Issuu on Google+

Vítor Hugo a caminho do título de campeão nacional O campeonato nacional de Quad Cross vai ter no próximo dia 15 de Novembro a sua última prova em Alcácer do Sal, com o piloto famalicense Vítor Hugo, que integra a equipa J. Machado Motos, a marcar presença. Vítor Hugo tem como objectivo manter a liderança do campeonato de Quad Cross na derradeira prova da competição, garantindo assim a conquista do seu primeiro título de campeão nacional de quadcross, no escalão de infantis. O piloto, e toda a sua equipa, encontram-se preparados, após uma paragem de três meses do campeonato para trazer a taça para Vila Nova de Famalicão. Vítor Hugo está numa posição favorável para garantir o título de campeão nacional, uma vez que ocupa o primeiro posto da classificação, necessitando de gerir essa situação da melhor forma na prova de Alcácer do Sal para poder festejas o título no final.

Sérgio Batista foi quinto no nacional open de velocidade

Carlos Sousa é o novo técnico da ARCA

O piloto famalicense Sérgio Batista terminou em 5º lugar no Campeonato Nacional Open de Velocidade. Apesar de uma época com alguns contratempos, o piloto fez um balanço positivo da temporada 2009 em que pela primeira vez, depois de na época 2007/2008 ter rodado numa Honda 600, esteve ao mais alto nível no motociclismo. Tudo começou no campeonato europeu de Portimão em que garantiu o 15º posto final, situação que lhe permitiu pontuar pela primeira vez ao mais alto nível, com a sua Kawasaki 600. Este resultado marcou o fim de três meses de ausência, sendo que Sérgio Batista se aventurou numa mota completamente diferente, embora da mesma cilindrada, tanto ao nível técnico como ao nível de postura. No restante campeonato nacional, com um total de seis provas, o piloto famalicense conseguiu o segundo lugar na primeira prova realizada no Estoril enquanto na segunda prova, em Braga, conquistou o primeiro posto. Na terceira prova teve uma queda aparatosa, provocando-lhe uma lesão nas costas. Não pontuou por isso na quarta ronda e em Portimão, ainda sem estar totalmente restabelecido, não foi além do 8º lugar. Até ao final do campeonato ainda se deslocou ao Estoril para a 5ª prova, onde não alinhou porque a sua Kawasaki não estava nas melhores condições, sendo que na sexta e derradeira prova, em Braga, não participou na classe 600, pois os pontos estavam com bastante diferença para o campeonato. Ainda assim, teve a possibilidade de experimentar pela primeira vez na prova uma Kawasaki 1000, ao lado de grandes pilotos como Rui Reigoto, José Leite e Luís Carreira, entre muitos outros.

Carlos Sousa é o novo treinador da equipa sénior de futsal da Associação Recreativa e Cultural de Antas (ARCA), substituindo no cargo Henrique Passos. A ARCA actua na 3ª divisão nacional de futsal e o técnico Carlos Sousa vai ocupar o lugar deixado vago por Henrique Passos que rumou ao Póvoa Futsal. O novo treinador da formação famalicense iniciou a temporada ao serviço do S. Pedro de Fins, equipa que milita nas divisões distritais de futsal da Associação de Futebol do Porto. Carlos Sousa vai ter como adjunto José Augusto, treinador que já estava ao serviço da ARCA. Recorde-se que no passado fim-de-semana a ARCA conquistou o primeiro triunfo no campeonato, sendo também a primeira vitória em jogos oficiais esta temporada. A ARCA bateu no Pavilhão Municipal das Lameiras o Macedense por 3-2, em jogo da quinta jornada do nacional da 3ª divisão de futsal. pub.


26

sport: 11 de Novembro de 2009

PÓDIO

1º Inês Oliveira

A xadrezista da Didáxis, Inês Machado Oliveira, garantiu pela terceira vez consecutiva um título nacional de xadrez, desta feita no escalão de sub14. No campeonato nacional jovem de xadrez, Inês Oliveira conseguiu cinco vitórias nas partidas disputadas, garantindo por isso mais uma distinção individual.

grande área

Será feita uma homenagem a Camilo Veloso

FAC organiza 1º Torneio Aberto de Xadrez Bruno Marques O Famalicense Atlético Clube (FAC), vai organizar no próximo sábado, a partir das 14h30, na Fundação Cupertino de Miranda, em Famalicão, a Supertaça Camilo Veloso, em xadrez, bem como o 1º Torneio Aberto de Xadrez Cidade de Famalicão. A iniciativa servirá também para homenagear Camilo Veloso, famalicense incontornável na história do xadrez no distrito de Braga e um dos grandes dinamizadores da modalidade no FAC. A ideia para a realização deste torneio e da supertaça de xadrez surgiu por parte do presidente da Associação de Xadrez do Distrito de Braga (AXDB), Fernando Costa, sendo bem recebida pela colectividade famalicense. “Uma vez que Camilo Veloso foi co-fundador e presidente da Associação de Xadrez foi-nos proposto que se fizesse uma homenagem e se criasse um evento que prestigiasse essa mesma homenagem”, começou por dizer ao Opinião Sport José Luís Veloso, um dos responsáveis pela organização. Paralelamente à ideia da realização da supertaça, os organizadores pensaram em realizar um torneio que permitisse a integração de jogadores actuais e antigos da modalidade, num evento que se espera de promoção do xadrez no concelho e no distrito. “Fez-se então um torneio aberto, designado de cidade de Famalicão, que é no fundo um complemento à homenagem que

queremos fazer a Camilo Veloso. A organização espera que esta seja a primeira de muitas edições do torneio. A supertaça, que passa a ter a designação de Camilo Oliveira, vai juntar a equipa vencedora do campeonato distrital e a formação detentora da taça do distrito de Braga. Relativamente ao torneio, “qualquer pes-

soa que goste de jogar xadrez, federado ou não, pode participar porque se trata de um torneio aberto”. As inscrições podem realizar-se através da AXDB, pelo e-mail axdbragacompeticoes@gmail.com ou pelo telemóvel 917 020 804, ou ainda através do FAC, pelo e-mail xadrez.famalicenseac@gmail.com ou pelo telefone 252 316 961. “O FAC é o segundo clube inscrito na Associação de Xadrez e a nossa ideia é reatar o funcionamento da modalidade no Famalicense porque já teve grande incidência na colectividade”, acrescenta ainda José Luís Veloso sobre outro dos intuitos da realização deste evento. Recorde-se que Camilo Veloso dinamizou a modalidade no FAC ao longo de várias décadas, tendo obtido o primeiro lugar no torneio interno do clube realizado em 1986. Do programa da iniciativa faz parte uma romagem, pelas 11 horas de sábado, ao cemitério de S. Tiago de Antas, onde está sepultado Camilo Veloso, estando marcado para as 14h30 o início do jogo da supertaça de xadrez entre Amigos do Museu Alberto Sampaio (Guimarães) e o CCC Barcelos. Segue-se, depois, o torneio aberto de xadrez, estando a gala de encerramento marcada para as 18 horas, com a presença de várias personalidades ligadas ao xadrez e ao poder local. Serão também entregues os prémios relativos à época desportiva 2008/2009.

No nacional de jovens de xadrez, vertente semi-rápidas Desp. S. Cosme

A formação do Desportivo de S. Cosme continua a sua boa prestação na 2ª divisão distrital, mantendo-se na liderança da tabela classificativa só com vitórias. Este fim-de-semana a equipa famalicense conseguiu aumentar a vantagem no topo da classificação e neste momento não tem concorrência à altura.

3º AD Oliveirense A Associação Desportiva Oliveirense parece ter encontrado em definitivo o caminho das vitórias e na última jornada garantiu o segundo triunfo consecutivo na série B da 3ª divisão nacional. Com todos os jogadores finalmente disponíveis, a equipa de Oliveira Santa Maria promete agora começar a recuperar terreno no campeonato.

Inês Machado Oliveira tri-campeã Decorreu no passado dia 7 de Novembro, na Benedita, no Centro Cultural Gonçalves Sapinho, o campeonato nacional jovem de xadrez federado, na vertente semi-rápidas, sendo um campeonato que contou com cerca de duas centenas e meia de participantes, distribuídos pelos escalões de sub-8, sub-10, sub-12, sub-14, sub-16, sub-18 e sub-20. O Núcleo de Xadrez de Vale S. Cosme-Didáxis (NXVSC-Didáxis) foi representado por 25 alunos, sendo que o principal destaque foi o terceiro título de Inês Machado Oliveira, desta feita no escalão de sub-14. Inês Machado Oliveira sagrouse campeã nacional em sub-14, obtendo cinco vitórias e averbando duas derrotas, classificando-se em 5º lugar ex-aqueo absoluto. Esta vitória, o terceiro título nacional individual, resulta do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido na formação de novos valores por parte da Didáxis.

Jogadores da Didáxis que estiveram presentes no campeonato nacional

De referir, que a famalicense está inserida no quadro de alta competição, depois dos resultados obtidos na época anterior. O vencedor absoluto foi João Vicente (Clube de Xadrez Pedro Hispano). Em sub-12, Ivo Dias, actual top-10 nacional, ocupou o 3º lugar do pódio. O grande vencedor foi

Henrique Aguiar (Clube dos Galitos - Aveiro) e o título feminino foi obtido por Diana Nogueira (Moto Clube do Porto). Em sub-16, realce para o 10º lugar, ex-aqueo, obtido por Luís Silva e Nuno Campos, com 4,5 pontos em sete possíveis. Jorge Ferreira (GD Dias Ferreira) sagrou-se novamente campeão na-

cional e Ana Meireles (AMAS) revalidou o título feminino. Nos sub-18, João Cruz foi quarto classificado enquanto Nelso Torres foi 11º. António Vasques (Santoantoniense FC) e Agna Gabriel (CA Mirandela) não deram hipóteses à concorrência, conquistando os títulos absolutos e femininos com grande vantagem. No escalão mais jovem, sub-8, o benjamim do NXVSC-Didáxis, André Cardoso, actual vicecampeão distrital, obteve uma promissora estreia em competições nacionais, alcançando o 4º lugar. Na categoria feminina, Alice Oliveira lutou por um lugar do pódio até à última jornada. Os resultados obtidos neste torneio foram o corolário de uma aposta contínua no xadrez jovem que tem vindo a ser feita desde que o NXVSC-Didáxis foi criado, permitindo sonhar com um clube cada vez mais forte, consolidando-se no panorama escaquístico nacional.


sport: 11 de Novembro de 2009 27

futebol

Equipa de Rui Gregório deu boa resposta apesar das mexidas forçadas

Ribeirão empata ao cair do pano 1-1 Estádio Cidade de Paredes Árbitro: Hélder Pardal (Santarém) Auxiliares: Rui Cabeleira e Diogo Valente

Paredes Ribeirão Pedro Miguel Flávio Romeu Tiago Bessa Jorginho (83’ Correia) Bispo Ricardo (75’ Ricardo Santos) Vasco Quim (86’ Ricardo Teixeira) Sousa

Hélder Colaço Hugo Pina Wesley (65’ Réne) João Faria Gel (55’ Forbes) Hamilton Adriano (55’ Tiago Silva) Bruno Pereira Nivaldo Abílio Bruno Filipe Arquivo – Carlos Alberto

Treinadores Fi l ó

Rui Gregório

Golos: 51’ Flávio (1-0); 90’ Bruno Filipe (1-1). Cartões Amarelos: : 58’ Quim; 83’ Ricardo; 86’ Ricardo Santos; 88’ Bessa; 92’ Bruno Pereira. Cartões Vermelhos: Não houve.

Aristides Ferreira Depois do jogo com o Valdevez, que deixou marcas profundas na estrutura do Ribeirão, Rui Gregório foi obrigado a proceder a algumas alterações no onze inicial, defrontando uma equipa que ocupa os lugares do fundo da tabela classificativa, o Paredes. Previam-se dificuldades na deslocação a Paredes e os ribeirenses só conseguiram evitar a derrota perto do final do encontro com um golo de Bruno Filipe.

Rui Gregório gostou da resposta dada pelos seus jogadores em Paredes

Nos primeiros dez minutos de jogo o Ribeirão entrou receoso, oferecendo o meio campo ao seu adversário, mas sempre controlando o jogo no seu sector mais recuado e foi mesmo o Ribeirão a criar a primeira situação de perigo. Aos dez minutos de jogo, Gel esgueirou-se sobre a direita e cruzou para Nivaldo que no coração da área rematou rente ao poste da baliza contrária. Jogando mais no meio campo

contrário, o Paredes ia-se acercando com perigo da baliza de Colaço e aos 16 minutos criou o primeiro calafrio na defesa contrária. Volvidos três minutos, Bessa, com um remate colocado, obrigou Hélder Colaço a grande intervenção. O Ribeirão tentava explorar o contra-ataque e com 20 minutos jogados, Bruno Filipe chegou atrasado a um cruzamento da esquerda do seu ataque.

