Issuu on Google+


06 08 10

Tentação

13

Sexo&Ação

14

Reduzindo as medidas através da lipoaspiração e da lipoescultura

16 17 18

Delícia

20 22

Beleza sempre

24

Você sabe quais são os seus direitos trabalhistas?

26

Já é possível fazer cirurgia plástica pagando parcelado

28

Alimentação saudável antes e depois da cirurgia plástica.

Maiô, biquíni, jóias e sapatos para arrasar.

Daily fashion

A moda Primavera/Verão.

Brasileiros são campeões de vaidade

O cabelo é uma das maiores preocupações; por isso, implantes capilares e megahair estão na moda. Como ter uma vida sexual prazerosa sem seguir padrões que fogem à realidade.

A cantora Gil Melândia e a modelo Núbia Oliver já fizeram.

Uma irresistível moqueca de camarão light.

Consulta plástica

Saiba tudo sobre a cirurgia de nariz.

Segredos de beleza

Karina Bacchi, Ticiane Pinheiro, Íris Stefanelli e Paulo Ricardo contam tudo. Cosméticos que fazem verdadeiros milagres.

Implante dentário recupera o sorriso e rejuvenesce o rosto Dentes perfeitos sem sofrimento.

As mulheres no mundo corporativo.

Em até 36 vezes.

A dieta da beleza.

Confira o nosso site:

www.revistauniversofeminino.com.br


Olá. Com o fim do inverno, aquele calorzinho característico do nosso clima tropical começa a reinar na maioria dos dias. A primavera traz com ela novos ares, muitas cores, uma natureza mais exuberante e as formas marcantes das flores, sempre delicadas e perfumadas. Que isso se reflita na vida que se renova a cada manhã e nos mostra que o recomeço sempre é possível, principalmente quando mantemos acesas as chamas da fé em Deus e da esperança. Nesta edição da Revista Universo Feminino, mostramos que mudar é possível; porém, a renovação interior depende de uma atitude que remete ao querer, ao acreditar, ao buscar... Isso, é claro, se reflete no exterior! E a mudança física é só uma conseqüência daquilo que sonhamos e podemos conseguir através de um esforço pessoal, que pode ser um implante dental e a renovação do sorriso; uma lipoaspiração ou lipoescultura, que tiram as gordurinhas indesejadas; um transplante capilar, que restitui os fios perdidos pelo caminho; uma cirurgia para endireitar o nariz que não agrada, entre tantas outras coisas. A mudança pode vir também na área profissional, quando as mulheres se conscientizarem de que têm direitos e podem, sim, ter muito sucesso. Na seção Sexo&Ação vamos descobrir que, para ter uma vida sexual prazerosa, não é necessário ser perfeito fisicamente e nem muito menos seguir padrões que fogem à realidade. Afinal, a felicidade está mais relacionada com as coisas simples da vida! O simples pode ser, por exemplo, fazer uma dieta que lhe dê o corpo desejado, como fez a carismática ex-BBB Íris. Atitude que lhe rendeu a realização de um sonho, como descreve Luciana Raquel em sua coluna. Já o prazeroso pode ser também uma escapadinha na dieta com uma deliciosa moqueca de camarão. A receita você confere nas próximas páginas! Para celebrar a nova estação, nada como se inteirar da moda com suas formas e cores e dentro dela buscar a inspiração que renove o estilo sem, é claro, perder a essência. Um beijo e até a próxima.

Euracy Campos Editora

Nossa Capa A nossa capa é a carioca Ana de Biase de apenas 26 anos. Ela já pertenceu ao casting da Agência Mega, fez vários comerciais e se destacou como a personagem ‘Salva-vidas’ que salvava os ‘marmanjos’ que participavam do programa Caldeirão do Huck. Para manter o corpo invejável, a loirinha de pele bronzeada, que começou a praticar exercícios físicos com 14 anos, atualmente malha na academia e corre na areia fofa da praia todos os dias, além de praticar esportes como surfe, wakeboard, capoeira e frescobol. Entre os sonhos de Ana estão trabalhar muito como modelo fotográfica, formar-se em Jornalismo e ser apresentadora de um programa de esportes radicais.


6 6


7


A

s grifes elegeram os vestidos como peças-chave das estações primavera e verão 2008. Segundo a consultora de moda Rose Galdino, a moda terá túnicas e vestidos com mangas três quartos bufantes. A modelagem aparece arredondada, mas os trapézios dão continuidade à tendência que surgiu no inverno. A camiseta fica mais longa e funciona como uma prática alternativa para desfilar com as pernas à mostra nos dias quentes. “Os vestidos podem ser curtos, fresquinhos e muito criativos. O short, também curto, aparece em várias coleções das estações 2008. Eles combinam com o calor e podem ser usados com T-shirts, casaquinhos e sandálias rasteirinhas ou salto alto. Deixar o corpo à mostra no verão não se restringe apenas ao uso dos comprimentos; os decotes profundos nas costas ou no colo estarão presentes em peças como camisetas básicas, macacões e vestidos. O legal é aproveitar a elasticidade do material para abusar de recortes que se adaptam ao corpo”, explica Galdino. Assim como a primavera pinta a natureza de cores, a moda promete colorir as peças do guarda-roupa. “Serão cores fortes, com destaque para o azul-escuro, laranja, tons de verde, amarelo e vermelho, além do branco, caqui e preto, como sempre. Os jeans voltam ao colorido, como os antigos jeans color, e serão skinnys e de cintura alta. Os laços nos decotes, no pescoço e nas costas também estão de volta”, detalha a consultora de moda. A cintura da mulher é bem marcada por cintos e até pelo próprio corte das peças. De uma maneira geral, a cintura está mais alta não só em calças, mas também em saias e tangas. Algumas grifes trouxeram coleções com cara de inverno, com trench coats, casacos, jaquetas e parkas. “Entre as peças-

8 8

chave, destacam-se os casacos feitos em moletons encorpados ou até mesmo em plush, garantindo um efeito acetinado à peça. Para os detalhes, bolsos faca ou canguru, além de zíperes com cursores diferenciados e estampas localizadas”, destaca Rose.

