Issuu on Google+

Nossa Senhora Conheça e pratique as preciosas lições deixadas por Maria no Evangelho.

ENTREVISTA Daniela Dutra do Ministério Jovem partilha conosco sobre os desafios da juventude renovada.

UNIVERSIDADES

SIM À VIDA

Saiba como foi o Ruah, projeto de evangelização realizado pelo Ministério Universiades Renovadas.

Conheça melhor o projeto que quer aprovar o aborto e saiba como sua opinião pode chegar ao Congresso.


PALAVRA DO COORDENADOR

ABORTO

FORMAÇÃO

PEGA FOGO GOIÁS

GALERIA DE FOTOS

Revista Goiás em Ação Ano I - edição 03 setembro e outubro de 2009 Publicação oficial da Renovação Carismática Católica (RCC) de Goiás editada pelo Ministério de Comunicação Social. // rccgoias.org.br/blogcomunicacao Conselho estadual: Aberaldo Cardoso Alcides Braga Donizete do Carmo Vaz Geison de Souza Prudente José Fleury da Costa Mendes José Queiroz Juraci Gomes da Silva Warlei da Silva Martinha de Rezende Paulo José Borges Vicente Gomes Machado Welerson

04 07 10 14

INTERCESSÃO

05

ENTREVISTA

08

OBRA SOCIAL

12

UNIVERSIDADES

16

18

Coordenador estadual: Roberto Ricardo de Souza // rccgoias@rccgoias.org.br Jornalista responsável: Helen Fernanda Martins DRT/DF 7183 Projeto gráfico: Rodrigo Roncolato // comunicacao@rccgoias.org.br Capa e diagramação: Rodrigo Roncolato Edição: Helen Fernanda Martins // contato@helenfernanda.com Revisão: Helen Fernanda Martins Raquel Mecenas // raquelmecenas@gmail.com

Impressão: Gráfica 3R Tiragem: 4.000 exemplares As matérias são de responsabilidade de seus respectivos autores. É permitida a reprodução parcial, sem alteração do texto e citada a fonte. Escritório administrativo da RCC Goiás: Rua Santa Gertudres, 381 Setor Coimbra, 74535-420 Goiânia, Brasil Fone: (62) 4013-7100 Fax: (62) 3293-3555 // www.rccgoias.org.br

3


palavra do coordenador Perseveremos na oração ROBERTO RICARDO *

N

ós temos muitos mo-

estado. A presença de padres

tivos para agradecer

jovens

a Deus, pois todas as

vontade de muitos de seguir

nossas equipes têm presen-

Jesus, além do pregador, tam-

ciado muitas bençãos por to-

bém muito ungido, Fábio Lira

dos os lugares onde têm pas-

da Canção Nova.

sado, e são muitos em nosso estado de Goiás.

aumentou

muito

a

A próxima etapa se dará no Encontro Estadual de Cura

O projeto Pega Fogo gra-

e Libertação e Intercessão no

ças a Deus já deu certo, a

mês de dezembro. Vamos nos

grande alegria de todos levan-

manter firmes como está na

do a palavra, carinho e amor

palavra:

ao irmão. Agradeço a todas as equipes de viagem que deram parte de suas vidas a esse projeto, obrigado a todos. Nosso Encontro Estadual de Jovens foi um sucesso, reuniu jovens de todo o

4

“Perseveravam eles na doutrina dos apóstolos, nas reuniões em comum, na fração do pão e nas orações”. (Atos 2, 42) Lembrem-se: nossa força!

Jesus

é

a

* Coordenador estadual da Renovação Carismática Católica de Goiás, participa da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, no Setor Aeroporto (Goiânia), onde tem seu consultório de terapia familiar. É casado com Clene Aparecida Conceição, mãe de seus dois filhos, Lívia Souza e Roberto Júnior.


ministério de intercessão “Orais uns pelos outros para serdes curados”

HELEN FERNANDA MARTINS

“Cada qual tenha em vista não os seus próprios interesses, e sim os dos outros.” Filipenses 2, 4

