Issuu on Google+

pub.

Famalicense assume funções nas áreas da energia e alterações climáticas

Jorge Moreira da Silva vai para as Nações Unidas

p. 5

ANO 17 • Nº 886 DE 22 A 28 DE ABRIL DE 2009 DIRECTOR: JOÃO FERNANDES

opiniãoespecial

Para aumentar ao espaço do Parque da Cidade

CÂMARA QUER ENCURTAR A CENTRAL DE CAMIONAGEM A Câmara Municipal quer remodelar a central de camionagem, no âmbito do projecto do parque da cidade. A novidade foi avançada por Armindo Costa, na segunda-feira, na Assembleia Municipal, depois de questionado pelos deputados do BE e da CDU sobre o

De 30 de Abril a 3 de Maio, certame recria século XIV

Tiago Borges, director técnico do equipamento de Fradelos, levou OP em visita guiada

Feira Medieval anima cidade Durante quatro dias, a cidade de Famalicão vai recuar até à Idade Média, em mais uma edição da Feira Medieval e Quinhentista, organizada pela Escola Profissional Cior, em colaboração com a Câmara. O certame vai centrar-se no Parque e Praça D. Maria II, destacando-se a realização de um cortejo, de um baile e banquete medievais, além de diversos jogos, danças, acrobacias e lutas.p.15

opiniãosport: AVC sonha com subida à divisão A2 de voleibol GD Ribeirão garantiu a manutenção na 2ª divisão Série B da 3ª divisão regressa domingo

GNR de Joane detém assaltante e incendiário p. 1 0

Escolas deram-se a conhecer na Mostra Pedagógica p. 7

Situação do país domina 25 de Abril em Famalicão p. 8

assunto. O objectivo da autarquia é encurtar o espaço ocupado por este equipamento e aumentar o do parque. Para tal já estão a decorrer negociações com a empresa que gere os TUF, para que a lavagem dos autocarros seja instalada em Meães. p.3

Valor RIB é inaugurado esta quarta-feira p. 9


02

espaço aberto

pública: 29 de Abril de 2009

Conhece situações que podem ser retratadas na Objectiva Pública? Envie as suas fotografias, acompanhadas de um pequeno texto com o local e a descrição, para o e-mail: informacao@opiniaopublica.pt ou entregue nas instalações do Opinião Pública, na Rua 8 de Dezembro, nº 214, em Antas.

Agenda

Objectiva Pública

Quarta-feira, 29 2 1 h1 1 “Deficiência e Incapacidade: Novas perspectivas” é o tema de mais uma tertúlia no Lift Internet Café. 2 1 h3 0 Cineclube de Joane exibe na Casa das Artes o filme “Fome”, de Steve McQueen.

Quinta-feira, 30 21h15 Pastoral Operária de Braga promove, no Centro de Estudos Camilianos, em Seide, um colóquio debate sobre o tema “Em busca de Sinais de Esperança no Mundo do Trabalho”.

Sexta-feira, 1

Sofia Abreu Silva

9h às 12h30 Associação de Dadores de Sangue de Famalicão promove dádiva de sangue na União Desportiva Bairrense, em Gavião.

Domingo, 3 Comissão de Festas de Santo Ovídio, em Avidos, realiza um almoço para angariação de fundos, no salão nobre da Junta de Freguesia. No sábado de manhã, dia 25 de Abril, muitos monumentos da cidade de Famalicão apareceram com mensagens escritas a graffiti. Em primeiro lugar, quem escreveu devia saber que antes do 25 de Abril de 1974 tal atitude seria altamente punida. Este acto comprova, no mínimo, que muitos não sabem usar a liberdade e acreditam que liberdade significa má educação e libertinagem. Ainda bem que a Revolução aconteceu, para o bem… e para o mal.

Questão Pública Concorda com o alargamento da escolaridade obrigatória até ao 12º ano? Custódio Oliveira

Ana Maria Oliveira

dirigente associativo A era industrial como fonte de emprego massivo está a chegar ao fim. A actual crise também tem a ver com este facto. Há dois / três séculos atrás a era agrícola terminava como fonte massiva de emprego. Chegava a revolução industrial. Agora, um novo ciclo histórico está aí. É a sociedade do conhecimento. O emprego tem cada vez mais a ver com os conhecimentos técnicos e teóricos. Um País que queira acompanhar esta evolução, nada mais lhe resta que uma aposta séria e sustentada na educação e qualificação das pessoas. Educação que deve iniciarse na creche e prolongar-se ao longo da vida. É muito positiva a obrigatoriedade do 12º ano ou equivalente. Seria muito positivo que pudesse ser obrigatório o ensino de grau superior.

FICHA TÉCNICA CONSELHO EDITORIAL: Alexandrino Cosme, António Cândido Oliveira, António Jorge Pinto Couto, Artur Sá da Costa, Cristina Azevedo, Feliz Manuel Pereira, Joaquim Loureiro, João Fernandes.

DIRECTOR: João Fernandes (CIEJ TE-95) jfernandes@opiniaopublica.pt CHEFE DE REDACÇÃO: Cristina Azevedo (CPJ 5611) cristina@opiniaopublica.pt

autarca É inquestionável que Portugal mantém níveis de habilitações académicas muito baixos quando comparado com a média da União Europeia e que é necessário mover esforços no sentido de inverter os números. Devemos, contudo, perceber que esta realidade tem por base factores económico-sociais e mesmo estruturais. Não basta decretar o ensino obrigatório até ao 12º ano para resolver o problema estatístico sem pensar no problema de fundo. Não o devemos fazer sem atender à realidade económica das famílias. Não o devemos fazer sem que antes estejam reunidas melhores condições para os professores. Não o devemos fazer com um parque escolar desactualizado, por vezes obsoleto. Estamos em ano de eleições, e elas são três, é urgente anunciar medidas politicamente correctas, que de preferência se traduzam em bons slogans, do género: “Este Governo alargou a escolaridade obrigatória até ao 12º ano”. Resolve o problema da estatística e conquista alguns votos, mas não resolve o problema da competitividade do País.

Maria Augusta Santos professora O Governo aprovou no passado dia 23/04 uma proposta de lei que alarga de 9 para 12 anos a escolaridade obrigatória, o que implicará que todos os jovens até aos 18 anos terão de frequentar uma escola ou um centro de formação profissional. Este alargamento será acompanhado de medidas de apoio às famílias, através de “bolsas de estudo a todos os alunos com aproveitamento escolar no ensino secundário e que sejam beneficiários dos 2 primeiros escalões do abono de família”, o que evitará que razões de ordem económica sejam impeditivas dos jovens prosseguirem os seus estudos. Para além de concordar, considero imprescindível que a escolaridade obrigatória seja alargada dos actuais 9 para 12 anos e que seja acompanhado deste e de outros apoios. Portugal tem-se debatido, desde sempre, com baixos índices de escolarização e formação profissional. Senão vejamos: em 2005 a média de anos de escolarização da população adulta da OCDE, era de 12 anos. No mesmo ano, em Portugal era de 8,2; na Espanha de 10,5; na França de 11,5 e na Alemanha de 13,4. O projecto político do Governo para a área da Educação e Ensino, assente na capacidade dos jovens, no controlo do abandono precoce da escola e na promoção do sucesso escolar, constitui um factor de excelência para o crescimento e desenvolvimento do país. É esta aposta na igualdade de oportunidades e na redução das assimetrias sociais que fará a nossa sociedade mais justa, mais tolerante, mais coesa, mais competitiva, mais desenvolvida.

EDITOR DE TURNO:

GRAFISMO:

Magda Ferreira (CPJ 4625) magda@opiniaopublica.pt

Carla Alexandra Soares, Elisete Santos, Pedro Silva.

EDITOR DESPORTO: Bruno Marques (CPJ 8022) brunomarques@opiniaopublica.pt

SEDE, REDACÇÃO E PUBLICIDADE:

IMPRESSÃO:

Feliz Manuel Pereira António Jorge Pinto Couto

Rua 8 de Dezembro, 214 Antas S. Tiago - Apartado 410 4760-016 VN de Famalicão

Naveprinter - Indústria Gráfica do Norte, SA Estrada Nacional, 14 - Maia

SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS:

INTERNET

Francisco Araújo

www.opiniaopublica.pt

TÉCNICOS DE VENDAS:

CONTACTOS Redacção:

APOIO À REDACÇÃO: Jorge Alexandre

REDACÇÃO:

OPINIÃO: António Cândido Oliveira, Avelino

informacao@opiniaopublica.pt Carla Alexandra Soares (CICR-248), Cristina Azevedo (CPJ 5611), Magda Ferreira (CPJ 4625) e Sofia Abreu Silva (CPJ 10952).

Leite, Carlos Sousa, Domingos Peixoto, Gouveia Ferreira, J. Silva Lopes, João Casimiro, Joaquim Loureiro, Luís Paulo Rodrigues, Miguel Moreira Silva, Paulo Cunha e Vieira Pinto.

DESPORTO: Bruno Marques (CPJ 8022), Jorge Humberto, José Clemente (CNID 297) e Pedro Silva (CICR-220).

DETENTORES DE MAIS DE 10% DO CAPITAL

GERÊNCIA: João Fernandes CAPITAL SOCIAL: 350.000,00 Euros.

EMBALAGEM E ETIQUETAGEM:

comercial@opiniaopublica.pt Agostinha Bairrinho, Maria Fernanda Costa e Sónia Alexandra

PROPRIEDADE E EDITOR: EDITAVE Multimédia, Lda. NIPC 502 575 387

Tel.: 252 308145 • Fax: 252 308149

Almeida Pereira - Operador de Marketing e Impressão Documental, Lda Parque Industrial do Mindelo Vila do Conde

TIRAGEM DESTE NÚMERO: 20.000 exemplares, nº 886

Serviços Administrativos: Tel.: 252 308146 / 252 308147 • Fax: 252 308149

NÚMERO DE REGISTO: 115673 DEPÓSITO LEGAL: 48925/91


cidade

pública: 29 de Abril de 2009 03

Por causa do parque da cidade, disse Armindo na Assembleia Municipal

Torre dos Pequeninos nas Olimpíadas da Matemática

Câmara quer central de camionagem mais pequena A Câmara Municipal quer remodelar a central de camionagem, no âmbito do projecto do parque da cidade. A novidade foi avançada por Armindo Costa, na segundafeira, na Assembleia Municipal, depois de questionado pelos deputados do BE e da CDU sobre o assunto. O bloquista Adelino Mota falou de notícias que davam conta de uma mudança da central de camionagem e questionou o presidente sobre isso. Também Sílvio Sousa, da CDU, quis que Armindo Costa esclarecesse “a possível deslocalização da central” e se havia diferenças entre o projecto da Universidade Lusíada e o de Noé Dinis para a Devesa. Armindo Costa não respondeu a esta última pergunta, mas falou sobre a central de camionagem, adiantando que o objectivo da autarquia é encurtar o espaço ocupado por este equipamento e aumentar o do parque. “Não podemos ter junto ao parque da cidade um espaço de lavagem de autocarros, nem podemos fazer da central de camionagem estacionamento de autocarros”, referiu, adiantando que a autarquia já está “em negociações” com a empresa que gere os TUF, para que a lavagem seja instalada em Meães, nos terrenos do antigo Iroma. Numa sessão dominada por muitas questões da oposição ao presidente da Câmara, Sílvio Sousa aproveitou também para abordar a situação social do concelho, atirando que, “até ao final do próximo mês, certa de 600 operários têxteis poderão engrossar as fileiras do desemprego”. O deputado da CDU disse, pelas informações que tinha, que estão em causa “quatro grandes empresas, sendo que uma delas é uma referência forte no concelho que poderá vir a ter um despedimento colectivo”. Sílvio Sousa escusou-se a divulgar o nome das empresas, porém, apelou a Armindo Costa que reunisse com o sindicato têxtil para se inteirar da situação. Na resposta o edil remeteu o assunto para o director do Centro de Emprego de Famalicão, o socialista Mário Martins, que também é vereador da Câmara. “Como vereador da oposição, ele tem tanta obrigação de defender os interesses de Famalicão como nós, que somos poder. Portanto, confio na qualidade de famalicense do dr. Mário Martins”, afirmou. Contas: os argumentos de sempre Na sessão desta segunda-feira foi também iniciada a discussão sobre o relatório de actividades e contas de 2008 da Câmara Municipal. O primeiro a falar foi Armindo Costa que considerou que 2008 “foi um ano bom, apesar dos sinais de crise que já se faziam sentir”,

Arquivo

Cristina Azevedo

Central de Camionagem vai sofrer remodelação

sublinhando “o aumento do património do município, a descida da dívida a longo e médio prazo e a subida das despesas de capital [investimento]”. Análise diferente fez o socialista Domingues Azevedo, que apontou a subida dos impostos municipais, sem que daí tenha resultado qualquer benefício para os munícipes. “Todo o esforço pedido aos famalicenses foi gasto em excursões, festas, bombos e fanfarras”, disse, concluindo que “Famalicão é um concelho parado no tempo, sem ideias, sem vida própria e, mais grave que tudo, sem futuro”. Já o social-democrata Cerejeira Campos contrapôs com a redução

da dívida e a solidez financeira da autarquia. Desafiando Domingues Azevedo a pedir uma auditoria às contas do município, “caso tenha dúvidas”, o deputado apontou que houve impostos que baixaram, dando como exemplo a Derrama, e sublinhou o rácio de autonomia financeira, importante para a aprovação dos projectos comunitários: “Só eram elegíveis projectos com autonomia financeira superior a 25 % e esta Câmara, nesse rácio, tem aproximadamente 67%, o que é excelente”. A discussão prossegue amanhã, quinta-feira, pelas 21 horas, sendo praticamente certo que a maioria PSD/PP vai aprovar os documentos.