Nesta altura da partida o jogo dividia-se nos dois meios campos e aos 37 minutos Hélder Colaço volta a estar à prova, evitando o golo da equipa da casa. A fechar o primeiro período de jogo, mais uma vez Bruno Filipe, de carrinho, não chegou a um cruzamento da esquerda do seu ataque. As equipas partiam para o descanso com um nulo, um resultado que se aceitava dado o futebol produzido pelas duas formações. No segundo período, o Paredes entrou a todo gás e aos três minutos surgiu o primeiro aviso. Vasco recebeu na zona frontal e com um remate forte obrigou Colaço a mais uma excelente intervenção. Dois minutos mais tarde, depois de um canto marcado na direita do ataque da equipa da casa, Flávio apareceu no meio dos centrais do Ribeirão e de cabeça inaugurou o marcador. A perder, o técnico do Ribeirão colocou toda a carne no assador, fazendo entrar Forbes e

II DI VI SÃO

Sé rie A

R E S U LTA D O S

Padroense, 3; Merelinen., 2 Lourosa, 1; Tirsense, 1 Moreirense, 3; Vizela, 1 Paredes, 1; Ribeirão, 1

Valdevez, 1; Vieira, 2 A. Lordelo, 0; Gondomar, 1 Lousada, 1; Vianense, 1 Espinho, 2; Boavista, 1

PRÓXIMA JORNADA Merelinense - Espinho Tirsense - Padroense Vizela - Lourosa Ribeirão - Moreirense

Vieira - Paredes Gondomar - Valdevez Vianense - A. Lordelo Boavista - Lousada

Equipa do Famalicão esteve a perder por duas bolas a zero

O segredo está no banco 2-2 Parque de Jogos de Fafe Árbitro: Joaquim Gayo (Braga) Auxiliares: José Sousa e José Silva

Fafe Famalicão Nuno Primo Miguel Mendes José Manuel (50’ Delfim) Rui Cícero Filipe (92’ Ferrinho) Josi Mike Vitor Hugo (70’ João Nogueira) Silvestre

André Ferreira Zé d’Angola Tózé Gualter Jorge Miguel César Marques Magalhães Nuno Cavaleiro (70’ Diarra) Madior (45’ Ruizinho) Diop (45’ Zézé) Khoné

Treinadores Carlos Condeço

Berto Silva

Golos: 35’ Filipe (1-0); 46’ Cícero (2-0); 85’ Khoné (2-1, penálti); 93’ Khoné. Cartões Amarelos: 25’ Filipe; 25’ Madior; 44’ César Marques; 55’ Rui; 60’ Josi; 69’ Magalhães; 71’ Ruizinho; 80’ Tozé; 91’ Silvestre; 92’ Jorge Miguel; 94’ Miguel Mendes. Cartões Vermelhos: Não houve.

José Clemente O FC Famalicão foi conquistar um importante ponto ao sempre difícil terreno da Associação Desportiva de Fafe, isto até se tivermos em conta que a formação famalicense esteve a perder por duas bolas a zero. Na segunda parte, e com as entradas de Ruizinho, Zézé e Diarra o Famalicão conseguiu ser outra equipa e chegar à igualdade a duas bolas. Quanto ao jogo, o Fafe entrou

na partida bastante forte e obrigou o Famalicão a jogar junto à sua grande área. Daí ter criado várias situações de muito perigo para a baliza de André Ferreira, sendo que esta avalanche ofensiva da equipa da casa só iria demorar cerca de 20 minutos porque a partir daqui o Famalicão finalmente acordaria para o jogo. E se nesta fase o Fafe já tinha cinco cantos contra nenhum do Famalicão, a partir daqui as coisas inverteram-se e no espaço de 15 minutos os famalicenses igualaram os fafenses em cantos. Os visitantes tomariam conta do jogo e começaram a aparecer com maior perigo junto da baliza de Nuno. Só que aos 35 minutos, e depois de uma boa jogada pelo lado direito do ataque do Fafe, Vítor Hugo centrou e apareceu ao segundo poste Filipe, de cabeça, a colocar a sua equipa em vantagem no marcador, resultado com que se atingiu o intervalo. Para a segunda parte, Berto Silva, treinador do Famalicão, mexeu pela primeira vez na sua equipa e fez entrar Ruizinho e Zézé para os lugares de Diop e Madior. Com estas duas entradas, o Famalicão apostava tudo em dar a volta aos acontecimentos só que o Fafe voltou a entrar bem na partida e logo na primeira jogada da segunda parte fez o segundo golo. Marcou Cícero, num bom remate de fora da área. A perder por 2-0, o Famalicão

nunca baixou os braços, foi para a frente e começou a criar algumas situações de muito perigo, em especial pelo lado esquerdo do seu ataque, onde pontificava Ruizinho que regressou à competição depois de uma lesão grave sofrida na última temporada. O futebol do Famalicão carrilava todo pelo lado esquerdo e adivinhava-se a qualquer momento o golo para o Famalicão. Berto Silva ainda tinha uma cartada para jogar no banco, no caso Diarra. Aos 70 minutos entrou no jogo para o lado direito e a partir daqui, com Ruizinho na esquerda e Diarra na direita, era só ter um homem dentro da área porque as bolas estavam a chegar em bom número e com muita qualidade. Aos 85 minutos, num remate

de Ruizinho para a baliza de Nuno, a bola foi parada com a mão dentro da área e Joaquim Gayo mandou marcar grande penalidade. Chamado a converter, Khoné reduziu para a margem mínima. Só que ainda não ficava por aqui a resposta famalicense e já em período de descontos, em mais uma bonita jogada dos visitantes, entre Diarra e Ruizinho, este último serviu na perfeição Khoné que ao segundo poste fez o golo do empate. Um resultado justo para as cores famalicenses em especial pela segunda parte que realizaram. Ainda uma palavra para a estreia do jovem Jorge Miguel que pela primeira vez jogou pelos seniores e cumpriu a sua missão e muito bem. Quanto ao árbitro fez um excelente trabalho.

Pedro Lisboa assinou pelo FC Famalicão O jogador Pedro Lisboa é o mais recente reforço do FC Famalicão, tendo assinado recentemente um contrato com os famalicenses. Pedro Lisboa é um médio ofensivo de 19 anos e constitui-se assim como mais uma opção para o técnico Berto Silva. O atleta já treinava há algum tempo com o grupo de trabalho do FC Famalicão e agora chegou a acordo para representar o clube. Na última época, Pedro Lisboa actuou nos juniores do Clube Desportivo Candal, de Vila Nova de Gaia. Pedro Lisboa é uma aposta de futuro do clube famalicense, sendo considerado pelos responsáveis do FC Famalicão como um jovem muito promissor e cujas características agradam ao técnico Berto Silva.

Tiago Silva. Os ribeirenses partiram em busca do empate, jogando praticamente no meio terreno contrário. O Paredes fechava-se no seu sector mais recuado, tentando segurar a vantagem de 1-0 e procurando em contra-ataque chegar ao 2-0 e matar o encontro. O Ribeirão nunca baixou os braços e já perto do final foi Hugo Pina, depois de uma jogada de insistência, receber na zona frontal e rematar forte, com a bola a sair por cima da barra. Mas quem procura sempre alcança e já em cima do minuto 90, na sequência de um livre marcado na direita, Bruno Filipe elevou-se e penteou para a bola para o golo da igualdade, colocando justiça no resultado. A divisão de pontos em Paredes, e olhando às limitações com que o Ribeirão partiu para este jogo, acaba por ser um resultado positivo. Trabalho aceitável de Hélder Pardal, de Santarém. CLASSIFICAÇÃO

1. Moreirense 2. Gondomar 3. Vizela 4. Espinho 5. Ribeirão 6. Padroense 7. Merelinense 8. A. Lordelo 9. Tirsense 10. Boavista 11. Vieira 12. Vianense 13. Lourosa 14. Valdevez 15. Paredes 16. Lousada

J

V

E

D

F

C

P

7 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7

6 4 3 4 3 4 2 2 2 2 2 2 2 2 1 0

0 1 3 0 3 0 3 3 2 2 2 2 2 1 3 3

1 14 2 8 1 12 3 9 1 7 3 8 2 9 2 3 3 11 3 8 3 5 3 12 3 5 4 7 3 5 4 3

4 4 5 8 6 8 5 5 11 9 7 14 11 11 8 10

18 13 12 12 12 12 9 9 8 8 8 8 8 7 6 3

Resultados das camadas jovens As camadas jovens do Famalicão estiveram em competição no passado fim-de-semana, registandose os seguintes resultados: Vizela 2-2 Famalicão (juniores); Famalicão 0-2 Varzim (iniciados); Cabeceirense 1-2 Famalicão A (distrital juvenis). Jogos da próxima jornada: Famalicão-Moreirense (juniores, sábado, 15 horas, campo de treinos); Barroselas-Famalicão (iniciados, domingo, 11 horas); Famalicão ARibeirão (juvenis, domingo, 10 horas, Campo do Outiz); Vilaverdense-Famalicão B (juvenis, sábado, 18h30); Famalicão-Ribeirão (iniciados, domingo, 10 horas, Campo Avidos e Lagoa); Oliveirense-Famalicão (infantis, domingo, 9h30); Famalicão ALouro (escolas, sábado, 9h30, Campo Avidos e Lagoa); Famalicão B-Arões (escolas, sábado, 10h30, Campo Avidos e Lagoa). Já no Joane, os resultados foram: Joane 1-3 Operário (juniores); Brufense 1-3 Joane (juvenis); Joane 05 Maria Fonte (iniciados); Ruivanense 1-3 Joane (infantis, série F); Ruivanense 7-5 Joane (infantis, série G). Próxima jornada: Cavalões-Joane (juniores, sábado, Campo Cavalões, 15 horas); Joane-Ruivanense (juvenis, sábado, 15 horas, Campo Riopele); Joane-Taipas (iniciados, domingo, 10 horas, Campo Riopele); JoaneFradelos (escolas, série E, sábado, 15 horas, Campo nº 2 GD Joane); Joane-Ponte (escolas, série F, domingo, 9h30 Campo nº 2 GD Joane).


sport: 11 de Novembro de 2009

28

futebol

Joane marcou passo e já leva cinco jogos sem vencer

Infesta emperrou máquina joanense 1-1 Campo de Barreiros Árbitro : Cláudio Silva (V. Castelo) Auxiliares: Luís Costa e Ivo Afonso

Joane Infesta Sérgio Laureta Marquinho (57’ Carlos Manuel) Miguel Lemos Pedro Pinto (60’ Batista) Carneiro (90’ Hélder) Sócrates Daniel Hugo Gil Álvaro

Bruno Nuno (60’ Amaral) Vila Vicente Galego Sergi (75’ Ricardo) Nelson Pereira Júlio Vitinha Korina (45’ Moauckol)

Treinadores Paulo Rafael

Manuel António

Golos: 31’ Gil (1-0); 74’ Amaral (1-1). C artõ es Amarelos: 41’ e 56’ Hugo; 61’ Carlos Manuel; 84’ Vicente; 85’ e 88’ Júlio; 88’ Bruno. C artõ es Vermelho s: 56’ Hugo; 88’ Júlio.

Joane e Infesta empataram a uma bola, num jogo intenso, mas fraco. Pode dizer-se que foi um jogo de esforço entre duas equipas que pretendiam a vitória. Na última posição, o Infesta vinha de uma pesada derrota frente ao Leça por 6-2. O Joane tinha empatado a uma bola em Moncorvo, num jogo de muitos golos falhados pelos joanenses. Em relação a golos, falhados, a tónica foi a mesma. Logo nos minutos iniciais, deu para perceber que a equipa forasteira era permeável defensivamente. O Joane atacou, mas uma vez mais

Carlos Alberto

José Carlos Fernandes

Sócrates ganha lance nas alturas

encontrou dificuldades para marcar. Foi o Infesta a primeira equipa a criar perigo. O remate de Vitinha bateu no poste da baliza de Sérgio. Foi o melhor que os forasteiros fizeram na primeira parte e foi um aviso para os joanenses. Os comandados de Paulo Rafael tinham alguma facilidade em penetrar na área contrária e pensaram que mais tarde ou

mais cedo o golo acabaria por aparecer. O certo é que as dificuldades em marcar foram muitas. Aos 24, 27 e 28 minutos os joaneneses estiveram perto de o conseguir, mas foi só aos 31 minutos que Gil descobriu o caminho certo para marcar. Um golo que deu a vantagem ao Joane no final da primeira parte. No segundo tempo, com as mexidas efectuadas pelos

forasteiros, o Infesta conseguiu ser melhor. O jogo continuava fraco, mas logo aos sete minutos, Júlio, sozinho frente a Sérgio, atirou ao lado. Aos dez minutos, o remate de Vitinha saiu ligeiramente ao lado. O Infesta demonstrou que queria mais. Aos 11 minutos, Hugo viu duplo amarelo, num lance que nos pareceu haver exagero do árbitro da partida.