A

palavra intercessão quer dizer “estar no meio”. O intercessor é aquele que se engaja numa batalha espiritual em favor das necessidades de alguém ou de algum grupo. Segundo o Catecismo da Igreja Católica, A intercessão é uma oração de pedido que nos conforma de perto com a oração de Jesus. (…) Interceder, pedir em favor de outro, desde Abraão, é próprio de um coração que está em consonância com a misericórdia de Deus. (Parágrafos 2634 e 2635) A equipe estadual do Ministério de Intercessão reúne-se no mínimo uma vez por semana e sempre que necessário, de acordo com a agenda estadual da Renovação Carismática Católica. O trabalho dessa equipe está principalmente ligado aos ministérios e às dioceses do estado de Goiás. Nas semanas em que há eventos, formações ou encontros, as reuniões podem ocorrer até mais de uma vez por dia. Assim como os demais ministérios de serviço da Reno-

vação Carismática Católica, o Ministério de Intercessão têm uma grande messe para poucos operários realmente dispostos a dedicarem-se à obra de Deus. Esse ministério tem suma importância, já que a intercessão é pré-requisito mínimo para toda e qualquer realização da RCC, seja o ensaio de um ministério de música ou a publicação desta revista. Isso faz com que os intercessores enfrentem diariamente árduas batalhas que poucos estão dispostos a enfrentar. Dedicar-se à santidade e à vida de oração, praticar jejuns e penitências e buscar sempre a Eucaristia são alguns dos principais pré-requisitos para qualquer servo, inclusive para um intercessor, mas para participar da equipe estadual outra exigência importante é a disponibilidade para viagens, já que o Ministério de Intercessão da RCC Goiás trabalha em todas as dioceses goianas. Atualmente a equipe estadual atualmente é composta por apenas cinco pessoas. Geralmente quem se apresenta para servir nas equipes de intercessão são pessoas com mais experiência e com uma longa caminhada na Renovação Carismática Católica.

As formações para os servos são realizadas em média uma vez por mês, cada vez em uma diocese diferente do estado de Goiás. “Confessai o vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros para serdes curados. A oração do justo tem grande eficácia.” Tiago 5, 16 Ser intercessor não é um chamado para alguns, mas sim para todos os cristãos. Devemos nos assumir como intercessores, orando pelas famílias, pelas paróquias, pelos vocacionados à vida religiosa, pelos namorados e casais, pelos grupos de oração, pelas pastorais, pelos ministérios, pelos governantes, pela Igreja, pelo papa. Independente de qual seja nosso ministério, a intercessão faz parte dele. Para aqueles que desejam assumir esse ministério, o começo é apresentar-se ao coordenador do seu grupo de oração e começar a participar das reuniões do núcleo. É função da equipe de intercessão tanto interceder como estimular a prática intercessora de todos os membros do grupo de oração. 5


6


aborto A vida pede socorro! assegurada cobertura

a

da cultura de morte no País.

deste

crime pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e pelos planos de saúde do Brasil.

Torna-se necessário aderirmos ao trabalho de coleta de assinaturas originado na RCC Brasil ², que visa a apresentação de um milhão de assinaturas ao Congresso Nacio-

exercício

nal Brasileiro ainda em 2009,

cidadania

como manifesto pela vida por

constitui um dos

parte dos cidadãos compro-

princípios funda-

metidos com o Evangelho.

O da

mentais do Estado

democrático

de direito e implica no exercício do direito à vida, à

MARIZETE NASCIMENTO ¹

V

liberdade,

à

dignidade, ao trabalho, à mo-

Vida cristã e cidadania resumem-se em união de forças na luta pelos direitos humanos, sendo a vivência do Evangelho no cotidiano a mola propulsora da ação transformadora da realidade brasilei-

amos exercitar a nos-

radia, à educação, à saúde,

sa cidadania? Nesses

à cobrança de ética por par-

últimos anos estamos

te dos governantes e repre-

acompanhando a implemen-

sentantes eleitos. A cidada-

¹

tação de instrumentos legais

nia precisa consolidar-se para

Ministério de Promoção Huma-

no ordenamento jurídico bra-

que tenhamos um país justo e

na e presidente da Associação

sileiro em desacordo com a

igualitário para todos.

