Page 1

Futebol: Oliveirense venceu, Famalicão e Ribeirão empataram, Joane perdeu

Luís Silva e Cristina Marques vencem torneio na Póvoa de Varzim

A Associação de Boccia Luís Silva participou, no passado sábado, no Torneio “Boccia na Rocha”, organizado pelo clube de boccia Mapadi e que realizou-se na Escola secundária Rocha Peixoto, na Póvoa de Varzim. Os atletas Luís Silva e Cristiana Marques, da Associação de Boccia Luís Silva, participaram neste evento alcançando excelentes resultados. Luís Silva foi o grande vencedor da classe bc3/bc4, saindo invicto do torneio, alcançando vitórias volumosas e exibições convincentes, tanto nos jogos da fase de grupos como nas eliminatórias. A atleta Cristiana Marques, também da Associação de Boccia Luís Silva, venceu a outra classe em disputa, bc1/bc2, melhorando assim a sua participação do ano passado onde ficou-se pelos quartos finais da prova. Depois de ter passado o seu grupo, com duas vitórias e um empate, somou sempre vitórias nas eliminatórias mostrando superioridade sobre todos os adversários.

Prova de BTT organizada pela Fama TT e pela ACDAR é no dia 24 de março

Famalicão Challenge propõe festa de BTT Magda Ferreira Podem inscrever-se duplas mistas, femininas ou masculinas, mas O concelho de Famalicão vai rece- também atletas femininos e masber, a 24 de março, um evento de culinos a solo. As inscrições enBTT com uma nova vertente dentro contram-se abertas em www.fada modalidade. Denomina-se Fa- malicaochallenge.com. malicão Challenge e tem como Quanto ao percurso, que vai arprincipal novidade o facto de os rancar do Parque de Sinçães, foi participantes poderem fazer equi- pensado para todos os atletas, pas em dupla. O objetivo é, aponta pelo que inclui dois percursos: um a organização, “demonstrar que a de 35 quilómetros exclusivo a duprática de BTT não tem de ser pra- plas femininas, mistas e solos feticada de forma individual”. mininos; e um de 60 quilómetros O Famalicão Challenge AMOB | acessível a todas as duplas e solos. Transfradelos é organizado pela No caso das duplas, os dois associação Fama TT em conjunto membros da equipa têm que tercom ACDAR – Associação Cultural minar a prova com uma diferença e Desportiva Além-Rio, de Gavião, inferior a 5 minutos, caso contrário e nasceu da vontade destas duas serão penalizados. A classificação associações famalicenses de par- da equipa será o somatório dos ticipar em eventos que liguem o dois tempos, mas só é oficializada BTT à sociedade e que o tornem aquando da chegada do segundo uma modalidade cada vez mais de elemento. equipas. Organização apresenta A prova tem como objetivo a participação de equipas em dupla várias novidades em que ambos os atletas terão de Em nota à imprensa, a organiefetuar todo percurso, sendo que o zação sublinha que a prova conta tempo dos dois atletas – que ar- já com “algumas novidades face a rancam ao mesmo tempo – é que outro eventos realizados”, como dita a classificação final da equipa. por exemplo, a entrega de dorsais

pelo correio, a atribuição de prémios monetários para os primeiros classificados, um prémio para a equipa/associação com mais atletas inscritos e ainda um sorteio de prémios por todos os participantes. “Assim, pretende-se dar a oportunidade a todos os atletas de saírem desta prova com um prémio, quer ganhem ou não a sua categoria”, justificam. A organização tem como lema que este evento não seja apenas uma prova de BTT, pelo que paralelamente à prova irão ocorrer várias iniciativas, subordinadas ao tema “Desporto é Saúde” e que vão concentrar-se no Parque de Sinçães, onde arranca o Famalicão Challenge. Existirão, por exemplo, rastreios à hipertensão, diabetes, auditivos e oftalmológicos para todos os visitantes do evento. Para os familiares dos participantes que gostem de ciclismo, mas para quem o BTT não é a sua paixão, haverá aulas de cycling. A organização disponibiliza ainda um sistema de acompanhamento da frente da corrida em tempo real, via GPS.

Sónia Gonçalves no Europeu Júnior de badminton A Federação Portuguesa de Badminton anunciou a convocatória nacional para o Campeonato Europeu de Juniores que se realiza na cidade de Ancara, na Turquia, de 26 a 31 de março. Foram dois os selecionados, um feminino e outro masculino, isto é, os campeões nacionais da época passada e líderes nesta temporada: Sónia Gonçalves, do Famalicense Atlético Club, e Bruno Carvalho, da Associação Académica de Espinho. Sónia vai participar na prova de singulares e par misto (este par é também campeão nacional

em título). Este era o grande objetivo da temporada e é mais um marco no vasto curriculum da atleta. Ainda este mês (22 a 24) Sónia e Bruno participam no “VIII Spanish Junior International 2013” que se realiza em Gijon e será a última prova internacional de preparação para o Europeu. Esta convocatória é encarada pelo FAC como um grande incentivo para a Sónia e o seu treinador, Bruno Gomes, para próprio FAC e para a cidade de Famalicão. pub


14

sport: 14 de fevereiro de 2013

Dragon Force na AF Braga e Taça das Nações

futebol

GD Joane continua no último lugar da tabela

Dois golos em dois minutos ditam derrota 3-2 Estádio Municipal de Vizela Árbitro : Albano Correia, de Braga

Vizela Joane As equipas federadas da Dragon Force Famalicão cumpriram, no passado sábado, a 13ª e última jornada da primeira volta dos respetivos campeonatos, alcançando uma vitória e uma derrota nos dois jogos realizados. Num duplo confronto com o Bairro FC, a equipa de Benjamins levou a melhor sobre o seu adversário, vencendo por 6-0, enquanto que os Infantis saíram derrotados, apesar de evidenciarem melhorias consideráveis no que aos princípios de jogo diz respeito. No próximo sábado, as equipas de competição Dragon Force Famalicão deslocam-se ao complexo do GR Avidos e Lagoa, para um duplo confronto com as equipas locais. Entretanto, a Dragon Force Famalicão promoveu a segunda atividade temática da presente época desportiva. A Taça das Nações decorreu na manhã do passado sábado, e contou com a par-

ticipação de todos os alunos da escola, num evento que tinha como objetivo alertar toda a comunidade escolar para um dos saberes transversais à prática do futebol: Geografia Mundial. Este ano a Dragon Force partiu à conquista do continente americano, onde cada nível etário representava uma região e cada turma um país relativo a essa zona específica. Os grandes vencedores foram: México (João Silva, Francisco Ribeiro, Rafael Gomes, Jorge Ribeiro, Rui Araújo, Ricardo Ribeiro e Alexandre Pinto); Costa Rica (Afonso Espírito Santo, André Ferreira, Fábio Barros, Pedro Pereira e Vasco Barbosa); e Bolívia (Afonso Carvalho, Afonso Durães, Hugo Azevedo, Nuno Frutuoso e Tomás Costa). A Dragon Force Famalicão agradece o empenho e disponibilidade de todos os alunos, assim como todo o apoio dos Encarregados de Educação.

Tiago Oliveira Diogo Lopes Rocha Obama Diogo Oliveira Wilson (77’ Vieira) Tiago Martins Luís Ferraz Ricardo Vítor Hugo (89’ Camará) Pedro Costa (90’ Miki)

André Ferreira Peixe Zé Pedro António Bruno André Costa (73’ Talles) Marcelo (81’ Dinis) Rui Pereira Moreira Sócrates Marquinho

Treinadores António Evangelista

Francisco Costa

Go los: 1-0 (17’ Ricardo); 2-0 (18’ Wilson); 2-1 (48’ António); 3-1 (50’ Rocha); 3-2(87’Marquinhos). Cartões Amarelo s: (12’) Wilson. Cartões Vermelhos: Não houve.

José Carlos Fernandes A história deste jogo começou a ser escrita entre os minutos 17 e 19. Foi neste período que os vizelenses marcaram por duas vezes, deixando a tarefa dos joanenses extremamente complicada.

Aconteceu que o jogo até estava dividido, mas num ressalto, a bola sobrou para Ricardo que num potente remate bateu André. Ainda não refeita deste golpe, a equipa de Francisco Costa, dois minutos depois, sofreu novo golo: o cruzamento do lado direito parou nos pés de Wilson, que sem marcação rematou rasteiro para o segundo golo vizelense. Os locais, que ainda não perderam qualquer jogo em casa, conseguiam num curto espaço de tempo uma vantagem confortável no marcador. O Joane respondeu. António, que esteve sempre muito ativo, rematou de cabeça com a bola a subir ligeiramente por cima da barra, mas deixou ficar a ameaça. Ainda antes do intervalo, Marcelo, de livre, obrigou Tiago a defesa apertada. O Vizela acabou por ter ligeiro ascendente na primeira parte, mas a margem mínima estaria mais ajustada. No segundo tempo, a equipa de Francisco Costa não podia começar melhor. António que tinha deixado o aviso, logo aos três minutos reduziu a desvantagem, num sublime cabeceamento na sequência de um canto. Com este golo, o Joane voltou ao jogo, conseguiu acender a esperança que tudo podia ser pos-

sível. Mas a sorte nada queria com os forasteiros, que nem tempo tiveram para festejarem. Dois minutos depois na marcação de um livre, Rocha apareceu na pequena área sem marcação e, com forte remate, bateu de novo André. Voltava a equipa da casa a conseguir a vantagem de dois golos. Com muito tempo ainda para jogar, o Joane, uma vez mais, tentou subir mais as linhas, também é verdade que se expos muito mais. O Vizela nesta fase construiu jogadas de muito perigo, Wilson e Pedro Costa estiveram em evidência, pelas duas grandes situações de golo que desperdiçaram. Podia o Vizela ter dado o Xeque-mate na partida. Com o jogo a caminhar para o final e, com as substituições a surgirem, foi o Joane que a 5 minutos do fim conseguiu de novo marcar. Marquinho, no segundo poste, rematou fora do alcance de Tiago. Este golo trouxe a incerteza no resultado até ao apito final, contudo o Vizela conseguiu sempre o controlo do jogo. Esta derrota mantém quase tudo na mesma, o Vizela é que subiu para a quarta posição, o Joane continua no último lugar. Arbitragem em bom plano. pub


sport: 14 de fevereiro de 2013 15

futebol

Equipa do Passal ocupa agora o 5º lugar da tabela

Famalicão dominou mais e teve mais oportunidades de golo

Ribeirão empata e atrasa-se nos primeiros lugares

Os três pontos ficariam melhor

1-1

1-1

Estádio do Passal Árbitro: Ricardo Moreira (Vila Real) Auxiliares: Nuno Fraguito e Sérgio Jesus

