Issuu on Google+

Paróquia Nossa

Senhora Aparecida Jardim São Paulo

Ano III - Edição nº 32 - Dezembro de 2010 - Distribuição Gratuita - Mensal

Editorial

O que você faria se pudesse prever o futuro?

E

stamos na iminência de festejarmos mais um final de Ano, e nossos olhares se lançam para o futuro que virá com a próxima temporada.

Junto com os nossos olhares vem nosso desejo de viver tempos melhores, esquecendo um possível passado que não deixou saudades. Devemos nos preocupar com o futuro, e muitos até gostariam de mudá-lo, mas para isso é preciso olhar o presente e perguntar como ele está. Aparentemente o presente não está tão ruim, pois hoje é mais fácil viver do que anos atrás. As classes menos privilegiadas deram um salto qualitativo, basta ver que nas comunidades carentes a maioria das pessoas tem recursos modernos: celulares de última geração, TV de LCD, internet e outros que antes seriam inimagináveis. De um modo geral, o mundo de hoje é diferente do de antes, tanta tecnologia permite muitas facilidades. Tudo está apenas a um “clique”. Uma música, uma leitura, uma prova ou um trabalho de escola, um filme e até mesmo visualizar alguém querido que esteja distante se tornou fácil, basta que ambos tenham uma webcam. Afinal, o que deve ser mudado no futuro? Talvez tenhamos que nos perguntar como estão os nossos relacionamentos com Deus e com o próximo. Talvez tenhamos dado atenção demais a essas novidades, e atenção de menos às coisas essenciais da vida, não encontrando tempo para nossa família, para nossas orações, nossas leituras, sobretudo da Bíblia.

O futuro deve sim, ser planejado, porém, somente o Criador saberá como tudo acontecerá. Muitas vezes encontramonos em situações adversas, que gostaríamos de tê-las previsto, pois assim teríamos evitado. Se você é casado e não passa por uma boa fase matrimonial, deve estar se perguntando: “Ah, se soubesse que meu casamento seria assim, eu não teria me casado; ou, se soubesse que iria passar por isso, não teria vindo”. Pois é, como isso não cabe a nós, o único jeito é arriscar a vida confiando em Deus e pedindo que Ele nos fortaleça para superarmos as tempestades. As profecias, especialmente as de antigamente, assumiam um papel muito importante nas escolhas de reis, faraós e imperadores, e frequentemente condicionaram os destinos do mundo. Isaías, Elias, o próprio Moisés, eram, segundo a mentalidade, homens capazes de prever o futuro, mantidos em grande consideração por todos, iluminados por Deus, em contato com as forças do Céu. O Natal está às portas, é hora de nos prepararmos para celebrarmos a humanidade de Deus e a nossa divindade, pois quanto mais humanos formos, mais divinos seremos. Não nos preocupemos em mudar o futuro, mas sim nossas mentalidades. Desejo que o Natal seja momento de bênção na sua vida junto com sua família e que no Ano de 2011, renovados pelo Espírito de Deus, consiga viver naquela paz tão sonhada por você e por todos nós. Pe. Toninho

Índice 1|Editorial 2|Congresso de Leigos 3|Nossa Senhora de Guadalupe 4|Curiosidades católicas 5|Arrependimento e não culpa... 5|Cantinho Bíblico 6|Natal 6|Datas comemorativas 6|Aniversariantes 6|Batizados 7|Eventos 8|Mural


Congresso de Leigos É tempo de pós-congresso! E agora?

N

o encerramento da fase regional do 1º Congresso de Leigos da Arquidiocese de São Paulo, em Santana, contamos com 3 mil pessoas na tarde da celebração eucarística, no dia 29 de agosto. A bem da verdade, o público era um. O motivo maior dividia-se em dois; a conclusão do Congresso na Região e a investidura dos ministros extraordinários da eucaristia. Mas se muitos congressistas ali eram também ministros, muitos desses também estavam participando do Congresso. A Região realizou 13 Oficinas, mas cobriu todos os 14 temas previstos no Manual do Congresso, sendo que os temas: Responsabilidades Públicas e Problemas da Cidade foram aglutinados. Quantos leigos participaram de todo o processo do Congresso na região? O número exato de leigos que participaram do Congresso não o temos. Até nos coube fazer o Relatório-síntese do desenrolar do Congresso nas paróquias. À medida que os relatórios paroquiais iam chegando, fomos contabilizando o número de participantes. Porém, a bem da verdade, não chegamos a fechar a estatística, visto que determinadas paróquias davam o