Servos de Deus, obra social da

Palavra de Deus, sendo um deles o Projeto de Lei nº. 1135/91, que tramita na Câmara dos Deputados, visando a descriminalização do aborto, com o agravante de que até a 12ª semana de gestação seja

Caso os cidadãos brasileiros

adotem

uma

postu-

ra de silêncio, os inocentes serão

“legalmente”

assas-

sinados no ventre de suas mães e essa omissão contribuirá para a implantação

ra.

Coordenadora

nacional

do

Renovação Carismática Católica de Goiás.

²

Para

cas

da

mir

o

o

site

ver

as

campanha

estatístie

abaixo-assinado,

imprivisite

www.rccbrasil.org.br 7


entrevista A juventude tem o dom de inflamar corações mática Católica, porque ela representa a alegria e a energia do movimento. Essa responsabilidade torna o Ministério Jovem mais cobrado do que os demais ministérios?

HELEN FERNANDA MARTINS

M

embro da Renovação Carismática Católica há nove anos, há dois a estudante Daniela Dutra (26) coordena o Ministério Jovem da arquidiocese. Desde que começou a servir nesse ministério, há quatro anos, Daniela tem se destacado por sua perseverança no serviço a Deus e no enfrentamento das batalhas que fazem parte da vida de todo e qualquer cristão. Atualmente a Arquidiocese de Goiânia tem cerca de 250 grupos de oração, sendo a maioria deles mistos, de forma que em quase todos os jovens estão presentes servindo nos mais diversos ministérios. Em entrevista à revista Goiás em Ação, Daniela partilha conosco alguns desafios de seu ministério e traz valiosas mensagens de a todos os jovens da RCC. A juventude sempre teve um papel de destaque na Renovação Caris8

O batismo no Espírito Santo causa esse efeito nas pessoas de uma grande alegria e energia. Isso é próprio da RCC. Quando juntamos isso à juventude, que já tem isso por natureza, é a mesma coisa que jogar álcool no fogo. É por isso que a cada dia mais nós vemos o grande crescimento do Ministério Jovem no meio carismático. A juventude tem o dom de inflamar corações, a força pra vencer o maligno. “Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes e a palavra de Deus permanece em vós, e vencestes o Maligno”. (I João 2, 14c) Cada ministério tem sua responsabilidade e não podemos mensurar qual é maior ou mais cobrado. Acredito que temos, sim, uma responsabilidade muito grande tendo em vista que a juventude hoje é fortemente atacada por todos os meios, iludindo-a a desejar viver se escondendo atrás de máscaras. Nosso papel é salvar a nossa juventude e mostrar que Jesus vale muito a pena. Como Ministério Jovem procuramos proporcionar uma formação específica para a juventude em todas as áreas - afetiva, sexual, política, vocacional, familiar - e assim facilitar a sua caminhada pes-

soal rumo a salvação. Nós, jovens, somos chamados a servir no Ministério Jovem para colocarmos em prática as palavras do Papa João Paulo II: “Caros jovens, não tenhais medo de por as vossas energias a serviço do Evangelho com a generosidade e o entusiasmo característico de vossa idade.” O que temos que entender é que o melhor evangelizador do jovem é o próprio jovem. O ministério tem auxiliado os jovens a serem apóstolos da efusão do Espírito Santo e assim tornarem–se jovens profetas, que é o tema do nosso Encontro Estadual de Jovens: Goiás, Nascente de Jovens Profetas. Por isso venho falar a cada um dos jovens de nosso estado, a assumir nosso papel como profeta, pois profeta é aquele que anuncia o evangelho e também denuncia o pecado. Ao assumir sua missão como coordenadora arquidiocesana, é provável que tenha enfrentado renúncias e até mesmo resistência de pessoas queridas. Como foi para você lidar com tudo isso e persistir em seu chamado? Estou na coordenação do Ministério Jovem há dois anos e é com muita alegria que assumi este chamado de Deus. Sempre me recordo dessa passagem: “(...) O servo não é maior que o seu Senhor, se me perseguiram, também vos hão de perseguir (...)”. João 15, 20


