Santo assim como muitos cristãos chineses que passam pela mesma situação e podem ver a mão do Senhor transformando a aparente derrota em grande vitória. Quer fazer algo mais pelo irmão Shi Weihan? Participe da campanha de cartas que se encontra na página 15 desta edição.

Shi Weihan


no momento

Unidade que transforma vidas O terremoto que atingiu a China de forma desastrosa há mais de um ano não destruiu o Corpo de Cristo, que está mais vivo do que nunca. Na unidade do Senhor, a Igreja passou a ser bem considerada porque, por amor ao próximo, ajudou a cristãos e não-cristãos

1

2

3

1 - Chineses beneficiados com a ajuda da Portas Abertas 2 - Mulher de vilarejo recebe com gratidão roupas de inverno 3 - Voluntária que transmite amor cuidando de uma menina chinesa

14

julho 2009

A

ssustados com tanta destruição e mortes, alguns líderes cristãos demoraram um pouco para entender onde Deus estava em tudo aquilo. Muitos começaram a organizar os membros de suas igrejas em trabalhos voluntários, mas eles ainda tinham uma grande lição a aprender sobre a vontade do Senhor naquele momento. Um dos pastores que lideravam o trabalho escutou a voz de Deus por meio de uma garota quando ele disse a uma irmã de outra denominação que ela não poderia trabalhar com eles por ser de outra igreja. A jovem, o repreendendo com muita sabedoria, disse: “Como o senhor pode dizer isso? Em um momento como esse, todos nós precisamos trabalhar juntos, independentemente de sermos da mesma igreja ou não!”. Naquela hora, diante de palavras tão sábias, o pastor se arrependeu, pediu desculpas para a irmã e a convidou para se juntar à equipe. Unidos pela tragédia, pessoas de diferentes denominações começaram a trabalhar juntas e, com isso, o amor de Cristo foi derramado sobre muitas vidas que não conheciam Deus, mas que, por causa da unidade e do amor dos cristãos, vieram a aceitar Jesus como Salvador.

Descobrindo o amor de Deus Sara* foi soterrada durante o terremoto e, por isso, teve de amputar as duas pernas. Os pais dela ficaram arrasados. Seu pai não conseguia imaginar como seria o futuro da filha sem as pernas. Sara teve de ser transferida para um hospital mais bem equipado, mas seus pais não sabiam para onde seria levada.

Além disso, eles não puderam acompanhá-la na ambulância. Um voluntário cristão se ofereceu para ajudar e disse que arranjaria alguém para cuidar de Sara naquele período. Outro cristão da região foi chamado para ficar com ela até que seus pais pudessem chegar. Uma terceira pessoa acompanhou os pais. Quando eles chegaram ao hospital, ficaram espantados com a diferença na vida de Sara. Aquela família nunca havia conhecido pessoas tão amáveis e dispostas a percorrer quilômetros por causa de gente que mal conheciam. Isso fez com que eles conhecessem o amor de Deus, e não demorou muito para que essa família entregasse sua vida a Cristo.

Resultados para a eternidade Samuel é um dos voluntários da Portas Abertas na China. Através de tudo o que o Senhor fez após o terremoto, ele declara: “Unidade é possível com Deus. O terremoto trouxe à Igreja chinesa um nível de maturidade ministerial incrível quando descobrimos o impacto na vida das pessoas, pois o amor de Deus era demonstrado por meio de atitudes e não apenas de palavras”. Um morador de uma vila, que ainda não é cristão, disse com gratidão: “Vocês, cristãos, têm um bom coração e realmente nos amam e se importam com nossas necessidades. Muito obrigado pela tenda que me deram! Agora tenho um lugar para morar”. * Nome alterado por motivo de segurança


escreva

perseguidos mas não esquecidos Ele precisa de você O cristão chinês Shi Weihan, 39 anos, foi preso em 19 de março de 2008. Seu “crime” foi publicar Bíblias e livros cristãos sem a permissão do governo