Moda praia Laços prendem as tangas de biquínis e também enfeitam os tops. Os maiôs trazem novidade com os recortes e golas. Para o pós-praia, vestidos soltos e confortáveis são as propostas de algumas marcas. “Há uma tendência de roupas de praia com glamour e que, quando combinadas com bermudas, calças ou saias, vão muito bem em situações urbanas. O futurismo, com forte referência à década de sessenta, é explorado nas formas geométricas dos recortes, nas modelagens rígidas com certo volume e na cartela de cores, repleta de dourados e prateados e pontuada por laranja, amarelo, roxo e azul. Já nos materiais, aparecem desde malhas metalizadas a vinis coloridos”, declara Galdino.

Sapatos e acessórios Nos pés, o verniz dá brilho a sandálias de saltos bem altos. As ankle boots continuam em alta para acompanhar os curtíssimos. “Também voltam as sandálias e sapatos meia-pata, sapatilhas e sandálias de tiras baixas e coloridas. As sandálias podem ser baixinhas e esportivas, fazendo par com sacolas ou bolsas em tecido. Para enfeitar, pulseiras volumosas em acrílico ou metal e, para proteger do sol, óculos escuros com armação reta e chapéus com volume no topo da cabeça e aba encurtada”, continua a consultora de moda. “Quanto aos acessórios a novidade são os materiais pouco convencionais como cetim com bordados de pérolas e fivela de strass; baquelite com metal e esmalte; couro com correntes e fitas; jeans com botões; tachas e zíperes que formam pulseiras diferentes. Metal, acrílico e plástico são algumas das matérias-primas que compõem as peças da estação”, finaliza a consultora de moda Rose Galdino.


9


H

ouve uma época em que, ao se falar em vaidade, logo vinham à mente os 7 pecados capitais. Hoje, essa palavra também é usada para explicar uma preocupação estética, visual e com a aparência. Algo light, que não é esnobe, doentio ou obsessivo. Aliás, não há mal algum em ter o cuidado de estar sempre bem-arrumada, bonita e de bem com a vida. Faz bem à saúde e eleva a auto-estima. Recentemente, uma pesquisa internacional realizada em vários países com mais de 25 mil pessoas mostrou que o brasileiro é o povo mais vaidoso. Entre os entrevistados, 87% declararam se preocupar o tempo todo com o estilo e a aparência. Na lista de cuidados com a beleza, o cabelo e a pele foram os mais mencionados. Os portugueses ficaram em segundo lugar; os gregos, em terceiro; os franceses, com o oitavo lugar; e os argentinos, em nono. A última da lista foi a população da Noruega. “O brasileiro cuida muito da qualidade de vida, e a beleza faz parte dessa qualidade. O Brasil é um país de clima cálido, privilegiado pela natureza com paisagens maravilhosas, o que faz com que o brasileiro tenha muitas oportunidades de se expor, de mostrar o seu corpo em harmonia com a natureza que o envolve”, explica o cirurgião plástico Carlos Augusto Villegas Chirinos. “Com tanta mistura étnica todos procuram realçar cada vez mais um diferencial em sua beleza. Os brasileiros são conhecidos no mundo todo mais pelos corpos sensu-

10 10

ais do que por um rosto característico. Acredito que semblantes miscigenados procuram mais individualização no mundo globalizado. O cuidado com o cabelo está na diversidade étnica, que resulta em diferentes cabelos. E são necessários cuidados para domálos e protegê-los do nosso clima”, avalia Beto Bravo, cabeleireiro e maquiador do Torriton Taunay. Os cabelos revelam muitas facetas da pessoa, principalmente para o sexo feminino. Cores e cortes facilitam a leitura do ser, assim como as roupas emolduram o corpo. Um visual feminino sem cabelo é no mínimo esquisito; por isso, poucas são as mulheres que querem ficar carecas. A cantora pop Britney Spears provocou um espanto mundial quando rapou os cabelos. De repente, a mulher delicada e sensual desapareceu! Mas Britney foi rápida: para espantar o susto provocado, primeiro


compôs o visual com bonés e perucas e depois recorreu a um megahair. Algumas atrizes e modelos colocam megahair para compor personagens tanto na dramaturgia como na publicidade, mas a técnica é tão perfeita que já virou moda. “Já coloquei e adorei!”, declara Eliana, apresentadora do programa Tudo é Possível, da TV Record. Segundo Beto Bravo, a colocação de megahair pode levar horas, dependendo do tamanho e volume a que se pretende chegar. “A pessoa pode ficar de 3 a 4 meses, dependendo do crescimento do cabelo. Após esse período, é realizada a manutenção para ser colocado novamente. E assim sucessivamente”, explica. Mas se engana quem pensa que só as mulheres se preocupam com cabelos! “Os homens também são muito vaidosos, ainda que disfarcem um pouco. Se conhecesse algum que precisasse fazem implante de cabelo, eu aconselharia”, dispara a apresentadora Eliana. “Não existe mais esse preconceito de que homem não é vaidoso. Se a pessoa, independentemente do sexo, se cuida, ela tem a tendência de ser uma pessoa de bem com a vida. Eu já

fiz lipoaspiração e várias dietas, hoje tenho uma rotina com exercícios físicos e optei por uma alimentação mais balanceada. Preocupo-me com a minha aparência e vou fazer o transplante capilar assim que encontrar uma data na minha agenda, que anda cheia de shows”, rebate Mauri, da dupla sertaneja Maurício e Mauri. “Hoje a procura masculina pelo transplante capilar é muito grande. No início, era só paciente com calvície severa. Atualmente a procura acontece antes que o problema se torne muito evidente. A técnica mais moderna, que não deixa a aparência artificial, é o implante fio a fio, com um número grande de implantes que ultrapassa mil fios por sessão. O objetivo é deixar com distribuição e densidade natural, ou seja, aparência de cabelos naturais”, relata Chirinos. Mas atenção: ter uma vaidade sadia é muito bom, só não é permitido exagerar. “A beleza de todos transparece nos olhos e não somente nos cabelos. Mudar o visual pede um tempo de adaptação. Isso às vezes requer outras mudanças como na atitude e até no figurino. Mas, cuidado, querer mudar sempre pode ser preocupante, porque significa que a pessoa está perdida, sem estilo próprio, sofrendo com a tempestade de modismos e assim passar despercebida, sem deixar sua marca registrada. O visual ideal é aquele que tem estilo, atitude e não sufoca”, aconselha Beto Bravo.