Estádio Municipal de Vila Verde Árbitro: Pedro Vilaça, do Porto Auxiliares: Tiago Leandro e José Silva

Ribeirão SC Varzim Vila Cova Tiago Lopes Hugo Bastos Telmo (João Carvalho 54’) Nelson Agra Nani (Luís 81’) Tó Barbosa Rui Figueiredo (Gilberto 71’) Hugo Lopes Nelson Campos Rui Coentrão

Treinadores Daniel Ramos

José Augusto

Golos: 0-1 Andrew 4’; 1-1 Tiago Lopes 81’ Cartões Amarelos: Nelson Campos 71’, Nelson Agra 75’, Varela 82’, João Carvalho 83’, Joel 88’ Cartões Vermelhos: Não houve.

Aristides Ferreira O GD Ribeirão não conseguiu mais que um empate frente ao Varzim e deixou fugir o Limianos, o Chaves e o Vizela. Está agora a 8 pontos do líder, o Mirandela, atrasando-se nos primeiros lugares da tabela classificativa, ocupando agora o quinto posto. Tudo parecia fácil no início da partida com o Ribeirão a entrar determinado em conseguir uma vitória frente a uma equipa que ocupava o 11º posto da tabela. Logo nos primeiros dois minutos, os donos da casa deram o primeiro aviso por intermédio de Feliz e Andrew. Aos quatro minutos, numa jogada na esquerda do ataque do Ribeirão, a bola caiu no coração da área do Varzim onde apareceu Andrew, sem marcação, encostando para o primeiro golo do jogo. O Ribeirão praticava um futebol agradável a toda a largura do relvado e, aos 18 minutos, em mais uma investida pela esquerda do ataque ribeirense, Andrew esteve muito perto de fazer

Vilaverdense Famalicão Carlos Alberto

Pedro Albergaria Hugo Cruz (Cerdeira 82’) Nelsinho João Beirão (Anssumane 75’) Joel Varela Vitinha Paulo Rôla Andrew Daniel (Flávio Igor 87’) Feliz

O GD Ribeirão consentiu o empate já perto do final da partida

o segundo golo da partida. O Varzim, aos poucos, foi estancado o maior domínio da equipa da casa e, até ao intervalo, o jogo foi mais equilibrado, embora os lances de maior perigo pertenceram à equipa da casa. O intervalo chegou com a vantagem do Ribeirão e com inteira justiça. Na segunda metade houve mais pressão da equipa do Passal em busca do golo da tranquilidade e, aos 49 minutos, Feliz, numa excelente jogada na esquerda do seu ataque, colocou na área onde Daniel apareceu a fazer a vez do ponta de lança obrigando Vila Cova a excelente intervenção. O segundo golo não surgia e, aos 50 minutos, o Varzim esteve perto do empate, valeu Albergaria a evitar o pior para a sua baliza. A margem mínima era um resultado perigoso e o Ribeirão bem tentou o segundo golo. Feliz, aos 57 minutos, teve nos pés a possibilidade de tranquilizar os seus adeptos mas permitiu a defesa de Vila Cova. Depois foi Andrew que beneficiou dum ressalto na área do Varzim mas, na hora do remate, esbarrou contra um adversário. Os homens do Passal iam desperdiçando várias situações de golo e, como o golo da tranquilidade não surgia, o Ribeirão colocou-se a jeito de sofrer o empate. Aos 81 minutos o árbitro descobriu um atraso de bola na área do Ribeirão, assinalou um li-

vre indireto e, na marcação do livre, Nelson Agra rematou para boa defesa de Albergaria, só que na recarga Tiago Lopes atirou para o fundo das redes. O Ribeirão teve oportunidades mais que suficientes para matar o jogo, acabando por consentir o empate já perto do final da partida. Com este resultado, o Ribeirão atrasou-se na luta pelos primeiros lugares e terá que retificar já nos próximos jogos. O árbitro fez promessa de não mostrar cartões amarelos, mas teve que exibir alguns já no final do jogo. Ficaram muitas dúvidas na veracidade do lance que originou o golo do empate para o Varzim.

II DI VI SÃO CLASSIFICAÇÃO

1. Mirandela 2. Limianos 3. Chaves 4. Vizela 5. GD RIBEIRAO 6. FC FAMALICAO 7. Fafe 8. Tirsense 9. Boavista 10. Amarante 11. Varzim 12. Vilaverdense 13. Gondomar 14. Infesta 15. Padroense 16. GD JOANE

RESULTADOS

J

19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19

V

Zona Norte E

12 4 10 5 9 7 9 6 8 8 8 6 6 8 6 8 6 7 5 7 4 10 4 8 3 10 4 2 3 4 2 6

Chaves, 3; Infesta, 0 Fafe, 0; Tirsense, 0 GD RIBEIRAO, 1; Varzim, 1 Limianos, 2; Amarante, 0 Mirandela, 1; Boavista, 0 Padroense, 0; Gondomar, 1 Vizela, 3; GD JOANE, 2 Vilaverdense, 1; FC FAMALICAO, 1

D

3 4 3 4 3 5 5 5 6 7 5 7 6 13 12 11

F

27 22 28 24 25 26 20 20 25 21 16 13 15 18 10 16

C

16 13 14 15 16 17 13 23 26 19 15 23 16 36 33 31

P

40 35 34 33 32 30 26 26 25 22 22 20 19 14 13 12

PRÓXIMA JORNADA Tirsense - Infesta Varzim - Fafe Amarante - GD RIBEIRAO Boavista - Limianos Gondomar - Mirandela GD JOANE - Padroense FC FAMALICAO - Vizela Vilaverdense - Chaves

Talaia Sérgio Lomba Paulo Ricardo Ribeirinho Maia (40’ Hugo II) Diogo Leite (80’ João Oliveira) Bino Madior Hugo I Tiago (60’ Bruno)

Paiva Rui Borges Palheiras André Ká Talocha Pastel (88’ Pollo) Luciano (85’ Rody) Pipo (75’ Fina) Ricardo Martins Chico Bertinho

Treinadores Rogério Amorim

Jorge Batista

Golos: 0-1 (17’) Bertinho; 1-1 (62’) Bino. Cartões Amarelos: Bino (33’); Maia (36’); Ricardo Martins (64’); Luciano (70’); Chico (76’); Pastel (85’). Cartões Vermelhos: Não houve.

José Clemente O FC Famalicão deslocou-se, no passado domingo, ao terreno do Vilaverdense em jogo a contar para a 19ª jornada do Nacional da Segunda Divisão. A divisão de pontos foi o resultado final numa partida em que o Famalicão fez tudo para conseguir os três pontos: dominou muito mais, teve mais oportunidade de golo, marcou primeiro. Por isso, no computo geral, este não foi o resultado mais justo para a formação famalicense. O Famalicão entrou muito forte no jogo e, se na primeira parte o Vilaverdense teve muitas dificuldades para travar o ímpeto atacante da formação famalicense, já na segunda parte o Vilaverdense foi outra equipa e criou algumas dificuldades à formação famalicenseO Famalicão chegaria ao golo numa jogada de insistência do ataque famalicense pelo lado esquerdo e, se na jogada anterior já

tinha estado muito perto de marcar, no seguimento da mesma, Talocha foi à linha de fundo, fez um centro para o segundo poste onde apareceu Bertinho, liberto de adversários, a fazer um bonito golo para o Famalicão. Com este golo a equipa famalicense ainda se galvanizou muito mais no terreno o Vilaverdense, que continuava a encontrar muitas dificuldades em fazer o seu jogo. Os de Vila Verde não reagiram ao golo sofrido porque o Famalicão também não permitiu. A formação famalicense dominava o jogo e fez uma excelente primeira parte que foi brindada com o golo de Bertinho. Para a segunda parte, o Famalicão voltava a entrar bem no jogo só que do outro lado apareceu outra equipa, que não aquela que esteve em campo durante os primeiros 45 minutos. O Vilaverdense entrou com outra atitude, conseguiu a espaços tomar conta do jogo e obrigou o Famalicão a ter mais cautelas no seu setor mais recuado. Aos 62 minutos, numa jogada rápida de contra ataque pelo lado direto, Bruno, que tinha entrada poucos minutos antes, fez um centro para o interior da área e apareceu Bino a empurrar para o fundo da baliza de Paiva. Jorge Batista, no final da partida, queixou-se da ilegalidade deste lance dizendo que Bruno estaria em posição irregular, mas o golo contou e, assim, o Vilaverdense chegaria ao empate. A partir deste golo o Vilaverdense foi em busca do segundo e o Famalicão até poderia ter marcado aproveitando o adiantamento do seu adversário no terreno, mas curiosamente seria a equipa da casa a perder e, já no último minuto da partida, a melhor ocasião para chegar à vitória. No final a divisão de pontos foi o resultado numa partida em que o Famalicão teve tudo para conquistar os três pontos. pub


16

sport: 14 de fevereiro de 2013

futebol

Oliveirense está imparável

Liga de Futsal jogou jornadas de Escolas B e Infantis

Não há “Paredes” que a turma de Paulo Rafael não derrube 0-1 Municipal de Paredes Árbitro : Tiago Antunes (AF Coimbra) Auxiliares: Marco Silva e António Lopes

Paredes Oliveirense Adriano Tó Jorge (Paços 78´) Artur Vítor Carlos (Telmo 65´) Hélder Sousa Pedrinho Ricardo Jorge Pedro Duarte (George 58´) Nogueira

Dany Tiago Moreira China Paulo Sampaio Fifas Ni Rui Gonçalves Nuno Fonseca (Cafú 71´) Cadete Fininho (Zé Tiago 61´) Correia (Marco Ribeiro85´)

Treinadores Calica

Paulo Rafael

Golos: 0-1 Correia 11´; C artõ es Amarelos: Adriano 66´, Sousa 73´, Pedrinho 76´, Hélder 87´; Rui Gonçalves 39´, Ni 76´, Marco Ribeiro 90´, Dany 92´, Cadete 94´. C artõ es Vermelho s: Não houve.

