Page 1

David Ribeiro foi segundo em Fafe A equipa do Centro Ciclista de Avidos/Metalização A. Lemos esteve em grande destaque no Prémio de Ciclismo Cidade de Fafe (prova de abertura de cadetes) ao obter o 2º lugar por intermédio do ciclista David Ribeiro. David Ribeiro conseguiu passar as grandes dificuldades do percurso isolando-se na subida final instalada a 1 km da meta, com um grupo de quatro corredores, mas sendo o mais forte no sprint final do seu grupo. O vencedor Diogo Oliveira, da equipa ASC Vila do Conde/Cycles, isolou-se de todo o pelotão a 15 kms da meta, obtendo uma vantagem de 21 segundos sobre o atleta famalicense. A equipa CC Avidos/Metalização A. Lemos contou com os seguintes corredores: David Ribeiro, Marco Oliveira, Pedro Pinto, André Morais e João Santos e os directores desportivo José Carlos Maia e o sub-director desportivo Manuel Rodrigues.

Inscrições abertas até 23 de Março, para uma prova marcada para dia 26

Vanessa Fernandes confi firrmada no 1º Duatlo Famalicão

Vanessa Fernandes

Vanessa Fernandes é presença confirmada no 1º Duatlo de Famalicão, que se realiza no próximo dia 26 de Março, na cidade famalicense. A medalhada olímpica de Pequim aceitou ser madrinha da prova, que é organizada em conjunto pela Associação Amigos do Pedal e Federação de Triatlo de Portugal. A acompanhar aquela que é uma da mais brilhantes atletas de sempre da modalidade, estará o pai, Venscelau Fernandes, que também aceitou o desafio da organização para participar no evento. O 1º Duatlo de Famalicão é uma prova federada mista de BTT e Atletismo, que vai receber alguns dos melhores atletas nacionais da modalidade, mas que está a ser

preparada também para acolher todos os amadores apaixonados pelas dois desportos. As inscrições estão abertas até ao dia 23 de Março, no sítio oficial da Federação Portuguesa de Triatlo, em http://www.federacaotriatlo.pt/gestao/pub/provas.php? prova=403,com um custo de 10 euros para não federados, 7,5 para federados, senhoras grátis (2,5 euros de seguro). O epicentro da competição será o Parque da Juventude de Famalicão, de onde sairá uma primeira prova de atletismo em circuito urbano essencialmente plano de 5 quilómetros, num misto de asfalto e paralelo. Já o trajecto de BTT são cerca de 18 quilómetros, a percorrer num percurso de

Famalicão e Joane vão lutar pela subida

9 quilómetros em 2 voltas, misto de asfalto e terra, com uma mistura de zonas rápidas com outras técnicas, onde não faltaram os famosos singletracks e zonas de espectáculo. Neste capítulo, a organização está a abrir trilhos novos para oferecer percursos completamente novos aos participantes. A ideia de montagem da prova partiu da Associação Amigos do Pedal e foi imediatamente abraçada pela Federação de Triatlo de Portugal, dado o entusiasmo e profissionalismo com que a ideia foi colocada e as condições propostas para a sua concretização. A expectativa é grande, dado estarem reunidas condições para a realização de uma grande e inovadora prova de duatlo em Famalicão.

Direcção do clube reuniu na passada semana

Delães pede demissões na AF Braga Os dirigentes do Centro Recreativo e Popular de Delães (CRPD) querem que os responsáveis pela arbitragem na Associação de Futebol de Braga peçam a demissão dos seus cargos. Na base desta tomada de posição está o facto do clube delaense se sentir prejudicado pelas equipas de arbitragem que têm dirigido os jogos do clube que actua na 2ª divisão distrital. A direcção do CRPD esteve reunida na passada semana e dessa reunião saiu um comunicado no qual o Delães se diz “enxovalhado e prejudicado de forma clamorosa”, não entendendo os critérios de nomeação dos árbitros. “De uma forma clara, a cada semana que passa, ficamos com a sensação de uma falta de respeito por esta grande instituição por parte das entidades competentes que chefiam o Conselho de Arbitragem da AF Braga”, pode ainda ler-se na nota enviada às Redacções. As queixas dos responsáveis centram-se não só nas partidas da equipa sénior, mas também nos encontros das camadas de formação, referindo o nome de dois árbitros para exemplificar jogos em que o clube se sente lesado. Do comunicado sobram acusações ao árbitro Nuno Baptista, que dirigiu o jogo de juvenis entre Delães e Joane, e também a Vítor Barbosa que apitou o encontro da equipa sénior frente ao Operário. “Todos os fins-de-semana nos deparamos com uma falta de qualidade aberrante, com atitudes arrogantes e jogos de bastidores que condicionam

resultados e objectivos dos clubes. Sentimos que somos um alvo abater por parte de alguns elementos da AF Braga”, referem no comunicado. Contactado pelo Opinião Sport, o presidente do CRPD, António Sampaio, afirma que os árbitros têm fraca qualidade “e é triste lutarmos bastante durante a semana para depois se chegar ao jogo e uma pessoa só decidir o resultado com decisões escandalosas”. Todas as situações que têm acontecido durante a presente temporada levam o responsável da direcção a ponderar solicitar uma reunião com o Conselho de Arbitragem da AF Braga. “Queremos saber até onde pretendem chegar e preferimos que nos digam frontalmente que o Delães não pode subir porque assim desistimos desde já desse objectivo”, desabafa. O Opinião Sport contactou também o presidente do Conselho de Arbitragem, o famalicense Custódio Ribeiro, que disse desconhecer o comunicado do Delães e recusou-se, por isso, a tecer qualquer consideração. O CRPD milita na série A da 2ª divisão distrital e tem como objectivo para esta época a promoção à 1ª divisão. Neste momento a equipa sénior ocupa o quarto lugar da tabela classificativa com 35 pontos, a seis de distância dos líderes Cabreiros e Antas que totalizam ambos 41. No passado domingo, o Delães recebeu o venceu um adversário directo nessa luta pela subida, o Antas, por 1-0, mantendo-se na luta pela subida.

Troféu “O Minhoto”: Famalicão com 10 nomeados


sport: 16 de Março de 2011

26

futebol

Ribeirão esteve perto de travar o líder U. Madeira

Resultados AFSA

Vitória fugiu perto do fim 2-2 Estádio do Passal Árbitro: Pedro Maia (Porto) Auxiliares: Ludovico Franco e Paulo Nogueira

Ribeirão U. Madeira Hugo Magalhães Tiago Moreira Marcelo Gilmar Wilson Bruno Magalhães Paulo Rola Rodrigo (45’ Hector) (88’ João Faria) Feliz Augusto Ricardo Martins (78’ Vítor Bruno)

Adriano Emerson Toni Ruben Diop Steve (70’ Hernâni) Gleibson Tiago (65’ Vítor Hugo) Hugo Santos Roberto (78’ Anderson) Alex

Treinado res José Lemos

Daniel Ramos

Golo s: 22’ Emerson (0-1); 46’ Paulo Rola (1-1); 55’ Gilmar (2-1); 89’ Alex (2-2). Cartõe s Amarelos: 80’ Emerson; 89’ Feliz. Cartõe s Vermelho s: Não houve.

Aristides Ferreira O Ribeirão regressou aos pontos frente ao líder do campeonato, mesmo estando a perder conseguiu dar a volta na segunda metade, mas mais uma vez a sofrer um golo já em cima do minuto 90, acabou por deixar fugir os três pontos que seriam muito importantes para a tão almejada recuperação,

2-1 Campo de Ribes

Oliveirense Merelinense Talaia João Paulo Rocha Beck Rufino Ericson (79’ Vítor) João Cunha (72’ Luís Ferraz) Persi Mokas Miguel Paulinho Lopes (68’ Zé Manel)

Treinadores Paulo Rafael

mar obrigou mais uma vez Adriano a brilhar entre os postes. No minuto dois, depois da marcação de um pontapé de canto, Paulo Rola, de cabeça, faz o empate. Logo a seguir foi a vez de Feliz pôr em sentido a defesa madeirense. Adivinhava-se a reviravolta no marcador que surgiria aos 53 minutos, com Feliz, num pormenor delicioso, a isolar Gilmar que na cara de Adriano não perdoou. Os forasteiros sentiam necessidade de correr atrás do prejuízo e aos 55 minutos foi o Gilmar quem salvou em cima da linha de golo. O espectáculo era bonito, de um lado os visitantes à procura do empate e do outro lado os visitados a saírem em rápidos contra-ataques em busca do golo da tranquilidade. Mas os madeirenses eram mais perigosos e já no último quarto de hora aos 35 minutos avisaram com

II DI VI SÃO

Sé rie A

R E S U LTA D O S

Andorinha, 3; Tirsense, 2 Oliveirense, 2; Merelinense, 1 Bragança, 2; Fafe, 2 Ribeirão, 2; União, 2

Pontassolense, 0; Camacha, 1 Chaves, 1; Marítimo B, 0 Lousada, 2; M. Cavaleiros, 1 Vizela, 2; Caniçal, 1

PRÓXIMA JORNADA Merelinense - Tirsense Fafe - Oliveirense União - Bragança Camacha - Ribeirão

Marítimo B - Pontassolense Macedo Cavaleiros - Chaves Caniçal - Lousada Vizela - Andorinha

um lance de muito perigo na área do Ribeirão e já perto do apito final do árbitro, numa desatenção do lado direito da defesa do Ribeirão, Alex aproveitou o espaço concedido e rematou para o empate para desespero das hostes ribeirenses que tiveram o pássaro na mão e deixaram-no fugir. É evidente que tem faltado alguma sorte aos comandados de José Lemos. Perderam o jogo em Fafe já nos descontos e neste jogo consentiram o empate quase no término da partida. O resultado até pode ser justo, mas o Ribeirão merecia mais por tudo aquilo que produziu na segunda metade. Este ponto não alivia a pressão do Ribeirão, mas pode servir de rampa de lançamento para a recuperação. O árbitro não teve influência directa no resultado, mas podia e devia ter feito muito melhor. CLASSIFICAÇÃO

