Page 1

ADC Arnoso Sta Eulália organiza reisadas A Associação Desportiva e Cultural de Arnoso Sta Eulália está a organizar, até ao final do mês de Janeiro, as reisadas naquela freguesia famalicense. Esta iniciativa tem como objectivo recuperar uma tradição que se tinha perdido no tempo. A realização das reisadas, além da angariação de fundos para a associação, tem como objectivo não deixar cair algumas tradições como esta.

MODALIDADES: CDD Ribeirão destaca-se no triatlo FUTEBOL: Fim-de-semana só com vitórias para equipas famalicenses

Martim/ Famalicão na Taça AF Braga Realizou-se na passada segundafeira o sorteio dos oitavos-de-final da Taça da Associação de Futebol de Braga, ditando que o FC Famalicão se desloque ao reduto do Martim. Os famalicenses, líderes da Divisão de Honra, vão medir forças com o terceiro classificado do campeonato, estando as equipas separadas por quatro pontos. O sorteio ditou que os sete primeiros classificados da Divisão de Honra jogassem entre si. Assim, os jogos dos oitavos-de-final são: ArõesÁguias da Graça, Terras de BouroCatel, Vila Chã-Pica, Santa EuláliaSoarense, Forjães-Longos, Cabeceirense-Silvares e TorcatenseSanta Maria. As partidas realizamse de domingo a oito dias, ou seja, a 25 de Janeiro. De referir ainda que o Esposende, finalista da última edição da prova, ficou isento e já está por isso nos quartos-de-final da competição.

Riba d’Ave joga hoje no Marco O Riba d’Ave Hóquei Clube (RAHC) joga hoje, quarta-feira, pelas 21 horas, no Marco de Canaveses frente à equipa local, numa partida em atraso da 12ª jornada do campeonato nacional da 2ª divisão de hóquei em patins. Os ribadavenses estão na segunda posição da tabela classificativa e em caso de triunfo poderão isolarse no topo, ultrapassando a formação do Tomar.

Adélio lidera pelotão luso

Os pilotos famalicenses que estão presentes no Dakar 2009, Adélio Machado e Martine Pereira, em representaç ão da Padock Compe tiç ões, estão a exibir-se a grande nível. Adélio é o por tuguês que está melhor classifi ficcado na geral individual enquanto Martine está a estrear-se da melhor forma no Todo-o-Terreno, aparecendo na c lassifi ficcaç ão como o quarto me lhor piloto luso em prova.


22

sport: 14 de Janeiro de 2009

PÓDIO

1º CCD Ribeirão

A equipa do Clube de Cultura e Desporto de Ribeirão (CCDR) esteve em destaque nos campeonatos regionais de triatlo técnico jovem, conseguindo várias distinções. Desta forma, o CCDR viu os seus atletas qualificarem-se para os campeonatos da zona Norte.

grande área

Piloto famalicense está na terceira posição do T2 e ainda luta pela vitória

Adélio Machado é o melhor português

Riba d’Ave HC O Riba d’Ave Hóquei Clube conquistou duas vitórias importantes e isolou-se no segundo lugar da tabela classificativa. Os ribadavenses disputam esta quarta-feira uma partida em atraso e em caso de vitória poderão isolar-se no primeiro lugar, provando o bom campeonato que estão a realizar.

km; Ligação: 20 km; 5 21 l: Especia km; 5 44 : ão Ligaç km Total: 680

Etapa 12: Fiambalá – La Rioja

A especial do dia obriga a grande técnica e perícia. Vários tipos de dunas estarão presentes, incluindo as temidas dunas brancas. A três dias da chegada, esta etapa pode mudar a hierarquia, especialmente pelos veículos de assistência não terem acesso. É preciso saber poupar o veículo.

Etapa 13: La Rioja – Córdoba

José Lemos

Esta poderá ser considerada a etapa mais majestosa do rali, com os navegodres a terem um papel muito importante. Pela manhã, os veículos saem perto do Oceano Pacífico para seguirem em direcção à fronteira. O retorno à Argentina será em um marco encantador, no Passo São Francisco, a cerca de 4.700 metros de altura.

4 km; Ligação: 3 km; Especial: 25 1 km; 26 : Ligação km 8 51 : Total

2º No seu segundo jogo como treinador principal conquistou a primeira vitória ao serviço do GD Ribeirão. Frente ao Mirandela, os ribeirenses já deixaram uma imagem diferente e colocaram um ponto final no jejum de vitórias. Cabe agora ao técnico José Lemos prolongar os resultados positivos.

Etapa 11: Copiapó – Fiambalá

Adélio Machado e Martine Pereira, pilotos que representam o concelho de Famalicão no Dakar 2009, continuam as suas boas prestações e prometem bons registos no final da prova, marcada para sábado. À hora do fecho desta edição do Opinião Sport, Adélio Machado era o melhor português da geral, ocupando a 35ª posição, sendo também terceiro classificado no agrupamento T2. Já Martine Pereira, a fazer a sua estreia noTodo-o-Terreno, ocupava a 79ª posição da geral, sendo o quarto melhor português e o 10º no T2. Na nona etapa, realizada na segunda-feira, Adélio Machado e Laurent Flament deram mais uma prova de capacidade, ultrapassando da melhor forma o duro deserto de Atacama, em território chileno. “Apanhamos de tudo ao longo do percurso, muita navegação, terra escorregadia, pedra e areia.

Ainda andamos algo perdidos mas conseguimos ultrapassar todas as dificuldades e terminar bem a etapa”, referiu o patrão da Padock Competições. Machado continua bastante confiante e acredita que pode segurar o título de melhor português até ao final do Dakar e garantir ainda o triunfo no agrupamento T2, um dos objectivos definidos à partida. “Estamos precavidos para as dificuldades e vamos continuar com a nossa marca triunfante etapa a etapa”, concluiu o líder da Padock. Quanto ao outro piloto famalicense em prova, Martine Pereira, está também a dar boa conta de si, mostrando ser um dos melhores estreantes na competição. Para Martine, a estreia está a ser muito desgastante fisicamente, mas as dificuldades estão a ser superadas etapa a etapa. O objectivo passa por pensar “etapa a

etapa para alcançar o tão desejado pódio no regresso a Buenos Aires, com a melhor classificação possível”. “Quem consegue aguentar e superar todas estas contrariedades, pisos pedregosos e arranha-céus de areia, só tem que estar satisfeito com a sua entrega. Vamos continuar a nossa missão até Buenos Aires”, concluiu Martine. Dakar 2009 perto do fi fin nal É tempo dos concorrentes do Dakar 2009 começarem a apresentar os últimos trunfos, com o regresso a Buenos Aires, na Argentina, já no horizonte. As últimas etapas prometem ainda muitas dificuldades para as equipas que competem na mais importante prova do Todo-o-Terreno mundial. Agora é tempo de encontrar as últimas forças existentes e preparar a chegada triunfal a Buenos Aires, no próximo sábado.

Depois dos milhares de quilómetros percorridos, esta penúltima etapa constitui um desafio físico de primeira ordem. Os pilotos de ponta deverão manter suas posições, enquanto os amadores terão que preservar o excesso de confiança. Os erros poderão deixar recordações amargas, já que será a jornada dos cactos. 1 km; Ligação: 16 5 km; Especial: 54 km; 47 : Ligação Total: 753 km

Etapa 14: Córdoba – Buenos Aires

Depois de muita exploração, os participantes no Dakar 2008 vão encontrar agora uma paisagem mais familiar. No longo caminho a percorrer, a concentração é algo necessário. Aqueles que chegarem classificados a Buenos Aires terão terminado a competição mais impressionante realizada e serão para sempre os primeiros. 4 km; Ligação: 22 7 km; 22 l: ia Espec km; 1 Ligação: 34 km 2 Total: 79


sport: 14 de Janeiro de 2009 23

futebol

Ribeirão regressou às vitórias frente ao lanterna vermelha

3-1 Estádio do Passal Árbitro: Raúl Valega (Porto) Auxiliares: Fábio Castro e Pedro Varanda

Ribeirão Mirandela Litos Serafim André Serrão Tiago Martins (71’ Pizzi) Bruno Pereira Mendes Paulo Rola Rui Lopes (85’ Adriano) Mesquita Palmeira Bacari (60’ Forbes)

Fernando Jorge Ramalho Rocha Vitó (69’ Rui Lopes) Cheguerov Peixe Maktar (69’ João Ribeiro) Cadete Adriano Juni (75’ André Novais) André Ká

Treinadores José Lemos

Jorge Batista

Golos: 22’ Bacari (1-0); 35’ Bacari (2-0); 41’ Tiago Martins (3-0); 83’ Rocha (3-1). C artõ es Amarelo s: 57’ Vitó; 65’ André Ká; 65’ Mendes; 90’ Ramalho. C artõ es Vermelho s: Não houve.

Aristides Ferreira Depois de três derrotas consecutivas, o Ribeirão recebeu o Mirandela, último classificado com sete pontos, e no seu Estádio só a vitória interessava aos comandados de José Lemos. Numa tarde de grande eficácia, o Ribeirão lá conseguiu a vitória, com dois go-

Boa primeira parte rendeu três pontos los de Bacari e um de Tiago Martins, todos conseguidos durante a primeira parte. No segundo período o Ribeirão controlou o jogo, acabando por sofrer um golo, já perto do final da partida, e digase que foi um golo que o Mirandela mereceu ao longo dos 90 minutos. Porque foi o Mirandela que assumiu o comando do jogo logo no inicio, obrigando a defesa do Ribeirão a passar por alguns calafrios, só de bola parada o Ribeirão conseguia chegar com perigo a baliza contrária. Assistia-se a uma partida agradável e aos 16 minutos Litos viu a bola bater no poste depois de um remate de Cheguerov. No minuto seguinte, depois da marcação de um canto, a bola voltou a beijar o ferro da baliza de Litos, desta vez a embater na trave. Começava notar-se alguma intranquilidade nos homens de José Lemos, quando Bruno Pe-

reira consegue ganhar posição sobre o lado direito, cruza para Bacari e este de cabeça faz o 1-0 para o Ribeirão. E como a tarde era de eficácia para os ribeirenses, depois de um livre superiormente marcado por Tiago Martins, Bacari bisou no jogo e de cabeça faz o dois a zero para o Ribeirão. Mesmo a perder, o Mirandela não baixou os braços e Rocha obrigou Litos a grande defesa aos 36 minutos. Só que o xeque-mate no jogo viria três minutos depois. Mendes esgueirou-se pela direita, cruzou para Tiago Martins e este faz o 3-0. E o caso mais caricato do jogo aconteceria em cima do intervalo, com Tiago Martins a isolar-se e o árbitro da partida a dar por concluída a primeira parte. No segundo período, o Ribeirão entrou com um futebol mais pausado, a tentar controlar o jogo, mas mesmo assim foram os

dois guarda-redes a brilharem. Primeiro foi Litos a rubricar duas boas intervenções até aos oito minutos. Depois foi Fernando Jorge, a meio da segunda parte, com duas boas defesas a remates de Paulo Rola e Pizzi. Foi já perto do final da partida que o Mirandela conseguiu o tento de honra, com Rocha a aparecer solto no meio dos centrais do Ribeirão e a fazer o tento de

II DI VI SÃO

Sé rie A

honra que bem mereceu ao longo dos 90 minutos. A vitória do Ribeirão não sofre contestação, mas o Mirandela mostrou serviço, pecando apenas no seu sector mais recuado. O árbitro até nem esteve mal, mas o lance que anulou em cima do intervalo podia ter consequências mais graves para a sua actuação, se o resultado estivesse desfavorável ao Ribeirão. J

V

E

D

F

C

P

1. Chaves

16

9

5

2

28

13

32

2. Mar timo B

16

8

4

4

25

16

28

Chaves, Ribeira Brava, 1; Cani al, 0 2; Mar timo B, 1 3. Ribeira Brava16 4. 1Tirsense 16 1; Pontassolense, Vianense, 0; Moreirense,Tirsense, 0 Ribeirªo, 3; Mirandela, 1 5. Moreirense 16 Valdevez, 1; Maria Fonte, 1 6. Pontassolense16

6

7

3

16

11

25

6

7

3

19

15

25

7

3

6

18

14

24

6

6

4

20

22

24

RESULTADOS

PR XIMA JORNADA

CLAS SI FI CA ˙ˆO

7. Ribeirªo

15

7

2

6

18

16

23

8. Valdevez

15

5

7

3

14

11

22

5

4

7

16

20

19

3

6

7

14

23

15

Mirandela - Ribeira Brava Maria Fonte - Chaves 9. Cani al 16 Cani al - Vianense Mar timo B - Tirsense 10. Vianense 16 Moreirense - Valdevez Pontassolense - Ribeirªo 11. Maria Fonte 16 12. Mirandela

Resultado dilatado confirmou favoritismo natural do FC Famalicão

chegava até à baliza de Bruno. Nesta segunda parte, o Laje desceu duas vezes à baliza de Bruno e esteve perto de conseguir marcar nessas ocasiões. Não marcou e disso mesmo se aproveitou o Famalicão para dilatar ainda mais o resultado. O terceiro tento foi marcado por Bessa, que marcava pela segunda vez na partida, e o quarto foi passado três minutos por intermédio de Canetas. Quanto ao quinto golo aconteceu na marcação de uma grande penalidade convertida por Badara. Esta foi uma vitória fácil da formação famalicense que sem fazer um grande jogo conseguiu aquilo que era o mais importante: os três pontos. Com esta vitória o Famalicão mantém-se na liderança e no próximo fim-de-semana não joga por desistência do seu adversário o Pico de Regalados. Quanto ao árbitro, sem qualquer problema realizou uma excelente arbitragem.

