Issuu on Google+

Zézé é reforço do Joane O ponta de lança Zézé está de regresso ao concelho de Famalicão. Depois de na temporada transacta ter representado a Oliveirense, Zézé assinou agora contrato com o Joane até ao final da temporada e constituise como mais um reforço para os joanenses depois das entradas de Zé Miguel e Mirra ainda durante a primeira volta. Depois da

boa época realizada em Oliveira Santa Maria, Zézé assinou pelo Moreirense para a temporada 2007/2008, equipa na altura treinada por Dito. O avançado acabou por não confirmar as credenciais com que chegou a Moreira de Cónegos e raramente foi primeira opção. Agora Zézé assume mais um desafio na sua carreira desportiva, procurando vol-

tar aos golos e às boas exibições na vila de Joane. O contrato é válido até ao final da presente época e os responsáveis joanenses esperam que o avançado corresponda às expectativas. Esta contratação fecha em definitivo o grupo de trabalho comandado por José Lopes que não vai por isso receber mais reforços durante o mercado de Inverno.

FC Famalicão volta às vitórias três meses depois p.28 Riba d’Ave goleia e continua líder p.29 Prova sai no sábado de Lisboa

Famalicenses rumam a Dakar p.26

Adélio Machado e Paulo Marques começam no sábado a sua par ticipação no Lisboa-Dakar 2008. Os dois famalicens e s, d a e q u i p a P a dock Competições, têm como objectivo chegar ao Lago Rosa, em Dakar, mas pelo caminho são muitas as difi ficculdades que os esperam. A mais dura e mediática prova do Todo-oTerreno mundial terá um contingente de 32 portugueses divid i do s p o r a u t o m ó veis, camiões, motos e quads. O início está marcado para Lisboa, no sábado, e a chegada está marcada para o dia 20 de Janeiro em Dakar, a capital do Senegal.


26

sport: 3 de Janeiro de 2008

PÓDIO

1º FC Famalicão

Três meses depois do último triunfo, o Famalicão está de regresso aos bons resultados. Os golos de Ruizinho e Santos podem servir para relançar a equipa na procura dos objectivos definidos para esta temporada. Os famalicenses já não venciam desde o dia 30 de Setembro, altura em que derrotaram o Pedras Rubras por dois a zero. O treinador Carlos Alberto conseguiu colocar a equipa na rota das vitórias.

2º V S. Silvestre Juventude Naquela que é a única S. Silvestre dedicada exclusivamente aos escalões mais jovens, a prova não poderia ter corrido melhor. Desde o recorde de participações até à boa organização da ADECA, tudo esteve à altura dos acontecimentos numa verdadeira festa do atletismo.

3º Rosa Oliveira Venceu a S. Silvestre da cidade de Braga, mostrando que ainda está em boa forma para atingir resultados de destaque. Merece ainda o elogio pelo trabalho, como madrinha, na V S. Silvestre da Juventude, organizada pela ADECA.

grande área

Lisboa-Dakar Euromilhões 2008

Famalicenses à conquista do deserto A prova considerada “a mais dura do mundo” arranca no próximo sábado e vai contar com a participação de 32 portugueses divididos por automóveis, camiões, motos e quads, entre os quais dois famalicenses. A Padock Competições, equipa sedeada em Famalicão, avança para o Dakar com o objectivo de chegar à capital do Senegal, no dia 20 de Janeiro, com todos os carros (seis no total) e respectivos elementos. Adélio Machado, Hélder Oliveira, Céu Pires Lima, Nuno Pereira, Francisco Pita e Paulo Marques são os pilotos da equipa famalicense que é a maior entre os conjuntos privados. Destaque para mais uma participação de Paulo Marques. O famalicense é o piloto português com mais participações na prova rainha do Todo-o-Terreno. Nesta edição o Marquês fará o seu 15º Dakar, e ficar no top cinco do T2 é o seu “sonho”. Em 2008, a organização vai reduzir a distância das ligações e aumentar significativamente os sectores selectivos, apontando para cerca de 6000 km, valor que será o maior desde o Arras-Madrid-Dakar de 2002, que contou com 6486 km cronometrados. O Lisboa-Dakar 2008 volta a contar com duas etapas a disputar em Portugal, antes de cruzar o Mediterrâneo a caminho de Marrocos. Depois a prova volta a seguir a rota para a Mauritânia, com o Mali a ficar fora do percurso do Lisboa-Dakar . Em termos do traçado das etapas, tal como aconteceu no ano passado, estão previstas duas etapas maratona (sem assistência no final) e voltam a surgir dois bivouacs em que os carros e as motos ficam separados. Para além disso, podem surgir etapas onde apenas o início e o final sejam comuns aos motards, carros e camiões, o que irá evitar as dificuldades que surgem nas ultrapassagens. J.H.B.

Portimão – Málaga

1“ Etapa 05/01/07 2“ Etapa 06/01/07

Lisboa

timªo Por

Uma especial inédita na zona da Companhia das Lezírias/Alcochete. O terreno não deve permitir que se repitam os atascanços do ano passado na zona da Comporta. 6 km Total – 48 4 km Ligação – 10 0 km Especial – 12 1 km Ligação – 26

Nador – Er Rachidia

O rali regressa à Serra de Monchique, a exemplo do que aconteceu no ano passado. O troço será sinuoso, em algumas zonas estreito, e ladeado de precipícios. Os camiões fiam de fora. Total – 535 km km Ligação – 15 km Especial – 60 0 km Ligação – 46

Er Rachidia – Ouarzazate

3“ Etapa 07/01/07 4“ Etapa 08/01/07 As pistas de Marrocos são traiçoeiras. Para além dos calhaus, os sulcos provocados pela água das chuvas podem causar acidentes. Ao fim de 160 km, o traçado das motos afasta-se dos seguido por automóveis e camiões. Total – 717 km 2 km Ligação – 18 2 km Especial – 37 3 km Ligação – 16

As motos voltam a seguir um caminho diferente, em pistas de montanha, estreitas e trialeiras. À noite o acampamento será em Zagora, sem a presença dos mecânicos. Carros e camiões seguem por pistas mais largas. Total – Ligação Especial Ligação

Acompanhe diariamente às 11H e às 19H informações do Dakar na Digital FM

584 km – 29 km – 356 km – 199 km


sport: 3 de Janeiro de 2008 27

futebol

Grupo Desportivo de Ribeirão trava líder Atlético de Valdevez

E os três pontos ali tão perto 1-1 Estádio do Passal Árbitro : Humberto Teixeira (Porto) Auxiliares: Fernando Pinto e Manuel Soares

Ribeirão A . Valdevez Trigueira Luís Faria Barros Bura Varela Monteiro (86’ Paulo Rola) Luiz Alberto Paulo Tavares (90’ Adriano) Pires Costa Moita (55’ Tiago Silva)

Rui André Lico Daniel David Agostinho (83’ Edson) Pedro Maciel Coentrão Cássio (69’ Kleber) Amaral (65’ Tiba) Nuno Gomes

Treinadores Lito Vidigal

Casquilha

Golos: 77’ Pires (1-0); 82’ Daniel (1-1). C artõ es Amarelos: 3’ Pedro Maciel; 33’ Barros; 41’ Costa; 50’ Coentrão; 62’ Paulo Tavares; 64’ Trigueira; 79’ e 87’ Kleber; 89’ Tiago Silva. C artõ es Vermelho s: 41’ Varela; 87’ Kleber.