número exato e todos os nomes de quem se empenhara em tomar parte, outras não nos passaram nenhum dado estatístico. Há alguma atividade que se destacou no decorrer do Congresso na região? Gostaria de destacar algumas atividades ao longo do Congresso na Região Santana: * a rápida formação da Comissão Regional e a sua caminhada perseverante até o fim; * o exemplo do bispo, d. Joaquim, que de início divulgou bem o Congresso em todos os nove setores que compõem o total das 61 paróquias; * o interesse e a perseverança dos grupos que estudaram os temas propostos pelo Manual. Há pessoas e grupos que já inseriram esses temas em seus trabalhos pastorais e apostólicos; * bom número de leigos aproveitou o ensejo para conhecer mais sobre: Igreja, papel do leigo, integração: Paróquia-Região-Arquidiocese. O que fica para a região deste congresso (aprendizados, projetos, novos “católicos” participantes)? Creio que como memória fica tudo. E como extensão na linha do tempo e materialização de projetos a curto prazo: * a formação de um Conselho de Leigos na Região (até hoje havia só dois integrantes); * a dinamização dos temas que foram objeto das Oficinas. Já se fala até de

uma retomada da Oficina sobre a Família, que seria realizada em todas as paróquias, só para nos prendermos a um exemplo apenas; * a concretização das propostas surgidas nas outras Oficinas. Há um calor no ar. Há um Espírito que sopra incessantemente. Há um potencial ardor missionário que precisa ser aplicado e expandido a curto, médio e longo prazos. Qual sua avaliação sobre o congresso sobre a fase regional? Minha avaliação sobre o Congresso em Santana: * o apelo foi atendido, não tanto em números estrondosos, mas em esforços; * o empenho dentro “das quatro linhas” do campo missionário, dialogando com os que até olham a Igreja com bons olhos, mas que dela não participam, quem sabe, porque nunca foram contatados e convidados, foi limitado, há de se reconhecer. E este é o grande objetivo que tem de ser retomado, logo no “day after”, logo no dia seguinte ao Congresso, pois se trata da essência de nossa missão de leigos: dar sabor à vida humana, falar do e testemunhar o Reino de Deus. Que minha palavra final seja um eco das palavras de dom Odilo: “Vamos trabalhando. Deus há de apresentar os frutos”. Clemente Raphael Mahl Região Episcopal Sant´Ana

Expediente

2

Diretor espiritual: Pe. Toninho Secretaria: Cleonice Pastoral da Comunicação: Daniel de Paiva Cazzoli, Márcia Chequer Greppi Pellegrini, Andrezza Tronco, Luiz Carlos Spera, Valquíria Beltramini Designer: Valquíria Beltramini Contribuição: Marcia Chequer Greppi Pellegrini, Daniel de Paiva Cazzoli, Andrezza Tronco, Clemente Raphael Mahl, Yolanda Morandin Longhitano, José Antonio Pietscher Revisão das matérias: Daniel de Paiva Cazzoli Impressão: Gráfica Neiva Rua Parque Domingos Luiz, 273 - Jd. São Paulo - tel: 2979-9270 Site: www.nsaparecidajsp.com.br E-mail: informativonsaparecida@yahoo.com.br / paroquia@nsaparecidajsp.com.br


