Page 1

nº 58

Boletim Informativo da Paróquia Nossa Senhora do Rosário, SJ - Maio 2011

MARIA, MÃE DAS MÃES Mês de maio, não se pode fugir ao assunto: Maria e Mães. Maria encarna em si o melhor que podemos pensar sobre as mães e o melhor do que podemos encontrar em todas as mães. Maria amou intensamente e na medida desse amor foi sua maternidade. Deu a luz o FILHO de Deus, na mais total entrega, na mais sublime renúncia a todos os planos que podia ter.

A Palestina no tempo de Maria Como vivia numa terra muito disputada, tanto política como economicamente, o povo da Bíblia sempre teve de ‘brigar’ para manter sua independência. Na época em que Maria viveu, a Palestina era dominada pelos romanos, “donos” de quase todo o mundo conhecido. O povo perdera sua independência. E, como sempre, os pobres foram o que mais sofreram. Quem tinha muita coisa, passava a ter ainda mais, ao se aliar com os dominadores. Quem tinha pouco, perdia até o pouco que tinha. E não parava por aí. A religião, as leis, muitos líderes das comunidades... estavam a serviço do poder, em detrimento do pobre, do doente, das mulheres... fazendo o povo se sentir longe de Deus. Maria vivia e sentia as conseqüências dessas situações. Era uma menina do interior, que talvez não entendesse totalmente o sofrimento, mas sabia o mais importante: que Deus nunca está longe do seu povo. Vejamos em Lucas 1,28.31, a proposta que Deus faz à Maria: O anjo entrou onde ela estava, e disse: “Alegre-se, cheia de graça! O Senhor está com você! Eis que você vai ficar grávida, terá um filho, e dará a ele o nome de Jesus.” Maria, ao entender para que Deus a chamava, não teve dúvidas: assumiu sua vocação de ser mãe do FILHO do ALTÌSSIMO. Parece tão comum casar, ter um filho, educá-

lo... Mas, Maria percebeu logo as complicações desse chamado. Pra começar, ainda não era casada. Seria discriminada como mãe solteira. E, percebia que, com o tempo viriam os sofrimentos.

A Vocação de Maria - Atenta ao chamado de Deus: Lc 1,29 - Resposta radical ao chamado: Lc 1,38 - Certeza na transformação das pessoas e da sociedade: Lc 2,46-55 - Perseverança até o fim: Jo 19,25-27 Maria é exemplo de mãe, de mulher, de esposa, de serva do Senhor. Que esse exemplo de simplicidade e espiritualidade seja seguido por cada um(a) de nós através dos ensinamentos do evangelho. A mãe de Jesus nos ensinou: “Façam o que Ele mandar” (Jo 2,5). Maria é para a Igreja motivo de alegria e fonte de inspiração. Como em Caná estava atenta às necessidades das pessoas, assim hoje ela está atenta às necessidades do povo.


Nossa Senhora de Fátima Entramos no mês de maio, mês dedicado à Maria, mãe de Jesus. Celebra-se também o mês do Rosário e comemorase o dia das mães, no segundo domingo do mês. Certamente, você já tem conhecimento de que Maria Santíssima em determinada época de nossa história, tem se manifestado à humanidade com mensagens de fé e de esperança, com algumas aparições, coincidindo com conflitos mundiais e em outros momentos conflitantes de sofrimento do povo. Assim aconteceu com Nossa Senhora do Rosário que apareceu em Fátima, Portugal, sendo denominada pela Igreja como Nossa Senhora do Rosário de Fátima. Segundo a Igreja Católica, a Virgem Maria teria aparecido repentinamente a três crianças, num vilarejo de Fátima, tendo a primeira aparição ocorrida no dia 13 de maio de 1917. Estas aparições teriam continuado durante seis meses seguidos, sempre no mesmo dia, exceto no dia 13 do mês de Agosto. Relatos dos acontecimentos nos contam que, por volta do meio dia, depois da reza do terço, as crianças teriam visto uma luz brilhante. Julgando ser um relâmpago, decidiram ir embora, mas logo, outro clarão teria iluminado o espaço, onde estavam rezando. Nessa altura, teriam visto, em cima de uma azinheira (árvore frutífera típica de Portugal), uma "Senhora mais brilhante que o sol". Segundo testemunhas da época, a Senhora disse às três crianças que era necessário rezar muito e que aprendessem a ler. Convidou-as a voltarem ao mesmo sítio no dia 13 dos próximos cinco meses. As crianças assistiram a outras aparições no mesmo local em 13 de junho, 13 de setembro. Em agosto, a aparição ocorreu no dia 19, noutro local, porque as crianças ficaram proibidas de encontrar a Virgem Santíssima, pois as autoridades da época, bem como os pais de Lúcia achavam que as crianças estavam delirando. A 13 de outubro, na Cova da Iria, no

