Page 1

MAL iniciou escolinhas de futsal No passado sábado iniciaram-se as escolinhas de futsal da Mocidade Alegre de Landim (MAL) no Pavilhão Municipal de Delães, com muitos jovens a marcarem presença nos primeiros treinos. As inscrições continuam abertas na sede do MAL ou aos sábados, entre as 10h00 e 11h00, no Pavilhão Municipal de Delães.

Operário e Ruivanense inauguraram relvados sintéticos

FUTEBOL: GD Ribeirão lidera isolado na 2ª divisão nacional Amigos do Pedal organizou passeio/convívio A Associação Amigos do Pedal, de Famalicão, realizou na passada quartafeira um passeio nocturno de BTT que culminou com um convívio entre muitos amantes da modalidade. O número de praticantes de BTT no concelho de Famalicão tem aumentado consideravelmente, com a Amigos do Pedal a organizar várias iniciativas e a participar em diversas provas espalhadas pelo país. A Amigos do Pedal pretende continuar a crescer e a atrair mais praticantes para a modalidade. Paulo Machado Ruivo, um dos responsáveis pela associação famalicense, fala num grupo de amigos que tem como objectivo divertir-se. “Nada se deve à minha pessoa e este foi um grupo que se juntou, aumentou e construiu esta associação, sendo que os objectivos passam por continuar a crescer”, apontou. Também Jorge Moniz, da Amigos do Pedal, destacou o espírito que se vive entre todos aqueles que integram esta associação. Outro aspecto importante e ao qual as associações de BTT estão a dar cada vez mais importância é a formação, sendo também um dos passos fundamentais para que a modalidade possa progredir. No passeio/convívio realizado na passada quarta-feira, a Amigos do Pedal conseguiu reunir cerca de 50 praticantes de BTT, prometendo continuar a dinamizar a prática desta modalidade no concelho de Famalicão.

No Rali de Loulé

Pedro Silva atingiu o pódio

À terceira foi de vez. O melhor resultado dos famalicenses Pedro Silva e Vítor Martins, ao cabo de três provas com o Mitsubishi Carisma GT, surgiu no Rali de Loulé, a terceira prova de terra do Open de Ralis. O pódio conquistado na prova do Clube Automóvel do Algarve foi um justo prémio para a dupla de Famalicão que tem mostrado um forte andamento com um carro muito abaixo dos apresentados pelos principais candidatos aos lugares de maior destaque. Numa prova com bons pisos (troços utilizados no rali de Portugal), Pedro Silva esteve ao seu melhor nível, imprimindo um andamento que lhe permitiu, com excepção da super especial e do troço de Loulé 1, rodar entre os três primeiros. “No início estava um pouco tenso e demorei um pouco a entrar no ritmo certo, mesmo sendo bastante pressionado pelo Vítor para me libertar. Quando partimos para a se-

gunda especial do dia estava bem diferente e a partir daí demos o máximo”, apontou o piloto. “Julgo que merecemos plenamente este prémio, o primeiro pódio à geral na minha carreira no Open, num rali bastante duro, com a limitação de passagens nos reconhecimentos e muito rápido. Ao cabo da primeira secção já detínhamos uma larga vantagem que nos permitia assegurar um lugar no pódio. Depois, ainda tentamos chegar ao segundo, mas, o desgaste dos pneus e os problemas de embraiagem que já vínhamos a sentir durante a manhã levou-nos a refrear um pouco os ânimos nas duas últimas especiais”, afirmou. “Não tínhamos nada a provar, sempre dissemos que queríamos conhecer o carro e, prova a prova, iríamos melhorar”, adiantou o piloto de Famalicão. pub.


sport: 7 de Outubro de 2009

grande área

Operário FC inaugurou relvado sintético

Espaço foi inaugurado no passado domingo

Finalmente a grande obra

Nova sede do Ribeirão traz mais dignidade ao clube

José Clemente

Adriano Pereira e Armindo Costa no momento do descerrar da lápide

Carla Alexandra Soares A nova sede do Ribeirão traz outra dignidade ao clube. A ideia foi defendida, no passado domingo, na cerimónia de inauguração do novo espaço que contou com a presença de diversas individualidades, nomeadamente Armindo Costa, presidente da Câmara. A nova sede, com uma área de 150 metros quadrados, para além de trazer outras condições, deu um aspecto moderno ao exterior do Complexo Desportivo do Ribeirão. No interior, existe um espaço para os associados, a sala de imprensa, zona de reuniões e uma área para o departamento de futebol. Alguns destes espaços têm uma vista privilegiada para o campo de futebol relvado. No corredor, dedicado às memórias, pode ver-se um tributo a todos aqueles que assumiram a liderança da colectividade, com a exposição da fotografia de todos os presidentes. No momento da inauguração, o presidente do clube, emocionado, lembrou o quanto a obra era ansiada, não escondendo o orgulho pelo resultado final. Sublinhou, por outro lado,

que o custo total da intervenção foi de 200 mil euros, mas que parte do valor está por pagar. “Apesar de todas as ajudas, o certo é que ainda se mantém um débito na ordem dos 50 mil euros. Assim imaginam a dificuldade que temos tido. Continuamos a contar com todo o apoio dos sócios, dos ribeirenses e da Câmara Municipal. Sem ajuda deles o Ribeirão não chegaria onde já chegou”, afirmou Adriano Pereira acrescentado, no entanto, que o clube merece ser apoiado pelos ribeirenses, pela Junta e pela Câmara, “já que tem honrado o desporto, tanto a nível nacional, mas sobretudo no concelho de Famalicão”. Depois das intervenções do pároco da vila ribeirense e do autarca local, falou o presidente da Câmara Municipal. Armindo Costa lembrou como era a entrada para o Complexo Desportivo do Ribeirão antes desta intervenção, sublinhando a beleza e o enquadramento do projecto. “O Homem sonha, Deus quer, a obra está cá. A ambição foi grande e o projecto, para além de ser bonito, foi muito bem conseguido”.

Relvado sintético é uma das melhorias do parque de jogos

estão a ser comparticipadas pela autarquia através de um contrato-programa que prevê a transferência de 150 mil euros até 2011. Já o relvado foi financiado pela Câmara com uma verba de 200 mil euros. Na inauguração do novo piso, José Gomes, presidente da colectividade, não se esqueceu de agradecer o contributo dos que “tornaram pos-

sível mais este passo para o Operário, nomeadamente os grandes amigos do clube e que são muitos”. Por seu turno, Ana Maria Oliveira, presidente da Junta de Famalicão, sublinhou o trabalho do clube com os mais novos, salientando o “excelente trabalho desenvolvido por toda a direcção, treinadores e funcionários do clube e é por isso que a Junta de

Freguesia tem apoiado estas iniciativas”. Também marcou presença em Mões o presidente da Associação de Futebol de Braga, Carlos Coutada, que no seu discurso sublinhou a importância para a Associação que dirige o facto de ter mais um seu filiado com “boas instalações, algo que vem enriquecer não só o clube mas também os seus atletas e treinadores”. Já o edil famalicense, Armindo Costa, afirmou que “este é um investimento na formação dos jovens e quando se fala em formar jovens, a autarquia tem de ser sempre a primeira a dar o exemplo”, apontou, concluindo que “esta é mais uma obra que vem enriquecer não só Famalicão, mas em especial o Operário FC para colocar os jovens em acção”.