1. União 2. Tirsense 3. Chaves 4. Fafe 5. Camacha 6. Vizela 7. Lousada 8. M. Cavaleiros 9. Oliveirense 10. Marítimo B 11. Merelinense 12. Ribeirão 13. Caniçal 14. Andorinha 15. Bragança 16. Pontassolense

J

23 23 23 23 23 23 23 23 23 23 23 23 23 23 23 23

E

D

F

C

P

15 6 13 6 10 10 10 5 9 8 8 9 9 6 8 8 9 5 7 8 8 5 6 10 7 5 6 6 3 5 2 6

V

2 4 3 8 6 6 8 7 9 8 10 7 11 11 15 15

46 32 26 32 28 29 30 25 21 23 23 29 24 25 19 16

16 21 16 27 24 24 28 23 26 21 25 25 31 45 38 38

51 45 40 35 35 33 33 32 32 29 29 28 26 24 14 12

Equipa de Paulo Rafael dá passo de gigante rumo ao objectivo da época

Árbit ro : Luís Ferreira (Braga) Auxiliares: José Silva e Miguel Silva

Vila Cova Jorge Miguel João Duarte Flávio Fifas Nuno Sousa (59’ Nuno Silva) Leal João Cruz Cadete Capela (72’ Meira) Cafú

mesmo assim o empate é um mal menor dado o valor do adversário. Logo no inicio do jogo as duas equipas, e como era previsível, entraram com um futebol aberto e o Ribeirão até foi a primeira equipa a criar perigo em dois lances de bola parada, mas os madeirenses sempre muito bem posicionados no terreno deram o primeiro aviso aos 13 minutos, depois de um cruzamento da direita do seu ataque. Hugo Santos, solto na pequena área e com a baliza escancarada, atirou ao lado. O jogo dividia-se nos dois meios campos, com os madeirenses na espreita do erro alheio. E foi na marcação de um pontapé de canto aos 22 minutos que Emerson se elevou e de cabeça fez o primeiro golo do jogo. A perder, o Ribeirão tentou reagir e aos 27 minutos Ricardo Martins, com um remate forte, obrigou o guarda-redes Adriano a uma boa intervenção. O melhor iria surgir à passagem do minuto 35, com Bruno Magalhães a rematar do meio da rua para uma monumental defesa de Adriano. O União da Madeira sentiu o perigo, voltou a pegar no jogo e já perto do intervalo esteve por duas vezes perto do golo. No segundo período, os donos da casa apareceram transfigurados e foram com tudo à procura do golo. Logo no primeiro minuto, Gil-

No passado fim-de-semana realizou-se a terceira eliminatória da Taça Concelhia de futebol de salão, no escalão sénior, com os seguintes resultados: Castelões 4-2 Carreira; ADERM 0-2 Pedome; ADESPO 4-5 Bairrense; Covense 5-2 Lameiras. Ficaram apuradas para as meias-finais as equipas do Castelões, Pedome, Bairrense e Covense. Na segunda divisão a jornada foi a 18ª e os resultados: ACDS 1º de Maio 3-0 Requionense; Novais 4-1 Flor do Monte; Vermoim 4-2 ADESPO; Gavião 12 Bente; Esmeriz 4-4 Louredo; Ramil 9-1 Colina do Ave. Comanda a ADERM, com 46 pontos. No escalão feminino realizou-se a segunda eliminatória da Taça, com os seguintes resultados: Covense 3-2 Barrimau; Outeirense 3-0 Juv. Académico; ADERM 8-1 São Martinho; Oliveirense 3-4 Pedome. Passaram para as meias-finais as equipas do Covense, Outeirense, ADERM e Pedome. No escalão de juvenis, a jornada foi a 10ª e terminou assim: Cabeçudense 3-3 Louredo; ADERM 3-7 Lameiras; Pedome 53 Outeirense; Landim 8-1 Esmeriz; Barrimau 6-6 Carreira. Comanda as Lameiras, com 24 pontos. Em iniciados os resultados foram: Lameiras 1-10 Cabeçudense; Pedome 5-4 Barrimau; Castelões 11-1 Landim; Outeirense 7-1 ADERM. Comanda o Castelões, com 30 pontos.

Ricardo Martins

Golos: 55’ João Duarte (1-0); 58’ Beck (1-1); 70’ Nuno Silva (2-1). C artõ es Amarelos: 32’ e 61’ Leal; 41’ Flávio; 58’ Nuno Sousa; 61’ João Cruz; 84’ e 89’ João Paulo. C artõ es Vermelho s: 61’ Leal; 89’ João Paulo.

Joel Lima Decisivo. Era esta a premissa para o confronto entre Oliveirense e

Com cheiro a permanência Merelinense no Campo de Ribes, em Oliveira de Santa Maria. Dois adversários directos, com os mesmos objectivos, e que para mais se enfrentavam colados na classificação. Sabendo que os três pontos poderiam ser decisivos para a matemática final. Talvez por isso os jogadores pareceram entrar um pouco tensos e a querer tomar bem o pulso ao jogo. Contudo, no nono minuto a monotonia foi quebrada por um erro infantil da defensiva forasteira que entrega a bola a João Cruz, deixando-o na cara do golo, mas Talaia conseguiu segurar o nulo. O encontro continuava a arrastar-se, com as equipas a terem mais cautela que iniciativa, mas com o passar dos minutos a equipa da casa foi-se desinibindo. Minuto 21, livre cobrado por Cadete, Cafú ganha a toda a

gente na área contrária e obriga Talaia a mais uma estirada espectacular. Apesar de serem da turma famalicense as melhores situações, o desafio continuava na toada do equilíbrio e os homens de Merelim também ia dando um ar da sua graça, principalmente com remates da zona exterior. Para a segunda parte esperava-se mais. Foi a Oliveirense quem tentou pegar mais no jogo, mas sem apertar muito. E bastou. Numa fase em que ninguém estava a fazer nada que o fizesse prever a turma de Paulo Rafael marcou da única forma possível: de bola parada. É Cadete quem cobra um livre, na meia esquerda do ataque, a defensiva dos forasteiros ficou estática a ver passar a bola e sozinho surgiu João Duarte a encostar para golo. Três minutos depois estava

refeita a igualdade. E novamente de bola parada. Bola colocada através de um livre indirecto na área de Vila Cova e depois de muito saltitar acaba nos pés de Beck que sem dificuldades faz o 1-1. E quando a partir daqui se podia esperar muito mais Merelinense, pois tinha do seu lado o ascendente psicológico, até porque apenas cinco minutos depois Leal haveria de ser expulso, o que aconteceu foi o contrário. Demonstração de carácter dos da casa que mesmo com menos um partiram para cima do adversário. E aos 68 minutos, num canto batido por Capela, o 2-1 só não aconteceu porque Cadete falhou o alvo por milímetros. Apenas dois minutos depois, numa incursão flanco direito a baixo, Cadete coloca a bola na entrada da pequena área, onde surge de rompante Nuno Silva a encostar

para o 2-1. Vinte minutos. Era este o tempo que restava aos de Merelim para tentarem extrair algo positivo de um jogo em que pouco se aventuraram para conseguir mais. O que conseguiram foi ver ainda Cafú primeiro e Cadete depois falharam a hipótese do 3-1 que só esbarrou em mais duas fantásticas intervenções do guarda-redes Talaia, para além da expulsão de João Paulo. E assim foi um jogo do qual a Oliveirense saiu justíssima vencedora e com as suas aspirações reforçadas. Para terminar apenas fazer referência ao árbitro Luís Ferreira que fez uma arbitragem a roçar o péssimo, com um critério disciplinar perfeitamente estapafúrdio, com claro prejuízo para os da casa. Ainda assim nada a dizer acerca das expulsões de Leal e de João Paulo. pub


sport: 16 de Março de 2011 27

futebol

Famalicão goleou em casa do último classificado

Derrota na última jornada da primeira fase do campeonato

Está Claro, André resolve

Joane deu brindes muito antes da Páscoa

1-5 Estádio Municipal de Oliveira do Douro Árbitro : Leonardo Marques (Aveiro) Auxiliares: Luís Branco e Ricardo Melo

Oliveira Douro Famalicão Ricardo Dudu Napoleão (61’ Hugo) Rómulo Dani Fernando (75’ Ricardo Pinheiro) Zézé Galeão Zé Coutinho Rabaça Miguelito

Rui forte Luís Miguel Samuel China Talocha Fina Arturinho Nelson (55’ André Claro) (70’ Jorge Miguel) Zézé Tiago Silva Ruizinho (55’ Cícero)

3-0 Campo das Oliveiras Árbitro: Luís Moreira (Porto) Auxiliares: João Marques e André Fernandes

Serzedelo Joane

Treinadores José Augusto

Carlos Alberto

Francisco Heitor

Golos: 22’ Rabaça (1-0); 57’ Zézé (1-1); 61’ Tiago Silva (1-2); 65’ André Claro (1-3); 67’ Arturinho (1-4); 85’ Fina (1-5). C artõ es Amarelos: 30’ Fernando; 32’ Zézé; 37’ Dani; 39’ Napoleão; 80’ Samuel; 80’ China. C artõ es Vermelho s: Não houve.

