Issuu on Google+

Nutrição

É simples comer bem? A alimentação e a saúde são demasiado importantes para se deixarem ao acaso. Os hábitos alimentares adquiridos nos primeiros anos de vida são de grande importância para a saúde e bem-estar de crianças e adolescentes e para a dos adultos que virão a ser. A família e a escola devem ter um papel ativo na transmissão das boas práticas de uma alimentação saudável. Atualmente, a obesidade infantil assume-se como um grave problema de saúde pública. É preciso intervir o mais precocemente possível, tendo os pais um papel ativo na educação alimentar dos seus filhos. Assim, vale a pena reservar tempo suficiente para preparar as suas refeições. Deste modo, está a contribuir para ter mais ganhos em saúde para si e para os seus. Em termos práticos, quais as regras de uma alimentação saudável? Em primeiro lugar, devemos sempre tomar o pequeno-almoço e respeitar o horário das refeições. Explique aos seus filhos que não devem saltar refeições, prepare em casa os seus lanches, evitando que comprem produtos alimentares ricos em açúcar, sal e gordura. Procure variar o mais possível de alimentos. Prefira sempre os alimentos da época, visto apresentarem um valor nutricional superior, por exemplo castanhas no outono, laranja no inverno, morangos na primavera.

Ingera a quantidade de alimentos adequada. Na infância e na adolescência, não insista para que os seus filhos ingiram grandes quantidades, porque gordura não é formusura. Cozinhe os alimentos duma forma saudável, tenha atenção ao sal, use e abuse das ervas aromáticas, prefira o azeite e lembre-se: frituras só em dia de festa. É fundamental criar o hábito de comer legumes e fruta. Durante as aulas incentive os seus filhos a comerem na cantina em vez da refeição rápida no bar. Uma sopa de legumes com feijão pode fazer milagres. Não se esqueça de realizar exercício físico. Promova o hábito de passear a pé, andar de bicicleta, saltar, correr, jogar à bola, prefira as escadas ao elevador, controle o tempo para ver televisão ou jogar computador. Conselhos à m esa No momento e nas condições atuais, é mais saudável e económico preparar as suas refeições em casa. Se não tiver disponível uma cantina no seu local de trabalho, leve num termo uma boa sopa de vegetais com leguminosas, uma sande de pão guarnecida com uma fatia de carne ou filete de peixe, salada e uma peça de fruta. Deixe de

alinhar na desgraça de refeições prontas a comer duma cafetaria ou restaurante vulgar. Comer bem e barato é possível, desde que faça uma lista de compras regrada e esteja atento às promoções. Deve ir às compras a seguir às refeições. Assim evita fazer compras supérfluas, mantendo-se fiel à sua lista de compras. Escolha os alimentos mais baratos. Prefira as marcas de distribuição, sendo possível comprar com qualidade e a baixo preço. Resumindo, procure educar para uma alimentação saudável ao longo da vida. Saber comer é saber viver.

Pele bonita e saudável No caso da pele do rosto, deve usar hidratantes específicos para a área dos olhos, pois essa é uma região muito sensível e merece um cuidado especial. Retire sempre a maquilhagem antes de dormir e use protetor solar diariamente, mesmo que não se exponha diretamente ao sol. Uma vez por semana, faça uma esfoliação para retirar as células mortas e use cremes hidratantes adequados à sua pele. Para evitar remover o hidratante natural da sua pele, não tome banho com água muito quente, nem ultrapasse os 15 minutos debaixo do chuveiro. Caso contrário, a pele fica muito seca. Deve aplicar uma loção ou creme hidratante diariamente, após tomar banho. Para um cuidado global, procure ingerir, pelo menos, dois litros de água por dia, para hidratar o organismo. Seja fiel ao exercício físico, pois ativa a circulação, o que contribui para uma maior nutrição da pele e além disso, queima calorias, compensando os excessos alimentares comuns nos dias mais frios.