Nossa Senhora de Guadalupe: desafio à ciência moderna 12 de dezembro

N

o dia 9 de dezembro de 1531, dizerem que é só história, nada há de em 1938. Além do mais, ele não era católico, mas de origem judia. na cidade do México, Nossa científico. Senhora apareceu ao nobre índio Quauhtlatoatzin — que havia sido Os problemas para eles começam No dia 7 de maio de 1979 o prof. batizado com o nome de Juan Diego com o fato de ter-se conservado o Phillip Serna Callahan, biofísico da — e pediu-lhe que dissesse ao bispo manto de Juan Diego, no qual está Universidade da Flórida, junto com da cidade para construir uma igreja impressa até hoje a imagem. Esse especialistas da NASA, analisou a em sua honra. Juan Diego transmitiu tipo de manto, conhecido no México imagem. Desejavam verificar se a o pedido, e o bispo exigiu alguma como tilma, é feito de tecido grosseiro, imagem era uma fotografia. Resultou prova de que efetivamente a Virgem e deveria ter-se desfeito há muito que não é fotografia, pois não há impressão no tecido. Eles aparecera. Recebendo de Juan Diego o pedido, Nossa Senhora “...o cientista constatou que as tintas fizeram mais de 40 fotografias fez crescer flores numa colina não têm origem vegetal, nem mineral, infravermelhas para verificar como é a pintura. E constataram semidesértica em pleno inverno, nem animal, nem de algum dos 111 que a imagem não está colada as quais Juan Diego devia levar ao manto, mas se encontra 3 elementos conhecidos.” ao bispo. Este o fez no dia 12 de décimos de milímetro distante dezembro, acondicionando-as da tilma. Para os céticos, outra no seu manto. Ao abri-lo diante do bispo e de várias outras pessoas, tempo. No século XVIII, pessoas complicação: verificaram que, ao verificaram admirados que a imagem piedosas decidiram fazer uma cópia aproximar os olhos a menos de 10 de Nossa Senhora estava estampada da imagem, a mais fidedigna possível. cm da tilma, não se vê a imagem ou no manto. Muito resumidamente, Teceram uma tilma idêntica, com as as cores dela, mas só as fibras do esta é a história, que foi registrada mesmas fibras de maguey da original. manto. em documento escrito. Se ficasse só Apesar de todo o cuidado, a tilma nisso, facilmente poderiam os céticos se desfez em quinze anos. O manto Convém ter em conta que ao longo de Guadalupe tem hoje dos tempos foram pintadas no 475 anos, portanto, nada manto outras figuras. Estas vão se transformando em manchas ou deveria restar dele. desaparecem. No caso delas, o material Uma vez que o manto (ou e as técnicas utilizadas são fáceis de tilma) existe, é possível determinar, o que não acontece com estudá-lo a fim de definir, a imagem de Nossa Senhora. por exemplo, o método usado para se imprimir nele E ainda ela está hoje ali, no templo a imagem. Comecemos construído em sua honra, assim como pela pintura. Em 1936, o uma vez esteve Nosso Senhor diante bispo da cidade do México do Apóstolo São Tomé e lhe ordenou pediu ao Dr. Richard Kuhn colocar sua mão no costado aberto que analisasse três fibras pela lança. São Tomé colocou a mão do manto, para descobrir e, verificada a realidade, honestamente qual o material utilizado na acreditou na Ressurreição. pintura. Para surpresa de todos, o cientista constatou Saiba mais sobre a Virgem de que as tintas não têm origem Guadalupe e os mistérios acerca de vegetal, nem mineral, nem sua imagem tão venerada na Internet. animal, nem de algum dos Basta acessar http://www.bispado.org. 111 elementos conhecidos. br/documentos/O_Manto_de_N_S_ “Erro do cientista” — de_Guadalupe.pps. poderia objetar algum cético. Difícil, respondemos Fonte: www.catolicismo.com.br nós, pois o Dr. Kuhn foi prêmio Nobel de Química 3


Curiosidades católicas Os objetos do culto – Parte 4 Insígnias episcopais e papais

A

s insígnias episcopais e papais compreendem objetos que simbolizam o poder, a jurisdição, a prudência, o amor e a fidelidade do bispo à Igreja e àqueles que lhe foram confiados. São insígnias pontificais: mitra, báculo, anel, cruz peitoral e pálio. Normalmente, todos os bispos têm direito ao uso dos 4 primeiros (estes também são concedidos aos abades). O pálio, feito com lã de ovelhas oferecidas ao Papa no dia de Santa Inês, 21 de Janeiro, é concedido aos arcebispos e patriarcas pelo Romano Pontífice. Tal cerimônia se dá no dia 29 de Junho na basílica de São Pedro, na solenidade de São Pedro e São Paulo. O anel e a cruz devem ser sempre usados, mesmo quando não se usa batina. MITRA: segundo o cerimonial dos bispos, é usada: quando está sentado; quando faz a homilia; quando faz as saudações, as alocuções e os avisos; quando abençoa solenemente o povo; quando executa gestos sacramentais; quando participa das procissões. O Bispo não usa a mitra: nas preces introdutórias; nas orações; na Oração Universal; na Oração Eucarística; durante a leitura do Evangelho; nos hinos, quando estes são cantados de pé; nas procissões em que se leva o Santíssimo Sacramento ou as relíquias da Santa Cruz do Senhor; diante do Santíssimo Sacramento exposto.