Joel Lima Nem o facto do nome do adversário ser “Paredes”, nem mesmo por esta equipa se encontrar à partida para esta jornada num excelente quarto lugar, intimidou esta Oliveirense, pois se Paredes existem, elas são para ser derrubadas. E a turma famalicense entrou no campo do rival do passado domingo, a mostrar que estava mandona e a mostrar porque era líder. Debaixo de uma invernia total, os comandados de Paulo Rafael tomaram as rédeas do encontro desde o apito inicial e só demoraram uma dezena de minutos para, depois de jogada de Fininho no flanco esquerdo, verem Correia,

no sítio certo, os colocar em vantagem. Era um golo madrugador da Oliveirense, mas que só era surpresa para quem não estava a assistir ao jogo. Dominavam os forasteiros e poucos minutos depois, Fifas, em boa posição, faz de novo balançar as malhas da baliza à guarda de Adriano, mas desta vez pelo lado de fora, embora ficasse mais uma vez o aviso. E só depois desta entrada de líder, e depois de uma meia hora de grande nível dos visitantes, é que o Paredes conseguiu reagir. No último quarto de hora da etapa inicial, os da casa foram ameaçando, sobretudo através de lances de bola parada, e de remates da zona exterior, a que Dany foi sempre respondendo com eficácia. Para o segundo tempo era expectável uma Oliveirense mais de controlo e posse e menos eletrizante do que havia sido nos primeiros 45 minutos, em contraponto com um Paredes que se esperava predisposto a correr atrás do prejuízo e a tentar chegar mais vezes, e com mais perigo ao meio reduto contrário. Este retrato não ficaria muito longe da realidade. Os homens de Oliveira de Santa Maria recuaram um pouco no terreno, sem deixarem no entanto de desferirem perigosos contra golpes, e deram aos da casa o domínio do esférico, consentindo também assim um certo ascendente territorial ao adversário. Os de Paredes aproveitaram assim para se acercarem um pouco mais da área famalicense, mas a verdade é que a defesa da Oliveirense, com mais ou menos

dificuldade, geralmente com menos, ia sempre dando conta do recado. Era uma etapa complementar bastante morna a que se vivia, e sem grandes, ou praticamente sem nenhumas oportunidades de golo. A não ser já em tempo de compensação, no tudo por tudo dos homens da casa, depois de um lance confuso na área do guarda redes Dany, um remate de um homem de Paredes só não acaba no fundo das malhas porque Tiago Moreira, impecável, limpa em cima do risco fatal, evitando assim aquele que teria sido, o, muito injusto diga-se, tento da igualdade. Poucos segundos depois deste lance terminava o jogo, a Oliveirense ganhava, uma vez mais, e uma vez mais num campo dificílimo, e demonstra estar em grande forma, quase que dá vontade de dizer, imparável…

III DI VI SÃO CLASSIFICAÇÃO

J

V

1. AD OLIVEIRENSE

18

11

3. Lousada

18

8

2. CA Felgueiras

18

4. Paredes

18

6. Santa Eulália

18

5. Pedras Rubras 7. Serzedelo 8. Vila Real

9. A. Lordelo

10. Vila Meã

11. Rebordosa 12. Leça

RESULTADOS

18 18 18 18

18 18 18

Serzedelo, 2; Santa Eulália, 0 Vila Meã, 4; Leça, 1

E

6

Sé rie B D

25

19

31

6

25

23

28

4

8

6

4

7 6 7 5 4 3 1

4 5 5

6 7

1

10

5

9

6 4 6

7

11 11

33

27 25 16 24 20 23 15 13

8

18

15 26 13 24 25 40 25 33

36

30 26 23 22 21 17 13

Santa Eulália - Vila Meã

CA Felgueiras, 1; A. Lordelo, 0

Lousada - CA Felgueiras

Rebordosa - Vila Real A. Lordelo - Paredes

Geração Benfica faz o pleno de vitórias na AF Braga A Escola do Benfica em Famalicão participou, no passado fim de semana, na 14ª jornada dos campeonatos distritais de Benjamins e Infantis da AF Braga com todos as suas cinco equipas a conquistarem os três pontos. Na manhã de sábado, em Gavião, a turma de Infantis A do professor Carlos Fernandes recebeu e venceu por margem alargada a equipa da Escola de Futebol Francisco Vital, mantendo assim o 1º lugar na sua série. De seguida subiram ao relvado os pupilos da equipa C de Infantis, orientada por David Ferreira, para alcançarem um resultado alargado na vitória diante do Joane. Os Infantis B finalizaram a manhã com uma vitória, também alargada, diante do Doniense. Ainda na manhã de sábado, a turma de inicia-

AJJ com um empate e uma derrota

Associação Juventude de Joane (AJJ) realizou mais um fim de semana repleto de Futsal. Na parte da manha, jogou com os Escolas a 6ª jornada da Liga Futsal Famalicão 2012/2013 frente à Formação do FC Vermoim A e não conseguiu mais que um empate, embora tenha merecido bem mais. Na parte da tarde, com o Escalão de Infantis jogou frente à AD Esmeriz e perdeu, num jogo em que AJJ só se pode queixar de si mesmo, pois os seus atletas não conseguiram "encontrar-se" no jogo. Sempre muito desligados uns dos outros os atletas da AJJ fizeram claramente um jogo muito abaixo daquilo que são capazes e a AD Esmeriz mereceu a vitória.

9

AD OLIVEIRENSE - Serzedelo Leça - Pedras Rubras

Paredes, 0; AD OLIVEIRENSE, 1

39

PRÓXIMA JORNADA

Pedras Rubras, 1; Rebordosa, 0 Vila Real, 2; Lousada, 0

P

3

3

8

C

23

11

7

F

1

No fim de semana passado disputou-se a 6ª jornada das Escolas B da Liga de Futsal de Famalicão e os resultados foram os seguintes: FC Vermoim A 3-3 AJ Joane; CD Lousado 4-1 Recreio Desportivo; Sportfut 4-5 Barrimau FC. Disputou-se também a 10º jornada do escalão Infantis, com os seguintes resultados: AJ Joane 1-2 AD Esmeriz; Recreio Desportivo 0-4 Sportfut; Barrimau FC 23 Escola Toni Paiva. No próximo domingo vai jogar-se a 5ª jornada de Pré-Escolas, no Pavilhão das Lameiras, com os seguintes encontros: Sportfut A-CD Lousado (9h); FC Vermoim-MAL (10h); Sportfut B-CDJ Académico (11h); AJ Joane B-AD Esmeriz (12h). Da parte da tarde jogar-se-á a 6ª jornada de Escolas A, no Pavilhão de Arnoso Santa Maria, com os seguintes encontros: GRVS Martinho-ADC Sta Eulália (15h); MAL- Escola Toni Paiva (16h).

dos deslocou-se ao estádio do Bessa para perder na Liga Clip Sport pela margem mínima, diante do Boavista FC. No domingo, as turmas A e B de Benjamins deslocaram-se a S. Cosme do Vale para cumprir a 13ª jornada do campeonato da AF Braga na categoria, com a equipa de Benjamins A a ser a primeira a entrar em campo para vencer pela margem mínima, conquistando assim os três pontos. De seguida, a equipa de Benjamins B subiu ao relvado, vencendo o encontro. Na mesma manhã, mas no Complexo Desportivo Jogos na Praça, as turmas de Traquinas A e B receberam o Ruivanense para mais um convívio entre jovens, tendo as “águias” vencido um encontro perdendo dois, em três jogos equilibrados.

14ª jornada da Taça Fundação Inatel A 14ª jornada da Taça Fundação Inatel disputou-se no fim de semana passado e os resultados das equipas famalicenses foram os seguintes: Fradelos 2- 1 Esporões; Vilarinho 7-0 Codeceda; Sete Fontes 2-1 Juventude Académico; Brufense 1-6 Mikaelense; Meães 3-2 S. Cláudio. Na tabela classificativa, o Vilarinho continua em 1º lugar, com 34 pontos; o Meães é 3º, com 28 pontos; em 7º está o Juventude

Académico, com 17 pontos; em 8º está o Fradelos, com 16; o S. Cláudio é 11º, com 11 pontos; em 12º está o Brufense, com 6 pontos. A próxima jornada disputase no próximo fim de semana e os jogos são: S. Cláudio-Brufense (dia 16, 15h); Juventude Académico-Marrancos (dia 16, 15h); Codeceda-Fradelos (dia 17, 15h); Lírios do Gerês-Vilarinho (dia 16, 15h).