No passado dia 21 de Abril, o colégio A Torre dos Pequeninos e Agrupamento de Escolas de S. Martinho do Campo participaram nas Olimpíadas de Matemática, promovidas pelo Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra. A Torre dos Pequeninos torna-se assim no único estabelecimento de ensino particular do norte do país a aderir a este projecto. Para a coordenadora pedagógica do 1º ciclo do colégio, Zulmira Arantes, “participar neste projecto é um desafio para a escola, alunos e professores”. “Estamos certos que se trata de uma mais-valia para a formação individual dos alunos, no que respeita à sua autonomia, competência e motivação para a área da Matemática”, acrescenta. As Olimpíadas pretendem incentivar e desenvolver o gosto por esta disciplina nos primeiros anos de escolaridade, algo que tem sido “constantemente dinamizado” pelo colégio nos pe-

ríodos de Interrupção Lectiva, através das actividades “Caça aos Ovos de Matemática” e “Jogos de Matemática”, que visam a exploração de diferentes métodos de estudo desta ciência, através de momentos de brincadeira e competição. “Os problemas e os exercícios propostos fazem, sobretudo, apelo à capacidade de raciocínio, imaginação e criatividade do aluno, assim como,

convocam o rigor lógico, a clareza da exposição e a elegância da resolução. Desde a sua origem, as Olimpíadas de Matemática não têm como objectivo fundamental testar a quantidade de conhecimentos acumulados, mas sim detectar precocemente vocações científicas”, explica Paula Godinho, responsável pelo projecto no Agrupamento de Escolas de S. Martinho.

Exposição de plantas e ervas aromáticas na D. Sancho I

Votos, recomendações e moções No período antes da ordem do dia mereceu alguma discussão um voto de protesto, apresentado pela CDU, sobre a forma como a Mesa da Assembleia Municipal (AM) apresentou o livro com as conclusões do relatório sobre a realidade sócio-económica do concelho. Entende a CDU que essa apresentação não foi mais que “um mero aproveitamento político da coligação PSD/CDS de um contributo colectivo para o município”, afirmando que foi “intencionalmente omitido o papel da CDU”. As afirmações foram contestadas por António Meireles (PSD), presidente da referida Comissão, e por Cerejeira Leitão, 1º secretário da Mesa que conduziu os trabalhos na sessão de segundafeira. Ambos afirmaram que a ideia da publicação foi da Mesa e não do PSD ou do CDS e que na conferência de imprensa que realizaram para apresentar o livro foi “referido o papel da CDU e dos restantes membros”. O voto acabou chumbado pela maioria PSD/PP. A CDU viu ainda rejeitado um voto de recomendação à Câmara para resolver o problema de estacionamento junto ao cemitério de Calendário, mas viu aprovadas as recomendações para a ligação do saneamento na Rua Nossa Senhora de Fátima, também em Calendário, e para que a Câmara proceda a um levantamento e inventário das espécies protegidas ou de relevância ambiental no concelho. O PS também viu aprovado um voto de congratulação pelas obras na Escola Secundária Camilo Castelo Branco, mas viu rejeitada uma moção que propunha que a AM manifestasse “concordância com o processo de criação e institucionalização das regiões administrativas”. Por unanimidade, foram aprovados um voto de congratulação, proposto pelo PSD, pela nomeação de Jorge Moreira da Silva para exercer funções no Programa de Desenvolvimento das Nações Unidades, e um voto de pesar, apresentado pelo PS, pelo falecimento do professor Vasco Moreira.

No átrio da Secundária D. Sancho I, de 20 a 23 de Abril, esteve patente para toda a comunidade uma exposição de plantas e ervas aromáticas, organizada pelas turmas EFA-Básico1 e EFA – Secundário 1 e 3, sob a orientação do professor Artur Passos. No momento da abertura da exposição, no passado dia 20, com a presença do Vice-Presidente da Câmara de Famalicão, Leonel Rocha, foi servido chá de vários aromas, acompanhado de bolinhos caseiros. Um momento muito apreciado pelos visitantes. Além de plantas e ervas variadas foram também expostos produtos em que as aromáticas entram na composição, desempenhando um importante papel no campo da medicina e da saúde pois, actualmente, o seu uso estende-se desde a área alimentar até à farmacêutica. Esta actividade decorreu no âmbito do projecto

“Grundtvig Creating Hope, Growing Potential…” cujo objectivo é o desenvolvimento de capacidades, no sentido de promover a consciência ambiental através do trabalho com plantas. O cenário desta exposição consistiu na apresentação de uma ambiência rústica tradicional portuguesa, recreando-se a fachada de uma casa, o seu jardim de aromáticas, uma fonte viva, cozinha, respectivos utensílios e diversos equipamentos de jardinagem, além de documentação sobre as várias plantas. A exposição foi visitada por escolas básicas e secundárias do concelho e obteve uma crítica muito positiva, não só pela quantidade de plantas expostas - cerca de 50 espécies - , mas também pelo enquadramento, disse a organização em nota à imprensa.


04

cidade

pública: 29 de Abril de 2009

Constatação de Mário Frota, da Associação Portuguesa do Direito do Consumo

Consumidores estão desinformados Ainda no âmbito da iniciativa “Emprego 2009”, é importante salientar um conjunto de medidas disponíveis para apoio à contratação de desempregados. Estes apoios destinam-se a empresa que contratem pessoas desempregadas há mais de nove meses e para além de um apoio financeiro, contemplam também a isenção de pagamentos à Segurança Social. Assim, as empresas recebem 2 000 euros de apoio pela contratação desses trabalhadores e por trabalhador, acrescidos de dois anos de isenção de contribuições para a Segurança Social ou, em alternativa, três anos completos de isenção. Estes incentivos aplicam-se para novos contratos sem termo, a tempo completo ou a tempo parcial. As empresas que se integrarem nestas medidas ficam com a obrigatoriedade de manter os postos de trabalho abrangidos por três anos, sendo o apoio também condicionado à manutenção do nível de emprego. Em matéria de ofertas de emprego para esta semana, seleccionámos as seguintes: Oferta nº 587624957 que recruta um empregado de balcão, com experiência no ramo da restauração. Oferta nº 587624744 que deseja recrutar uma costureira, para trabalho em série, para trabalhar com tecidos finos e malhas. Oferta nº 587624262 que procura um caixeiro, para o exercício de funções de atendimento e venda ao público. A oferta nº 587624253 procura um director comercial, com experiência mínima de seis anos em funções similares (direcção comercial), com conhecimentos na área alimentar. A oferta nº 587624250 selecciona um escriturário, com experiência profissional em técnicas administrativas (facturação, guias, expediente de escritório, atendimento telefónico e notas de encomenda). Oferta nº 587624059 selecciona um técnico de vendas, com experiência comprovada na área comercial de produtos alimentares. A oferta nº 587623152 procura um operador de máquinas de moldar materiais plásticos, para trabalhar em máquina de fazer sacos plásticos. A oferta nº 587623693 procura um empregado de mesa, para tarefas de cafetaria e restaurantes. A oferta nº 587623618 selecciona um serralheiro de ferramentas, moldes, cunhos e cortantes para indústria de injecção de plástico, com conhecimentos de CNC. A oferta nº 587623253 procura um técnico de climatização e refrigeração, com conhecimentos e experiência profissional. Como sempre, já sabe: para se candidatar a estas e outras ofertas, basta dirigirse ao Centro de Emprego de Vila Nova de Famalicão.

O presidente da Associação Portuguesa do Direito do Consumo (APDC), Mário Frota, veio a Famalicão na segunda-feira alertar os consumidores para a necessidade de estarem, cada vez mais, atentos. Frota foi o orador de um colóquio realizado em Famalicão, no âmbito de uma parceria entre a APDC e a Câmara Municipal. A iniciativa subordinou-se à temática dos serviços financeiros do consumidor em tempos de crise e pretendeu abordar diversas questões, nomeadamente os mais recentes ajustamentos que têm permitido uma maior transparência no mercado à habitação e consumo, salvaguardando os consumidores de comportamentos menos cuidadosos e diminuindo o risco de endividamento. À margem do evento, o presidente da APDC aconselhou as pessoas a “tomarem consciência de que ninguém dá nada a ninguém” e a estarem “de pé atrás” no

Magda Ferreira

Magda Ferreira

V. N. de Famalicão BOLSA DE EMPREGO

Mário Frota, presidente da Associação Portuguesa do Direito do Consumo

momento de celebração de um contrato. Mário Frota diz que o maior perigo que se apresenta aos consumidores é a falta de informação,

muitas vezes por ignorância das pessoas: “Quantas pessoas sabem com rigor o preço do dinheiro quando contratam um seguro, um

Iniciam actividade em Maio

Sete Gabinetes fisssional de Inserção Profi para Famalicão O concelho de Famalicão foi contemplado com sete “Gabinetes de Inserção Profissional” (GIP), no âmbito do concurso realizado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional para a instalação destas estruturas. A Associação Comercial e Industrial de de Famalicão, a Engenho, a ACIP de Joane, a Casa do Povo de Ribeirão, a LIPAC de Calendário, o Centro Social Paroquial de Vale S. Cosme e a Didáxis de Riba d`Ave, foram as entidades contempladas, cada uma, com um GIP, estrutura de apoio ao emprego, próximas dos territórios e das populações, em articulação com o Centro de Emprego. Os GIP vão desenvolver um conjunto de actividades que passam pela informação profissional para jovens e adultos desempregados, pelo acompanhamento personalizado dos desempregados em fase de inserção ou reinserção profissional, encaminhamento para ofertas de qualificação, divulgação de programas comunitários que promovam a mobilidade no emprego e na formação no espaço europeu, apoio à procura activa de emprego, divulgação de ofertas de emprego e actividades de colocação, bem como realização de sessões colectivas de esclarecimento. Os gabinetes vão iniciar a sua actividade em Maio, devendo esta primeira fase ter a duração de dois anos. Cada GIP terá ao seu serviço um animador que, em colaboração com o Centro de Em-

prego, desenvolverá as actividades que lhe estão cometidas. Em termos de distribuição geográfica, houve a preocupação de preencher da forma mais harmoniosa possível todo o território concelhio, de forma a facultar à população um acesso fácil e rápido ao GIP instalado na sua área de residência, diz o Centro de Emprego, em nota à imprensa. Entretanto, no passado dia 24, a Câmara Municipal, a escola profissional CIOR, a ACIP, a LIPAC, o Centro Social Paroquial de Ribeirão, a Cooperativa Mais Plural, a associação Mundos de Vida, o Centro Social e Cultural de S. Pedro de Bairro, a Engenho, a Santa Casa das Misericórdia, a a Junta de Freguesia de Joane, a ACIF, o Centro Social e Paroquial de Joane e o Centro Social de Riba d`Ave assinaram, em Braga, protocolos de cooperação com o Instituto de Emprego e Formação Profissional, no âmbito da “Iniciativa Emprego 2009”. Na cerimónia, presidida pelo ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, Vieira da Silva, todas estas entidades manifestaram a intenção de apresentarem candidaturas no Centro de Emprego de Famalicão, a contratos emprego-inserção, contratos emprego inserção+, estágios profissionais e estágios qualificação emprego, dando assim a desempregados e jovens a possibilidade de ingressarem no mercado de trabalho.

crédito ou um financiamento? Raras as pessoas, porque ninguém sabe o que é a Taxa Anual de Encargos Efectiva Global (TAEG)”, exemplificou. Por outro lado, o presidente desta associação de defesa dos consumidores também aponta o dedo às instituições de crédito e às sociedades financeiras, que não trabalham para a informação dos clientes. “Quando aparece um produto objecto de publicidade não há a necessária simulação do crédito. Apesar de isto ser uma obrigação legal, jamais é cumprido”, acusa, mostrando-se esperançado que os consumidores passem a estar mais protegidos “pelo facto do governador do Banco de Portugal ter acordado desta longa letargia e ter arregaçado as mangas”. De resto, Mário Frota aponta que esta actuação por parte das instituições financeiras, que usam, nas suas palavras, um conjunto de estratégias ilícitas, leva ao descrédito

das pessoas em relação a todo o sistema. “Hoje, os logros são tantos e tais, os equívocos também, que temos que estar é de pé atrás perante todas as situações que nos podem levar a ser vítimas da nossa própria ignorância e da avidez dos outros”, aconselha. Em Famalicão existe o CIAC – Centro de Informação Autárquico ao Consumidor e o vereador da Câmara Municipal responsável pela defesa do consumidor, Ricardo Mendes, diz que este organismo registou “um relativo aumento de preocupações de consumidores em relação à banca e um exponencial aumento de reclamações ligadas com o crédito ao consumo”. “Ainda há bem pouco tempo tivemos duas situações no mesmo dia de pessoas que são abordadas por cobradores, por representantes de algumas empresas, para recolher carros, quando têm uma ínfima parte do crédito em mora”, relatou.