11


Cem escovadas seguidas deixam os cabelos mais brilhantes? Sim, mas devemos usar escovas do tipo raquete com bolinhas nas pontas, assim o couro cabeludo é massageado, ocasionando a liberação da oleosidade natural. O procedimento deve ser feito pela manhã em cabelos médios a logos e secos (sem umidade), pois é à noite que a produção do manto hidrolipídico (hidratação natural) é intensificada. Os curtos podem ser penteados cinqüenta vezes, já que independentemente do tipo (liso, crespo etc.) o comprimento é menor e a oleosidade não encontra barreiras para distribuição até as pontas. Colocar anticoncepcional no xampu ajuda no crescimento? Não. Isso é lenda. O xampu não tem condição de sintetizar as moléculas do anticoncepcional. Não há nenhuma relação direta com a saúde do couro cabeludo. O máximo que acontecerá é o remédio dissolver no produto. Lavar os cabelos todo dia é prejudicial? Não prejudica. Ao contrário. Cabelo adora xampu, mas, se houver alguma solicitação médica, os procedimentos devem ser seguidos. O correto é lavar os cabelos pela

12 12

manhã ou à noite, até às 21h, para que tenham tempo de secar naturalmente. Utilize uma toalha para retirar o excesso da água. Se o secador é inevitável, aplique um creme com proteína termoativada, que protege contra os malefícios do calor. Água fria dá mais brilho? Não necessariamente. Com a água fria, o excesso de oleosidade do couro não se desprende e não envolve o fio, permitindo que o cabelo fique mais brilhoso. Outro item é que água fria é cicatrizante e permite que as escamas se fechem, tornando o fio uma superfície lisa. Assim, a luz reflete melhor sobre ele e o brilho fica intenso. Se água fria desse brilho, as mulheres dos esquimós tinham cabelos resplandecentes, mas a realidade é outra, pois geralmente as madeixas são opacas. A temperatura ideal é morna. Banho quente deixa o cabelo oleoso? Sim, pode ocorrer um aumento da oleosidade natural, mas isso é subjetivo pelo fato de que nem todos possuem cabelos oleosos. Em casos de oleosidade excessiva, se o banho quente for inevitável, utilize duas vezes por semana um xampu anti-resíduos, para controle do óleo. No restante das lavagens, use o de costume.

Dormir com o cabelo preso faz mal? Sim. O cabelo fica marcado quando é preso por muito tempo e, ao nos mexermos durante o sono, as fissuras ocorrem e os fios arrebentam, principalmente se o prendedor estiver apertado. E cabelos molhados, quando presos, ficam vulneráveis a fungos e bactérias. O ideal é dormir com o cabelo seco e solto.


B

asta você ligar a TV ou passar em frente a uma banca de jornal para ver muitos corpos bonitos, beirando a perfeição, que humilham a esmagadora maioria dos pobres mortais, pessoas normais que estão longe da perfeição anunciada insistentemente pela mídia. A paixão e a sensualidade se tornaram os valores máximos de nossa sociedade; são produtos vendidos em cada música, em todas as novelas, nas propagandas de cerveja, de carro, de cosméticos, de tudo quanto é jeito. Vivemos uma espécie de doutrinação sensual da qual é muito difícil escapar. Divulga-se que, para ser feliz, você deve ter uma ótima aparência; caso contrário, estará fora do cobiçado mercado da sedução. Até a década de 1960, imaginávamos que, se o sexo fosse liberado totalmente, seríamos muito felizes. Mais de quarenta anos se passaram e, com toda a liberação sexual, nunca vivemos tanta violência, depressão e angústia. Será que é verdade que o sexo feito sem limites para a imaginação nos leva à felicidade? O desejo sempre será um pote sem fundo. Quanto mais o liberamos, mais desejaremos. Você tem uma fantasia sexual, um dia ou outro você a realiza, e depois de algumas repetições não tem mais tanta graça. Então você quer mais. Cria uma outra fantasia: triângulos amorosos, sexo grupal, pansexualismo. Não se contenta em beijar só uma pessoa por noite; você quer mais. Neste caminho você precisa de cada vez mais estímulos.

sua espiritualidade. Bebidas, drogas e muito sexo só servem para amortizar a dor emocional de quem não conseguese relacionar com profundidade. Imagine uma pessoa que se casou aos 26 anos e que agora tem 31, isto é, cinco anos de casada. Sabemos que, depois de algum tempo, a paixão passa e o relacionamento só irá adiante se o casal tiver a capacidade de viver outros sentimentos. Mas, com todo o bombardeio da mídia, com toda a doutrinação a favor da paixão, ela sente que está perdendo tempo, que deveria se apaixonar de novo. Questiona o casamento, arruma um amante ou se separa. Isso é o que mais acontece, tanto com os homens como com as mulheres. Precisamos rever tudo isso, reaprender o relacionamento de uma outra forma. Que não seja nos moldes antigos, que não nos satisfazem mais, tampouco deste jeito superficial. Talvez a questão que precisamos resolver agora seja como amar, sem perder a forma, sem perder o contato consigo mesmo. Entender que para viver o amor precisamos de muito mais que um corpo sarado ou siliconado. Precisamos sim de coragem para andar na contramão desses dogmas atuais.