Famalicão Laje Bruno Zé D’Angola Hélder Tó Saviolas Martins (60’ Barreiras) Costa (60’Canetas) Nuno Sousa Bessa Ruizinho Maniche (70’ Badara)

Pastel César Jorge (45’Duarte) Martins Gamarra (20’Cenoura) Hélder Sarda Durão Capa Cachimbo (66’Lopes) Serra

Treinadores Vitor Paneira

João Ferreira

Golos: 8’ Bessa (1-0); 11’ Maniche (2-0); 65’ Bessa (3-0); 68’ Canetas (4-0); 90’ Badara (5-0, penálti). C artõ es Amarelos: 23’ Jorge. C artõ es Vermelho s: Não houve.

José Clemente O FC Famalicão recebeu e goleou o Laje por cinco bolas a zero, em jogo a contar para a 13ª jornada da Divisão de Honra da AF Braga, numa partida em que as dificuldades esperadas eram poucas para a formação comandada por Vítor Paneira. Isto se tivermos em conta a posição que as duas equipas ocupavam na tabela classificativa. O Famalicão é um candidato assumido à subida de divisão enquanto do outro lado o Laje luta com muitas dificuldades para se manter neste escalão. Com tudo isto as facilidades eram bastantes para a formação famalicense. O Famalicão marcou cinco golos e poderia ter marcado muitos mais, tantas foram as faci-

Laje foi impotente para travar o Famalicão

lidades encontradas nesta partida. Os comandados de Vítor Paneira entraram muito fortes no jogo o que lhes daria dois golos nos primeiros 11 minutos de jogo, apontados por Bessa e Maniche. A partir daqui o Famalicão adormeceu e nunca mais colocou à prova o último reduto da formação do Laje. Do banco, Vítor Paneira pedia muito mais agressividade aos seus jogadores já que o jogo até parecia que tinha terminado ali. O intervalo chegaria com a equipa da casa a vencer por duas bolas a zero, um resultado que condizia na perfeição com o que se passou durante os primeiros 45 minutos. Paneira não gostava nada da postura da sua equipa,

depois de ter chegado ao segundo golo. Para a segunda parte, o treinador do Famalicão pediu aos seus jogadores muito mais atitude do que aquela que tiveram durante a primeira parte. Mesmo assim, Paneira manteve o mesmo onze só que o encontro esse foi diferente e para melhor. Aos 60 minutos, o Famalicão fez duas alterações. Saíram Martins e Costa e entraram Barreiras e Canetas. A partir daqui o ataque famalicense começou a ter muito mais profundidade e os golos esses foram aparecendo com naturalidade. Os locais continuavam a carregar e eram a única equipa que atacava. O Laje só defendia e dificilmente

AFB DIVISÃO HONRA RE SUL TA DOS

Árbitro: Luís Cunha Auxiliares: Renato Mendes e Miguel Silva

5

9

11

26

11

4

11 10

22

7

Série 1

Nas divisões distritais os resultados das camadas jovens foram: Famalicão 6-0 Pico de Regalados (juvenis); Famalicão 2-0 Guimarães (iniciados); Famalicão A 4-3 Brito (infantis); Famalicão B 1-4 Arnoso (infantis); Joane 6-3 Famalicão A (escolas); Ribeirão 5-2 Famalicão B (escolas). Na próxima jornada, os jogos são os seguintes: Famalicão-Beira-Mar (juniores, sábado, 15 horas); Varzim-Famalicão (iniciados, domingo, 11 horas); Famalicão B-Ronfe (juvenis, domingo, 10 horas, Campo do Outiz); Merelinense-Famalicão A (juvenis, sábado, 15 horas); Celoricense-Famalicão (iniciados, sábado, 15 horas); Fintas Academia-Famalicão A (infantis, domingo, 10 horas); Ribeirão-Famalicão B (infantis, sábado, 9h30, sintético Ribeirão); Famalicão B-Ronfe (escolas, sábado, 15 horas, Campo do Avidos e Lagoa).

…e do Joane Os resultados do GD Joane

Taipas, 3; Forjªes, FC 0 FAMALICˆO, 5; Laje, 0 foram: Joane 3-2 Prazins (juPica-Santa Maria (adiado) Martim, 1; Esposende, 0 niores); Brito 3-2 Joane (iniAlegrienses, 1; Ag. Aroes-Torcatense Gra a, 2 (adiado) ciados); Joane 0-6 MoreiPorto Ave-Pico Regalados SE Vizela-Ronfe (adiado) rense (infantis); Joane 6-3

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

1. FC FAMALICˆO14 10 1 3 25 6 31 2. Taipas 14 9 2 3 24 14 29 3. Martim 14 8 3 3 22 14 27 4. Santa Maria 13 6 5 2 31 18 23 5. Torcatense 13 7 2 4 19 8 23 6. Aroes 13 7 2 4 19 13 23 7. Aguias Gra a14 6 3 5 22 18 21 8. St“ Eulalia Vizela 13 6 3 4 17 15 21 9. Porto Ave 13 5 3 5 15 12 18 10. Esposende 14 5 2 7 20 21 17 11. Ronfe 13 4 3 6 16 19 15 12. Pica 13 4 3 6 16 20 15 13. Pico Regalados 12 2 6 4 11 16 12 14. Laje 14 3 3 8 10 31 12 15. Forjªes 14 2 1 11 7 33 7 16. Alegrienses 13 1 2 10 7 23 5 Forjªes - Pica Laje - Martim Santa Maria - Alegrienses Esposende - Aroes Aguias Gra a - Porto Torcatense Ave - St“ Eulalia P. Regalados - FC Famalicªo Vizela PR XI MA

Estádio Municipal

2 1

Camadas jovens do Famalicão…

Liderança continua longe de perigo 5-0

16

Famalicão (escolas); Joane 33 Ponte (escolas). O JoaneBrufense, em juvenis, foi adiado. Na próxima jornada as camadas jovens do Joane têm os seguintes jogos: EstorãosJoane (juniores, sábado, 15 horas); Joane-Operário (juvenis, sábado, 15 horas); Joane-Ribeirão (iniciados); Ruivanense-Joane (infantis, domingo, 9h30); RibeirãoJoane (escolas, sábado, 11 horas); Fair Play-Joane (escolas, sábado, 16h30).


sport: 14 de Janeiro de 2009

24

futebol

Oliveira do Douro defendeu muito mas Oliveirense foi superior

Fidalgo saltou do banco para resolver 1-0 Campo de Ribes Árbitro : Cláudio Silva (V. Castelo) Auxiliares: Luís Costa e Ivo Afonso

Oliveirense Oliveira Douro Rui Forte Luís Miguel China João Duarte Carvalhinho (45’ Pedro Fidalgo) César Marques João Dias João Cruz Arturinho (65’ Leal) Meira Nuno Cavaleiro (84’ Paulinho)

Castro Ricardo Teixeira (45’ Oliveira) Alex Pedro Monteiro (45’ Marlon) Tonel Nuno Cardoso Hugo Paiva (45’ Ruben) Edivan Correia Dani

Treinadores Mário J orge

António Pedro

Golos: 55’ Pedro Fidalgo (1-0). Cartões Amarelos: 71’ Nuno Cardoso; 71’ César Marques; 80’ Nuno Cavaleiro; 81’ João Dias; 84’ João Cruz; 92’ Rui Forte. C artõ es Vermelho s: Não houve.

Bruno Marques Depois de três semanas sem jogos oficiais, a Oliveirense regressou da melhor forma à competição após receber e vencer no Campo de Ribes o Oliveira do Douro por 1-0. Um golo de Pedro Fidalgo foi o suficiente para resolver uma partida complicada, onde só nos últimos minutos os visitantes conseguiram criar algum perigo na baliza de Rui Forte. Os primeiros minutos foram muito disputados, sem que qualquer uma das equipas conseguisse criar oportunidades de golo. Aos poucos a Oliveirense foi tomando contas dos aconte-

Pedro Fidalgo marcou o único golo do encontro

cimentos, tendo o Oliveira Douro recuado bastante no terreno. Os jogadores famalicenses tinham algumas dificuldades em trocar a bola no meio campo ofensivo, dada a falta de espaços. O perigo para a baliza de Castro surgia quase sempre em remates de longa distância, com João Cruz, Meira e Arturinho a serem os homens mais activos neste particular. Aos 20 minutos, Nuno Cavaleiro e César Marques falharam o cabeceamento na área, após canto de Meira na di-

reita, desperdiçando uma boa ocasião para marcar. Só a espaços o Oliveira Douro conseguia sair em contra-ataque, no entanto os lances eram sempre de fácil resolução por parte da defensiva da casa. De livre, Alex foi o que conseguiu colocar a bola mais perto da baliza de Rui Forte. Já perto do intervalo, aos 41 minutos, Luís Miguel foi rasteirado na área adversária, o árbitro mandou seguir e ficou uma grande penalidade por assinalar.