Inauguração do relvado sintético na passada segunda-feira

Ruivanense com imagem renovada José Clemente* O Ruivanense Atlético Clube inaugurou na passada segunda-feira o seu relvado sintético, aproveitando também a ocasião para inaugurar de forma oficial todas as renovações feitas no Parque de Jogos Capitão Fonseca. A cerimónia contou com a presença de Armindo Costa, presidente da Câmara Municipal de Famalicão, entre outras personalidades ligadas ao futebol e ao poder local. “Esta é a imagem de que os clubes pequenos, com trabalho e dedicação, podem fazer obras maravilhosas”, começou por dizer Joaquim Macedo, presidente do Ruivanense, relembrando ainda assim que a obra só foi possível graças aos apoios conseguidos, entre outros da Câmara Municipal de Famalicão. A cerimónia contou ainda com a bênção das instalações, por parte do padre Domingos Carneiro, pároco de Ruivães. Depois dos discursos e todas as circunstâncias protocolares teve lugar uma partida amigável entre Ruivanense e Joane. A inauguração contou com a presença de muitos adeptos e simpatizantes do clube de Ruivães que não quiseram faltar a um momento que “ficará marcado para sempre na história do Ruivanense”. “Se tudo se mantiver assim, não tenho dúvidas que o futuro trará ainda muito mais para este clube e desde já deixo um apelo à família Pimenta, que tanto tem nos tem dado, para que nos possibilite ainda um maior crescimento”, desejou Joaquim Macedo. Para além do relvado sintético, última das melho-

José Clemente

António Freitas

O Operário Futebol Clube, de Mões, inaugurou na passada sexta-feira o relvado sintético do seu campo de jogos. A poucos meses de iniciar as celebrações dos seus 50 anos, o Operário, para além do relvado sintético, tem em curso outras obras que vão transformar o seu parque desportivo num dos mais bem apetrechados do concelho. Na cerimónia de inauguração estiveram presentes algumas individualidades, entre elas o presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Armindo Costa. Para além da requalificação dos balneários, o clube está a beneficiar a iluminação do seu campo, a criar novas entradas e a reabilitar bancadas, entre outros melhoramentos. Estas obras

António Freitas

18

Joaquim Macedo e Armindo Costa na inauguração do sintético

rias apresentadas pelo Ruivanense, o Parque de Jogos Capitão Fonseca está também dotado das melhores condições de treino para as camadas jovens e balneários e infra-estruturas de apoio a dirigentes, jogadores e equipas técnicas do clube. Já o presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Armindo Costa, congratulou-se pela inauguração de mais uma estrutura desportiva, revelando mesmo que existem mais “três associações que estão a pressionar a Câmara para se proceder à colocação de relva sintética nos respectivos parques desportivos”. Armindo Costa traçou ainda como objectivo, caso seja reeleito, “colocar três ou quatro relvados sintéticos por ano para que daqui a quatro anos a cobertura no concelho de Famalicão seja aceitável mas não exagerada”. *com B.M. pub.


publicidade

sport: 7 de Outubro de 2009 19


sport: 7 de Outubro de 2009

20

futebol

Equipa de Rui Gregório segue isolada no comando da classificação

Ribeirão soma e segue 1-0 Estádio do Passal Árbitro : António Costa (Aveiro) Auxiliares: Pedro Ferreira e Armando Ferreira

GD Ribeirão Lousada

Carlos Alberto

Miguel Simão Coutinho Diogo Barbosa Ricardo Jorge Miguel II Sérgio Gameiro (70’ José Miguel) Alex Couto (87’ Jorge) Ginho (80’ Ricardinho) Tonanha Fininho

Treinadores

Renato vai passar pelo capitão do Lousada e lançar mais um ataque

O Estádio do Passal vestiu-se de gala para a inauguração das novas instalações da sede social ribeirense e para o jogo com o Lousada que se revestia de enorme expectativa. A equipa de Rui Gregório acabou por vencer o lanterna vermelha da classificação por 1-0, com golo de Bruno Filipe, e mantém-se

Ninense conquistou primeiro triunfo

J

V

E

2 2 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0

0 0 8 1 0 0 4 1 1 0 6 1 1 0 4 2 1 0 3 2 1 0 1 0 0 1 7 2 0 1 3 3 0 1 1 2 0 1 2 3 1 1 1 2 1 1 2 3 1 1 2 3 1 1 1 5 0 2 1 7 0 2 0 9 Laje - Merelim Soarense - Ág. Álvelos T. Bouro - Ninense Palmeiras - Tadim

D

F

C

R E S U L TA D O S

Pedralva, 1; Bairro, 1 Ruivanense, 0; Pevidém, 4 Maximinen., 0; Campelos, 1 Tabuadelo, 1; StAdrião, 1

P

CLASSIFICAÇÃO

6 6 4 4 4 4 3 3 3 3 1 1 1 1 0 0

1. Pevidém 2 2. Travassós 2 3. Celoricense 2 4. Campelos 2 5. Polvoreira 2 6. Guilhofrei 2 7. St Adrião 2 8. Airão 2 9. Bairro 2 10. Tabuadelo 2 11. Maximinense 2 12. L. Enguardas 2 13. Pedralva 2 14. Ponte 2 15. S. Paio 2 16. Ruivanense 2 Pedralva - Ruivanense Pevidém - Maximinense Campelos - Tabuadelo StAdrião - S. Paio PRÓXIMA

R E S U L TA D O S

Roriz, 1; Laje, 0 Merelim, 1; Soarense, 2 Ág. Álvelos, 1; T. Bouro, 1 Ninense, 2; Tadim, 1

1. Forjães 2 2. Soarense 2 3. T. Bouro 2 4. Palmeiras 2 5. MARCA 2 6. Viatodos 2 7. Panoiense 2 8. Tadim 2 9. Roriz 2 10. Ninense 2 11. Laje 2 12. Vila Chã 2 13. Ág. Álvelos 2 14. Gerês 2 15. Merelim 2 16. Gondifelos 2 Vila Chã - Gerês Viatodos - Gondifelos Forjães - MARCA Panoiense - Roriz PRÓXIMA

CLASSIFICAÇÃO

AFB I DIVISÃO

Série A

Vila Chã, 2; Palmeiras, 2 Gerês, 0; Viatodos, 0 Gondifelos, 0; Forjães, 3 MARCA, 2; Panoiense, 1

II DI VI SÃO

Sé rie A

R E S U LTA D O S

Lourosa, 0; Espinho, 1 Padroen., 0; Moreirense, 1 Merelinense, 0; Paredes, 0 Tirsense, 1; Valdevez, 2

Vizela, 3; A. Lordelo, 0 Ribeirão, 1; Lousada, 0 Vieira, 1; Boavista, 2 Gondomar, 4; Vianense, 1

PRÓXIMA JORNADA Lourosa - Padroense Moreirense - Merelinense Paredes - Tirsense Valdevez - Vizela

A. Lordelo - Ribeirão Lousada - Vieira Boavista - Gondomar Espinho - Vianense

vado, Tiago Silva meteu no interior da área e Bruno Filipe desviou para o fundo da baliza. Tudo parecia encaminhado para uma vitória mais folgado dos donos da casa, mas a equipa do Lousada demonstrou que também sabia jogar em ataque continuado. Foi para o meio campo do Ribeirão e até ao final o Lousada fez tudo o que estava ao seu alcance para o empate. Dispôs de três situações para marcar. A primeira, aos 72 minutos, com César a defender. Depois foi Fininho a rematar por cima e já perto do final da partida, depois de uma jogada confusa na área do Ribeirão, César viu a bola passar rente ao poste sem que ninguém conseguisse acertar na bola. Uma vitória suada do Ribeirão com um Lousada a não merecer o lugar que ocupa na tabela classificativa. CLASSIFICAÇÃO

1. Ribeirão 2. Moreirense 3. A. Lordelo 4. Vizela 5. Merelinense 6. Padroense 7. Espinho 8. Vieira 9. Paredes 10. Gondomar 11. Boavista 12. Valdevez 13. Vianense 14. Lourosa 15. Tirsense 16. Lousada

J

V

E

D

F

C

P

4 4 4 4 4 4 4 5 4 3 3 4 4 4 3 4

3 3 2 1 1 2 2 2 1 1 1 1 1 1 1 0

1 0 1 3 3 0 0 0 2 1 1 1 1 1 0 1

0 1 1 0 0 2 2 3 1 1 1 2 2 2 2 3

6 8 2 5 4 3 2 3 3 5 3 4 6 2 5 2

3 2 3 2 1 3 2 5 3 3 3 5 8 7 5 8

10 9 7 6 6 6 6 6 5 4 4 4 4 4 3 1

Jornada de poucas surpresas Na 2ª divisão da Associação de Futebol de Braga jogou-se a segunda jornada, numa jornada sem grandes surpresas para as equipas famalicense. Na série A, o destaque vai para a vitória do Lemenhe por 2-1 no terreno do Belinho. O Mouquim também venceu e a equipa com pior sorte foi o Operário que perdeu por 2-1 na recepção ao Pousa. Já na série C, S. Cosme e Lagense conseguiram triunfos fora de portas enquanto o Vitória foi goleado em casa por 3-0 pela formação do Sobreposta.

