Page 1

ANO 13 / Número 211 / 1a edição de Janeiro de 2011 / New York - USA

Temos um passado a recordar; um presente, a viver e um futuro a construir! Olhamos o passado com gratidão; o presente com realismo; e o futuro com esperança. Devemos assim agir como Igreja, como família e como indivíduos.


02

ONDE ESTIVER UM BRASILEIRO, ALI ESTARÁ O MENSAGEIRO!


ONDE ESTIVER UM BRASILEIRO, ALI ESTARÁ O MENSAGEIRO!

7 03

EDITORIAL Ao relembrar este ano que passou, por que não escrever os acontecimentos

Retrospectiva Expediente: Autor & Editor: Helio Dos Santos Filho

Deus esteve presente.

Design Gráfico: Carlos Fernandes Correção: Dora Garcia Relações Públicas: Jandir Silva Colunistas: Aloísio Campanha Atilano Muradas Clícia Santos Eli de Oliveira Fernandes Elizabete Bifano Estevão Fernandes Fátima Melo Flávia Martins Gersonita Malafaia Gilson Bifano Guilhermino Cunha Irland Pereira de Azevedo Ivonildo Teixeira Jandir Silva Jeremias Silva Jorge de Oliveira Bezerra Jota Moura Lécio Dornas Marcos Roberto Nascimento Moisés Apsan Moura Gonçalves Nélio da Silva Renato Rubim Reuel Pereira Feitosa Ricardo Gondim R.R. Soares Theodomiro José de Freitas Vitor Hugo Mendes de Sá Sites que colaboram: Chamada da Meia Noite Maná da segunda Portal da Família

Busque uma Bíblia e leia o Salmos 77 - 1 a 14,

Recebi esta mensagem Será que um acontecimento inesvia internet e quero compartilhar com você, leitor Muito boa esta mensagem amigo. interior: Deus não esteve Deus esteve com você é que você está vivo agora Ele, Deus quer permanecer Os eventos mais surpreen- (Salmo 77:11).

Deus que operas maravilhas e,

Cartas ao Editor Helio dos Santos Filho

O Mensageiro7 newspaper is a biweekly publication in Portuguese. Reproduction in whole or in part without permission is

38-05 Broadway St. Suite 200B, Astoria NY 11103

Tel: (347) 239.6700 / (347) 895.9251 website: www.omensageiro7.com e-mail: omensageiro7@aol.com ©2009 by Santos Production All Rights Reserved Sites que colaboram conosco:

ENCORAJAMENTO CHAMADA CBMC BRASIL PORTAS ABERTAS ATLETAS DE CRISTO CLICK FAMÍLIA

Os artigos, mensagens e estudos publicados neste Jornal, por cada autor, Jornal.

Helio Dos Santos Filho

Português.


04

7

ACONTECEU

Posse do novo pastor titular da Brazilian Missionary Church em Astoria New York

A cerimônia de posse foi conduzida pelo Pastor Geff Getz , Superintendente Regional da American Missionary Church, com a presença de membros da igreja, De origem Norte Americana, com pastores e convidados. uma larga experiência no campo missionário, casado com a Sra. Perguntado por esse jornal, se já Miriam Steele, além de ter exer- era hora da Brazilian Missionary cido seu ministério em outros pa- alargar os espaços de suas teníses, também esteve no Brasil e das, o Pr. Gerald assim se expressou: Portugal por longos anos. Tomou posse no dia 12 de Dezembro de 2010 o novo pastor da Brazilian Missionary Church, Pastor Gerald Steele.

“Não há dúvida quanto a isto, pois vejo em nosso redor milhares de pessoas que não conhecem o nosso Jesus. A nossa visão não será apenas para os brasileiros, mas também de alcançar pessoas de outras nações dentro da área de Astória, adjacências e mais além”.

Parabenizamos o novo pastor assim como os membros da Brazilian Missionary Church pelas bênçãos que Deus certamente está

derramando sobre o seu povo. A Brazilian Missionary Church

Presbítero, Jandir Silva Relacões públicas do Jornal O mensageiro7


ARTIGO

7 05

No limiar de um novo ano, é bom -

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

Continua na página 6


06

ARTIGO & MENSAGEM

7

Continuação da página 5 O mundo está muito doente e prestes a entrar em estado terminal. Nunca se precisou tanto da união de todos. Necessitamos nos despir de nossos orgulhos nacionalistas, nossos preconceitos ideológicos, nossos medos religiosos e trabalhar para entregar um mundo melhor para a próxima geração. As mensagens que se ouvem dos púlpitos continuam exageradamente espiritualizadas, transferindo para o sobrenatural decisões humanas. As expectativas geradas pela relação dos crentes com Deus são ensimesmadas e burguesas. A comunidade evangélica brasileira não pode enterrar a cabeça diante da urgência da hora. O novo ano está próximo e mais uma vez precisamos agir como astros e luzeiros no meio de uma geração corrompida e perversa. Soli Deo Gloria.

“... porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro.”(Filipenses 1:21) cou mais difícil de ser vivida na sua plenitude. Vida plena é quando o equilíbrio fundamental, a razão de existir, é vivido com clareza e profundidade. Isto está ligado aos relacionamentos, aos sentimentos e as atitudes. Estamos inseridos em um universo múltiplo e dinâmico, que está em constante mudança por causa da tecnologia. A revolução tecnológica está acabando com as relações humanas e as formas de amar entre um homem e uma mulher, entre os entre os amigos. Os relacionamentos hoje na sua maioria são entre o ser humano e uma máquina. O tempo que deveria ser gasto para fortalecer um relacionamento, para iniciar uma amizade, para estabelecer pontes é investido

no computador e não ao próximo, na realidade o nosso próximo é a máquina. Pagamos o toll (pedágio) automaticamente, lavamos a roupa, fazemos transações bancárias, colocamos gasolina no carro, e quantas vezes nem abrimos a boca, mas temos que saber apertar botões. Daqui a alguns dias não vai ser necessário aprender a falar e sim a usar teclados. No lar é que isso deve ser ensinado. O diálogo é fundamental. No interior do Brasil há um ditado que “tudo bem conversado sai barato”. Estamos perdendo muita coisa por causa do silêncio em respeito a máquina. Não temos mais aquele sentar junto para tomar um café, comer um doce, e “botar”a conversa em dia. Em detrimento da falta de comunicação, os sentimentos passam forma de compromisso pela menti-

ra que vivemos. O exemplo bíblico para isso foi quando Jesus perguntou a Pedro: Amas-me? Pedro respondeu: Senhor, tu sabes que eu te amo. Mas a resposta de Pedro não era o tipo de amor que Jesus esperava de Pedro. Por não haver comunicação com o Pai Celestial o nosso sentimento para com Ele não por isso o nosso tipo de amor por Cristo é descompromissado. Jesus disse que veio para que tivéssemos “vida em abundância”, mas os tempos modernos têm tirado de cada um de nós, a vida que vale a pena ser vivida. Vida de pecados deixados para trás, vida de amor, de contrição e de louvor. A proposta é que as nossas atitudes sejam de um tipo de gente que sabe o que é viver, porque já não vive mais o nosso “eu” e a vida que Deus, o qual nos amou profundamente e se entregou a si mesmo por nós. Isso transcende a modernidade, porque Ele é antes de todas as coisas e quer que cada um de nós possa viver a vida de uma tal maneira que alcancemos corações sábios.


DISCIPULADO O grande problema é que muita gente desiste de esvaziar o copo antes mesmo de tentar. Isso nos faz perceber que o fracasso não está do lado de fora, como pensa a maioria das pessoas, mas vive dentro daqueles que ousam tentar. Sei que falar de mudança de mente soa mal para muita gente, especialmente por causa do comodismo. Levando em conta os anos que você vive do jeito como como vai sua vida. Talvez você não esteja feliz com o modo como as coisas estão indo. E, mesmo assim, não está muito interessado em ouvir falar de mudanças. Não é estranho? Esta repugnância ou forte rejeição ao ensino sobre mudança de mente se chama zona de conforto. Na verdade, o nome deveria ser zona de insegurança, de medo de baixa auto-estima. Isso é falta de fé! O apóstolo Paulo disse: Vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isso não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie. Porque somos criação de Deus em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou

7 07 vai, como vai, por que existe, você muitas vezes, obriga, direta ou indiretamente, esposa, es-

antes para nós as praticarmos”( Ef. 2.8-10). A fé pertence a Deus e se desenvolve no homem. Primeiro, você deve saber com certeza quem é e aceitar isso, para então liberar a ação decorrente da fé. O primeiro alvo da fé é você e, logo depois, seu conceito de fé em relação a Deus acontece naturalmente, porque a fé pertence a Deus e Nele não há limitações. Quando você se dispõe a sair da zona de conforto, o grande milagre começa acontecer. Essa é a hora em que você começa a mudar de nivel. É somente quando temos coragem de sair desse lugar cômodo que desenvolvemos um relacionamento satisfatório com o Espírito de Deus que habita em nós. O próximo passo é trabalhar a auto-estima. Muita gente se acha incapaz de fazer aquilo que Deus lhe determinou fazer. Isso ocorre

porque a pessoa não se aceita e, em consequência, não se aceita o chamado ou propósito de Deus, rejeitando automaticamente a ação da fé. Um dos grandes segredos do sucesso está em conhecer o manual do nosso fabricante, a Bíblia, com sua mensagem atual, direta, verdadeira e objetiva.. Ela diz quem somos, como somos, o que Deus quer de nós e como poderemos alcançar isso. Imagine o que seria de um piloto que não conhecesse o manual da aeronave, os procedimentos de vôo e o destino. A honesta companhia que o contratou avisa você, na sala de espera do aeroporto, que esse será o piloto do vôo no qual você está prestes a embarcar. Você Vai? a resposta é óbvia. Pois bem, quando você vive na zona de conforto é exatamente isso que acontece. Sem saber quem você é, para onde

ovelhas e empregados a voar com você para sabe-se lá onde, para o caos, para lugar nenhum, para o nada. O sábio rei Salomão disse: “Eu, a sabedoria, moro com a prudência e tenho o conhecimento que vem do bom senso”) Pv. 8,12) Josué o grande general, o conquistador da antiga Jericó, recebeu de Deus um tremendo ensinamento sobre como trilhar a jornada do sucesso: “Não deixe de falar as palavras deste livro da lei e de meditar nelas de dia e de noite, para que você cumpra tudo o que nele está escrito.. Só então os seus caminhos prosperarão, e você será bem sucedido”( Js. 1.8). É somente por meio desse contato estreito e constante com o Manual que entendemos o propósito pelo qual nascemos e a nossa alma conectada ao Espírito de Deus, falando a mesma linguagem, com fé ativa, experimenta o poder Daquele que é capaz de Continua na página 8


08

7

DISCIPULADO & MENSAGEM

Continuação da página 7

com mais paixão pelos perdidos.

tudo o que pedimos, ou pensamos, de acordo com o Seu poder que atua em nós. ( Ef. 3.20) .

Será que ainda há quem duvide de que o inimigo está decidido a impedir que os membros da Liberdade ateiem fogo no gelo de vidas acomodadas? Se os verdadeiramente abrasados nesta semana com a CLÍNICA PONTE DA FÉ mantiverem-se apaixonados por Jesus e pelo evangelismo pessoal, colocaremos em prática naqueles que Deus puser em nosso caminho, os passos representados nas letras que formam a palavra P.O.N.T.E. Daí: pessoas se converterão todos os dias, serão discipuladas na EBD e nos Pequenos Grupos, batizadas

Eu sei que não temos o hábito de ler manuais, mas isso deve mudar. Se você ler a Bíblia, sua vida sofrerá grandes mudanças. Muitos não gostam de mudanças, pois elas evidentemente, podem trazer perdas - mas há tremendos ganhos e muito crescimento pela frente! O que você tem a fazer é desejar e se esforçar; comece com o que tem hoje na mão, lute, pois todo conquistador é um guerreiro, um lutador. Caso contrário, o pódio estará cada vez mais distante de você. Conheça sua natureza e ela revelará seu propósito e, então, aprenda a aprender. Mudança de mente tem de ser radical, e é algo que as pessoas ao nosso redor não podem fazer por nós. É um ato de coragem! É quebra de paradigma, é bagunça, com certeza, para sua cultura de comodismo e conforto. Mas vale a pena! Continua na próxima edição.

Pessoas se converterão todos os dias, serão discipuladas na EBD e nos Pequenos Grupos, batizadas Tim Moore, líder da equipe da Clínica Ponte da Fé, deu início à uma aula inaugural, dizendo: “Esta é a maior Clínica Ponte da Fé já realizada no mundo”. Inscreveram-se 470 pessoas, 220 das quais, membros da Líber, incluindo-se ainda dezenas de pastores e líderes de outras igrejas de São Paulo e do Brasil, para a glória de Deus! Todas as noites, no horário em que ocorria a Clínica, grupos de participantes eram enviados à rua Sto. Amaro e adjacências para o evangelismo pessoal, aplicando o método ensinado no Curso. Voltavam, dando notícias dos que acabavam de aceitar Jesus, para a alegria do auditório. Na última noite, os presentes saíram pelas ruas do centro, em grupos de três, quais tochas, como nas Olimpíadas mas, neste caso, incendiárias de Deus, levando a luz de Jesus