Mas, se parar para pensar, verá que a felicidade está mais relacionada com as coisas simples da vida. É mais fácil encontrar alguém feliz quando tem uma rica vida afetiva ou quando cultiva

13


na silhueta corporal e não na balança. Os melhores resultados são obtidos quando a pessoa operada apresenta gordura localizada”, esclarece ele. Diferente de Gil Melândia, a modelo Núbia Oliver preferiu fazer a lipoescultura e já pensa em fazer outra cirurgia. “Depois da maternidade fiquei com vontade de fazer uma pequena lipoaspiração e colocar prótese de silicone nos seios”, conta ela. Há uma diferença entre as duas cirurgias, como o próprio nome já sugere. “Na lipoescultura, parte da gordura aspirada é usada para enxertar áreas em que é preciso um maior preenchimento (glúteo, sulcos da face etc.), e na lipoaspiração é feita a retirada do excesso de gordura”, explica a cirurgiã plástica Fabiana Valera.

Q

uem não gostaria de eliminar aquela gordurinha indesejada sem muito esforço? Afinal, lugar de pneu é no carro e não na cintura. Este é o sonho de muitas pessoas. Mas, graças à medicina, hoje em dia há solução. Está cada vez mais comum encontrar quem já fez lipoaspiração ou lipoescultura. Pelo menos 7 entre 10 famosas já fizeram. A cantora baiana, Gil Melândia, confessa que já reduziu as medidas da barriga com a ajuda de uma lipoaspiração. “Adorei e, se precisar aconselhar alguém que queira fazer a cirurgia, eu recomendo, pois o resultado é ótimo”, garante ela. Segundo o cirurgião plástico Altamiro da Rocha, a lipoaspiração reduz o volume de gordura corporal em áreas localizadas, conferindo um melhor contorno corporal. “A lipoaspiração não é para quem quer perder peso, pois a maior mudança se dá

14 14

Apesar de ser uma cirurgia recente, inventada pelo francês Illouz, em 1983, a lipoaspiração apresentou enorme desenvolvimento técnico nesses quase vinte anos, passando a ser a cirurgia plástica mais realizada em todo o mundo. Ela é realizada através de uma incisão milimétrica, por onde é feita a aspiração da gordura indesejada. A quantidade de gordura aspirada varia de acordo com a região e as necessidades de cada caso. Uma das vantagens desse procedimento cirúrgico é que as cicatrizes são bem pequenas, em média de 0,5 cm, e sua localização e número dependem da área. Normalmente estão em lugares escondidos e com o

tempo tornam-se cada vez mais suaves, quase imperceptíveis. A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica orienta quanto a um limite de segurança de retirada de gordura, que fica em torno de 7% do peso corporal. O tempo da cirurgia varia de 1 a 3 horas, dependendo do tamanho da lipoaspiração. O tipo de anestesia depende da área a ser operada e do volume de gordura a ser lipoaspirado, podendo ser geral, peridural ou local assistida. Os especialistas alertam que a lipoaspiração não é um substituto das dietas, mas promove a remoção das gorduras que não respondem aos tratamentos de emagrecimento ou aos exercícios físicos. Segundo a cirurgiã Valera, a pessoa que se submete à cirurgia deve estar próxima do limite do seu peso ideal e, apesar disso, ainda apresentar em certas áreas do corpo um lipoacúmulo (gordura localizada). “As duas cirurgias apresentam resultados imediatos e satisfatórios, mas o paciente deverá seguir uma nova filosofia de vida, fazendo mais exercícios físicos e mantendo uma dieta”, alerta o cirurgião Altamiro. Para ter um corpo perfeito, é necessária uma comunhão de esforços, pois a lipoaspiração não dá resultado por si só. A pessoa deve fazer um programa, mesmo que leve, de condicionamento físico antes e depois da operação, para trabalhar a musculatura. “Estar fisicamente bonita é uma obrigação na minha profissão. Por


isso, apesar de ter feito lipo, além de manter uma rotina de shows dançantes de sexta a domingo, sempre estou de dieta, mesmo adorando um arroz com feijão, e nunca abandono as caminhadas”, conta Gil Melândia. Núbia Oliver engrossa o coro de quem garante que não adianta nada fazer essa cirurgia e manter uma rotina desregulada. “Faço dieta de segunda a sábado e no domingo libero uma escapadinha, mas no geral evito frituras e refrigerantes e bebo muita água. Pratico muito exercício físico, musculação e corrida com personal trainer. Acredito que isso não seja para manter apenas o corpo, mas também a saúde”, explica. Após a cirurgia o corpo será o mesmo, melhorando suas proporções nas áreas em que foi realizada a lipoaspiração. Até que se atinja o resultado almejado, as formas passarão por fases intermediárias. Geralmente há edema (inchaço) e equimoses (manchas roxas), que desaparecem em 21 dias, na maioria dos casos.

Durante o primeiro mês depois da lipoaspiração, o paciente apresenta notável melhora do edema, quando então passa a notar endurecimento na área operada, decorrente da cicatrização interna. Esse endurecimento melhora progressivamente durante o segundo e terceiro meses, quando ocorre uma maior retração da pele. Uma cinta elástica deve ser usada por 1,5 mês, e são indicados drenagem linfática e ultra-som a partir do sétimo dia após a cirurgia, no intuito de acelerar a recuperação e reduzir o inchaço e o endurecimento. O resultado definitivo da lipoaspiração ocorre após 6 meses; porém, chega-se a 80% aos 4 meses.

“A recuperação da lipoescultura foi tranqüila, só senti desconforto, pois foi uma cirurgia que mexeu com o meu corpo. Nas duas primeiras noites não consegui dormir, porque não podia mudar de posição. A região que mais doía eram as costas, mas no terceiro dia já estava ótima. O médico orientou-me a não dirigir, fazer força e levantar os braços. Além disso, teria que beber bastante líquido, ficar o máximo em repouso e fazer no mínimo dez sessões de drenagem. Na verdade demorou mais ou menos um mês para as pessoas notarem o resultado definitivo, mas eu já via desde o segundo dia depois da cirurgia. Fiquei muito satisfeita, pois o resultado é maravilhoso, do jeito que eu queria”, relata Núbia Oliver.