BÁCULO: é usado apenas no território de jurisdição do bispo ou fora dele com consentimento do ordinário do lugar. O bispo usa o báculo, com a curva voltada para frente: na procissão, para ouvir a leitura do Evangelho e fazer a homilia, para receber os votos, as promessas ou a profissão de fé; e finalmente para abençoar as pessoas, salvo se tiver de fazer a imposição das mãos. O Papa usa, no lugar do báculo, a férula que é uma espécie de cruz hástil, sem o crucificado. Atualmente Bento XVI usa uma férula dourada, anteriormente usada por João XXIII.

O Bispo pode não usar a mitra quando tiver que tirá-la em seguida, ou quando deslocar-se em uma distância pequena e logo na sequência tenha que tirá-la.

CRUZ PEITORAL: é usada sobre todas as vestes, exceto a casula, pluvial e a dalmática. Todavia, por especial concessão, o bispo pode usar a cruz sobre a casula. O cordão que sustenta a cruz, em ocasiões litúrgicas (com vestes corais ou paramentos) é verde-dourado para os bispos e arcebispos, vermelho-dourado para os cardeais e dourado para o Papa. Em ocasiões não litúrgicas, a cruz peitoral é usada em cordão dourado simples, embora não seja proibido os bispos usarem o cordão simples durante as ações litúrgicas (exceto nas vestes corais, onde o cordão verde-ouro é obrigatório). Os arcebispos podem também usar a cruz de dupla haste.

Dom Joaquim Justino Carreira durante celebração de missa

PÁLIO: é uma espécie de colarinho de lã branca, com cerca de 5 cm de largura e dois apêndices – um na frente e outro nas costas, com 6 cruzes bordadas ao seu longo. Além do papa, o pálio é de uso exclusivo dos arcebispos metropolitanos.

Papa Bento XVI

Como podemos observar, as insígnias carregam grande significado teológico, além de possuírem regras próprias de uso, grande parte delas definidas no Caereminiale Episcoporum (Cerimonial dos Bispos). Fonte: www.salvemaliturgia.com


Arrependimento e não culpa ... ‘’O amor de Deus supera tudo!’’ É desafiador para nós recebermos o perdão de Deus, trava-se uma luta interior e espiritual quando reconhecemos o nosso pecado e queremos voltar para o Pai. Como é difícil para nós acreditarmos que Deus não para nas nossas misérias. Sim, é uma luta espiritual, pois o inimigo de Deus e dos homens é o grande interessado para que não reconheçamos o amor de Deus e permaneçamos no pecado, pois a culpa nos trava, não é mesmo? Quantos de nós não saímos do pecado por nos sentirmos culpados, e ficamos nos condenando, achando que não há mais jeito para nós? Ao contrário disso, peça a Graça da contrição perfeita, pois nos culpamos quando deixamos nos sufocar pelo sofrimento de termos cometido um pecado. Mas o arrependimento não é isso, o arrependimento é saber que o amor de Deus supera o pecado e ainda que soframos por ter pecado contra Ele, existe a alegria de poder começar tudo de novo, enquanto a culpa nos paralisa. Em vez de se culpar, responsabiliza-se pelo mal cometido, abra-se ao perdão de Deus. Reconhecer a sua miséria não é se prostrar diante dela mas, sim, perceber que sua humanidade é passiva de erros e que na medida que você vai se entregando ao amor de Deus e acreditando na misericórdia Dele, o pecado vai perdendo a força em você. É importante estar atento a esses sentimentos que nos impedem de crer no amor de Deus, o inimigo é bastante sutil. Na nossa infância aprendemos que atos bons são recompensados e maus são punidos. E é certo que transferimos isso para a paternidade de Deus. Quem alguma vez não teria pensado “Deus não pode me amar, pois já errei tanto”, ou ainda, “não consigo conquistar a salvação, pois ainda faço muitas coisas erradas?”