Realizou-se no passado fim-de-semana a segunda jornada das séries A e B da 1ª divisão distrital, com a formação do Ninense a conquistar o primeiro triunfo depois de bater o Tadim por 2-1. A equipa famalicense apareceu em campo determinada a ganhar, com Cannigia, logo nos primeiros instantes, a falhar o que seria o golo inaugural do Ninense. Sem surpresas, a equipa da casa, mercê de uma bola circulação de bola no meio campo, chegou ainda na primeira parte ao golo. Hélder Guimarães rematou forte, a bola ressaltou num defesa tadinense e alojou-se nas redes visitantes. Na segunda parte, o Ninense manteve a mesma postura e com um golo de Bezerra parecia construir um resultado tranquilo. No entanto, em lance casual, o Tadim reduziria a desvantagem a 15 minutos do final, dando emotividade ao jogo e adiando até ao apito final o desfecho da partida. Com esta vitória, o Ninense soma já 18 jogos em casa sem conhecer o sabor da derrota. Diferentes sortes tiveram as outras equipas famalicenses. Na série A, o Gondifelos foi novamente goleado, desta feita em casa (3-0) pelo Forjães e segura a lanterna vermelha, ainda sem pontuar. Na série B, o Ruivanense foi goleado em Pevidém (4-0) enquanto o Bairro somou novo empate (1-1), desta vez fora de portas, em Pedralva. Alberto Barbosa AFB I DIVISÃO

minutos foi o Forbes a não conseguir acertar na bola já dentro da área do Lousada. O jogo dividiase nos dois meios terrenos e o Lousada voltou a assustar aos 25 minutos, com Fininho a aparecer solto na direita do ataque e a desferir um potente remate, obrigando César a boa intervenção. Aos 29 minutos foi a vez de Tiago Silva aparecer na área contrária e de cabeça rematar junto à barra da baliza de Miguel. Era um jogo de paciência para os comandados de Rui Gregório e foi já perto

J

Mouquim 3-1 Arnoso Realizou-se no passado domingo a 2ª jornada da 2ª divisão da AF Braga que colocou frente a frente Mouquim e Arnoso, cabendo a vitória aos donos do terreno por 3-1. Foi um bom espectáculo de futebol, sendo que desde o início o Mouquim mostrou grande vontade para vencer o jogo. Logo aos dez minutos, o Arnoso, em contra-ataque, inaugurou o marcador. A partir do golo os visitantes defenderam muito e chegaram ao intervalo em vantagem pela margem mínima. O Mouquim entrou na segunda parte a todo o gás, como já tinha feito na primeira parte, mas na etapa complementar registou-se um autêntico massacre. O guarda-redes do Arnoso exibiu-se a bom nível e quando não estava lá eram os

Série B

S. Paio, 1; Polvoreira, 2 Ponte, 0; Celoricense, 1 L. Enguardas, 0; Travassós, 2 Airão, 1; Guilhofrei, 1

V

E

2 2 2 2 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 8 1 6 0 0 5 2 6 0 0 4 1 6 0 0 2 0 6 1 0 2 1 4 2 0 2 2 2 2 0 2 2 2 2 0 1 1 2 2 0 1 1 2 2 0 1 1 2 1 1 1 2 1 1 1 1 3 1 1 1 2 5 1 0 2 2 4 0 0 2 2 5 0 0 2 0 5 0 Polvoreira - Ponte Celoricense - L. Enguardas Travassós -Airão Bairro - Guilhofrei

D

F

C

P

AFB II DIVISÃO

Série A

Carreira, 0; Cabreiros, 2 Arentim, 0; Antas, 2 Operário, 1; Pousa, 2 Mouquim, 3; Arnoso, 1

Tebosa, 2; Granja, 3 Sequeirense, 1; Gandra, 1 S. Veríssimo, 0; Necess., 0 J. Belinho, 1; Lemenhe, 2 D

F

Delães 0-1 S. Cosme

postes a negar a igualdade. Já nos últimos 15 minutos do encontro, o Mouquim chegou à igualdade por intermédio de Zé Rui. A partir daqui tudo se tornou mais fácil para os da casa que continuavam a pressionar e volvidos cinco minutos do primeiro tento, Nuninho operou a reviravolta no marcador. Até ao final foi falhanço atrás de falhanço, com Garganta e Hugo a serem os mais perdulários. O terceiro golo aconteceria já em período de descontos, com Nuninho a bisar e a fechar o marcador. O Mouquim alinhou com: Bruno, Tiago (Nuninho), Nuno (Sampaio), Lopes, Francês, Roberto, Fundi, Zé Rui, Hugo, Garganta e Pintas (Xany).

CLASSIFICAÇÃO

J

V

E

1. Cabreiros 2. Pousa 3. Gandra 4. Mouquim 5. S. Veríssimo 6. Granja 7. Necessidades 8. Antas 9. Arnoso 10. Carreira 11. Lemenhe 12. Sequeirense 13. Operário 14. Arentim 15. Tebosa 16. J. Belinho Carreira - Arentim Antas - Operário Pousa - Mouquim Arnoso - Tebosa

2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2

2 2 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0

0 0 10 0 6 0 0 4 1 6 1 0 9 2 4 1 0 4 2 4 1 0 3 1 4 1 0 4 3 4 1 0 1 0 4 0 1 3 2 3 0 1 3 3 3 0 1 2 3 3 0 1 3 4 3 1 1 1 2 1 0 2 1 4 0 0 2 0 4 0 0 2 3 11 0 0 2 1 10 0 Granja - Sequeirense Gandra - S. Veríssimo Necessidades - J. Belinho Cabreiros - Lemenhe

C

P

T.V.

AFB II DIVISÃO R E S U L TA D O S

Aristides Ferreira

na liderança do campeonato. Ao longo do jogo, os locais foram sentindo muitas dificuldades para criar desequilíbrios na área contrária. Do outro lado estava uma equipa muito bem organizada a defender e a desdobrar-se muito bem na saída para o contra-ataque. Nos primeiros minutos o equilíbrio foi a nota dominante e foi curiosamente o Lousada a criar a primeira situação de real perigo. Com 21 minutos decorridos, César viu a bola passar rente ao poste. O Ribeirão respondeu e aos 24

R E S U L TA D O S

António Carvalho

Golos: 68’ Bruno Filipe (1-0). C artõ es Amarelo s: 40’ Couto; 59’ Pedro Caravana; 69’ Renato; 73’ Hugo Pina; 74’ Diogo Barbosa; 91’ Bruno Filipe; 93’ César; 93’ Alex. C artõ es Vermelho s: Não houve.