José Clemente O Ribeirão empatou a uma bola na recepção ao líder da tabela classificativa, o Valdevez, e aumentou para dois o número de jogos sem conhecer o sabor da vitória. Ainda assim, os dois últimos resultados não deixam de ser positivos para a formação do Passal, isto se tivermos em conta que o primeiro empate aconteceu no terreno do Lousada e o último foi frente ao Valdevez. A partida foi equilibrada mas ficou a sensação que os ribeirenses ficaram muito perto de somar os três pontos. Quanto ao jogo, o Ribeirão foi a equipa que mais atacou, em es-

pecial durante a segunda parte. Nessa altura a equipa da casa jogava com menos um homem, por expulsão de Varela, ainda no decorrer da primeira parte quando corria o minuto 40. Os ribeirenses fizeram tudo por tudo para conquistarem os três pontos, só que do outro lado estava uma equipa muito bem organizada que actuou no Passal com a nítida intenção de pelo menos não perder o jogo. A equipa orientada por Casquilha conseguiu os seus intentos com maior ou menor dificuldade e para isso também contou um pouco com a ajuda da equipa de arbitragem que tudo fez para prejudicar a equipa da casa. O exemplo mais flagrante foi a expulsão de Varela aos 40 minutos com cartão vermelho directo. O Valdevez apresentou-se com a lição muito bem estudada, neutralizou as pedras chaves da equipa da casa e com isso conseguiu a espaços criar algumas dificuldades para a baliza de Trigueira. Isto durante a primeira parte porque na segunda a primeira vez que foi lá à frente conseguiu aquilo que ninguém estava à espera, o golo do empate. O Ribeirão, mesmo a jogar com menos um homem, nunca abdicou de tentar ganhar o jogo e marcou o primeiro golo aos 77 minutos de jogo por intermédio de Pires. O guarda-redes Rui Sacramento não fica isento de culpas já que depois de ter a bola nas mãos deixou-a cair para dentro da baliza. Em desvantagem no marcador, os visitantes tornaram-se uma equipa mais perigosa e chegaria à igualdade a cinco minutos

Ribeirão continua sem perder no Passal desde a chegada de Lito Vidigal

do final da partida graças a um tento de Daniel. O conjunto orientado por Lito Vidigal esteve muito perto de conseguir os três pontos mas mantém ainda assim a invencibilidade no Passal desde a entrada do novo técnico. Esta foi uma partida muito interessante, com duas equipas com bons valores nas suas fileiras. Ambas terminaram o ano com a divisão de pontos, resultado que no cômputo geral até se pode aceitar. O Ribeirão que tinha neste jogo a possibilidade de chegar ao segundo lugar da tabela classificativa, não o conseguiu, mas uma coisa é certa ainda

falta muito campeonato e tem equipa para alcançar um lugar melhor do que aquele que ocupa neste momento.

II DI VI SÃO

Sé rie A

V

E

D

1. Desp. Chaves 16 8 2. AtlØtico Valdevez 16 9 RESULTADOS 3. Tirsense 16 9 Tirsense, 1; Uniªo Madeira, Moreirense, 0; Maria Fonte, 0 4. 1Uniªo Madeira16 9 Ribeirªo, 1; AtlØtico Valdevez, 1 Portosantense, 2; Machico,5.0 Ribeirªo 16 8 Lixa, 0; Lousada, 1 16 7 Fafe, 3; Merelinense, 0 6. Lousada 7. Maria Fonte 16 7 Desp. Chaves, 1; Camacha, 0 8. Camacha 16 6 PR XIMA JORNADA 9. Portosantense16 4 10. Moreirense 16 5 Merelinense - MoreirenseCamacha - Tirsense 11. Merelinense 16 4 Maria Fonte - Ribeirªo Uniªo Madeira - Portosantense 12. Fafe 16 4 AtlØtico Valdevez - LixaMachico - Fafe 13. Machico 16 3 Lousada - Desp. Chaves 14. Lixa 16 1

7 4 4 3 4 4 2 3 8 4 4 3 5 1

1 3 3 4 4 5 7 7 4 7 8 9 8 14

Joane merecia ter somado os três pontos

Estádio Eng. José Carlos Macedo Árbitro: José Coelho (Porto)

Amares Joane Bruno Petit Afonso Mara (65’ Filipe) André Hugo Kiwi (75’ Hélder) Ginho Zé Manel (57’ Dino) Batista Everton

Campos Álvaro Laureta André Hugo Roberto Carneiro Zé Miguel (73’ Cunha) Carlos Manuel (94’ Daniel) Luca (84’ Mocas) Capucho

Treinadores F. Nascimento

José Lopes

Golos: 14’ Luca (0-1); 69’ Everton (1-1). C artõ es Amarelos: 6’ e 60’ Carneiro; 34’ Mara; 42’ Kiwi; 65’ e 73’ Capucho; 77’ Hugo; 89’ Campos; 91’ Roberto; 93’ André. C artõ es Vermelho s: 60’ Carneiro; 73’ Capucho.

Apesar de merecerem trazer os três pontos desta deslocação a Amares, os joanenses já podem ficar satisfeitos com o ponto conquistado. A equipa de José Lopes acabou a jogar com nove unidades e chegou a estar em

vantagem no marcador. Com este resultado, Amares e Joane voltaram a empatar, desta feita com golos, depois de na primeira volta se ter verificado resultado idêntico. O Joane foi a melhor equipa ao longo dos 90 minutos e por isso não foi de estranhar que se colocasse em vantagem logo aos 14 minutos. Luca culminou uma jogada de ataque e marcou com um golo a melhor entrada dos forasteiros na partida. O Amares ainda tentou chegar à igualdade durante a primeira metade, mas os joanenses estavam em vantagem ao intervalo. A segunda parte trouxe um Amares mais afoito no ataque e a tentar tudo para igualar a contenda. O árbitro começou então a procurar algum protagonismo e à passagem do minuto 60 Carneiro viu o segundo cartão amarelo e o Joane ficou reduzido a dez unidades. A tarefa ficou então mais complicada e os locais aproveitarem bem essa situação para chegarem ao empate. O avançado Everton, muito oportuno, concluiu da melhor forma o ataque dos homens da

casa e voltou a colocar tudo na mesma. Os visitantes ainda tentaram chegar à vitória, mas aos 73 minutos Capucho viu nova cartolina amarela e deixou o Joane reduzido a nove elementos. Com menos duas unidades, a principal preocupação dos joanenses passou então a ser manter a igualdade e trazer um ponto de Amares. O empate ajusta-se aos acontecimentos, com o Joane a dominar os primeiros 45 minutos e os locais a serem melhores na etapa complementar. Se bem que a equipa de arbitragem tenha dado uma ajuda ao Amares, prejudicando os joanenses em alguns lances im-

III DI VI SÃO

Sé rie A

portantes tendo estado também mal nas expulsões dos dois jogadores visitantes. O Joane aumentou assim para três o número de jogos sem conhecer o sabor da derrota. Depois das vitórias sobre o Brito (4-0) e o Vianense (2-0), agora a equipa treinada por José Lopes conseguiu um empate a uma bola no terreno do Amares na primeira jornada de segunda volta do nacional da 3ª divisão, série A. Depois de na primeira volta se ter registado um empate sem golos, agora as duas equipas voltaram a marcar passo, dividindo os pontos em disputa. CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