Ao intervalo, Mário Jorge deixou Carvalhinho nos balneários e lançou Pedro Fidalgo para o seu lugar. Meira recuou para lateral esquerdo e a Oliveirense ganhou mais um homem de área. Do lado contrário, António Pedro esgotou as substituições, mostrando não estar satisfeito com a prestação da sua equipa. A entrada de Pedro Fidalgo haveria de se revelar decisiva. Aos 55 minutos, Meira apontou um canto na direita, João Duarte correspondeu de cabeça e no meio da confusão, à entrada da pequena área, Pedro Fidalgo rematou para o 1-0. Um golo merecido e que premiava a única equipa que tinha procurado chegar à vantagem Apesar de estarem em desvantagem no marcado, os visitantes não abandonaram a sua postura defensiva e por isso a Oliveirense continuou a mandar na partida. Ainda assim, aos 68 minutos, Nuno Cardoso esteve perto de surpreender Rui Forte com um remate forte do meio da rua. O guarda-redes da Oliveirense respondeu da melhor forma com

III DI VI SÃO

Sé rie B

uma sapatada para canto. A Oliveirense dispôs depois de algumas situações para matar a partida, sobretudo quando colocou velocidade no seu jogo ofensivo. Os famalicenses não marcaram e acabaram por sofrer bastante nos últimos dez minutos para conseguirem segurar a vantagem. Aos 80 minutos Edivan atirou a bola ao poste e a partir daí o Oliveira do Douro tentou o tudo por tudo para chegar à igualdade, essencialmente com bolas bombeadas para a área contrária. Os comandados de Mário Jorge acabaram por conseguir segurar o 1-0 e o resultado é inteiramente justo. O Oliveira do Douro foi um adversário complicado de ultrapassar, porque defendeu sempre com onze unidades e deu poucos espaços, mas a Oliveirense mereceu conquistar pela primeira vez os três pontos frente à equipa de Gaia. O trabalho do trio de arbitragem ficou manchado pelo penálti não assinalado na primeira parte sobre Luís Miguel. A nota não pode por isso ser positiva. CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

1. Rebordosa 15 2. Coimbrıes 15 RESULTADOS 3. Oliveirense14 Oliveirense, 1; O. Douro, 0 Vila Real, 2; Vila Meª, 4 4. Vila Meª 15 Folgou: Alpendorada Padroense, 4; Coimbrıes, 3 5. Torre Moncorvo 14 Rebordosa, 1; Le a, 1 Lixa-Serzedelo (adiado) 6. Serzedelo 14 Torre Moncorvo, 0; Paredes, 0 7. Paredes 15 8. Oliveira Douro 15 PR XIMA JORNADA 9. Le a 15 Serzedelo - Vila Real Paredes - Oliveirense 10. Vila Real 15 Vila Meª - Padroense Oliveira Douro - Alpendorada 11. Padroense 15 Coimbrıes - Rebordosa Folga: Lixa 12. Alpendorada14 Le a - Torre Moncorvo 13. Lixa 14

V

E

8 8 7 6 6 7 5 5 5 5 4 3 2

3 4 3 4 5 2 5 4 4 4 1 6 5 5 5 5 4 6 3 7 6 5 2 9 2 10

D

F

C

P

32 25 17 25 16 20 18 20 24 23 24 15 12

24 18 9 23 13 20 16 21 21 23 28 28 27

27 27 26 23 22 22 20 20 19 18 18 11 8

Equipa de Paulo Rafael já leva nove jogos consecutivos a somar pontos

Quem pára este Joane? 0-3 Estádio Municipal de Celorico de Basto Árbitro : Miguel Machado (Porto) Auxiliares: Rui Oliveira e Ricardo Costa

Mondinense Joane Pimenta César Zé Pedro Nelsinho Paulo César João Miguel (66’ Pataca) Marco (56’ Hélder) Canário Santos (59’ Zé) Ibraima David

Sérgio André Bruno Carneiro Sócrates (23’ André Silva) Bertinho (67’ Marquinhos) Jader Hugo Gil (83’ Laureta) Carlos Manuel Álvaro

Treinadores Carlos Felisberto

Paulo Rafael

Golos: 38’ Jader (0-1); 49’ Bertinho (0-2); 58’ André Silva (0-3). C artõ es Amarelos: 14’ Marco; 35’ Santos; 37’ e 55’ Zé Pedro; 50’ Paulo César; 51’ e 84’ Nelsinho. C artõ es Vermelho s: 55’ Zé Pedro; 84’ Nelsinho.

José Carlos Fernandes Não há jogos fáceis e este não fugia à regra. O Joane acabou por simplificar esta partida, aca-

bando por bater o Mondinense por três bolas a zero. O jogo foi disputado no Estádio Municipal de Celorico, uma vez que o campo do Mondinense, como é pelado, a lei já não permite que a equipa de Mondim de Basto dispute mais jogos para o nacional no seu terreno. O prazo legal de dois anos já foi ultrapassado. Foi o Mondinense quem entrou melhor no jogo e aos sete minutos, numa desatenção da defensiva joanense, Sérgio foi obrigado a defesa apertada. No minuto seguinte foi a vez do Joane assustar a defensiva caseira. O jogo começou bem, com as equipas apostadas em vencer. Aos 11 minutos, o guarda redes joanense efectua a defesa da tarde, evitando o golo caseiro. Foi à passagem dos quinze minutos que o Joane ganhou algum ascendente, passando a jogar mais rápido, com boa circulação de bola e conseguindo criar jogadas de perigo. Aos 23 minutos, Sócrates, lesionado, foi substituído por André Silva, acabando por fazer a

sua estreia ao serviço do Joane. A jogar melhor, Paulo Rafael viu a sua equipa colher os frutos aos 38 minutos. De fora da área, Jader acabou por fazer um excelente golo que deu vantagem no marcador ao Joane, acabando por ser com este resultado que se atingiu o intervalo. No reatamento, o Joane muito cedo fez o segundo golo, aproveitando uma bola ao segundo poste, com Bertinho a rematar para a baliza deserta. Um golo que trouxe mais tranquilidade aos joanenses. Pouco depois, o Mondinense ficou a jogar com menos um ele-

III DI VI SÃO

Sé rie A

mento, uma vez que Zé Pedro viu duplo amarelo e foi expulso. A vencer por dois a zero, a jogar em superioridade numérica, o Joane tinha a tarefa mais facilitada. Carlos Felisberto, o técnico caseiro, começou a fazer alguns ajustes na sua equipa, mas o Joane não deixou que o Mondinense recuperasse posições. André Silva estreou-se a jogar e a marcar, fazendo o terceiro golo à passagem dos 58 minutos. Foi o golpe de misericórdia que os visitantes aplicaram ao Mondinense. A vantagem era gorda, mas justa. Os forasteiros souberam CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

1. Vieira 16 2. Bragan a 16 RESULTADOS 3. Joane 16 16 Mondinense, 0; Joane, 3 4. M. Cavaleiros Marinhas, 1; Mªe de `gua, 1 5. Merelinense 16 Fªo, 1; Vieira, 1 M.Cavaleiros, 2; Vilaverdense, 0 Limianos, 1; Fafe, 1 Bragan a, 2; Amares, 0 6. Limianos 16 7. Fafe 16 Prado, 1; Merelinense, 0 8. Fªo 16 9. Marinhas 16 10. Vilaverdense 16 16 Joane - M. Cavaleiros 11. Prado Mªe de `gua - Fªo 12. Amares 16 Vieira - Limianos Vilaverdense - Bragan a 13. Mondinense 16 Fafe - Prado 14. Mªe de `gua16 Merelinense - Mondinense Amares - Marinhas

PR XIMA JORNADA

V

10 11 9 7 8 7 6 6 5 5 4 3 2 2

E

D

F

4 2 32 1 4 20 3 4 26 5 4 24 1 7 30 4 5 25 6 4 23 3 7 24 5 6 24 4 7 19 6 6 11 4 9 26 4 10 12 4 10 14

C

P

13 11 17 15 18 21 18 16 29 19 16 32 35 50

34 34 30 26 25 25 24 21 20 19 18 13 10 10

aproveitar bem a superioridade numérica. Dos bancos surgiam alterações, mas o sentido do jogo era sempre o mesmo: a baliza de Pimenta. O Joane podia nesta fase ter feito mais golos, mas o individualismo e a confortável vantagem no marcador levaram os joanenses a desperdiçarem muitas situações de golo. O Mondinense nunca baixou os braços, era uma equipa limitada, mas os jogadores da casa nunca viraram a cara à luta, nem mesmo quando ficaram reduzidas a nove elementos com o duplo amarelo mostrado a Nelsinho. Foi a equipa da casa que nos minutos finais conseguiu incomodar Sérgio. A vitória do Joane peca talvez por escassa. O Mondinense foi uma equipa que apesar de todas as adversidades demonstrou muita atitude e merecia o tento de honra. Este resultado deixou o Joane isolado na terceira posição enquanto o Mondinense fica agora no último lugar juntamente com o Mãe de Água, com apenas dez pontos. Arbitragem regular.


sport: 14 de Janeiro de 2009 25

futebol

Iniciados famalicenses colocam ponto final no jejum

Triunfo difícil mas justo José Clemente O FC Famalicão venceu no passado sábado a formação do Chaves por uma bola a zero, numa partida que contava para o nacional de iniciados. Só a vitória interessava à formação famalicense para assim continuar a acreditar que ainda é possível a manutenção neste escalão. Esta foi uma vitória muito difícil e o golo marcado por Pedro aos 10 minutos da primeira parte valeu a conquista dos três pontos. Este foi o regresso às vitórias. Durante a primeira parte o Chaves foi sempre superior ao FC Famalicão e teve inclusive as melhores oportunidades de golo, só que os seus atacantes estavam em tarde de pouco acerto. O Famalicão também as teve mas em menor número. Para a segunda parte o Famalicão apareceu muito melhor e só não conseguiu dilatar a vantagem por falta de pontaria dos seus atacantes. Nos últimos minutos da partida, o Chaves acreditou que era possível levar pontos desta deslocação e só não o conseguiu porque nos últimos minutos da partida Carlos, o guarda-redes famalicense, com um punhado de boas defesas, cotava-

Chaves obrigou jogadores famalicenses a lutar muito

PR XI MA

RE SUL TA DOS

se nesta altura como o melhor jogador em campo. Os iniciados famalicenses têm por obrigação fazer mais do que aquilo que fizeram frente a uma equipa que se encontrava abaixo da formação famalicense na tabela INICIADOS I Divisão classificativa. No entanto, o mais Moreirense, 0; Vizela, 2 Guimarªes, 0; Sp. Braga, 1 importante, que eram os três ponFamalicªo, 1; Chaves,Barroselas, 0 6; Flaviense, tos,1 foi conseguido. Uma coisa é Marinhas, 1; Varzim, Gil 3 Vicente, 2; Vianense, 1 o Famalicão encontrou bascerta, tantes dificuldades para levar de CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P 1. V. Guimarªes 15 13 0 2 56 4 vencida esta aguerrida equipa do 39 Chaves que vendeu muito cara a 2. Vizela 15 11 2 2 32 8 35 derrota. 3. Sp. Braga 14 9 4 1 27 7 31 4. Marinhas 15 8 3 4 24 19 27 Outro resultado que não fosse a 5. Varzim 15 8 2 5 42 22 26 vitória colocaria a equipa famali6. Gil Vicente 15 7 3 5 28 21 24 cense em muito maus lençóis. A par7. Moreirense 15 6 1 8 21 32 19 8. Famalicªo 15 4 3 8 13 27 15 tir daqui todos os pontos que a for9. Barroselas 15 4 2 9 12 25 14 mação famalicense conseguir 10. Chaves 15 4 0 11 10 28 12 averbar serão ouro sobre azul, 11. Vianense 15 3 0 12 11 32 9 sendo certo que o Famalicão vai en12. Flaviense 14 Varzim - Famalicªo contrar muitas dificuldades para 2 0 12 Sp. Braga - Marinhas 14 65 6 conseguir os seus objectivos. Flaviense V. Guimarªes Chaves - Vizela O Famalicão passou por alguns

sobressaltos nos minutos finais porque do banco as coisas não funcionarem como era o desejado. Aqui também alguns reparos para as alterações feitas pelo treinador famalicense em que numa altura em que era preciso segurar a bola no meio campo, deveria ter reforçado este sector, coisa que não aconteceu. Quanto ao árbitro esteve muito bem. Num jogo realizado no campo de treinos nº 2 do Estádio Municipal, sob arbitragem de António Nogueira (Porto), auxiliado por João Matos e Diogo Silva, o Famalicão alinhou com: Carlos, André, Pereira, Tiago Oliveira, Rui Pena, João Pedro, Rui Freitas, Renato, Diogo, Pedro e Simões. Jogaram ainda: Filipe e André Azevedo. Já o técnico Rui Mota, do Chaves, actuou com: André, Daniel, Cristiano, Vasco, José Sousa, João, Álvaro, Joel, Francisco, Luís e Fábio. Jogaram ainda: Diogo e José Silva.