O Joane ficou reduzido a dez elementos e as dificuldades passaram a ser maiores. Do banco forasteiro as alterações voltaram a surgir e era a tentativa de reforçar o ataque, na busca de um melhor resultado. O Joane trocou Marquinho por Carlos Manuel. O certo é que o futebol estava mais vivo, mais emotivo, com o Infesta a ter mais bola. Aos 29 minutos, Amaral conseguiu o golo da igualdade, recorrendo à recarga de uma defesa apertada de Sérgio. Um golo que abalou a equipa joanense. O tempo que faltava não foi suficiente para que o empate fosse desfeito. Muito perto do final, Júlio viu duplo amarelo, acabando o Infesta a jogar também com dez jogadores. Os três minutos para o final não foram suficientes para o Joane chegar ao golo da vitória, apesar de Paulo Rafael ainda tentar, com a entrada de Hélder em detrimento de Carneiro. Uma coisa é certa. O futebol foi de fraca qualidade e o joane pelo que fez na primeira parte merecia melhor. Mas também é verdade que uma equipa que falha muitas oportunidades está sujeita a sofrer dissabores e tem sido isso que tem acontecido ao Joane. Com este resultado, o Joane nas últimas cinco jornadas tem quatro empates e uma derrota. O Infesta conseguiu o terceiro empate no campeonato, continuando na última posição. Arbitragem com alguns erros e a expulsão de Hugo pareceu exagerada.

Jogo electrizante deu no segundo triunfo consecutivo para a Oliveirense

Emoção, sofrimento e golos 4-3 Campo de Ribes Árbitro : Luís Ramos Auxiliares: Duarte Pinheiro e Jorge Ramos

Oliveirense Rebordosa Pedro Freitas Luís Miguel João Duarte China Fifas Paulinho (78’ Leal) Ricardinho (88’ Tó) Arturinho João Cruz Meira Pedro Moreira (60’ Nuno Sousa)

Hélder Amado Mozer Celso Marqueiro Gustavo Joel (60’ Diogo) Marco André Cristelo (75’ Cerqueira) Nini (27’ Cafú) Silvério

Treinadores António Remelgado

Manuel Sousa

Golos: 2’ Meira (1-0); 4’ João Duarte (2-0); 18’ João Cruz (3-0); 40’ Cafú (3-1); 51’ China (3-2, autogolo); 52’ João Duarte (3-3, autogolo); 58’ Pedro Moreira (4-3). Cartões Amarelos: 21’ China; 24’ Joel; 42’ João Duarte; 58’ Pedro Moreira; 86’ Marqueiro; 94’ Pedro Freitas. Cartões Vermelhos : Não houve.

Bruno Marques No Campo de Ribes assistiu-se a um bom espectáculo de futebol, com incerteza no resultado até ao final. A Oliveirense teve uma

entrada fulgurante, chegando rapidamente ao 3-0, mas depois permitiu a recuperação do Rebordosa que chegou ao 3-3. Um golo de Pedro Moreira acabaria por dar um triunfo por 4-3 aos comandados de António Remelgado, um resultado suado mas justo para a formação de Oliveira Santa Maria. Com todos os jogadores do plantel finalmente à sua disposição, António Remelgado apresentou um onze inicial inédito na presente temporada, contando de início com jogadores como Luís Miguel, Meira e João Cruz. A Oliveirense não poderia desejar melhor entrada. Em quatro minutos marcou dois golos e deixou o Rebordosa sem reacção. Logo aos dois minutos, livre de Arturinho na direita e, na área, Meira saltou sozinho, cabeceando para o 1-0. Dois minutos volvidos e já os adeptos da equipa da casa festejavam novo golo. De novo do lado direito, desta vez num canto de Arturinho, apareceu João Duarte no interior da área a rematar para o fundo das redes de Hélder. Os locais estavam por cima

no jogo perante um Rebordosa em dificuldades para assentar o seu futebol. Aproveitando o desacerto contrário, a formação da casa ampliaria a vantagem. Aos 18 minutos, lançado em velocidade, João Cruz viu o adiantamento do guarda-redes adversário e fez um chapéu de belo efeito que resultou no 3-0. A vencer por margem alargada, a Oliveirense tirou o pé do acelerador, assistindo-se a uma subida de produção do Rebordosa. Para isso também contribuiu a substituição operada por Manuel Sousa que lançou Cafú para o lugar de Nini. Ainda antes do intervalo, os visitantes reduziriam a desvantagem, num canto da direita a que Cafú deu o melhor seguimento. Para a segunda parte esperava-se que a Oliveirense controlasse a vantagem que tinha no marcador, mas os primeiros minutos trouxeram um autêntico golpe de teatro. Aos 51 e 52 minutos, ou seja, num espaço de dois minutos, o Rebordosa atingiu a igualdade e reentrou na discussão pelo resultado final. Com dois autogolos, de China e João

Duarte, praticamente tirados a papel químico, os donos do terreno viram-se obrigados a correr atrás do prejuízo. A equipa de António Remelgado não demorou a responder e seis minutos depois já passava novamente para a frente do marcador. A bola foi colocada pelo ar à entrada da área e João Cruz, com um toque subtil, assistiu de forma primorosa Pedro Moreira que entrou na área e fuzilou autenticamente o guardião do Rebordosa. Apesar de estar novamente em vantagem no marcador, a Oliveirense ainda passou por alguns momentos de apuro.

III DI VI SÃO

Sé rie B

J

V

E

D

F

C

P

1. Vila Meã

7

4

3

0

14

6

15 12

2. Amarante

7

3

3

1

11

8

3. Fafe

7

3

2

2

11

7

11

Amarante, 2; Leça, 2

4. Torre Moncorvo

7

2

4

1

9

7

10

Joane, 1; Infesta, 1

5. Joane

7

2

4

1

10

10

10

6. Oliveirense

7

3

1

3

10

10

10

7. Rebordosa

7

3

1

3

14

15

10

8. Serzedelo

7

3

1

3

11

13

10

9. Leça

7

2

3

2

11

8

9

10. Famalicão

7

2

3

2

12

10

9

PRÓXIMA JORNADA Vila Meã - Joane Famalicão - Torre Moncorvo Serzedelo - Fafe

CLASSIFICAÇÃO

Oliveirense, 4; Rebordosa, 3

R E S U LTA D O S

Torre Moncorvo, 1; Vila Meã, 1 Fafe, 2; Famalicão, 2 Pedrouços, 2; Serzedelo, 4

A partida manteve-se aberta até ao último minuto, com as duas equipas a darem o máximo e a proporcionarem um bom espectáculo de futebol. Silvério ainda atirou uma bola à barra da baliza de Pedro Freitas enquanto a Oliveirense poderia ter acabado com o jogo em duas ocasiões. Primeiro foi João Cruz a não acertar na bola na cara do guarda-redes Hélder e já na compensação Leal falhou isolado um golo feito. O trabalho do trio de arbitragem ficou manchado por alguns erros, nomeadamente na amostragem de cartões, mas felizmente não teve influência directa no resultado final.

Rebordosa - Pedrouços Leça - Oliveirense Infesta - Amarante

11. Infesta

7

0

3

4

9

18

3

12. Pedrouços

7

0

2

5

9

19

2


sport: 11 de Novembro de 2009 29

futebol

Juniores famalicenses venciam ao intervalo por 2-0

Iniciados do Famalicão derrotados em casa por 2-0

Famalicão empata em Vizela a duas bolas

J

V

E

D

F

C

P

1. Freamunde 2. Trofense 3. Fafe 4. Moreirense 5. Diogo Cão 6. Famalicão 7. Limianos 8. Taipas 9. Chaves 10. Bragança 11. Vizela 12. Valdevez

9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9

7 5 5 4 4 4 3 3 2 2 1 0

1 4 2 3 2 1 3 3 3 2 4 0

1 0 2 2 3 4 3 3 4 5 4 9

23 16 15 14 15 17 19 13 13 15 16 4

10 9 7 12 14 13 15 15 12 20 20 33

22 19 17 15 14 13 12 12 9 8 7 0

PRÓXIMA

CLASSIFICAÇÃO

Fafe - Limianos Famalicão - Moreirense Chaves - Vizela

Valdevez - Bragança Diogo Cão - Taipas Trofense - Freamunde

Iniciados do Ribeirão regressaram aos bons resultados Na recepção à formação do ARC Paçô, em mais uma ronda do nacional de iniciados, o Grupo Desportivo de Ribeirão conquistou um triunfo claro por 3-0, regressando desta forma aos resultados positivos. A vitória não merece contestação, com os golos a serem apontados por João Carvalho, Alberto e Sousa. A equipa ribeirense entrou em campo com um único pensamento que passava por somar os três pontos e conseguir uma vitória, algo que já fugia há algum tempo. A primeira parte foi bem jogada pelo Ribeirão que abriu o marcador por intermédio de João Carvalho. O segundo golo, apontado por Alberto, nasceu de um cruzamento feito da linha final enquanto o terceiro tento apareceu num remate de longa distância do jogador Sousa. O Paçô apenas dispôs de uma oportunidade de golo na primeira parte, tendo o guarda-redes ribeirense

negado esses intentos com uma boa defesa. Com o resultado construído na primeira metade, os ribeirenses limitaram-se a controlar os acontecimentos na etapa complementar, conseguindo ainda assim boas oportunidades para ampliar a vantagem. Os iniciados do Ribeirão continuaram a dominar o jogo e enviaram quatro bolas à barra da baliza do Paçô. Em jogo realizado no Campo de Treinos do GD Ribeirão, os ribeirenses alinharam com: André Moreira, Ricardo (46’ Mendes), Paulinho, Emanuel (35’ Pacheco), Dani, Guilherme (46’ Miguel), Costinha, Luís Peixoto, Alberto (35’ Pedrinho), Sousa (35’ Telmo) e João Carvalho. Os resultados das restantes camadas jovens do Ribeirão foram: Santa Eulália 1-3 Ribeirão (juniores); Ribeirão 1-2 Taipas (juvenis); Ribeirão 23 Alegrienses (iniciados B).

Carlos Alberto

II Divisão

Moreirense, 1; Limianos, 0 Taipas, 1; Valdevez, 0 Vizela, 2; Famalicão, 2 Freamunde, 5; D. Cão, 1 Bragança, 1; Chaves, 1 Fafe, 1; Trofense, 1

Varzim ficcaz foi mais efi Partida entre Famalicão e Varzim foi sempre muito disputada

José Clemente Os iniciados do FC Famalicão perderam em casa frente ao Varzim por 2-0 em jogo a contar para o campeonato nacional de iniciados. Valeram os golos marcados um em cada parte do encontro e no cômputo geral pode dizer-se que o Varzim foi um vencedor feliz. Em duas ou três vezes que foram até à baliza famalicense marcaram dois golos e por aí se explica a conquista dos três pontos. Quanto ao jogo, o Famalicão deu logo a entender que estava ali para vencer a partida, só que aos poucos o Varzim colocava alguns entraves aos atacantes do Famalicão. O Varzim chegaria ao seu primeiro golo na marcação de um livre do lado esquerdo, aparecendo Peliteiro ao segundo poste a fazer de cabeça o 1-0. A perder, os locais teriam de fazer alguma coisa e até conseguiram criar algumas oportunidades de golo, mas mais uma vez os avançados famalicenses revelaram desacerto na hora de atirar à baliza. Para a segunda parte, o Famalicão entrou determinado em mudar o rumo dos acontecimentos, só que mais uma vez o Varzim voltava a marcar, desta feita por intermédio de Nuno. Apesar da segunda metade ainda estar muito no início, o Famalicão não conseguiu dar a volta aos aconte-

cimentos, apesar das alterações operadas pelo técnico da casa. Esta foi uma derrota que não belisca em nada os objectivos traçados no início da temporada pelos famalicenses até porque o Varzim não fez um grande jogo, mas conseguiu conquistar os três pontos porque foi mais feliz. Os iniciados do Famalicão alinharam com: Neto, Nuno, Veloso, Marco, Cristiano, Diogo Nogueira, Diogo Freitas, Paneira, Luís, Hugo e Tiago. Jogaram ainda: João Lobo, Ricardo Carvalho e Totas. Já o Varzim actuou com: Tiago, João Torres, Roberto, Peliteiro (1), Bruno, João Moreira, Nuno (1), Andrade, Miranda, Moça e César. Jogaram ainda: André, Inácio e Nelson. INICIADOS RE SULTA DOS