Camadas jovens do GD de Joane As camadas jovens do Grupo Desportivo de Joane jogaram, no passado fim de semana, mais uma jornada dos respetivos campeonatos e os resultados foram os seguintes: Joane 1-1 Fão (Juniores); Delães 0-8 Joane (Juvenis); Joane 1-1 Bairro (Iniciados); Joane 8-3 Oliveirense (Infantis série H); Casa do Benfica 8-1 Joane (Infantis série J); Joane 1-2 Moreirense (Benjamins série H); Ruivanense 2-2 Joane (Benjamins série I).


sport: 14 de fevereiro de 2013 17

futebol

Cadeia de restaurantes alcança dobradinha na Liga Futebol 7

Ninense soma mais três pontos em Prado O Ninense entrou praticamente a perder e logo aos cinco minutos sofreu o golo do Prado. O Ninense esboçou uma ténue reação e começou a comandar as operações, com o Prado a espreitar o contra-ataque. Aos dez minutos, Cesar Marques cabeceia muito por cima da baliza, aparecendo livre de marcação dentro da grande área. Aos 20 minutos, nova contrariedade para os visitantes com André a lesionar-se e a ser substituído por Bruno Silva. O jogador, curiosamente natural de Prado, entrou bem na partida e coincidiu com um novo período de domínio dos visitantes. Cinco minutos volvidos, é Hélder Guimarães quem remata cheio de intenção, mas a bola traiçoeira acabaria por ser desviada pelo guardião da casa. Nos dez minutos finais da primeira parte, mais três lances de perigo eminente para a baliza do Prado. O Ninense voltaria do intervalo com a desvantagem alcançada na etapa inicial. No entanto,

os comandados de João Salgueiro nunca atiraram a toalha ao chão e vieram determinados a corrigir o resultado. Aos 55 minutos, o Prado ficou reduzido a dez e baixou as linhas defensivas, deixando o desamparado Miguel Veiga na frente de ataque e remetendo-se a defender. Foram precisos somente dez minutos para a reviravolta no marcador. O golo do empate chegaria de penalti, com Bruno Silva a pressionar o defesa pradense e este a levar a mão à bola, em lance infeliz. Chamado a converter, Luís Salgueiro não desperdiçou. Cinco minutos depois, rápida combinação pela direita, com Zé Luís a subir e a centrar atrasado para Luís Salgueiro, com um remate seco, a bater novamente o guarda-redes da casa. O Ninense ganhou assim mais três pontos. O Ninense joga, no próximo sábado, em S. Mamede de Este para a Taça AF Braga, pelas 15 horas. Alb er to Ba rbosa

Lagense sofre nova derrota com o S. Veríssimo O GD Lagense foi ao terreno do S. Veríssimo perder por duas bolas a uma, no jogo a contar para a 16ª jornada do campeonato da 2ª Divisão, Série A. Mais uma deslocação a Barcelos e nova derrota amealhada para a turma de Calendário. O Lagense entrou muito desconcentrado nos minutos iniciais de jogo. Ao minuto 13, após a marcação de um livre direto, o S. Veríssimo fez o primeiro golo. A equipa de Calendário não conseguiu reagir e o jogo desenrolava-se de sentido único com o perigo a rondar sempre a baliza do Lagense. Ao minuto 30, surgiu o primeiro remate à baliza da equipa de casa, conseguido por intermédio de Urias. Os homens de Barcelos controlavam a partida no meio campo e não davam espaços aos avançados do Lagense. Ao minuto 40, Vitó tive nos pés uma boa oportunidade para empatar a partida, mas o remate saiu fraco e ao lado da baliza. O intervalo chegou e os homens de Barcelos levavam a vantagem mínima para as suas cabines. Na segunda parte os comandados por Serginho entraram

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1. Brito 2. Torcatense 3. NINENSE 4. Vieira 5. Arões 6. Celeirós 7. Porto d'Ave 8. Celoricense 9. Prado 10. Pica 11. Travassós 12. Amares 13. Forjães 14. Gerês 15. Fão 16. Águias Alvelos

RESULTADOS

J

19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19

Prado, 1; NINENSE, 2 Vieira, 2; Travassós, 0 Brito, 1; Águias Alvelos, 0 Arões, 0; Celeirós, 1 Gerês, 0; Porto d'Ave, 2 Fão, 1; Pica, 1 Forjães, 2; Torcatense, 0 Celoricense, 1; Amares, 0

V

13 12 12 11 9 9 8 9 7 6 5 5 5 3 1 1

Divisão Honra E

3 2 2 3 6 5 7 4 4 5 7 6 4 8 4 2

D

3 5 5 5 4 5 4 6 8 8 7 8 10 8 14 16

F

37 30 27 29 27 17 35 26 22 17 18 19 25 18 12 21

C

19 18 17 15 14 14 23 22 22 21 24 20 27 28 40 56

P

42 38 38 36 33 32 31 31 25 23 22 21 19 17 7 5

PRÓXIMA JORNADA Travassós - NINENSE Águias Alvelos - Vieira Amares - Brito Celeirós - Celoricense Porto d'Ave - Arões Pica - Gerês Torcatense - Fão Forjães - Prado

com outra dinâmica de jogo, mais fortes na disputa da bola e conseguiram criar algum ascendente no jogo, mas ao minuto 60, mais um erro na defesa do Lagense, e o S. Veríssimo aumentou a vantagem para dois golos. Serginho mexeu na equipa e lançou Sampaio no jogo, que entrou com tudo e causava calafrios na muralha defensiva da equipa visitada. Ivo também apareceu no jogo e o Lagense conseguia chegar com facilidade à baliza do S. Veríssimo. Ao minuto 85, Ivo, após uma ar-

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1. RUIVANENSE 2. Pevidém 3. Silvares 4. Antime 5. Emilianos 6. Carreira 7. BAIRRO 8. Stº Adrião 9. S. COSME 10. LOURO 11. Op. Campelos 12. DELÃES 13. Amigos Urgeses 14. Agrupamento 15. Ases Stª Eufémia 16. Fermilense

RESULTADOS

J

17 17 17 17 17 17 17 17 17 17 17 17 17 17 17 17

Agrupamento, 0; Stº Adrião, 2 Fermilense, 0; Antime, 1 Silvares, 3; Amigos Urgeses, 0 LOURO, 3; Carreira, 0 Op. Campelos, 2; S. COSME, 1 BAIRRO, 0; RUIVANENSE, 2 Pevidém, 0; DELÃES, 1 Ases Stª Eufémia, 2; Emilianos, 0

V

11 10 9 8 9 8 7 8 7 6 7 7 5 3 3 1

I Divisão-Série B E

3 4 4 6 1 3 5 2 3 5 1 1 4 5 4 3

D

3 3 4 3 7 6 5 7 7 6 9 9 8 9 10 13

F

40 37 27 26 30 27 25 24 28 18 27 24 24 16 12 10

C

24 17 17 16 27 38 17 26 30 19 30 29 34 25 22 24

P

36 34 31 30 28 27 26 26 24 23 22 22 19 14 13 6

PRÓXIMA JORNADA RUIVANENSE - Op. Campelos Emilianos - Pevidém Stº Adrião - Ases Stª Eufémia Antime - Agrupamento Fermilense - Silvares Carreira - Amigos Urgeses S. COSME - LOURO DELÃES - BAIRRO

O Grupo Requinte fez a festa no passado fim de semana

rancada pela esquerda, tirou vários opositores da sua frente e assistiu Sampaio na perfeição, que reduziu para dois a um. O jogo ficou relançado e nos minutos finais o Lagense tudo fez para chegar ao empate, mas o marcador não mais foi alterado. O Lagense alinhou com: Helder, André Urias (Mané), Rui Faria, Caio (Joel), Vitó, Fábio, Pedro, Ricardo, Urias (Sampaio), Lalas, Ivo. Na próxima jornada o Lagense recebe o S. Ucha. G D La ge n s e

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1. Guisande 2. Sequeirense 3. S. Verissimo 4. OPERARIO FC 5. Marca 6. Viatodos 7. Ucha 8. Granja 9. GD LAGENSE 10. ADJ MOUQUIM 11. Ferreirense 12. ARNOSO SM 13. Lomarense

RESULTADOS

J

15 15 14 14 13 15 15 15 15 14 14 14 15

Grupo Requinte venceu final da Taça da Liga

V

11 11 11 8 7 6 6 6 4 4 4 3 2

Marca, 1; ARNOSO SM, 1 S. Verissimo, 2; GD LAGENSE, 1 Ucha, 2; Viatodos, 0 OPERARIO FC, 4; Granja, 1 Sequeirense, 0; Guisande, 2 Ferreirense, 2; Lomarense, 0 Folga-ADJ MOUQUIM (no jugado)

II Divisão-Série A E

2 1 0 3 3 2 1 0 4 2 2 2 0

D

2 3 3 3 3 7 8 9 7 8 8 9 13

F

29 27 32 29 25 20 22 17 20 16 17 18 16

C

11 11 7 14 12 24 22 23 31 26 34 27 46

P

35 34 33 27 24 20 19 18 16 14 14 11 6

PRÓXIMA JORNADA ARNOSO SM - S. Verissimo GD LAGENSE - Ucha Viatodos - OPERARIO FC Granja - Sequeirense Guisande - Ferreirense Lomarense - ADJ MOUQUIM Folga - Marca