Hélder Guimarães (ao centro), esteve incansável

usando um meio campo criativo ao atacar e solidário ao defender. O único golo apareceu ao cair da primeira parte, após jogada pela direita, com Bezerra a confirmar ao segundo poste o golo que daria os três pontos à equipa local. Na segunda parte, o técnico do Ninense foi forçado a substituir os lesionados Ruizinho e Caniggia, mas a equipa de

Nine manteve-se coesa e não deixou escapar os três pontos. Com este triunfo, a formação famalicense entrou na zona de subida. No próximo fimde-semana, o Louro vai jogar a Cabreiros e Gondifelos e Ninense disputam o dérbi da jornada, com o técnico Julinho a reencontrar a sua antiga equipa. Alberto Barbosa

São Cláudio vence Arsenal O CSCD São Cláudio recebeu e venceu por 3-2 o Arsenal da Devesa na 12ª jornada do campeonato da 2ª divisão distrital, Série C. A equipa de Antas entrou muito bem no jogo e logo aos quatro minutos Zé Fernando, na marcação de um pontapé de canto ao primeiro poste, fez com que um jogador adversário metesse a bola na própria baliza. Aos 20 minutos, o Arsenal empatou a partida depois da marcação de um pontapé de canto, onde um seu jogador, sem marcação, não teve dificuldade em fazer o golo do empate de cabeça e assim acabou a primeira parte. O S. Cláudio voltou a entrar melhor na segunda parte, pressionando a defensiva contrária que apenas se limitava a defender e a sair em contra-ataque. Morais, aos 57 minutos, sofreu falta dentro da área e Carneiro fez o 2-1. O Arsenal fez o 2-2 aos 73 minutos, depois de um fabuloso pontapé, levando a bola a entrar no ângulo superior direito da baliza da equipa da casa. Aos 78 minutos, Rafael, depois de uma desmarcação pelo lado esquerdo, chutou cruzado para o fundo da baliza adversária, fazendo o resultado final. O S. Cláudio foi um justo vencedor. A equipa de arbitragem esteve bem, mas poderia ter sido mais isenta na amostragem de cartões amarelos. O S. Cláudio jogou com: Hélder, Renato, Riba, Rui Faria, Ricardo, Avelino, Zé Fernando (45’ Rafael), Abel (68’ Peneda), José Rui, Carneiro (92’ Carlitos) e Morais. No próximo domingo, o S. Cláudio desloca-se a Figueiredo (Braga) para disputar a 13ª jornada às 15 horas. R u i Fa r i a

RE SUL TA DOS

AFB I DIVISÃO

Série A

Louro,0 0; Pousa, 0 Maximinese, 2; Dumiense, `guias Alvelos, 2; CATEL, 1 2; Cabreiros, 0 Vila Chª, Ninense, 1; Palmeiras, 0 Viatodos, 2; Soarense, 2 Celeir s, 1; Gondifelos, Terras2 Bouro, 0; Apœlia, 2

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

1. Apœlia 13 9 4 0 17 2 31 2. Ninense 13 7 6 0 17 5 27 3. Louro 13 7 5 1 18 7 26 4. CATEL 13 6 4 3 16 10 22 5. Palmeiras 13 6 2 5 17 13 20 6. `guias Alvelos 13 5 5 3 15 13 20 7. Terras Bouro13 6 2 5 14 14 20 8. Vila Chª 13 5 4 4 19 15 19 9. Gondifelos 13 5 1 7 13 19 16 10. Soarense 13 3 6 4 13 16 15 11. Pousa 13 3 5 5 12 12 14 12. Viatodos 13 3 5 5 15 19 14 13. Cabreiros 13 4 1 8 10 22 13 14. Maximinense 13 2 5 6 10 15 11 15. Dumiense 13 3 2 8 8 16 11 16. Celeir s 13 1 1 11 9 25 4 Terras Bouro - Dumiense Pousa - Celeir s CATEL - Maximinense Cabreiros - Louro Palmeiras - `guias Alvelos Soarense - Vila Chª Gondifelos - Ninense Apœlia - Viatodos PR XI MA

O Infesta ainda voltou a marcar e a passar novamente para a frente do marcador, só que o Famalicão, muito inspirado, aos 74 minutos, e por intermédio de Né colocou tudo na mesma. A partir daqui o jogo pautouse pelo equilíbrio e só a quatro minutos do final da partida é que o Famalicão conseguiu finalmente chegar ao golo. Esse tento daria os três pontos ao FC Famalicão. Esta foi uma vitória muito importante para a formação famalicense que assim subiu para a 12ª posição, com 16 pontos, e na próxima jornada recebe o Beira-Mar, equipa que ocupa a 14ª posição com 13 pontos. Sob arbitragem de António Resende (Aveiro), o treinador Valdemar Silva fez alinhar pelo Infesta: Barbosa, Luís, Fábio Costa, Vila, Costinha, Wilson, Carvalho, Renato, Antunes, Pereira e Moreira. Jogaram ainda: José Pedro, Henrique e Paulinho. Já o Famalicão jogou com: Marco, Vidigal, Carlos, Quim, Miguel, Tiago, Cesário, Renato, Castanheira, Nelson e Bruno. Jogaram ainda: Batista, Urbano e Né.

AFB II DIVISÃO RE SUL TA DOS

PR XI MA

RE SUL TA DOS

para as cores famalicenses, depois de dois desaires caseiros Os juniores do FC Famalicão des- frente ao Gil Vicente e ao Penafiel. locaram-se no passado sábado a O Famalicão defrontava o lanSão Mamede de Infesta para de- terna vermelha e daí os três ponfrontar a equipa local e venceram tos serem fundamentais para a por 3-2. Esta era uma partida equipa famalicense. Mesmo asmuito importante para a forma- sim seria o Infesta quem se coloção famalicense e a vitória era o caria na frente do marcador, vaúnico resultado que interessava lendo o golo marcado aos sete minutos da primeira parte. CurioJUNIORES I DIVISÃO samente foi com este resultado FC Porto, 4; Boavista, Gil1Vicente, 2; Rio Ave, 1 se atingiu o intervalo e que que Beira-Mar, 1; Leixıes, 2 AcadØmica, 3; Merlinense, 0 em nada condizia com aquilo que Infesta, 2; Famalicªo, Sp.3Braga, 3; Gondomar, 2 se tinha passado durante os priPenafiel, 3; Vizela,V.0 Guimarªes, 3; Candal, 1 meiros 45 minutos de jogo. CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P 1. FC Porto 17 14 2 1 45 15 44 Para a segunda parte, José Lo2. Sp. Braga 17 11 5 1 37 19 38 pes mexeu na equipa e fez entrar 3. V. Guimarªes17 11 3 3 35 15 36 um homem com características 4. Leixıes 17 10 5 2 27 13 35 atacantes. Seria esse jogador que 5. Penafiel 17 11 0 6 39 26 33 6. AcadØmica 17 7 7 3 34 23 28 iria revolucionar o ataque da for7. Boavista 17 6 4 7 32 26 22 mação famalicense, entrando e 8. Merelinense 17 6 4 7 14 24 22 marcando o golo do empate. Só à 9. Gil Vicente 17 7 1 9 27 37 22 sua conta Né marcou dois golos e 10. Candal 17 4 5 8 17 20 17 11. Rio Ave 17 4 5 8 19 28 17 muito importantes para a con12. Famalicªo 17 5 1 11 16 34 16 quista destes três pontos. 13. Gondomar 17 4 3 10 24 31 15 O Famalicão entrou nesta se14. Beira-Mar 17 3 4 10 23 38 13 gunda parte com a nítida disposi15. Vizela 17 3 3 11 15 35 12 16. Infesta 17 2 4 11 18 38 10 ção de mudar o rumo dos aconteLeixıes - Boavista Merelinense - Gil Vicente cimentos e conseguiu chegar Famalicªo - Beira-MarGondomar - AcadØmica ainda ao empate à passagem do Vizela - Infesta Candal - Sp. Braga Rio Ave - Penafiel V. Guimarªes - FC Portominuto 50 por intermédio de Né.

Série A

Sequeirense, 1; Gandra, 0 3; Granja, 3 Roriz, Juv. Belinho, 0; OperÆrio, Mouquim,2 0; Tadim, 2 Tebosa, 2; Necessidades, S. Ver1 ssimo, 1; MARCA, 0 Lemenhe, 2; Antas, 1

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

1. Tadim 11 10 1 0 22 5 31 2. MARCA 11 7 2 2 18 11 23 3. OperÆrio 11 7 2 2 11 5 23 4. Roriz 11 6 2 3 29 16 20 5. S. Ver ssimo11 5 5 1 22 11 20 6. Lemenhe 11 5 3 3 15 11 18 7. Gandra 11 4 4 3 16 14 16 8. Sequeirense 11 4 2 5 12 23 14 9. Granja 11 2 6 3 18 21 12 10. Mouquim 11 3 2 6 12 18 11 11. Antas 11 2 2 7 15 18 8 12. Necessidades11 2 2 7 16 24 8 13. Tebosa 11 1 2 8 10 19 5 14. Juv. Belinho11 0 3 8 12 32 3 S. Ver ssimo - GandraGranja - Lemenhe OperÆrio - Sequeirense Tadim - Roriz Necessidades - Juv. Belinho MARCA - Mouquim Antas - Tebosa PR XI MA

José Clemente

A tabela classificativa da 1ª divisão distrital continua a ser liderada pelo Apúlia que obteve nova vitória, desta vez no terreno do Terras de Bouro. A jornada do passado fim-de-semana registou sortes diferentes para as equipas famalicenses. O Gondifelos foi ganhar ao terreno do Celeirós e assim distanciou-se da zona de descida. Já o Louro não foi além de um empate em casa a zero perante ao Pousa e viuse ultrapassado pelo Ninense que ganhou em casa ao sempre complicado Palmeiras por uma bola a zero. A equipa de Julinho mostrou conhecer bem o adversário e anulou-o durante quase todo o jogo,

AFB II DIVISÃO RE SUL TA DOS

Finalmente a vitória

Ninense já está na zona de subida

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15.

Série C

S. ClÆudio, 3; Arsenal, 2 Guisande, 0; S. Paio, 0 L. Enguardas, 3; S. Telhado, Cosme, 0 0; `guias, 2 Vit ria, 3; Peıes, 3Ruivanense, 2; Lagense, 0 Delªes, 2; Bairro, 2Folgou: Figueiredo

CLAS SI FI CA ˙ˆO

PR XI MA

Juniores do Famalicão mais fortes do que o Infesta

J

V

E

D

F

C

P

Lagense 12 8 2 2 21 10 26 L. Enguardas11 8 0 3 23 10 24 Bairro 11 6 5 0 25 8 23 Ruivanense 11 7 1 3 18 9 22 Figueiredo 11 6 3 2 19 11 21 S. Paio 11 6 3 2 17 12 21 S. Cosme 11 5 2 4 14 10 17 Guisande 11 4 3 4 17 14 15 Vit ria 11 4 2 5 18 24 14 S. ClÆudio 12 4 1 7 20 21 13 Delªes 11 3 3 5 14 16 12 `guias 12 3 2 7 18 29 11 Telhado 11 1 3 7 9 25 6 Arsenal 11 1 2 8 13 27 5 Peıes 11 1 2 8 14 34 5 Figueiredo - S. ClÆudio Bairro - Guisande Arsenal - L. Enguardas S. Paio - Telhado S. Cosme - Vit ria `guias - Ruivanense Peıes - Delªes Folga: Lagense


RE SUL TA DOS

RE SUL TA DOS

C

P

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

PR XI MA

V

E

11 11 11 11 11 11 11 11 10 11 10 11 11 11

9 9 9 8 8 6 4 4 4 3 2 1 1 0

1 1 38 1 1 53 0 2 31 1 2 37 1 2 35 0 5 31 4 3 18 2 5 31 1 5 18 1 7 13 0 8 13 2 8 15 0 10 14 2 9 13

JUVENIS

F

C

P

7 24 18 12 18 33 18 23 31 31 42 28 37 38

28 28 27 25 25 18 16 14 13 10 6 5 3 2

Granja - Bastu o Marca - Forjªes Celeiros - Antas

I Divisão - série B

CLAS SI FI CA ˙ˆO

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14.