José Clemente O Famalicão deslocou-se no passado domingo ao terreno do lanterna vermelha, o Oliveira do Douro, em jogo a contar para a última jornada da primeira fase do nacional da 3ª divisão. Goleou por 5-1, mas esta vitória foi fruto de uma segunda parte onde o Famalicão foi sempre superior ao seu adversário e também com a entrada de dois jogadores, Cícero e André Claro, este último que por sinal só esteve em campo 15 minutos e seria ele a revolucionar o ataque dos famalicenses. Esteve na reviravolta do marcador. Os dois primeiros golos saíram dos pés de André Claro e o terceiro foi apontado por ele próprio. De seguida José Augusto tirou o jogador pelo toque que sentiu em disputa de uma bola e é caso para dizer que entrou e resolveu o problema. O Famalicão foi para o descanso a perder por 1-0, fruto de uma primeira parte em que a equipa famalicense nunca se encontrou. Muito mal jogada, não havia entendimento entre os seus jogadores e disso se aproveitaria a equipa da casa para chegar ao golo à passagem do minuto 22 por intermédio de Rabaça. Na segunda parte foi tudo diferente e para melhor. Isto desde que José Augusto aos 55 minutos

Fina marcou e fechou o resultado final

fez duas alterações na equipa, tirando Ruizinho e fazendo entrar Cícero e saindo também Nelson e entrando André Claro. Foi a partir daqui que o Famalicão começou a ser mais perigoso, com uma frente de ataque alargada para quatro jogadores de características atacantes, casos de Tiago Silva, André Alaro, Cícero e Zéze. O Famalicão chegaria logo passado dois minutos das alterações ao golo do empate. Uma excelente abertura de André Claro para Zézé e este a fazer o golo do empate. Aos 61 minutos, mais uma vez André Claro a meter em Tiago Silva e este a fazer o segundo. O mais difícil estava feito, só que mesmo assim o Famalicão continuou a pressionar e André Claro assinou ele próprio o 1-3. Aos 67 minutos foi a vez de acontecer o melhor golo da

III DI VI SÃO

Sé rie B

V

E

D

F

C

P

1. Famalicão

22 14

4

4

35

18

46

2. Amarante

22 13

5

4

30

15

44

3. Joane

22 11

6

5

35

21

39

4. Serzedelo

22 10

6

6

39

35

36

Serzedelo, 3 - Joane, 0

5. Paredes

22 10

4

8

29

25

34

Ol. Douro, 1 - Famalicão, 5

6. Sousense

22 10

4

8

31

28

34

7. Candal

22

8

8

6

32

27

32

8. Rebordosa

22

7

7

8

38

29

28

9. Leça

22

5 11

6

20

18

26

R E S U LTA D O S

Sousense, 2 - Candal, 1 Mondinense, 2 - Paredes, 5 Vila Meã, 0 - Leça, 0

Rebordosa, 1 - Amarante, 2

POULE SUBIDA Famalicão

Serzedelo

Amarante

Sousense

Joane

tarde. Arturinho, de fora da área, rematou e fez um grande golo. A fechar as contas apareceu Fina que não quis ficar em branco e imitou o seu colega Arturinho, ao fazer também um grande golo. A partida valeu no essencial pela segunda parte da formação famalicense que foi demolidora. As alterações efectuadas pelo treinador do Famalicão não têm nada a ver com a má prestação dos jogadores substituídos, mas sim por ter de fazer alguma coisa quando a sua equipa estava em desvantagem. Também aqui uma palavra para o jovem Jorge Miguel que entrou a substituir André Claro e que entrou muito bem no jogo. Há pormenores que deixam marcas e este jovem deixou-as e muito bem, algo que pode baralhar a cabeça do treinador. Quanto ao trabalho do árbitro esteve muito bem.

Paredes

CLASSIFICAÇÃO

J

10. Vila Meã

22

5

5

12

19

36

20

11. Mondinense

22

4

7

11

31

46

19

12. Oliveira Douro

22

0

3

19

14

55

3

Miguel Carlos Martins Bruno Sousa Fábio (83’ Vitinha) Ricardinho (69’ Pedro Fidalgo) Miguel Mota David Carlos Filipe José Pedro André Ká (75’ Xavi) Carvalhinho

Jorge Campos Zé Pedro Bruno Miguel Lemos Sócrates Daniel (69’ Gil) Hugo Matos João Ribeiro Carlos Manuel Álvaro Vítor Hugo (75’ António)

Treinadores Marco Alves

J orge Batista

Golos: 28’ André Ká (1-0); 60’ David (2-0); 73’ David (3-0) Cartões Amarelo s: 23’ Hugo Matos; 43’ Carlos Martins; 44’ Vítor Hugo; 58’ André Ká. Cartões Ve rme lhos: Não houve.

José Carlos Fernandes O Serzedelo voltou a vencer o Joane, desta vez por 3-0. Apesar da equipa caseira ter jogado mais, beneficiou de dois golos que foram oferecidos pelos joanenses. Depois de estar sete jogos consecutivos a pontuar, o Joane acabou por ceder, num jogo em que as equipas já tinham os seus primeiros objectivos cumpridos, a manutenção. O técnico joanense optou por efectuar algumas alterações no onze inicial. Sérgio e Pedro Borges não foram convocados, Gil e Pedro Pinto ficaram no banco, mas foram utilizados no decorrer da segunda parte. Entrou bem no jogo a equipa forasteira e João Ribeiro podia ter aberto o activo logo no primeiro minuto, mas o remate saiu para defesa de Miguel. O Serzedelo respondeu, Jorge Campos saiu mal, sendo esta a única vez que o guarda-redes do Joane falhou. Depois cotou-se como um dos melhores em campo. A meio da primeira parte,

o Serzedelo voltou a criar perigo e Jorge Campos efectuou excelente defesa. Foi o Joane que teve a melhor oportunidade para marcar, o remate de João Ribeiro embateu na barra da baliza contrária. Daqui para a frente foi a equipa da casa que passou a ter o domínio do jogo. Aos 27 minutos, André Ká abriu o activo. Não esteve isenta de culpas a defensiva joanense. Não tirou o pé do acelerador o conjunto de Marco Alves. Um minuto depois David viu Campos negar-lhe o segundo golo. Ao intervalo a vantagem era justa para os anfitriões. No reatamento era esperada uma reacção do Joane, Jorge Batista trocou Álvaro por Pedro Pinto, Daniel passou para lateral direito e tentava dar mais dinâmica ao ataque. Mas voltou a ser o Serzedelo a mandar na partida. O Joane sentia dificuldades para sair para o ataque e Miguel Lemos, num lance infeliz, ofereceu a bola a David que isolado, frente a Campos, fez o segundo golo. Estava com toda a moral a equipa da casa. Aos 23 minutos, Fábio desperdiçou mais uma excelente oportunidade, com o guarda-redes visitante a voltar a brilhar. O terceiro golo surgiu com mais um brinde. Agora foi Hugo que não mediu bem a distância da bola para o guarda-redes, simulou o corte e David, muito rápido, aproveitou e, na cara de Campos atirou para o terceiro golo. O Serzedelo soube aproveitar os erros cometidos pelos joanenses e conseguiu uma vitória justa e dilatada. O Joane até entrou bem, mas foi perdendo fôlego e pelos erros que cometeu, não podia esperar melhor. Mesmo assim, manteve a terceira posição, o Serzedelo manteve o quarto posto e estas duas equipas, juntamente com Famalicão, Amarante, Paredes e Sousense, vão disputar a subida de divisão. Arbitragem com alguns erros, mas sem influência no resultado.

Juniores do Famalicão derrotaram Abambres por 2-0

Carlos Alberto

Triunfo justo mas difícil

Famalicão entrou a vencer na fase da manutenção

O Famalicão recebeu, no passado sábado, o Abambres em jogo da primeira jornada da fase de manutenção do Nacional de Juniores. Os famalicenses venceram por 2-0, mas não se pense que foi fácil. O golo da tranquilidade já apareceu no último minuto dos descontos dados pelo árbitro da partida. A equipa da casa chegou ao primeiro golo ainda na primeira parte, aos 22 minutos, por intermédio de Adriano. A partir daqui, a equipa da casa adormeceu e disso se aproveitaria a equipa do Abambres para causar alguns calafrios ao último reduto dos locais. Os visitantes estiveram mesmo perto de empatar pelo menos por três vezes, só que a

fraca pontaria dos seus atacantes não dava para mais e pode dizer-se que o Famalicão até teve um pouco de sorte em não sofrer qualquer golo na primeira parte. Curiosamente, poderia ter sido a equipa da casa a dilatar ainda mais o resultado, não fosse Adriano ter falhado uma grande penalidade mesmo em cima do intervalo. Na segunda parte o Famalicão foi uma equipa muito mais atrevida, tomou conta do jogo, criou algumas situações de poder dilatar o resultado, só que as bolas ou saíam por cima ou o guarda-redes defendia. E quando todos já esperavam que o resultado não fosse sofrer qualquer alteração e já no último minuto

dos descontos, Gil fazia aquele que seria o segundo golo para a sua equipa. Com esta vitória, o Famalicão segue na 4ª posição, com 18 pontos, a um ponto do líder, o Penafiel. Na próxima jornada, desloca-se ao terreno do Desportivo das Aves. Em jogo no Campo de Treinos do Estádio Municipal de Famalicão, sob arbitragem de Cláudio Silva (V. Castelo), auxiliado Paulo Vieira e Luís Costa, o Famalicão alinhou com: Marco, Bruninho, Carlos, João Carlos, Pinheiro, Adriano, Fredy, Afonso, Álvaro, Cláudio e Hélder. Jogaram ainda, Alex, Luís e Gil. J.C.