território de Fátima, Nossa Senhora teria aparecido novamente e disse às crianças: "Eu sou a Nossa Senhora do Rosário" e teria pedido que fizessem ali uma capela em sua honra (que atualmente é a parte central do Santuário de Fátima). Estavam presentes cerca de 50 mil pessoas. Contudo, há testemunhos que afirmaram nada ter visto, e que nada se passara de extraordinário com o sol, porém testemunhas da época afirmaram que o fato não aconteceu com o sol (que ficou do mesmo tamanho), mas sim com um objeto luminoso que se destacou no céu, girando sobre si próprio e mudando de cor. Mais tarde, sendo Lúcia irmã religiosa, Nossa Senhora lhe apareceu novamente na Espanha em 10 de dezembro de 1925, em 15 de fevereiro de 1926, e na noite de 13 de junho de 1929. Ano mais tarde, nas suas Memórias, Lúcia contou, ainda que, entre abril e outubro de 1916, teria já aparecido um anjo aos três pastorinhos, por três vezes. Este anjo teria ensinado aos pastorinhos duas orações, conhecidas por "Orações do anjo", que entraram na piedade popular. Também, nas aparições do Anjo, encontramos um forte apelo à oração e ao sacrifício oferecido a Deus por amor e conversão dos pecadores.


Beatificação do Papa João Paulo II O Papa João Paulo II foi beatificado no dia 1º de Maio de 2011. O Rito de Beatificação foi presidido pelo Santo Padre, na Basílica de São Pedro, no Vaticano, no II Domingo da Páscoa - conhecido como da Divina Misericórdia, Festa litúrgica instituída pelo próprio João Paulo II. O Papa João Paulo II amava muito o Brasil e visitou nosso País por três vezes. Entre nós, ele foi carinhosamente acolhido e aclamado como “João de Deus”. A beatificação nos incentiva a aprofundar nossa vocação universal à santidade. Na sua primeira mensagem, ele convidou a todos: “abri as portas a Cristo Jesus!” Sua vida foi um testemunho eloquente de santidade, pela grande fé, amor à Eucaristia, devoção filial à Maria e pela prática do perdão incondicional. A Palavra de Deus foi por ele intensamente vivida e anunciada aos mais diferentes povos. A espiritualidade da cruz o acompanhou na experiência da orfandade e da pobreza, nas atrocidades da guerra e do regime comunista, mas principalmente no atentado sofrido na Praça de São Pedro. De maneira serena e edificante, suportou as incompreensões e oposições, as limitações da idade avançada e da doença. O mundo inteiro foi edificado pelo seu empenho em favor da vida, da família e da paz, dos direitos humanos, da ecologia, do ecumenismo e do diálogo com as religiões. Revelou-se um grande líder mundial, um verdadeiro “pai” da família humana. Pediu várias vezes perdão pelas falhas históricas dos filhos da Igreja. Ele mesmo foi ao encontro do seu agressor, na prisão, oferecendo-lhe o perdão. Pela encíclica Dives in Misericórdia e na instituição do “Domingo da Divina Misericórdia”, manifestou seu compromisso com a reconciliação da humanidade. Foi um papa missionário. Numerosas viagens apostólicas marcaram seu pontificado e incentivaram, na Igreja, o ardor missionário e o diálogo com as culturas. No Grande Jubileu conclamou e encorajou a Igreja a entrar no terceiro milênio cristão, “lançando as redes em águas mais profun-