Fafe Vitoria Gil Vicente Fair-Play M.Fonte Pevidem Taipas Moreirense Vizela Brito Ronfe Delªes Amares Famalicªo

J

V

E

D

F

C

P

10 10 11 9 11 10 11 10 11 10 11 10 10 10

10 8 5 5 5 5 3 4 4 3 3 2 2 1

0 1 3 2 2 1 5 2 2 2 2 1 0 1

0 1 3 2 4 4 3 4 5 5 6 7 8 8

28 35 22 23 12 13 15 14 13 9 9 14 8 6

2 7 15 9 11 14 14 18 19 11 19 34 25 23

30 25 18 17 17 16 14 14 14 11 11 7 6 4

Vitoria - Brito Pevidem - Fair-Play Gil Vicente - Fafe Vizela - Amares Famalicªo - Ronfe Taipas - M.Fonte Moreirense - Delªes

INICIADOS

I Divisão - Série B

J

11 1. Urgeses 2. Ruivanense 10 11 3. Joane 11 4. Prazins 5. S.Paio 10 10 6. Silvares 7. Antime 10 8. Celoricense 9 9. Delªes 10 10 10. Fradelos 11. Estorªos 11 12. Cabeceirense10 13. Bairro 10 14. Gandarela 9

V

E

D

F

C

P

9 8 4 5 4 3 3 3 3 2 2 3 2 0

2 2 6 2 1 4 4 3 3 4 4 0 2 3

0 0 1 4 5 3 3 3 4 4 5 7 6 6

31 31 24 25 16 16 10 12 14 15 17 18 11 4

7 7 15 25 17 18 13 13 16 20 27 21 26 19

29 26 18 17 13 13 13 12 12 10 10 9 8 3

CLAS SI FI CA ˙ˆO

INICIADOS

II Divisão - série C

Cavalıes-Telhado (adiado) Brufense-Joane (adiado) 0 Ruivanense, 5; Lousado, (adiado) Arnoso-Bairro 4 Viatodos Carreira, 0; Oliveirense, Folgou: Operario-Ribeirªo (adiado)

CLAS SI FI CA ˙ˆO

1. Viatodos 2. Ribeirªo 3. Joane 4. Operario 5. Ruivanense 6. Oliveirense 7. Arnoso 8. Bairro 9. Carreira 10. Telhado 11. Lousado 12. Brufense 13. Cavalıes

J

V

E

D

F

C

P

10 9 9 9 10 10 10 9 10 10 10 9 9

9 8 8 7 7 5 4 3 3 3 3 0 0

0 0 0 1 1 0 0 0 0 0 0 1 1

1 1 1 1 2 5 6 6 7 7 7 8 8

38 53 29 30 26 26 18 20 12 16 13 2 4

4 5 6 5 14 14 31 23 29 36 46 33 41

27 24 24 22 22 15 12 9 9 9 9 1 1

J

V

1. Ribeirªo 11 10 2. M. Fonte 11 9 3. Vitoria 10 8 4. Fafe 9 6 5. Brito 10 5 6. Sandinenses 10 4 7. Taipas 10 4 8. Joane 10 3 9. Ruivanense 11 3 10. Urgeses 10 3 11. S.E Vizela 10 3 12. F.C Vizela 10 2 13. Fair-Play 10 2 14. Vieira 10 0 Fafe - Sandinenses M. Fonte - Taipas Vieira - F.C Vizela Joane - Ribeirªo

E

D

F

C

P

0 1 33 3 30 1 1 32 12 28 0 2 33 7 24 1 2 29 14 19 1 4 14 9 16 3 3 17 9 15 2 4 14 14 14 3 4 12 20 12 3 5 14 23 12 1 6 13 18 10 1 6 8 24 10 1 7 6 24 7 0 8 15 29 6 1 9 6 40 1 Urgeses - Brito Ruivanense - Fair-Play S.E Vizela - Vitoria

V

E

D

F

C

P

Lousado - Cavalıes Bairro - Brufense Oliveirense - Ruivanense Viatodos - Arnoso Ribeirªo - Carreira Folga: Telhado Joane - Operario

INICIADOS

II Divisão - Série A

J

V

1. Marinhas 9 7 2. Verissimo 9 6 3. Vila Chª 10 6 4. Braga 9 6 5. Fªo 8 5 6. Bastu o 10 3 7. E.Faro 9 4 8. Louro 8 4 9. Aveleda 9 2 10. Ninense 9 2 11. Gandra 6 1 12. Granja 7 1 13. Operario 9 1 Vila Chª - Marinhas E.Faro - Gandra Fªo - Louro Bastu o - Granja

Juniores Ribeirão visitam Prado A terceira eliminatória da Taça AF Braga, no escalão de juniores, disputa-se no próximo dia 25 de Janeiro, com o sorteio a ditar uma visita do Ribeirão a Prado e outra do Meães mas ao reduto do Antime. Os restantes encontros desta ronda são: Santa Maria-Granja; Ronfe-Lage; Catel-Vilaverdense; Esposende-Marinhas; Celeirós-Porto d’Ave; Arões-Moreirense; Sandinenses-Amares.

E

D

F

C

P

1 1 30 6 22 2 1 20 7 20 1 3 13 9 19 0 3 32 8 18 1 2 13 12 16 4 3 14 15 13 1 4 13 21 13 0 4 15 20 12 2 5 8 15 8 1 6 9 24 7 1 4 8 12 4 1 5 16 24 4 1 7 4 22 4 Operario - Ninense Aveleda - Verissimo Folga: Braga

J

1. Braga 10 2. Prado 10 3. Merelinense 9 4. Esposende 10 5. Vilaverdense 9 9 6. S. Maria 7. Arsenal 10 8. Misericordia10 9. Andorinhas 11 10. Palmeiras 10 11. Gil Vicente 8 12. Ceramistas 10 13. Amares 9 14. Arnoso 9

V

E

D

F

C

P

8 8 7 5 5 5 4 4 2 3 3 2 1 0

2 1 2 1 1 0 2 1 6 2 0 2 0 0

0 1 0 4 3 4 4 5 3 5 5 6 8 9

25 26 37 16 13 27 18 19 18 22 7 12 10 5

4 8 10 11 10 7 8 15 13 13 22 26 38 70

26 25 23 16 16 15 14 13 12 11 9 8 3 0

Misericordia - Andorinhas Amares - Arsenal Gil Vicente - Esposende Palmeiras - Vilaverdense Merelinense - Arnoso Ceramistas - Prado Braga - S. Maria

INICIADOS RE SUL TA DOS

CLAS SI FI CA ˙ˆO

I Divisão - Série A

Esposen., 0; Andorinhas, Vilaverden.-Amares 0 (adiado) Arnoso-Gil Vicente (adiado) Prado, 2; Palmeiras, 0 S. Maria-Merelin. (adiado) Misericordia-Ceramistas Arsenal, 0; Braga, 2 (adiado)

CLAS SI FI CA ˙ˆO

Taipas-Sandinenses (adiado) Fair-Play-Urgeses (adiado)Gandra-Marinhas (adiado) Verissimo, 5; Operario, F.C Vizela, 1; M. Fonte, 5 6; Ruivanense, 0 Louro-E.Faro (adiado)Folgou: Aveleda Vitoria, Ribeirªo, 9; Vieira, Fafe-S.E 0 Vizela (adiado) Granja-Fªo (adiado) Vila Chª-Braga (adiado) Brito, 3; Joane, 0 Ninense, 0; Bastu o, 4

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

1. Gil Vicente 11 9 1 1 38 6 28 2. Famalicªo 11 9 1 1 27 7 28 3. Moreirense 11 9 0 2 38 6 27 11 6 2 3 22 12 20 4. Marinhas 5. Braga 11 6 2 3 22 15 20 6. Merelinense 11 5 3 3 19 14 18 7. Vilaverdense 11 6 0 5 28 30 18 8. Andorinhas 11 5 2 4 27 20 17 9. Esposende 11 4 3 4 16 18 15 11 2 4 5 8 24 10 10. Alvelos 11. Misericordia11 2 3 6 15 21 9 12. Prado 11 2 1 8 24 23 7 13. S.Verissimo 11 1 0 10 10 35 3 14. Regalados 11 0 0 11 8 71 0 Silvares - Gandarela Delªes - Urgeses Alvelos - Misericordia Regalados - Moreirense Antime - Fradelos Ruivanense - CabeceirenseEsposende - Vilaverdense Merelinense - Famalicªo Prazins - Bairro S.Paio - Celoricense Marinhas - Prado Braga - Gil Vicente Estorªos - Joane Andorinhas - S.Verissimo

JUVENIS

Fafe-Brito (adiado) Amares-Pevidem (adiado) 1; Vizela, 1 M.Fonte, 1 Ronfe, 1; Gil Vicente, Vitoria, 3; Taipas, 0 Delªes-Famalicªo (adiado) Fair-Play-Moreirense (adiado)

I Divisão - série A

RE SUL TA DOS

CLAS SI FI CA ˙ˆO

PR XI MA

Meªes - Ag.Alvelos Arnoso - Realense Apulia - Vila Chª Operario - Catel

D

JUVENIS

PR XI MA

J

1. Ag.Alvelos 2. Arnoso 3. Celeiros 4. Catel 5. Operario 6. Meªes 7. Realense 8. Granja 9. Antas 10. Forjªes 11. Marca 12. Bastu o 13. Apulia 14. Vila Chª

II Divisão - série C

1 6; Regalados, 0 Famalicªo, Cabeceir.-Delªes (adiado)Vilaverdense, 3; Miseric., Fradelos-Gand. (adiado) Prado, 0; Esposende, Gil 2 Vicente, 2; Merelinense, 1 Celori.-Ruivanense (adiado) Bairro-Antime (adiado) Joane, 3; Prazins, 2 Silvares-S.Paio S.Verissimo, 2; Marinhas, 3 2; Braga, 2 Alvelos, Urgeses, 6; Estorªos, 1 Moreirense, 5; Andorinhas, 0

RE SUL TA DOS

CLAS SI FI CA ˙ˆO

JUNIORES

PR XI MA

II Divisão - série A

1 1; Granja, 1 Realense, 1; Ag.Alvelos, Forjªes, 9 (adiado) Vila Chª, 4; Arnoso, Antas-Marca Catel, 4; Apulia, 0 Meªes, 3; Celeiros, 4 Bastu o, 2; Operario, 4

RE SUL TA DOS

JUNIORES

II Divisão - Série C

0S. Paio-Desp. Ponte (adiado) S.Jorge-Bairro (adiado) Famalicªo, 2; Vitoria, 0 Oliveirense-Cabec. (adiado) Pevidem-Celoric. (adiado) Moreirense, 1; Ronfe, 0 Delªes, 1; Pencelo, 7

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

1. Pencelo 11 10 1 0 35 5 31 2. Oliveirense 10 8 0 2 31 9 24 3. Ronfe 11 7 1 3 27 8 22 4. Bairro 10 7 1 2 23 10 22 5. Vitoria 11 6 2 3 24 16 20 6. Pevidem 8 5 2 1 37 7 17 7. S.Jorge 9 5 0 4 25 13 15 8. Moreirense 11 4 1 6 14 20 13 9. Famalicªo 11 4 1 6 16 27 13 10. Celoricense 9 3 1 5 19 18 10 11. Desp. Ponte 9 2 1 6 7 14 7 12. S. Paio 8 2 0 6 15 29 6 13. Delªes 11 0 1 10 6 59 1 14. Cabeceirense 9 0 0 9 2 46 0 Moreirense - Desp. Ponte Bairro - Delªes Vitoria - S. Paio Cabeceirense - S.Jorge Celoricense - Famalicªo Ronfe - Oliveirense Pencelo - Pevidem PR XI MA

Na série B da 1ª divisão distrital de futsal, o Mouquim continua na perseguição ao líder, tendo vencido o dérbi com o Pinheiro Torto por 42. Quanto ao Esmeriz, perdeu na recepção ao ISAVE por 6-1 na 11ª jornada do campeonato. Na classificação, o Moquim é segundo com 22 pontos, a quatro do líder Guimarães Futsal, seguindo-se Esmeriz no sexto lugar com 13 pontos e Pinheiro Torto no último posto com seis pontos. Na próxima jornada, o Pinheiro Torto desloca-se ao reduto do Nun’Álvares enquanto o Esmeriz joga no pavilhão do Celorico e o Mouquim no do Santo Adrião.