RE SULTA DOS

JUNIORES

aos 21 minutos, por intermé- tentou ainda o tudo por tudo, dio de Dia, e o segundo aos 34 mas não foi capaz de chegar minutos apontado por Alex. ao terceiro golo. Por aqui se podia concluir que Com este empate, o FC Faestava aberto o caminho para malicão continua a marcar que o Famalicão regressasse passo no que diz respeito aos às vitórias no campeonato, só objectivos da equipa para esta que mais uma vez, e isto já ti- temporada, mas como ainda nha acontecido nas Taipas, os falta muito campeonato todos famalicenses permitiram a re- acreditam que esta má fase vai cuperação ao adversário. A di- passar porque a equipa tem ferença foi que frente ao Tai- valor para dar a volta por cima pas o prejuízo ainda foi maior desta situação complicada. porque o Famalicão perdeu. Sob arbitragem de Rui FerPara a senandes gunda parte o (Viana do Com este empate, jogo foi totalCastelo), o FC Famalicão continua a u x i l i a d o mente diferente e para por Carlos a marcar passo no que pior para os Rodrigues diz respeito aos objectivos comandados e Euclides da equipa para de José Lopes Costa, o Vique voltaram zela aliesta temporada. a entrar para nhou com: gerir a vantagem, esquecendo- Fernando Pereira, Diogo Lopes, se que do outro lado também João Pedro, Pedro Costa, Riexiste outra equipa que tem os cardo Neto, Rogério Oliveira, mesmos objectivos que o Fa- André, Nuno Dinis, Tiago, Carmalicão tinha para este jogo, valho e Nuno Almeida. Jogaram ou seja, vencer. ainda: Nelson, Marcos e EmaAos 65 minutos, Nuno Dias nuel. Já o Famalicão alinhou reduziu para a margem mínima com: Marco, Sousa, Bruno Care a partir daqui o Vizela galva- valho, Nuno, Bruninho, Kausnizou-se e foi para cima do Fa- kas, Adriano, Álvaro, Dia, Alex malicão. Aos 80 minutos, e Veiga. Jogaram ainda: Pedro, Diogo Lopes marcaria o golo Branco e Cláudio. do empate. Com dez minutos J o s é Cl e m e n t e ainda para jogar, o Famalicão

Gil Vicente, 4; Chaves, 0 Famalicão, 0; Varzim, 2 Marinhas, 1; Barroselas, 2

I Divisão

Ribeirão, 3; Paço, 0 Braga, 0; V. Guimarães, 0 Vizela, 2; Bragança, 1

CLASSIFICAÇÃO

J

V

E

D

F

C

P

1. V. Guimarães 2. Braga 3. Bragança 4. Varzim 5. Vizela 6. Barroselas 7. Gil Vicente 8. Famalicão 9. Chaves 10. Ribeirão 11. Marinhas 12. Paço

9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9

8 5 6 6 6 4 4 3 2 2 2 0

1 4 0 0 0 1 1 1 2 1 1 0

0 0 3 3 3 4 4 5 5 6 6 9

40 21 19 19 14 16 12 8 3 8 7 0

1 2 12 12 12 9 11 17 15 12 16 48

25 19 18 18 18 13 13 10 8 7 7 0

PRÓXIMA

Os juniores do FC Famalicão deslocaram-se no passado sábado ao terreno do FC Vizela e à partida para este jogo os famalicenses tinham o dobro dos pontos que o seu adversário. Por aqui se podia dizer que a formação famalicense era naturalmente favorita à vitória final, algo que acabou por não acontecer, aumentando para cinco o número de jogos sem vencer. Nos primeiros 45 minutos, o Famalicão foi mesmo superior ao Vizela, marcou dois golos e construiu uma vantagem confortável. O primeiro tento dos famalicenses aconteceu

Vizela - Chaves Varzim - Gil Vicente Barroselas - Famalicão

Paço - Marinhas V. Guimarães - Ribeirão Bragança - Braga pub.


sport: 11 de Novembro de 2009

30

distritais

Em jogo da 2ª divisão distrital no Campo da Portela

Resultados AFSA

Delães venceu Lagense por 5-2

Jogou-se no passado fim de semana a terceira jornada dos campeonatos concelhios de Futebol de salão, na primeira divisão os resultados foram os seguintes, Pedome 9-3 Gavião; JASP 6-6 Vermoim; Covense 5-4 Floresta; Castelões 3-4 Landim; Outeirense 5-3 Carril; S. Cosme 4-3 Bente; São Martinho 5-4 Lameiras. Comandam as equipas do Covense, Pedome e São Cosme todas com nove pontos. Já na segunda divisão também se jogou a terceira jornada com os seguintes resultados, Novais 1-6 Lousado; ADESPO 6-6 ACURA; Gente Fantástica 3-3 Flor do Monte; Louredo 2-5 Bairrense; Carreira 5-2 Barrimau; 1º de Maio 4-3 Esmeriz; ADERM 7-0 Colina do Ave. Comandam Bairrense e Lousado ambos com nove pontos.

Pousadense com uma vitória e um empate uma boa jogada entre Fábio e Luís, concluída por este último. No próximo sábado, pelas 18 horas, o Pousadense desloca-se às Caldas das Taipas para defrontar o CART. Entretanto, na passada sexta-feira, a equipa júnior da ARPO recebeu o Merelinense e empatou 6-6. Depois de ter saído para o intervalo a perder por 2-6, na etapa complementar a equipa de Pousada de Saramagos conseguiu uma boa recuperação, fixando o resultado final em 6-6, conquistando o primeiro ponto no campeonato. O próximo confronto dos juniores do Pousadense será no terreno do Lordelo, sábado, às 16h30.

Equipas perfiladas no Campo da Portela

No passado domingo realizouse a 6ª jornada da 2ª divisão, série C, da AF Braga, com o Delães a receber e a vencer o Lagense por 5-2 em mais um dérbi concelhio das divisões distritais. Este foi o primeiro triunfo dos delaenses no campeonato, coincidindo também com o regresso do treinador da equipa, Vítor Carvalho, ao papel de jogador, tendo mesmo marcado um golo e feito a assistência para outro. A direcção do Delães convenceu o treinador Vítor Carvalho a acumular a função com a de jogador, algo que foi aceite e acabou por levar ao primeiro triunfo da equipa na prova. Os adjuntos Alcino e Vítor Ribeiro ocuparam o lugar do técnico no banco de suplentes. O Delães apresentou-se muito concentrado e confiante no Campo da Portela, controlando a partida nos minutos ini-

AMVE cumpre 3º aniversário A Associação Moinho de Vermoim (AMVE) vai organizar no próximo dia 14 de Novembro, sábado, pelas 21h30, uma festa de comemoração do 3º aniversário. A festa vai decorrer no Salão Paroquial de Vermoim e terá entrada gratuita. A festa abre com a actuação o coro infantil da AMVE, de seguida serão entregues galardões a várias pessoas, terminando com a actuação de Serginho. A AMVE convida todos os associados e população em geral a participarem na comemoração.

Louro volta a pontuar na Honra

Mais um jogo, mais uma vitória para o Desportivo de S. Cosme que aumentou mesmo a vantagem pontual no topo da classificação, vencendo desta feita no terreno do Emilianos por 1-0, em jogo realizado no passado sábado. Nos minutos iniciais da partida os homens de S.Cosme não conseguiam impor-se perante um adversário que pressionava muito e dava seguimento a bons movimentos atacantes, travados aí pelos homens mais recuados do terreno da equipa visitante. Uma primeira parte intensa, jogada a um ritmo fortíssimo, onde as equipas foram para os balneários com um resultado a zero no marcador. Adivinhava-se assim um jogo dificíl para os líderes do campeonato. No segundo tempo, a equipa de S. Cosme surgiu de igual forma, demonstrando sempre garra e vontade de praticar um bom futebol. Uma se-

V

PRÓXIMA

E

D

F

C

P

1 0 20 5 19 2 1 12 10 14 1 2 11 11 13 5 0 8 5 11 4 1 7 3 10 4 1 7 5 10 3 2 10 6 9 3 2 11 8 9 5 1 7 8 8 2 3 4 8 8 4 2 6 4 7 1 4 6 11 7 1 4 6 13 7 3 3 3 6 6 2 4 8 14 5 3 4 6 15 3 Silvares - Ronfe Prado - Santa Eulália Vilaverdense - Cabeceirense Louro - Esposende

CLASSIFICAÇÃO

J

1. Forjães 6 2. T. Bouro 6 3. Vila Chã 6 4. Viatodos 6 5. Soarense 6 6. Panoiense 6 7. Palmeiras 6 8. Ninense 6 9. Tadim 6 10. MARCA 6 11. Ág. Álvelos 6 12. Gerês 6 13. Roriz 6 14. Laje 5 15. Merelim 5 16. Gondifelos 6 Gondifelos - MARCA Gerês - Roriz Vila Chã - Merelim Viatodos - Ág. Álvelos

V

E

5 4 4 3 4 3 3 3 3 2 1 1 1 0 0 0

1 0 18 3 16 1 1 14 6 13 1 1 10 4 13 3 0 9 4 12 0 2 10 8 12 2 1 14 7 11 2 1 11 6 11 1 2 6 6 10 0 3 8 7 9 2 2 6 8 8 3 2 10 10 6 2 3 4 9 5 0 5 3 11 3 1 4 1 7 1 1 4 4 14 1 0 6 1 19 0 Forjães - Ninense Panoiense - Tadim Laje - T. Bouro Palmeiras - Soarense

D

F

C

P

AFB I DIVISÃO

Maximinense, 2; Bairro, 0 Tabuadelo, 1; Ruivanense, 0 S. Paio, 0; Pedralva, 0 Ponte, 1; Pevidém, 0

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

1. Celoricense 6 4 2. Pevidém 6 4 3. Campelos 6 4 4. Polvoreira 6 3 5. L. Enguardas 6 3 6. Travassós 6 2 7. Tabuadelo 6 2 8. StAdrião 6 2 9. Maximinense 6 2 10. Ruivanense 6 2 11. Bairro 6 1 12. Ponte 6 2 13. Guilhofrei 6 1 14.Airão 6 0 15. S. Paio 6 1 16. Pedralva 6 0 Maximinense - Tabuadelo Ruivanense - S. Paio Pedralva - Ponte Pevidém - L. Enguardas

Série B

Campelos, 0; Enguardas, 1 Airão, 1; StAdrião, 3 Polvoreira, 3; Guilhofrei, 3 Travassós, 0; Celoricense, 0 E

D

F

C

2 0 11 1 1 1 21 6 0 2 6 3 2 1 13 8 1 2 4 6 3 1 7 6 3 1 6 6 2 2 7 8 1 3 7 9 1 3 8 11 3 2 5 6 0 4 7 8 3 2 8 12 4 2 4 9 1 4 6 15 3 3 6 12 Campelos -Airão StAdrião - Guilhofrei Polvoreira - Travassós Bairro - Celoricense

P

14 13 12 11 10 9 9 8 7 7 6 6 6 4 4 3

gunda parte jogada novamente a um ritmo fortíssimo que fez com que o desgaste fosse grande, principalmente para os da casa que após os dez minutos iniciais começaram a recuar um pouco no terreno e a diminuir as zonas de pressão. O técnico Mário Melo operou algumas modificações e a equipa famalicense ganhou ainda mais alento. E foi ao minuto 75 que surgiu o golo do S. Cosme. Gonçalves, após jogada individual, foi derrubado dentro da área adversária e o árbitro assinalou grande penalidade. Filipinho bateu o guarda-redes da casa e fez o resultado final. O S. Cosme actuou com: Jota, Carvalho, Rafa, Maia, Rogério, Luís Carlos, Vitó, Rochinha, Filipinho, Gonçalves e Seara. Jogaram ainda: Tiago, Triguilha e Morais.