28

sport: 16 de Março de 2011

distritais

Pica 0-0 GD Lagense O GD Lagense visitou a formação do Pica, em Fafe, na 21ª jornada e empatou a zero, em mais um jogo do campeonato distrital da 1ª divisão, série B. Num jogo que se adivinhava muito difícil para a equipa de Calendário, a formação comandada pelos técnicos Mesquita e Rui Faria apresentou-se em Pica com um sentido de responsabilidade e determinação muito elevados o que fez com que conseguisse um ponto muito importante. Num jogo sem muitas oportunidades de golo onde se jogou a maior parte do tempo no meio campo, o Lagense conseguiu sempre travar o bom futebol de ataque da equipa da casa. Na 1ª parte apenas a destacar dois lances: um quando Morais remata à entrada da área e o guardaredes da casa faz uma boa defesa e outro onde Hélder faz também uma boa defesa a um remate de um jo-

Arões 2-1 Ninense Os seniores do Ninense perderam, no fim-desemana, frente ao Arões, de Fafe, por duas bolas a uma, num jogo inglório onde a equipa famalicense precisava pontuar para continuar a luta na fuga da despromoção. Numa exibição conseguida, especialmente na segunda parte onde os comandados de João Salgueiro encostaram os da casa às cordas, a equipa de Nine merecia trazer pelo menos um ponto na bagagem. O jogo começou sem grandes jogadas de perigo, mas aos 14 minutos, em lance dividido, a bola bate na mão do ninense Borralho e o Arões chega ao golo através da grande penalidade, de resto logo assinalada pelo árbitro. O Ninense ainda esboçou reacção e Francês teve nos pés o lance da igualdade, bem defendido, contudo, por Paulo Jorge. Pouco depois, os da casa teriam novo lance de felicidade no jogo, com César a corresponder de cabeça a um cruzamento da direita e a bater João pela segunda vez, quando se justificava mais o empate que o dilatar do resultado. Salgueiro fez três alterações no onze inicial, com Nelsinho a recuar para lateral direito e Francês a jogar a extremo, mas a surpresa seria mesmo a entrada de Luís Tiago, que foi um dos mais inconformados da tarde. A segunda parte trouxe um Ninense mais ambicioso, com duas bolas nos ferros por intermédio de Luís Tiago e Borralho, e com o Ninense a chegar ao

gador do Pica, já dentro da área. Na 2ª parte o Pica atacou ainda mais, mas a eficiente defesa e meio campo do Lagense enervava os seus jogadores, o que fez com que eles, à medida que os minutos passavam, fizessem um futebol directo, metendo a bola na área de qualquer maneira, o que facilitava o trabalho da equipa famalicense. A melhor oportunidade de golo na 2ª parte acabou por ser do Lagense, quando Tiago, aos 55’ de jogo, isolado, não teve arte nem engenho para fazer o golo, permitindo a defesa do guarda-redes da casa. A equipa de arbitragem esteve sempre muita segura e controlou muito bem o jogo. Saiu deste jogo com nota 15. O Lagense alinhou com: Hélder, Diogo, Vítor Hugo, Rui Faria e Daniel, Dani, Maia, Sérgio (Vitinha 80’), Mansilhas, Tiago (Vítor II 65’) e Morais (Vítor I 97’). Rui Faria

Este FC 0-1 Ruivanense

Só a vitória interessa ao Ninense no próximo jogo

tento de honra por Borralho, já perto do final, através de grande penalidade cometida sobre Luís Tiago. Batista, já nos descontos, quase dava contornos de justiça ao resultado, mas o cabeceamento saiu por cima da barra. No próximo domingo, o Ninense recebe o Forjães, e apenas uma vitória serve para alimentar o sonho da permanência na Divisão de Honra. Pelo Ninense alinharam: João; Nelson, Nuno, Leal (David 78’), Luís, Mário, Cesário, Francês (Bruninho 60’), Borralho, Hélder e Torres (Batista 64’). Alberto Barbosa

Santa Eulália 1-0 Louro O jogo foi dominado na primeira parte pelos homens da casa e, aos 10 minutos, Marco atrasa para Sérgio que bate mal contra Nélson e este não faz o golo por muito pouco. Sérgio emendou o erro juntamente com a sua defensiva e afastou o perigo. Novo lance de perigo somente aos 20 minutos e desta vez para o Louro. Vilela cruza da linha de fundo e Salto impede que a bola chegue a Álvaro, que se preparava para empurrar para a baliza. Na passagem da meia hora na cobrança de um pontapé de canto Basílio sobe mais alto que toda a

Momento do auto-golo do Este

beça, leva a bola mesmo por cima da trave. Cunha, logo 5’ depois, também de livre, leva perigo à baliza do Este. No minuto 79, a equipa da casa poderia ter aberto o marcador, não fosse uma descoordenação por parte dos seus atletas. Já no tempo de compensação, aos 94’, Cunha novamente a marcar um livre, onde o guarda-redes defende, mas na recarga, no meio de alguma confusão na área, um atleta do Este faz o auto-golo, fechando assim a partida. A equipa de arbitragem esteve ausente. O RAC alinhou com: Berto, Ricardo (amarelo 54’), Tuka, Rui, Macedo (Hugo 84’), Stéphane, Hélder, Carriço (amarelo 64’, Cunha 68’), Peixoto (amarelo 91’), Vítor Hugo (Bezerra 61’, amarelo 88’), Márcio.

Tiago Gomes

CLASSIFICAÇÃO

J

V

1. Vilaverdense 21 13 2. Marinhas 21 12 3. Martim 21 10 4. Santa Eulália 21 9 5. Prado 21 9 6. Porto d'Ave 21 9 7. Ronfe 21 7 8. Arões 21 7 9. Celoricense 21 9 10. Torcatense 21 7 11. Terras Bouro 21 7 12. Forjães 21 6 13. Louro 21 5 14. Polvoreira 21 5 15. Ninense 21 3 16. Pevidém 21 5 Torcatense - Vilaverdense Ninense - Forjães Pevidém -Arões Polvoreira - Ronfe

E

D

F

C

P

6 2 34 15 45 6 3 27 14 42 4 7 25 20 34 6 6 24 25 33 5 7 25 22 32 4 8 24 24 31 8 6 29 21 29 8 6 30 25 29 2 10 28 33 29 7 7 24 21 28 6 8 21 18 27 6 9 19 27 24 6 10 29 38 21 4 12 18 28 19 9 9 16 26 18 3 13 22 38 18 Martim - Porto d'Ave Terras Bouro - Prado Louro - Celoricense Santa Eulália - Marinhas

AFB I DIVISÃO

Este,0;Ruivanense,1 Cabeceirense,0;S.Cosme,2 Fermilense,2;Tabuadelo,2 ArcoBaulhe,1;Brito,2

CLASSIFICAÇÃO

J

1. Travassos 21 2. Pica 21 3. Ruivanense 21 4. Antime 21 5. S. Cosme 21 6. Silvares 21 7. Brito 21 8. Lagense 21 9. Guilhofrei 21 10. Fermilense 21 11. Este 21 12. Campelos 21 13. Arco Baulhe 21 14. Cabeceirense 21 15. Tabuadelo 21 16. Bairro 21 S.Cosme-Ruivanense Tabuadelo-Cabeceirense Brito-Fermilense Lagense-ArcoBaulhe

V

16 13 13 13 12 8 9 6 7 6 5 5 5 5 4 2

Série B

E

D

F

António Monteiro

AFB II DIVISÃO

Pica,0;Lagense,0 Guilhofrei,2;Antime,3 Campelos,1;Travassos,2 Silvares,2;Bairro,1

R E S U L TA D O S

Série 1

Porto d'Ave, 1; Polvoreira, 0 Prado, 0; Martim, 0 Celoricense, 1; T. Bouro, 0 Santa Eulália, 1; Louro, 0

R E S U L TA D O S

Marinhas, 0; Vilaverdense, 2 Forjães, 0; Torcatense, 0 Arões, 2; Ninense, 1 Ronfe, 3; Pevidém, 0

jogadores chegando ao coração da área, onde Marquinho apareceu a dominar de peito, a colar a bola ao pé, a rematar à meia volta e a bater o guarda-redes. Assistiu-se a uma ténue tentativa por parte do Antas de procurar o empate, mas nem assim conseguiu causar perigo junto à área do Delães. Foi, talvez, a tarde com menos trabalho para o guarda-redes do Delães. No final do encontro, toda a equipa dedicou a vitória a Pedro Silva, director do clube falecido a semana passada O CRP Delães fez alinhar: Ivo, Sérgio, Chico, Alves, Vitinha, Luciano (Jácome 81’), Ricardo (Sobral 81’), Vale, Carlinhos, Marquinho, Ricardinho (Luís 66’).