O

dono de uma livraria cristã chinesa permanece preso há mais de um ano e, por três vezes, o tribunal rejeitou o caso da polícia contra Weihan. O julgamento finalmente aconteceu em 9 de abril de 2009. O juiz ainda não proferiu a sentença. Apesar disso, ele continua preso. Weihan tem diabetes e sua saúde está muito abalada. Sua família acredita que ele não tem recebido o medicamento do qual precisa. Weihan perdeu 20 quilos desde que foi preso e por causa das condições da cela onde está preso, seu corpo desenSUGESTÕES DE FRASES Em inglês

volveu um tipo de alergia que o tem debilitado muito. A Portas Abertas em todo o mundo está promovendo uma campanha de cartas em favor desse irmão. O objetivo é fortalecer e encorajar Shi Weihan e sua família nesse momento difícil, longe do conforto do seu lar, da presença de seus amigos e de sua igreja. Além de escrever, ore em favor da saúde desse irmão para que ele resista a seus dias na prisão. Acesse o site www.portasabertas.org.br e saiba mais sobre as campanhas de cartas lançadas em favor dos Shi Weihan cristãos perseguidos por conta de sua fé em Cristo. INSTRUÇÕES

Tradução

É extremamente importante que você siga as

God will protect and comfort Deus irá proteger e consolar orientações abaixo por questões de segurança. Qualquer correspondência que fugir a essas regras you. vocês.

será descartada. Dear Shi Weihan, we are praying for you and your family.

Querido Shi Weihan, nós estamos orando por você e sua família.

Keep witnessing. We are at your side and pray that God will always comfort you.

Continuem testemunhando. • Não coloque seu endereço. Seu nome e país são Estamos ao seu lado e suficientes; oramos que Deus conforte vocês. • Os cristãos gostam de receber desenhos infantis. Se

• Não mencione Missão Portas Abertas nem Open Doors; • Envie cartão ou cartão-postal com um ou dois

versículos, apenas em inglês. Não escreva cartas;

Louvamos ao Senhor We praise the Lord because porque você tem honrado you have honored your faith. sua fé. We are praying for you.

Nós estamos orando por você.

você for encorajar crianças a desenhar, tenha certeza de que os desenhos não façam alusão à violência. Desenhos desse tipo não serão enviados; • Não mande dinheiro no envelope. Se quiser ajudar,

entre em contato conosco. • O endereço para enviar sua correspondência é:

Dear brother, thousands of brothers in Brazil and around the world have known about your problems and all of us have prayed for you and your family.

Querido irmão, milhares de irmãos no Brasil e ao redor do mundo sabem sobre seus problemas e todos nós estamos orando por você e sua família.

Shi Weihan A/C: Missão Portas Abertas Caixa Postal 12.655 São Paulo - SP CEP 04744-970 15


painel

AGRADECIMENTO Louvamos ao Senhor pelo restabelecimento do parceiro da Missão Portas Abertas, Pastor Henrique Augusto W. Sobrinho, hospitalizado há dois meses com pneumonia e infecção. O Pr. Henrique, sua família e igreja, têm se dedicado à causa da Igreja Perseguida há 15 anos. Suas ações e orações têm abençoado os nossos irmãos. Aproveitamos para retificar uma informação publicada no Boletim Vamos Orar de abril do ano corrente. O Pastor Henrique não passou por um transplante renal, como o pedido relatou. Há 13 anos, o pastor realiza o tratamento de hemodiálise e algumas vezes sua saúde fica debilitada. A informação que deveria constar do boletim de oração era que o pastor Henrique estava com pneumonia e infecção. Continuemos a orar por sua saúde.

Acampamento no Rio de Janeiro 31de julho a 2 de agosto Participe e viva na pele o que é ser perseguido por amor a Cristo! Para participar do acampamento é necessário preencher a ficha de avaliação que se encontra no site www.underground.org.br/eventos/extreme/proximo.asp Idade mínima dos participantes: 18 anos (não há idade máxima!) Mais informações no site www.underground.org.br/eventos/extreme/ Inscrições até 16/7 Inscrições após 16/7 membros ug não membros

Milhares orando por milhões... A Campanha “50 dias de oração pela Igreja Perseguida” se encerrará no dia 26 de julho. Agradecemos aos milhares de irmãos brasileiros que se solidarizaram e se uniram em oração em favor dos cristãos perseguidos. Que esse compromisso se renove todos os dias.