PRÓXIMA

Rui Gregório

Série C

Espinho, 2; SM Este, 2 Rendufinho, 1; Lagense, 2 Doniense, 0; Brito, 1 Longos, 3; Guisande, 1

CLAS SI FI CA ˙ˆO

Figueiredo, 3; SPArcos, 2 Delães, 0; S. Cosme, 1 Briteiros, 0; Emilianos, 1 Vitória, 0; Sobreposta, 3

J

V

E

1. Emilianos 2 2. Brito 2 3. Lagense 2 4. S. Cosme 2 5. SM Este 2 6. SP Arcos 2 7. Doniense 2 8. Sobreposta 2 9. Figueiredo 2 10. Briteiros 2 11. Longos 2 12. Espinho 2 13. Rendufinho 2 14. Vitória 2 15. Delães 2 16. Guisande 2 Espinho - Rendufinho Lagense - Doniense Brito - Longos Guisande - Figueiredo

2 2 2 2 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0

0 0 4 0 0 0 3 0 0 0 4 2 0 0 3 1 1 0 4 3 0 1 5 3 0 1 3 1 0 1 3 1 0 1 4 4 0 1 1 1 0 1 3 4 1 1 3 4 0 2 1 4 0 2 1 5 0 2 0 4 0 2 1 6 SPArcos - Delães S. Cosme - Briteiros Emilianos - Vitória SM Este - Sobreposta

PRÓXIMA

César Luís Faria Hugo Pina João Faria Hamilton Forbes Pedro Caravana Paulo Rola Nivaldo (55’ Renato) Tiago Silva (87’ Bruno Pereira) Bruno Filipe (93’ Abílio)

do intervalo que o guarda-redes do Lousada viu a bola beijar a barra da sua baliza. No segundo período, o Ribeirão entrou com mais disponibilidade para resolver de vez a questão dos três pontos e os 51 minutos Forbes apareceu solto na área contrária e de cabeça atirou ao lado. Foi então que Rui Gregório resolveu mexer na sua equipa, colocando Renato no lugar de Nivaldo, na tentativa de dar mais criatividade à sua equipa. E foi Renato, em jogada individual, que quase marcava com 63 minutos de jogo. Depois de passar por dois adversários, rematou cruzado, com a bola a passar por cima. Quando o colectivo sentia dificuldades, foi numa jogada individual, sobre o lado direito, que o jogo ficou resolvido. Depois de deixar dois adversários presos ao rel-

D

F

C

P

6 6 6 6 4 3 3 3 3 3 3 1 0 0 0 0

Foi um jogo bastante emotivo, dentro e fora das quatro linhas, registando-se uma boa moldura humana. O futebol praticado foi interessante de seguir, com as duas equipas a respeitarem-se tacticamente. O Delães começou melhor e podia ter chegado ao golo num remate descaído sobre o lado esquerdo, mas Ricardo falhou o remate. Depois o S. Cosme conseguiu controlar o jogo mais ofensivo dos da casa. Nesse período, e numa jogada de ataque, Gonçalves foi carregado no interior da área e o árbitro decidiu-se pela marcação de uma grande penalidade. Chamado a converter, Leandro fez o único golo do encontro quando corria o minuto 35. Em desvantagem no marcador, o Delães tentou sempre inverter a situação e chegar ao golo, mas o S. Cosme defendeu-se bem mesmo tendo jogado os últimos 15 minutos com menos uma unidade. A melhor oportunidade de golo dos locais aconteceu já muito perto do final, com um homem da casa a atirar ao lado da baliza quando já estava dentro da pequena área. A partida ficou também marcada pela arbitragem, tendo assinalado muitas faltas e mostrado demasiados cartões. Só para homens do S. Cosme foram dez amarelos e um vermelho. V.C. / R.A.


sport: 7 de Outubro de 2009 21

futebol

Juniores do Famalicão estiveram a perder por 2-0 mas venceram por 3-2

ARCA eliminada da Taça pelo Sporting Braga

José Clemente O FC Famalicão recebeu e venceu no passado sábado o Diogo Cão por 3-2, depois de estar a perder por 2-0, naquela que foi a 4ª jornada do nacional da 2ª divisão de juniores. Foi um jogo entre os dois primeiros classificados e que prometia emoção até ao apito final do árbitro, algo que acabou por se cumprir. O Famalicão entrou muito mal no jogo enquanto o Diogo Cão se apresentou com a lição muito bem estudada. Com um meio campo bastante reforçado e que tapava todos os caminhos para a sua baliza, a equipa da casa sentia muitas dificuldades em fazer o seu jogo. Aos 31 minutos, o Diogo Cão chegava ao primeiro golo por intermédio de José Pedro. O mesmo jogador, aos 42 mi-

nutos, voltava a marcar, colocando o resultado em 0-2. A partir daqui, o Famalicão teria de fazer alguma coisa e ainda antes do intervalo Alex reduziu para a margem mínima. Para a segunda parte, o Famalicão entrou determinado em tentar mudar o rumo dos acontecimentos e o mesmo Alex, aos 52 minutos, restabeleceu a igualdade. Estavam lançados os dados para que o Famalicão tentasse conquistar os três pontos. Galvanizado com o golo do empate e muito bem apoiado pela massa associativa, os comandados de José Lopes acreditaram que era possível chegar ao terceiro golo e aos 58 minutos finalmente o Famalicão passaria para a frente do marcador. João Miguel fez o 3-2 e levou ao delírio os adeptos presentes no campo de treinos. O Diogo Cão ainda tentou cor-

JUNIORES RE SULTA DOS

Famalicense domina a bola perante a pressão de um adversário

A equipa da Associação Recreativa e Cultural de Antas (ARCA) foi eliminada na primeira eliminatória da Taça de Portugal em futsal, depois de ter perdido no passado sábado por 6-1 frente ao Sporting de Braga. Os comandados de Henrique Passos tudo fizeram para derrotar os bracarenses, mas acabaram fora da segunda competição mais importante do futsal nacional. A militar na 2ª divisão nacional de futsal, o Sporting de Braga era à partida favorito para seguir em frente na competição e acabou por confirmar a sua superioridade no passado sábado no Pavilhão Mu-

rer atrás do prejuízo, mas a bem escalonada defensiva famalicense ia chegando para as encomendas. O Famalicão geriu e muito bem o resultado positivo a seu favor e no final da partida conquistou mais três pontos e contabilizou o quarto triunfo consecutivo, mantendo-se por isso na liderança do campeonato. Em jogo realizado no campo de treinos do Complexo Desportivo do Estádio Municipal de Famalicão, sob arbitragem de Filipe Reis (Porto), auxiliado por Nuno Sousa e Bruno Chasqueira, o Famalicão, treinador por José Lopes, alinhou com: Maia, Sousa, Bruno Carvalho, Nuno, Alex, Kauskas, Álvaro, Nelson, Veiga, Bruno e Branco. Jogaram ainda: Hélder, João Miguel e Tavares. Já pelo Diogo Cão actuaram: André, Rui, Kokas, Tiago, Fábio, Mané, José Pedro, José, Eduardo, Roke e Bento. Jogaram ainda: Ricardo, André e João. Bragança, 1; Fafe, 3 Vizela, 3; Taipas, 1 Moreire., 0; Freamunde, 4

Geração Benfica de Famalicão entregou kits sócio aos atletas

II Divisão

J

V

E

D

F

C

P

1. Famalicão 2. Trofense 3. Freamunde 4. Diogo Cão 5. Fafe 6. Limianos 7. Chaves 8. Vizela 9. Taipas 10. Moreirense 11. Bragança 12. Valdevez

4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4

4 2 2 2 2 1 1 1 1 1 1 0

0 2 1 1 1 2 2 1 1 1 0 0

0 12 0 9 1 10 1 8 1 4 1 10 1 6 2 8 2 5 2 6 3 5 4 2

3 6 7 6 4 8 6 8 5 7 10 15

12 8 7 7 7 5 5 4 4 4 3 0

Bragança - Vizela Taipas - Moreirense Freamunde - Limianos

Jovens atletas da Escola do Benfica

No passado sábado a Escola do Benfica de Famalicão entregou o kit sócio júnior do Benfica a mais de 90 por cento dos seus atletas, tendo contribuído para a meta dos 200 mil sócios no clube. A “cerimónia” de entrega aconteceu no final do treino de sábado que contou com a presença de Miguel Reis, director das Escolas de Futebol Geração Benfica, e José Manuel, vice-presidente da Casa do Benfica de Famalicão. Todos os novos sócios e atletas do clube encarnado podem agora beneficiar das vantagens que o kit sócio oferece, uma das mais relevantes é o grande desconto nas escolas de futebol do Benfica. Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, não esteve presente em Famalicão, mas fez questão de enviar uma carta à direcção da Escola e a todos os atletas felicitando-os pelo trabalho desenvolvido. A Escola do Benfica de Famalicão abriu em Março de 2009 e tem nesta altura 100 atletas inscritos. No próximo sábado, a Escola vai participar com alguns escalões de formação no III Torneio Infantil de Famalicão, organizado pela Câmara no Estádio Municipal.