AFB II DIVISÃO

Operário, 1; Cabreiros, 0 Mouquim, 1; Arentim, 1 Tebosa, 1; Carreira, 3 Sequeirense, 2; Antas, 0

CLASSIFICAÇÃO

J

1. Gandra 6 2. Pousa 6 3. Cabreiros 6 4. Carreira 6 5. Sequeirense 6 6. S. Veríssimo 6 7. Lemenhe 6 8. Necessidades 6 9. Mouquim 6 10. Operário 6 11. Arnoso 6 12. Antas 6 13. Granja 6 14. J. Belinho 6 15. Arentim 6 16. Tebosa 6 Operário - Mouquim Arentim - Tebosa Carreira - Sequeirense Antas - S. Veríssimo

Série A

Pousa, 0; S. Veríssimo, 1 J. Belinho, 1; Arnoso, 1 Granja, 1; Lemenhe, 5 Necessidades, 0; Gandra, 1

V

E

5 5 4 3 3 2 2 2 2 2 2 2 1 1 0 0

1 0 15 3 16 0 1 13 3 15 1 1 14 2 13 2 1 9 7 11 1 2 7 5 10 3 1 6 4 9 2 2 11 9 8 2 2 7 5 8 2 2 7 6 8 2 2 10 10 8 2 2 6 7 8 1 3 10 11 7 2 3 7 13 5 1 4 4 16 4 2 4 3 11 2 0 6 7 24 0 Pousa - J. Belinho Arnoso - Lemenhe Granja - Necessidades Cabreiros - Gandra

D

F

C

P

R.A.

AFB II DIVISÃO R E S U L TA D O S

Série A

Forjães, 1; Ág. Álvelos, 1 Ninense, 2; Panoiense, 2 Laje, 0; Tadim, 1 T. Bouro, 4; Soarense, 1

R E S U L TA D O S

R E S U L TA D O S

Gondifelos, 0; Palmeiras, 3 MARCA, 2; Gerês, 1 Roriz, 0; Vila Chã, 1 Merelim, 1; Viatodos, 1

gada sobre o lado direito, entre Sobral e Pinho, a bola sobrou para Vítor que fez o 3-1. A equipa do Lagense tentou reagir, sempre muito bem organizada, mas acabou por ser novamente o Delães, em dois ataques rápidos a chegar ao 5-1, com dois tentos de Chico. O Lagense nunca baixou os braços e conseguiu reduzir a desvantagem para 5-2, resultado que não sofreria mais alterações até ao final. Em jogo no Campo da Portela, sob arbitragem de Rui Mota, o Delães alinhou com: Nuno, André, Filipe, Alves, Ricardo, Chico, Luciano, Pinho, Carlinhos, Vitor e Sobral. Jogaram ainda: Bruno, Barroso e Costa. Já o Lagense actuou com: Nando, Ruizinho, Diogo, Vítor Hugo I, Júlio, Serginho, André, César, Dani, Vitinha e Vítor Hugo II. Jogaram ainda: Bruno e Alexandre.

Série C

Doniense, 1; SM Este, 0 Longos, 4; Rendufinho, 0 Figueiredo, 1; Espinho, 0 Delães, 5; Lagense, 2

CLASSIFICAÇÃO

J

1. S. Cosme 6 2. Brito 6 3. Lagense 6 4. SPArcos 6 5. SM Este 6 6. Figueiredo 6 7. Guisande 6 8. Sobreposta 6 9. Espinho 6 10. Longos 6 11. Doniense 6 12. Emilianos 6 13. Rendufinho 6 14. Delães 6 15. Vitória 6 16. Briteiros 6 Doniense - Longos Rendufinho - Figueiredo Espinho - Delães Lagense - Briteiros PRÓXIMA

J

1. Taipas 7 6 2. Esposende 7 4 3. Ronfe 7 4 4.Arões 7 2 5. Martim 7 2 6. Torcatense 7 2 7. Porto d'Ave 7 2 8. Águias Graça 7 2 9. Santa Eulália 7 1 10. Louro 7 2 11. Prado 7 1 12.Apúlia 7 2 13. Pica 7 2 14. Silvares 7 1 15. Vilaverdense 7 1 16. Cabeceirense 7 0 Arões -Apúlia Torcatense - Martim Pica - Taipas Porto d'Ave - Águias Graça

AFB I DIVISÃO

PRÓXIMA

CLASSIFICAÇÃO

Série 1

Taipas, 1; Silvares, 0 Esposende, 1; Vilaverden., 0 Martim, 2;Arões, 2 Santa Eulália, 1; Louro, 1

PRÓXIMA

R E S U L TA D O S

Ronfe, 1; Prado, 0 Cabeceirense, 1; Torcaten., 1 Apúlia, 2; Porto d'Ave, 1 Águias Graça, 2; Pica, 2

R E S U L TA D O S

Na Divisão de Honra jogou-se a 7ª jornada com a nota de destaque a ser o regresso do Louro aos pontos, depois de ter empatado a uma bola no terreno do Santa Eulália, equipa que tinha os mesmos pontos dos famalicenses. Os comandados de António Tavares mantém-se numa zona tranquila da tabela classificativa e na próxima ronda recebem o Esposende. Já na 1ª divisão distrital, o Ninense foi a única formação do concelho a pontuar na ronda seis, depois de ter empatado a duas bolas na recepção ao Panoiense. De resto, o Gondifelos voltou a perder, desta feita em casa por 3-0, enquanto na série B o Bairro saiu derrotado pelo Maximinense por 2-0 e o Ruivanense por 1-0 no reduto do Tabuadelo. Na 2ª divisão, o principal destaque continua a pertencer ao S. Cosme que voltou a vencer, tendo aumentado a distância para o segundo classificado. Os famalicenses têm agora mais cinco pontos que os perseguidores Brito e Lagense. AFB DIVISÃO HONRA

ciais. Jogando com dois avançados bastante móveis e dois alas bem abertos, os locais conseguiam dar profundidade ao ataque e foram criando situações de perigo para a baliza à guarda de Nando. Perante tal ascendente, os da casa conseguiram chegar ao golo aos 16 minutos por intermédio de Carlinhos, após desmarcação de Vítor. Aos 30 minutos, o Lagense equilibrou o encontro e após a marcação de um canto quase chegava ao empate. O cabeceamento de Vítor Hugo passou perto do poste. Dado o equilíbrio, o empate chegou aos 42 minutos, na sequência de um canto, com o golo a ser apontado por César. Após o intervalo, o Delães entrou novamente melhor e chegou ao golo na marcação de uma grande penalidade convertida por Chico. Logo de seguida, aos 55 minutos, após uma jo-

S. cosme cada vez mais líder

PRÓXIMA

Na jornada disputada no passado fim-de-semana, no futsal distrital, as equipas da Associação Recreativa Pousadense (ARPO) conseguiram uma vitória e um empate, nos escalões de seniores e juniores, respectivamente. A formação sénior do Pousadense recebeu e venceu o Apulienses por 3-2. Depois de estar a vencer por 2-0, com golos de Dani e Fábio, a ARPO complicou a partida na segunda parte, permitindo o empate ao adversário e após boas oportunidades para poder ampliar o marcador. Ainda assim, a formação famalicense haveria de chegar ainda ao golo da vitória, através de

Brito, 2; Briteiros, 0 Vitória, 0; Guisande, 2 SPArcos, 1; Sobreposta, 2 Emilianos, 0; S. Cosme, 1 V

E

6 4 4 4 3 3 3 3 2 2 2 2 1 1 1 1

0 0 18 5 18 1 1 10 3 13 1 1 10 8 13 0 2 18 11 12 2 1 10 6 11 2 1 7 5 11 1 2 10 8 10 0 3 8 10 9 2 2 10 8 8 1 3 11 10 7 1 3 8 8 7 0 4 6 6 6 1 4 7 16 4 0 5 9 16 3 0 5 6 16 3 0 5 3 15 3 Brito - Vitória Guisande - Sobreposta SPArcos - Emilianos SM Este - S. Cosme

D

F

C

P


sport: 11 de Novembro de 2009 31

modalidades

Jorge Maia e Luís Vaz na Taça do Mundo Os nadadores do Grupo Desportivo de Natação de Famalicão (GDNF), Jorge Maia e Luís Vaz, foram convocados para a Selecção nacional absoluta da Federação Portuguesa de Natação, com vista à participação na Taça do Mundo, em natação, a disputar entre os dias 13 a 16 de Novembro, em Berlim, na Alemanha. Jorge Maia irá defender as cores nacionais nas provas de 200 e de 400-Livres, ao passo que Luís Vaz irá competir nas provas de 100 e de 200-Livres. Esta é a primeira vez que Jorge Maia e Luís Vaz participam na Taça do Mundo, pelo que esperam retribuir esta sua chamada à Taça do Mundo com excelentes resultados e elevar o nome de Famalicão além fronteiras, uma vez mais. Para o treinador do GDNF, Pedro Faia, “Jorge Maia é já uma certeza da natação nacional pelo que esta competição servirá de preparação específica para os campeonatos da Europa de absolutos que decorrerão em Istambul, no próximo mês de

ADRO com triunfos no ténis de mesa Aproveitando uma paragem nos campeonatos nacionais de equipas, decorreram no passado sábado, no Pavilhão Abel Varzim (Barcelos) os individuais seniores masculinos e femininos, em ténis de mesa. Os atletas da Associação Desportiva Recreativa Outeirense (ADRO) destacaram-se em ambas competições, obtendo os dois primeiros lugares, tanto em masculinos como em femininos. Em seniores masculinos, o campeão foi Paulo Silva e o vicecampeão foi Carlos Fernandes, sendo que Luís Henriques conquistou também a quarta posição, o que vem mais uma vez confirmar a valia técnica destes atletas no panorama distrital. Já em femininos, foram revalidados os títulos do ano passado no escalão de seniores. Assim sendo, Joana Fernandes foi mais uma vez campeã distrital, somando assim o oitavo título consecutivo, e a sua colega Elsa Freitas reconquistou o título de vice-campeã. Ainda no sábado, a equipa sénior masculina da ADRO deslocou-se ao pavilhão da equipa do Ginásio de Valbom para disputar a 5ª jornada do campeonato nacional da 2ª divisão de ténis de mesa, da zona Norte, tendo sido derrotada por 4-1.

Luís Vaz, Pedro Faia e Jorge Maia

Dezembro, ao passo que para Luís Vaz esta será a primeira participação numa Selecção nacional absoluta, pelo que se espera que saiba assumir tal responsabilidade”. “Penso que conseguimos ultrapassar da melhor forma um período muito difícil de preparação, já que coincidiu com uma enorme so-

brecarga de treino e início da vida universitária para ambos os atletas, obrigando-os a algum engenho e sensibilidade no tratamento deste facto. É com muito orgulho que vemos os nossos atletas a associarem o sucesso desportivo ao sucesso académico”, concluiu o técnico.

Ruben Oliveira foi 4º no regional de pesca desportiva

Juniores da ATC conseguem triunfos decisivos Na jornada dupla realizada no fim-de-semana passado, a equipa de juniores masculinos da Associação Teatro Construção (ATC) conseguiu duas importantes vitórias para as suas aspirações no campeonato distrital de basquetebol de Braga. No sábado, em Vermoim, frente ao BC Barcelos, a ATC, fruto de uma melhor consistência defensiva, viria a impor-se por 56-44. Já no domingo, em Braga, face ao Grupo Desportivo André Soares, a equipa joanense venceu por 79-48. Com estas duas vitórias, e a três jornadas do final da fase regular, a equipa da ATC tem praticamente garantido a presença no play-pff do campeonato distrital. Das restantes equipas da ATC em competição, registe-se as derrotas fora de casa das cadetes com o Guimarães e Leões das Enguardas e dos cadetes com

o Braga, o que, apesar de tudo, não compromete as aspirações de qualquer uma das equipas. Entretanto, na primeira jornada do torneio distrital de sub-13 os jovens da ATC perderam frente ao Guimarães por nove pontos de diferença. Finalmente, no escalão de iniciados, destaque para a fácil vitória dos rapazes em Barcelos enquanto as meninas, na jornada dupla realizada em casa, perderam no sábado com o líder do campeonato, o Guimarães, mas venceram o Braga no domingo. No próximo fim-de-semana, para além dos jogos do campeonato distrital dos escalões de iniciados, cadetes e juniores, terá inicio o torneio de sub-12, com a realização e participação da ATC na 1ª concentração distrital, no domingo, em Braga.

MAL levou a melhor no dérbi de juniores No passado sábado os juniores do S. Mateus receberam em casa a equipa do MAL para mais um dérbi concelhio no campeonato, tendo a formação de Landim vencido por 2-1. Num jogo que se previa muito emotivo, devido a ser mais um duelo de equipas do mesmo concelho, o S. Mateus apresentou-se encontrar muito desfalcado devido a lesões e castigos. Os da casa entraram mal no jogo e não conseguiam trocar a bola. O MAL aproveitou isso mesmo para marcar primeiro, respondendo o S. Mateus com um golo de Vasco. Quando faltavam oito minutos para terminar o jogo, a formação de Landim acabou por chegar ao 2-1 e venceu o jogo. Os juniores do S. Mateus deslocam-se na próxima semana até Creixomil para defrontar a equipa dos Piratas pelas 15h30 de sábado.