CAIXA POSTAL DA MISSÃO PORTAS ABERTAS O novo número da nossa Caixa Postal é: 12.655 CEP: 04744-970 As correspondências enviadas para a antiga Caixa Postal ainda serão encaminhadas à Missão Portas Abertas. 16

julho 2009

R$ 110,00

R$ 125,00

R$ 125,00

R$ 140,00

Aniversário da Portas Abertas No dia 15 de julho, a Portas Abertas Internacional faz aniversário. Já são 54 anos desde que o Irmão André, movido pela necessidade de Bíblias dos cristãos que viviam atrás da Cortina de Ferro, iniciou seu ministério. Damos graças a Deus por ter nos chamado para essa grande obra e nos sustentar a cada dia.


Vamos Orar Volume 21 nº 7 Boletim mensal. Circula em junho e julho de 2009. Complemento da revista Portas Abertas e publicado pela Missão Portas Abertas® Fone (0--11) 5181 3330 Fax (0--11) 5181 7525 Caixa Postal 55.055 CEP 04733-970 São Paulo SP Brasil www.portasabertas.org.br

Criança do Líbano

pelos cristãos perseguidos

Bangladesh (43º) – Permanecer fiel Dia 1 - Os fundamentalistas ainda são a principal fonte de perseguição aos cristãos no país. Existem grupos que vão de porta em porta convencendo ex-muçulmanos a voltarem para o islã. Peça a Deus que eles consigam permanecer fiéis. Colômbia – Parceria que abençoa Dia 2 - Neste mês, a Portas Abertas Internacional fará um trabalho em parceria com a JOCUM na fronteira entre Colômbia, Brasil e Peru. O propósito é levar ajuda médica para diferentes comunidades da região e fazer uma pesquisa de campo. Ore pela equipe. Butão (11º) – Esperança ao Corpo Dia 3 - O primeiro-ministro expressou sua visão positiva sobre os direitos dos cristãos. Isso trouxe esperança aos líderes cristãos, que têm praticado a fé em completo silêncio por muitos anos. Interceda por eles, para que tenham mais liberdade, principalmente na zona rural. Indonésia (41º) – Aprendizado e prática Dia 4 - Ore pelos cristãos do arquipélago de Mentawai, na província de Sumatra. Eles enfrentam pobreza, falta de infraestrutura e de saneamento básico. Muitos são tentados a voltar para o islamismo. O seminário Permanecendo Firme Através da Tempestade Mulher do foi realizado em fevereiro de 2009. Ore para que os participantes Laos pratiquem o que aprenderam. Laos (8º) – Influência que salva Dia 5 - As mulheres da etnia hmong são muito valorizadas pela excelência no trabalho doméstico, rural e na criação dos filhos. As hmongs convertidas lutam para influenciar seus maridos e suas famílias. Peça a Deus que dê sabedoria e estratégias para que elas possam compartilhar do amor de Cristo. Maldivas (6º) – Impressão da Palavra Dia 6 - Os maldívios têm um alto índice de alfabetização, mas a julho Bíblia ainda não foi impressa na língua local. Interceda para que 2009

“Clame a mim e eu responderei e lhe direi coisas grandiosas e insondáveis que você não conhece.” Jeremias 33.3

VamosOrar

Destaque este encarte da revista e dobre ao meio. Muito obrigado.