entrevista Sofri sim grandes resistências e renúncias, mas tudo isso me fez cada vez ter mais forças para persistir no chamado de Deus. Às vezes, quando estamos na liderança, nos sentimos abandonados e sozinhos, mas posso testemunhar que durante todo o tempo Jesus me fez viver esta palavra: “Mas descerá sobre vós o Espírito Santo e vos dará força e sereis minhas testemunhas”. Atos 1, 8 E hoje, como coordenadora dos jovens desta arquidiocese (Goiânia) posso dizer que vale a pena dizer nosso SIM a Deus, pois Ele é fiel e não nos abandonará. E o Espírito Santo me impulsiona cada dia mais a ser o Evangelho Vivo na vida dos jovens. Não importa, jovem, a renúncia, a perseguição e as resistências que você tem sofrido. O que importa para nós é que alcancemos a nossa meta que é o Céu. O que mais afasta o jovem da busca pela santidade? É não conhecer o que verdadeiramente é santidade. A santidade é a vocação do cristão. Em I Tessalonicenses 4, 3 Deus nos fala da sua vontade: “Está é a vontade de Deus: a nossa santificação (...)”. A santificação, portanto, consiste em cada cristão se transformar numa cópia viva de Jesus, “um outro Cristo”. Tem muita gente que tem um conceito errado sobre o que é santidade, porque na verdade santidade não significa não errar, mas santidade significa vencer o erro, através do arrependimento, e da disposição de não cometer mais o pecado. O documento de Aparecida nos fala que a juventude não tem medo de viver a radicali-

dade, mas sim uma vida sem sentido. A partir do momento em que você quebra todos os tabus que pairam a juventude de hoje e mostra um Deus vivo levando-os assim a uma verdadeira intimidade com Deus, eles vão desejar essa santidade. Aquele jovem muda quando se tem uma experiência verdadeira com Jesus, então nós começaremos a ter essa sede de santidade e viveremos assim a radicalidade, nos afastando dessa vida sem sentido para qual o mundo tem tentado nos arrastar. Sigo muito está frase em minha vida “Você, jovem, não foi feito para o prazer, mas para o desafio!”, e o grande desafio que nós, como jovens, vivemos hoje no mundo é “Ser santo sem deixar de ser jovem”. Sei que o mundo tem muitas seduções e tem atraído a atenção dos jovens, mas nenhuma dessas seduções preenche o coração humano. O próprio papa João Paulo II, que era um pregador incansável da santidade, nos dá a certeza disso. Certa vez ele disse: “Não tenhais medo da santidade, porque nela consiste a plena realização de toda a autêntica aspiração do coração humano”. (LR, N.17, 7/4/96) Por isso digo a você, jovem, que não desanime, pelo contrário, lute a cada dia, porque o Senhor teu Deus é a tua força, teu apoio. Os jovens geralmente têm preocupações diversas: vestibular, faculdade; primeiro emprego, concursos públicos; namoro, amizades, vida social; esportes, hobbys… O que você tem a dizer para moças e rapazes que têm dificulda-

de para conciliar tudo isso com a disponibilidade de servir a Deus? Quando penso nas preocupações que temos no nosso dia a dia e na correria, lembro do que o Evangelho de Lucas nos fala: “Marta, Marta, tu te inquietas e te agitas por muitas coisas. Uma só é necessária. Foi Maria quem escolheu a melhor parte: ela não lhe será tirada.” (Lucas 10, 41s). Enquanto Marta se preocupava em correr atrás dos afazeres que achava importante, Maria escolheu a “boa parte, que não lhe será tirada”. Muitas vezes nós somos como Marta, arrumamos tantas desculpas correndo de um lado para o outro, pois temos que fazer isto ou aquilo e não paramos para ouvir. Por muitas vezes esquecemos de ficar sentados aos pés de Jesus. Podemos estudar, trabalhar, ir no cinema, academia e sair com os amigos mas jamais esquecer que o próprio Jesus nos deu uma missão: “Ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura”. Por isso eu devo dar testemunho onde eu for. A questão é organizar o nosso tempo, quem sabe acordar mais cedo para rezar ou tirar meia hora que seja do nosso dia para orar. O que não podemos mais fazer é ficar nos escondendo atrás de desculpas de que temos que fazer isso ou aquilo e acabamos deixando Jesus de lado e esquecemos que Jesus é o centro de nossas vidas.