aos corações de transeuntes, tantos deles amargurados e cheios de medo. Testemunhar a alegria do povo de Deus, pondo em prática o método de abordagem PONTE DA FÉ, foi emocionante! Uma espécie de volta às práticas da igreja primitiva. Prezados leitores: sem uma decialmas para Jesus, de fazer um evangelismo permanente, alegre, nossas igrejas cairão nas rotinas desprovidas do compromisso com sua missão horizontal no mundo. Como, de certa maneira, diz Reinhard Bonnke que a pregação vira discursos de considerações moralistas, como se fosse “obra glacial sem faísca divina” que gere algum sinal de combustão no gelo. Nosso esforço para trazer a PONTE DA FÉ para a Igreja da Liberdade não foi pensando em que essa Clínica fosse salvadora de alguma coisa, senão uma mera ferramenta, mas que nos leva a respirar Jesus

amor. Então, começaremos a provar o que está dito em Mateus 10.8, ou seja, que os enfermos serão curados e os demônios expulsos, porque de graça daremos aquilo que de graça recebemos.Não nos limitemos à meras experiências emocionais. Não é fogo de palha! É fogo do Espírito Santo! Fogo que não se apaga, fogo como na sarça ardenque nos movamos no Espírito para assumir no mesmo Espírito as demandas do Evangelho, exatamente como ele é. Amém!


ONDE ESTIVER UM BRASILEIRO, ALI ESTARÁ O MENSAGEIRO!

7 09


10

7

ARTIGO

Leitura Bíblica: Mateus 13.47 a 58

julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás

“Então, lhes disse: Por isso, todo escriba versado no reino dos céus é semelhante a um pai de família que tira do seu depósito coisas novas e coisas velhas.” (Vs. 52)

diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.”

Posturas e atitudes quanto ao passado: o passado já passou. “Deixe o passado passar”.

da temática: “Como ser cristão-evangélico, reformado e presbiteriano nos dias de hoje.”

Vire a página. Siga em frente. Deus nos criou com os olhos no frontal do rosto, não na nuca.

Temos uma linda herança de fé, mas estamos sempre nos atualizando. Somos coerentes (ou procuramos sê-lo) com a máxima da fé calvinista de primeira

É verdade: há lições preciosas no passado; então “todo escriba versado”, aquele que se deixou discipular e está pronto para ensinar, pronto para ser mestre, é como um pai de família que tem no seu depósito coisas antigas, boas, preciosas e valiosas para quem sabe apreciá-las; e coisas

“Eclesia Reformata et semper Reformanda est” - “A Igreja reformada está sempre se reformando.”

sabe percebê-las. Pode o Senhor estar se referindo à Antiga aliança, ao Antigo Testamento e ao Novo. Convém lembrar o vinho novo em odres velhos e o remendo de pano novo em vestes velhas. Sim, há muitas lições de vida do

passado que iluminam o presente e informam o futuro. Há outras tantas coisas que precisam ser esquecidas e perdoadas: É virar a página e seguir em frente, prosseguindo para o alvo, para o

prêmio da soberana vocação em Cristo Jesus. Leia o que nos diz Santo por intermédio lo Paulo: Filipenses “Irmãos, quanto a

o Espírito do Apósto3.13 e 14: mim, não

É o “aggiornamento” (atualização) da Igreja. Ela não pode e nem deve tornar-se fossilizada. Necessário se faz extrair desta herança as boas coisas e no seu presente encontrar coisas novas e boas para construir o futuro. Continua na página 12


ONDE ESTIVER UM BRASILEIRO, ALI ESTARÁ O MENSAGEIRO!

11


12

ARTIGO

O mês de Janeiro, é assim chamado em função de uma divindade pagã da cultura greco-romana, chamado JANUS – ele tem dupla face: Uma esculpida no frontal e outra na nuca: assim ele pode olhar o ano que passou, fazer uma retrospectiva e olhar o que está chegando com uma visão prospectiva.

descartável, e nem tudo o que é novidade é bom. O grande General Mcarthur teria orado, dizendo: “Ó Deus, dá-me serenidade para aceitar as coisas que eu não posso mudar; coragem para mudar as que podem e devem ser mudadas; e sabedoria para conhecer a diferença.”