Clero famalicense programa actividades No passado dia 22 de Abril, os sacerdotes do arciprestado de Famalicão reuniram-se para um tempo de oração e para abordarem alguns assuntos de interesse do arciprestado. O encontro iniciou-se na Igreja Matriz Nova, com a oração de Laudes e Lectio Divina. De seguida, e já numa das salas do Centro Pastoral, procedeu-se à abordagem de outros assuntos, como a avaliação de algumas actividades, entre as quais o Encontro Arciprestal de Catequistas, de Conselhos Económicos, de Leitores e de Directores de Coros Litúrgicos. Programaram-se também algumas actividades, como a Exposição com Peças Ligadas ao Culto Eucarístico, a Exposição Arciprestal sobre S. Paulo, o Dia Arciprestal do Acólito, o Dia Sacerdotal do Clero do Arciprestado, o simpósio sobre a acção social no momento actual e o 50º Aniversário do Cristo Rei. Foram ainda abordados o simpósio e o passeio arciprestal do clero, a formação para assistentes do CNE e apontadas algumas directrizes sobre o Mês de Maria. No final fez-se um voto de louvor ao novo monsenhor do arciprestado, o padre Manuel Joaquim, pároco de Ribeirão.

Cior participa em projecto europeu A Escola Profissional Cior participou na quarta reunião do Projecto “Signs – Seniors Input to Generations Dialogue in Education”, que decorreu em Craiova, na Roménia, entre 23 e 26 de Abril. No âmbito deste projecto, que visa abordar a contribuição dos mais velhos para o diálogo intergeracional na Educação, o grupo de parceiros, constituído por instituições da Letónia, Lituânia, Itália, Roménia e Portugal, prosseguiu no desenvolvimento de uma metodologia comum de intervenção no âmbito deste projecto. Ao longo destes dias, apresentaram o trabalho desenvolvido com os jovens e os adultos em cada um dos países, articularam os aspectos metodológicos dos instrumentos utilizados e verificaram a adequação das mesmas em função das realidades culturais. Nesta reunião ficou também concluída a estrutura do website do projecto, disponível no endereço www.yoursigns.eu.


cidade

pública: 29 de Abril de 2009 05 pub

Famalicense deixa Palácio de Belém e vai trabalhar nas Nações Unidas

Presidência da República

Jorge Moreira da Silva condecorado pelo Presidente da República

Moreira da Silva trabalhou com Cavaco Silva durante 3 anos

Magda Ferreira O famalicense Jorge Moreira da Silva foi condecorado pelo Presidente da República com o grau de Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique. A cerimónia aconteceu na terça-feira da semana passada, no Palácio de Belém. Esta foi a forma escolhida por Cavaco Silva para se despedir do seu assessor. Moreira da Silva era assessor do Presidente da República para as áreas da Ciência e do Ambiente, mas deixa esta função no final deste mês de Abril para ir exercer funções como consultor na ONU (Organização das Nações Unidas). “Foi uma grande honra ter colaborado durante os últimos três anos com o Presidente da República, da parte de quem recebi, sempre, demonstrações de confiança política e de estima pessoal”, afirmou Moreira da Silva, citado pelo jornal Público. Este famalicense vai ocupar agora o cargo de Consultor das Nações Unidas, onde vai liderar a área dos novos mecanismos financeiros para a Energia e Alterações Climáticas. Mais especificamente, Moreira da Silva vai representar o Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas (PNUD) nas negociações internacionais sobre o regime climático em vigor após 2012, quando terminar o Protocolo de Quioto, passando a ser responsável pelo desenho, negociação política e implementação de novas políticas, parcerias e instrumentos financeiros em resposta aos problemas das alterações climáticas, da energia e da pobreza nos países em vias de desenvolvimento. “Foi gratificante ter sido o escolhido, no âmbito de um concurso internacional muito competitivo, até porque se trata do exercício de funções à escala global, numa área tão relevante para o nosso futuro como a Energia e as Alterações Climáticas”, disse Moreira da Silva àquele jornal diário.

O até agora assessor de Cavaco Silva desempenhará as novas funções a partir da sede do PNUD, em Nova Iorque, e das suas delegações em Bruxelas e Genebra. Na cerimónia de condecoração de Moreira da Silva estiveram presentes a Casa Civil e Militar, figuras ligadas ao PSD – nomeadamente Marques Mendes, Passos Coelho, José Luís Arnaut e Carlos Costa Neves – e quadros de empresas ligadas ao sector energético e ambiental, como António Mexia (EDP), José Penedos (REN), João Fidalgo (EPAL) e Ribeiro da Silva (ENDESA). Do rol de 20 convidados externos ao Palácio de Belém fizeram também parte os cientistas Filipe Duarte Santos e António Coutinho (director do Instituto Gulbenkian de Ciência). O grau de Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique (a par da Ordem da Liberdade, as duas Ordens Nacionais de condecorações) está acima do de Comendador e logo abaixo da condecoração máxima (a Grã Cruz). Com 38 anos (nascido a 24 de Abril de 1971), este famalicense é licenciado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores e já exerceu vários cargos políticos: foi deputado e exerceu cargos em dois governos, tendo sido secretário de Estado Adjunto da Ministra da Ciência e do Ensino Superior e depois do Ministro do Ambiente e do Ordenamento do Território. Entre 1999 e 2003 foi eurodeputado, tendo sido o autor da Directiva Comunitária do Comércio de Emissões de CO2 e chefiado as delegações europeias às Conferências das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas, que concluíram a negociação do Protocolo de Quioto. Já ocupou também o lugar de deputado na Assembleia Municipal de Famalicão; e foi presidente da Comissão Política Nacional da JSD (1995-1998), vice-presidente da GLOBE e presidente do Inter-Grupo Europeu para a Segurança Nuclear. Em 2002 publicou o livro “Genética Humana – A Hora do Legislador”.

PJ detém jovem suspeito de roubo A Polícia Judiciária de Braga conduziu, na passada sexta-feira, ao Tribunal local um jovem de 20 anos, residente em Famalicão, suspeito da prática dos crimes de roubo numa loja comercial com utilização de arma de fogo e sequestro, disse fonte judicial à Agência Lusa. Segundo a fonte, o suspeito, detido na quinta-feira pela PJ, terá entrado, em 2008, numa estabelecimento comercial munido de uma pistola de calibre 6.35mm, tendo apontado a arma ao funcionário, sequestrando-o, de seguida, num compartimento contíguo. O assaltante apropriou-se, então, de 400 euros que se encontravam na máquina registadora. O detido já tem antecedentes por crimes de idêntica natureza.


pública: 29 de Abril de 2009

06

cidade

Seminário fez avalição destas estruturas

pub.

1052 Imobiliária há dois anos em Famalicão

Novas Oportunidades com balanço positivo no concelho

Se procura uma habitação multifamiliar, a 1052 Imobiliária, Lda pode ser a resposta para os seus problemas. A cumprir dois anos de existência na cidade de Famalicão, e há mais de seis anos em Portugal, a 1052 Imobiliária, Lda constrói, promove e vende imóveis, apostando na qualidade dos materiais e nos espaços interiores, bem como na valorização do ambiente e dos espaços de lazer. A 1052 Imobiliária, Lda está em Famalicão na Rua Lino José Sousa Ferreira, nº 1462, com os contactos 252 374 807 ou 917 354 849.

pub

A Câmara Municipal faz um balanço muito positivo do desempenho dos Centros Novas Oportunidades (CNO) do concelho. Disso mesmo deu conta o vereador da Educação, durante um seminário realizado em Famalicão e subordinado ao tema “A Avaliação dos Centros Novas Oportunidades – Percursos de Qualidade”. Organizado pelo CNO da Escola Secundária Camilo Castelo Branco e pela Câmara Municipal, no âmbito da Quinzena da Educação (realizada no concelho entre 14 e 25 de Abril), esta iniciativa teve lugar no passado dia 21 de Abril, no Centro de Estudos Camilianos, em Seide S. Miguel. Na sessão de abertura do seminário, o responsável pela pasta da Educação na Câmara de Famalicão, Leonel Rocha, frisou que a autarquia é “um parceiro indiscutível” dos CNO concelhios, pois não tem “dúvidas rigorosamente nenhumas” de que “a formação e a qualificação que são dadas ajudam imensamente a desenvolver cada território”. O vereador sublinhou que essa parceria funcionou no que respeita à distribuição destes Centros, sendo que em Famalicão existem sete, que cobrem toda a área territorial de Famalicão. As escolas profissionais Cior e Forave; as secundárias Ca-

Magda Ferreira

Magda Ferreira

O seminário foi organizado pelo CNO da Secundára Camilo

milo Castelo Branco e Padre Benjamim Salgado; a cooperativa Didáxis; e ainda o Citeve (Centro Tecnológico das Indústrias Têxteis e do Vestuário) e a Adrave (Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Ave) são as instituições que coordenam os CNO no concelho. Leonel Rocha acrescentou que também no que respeita à distribuição de algumas temáticas laborais, principalmente em termos de conteúdos funcionais, houve discussão conjunta. “Procuramos estar em sintonia e por isso é que temos o território completamente coberto com os CNO e estamos empenhadíssimos, e, estou convencido disso, estamos a conseguir chegar às metas propostas”, declarou ainda o autarca. Por seu lado, a direc-

tora do CNO da Escola Camilo, Lurdes Oliveira, referiu-se à evolução destes organismos, recordando que “têm funções mais abrangentes, procedendo ao encaminhamento para modalidades de Educação e Formação e para o processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências, constituindo-se como uma porta de entrada para a qualificação e certificação de adultos”. Neste sentido, esta responsável considera que “torna-se indispensável a credibilização desta rede, promovendo, para tal, momentos de reflexão, partilha de experiências e recursos, fomentando a monitorização das actividades de cada centro de acordo com a Carta de Qualidade, com vista a melhorar a qualidade, eficácia e eficiência do seu funcionamento”.

Famalicão entre os 25 com mais poder de compra O município de Famalicão está no ranking dos 25 concelhos do país com mais poder de compra. Uma análise dos dados relativos ao índice de poder de compra regional (Sales Index) 2009 da Marktest, lançado a semana passada, permite verificar que 25 concelhos concentram metade do poder de compra regional. Além de Famalicão, fazem também parte deste grupo os concelhos de Loures, Almada, Matosinhos, Coimbra, Braga, Amadora, Seixal, Setúbal, Maia, Gondomar, Leiria, Guimarães, Vila Franca de Xira, Odivelas, Santa Maria da Feira, Loulé, Viseu e Aveiro, os mesmos do ano anterior, embora se tenham registado mudanças de posição neste ranking. Por outro lado, o Sales Index 2009 demonstra que o poder de compra se concentra num número muito reduzido

de concelhos: 6 dos 278 municípios de Portugal Continental concentram 25% do índice de poder de compra regional. A lista é encabeçada por Lisboa, responsável por 10,8% do poder de compra do Continente. O Porto concentra 3,7% deste índice e Sintra 3,5%. Seguem-se Vila Nova de Gaia, Cascais e Oeiras. No seu conjunto, estes 6 concelhos ocupam 0,8% da área total do Continente e concentram 18% da população aí residente. Aqui, estão também localizados 21% dos estabelecimentos empresariais e 27,1% das suas pessoas ao serviço. Da mesma forma, concentram 20,5% das empresas e 51,1% da sua facturação. Nestes 6 concelhos concentram-se ainda 26,7% das caixas automáticas e 26,6% dos seus levantamentos, tal como 27,3% dos TPA’s e 33,8% das compras pagas através deles.


cidade

pública: 29 de Abril de 2009 07 pub.