1. Mirandela 14 2. Vieira 14 RESULTADOS 3. Mondinense 13 4. M. Cavaleiros 14 Vieira, 2; Morais, 1 Amares, 1; Joane, 1 Prado, 2; Marinhas, 0 Mondinense, 1; Vidago, 35. Marinhas 14 14 Brito, 1; Mirandela, 1M. Cavaleiros, 1; Bragan6.a,Amares 0 7. Joane 14 Vianense, 1; Valenciano, 2 8. Prado 14 9. Vianense 14 10. Bragan a 13 PR XIMA JORNADA 11. Valenciano 14 Joane - Mondinense Morais - Prado 12. Vidago 14 Marinhas - Brito Vidago - Macedo Cavaleiros 13. Brito 14 Mirandela - Vianense 14. Morais 14 Valenciano - Amares Bragan a - Vieira

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

F

C

P

18 20 22 28 20 14 20 21 20 14 12 14 10 7

6 8 14 13 18 13 21 19 14 14 21 20 17 42

31 31 31 30 28 25 23 21 20 19 16 15 14 4

Operário comemora 48º aniversário

Empate foi mal menor 1-1

Quanto ao trio de arbitragem não esteve nada bem, prejudicando e muito a equipa da casa.

V

E

8 9 7 6 6 6 5 5 5 4 4 4 2 1

6 0 1 4 4 2 3 5 3 5 3 5 5 4 4 5 3 6 6 3 4 6 4 6 4 8 0 13

D

F

C

P

23 21 23 22 19 10 14 13 22 13 16 13 9 8

7 12 12 20 18 12 11 17 15 13 16 14 22 37

30 28 25 21 21 21 20 19 18 18 16 16 10 3

O Operário Futebol Clube comemora no próximo domingo, 5 de Janeiro, o seu 48º aniversário. O clube famalicense preparou um programa para este dia festivo e para as 17 horas está prevista a recepção aos convidados, sendo que meia hora mais tarde realizar-se-á um jogo entre solteiros e casados. Às 19h30 começa o jantar convívio organizado pelo Operário que será servido no Salão Polivalente do Clube.

Liberdade FC reúne associados O Liberdade FC convocou todos os associados da colectividade para uma Assembleia Geral a realizar-se no dia 18 de Janeiro, sexta-feira, pelas 21h30 na sede social. A ordem dos trabalhos passará pela aprovação das contas, eleição dos novos corpos gerentes para o biénio 2008/2009 e ainda pelo tratamento de outros assuntos de interesse para o clube.


28

sport: 3 de Janeiro de 2008

futebol

Amadeu Marques assume Juniores do FC Famalicão

Famalicão está de regresso aos triunfos após bater Rebordosa (2-1)

Juventude deu frutos 2-1 Estádio Municipal de Famalicão Árbitro : Renato Oliveira (Aveiro)

Famalicão Rebordosa Daniel Mané Alex Gomes Martins André Francisco Zé Miguel (65’ Bessa) Ruizinho Tiririca (92’ Arantes) Santos (82’ Luís)

Ivo Cerqueira Filipe Fábio Pilhas (46’ Vez) Ita Pedro Oliveira Coluna (71’ Leal) Vitinha Jorginho Amado

Treinadores Carlos Alberto

Amadeu Marques

Amadeu Marques assumiu o comando técnico da equipa júnior do FC Famalicão, depois de António Tavares ter abandonado o cargo de treinador na passada segunda-feira. O novo técnico regressa assim a uma casa que muito bem conhece, o mesmo acontecendo com a maioria dos jogadores que fazem parte do plantel na medida em que foram campeões distritais na altura em que Amadeu Marques treinava a equipa juvenil. Depois de ter passado os últimos três anos a comandar a equipa juvenil, agora é a vez de Amadeu Marques treinar a equipa j��nior famalicense. O novo treina-

dor tem pela frente a missão da dar continuidade ao trabalho realizado por António Tavares, ou seja, manter os juniores no comando da classificação do nacional da 2ª divisão. A formação dos juniores famalicense ocupa neste momento o primeiro lugar com 35 pontos somados mais seis do que o segundo, o FC Infesta. A estreia do novo treinador vai já acontecer no próximo sábado quando a equipa se deslocar ao terreno do Clube Caçadores das Taipas, depois de ter orientado o primeiro treino na passada quarta-feira, bem como sido apresentado ao plantel dos juniores do FC Famalicão.

Jogo de futebol em Abade de Vermoim A Junta de Freguesia de Abade de Vermoim reuniu no passado fim-de-semana, num jogo de futebol, a população da freguesia. A partida decorreu no campo de treinos do Complexo Desportivo do Estádio Municipal de Famalicão e o resultado era o que menos contava. O principal objectivo da iniciativa era o convívio entre todos os participantes e isso foi garantido num final de ano festejado de uma maneira saudável.

Picas e Matos assinaram pelo Ribeirão Russo, avançado da Oliveirense, foi emprestado pelo emblema famalicense ao Laje, equipa que milita na Divisão de Honra da Associação de Futebol de Braga. O jogador, um dos reforços da equipa para a presente temporada, teve pouca utilização por parte do treinador Mário Jorge e a solução encontrada foi o empréstimo. Desta forma, Russo poderá actuar mais regularmente e regressar depois à Oliveirense. O Grupo Desportivo de Ribeirão garantiu a contratação de mais dois reforços para o sector mais recuado. Picas, defesa ex-O Elvas, e Matos, guarda-redes exFamalicão, são os mais recentes reforços dos ribeirenses, juntando-se a Paulo Benta, Bruno Pereira e Leandro. Lito Vidigal vê assim o seu grupo de trabalho com mais opções para

o ataque à segunda e decisiva fase da temporada. Picas é proveniente do último clube orientado pelo agora técnico do Ribeirão, Lito Vidigal, e ocupa um lugar no centro da defesa. Já Matos é um guarda-redes experiente que até há bem pouco tempo representava o FC Famalicão de onde saiu por ter ordenados em atraso. Matos ocupará o lugar deixado em aberto por Tiago que deixou o Ribeirão durante o mês de Dezembro. Estes dois atletas juntam-se a Paulo Benta, médio ala ex-júnior do Varzim, Leandro, ponta de lança brasileiro ex-Largatense, e Bruno Pereira, médio ofensivo ex-Portosantense. Até ao momento o Ribeirão contratou cinco reforços, todos eles já integrados nos trabalhos às ordens de Lito Vidigal.

Adriano Teixeira

Golos: 6’ Ruizinho (1-0); 57’ Santos (2-0); 59’ Cerqueira (2-1). Car tõ es Amarelos: 40’ Santos; 56’ Mané; 71’ André Francisco; 71’ Martins; 74’ Pedro Oliveira; 94’ Daniel. Car tõ es Vermelhos: Não houve.

No passado sábado, o FC Famalicão recebeu o Rebordosa no Estádio Municipal e voltou a somar os três pontos, depois de um longo jejum. Utilizando oito elementos do plantel dos juniores, os famalicenses conseguiram superiorizar-se ao adversário, tendo estado mesmo a vencer por 2-0.