15


16 16


Quais as possibilidades de cirurgia no nariz? A cirurgia de nariz é tecnicamente conhecida como rinoplastia. Ela visa oferecer traços mais harmoniosos ao conjunto do rosto. Existe ainda a rinoplastia reparadora, empregada em casos de defeitos congênitos ou pós-traumas. Com as técnicas atuais é possível equilibrar a face, seja diminuindo ou mesmo aumentando o nariz. Quando a rinoplastia é indicada? Indica-se o aperfeiçoamento dos traços nasais quando há um descontentamento com essa região, seja por pequenas imperfeições ou por desproporções do nariz. Para esse tipo de cirurgia como se aplica a anestesia? A cirurgia pode ser realizada sob anestesia local com sedação ou sob anestesia geral. Existe algum tipo de risco? Qualquer procedimento, por menor que seja, possui um risco inerente à sua realização. Deve-se preparar o paciente previamente à cirurgia (exames pré-operatórios) para reduzir o risco ao mínimo possível. Quanto tempo dura a cirurgia? Como é o pós-operatório e a recuperação? Normalmente a cirurgia dura de 90 a 120 minutos. Geralmente a rinoplastia apresenta pós-operatório indolor. Até que se atinja o resultado almejado, diversas fases evolutivas são características deste tipo de cirurgia, como o edema (inchaço), “manchas” de infiltrado sangüíneo (hematomas) e dificuldade respiratória nos primeiros dias, que são comuns a todos pacientes. Porém, alguns apresentam esses sintomas com menor intensidade que outros.

Que tipo de incômodo o paciente terá após a cirurgia e quanto tempo isso dura? Ao final da cirurgia, o nariz é mantido imobilizado com gesso ou curativo de fita adesiva, que o recobre totalmente. Esse curativo permanece por cerca de 7 a 10 dias e é retirado no consultório. Poderá ou não ser utilizado o tamponamento nasal (com gazes), que é deixado por 24 a 48 horas. Após a primeira semana pode-se usar um curativo de fita adesiva por mais 7 dias. Após a cirurgia quais os cuidados necessários? Qualquer trauma no nariz deve ser evitado por 2 meses, assim como o uso de óculos de grau ou de sol, pois, como às vezes é feita fratura dos ossos nasais, um trauma pode levar ao deslocamento dos ossos. Ao deitar, o paciente deve sempre estar com a cabeça discretamente elevada do leito (travesseiro) e manter-se com a face voltada para cima (nunca lateralmente) para não encostar o nariz no travesseiro. Deve-se evitar calor (sol, banhos e ambientes muito quentes etc.), pois o calor leva ao aumento do edema (inchaço). A operação deixa cicatriz? Normalmente a abordagem cirúrgica é realizada por acessos internos, ficando a cicatriz escondida. Porém, existem casos em que existe a necessidade de realizar incisões (cortes) externas, cujas cicatrizes melhoram de aspecto com o passar do tempo, ficando pouco perceptíveis. Quanto tempo depois é possível ver o resultado? O resultado definitivo da rinoplastia é alcançado entre 6 meses e 1 ano, mas já há grandes mudanças a partir de um mês. Caso a pessoa queira aperfeiçoar uma primeira cirurgia, isso é possível? Sim, é possível. Existem casos em que a expectativa do paciente fica muito acima da possibilidade da cirurgia, assim como pode ocorrer uma evolução desfavorável do paciente no pós-operatório. Por isso é aconselhado tirar todas as dúvidas com o cirurgião plástico e esclarecer os riscos e benefícios que se terá com esta cirurgia antes de se submeter a ela. O resultado de uma rinoplastia pode ser alterado com o envelhecimento? Sim, o nariz, assim como a orelha, é constituído em boa parte por cartilagem, uma estrutura do corpo que cresce continuamente até a exaustão da vida. Por isso mesmo, pessoas de mais idade possuem nariz voltado para baixo e orelhas de maiores dimensões. A rinoplastia também é indicada nesses casos. Qual é a média de custo? A determinação do valor desta cirurgia só poderá acontecer após uma consulta de avaliação, uma vez que as condições variam de caso a caso.

17


18 18


19


20 20


21


N

inguém gosta de ter vincos nas laterais da boca ou aquelas linhas verticais sobre os lábios. O que muitas pessoas não imaginam é que esse tipo de envelhecimento facial, em alguns casos, pode ter sido causado por problemas dentais. Por isso, antes de pensar em uma cirurgia, aplicação de botox, preenchimento ou qualquer outro tratamento estético, o mais importante é procurar um cirurgião dentista. Leilah Corse ficou muitos anos usando prótese removível na boca por causa da ausência de alguns dentes, até que um dia resolveu enfrentar um implante de dentes. “Fiquei surpresa com a mudança facial por que passei. Perdi aquele “bigodinho chinês” (ruga) que tinha sobre os lábios e, no entorno da boca, houve um enchimento. Isso aumentou a minha auto-estima e recuperou a minha vaidade natural que andava meio esquecida”, conta ela. Segundo o cirurgião-dentista Jefferson Del Carlo, que fez a cirurgia em Leilah, o implante dentário tem também uma função estética, que devolve a imagem da face completa e jovem, e psicológica, que está ligada à auto-estima recuperada. “Os pacientes que nos procuram para cirurgia de implante estão preocupados em restabelecer a função dental que proporciona a mastigação adequada dos alimentos, a correta fonação e o convívio social com um sorriso de boa aparência”, completa ele.