Trofense - Famalicão Diogo Cão - Chaves Fafe - Valdevez

Iniciados do Famalicão venceram Ribeirão por 2-1 Na quarta jornada do campeonato nacional do escalão de iniciados, o FC Famalicão conseguiu a sua primeira vitória e logo no dérbi concelhio com o Ribeirão. Os da casa venceram por 2-1 e somaram os primeiros três pontos da temporada. Em jogo realizado no campo nº2 do Complexo Desportivo do Estádio Municipal de Famalicão, a equipa da casa entrou muito bem no jogo, talvez com a motivação do bom jogo realizado em Braga na última ronda. Já o Ribeirão entrou muito nervoso, algo que se reflectiu em vários períodos da

RE SULTA DOS

INICIADOS

I Divisão

Marinhas, 2; Vizela, 1 Famalicão, 2; Ribeirão, 1 Gil Vicente, 0; Braga, 0

Chaves, 1; Bragança, 2 Varzim, 0; V. Guimarães, 4 Barroselas, 9; Paço, 0

J

V

E

D

F

C

P

1. V. Guimarães 2. Bragança 3. Braga 4. Barroselas 5. Varzim 6. Vizela 7. Marinhas 8. Ribeirão 9. Gil Vicente 10. Chaves 11. Famalicão 12. Paço

4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4

4 4 2 2 2 2 2 1 1 1 1 0

0 0 2 0 0 0 0 1 1 0 0 0

0 20 0 10 0 5 2 10 2 9 2 6 2 4 2 3 2 4 3 2 3 4 4 0

1 3 1 3 7 6 7 4 6 9 12 18

12 12 8 6 6 6 6 4 4 3 3 0

PRÓXIMA

CLASSIFICAÇÃO

Marinhas - Famalicão Ribeirão - Gil Vicente Braga - Chaves

Bragança - Varzim V. Guimarães - Barroselas Vizela - Paço

nicipal das Lameiras. O resultado não deixa margem para dúvidas, com o Braga a revelarse a melhor equipa. Ainda assim, os famalicenses deram boa conta de si, deixando uma imagem positiva apesar do resultado desnivelado. Agora a ARCA vai centrar as suas atenções apenas no campeonato nacional da 3ª divisão, onde tem como objectivo realizar um campeonato tranquilo, evitando os sobressaltos da última temporada. A primeira jornada do campeonato está marcada para o próximo sábado, 10 de Outubro, com a ARCA a deslocar-se ao pavilhão do Guimarães Futsal.

Limianos, 2; Trofense, 2 Famalicão, 3; D. Cão, 2 Chaves, 3; Valdevez, 2

CLASSIFICAÇÃO

PRÓXIMA

Carlos Alberto

Acreditar até ao fim

Carlos Alberto

Taça distrital sorteada

Ribeirense leva a melhor sobre um homem da casa

primeira parte. Apesar disso, os ribeirenses inauguram o marcador por João Carvalho que deu o melhor seguimento a um bom trabalho e cruzamento de Alberto. O Famalicão não demorou a responder e num espaço de pouco tempo aproveitou dois erros do guarda-redes visitante para operar a reviravolta e colocar em vantagem por 2-1. Na segunda parte, o Ribeirão, após efectuar duas substituições, mudou de atitude e conseguiu criar várias oportunidades de golo. Durante a etapa complementar o ribeirenses dispuseram

de cinco boas oportunidades para marcar enquanto os donos terreno poderiam ter ampliado o marcador em duas boas situações de golo criadas. O Ribeirão alinhou com: André Moreira, Paulinho (35’ Joaquim Pedro), Costinha, Guilherme, Dani, Monteiro, Pedrinho (35’ Luís Moreira), Luís Peixoto (50’ Ricardinho), Alberto, Mendes e João Carvalho. Entretanto, as camadas de formação do Ribeirão registaram ainda os resultados: Ribeirão 1-0 Nogueirense (juniores); Pevidém 1-2 Ribeirão (juvenis).

A Associação de Futebol de Braga recebeu, na passada semana, o sorteio da segunda eliminatória da taça distrital que ditou um jogo grande entre clubes da Divisão de Honra, o Ronfe-Louro. De resto, o S. Cosme foi a equipa que ficou isenta de disputar esta ronda, cuja primeira mão está marcada para 10 de Outubro, pelas 16 horas. Quanto às restantes equipas famalicenses ainda em competição, o Bairro vai receber o Torcatense enquanto o Mouquim vai receber o Delães, naquele que será o único dérbi concelhio desta eliminatória. Por decidir da primeira ronda estão ainda os confrontos entre Vitória e Operário e entre Ruivanense e Gondifelos. O vencedor do Vitória-Operário vai deslocar-se ao terreno do Nespereira enquanto quem sair vitorioso do Ruivanense-Gondifelos defronta fora de portas o Doniense. A primeira mão da segunda

eliminatória está agendada para 10 de Outubro enquanto a segunda mão está agendada para 31 de Outubro, pelas 15 horas. Relativamente aos jogos em atraso da primeira ronda, o encontro entre Operário e Vitória está marcado para 7 de Outubro, às 21 horas. Os restantes jogos em atraso, entre eles o Ruivanense-Gondifelos, disputam-se no mesmo dia da primeira mão da segunda eliminatória, ou seja, a 10 de Outubro. Numa ronda em que já entram equipas da Divisão de Honra, o destaque vai também para o dérbi entre os vizinhos Celoricense e Cabeceirense. Este encontro e o Ronfe-Louro são os únicos entre formações da principal divisão da AF Braga. Recorde-se que a terceira eliminatória da taça distrital já só terá uma mão, sendo que o preço dos bilhetes está estipulado em 2,5 euros, valor único para todos os jogos e campos.


22

sport: 7 de Outubro de 2009

modalidades

Pousadense entra com derrota no campeonato A equipa sénior do Pousadense entrou com uma derrota por 32 frente ao Lordelo no campeonato distrital de futsal da Associação de Futebol de Braga. No Pavilhão Municipal Terras de Vermoim, o Pousadense esteve a vencer por 2-0 (marcaram Dani e Marco), mas depois permitiu que na fase final do jogo o Lordelo empatasse o jogo. A desconcentração dos jogadores de Pousada de Saramagos acabaria mesmo por dar a possibilidade dos visitantes chegarem ao 3-2 e somarem os três pontos. O resultado não espelha o futsal praticado e o valor do Pousadense. O próximo jogo do campeonato realiza-se na sexta-feira, 9 de Outubro, pelas 21h30, em Fafe, frente ao Nun’Álvares.

Juniores da ARPO derrotados pelo MAL… A formação júnior da Associação Recreativa Pousadense saiu derrotada na deslocação ao Pavilhão Municipal de Delães para defrontar a Mocidade Alegre de Landim (MAL). Em jogo da 2ª jornada do campeonato, o Pousadense ainda esteve a vencer por 1-0, com golo de Diogo, mas depois consentiu a reviravolta no marcador ao adversário e perdeu por 2-1. O MAL recuperou da desvantagem na se-

gunda parte, mas por demérito do adversário que revelou algumas faltas de concentração. Este é mesmo já a segunda partida que os juniores do Pousadense perdem na segunda parte, depois de saírem em vantagem para o intervalo. No próximo sábado, 10 de Outubro, pelas 19 horas, o Pousadense recebe o Piratas de Creixomil no Pavilhão Municipal Terras de Vermoim.