9


formação Maria nos fala no Evangelho 2 - Faça-se em mim segundo a Tua palavra (Lucas 1, 38c) Nós quantas vezes deixamos de dar nosso sim a Deus em nossas vidas pelas incertezas do dia de amanhã? Nós pedimos muito, mas não trabalhamos e nem permitimos que a nossa existência vá em direção ao Pai. Aqui recebemos uma verdadeira lição de coragem a ser seguida. 3 - A saudação a Izabel (Lucas 1, 40)

RAQUEL MECENAS

N

o mês de setembro comemoramos o mês da Bíblia, há 38 anos somos convidados em especial neste mês a meditarmos mais sobre a Palavra de Deus. Na Bíblia temos o tesouro de nossa fé, o acervo mais precioso que possuímos em nossa Igreja. E é dentro desta riqueza que encontramos Maria. Nossa Senhora não aparece muitas vezes na Bíblia, mas os poucos relatos que existem são o suficiente para mostrar sua grandeza de como servir 10

a Deus, nos levar a Jesus em suas atitudes e em seu silêncio santo. Há sete palavras que foram pronunciadas por Maria: 1 - Eis aqui a serva do Senhor (Lucas 1, 38b) Maria dá seu sim a Deus, mesmo com dúvidas em seu coração de como aconteceria as coisas que o anjo Gabriel lhe falava. Quanto desapego nos falta para servir ao Senhor, ficamos sempre esperando o “sim” do outro para depois pensar na possibilidade de dar o nosso sim a Deus. Maria nos ensina a sair do comodismo para viver algo novo.

Na oração do Creio dizemos “creio no Espírito Santo”, ele nos é dado sacramentalmente no dia de nosso batismo. Cheios dele nosso interior é transformado e esta mudança reflete em nosso ser nos gestos, na forma de olhar, em nosso jeito de falar. Maria, ao entrar e saudar Isabel em sua casa, faz com que o Espírito Santo que nela habita seja sentido por todos que estão na habitação. Nós, quando estamos cheios do Espírito Santo, levamos as pessoas que nos cercam a sentir a presença do Santificador. Maria nos mostra em tão simples saudação como levar Jesus aos outros. 4 - Magnificat (Lucas 1, 46-55) Maria louva a Deus por tudo que acontece e acontecerá em sua vida e na vida das gerações futuras, que virão mediante seu sim. Maria


exalta a santidade do nome de Deus! Lembramos aqui do que nos diz o primeiro mandamento do decálogo e posteriormente do que Jesus diz ao jovem rico: “Amarás ao Senhor Deus de todo o coração, de toda a alma e de todo o entendimento.” (Mateus 22, 37) Nossa Senhora glorifica ao Senhor de todo o coração, alma e entendimento! Aprendemos mais uma valiosa lição: a do louvor incondicional a Deus. 5 - Meu filho, que nos fizestes? Eis que teu pai e eu andávamos à tua procura, cheios de aflição. (Lucas 2, 48) Como cuidar de uma jóia tão preciosa como Jesus? Qual mãe não se angustia quando não sabe onde está seu filho? Maria e José aflitos procuraram Jesus e o encontraram no templo. Nós, não por falta de zelo ou amor a Deus, mas por segundos de vacilo, nos perdemos de Jesus e por muitas vezes não queremos ir à sua procura. Nosso coração se enche de aflição, mas teimamos em não chegar a Jesus e perguntar: “Senhor, que me fizeste? Eis que andava angustiado à tua procura. Revela ao meu coração onde foi que deixei que o Senhor ficasse para trás em minha vida!” Maria e José deram falta de Jesus e voltaram para buscá-lo. 6 - Eles já não têm mais vinho (João 2, 3) Maria diz a Jesus a necessidade daqueles que festeja-