Mas Deus ama até o mais pecador. A única coisa que Ele quer é que reconheçamos as nossas fraquezas para que Ele possa nos curar, mas você precisa assumir com responsabilidade e não com culpa. Se você pecou, diga: “Senhor, eu pequei contra o céu e contra Ti, mas venho aqui na sua presença, pois sei que me ama e me arrependo de todos os meus pecados”. O mais lindo é que Deus não depende de nada para te amar. Ele ama somente, mas quando nos abrimos através do arrependimento, esse amor se torna ativo em nós. Não pense que se pode comprar a salvação, ela nos foi dada por graça, a nossa docilidade à vontade de Deus é uma resposta generosa a essa graça. Veja, não imponha sobre si um peso de que você tem que ser bom em troca do amor de Deus. A verdade é que o amor de Deus independe da sua conduta. Por outro lado, não é justo que sejamos bons em gratidão por Ele ser tão bom e maravilho para nós? Por iniciativa própria Deus apaga as nossas culpas, por amor não lembra mais desses pecados, uma vez que nos arrependemos e confessamos. “Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim e dos teus pecados não me lembro”. (Isaías 43,25)

Deus te perdoa de tudo, nada importa. Arrependa-se somente e volte -se para o coração de Deus. Ele está aí bem perto, se você inclinar a cabeça só um pouquinho, talvez até não precise muito, basta um movimento pequeno e logo vai perceber que ela estará descansando sobre o peito divino do Pai, do Nosso Pai celeste! Agora, se perceber que precisa caminhar um pouco mais como aquele filho pródigo da parábola, que se afastou tanto do Pai e depois precisou fazer uma boa caminhada para voltar, faça isso sem medo! ELE TE AMA! Debora Lira Fonte: www.paideamor.com.br

Cantinho Bíblico Deus nos chama todos à santidade!

“T

odos os fiéis cristãos são, pois, convidados e obrigados a procurar a santidade e a perfeição do próprio estado” (Lumen Gentium, 41). Essas palavras da Igreja mostram que a santidade não é, como se pensava antes, um caminho para poucos “eleitos” de Deus, privilegiados; mas um caminho para todos os cristãos. Esse chamado é uma vocação “universal”, como ensina o Concílio ao afirmar que: O Senhor Jesus, Mestre e Modelo divino de toda perfeição, a todos e a cada um de nós em qualquer estado ou condição pregou a santidade de vida da qual Ele mesmo é o autor e o consumador, dizendo: “Sede, portanto, perfeitos, assim como vosso Pai celeste é perfeito” (Mt 5,48 e Lumen Gentium 40). Portanto, todos os batizados, sem exceção, são chamados à santidade. Eles são justificados no Senhor Jesus - diz o Concílio - porquanto pelo batismo da fé se tornaram verdadeiramente filhos de Deus e participantes da natureza divina e, portanto, realmente santos. É necessário, pois, que eles, pela graça de Deus, guardem e aperfeiçoem em sua vida a santidade que receberam (Lumen Gentium 40). Vemos então que cada um de nós “recebeu” a santidade no batismo e deve viver de modo a preservá-la e aperfeiçoá-la. São Paulo nos exorta a viver “como convém a santos” (Ef 5,3) e “como escolhidos de Deus, santos e amados” (Col, 3,12) de modo que “leveis uma vida digna da vocação a qual fostes chamados” (Ef, 4,1). Peçamos a Deus neste Natal que se aproxima, que seja um santo natal, pleno de ações agradáveis a Jesus, lembrando sempre que Ele é o aniversariante. É para Ele a festa! Um feliz Natal para todos! Yolanda Morandin Longhitano 5


Natal

O

Aniversariantes

fim do ano está chegando e junto com ele vem o Natal.

Natal é tempo de confraternização, de amor, muita festa e troca de presentes. No Natal o menino Jesus se apresenta ao mundo, nasceu nosso Deus e Salvador. Muitas vezes gastamos mais tempo com festas, presentes e dedicamos pouco tempo à parte mais importante do Natal, que é o Cristo, que veio ao mundo para ser adorado e amado. Jesus, o filho de Deus, faz-se homem para ensinar os homens a serem filhos de Deus. Para isso, Jesus nos ensina a amar o próximo, a humildade, a beleza de estar a serviço dos mais necessitados, entre outros ensinamentos. Se no Natal o menino Jesus se apresenta para nós, no dia 6 de Janeiro, dia dos reis, nós nos apresentamos a Ele, na figura dos reis Magos, oferecendoLhe os presentes. Vamos meditar como estamos comemorando nosso Natal e o que temos oferecido para Jesus. Se soubermos viver bem o nosso Natal, adorando o Menino Jesus com o nosso coração, e praticando a solidariedade, podemos oferecer a Ele, além das nossas alegrias, as nossas necessidades e preocupações, pois sendo Jesus um Deus que nos ama, transformará nossas tristezas em alegrias. Um feliz e santo Natal. José Antonio Pietscher