Temos um passado a recordar; um presente, a viver e um futuro a construir! Olhamos o passado com gratidão; o presente com realismo; e o futuro com esperança. Devemos assim agir como Igreja, como família e como indivídu-

nal de mais um ano! É tempo de balanço: A velocidade não nos permite parar, com freqüência, para analisar cada passo. Mas me e segura de nosso Deus. Foi bom caminharmos juntos. Alguns desistiram, mas a grande maioria chegou junto. Já estou com saudade! Mas, não sou saudosista: “A vida somente pode ser vivida olhando-se para frente!” FELIZ ANO NOVO. QUE NOSSOS SONHOS SE TORNEM REALIDADE NO ANO QUE VAI NASCER! Passe a virada do Ano de 2010 para 2011 de joelhos. Se possível, na Igreja. Deus pode. Deus quer e Deus vai abençoar a sua preciosa vida, como “nunca antes

Sören Kierkegaard; quem disse: “A vida somente pode ser entendida, olhando-se para trás; mas, somente pode ser vivida, olhando para frente.” Procure ser um escriba versado no reino dos céus, ou seja, aquele que de discípulo passou a Mestre; e que, como um bom to coisas novas e coisas velhas. Ambas são boas, porque são seletas. Nem tudo o que antigo é


DIVÓRCIO Suponha que você se encontra junto de um doente terminal: o médico diz que o que havia para ser feito para salvar a vida daquele paciente foi feito, e agora é só esperar a hora da morte. Não é verdade que mesmo com esta informação do médico, nós não “entregamos os pontos”? É ou não é ?

ros, mas este é o primeiro. Cada um tem que se concentrar na possibilidade de que as coisas podem (e devem) melhorar. Tenha sempre em mente a situação do doente moribundo que usei como introdução deste artigo. Casais à beira do divórcio têm de caminhar na direção da esperança. Há vida ? Então há esperança!

Ainda temos esperança, pela simples razão de que o doente ainda não morreu. Apesar de muito doente, ele está vivo. E enquanto há vida, há esperança!

Alimentem a esperança, os antigos sinais de cordialidade, de cuidado e atenção. Foram unidos por Deus para estar unidos no melhor e no pior, na saúde e na doença, na fartura e na escassez, no dia de sol e no dia de chuva, até que a morte os separe...

Na nossa vida de conselheiros cristãos, é maravilhoso ver que tantos casais que “quase se divorciaram” hoje têm um casado que anteriormente. É como o caso do paciente, que estando às portas da morte, experimenta um milagre da parte de Deus, e agora encara a vida com mais garra e mais “sede de viver” do que antes da doença. E é vê-lo agora correr no parque, frequentar os ambientes festivos das famílias unidas, desejoso de viver, viver, viver... Há bastantes anos atrás li na re-

13

vista “Ultimato” um artigo que me impactou profundamente, cujo título estou usando hoje. Também, tanto quanto me lembro, o autor desenvolvia, com muita clareza, “quais os caminhos que um casal á beira do divórcio pode tomar para reconstruir o casamento?” Que ferramentas emocionais

pode empregar ? “Data vênia”, dali aproveito algumas dicas e acrescento outras sobre como salvar um casamento. 1 – VEJAM ALGO DE BOM NO QUE É (ou parece ser) RUIM - É o primeiro caminho. Existem out-

2 – DE ALGUM MODO, COMPROMETAM-SE, JUNTOS, NO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO – Embora as estatísticas indiquem que é a mulher quem mais se esforça para salvar um casamento “moribundo”, a responsabilidade é dos dois. Os dois têm de assumir este compromisso. Se assim não for, os esforços de um só serão em vão. Continua na página 15


14

ONDE ESTIVER UM BRASILEIRO, ALI ESTARÁ O MENSAGEIRO!


DIVÓRCIO Continuação da página 13 3–DÊEM UM SALTO DE FÉ - Muitos casais que estiveram na beira do precipício do divórcio, têm declarado que foi uma decisão de fé tudo fazerem para salvar o casamento. Nada tinham a perder. Piorar não era possível. Por isto, só tinham a lucrar. Decidiram dar um passo de fé. Desencadearam uma série de mudanças. Conseguiram iniciar o processo de recuperação. Valeu a pena. 4–LANÇAR O DESAFIO RECÍPROCO – Depois de concordarem na recuperação, depois de concordarem que SIM, que é possível salvar um casamento à beira do divórcio, os dois deverão decidir também, deverão lançar o tecer, deverá ser para construir e não para destruir, deverá ser para benefício de ambos e da família