Odete Vicente de Sousa, nutricionista na Clínica Cli castro

pub


16

pública: 17 de Outubro de 2012

especial pub

Contributo da água termal na saúde

Previna-se antes da chegada do inverno Todos os anos, milhares de termalistas, que ano após ano recorrem ou renovam o tratamento termal, com queixas do foro reumatismal como sejam as dores de costas, artrite reumatoide, dor ciática, dores nos ombros, artrose da coluna, da anca e dos joelhos e as patologias musculares, bem como doenças do foro respiratório como a rinite, a sinusite, a asma, a amigdalite de repetição, a otite serosa, a bronquite e outras alergias, encontram na água termal das Caldas da Saúde um excelente aliado para ter uma melhor qualidade de vida. Qual o segredo destas águas, já que são utilizadas desde os tempos mais antigos da humanidade como meio de tratamento? A água termal tem propriedades físicas e químicas diferentes das restantes águas que lhes conferem benefícios terapêuticos. No caso da pediatria e especificamente na patologia respiratória infantil, o efeito benéfico da água termal baseia-se nas características dos seus constituintes. Estas águas possuem um forte poder mucolítico, anti-inflamatório, anti-anafilático, dessensibilizante, antisséptico, estimulante metabólico e regulador da permeabilidade vascular e do trofismo celular. Atualmente, o tratamento termal é aceite como sendo uma terapêutica preventiva complementar aos restantes métodos. A ela se deve recorrer o mais cedo possível, antes mesmo das doenças, tanto do foro osteoarticular e muscular como do foro respiratório, se tornarem crónicas e incapacitantes. A prevenção é a melhor forma de viver com mais saúde! Ana Oliveira, Termas Caldas da Saúde

Podologia pub

Neuroma de Morton: um problema que pode ser tratado “Dor no pé tipo choque elétrico, queimadura e formigueiro que irradia para os dedos, alivia quando se descalça e massaja”. Diz-lhe alguma coisa? É provável que esteja perante um Neuroma de Morton. Agravada pelo calçado alto, é uma dor que parece não ceder a nada, nem anti-inflamatórios ou analgésicos dado se tratar de uma dor neuropática. Afeta predominantemente o sexo feminino, entre 25 e 50 anos, (talvez devido ao tipo de calçado) e caracteriza-se pelo surgimento brusco de dor que impede o caminhar. O diagnóstico é essencialmente clínico e o estudo radiológico não traz nenhum dado de interesse. O neuroma pode ser detetado em alguns casos por ecografia ou ressonância magnética, sendo o último o exame de eleição. Trata-se de uma lesão tumoral benigna originada por anastomose do nervo plantar interno e externo, que se localiza no terceiro espaço intermetatársico, compreendido entre a terceira e quarta cabeças metatársicas que são interpretados como neurites irritativas de possível origem traumática. A causa é normalmente biomecânica: pronação excessiva, joanetes, hallux limitus, são alguns dos fatores que interferem no bom posicionamento do pé. Quanto aos tratamentos, podem ser variados, desde a alteração do tipo de calçado, utilização de palmilhas perso-

nalizadas que irão descomprimir o neuroma, aliviando assim grande parte das queixas, as infiltrações com cortisona para produzir alívio da dor e inflamação, a qual pode durar de semanas a meses. E quando o tratamento conservador falha, outros métodos podem ser utilizados, incluindo neurólise e finalmente a libertação cirúrgica do ligamento metatarsal transverso para descompressão. O método cirúrgico é a única maneira definitiva de acabar com os sintomas, desde que sejam descartados os diagnósticos diferenciais. A ressecção cirúrgica do neuroma e do segmento envolvido do nervo é o tratamento que conduz aos melhores resultados podendo também resultar na falta de sensibilidade dos dedos correspondentes. É essencial que consulte o seu podologista para mais informações, no sentido de avaliar e tratar esta alteração. Podologista André Azevedo, da Clínica Pomed