Datas comemorativas 03 - São Francisco Xavier 04 - São João Damasceno 07 - Santo Ambrósio de Milão 08 - Imaculada Conceição da Santíssima Virgem 09 - Santa Leocádia 11 - São Dâmaso 12 - Nossa Senhora de Guadalupe 13 - Santa Luzia 14 - São João da Cruz 17 - São Lázaro 18 - São Basiliano 25 - Natal do Senhor 26 - Santo Estevão 27 - Sagrada Família, São João Evangelista 31 - Santa Catarina Labouré

01 – Silvia Romero 03 – Adenir Terezinha Cachulo Lopes 03 – Túlio Bardella Neto 05 – Sueli Rodrigues dos Santos Zabini 05 – Maria Aparecida da Costa Silva 06 – Maria Piedade F. Ferreira 07 – Fernando Pereira da Fonseca 08 – Paulo Roberto Cantazaro 10 – Jorge dos Anjos do Vale 13 – Lourdes Rodrigues Pedrão 13 – Carmelita Pereira Meira 14 – Christiano Rocha Pereira 16 – Francisco Lelo Filho 16 – Maria Lucia Regueze 22 – Edith Camarinho 22 – Écia Alves Martins 23 – Laura Cristina P. Fernandes 23 – Rosemeire Cristina Santos Moreira 24 – Natanael Ferreira Costa 25 – Carlos Alberto Petracini 26 – Lucilene de Oliveira Haroutiunian Batizados em Outubro Amanda Falcão Morim Ana Clara Caló Guaranha Artur Nakamura Blandino Enzo Fernando Macedo dos Santos Giovanna Aparecida da Silva Santos Letícia Coelho Shiota Lorena de Gouvêa Falla Quintana Maria Lygia dos Santos Maria Luiza de Almeida Silva Pietra Damico Teixeira

Jogo dos 7 erros


Eventos

Atividades da comunidade

Horários das santas missas Segunda-Feira - 15h Terça-Feira - 20h (em janeiro não haverá) Quinta-Feira - 20h Sexta-Feira - 7h (em janeiro não haverá) Sábado - 17h Domingo - 8h/10h/19h

Dia

Atividade Hor Local Reunião Geral de Coroinhas 14h30 Sacristia 4 sab Reunião - Pastoral Familiar 14h30 Coro Capela Ecumênico de 15h da Curia 5 dom Culto Advento da Região Norte Regional 20h

Salão Paroquial

14h

Salão Paroquial

12h30

Salão Paroquial

Ecumênico de Ad10 sex Culto vento da Arquidiocese

20h

Igreja da Consolação

Confraternização "Festa de Natal"- C. Comunitário

14h

Confissões

7

Terça e sexta-feira, das 10h às 11h30. Caso haja necessidade de outro horário, agendar na secretaria.

Atividades regulares da paróquia Catequese

2ª feira 3ª feira sábados

Pré-Catequese sábados Perseverança domingos (crianças que já tenham feito a 1ª eucaristia) Crisma sábados Reunião da legião de 5ª feira Maria Recitação de mil segunda 5ª feira ave-marias do mês Grupo de oração 3ª feira Missa do grupo de última 3ª feira oração do mês Reunião da idade de 5ª feira ouro Missa do Sagrado primeira 6ª feira Coração de Jesus e do mês adoração Reunião do grupo de domingo jovens Missa em louvor à dia 12 de cada N. Sra. Aparecida mês Recitação do terço dia 13 de cada (Grupo de reflexão mês N. Sra. de Fátima) Atendimento social da paróquia Centro 2ª, 5ª e 6ª comunitário 3ª feiras

8h30-10h 14h30-16h 8h30-10h 14h30-16h 08h30-10h 14h - 16h45* 15h30 9h - 10h

14h30 15h-16h30 8h 20h-22h 20h 14h-17h 15h

11h - 13h 20h 15h

9h-11h 9h-11h e 14h às 17h

* catequese com adultos: dias 04 e 11 de dezembro

Último encontro com seg os pais das crianças da catequese Preparação p/ a "Festa ter de Natal" - Centro Comunitário Reunião Mensal c/ qua Confraternização Apostolado da Oração

6

8

14 ter 16 qui 19 dom 20 seg 23 qui 24 sex 25 sab

Confraternização - Pastoral Idade de Ouro Reunião Legião de Maria Encerramento da Novena de Natal Confraternização - Legião de Maria Missa do Galo Missa de Natal