A sorte esteve também do lado dos da casa, que podem agora ganhar novo ânimo para fugirem dos últimos lugares da tabela classificativa. O encontro apresentou duas equipas dispostas a amealharem os três pontos. Os visitados foram sempre muito aplicados, lutaram de princípio ao fim e acabaram por ser justos vencedores. É certo que foi preciso muito sofrimento para segurar a vantagem no marcador, já que o Rebordosa nunca desistiu de chegar ao empate. O Famalicão não poderia desejar melhor entrada no encontro, chegando à vantagem à passagem do minuto seis. O avançado Ruizinho repetiu a gracinha feita frente à Oliveirense, marcando o primeiro golo da partida. A vencer pela margem mínima, os famalicenses sentiram-se mais seguros e controlaram os acontecimentos até ao intervalo. A etapa complementar foi semelhante à primeira e o Famalicão voltou a marcar. Ao minuto 57, Santos, mostrando novamente a sua veia goleadora, fez o 2-0 e no Municipal acreditava-se cada vez mais no triunfo. O segundo golo teve o con-

dão de acordar os visitantes e a reacção chegou dois minutos depois. Cerqueira reduziu a desvantagem e colocou a incerteza quanto ao vencedor da contenda. O Rebordosa melhorou bastante, começou a criar mais problemas para a baliza de Daniel, que com alguma sorte à mistura manteve as suas redes invioláveis. No seu segundo jogo como treinador principal do Famalicão, Carlos Alberto conseguiu quase que uma proeza ao levar a equipa aos três pontos. Os famalicenses já não venciam desde a quarta jornada, altura em que ganharam ao Pedras Rubras por 2-0. Desde o dia 30 de Setembro que a equipa não festejava uma vitória e agora poderá ganhar novo fôlego para sair da parte baixa da classificação. Apesar de ter somado a segunda vitória no campeonato, o Famalicão continua na penúltima posição, com mais três pontos do que o lanterna vermelha, o Maia. Agora o Pedras Rubras está a quatro pontos de distância e o Oliveira do Douro a sete. Na próxima jornada, a formação orientada por Carlos Alberto vai até ao terreno do Padroense.

Oliveirense sofre derrota mais pesada da temporada

Tarde para esquecer 3-0 Estádio da Parteira Árbitro: Iancu Vasílica (Vila Real)

A. Lordelo Oliveirense Adriano Jorginho Filipe Maia André Montenegro Nando (82’ Leal) Biscoito Nakáta (84’ Luís) Pedrinho Poeira

Fernando Jorge Zé Pedro Soares Paulinho (45’ João Dias) Ricardo Meira (45’ P. Fidalgo) João Cruz Carvalhinho Jorge Miguel Leal (85’ Mário) Vítor Hugo

Treinadores José Augusto

Mário Jorge

Golos: 28’ Biscoito (1-0); 75’ Nando (2-0); 82’ Nando (3-0). Car tõ es Amare los: 48’ Biscoito. Car tõ es Vermelhos: Não houve.

No primeiro jogo da segunda volta, a Oliveirense perdeu no reduto do Aliados de Lordelo por expressivos 3-0, mas manteve a segunda posição no campeonato. Depois de na primeira volta da competição os famalicenses terem vencido o Aliados pela margem mínima, agora foi a vez dos homens da casa se superiorizarem. O resultado acaba por ser excessivo face sobre-

tudo àquilo que a equipa de Mário Jorge fez na primeira metade. A etapa inicial foi equilibrada, com as duas formações a estarem perto de inaugurar o marcador. À passagem do minuto 28, Biscoito fez a diferença ao colocar o Aliados de Lordelo na frente do marcador. Até ao intervalo a Oliveirense esteve perto de conseguir chegar à igualdade mas na hora de atirar à baliza de Adriano falhava sempre alguma coisa. No descanso Mário Jorge deixou Paulinho e Meira nos balneários, entrando para os seus lugares João Dias e Pedro Fidalgo. As alterações surtiram efeito e no Estádio da Parteira começou a sentir-se que a igualdade podia estar perto. Assim não aconteceu e em mais uma desatenção da defensiva visitante, Nando apontou o 2-0.

III DI VI SÃO

Sé rie B

Corria o minuto 75 e o jogo ficou resolvido. Ainda antes do final do encontro, o mesmo Nando estabeleceu o resultado final, aproveitando a tarde negativa da defesa da Oliveirense. Sem fazer uma exibição muito má, a equipa orientada por Mário Jorge acabou por pagar muito cara a factura de permitir demasiados espaços aos homens da casa. A falta de acerto do sector mais recuado acabou por influenciar a exibição colectiva da Oliveirense. Apesar da derrota, a mais pesada esta temporada, a formação de Oliveira Santa Maria mantém-se no segundo lugar, beneficiando do empate do Padroense no terreno do Maia. Na próxima jornada a Oliveirense recebe o Paredes e são esperadas mexidas no onze inicial. V

E

D

F

C

P

1. Amarante 14 9 2. Oliveirense14 7 Famalicªo, 2; Rebordosa,3.1 Padroense 14 7 Amarante, 3; Pedras Rubras, A. Lordelo, 3; Oliveirense, 0 1 4. Aliados Lordelo 14 6 14 6 Paredes, 0; Serzedelo, 25. S. Pedro Cova T. Moncorvo-O. Douro (susp.) 6. Nogueirense14 5 2 Maia, 0; Padroense, 0 Nogueirense, 2; S. P. Cova, 7. Serzedelo 13 6 8. Torre Moncorvo 12 5 PR XIMA JORNADA 9. Oliveira Douro 13 4 14. Maia 13 Pedras Rubras - T. Moncorvo 10. Rebordosa 13 4 Oliveira Douro - Maia 11. Paredes 1 4 8 13 4 Padroense - Famalicªo 12. Pedras Rubras 8 19 7 14 4 S. Pedro Cova - Amarante Rebordosa - Aliados Lordelo 13. Famalicªo 13 2