F

RE SUL TA DOS

…e na série B deu vitória ao Mouquim

D

PR XI MA

com 25 pontos, seguindo-se Landim na sexta posição com 17 pontos e Pousadense no nono posto com sete. Na próxima jornada, o S. Mateus recebe o Santo Tirso enquanto o Landim mede forças em casa com o Priscos. O Pousadense cumprirá uma jornada de folga

E

RE SUL TA DOS

Na 1ª divisão distrital, série A, de futsal, o dérbi concelhio da 13ª jornada, entre Pousadense e Landim, terminou empatado a quatro bolas. Já a outra equipa famalicense, o S. Mateus, venceu no terreno do lanterna vermelha, o Apulienses, por 5-2. Com estes resultados, o S. Mateus está na terceira posição

V

PR XI MA

Dérbi na série A de futsal deu empate…

J

PR XI MA

O extremo esquerdo Delfim, ex-Desportivo de Chaves, é o mais recente reforço do Grupo Desportivo de Ribeirão. O jogador de 27 anos, que estava a cumprir a sua primeira época em Chaves, rescindiu contrato com os flavienses e tornou-se o terceiro reforço ribeirense no mercado de Inverno, depois das entradas de Palmeira e Pedro Caravana. Desta forma, o plantel às ordens de José Lemos deverá estar fechado à entrada de mais jogadores.

Fim-de-semana marcado pelos jogos adiados

1. Vilaverdense 11 10 1 0 44 11 31 1. Moreirense 10 7 3 0 26 3 24 11 6 3 2 26 13 21 2. Ribeirªo 10 8 0 2 35 11 24 2. Marinhas 3. Sandinenses 11 6 2 3 20 17 20 3. Santa Maria 11 6 2 3 22 13 20 11 5 4 2 29 17 19 4. Pevidem 10 6 1 3 24 14 19 4. Amares 5. S.Eulalia 10 6 1 3 15 15 19 11 6 1 4 27 24 19 5. Prado Com muitas equipas famalicen11 5 2 4 23 19 17 6. Brito 11 5 1 5 18 18 16 6. Merelim S. Paio 7. Oliveirense 11 5 2 4 17 17 17 ses a verem a neve impedir a rea7. Esposende 11 5 1 5 18 19 16 8. Ronfe 10 4 3 3 19 22 15 8. Nogueirense 11 5 1 5 21 24 16 lização de jogos, um dos desta9. M.Fonte 10 4 0 6 15 17 12 9. Arsenal Devesa11 4 1 6 21 26 13 ques da jornada foi a vitória dos 11 3 1 7 12 28 10 10. Brufense 10. Vila 11 4 0 7 19 27 12 11. Fair-Play 10 2 3 5 13 16 9 juvenis do FC Famalicão sobre o 11. Andorinhas 11 3 2 6 11 20 11 12. Torcatense 10 2 2 6 15 23 8 Pico de Regalados por 6-0, na 1ª 11 3 2 6 15 28 11 12. Ninense 10 2 1 7 17 27 7 13. Arıes 13. S. Ver ssimo 11 3 0 8 17 37 9 divisão série A. Este resultado per10 2 1 7 12 25 7 14. Vieira 4 14. Patrimoniense11 1 1 9 14 34 mite aos jovens famalicenses parArsenal Devesa - Patrimoniense S. Ver ssimo - Andorinhas Brito - Moreirense Sandinenses - Ribeirªo M.Fonte - Torcatense Ronfe - Oliveirense tilhar a liderança do campeonato Santa Maria - Vilaverdense Prado - Marinhas com o Gil Vicente e continuar a Brufense - S.Eulalia Arıes - Vieira Amares - Merelim S. Paio Vila - Esposende Fair-Play - Pevidem Ninense - Nogueirense lutar pela subida de divisão.

RE SUL TA DOS

Delfim assinou pelo Ribeirão

futebol

I Divisão - série A I Divisão - série B JUNIORES Vilaverdense, 5; Patrimoniense, 0 S. Ver ssimo, Torcat.-Moreirense Marinhas, 5; 0 (adiado) Oliveirense, 0; Sandinen., 2 Merelim S. Paio, 1; Santa Maria, 3; 1 Prado, 0 Esposende, S.Eulalia-M.Fonte (adiado) Vieira-Ronfe (adiado) 0 4; Arıes, 1 1 Nogueirense, 2; Amares,Arsenal Devesa, 2; Vila, 3 Pevidem, 4; Brufense,Brito, Ribeirªo, 2; Fair-Play, 1 Andorinhas, 0; Ninense, 0

CLAS SI FI CA ˙ˆO

PR XI MA

essa tarde está garantida ainda a presença do rancho folclórico para animação, com os responsáveis do S. Martinho de Brufe a levarem também a cabo uma demonstração das modalidades praticadas na colectividade. Todos os associados deverão fazer-se acompanhar do respectivo cartão de sócio.

RE SUL TA DOS

A Associação Cultural e Desportiva de S. Martinho de Brufe pretende reunir todos os associados da colectividade para dar a conhecer todas as vantagens disponíveis de possuir o novo cartão de sócio. A reunião vai acontecer no próximo dia 18 de Janeiro, pelas 14 horas, nas instalações da associação. Para

JUNIORES

PR XI MA

S. Martinho de Brufe reúne associados

RE SUL TA DOS

sport: 14 de Janeiro de 2009

PR XI MA

26

Famalicenses com sortes diferentes na taça de juvenis Na Taça AF Braga, escalão de juvenis, ainda se encontram três equipas famalicenses em competição que tiveram sortes distintas no sorteio realizado. Assim, o Ribeirão vai até ao terreno do Gil Vicente B, o Famalicão joga também fora mas no reduto do Amares en-

quanto o Ruivanense recebe o Maria da Fonte. Os restantes encontro são: Cabeceirense-Urgeses; Gil Vicente A-Merelinense; Apúlia-Pevidém; Esposende-Fafe; Moreirense-Taipas; Guimarães-Santa Maria. O Braga ficou isento nesta eliminatória.


publicidade

sport: 14 de Janeiro de 2009 27


28

sport: 14 de Janeiro de 2009

modalidades

Nacional da 2ª divisão de hóquei em patins

Voleibol sénior do FAC sai vitorioso…

Riba d’Ave perto do primeiro lugar O Riba d’Ave Hóquei Clube (RAHC) conseguiu duas vitórias em menos de uma semana e com isso aproximou-se do primeiro classificado, o Tomar. Os ribadavenses estão agora a apenas um ponto da liderança, depois de na passada quarta-feira, 7 de Janeiro, terem vencido a Juventude Pacense por 4-2 e no sábado derrotado no Parque das Tílias a Juventude Ouriense por 4-1. Na quarta-feira, o RAHC deslocou-se a Paços de Ferreira para defrontar a Juventude Pacense, em jogo que estava em atraso da 10ª jornada. Os locais ainda chegaram ao intervalo a vencer por 1-0, mas no segundo período os comandados de Tó Luís deram a volta ao encontro. Hélder Gomes foi um dos heróis do jogo ao apontar três dos quatro golos. Arnaldo Queirós colocou depois o RAHC a vencer por 4-1 e já perto do final os visitados marcaram mais um tento e estabeleceram o resultado final. O Riba d’Ave alinhou com: Vítor Salgado, André Alves, Joel Ferreira, Arnaldo Queirós e Hélder Gomes. Jogaram ainda: Ricardo Caldas e Vítor Hugo. Já no passado sábado os ribadavenses receberam no Parque das Tílias a Juventude Ouriense e

garantiram um triunfo confortável por 4-1, confirmando a sua maior qualidade de jogo. O Riba d’Ave está agora a apenas um ponto do primeiro lugar e continua com um jogo em atraso, frente ao HC Marco. Em caso de triunfo nesse jogo, os comandados de Tó Luís podem isolar-se no comando da 2ª divisão nacional de hóquei em patins.

PR XI MA

RE SUL TA DOS

FAC triunfou em S. João da Madeira Era essencial uma vitória do FAC sobre a Sanjoanense e foi isso mesmo que aconteceu, com os pupilos de Carlos Silva a vencerem por 4-3. Com este êxito no passado sábado, o FAC mantém-se perto dos líderes da classificação. O Famalicense fez uma boa primeira parte e quando Nuno Alves fez o primeiro golo foi sem surpresa, pois já havia falhado algumas boas oportunidades. A prestação defensiva foi muito boa e até ao intervalo nada se alterou e justificava-se a vantagem do FAC. A segunda parte foi muito mais movimentada. Logo aos dois minutos, André Barbosa marcou o segundo para o FAC. Os minutos foram decorrendo e a vantagem era merecida. Aos 13 minutos a Sanjoanense HOQUEI EM PATINS II Divisão Juv. Pacense, 4; Lavra, AzemØis, 1 3; Limianos, 6e a equipa contrária acusou o golo. Feira, 4; Marco, 4 Tomar, 5; Infante Sagres, 3 Aos 15 minutos, a Sanjoanense emRiba d’Ave, 4; Ouriense, Espinho, 1 4; Turquel, 3 patou e de seguida, ainda no miSanjoanense, 3; FAC,B.4 Sucesso, 6; Mealhada, 2 nuto 15, deu a volta ao marcador. CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P 1. Tomar 13 8 3 2 56 32 27 A equipa do FAC reorganizou2. Riba d’Ave 12 8 2 2 44 37 26 se e ainda foi a tempo de virar o re3. Turquel 13 8 1 4 60 44 25 sultado. Aos 18 minutos Tiago Bar4. FAC 13 6 3 4 41 33 21 bosa empatou e já com menos de 5. Espinho 13 6 3 4 41 39 21 6. Marco 12 6 2 4 46 29 20 dois minutos para jogar Miguel Soa7. Inf. Sagres 13 5 4 4 49 44 19 res fez o 4-3 final e deu a vitória à 8. Juv. Pacense13 6 1 6 52 66 19 sua equipa. Estava consumado um 9. Limianos 13 5 2 6 44 46 17 triunfo fora de casa que já algumas 10. Ouriense 13 4 4 5 36 39 16 11. Bom Sucesso 13 4 3 6 51 47 15 vezes tinha fugido. 12. Feira 12 4 3 5 38 40 15 Nesta partida o FAC alinhou 13. Sanjoanense 13 4 3 6 40 48 15 com: André Camões, Mauro Lima, 14. AzemØis 13 5 0 8 40 53 15 André Barbosa, Nuno Alves e Mi15. Lavra 12 3 3 6 23 39 12 16. Mealhada 13 0 3 10 36 61 3 guel Soares. Jogaram ainda: JustiBom Sucesso - Lavra Limianos - Sanjoanenseniano e Tiago Barbosa. Marco - Juv. Pacense Infante Sagres - AzemØis Ouriense - Feira Turquel - Tomar FAC - Riba d’Ave Mealhada - Espinho

José Clemente

A equipa de voleibol sénior do FAC venceu em casa o Frei Gil por 3-1. A formação famalicense apresentou-se a um bom nível, mas ainda assim o jogo não começou da melhor. O Frei Gil surpreendeu e chegou a 0-5 no primeiro set. A recuperação iniciou-se após o time out necessário. O FAC controlou o jogo e venceu por 26-24.

O segundo set foi controlado pela formação famalicense que ganhou mais uma vez, sendo que a desconcentração local originou a perda do terceiro set. No quarto set, a equipa do FAC controlou o jogo, contrariando as aspirações do Frei Gil. Sem inventar, jogando simples e eficiente, a vantagem no marcador foi surgindo e a equipa de Oliveira do

Bairro baixou os braços. Os pontos foram-se acumulando e no final o 25-10 selou o encontro. Esta vitória mantém o FAC no terceiro lugar. Na próxima semana os famalicenses recebem o segundo classificado, o Madalena de Gaia, e no domingo, a contar para os oitavos-de-final da Taça de Portugal, defronta o Leixões.