Mostra pedagógica reuniu perto de 100 i nstituições de ensino

Escolas mostraram talento e oferta educativa Perto de uma centena de instituições educativas da região participaram na segunda edição da Mostra Pedagógica, que decorreu a semana passada em Famalicão, numa organização da Câmara Municipal. Ao longo de três dias, no Lago Discount, em Ribeirão, escolas, universidades, institutos politécnicos e outras instituições ligadas ao ensino apresentaram aos estudantes e à comunidade as suas actividades e a oferta formativa existente. Nos stands divulgavam-se trabalhos realizados pelos alunos, os cursos oferecidos e houve até instituições que realizavam trabalhos ao vivo. Na Forave, por exemplo, os alunos davam a conhecer o novo curso de Controlo Alimentar oferecendo aos visitantes pão com manteiga, confeccionado na própria mostra. Tiago Oliveira, do curso de Técnico de Electrónica, Automação e Comando daquela escola profissional de Lousado, não escondeu ao OP a satisfação por estar a participar na mostra. “É uma oportunidade excelente para dar a conhecer a escola e também aquilo que fazemos, por isso trouxemos algumas das maquetas que fizemos”, declarou. Outras escolas convidavam os visitantes, muitos deles alunos do 1º ciclo, a participarem em pequenas experiências laboratoriais ou a espreitar pelo microscópio e a Didáxis até montou no seu stand um pequeno salão de cabeleireiro, onde alunas penteavam os visitantes que o desejassem. Foi o caso de Filomena Barroso, professora do 1º ciclo da escola de Armental, no Louro, que veio com os seus alunos visitar a mostra. “Tinha os miúdos a fa-

António Freitas

Cristina Azevedo

Algumas escolas apresentaram experiências ao vivo

zer as experiências na Didáxis e vim experimentar”, confessou ao OP, sorrindo, e não poupando elogios à mostra. “É uma iniciativa interessante para vermos o que se faz ao nível dos agrupamentos, porque há sempre ideias para tirar e experiências que podemos trocar”, disse, sublinhando ainda o facto de “podermos ver colegas que já não víamos há imenso tempo”. Para os alunos, mesmo os mais pequeninos, as vantagens também existem. “Acabam muitas vezes por descobrir aqui o que querem fazer mais tarde e, sobretudo, para alguns que não vão seguir cursos superiores”, acrescentou a professora Filomena. A mostra contou ainda com a presença de entidades públicas, como a GNR, o Exército Português e a Força Aérea, que também vieram mostrar a sua oferta formativa aos mais novos, algo que, com o aumento do desemprego, é cada vez mais encarado pelos jovens como uma alternativa. Orlando Novo, chefe da Delegação Norte do Centro de Recrutamento da Força Aérea, considera que “quem tiver o mínimo de gosto por uma potencial carreira militar, encontra nas Forças Armadas uma boa opção, quer em termos de forma-

ção quer para fazer disso uma profissão”. Porém, sublinha que não pretendem “ser uma saída para a crise”, mas sim “uma alternativa ao mercado tradicional de trabalho”. Director do centro de emprego elogia a autarquia No dia de abertura, quinta-feira, o vereador da Educação, Leonel Rocha, visitou os stands e, no final, mostrava-se muito satisfeito com o resultado. “Todas as escolas do concelho estão aqui representadas, o que é algo extraordinário e revela bem a interacção e a cumplicidade que existem entre a Câmara Municipal e todos os agentes educativos”, afirmou, convicto de que a mostra cumpria o seu objectivo: dar a conhecer as ofertas profissionais e educativas e ajudar os alunos a escolher o seu percurso. Também o director do Centro de Emprego de Famalicão, Mário Martins, questionado pelos jornalistas, elogiou a iniciativa considerando que a mesma “valoriza o trabalho das escolas”. O responsável louvou ainda a Câmara Municipal “pelo trabalho e dedicação” empreendidos para o concretizar da mostra.

Lions celebrou aniversário com tômbola solidária O Lions Clube de Famalicão celebrou, no passado dia 18, mais um ano de actividade, com a entrada de dois jovens sócios. O jantar comemorativo contou com as presenças do provedor da Santa Casa da Misericórdia, do vice-presidente da Câmara e do presidente do Rotary Club famalicense. “Importante foi também a representação de vários clubes Lions que tornaram este evento numa verdadeira festa”, diz a instituição em nota à imprensa. Durante o jantar foi promovida uma tômbola, cuja receita reverteu a favor das vítimas do cancro da mama, a conceder através da Associação do Voluntariado do Hospital de São João de Deus de Famalicão. O Lions agradece, assim, a todas as empresas e estabelecimentos comerciais que colaboraram para a tômbola.


cidade

pública: 29 de Abril de 2009

No passado sábado, na sessão solene evocativa do 35º aniversário

‘China’ volta a tribunal O jovem Sérgio Ribeiro, mais conhecido pela alcunha de ‘China’, começa a ser julgado no próximo dia 5 de Maio no Tribunal Judicial de Famalicão. Em mais este processo em que é arguido, o jovem de 19 anos está acusado de ter assaltado três cafés e roubado dois carros, com outros quatro indivíduos. Mas apenas ‘China’ e ‘Cesteiro’, este com 27 anos, estão detidos preventivamente em Custóias. O grupo protagonizou três madrugadas de assaltos na cidade de Famalicão, entre 11 e 13 de Julho do ano passado, dia em que foi interceptado na cidade do Porto, pela PSP. Furtaram carros, máquinas de tabaco, bebidas, televisores e computadores num total de 20 mil euros. A acusação, segundo o jornal Correio da Manhã, imputa ainda a ‘China’ um crime de condução sem habilitação legal e um crime de resistência e coacção sobre funcionário, pois não obedeceu à ordem de paragem dada por dois polícias e ainda virou a viatura em direcção a eles.

Jovens cristãos reuniram em Famalicão

No passado domingo, dia 26 de Abril, cerca de um milhar de jovens celebrou, em Famalicão, o Dia Arquidiocesano da Juventude. Foi um dia de convívio onde reinou a alegria e a boa disposição. O programa contou com uma eucaristia campal no Parque de Sinçães, com uma viagem “pelas sendas da Palavra através de S. Paulo” e com um concerto do padre espanhol D. José, que animou o encerramento das actividades. Para além dos diversos grupos juvenis da arquidiocese de

Braga, este dia contou ainda com a presença do bispo auxiliar D. António Couto que, após terem terminado as actividades previstas, dirigiu umas palavras aos jovens, desafiandoos a “arriscar e a dar passos em frente”. Marcaram também presença Leonel Rocha, em representação da Câmara de Famalicão, e o padre Mário Martins, arcipreste de Famalicão. O próximo encontro está marcado para o ano de 2010, em Barcelos, no segundo domingo da Páscoa.

Santos Oliveira deixa o PS O histórico socialista famalicense Santos Oliveira deixou a militância no PS e já terá entregue o cartão à direcção nacional do partido. Santos Oliveira terá tomado esta decisão por estar contra as práticas seguidas pela actual direcção da Comissão Política Concelhia, concretamente, o facto de Duarte Santos, expulso do partido depois do conturbado processo eleitoral interno, estar prestes a ser refiliado. pub.

Problemas do país dominam discursos do 25 de Abril Sofifiaa Abreu Silva A crise económica, o código de trabalho, o desemprego e a justiça foram algumas das matérias que os diferentes partidos escolheram para as suas intervenções, no passado sábado de manhã, na sessão solene evocativa do 35º aniversário da Revolução de 25 de Abril, no salão nobre dos Paços do Concelho. Armindo Costa, presidente da Câmara, abriu as hostes, defendendo que a data é uma excelente oportunidade para reflectir sobre a situação económica, social e política do país e do concelho. “Em nome do 25 de Abril, temos a responsabilidade de falar sempre a verdade aos Famalicenses, rejeitando a mentira e demagogia”, disse, lembrando que o país e o mundo “vivem hoje uma grave crise económica e financeira”. “Os famalicenses podem contar com a determinação da Câmara Municipal e do seu presidente. Temos prosseguido uma estratégia que visa afirmar Famalicão como um dos concelhos mais solidários, mais competitivos e atractivos do país”. Do Bloco de Esquerda, José Luís Araújo, falou de um Portugal que precisa de renovar a revolução para devolver a confiança aos portugueses que “voltam a não ter confiança nas instituições do Estado”. “Na Justiça, é evidente o fosso e a disparidade no tratamento dos processos em que os visados são pessoas importantes ou simples cidadãos. Outro factor de descrédito é a situação deplorável a que a Educação e as nossas escolas chegaram, em que os professores são constantemente desprezados”, expôs. Da CDU, Daniel Sampaio salientou um país de desigualdades sociais. “Os mais fracos e indefesos estão mais expostos ao severo estigma da desigualdade, limitando o direito ao ensino, à formação, aos mais elementares cuidados na saúde, a uma eficaz protecção e segurança pública”. Sobre o código de trabalho disse que as alterações na legislação aconteceram não para dotá-la de mecanismos mais eficientes, mas para pôr em causa “conquistas de quase quatro décadas de lutas dos trabalhadores e sindicatos”. Em nome do CDS-PP falou Ricardo Mendes, que apontou críticas ao Governo central, argumentando que o país vive momentos preocupantes. Segundo o líder Popular, a estribo de uma crise financeira que assume contornos globais é para os governantes motivo do desaparecimento de todo o espírito reformista anunciado como a “criação de 150 mil empregos que se traduziu no aumento do desemprego”. E continuou, aludindo ao aumento da criminalidade, à reforma da educação que veio “potenciar a desmotivação de milhares de professores”; à aposta nas novas tecnologias que se cifrou “muito abaixo das expectativas criadas” e à simplificação administrativa que “falhou em muitos propósitos”. A importância do concelho fa-

António Freitas

08

Sessão solene contou com dez intervenções dos diferentes quadrantes políticos

malicense no contexto europeu e nacional e a necessidade de novos projectos foi o que Reis Campos, do Partido Socialista, realçou. “Somos um dos municípios mais jovens da Europa e um dos municípios que mais produz para a riqueza nacional” declarou, sustentando que “não podemos desbaratar esta riqueza humana, social e material, especialmente em tempos de crise e de recessão mundial”. “As constantes mudanças requerem políticas exigentes e arrojadas, não compatíveis com modelos estereotipados”. Do PSD, o líder da concelhia, Paulo Cunha criticou a perda dos valores do 25 de Abril, chamando a atenção para aqueles que desempenham cargos públicos. “Não basta apregoar valores, fazer requintados discursos, afirmar intenções”, porque, segundo Cunha, “mais do que nunca precisamos de competência, de capacidade de gestão das causas

e das coisas públicas. Não existe margem para o erro. Só nos são permitidas as boas decisões”. E acrescentou que só “os melhores políticos são capazes de encontrar as melhores decisões, a melhor forma de as atingir e os melhores intérpretes para as perseguir”. Por seu turno, o presidente da Assembleia Municipal foi o último a usar da palavra. Nuno Melo preferiu falar sobre os jovens. “Os mais novos têm, na comparação, exemplos paradoxais, porque surpreendem-se como é que 35 anos depois receberam, como legado, um país com mais “desigualdades entre ricos e pobres, o pior índice de crescimento dos últimos 34 anos, a pior taxa de desemprego dos últimos 30 anos, a emigração como a única oportunidade de vida que têm; a corrupção que grassa impunemente; a criminalidade violenta”, elencou.

Galeria dos Presidentes inaugurada com críticas do PS Antes da sessão solene de sábado, foi feita uma homenagem aos presidentes de Câmara do pós-25 de Abril. Foi inaugurada a “Galeria dos Presidentes”, no átrio dos Paços do Concelho. Os cinco ex-autarcas de Famalicão depois do 25 de Abril e que constam da galeria são: Pinheiro Braga, José Carlos Marinho, Antero Martins, Agostinho Fernandes e Armindo Costa. De todos os autarcas que integram a galeria, só Pinheiro Braga faleceu e foi representado no sábado pela sua família. Já o socialista Agostinho Fernandes não esteve presente na cerimónia. José Carlos Marinho, presidente da Câmara, entre 1976 e 1979, confessou que não estava à espera, mas era “uma alegria pelos tempos passados” este reconhecimento. Também Antero Martins, autarca entre 1980 e 1982, falou no orgulho no trabalho produzido no seu mandato, nomeadamente “o saneamento da cidade, uma infra-estrutura importante para Famalicão passar a cidade”. Precisamente, sobre esta ho-

menagem feita aos autarcas pós 25 de Abril, o PS criticou Armindo Costa por incluir a sua fotografia na Galeria dos Presidentes. Em comunicado, o Partido Socialista de Famalicão acusa Armindo Costa de ter aproveitado “a inauguração daquilo a que impropriamente chamou a “Galeria dos Presidentes”, para incluir a sua fotografia entre as dos presidentes de câmara do regime democrático”. Afirmando que este gesto do actual presidente da Câmara “envergonha os valores de Abril”, os socialistas comparamno à criação do mural nos jardins dos Paços do Concelho, às placas de alumínio colocadas nalguns passeios da cidade e à inscrição do nome de Armindo Costa nos acrílicos do salão nobre logo no início do primeiro mandato, em Janeiro de 2002. Diz o PS que todos estes gestos demonstram que o presidente da Câmara tem um único objectivo no exercício do cargo: “auto-inscrever-se e mostrar-se em todos os lugares e por todas as formas possíveis, utilizando o cargo para que foi eleito para a sua promoção pessoal”.