deve acalentar a ilusão de que você vai mudar o outro ao ponto de vir a se encaixar perfeitamente em seus padrões do certo ou errado, bonito ou feio, conveniente ou inconveniente. O amor é benigno. O amor não se extingue pelas nossas diferenças. Ele se aperfeiçoa e se completa exatamente pelas diferenças. O que seria do amarelo se todo o mundo gostasse de azul? A descoberta da diferença, e a sua aceitação, deve ser um precioso canal de comunicação. Falem das diferenças. Diga do que gosta e do que não gosta. Dos seus sonhos e expectativas. Das suas frustrações também. E depois um escute o outro expor seus sonhos também, e expectativas, e frustrações, e anseios, etc... Aceitos um pelo outro, no meio das diferenças, vocês vão longe, meus amigos!

plicada. E cria mais traumas. Refreie sua língua. Procure a ajuda de quem pode realmente servir de ajuda. Até mesmo entre pastores, nem todos são conselheiros neste nível. Seu pastor pode ser um excelente pregador, mas não ser conselheiro de gabarito para esta necessidade. Pode dominar as línguas originais da Bíblia... e não ser o conselheiro que você necessita, no momento.

7 15 diferentes. Não somos produto fabricado em série. Cada um de nós é único. Em seus defeitos e virtudes. Esta é a beleza da criação de Deus. Descubra, aceite e desenvolva em você mesmo, por você mesmo, o potencial de ajuda para eventuais traumas no casamento. Deus está com você, é claro. Você pertence-LHE.

Isto faz a diferença. Não esqueça de Deus em todos os seus projetos. Não esqueça de Deus no seu casamento. Se der a Deus “batendo na porta certa”. Não di- espaço para Ele agir no vosso vulgue sua situação pelos quatro casamento, saibam que vai acontecer com vocês o mesmo que cantos do planeta. tem acontecido com milhares de 7 – FOCALIZE A SI MESMO NO casais ao redor do mundo: PROBLEMA, E NÃO O OUTRO O “milagre” precisa acontecer. E SIM! É possível salvar um alguém tem de ser “o herói” da casamento à beira do divórcio. Há vida? Então... há esmudança, do milagre.

perança! É muito melhor substituir 6 – ENCONTREM O TIPO CERo ponto de interrogação (é 5–APRENDAM A ACEITAR AS TO DE AJUDA – possível salvar um casaLIMITAÇÕES UM DO OUTRO – car por aí comentando com os Num relacionamento, nunca ob- mento á beira do divórcio?) Você não tem obrigatoriamente que gostar de tudo o que o outro diz ou faz. E também você não

amigos “mais íntimos” os seus desacertos. Isto só complica mais ainda uma situação que já é com-

Por que não você? Porquê exigir que seja o outro a mudar, somente? teremos do outro tudo o que queremos. E isto é ótimo, pois Deus nos fez diferentes, com potenciais


16

7

ONDE ESTIVER UM BRASILEIRO, ALI ESTARÁ O MENSAGEIRO!


ARTIGO

Minha amiga, Lúcia foi uma moça de vida normal. Infância feliz no interior de Minas Gerais, pais evangélicos, equilibrados, igreja boa, cheia de atividades, vida calma. Aproveitou bem seus anos de estudo e culminou com a ida à faculdade, onde se formou. Certo dia, com 20 e poucos anos, já trabalhando como professora de Português e cheia de sonhos, Lúcia estava numa parada de ônibus. Sem saber como nem porquê, o retrovisor do ônibus acertou a sua cabeça e ela caiu. Lúcia viveu seus próximos vinte anos numa cama, vegetando, até falecer. Outra mulher que viveu em coma por mais de uma década foi a excepcional violonista e compositora Rosinha de Valença. Em 1992, uma parada cardíaca deixou-a em estado de coma até 2004, quando também faleceu. Não existe lógica humana para essas coisas. Só existem explique podem ser aceitas ou não.