…e juvenis pelos Piratas de Creixomil Os juvenis do Pousadense não tiveram melhor sorte que os juniores, uma vez que saíram derrotados na deslocação ao reduto do Piratas de Creixomil. Na 1ª jornada do campeonato distrital do escalão, a equipa famalicense saiu goleada por 6-0. O jogo resumiu-se praticamente ao domínio dos da casa que foram construindo um resultado volumoso e confortável. No próximo sábado, 10 de Outubro, pelas 17h30, o Pavilhão Municipal de Vermoim vai receber um dérbi concelhio em juvenis, com o Pousadense a receber o S. Mateus. Na classificação do escalão de juvenis, o primeiro classificado é o Campelos, com o S. Mateus a ocupar o terceiro lugar. O Vermoim folgou nesta ronda e ainda não tem qualquer ponto somado enquanto o Pousadense está na nona posição, também sem qualquer ponto conquistado.

Juniores do S. Mateus empataram… Na passada sexta-feira, a equipa de juniores do S. Mateus recebeu, num dérbi concelhio, a equipa do Esmeriz, para o campeonato distrital do escalão, tendo o resultado finalizado em 3-3. Ao intervalo o jogo estava empatado a uma bola, com um golo ao cair do pano através de Tiago, do S. Mateus. Logo no início da segunda parte, por intermédio de Fredy, o S. Mateus marcou e fi-

cou em vantagem, mas o Esmeriz fez logo seguida o 2-2. Com o avançar do jogo, a equipa do S. Mateus tomou conta do jogo e chegou mesmo ao 3-2. Ainda assim, mesmo ao cair do pano, o Esmeriz chegou ao 3-3, com culpas próprias para os locais dado que se tratou de uma falha defensiva. No próximo sábado, o S. Mateus desloca-se a Nogueiró, pelas 15 horas.

…e juvenis venceram No passado sábado assistiu-se no Pavilhão Municipal de Delães ao início do campeonato distrital futsal em juvenis, onde está presente a equipa do S. Mateus. Os famalicenses levaram de vencida a equipa do Rio Caldo por 3-0, entrando da melhor forma na competição. Ao intervalo o resultado era de 1-0, com o golo a ser apontado por André. No início da segunda parte, tornou a ver-se a superioridade da equipa do S. Mateus que acabou mesmo por fazer o 2-0, numa jogada de bom nível e com o golo a ser apontado por Pedrinho. Já perto do fim, o jogador Vasco saltou do banco para fazer o golo e estabelecer o resultado final. O S. Mateus começou o encontro com: João Paulo, Pedrinho, Deco, Ricardinho e André. Jogaram ainda: Hugo Saldanha, Ciganinho, Vasco e Guimarães. No próximo sábado a equipa de S. Mateus vai até Pavilhão Municipal de Vermoim para defrontar a equipa do Pousadense.

Na Gala da Associação de Natação do Norte

Jorge Maia e Luís Vaz distinguidos Os atletas do Grupo Desportivo de Natação de Famalicão (GDNF), Jorge Maia e Luís Vaz, foram os grandes destaques da Gala de Natação da Associação de Natação do Norte de Portugal (ANNP), que decorreu no passado sábado no Auditório do Centro Social de Olival, em Vila Nova de Gaia. Na Gala anual da ANNP que distingue e premeia os atletas que estiveram em evidência na época 2008/09, muitos foram os atletas famalicenses galardoados pelas categorias de Campeonatos do Mundo, Campeonatos da Europa, Campeões Nacionais, Recordistas Nacionais e Selecções Regionais. Os dois momentos altos da cerimónia de entrega de troféus aconteceram na eleição do atleta revelação e na eleição do atleta do ano. Em ambas as eleições o prémio foi entregue a nadadores famalicenses, com Luís Vaz a ser eleito nadador revelação do ano 2008/09 e Jorge Maia a vencer na categoria de atleta absoluto do ano 2008/09, de entre todos os atletas nomeados. Para o famalicense Jorge Maia “esta eleição premeia todo o esforço e toda a dedicação à natação”. “Espero que seja o primeiro de muitos prémios, uma vez que estas distinções imprimem uma maior motivação e alegria para tra-

Jorge Maia e Luís Vaz com os respectivos troféus

balhar mais e melhor na procura constante do sucesso desportivo. Ser o melhor atleta do ano é algo que ambicionava e concretizei um sonho. É um sonho e uma responsabilidade acrescida, já que fui galardoado como melhor atleta da modalidade na época 2008/09. Dedico este prémio a todos os meus colegas, que no dia-a-dia de treino partilham os bons e maus momentos, e a todos os famalicenses”, acrescentou ainda o na-

dador. De igual modo, Luís Vaz referiu que “é uma enorme honra ser galardoado atleta revelação da época transacta”. “Esta sessão foi um reconhecimento público dos resultados obtidos e pretendo passar de revelação a certeza e lutar pela construção de uma carreira desportiva brilhante, à imagem do Jorge Maia e do João Araújo, assim como trazer mais alegrias para Famalicão”, concluiu.

Equipas famalicenses entram a vencer no hóquei patins As duas equipas do concelho que marcam presença no campeonato nacional da 2ª divisão de hóquei em patins entraram da melhor forma no campeonato. A primeira jornada realizou-se no passado sábado e quer Riba d’Ave, quer FAC entraram com triunfos na

prova. Ambas as equipas actuaram perante os seus adeptos e conseguiram somar os três pontos. Os ribadavenses derrotaram o Carvalhos, um dos candidatos à subida de divisão, por 4-2 enquanto o FAC bateu a Escola Livre por 6-2.

Riba d’Ave 4-2 Carvalhos No Parque das Tílias, o Riba d’Ave Hóquei Clube (RAHC) recebeu uma formação que aposta na subida de divisão, o Carvalhos, esteve a perder por 2-0, mas conseguiu a reviravolta no marcador, conquistando um triunfo por 4-2 e entrando com o pé direito no nacional da 2ª divisão. Dos dez jogadores convocados por Horácio Ferreira para esta partida, seis eram da formação do RAHC. Os ribadavenses controlaram a partida desde o início, circulando a bola e tentando de várias formas chegar ao golo. Os jogadores da casa obrigaram o guarda-re-

des adversário a muitas e decisivas defesas. O Carvalhos entrou muito defensivo e a explorar, sempre que podia, o contra-ataque. Esta estratégia deu frutos, tendo a equipa visitante saído para o intervalo a vencer por 20, depois de ter concluído da melhor forma dois contra-ataques. O resultado ao intervalo era injusto. Na segunda parte, o RAHC imprimiu uma pressão altíssima e um ritmo avassalador, tendo concretizado o primeiro golo da reviravolta através do Pedro Salgado. A equipa da casa manteve a pressão, sem cometer erros defensivos, com o

técnico a gerir superiormente o desgaste e os ritmos de jogo, conseguindo o segundo golo através de Arnaldo Queirós. O Carvalhos não conseguiu contrariar a força e a vontade de ganhar do RAHC e sofreu mais dois golos, marcados por Arnaldo Queirós e Joel Ferreira. O RAHC iniciou com: Pedro Pereira, André Alves, Pedro Salgado, Joel Ferreira e Arnaldo Queirós. Jogou também João Nuno (ex-júnior). O Riba d’Ave desloca-se sábado ao pavilhão da Nortecoope para a segunda jornada do campeonato. José Alves