C

P

3 2 35 12 6 2 35 11 6 2 36 13 3 5 31 16 2 7 31 25 8 5 28 28 4 8 27 28 7 8 16 22 3 11 26 31 5 10 24 30 7 9 24 31 5 11 27 29 5 11 19 34 3 13 21 41 5 12 18 28 6 13 16 35 Antime-Pica Travassos-Guilhofrei Bairro-Campelos Silvares-Este

51 45 45 42 38 32 31 25 24 23 22 20 20 18 17 12

Série A

Granja, 1; Ucha, 1 Delães, 1; Antas, 0 Necessidades, 1; MARCA, 4 Gondifelos, 0; Arnoso, 0 Arentim, 3; J. Mouquim, 1 Sequeirense-FOLGA Cabreiros, 3; Operário, 1

CLASSIFICAÇÃO

J

V

1. Cabreiros 20 12 2. Antas 19 12 3. Sequeirense 19 12 4. Delães 20 9 5. Arentim 19 8 6. Operário 19 8 7. Gondifelos 20 6 8. MARCA 20 5 9. J. Mouquim 19 5 10. Granja 19 6 11. Ucha 20 5 12. Arnoso 19 5 13. Necessidades 19 0 Ucha - Sequeirense MARCA - Granja J. Mouquim - Necessidades Operário - Arentim PRÓXIMA

No passado sábado, a equipa de S. Cláudio deslocou-se a Braga para defrontar o Sete Fontes na 9ª jornada da Taça Fundação Inatel. Numa noite fria e chuvosa, em que os adeptos da equipa visitante, em maior número, não deixaram faltar o apoio à sua equipa. O S. Cláudio fez por merecer tal apoio, jogando com total garra e concentração. Apesar de pouco habituada a jogar em relvado sintético, a equipa de Antas dominou praticamente todo o jogo, criando inúmeras oportunidades de golo. Numa noite inspirada apenas faltaram os golos. Zeca ainda introduziu uma bola na baliza adversária, mas o árbitro assinalou fora de jogo para desespero da equipa visitante. O S. Cláudio alinhou com: Abel, João, Ginho, Couto, Salgado, Peneda, Zeca (Ferreira), Mário, Rogério (Armando), Luca (Simão) e Rafael (Luís). No próximo sábado, pelas 15 horas, o S. Cláudio recebe o Marrancos no seu parque desportivo. Vera Alves

AFB DIVISÃO HONRA

PRÓXIMA

7 Fontes 0-0 S. Cláudio

Em jogo da 20ª jornada da 2ª divisão distrital, o CRP Delães venceu o Antas por 1-0. Previa-se uma boa partida de futebol, devido ao facto do Antas liderar a classificação, mas na verdade assistiu-se a um domínio avassalador do Delães e a um anti-jogo por parte do Antas, mandando a bola para longe da baliza e para fora do terreno de jogo. Visivelmente, o Antas deslocou-se a Delães com a única ideia de empatar. Apesar de dominar toda a primeira parte, o Delães não conseguiu materializar todo o seu domínio. O empate ao intervalo era bastante injusto face às oportunidades criadas. No regresso ao jogo, e apostando no mesmo esquema táctico, o Delães continuou a dominar e a criar ocasiões de golo. Até que, aos 66 minutos, numa boa jogada pela esquerda e com a bola a passar por vários

R E S U L TA D O S

RAC

oportunidade na marcação de um livre à entrada da área, mas atira sobre o travessão. “Uma primeira parte muito má. Não tem sido esta a nossa imagem dos últimos jogos, também temos muitos lesionados o que nos condiciona, mas acima de tudo fomos ineficazes”, declarou o treinador do Louro, Emanuel Simões. O Louro alinhou com: Sérgio, Marco (Nuno 45’), Gijo, Morgado, Miguel Ângelo (c), André (Moura 80’), Chica (Tico 45’), Vilela, Eduardo, Álvaro, Quim.

CRP Delães 1-0 Antas

PRÓXIMA

O Ruivanense Atlético Club (RAC) deslocou-se, no passado sábado, até ao campo de Pedralva para defrontar o Este FC, numa tarde chuvosa e cinzenta. A equipa famalicense foi a primeira a provocar perigo, no entanto a formação da casa também criou as suas oportunidades. Os atletas do RAC desperdiçaram algumas oportunidades, nomeadamente um pénalti que Vítor Hugo foi chamado a converter, mas sem resultado positivo. Na primeira parte, nada a salientar, havendo contra-ataques mútuos, mas sem a finalização desejada. As equipas saem para o intervalo com igualdade nula. Nos primeiros 20’ do segundo tempo, as duas equipas estiveram equilibradas, não mostrando situações de grande perigo em ambas as balizas. Aos 67’, Carriço marca um livre e Márcio, de ca-

gente e de cabeça faz o golo para o Santa Eulália. Com o intervalo, o Louro é obrigado a mexer, saindo Marco, por lesão, e Chica; entram Nuno e Tico para dar mais força ao meio campo. A partida ficou mais equilibrada, mas foi a equipa da casa a criar perigo logo aos 49 minutos: Zézé remata para boa defesa de Sérgio. O Louro respondeu e André vai também à linha de fundo, cruza e Gijo remata por cima. Sérgio ainda evita o segundo aos 87 com uma boa defesa com os pés. Sobre o minuto 90, Gijo tem a última

E

D

F

C

5 3 48 21 5 2 33 15 4 3 40 17 8 3 36 25 5 6 38 30 4 7 27 20 6 8 35 36 6 9 28 30 6 8 24 33 3 10 22 43 5 10 27 39 4 10 25 33 5 14 18 59 Antas - Cabreiros Arnoso - Delães Gondifelos - FOLGA

P

41 41 40 35 29 28 24 21 21 21 20 19 5


sport: 16 de Março de 2011 29

modalidades

Gala de “O Minhoto” a 28 de Março treinadores e árbitros que mais se destacaram na prática das suas modalidades na região Minho. Assumindo-se como a grande festa do desporto minhoto, este evento premiou já nas edições anteriores mais de quatro centenas de envolvidos no edifício desportivo da região. O júri desta iniciativa é constituído por mais de 80 órgãos de comunicação social (imprensa, rádio, televisão e digitais), 15 de âmbito nacional e os restantes abrangendo a totalidade dos municípios da região Minho. Juntam-se, ainda, mais de 20 entidades ligadas ao desporto. São os membros do júri que escolhem os nomeados finais das 28 categorias a premiar.

Escola Famalicão BTT no Troféu Internacional de XCO A Escola Famalicão BTT participou no Troféu Internacional de XCO (Cross-Country) em Vale de Rans – Penafiel, que decorreu no passado domingo. Uma prova integrada na Classe 2 e pontuável para a UCI (União Ciclista Internacional), e de preparação para os Jogos Olímpicos 2012. A Escola Famalicão BTT levou 9 atletas e arrecadou 2 pódios, entre os quais se destaca Joana Monteiro, que realizou o 3ºlugar em Juniores Femininos; Benjamim Silva foi 3º em Veteranos C; e Filipe Brito ficou em 5º lugar em Veteranos A. Entretanto, no sábado, a Escola Famalicão BTT realizou a 1ª Acção de Formação e Passeio para as Betetistas Femininas, com uma palestra inicial, seguida de um exercício num pe-

Carlos Alberto

Paredes de Coura é o concelho anfitrião da XIV Gala de Entrega dos Troféus Desportivos “O Minhoto”, agendado para o próximo dia 28 de Março. Entre os finalistas há 10 famalicenses: Jorge Santa Cruz (atletismo); João Ruivo (automobilismo); Ukra (futebol profissional); Ana Azevedo (futsal); Luís Vaz (natação); Ana Mesquita (voleibol); António Moreira (motociclismo); Cosme Machado (árbitro); Joaquim Sampaio (consagração); Didáxis S. Cosme (desporto escolar). Os Troféus Desportivos “O Minhoto” têm como objectivo reconhecer e premiar publicamente o mérito de atletas, clubes, dirigentes desportivos,

Joane 2-5 Juv. Académico

A 17ª jornada do Campeonato Distrital de Benjamins determinou uma deslocação do Juventude Académico a Joane, com a formação visitante a vencer por 52. Jogo inicialmente morno com a equipa de Calendário sempre mais forte. Na 2ª parte os atletas de Joane subiram no terreno, mas a frente de ataque do Académico não perdoou. Em alta esteve Fábio José, do Académico. O direcção do clube calendarense dá

nota negativa o árbitro do encontro, por este ter tomado “decisões erradas de forma sistemática e com atitudes provocatórias que nada dignificam o desporto”. Com esta vitória, e beneficiando da goleada imposta pelo Bairro ao Guimarães, o Académico posiciona-se na frente do campeonato, quando faltam poucas jornadas para o final. No próximo sábado o Bairro desloca-se ao Académico.

Taça Fundação Inatel As mulheres que participaram na acção de formação

queno circuito com obstáculos, onde as senhoras puderam por à prova algumas habilidades e testar as suas capacidades e dominar algumas técnicas de destreza física.

Referência ainda para o 1º Passeio BTT Juvenil, organizado pela Escola Famalicão BTT no passado dia 5 de Março, e que juntou cerca de 15 miúdos entre os 6 e os 14 anos.

EF Sportfut treina no estádio do Braga No passado dia 12 de Março, a EF Sportfut deslocou-se mais uma vez ao Estádio 1º de Maio, em Braga, para realizar mais um encontro amigável com o SC Braga, desta feita com todos os escalões, à excepção dos minis. Este tipo de encontros tem como principal objectivo proporcionar aos atletas um dia único, bem como permitir aos responsáveis pela formação bracarense a observação do trabalho desenvolvido na EF Sportfut. O responsável pela formação do SC Braga mostrou-se receptivo a um encontro, em casa da EF Sportfut em Brufe, desta feita de futsal. Em relação à Liga de Futsal Famalicão, foi cumprida a 6ª jornada de infantis, onde a EF Sportfut acabou por perder o jogo com um auto-golo. Desta forma, a EF Sportfut continua no 3º posto.

Juventude de Joane vence Barrimau Disputou-se, no domingo, a 6º Jornada da Liga Futsal Famalicão, no Escalão de Infantis, e a Associação Juventude de Joane (AJJ) defrontou o Barrimau FC e venceu por 4-2, aumentando a distância sobre o terceiro classificado para seis pontos e mantendo em três sobre o primeiro classificado. No sábado, a AJJ deslocou-se ao terreno da GD Fundação Jorge Antunes, a Vizela, com o escalão de Escolas para a realização em conjunto de um jogo/treino. No próximo fim-de-semana volta à competição- depois de quase dois meses sem competir na LFF, o escalão de Escolas frente à formação do Recreio Desportivo.