Ruben Oliveira, do Clube de Pesca de Lemenhe

O atleta Ruben Oliveira, do Clube de Pesca Desportiva de Lemenhe (CPDL), disputou no passado fimde-semana a final de apuramento do campeão regional da 2ª divisão, classificando-se na quarta posição final. Na prova de sábado, Ruben Oliveira conseguiu um 3º lugar, o que deixou tudo em aberto para a prova do dia seguinte. No domingo, Ruben esteve ainda melhor e alcançou o 2º posto, mas que não foi suficiente para se sagrar campeão. O atleta ficou com um total de 5.5 pontos e o respectivo 4º lugar da geral que lhe dá acesso às medalhas que serão entregues em Janeiro próximo na sede da Associação Regional Norte de Pesca Desportiva. No seu primeiro ano de competição, Ruben

Oliveira deixou bons indicadores em relação ao futuro na modalidade. Ainda no fim-de-semana realizaram-se as 3ª e 4ª provas do campeonato regional de clubes de mar e praia, no Cabedelo, em Vila Nova de Gaia. O CPDL teve tarefa difícil face às muitas adversidades que o mar presenteou, facto que chegou a colocar em risco a realização das provas. Tal como se havia perspectivado, o peixe não colaborou nos dois dias, mas especialmente na prova de domingo, onde no sector A, B e C, nenhum dos atletas em prova efectuou qualquer captura. O CPDL fez 6º lugar, no sábado, e 4º, no domingo, estando assim em 5º lugar da classificação geral. pub.


32

sport: 11 de Novembro de 2009

modalidades

Juventude Académico vence em dia de apresentação A equipa feminina de futsal do Juventude Académico, que vai disputar o campeonato concelhio 2009/2010, defrontou a sua congénere do Lousado, em jogo de apresentação aos sócios. O conjunto da casa venceu a partida por 7-3. O campeonato arranca no próximo sábado.

Liga Concelhia de Bilhar cumpriu mais duas rondas Na Liga Concelhia de Bilhar disputou-se na passada semana a terceira e quarta jornadas da segunda volta da competição, com a equipa do Vice Versa a manter-se no topo da classificação. Os resultados da 3ª jornada foram: Requionense 1-2 Camiliano; Arca 0-3 Salão Mendes; S. Cláudio 0-3 Vice Versa; Passos 1-2 Bem Estar; Vivas 3-0 Queen’s Park; O Calendário 3-x Carlitos; Louro 3-x Realista; Koppus 1-2 Paris. 4ª jornada: Paris 2-0 Requionense; Camiliano 1-2 Arca; Salão Mendes 3-0 S. Cláudio; Vice Versa 3-0 Passos; Bem Estar 1-2 Vivas; Queen’s Park 0-3 O Calendário; Carlitos x-3 Louro; Realista 2-1 Koppus. Classificação: 1º Vice Versa, 73 pts; 2º Paris, 68 pts; 3º Vivas, 62 pts; 4º Bem Estar, 49 pts; 5º Salão Mendes, 40 pts; 6º Camiliano, 37 pts; 7º Requionense, 37 pts; 8º O Calendário, 37 pts; 9º Arca, 36 pts; 10º Passos, 36 pts; 11º Louro, 34 pts; 12º Realista, 30 pts; 13º Koppus, 30 pts; 14º Queen’s Park, 29 pts; 15º S. Cláudio, 23 pts; 16º Carlitos, 10 pts.

Rosa Oliveira somou mais uma vitória A atleta da Associação Moinho de Vermoim (AMVE), Rosa Oliveira, venceu o corta mato de abertura que se realizou em Guimarães e foi organizado pela Associação de Atletismo de Braga. A atleta triunfou no escalão sénior feminino, demonstrando o grande início de época que está a ter. Esta vitória deixa boas indicações para as restantes provas de cross que a atleta terá no futuro. Para além da vitória de Rosa Oliveira, os restantes atletas da AMVE também alcançaram bons resultados. No escalão sénior masculino, João Antunes ficou em 5º lugar, sendo que esta prova serviu de preparação para o Cross de Amora, prova em que o atleta vai participar com vista a ser seleccionado para os europeus de Cross de sub-23 que irão decorrer em Dublin. Em veteranos femininos, Hermínia Pereira também venceu este primeiro corta mato da época. No escalão de juniores masculinos, André Machado ficou em 14º lugar e por fim nos escalões de veteranos masculinos Paulo Oliveira ficou em 10º lugar e Custódio Mota no 14º posto.

Juventude de Joane entra a ganhar na liga concelhia

Equipa de escolinhas da Juventude de Joane pub.

Tem a área de 122 m2. Garagem individual fechada com 23 m2. Sala com a área de 31 m2, com pré-instalação para lareira e com recuperador de calor. Cozinha com terraço e equipada com electrodomésticos. Um deles tem suite e um terraço. Uma casa de banho com hidromassagem. Valor: 99.750,00 €

Tem a área de 145 m2 com dois lugares de garagem e arrumos. Um dos quartos tem suite. Cozinha mobilada e equipada. Sala com lareira. Tem duas varandas. Ar condicionado e aquecimento central. Iluminação em focos. Valor: 150.000 €

T 3 com aparcamento fechado. Com uma frente. Tem a área de 103 m2. Cozinha mobilada. Uma lavandaria e despensa. Uma varanda, soalho flutuante. Em Calendário. Valor: 83.500 € T 3 – No Vinhal. Com lugar de garagem. Tem a área de 130 m2. Com uma frente. Uma suite, mais duas casas de banho. Armários embutidos. Aquecimento central. Uma varanda com 33 m2 Valor: 165.000 € T 3. Com a área de 130 m2. Com três frentes. Garagem fechada. Três quartos, dois deles com varanda. Dois armários embutidos. Duas casas de banho. Sala de jantar e estar com lareira e recuperador de calor. Cozinha mobilada e equipada e lavandaria. Valor: 88.500,00 € T2. Com a área de 122 m2. Garagem individual fechada. Sala com pré instalação de lareira com recuperador de calor. Cozinha mobilada e equipada. Quartos com armários embutidos e

Como nova. Garagem para dois carros. Cozinha mobilada e equipada, sala de jantar e estar com lareira. Casa de banho com banheira de hidromassagens. Aquec. e aspiração central, ar condicionado. Valor: 180.000 € (negociável).

No centro da cidade. De rés-do-chão e andar. Com jardim em frente. Uma garagem. Valor: 180.000 € (negociável)

Com garagem. Tem a área de 102 m2. Armários embutidos nos quartos. Uma suite mais duas casas de banho, uma com banheira de hidromassagens. Cozinha mobilada e equipada com electrodomésticos. Lavandaria.Caldeira para aquecimento central, aspiração central, radiadores. Excelente localização. Valor: 135.200,00 €

um deles com suite. Uma casa de banho com banheira de hidromassagens. E um terraço. Valor: 90.000,00 € T2 como novo. Tem duas frentes. Garagem para um carro. Um dos quartos tem uma suite e armários embutidos. Cozinha mobilada e equipada com electrodomésticos. Lavandaria e arrumos. Valor: 125.000,00 € T2. Dois quartos com armários embutidos. Uma casa de banho completa. Sala de jantar e estar com lareira. Cozinha mobilada, lavandaria. Uma varanda. E ar condicionado. Valor: 85.000,00 € Quinta em Viatodos. Com a área total de 25.700 m2. Com moradia. Valor: 325.000,00 € Es c ri tór io no centro da cidade Com a área de 48 m2, duas casas de banho.Tem vários pontos de luz. Valor: 60.000,00 € ou para aluguer. Café e Snack-Bar para Trespasse No centro da cidade. Está todo equipado. Tem duas casas de banho. Sala de

No Covêlo Garagem fechada para um carro. Cozinha mobilada e equipada. Sala de jantar e estar com lareira. Uma suite, mais uma casa de banho completa. Tem um grande terraço. Aquecimento central. Soalho flutuante. Boa exposição solar e óptimas áreas. Valor: 95.000,00 €

jogos. Valor: 45.000,00 € Café e Snack-Bar Está todo remodelado. Tem a área de 100 m2. Fica no centro da cidade. Valor: 50.000,00 € Pa vi lh ão com 300 m2 em fase de construção. Junto ao centro da cidade, com excelentes acabamentos. Valor de venda: 165.000,00 € Pavilhão – Novo. Com a área de 400 m2. No centro da cidade. Valor: 220.000,00 €. Pavilhão para restauro – Tem a área de 880 m2. Valor: 235.000,00 € Terrenos – Várias áreas. Para construção. Nos arredores da cidade. Apartamento T2 centro cidade para arrendar – 275,00 € Apartamento T2 centro cidade para arrendar – 375,00 € Apartamento T3 centro cidade arrendar – 330,00 € Loja 90 m2 centro cidade frente de rua – 550 €

A equipa do escalão de pré-escolinhas da Associação Juventude de Joane (AJJ) iniciou a disputa da Liga de Futsal de Famalicão com um triunfo sobre a formação do ADC Santa Eulália por 71. No próximo sábado, a AJJ vai organizar a 1ª jornada da Liga de Futsal de Famalicão, no escalão de escolinhas, que se realizará no Pavilhão Municipal das Lameiras. O alinhamento de jogos será o seguinte: 9h00, EFTP/GR Covense-A Movimento; 10h00, FC Vermoim-R Desportivo; 11h00, SportfutAJ Académico; 12h00, AJ Joane-Barrimau FC. pub.


sport: 11 de Novembro de 2009 33

modalidades

A equipa de juvenis do S. Mateus regressou no passado sábado às vitórias no campeonato distrital, vencendo o Lordelo por 6-4. O S. Mateus começou o jogo com Hugo Saldanha, Deco, Pedrinho, Gui-

marães e André e cedo se percebeu que os famalicenses queriam vencer o encontro. Aos sete minutos Pedrinho faz o 1-0 e logo de seguida André apontou o 2-0. Aos 17

Liga de futsal de Famalicão cumpriu 1ª jornada Disputou-se no passado fim-de-semana a 1ª jornada da Liga de Futsal de Famalicão para escalões de formação. Em pré-escolas, os resultados foram: FC Vermoim 3-5 Esc. Futsal T.Paiva/GR Covense; CD Lousado 9-3 Barrimau FC; Ass. Juv. Joane 7-1 ADC Arnoso St. Eulália; CD Juv. Académico 3-1 Esc. F. Sportfut. Classificação série A: 1º CD Lousado, 3 pts; 2º CD Juv. Académico, 3 pts; 3º Esc. F. Sportfut, 0 pts; 4º Barrimau FC, 0 pts; 5º Esc. Futsal Recreio Desportivo, 0 pts ( sem jogos ); série B: 1º A.J. Joane, 3 pts; 2º Esc.F.T.Paiva/GR Covense, 3 pts; 3º FC Vermoim, 0 pts; 4º ADC Arnoso St. Eulália, 0 pts; 5º Ass. Artes de Movimento, 0 pts (sem jogos). Na próxima semana, domingo, 15 de Novembro, realiza-se no Pavilhão das Lameiras a 1ª jornada de escolas, com a seguinte ordem de jogos: 9h00, EFTP/GR Covense-A Movimento; 10h00, FC Vermoim-R Desportivo; 11h00 h, Sportfut-AJ Académico; 12h00, AJ Joane-Barrimau FC.

1º Open da 1ª divisão de bilhar foi “um sucesso” Foi muito o público que marcou presença no Salão da Academia de Bilhar do FAC para assistir ao 1º Open da 1ª divisão de bilhar. Estiveram presentes os melhores executantes portugueses, representando vários clubes: Famalicense AC, FC Porto, Sporting, Leixões, CB Amadora, Sr. Padrão, Ginásio do Sul, Liga de Algés e Dragões de Lisboa. Na final da competição, Rui Manuel (FC Porto) bateu Fernando Gomes (CB Amadora) por 50-37, em 42 entradas. O vencedor do Open garantiu a presença no Egipto para representar Portugal na Taça do Mundo de bilhar. Em representação do FAC, Francisco Graça foi eliminado por Alípio Jorge (FC Porto) nos oitavos-definal. Na entrega dos prémios, João Rafael, vice-presidente da Federação Portuguesa de Bilhar e delegado responsável nesta prova, felicitou o Famalicense Atlético Clube pela organização que considerou “extraordinária e bem sucedida”.