…e juvenis superiores em Vila do Conde Foi uma vitória importante aquela que os juvenis de voleibol do FAC alcançaram em Vila do Conde. Frente a uma formação que é séria candidata a um dos lugares cimeiros do campeonato nacional, a equipa de Famalicão venceu por 3-2. Com um jogo muito concentrado, o FAC comandou os dois primeiros sets e venceu com os parciais semelhantes: 25-20 e 25-21.

No final do terceiro set registou-se um 25-17. No quarto set, as diferenças foram ainda mais notórias e a desconcentração do FAC evidente. Com o começo do 5º set voltou o FAC a surgir mais concentrado e com vontade de vencer, comandou o set e finalizou com 15-9. Com esta vitória, o FAC praticamente carimbou a passagem ao campeonato nacional.

Voleibol juvenil do FAC surpreendido em casa pelo Espinho A equipa de juvenis de voleibol do FAC foi surpreendida em casa pelo Espinho, um adversário que estava ao seu alcance, perdendo por 3-1. Com o equilíbrio a ser a nota dominante no primeiro set, e um empate a 15, o FAC disparou depois até aos 20-15, o que deixava antever uma vitória no set.

Tal não sucedeu uma vez que o Espinho, muito aguerrido, conseguiu a reviravolta e venceu, nas vantagens, por 26-24. No segundo set, o FAC dominou o jogo e foi com alguma facilidade que empatou a partida. Os dois sets seguintes foram muito iguais. O Espinho muito certinho

e o FAC com algumas desconcentrações determinantes no desfecho dos sets e que fizeram com que o Espinho vencesse. Em ambos os sets foi possível inverter a situação do encontro, mas o FAC. No jogo da primeira volta, o FAC venceu esta equipa pelo mesmo resultado.

Hóquei iniciado do FAC vence em Viana Quando os iniciados de hóquei em patins do FAC entraram no pavilhão já sabiam que estavam apurados para o campeonato nacional. Inicialmente apenas seriam apuradas duas equipas da Associação de Patinagem do Minho, mas a Federação Portuguesa de Patinagem informou que são três, pelo que o FAC ficou com a qualificação assegurada. Quanto ao jogo, o FAC foi muito superior. A vitória foi construída desde muito cedo. O treinador

Jorge Ferreira optou por fazer rodar todo o plantel e os dez elementos que se deslocaram a Viana jogaram. Ao intervalo a formação de Famalicão já vencia por 5-2, acabando com o resultado final de 8-2. Foi uma exibição segura e personalizada de uma equipa que se prepara para os embates que se avizinham no campeonato nacional. Com esta vitória, o segundo lugar ficou praticamente assegurado. O sorteio do campeonato nacional está já agendado para o próximo dia 23 de Janeiro.

Carlos Veloso apurado no bilhar O atleta do FAC, Carlos Veloso, está apurado para os oitavos-de-final do 3º torneio individual da 3ª divisão. O seu adversário foi um dos candidatos ao título nacional, Adriano Lopes. O jogo foi interessante de seguir, com Carlos Veloso a chegar ao intervalo a vencer por 15-14. Depois do intervalo, tudo mudou. O jogador famalicense ainda conseguiu mais duas carambolas e ficou a ganhar por 17-15. Cometeu uma falta, por toque na bola, quando tinha uma boa oportuni-

dade para carambolar e o seu adversário aproveitou para o ultrapassar, fazendo sequências de quatro e oito carambolas. No segundo jogo apenas a vitória mantinha o Veloso em competição. Num jogo em que se impôs desde o início, o atleta de Famalicão venceu por 30-18 e quase carimbou a passagem à fase seguinte. No terceiro jogo, os dois atletas voltaram a defrontar-se, com a vitória a sorrir novamente ao famalicense. Os atletas voltaram a defron-

tar-se, mas mesmo que perdesse Carlos Veloso seria apurado devido às boas médias que realizou. Nesse jogo, os jogadores fizeram uma partida em apenas 45 entradas. O jogador do FAC terminou no segundo lugar da série três e assim está qualificado para os oitavosde-final do 3º torneio da 3ª divisão, que se disputará no salão do Leça FC, no próximo dia 24 de Janeiro. Com esta qualificação, Carlos Veloso vai subir novamente no ranking individual, podendo aproximar-se do top 20.


sport: 14 de Janeiro de 2009 29

modalidades

Jorge Maia e Luís Vaz em estágio da Selecção nacional

Luis Vaz

Os atletas do Grupo Desportivo de Natação de Famalicão (GDNF), Jorge Maia e Luís Vaz, foram convocados para o estágio da Selecção nacional absoluta da Federação Portuguesa de Natação, realizado no Complexo Olímpico de Rio Maior, entre os passados dias 2 e 7 de Janeiro. Foram vários atletas nacionais que se concentraram no Complexo Olímpico de Rio Maior, com vista à preparação das próximas competições internacionais, designadamente o Meeting do Luxemburgo e os campeonatos nacionais de juniores e seniores, a realizar em Março na Piscina do Estádio Universitário de Lisboa. Os dois na-

dadores famalicenses fazem parte dos atletas seleccionados pela Federação Portuguesa de Natação. Para o treinador do GDNF, Pedro Faia, “esta convocatória para a Selecção nacional caracteriza, essencialmente, a qualidade que estes atletas têm demonstrado ao longo das últimas épocas desportivas. É o garante de nadadores promissores que num futuro próximo mais alegrias poderão dar a Famalicão, a exemplo de outros seus colegas de clube. De referir que Famalicão foi dos clubes que teve maior número de atletas seleccionados o que é para nós motivo de orgulho”, concluiu.

Infantis do FAC com derrotas A equipa de infantis do FAC ainda cumpre a sua evolução, tendo perdido duas vezes com o ED Viana, por 6-0 e 17-1. Os resultados evidenciam a diferença que ainda existe, apesar da evolução que ainda não é suficiente para discutir resultados. Nestes jogos, o treinador André Barbosa destacou que “ambas as equipas fizeram um bom jogo, faltando os golos, mas já criaram algumas boas oportunidades”. O objectivo é na próxima época colocar esta formação a lutar por um dos lugares de acesso ao campeonato nacional. A grande maioria do plantel é ainda infantil de primeiro ano e na próxima temporada, com outra experiência, o nível de jogo deverá ser maior e os resultados poderão começar a ser positivos.

Jorge Maia

Ana Reis eliminada em badminton A participação da atleta do FAC, Ana Luísa Reis, no Yonex Belgian Júnior 2009 terminou na primeira ronda de singulares. Frente a Sofie Descheemaecker, uma jogadora belga, a atleta famalicense foi derrotada pelos parciais de 21-12 e 21-15. Apesar do aparente desnível no resultado, Ana Luísa Reis teve uma prestação positiva, tendo mantido a partida equilibrada até ao meio dos dois sets. Bruno Gomes, treinador da atleta do FAC, ficou impressionado com a atleta belga que se “revelou bastante forte e rápida e que vai lutar pela vitória no torneio”. Ana Reis e a sua parceira Helena Pestana participaram na prova de pares, defrontando a dupla checa, segunda cabeça de série da prova, Eliska Maixnerova/Adela Molnariova. Esta dupla venceu por 21-8 e 21-9, demonstrando um nível de entrosamento muito superior.

Alex Ryu Jitsu em convivio Realizou-se no passado dia 30 de Dezembro de 2008 a festa de Natal e de Fim de Ano da Academia de Cavalões. Este convívio contou com cerca de 140 pessoas, entre as quais os mestres Manuel Branco Ferreira, Carlos Sá, Manuel Lemos, antigos e actuais atletas e seus familiares. Este convívio entre diferentes gerações fez com que se recordassem velhas memórias, vitórias e convívios transactos e traçaram-se objectivos para o futuro, com vista a melhorar esta modalidade na freguesia e no concelho e aumentar o número de atletas. Entretanto, a Academia de Cavalões está já em preparação do novo ano competitivo, tentando que este seja a continuidade de vários anos vitoriosos, com campeões regionais e nacionais.

Gindança organiza prova de kickboxing A Gindança realiza no próximo sábado, dia 17 de Janeiro, no Pavilhão Terras de Vermoim, o Campeonato Regional de Kickboxing, nas disciplinas de Light-Kick, LightContact, Semi-Contact e Formas Musicais. Esta prova será para os escalões de iniciados, cadetes, juvenis e juniores e contará com a presença de meia centena de atletas de toda a região Norte do país. A organização deste evento será da responsabilidade da Gindança, Associação Ginástica e Dança de Famalicão e da Associação de Kickboxing e Full-Contact da Região Norte. Em representação da Gindança/Gio-Boxing estarão Patrícia Vilaça, João Costa e Cláudio Araújo, sendo a primeira participação destes atletas em campeonatos regionais. O evento tem início pelas 11 horas e tem entrada livre para todos os interessados em assistir.


30

sport: 14 de Janeiro de 2009

modalidades

Jornada da AFSA marcada pelos jogos adiados A jornada dos campeonatos da Associação de Futebol de Salão Amador de Famalicão (AFSA) ficou marcada pelos muitos encontros adiados devido ao mau estado do piso dos recintos. Na 1ª divisão, disputou-se a 10ª jornada, com os seguintes resultados: Castelões 4-1 São Martinho; Carril 4-3 Novais; Gavião 1-4 Covense; Lameiras 10-3 ADESPO. Os jogos Outeirense-Landim, JASP-Vermoim e Pedome-Floresta foram adiados. Nesta divisão comandam o Covense e o Castelões, ambos com 25 pontos, mas têm mais um jogo que o anterior líder Floresta que segue na 3ª posição com 24 pontos. Já na 2ª divisão, os resultados da 10ª jornada foram: Telhado 6-4 ACURA; 1º Maio 2-5 Esmeriz; Flor do Monte 3-4 Carreira; Requionense 3-4 Louredo; Cabeçudense 2-0 São Cosme; Bairrense 0-3 Bente. O encontro entre Lousado e Barrimau não terminou. O Cabeçudense é o líder com 27 pontos,

seguindo-se S. Cosme com 25 e Carreira com 19. Quanto ao escalão de juvenis, jogou-se a 9ª jornada, com os resultados: Juv. Académico 9-2 Barrimau; Castelões 6-2 Bairrense; Louredo 7-1 Flor do Monte; São Martinho 10-2 Pedome; Cabeçudense 2-15 Lameiras; Mouquim 7-6 ADERM; Folgou: Landim. A equipa das Lameiras é líder com 24 pontos, seguindo-se Castelões com 21 pontos. Quanto ao campeonato feminino a ronda do fim-desemana foi a quinta, com os resultados: Lousado 1-1 Oliveirense; Joane 2-3 Juv. Académico; Landim 2-0 Santa Maria; Folgou: Pedome. A partida entre Covense e Outeirense não chegou ao fim. O líder é o Landim com 12 pontos enquanto a Oliveirense segue na segunda posição com dez. Por fim, a 7ª jornada do campeonato de iniciados foi adiada para data ainda a designar.