Realizou-se, no passado fim-de-semana, a 9ª jornada da Taça Fundação Inatel, com os seguintes resultados: Marrancos 2-1 Lírios do Gerês; Sete Fontes 0-0 S. Cláudio; Mikaelense 2-0 SC Meães; Juventude Académico 2-0 Aboim da Nóbrega. O Mikaelense continua a comandar a prova, com 22 pontos. Quanto às equipas famalicenses, o Juventude Académico segue em segundo lugar, com 18 pontos; o S. Cláudio vai em 5º, com 10 pontos; e o SC Meães em 6ª, com 8 pontos.

6ª jornada da Liga de Futsal A 6ª jornada do escalão de infantis da Liga de Futsal de Famalicão, realizada no passado domingo, terminou com os seguintes resultados: Barrimau FC 2-4 AJ Joane; GR Covense 4-2 Artes Movimento; EF Sportfut 0-1 FC Vermoim. Em pré-escolas, o FC Vermoim perdeu com o Barrimau FC por 5-2.

No próximo domingo disputase a 7ª jornada no escalão de escolas e estão previstos os jogos, marcados para o Pavilhão Municipal de Vermoim: AJ Joane- EF Recreio Sportfut (14h30); GR Covense-FC Vermoim (15h30); EF Sportfut-Artes Movimento (16h30); EF Sportfut B-GRVS Martinho (17h30).

Jovem cavaleiro famalicense representa Portugal João Pedro Gomes, jovem cavaleiro famalicense, garantiu os mínimos para representar Portugal no Campeonato Europeu de Saltos de Obstáculos deste ano. Foi no Concurso Internacional Atlantic Tour, que decorreu na Comporta, no fim-desemana de 5 e 6 de Março. De salientar o facto de ser o seu primeiro ano na categoria de Juniores e de ter sido o único cavaleiro a efectuar o percurso do Grande Prémio sem qualquer penalização.


30

sport: 16 de Março de 2011

modalidades

Seniores do FAC somam novo triunfo A subida à 2ª divisão nacional está muito próxima para a equipa de hóquei do FAC. Em Gueifães, o Famalicense arrancou mais uma grande vitória frente à Nortecoope, em jogo em atraso da 17ª jornada do campeonato. Era um encontro que se antevia muito complicado e que começou muito mal com os locais a marcarem o golo inaugural da partida aos 36 segundos, na marcação de um penálti. Mas logo de seguida se percebeu que a equipa famalicense estava determinada à conquista dos três pontos. Marinho, à passagem do 12º minuto, empatou num rápido contra ataque e aos 18 minutos Rafael completou a reviravolta. Ao intervalo, o resultado ajustava-se e a Nortecoope a exibir-se a um nível muito

superior ao que nos transmite a tabela classificativa. No início do segundo tempo, o FAC falhou algumas boas ocasiões para fechar a partida e foram os maiatos a empatar quando decorria o oitavo minuto. O FAC foi para cima do adversário à procura da vitória e a entrada de Pedro Lei foi decisiva. Marcou o terceiro golo aos 18 minutos e fez uma brilhante assistência para André Barbosa aos 21 que decretou o vencedor final. Pelo FAC alinharam: Ricardo, Marinho, André, Morais, Hugo, Jonathan, Rafael e Lei. Com este triunfo, o FAC tem mais cinco pontos que o Paço Rei e mais nove que o Sobreira quando faltam cinco jornadas para o final do campeonato. O próximo jogo é no Pavilhão Municipal, sábado às 19 horas, contra o Fânzeres.

Juvenis do FAC somaram os três pontos A formação de juvenis do FAC deslocou-se a casa da AD Penafiel para disputar a terceira jornada do Torneio Regional Norte. Somou mais uma vitória e é já o líder isolado da série A desta prova. Foi um bom jogo, com ambos os conjuntos à procura do golo logo no início da partida. O FAC adiantou-se, mas o Penafiel não desistiu e virou o marcador par 2-1. Ainda antes do intervalo, o FAC já vencia por 2-4. A segunda parte continuou na mesma toada. O FAC terminou com 4-7, uma diferença justa para o jogo desenvolvido por ambas as equipas. Os marcadores dos golos foram: Tiago (4), Bruno Costa, Paulo e Camilo. A quarta jornada joga-se no dia 19 de Março, às 15h15, no Pavilhão Municipal de Famalicão. O FAC recebe a Juventude Pacense.

Riba d’Ave já está nos quartos de final O Riba d’Ave Hóquei Clube (RAHC) recebeu no passado sábado o Juventude de Ourique e venceu por 65, numa partida referente aos oitavos de final da Taça de Portugal. Com esta vitória, a formação do Riba d’Ave segue em frente e já está nos quartos de final da competição. No jogo frente ao Juventude de Ourique e pelo resultado assistiuse a uma partida onde o equilíbrio foi a nota dominante deste jogo. O RAHC esteve a perder 0-1, empatou,

mas o Ourique voltou para a frente do marcador. O Riba d’Ave voltou a empatar e ainda conseguiu chegar à vantagem a dois golos, colocando o resultado em 4-2. Reagiu a formação de Ourique para a margem mínima, os ribadavenses voltaram a marcar e depois foi surpreendido pelo seu adversário que chegaria ao empate a cinco golos e Tó Cruz marcaria o sexto e último golo da sua equipa e com isto a vitória no jogo.

EBI de Pedome organiza torneio de xadrez A equipa de xadrez da EBI de Pedome organizou o 3º Torneio de Xadrez da Série B do Desporto Escolar. Desta série fazem parte as escolas: EBI de Arnoso Santa Maria, EB 2,3 de Tadim, Instituto Infante D. Henrique, EB 2, 3 de Cabreiros e EBI de Pedome. O torneio decorreu na EBI de Pedome e contou com a participação de 68 alunos, 18 dos quais pertencentes ao agrupamento de Pedome. A escola diz, em nota à imprensa, que os seus atletas tiveram “um comportamento meritório, sendo que oito se posicionaram nos 25 primeiros lugares, estando por isso em boa posição para atingirem a final pois esta série apurará os 25 melhores atletas para a final”. E acrescenta que merecem particular destaque as classificações obtidas por: Bruno Marcelo e Ricardo Vaz, do 7.º B, respectivamente 8º e 9º classificados, com 5 pontos em 7 possíveis.

Doroteia Peixoto vitoriosa em Vila Flor A atleta do Núcleo de Atletismo de Joane (NAJ), Doroteia Peixoto, foi a grande vencedora da Milha de Vila Flor, no distrito de Bragança, que decorreu no passado fim-desemana. A prova de atletismo foi organizada pela Câmara local e na competição feminina a atleta joa-

nense não deu qualquer hipótese à concorrência. Numa competição propícia para os atletas mais vocacionados para as distâncias mais curtas, Doroteia Peixoto mostrou a sua superioridade e o bom momento de forma que atravessa, vencendo esta milha de forma clara.

No campeonato zonal de infantis em Viseu

Famalicão com recordes nacionais de estafetas No passado fim-de-semana realizaram-se os campeonatos zonais de infantis, em Viseu. Esta prova contou com a presença de 300 nadadores da região Norte e Centro do país, num total de 45 clubes. O Grupo Desportivo Natação de Famalicão (GDNF) esteve presente com 20 nadadores: Ana Costa, Catarina Jardim, Bárbara Gonçalves, Graça Araújo, Carla Alves, Francisca Rego, Francisca Maia, Maria Machado, Rita Pereira, Inês Oliveira, Ana Martins, Tiago Silva, Tiago Costa, Nélson Oliveira, Flávio Silva, João Ferreira, João Silva, Xavier Ferreira, Tomas Maia e Pedro Ferreira. O Grupo Desportivo foi campeão zonal por clubes, obtendo 29 pódios, 11 medalhas de ouro, 12 de prata e 6 de bronze. O destaque desta prova vai para as estafetas compostas por Carla Alves, Ana Costa, Bárbara Gonçalves e Catarina Jardim, que estabeleceram novos máximos nacionais nas três distâncias regulamentares. Destaque ainda para as estafetas femininas infantis B do GDNF compostas por Maria Machado, Rita Pereira, Inês Oliveira e Ana Martins que surpreendentemente ganharam todas as distân-

As nadadoras famalicenses fizeram um bom trabalho

cias regulamentares. Destaque ainda para as estafetas masculinas Infantis A do GDNVNF compostas por Tiago Silva, Tiago Costa, Flávio Silva e Nélson Oliveira que também surpreendentemente (dado que eram o último tempo de inscrição) foram medalha de bronze aos 4x100m Livres. Em termos individuais há que destacar que a melhor performance do torneio foi alcançada pela nadadora Ana Costa, nos 800m Livres. Já Catarina Jardim obteve cinco pódios, os mesmos que

Tomás Maia. Referência ainda para as prestações de Graça Araújo (três pódios), Rita Pereira (quatro pódios), Maria Machado (quatro pódios), Inês Oliveira (três pódios), Ana Martins (três pódios), Xavier Ferreira (dois pódios), João Silva (dois pódios), João Ferreira (dois pódios), Tiago Costa foi medalha de bronze nos 4x100m Livres, Tiago Silva foi medalha de bronze nos 4x100m Livres, Nélson Oliveira foi medalha de bronze nos 4x100m Livres e Flávio Silva foi medalha de bronze nos 4x100m Livres.