FAC demolidor no arranque do campeonato de voleibol muito forte neste jogo. Os parciais do encontro foram esclarecedores com 25-19, 25-21 e 2515. O controlo de todos os sets, com vários pontos de avanço, uma boa recepção e um bloco eficaz, foram as chaves do encontro. No último set entraram outros elementos do plantel que não alinharam de início e o nível

de jogo manteve-se. Na próxima semana joga-se a segunda jornada e o FAC visita Santo Tirso, no sábado, às 15 horas. Entretanto, realizou-se o sorteio da primeira eliminatória da Taça de Portugal de voleibol e o adversário do FAC será o Santo Tirso, com o Famalicense a joga fora de casa. Este encontro realiza-se no dia 1 de Dezembro.

Formação do FAC em destaque no hóquei As equipas mais jovens do FAC tiveram desempenhos muito positivos nos jogos que disputaram no passado fim-de-semana. Os escolares fizeram um jogo positivo em Riba d’Ave e venceram por 138, num jogo em que estava a perder ao intervalo por 6-1, arrancando depois para uma segunda parte de grande nível. Já os infantis não conseguiram a vitória no mesmo recinto, mas alcançaram um empate a quatro bolas, o que também se pode considerar posi-

A sexta jornada do nacional da 2ª divisão de hóquei em patins não foi positiva para as equipas famalicenses que averbaram derrotas nesta ronda. O Riba d’Ave Hóquei Clube (RAHC) perdeu na deslocação ao pavilhão do Escola Livre por 4-2 enquanto o FAC saiu derrotado, em casa, pela Juventude Pacense por 3-0. O RAHC deslocou-se a Oliveira de Azeméis, num jogo em que as oportunidades de golo foram imensas para os ribadavenses que estiveram infelizes na finalização. Quando isso não acontecia era o guarda-redes da equipa da casa que com grandes defesas negava os golos aos jogadores do Riba d’Ave. De registar que passou mais um jogo para o RAHC e mais um cartão vermelho. Desta feita, o massagista foi expulso por ter questionado a mesa quanto às sucessivas não paragens do cronómetro, quando o jogo estava parado. Esta expulsão deu livre directo ao Escola Livre e consequente quarto golo. Em seis jogos, o RAHC leva já três cartões vermelhos. Alinharam pelo Riba d’Ave: André Camões, Aurélio, André Alves, Pedro Salgado, Joel Ferreira, Arnaldo Queirós, João Nuno, Vítor Hugo e Carlos Filipe. Os golos do RAHC foram marcados por André Alves (2-1) e por Arnaldo Queirós (3-2). Entretanto, os resultados das camadas

jovens do RAHC foram os seguintes: RAHC 8-13 FAC (escolares); RAHC 4-4 FAC (infantis). As equipas de juvenis e juniores não jogaram. FAC a marcar passo A equipa do FAC vai de mal a pior no campeonato. Ainda não foi desta que a formação famalicense regressou às vitórias, tendo mesmo sido surpreendida em pleno Pavilhão Municipal de Famalicão pela Juventude Pacense. Frente a um adversário directo na luta pela manutenção, o FAC deu um passo atrás na tabela classificativa, depois de perder por 3-0.

HOQUEI EM PATINS Nortecoope, 1; Cambra, 2 Académica, 2; Carvalhos, 10 Marco, 2; Lavra, 0 Limianos, 3; Penafiel, 3

CLASSIFICAÇÃO

J

V

1. Carvalhos 6 5 2. Inf. Sagres 6 5 3. Feira 6 4 4. Penafiel 6 4 5. Marco 6 4 6. Cambra 6 4 7. Limianos 6 3 8. Riba d'Ave 6 3 9. Sanjoanense 6 3 10. Nortecoope 6 2 11. Lavra 6 2 12. Marítimo 6 2 13. Juv. Pacense 6 2 14. Escola Livre 6 2 15. FAC 6 1 16. Académica 6 0 Nortecoope - Académica Carvalhos - Marco Lavra - Limianos Penafiel - Escola Livre

II Divisão

Escola Livre, 4; Riba d'Ave, 2 Inf. Sagres, 4; Feira, 3 FAC, 0; Juv. Pacense, 3 Sanjoanense, 8; Marítimo, 5 E

D

F

C

P

0 1 37 17 15 0 1 28 21 15 1 1 30 17 13 1 1 30 20 13 1 1 27 23 13 0 2 34 18 12 1 2 27 27 10 0 3 31 29 9 0 3 34 34 9 0 4 17 21 6 0 4 16 21 6 0 4 26 31 6 0 4 20 27 6 0 4 19 28 6 0 5 16 34 3 0 6 19 43 0 Riba d'Ave - Inf. Sagres Feira - FAC J. Pacense - Sanjoanense Cambra - Marítimo

FAC tem novo treinador

Finalistas do 1º Open da 1ª divisão

O Atlético famalicense venceu o CA Madalena por 3-0 no início do campeonato nacional da 2ª divisão de voleibol. Frente a um dos candidatos assumidos à subida de escalão, o FAC não deu qualquer hipótese ao seu adversário. Quem esteve no Pavilhão Municipal saiu com a ideia de que a equipa de Gaia é fraca, mas o facto é que o FAC esteve

Equipas famalicenses derrotadas

R E S U L TA D O S

Equipa de Juvenis do S. Mateus

minutos, após erro defensivo, o Lordelo chega ao 2-1. Na segunda parte, e logo aos quatro minutos, o S. Mateus chegou ao 3-1 através de Guimarães e ao 4-1 por Pedrinho. O Lordelo ainda reduziu para 4-2, mas na resposta o S. Mateus apontou o 5-2 por Ricardinho. Em mais um erro dos famalicenses, o Lordelo aproveitou para se aproximar novamente no marcador, fazendo o 5-3, mas aos 18 minutos Deco estabeleceu o 6-3. Ao cair do pano, uma distracção de Ciganinho e Hugo, acabou com a bola dentro da baliza do S. Mateus, estabelecendo-se o 6-4 final. Na próxima sexta-feira, pelas 20h30, a equipa do S. Mateus recebe em Delães a equipa do Vermoim.

2ª divisão nacional de hóquei em patins

PRÓXIMA

Juvenis do S. Mateus derrotaram Lordelo

tivo. A equipa de iniciados continua imparável rumo ao campeonato nacional da categoria e em Seixas venceu por claros 5-1. A equipa mantém o segundo lugar no regional. Já os bons resultados dos juniores indicavam que poderiam vencer o Fão. Tal não sucedeu com os famalicenses a saírem derrotados em casa por 5-4. O golo do desaire caseiro foi alcançado nos instantes finais do encontro. Na próxima semana, os juniores jogam em Viana.

Depois da derrota do passado sábado frente à Juventude Pacense no Pavilhão Municipal de Famalicão por três bolas a zero, a direcção do Famalicense Atlético Clube (FAC) reuniu com o treinador Fernando Jorge e as duas partes chegaram a acordo para rescindir o contrato vinculado no início da temporada. Jorge Ferreira foi o escolhido para suceder a Fernando Jorge no comando da equipa sénior. A equipa sénior de hóquei em patins do FAC está a começar muito mal a temporada no nacional da 2ª divisão nacional, tendo apenas uma vitória no campeonato e ocupando o penúltimo lugar da tabela classificativa. Os maus resultados acabaram por estar na origem da saída de Fernando Jorge, esperando-se agora que a equipa comece a recuperar na classificação para alcançar o objectivo desta temporada que passa pela manutenção na 2ª divisão nacional de hóquei em patins. De imediato, e após a reunião com Fernando Jorge, ficou conhecido o novo treinador do Famalicense. A escolha recaiu sobre Jorge Ferreira, técnico que conhece bem os cantos à casa e que já se encontrava ao serviço da colectividade famalicense, mais propriamente ao leme da formação júnior do FAC. Jorge Ferreira já se encontra a trabalhar com a equipa sénior, tendo orientado o seu primeiro treino na passada segunda-feira. O objectivo do novo treinador passa por tirar o FAC dos últimos lugares da tabela.

Jorge Santa Cruz triunfa em Guimarães O atleta Jorge Santa Cruz, do Núcleo de Atletismo de Joane (NAJ), venceu no passado domingo o corta-mato de Guimarães, realizado naquela localidade, não dando qualquer hipótese à concorrência. Na mesma competição participou também Marco Freitas, do NAJ, que terminou na sétima posição final. Entretanto, realizou-se no passado domingo o campeonato nacional de maratona, onde o NAJ foi representado por Patrícia Pereira que na sua estreia na distância

obteve o segundo lugar final, o que lhe conferiu o título de vice-campeã nacional, logo atrás da vencedora da prova, a veterana Fernanda Ribeiro. Esta competição realizouse conjuntamente com a maratona do Porto. Ainda no passado domingo, Alberto Batista, também atleta do NAJ, que compete em cadeiras de rodas, obteve o segundo lugar da geral final, numa prova de estrada internacional realizada nos arredores de Barcelona. Esta competição foi ganha por um atleta francês.


34

sport: 11 de Novembro de 2009

R E S U L TA D O S

FUTSAL

modalidades/motores

ARCA conquista primeira vitória III Divisão

Santa Luzia, 2; Barranha, 4 ARCA, 3; Macedense, 2 Guimarães, 3; Paredes, 6 Junqueira, 6; Contacto, 3

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

Mondim Basto, 4; Chaves, 4 Pioneiros, 0; Monte Pedras, 3 Am. Criança, 3; Merelinense, 4 V

E

D

F

C

P

PRÓXIMA

1. Chaves 5 4 1 0 30 13 13 2. Junqueira 5 3 1 1 29 17 10 3. Barranha 5 3 1 1 20 9 10 4. Paredes 5 3 1 1 26 17 10 5. Guimarães 5 3 1 1 27 22 10 6. Monte Pedras 5 3 1 1 15 10 10 7. Mondim Basto 5 3 1 1 25 21 10 8. Contacto 5 3 0 2 19 21 9 9.ARCA 5 1 2 2 12 21 5 10. Santa Luzia 5 1 1 3 21 31 4 11. Macedense 5 1 0 4 18 25 3 12. Merelinense 5 1 0 4 11 23 3 13.Amanhã Criança 5 0 2 3 16 24 2 14. Pioneiros 5 0 0 5 11 26 0 Barranha -Amanhã Criança Chaves - Junqueira M. Pedras Mondim Basto Macedense - Santa Luzia Merelinense - Pioneiros Paredes -ARCA Contacto - Guimarães

2ª divisão de voleibol

AVC sofreu primeira derrota

Foram precisas cinco jornadas para que a formação da Associação Recreativa e Cultural de Antas (ARCA) garantisse o primeiro triunfo no campeonato nacional da 3ª divisão de futsal. No passado sábado, a ARCA recebeu e venceu o conjunto do Macedense por 3-2 no Pavilhão Municipal das Lameiras. Aliás, esta foi mesmo a primeira vitória dos famalicenses em jogos oficiais esta temporada e poderá por isso dar um novo impulso à equipa famalicense. A ARCA soma agora cinco pontos e com a vitória do último sábado conseguiu dar um salto na classificação. Na próxima ronda do campeonato desloca-se ao pavilhão da U. de Paredes.