FAC 6-2 Escola Livre O Famalicense Atlético Clube (FAC) entrou no campeonato com uma exibição positiva e conseguiu vencer categoricamente a Escola Livre por 6-2, somando os primeiros três pontos no campeonato. O jogo foi muito rápido desde o início, fruto das alterações às leis do jogo introduzidas para esta temporada. Apesar da velocidade imposta, ambos os conjuntos defenderam bem e os golos não surgiam. O equilíbrio era notório, mas num lance de grande nível técnico, o capitão da Escola Livre inaugurou o marcador já nos derradeiros minutos da primeira parte. Após o intervalo, a equipa do FAC assumiu o controlo do jogo e no primeiro minuto António Cruz fez o empate. Logo de seguida, aos quatro minutos, Telmo deu a reviravolta ao marcador. As oportunidades eram con-

tínuas e André Barbosa sentenciou o jogo a meio da segunda parte, com dois golos intervalados por apenas 23 segundos. Depois do 4-1 surgiu o quinto tento por intermédio de António Cruz que acabou por fazer o seu terceiro tento a apenas 26 segundos do final do encontro. Entre estes golos, o FAC atingiu a décima falta e segundo as novas normas, a Escola Livre beneficiou de um livre directo que foi superiormente executado e reduziu a vantagem famalicense. O FAC iniciou o encontro com: Vítor Salgado, Nuno Alves, André Barbosa, Miguel Correia e António Cruz. Na próxima jornada, o FAC desloca-se ao Porto para defrontar o Infante de Sagres. O jogo será no sábado, às 17h30. José Manuel


sport: 7 de Outubro de 2009 23

modalidades

FAC derrotado por Barcelos nas camadas jovens As equipas de hóquei patins de escolares, infantis e iniciados do FAC deslocaram-se na passada sexta-feira ao Pavilhão Municipal de Barcelos para defrontar o OC Barcelos, tendo perdido nos três jogos realizados. Os escolares perderam por 10-3, os infantis por 5-2 e os iniciados por 6-0. Os escolares tiveram algumas desconcentrações e a melhor qualidade técnica dos barcelenses fizeram a diferença, mas o facto dos famalicenses terem marcado três golos dá bom prenúncio para o futuro. Os infantis fizeram uma boa primeira parte e a pouco mais de um minuto do final as equipas estavam empatados a dois golos. No segundo período, o Barcelos foi superior e conquistou o triunfo. Já os iniciados não estiveram com o nível que se esperava. Na primeira parte mantiveram o jogo equilibrado com destaque para os guarda-redes que não

Outeirense vitoriosa no ténis mesa No passado sábado, a Outeirense recebeu e venceu a sua congénere Estrela do Bonfim (Póvoa de Varzim) por 4-1, em jogo a contar para a 2ª jornada da zona Norte nacional. Apesar dos números fazerem entender que o jogo foi desequilibrado, tal não aconteceu porque existiu muito equilíbrio nos jogos disputados o que valoriza a vitória da ADRO. Esta vitória foi muito importante já que aconteceu frente a uma equipa que teoricamente era superior. Assim sendo, os objectivos propostos por esta associação para esta época mais facilmente

Iniciados do FAC recebem instruções do técnico

permitiam qualquer golo. Um momento de inspiração individual, já perto do intervalo, fez com que os da casa chegassem ao descanso com um golo de vantagem. Na segunda parte

tudo foi diferente. Muitas desconcentrações, falhas defensivas e o Barcelos a aproveitar o desnorte da equipa famalicense que acabaria derrotada por números expressivos.

serão atingidos. Na próxima jornada a ADRO desloca-se ao Guilhabreu (Vila do Conde) que será um jogo de grau dificuldade elevado já que esta equipa luta pela subida à 1ª divisão. Entretanto, no futebol de salão (torneio feminino) decorreu no passado sábado a quarta jornada do torneio de futebol de salão feminino organizado pela ADRO (complexo desportivo Engo Fernando Pimenta) com os seguintes resultados: ADRO 60 Esmeriz; CTO/ADERM 4-1 Pedome; Covense 4-1 Académico.

ATC vence quatro jogos nos distritais de basquetebol

Famalicenses golearam Limianos Na terceira jornada do campeonato regional, as equipas de infantis e iniciados deslocaram-se no passado domingo a Ponte de Lima, conseguindo ambas goleadas por números iguais, 11-0. Ambos os treinadores, André Barbosa e Jorge Ferreira, tiveram a oportunidade de rodar todos

os elementos convocados e cada vez mais fica a sensação de que infantis e iniciados podem realizar boas temporadas. No próximo domingo, no Pavilhão Municipal, haverá jornada tripla frente à ED Viana. Os jogos têm início às 9h30.

Jorge Bastos na fase final de bilhar Com uma vitória no seu único jogo do 1º quadro do 1º torneio da 2ª divisão, Jorge Bastos, atleta de bilhar do FAC, já assegurou a presença na fase final que se realizará no salão do FC Porto nos dias 17 e 18 de Outubro. Na primeira jornada do 1º torneio aberto para atletas da 2ª divisão, Jorge Bastos, nº 1 nacional da categoria, teve uma tarefa complicada frente a J. Oliveira, da Portuguesa de Leça. Em Matosinhos, o atleta famalicense, apesar de favorito, apenas conseguiu a vitória por 38-37, o que ilustra as dificuldades sentidas, em jogo da sé-

rie um do quadro um. O resultado dos seus opositores nesta fase favoreceram-no e agora apenas jogará na próxima terçafeira, dia 6 de Outubro, para cumprir calendário, na discussão do primeiro lugar da sua série, mas com o seu adversário (Carlos Rocha, Fenianos) também já apurado para a fase final. Surpreendente foi a prestação de Artur Figueiredo. Um dos grandes candidatos aos lugares cimeiros nesta competição teve dois dias negativos e foi eliminado por adversários teoricamente inferiores. No primeiro

jogo perdeu por 40-30, em apenas 37 entradas, frente a A. Oliveira, da Portuguesa de Leça. Já na segunda jornada, frente a Adriano Lopes, do BC Porto, o resultado foi o mesmo, mas em 56 entradas, o que indicia um abaixamento de forma de Artur Figueiredo. Entretanto, já é conhecido o calendário do Quadro 2 do 1º Torneio da 3ª divisão. São seis os atletas famalicenses presentes entre 32 atletas e procuram a presença na fase final onde estarão 16 atletas e que decorrerá também no salão do FC Porto no fim-desemana de 24 e 25 de Outubro.

Equipa de iniciadas da ATC

Na 1ª jornada dos campeonatos distritais de basquetebol, as equipas da Associação Teatro Construção (ATC) venceram quatro dos cinco jogos disputados. Um início de época prometedor é o que se pode concluir após os resultados obtidos pelas diferentes equipas de formação da ATC a disputar os campeonatos distritais. No sábado, em Braga, as iniciadas da ATC venceram o Sporting de Braga por 58-39. Por sua vez, no Pavilhão Municipal de Vermoim, as cadetes da ATC receberam e venceram sem grande dificuldade o SC Leões das Enguardas por 57-36. Ainda no sábado, os juniores da ATC foram a Barcelos obter uma preciosa vitória por 57-54. No domingo de manhã, as cadetes deslocaram-se a Barcelos, onde perderam por 58-33. À tarde seria a vez dos iniciados entrarem em acção, defrontando em Braga o SC Braga. Num jogo muito disputado, a equipa da ATC acabaria por ser mais coesa que o adversário, vencendo por 52-50. pub.


24

sport: 7 de Outubro de 2009

modalidades/motores

Nacional de rápidas de xadrez

NXVSC-Didáxis no top 10 nacional

NXVSC-Didáxis brilhou no nacional de xadrez

A Associação de Xadrez do Distrito de Braga, em parceria com a Federação Portuguesa de Xadrez, organizou o campeonato nacional absoluto na vertente rápidas, onde o Núcleo de Xadrez de Vale S. Cosme-Didáxis (NXVSC-Didáxis) se destacou, com Ivo Dias, Inês Machado Oliveira e Rui Pedro Gomes a vencerem prémios individuais. Este torneio decorreu nos dias 3 e 4 de Outubro nas instalações do Pavilhão Multiusos de Guimarães. A abertura deste evento reali-

zou-se no dia 2 de Outubro através da iniciativa, Festival de Xadrez do Minho, visando a promoção do xadrez às camadas mais jovens do distrito de Braga, reunindo duas centenas de crianças do 1º e 2º ciclos de Ensino Básico. O Núcleo de Teatro da Escola Cooperativa Vale S. Cosme – Didáxis apresentou o “Reencontro de Kasparov e Karpov: 25 anos depois…”, numa alusão à reedição do jogo entre dois ícones do xadrez mundial. No dia 3 de Outubro teve lugar

a competição colectiva, onde a Associação Recreativa de Vale de Cambra venceu categoricamente. O pódio foi completado pelo Moto Clube do Porto e Grupo de Xadrez do Porto que se classificaram em 2º e 3º lugares, respectivamente. De destacar, que a equipa do NXVSCDidáxis posicionou-se em 8º lugar, melhor equipa do distrito de Braga, em 18 equipas participantes. No dia 4 de Outubro decorreu a competição individual, onde António Fernandes (GD Diana de Évora) impôs o seu favoritismo, cedendo apenas 1,5 pontos em 15 jornadas. José Padeiro (Moto Clube do Porto, 2º classificado – 12,5 pontos) e António Pereira (Grupo Desportivo Dias Ferreira, 3º classificado – 11,5 pontos) completaram o pódio. O prémio feminino foi conquistado por Ana Meireles (Amiguinhos do Museu Alberto Sampaio) e por escalões tem que se destacar a conquista de três prémios individuais de atletas famalicenses do NXVSCDidáxis: Ivo Dias (Sub-12, 24º lugar), Inês Machado Oliveira (S-14, 25º lugar) e Rui Pedro Gomes (S-16, 7º lugar absoluto). Com esta competição nacional deu-se por encerrada a época desportiva do calendário da Federação Portuguesa de Xadrez.