A Liga Futebol 7 cumpriu, no passado fim-de-semana, o jogo da final da Taça da Liga, com as equipas do Grupo Requinte e Motivação em Marcha/Bom Preço a entrarem em campo com vontade de chegar ao lugar mais alto do pódio, na grande final da Taça da Liga. Com uma entrada em campo a todo o gás, os golos foram aparecendo para ambas as equipas, com o Requinte a chegar ao intervalo com uma vantagem de três bolas a uma. Nos segundos 25 minutos a Motivação em Marcha/Bom Preço bem tentou mas foi o Requinte que voltou a marcar, por duas vezes, fixando o marcador numa vitória por cinco bolas a uma, confirmando a tendência de equipa 100% vitoriosa na 1ª temporada 201q /2013 da Liga Futebol 7. Após os 50 minutos, a organização entregou às equipas participantes os troféus correspondentes com o Grupo Requinte a levar para casa a taça de Campeão da 1ª tem-

porada, Vencedor da Taça da Liga e ainda o troféu de melhor marcador da Taça da Liga, entregue ao seu atleta Sérgio Silva. O prémio Fair Play, patrocinado pela Câmara de Famalicão, coube à equipa dos Jardins Carriço que levou também o prémio de 6º classificado no campeonato. O Café 4 L também levou dois troféus, com o prémio de 4º classificado na Liga e o seu atleta Eduardo Miguel Aguiar a sagrar-se o goleador da Liga. A equipa dos Pais EFB alcançou o 2º posto da tabela, recebendo assim o troféu de vice-campeões. A Norcana obteve o 3º lugar do pódio enquanto a Motivação em Marcha/Bom Preço se classificou no 5º lugar. As inscrições para a próxima temporada estão abertas através do 918081073. Para mais informações consulte o site www.ligafutebol7.com, facebook.com/campofutebol7 e o meo canal (812359).

Delães vence Pevidém pela margem mínima O Delães deslocou-se a Pevidém para mais uma jornada do Campeonato Distrital da 1ª Divisão. Um encontro difícil para a equipa de Delães visto que visitava o primeiro classificado do campeonato. O Pevidém entrou melhor e logo nos primeiros minutos teve vários cantos a favor, mas o Delães defendeu sempre bem nas bolas paradas. O Pevidém tinha mais posse de bola, mas essa posse não se traduzia em lances de perigo. Já o Delães, em contra-ataques rapidíssimos, ainda causava calafrios è equipa da casa. Até até ao intervalo mantevese o nulo. Na segunda parte foi mais do mesmo, com o Pevidém a ter mais posse mas a não criar grande perigo. O Delães não perdia a paciência e esperava pelo momento certo para sair em contra-ataque. A faltar sensivelmente dez minutos para o fim do jogo, o defesa do Pevidém tem aparentemente o lance controlado na linha final mas Mota não desiste e consegue recuperar a bola dentro do terreno do jogo, faz o passe para Luisinho que foi só encostar e marcar o golo da vitória. Até ao fim o Pevidém tentou chegar à igualdade mas não o conseguiu. Vitória importante para o Delães que assim já respira melhor. O CRP Delães alinhou com: Samu, Hélder, Rui Oliveira, Jean e Alves, Zé Vítor, Gomes, Moreira, Luisinho, Marquinho e Vitinha. Jogaram ainda: Diogo, Mota e Ricardo. A próxima jornada é escaldante com o Delães a receber, no Campo da Portela, o vizinho Bairro, no dia 24, às 15 horas.


18

sport: 14 de fevereiro de 2013

especial

Mário Rui, presidente da Associação Desportiva Juventude de Mouquim

Manuel Dobrões, treinador da Associação Desportiva Juventude de Mouquim

Campo sintético: “Temos condições para “Difícil, não impossível” uma boa segunda volta” O coletivo da Associação Desportiva Juventude de Mouquim está atualmente em 10º lugar, com 14 pontos, na 2ª divisão distrital, série A, da Associação de Futebol de Braga. Sendo esta uma época em que haverá algumas remodelações no futebol distrital, o presidente da coletividade considera que esta seria uma ocasião muito importante para apostar numa subida de divisão. Mário Rui, presidente da associação, assume, porém, que perante o plantel organizado no início da época, era expetável “estar numa posição mais favorável” neste momento. No entender de Mário Rui o grupo de trabalho tem qualidade, mas é, manifestamente, muito jovem. “Isso nota-se no campo em diversas situações em que estamos a vencer ao intervalo e a equipa não tem a maturidade suficiente para gerir a vantagem”, concretiza. Justamente pela qualidade do plantel, Mário Rui defende que o lugar que a

equipa ocupa na tabela não corresponde à qualidade demonstrada. “Conseguimos fazer bons jogos com as equipas que estão no topo da tabela, sempre na frente do marcador, mas a pressão e talvez a falta de experiência fez com que tivéssemos perdido alguns jogos depois de estarmos a vencer”, recorda. No campo financeiro, as dificuldades não são menores do que as sentidas por outros clubes. “Cada vez é mais difícil, conseguimos manter as nossas contas em dia, somos um clube cumpridor, mas que vive com algumas dificuldades”, revela. Os apoios passam pelos patrocinadores, que “cada

vez são menos”, sócios, e entidades oficiais, como a Junta e Câmara. Atualmente, o parque de jogos do Mouquim está em obras, para aumentar o ‘tamanho de jogo’ e construir estruturas para no futuro colocar piso sintético. A formação é um aspeto almejado por esta direção, mas Mário Rui diz que existem outras coletividades próximas que cativam os jovens porque possuem o sintético. “Com pelado é mais difícil”, frisa. “Temos feito imensos contactos para tentarmos avançar com o projeto. Sabemos que é cada vez mais difícil, mas não é impossível”, entende.

pub

Manuel Dobrões é o técnico da Associação Desportiva Juventude de Mouquim. Assumiu o comando da equipa já o campeonato decorria, orientando o plantel há cerca de um mês. Numa análise ao campeonato e ao 10º lugar, com 14 pontos, que a equipa ocupa, o treinador afirma que pensava ter mais três ou quatro pontos pelo menos. Com o começo da segunda volta do campeonato, Manuel Dobrões adverte que a equipa está numa fase de crescimento, esperando “fazer muito mais que anteriormente… penso que 25 pontos estão ao nosso alcance”, revela. O técnico não tem dúvidas da qualidade do plantel, mas descreve-o como “um pouco desequilibrado”. “Temos um único central, estamos a jogar com um adaptado, médios temos em excesso, temos também alas em excesso e temos um ponta-de-lança… acho que estava um bocado desequilibrado”, explica, garantindo que dentro das possibilidades, o Mouquim tem condições para “fazer uma boa segunda volta”. Manuel Dobrões conhece bem a 2ª divisão distrital, série A, da Associação de Futebol de Braga, até porque já treinou o Cabreiros, por sinal com um final feliz, alcançando uma subida de divisão. Quanto ao campeonato atual disputado pelo Mouquim, Manuel Dobrões é prudente: “Sei mais ou menos o que a casa gasta, mas quando peguei na equipa já tinha muitos pontos em atraso e estávamos muito longe”, observa. Todavia, o treinador pensa que hoje é

possível programar melhor o futuro dada a juventude da equipa. “Podemos aspirar a outros voos, porque esta direção tem mais um mandato”, aponta. Face às infraestruturas, Manuel Dobrões diz que já não treinava num campo pelado há muitos anos, mas reconhece que a direção está a encetar medidas para melhorar as condições de trabalho, concretamente para conseguir a colocação de um sintético. “Temos treinado no sintético, mas andamos com a casa às costas, a pedir favores, a pagar alugueres de campo, o que não é bom para um clube que, como os outros, passa por dificuldades”, afirma, fazendo questão de sublinhar e elogiar a “boa organização desta direção” do Mouquim. pub


Associação Desportiva Juventude de Mouquim

pub

especial

sport: 14 de fevereiro de 2013 19


20

sport: 14 de fevereiro de 2013

modalidades

Vilarinho goleia Codeceda Na 1ª jornada da 2ª volta, o Vilarinho recebeu e venceu facilmente o Codeceda por um claro 7-0. O Vilarinho apresentou-se com uma equipa bastante diferente do habitual e na primeira parte sentiu algumas dificuldades, por falta de rotina de jogo de alguns jogadores. Aos 10minutos surge o primeiro golo por Diogo, a concluir uma boa jogada coletiva. A partir daí a equipa relaxou e o Codeceda tentou criar algum perigo através de bolas bombeadas para a área do Vilarinho, mas sem grande perigo. Aos 30 minutos surge o segundo golo por Arnaldo, a concluir à boca

da baliza uma defesa incompleta do guarda-redes do Codeceda. Na 2ª parte o jogo só teve um sentido com o vilarinho a marcar por mais cinco vezes por Pedro, Bombeiro, Arnaldo, Flecha e L. Barreiras. O Vilarinho alinhou com: Paulo, Diogo, Renato, Flecha, S. Barreiras, Cardoso, Pedro, Diogo, Lipa, Arnaldo e Bombeiro. Jogaram ainda: Carlos, Egidio e L.Barreiras. No próximo sábado, o Vilarinho desloca-se à vila do Gerês e contará com o apoio de muitos adeptos, Vão partir de Vilarinho das Cambas dois autocarros.

Meães vence S. Cláudio e consolida 3ª posição No passado sábado o SC Meães recebeu e venceu o S. Cláudio por 3-2. As duas equipas entraram bem no jogo, com bastantes oportunidades para cada lado, mas foi o S. Cláudio a primeira equipa a marcar. Assim se manteve o resultado até ao intervalo, apesar do Meães tentar dar a volta. No começo da segunda parte o Meães entrou forte e de uma rajada marcou dois golos: o primeiro por intermédio de Rui Navio e o segundo por intermédio de Ricardo Sá. No lance do 2º golo da equipa verde e branca, o S. Cláudio viu um jogador ser expulso por palavras dirigidas ao árbitro auxiliar. Mesmo com 10, o S. Cláudio conseguiu voltar a marcar, fixando o resultado em 2-2. Mas o Meães não desistiu, porque só a vitória interessava, e após uma jogada de grande insistência, o avançado Dani marcou um golo de belo efeito, fixando o resultado final em 3-2. O SC Meães continua a ocupar a 3ª posição a 3 pontos do 2ºclassificado.