22 22

O implante dental substitui a porção estrutural dos dentes (raízes), sobre a qual serão instaladas próteses que se aproximam da perfeição, pois devolvem a estética dental ao paciente. “O que mais me incomodava, quando tinha a prótese removível, era o risco de cair e às vezes precisava lixar. Era muito desconfortável. Com o implante, os dentes ficaram perfeitos e ninguém diz que é prótese fixa. Além disso, hoje como de tudo, pois a minha mastigação é perfeita”, relata Leilah. “Os implantes osseintegrados são feitos com pinos de titânio que atuam como raízes dentárias artificiais, que se integram ao osso formando um conjunto único. A colocação é feita no próprio consultório com anestesia local. Após os procedimentos de assepsia, para atendimento cirúrgico, e efetuada a anestesia, é feita uma incisão na gengiva para exposição da área escolhida para a instalação. Através de brocas específicas irrigadas com soro fisiológico e a uma baixa rotação, é instalado o implante, que é rosqueado na porção óssea”, explica Del Carlo. Engana-se quem pensa que o implante dentário é algo terrível e demorado. “Sentia muito medo antes do tratamento, mas depois percebi que a dor não é pior do que aquele incômodo com a anestesia que sentimos normalmente na cadeira do dentista para qualquer tratamento dentário”, desabafa Leilah. “A cirurgia é rápida. Pode ser realizada em 20 a 30 minutos para a instalação de um implante. Quando, em alguns casos, há necessidade da execução de enxertos ósseos, pode-se acrescentar um tempo um pouco maior”, completa o cirurgião-dentista. O implante dentário pode ser feito tanto em quem não tem ou quer substituir todos os dentes, como naqueles que necessitam de um preenchimento parcial. “Uma das principais vantagens no procedimento de instalação de implantes em pacientes que apresentam apenas algumas ausências dentais é o fato de os dentes vizinhos aos futuros implantes não precisarem ser desgastados, permanecendo totalmente preservados”, alerta Del Carlo.

O tempo de tratamento varia de acordo com cada caso. “No procedimento tradicional, é necessário um intervalo de 4 a 6 meses entre a colocação do implante e a prótese definitiva. Já na carga imediata, a prótese definitiva é colocada em 2 dias depois de colocado o implante. E, dependendo do caso, é possível sair do consultório com o novo sorriso já no mesmo dia”, declara o cirurgião-dentista. Segundo ele, diferentemente da rejeição que acontece quando um órgão é transplantado de uma pessoa para outra (coração e rim, por exemplo), no implante dentário isso não ocorre, pois não são órgãos, mas sim metais biocompatíveis e bioinertes, que são implantados e não transplantados. “Quando fiz o implante já saí do consultório com uma bolsinha de gelo no rosto. A recuperação foi ótima, pois não inchou e não ficou roxo”, explica Leilah. “O pósoperatório é tranqüilo e não apresenta problemas quando o paciente segue as orientações do profissional. O processo doloroso pode ser atenuado com um simples analgésico”, completa Del Carlo.


23


A

participação feminina no mundo do trabalho é crescente, porém marcada por salários muito inferiores aos dos homens em iguais funções e por maiores dificuldades em fazer carreira. São as mulheres as primeiras a serem demitidas em momentos de crise e enfrentam maior dificuldade de recolocação. A lei prevê igualdade constitucional entre os sexos, mas na prática nem sempre é isso que acontece. Segundo o advogado Cylmar Pitelli Teixeira Fortes, a diferença salarial normalmente acontece por fatores culturais, oriundos de preconceito e até mesmo em razão de leis que protegem o trabalho da mulher e acabam por gerar o efeito contrário. Para Cristina Piton, diretora da CP ONE Inteligência em Talentos Humanos, a mulher, por necessidade de sobrevivência, buscou seu lugar ao sol para dividir as despesas com o marido, para auxiliar nas contas mensais e também para sair da “gaiola de ouro” onde foi colocada desde os primórdios. “Mas o mundo ainda possui algumas posições privilegiadas em que os homens natural ou historicamente foram colocados. No mundo, até hoje,

24 24

nunca houve uma freira que se tornasse papa e poucas chegaram a presidente de país e isso inevitavelmente se homologa para as organizações. No ano passado a indiana Indra Nooyi assumiu a direção da multinacional de alimentos PepsiCo e houve, é claro, um espanto mundial. No Brasil nenhuma mulher ultrapassou cargo de governadora, prefeita ou senadora. Raríssimas mulheres conseguem chegar a escalões top”, continua. “O menor salário ainda é um ícone de rejeição social da mulher competindo no mercado de trabalho. O ideal seria perceber que mulheres e homens são interdependentes e que precisam um do outro como parceria, como integrantes do mesmo contexto e, assim, a colheita poderia ser muito mais frutífera”, declara Piton.

Casamento e gravidez No caso de gravidez a lei garante licença de 120 dias, concedida pelo INSS. Durante a gestação a mulher tem direito à estabilidade profissional, que ocorre desde a confirmação da gravidez até cinco meses após o parto. Nesse período o empregador não pode dispensar a gestante sem justa causa. Caso a empresa não recolha o INSS, o que impediria a licença, deve indenizar a funcionária. A lei também prevê a obrigatoriedade de instalação de locais apropriados à amamentação, no caso de empresas com pelo menos 30 mulheres maiores de 16 anos. Essa obrigação pode ser substituída pela garantia do acesso

a creches públicas ou privadas. A mulher tem direito a descansos especiais que permitam a amamentação, de meia hora cada um, até que o filho complete 6 meses. A constituição também concede licença para mulheres que sofrerem aborto não-criminoso. “A lei também afirma que uma mulher não pode ser demitida por ter se casado e ainda permite a ausência da funcionária por três dias consecutivos, sem prejuízo dos salários, em razão do casamento. Porém, não há estabilidade em razão do casamento”, explica Fortes.

Licença-saúde Em caso de licença por questões de saúde, a lei é igual para homens e mulheres.


No caso de doença que exija afastamento superior a 15 dias, a empregada passa a receber o benefício previdenciário, fato que torna o contrato suspenso até o efetivo retorno ao trabalho. Caso a doença seja relacionada ao trabalho, há a garantia, concedida pelo órgão previdenciário, de emprego de um ano após a alta. Se houver dispensa durante a suspensão do contrato, esta será considerada nula, tendo a funcionária o direito ao retorno às funções trabalhistas ou indenização equivalente. “Para mulheres que pretendem fazer cirurgia plástica reparadora que são aquelas necessárias para evitar danos à saúde, como a diminuição dos seios na hipótese de prejudicar a coluna -, a licença ocorre como em qualquer outro caso de afastamento por doença. Já quando a cirurgia for meramente estética, a recomendação é que seja feita no período de férias, uma vez que as faltas poderão ser tidas por injustificadas. A reiteração de faltas injustificadas resulta na rescisão do contrato com justa causa, com grande diminuição no valor das verbas rescisórias”, alerta o advogado.

