Issuu on Google+

- imprensa -

- imprensa Arpen-SP em parceria com os Registradores Civis. Na última semana do mês de março, o Casamento Homoafetivo ocupou a capa da Revista Época, de circulação nacional. Levantamentos sobre casamentos homoafetivos, nomes mais registrados, escolha do regime de bens, reconhecimento de paternidade, número de natimortos, registros em maternidades e certidões eletrônicas são algumas das pautas reiteradamente solicitadas por jornalistas de todo o País e que fazem com que a atividade registral esteja sempre ocupando destaques positivos na mídia, gerando contatos e abastecendo de informações jornalistas que em outras oportunidades poderão estar à disposição da categoria para abrir espaço a pontos de vista dos registradores em assuntos polêmicos. A disponibilidade dos registradores civis para atender aos veículos de comunicação também tem sido um fator diferenciado para a veiculação de material positivo sobre a atividade. Somente no mês de março a Arpen-SP utilizou a colaboração de nove registradores civis, que não hesitaram em atender jornalistas e esclarecer suas dúvidas, das básicas às mais complexas. “Prestamos um serviço público e temos que estar à disposição dos meios de comunicação que levam as informações ao cidadão”, disse a diretora da Arpen-SP, Raquel Silva Cunha Brunetto. Ainda no mês de março, o jornal O Estado de São Paulo estampou com destaque a possibilidade de registros de nomes em natimortos, norma que beneficiará milhares de famílias que antes não podiam nomear os filhos pelos quais tanto esperaram. A repercussão foi imediata e nada menos do que 43 veículos de comunicação reproduziram o material do Estadão, entre eles a Revista Veja. Nos próximos meses a Arpen-SP pretende tornar esta sistemática de coleta de dados ainda mais automatizada, de forma a possuir estatísticas estaduais, regionais e locais, visando manter o Registro Civil em evidência e valorizar a atividade pública prestada pelos 832 Oficiais de Registro Civil do Estado de São Paulo.

Registro Civil é destaque nos principais veículos de comunicação do País Levantamentos sobre casamentos homoafetivos, registros de nomes em natimortos e reconhecimentos de paternidade ganham espaço na grande mídia e valorizam a atividade registral

O

s registradores civis paulistas deram um verdadeiro show na divulgação das inovações trazidas pelos Provimentos da Corregedoria Geral da Justiça do Estado de São Paulo que normatizaram as novas Normas de Serviço do Registro Civil no Estado. Cumprindo suas obrigações de prestação de um serviço público de qualidade aos cidadãos, compilaram dados em suas serventias que subsidiaram a elaboração de sugestões de pautas aos principais veículos de comunicação do País. Responsáveis pela guarda da base de dados primária da nação, os dados constantes nos Cartórios de Registro Civil guardam informações de relevância sem igual para a sociedade. Coordenados pela Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo (ArpenSP), os registradores civis da Capital, e das cidades de Ribeirão Preto, Santos, São José dos Campos, Campinas e São José do Rio Preto levantaram preciosas informações sobre número de casamentos homoafetivos, reconhecimento de

26

paternidade e registros de natimortos. Além disso, se colocaram à disposição dos meios de comunicação para conceder entrevistas e orientar a população sobre a relevância prática das mudanças introduzidas pelas novas Normas de Serviço da Corregedoria Geral da Justiça. “É importante este trabalho de divulgação e esclarecimento dos atos para a população, que as vezes é muito carente de informações e não sabe que existem serviços de relevada importância disponíveis de forma rápida e sem custos adicionais”, explica Rodrigo Valverde Dinamarco, Oficial do 30° Subdistrito de Registro Civil da cidade de São Paulo. No caso dos casamentos homoafetivos, os registradores civis ocuparam nada menos do que 15 reportagens de veículos de comunicação estaduais e até nacionais, como o Jornal da Globo, da Rede Globo de Televisão, TV Brasil, da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC) e GloboNews. Nos veículos impressos e na web, foram mais de 260 reportagens sobre o levantamento de celebrações homossexuais realizado pela

www.arpensp.org.br

Jornal da Arpen-SP - n.º 127

Ano 14 - março de 2013

27


26 27 informativo casamento gay