3 4 3 4 4 4 1 3 5 4 3 2 4

2 3 4 4 4 5 6 4 4 5 6 8 7

26 22 22 16 19 15 17 12 19 11 14 14 14

14 16 15 12 17 16 18 11 18 12 16 24 21

30 25 24 22 22 19 19 18 17 16 15 14 10

RESULTADOS

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J


sport: 3 de Janeiro de 2008 29

modalidades

Bruno Marques A freguesia de Castelões recebeu, na tarde do passado sábado, a V. S. Silvestre da Juventude, organizada pela Associação Desportiva de Castelões (ADECA), que contou com cerca de 450 participantes. O número de presenças surpreendeu a organização, que fez um balanço positivo de mais uma prova de atletismo dedicada aos escalões mais jovens. A partida e a chegada das provas correspondentes a cada um dos escalões deu-se junto ao Centro Social de Castelões e apesar de algumas quedas sem gravidade, tudo decorreu dentro da normalidade. O muito público presente em Castelões serviu ainda para abrilhantar uma festa que contou com algumas das mais importantes equipas nacionais. Para além das corridas destinadas aos mais novos, nos escalões de Minis, Benjamins, Infantis, Iniciados e Juvenis, esta S. Silvestre da ADECA contou ainda com a III Corrida Popular. As distâncias das provas variavam entre os 500 metros, para os Minis, e os três quilómetros, para os juvenis. Em termos colectivos, a ADECA, a correr em casa, conseguiu garantir o título em Minis femininos, enquanto que nos masculinos ficou na segunda posição. Quem esteve em bom nível foi o FC Penafiel, que também garantiu o primeiro lugar do pódio em termos individuais e colectivos. A organização desta V S. Silvestre da Juventude fez um balanço positivo da iniciativa, prometendo no próximo ano voltar a organizar a prova. “Foi uma maravilha”, começou por dizer Joaquim Ribeiro, presidente da ADECA, garantindo que no próximo ano se voltará a realizar “apesar de estarmos com um pouco de receio porque este ano aumentámos muito o número de participantes”. “Não queremos aumentar mais o número de atletas presentes porque somos pequenos e não temos meios para muito mais. Estamos contentes e tudo o que vier a ser melhor é bem-vindo”, concluiu. A atleta Rosa Oliveira foi, mais uma vez, a madrinha da prova, já pelo quinto ano consecutivo, e considerou a iniciativa “positiva”. “Este ano superou as expectativas porque estávamos à espera de cerca de 350 participantes e apareceram muitos mais. Espero que a prova continue a melhorar e que seja a madrinha nas próximas edições”, referiu a atleta famalicense, que também marcou presença na prova popular. Em representação da Câmara Municipal de Famalicão marcou presença o vereador do Desporto, Jorge Paulo Oliveira, que preferiu destacar o grande número de participantes e equipas. “Estiveram aqui representadas

colectividades não só do concelho, mas também muitas vindas de fora, o que revela a importância que esta S. Silvestre tem neste contexto dos escalões de formação”, declarou. Todos os atletas presentes na V S. Silvestre da Juventude tiveram direito a prémios, com as taças e as medalhas a destinarem-se aos vencedores de cada um dos escalões. A Câmara Municipal de Famalicão e a Junta de Freguesia de Castelões, entre outros, apoiaram a organização deste evento que trouxe mais uma vez o atletismo até à freguesia de Castelões.

Classifi ficcação fi fin nal Minis Masculino 1º- Ruben Sousa (FC Penafiel) Feminino 1º- Beatriz Silva (ADECA) Benjamins Masculino 1º- Jorge Moreira (FC Penafiel) Feminino 1º- Catarina Araújo (Moreirense FC) Infantis Masculino 1º- Francisco Rodrigues (GRAC) Feminino 1º- Ana Fernandes (FC Vizela) Iniciados Masculino 1º- Luís Nunes (Os 5 à Hora) Feminino 1º- Daniela Gonçalves (Assoc. Rec. Estrela Sul) Juvenis Masculino 1º- André Filipe (Liberdade FC) Feminino 1º- Sofia Almeida (FC Vizela)

III Corrida Popular Masculino 1º- Heitor Oliveira (Ciclones) Feminino 1º- Rosa Oliveira (Açoreana)

O Famalicense Atlético Clube (FAC) deslocou-se no passado sábado a Paços de Ferreira para defrontar a Juventude Pacense naquele que era considerado um jogo bastante difícil para os comandados de Carlos Silva. O resultado final foi uma vitória para a formação famalicense por quatro bolas a três, um resultado justo mas difícil. Entrou muito melhor a formação do FAC que com alguma naturalidade chegou aos 2-0. Ainda antes do intervalo a equipa da casa reduziu por intermédio de Pedro Costa, resultado com que se chegaria ao intervalo. Para a segunda parte a Juventude Pacense e logo no início chegaria à igualdade por Nuno Leal. A partir daqui o FAC acordou para o jogo e voltaria a colocar-se novamente à frente do marcador com um golo de Nuno Alves. Duraria pouco tempo porque na resposta os locais voltavam a colocar tudo na mesma. A dois minutos do final do jogo o FAC voltaria a marcar por intermédio de Ricardo Pinto, um regresso a uma casa que muito bem conhece. Este foi mesmo

o golo que deu a vitória aos famalicenses que assim regressam aos triunfos depois da derrota no dérbi concelhio com o Riba d’Ave. O FAC alinhou com: Rafael Pereira, Mauro Lima, Tiago Barbosa, André Barbosa e Miguel Soares. Jogaram ainda: Ricardo Pinto, Nuno Alves e Bruno Teixeira. J .C .

HOQUEI EM PATINS RE SUL TA DOS

Festa do atletismo em Castelões

FAC consegue vitória difícil mas justa

II Divisão

Lavra, 3; Marco, 4 Sanjoanense, 2; Carvalhos, 3 Juv. Pacense, 3; FAC,Turquel, 4 4; Limianos, 3 Folga-Pasteleira Marinhense, 3; Tomar, 6 Riba d’Ave, 5; Nortecoope, 1 Bom Sucesso, 2 Feira, 3;

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

1. Riba d’Ave 10 8 0 2 43 30 24 2. Tomar 11 7 2 2 50 34 23 3. Carvalhos 11 7 1 3 48 34 22 4. Feira 10 6 1 3 39 32 19 5. Nortecoope 11 6 1 4 41 40 19 6. Turquel 10 5 3 2 43 37 18 7. FAC 10 5 2 3 36 30 17 8. Sanjoanense 10 5 1 4 35 32 16 9. Marco 10 4 2 4 23 26 14 10. Lavra 10 3 2 5 36 34 11 11. Juv. Pacense10 3 2 5 30 29 11 12. Limianos 11 3 2 6 29 34 11 13. Bom Sucesso 10 2 2 6 26 35 8 14. Marinhense 10 1 2 7 22 37 5 15. Pasteleira 10 0 1 9 15 52 1 Marco - Feira Carvalhos - Riba d’Ave FAC - Lavra Limianos - Sanjoanense Pasteleira - Juv. Pacense Tomar - Turquel Nortecoope - Folga Bom Sucesso - Marinhense PR XI MA

V S. Silvestre da Juventude da ADECA teve recorde de participantes

RAHC venceu e convenceu O Riba d’Ave Hóquei Clube (RAHC) recebeu no passado sábado a Nortecoope, em jogo a contar para a 11ª jornada do nacional de hóquei em patins, e venceu por claros 5-1. A Nortecoope ainda chegou a assustar isto porque foi a primeira equipa a marcar, mas a partir daí o RAHC acordou para uma exibição de grande nível, marcando cinco golos e deixando a equipa do Porto sem qualquer hipótese de reacção. Ao intervalo a equipa de Tó Luís já vencia por três bolas a

uma e na segunda parte marcou ainda mais dois golos, construindo assim uma vitória justa e sem qualquer contestação. Com mais esta vitória, a formação ribadavense mantémse na primeira posição da tabela classificativa agora com 24 pontos. Nesta partida a equipa do RAHC alinhou com: André Camões, André Torres, André Alves, Joel Ferreira e Hélder Gomes. Jogaram ainda: Vítor Hugo, Arnaldo Queirós e Horácio Ferreira.