freguesias

Valor RIB, em Fradelos, é inaugurado hoje

Carla Alexandra Soares

Aposta é reciclar resíduos industriais

Tiago Borges diz que o centro está de portas abertas à população

Carla Alexandra Soares Já muito se falou sobre o centro de Resíduos Industriais Banais, instalado em Fradelos. Muitas polémicas e, sobretudo, questões ambientais se levantaram sobre esta infra-estrutura, que será inaugurada nesta quartafeira e que já leva um processo de criação de cinco anos. Para perceber como vai funcionar, o OPINIÃO PÚBLICA visitou o local e falou com o director técnico do espaço, denominado agora de Valor RIB. Criado, exclusivamente, para receber os resíduos industriais não perigosos, o centro pretende, acima de tudo, valorizá-los, ou seja, que o resultado final seja a sua reciclagem. Antes de os resíduos chegarem ao centro, situado numa das zonas mais altas da freguesia de Fradelos – lugar das Pedras Negras – há todo um processo de aceitação, já que todos têm que cumprir determinadas caracte-

rísticas. “Antes de serem aceites é-nos enviada uma amostra do que se pretende trazer para cá. Depois dessa análise e vermos que cumprem com a legis-

lação, é feito um contrato com as indústrias”, explica Tiago Borges. O processo começa com o camião a ser pesado e encaminhado para a unidade de triagem. Aqui, são separados todos os resíduos, que podem ser madeira, tecido, papel, metais, diversos tipos de plástico, cinzas, gessos, vidros, alcatrão, entre muitos outros. Depois disso é feita uma avaliação para se perceber quais os que podem ser reciclados. Estes são embalados e enviados para as indústrias respectivas. O chamado refugo, ou seja aquele que não é passível de ser reaproveitado, é encaminhado para o aterro. Apesar de a inauguração estar marcada para hoje – com a presença do secretário de Estado do Ambiente, Humberto Rosa –, a Valor RIB, resultado duma parceria entre a empresa famalicense Amândio de Carvalho e a CESPA Portugal, iniciou a sua actividade há pouco mais de um mês e, por isso, tal como explica o seu director técnico, é difícil ter a noção da quantidade de material que é reciclado. “Por outro lado, a sua quantidade vai depender sempre do tipo de resíduos que nos chegam. Temos clientes que são já empresas que fazem a reciclagem e que só trazem cá o refugo”, adianta. Sendo a única do género a Norte do país, a Valor RIB assume-se como uma solução para as empresas da região, que até aqui procuravam outras soluções. São mais de 20 hectares

pública: 29 de Abril de 2009 09 que incluem toda a área de implantação do centro. O aterro inclui quatro alvéolos que irão funcionar faseadamente para que o impacto paisagístico seja o menor possível. “Os restantes três permanecem no seu estado natural, com toda a vegetação. Está previsto que o primeiro alvéolo dure três a quatro anos e quando este estiver a atingir o volume máximo, iniciar-se-á a construção do segundo”, explica Tiago Borges, que diz ainda que quando o primeiro estiver a atingir a quota máxima é feita uma cobertura vegetal com terra, árvores e arbustos. A ideia é que o primeiro alvéolo volte ao seu estado natural quando o segundo já estiver pronto para ser utilizado, e assim sucessivamente. No seu todo, está previsto que a duração de utilização da Valor RIB seja de 17 anos, mas podem haver alterações assinaláveis, sublinha o director técnico. “Claro que o nosso objectivo é que estes 17 anos sejam optimizados. Quanto mais separarmos e quanto mais conseguirmos enviar para reciclagem, menos irá ser depositado e, naturalmente, mais anos durará o aterro”, acentua. Neste momento, trabalham no centro oito pessoas, mas com o desenvolver da actividade está previsto chegar aos 20 funcionários. Esta é, aliás, uma das mais-valias assinaladas pelo responsável, que lembra que um dos compromissos assumidos pela Valor RIB é dar prioridade às pessoas da localidade.

Empresa garante qualidade ambiental Tiago Borges tem 32 anos, é natural do Porto e é licenciado em Engenharia Ambiental. Conhece e acompanhou, em profundidade, todo o processo de criação do centro. Adjectiva o projecto de aliciante e diz que para a escolha da sua localização houve muito rigor. Assume, mesmo assim, que foi tida em conta a forte industrialização da zona e a ausência de outros espaços do género. Conhece, também, todos os protestos e polémicas levantadas, tendo em conta a questão ambiental. Nessa área, o engenheiro fala em “trabalho árduo” para que nada falhe e garante que a Valor RIB cumpre, com rigor, toda a legislação nacional e europeia. “Obviamente que entendo todos os receios levantados, mas nenhum deles tem fundamento porque tudo o que foi feito é no sentido de precaver toda e qualquer contaminação no meio natural”, assegura.

Antes de se iniciar a construção foi feito um levantamento e estudo hidro-geológico que mostrou que o local é adequado a nível de impermeabilizações e de linhas de água. Depois, toda a zona de deposição foi impermeabilizada com uma série de materiais que são colocados após a escavação. “As águas quando entram em contacto com os resíduos produzem os chamados lixiviados e esses não têm possibilidade de entrar em contacto com o solo natural”, explica Tiago Borges. Uma bomba recolhe estes lixiviados que os devolve a uma lagoa própria para o efeito. Daqui, são transportados para uma Estação de Tratamento de Águas municipal. Muitos outros processos existem para garantir a qualidade da água e do solo, mas o director técnico diz que as portas da empresa estão abertas à comunidade local, onde podem ser tiradas todas as dúvidas.

Esmeriz celebra aniversário do pároco A paróquia de Esmeriz celebra hoje, quarta-feira, o aniversário do seu pároco, o padre Mário Martins, com uma eucaristia na igreja paroquial, pelas 19h30. Toda comunidade está convidada a participar.

Carrinhos de rolamentos animam Riba d’Ave Os alunos da turma 9.3 do Externato Delfim Ferreira, de Riba d’Ave, realizam na próxima sexta-feira, dia 1, pelas 13 horas, uma corrida de carrinhos de rolamentos, na Rua 5 de Outubro, naquela vila. Embora apenas os alunos do externato possam participar na corrida, toda a comunidade está convidada a assistir.

Termas das Caldas celebram aniversário As Termas das Caldas da Saúde celebram no próximo sábado, dia 2 de Maio, 15 anos de abertura ao público, após a remodelação do seu balneário. Nesse sentido convidam todos os interessados a passar o dia nas termas, gratuitamente. Estão previstos rastreios à audição, visão, postura corporal e obesidade, bem como a abertura ao público do circuito termal.

Pólo de Pedome do CSC realizou rastreio O pólo de Pedome do Centro Social de Castelões realizou, no dia 21 de Abril , um rastreio gratuito de Osteoporose a todos os idosos utentes da instituição e funcionários. O rastreio realizou-se com a colaboração da Farmácia Almeida e Sousa, de Oliveira Santa Maria, a quem a instituição agradece a colaboração.

Junta de Riba d’Ave faz balanço positivo da iniciativa

Semana da Juventude cativou os mais novos A II edição da Semana da Juventude de Riba d’ Ave foi um sucesso, considera da Junta de Freguesia, entidade organizadora da iniciativa que decorreu naquela vila na semana de 13 a 19 de Abril. Em nota à imprensa, a autarquia sublinha “a adesão dos jovens às actividades que o programa lhes proporcionou”. As palestras levadas a cabo em colaboração com o Externato Delfim Ferreira e com a Didáxis; o workshop de Suporte Básico de Vida, realizado em colaboração com o Núcleo de Formação dos Bombeiros Voluntários de Riba d’ Ave e com o Hospital Narciso Ferreira; e as actividades radicais durante o último dia da semana “foram o que mais atraiu os jovens, tendo, de resto, superado, em

muito, as expectativas da organização”. A Junta nota ainda que, tal como no ano passado, “o mau tempo acabou por ser um elemento extra que contrariou parte do programa proposto”. O executivo ribadavense salienta ainda o apoio do Pelouro da Juventude e Desporto da Câmara Municipal, afirmando que “foi essencial para que os muitos jovens que, não só residem, mas também estudam em Riba d’ Ave, pudessem ter ao seu dispor o leque variado de actividades que o programa da semana lhes proporcionou”. JSD louva a iniciativa Entretanto, a JSD de Riba d’Ave veio a público, também em nota à

As actividades desportivas foram participadas

imprensa, louvar a iniciativa da Junta de Freguesia, afirmando que os seus militantes participaram ac-

tivamente na Semana da Juventude. Presidido por Rui Santos, o núcleo considera que a iniciativa “es-

timula a participação cívica, o espírito de grupo, o debate e o desenvolvimento pessoal dos jovens, através das inúmeras actividades, que além de lúdicas e recreativas são também educativas”. A JSD afirma que as actividades desportivas e recreativas “proporcionaram aos jovens bons momentos de divertimento, alegria e companheirismo”. Por outro lado, a organização da exposição “Cidadania e Política”, as palestras, debates e workshops desenvolvidos durante o certame “levaram diferentes temas junto dos jovens, estimulando a sua reflexão e debate sobre matérias como a Cidadania, Ética, Ciência e outras, contribuindo para o desenvolvimento do seu espírito crítico e participação cívica”.


freguesias

pública: 29 de Abril de 2009

Alunos da Bernardino Machado visitam Roma

Os alunos do 3º ciclo que integraram o Quadro de Mérito da EB 2-3 Bernardino Machado (Joane), no ano lectivo 2007/2008, deslocaramse mais uma vez ao estrangeiro. Desta feita o destino foi a cidade de Roma. Entre os dias 6 e 10 de Abril, o grupo, composto por 12 alunos acompanhados por três professoras, teve a oportunidade de conhecer in loco tudo aquilo que só conhecia pelos livros. “Desde o Coliseu, ao Fórum Romano, Palatino, Via Sacra, passando pela Fontana di Trevi, o Panteão, o Castelo Sant’Angelo, a Praça de São Pedro, a Basílica de São Pedro, até à Praça de Veneza e à Praça de Espanha, tudo foi vivido com boa disposição e entusiasmo, culminando com o momento inesperado e intenso de ver o Papa a dizer adeus ao grupo, a escassos metros de distância”, conta a escola em nota à imprensa.

Alunos do INA sensibilizados para a prevenção rodoviária

Deputados visitaram a fábrica de Lousado

BE contra “retirada de direitos” na Continental Mabor O Bloco de Esquerda (BE) diz que a crise económica não pode ser pretexto para as empresas retirarem direitos aos trabalhadores. A afirmação é do deputado Luís Fazenda, que visitou, segunda-feira, a Continental Mabor, no âmbito das jornadas parlamentares do BE que decorreram no distrito de Braga, sob o tema “Crise Económica e Social”. Os deputados do partido à Assembleia da República reuniram com a Comissão de Trabalhadores e com a administração da fábrica de pneus de Lousado e obtiveram desta última a garantia de que não tem intenções de realizar despedimentos. “A administração está a dispensar trabalhadores temporários e a prazo. Não apresentou qualquer circunstância de diminuição do pessoal efectivo “, afirmou Luís Fazenda, aos jornalistas, no final dos encontros. O deputado disse ter ficado com a convicção de que a empresa tem viabilidade “e condições de produção”, mas chamou a atenção para “a tentativa de retirada de direitos aos trabalhadores por parte da administração, a pretexto da crise económica”. Por isso, o BE quis tam-

Cristina Azevedo

10

Luís Fazenda á conversa com um elemento da Comissão de Trabalhadores

bém deixar aos funcionários uma “mensagem de solidariedade em defesa dos seus direitos e na manutenção das suas regalias”. Em causa está, sobretudo, uma alteração aos horários de trabalho, “que poderá levar à perda de prémios e que significará uma diminuição substancial das remunerações de uma parte muito significativa dos funcionários”, sublinha Luís Fazenda.

Apesar de considerar que numa região tão assolada pelo desemprego, como é o Vale do Ave, “manter esta unidade industrial é absolutamente decisivo para que se criem factores de esperança”, o bloquista não deixa de vincar que “isso não pode ser conseguido à custa sempre dos mesmos, ou seja, dos trabalhadores e dos seus direitos”. C.A.

Homem de 25 anos, detido pela GNR de Joane, ficou em prisão preventiva

Suspeito de roubos e de atear incêndio detido em Mogege No passado dia 17 de Abril, a aluna Cláudia Ariana Sá Barreiras do 3º ano do Curso Técnico de Comunicação/ Marketing, Relações Públicas e Publicidade, da Oficina – Escola Profissional do Instituto Nun` Alvres, orientada por. Liliana Cruz, realizou a sua Prova de Aptidão Profissional, que consistiu na organização e realização de uma palestra e de uma demonstração técnica que tinha como tema a “Prevenção Rodoviária Infantil”. O público foi constituído por 100m alunos do 1º ciclo do INA, acompanhados pelas professoras e prefeitas. O objectivo pri-

mordial era sensibilizar as crianças para a importância da Prevenção Rodoviária. A palestra teve como oradores Eunice Silva, técnica do Comando Distrital de Operação de Socorros do Porto; Roberto Costa, assistente técnico da Brisa, e a Sara Santos, irmã do Tiago Santos, vítimas de acidente rodoviário. De seguida, os Bombeiros Voluntários Tirsenses realizaram, no Campo S. João do colégio, uma simulação de um acidente com desencarceramento de uma viatura com duas vítimas, que serviu para sensibilizar o público presente para esta temática.