Rosa Oliveira triunfou em Ovar

Famalicense Rosa Oliveira no pódio

A atleta famalicense Rosa Oliveira, da Associação Moinho de Vermoim (AMVE), garantiu mais um triunfo para a formação famalicense e para a sua carreira, ao garantir a vitória de forma destacada no escalão de veteranas da 21ª Meia Maratona de Ovar que decorreu na

passada segunda-feira. A atleta da AMVE não teve concorrência à sua altura no escalão onde competiu, conseguindo uma margem muito confortável para a segunda classificada de veteranos, cortando a meta de forma isolada. Em termos de geral individual feminina, Rosa Oliveira conseguiu o sétimo lugar final. Segundo a AMVE, em comunicado enviado à imprensa, “esta classificação foi um enorme orgulho para a Associação que tem a melhor atleta de sempre de Famalicão a lutar e a correr com as cores da Associação Moinho de Vermoim”. “Esta prova foi mais uma boa demonstração de toda a qualidade que a atleta tem, sendo que nesta prova chegou à frente de muitas atletas de grande qualidade”, pode ainda ler-se na nota à imprensa. Rosa Oliveira não foi a única atleta da colectividade famalicense presente em prova, uma vez que também competiram os atletas Paulo Oliveira, Custódio Mota, Hermínia Pereira e André Machado que conseguiram resultados positivos face às aspirações que levavam para a 21ª Meia Maratona de Ovar.

Liga Concelhia de Bilhar cumpriu duas jornadas Realizaram-se na passada semana os jogos da 13ª jornada da Liga Concelhia de Bilhar, com os seguintes resultados: Vivas 1-2 Calendário; Passos 1-2 Louro; S. Cláudio 3-0 Koppus; Arca 3-0 Realista; Requionense 3-0 Carlitos; Camiliano 2-1 Queen’s Park; Salão Mendes 1-2 Bem Estar; Paris 0-3 Vice Versa. A classificação está ordenada da se-

guinte forma: 1º Vice Versa, 39 pontos; 2º Paris, 36 pontos; 3º Vivas, 35 pontos; 4º Bem Estar, 28 pontos; 5º Camiliano, 25 pontos; 6º Arca, 22 pontos; 7º Salão Mendes, 21 pontos; 8º Passos, 21 pontos; 9º Requionense, 20 pontos; 10º Calendário, 20 pontos; 11º Koppus, 18 pontos; 14º S. Cláudio, 13 pontos; 15º Realista, 13 pontos; 16º Car-

litos, 10 pontos. Entretanto, disputou-se também a primeira eliminatória da taça concelhia de bilhar, com os resultados: Realista 0-2 Paris; Calendário 2-1 S. Cláudio; Carlitos 0-2 Queen’s Park; Vivas 2-0 Vice Versa; Salão Mendes 0-2 Bem Estar; Louro 2-0 Requionense; Arca 1-2 Passos; Koppus 0-2 Camiliano.

AJ Joane realiza jogos de preparação Tendo em vista o arranque da época desportiva 2009/2010 e a sua participação na Liga de Futsal de Famalicão, a Associação Juventude de Joane (AJJ) agendou já alguns jogos de preparação para a sua equipa de futsal. A preparação será feita com a participação no III Torneio de Futebol Infantil de Famalicão, a realizar no próximo dia 10 de Outubro. A AJJ vai apresentar-se com os seus três escalões de formação de futsal: pré-escolinhas, escolinhas e infantis. A Juventude de Joane vai dar assim início a sua nova época desportiva no futsal.

Nuno Pina lidera na sua categoria

Rali de Loulé foi positivo para o famalicense

Inicialmente apostado em vencer o Desafio Modelstand, o famalicense Nuno Pina entrou, fruto da sua regularidade, na luta por outros títulos. O piloto de Famalicão é líder isolado da Categoria 1 e detém a vice-liderança do Open de Ralis. Por essa razão, disputou no passado fim-de-semana o Rali de Loulé, uma prova que não estava no programa inicial, uma vez que não é pontuável para o Desafio Modelstand. A aposta nesta prova extra-troféu foi claramente ganha, com Nuno Pina a distanciar-se ainda mais dos seus adversários, colhendo os louros de uma estratégia inteligente e realista. Com sentimento de missão cumprida, o piloto navegado por Guilherme Pereira revela que “falta apenas

um ponto para sermos campeões da categoria 1 (duas rodas motorizes) para consolidarmos uma grande vantagem para a conquista do vice-campeonato”. O Rali de Loulé definiu já, ainda que virtualmente, dois títulos, que Nuno Pina comenta: “um grande abraço ao Pedro Peres e os meus mais sinceros parabéns pelo título e igualmente ao meu amigo André Pimenta, pela conquista do campeonato Júnior, este que demonstrou ser um piloto rápido e consistente, revelando grande evolução na sua pilotagem no decorrer deste ano.” A próxima prova de Nuno Pina, onde voltará a defrontar os concorrentes do Desafio Modelstand, será o Rali de Penafiel, a penúltima do campeonato.

Jornada azarada para Areal e Carlos Magalhães

Fiat Punto rodou na Rampa da Penha

A participação de António Areal e do madeirense José Carlos Magalhães na 27ª edição da Rampa da Penha ficou um pouco aquém das expectativas da dupla da Padock Competições inscrita no Challenge Desafio Único FEUP 2, com os Fiat Punto. As dificuldades começaram logo no desenrolar dos treinos quando a equipa não conseguiu adaptar-se ao traçado vimaranense. “Foi muito complicado, a nossa participação chegou mesmo a estar em risco. Primeiro, apresentei-me com gripe e temperaturas altas, não conseguindo a melhor concentração para obter os tempos desejados, depois o José Carlos Magalhães, mais habituado a carros mais potentes, não conseguiu adaptar-se à condução do Punto. Foi um inicio que prova que tínhamos esperança em consertar nas subidas oficiais”, começou por dizer António Areal que no conjunto das três subidas oficiais não conseguiu ir

além do 14º lugar final. “Um resultado desastroso para as nossas aspirações. Sinceramente esperava muito mais, mas, as corridas são assim mesmo. Tudo fizemos para melhorar os nossos tempos de subida para subida, mas não conseguíamos, ou era uma trajectória menos acertada, ou a travagem que falhava, enfim, foi uma jornada para esquecer”, afirmou o piloto de Famalicão que apenas se lamentável pela como a prova correu ao seu colega de equipa: “O José Carlos bem tentou mas o desânimo era grande. O carro estava igual a outras corridas, nós, os pilotos e que não conseguimos encontrar as melhores condições para superar os nosso mais directos adversários”. A próxima etapa do Challenge/Desafio Único – FEUP 2 disputa-se no dia 25 de Outubro, apoiando o programa do ETC Cup, que se realiza no circuito de Braga no mesmo fim-de-semana.

OS909  

MAL iniciou escolinhas de futsal FUTEBOL: GD Ribeirão lidera isolado na 2ª divisão nacional No R Ra al li i de Loulé No passado sábado inici...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you