30

sport: 3 de Janeiro de 2008

modalidades

Patrícia Pereira mais rápida em Gaia A atleta Patrícia Pereira, do Núcleo de Atletismo de Joane (NAJ), venceu no passado sábado, dia 29 de Dezembro, a S. Silvestre de Gaia. A corredora da equipa famalicense foi a mais rápida, superiorizando-se a Clarisse Cruz, do Sporting Clube de Portugal, e a Laura Silva, do Sporting de Braga, que fecharam os lugares do pódio, respectivamente. Como habitualmente acontece são várias as provas de atletismo denominadas por S.Silvestre que se realizam nos últimos dias do ano. Como tal, e para além da S. Silvestre em Gaia, no domingo,

dia 30 de Dezembro, foi a vez de se realizar a S. Silvestre de Ermesinde, novamente com destaque para atletas do NAJ. Na S. Silvestre de Ermesinde, Daniel Pinheiro, do NAJ, obteve o segundo lugar, logo atrás do atleta Manuel Sousa do Boavista. Para além do desempenho positivo de Daniel Pinheiro, à semelhança do que já havia acontecido na 35ª S. Silvestre de Requião, outro atleta do NAJ conseguiu destacar-se em Ermesinde. Delfim Conceição conseguiu classificar-se em quarto lugar nesta mesma S. Silvestre.

ARCA segue em frente na Taça de Portugal A equipa da Associação Recreativa e Cultural de Antas (ARCA) garantiu, no passado sábado, a passagem à terceira eliminatória da Taça de Portugal em futsal, depois de ter vencido a equipa da Casa do Benfica de Paredes por 6-4. A partida realizou-se no Pavilhão Municipal das Lameiras e a equipa orientada por Hélder Soares venceu com justiça e, por isso, segue em frente na competição. Na zona Norte os resultados da segunda eliminatória foram

os seguintes: Freixieiro 10-4 Juvenorte; Boticas 5-4 Junqueira; Lamas 2-3 Nogueirense; Alpendorada 4-5 Fundão; ARCA 6-4 Casa Benfica Paredes; Lameirinhas 7-8 Boavista (nas grandes penalidades); Araucária 7-5 Amanhã Criança; Mogadouro 5-6 UTAD (nas grandes penalidades); Santa Luzia 2-3 Casa Benfica Barcelos; Merelinense 11-10 Rio Ave (nas grandes penalidades); Piratas Creixomil 1-3 D. João V; Covão Lobo 7-6 Miramar; Beira-Mar 4-3 Cernache.

Rosa Oliveira ganhou S. Silvestre em Braga A atleta famalicense Rosa Oliveira, da equipa Açoreana, garantiu o triunfo na 32ª S. Silvestre da cidade de Braga que decorreu na passada quinta-feira. Rosa Oliveira cortou a meta isolada, depois de percorridos os sete quilómetros que compunham a prova, garantindo a vitória no escalão de seniores femininos. Ao todo foram cerca de 200 os atletas que marcaram presença na S. Silvestre bracarense.

Clio Break brilha em Frankfurt A Renault escolheu o Salão de Frankfurt 2007 para apresentar o Clio Break. Seguindo as linhas do protótipo Clio Grand Tour Concept e com as principais características da família Clio III, a nova aposta da marca combina elegância e dinamismo. É um veículo compacto, Renault apresentou Clio Break em Frankfurt com um volume útil generoso, de onde se destaca a grande bagageira. Promete conquistar o segmento B do mercado automóvel europeu e estará disponível a partir do início de 2008. A versão Break tem 4,2m de comprimento e 2,575m de distância entre eixos (a mesma que na berlina). No exterior, o design assemelha-se ao dos restantes veículos da gama, apresentando uma dianteira proeminente, que, com o óculo traseiro inclinado, forma um todo harmonioso. O interior, bastante amplo, provoca uma sensação de espaço e de luminosidade graças ao tecto panorâmico eléctrico de 1.29m x 0.86m. Mas a grande novidade está na bagageira, com 439 dm³. Uma das maiores da sua classe, oferece mais de 50% de volume que o Clio III tendo aumentado 151 dm³. Utilizando a plataforma B, nascida da aliança Renault-Nissan, conta com um total de quatro motorizações a gasolina (1.2 16v 75 e 80 CV, TCE 100 CV e 1.6 16v 110 CV) e três a diesel (1.5 dCi 70 CV, 85 CV e 105 CV). Segundo as primeiras informações divulgadas pela marca, a nova carrinha aposta no conforto, economia e ecologia.

Louro empata em Santa Eulália O Grupo Desportivo de Louro empatou a uma bola no passado domingo no terreno do Santa Eulália. A partida estava em atraso da 2ª jornada do campeonato distrital da Divisão de Honra, com os vizelenses a chegarem a estar na frente do marcador, mas no último minuto de descontos os famalicenses estabeleceram a igualdade. O golo do empate surgiu por intermédio do avançado Urias que entrou nos minutos finais da partida, oferecendo um ponto à sua equipa com um golo de belo efeito. Já o tento dos locais foi apontado por Miguel António à passagem do minuto 65. Com este ponto precioso no último jogo do ano de 2007, o Louro colou-se ao Ale-

grienses no sexto lugar do campeonato, com 17 pontos. Já o Santa Eulália continua atrás da formação orientada por Carlos Rego, ocupando o oitavo lugar com menos um ponto do que os famalicenses. Sob arbitragem de Paulo Almeida (Braga), auxiliado por Paulo Vieira e António Carvalho, o Santa Eulália alinhou com: Alfredo, Fausto, Luís Carlos, Valete, Benito, João Leite, Miguel António (70’ Célio), Óscar (53’ Joel), Carneiro, Nelson (82’ Tiago) e Carlitos. Já o Louro jogou com: João, Postiga (82’ Urias), Nuno Filipe, Tó, Bi, Ligeiro (68’ Antunes), Miranda (59’ Nuno), Barreiras, Luís Carlos e Rochinha.

Russo emprestado ao Laje Russo, avançado da Oliveirense, foi emprestado pelo emblema famalicense ao Laje, equipa que milita na Divisão de Honra da Associação de Futebol de Braga. O jogador, um dos reforços da equipa para a presente temporada, teve pouca utilização por parte do treinador Mário Jorge e a solução encontrada foi o empréstimo. Desta forma, Russo poderá actuar mais regularmente e regressar depois à Oliveirense. Depois da entrada de Vítor Hugo para a frente de ataque da equipa de Oliveira Santa Maria, para colmatar a ausência por lesão de Pedro Carvalho, esta é a segunda mexida ocorrida no plantel da Oliveirense durante o mercado de Inverno. Mário Jorge não deverá receber mais reforços para além de Vítor Hugo, assim como não deverão acontecer saídas.


sport: 3 de Janeiro de 2008 31

lazer

Cinema Jogos de Poder Carneiro

21/03 a 20/04

Balança

24/09 a 23/10

Número da Sorte: 65

Número da Sorte: 35

Carta Dominante: Ás de Ouros, que significa Harmonia e Prosperidade. Amor: Conviva mais com os amigos e esforce-se para travar conhecimentos. Saúde: Período propício a uma consulta de oftalmologia. Dinheiro: Evite faltar a reuniões de trabalho. A sua presença será importante para desenvolver um projecto. N úm eros d a Sem an a: 10, 4, 5, 45, 2, 6

Carta Dominante: Rainha de Paus, que significa Poder Material e que pode ser Amorosa ou Fria. Amor: Confie mais na pessoa que tem a seu lado. Saúde: Tendência para apanhar uma grande constipação. Agasalhe-se bem. Dinheiro: Não se deixe abater por uma maré menos positiva nesta área. Números da Semana: 9, 6, 3, 2, 25, 45