Jovem assaltado à mão armada em Joane Um jovem foi assaltado à mão armada na noite de sábado para domingo, em Joane. Segundo avançou o jornal Correio do Minho, o rapaz integrava um grupo de jovens que foi abordado por um indivíduo armado, por volta da meia-noite e meia, nas imediações da sede da Associação Teatro Construção, em Joane. Quando o ladrão se aproximou, vários jovens fugiram, mas um ficou para trás e acabou por ser a única vítima do assalto. Sob ameaça de uma arma de fogo, o rapaz, residente em Joane, foi obrigado a entregar o dinheiro que trazia consigo – cerca de 50 euros – e um telemóvel. A GNR de Joane tomou conta da ocorrência, mas a confirmar-se o uso de uma arma de fogo, a investigação poderá passar para a alçada da Polícia Judiciária.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) de Joane deteve, na quinta-feira passada, um homem suspeito de vários assaltos e de ter ateado um fogo. A detenção aconteceu na tarde de quinta-feira, 23 de Abril, depois do indivíduo, de 25 anos e residente em Pedome, ter, alegadamente, assaltado uma residência em Mogege e, de seguida, ter ateado um incêndio numa mata próxima. A Guarda de Joane foi chamada a Mogege para tomar conta da ocorrência de um roubo a uma casa, perto da escola da freguesia. Ao deslocar-se para o local, a patrulha passou por um indivíduo que lhe chamou a atenção pelo que quando, poucos minutos depois, foi informada pelo quartel da ocorrência de um fogo ali próximo, de imediato os militares desconfiaram do homem com quem se tinham cruzado. Os guardas seguiram no seu encalço e acabaram

por apanhá-lo junto à Via Intermunicipal, sendo que um popular acabou por confirmar ter sido ele o autor do incêndio – que consumiu dois hectares de eucaliptos – pois testemunhou o acto. O jovem, que já tem antecedentes criminais por roubo, é suspeito da autoria de vários assaltos efectuados nas últimas semanas em várias residências, garagens e carros, sobretudo na zona próxima ao quartel da GNR de Joane. Na sequência da detenção, a Guarda conseguiu recuperar algum material furtado, nomeadamente um telemóvel, um iPod e objectos em ouro. O detido foi levado ao Tribunal Judicial de Famalicão na sexta-feira e o juiz decretou como medida de coação a prisão preventiva, tendo o jovem sido levado para o Estabelecimento Prisional de Guimarães.

Alunos da EBI de Arnoso visitam a Editave Multimédia Um grupo de alunos da Escola Básica Integrada (EBI) de Arnoso Santa Maria visitou, na passada quinta-feira, as instalações da Editave Multimédia, detentora do jornal OPINIÃO PÚBLICA, da Rádio Digital FM e da FamaTV. Acompanhados dos professores, o cerca de 50 alunos das turmas A e B do 8º ano começaram por conhecer a redacção, onde os jornalistas elaboram as notícias para os três órgãos de informação. Depois, conheceram os estúdios da rádio e ficaram a saber mais sobre a produção dos programas. Entusiasmo entre os jovens provocou o estúdio da Fama TV, o portal de televisão na Internet, que levou alguns a experimentar as câmaras e o teleponto. Curiosos e com muitas questões, os estudantes mostraram-se interessados sobre o mundo dos media e surpreenderam-se com a tecnologia hoje utilizada para fazer rádio e televisão.


freguesias

pública: 29 de Abril de 2009 11 pub.

Queixam-se da forma como a clínica os atende

Utentes em Gondifelos descontentes com médica Jorge Humberto Bastos Cerca de uma dezena de utentes da extensão de saúde de Gondifelos estiveram reunidos, na quinta-feira de manhã, à porta das instalações daquele centro para darem conta do seu descontentamento face a uma médica que exerce naquele local. Em causa, segundo estes utentes, está a forma como são recebidos e atendidos, alegando que aquela clínica se recusa a passar exames e receitas. Um dos queixosos, Pedro Faria, contou ao OPINIÃO PÚBLICA o seu caso, que já expôs no Livro de Reclamações. “Tenho indicação do IPO para fazer exames de rotina todos os anos, após ter feito quimioterapia. Vim cá pedir umas análises e, pura e simplesmente, a doutora diz que não passa, porque disse que as análises do ano anterior tinham dado boas e que este ano não há necessidade de voltarmos a fazer análises”, descreveu. Paulino Ferreira, outro utente, afirma, inclusive, que já falou com o director do Centro de Saúde para expor o problema e que a médica tem até excluído os seus doentes. “Há pedidos de exclusão que a doutora tem vindo a fazer, não sabemos qual é o motivo, mas quase todas as vezes é ela que provoca estas situações”, lamenta, contando ainda que também ele

Utentes da extensão de saúde de Gondifelos em protesto

precisava de um P1 da médica de família para ser operado, mas esta disse que não passava. “Eu disse-lhe que se ela não passasse, teria de resolver o meu problema, porque tenho de ser operado, ao que me respondeu que ela não era operadora, nem fazia operações”, acrescentou. Já Maria do Céu Ferreira solicitou à médica uns exames recomendados por outro clínico que a acompanhava e esta recusou-se a prescrevêlos. Também Alexandre Francisco mostra-se desagradado com a atitude da clínica porque, como funcionário de uma bomba de gasolina, foi vítima de uma assalto e desde aí apresenta problemas de saúde: “Preciso da medicação. Venho aqui e a médica não ma passa. Diz para ir ao médico do hospital. Há cerca de 15 dias, não tomei a medicação e deu-me

um AVC, seguido de coma”. O utente refere ainda que quando os pacientes chegam com cartas de outros médicos, e “se não lhe agrada, ela rasga-as”. Os utentes disseram, também, que a médica não “ausculta os doentes”, limitando-se a estar “em frente ao computador e teclar”. “Nós assim não queremos, queremos que nos oiça e que nos trate bem, porque é para isso que descontamos”, atiram. O OPINIÃO PÚBLICA tentou ainda falar com a médica em questão, mas esta não quis prestar qualquer declaração. No entanto, recorde-se que estava previsto que, no passado mês de Março, esta extensão fosse reforçada com mais duas tardes de prestação de cuidados de Saúde, mas até agora isso não aconteceu.

Casa do Povo de Lousado celebrou 25 de Abril A Casa do Povo de Lousado integrou nos festejos do 35º aniversário do 25 de Abril, o encerramento das diversas actividades de lazer e convívio que tiveram o seu início em Fevereiro deste ano. Na manhã do dia 25, realizou-se a tradicional caminhada pela freguesia, na qual participaram cerca de uma centena de lousadenses. Durante a tarde, realizaram-se as finais dos torneios de sueca, bilhar livre e snooker. Os vencedores dos torneios foram: na sueca, o par Avelino Correia e Isidro Guimarães; no bilhar livre, António Silva repetiu a vitória conquistada no ano passado e no snooker o Manuel Maia saiu vitorioso. No final do dia realizou-se um jantar/convívio com a presença de todos os “atletas” que participaram nas actividades e que contou com a presença do presidente da Junta de Lousado, Manuel Martins e de representantes do INATEL, que colaboraram na distribuição de prémios. Entretanto, no próximo sábado, dia 2, a Casa do Povo inaugura a exposição “Brinquedos da Minha Geração”, pelas 17 horas. Na mostra estarão incluídos trabalhos dos alunos da escola primária e jardim-de-infância com o tema: “A minha escola”. O horário de visita é de terça a sexta das 21às 23 horas; sábados das 17h30 às 19h30 e domingos das 10às 12 horas.

Semana Cultural em Landim Até ao próximo domingo, várias actividades marcam a Semana Cultural de Landim, organizada pela Junta de Freguesia. Hoje, dia 29, tem lugar o Fórum Café, pelas 21 horas. Já no dia 1 de Maio realiza-se uma prova de atletismo, pelas 10 horas, enquanto à noite há teatro. No dia 2 tem lugar uma noite recreativa, ao passo que no dia 3, domingo, realiza-se, pelas 11 horas, a Festa da Avé Maria, seguida de procissão. Entretanto, nestes dias está ainda patente no Real Colégio D. Fernando uma exposição sobre artigos de Landim.

pub.


12

publicidade

pública: 29 de Abril de 2009

Fe r n a n d o D i a s d a S i l v a ( N e t o ) José Joaquim Rodrigues Cabral Agradecimento No passado dia 19 do mês de Abril faleceu o Sr. José Joaquim Rodrigues Cabral, que residia na freguesia Santiago de Bougado. Sua esposa, filhos, noras, netos e demais família, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se incorporaram no funeral do seu ente querido e que participaram na missa de 7º Dia. Desde já agradecem a todas as pessoas que se associaram à sua dor.

Missa de 1º Aniversário de Falecimento A família de Fernando Dias da Silva (Neto) vem por este meio comunicar às pessoas de suas relações e amizade que será celebrada Missa pela alma do seu ente querido, terça-feira, dia 5 de Maio, pelas 18:30 horas, na Igreja de S. José de São Lázaro, em Braga. Sábado, dia 9 de Maio, pelas 19 horas, na Igreja Paroquial de Telhado, em Vila Nova de Famalicão. Desde já agradece a todos quantos participem nestes actos religiosos.

A Família

Santiago de Bougado, 29 de Abril de 2009

Celestin o de Araú jo Ve loso Esposa: D. Maria Donzilia Gonçalves Correia Bastos Cabral

(73 anos)

Missa do 30º Dia

Filhos: Fernando Joaquim Bastos Cabral (Continental Mabor) Carlos Jorge Bastos Cabral

Sua esposa, filhos, netos, e demais família, renovam o seu agradecimento a todas as pessoas que se associaram à sua dor aquando do falecimento e missa do 7º dia, vêm por este meio participar que a missa do 30º Dia será celebrada terça-feira, dia 5 de Maio pelas 19:15 horas na Igreja Matriz (Nova) V. N. de Famalicão. Desde já o seu profundo reconhecimento a quantas se dignarem assistir a este piedoso acto. V.N. de Famalicão, 4 de Maio 2009

A Família

Funerária Rodrigo Silva - Telefone: 252 323 176

O l i n d a d e A ze v e d o A r a ú j o António de Oliveira Peixoto

(Mãe de J. Costa) (83 anos)

Agradecimento

Missa do 7º Dia

No passado dia 21 do mês de Abril faleceu o Sr. António de Oliveira Peixoto, que residia na freguesia de Lousado. Sua esposa, filhos, filhas, noras, genros, netos e demais família vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se incorporaram no funeral do seu ente querido e que participaram na missa de 7º Dia. Desde já agradecem a todas as pessoas que se associaram à sua dor. Lousado, 29 de Abril de 2009 Esposa: D. Maria de Fátima Simões Faria Filhos: José Faria Peixoto Manuel Faria Peixoto Maria da Graça Faria Peixoto

Alice Maria Faria Peixoto Joaquim Faria Peixoto Maria Madalena Faria Peixoto Cristina Maria Faria Peixoto

Seus filhos, netos e demais família vem por este meio agradecer a todos aqueles que se dignaram a participar no seu funeral, aproveita também para comunicar que a missa de 7º Dia pelo seu eterno descanso, será celebrada dia 30 de Abril pelas 19:00 horas na Igreja Paroquial de Gavião V. N. de Famalicão. Desde já seu profundo reconhecimento a quantos se dignarem assistir a este piedoso acto. Gavião - V.N. de Famalicão, 29 de Abril de 2009 Funerária Rodrigo Silva - Telefone: 252 323 176

A Família


praça pública

pública: 29 de Abril de 2009 13

Falecimentos Maria Amélia Carneiro da Silva, no dia 26 de Abril, com 69 anos, casada com Manuel da Silva Azevedo, da freguesia de Mouquim. Agência Funerária Armando Cunha Pereira Arnoso Santa Eulália - Telf. 252 961 428

Ercinia Rosa da Silva, no dia 21 de Abril, com 91 anos, viúva de Joaquim Florêncio Carneiro, da freguesia de Burgães (Santo Tirso). Cidália Alves da Silva, no dia 24 de Abril, com 82 anos, casada com José da Costa, da freguesia de Delães. Venâncio Manuel da Silva Gomes, no dia 25 de Abril, com 67 anos, casado com Maria Emília Coelho Fernandes, da freguesia de Sequeirô (Santo Tirso). Joaquina Azevedo Ferreira Nunes, no dia 25 de Abril, com 85 anos, viúva de Joaquim Pontes Pereira de Castro, da freguesia de Bairro. Laura Rosa Ferreira, no dia 28 de Abril, com 72 anos, casada com Anselmo Pereira Torres, da freguesia de S. Tomé de Negrelos (Sto Tirso). António Gonçalves Nemes, no dia 28 de Abril, com 82 anos, solteiro, da freguesia de Roriz (Santo Tirso). Agência Funerária de Burgães Sede.: Burgães / Filial.: Delães Telf. 252 852 325