vam o casamento em Caná. Ela, percebendo que o vinho acabaria, pediu a Jesus que fizesse algo para não terminar a festa. Nossa Mãe sempre olha por todos os seus filhos e incessantemente intercede a Jesus por suas necessidades. Em nossa passagem terrena, seja nos momentos alegres ou difíceis, não pode nos faltar o vinho: “Tomou depois o cálice, rendeu graças e deu-lho, dizendo: Bebei dele todos, porque isto é meu sangue, o sangue da Nova Aliança, derramado por muitos homens em remissão dos pecados”. (Mateus 26, 27-28). Maria, além de pedir a Jesus para não nos deixar faltar nada, nos lembra que sem o sangue de Cristo nós não vivemos em plenitude. É a partir da remissão de nossos pecados no sangue do Cordeiro que temos força e coragem para vencer e ter vida digna. 7 - Fazei tudo o que Ele vos disser (João 2, 5) Aqui está mais um segredo que Maria nos revela: escutar Jesus. Nas bodas Jesus transformou a água em vinho para salvar os noivos do constrangimento de faltar o alimento aos convidados da festa. Foi numa de suas refeições, após a ressurreição, que Jesus diz aos apóstolos “que não se afastassem de Jerusalém, mas que esperassem o cumprimento da promessa de seu Pai, que ouvistes, disse ele, da minha boca; porque João batizou na água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo daqui há poucos dias.” E com-

pletou: “mas descerá sobre vós o Espírito Santo e vos dará força; e sereis minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria e até os confins do mundo.” (Atos 1, 4-5; 8) A vida é uma festa diária que merece ser celebrada, agradecida todos os dias a Deus. Assim como Maria escuta a Deus e é envolvida pelo Espírito Santo, nós também, quando escutamos a Jesus, somos envolvidos pelo Espírito Santo e não passamos o constrangimento de não ter o que servir aos nossos convidados. O melhor vinho é sempre aquele que recebemos hoje de Jesus e repartimos com nosso próximo. “Não são relatados na Bíblia diálogos longos de Maria. Maria falou pouco, mas agiu muito. Viveu intensamente”. Dom Alberto Taveira Não devemos nos preocupar em fixar-nos em provar a presença de Nossa Senhora na Bíblia. Devemos sempre almejar Jesus. Nossa mãe Maria deseja ser caminho, ser seta para Jesus, é esta missão de Maria: ser a mãe de Jesus e nossa. Que neste mês, por intercessão da Virgem Maria, possamos nos aprofundar e viver mais a Palavra de Deus.

11


obra social Núcleo Chácara Maria de Nazaré

A

Comunidade Terapêutica Chácara Ma-

lhidas as pessoas necessitadas de tratamento,

ria de Nazaré, espaço de assistência

os perseverantes e suas famílias. Esse é um

social mantido pela Associação Servos

momento importante, pois se realiza o enca-

de Deus (ASD), tem como objetivo a recupe-

minhamento à internação e se oferece apoio,

ração plena de dependentes químicos em um

orientação técnica e psicológica às famílias no

cotidiano de vivência da oração, partilha, fra-

que se refere à forma mais correta de enfren-

ternidade e principalmente a busca da sobrie-

tamento da dependência química.

dade.

Entende-se, portanto, que muitas vitórias

A abordagem terapêutica utilizada por um

são visíveis nessa intervenção institucional.

período de nove meses baseia-se na visão

Mesmo que pequenas, não deixam de ser im-

holística do ser humano, trabalhando a espi-

portantíssimas, uma vez que, na maioria dos

ritualidade associada à psicoterapia e à tera-

casos, a família já não tem onde recorrer para

pia cognitivo-comportamental como meio de

tentar reestabelecer a saúde daquele que pode

libertação das drogas e prevenção de recaída.

se considerar mais uma vítima do uso abusivo

Observa-se que a demanda é crescente e toda

de substâncias químicas, que vão desde o ál-

semana é grande o número de pessoas que

cool até o craque, chegando a níveis inacredi-

buscam o grupo de autoajuda para que seja

táveis de desespero.

providenciada a chamada internação.

Precisamos cada vez mais de pessoas dis-

Uma preocupação constante da equipe de

postas a atuarem a favor dessa causa. Preci-

trabalho é a perseverança dos recuperandos

samos também de mobilização da sociedade

após o término do período de internação. Esse

civil para que as políticas públicas para o setor

acompanhamento é feito no grupo de autoaju-

sejam mais favoráveis. Esse é um trabalho im-

da com reuniões semanais às quartas-feiras,

portante e fundamental na vida de dependen-

19h, na sede da ASD. Nesse grupo, são aco-

tes químicos e suas famílias.