que têm sofrido por causa da guerra, tanto emocionais quanto físicas. Abençoe os que têm ajudado os pobres e necessitados. Iraque (16º) - Milagres Dia 24 - Há medo no coração dos cristãos iraquianos que perderam os familiares por causa dos sequestros e ataques terroristas. Peça a Deus que opere na vida de nossos irmãos e que o Espírito os proteja de mais sofrimento! Líbano – Instrumento para as crianças Dia 25 - Centenas de crianças participarão de acampamentos por todo o país no verão. Interceda pela liderança e pelos voluntários. Algumas crianças sofrem com traumas terríveis, portanto, interceda para que o acampamento seja um meio de cura para elas. Etiópia (45°) – Segurança e sabedoria Dia 26 - Os muçulmanos convertidos têm sofrido forte oposição, entretanto, a Igreja no país está determinada a compartilhar as Boas Novas com os muçulmanos apesar da resistência. Peça pela segurança dos evangelistas e por sabedoria e graça sobre os líderes que trabalham com os convertidos. Sudão (30°) – Estabilidade e paz Dia 27 - Em 4 de março, o presidente teve prisão decretada sob acusação de crimes de guerra, o que gerou a expulsão de diversas ONGs que atuavam no país. Muitos temem que isso ameace o acordo de paz que está em vias de ser assinado. Ore pelo país e pelos cristãos que sofrem com a instabilidade política. Líbia (25°) – Verdade e graça Dia 28 - Lembre-se de todos os cristãos que estão presos. Peça a Deus que lhes dê consolo, força e ousadia para serem testemunhos vivos da verdade e da graça. Somália (50) Dia 29 - Ser um cristão na Somália é perigoso. Os cristãos secretos do país têm poucos meios de receber encorajamento e discipulado. Uma estratégia é o uso de rádios. Ore pelos produtores de programas radialísticos. Peça por sabedoria e graça. Brasil – Seus irmãos brasileiros esperam por sua oração Dia 30 - A parceira Odete vive há anos com problema de diabetes. Ela já amputou uma perna e é possível amputar a outra. Ore para que o Senhor opere a cura sobre essa situação. Dia 31 - Ore pelos planos de casamento dos jovens Rycellia e Josafá. Ele está desempregado e o casal necessita finalizar a construção de sua casa. Peça para que o desejo de seus corações de formar uma família baseada nos conceitos de Deus se concretize.


Crianças do Azerbaijão

* O número ao lado dos países mostra sua posição na Classificação de Países por Perseguição, que indica o grau de intolerância para com os cristãos no mundo. O levantamento das informações é feito pela Portas Abertas. Veja a lista em nosso site www.portasabertas.org.br

haja oportunidade de a Palavra ser traduzida. Mianmar (24º) – União entre irmãos Dia 7 - Os cristãos no país continuam a sofrer com a falta de unidade e confiança. Ore pedindo que Deus revele seu amor e perdão e que ilumine os líderes e os pastores. Sri Lanka (36º) – Perseverança no chamado Dia 8 - A Portas Abertas concedeu 32 bolsas de estudos a cristãos matriculados em cursos de teologia. Ore para que Deus os faça perseverar no chamado e no ministério confiado a eles. Sul das Filipinas – Cursos que edificam Dia 9 - Os cursos de alfabetização da Portas Abertas têm abençoado cristãos e não-cristãos. Ore para que Cristo se revele a esses últimos e peça segurança dos professores que têm de viajar pelo mar para chegar até os alunos. Vietnã (23º) – Novos mestres Dia 10 - Louve a Deus pelo sucesso do Projeto Priscila e pelo novo grupo de professores que se formou. Peça que eles sejam bem-sucedidos no ministério de ensino de mulheres. Ásia Central – Distribuição comprometida Dia 11 - A distribuição de Bíblias e livros cristãos está cada vez mais difícil na região, porque os países têm aumentado a restrição na distribuição de material religioso. Ore por criatividade e proteção sobre aqueles que estão envolvidos. Afeganistão (4º) – Ondas de alívio Dia 12 - Peça a Deus que os programas de rádio cristãos transmitam esperanças aos ouvintes. Muitas mulheres são vítimas de violência doméstica e houve um aumento do número de tentativas de suicídio. Interceda por elas e peça que Deus intervenha com renovo e transformação. Azerbaijão (27º) – Justiça e liberdade Dia 13 - Ore pelo pastor Hamid Shabanov e sua igreja em Aliabad. Ele foi preso sob a falsa acusação de porte ilegal de armas e não tem tido sucesso nas apelações judiciais. Dia 14 - A igreja batista de Agdash foi atacada durante um culto infantil. As líderes foram levadas para a delegacia e interrogadas por quatro horas. Todos os livros e CDs foram confiscados e as três senhoras foram multadas. Interceda pela proteção delas e das crianças. Doe hoje Dia 15 - Participe dos projetos, treinamentos, distribuição de