Assédio sexual O assédio sexual em ambiente de trabalho é mais comum do que se imagina. Nesse caso, Fortes explica que a mulher poderá dar o contrato por rescindido, por justa causa, podendo ainda pleitear perante a justiça a indenização por danos morais. Mas, preste atenção, assédio não é uma simples paquera, que não é proibida por lei. O assédio representa o uso do poder para obter favores sexuais. Para o advogado, as leis referentes aos direitos das mulheres evoluíram e cita como exemplo a lei Maria da Penha. “Muitas mulheres ainda não sabem, mas existe uma lei recente (11.430, de 7 de agosto de 2006) que prevê a possibilidade de a mulher afastar-se do emprego por até seis meses, sem perda da vaga, em caso de ameaça de agressão física feita pelo marido. As leis já existem. O

ponto é fazer cumpri-las. O trabalho a ser feito é reduzir a impunidade por violações da lei. Só mesmo a conscientização das pessoas quanto a seus direitos vai mudar a realidade”, continua. “Acredito que não sejam necessárias novas leis. As empresas devem buscar uma flexibilidade ou até criar condições internas que possibilitem maior interação na rotina como criar creches próximas para os funcionários, melhorar o plano de saúde, entre outros detalhes que fazem a diferença e aumentam a retenção e satisfação de seus colaboradores”, afirma Piton. Segundo Piton, a mulher por si só é mais perspicaz que o homem, pois já tem uma leitura do ambiente diferenciada, mas é necessário que isso seja colocado mais em prática, através de uma melhor comunicação, deixando claro quando algo vigente não lhe agrada. A mulher entrou no jogo e agora tem que aprender a jogar.

25


O

Brasil já é o segundo mercado de cirurgia no mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos. O acesso ao parcelamento do valor em até 36 vezes é um dos fatores que contribui para o crescimento do número de cirurgias que vêm sendo realizadas no país. Em 1994 foram 100 mil e no ano passado, 700 mil. Com a facilidade de pagamento, a cirurgia, antes um privilégio de poucos, começa a atender grande parte da população. Mas, para que o parcelamento seja possível, é necessária uma empresa que intermedeie a negociação financeira entre médicos, pacientes, hospitais e fornecedores de próteses. Nos Estados Unidos, pagar em parcelas tratamentos médicos é muito comum; já no Brasil ainda existe certa rejeição a esse tipo de procedimento. “Mas, se virmos pelo lado prático, o financiamen-

26 26

to é uma inclusão social, pois possibilita o acesso a produtos e serviços diversos antes inacessíveis a uma grande parcela da população e agora também aos relacionados à saúde. Para o paciente, a empresa intermediadora, ou seja, aquela que intermedeia um contrato financeiro entre o cliente e o banco financiador, é um agente facilitador”, explica Arnaldo Korn, diretor do Centro Nacional - Cirurgia Plástica. Tratamentos médicos, na grande maioria das vezes, não são baratos, principalmente quando o profissional escolhido é um especialista muito requisitado. “Para o médico também é necessário ter uma empresa que cuide da parte financeira e administrativa, pois assim fica livre para cuidar exclusivamente do aspecto médico cirúrgico do procedimento, dedicando seu tempo a atender um maior número de pacientes. Além disso, para o especialista

seria difícil pleitear um financiamento para seus pacientes em um banco. Mas, para o paciente que não pode pagar à vista, o parcelamento em até 36 vezes é muito bemvindo. Nesse caso, o cliente paga conforme o prazo que solicitar (de 2 a 36 vezes) ao agente financeiro e o médico recebe à vista, pois na prática o financiamento é feito através de um banco. A função da empresa intermediadora é buscar parcelamentos e juros atraentes para os clientes. Como trabalha com um volume grande de clientes, essa empresa tem mais facilidade de conseguir um negócio vantajoso para o cliente”, completa ele. O sucesso do parcelamento do pagamento das cirurgias plásticas é tanto que já existe o Centro Nacional - Cirurgia Plástica em São Paulo, Rio de Janeiro, Niterói, Curitiba, Bahia, Manaus, Campinas, ABC Paulista, Santos e Guarulhos. Confira mais detalhes no site da empresa. (http://www.plasticaparcelada.com.br).


27


28 28


E

m busca da beleza, para conquistar curvas perfeitas e sentirse mais jovem, centenas de pessoas procuram médicos, cirurgiões plásticos, academias e nutricionistas. Mas a realização de um sonho como a cirurgia plástica deve caminhar junto com uma alimentação saudável e atividades físicas regulares. Devemos entender que a alimentação está para o corpo humano como o combustível está para uma máquina. Proteínas, carboidratos (açúcares), gorduras, vitaminas e sais minerais, que estão contidos nos alimentos que consumimos diariamente, são os nutrientes necessários para nosso corpo. A alimentação saudável é uma atitude para quem necessita eliminar ou manter o peso. Consumir alimentos essenciais para a manutenção do organismo é indicado também para pessoas que pretendem ou já realizaram algum tipo de cirurgia plástica, visando auxiliar na recuperação e manutenção do resultado obtido. Uma boa escolha de alimentos durante as refeições diminuirá os riscos cirúrgicos e auxiliará no processo de recuperação e cicatrização do paciente. Por isso, é necessário realizar uma dieta à base de frutas, verduras, legumes (fontes essenciais de vitaminas, minerais, fibras e auxílio na absorção do ferro), carnes magras grelhadas ou assadas (fontes de proteína e ferro), derivados do leite (desnatados ou light), que são fontes de cálcio e proteína, e alimentos integrais. O consumo de fibras também é muito importante. Esses alimentos auxiliam na manutenção e recuperação do seu organismo, inclusive na saúde intestinal, ajudando ainda na diminuição da “fome” através da elevação da saciedade.

Não podemos esquecer que, para uma alimentação saudável, é preciso realizar boas escolhas! Com a reeducação alimentar você começará a perceber o quanto isso é importante para garantir uma vida mais saudável e ainda vai auxiliar na recuperação pós-cirurgia.