das”. Afirmou e promoveu a dignidade da mulher; ampliou o ensino Social da Igreja e confirmou que a promoção humana é parte integrante da evangelização. Valorizou os meios de comunicação social a serviço do Evangelho. A todos cativou pelo seu afeto e sensibilidade humana; crianças, jovens, pobres, doentes, encarcerados e trabalhadores foram seus preferidos. O Papa João Paulo II estimulou, especialmente, as vocações sacerdotais, religiosas e missionárias. Aos sacerdotes dirigiu, todos os anos, na QuintaFeira Santa, sua Mensagem pessoal. Leigos e consagrados foram valorizados e encorajados nos Sínodos a eles dedicados, para promover sua dignidade, vocação e missão na Igreja. Convidamos, portanto, todo o povo a louvar e agradecer a Deus pela beatificação do Papa João Paulo II. “O Brasil precisa de santos”, proclamou ele na beatificação de Madre Paulina. Sensibilizados por essas palavras, confiamos à sua intercessão a santificação da Igreja e a paz no mundo. Fazemos votos de que seu testemunho e seus ensinamentos continuem a animar a grande família dos povos na construção de uma convivência justa, solidária e fraterna, sinal do Reino de Deus, entre nós.


Nossa paróquia recebe mais um padre Neste mês, Deus nos concedeu um presente inestimável: nossa paróquia recebeu mais um sacerdote! Ele se chama Pe. David Bruno Goedert, vai morar na casa paroquial, trabalhará durante o dia no Tribunal Eclesiástico e auxiliará no atendimento às comunidades de nossa paróquia nos finais de semana. O Pe. David, nasceu no dia 27 de setembro de 1961 em Lages (SC). Foi ordenado no dia 03 de dezembro de 1988 na Paróquia Nossa Senhora do Rosário em Lages (SC). Recentemente exerceu seu ministério como Reitor do Seminário Propedêutico em Lages. Acolhemos com alegria o Pe. David, como um dom de Deus para todos nós!

Candidato a Escola Diaconal Noticiamos com toda satisfação e carinho que a nossa Paróquia enviará para a Escola Diaconal São Francisco de Assis um candidato escolhido pelo Pe André e aceito pelas nossas lideranças. O seu nome é Jucélio dos Santos, o qual pertence mais precisamente à Comunidade de São Cristóvão, embora, quando chamado ou solicitado faz um atendimento paroquial. Sabemos que outros homens de boa vontade de nossa Paróquia teriam DATA

HORA

ATIVIDADE

LOCAL

04

20h

Reunião Ação Social

Matriz

07

AGENDA PAROQUIAL DE MAIO

condições espirituais, de trabalho e de liderança, bem como maturidade suficiente para "fazer" uma Escola diaconal, porém deixamos a providência divina operar sobre as nossas decisões e houvemos por bem escolher esta pessoa, digna de toda a nossa confiança e respeito. Assim, o chamado de Deus recaiu sobre o Jucélio e, com dignidade e humildade aceitou. Que Deus derrame sobre ele suas copiosas graças.

Jantar Dançante dia das Mães

Matriz / Roçado

12

20h

Reunião do dízimo

Matriz

18

20h

Reunião Administradores Econômicos

Matriz

19

20h

Reunião da Equipe de Administração Paroquial

Matriz

19 e 20

20h

Encontro de pais e padrinhos

Matriz

21

13:30h

Encontro de pais e padrinhos

Roçado

21

15h

Encontro da Pré-Catequese

Matriz

25

19:30h

Reunião da equipe de Liturgia

São Cristovão

26

20h

Reunião do CPC da Matriz

Matriz

28

15h

Reunião de Liturgia

Matriz

29

14h

Encontro Paroquial do Apostolado da Oração

Matriz

29

15h

Bingo da Catequese Eucaristia e Crisma

São Cristovão


MAIO 2011  

Edição de Maio de 2011 do Informativo da Paróquia NSra do Rosário

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you