Juventude Académico perde com o Sete Fontes A contar para o 1º jogo da 2ª volta do campeonato Taça Inatel, o Juventude Académico deslocou-se a Braga para defrontar o Sete Fontes e perdeu por 2-1. Entrou melhor a equipa da casa, mais forte fisicamente e com controlo do jogo, mas não criava oportunidades de golo. Respondiam os famalicenses em contra-ataque e Nelinho podia marcar mas permitiu a defesa do guarda-redes adversário. Mais eficaz, o Sete Fontes inaugurou o marcador, aproveitando saída em falso do guarda-redes, fazendo um chapéu de belo efeito. Os academistas tentavam responder, subindo mais a equipa no terreno e tornaram se mais ofensivos. E já quando todos pensavam no intervalo, os visitados aumentaram para 2-0,num lance rápido pela direita mas em claro fora de jogo batendo uma vez mais o desamparado guarda-redes adversário. Na segunda parte tudo foi di-

ferente. O Juventude, com mais ambição e carácter, não baixou os braços tornando o jogo mais emotivo. E esse esforço foi premiado pelo golo: Dani rematou forte ao cruzamento de Pica da esquerda, colocando esperança no empate. Mas foi aí que o árbitro da partida teve o protagonismo do jogo ao expulsar Nelinho com vermelho direto, sem razão aparente. Gerou-se a confusão, reclamaram muito os Academistas e o árbitro conclui o jogo ao minuto 35. A decisão do árbitro foi muita contestada pelos jogadores e adeptos mas nada valeu e já no final do jogo expulsou mais um jogador academista. O Juventude Académico alinhou com Manuel, Vítor, Zé, Patrício, Pica, Ivo, Tiago, Gualter, Mota, Nelino e Staline. Jogaram ainda: Daniel, Fábio e Dani. Juv. Académ ico

Cabeçudense amplia vantagem sobre o segundo No passado domingo, o Sporting Clube (SC) Cabeçudense recebeu e venceu o Carrazedo Montenegro, 11º classificado, num jogo a contar para a 14ª Jornada do Campeonato Nacional de Futsal da 3ª divisão. Foi um jogo equilibrado frente a uma equipa preparada, com a lição estudada de casa, e lutadora até ao final pelo resultado. Mas o Cabeçudense queria manter a distância perante os seus adversários próximos que se defrontaram no dia anterior, resultando numa reviravolta na tabela classificativa, por isso, perder pontos não estava na agenda da equipa. A ambição pela vitória resultou numa opção tática do Carrazedo de jogar no 5 para 4. Mas essa opção resultou num o feitiço contra o feiticeiro e deu praticamente a vitória ao Cabeçudense, que acabou por vencer o encontro

por 5-2, ampliando em mais um ponto a distância perante o segundo classificado, o Gualtar, ficando desta forma a 9 pontos de diferença. De realçar, que com esta vitória a equipa do Cabeçudense bate mais um recorde da 3ª Divi-

são nacional, sendo a primeira equipa a conseguir 11 vitórias consecutivas este ano. O próximo jogo está marcado para o dia 23 de fevereiro, às 16h30, com o SC Cabeçudense a deslocar-se ao pavilhão do Contacto.

Futsal distrital masculino O GR Covense iniciou a 2ª volta do Campeonato Distrital de Seniores Masculinos de Futsal, com um triunfo por 1 a 0, diante da formação do S. Tirso Futsal, mantendo a liderança isolada na prova com 38 pontos. O líder que regista 12 vitórias e apenas 2 empates na competição, tem à perna a ADC S. Mateus que foi vencer por 5 a 4 no reduto do Rio Caldo. No terceiro posto, o CDC de Priscos soma 33

pontos, após a vitória por 5 bolas a duas no recinto do Vieira Futsal e mantém-se como parte interessada na luta pelo título distrital. Com o desaire perante o comandante, a formação tirsense atrasou-se um pouco na corrida e com menos um jogo, ocupa agora o quarto lugar com 27 pontos, mais 2 que a Mocidade Alegre de Landim (também menos um jogo) que consolidou a quinta posição, ao derrotar por 5 a 4 a equipa da AEIPCA.

ACV Andebol Clube em plena atividade

No passado sábado, o escalão Juvenil dos Masculinos ACV jogou frente ao ABC de Braga, enquanto as Femininas ACV jogaram com as felgueirenses do AC Barrosas. Ambas as partidas proporcionaram “uma tarde festa no Pavilhão Municipal Terras de Vermoim". Já, no domingo pela manhã foi a vez do escalão infantil se deslocar a Fafe para jogar frente aos locais e dar “uma excelente réplica num grande jogo de andebol”. A direção do clube sublinha “a sua grande satisfação pelo elevado grau de entrega de todos os seus atletas”. pub


sport: 14 de fevereiro de 2013 21

modalidades

Badminton: FAC no pódio da 2ª divisão equipas mistas Realizou-se no passado fim de semana, o Campeonato Nacional da segunda divisão de equipas mistas de badminton, no Centro de Alto Rendimento das Caldas da Rainha. O Famalicense Atlético Clube conquistou um meritório terceiro lugar. Na jornada de sábado, realizaram-se dois jogos. No primeiro, frente à equipa bracarense ESDM, o FAC venceu por 4-1 e colocouse no jogo decisivo do grupo B, frente ao Clube Albergaria, e que seria uma final antecipada. Os famalicenses não foram bafejados pela sorte e perderam por 3-2, ficando arredados da final. No Domingo, disputou o apuramento do terceiro e quarto lugar com o MVD (Caldas da Rai-

O jogo da segunda jornada da segunda fase do campeonato nacional da segunda divisão de Voleibol, colocava ao FAC as maiores dificuldades da temporada. Em Gaia, frente ao principal e assumido candidato a campeão nacional, já com um plantel recheado de bons atletas e reforçado para esta fase, a tarefa da equipa liderada por João Paulo era colossal. O CA Madalena justificou o es-

nha) e conseguiu o pódio ao triunfar por 3-2. O Clube Albergaria venceu na final o CBL (Leiria) por 3-0. A equipa do FAC: foi

constituída por Joana Vilaça, Sónia Gonçalves, Carolina Guimarães, Manuel Bastos, Bruno Gomes e Paulo Bourbon.

Bilhar: Rui Gomes atingiu as meias-finais Após a excelente prestação na fase de apuramento para a fase final do 2º open para atletas da 3º divisão, Rui Gomes continuou em bom nível e atingiu as meias finais da competição. No salão do Leixões SC, em Matosinhos, Rui venceu Hugo Costa (Casa Porto Espinho) por 30-27 em 48 entradas, e nas meias-finais não conseguiu acompanhar o ritmo de Nuno Augusto (Portuguesa de Leça) que

triunfou por 30-21 em 44. Este atleta acabou por vencer a competição. Com esta fantástica presença, Rui Gomes estará no 3º lugar do ranking nacional quando a Federação Portuguesa de Bilhar o divulgar. São oito os atletas que ascendem à segunda divisão e, a meio da temporada, Rui é um dos grandes favoritos a esse desiderato. O próximo open realiza-se no início de março.

Invencibilidade perdida na 2ª Divisão Disputou-se a 5º jornada do Campeonato Nacional de Bilhar da 2ª divisão e uma partida antecipada da 6ª. O saldo foi os triunfos das equipas A e B do FAC na jornada oficial e a derrota inesperada da equipa principal no jogo da sexta jornada, frente à Casa do Porto de Espinho, que retira a liderança ao conjunto famalicense. Supremacia muito evidente nos confrontos entre o FAC A e o Fenianos "J", até então, ambos a liderar a

Voleibol: CA Madalena 3-0 FAC

tabela classificativa. 4-0 foi o resultado final no confronto realizado na Academia de Bilhar do FAC. Em Leça, a equipa B bateu, também sem dificuldade, o Leça FC B, também pela diferença máxima. No jogo antecipado da sexta jornada, o FAC A deslocou-se ao salão do FC Porto para defrontar a jovem e promissora equipa da Casa do Porto de Espinho. O favoritismo era do FAC mas não foi efetivado na mesa de jogo e o Famalicense aca-

bou por perder um dos objetivos da temporada, a invencibilidade. Adolfo Pereira foi o único a cumprir com a missão. Com estes resultados, a Casa do Porto de Espinho lidera a classificação, com o FAC A em segundo com os mesmos pontos e em lugar de subida. O FAC B, a realizar um campeonato acima das expetativa criadas, mantém-se por perto, a escassos quatro pontos, no segundo lugar.

BTT: FAC em 12º na estreia do campeonato regional XCO Começou o campeonato regional Minho de XCO. A primeira das 15 provas disputou-se na difícil pista do Facho em Roriz, Barcelos, e o FAC alinhou com cinco atletas. Coletivamente conquistou o 12º lugar. João Barbosa foi o melhor em 8º lugar na categoria de Master A, conseguindo uma prova brilhante, tendo em conta que a sua especialidade são as maratonas. Joaquim Barbosa em Masters B

cumpriu e finalizou no 9º lugar. João Alves em juniores terminou em 10º lugar e Pedro Machado, na estreia em elites, ficou em 12º. Tiago Fernandes por problemas mecânicos e físicos não conseguiu terminar a prova. No próximo domingo, realiza-se nova prova em Mesão Frio, Guimarães, numa pista desconhecida, já que faz a sua estreia no campeonato.

tatuto e demonstrou em campo os argumentos que o indicavam como "de outro campeonato". Não deu qualquer hipótese, não cedeu em nenhum aspeto do jogo e venceu claramente. O primeiro parcial por 25-14, seguido de um outro por 25-20 e depois terminou no 30. A próxima jornada joga-se sábado, às 17 horas, no Pavilhão Municipal. O FAC recebe o CV Oeiras.