12


13


pega fogo goiás

Cristina, Roberto Ricardo e Maria José em Carmo do Rio Verde

Dom Adair, bispo de Rubiataba, e Roberto Ricardo

Francisco Jr, Bruno e Roberto Ricardo em Itapuranga

Roberto Ricardo e Alcide em Rubiataba

Encontro de Jovens em Rubiataba

Missa Sertaneja na Paróquia Cristo Rei, Goiânia

14

Roberto Ricardo e Paulo, coordenador da RCC da diocese de Itumbiara

Encontro de Jovens em Rubiataba


15


universidades renovadas “Porque muitos são os chamados, e poucos os escolhidos (Mateus 22, 14)” as forças pareciam desaparecer e o sentimento de solidão não era raro, porém, de onde menos se esperava, o Espírito começou a soprar e reanimar os ossos ressequidos por meio da providência divina. Tudo fora se resolvendo à maneira de Deus. MARIA AMÉLIA SAAD *

A

s palavras de Jesus no Evangelho são enfáticas. Ele convida todos ao banquete nupcial, porém muitos acreditam ser demasiadamente bons para aceitarem este convite, então o Senhor recolhe todos os habitantes das encruzilhadas, ou seja, aqueles cujo olhar humano repudia. Quantas vezes na universidade os ditos religiosos acreditam não precisar demonstrar sua fé e se escondem. A solução é a de Jesus: convidar ao banquete de Cristo aqueles que estão nas encruzilhadas. Assim aconteceu no Ruah, realizado no dia 20 de agosto no Campus V da Universidade Católica de Goiás (atual Pontifícia Universidade Católica de Goiás - PUC-GO). A equipe era em número reduzido (três pessoas) para programar tudo que deveria ser feito. Na noite anterior uma das meninas da equipe desidratou-se e não pode comparecer ao Ruah. Muitos contratempos aconteceram, 16

Com a autorização do coordenador do curso de Direito (PUC-GO), fora realizado um arrastão em cada sala convidando os alunos a participarem da Santa Missa presidida pelo padre Arthur Freitas, no hall de entrada da universidade às 8h15 da manhã. Aos poucos as pessoas foram chegando, até mesmo os professores que menos esperávamos. O hall de entrada do campus V ficou repleto de pessoas e o Ruah do Espírito envolveu os participantes com cada música, cada palavra do celebrante e, principalmente, com as palavras do próprio Cristo no Evangelho.

“‘Vim trazer fogo a terra e como gostaria que ele já estivesse aceso’ (Lucas 12, 49). Este foi o primeiro Ruah em que participei como estudante universitária e como membro do GOU (grupo de oração universitário). Não foi preciso muito esforço para reconhecer o sopro de Deus a passear pelos corredores. Quando unidos em uma só voz na celebração da Santa Missa no pátio, cantamos: ‘Espírito, Espírito, Espírito, que desce como um fogo’. O Ruah é a manifestação viva de Deus na vida universitária”.

Ao final a promessa do Senhor foi cumprida, as lágrimas, a apreensão, o sofrimento, o cansaço e toda provação valeram a pena. Mais uma vez as palavras de I Tessanolicenses 5, 24 fizeram-se valer: “Fiel é aquele que vos chama, e o cumprirá”. É Goiás pegando fogo nas universidades. Que venha o próximo Ruah!

Repleta do Ruah, a estudante de jornalismo Rafaela Carvelo conta sua experiência nesse dia de missão na PUC-GO:

* Membro do Ministério Universidades Renovadas da RCC Goiás.


17


galeria de fotos Encontro Estadual de Jovens

C

onfira as fotos de alguns momentos que marcaram o V Encontro Estadual de Jovens da RCC Goiás. Foram muitos momentos de louvor, animação e oração aquecidos pelo fogo do Espírito Santo. Mais fotos podem ser vistas em nosso site: www.rccgoias.org.br.

18


galeria de fotos

19



Goiás em Ação - Edição 03