 

Paróquia

20h 10h

Salão Paroquial Paróquia Paróquia

17h

Paróquia

20h

Paróquia

15h

Missa  

20h

14h

31 sex Missa Final de Ano  

15h

Salão Paroquial Salão Paroquial Salete

 

 

Confissões Natal – 20h

09/12 – Paróquia Santa Terezinha 10/12 – Paróquia Nossa Senhora Aparecida 14/12 – Paróquia de Santana 16/12 – Paróquia de Santa Luzia 17/12 – Paróquia Nossa Senhora Salete

01 de janeiro de 2011 Solenidade da Santa Mãe de Deus Missa às 17h Em janeiro não haverá missas nos seguintes dias e horários: 3ª feiras às 20h 6ª feiras às 7h


Mural Perseverança Domingos - 9h às 10h Para as crianças que já tenham feito a 1ª Eucaristia. As inscrições poderão ser feitas a qualquer momento na secretaria.

Afere-se pressão e glicemia, aplica-se injeção em domicílio. Dr. Soroka - 2950-2681

Espanhol - Francês - Português Acompanhamento escolar ou particular Ruth - 2950-2681

Blog de evangelização infantil: http://thalitakumsp.blogspot.com

Acupuntura solidária Quartas e quintas-feiras - 9h30 às 11h00. Salão paroquial - Prof. Cláudio

Turmas da pré-catequese Domingos - 9h às 10h Turma 1: crianças de 5 e 6 anos Turma 2: crianças de 7 e 8 anos. As inscrições poderão ser feitas a qualquer momento na secretaria.

O Centro Comunitário pede doação de: leite em pó

Acompanhamento escolar. Aulas particulares de Exatas e Humanas. William - 9638-3430 | 2977-3063

Pinturas sob encomenda: Gloria Moredo Tela, tecido, seda - 2979-3914

Aulas Particulares - Ensino Fundamental/Médio Profª Rosa - 2950-3313 Rua Parque Domingos Luiz, 486 Todo 4º domingo do mês o Centro Comunitário recebe mantimentos para assistir diversas famílias carentes. Faça a sua contribuição.

Vende-se um cortador de frios e uma balança de precisão, ambos profissionais. Rita - 2978-3884 | 9614-4585

Tratamento dos Pés

moda masculina e feminina adulto e infantil Desejamos aos nossos clientes e amigos um excelente Natal e um 2011 repleto de realizações! Fone: (11) (11) 2283-1328 2283-1328 Fone: Av. Leôncio Leôncio de de Magalhães, Magalhães, 1236 1236 || Jd. Jd. São São Paulo Paulo Av.

TRATAMENTOS DE CALOS, CALOSIDADES, UNHAS ENCRAVADAS, ORTONIQUIA (CORREÇÃO DE UNHAS), TRATAMENTO AUXILIAR P/ MICOSE DE UNHA, ESPECIALIZADO EM PÉ DIABÉTICO.

Marcos S. Garcia PODÓLOGO

Instrumental Esterilizado a 180ºC Rua Paulo Maldi, 183 - Sala 3 - Parada Inglesa CEP 02303-050 - São Paulo / SP

Tes.: (11) 2283-1576 Cel.: (11) 9688-1969 marcossgarcia@uol.com.br

2979-8142

Unidade 1 Av. Leôncio de Magalhães, 383/391

2099-4287

Unidade 2 Av. Leôncio de Magalhães, 1.335 Jd. São Paulo

www.temanovo.com.br

Despachante JARDIM SÃO PAULO Áreas: Contábil, Fiscal, Trabalhista e Previdenciária, Encerramentos de empresas e Transferências, Certidões

(11) 2978-3884 trinconi@uol.com.br Rua Outeiro da Cruz, 572 - Jd. São Paulo CEP 02041-040 São Paulo – SP

*Assessoria de Despachos *Licenciamento *Renovação de C.N.H. (11) 2971-0550 (11) 2283-4694 *Serviços Junto ao Detran

Paulo - Gisele

Cel: (11) 7891-6716 ID: 121*60415 Rua Carlos de Laet, 103 - Cep 02041-000 - Jd. São Paulo - SP (próx. ao Metrô - Esquina c/ Leôncio de Magalhães Alt. 1074)


Jornal - Dezembro 2010