Ténis de mesa do Outeirense soma e segue

A equipa de ténis de mesa da Associação Desportiva e Recreativa Outeirense deslocou-se no passado sábado, 10 de Janeiro, ao complexo desportivo do Vitória de Guimarães e venceu a sua congénere por 4-0. A partida contava para a primeira jornada da segunda volta da terceira divisão, zona Norte, continuando a somar por vitórias todos os jogos realizados até ao momento e dando boas indicações quanto a uma possível subida à segunda divisão nacional. Esta possibilidade começa a ganhar alguma consistência, evidenciada pelos resultados alcançados pela formação do Outeirense. Caso consigam essa promoção, será um feito inédito nesta associação famalicense, sendo algo que o Outeirense já persegue há algumas épocas. Na 12ª jornada do campeonato nacional da 3ª divisão de futsal, a equipa da Associação Recreativa e Cultural de Antas (ARCA) conseguiu uma importante vitória por 3-2 no pavilhão do Carrazeda de Ansiães e deixou os lugares da despromoção. A ARCA está agora na nona posição da FUTSAL III Divisão FC Foz, 6; Vianense ,Contacto, 3 5; Ac. Le a,tabela 4 classificativa, precisaMerelinense-AraucÆriaC. Ansiªes, 2; ARCA, 3 mente uma posição acima da liFolgou: Barranha P. Creixomil, 4; Macedense, 4 nha de água. A equipa de S. Chaves, 5; Sangemil, 4 Tiago de Antas tem melhorado CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P as suas exibições e resultados 1. P. Creixomil 11 9 2 0 50 14 29 2. FC Foz 11 9 1 1 58 20 28 desde a entrada do novo treina3. Macedense 11 7 2 2 46 29 23 dor e de alguns jogadores novos, 4. Ac. Le a 11 7 0 4 45 30 21 dependendo apenas de si para 5. Barranha 11 6 1 4 43 40 19 garantir a manutenção na 3ª di6. Contacto 11 6 0 5 47 46 18 visão nacional, principal objec7. Merelinense 10 5 1 4 41 39 16 tivo definido para a presente 8. Vianense 11 4 2 5 47 55 14 temporada. No passado sábado, 9. ARCA 12 3 3 6 29 54 12 a ARCA venceu mesmo fora de 10. C. Ansiªes 11 3 1 7 52 54 10 11. Chaves 11 3 1 7 37 51 10 portas um dos concorrentes di12. Sangemil 11 1 2 8 32 48 5 rectos na luta pela manutenção. 13. AraucÆria 10 0 0 10 17 64 0 No próximo fim-de-semana os Ac. Le a - Carrazeda Ansiªes Vianense - Merelinense comandados de Henrique PasFolga: ARCA AraucÆria - P. Creixomil sos cumprem uma jornada de Macedense - Chaves Barranha - FC Foz Sangemil - Contacto folga no campeonato. PR XI MA

RE SUL TA DOS

ARCA sai da linha de água

Desporto e convívio no minibasquete da ATC Organizado pela Academia de Basquetebol da Associação Teatro Construção (ATC), com o apoio da Câmara Municipal, realizou-se no passado sábado o Torneio de Natal de Minibasquete da ATC. O torneio contou com participação de oito equipas federadas, juntando no total mais de 120 crianças e jovens dos 6 aos 12 anos. Durante a manhã foi a vez dos mais novos (dos 6 aos 10 anos) demonstrarem as suas habilidades basquetebolistas, destacando-se a presença de um numeroso grupo de alunos das escolas do primeiro ciclo de Vermoim. À tarde, destinada aos sub-12, a competição foi mais equilibrada, melhorando também a qualidade do basquete praticado. Na entrega de lembranças aos participantes, Jorge Paulo Oliveira, vereador do pelouro da juventude e desporto da Câmara Municipal de Famalicão, realçou a

Torneio da ATC juntou muitos jovens

importância deste tipo de eventos na promoção da actividade física como um estilo de vida saudável junto dos mais jovens. Por sua vez, a organização mostrou-se satisfeita pela forma

como decorreu o torneio, destacando a participação das crianças das escolas do primeiro ciclo, a alegria demonstrada por todos os participantes e o convívio entre pais, treinadores e atletas.

Cadetes da ATC empatados no play-off final Realizou-se no passado fim-de-semana o primeiro jogo do play-off da final do campeonato distrital de cadetes masculinos de basquetebol. No primeiro jogo, realizado no sábado no Pavilhão Municipal Terras de Vermoim, a ATC recebeu e venceu o Basquete Clube de Barcelos por 6861. No domingo, a equipa da ATC não conseguiu jogar ao mesmo nível da véspera, acabando por

perder o jogo por 57-29. No próximo domingo, dia 18 de Janeiro, às 10h30, no Pavilhão de Vermoim, os cadets da ATC vão receber o Basquete Clube de Barcelos, naquele que será o terceiro e último jogo do play-off. A equipa que vencer qualificar-se-á directamente para o campeonato nacional e irá disputar o título de campeão distrital frente ao V. Guimarães.

Atletas do CCDR no pódio do triatlo técnico jovem Foram dezoito os atletas da formação do atletismo do Clube de Cultura e Desporto de Ribeirão (CCDR) que participaram no passado dia 10 de Janeiro nos campeonatos regionais do triatlo técnico jovem na pista coberta de Braga. Após a realização de três provas (salto em comprimento ou altura; lançamento do peso e 60 metros barreiras) definiram-se os atletas mais pontuados nos diversos escalões. A infantil Elsa Cruz, do CCDR, alcançou o terceiro lugar. Os iniciados Jorge Rodrigues e Sandra Ferreira alcançaram o 2º lugar do pódio regional enquanto em juvenis Duarte Silva sagrouse campeão regional com marcas de bom nível. Estes atletas ficaram apurados para os campeonatos de zona Norte, a realizar em Braga

Equipa do CCDR destacou-se no triatlo

no próximo sábado, dia 17 de Janeiro, juntamente com os atletas das Associações de Viana do Castelo, Bragança, Vila Real e

Porto, onde se irão apurar os melhores para os campeonatos nacionais a realizar no dia 7 de Fevereiro, em Alpiarça.

João Pedro sagra-se campeão regional Vários alunos da Escola D. Maria II, inscritos no Desporto Escolar, participaram no campeonato de zona Norte de salto em altura, no passado dia 3 de Janeiro, e no campeonato regional de triatlo, no passado dia 10 de Janeiro, na pista coberta de Braga. Da participação no campeonato de salto em altura, destacou-se a prestação do aluno João Pedro Simões, da Escola D. Maria II, no escalão de iniciados, que se sagrou campeão regional de triatlo e alcançou o 3º lugar no salto em altura. Este aluno vai estar presente nos campeonatos da zona Norte e nos nacionais, no dia 7 de Fevereiro, em Alpiarça.


motores

João Ruivo quer o pódio no Rali Montelongo A dupla João Ruivo e Alberto Silva, do Crédtio Agrícola Rally Team, está de volta à actividade para a disputa do Rali de Montelongo, na estrada no próximo sábado, sendo a primeira jornada do Open 2009. “O objectivo é mantermo-nos nos lugares da frente num ano complicado a todos os níveis. Por isso, queremos entrar com cautelas e aproveitar todos os pontos que pudermos conquistar”, referiu João Ruivo. Em termos de carro, o piloto famalicense esclarece ainda que “está pronto e apenas falta efectuar um teste que não foi possível nesta altura em virtude das condições climatéricas”. De resto, o Fiat Stilo Multijet foi evoluído na fase de asfalto de 2008 e a dupla famalicense espera que “esteja ainda melhor”. Com a época a começar mais cedo do que o habitual, João Ruivo mostra ainda a sua satisfação pelo facto de: “nesta altura e quando estamos em Janeiro, ter o meu projecto definido, pois é uma vantagem que nos deixa calmos para enfrentar a época”, concluiu.

sport: 14 de Janeiro de 2009 31

Ricardo Costa em Fafe com novidade de última hora A Macominho Sport marcará presença em Fafe, no Rali Montelongo, com a dupla Ricardo Costa/Nuno Almeida. A formação de Famalicão apresenta uma novidade de última hora, ao marcar presença na prova com o Mitsubishi Lancer Evolution VI que Ricardo Costa participou em várias super especiais na temporada passada. “Sempre foi meu desejo participar no Open com o Evo VI, mas na altura os regulamentos não autorizavam. Uma vez que a FPAK os alterou dando-nos autorização, prefiro participar na prova com um carro que bem conheço”, disse o piloto da Macominho Sport. Ricardo Costa esteve no passado sábado em Fafe para os reconhecimentos, mas tal quase não foi possível em virtude de neve que tinha caído no dia anterior. Quanto ao objectivo final, o famalicense espera “acompanhar o pelotão da frente”, uma vez que não realizou qualquer teste com o carro, ainda assim “um lugar dentro do pódio” é a principal meta. O Rali Montelongo/Cidade de Fafe realiza-se no próximo sábado e tem início às 10h30.

Renault enriquece gama diesel do Twingo

Renault Twingo

A Renault vai enriquecer, a partir de Fevereiro, em Portugal, a gama de motores diesel do Twingo com o dCi 85. Relativamente ao anterior dCi 65 (que é substituído), a potência ganhou 20 cavalos, atingindo agora os 85 cavalos às 3750 rotações por minuto. Dispondo de um turbocompressor de fraca inércia, o bloco dCi 85 garante vitalidade e conforto a baixos regimes, independentemente das solicitações do condutor. Este motor, amplamente reconhecido noutros modelos (Clio, Modus e Mégane) pelo seu rendimento e a qualidade da sua prestação acústica dispõe de um sistema de injecção de segunda geração common rail, que permite um melhor domínio da qualidade da combustão e consumo. Na gama Twingo, este bloco substitui o anterior motor dCi 65 e junta-se à já rica oferta de 4 motorizações a gasolina: 1.2 60 cv, 1.2 16v 75 cv, TCe 100 (específico do Twingo GT), 1.6 16v 133 cv (específico do Twingo Renault Sport).


32

sport: 14 de Janeiro de 2009

publicidade

A Cimenteira do Louro, SA Fábrica nº2 - Meães - Lousado

Precisa-se Administrativo/ Recepcionista (m/f) Exige-se: - 12º Ano Escolaridade - Boa Apresentação - Facilidade de Comunicação - Conhecimentos de Francês e Espanhol (falado e escrito) - Conhecimentos de informática na Óptica do Utilizador - Sentido de responsabilidade e integração para trabalho em equipa - Disponibilidade imediata Oferece-se: - Remuneração compatível com as funções desempenhadas;

Resposta com envio de C. V. para Apartado 163 - E. C. Famalicão 4761-926 V.N. de Famalicão

VENDE-SE MORADIA T3 Antas (a 1 min. do centro)

Garagem para 2 carros; cozinha equipada e aquecimento central Preço: 145.000€

Contacto: 919 275 073 ALUGUER DE SOM, LUZ E MULTIMÉDIA

965 339 478 - 912 337 596 www.sonosport.net Reserve já para a sua festa de Carnaval

AQUECIMENTO Ar condicionado / Bomba de Calor

(O MAIS ECONÓMICO)

SUPERCLIMA, LDA. 20 ANOS DE ACTIVIDADE ORÇAMENTOS Telem. 917 337 391

Empresa de Construção

Civil e Obras Públicas admite:

Colaborador p/ Central de Betuminosos

Requisitos de Selecção: Escolaridade Mínima 9º ano; Conhecimentos de informática na óptica do utilizador; Disponibilidade para aprender a operar com central de betuminosos; Espírito de iniciativa, capacidade de organização; Não exigimos experiência na função, será dada formação no posto de trabalho. Oferece-se integração em empresa sólida e em crescimento, condições de acordo com o potencial evidenciado.

√ Remodelação de Interiores √ Sistemas de pintura

Se quer ingressar numa empresa sólida, inovadora e pertencer a uma vasta equipa de excelentes profissionais na àrea de Vila Nova de Famalicão

ADMITIMOS 3 VENDEDORES (M/F) PERFIL EXIGIDO

Idade entre os 25 e50 anos Habilitações mínimas 9º ano Sentido Responsabilidade Dinamismo, iniciativa e ambição Capacidade trabalho

OFERECEMOS

Ordenado Base Comissões acima da média Prémio por objectivos Viatura serviço Bom ambiente de trabalho Acesso a outras regalias da empresa

Vila Nova de Famalicão Contacto: 252301140 ou rhumanos.vnf@gmail.com

TECNICASA

TLM: 922 131 675

SERVIÇOS E MANUTENÇÃO Rapidez - Qualidade - Preço

914 202 305 Nº 1 EM REPARAÇÕES DOMÉSTICAS VILA NOVA DE FAMALICÃO

OP 5C  

ADC Arnoso Sta Eulália organiza reisadas Riba d’Ave joga hoje no Marco Martim/ Famalicão na T Ta aç ça a AF Braga

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you