Para uma vida saudável inclua estes hábitos no seu dia-a-dia: • Realize de 4 a 5 refeições leves e equilibradas com intervalos regulares (a cada 3 ou 4 horas) por dia; • Mastigue bem os alimentos. Esse processo envia uma mensagem de saciedade para o cérebro diminuindo a vontade de comer mais, ou seja, muitas vezes o excesso; • Mantenha também a ingestão de alimentos fontes de proteína em todas as refeições; • As frutas, verduras e legumes também devem estar presentes em todas as refeições e ser consumidas nos intervalos de cada refeição; • Aumente o consumo de fibras, alimentos integrais (arroz, pão, lentilha, feijão), folhas, frutas com cascas comestíveis e o bagaço, e vegetais em geral; • Nunca esqueça que o carboidrato deverá fazer parte de algumas refeições durante o dia, tais como desjejum e almoço. O carboidrato é fonte de energia e ativador metabólico. Evite o consumo excessivo desse nutriente à noite (massas, pães, doces etc.). Durante a noite estamos mais próximos do nosso metabolismo de repouso, necessitando assim de uma menor quantidade de energia. É importante que o jantar sempre seja uma refeição menos farta que o almoço;

• Beba no mínimo 2 litros de água durante o dia, pois hidrata o corpo, ajuda na eliminação de toxinas pelos rins e auxilia no tratamento da celulite e flacidez; • Evite bebidas alcoólicas durante as refeições. Senão o corpo ficará encarregado de queimar primeiro o álcool, já que este é tóxico ao organismo; enquanto isso, os demais nutrientes da dieta serão armazenados nas reservas de gordura; • Respeite a quantidade e a qualidade dos alimentos. Evite alimentos gordurosos, produtos integrais (leite e seus derivados), embutidos, produtos industrializados, refrigerantes, bebidas alcoólicas; • Não adote dietas radicais; • Utilize temperos in natura, evitando os industrializados; • Substitua o açúcar pelo adoçante; • Pratique atividade física. Uma caminhada de 40 minutos diária ajudará a manutenção de seu peso. A representação corporal saudável e, portanto, esteticamente agradável aos olhos, é fruto de uma vida equilibrada, construída gradativamente. Mudanças bruscas na composição corporal comprometem os níveis de saúde, abrindo a porta para vários tipos de doenças. Consultar profissionais adequados poderá garantir a você uma vida equilibrada e saudável, aprimorando a aparência física.

29


Brasileiros são campeões da vaidade Carlos Augusto Villegas Chirinos, cirurgião plástico • (41) 3079.0404 E-mail: carlosvillegas@doctor.com Site: www.carlosvillegas.com.br Beto Bravo, cabeleireiro e maquiador do Torriton Taunay Al. Pres. Taunay, 321 - Batel Curitiba/PR • (41) 3222.8686 E-mail: torriton@torriton.com.br Site: www.torritontaunay.com.br Mauri, cantor da dupla Maurício e Mauri (11) 6262.4521 Site: www.mauricioemauri.com.br Mitos e verdades sobre os cabelos Gennaro Preite, cabeleireiro e consultor Técnico da Condor SAC: 0800.47.6666 Site: www.condor.ind.br Consulta plástica Edson Ohira, cirurgião plástico (11) 5054.2358 E-mail: edsonohira@bol.com.br Site: www.edsonohira.com.br Delícia Ristorante Volare Internazionale Rua Fonte do Boi, 24 Rio Vermelho - Salvador/BA (71) 3334.8829 Site: www.volareristorante.com.br O que as celebridades fazem para manter a forma e a beleza Luciana Raquel, jornalista E-mail: lucianaraq@gmail.com Daily fashion Rose Galdino, consultora de moda (11) 9988.3773 E-mail: rosegaldino@hotmail.com MOB, fotos de divulgação do catálogo de Verão 2008 da marca paulistana (11) 3048.3048 Modelo Caroline Ribeiro (agência Way), fotógrafo Jacques Dequeker Assistentes Pablo Saborido e Fabio Bartelt, Stylist Giovanni Frasson e Beleza (make-up/hair) Max Weber Implante dentário recupera o sorriso e rejuvenesce o rosto Jefferson Del Carlo, cirurgião-dentista (11) 6605.2526

30 30

Já é possível fazer cirurgia plástica pagando parcelado Centro Nacional - Cirurgia Plástica São Paulo • (11) 3231.5757 Rio de Janeiro • (21) 2513.2929 Niterói • (21) 2710.0621 Curitiba • (41) 3079.0404 Bahia • (71) 3341.6014 Manaus • (92) 3663.2334 Campinas • (19) 3242.2923 e ABC Paulista • (11) 4427.5656 Site: www.plasticaparcelada.com.br Reduzindo as medidas através da lipoaspiração e da lipoescultura Gil Melândia, cantora Tel. da Assessoria: (11) 7699.5350 Site: www.gilmelandia.com.br Núbia Oliver, modelo E-mail: nubia@nubia.com.br Site: www.nubia.com.br Fabiana Valera, cirurgiã plástica (21) 2710.0621 E-mail: drvalera@hotmail.com Altamiro da Rocha, cirurgião plástico (21) 2285.2255 Site: www.altamiro.com.br Sexo&Ação Sergio Savian, terapeuta de casais Tel. (11) 3057-3133 Site: www.sergiosavian.com.br Você sabe quais são os seus direitos trabalhistas? Cylmar Pitelli Teixeira Fortes, advogado Teixeira Fortes Advogados Associados - ISO 9001 Rua dos Ingleses, 149 - São Paulo/SP CEP 01329-000 Tel. direto: (55 11) 3147.1806 PABX: (55 11) 3147.1800 Fax: (55 11) 3266.4527 E-mail: cylmar@fortes.adv.br Site: www.fortes.adv.br Cristina Piton, diretora da CP ONE Inteligência em Talentos Humanos (11) 3507.4140 E-mail: cristinapiton@cpone.com.br Site: www.cpone.com.br CAPA Revista Universo Feminino Ana de Biase, modelo Foto: André Borges Tel. de contato: (21) 2495.4517 / 4518


31


32


Universo Feminino #02