materiais cristãos, impressão de Bíblias em diversas línguas por meio de doações. Obrigado por participar e abençoar a Igreja Perseguida. Tadjiquistão (34º) – Lei restritiva Dia 16 - Uma nova lei relacionada à religião sancionada pelo presidente gerou restrições à liberdade religiosa. Agora está mais difícil registrar novas igrejas, importar material cristão e distribuir Bíblias. Os cultos nas casas também foram proibidos. Ore para que Deus tire todo o medo dos cristãos e que eles se mantenham fiéis. China (12º) – Prisão injusta Dia 17 - Um cristão da etnia uigur, Alimjan Yimit, está preso desde janeiro de 2008. Em abril deste ano, ele foi levado para o hospital após ter sido espancado na prisão. Como ainda não foi julgado, não pode receber visitas da família. Clame por eles. Uzbequistão (10º) – Tratamento desumano Dia 18 - Em 2008, o cristão Aimurat Khayburahmanov ficou preso durante 15 semanas sob a acusação de ser membro de uma “organização extremista”. Ele foi espancado e tratado desumanamente na prisão. Depois de ter sido solto, ele se casou. Ore por ele e por sua esposa. Península Arábica – Proteção e comprometimento Dia 19 - Abu, ex-muçulmano, enfrentou muitas dificuldades em 2008 e até chegou a ser preso. Peça a Deus por sua proteção e que cada vez mais ele se comprometa com o Senhor. Irã (3°) – Presença do Salvador Dia 20 - As histórias de cristãos que têm sido presos são cada vez mais constantes. Interceda por esses irmãos e por suas famílias. Que eles sintam a presença de Jesus e permaneçam firmes no Cristão do cárcere. Tadjiquistão Marrocos (40°) – Pressão e obstáculos Dia 21 - Desde a prisão de 15 cristãs marroquinas em março, alguns líderes têm sido visitados pela polícia. Há muita pressão sobre as famílias e os obstáculos são imensos. Ore por eles. Mauritânia (18°) – Segurança aos cristãos Dia 22 - Foi publicado um artigo em um jornal expondo as atividades cristãs que alguns estrangeiros têm no país. Interceda pela segurança desses irmãos. julho Israel – Consequências da guerra Dia 23 - Ore pela igreja em Gaza, principalmente pelos cristãos 2009


Ronald Boyd-MacMillan Escritor da Portas Abertas Internacional estará no Brasil Ronald Boyd-MacMillan é escocês e há 25 anos trabalha junto aos cristãos perseguidos em três continentes. Em 1982, iniciou suas viagens como diretor associado de pesquisas e, em 2009, assumiu a função de Vice-presidente mundial de planejamento da Portas Abertas Internacional. Ele é o apresentador do filme O Livro Perigoso e autor dos livros A Fé que persevera – guia essencial de orientação sobre a perseguição à Igreja e Mulheres que Deus usa, publicados pela Missão Portas Abertas.

AD

“Ro Ma aju tes

BL

coleção linha de frente

ae Mu tip l h e r e s q u e D e u s usa co

O

sobre

DU

era que persev à Igreja a perseguição

Guia essencial

Mulheres que De

A

Personagens fem ininas da Bíblia I g r eej a P e r s e g u i d e da a atuam de form a decisiva c na história da e dificação do Re ino o

d

Ronald Boyd-MacMillan LIVRO_MulheresQueDeusUsa.indd

1

capa DVD O Livro Perigoso.indd Boyd-MacMilla Ronald 1

n

18/5/2009 18:04:29 20/1/2009 10:34:22

14/11/2008

De 6 a 20 de agosto, Ronald estará no Brasil visitando algumas igrejas.

Saiba onde ouvi-lo! A partir de 1º de agosto, acesse www.portasabertas.org.br e confira a agenda. Se preferir, entre em contato conosco: (0--11) 5181 3330 ou envie um e-mail para relacionamento@portasabertas.org.br.

15:16:47


Como será o futuro dos nossos jovens irmãos chineses? Faça sua doação e ajude-nos a dar um futuro para a China com irmãos treinados e capacitados na Palavra de Deus Use o boleto dentro da revista para fazer sua doação de R$65,00 e apoiar os projetos de treinamento da Portas Abertas Internacional aos jovens chineses. O valor é sugestão e pode ser alterado desde que pago no caixa do banco. Caso não queira, ou não possa doar, desconsidere o boleto. Se você não é parceiro da Portas Abertas e quer doar, ligue para (0--11) 5181 3330 ou mande e-mail para relacionamento@portasabertas.org.br. Muito obrigado!

www.portasabertas.org.br

Revista julho 2009  

Criação e diagramação

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you