Riba d’Ave vence e continua na luta pela promoção O Riba d'Ave Hóquei Clube continua na luta pela promoção e, no passado fim de semana, na sétima jornada do nacional da segunda divisão, zona norte averbou mais uma vitória Santa Maria da Feira. Venceu a turma da casa, o Académico da Feira, por 2-1. Este triunfo coloca a equipa ribadavense a dois pontos do segundo classificado. No entanto o Riba d'Ave tem menos um jogo realizado, nomeadamente a receção ao Marítimo. Na próxima jornada o Riba d'Ave recebe no parque da Tílias a Escola Livre.

Hóquei: FAC mantém-se em 10º após derrota Na 17ª jornada do Campeonato Nacional da segunda divisão, o Famalicense Atlético Clube recebeu a CP Sobreira. Eram esperadas muitas dificuldades mas também havia a esperança de que seria a primeira vitória do FAC em casa. Não o conseguiu. Com um início de jogo onde não imperou a velocidade, o primeiro golo surgiu de média distância e para o Sobreira. Sem jogar bem, o FAC merecia melhor resultado e num ápice, à passagem do 12º minuto, primeiro por André Barbosa e depois por Nuno Branco, consumou a reviravolta. Parecia melhor o FAC e pensou-

se que era neste jogo que o triunfo surgiria. Mas a equipa eclipsouse e os visitantes, em contra-ataque, ganharam vantagem e ao intervalo venciam por 4-2. Na segunda parte justificaram os três pontos e chegaram ao 2-6. O FAC ainda marcou dois golos (por Nuno Branco e Jonathan) mas não o suficiente para colocar em perigo o triunfo visitante. Com esta derrota, e beneficiando dos restantes resultados da jornada, o Famalicense continua no 10º lugar. No próximo sábado desloca-se a Paços de Ferreira para defrontar a Juventude Pacense, pelas18h30.

AD Pedome inaugura novos balneários

FAC derrotado pelo BC Viana em basquetebol Num jogo da 14ª jornada do campeonato nacional CNB2 em que a potencialidade dos conjuntos era conhecido e com larga vantagem para os vianenses, a diferença foi evidente desde o início da partida e os pupilos de Fernando Guimarães, fizeram o que lhes foi possível e permitido.

No primeiro parcial foi "cavada" uma diferença difícil de recuperar (10-22), acentuada no segundo quarto (11-15), que deu uma vantagem de 16 pontos ao intervalo (21-37). Com o vencedor encontrado, o jogo não foi emotivo, limitando-se os minutos a decorrer, tentando a equipa do FAC con-

trariar a melhor qualidade visitante mas não o conseguindo. No terceiro parcial, nova vantagem do BCV (13-24) e no final o score foi de 43-77. No próximo sábado, o FAC vai defrontar o Dragon Force FC no pavilhão do FC Porto. O jogo está marcado para as 21h30.

No passado sábado foram inaugurados os balneários da nova sede da Associação Desportiva de Pedome. Muito já foi feito em prol do desenvolvimento desta associação, no entanto, a direção da AD Pedome diz estar consciente que “muito mais há ainda para fazer”. A obra agora inaugurada vem dotar a freguesia de infraestruturas capazes e atrativas para a prática regular e condigna da atividade desportiva.


22

VENDE-SE

sport: 14 de fevereiro de 2013

publicidade

TOMO CONTA DE SENHORA IDOSA

RETOMAS BANCÁRIAS

EM MINHA CASA DE DIA E DE NOITE, DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA

Contactos: 967 296 356 938 126 231

APARTAMENTOS (COMO NOVOS) MORADIAS (COMO NOVOS) LOJAS COMERCIAIS ARMAZÉNS TERRENOS

TAROT

DÁ-SE CONSULTAS DE TAROT E TRATAMENTOS TERAPEUTICOS

FAZEMOS CRÉDITO A 100% PROMOTOR BANCÁRIO - 919 616 703

DÁ-SE CURSOS DE REIKI, TAROT, KARUMA

DATA CURSOS

ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE RIBA DE AVE

CONSULTE

C O N V O CATÓ R IA

www.verdadeeluz.pt

TRATO COM TERAPEUTA NEVES

Nos termos legais e estatuários, convoco uma Assembleia Geral Ordinária da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Riba de Ave, para reunir na sua sede, na Avenida Narciso Ferreira, Freguesia de Riba de Ave, Concelho de Vila Nova de Famalicão, no dia 25 de fevereiro de 2013, pelas 21,00 horas, com a seguinte

CONTATO: 910 663 006 252 993 328

ORDEM DE TRABALHOS

1 – Apresentação do Plano de Atividades e Orçamento para o Ano de 2012. 2 – Aprovação do Relatório de Atividades e Contas do Ano de 2011. 3 – Apresentação do Plano de Atividades e Orçamentos para o Ano de 2013. 4 – Outros assuntos de interesse para a Associação.

Nota: Quando à hora resignada não se encontrar presente a maioria dos associados, a Assembleia reunirá meia hora depois, em segunda convocação, com qualquer número de associados presentes.

Riba de Ave, 08 de Fevereiro de 2013

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral José Manuel Soares Cerqueira (Dr.)

Assembleia Geral - Casa do Povo de Nine

A Casa do Povo de Nine, realiza no próximo dia 14 de Abril de 2013, nos termos do artº 30 dos seus estatutos, pelas 10 horas na sua sede social, Assembleia Geral, com a seguinte ordem de trabalhos:

PONTO UM: Apresentação e Aprovação do Relatório e Contas do ano de 2012; PONTO DOIS: Eleição dos Orgãos Sociais para o triénio dois mil e treze a dois mil e quinze; A votação relativa ao ponto dois da convocatória decorrerá entre as dez horas e as doze horas. Só poderão votar os sócios que se encontrem com as quotas regularizadas. Os sócios interessados em concorrer às eleições, deverão apresentar as suas candidaturas, dirigidas ao(à) Sr(a) Presidente da Assembleia Geral, até ao dia vinte e oito de Março de dois mil e treze (28-03-2013), devendo ter em consideração o articulado nos artºs 48 e 49 dos estatutos da Casa do Povo de Nine.

A Direcção da Casa do Povo de Nine Paulo Pereira

ALUGA-SE

ANDAR MORADIA T3 EM DELÃES

CONTATO:919 184 030

PASSA-SE

CAFÉ SNACK-BAR CENTRO DA CIDADE BOA OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO CONTATO: 912 894 397

PRECISA-SE

COSTUREIRAS PONTO CORRIDO, CORTE E COSE E RECOBRIMENTO CONTATO: 252 961 022

“Juntos pela fé no compromisso da união”

A 10 de março do presente ano, a freguesia de antas irá ser presenteada com um cortejo que visa a angariação de fundos para a construção da nova igreja. No passado dia 9 de fevereiro, sábado, o grupo organizador deste cortejo procedeu à preparação da lenha, para que esta possa ser leiloada aquando do referido cortejo. Uma vez que se trata de 72 toneladas de lenha, o grupo agradece, desde já, a todos aqueles que nos ajudaram nesta causa.

No dia do cortejo, 10 de março, todos os que quiserem juntarse a nós serão contemplados com um ambiente bastante animador e cheio de música, para tal ambiente conta-se com a presença dos conceituados Domingos da Soalheira e Adília de Arouca, acompanhados à concertina por Augusto Carneiro. O Cortejo sairá da rua 8 de dezembro (Café Bem Estar) às 14h00 em direção à igreja. Todo o percurso irá ser acompanhado pela prata da casa, ou seja, pelo grupo de escuteiros da freguesia de Antas.

Para todos aqueles que queiram apreciar bons petiscos e uma boa pinga, irá funcionar na antiga residência paroquial uma tasquinha. Desde já agradece-se a todos os que quiserem fazer parte integrante desta atividade a sua presença.

PROCURO TRABALHO COM 12º ANO ESCOLARIDADE CARTA CONDUÇÃO: CATEGORIA C CATEGORIA ADR+CISTERNAS

CONTATO:910 962 132

ALUGA-SE

APARTAMENTOS T1 E T2 EM TELHADO EM BOM ESTADO

CONTATO:911 818 822


modalidades

sport: 14 de fevereiro de 2013 23 pub

No campeonato nacional da 2ª Divisão

CCDR obtém o 4º lugar em pista coberta

pub

Decorreu no passado fim de semana, em Pombal, o Campeonato Nacional de Clubes da 1ª e 2º divisões em Pista Coberta onde estiveram presentes os melhores clubes do país, entre os quias o Clube de Cultura e Desporto de Ribeirão (CCDR) Após a fase de apuramento, há 15 dias, na pista coberta de Braga, o CCDR marcou presença em Pombal no campeonato da 2ª divisão com a sua equipa masculina, tendo alcançado um honroso 4º lugar nacional, com 61 pontos, numa competição que foi ganha pelo Centro de Atletismo

da Baixa da Banheira (72 pontos), seguido da ACR Senhora do Desterro (67 pontos) e da Escola do Movimento (67 pontos). Durante as duas jornadas de atletismo de pista coberta, o CCDR participou com a sua equipa constituída essencialmente por atletas juniores, formados no clube ribeirense, destacando-se a prestação do atleta Tiago Costa, que voltou a evidenciar a seu grande valor na prova de salto em altura, vencendo com o registo de 2,01 metros. Nos 200 metros, o seu colega de treino, Eduardo Sá, esteve em grande ní-

vel ao vencer com o tempo de 22,68 segundos, colocando-o entre os melhores velocistas do país no escalão de juniores. No salto em comprimento, Sérgio Silva ficou em 2º lugar com 6.85 metros. No próximo fim de semana realizar-se-ão os Campeonatos de Portugal de pista coberta, novamente em Pombal, onde vão participar os melhores atletas de Portugal nas diversas especialidades e o CCDR vai marcar presença com os seus melhores atletas da atualidade: Tiago Costa, Sérgio Silva e Eduardo Sá.