Maria João Pinto Rafael, no dia 23 de Abril, com 5 anos, filha de Vítor Manuel Dinis Rafael e de Ana Bárbara da Silva Pinto, da freguesia de Oliveira Stª Maria. Josefina Almeida de Sousa, no dia 22 de Abril, com 83 anos, viúva de Justino Pereira, da freguesia de Oliveira S. Mateus. Luís Gonzaga Queirós Ferreira, no dia 17 de Abril, com 65 anos, casado, da freguesia de Oliveira S. Mateus. Agência Funerária Carneiro & Gomes Oliveira S. Mateus – Telm. 91 755 32 05

Délio Leite Carneiro, no dia 22 de Abril, com 71 anos, casado Maria Nazaré Fernandes Pereira, da freguesia de Landim. António Correia de Araújo, no dia 22 de Abril, com 77 anos, casado com Maria Carolina Matos da Silva, da freguesia de Antas S. Tiago. Gracinda Carneiro Pinto Machado, no dia 22 de Abril, com 96 anos, da freguesia de Requião. Laurinda Ferreira, no dia 24 de Abril, com 86 anos, viúva de Domingos de Castro, da freguesia de Delães. Agência Funerária da Lagoa Lagoa – Telf. 252 321 594

Rosa Pereira Correia, no dia 21 de Abril, com 87 anos, casada com Jaime Correia Capela Braga, da freguesia de Joane. Olinda de Azevedo Araújo, no dia 23 de Abril, viúva de Francisco Sabino da Costa, da freguesia de Gavião. Maria da Glória Carvalho de Sá, no dia 25 de Abril, com 81 anos, da freguesia de Gavião. Francisco Moreira da Costa, no dia 27 de Abril, com 92 anos, viúvo de Ana Assunção Vieira, da freguesia de Vila Nova de Famalicão. Agência Funerária Rodrigo Silva, Lda Vila Nova de Famalicão – Tel.: 252 323 176

Pelos quatro cantos da ca(u)sa

Voz Off

Domingos Peixoto

José Alfredo Leite

Valores de Esquerda 1. Fui activo militante e activista das causas e valores de esquerda, longe das lides partidárias. Tinha para mim – hoje menos convicto – que os valores da moral, solidariedade, ajuda, cultura, desenvolvimento humano integrado, defesa dos interesses dos trabalhdores e outros tinham mais “sabor” e eram melhor concretizados fora das lutas partidárias. Para além de haver uma muito maior “liberdade”! A certa altura, após muitas lutas, vitórias, derrotas, alegrias e tristezas, quando cada um dos comparsas “foi para a sua vida” e o afoito começou a desfalecer mas a vontade ainda era muita, colocasse-me a questão: E agora? Surge então o íntimo apelo: Por que não uma experiência partidária? Em qual me sentirei melhor, se me vier a receber? Feita a opção, preenchida a proposta de adesão, eis que o Partido Socialista me aceita nas suas fileiras. Vários anos quase no anonimato, em que participo em todas as actividades das quais recebo comunicação, vou tomando contacto com cada vez mais actividades. Já amadurecido partidariamente sou chamado a outras responsabilidades a que procuro corresponder. Aqui chegado vamos ao importante. Não morro de amores por Sócrates e bem sabem que gostaria de outra liderança no PS, mas este secretário-geral ganhou as eleições sem dúvida alguma. Acresce que este PS ganhou as legislativas de 2005, sendo com naturalidade que o seu líder tenha sido convidado a formar governo. E este governo, a meu ver, tem tido várias medidas de se lhe tirar o chapéu! É verdade, po-

rém, que numa ou noutra a “coisa” podia ser bem melhor! Mas para a esquerda, nunca para a direita. Ora, não gostando muito de Sócrates, muito menos gostei daquela “palhaçada” do jornal da TVI naquela sexta-feira enfadonha – que não era 13 – cuja apresentadora se balanceava na cadeira e fazia trejeitos nas suas feições, tentando que o seu interlocutor e os telespectadores assimilassem, de forma persecutória e visceralmente, que Sócrates estava “enterrado” até à cabeça em actos de corrupção. De tal modo o “jornal” estava toldado que se esqueceu de dar notícia de uma iniciativa importante do PS a norte! Em entrevista seguinte, Sócrates protestou e apelidou do que lhe pareceu aquele “trabalho jornalístico”. Alguns disseram, então: Não podia dizer o que disse! Está a pressionar a comunicação social! Convive mal com as críticas! Outros, como eu, acharam que a reacção foi adequada! Foi à medida! Que uma ofensa não deve ser calada! Postas as coisas nos tribunais, embora já haja “condenados”, consoante o ponto de vista, aguardemos o desfecho. Quanto a isto a minha solidariedade a Sócrates! 2. Por cá, na semana passada não pude dizer tudo. Ao contrário de camélias e laranjeiras, muitas destas a definhar quase logo que as colocam nos canteiros, Armindo Costa não gosta de liquidambares (sem certeza do nome), ameixoeiras de jardim, algumas espécies de cedro e plátanos! As nossas avenidas africanas parecem condenadas, ao contrário de outras certamente bem mais acolhedoras de certas ilhas de África

Chão Autárquico Vieira Pinto

Maria da Conceição Passos Carvalho, no dia 15 de Abril, com 90 anos, solteira, da freguesia de Mouquim. Agência Funerária S. Jorge Pevidém– Tel.: 253 533 396

José Joaquim Rodrigues Cabral, no dia 19 de Abril, com 76 anos, casado com Maria Donzilia Gonçalves Correia Bastos Cabral, da freguesia de Santiago de Bougado (Trofa). António de Oliveira Peixoto, no dia 21 de Abril, com 70 anos, casado com Maria de Fátima Simões de Faria, da freguesia de Lousado. Fernando Manuel de Oliveira Ferreira, no dia 24 de Abril, com 75 anos, casado com Adélia da Silva Guedes, da freguesia de Lousado. Funerária Ribeirense Paiva & Irmão Lda Ribeirão – Telf. 252 491 433

Raúl Simões Lopes Ferreira, no dia 15 de Abril, com 86 anos, casado com Virgínia de Jesus Pereira, da freguesia de Calendário. António José de Azevedo, no dia 23 de Abril, com 89 anos, viúvo de Maria Alice Faria de Araújo, da freguesia de S. Cosme do Vale. Agência Funerária das Quintães Vale S. Cosme – Tel.: 252 911 290

A Liberdade, voando numa madrugada A Liberdade, voando na madrugada de 25 de Abril, chegou até cada um de nós. E, assim, hoje somos livres. Somos livres de voar, voando no cimo do patamar dos valores da Liberdade! Ora, a liberdade encontrase intimamente ligada ao pensamento que será o veículo da opinião de cada um, no império das ideias de todos. Será, assim, no todo, de todas estas ideias que se vai construindo o mundo na vivência e da convivência humana, no social, no comunitário, no colectivo e, sobretudo, no associativismo, o grande fórum da Liberdade. Todos ficámos livres de voar! De voar e, de pensar! No particu-

lar, no global! Livres no fazer e no partilhar, sempre sob os auspícios do grande princípio democrático – a Solidariedade. Todavia, nunca nos esqueçamos que, mesmo em democracia, “a censura poupa os corvos e persegue as pombas”, Juvenal Dixit. Perseguem-se os inocentes e deixam-se impunes os culpados. Abril aconteceu há 35 anos, mas ainda não caíram todas as ditaduras! Atenção, ainda há ninhos de corvos, por aí!!! Parece que ainda falta cumprir, o Abril da Liberdade, que chegou até nós, voando numa madrugada pelas mãos da Mão Democracia.

(Liberdade) comprometida… Há 35 anos caía um regime que durou cerca de 40 anos e que conduziu Portugal para uma situação de isolamento, esquecimento e repressão. Aqueles que viveram e sentiram Abril reconhecem a importância e o simbolismo deste dia já que com ele foi devolvida aos portugueses a liberdade. É precisamente a liberdade, ou em muitos casos, a falta desta, que hoje atormenta a vida dos portugueses. O medo de represálias dos patrões, das rivalidades laborais, o desemprego alarmante, a possibilidade de se ter um emprego ou o receio constante de o perder perturbam a mente das nossas gentes. Para mais, vemos um Primeiro-Ministro que está em guerra com um canal televisivo que para desencanto seu, não está ao seu serviço, muito menos dos seus lobbies e interesses. Que Partido Socialista é este, arauto

egocêntrico da liberdade de Abril, que não reconhece o direito à liberdade de expressão e informação e o respeito pela discórdia. Já todos reparamos que Sócrates tem tiques autoritários, que lida mal com a crítica e que odeia ser pressionado. Por outro lado, vejo Manuela Ferreira Leite, uma mulher tranquila e credível, em plena ascensão rumo às vitórias de 2009. Pareceme claro que MFL está cada vez mais activa e recomenda-se, pressentese que os portugueses lhe darão uma oportunidade. Estou seguro de que se os portugueses forem em massa às urnas será possível ao PSD ser de novo governo para retirar Portugal deste marasmo fútil cor-de-rosa que nos últimos 14 anos, nos governou 11. É verdade sim, onze! Com a nossa força e empenho, impõese o momento da viragem e da ruptura, por Portugal. A começar nas próximas eleições europeias.

D’Esguelha Gouveia Ferreira

Mais num ex O homem que fundou a “Rádio Frigorífico” cansou-se. O meu preclaríssimo colega, Santos Oliveira, porque não ganhava nada com o assunto, recapitulando, porque não ganhava nada com o assunto, fartou-se das ondulações partidárias e retirou-se do PS. Enviou o respectivo cartão e as convenientes missivas às autoridades políticas da área socialista, deixando o campo aberto aos adversários e aos ex correligionários, que sempre vão ga-

nhando alguma coisa com o assunto. Não está fácil aguentar as pessoas de boa fé no meio da bagunça que cheirisca o poder, onde “ora agora entras tu”, “ora agora saio eu”, “este rei nunca vai nu” e “aquele lugar é meu”. Chegados à capitulação do ex gestor da comissão administrativa das ideias do PS famalicense, fica-me a impressão de que, ao zarpar, o ex militante ainda está convencido de que há outro PS em Portugal. Será?!


14

publicidade

pública: 29 de Abril de 2009

ALUGA-SE

ADMITE-SE Funcionária

Espaço comercial licenciado para Restaurante e Café

ACIF COM GABINETE DE INSERÇÃO PROFISSIONAL A ACIF contará, a partir do dia 04 de Maio, com um Gabinete de Inserção Profissional. O GIP tem como objectivo apoiar jovens e adultos desempregados na definição ou desenvolvimento do seu percurso de inserção ou reinserção no mercado de trabalho, em estreita articulação com o Centro de Emprego. O GIP irá prestar informação profissional a jovens e adultos desempregados, apoiar na procura de emprego, proceder ao seu acompanhamento personalizado, bem como captar ofertas de entidades empregadoras. O GIP funcionará na Rua Cupertino de Miranda, nº 39.

ACIF E CENTRO DE EMPREGO ORGANIZAM SEMINÁRIO “Novas medidas de apoio aos empresários e ao emprego” Dia 12 de Maio 17:00 Horas – Fundação Cupertino Miranda A ACIF e o Centro de Emprego de Vila Nova de Famalicão irão organizar uma palestra sobre” Novas Medidas de Apoio ao Empresário e ao Emprego”, no dia 12 de Maio, pelas 17 horas, na Fundação Cupertino de Miranda. A entrada é livre e gratuita mas carece de confirmação para os seguintes contactos: Telf: 252315409 Fax: 252315478 e.mail: geral@acif.pt

Part-Time e Full-Time para loja de roupa feminina

Capacidade - 90 Lugares

Travessa de Cambães, nº17 Lagoa - V.N. Famalicão Contacto. 91 421 62 73

Se tens: 18/30 anos Boa Apresentação Comunicativa e Simpática Espírito de grupo Então queremos conhecer-te. No dia 5 de Maio na Rua Vasconcelos e Castro, n.º 97 entre as 10h30 e as 13h

FAÇA VOCÊ MESMO A SUA HORTA CONSUMA COM QUALIDADE

964 833 725 www.quintadepindela.com

Associação Desportiva Barrimau FC

Captações

ESCOLINHAS DE FUTSAL GRATUITAS Pré-escolas, escolas e iniciados - Sem idade limite - Trazer o próprio equipamento

SÁBADO DIA 2 DE MAIO ÀS 15 HORAS

FUTEBOL DE SALÃO FEMININO

Foi com grande entusiasmo que os formandos dos cursos EFA de: Manicura/Pedicura, Cabeleireiros e Técnico de Qualidade e Controlo Alimentar e o Curso CEF de Arte Floral, participaram na II Mostra Pedagógica, com demonstrações ao vivo de serviços técnicos. O stand da ACIF foi um dos mais visitados, sendo um grande sucesso!