Resultados das camadas jovens No passado fim-de-semana tiveram lugar os jogos das camadas jovens do GD Joane, registando-se os seguintes resultados: Delães 4-2 Joane (juniores); Joane 2-2 Gondizalves (juvenis); Cavalões 2-1 Joane (iniciados); Ribeirão 2-2 Joane (infantis, série F); Joane 5-2 Os Sandinenses (infantis, série I); Joane 2-5 Juv. Académico (escolas, série G). Já as camadas jovens do FC Famalicão alcançaram os seguintes resultados: FC Famalicão 2-0 Abambres (juniores); Ribeirão 0-0 FC Famalicão (juvenis A); FC Famalicão 1-0 SC Braga (infantis A); FC Famalicão 6-4 Taipas (infantis B); Ruivanense 5-2 FC Famalicão (benjamins A); Ribeirão 9-1 FC Famalicão (benjamins B).

Silvina Guimarães vence torneio de badminton A quinta jornada do circuito nacional sénior de badminton, que se disputou em Almada, teve a presença de nove atletas do Famalicense AC: João Graça; Rui Gomes; Silvina Guimarães; Rui Almeida; João Costa; Diogo Pereira; Joana Oliveira; Rui Carvalho e João Oliveira. Na categoria B, a segunda de maior importância, esteve em evidência Silvina Guimarães,

que fez par senhoras com Alice Silva (Clube Albergaria) e venceu a prova. João Graça também esteve perto da glória, atingindo a final em singulares e a meia final em par homem com Rui Gomes. Na categoria C, Joana Oliveira atingiu as meias-finais em singulares. A sexta e última jornada deste circuito disputa-se em Coimbra, a 16 e 17 de Abril.

Carlos Veloso afastado da Taça de Portugal de Bilhar Começou a disputa dos 1/64 Final da taça de Portugal. São quatro os atletas do Famalicense AC que atingiram esta fase da competição e a estreia pertenceu a Carlos Veloso, o único a jogar em casa. Frente a Vítor Fernandes (Leça FC), atleta credenciado da primeira divisão nacional, as previsões não eram favoráveis ao fa-

malicense. Começou muito bem o leceiro, vencendo o primeiro set por 15-11. Mas Veloso entrou muito bem no segundo set e dominou-o, vencendo por claros 158. Estava feito o empate e a surpresa podia acontecer. A aproveitar o desnorte adversário, Veloso manteve uma vantagem confortável no derradeiro set, estando a vencer por 11-7.

Nesta altura, o leceiro reagiu e conseguiu ainda a tempo, virar o resultado e terminar com 15-11, que lhe permite a passagem à eliminatória seguinte. Os outros três representantes do FAC na competição jogam durante a próxima semana. Dia 16 jogam Artur Figueiredo e Adolfo Pereira e dia 17, Jorge Bastos, todos em Leça.

Seis qualificados para a 2ª fase da 3ª divisão de Bilhar Terminou o pré apuramento do 3º Open da 3ª divisão. Dos cinco atletas do famalicense envolvidos, dois conseguiram a qualificação, Frederico Figueiredo e Jorge Gonçalves, que se juntam a: Jorge Lopes, Amândio Marinho, Paulo Oliveira e Vasco Moreira, já

apurados em virtude do seu ranking mais elevado. A próxima fase decorrerá no salão da Academia do FAC. Começa a 28 de Março e termina a 16 de Abril, com grandes espectáculos em perspectiva.


sport: 16 de Março de 2011 31

modalidades

Xadrez: NXVSC-Didáxis surpreende com 2º lugar por equipas O atleta Luís Silva, do NXVSC-Didáxis, classificou-se em segundo lugar no I Torneio de Xadrez “Axis Ponte de Lima” sub-2200, que decorreu no fimde-semana de 5 e 6 de Março. Esta prova inseriu-se numa filosofia de xadrez/turismo e contou com 71 participantes provenientes de clubes portugueses e espanhóis. O excelente nível competitivo fez-se notar, pois a liderança foi repartida por 6 atletas, nos quais estava incluído o atleta do NXVSC-Didáxis, Luís Silva que se classificou em 2º lugar mercê dos critérios de desempate. O grande vencedor foi o experiente atleta, dos Galitos de Aveiro, Gustavo Pires. A nível individual destaque para os prémios conquistados pelos atletas do NXVSC-Didáxis: 1º Sub-20-Luís Romano; 1º Sub14-Ivo Dias; 1º Sub-08-Alice Machado Oliveira; 2º Sub-08-Elisa Machado Oliveira; e 3º Sub-12Rui Barreira.

Equipa que participou no I Torneio de Xadrez “Axis Ponte de Lima”

Colectivamente, o NXVSC-Didáxis conseguiu assegurar o 2º lugar, atrás da equipa vimaranense GDR Amigos de Urgeses. O pódio foi completo com o clube penichense AX Mamede Diogo. Este evento caracterizou-se

como um mini-estágio de xadrez para os alunos participantes do NXVSC-Didáxis, já que teve como finalidade prepará-los para o Campeonato Nacional de Jovens, que vai decorrer de 10 a 14 de Abril, em Torres Vedras.

CRF bem posicionado para a subida O CRF (Clube Rugby de Famalicão) venceu, no domingo, por 12-7 a equipa da Agrária de Coimbra (que ainda não tinha nenhuma derrota no Campeonato Nacional), no terceiro jogo da fase de apurados para a subida de divisão. Na primeira jornada tinha perdido contra o Caldas e venceu na segunda jornada contra a formação de Guimarães. O CRF entrou em jogo de uma forma aguerrida, mas quem marcou primeiro foi a equipa da Agrária de Coimbra, ficando assim a ganhar 0-7. Apesar disso, os famalicenses não baixaram os braços e partiram para a recuperação. Ainda na primeira parte, o CRF, por meio de duas penalidades, reduziu o marcador para 6-7. Na segunda parte do encontro, os famalicenses mostraram o porquê de serem uma das equipas de Rugby mais respeitadas da zona norte com uma excelente performance defensiva e mostrando o ta-

lento atacante dos mesmos. A excelente exibição famalicense trouxe frutos, por meio de uma penalidade, passou para a frente do marcador ficando assim a ganhar por 9-7. O CRF não ficou por aí e continuou com a sua onda atacante aumentando assim o resultado para 12-7 por meio de um drop a 15 metros dos postes. Com esta vitória, o CRF vê-se, assim, numa boa posição pela luta da subida de divisão derrotando uma das equipas teoricamente “favoritas” para a subida. Pelo CRF alinharam: Peniche, César, Costa, Alexandre, Carlos, Mica, Sousa, Chiquinho, Ed, Miguel Maia, Barquero, André, Bruno, Libório e Paulinho, ainda jogaram Piçarra, Laranja, Miguel Viana, Simão, Óscar, Domingos e Renato. Na próxima jornada, no fim-de-semana que vem, o CRF vai receber a equipa do Caldas.

Barrimau vence em pré-escolas A AD Barrimau Futebol Clube disputou, no passado domingo, a 6ª Jornada da Liga de Futsal de Famalicão, com um jogo em atraso referente ao escalão de Pré-Escolas, tendo ven-

cido o FC Vermoim por 5 a 2. Já no escalão de Infantis saímos derrotados por 4 a 2, com a AJ Joane. Em nota à imprensa, o departamento de escolinhas do Barrimau

FC agradece a todos os atletas “pelo esforço, sacrifício e dedicação demonstrado até ao momento, principalmente neste escalão de Infantis”.

ARPO no 16º Grande Prémio de Atletismo de S. José A secção de atletismo da Associação Recreativa Pousadense (ARPO) deslocou-se no passado domingo até à Póvoa de Lanhoso para participar na 16ª edição do Grande Prémio de Atletismo de S. José. Nesta prova, os atletas da ARPO obtiveram as seguintes classificações: em veteranos, Joaquim Costa ficou em 18º lugar, Raúl Carvalho no 29º, Álvaro Sousa no 30º, Manuel Ribeiro no 31º, Carlos Ferreira no 34º, José Magalhães no 38º e José Silva no 42º. Em seniores, Ricardo Rodrigues classificou-se no 9º posto, Joaquim Silva

Seniores e juniores do AVC vencem No passado sábado realizouse mais uma jornada do Campeonato Nacional da 2ª Divisão e o AVC recebeu o CD Póvoa e venceu por 3-0, continuando invicto no campeonato. Foi um jogo sempre controlado pela equipa famalicense e só a espaços é que as poveiras conseguiram criar alguma pressão, umas vezes por demérito das atletas do AVC, outras vezes por uma clara tentativa das forasteiras de conseguiram pelo menos vencer um set. As famalicenses basearam o seu jogo num serviço muito táctico, o que limitou e muito as opções atacantes das poveiras. Num bloco muito bem formado e agressivo, impediram constantemente os ataques adversários. Na próxima jornada, o AVC recebe a A. S. Mamede, o encontro está marcado para domingo ás 15h. Entretanto, no domingo, as juniores do AVC receberam o

AD Maristas e venceram por 31. Foi um jogo bem disputado, onde as lisboetas tentaram ao máximo claudicar a enorme vontade de vencer das famalicenses. As atletas do AVC alternaram e muito a sua performance, tanto tiveram momentos de bom voleibol como pareciam umas principiantes, tais os erros que foram cometendo. Acabaram por vencer porque a diferença de valores entre as equipas é tão grande que, mesmo cometendo tantos erros, conseguiram sair vencedoras. Na próxima jornada as famalicenses recebem a formação do Leixões SC, no sábado às 15 horas. Já as atletas infantis do AVC deslocaram-se, no domingo, ao pavilhão do Gueifães e perderam por 3-1. Foi um jogo bastante disputado, onde quer as famalicenses quer as maiatas poderiam sair vencedoras. As maiatas acabaram por ser mais felizes e venceram o jogo.