Atletas da ACV correm em Avintes A equipa de atletismo da Associação Cultural de Ver- imprensa, a equipa este “mais uma vez esteve à altura moim (ACV) participou, no passado domingo, nos 10 Km com todos os seus atletas a pautarem a sua participade Avintes. Embora com muita chuva, segunda nota à ção pela luta e entrega, dando sempre o seu melhor”.

EARO nas provas de preparação e Pista Coberta A Escola de Atletismo Rosa Oliveira (EARO) participou, no passado sábado, nas Provas de Preparação de Pista Coberta, nos 200, 600 e1500 metros, que decorreram no Parque Exposições de Braga. Participaram os seguintes atletas: Femininos: 600m :Ana Marinho, Beatriz Fernandes, Teresa Borges, Lara Oliveira, Bruna Ortiga; 200m: Sara Oliveira; 600m: Maria João; 1500m: Sara Dias Oliveira, Sílvia Oliveira, Rosa Oliveira, Hermínia Pereira. Masculinos: 600m: Pedro Carvalho, Gabriel Moura, Bruno Rodrigues;1500m: Bruno Oliveira; 200m: Carlos Fernandes, Diogo Faria; 1500 m: João Silva, Nelson Oliveira, Bruno Sampaio, José Pereira, Rui Oliveira, Pedro Silva, José Araújo, Joaquim Coelho.

pub


24

sport: 14 de fevereiro de 2013

modalidades

Campeonato Regional do Minho de XCO Equipa famalicense subiu ao pódio com Ivo Pinto “Brex”

Tomatubikers arrancam com o pé direito

A Tomatubikers registou seis subidas ao pódio o 3º lugar entre equipas

O passado domingo marcou o início do Campeonato Regional do Minho de XCO e a Escola Tomatubikers Famalicão iniciou o campeonato com seis subidas ao pódio e com o 3º lugar entre as equipas presentes. As provas decorreram num dia marcado pela chuva que transformaram a pista num terreno traiçoeiro e com muitas armadilhas que dificultaram a tarefas de todos os atletas presentes. Na categoria de Iniciados, Miguel Pedroso iniciou a sua época com um excelente 2º lugar. Em Juvenis, Ana Moreira destacou-se ao conseguir igualmente um 2º lugar em femininos, enquanto em masculinos, Pedro Barbosa foi 11º, Francisco Ruivo foi 17º e Pedro Carneiro na sua estreia no campeonato obteve um promissor 28º lugar. Em Cadetes, este início de época marcou a passagem para esta categoria de dois dos atletas Tomatubikers, António Azevedo e Vitor Lima, que, em conjunto com o atleta Nuno Costa, monopolizaram o pódio da categoria ao ocupar três dos cinco lugares que compunham a cerimónia, ao subirem ao 2º, 3º e 4º lugares respetivamente. Foram prestações excelentes por parte destes atletas, o que augura uma época bastante disputada e cheia de sucessos para estes atletas Tomatubikers. Na categoria Promoção, André Esteves que este ano participa pela

primeira vez no campeonato de XCO, obteve de um excelente 1º lugar na categoria, depois de um duro combate em pista com os seus adversários que terminou com uma chegada à meta em sprint e com a conquista do lugar mais alto do pódio. Graças às boas prestações destes atletas a equipa Tomatubikers ainda conseguiu subir ao pódio para trazer o 3º lugar de entre as equipas presentes. Filipe Brito termina em 8º o Raid das Masseiras Também no passado domingo, e como forma de melhor se preparar para as provas de XCM que se avizinham, o atleta Tomatubikers/Padaria Desejos, Filipe Brito, participou no Raid das Masseiras, prova onde ao fim de 50 km obteve o 8º lugar da geral. “Apesar de as marcações estarem bastante razoáveis, eu e o grupo em que seguia, perdemo-nos numa passagem que poderia estar melhor marcada, perdemos cerca de 3 a 4 minutos e ficamos sem a frente da corrida”, explicou o atleta no final da prova. Apesar de não ser um terreno do seu agrado, foi um bom início de época numa prova que serviu para o atleta tomar consciência da sua real condição física, depois da violenta queda sofrida no passado fim de semana, nas três horas de Ponte Lima.

CRF soma e segue no nacional de Rugby Depois de garantir a passagem à segunda fase do campeonato nacional em primeiro lugar, juntamente com Guimarães, o Clube de Rugby de Famalicão (CR)F encontra-se num grupo formado por Famalicão, Guimarães, Bairrada e Tomar. No passado dia 2 de fevereiro o CRF recebeu a formação da Bairrada vencendo por esclarecedores 57-7, marcando oito ensaios e sofrendo apenas um. No passado domingo, o CRF recebeu a equipa de Guimarães somando mais uma vitória. Os famalicenses venceram por 5718, marcando nove ensaios e sofrendo dois (26-6 ao intervalo). Assim o CRF assume o comando isolado da tabela classificativa, com cinco pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o Bairrada. Com estes resultados o clube de Famalicão continua a luta pela subida de divisão deslocando-se, no próximo fim de semana, a Tomar para defrontar a formação da casa sendo a vitória o único objetivo.

Team Bilracing com bom começo no nacional de enduro Foi auspicioso o início da época 2013 para o Team Bilracing, que nesta temporada aposta forte no Campeonato Nacional de Enduro. A prova de Gondomar, disputada no passado dia 3 de fevereiro, trouxe os primeiros bons resultados do ano à equipa de Famalicão, com destaque para o pódio de Ivo Pinto “Brex”. Esta época, o Team Bilracing conta com um reforço: Nuno Oliveira que depois de na época passada se ter sagrado campeão nacional na categoria Open 2, transita agora para o Team Bilracing e para uma nova classe. Os objetivos do novo recruta passam pelos lugares cimeiros, contando para isso com uma KTM 350. O Campeonato Nacional de Enduro arrancou no dia 3 de fevereiro, em Gondomar, onde o Team Bilracing se apresentou com quatro pilotos, nomeadamente Ivo Pinto “Brex”, António Faria, Nuno Oliveira e ainda o antigo campeão mundial de ralis, Armindo Araújo. Na categoria V2, a vitória escapou por pouco a Ivo Pinto “Brex”, com uma queda a trair o piloto do Team Bilracing/Brex. Depois de ter dominado toda a corrida de forma irrepreensível, a última especial foi madrasta para o famalicense, que perdeu mais de um minuto na queda e foi relegado para o 3º posto final. Ainda nesta categoria, Armindo Araújo foi 9º classificado, naquele que foi o seu regresso às provas motociclistas e de enduro. Também em bom plano esteva António Faria, que terminou em 7º na categoria de veteranos. Uma penalização de 3 minutos relegou o bicampeão regional de enduro para esta posição, numa

altura em que lutava pelos lugares do pódio. Menos sorte teve Nuno Oliveira, o novo recruta da equipa, que estava inserido na categoria E2. Um ligeiro problema na sua moto fez com que não conseguisse atingir o final da prova. O Nacional de Enduro tem a próxima etapa marcada para Góis, no dia 3 de março, numa organização do Góis Moto Clube, contando também com a presença do Team Bilracing.

Escola de Ribeirão ficou também em 1º lugar por equipas

Lifecombat obtém 12 medalhas no regional de Kickboxing No passado dia 9, a Escola de kickboxing Lifecombat, com núcleo em Ribeirão, participou no Campeonato Regional de Kickboxing com 13 atletas. O treinador Luís Ferreira estava muito orgulhoso de todos. “Conseguimos 12 medalhas em 13 possíveis: 8 campeões regionais, 4 terceiros lugares e uma taça de primeiro lugar por equipas”, sublinhou. E continuou: “Fomos grandes, abordámos os combates com intenção de fazer uma boa prestação e um bom resultado. Estas vitórias são o resultado de muito trabalho realizado nas salas de treino. Infelizmente, tivemos atletas que combateram lesionados, mostrando uma grande dose de sacrifício, e mesmo assim obtiveram excelentes resultados”. Eduardo Couto, do núcleo de Ribeirão, embora estreante, arrecadou o título de Campeão Regional conseguindo assim o apuramento para o Campeonato Nacional. Outro motivo de orgulho do treinador foi a claque de apoio à equipa, a Black Orange. “É a única claque organizada do país: puxa-

ram muito pelos nossos atletas e isso refletiu-se nos bons resultados que obtiveram”, afirmou Luís Ferreira, salientando que a claque “colheu a simpatia de todos os clubes e escolas presentes com os seus cartazes, musicas e coreografia.” A Escola contou com o apoio do município da Trofa, que cedeu o autocarro para esta deslocação. Os próximos combates serão no dia 24 de fevereiro, no Open José Pina em Mirandela. A Escola

Lifecombat irá participar com 10 atletas, 7 deles do núcleo da Trofa, resultante da parceria com o projeto “Ter Prevenção” da Cruz Vermelha da Trofa. “Este torneio destina-se apenas aos atletas mais novos pelo que será de extrema importância para que possam ganhar experiência para disputarem o Campeonato Regional em maio”, refere Nádia Barbosa, responsável da Escola Lifecombat por este projeto.

OS1084