7 17

parar a vida de algumas pessoas que passaram os seus últimos 20 anos vivendo, “normalmente”, sobre a terra, com a de Lúcia e Rosinha. guiram responder a essa questão, não serei eu o “Einstein” que conseguirei.

sinar tanta gente, deixou de ajudar crianças a se encontrarem com o mundo das palavras, não

Também faço parte da legião dos inconformados com esse tipo de caso, mas que respeita os desígnios divinos. Quando vejo histórias semelhantes a essas, minha questão é outra. O que poderiam ter feito essas pessoas

tudo o que planejou ler na vida, não realizou os cursos que sonhara fazer, não teve a oportunidade de retribuir seus pais que tanto a ajudaram nos estudos,

anos em coma? Sem analisar o contexto em que viviam, as situações que, por taou na sociedade, por conta de tais pessoas estarem em coma profundo, penso, exclusivamente, nelas, no caminho que teriam seguido se tal fato não houvesse acontecido. A professora Lúcia deixou de en-

Rosinha poderia ter composto tantas outras músicas, feito tantos shows, ajudado outros músicos, lheres a serem também violonistas como ela foi, poderia ter feito tanta gente feliz com a sua arte, mas, aprouve ao destino levá-la para o outro lado da história, e se juntar a Lúcia.

Sem qualquer problema de saúde, sem preocupações maiores, com todas as oportunidades pela frente, muitas optaram por estancar no tempo. Pararam de estudar, não lêem mais, não passeiam, não se engajam em qualquer movimento, e seu deus é o dinheiro, pelo qual correm atrás a vida toda, sem nunca se satisfazerem. Não se preocupam em ajudar ninguém, só a si mesmos. Reclamam de tudo e de todos. O governo não presta, o vizinho é

Uma fazendo letra e a outra fazendo a melodia.

trocam de cônjuge como quem troca de roupa, e sentam-se em frente a TV, todas as noites, pulando de novela em novela – todas iguais, diga-se de passagem – esquecendo-se que a vida passa.

Não resisto à tentação de com-

Continua na página 19


18

7

ONDE ESTIVER UM BRASILEIRO, ALI ESTARÁ O MENSAGEIRO!


ARTIGO Continuação da página 17 Não vejo diferença de uma vida assim com um estado de coma profundo. O norte-americano Terry Wallis, 42 anos, depois de vinte anos em coma, voltou a falar e recuperou os movimentos que foram perdidos, após um acidente de carro. Terry não sabe de nada que ocorreu nas últimas duas décadas, insiste que ainda tem 20 anos de idade, e se lembra apenas de situações anteriores ao acidente. Quem sabe, esse caso de Terry jogue um pouco de luz sobre a vida de quem não aproveitou bem os últimos anos da vida. Sempre há tempo para recomeçar. Que tal voltar aos 20 anos de idade e recuperar os sonhos perdidos? Que tal reconquistar o cônjuge, voltar à faculdade, sair um pouco mais para se relacionar? Pense em voltar a viajar só pra conhecer o mundo, reengajar-se num movimento, rever os amigos. Decida retornar à igreja, continuar as aulas de música, ir ao ci-

nema, fazer exercícios, ler um bom livro, tentar uma nova carreira, ter esperança na vida e nos homens, e tantas outras coisas que a maturidade e a busca pelo ando até desaparecer. Se você está entre os que estiveram em coma todos esses anos, não se desespere. Assim como aconteceu a Terry, hoje pode ser o seu dia de ressuscitar para a vida. Não perca tempo. Lúcia e Rosinha não tiveram a segunda chance que você está tendo. Deus tem um mundo lindo para lhe apresentar. Abra os olhos e aproveite!

7 19


20

FINANÇAS NA FAMÍLIA

7

A revista “Veja” de 4 de Junho de 2003 nos conta a respeito de um crime hediondo que chocou a nação brasileira, quando um engenheiro mata a tiros a sua mulher e as

rente a versão de que Wunder vivia um dra e seus familiares não conseguiam imaginar que Wunder teria assas-

“Na entrada do apartamento dos Wunder, uma cobertura de 500

último quarto e desferiu outros sete

na Barra da Tijuca, bairro de classe média alta carioca, há uma mensa-

seguida, andou até um banheiro e se suicidou com um tiro de escope-

em que se pede proteção para os moradores da casa, repleta de por-

-

terça feira, o engenheiro Waldo de Carvalho Wunder, 57 anos, assassane, 48 anos, Carolina, 22 anos, e a Mariana , 14 anos, haviam se de-

trava-se dominado por um cheiro havia um bilhete carinhoso sobre a escrivaninha, escrito por uma das -

-

Mas naquela casa vi gente como a

Tentava viver como antes, o que nanceiro, uma farsa da qual não culava com relativa desenvoltura na alta sociedade carioca e continuava comprando roupas de grife

não apenas por ter sido praticado

dos melhores colégios da cidade,

“Não me importo quando vejo um

parte de seu crânio voou 4 metros, bateu num armário e caiu no chão

Wunder matou a tiros, num total de dezoito disparos de pistola, quase Atirou cinco vezes contra a mulher

ma que nunca havia se impressiosei o dia inteiro com dor de cabeça,

primeiros tiros e o momento em que tombou, Wunder andou pouco mais

ter o padrão de consumo que um

bem sucedida e cheia de planos ta: por que? A real motivação do ato é um mistério cuja chave provavelmente foi enterrada junto com -

A mais velha fazia faculdade de odontologia, pela qual ele pagava -

Continua na página 22


ONDE ESTIVER UM BRASILEIRO, ALI ESTARÁ O MENSAGEIRO!