Na Urbanização do Vinhal 2 garagens para 2 carros cada Vendo - 8000 €/cada Alugo - 50 €/cada Contacto: 252 102 971 / 936 878 542

Transportes de Mercadorias Mudanças Distr. de Publicidade ALVARÁ N.º 14030/2007 Tlm. 968 380 719 - 916 938 215 E-mail: franciscopinto_@hotmail.com

Part-Time Hotelaria/Restauração Club Berber - Famalicão Os interessados devem marcar entrevista através do seguinte contacto: 919054549 / 965169526

Velhas Guardas e Amigos do Louro A Comissão organizadora do 21.º Convívio, informa todos os interessados, que o mesmo vai realizar-se no último sábado de Junho, dia 27. Posteriormente, mais próximo da realização do convívio, divulgaremos o programa. A Comissão

- Idade Superior a 15 anos - Trazer o próprio equipamento

TODAS AS 2ªS FEIRAS ÀS 20 HORAS

Quintinha 3.500 m² - Perto de Famalicão óptimos acessos

Local: Recinto Desportivo do Barrimau FC na Rua José Elísio Gonçalves Cerejeira em Calendário

Com terreno aprovado para construção 1.000 m2

Informações: 935 390 186 (Rui Pinho) 96 677 41 49 (José Silva)

914910172

Torneio de Malha

Loja com Escritório de contabilidade em Joane

Dia 2 de Maio 2009 No salão Paroquial de Ruivães às 15:30 minutos, a favor da festa do Divino Salvador desta freguesia, não falte traga um amigo. Como sempre teremos o boa pinga e os bons petiscos.

Alugo / vendo 914910172

Prémios 1º Prémio - Dois Leitões 2º Prémio - Dois Bacalhaus 3º Prémio - Dois Frangos 4º Prémio - Dois Coelhos Preço de cada inscrição --------------------------------------------- 5 Cartas

CENTRO DE FORMAÇÃO DA ACIF PARTICIPOU NA II MOSTRA PEDAGÓGICA

Vende-se/Aluga-se

Procuramos satisfazer as suas ambições Apartamentos novos e usa- Famalicão dos

T1T2T3

Óptimos Preços A comissão de festas do Divino Salvador antecipadamente agradece a sua presença.

Grupo Desportivo do Louro COMUNICADO

Oportunidade única!!

912421988

T3

C/ jardim privado (condomínio fechado. piscina) –Ofir 240.000€

Informa-se a todos os sócios e simpatizantes do GD Louro, que no próximo dia 13 Junho realiza-se um jantar de comemoração 35º aniversário no Restaurante Outeirinho.

965411234

A inscrição é de 20 euros que deverá ser entregue no acto da mesma, na sede do clube.

Estúdios e Escritórios

Aceita-se inscrições até dia 5 Junho. O Presidente do Grupo Desportivo do Louro Manuel Rodrigues

- Calendário, Famalicão desde 35.000€

Alugo e vendo 912421988


cultura

pública: 29 de Abril de 2009 15

Iniciativa começa amanhã e decorre até domingo

“Noites de Insónia” na Casa de Camilo

Feira Medieval tem cada vez mais adeptos

“Noites de Insónia” é o que propõe a Casa-Museu Camilo Castelo Branco, em Seide S. Miguel. A iniciativa arranca amanhã, quinta-feira, pelas 21h30, na casa onde o escritor viveu. O que se propõe é explorar, “num ambiente informal e descontraído, de uma forma diferente, menos erudita e menos académica”, os textos de Camilo. Tendo como mediador Cândido Oliveira Martins, professor da Universidade Católica Portuguesa, a iniciativa irá decorrer

A Feira Medieval e Quinhentista de Famalicão está a ganhar terreno no panorama nacional e mesmo internacional. A Escola Profissional Cior e a Câmara Municipal, apresentaram, na passada segunda-feira, o certame que arranca amanhã, dia 30 de Abril, e prolonga-se até domingo, dia 3 de Maio, na Praça e Parque D. Maria II. Este ano, a Feira Medieval, que já decorre desde 2005, vai centrarse no século XIV e na reconquista da região aos Mouros. A abertura oficial está marcada para as 20 horas de amanhã, quarta-feira, sendo que uma hora antes acontece um dos primeiros pontos altos da Feira, com o Grande Cortejo Medieval, que percorre a feira e as ruas da cidade. Esta iniciativa repete-se na sextafeira à mesma hora. No sábado tem lugar o Banquete e Baile Medieval. Aqui os participantes terão de vestirse a rigor, representando a época. Como já é habitual os alimentos a servir no banquete serão representativos da época. Durante os quatro dias da Feira vão ainda decorrer no centro da cidade diversas iniciativas como jogos, acrobacias, lutas, danças, artes circenses, música e contos. Para além disso vai ainda decorrer no Parque D. Maria II um mercado do período medieval. Na conferência de imprensa, o presidente da Câmara, Armindo Costa, referiu que a feira é já um evento cultural de referência no município. “Por direito próprio, mercê do trabalho e da dedicação de pro-

António Freitas

Carla Alexandra Soares

Apresentação do certame decorreu no Salão Nobre da Câmara

fessores e alunos da Cior, a Feira Medieval já faz parte, por direito próprio, do calendário das melhores iniciativas de animação da cidade”, sublinhou o edil que considerou ainda que o certame se destaca pelo seu cariz histórico e cultural e revela um grande esforço no sentido de preservar a representação genuína dos momentos históricos retratados. Com um orçamento de 100 mil euros, o professor Luís Bessa sublinhou que cada vez mais a iniciativa é procurada por pessoas de todo o país e mesmo espanhóis. Por isso, de ano para ano, o objectivo é sempre o aumento da qualidade, tendo em vista a inovação. “Como situações inovadoras teremos alguns dromedários a participar. Em termos de presença de animais vai ser superior aos anos anteriores. A Feira deste ano obrigou-nos ainda reformular uma série

de figurinos e o armamento”, explicou o professor sublinhando que estas alterações são para condizer com a reconquista aos Mouros de algumas regiões. Também presente na conferência de segunda-feira Amadeu Dinis, o presidente da CIOR, destacou o esforço de todos os que estão envolvidos no certame, destacando o número de figurinos, que ultrapassa os 500. “Todos os encarregados de educação dos alunos da escola, também participam arduamente na montagem e colaboram activamente. Por outro lado as associações que nos apoiam na elaboração da feira e o apoio institucional, sem o qual era impensável levarmos a cabo a iniciativa”, referiu Amadeu Dinis, deixando agradecimentos à Câmara Municipal que, de resto, segundo ele tem apoiado a Cior em diversas iniciativas.

mensalmente ao longo de 2009. Para cada encontro, haverá a escolha prévia de uma obra do escritor, donde serão retirados breves excertos, seguidos da livre discussão em grupo. Do desenvolvimento desta comunidade de leitores, espera-se que resulte o gosto pela leitura e a conversa sobre o que se lê; a troca de opiniões e de pontos de vista; as associações de textos e as afinidades electivas. A participação é gratuita.

Pedra d’Água dá concerto no Theatro Circo O grupo famalicense “Pedra d’Água” vai actuar no Theatro Circo, em Braga, no próximo domingo, dia 2. O concerto está marcado para as 16 horas, e a entrada custa cinco euros. Esta formação de música tradicional portuguesa vai apresentar o espectáculo intitulado “As Mais Bonitas”. O seu último álbum, “A Mais Bonita”, recolhe temas ancestrais como o “Vira dos Namorados”, “Cana Verde” ou “Lenço Bordado”.

Artave e CCM tocam no 1º centenário da igreja de Ribeirão A Orquestra Artave e Coro CCM actuaram na igreja de Ribeirão, no passado domingo, tendo como solistas a soprano Catarina Rajão, a contralto Patrícia Quinta, o tenor Paulo Ferreira e o barítono José Corvelo, sob a direcção do maestro Luís Machado. A obra escolhida foi Stabat Mater de Haydn. O concerto foi organizado pelo CCM pela Artave e pela paróquia de Ribeirão, integrando-

se nas comemorações do 1º centenário da igreja paroquial. A organização diz que cerca de 800 pessoas assistiram ao concerto, que funcionou como um teste à acústica da igreja, recentemente renovada. O padre Manuel Joaquim, pároco de Ribeirão, elogiou os músicos e agradeceu a colaboração do CCM, da Artave e da Câmara, mostrandose aberto à realização de mais concertos.

“A Barraca” em Joane A companhia de teatro “A Barraca” apresenta a peça “Obviamente demito-o”, no próximo sábado, pelas 21h30, no Centro Cultural da Associação Teatro Construção (ATC), em Joane, no âmbito do 25º Festival de Teatro da instituição. No domingo, também pelas 21h30, “A Barraca” apresentará a peça “O Professor de Darwin”, no ano em que se celebram os 200 anos do nascimento de Darwin e 150 anos da publicação da sua Teoria da Evolução das Espécies. Os bilhetes para os espectáculos custam 5 euros para o público geral; 4 euros para estudantes e 3 euros para os sócios da ATC.

Rão Kyao recordou a música da Revolução Através do som das suas flautas de bambu, Rão Kyao brindou o público da Casa das Artes de Famalicão, no passado sábado, dia 25 de Abril, “com um magnífico concerto”, classifica a autarquia em nota à imprensa. Na noite em que se celebravam os 35 anos do 25 de Abril de 1974, o flautista recordou as músicas que fizeram a Revolução, com destaque para os temas de Zeca Afonso. “Imbuído pelo espírito da liberdade, o flautista no seu estilo simples e espontâneo cativou o público com temas conhecidos de todos”, resume a autarquia.

V Festival de Tunas

Alunos apresentam peça de teatro O Clube de Teatro da Escola Secundária Padre Benjamim Salgado, de Joane, vai estrear na próxima sexta-feira, dia 1, pelas 21h30, no auditório da ATC, a peça “O Coro dos Maus Alunos”. O espectáculo integra o PANOS – Palcos Novos Palavras Novas, da Culturgest, que alia o teatro escolar/juvenil às novas dramaturgias.

A Casa das Artes acolhe, nos dias 1 e 2 de Maio, o V Festival de Tunas Camilo Castelo Branco, que vai contar com a presença de algumas das melhores tunas académicas portuguesas. Organizado pela Tuna da Universidade Lusíada de Famalicão,

o festival divide-se em duas partes. Assim, na sexta-feira, dia 1, vai realizar-se a “Noite de Serenatas” na Praça 9 de Abril. As actuações estão agendadas para o sábado, dia 2, a partir das 21h30, no grande auditório da Casa das Artes. pub

Famalicão

Barbosa: Rua Santo António, Tel. 252 311 265 Calendário: Rua da Liberdade, Tel. 252 378 400/1 Cameira: C. Mouzinho Albuquerque, Tel. 252 323 819 Central: Praça D. Maria II, Tel. 252 323 214 Nogueira: Av. Marechal H. Delgado, Tel. 252 310 607 Valongo: Rua Adriano Pinto Basto, Tel. 252 323 294 Gavião - Ed.S. Vicente - Picoto - Telef. 252 317 301 Marinho: Edif. S. José - Estalagem - Telf. 252 921 182 Martins Ventura: R. C. Cerejeira - Lousado - Telf. 252 493 142 Estação: Largo da Estação - Nine - Telf. 252 961 118 Ribeirão: Largo de Bragadela - Ribeirão - Telf. 252 416 482 Joane: Rua S. Bento, nº 217 - Telf. 252 996 300

Famalicão

S e r vi ç o

R e f o rç o

Vale do Ave

Ser viço

Q u ar t a, 2 9

Cameira Ribeirão

Nogueira Joane

Q u i n t a, 3 0

Central

Valongo Joane

S e x t a, 1

Calendário

Quarta, 29 Quinta, 30 Sexta, 1 Sábado, 2 Domingo, 3 Segunda, 4 Terça, 5

Faria Riba d’Ave Almeida e Sousa Bairro Delães Faria Riba d’Ave

S á ba d o , 2

Nogueira

Do m i ngo , 3

Valongo

S e g u n d a, 4

Barbosa Ribeirão

Central Marinho

Terç a , 5

Cameira

Gavião Marinho

Serviço de disponibilidade

Vale do Ave

Almeida e Sousa: Covas - Oliv. Stª Maria - Telf. 252 931 365 Bairro: Av. Silva Pereira, Telf. 252 932 678 Delães: Portela - Delães - Telf. 252 931 216 Riba de Ave: Av. Narciso Ferreira, Telf. 252 982 124 Faria: Estrada Nacional 310 - Serzedelo - Telf. 252 532 346

Paula Reis: R. José Elisio Gonçalves Cerejeira, nº 629 Calendário - Tel. 252 378 057 Maceiras: Louro - Telf. 252 310 425 Marques: Largo da Igreja - Fradelos - Telf. 252 458 440 Oliveira Monteiro: Largo Igreja - Cabeçudos - Telf. 252 331 885 Pedome: Av. S. Pedro, 1139 - Pedome - Telf. 252 900 930 Pratinha: Largo do Cruzeiro - Cavalões - Telf. 252 375 423 Santiago da Cruz: Vale S. Cosme - Telf. 252 911 123 Arnoso: Av. Joaq. Azevedo - Arnoso Sta. Maria - Telf. 252 916 612


16

pĂşblica: 29 de Abril de 2009

publicidade


Opinião Pública - Edição 886