Kickboxing de Famalicão em gala nacional

O Kickboxing de Famalicão participou com três atletas na gala nacional que decorreu na Arena de Matosinhos, no passado dia 5 de Março. O atleta profissional Paulo Fernandes foi um dos participantes e ganhou por “KO” ao atleta Bernardino Figueiredo, do Fight Gym Viseu. Participaram ainda os atletas amadores Vítor Penedo e Sara Oliveira. Entretanto, o Kickboxing de Famalicão tem abertas as inscrições para as modalidades de kickboxing, full contact e muay-thay, que decorrem no Ginásio da PSP de Famalicão. Os interessados podem contactar pelo número 919676967.

EBI de Pedome organiza torneio de xadrez

em 18º lugar e Joaquim Coelho em 20º. Por equi-

pas, a ARPO, em seniores, classificou-se no 1º

lugar e em veteranos no 5º lugar.

A equipa de xadrez da EBI de Pedome organizou o 3º Torneio de Xadrez da Série B do Desporto Escolar. Desta série fazem parte as escolas: EBI de Arnoso Santa Maria, EB 2,3 de Tadim, Instituto Infante D. Henrique, EB 2, 3 de Cabreiros e EBI de Pedome. O torneio decorreu na EBI de Pedome e contou com a participação de 68 alunos, 18 dos quais pertencentes ao agrupamento de Pedome. A escola diz, em nota à im-

prensa, que os seus atletas tiveram “um comportamento meritório, sendo que oito se posicionaram nos 25 primeiros lugares, estando por isso em boa posição para atingirem a final pois esta série apurará os 25 melhores atletas para a final”. E acrescenta que merecem particular destaque as classificações obtidas por: Bruno Marcelo e Ricardo Vaz, do 7.º B, respectivamente 8º e 9º classificados, com 5 pontos em 7 possíveis.


32

sport: 16 de Março de 2011

modalidades

Atletismo da Moinho Vermoim marcou presença nos nacionais A secção de atletismo da Associação Moinho de Vermoim (AMVE) participou nos campeonatos nacionais de corta-mato curto e obteve bons resultados. O atleta Ângelo Ribeiro ficou no 4º lugar do escalão de juniores, conseguindo uma prestação positiva e demonstrando ser um dos

melhores atletas juniores nacionais e uma promessa do atletismo nacional. Já em veteranos M45, a AMVE viu Adelino Fernandes sagrar-se vice-campeão nacional de corta mato curto. No mesmo escalão e a completar o pódio ficou Augusto Antunes, com um honroso 3º lugar.

De realçar que participaram mais dois atletas da Moinho Vermoim: Luís Faria e Carlos Costa e que contribuíram para o 5º lugar da geral colectiva final. No próximo fim-de-semana, a secção de atletismo da AMVE participa na prova de atletismo da Didáxis, em Riba d’Ave.

Escola de Atletismo Rosa Oliveira com presenças positivas

Ciclismo da AMVE presente em Barcelos A secção de ciclismo da AMVE participou já em duas provas na vertente de BTT. A equipa de competição participou, no passado fim-de-semana, na 1ª etapa do Regional em Tregosa, Barcelos. Em elites, o atleta Anrdás Herczog ficou em 12º lugar, conquistando nesta primeira prova nove pontos para a classificação do Regional. Francisco Sousa e Ruben Faria, no mesmo escalão, ficaram em 38º e 39º lugares, respectivamente. Neste mesmo escalão, Nuno Sousa não concluiu a prova devido a problemas mecânicos. Em veteranos A, Cláudio Silva ficou em 28º lugar. Em veteranos B+C, António

Bento ficou em 12º lugar, conquistando também 9 pontos na pontuação para o regional de BTT. Entretanto, a AMVE participou em mais uma prova de BTT, esta de índole internacional, que foi o Internacional XCO Challenge de Rans, e obteve resultados positivos. Um dos atletas chegou ao pódio: António Bento ficou no 2º lugar na categoria Masters C. Nesta prova participaram também no escalão de elites Francisco Sousa, Ruben Faria e Nuno Sousa. Em veteranos A, participou Cláudio Silva. Nos próximos dias serão apresentadas as equipas de competição de Estrada e BTT da AMVE.

Clube de Pesca de Lemenhe inicia campeonatos oficiais de mar Começou, no passado fim-de-semana, na praia da Aguçadoura, o Campeonato Individual de Mar da 2ª Divisão Regional na modalidade de surfcasting. Os atletas do Clube de Pesca Desportiva de Lemenhe (CPDL), equipa apoiada pela Vega, tiveram uma prestação bastante razoável nos dois dias de prova. No sábado, Augusto Sousa alcançou o 3º lugar no seu sector, José Sousa o 4º lugar e Abílio Arantes o 7º lugar. No domingo, os atletas do CPDL também se apresentaram a um bom nível, tendo Abílio Arantes alcançado um 4º lugar no seu sector, Augusto Sousa e José Sousa um 5º lugar nos seus respectivos sectores. As próximas provas do campeonato serão realizadas a 2 e 3 de Abril na praia da Aguçadoura. Entretanto, o Clube de Pesca Desportiva de Lemenhe apresentou, no domingo, a sua equipa de rio para a época 2011, composta por Filipe Carvalho, Ruben Gonçalves, João Mesquita, Bernardo Carvalho, Jorge Barbosa, Tiago Ferreira, José Marcelino, Pedro Arantes e Bruno Silva. Esta equipa vai disputar o Campeonato de Clubes da 1ª Divisão Regional.

Nuno Pina destacou-se no Medronho O Campeonato Open de Ralis e o Desafio ModelStand foram até Oleiros e Proença-a-nova para mais uma edição do Rali Rota do Medronho, prova a cargo da Escuderia Castelo Branco. A prova em pisos de asfalto marcou o regresso de Nuno Pina e Sérgio Rocha ao bons resultados que no Medronho apostaram numa prova regular a fim de vingar a desistência no Rali de Barcelos. A dupla do Peugeot 206 Gti fez uma prova de trás para a frente, rodando sempre dentro dos quatro primeiros, mantendo uma acesa luta com os seus mais directos adversários. “Entramos sem pressões e apostamos num ritmo cauteloso com uma margem de segurança, pois o rali estava bastante difícil e muito propicio a saídas de estradas. Conseguimos fazer uma boa secção durante a manhã que nos permitiu estar em terceiro e par-

Equipa da AEARO que participou na Corrida do Pai

A Associação Escola de Atletismo Rosa Oliveira participou, no passado domingo, na Corrida do Pai que decorreu na cidade do Porto, com a participação de 2.215 atletas. Os atletas da formação famalicense realizaram uma corrida muito boa, com Américo Oliveira a terminar no 22º lugar, Jorge Paulo Oliveira no 28º posto, André Machado no 36º lugar e Paulo Oliveira na posição número 38. Entretanto, no passado sábado, a associação famalicense participou, em Vila Nova da Barquinha (Santarém), no Campeonato Nacional de Corta-Mato Curto, tendo conseguido dois títulos de campeões nacionais e um 3º lugar. Rosa Oliveira revalidou o título de 2010, Hermínia Pereira ficou em 3º lugar no escalão F45,mas a grande surpresa foi Henrique Paredes que fez uma grande corrida, tendo conseguido chegar ao título de campeão nacional no escalão de M50.

Karaté de Delães e S. Mateus

Os atletas participantes

A Escola de Karaté de Delães e a Associação Desportiva de S. Mateus participaram no Open Internacional UNAM 2011, que decorreu no passado fim-desemana, no Pavilhão Municipal da Malveira, em Mafra. Este evento está considerado o maior e melhor Open de Karaté de Portugal, por isso é também chamado o “Open de Portugal”. Foi organizada pela União Nacional de Artes Marciais – Associação Desportiva e contou com a participação de cerca de 900 competidores de 17 paí-

ses, divididos por todos as fachas etárias em provas de Kata e Kumite, em 8 áreas de competição (tatamis). Da Escola de Karaté de Delães Paula Monteiro competiu na prova de Kata Juvenis Femininos e na prova de Kumite +50 kg, onde foi 2ª classificada. Já João Batista competiu em Kata Cadetes Masculinos. Da Associação Desportiva de S. Mateus, Diana Ribeiro foi 5ª classificada na prova de Kata Cadetes Femininos e 3ª classificada na prova de Kumite Open.

GRAC participa em Prémio de Atletismo S. José tir assim bastante motivados para a parte da tarde”, referiu o piloto famalicense. Nuno Pina e Sérgio Rocha voltaram a andar muito bem, assegurando uma boa posição, apesar de todos os adversários também estarem ao ataque. “Numa altura onde estava tudo já bem encaminhado, no decorrer da última especial, ao cortar uma direita lenta, o carro escorregou para fora, demos um ligeiro toque

com a roda, esta recuou, ainda tentamos levar o carro até ao final da PEC para assegurar o pódio, mas não deu mesmo e fomos obrigados a desistir”, acrescentou ainda. A dupla de Famalicão não a teve a sorte do seu lado, mas mais uma vez provou que é uma das equipas mais rápidas do troféu e que na próxima prova serão certamente mais uma vez sérios candidatos ao triunfo.

A equipa de atletismo do GRAC (Grupo Recreativo e Associativo de Cruz) participou, no domingo passado, no 16º Grande Prémio de Atletismo de S. José, na Póvoa de Lanhoso. No escalão de Infantis, Bruno Oliveira venceu de forma categórica; em Juvenis, Carlos Oliveira também venceu; e em femininos, Ana João Oliveira obteve um 2º lugar.

OS984  

Inscrições abertas até 23 de Março, para uma prova marcada para dia 26 David Ribeiro foi s s e e g g u u n n d d o o em Fafe Direcção do clu...