Dérbi concelhio com empate no futsal distrital Realizou-se no passado fim-de-semana mais uma jornada do campeonato da 1ª divisão distrital de futsal, com Mouquim e Cabeçudense a empatarem a três bolas na série A. No único dérbi concelhio desta ronda, nenhuma das formações conseguiu levar vantagem e por isso mantêm-se com os mesmos pontos na tabela classificativa. De resto, Pousadense, na série A, e Mocidade Alegre de Landim, na série B, foram as únicas formações do concelho de Famalicão que conseguiram vencer na ronda do fim-de-semana. Série A

Lordelo, 3; Esmeriz, 3 Mouquim, 3; Cabeçudense, 3 Nun'Álvares, 6; CART, 2 Folgou: EPB Pousadense, 3;Apulienses, 2

I DIV. FUTSAL AFB RE SULTA DOS

RE SULTA DOS

I DIV. FUTSAL AFB

PinheiroTorto, 2; StoTirso, 7 StoAdrião, 4;AEIPCA, 3 Celorico, 4; S. Mateus, 2

Série B

André Soares, 2; Fund. MC, 6 Priscos, 4; MAL, 5

V

E

D

F

C

P

CLASSIFICAÇÃO

J

V

E

D

F

C

P

1. Nun'Álvares 2. Lordelo 3. EPB 4. Esmeriz 5. Mouquim 6. Cabeçudense 7. Pousadense 8. CART 9.Apulienses

5 6 5 5 5 6 5 5 6

4 3 3 2 2 2 2 1 1

0 1 1 3 1 1 0 1 0

1 2 1 0 2 3 3 3 5

26 20 17 10 14 16 14 13 17

14 16 13 8 14 21 18 20 23

12 10 10 9 7 7 6 4 3

1. Fundação MC 2. S. Mateus 3. StoTirso 4. StoAdrião 5. MAL 6.AEIPCA 7. Celorico 8. Priscos 9.André Soares 10. PinheiroTorto

5 6 6 5 6 6 6 5 5 6

4 4 3 3 3 2 2 1 1 0

1 0 1 1 1 2 0 2 0 2

0 2 2 1 2 2 4 2 4 4

38 28 31 22 20 21 28 22 20 24

22 22 27 18 20 19 32 25 27 42

13 12 10 10 10 8 6 5 3 2

EPB - Lordelo Esmeriz - Nun'Álvares CART- Pousadense

Apulienses - Mouquim Folga - Cabeçudense

PRÓXIMA

J

PRÓXIMA

CLASSIFICAÇÃO

PinheiroTorto - StoAdrião AEIPCA- Celorico S. Mateus -André Soares

A formação sénior feminina do Atlético Voleibol Clube (AVC) sofreu a primeira derrota no campeonato, saindo derrotada do pavilhão do Gondomar Cultural por 3-1, com os parciais de 25-18, 1725, 25-22 e 25-21. As líderes famalicenses deslocaram-se a Gondomar para defrontar a formação que se apresentava em 3º lugar e num jogo bastante disputado, as visitadas levaram a melhor, aproveitando uma fase menos boa das famalicenses que contaram com algumas atletas lesionadas. No 1º set as equipas iniciaram o jogo tentado perceber os pontos fracos de cada uma, originando bastantes “erros não forçados”. O set desenrolou-se muito equilibrado até à parte final, onde a formação do AVC não conseguiu evitar duas rotações com serviços falhados, levando o Gondomar a tirar vantagem pontual. Já o 2º set foi diferente para as famalicenses porque entraram com grande “agressividade” na rede e na hora de servir, cometendo poucas recepções falhadas, dominando este parcial por completo, vencendo por 25-17. Depois de um set com muita qualidade e quando se esperava que iriam embalar para mais uma vitória, o AVC quebrou fisicamente e como se apresentou apenas com sete jogadoras tornou-se impossível rodar a equipa, dese-

Equipa júnior do AVC

quilibrando a contenda a favor das locais. No 4º parcial, e com muitas dificuldades físicas, as famalicenses foram lutando e equilibrando o set, mas com alguma naturalidade, e aproveitando as debilidades do AVC, o Gondomar Cultural fechou a partida com o parcial de 25-21. Na próxima jornada, a equipa sénior do AVC tem uma deslocação complicada ao terreno do ASS Mamede, no sábado, pelas 15 horas. Juniores vencem facilmente Quanto à formação júnior, a equipa do AVC deslocou-se ao terreno do CD Póvoa e venceu por

três sets a 0. (9-25; 15-25 e 1025). Pelos parciais obtidos pela equipa campeã nacional, desde logo se nota o desnível entre as duas formações, mas foi um desafio que o AVC tornou fácil. Esta formação famalicense foi campeã na temporada transacta e este ano continua a sua progressão a nível de formação, cumprindo o seu último ano. Os objectivos, mais do que os resultados, passam pela aprendizagem e essa continua a ser uma realidade. O jogo da Póvoa demonstrou a maturidade que esta equipa está a atingir, perspectivando-se um bom futuro para as atletas famalicenses.

Macominho Sport quer pódio em Gondomar

Fundação MC - Priscos StoTirso - MAL

Ricardo Costa vai a Gondomar para triunfar

Mariana Neves de Carvalho quer pontuar

É já este fim-de-semana que se realiza a última prova do campeonato Open de ralis 2009. Denominado de Rali Cidade de Gondomar e organizado pelo clube local GAS, esta jornada conta uma vez mais com a participação da equipa Macominho

Sport, através dos pilotos Ricardo Costa/Nuno Almeida e Mariana Neves de Carvalho/Filipe Martins, com a formação famalicense a pretender chegar ao pódio. A dupla do Mitsubishi Evo VI parte para Gondomar com o ob-

jectivo de repetir o resultado alcançado na última prova, ou seja, a vitória. “Este é um rali novo para nós, é muito técnico e ao mesmo tempo muito rápido, iremos ter algumas cautelas pois ao que tudo indica será realizado com chuva. Ainda assim e por aquilo que vi nos reconhecimentos, penso que teremos uma palavra a dizer no que toca à vitória no rali”, disse o piloto Ricardo Costa. Mariana Neves de Carvalho e Filipe Martins disputam também em Gondomar um lugar no pódio do campeonato júnior de ralis. A piloto do Suzuki Ignis está na terceira posição desta competição e espera nesta jornada somar mais alguns pontos que lhe permitam manter o lugar ou até mesmo atacar o vice campeonato. “O objectivo nesta prova é o mesmo da última, ou seja, terminar. As classificativas estão com muita lama e dado também a pouca experiência neste tipo de pisos não dá para arriscar”, confessou Mariana Neves de Carvalho. A prova é composta por sete especiais de classificação, tendo inicio na sexta-feira com a realização da super especial no centro de Gondomar e prolonga-se pelo dia de sábado com dupla passagem pelos troços de Gens/Covelo, Vila Cova/Medas e Vilarinho/Melres.


motores

sport: 11 de Novembro de 2009 35 pub.

Famalicense marcou presença na Baja Portalegre 500

Paulo Marques terminou no 21º lugar Realizou-se no fim-desemana de 31 de Outubro a Baja de Portalegre 500 que contou com cerca de 250 concorrentes, entre motos, moto 4, buggys e automóveis de Todo-o-Terreno (TT). Um dos participantes foi o piloto famalicense Paulo Marques que desta forma regressou à competição, conseguindo o 21º posto da geral final. Num animado fim-desemana de competição, entre quinta-feira, dia das verificações técnicas e administrativas, até sábado à tarde, muita foi a adrenalina existente nas pistas do alto Alentejo. Após um prólogo realizado em ritmo correcto, onde Paulo Marques foi 20º classificado, o piloto de Famalicão viria a brilhar na etapa de sexta-feira, com o 10º lugar alcançado nos cerca de 120 kms cronometrados. Já no sábado terminou na 21ª posição da geral. “Na sexta-feira consegui imprimir um ritmo bastante forte desde o início, tendo a difícil tarefa de ultrapassar cerca de cinco concorrentes à minha frente. Se alguns ainda facilitam a ultrapassagem, também houve outros que ma dificultaram pelo que tive que ter redobrada

João Pereira e Paulo Marques

atenção para não embater em algum obstáculo da pista, completamente empoeirada”, disse o piloto. “Fiquei plenamente satisfeito com o resultado, mas no sábado de manhã tivemos um pequeno problema com o desembaciador do pára-brisas e acabamos por perder três posições no troço da manhã, com cerca de 135 km, pois nada víamos com o fortíssimo nevoeiro e consequente embaciamento do vidro dianteiro”, concluiu. Na última especial da prova, o ritmo foi mais cauteloso, cabendo ao colega de equipa de Paulo Marques, João Parreira, conduzir o Mitsubishi Pajero que foi assistido pela Miranda Competições. “Face à sua

inexperiência neste tipo de provas acabamos por baixar para 21º, mas com a consciência tranquila e em plena segurança, pois o que estava em causa era a sua adaptação e ter terminado sem qualquer toque, nos cerca de 240 kms cronometrados da parte da tarde, já foi uma verdadeira proeza”, apontou o Marquês. O piloto famalicense tenta neste momento arranjar apoios que lhe permitam estar à partida para a edição das 24 Horas TT em Fronteira. A aposta de Paulo Marques passa por continuar a marcar presença nas provas de Todo-o-Terreno, não escondendo que gostaria de realizar um campeonato completo.

Margarida Barbosa vai representar Portugal no Egipto

Objectivo é lutar pelo primeiro lugar Depois de no passado dia 25 de Outubro ter vencido a final do Nacional Rotax, em karting, realizado no Kartódromo do Bombarral, a piloto famalicense Margarida Barbosa já está a preparar a sua participação na final mundial que se vai realizar no Egipto a 5 de Dezembro. Margarida Barbosa será a única representante portuguesa feminina na prova. Ainda sobre a prova disputada no Bombarral, onde conquistou um lugar no Egipto, Margarida Barbosa sente que conseguiu um feito histórico. “Foi u ma cor-

rida com muita pressão, mas senti-me confiante pois tinha muita gente a apoiar-me. Sinto que fiz história porque pela primeira vez uma presença feminina vai representar Portugal na categoria Rotax Max”, disse a famalicense. A piloto famalicense encontra-se já a ultimar todos os preparativos para a viagem ao Egipto, seguindo também um programa específico de preparação a cargo do professor Adelino Frada nas Termas das Caldas da Saúde. Sobre os objectivos que traça para a sua participação, a famalicense não faz por menos e aponta à vitória final. “No Egipto quero representar bem Portugal e um dos objectivos a cumprir é pelo menos chegar à final”, acrescenta Margarida Barbosa que espera “muita competitividade porque todos os pilotos presentes serão de elevada qualidade”. Ainda assim, e juntando ao facto de ser a única piloto portuguesa, Margarida não vê a situação como sendo de responsabilidade acrescida, preferindo pensar “em continuar a conseguir bons resultados”. “Talvez a prova no Egipto seja mais complicada do que aquelas que se realizam em Portugal porque vão estar presentes os melhores pilotos de cada país. Todos vão certamente ter um bom andamento e será muito complicado. Mas vou lutar por estar na final e por chegar ao primeiro lugar”, garante. Entretanto, no próximo sábado, a partir das 21 horas, realiza-se no Tipografia Club uma festa de apoio à piloto que vai juntar amigos e apoiantes de Margarida Barbosa que se prepara para viajar até ao Egipto.

pub.


36

sport: 11 de Novembro de 2009

últimas

Bruni conquistou Woody Allen A primeira-dama francesa, Carla Bruni, vai trabalhar com Woody Allen num filme. Allen visitou Paris em Junho e anunciou que adoraria contar com a mulher de Nicolas Sarkozy num projecto: “Estou certo de que ela se vai sair bem. Tem carisma e sabe actuar”, disse o cineasta e actor. Agora parece que o desejo de Allen se vai tornar realidade, pois o jornal francês “Le Parisien” informa que Bruni aceitou o convite de trabalhar com o famoso realizador. Modelo e cantora, Bruni teve um pequeno papel no filme “Prêt-àPorter”, de 1994. E como se pode ver na foto a primeira-dama francesa está em grande forma.

Em forma aos 50 Sharon Stone é capa da edição de Outubro da «Vogue» espanhola. A actriz, que ficou famosa na história do cinema pelo descruzar de pernas, é protagonista de uma produção fotográfica a preto e branco. Os modelos usados evidenciam a boa forma da actriz que em Março celebrou 51 anos. Durante a entrevista concedida à revista a actriz assume a diferença: “Não sou igual a ninguém”. Stone, que se afastou do grande ecrã para dar mais atenção aos filhos, prepara agora o regresso ao trabalho num novo filme que vai protagonizar ao lado de Chris Evans.

A Barbie Klum As fãs da boneca Barbie foram surpreendida pela empresa Mattel que após oito meses de negociações lançou a Barbie inspirada na modelo alemã Heidi Klum. Heidi Klum colaborou em todos os detalhes da criação, desde a escultura do rosto, até aos pormenores do cabelo, cor dos olhos, passando pela roupa e acessórios. O vestido rosa de lantejoulas até foi inspirado num vestido que Heidi usou num desfile da Victoria Secret. A nova Barbie já está à venda em Portugal desde Agosto e inclui alguns pormenores pessoais como o anel de noivado que a modelo recebeu do seu marido Seal.

Rocio Diaz Guirao, a multifacetada Aqui está uma menina super multifacetada. Rocio Diaz Guirao nasceu há 24 anos em Buenos Aires (Argentina). Profissionalmente começou a actividade de modelo aos 14 anos e depois estudou psicologia a Universidade de Belgrano (Buenos Aires). Na televisão Argentina, Rocio apresenta um programa sobre corridas de automóveis (A garagem). Como se não bastasse, a menina quer ainda invadir o mundo da música. Por estes dias anda a escrever músicas de jazz e blues para apresentar às editoras.


OS814