7 21


22

FINANÇAS NA FAMÍLIA

7

Continuação da página 20

se reerguer.

O engenheiro Waldo Wunder era conhecido por todos como um homem tranquilo e educado. Seus primeiros problemas surgiram quando a sua indústria de tintas começou a naufragar. Em 1995,

A execução da família, seguida do suicídio, gerou um rastro de perplexidade tão grande quanto a própria violência usada pelo engenheiro para atingir o seu objetivo.

pleno curso, Wunder foi sequestrado tendo que pagar 200 mil dólares aos bandidos. Wunder tentava levar a vida normal. Dois anos atrás, havia decidido investir em um novo negócio. Vendeu, por um milhão de reais, uma cobertura de frente para o mar, também na Barra da Tijuca. Investiu 600.000 reais para abrir uma franquia da grife paulista Spezzato, de moda feminina jovem. Nova decepção. Menos de um ano depois de abrir a loja, teve de desistir. Não conseguiu viabilizar o negócio. Pesavam também vários processos de cobrança de dívidas ainda por causa de sua indústria falida. Junto, os processos contra Wunder e seu ex-sócio somavam 700.000 reais, fora os acréscimos com multas e correção monetária. Wunder, antes, dono, de indústria, morava de aluguel e não conseguia

A tragédia deixa algumas perguntas sem respostas. A história estúpida que acabamos de ler, pode não ter todas as respostas que queremos, todavia, uma que precisamos, como fator relevante neste editorial, é que, por mais que tenhamos um nome consagrado da nossa família na sociedade que vivemos, ainda que tenhamos morado nos bairros mais nobres, nas melhores e maiores mansões, mesmo que tivéssemos conquistado e entrado nos carros mais famosas, e a nossa família, tivesse, chegado a um padrão de ter as jóias mais raras, as escolas da classe elitizada e o nome da família sempre saindo nas colunas sociais dos jornais famosos do Estado, e um dia, percebermos, que alguma coisa está falhando, sinalizando-nos, que será necessário, parar para uma avaliação, se até possível for, abrir mão de certo

conforto, ainda que por um tempo, casa, vale a pena.

Algumas dicas sagradas: - É melhor, morar em um lugar condomínio luxuoso, e viver num inferno de inquietação, por não ter como pagar; - É melhor, usar um carro popular, a usar um carro importado, que o destruirá por uma questão de tempo; - É melhor adiar alguns planos, a forçar situações que sepultarão, você, seus planos e os seus; - É melhor rever o padrão de vida e se possível até baixo temporariamente, a tentar manter um padrão, para não perder a pose, e acabar por perder a vida; - É melhor recomeçar um grande sonho com pequenos passos, a dar um salto maior do que a perna e não atingir lugar nenhum. - O empresário que deseja ser bem sucedido, tendo uma vida empresarial saudável, sempre que possível, precisa ver, se as suas mãos çar o chapéu onde o colocou

- Se pode comprar, compre, se não pode, nem pense em fazê-lo; se comprou, pague, pois, a Bíblia diz: senão o amor”. E, para que a vida da sua família não seja alvo de uma tragédia como essa, que parecia ser uma família feliz, o que não passava de uma grande fachada, veja, quem está no comando da sua família, quem é que está administrando os negócios de sua casa, use a transparência, nada do jogo de esquanto está entrando e quanto está do você tem que se ausentar como equilíbrio ou será necessário tomar novas medidas nas próximas ausências? Se Deus estiver no comando da sua casa, quando o cinto da economia apertar, é só olhar para cima, e clamar, “O meu socorro vem do Senhor que fez os céus e a terra”. Vede prudentemente como andam -


ONDE ESTIVER UM BRASILEIRO, ALI ESTARÁ O MENSAGEIRO!

23


24

ONDE ESTIVER UM BRASILEIRO, ALI ESTARÁ O MENSAGEIRO!

Número 211  

1a edição Janeiro 2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you