Touro

21/04 a 21/05

Escorpião

24/10 a 22/11

Número da Sorte: 16

Número da Sorte: 9

Carta Dominante: A Torre, que significa Convicções Erradas, Colapso. Amor: Cuidado para não magoar os sentimentos de uma pessoa que lhe é querida. Meça as suas palavras. Saúde: Tendência para andar um pouco descontrolado. Tente relaxar. Dinheiro: O seu esforço no trabalho poderá vir a ser recompensado. Acredite mais nas suas potencialidades. Números da Semana: 3, 36, 6, 9, 8, 5

Carta Dominante: O Eremita, que significa Procura, Solidão. Amor: O encontro com um desconhecido e uma insinuante troca de olhares podem ser o ponto de partida para algo muito prometedor. Saúde: Cuidado com as correntes de ar. Dinheiro: Poderá precisar da ajuda de um colega para finalizar uma tarefa . Números da Semana: 2, 25, 14, 17, 18, 19

Gémeos

22/05 a 21/06

Sagitário

23/11 a 22/12

Número da Sorte: 18

Número da Sorte: 8

Carta Dominante: A Lua, que significa Falsas Ilusões. Amor: Poderá enfrentar um desentendimento com um amigo especial. Saúde: Controle as suas emoções e procure ser racional. Não se preocupe tanto com aquele problema que o tem vindo a afectar. Dinheiro: O seu orçamento poderá sofrer um acréscimo significativo. Números da Semana: 2, 4, 1, 15, 14, 18

Carta Dominante: A Justiça, que significa Justiça. Amor: Poderá encontrar um amigo que já não via há muito tempo. Saúde: Procure não abusar em refeições muito condimentadas. Dinheiro: Não influencie as ideias dos outros. Permita que cada um pondere por si. Números da Semana: 6, 45, 40, 20, 30, 4

Caranguejo

22/06 a 22/07

Capricórnio 23/12 a 20/01

Número da Sorte: 27

Número da Sorte: 42

Carta Dominante: 5 de Paus, que significa Fracasso. Amor: Modere as suas palavras pois pode magoar a pessoa amada. Saúde: Procure não exagerar no exercício físico, poderá magoar os músculos. Dinheiro: É possível que durante esta semana se sinta um pouco desmotivado. Números da Semana: 10, 20, 3, 9, 41, 44

Carta Dominante: 6 de Copas, que significa Nostalgia. Amor: Período marcado pela harmonia familiar. Organize um serão diverti do em sua casa. Saúde: Tendência para problemas de estômago. Cuide de si. Dinheiro: Semana propícia ao investimento. Números da Seemana: 1, 5, 45, 4, 7, 6

Leão

23/07 a 23/08

Aquário

21/01 a 19/02

Número da Sorte: 49

Número da Sorte: 59

Carta Dominante: Rainha de Copas, que significa Amiga Sincera. Amor: Lute pelo seu verdadeiro amor, não se deixe influenciar por terceiros. Saúde: Vigie a sua tensão arterial e controle muito bem a sua alimentação. Dinheiro: Procure não ser impulsivo nas suas compras, pois poderá gastar mais do que as suas possibilidades. Números da Semana: 6, 9, 7, 40, 30, 20

Carta Dominante: 9 de Espadas, que significa Mau Pressentimento, Angústia. Amor: Esteja alerta, o amor poderá surgir em qualquer lugar. Saúde: Pratique uma actividade física que lhe dê bastante prazer. Dinheiro: A sua vida profissional tende a melhorar significativamente. Números da Semana: 5, 6, 16, 14, 15, 40

Virgem

24/08 a 23/09

Peixes

20/02 a 20/03

Número da Sorte: 61

Número da Sorte: 4

Carta Dominante: Valete de Espadas, que significa Vigilante e Atento. Amor: Seja mais carinhoso com a sua cara-metade. Os actos de ternura são importantes para revigorar a relação. Saúde: Evite enervar-se em excesso. Dinheiro: Cuidado com os gastos supérfluos. Números da Semana: 22, 5, 41, 14, 12, 21

Carta Dominante: O Imperador, que significa Concretização. Amor: Período favorável à conquista. Encha-se de coragem e diga aquilo que sente. Saúde: Cuidado com alergias, pois o seu sistema respiratório poderá estar muito frágil. Dinheiro: Seja ousado e não hesite em revelar as suas ideias criativas. Números da Semana: 20, 10, 3, 6, 45, 44

“Jogos de Poder” (“Charlie Wilson’s War” no título original) é a extravagante história verídica de como um congressista, que gostava de passar um bom bocado; uma VIP de Houston, que adorava uma boa causa; e um agente da CIA, que adorava uma boa luta, conspiraram para levar a cabo a maior operação secreta na história. Os actores Tom Hanks, Julia Roberts e Philip Seymour Hoffman, juntaram-se para transportar para o grande ecrã o livro best-seller de George Crile. Charlie Wilson (Hanks) era um congressista solteiro do Texas, cuja personalidade amiga da boa vida mascarava uma astuta mente política, um profundo sentido de patriotismo e compaixão pelas vítimas de injustiça. No início dos anos 80, com o avanço da invasão russa, essa vítima era o Afeganistão. Amiga de longa data de Charlie, Joanne Herring (Roberts), era uma das mais abastadas mulheres do Texas e fervorosa anti-comunista. Convicta que a resposta americana à invasão do Afeganistão era, na melhor das hipóteses, anémica, ela incitou Charlie a oferecer aos Mujahideen – os lendários combatentes pela liberdade naquele país – o que mais ninguém podia garantir: fundos seguros e armas para erradicar os agressores soviéticos da sua terra. Juntos, Charlie, Joanne e Gust viajaram pelo mundo para formar uma improvável aliança entre paquistaneses, israelitas, egípcios, legisladores e uma dançarina de dança do ventre. O seu sucesso foi notável.

Música Amy Winehouse - Back to Black - The Deluxe Edition 2007 viu Amy consagrar-se como uma das maiores estrelas mundiais, tanto comercialmente como no que respeita à crítica que unanimemente a idolatra. Ainda com "Back to Black" nos tops de todo o mundo, quase um ano depois de ter sido editado originalmente, é editado uma edição de luxo.Para além do disco original, de um booklet com fotos e letras, esta edição contém um segundo disco com oito temas, incluindo o single "Valerie", a cover dos Zuttons que Amy interpretou para o álbum de Mark Ronson. Com mais de cinco milhões de álbuns vendidos até à data, este será um novo fôlego para o Natal de Amy Winehouse, numa altura em que se encontra já à venda o seu dvd ao vivo.

Livro “A Mulher Certa” de Sandor Marai Em Budapeste uma mulher conta a uma amiga como descobriu o adultério do seu marido. Por outro lado, um homem confessa a um amigo como abandonou a sua mulher por outra, e uma terceira mulher revela ao seu

amante como se casou com um homem endinheirado para sair da pobreza. Três vozes, três pontos de vista, três sensibilidades diferentes desvendam uma história de paixão, mentiras e crueldade.