pública: 17 de Outubro de 2012 17

especial

Prevenção é essencial

O que é a is ma ça en do a : ria ntá de Cárie medicina dominante em todo o mundo do trabalho? Todos nós sofremos de cáries dentárias ao longo da vida, mas é possível prevenir o seu aparecimento através de uma boa higiene oral. A Direcção-Geral da Saúde revelou num estudo que aos seis anos de idade já 49% das crianças tinham cáries em pelo menos um dente. Números preocupantes que importa ter em atenção para que a saúde oral comece desde muito cedo. A palavra cárie é originária do latim e significa “podre”. A cárie dentária é a doença mais prevalecente de todo o mundo e é, por isso, um grave problema de saúde pública. Em Portugal, tal como nos restantes países desenvolvidos, tem vindo a verificar-se nas últimas décadas uma diminuição da sua prevalência. No entanto, apesar desta diminuição, o último estudo da Direcção-Geral da Saúde, em 2005, verificou que aos seis anos de idade já existem cerca de 49% das crianças com pelo menos um dente afetado por cárie. A cárie dentária resulta de um desequilíbrio entre os processos de desmineralização e remineralização que ocorrem entre a superfície dentária e a saliva. Quando este desequilíbrio se mantém resulta numa maior desmineralização e se prolongado por um longo período de tempo leva a perda de material dentário e à formação de uma cavidade. A cárie é uma doença complexa que tem na sua origem bactérias cariogénicas existentes na cavidade oral. Estas bactérias têm a capacidade de aproveitar os hi-

dratos de carbono que ingerimos na nossa alimentação, produzindo ácidos que são os responsáveis pela desmineralização do dente.

Prevenção é essencial Embora seja uma doença muito comum, pode ser prevenida na maioria dos casos. Assim, os cuidados de higiene oral devem incluir a escovagem dos dentes pelo menos duas vezes por dia. Uma escovagem deve ser realizada obrigatoriamente antes de dormir e a outra após uma das refeições, por exemplo o pequenoalmoço. Para complementar a escovagem deve ser utilizado o fio ou fita dentária, pois a escova não tem a capacidade de limpar as superfícies entre os dentes. Relativamente à alimentação, devem evitar-se alimentos como os doces, as bolachas e os refrigerantes açucarados, especialmente entre as refeições. Ou seja, se lhe apetecer comer alguma coisa doce deve fazê-lo como sobremesa e à refeição. Também não deve esquecer que, após a escovagem dos dentes à noite, não devem ser ingeridos alimentos ou bebidas ao deitar. Além destes cuidados, deve utilizar durante a escovagem dos dentes, uma pasta com flúor. Por último, deve visitar o dentista com regularidade – deste modo pode detetar precocemente alguma lesão de cárie e evitar tratamentos mais demorados, mais invasivos e também mais dispendiosos.

A medicina do trabalho pode ser definida como a especialidade médica que avalia o impacto do trabalho na saúde dos trabalhadores. A legislação exige que antes de qualquer trabalhador ser admitido numa empresa, seja avaliada a sua capacidade física e mental, para o exercício do trabalho para que está a ser contratado, o que deverá ser atestado pela emissão de uma Ficha de Aptidão, assinada por um médico com a especialidade de Medicina do Trabalho. Faz parte dessa avaliação a análise da acuidade visual do futuro trabalhador, da capacidade auditiva e pulmonar, entre outros exames, preponderantes para que o médico, com a especialidade de Medicina do Trabalho, e somente esse, possa atestar a sua capacidade para o exercício das funções que lhe irão ser confiadas. Posteriormente, e pelo menos de dois em dois anos, o trabalhador deverá ser submetido a idênticos exames aos que foi submetido aquando da sua contratação, com o intuito de avaliar se houve degradação das capacidades físicas e mentais do trabalhador, procedendo-se a correções no posto de trabalho, ou nos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) usados por este, no caso de ser detetada alguma anomalia na saúde do trabalhador que possa ter sido provocada pelo trabalho por si exercido. Semet, Medicina e Segurança no Trabalho

Fonte: http://medicosdeportugal.saude.sapo.pt pub

pub


OE1067