Telefones úteis

Farmácias de serviço e reforço Famalicão Barbosa: Rua Santo António, Tel. 252 311 265 Calendário: Rua da Liberdade, Tel. 252 378 400/1 Cameira: C. Mouzinho Albuquerque, Tel. 252 323 819 Central: Praça D. Maria II, Tel. 252 323 214 Nogueira: Av. Marechal H. Delgado, Tel. 252 310 607 Valongo: Rua Adriano Pinto Basto, Tel. 252 323 294

Vale do Ave Almeida e Sousa: Covas - Oliv. Stª Maria - Telf. 252 931 365 Bairro: Av. Silva Pereira, Telf. 252 932 678 Faria: Estrada Nacional 310 - Serzedelo - Telf. 252 532 346 Delães: Portela - Delães - Telf. 252 931 216 Riba de Ave: Av. Narciso Ferreira, Telf. 252 982 124

Serviço de disponibilidade Gavião - Ed.S. Vicente - Picoto - Telef. 252 317 301 Paula Reis: R. José Elisio Gonçalves Cerejeira, nº 629 Calendário - Tel. 252 378 057

Concelho Estação: Largo da Estação - Nine - Telf. 252 961 118 Maceiras: Louro - Telf. 252 310 425 Marinho: Edif. S. José - Estalagem - Telf. 252 921 182 Marques: Largo da Igreja - Fradelos - Telf. 252 458 440 Martins Ventura: R. C. Cerejeira - Lousado - Telf. 252 493 142 Oliveira Monteiro: Largo Igreja - Cabeçudos - Telf. 252 331 885 Pedome: Av. S. Pedro, 1139 - Pedome - Telf. 252 900 930 Pratinha: Largo do Cruzeiro - Cavalões - Telf. 252 375 423 Ribeirão: Largo de Bragadela - Ribeirão - Telf. 252 416 482 Santiago da Cruz: Vale S. Cosme - Telf. 252 911 123 Arnoso: Av. Joaq. Azevedo - Arnoso Sta. Maria - Telf. 252 916 612

Janeiro Quinta, 3 Sexta, 4 Sábado, 5 Domingo, 6 Segunda, 7 Terça, 8 Quarta, 9

Se r viço Nogueira Valongo Barbosa Cameira Central Calendário Nogueira

Quinta, 3 Sexta, 4 Sábado, 5 Domingo, 6 Segunda, 7 Terça, 8 Quarta, 9

Delães Riba de Ave Faria Almeida e Sousa Bairro Delães Riba de Ave

R ef o r ç o Cameira Central Calendário Nogueira Valongo

Horários 9h às 20h30 - Dom. e feriados - 10h às 12h30 8h30 às 20h - Sábados: 8h30 às 19h Horários 9h às 13h - 14h às 21h/ Sáb. 9h às 13h - 15h às 19h/ Dom. e fer. 10h às 12h 9h às 20h - Sáb. 9h às 19h 9h às 21h - Sáb. 9h às 20h30 - Dom. 10h às 12h 9h às 21h - Sáb. e Dom. 9h às 20h 9h às 21h - Sáb. das 9h às 20h - Dom. 9h30 às 13h 9h às 20h - Sáb. 9h às 17h30 9h às 20h - Sáb. 9h às 19h 9h às 20h - Sáb. e Dom. das 9h às 19h 9h às 20h - Sáb. 9h às 13h 8h30 às 23h - Sáb. e Dom. das 9h às 22h 9h às 20h - Sáb. das 9h às 19h

FAR MÁ CIA MA CEI RAS Aberta de segunda a sexta-feira, das 9H00 às 20H00, e aos sábados, das 9H00 às 19H00 Rua Padre Domingos Joaquim Pereira, 1086 • 4760 - 563 Louro Telef.: 252 310 425 • Fax: 252 310 434 • E-mail: farmaciamaceiras.iol.pt

1ª Repartição de Finanças 252 322483 2ª Repartição de Finanças 252 323919 Acção Social 252 301233 ACIF 252 315409 Biblioteca Municipal 252 319684 Bombeiros V. Famalicão 252 301112 Bombeiros V. Famalicen ses 252 322055 Bombeiros V. Riba de Ave 252 900200 Câmara Municipal 252 320900 Geral Número Verde 800 292827 Caminhos de Ferro 252 323289 Ca sa das Artes 252 371297 Ca sade Camilo 252 327186 Cemitério Municipal 252 319888 Central de Camionagem 252 373464 C.de Saúde Famalicão 252 313645 C. de Saúde Delães 252 907030 CI TEVE 252 300300 Con ser vatória Reg, Ci vil 252 373336 Con ser vatória Reg. Predial 252 322560 EN - Electricidade do Norte 252 374323 ESSVA 252 301720 Extensões de Saúde 252 916226 Arno so Santa Maria Fradelos 252 458061 Gondi felos 252 952139 Joane 252 990580 Landim 252 321462 Louro 252 330220 Lou sado 252 493209 Requião 252 323954 Ribeirão 252 492707 Rui vães 252 993150 Seide S. Miguel 252 323880 Vale São Cosme 252 912624 Fund. Cupertino Miranda 252 301650 GNR de Famalicão 252 501360 GNR de Joane 252 996514 GNR de Riba de Ave 252 982385 Hospital S. João de Deus 252 300800 Hospital Narci so Ferreira 252 900800 Inspecção de Trabalho 252 323041 IEFP 252 501100 Ludoteca 252 319684 Polícia Municipal 252 320999 Posto de Turismo 252 312564 Protecção Civil 252 317336 PSP 252 373375 Segurança Social 252 301230 Ser viço Águas - Avarias 252 322971 Tá xis: Famalicense 252 311642 Ta xitel 252 372724 TUF 252 310004 Tribunal Cível 252 501400 Tribunal de Trabalho 252 311691 Tribunal Judicial 252 302950 Uni versidade Lu siada 252 309200


32

sport: 3 de Janeiro de 2008

últimas

Bruni namora Sarkozy A foto do presidente da França, Nicolas Sarkozy, com a ex-modelo Carla Bruni, com quem, segundo a imprensa, iniciou um relacionamento, monopoliza todas as manchetes dos jornais franceses. Sarkozy, que este mês fará 53 anos, e Carla Bruni, de 39, foram fotografados na EuroDisney. Sarkozy divorciou-se em Outubro de sua mulher, Cecília, depois de 11 anos de casamento.

Evangelina namora com jogador Jessica Simpson a nova “Pretty Woman” Julia Roberts já tem substituta: a nova ‘Mulher de Sonho, será, ao que tudo indica, Jessica Simpson, a cantora/actriz que é também dada como certa no papel de ‘Sandy’ no remake de ‘Grease’. Ambas as notícias circulam em Hollywood, ainda sem confirmação e, no caso de ‘Grease’, acompanhada por alguma polémica. É que se ‘Grease II’, com Michelle Pfeiffer, já não foi grande coisa, muitos questionam a pertinência de se fazer um novo remake do filme. Muito mais consensual é o remake de ‘Pretty Woman ’, filme que catapultou Julia Roberts para a categoria de vedeta.

É a mais recente coscuvilhice da moda na Argentina: Marcos Angeleri, defesa dos Estudiantes, conquistou o coração de Evangelina Anderson, uma figura da mitologia. Não é que a cândida Evangelina tenha andado a espalhar, por Buenos Aires, o recente relacionamento com Marcos. Aliás, foi o próprio futebolista quem se fez notar ao comparecer na estreia do mais recente espectáculo da actriz, por quem esperou, no fim, para uma congratulação muito especial.


OP 5C