Issuu on Google+

Jornalismo de rua constata problemas José Ursílio com moradores da zona oeste. Veja também essa reportagem em vídeo acessando www.marilialivre.com.br. Página 7

Ainda incógnita, duas vezes deputado Zuza pode definir Peso eleitoral acumulado com dois mandatos de deputado estadual, Joseph Zuza pode ser o coringa desta eleição para prefeito dependendo do lado que escolher. Página 3

Arquivos da CPI somem da Câmara Página 5

Campanha para prefeito terá três candidatos polarizando

Daniel Alonso (PSDB), Ticiano Toffoli (PT) e Vinícius Camarinha (PSB) devem determinar rumos da campanha para prefeito este ano. Cecílio Espósito, conhecido Raul Seixas, deve ser quarto nome. Página 3

Eles querem o poder. Cada um com sua turma Veja alguns dos principais assessores e nomes que devem ser cabo eleitoral dos candidatos a prefeito este ano. Página 4

Daniel Alonso com o jornalista José Ursílio, pré-candidatos a prefeito e vereador do PSDB trazem apoio do governador Alckmin

Ticiano Toffoli além da grife do nome e do irmão José Antonio ministro do STF, aposta em Beca e Sidney Gobetti como cabos eleitorais este ano

Vinícius Camarinha, além do pai Abelardo que está inelegível devido à ficha suja, tem como coordenadores de campanha Carlos Garrossino e Herval Seabra

Acesse:

Cecílio Espósito, o popular Raul Sexias, deve novamente lançar campanha solo para prefeito

marilialivre.com.br

notícia, verdade e credibilidade


2 | 12 a 24 de junho de 2012

wwww.marilialivre.com.br

Em ano eleitoral Vinícius Camarinha e seu pai Abelardo tentam passar imagem de oposição e fazer Bulgareli adversário político

No próximo mandato, orçamento da cidade vai chegar o número de R$ 1 bilhão por ano, o que acirra ganância dos políticos

visão

Oposição de mentirinha

A

acomodação partidária e de candidaturas a prefeito desenha bem os últimos 30 anos em que a cidade padece da divisão vazia entre estar a favor ou contra o espectro liderado por Abelardo Camarinha. Nada parece surgir que supere esse eixo atrasado por razões e culpas dos próprios adversários amadores do caudilho e de obviamente por conta de estrutura dividida entre densidade eleitoral e controle da mídia. Abelardo Camarinha agora em véspera de eleição municipal usa seus veículos de comunicação para posar de bom moço e se fazer de oposição, mas construiu de punho próprio e busca a continuidade de seus métodos políticos na figura mais nova do filho Vinícius, que se propõe até abandonar o cargo de deputado estadual para meter a mão na caneta da prefeitura. Vinícius Camarinha foi derrotado em 2008 pelo ex-aliado e ex-prefeito Mário Bulgareli que renunciou em cinco de março passado atolado em rejeição popular, corrupção e incompetência. Ou seja, na prática, Camarinha nunca foi nem será oposição. Foi ele quem fez Bulgareli e o colocou como prefeito. Esteve junto até dias atrás, não admitindo o direito à reeleição então do antigo aliado rompeu e

expediente

tentou emplacar seu filho Vinícius. Poderiam ele e o filho ter esperado sua hora, respeitado e cumprido a promessa que fizeram aos seus eleitores dois anos antes, em 2006, quando foram eleitos deputados. Mas a cobiça de ter a chave do cofre da prefeitura parece ser maior. O certo é que pai e filho Camarinha reaglutinaram forças, domínios e estrutura de mídia para tradicional achincalhe e ataque indiscriminados. Qualquer um que ouse disputar e ou discutir as necessidades de Marília em termos políticos e administrativos vira alvo da dupla. Os Camarinha agem como semi-deuses, como se estivessem inventado e criado Marília e aqui seus domínios tivessem forças extraterrenas. Todos sabem que a base do poder deles tem estrutura financeira e política amealhadas essencialmente por Abelardo ao longo de sua carreira que se tornou meio de vida, que contrasta com uma enxurrada de processos e ações cíveis e criminais e condenações por todo tipo de desvio, irregularidades e mazelas. A situação é tão deprimente e dramática que os Camarinha como em muitos rincões imortalizam a cena do velho “rouba, mas faz”, criado pelo ex-governador Paulo Maluf. E é a promiscuidade na relação entre eleitores e políticos candi-

O Jornal Marília Livre é uma publicação semanal da Sinergia, Editora, Comunicação e Feeling Ltda. Está integrada a mídia online www.marilialivre.com.br e a Revista Marília Livre. Fundação: Editora Sinergia 01-12-2000 Marília Livre 01-03-2012

datos a exacerbar esse despropósito. A verdade é que Abelardo não tem mais chance de disputar a prefeitura pela rejeição e ficha suja judicial e tem no filho Vinícius Camarinha mais uma tentativa de retomar a chave do cofre municipal. Ou seja, na eleição estará omisso na urna eletrônica esse campo abelardiano com o nome de Vinícius que por enquanto teoricamente sai na frente na corrida eleitoral beneficiado, inclusive, pela criatura Mário Bulgareli que tanto pai quanto filho alimentou por anos e agora tentam transformar em adversário político. Na prática, Bulgareli virou um nada maior ao sair da prefeitura e perambula pela cidade sem qualquer expressão à espera das audiências judiciais em processos por corrupção e outros crimes. Já Camarinha, que oculta, mas é parceiro e réu de Bulgareli em grande parte dos processos judiciais em andamento, como na máfia da merenda, tenta a todo custo fazer com que a sociedade esqueça que o ex-prefeito é mais uma cria sua. Até 30 de junho, os partidos têm obrigatoriamente prazo para indicação das candidaturas majoritárias (prefeito e vice) e proporcionais (vereadores), assim como aprovação das coligações entre legendas. Encenar figurinos de bons mocinhos, promessas de mudanças, acenos

Publisher José Ursílio joserusilio@marilialivre.com.br joseursilio@uol.com.br Diretor de Redação Guto Pereira guto@marilialivre.com.br Departamento Comercial contato@marilialivre.com.br Gerente Distribuição Cláudio Souza e Silva contato@marilialivre.com.br

de transparência e planos para fazer de Marília uma cidade maravilhosa não vão faltar nos discursos até lá. Discursos que também vão estar nos panfletos, jingles, cartazes, placas e barulheira infernal, além de toda gastança indiscriminada de dinheiro até de caráter duvidoso com as tradicionais churrascadas, cervejadas, e foras da lei cestas básicas, da campanha eleitoral. De verdade e comprometimento com as causas sociais e coletivas o povo-eleitor pode esperar muito pouco. O certo é que Marília tem uma das mais expressivas cargas tributárias do interior de São Paulo, tanto assim que o orçamento municipal previsto para 2012 é superior a R$ 750 milhões, e nos próximos deve oscilar entre R$ 800 milhões e R$ 1 bilhão. É dinheiro de cidade de primeiro mundo e com serviços e obras de países subdesenvolvidos devido a desvios acumulados nos últimas 30 anos de desgovernos. Como? Boa parte desperdiçado em corrupção, obras superfaturadas, irregularidades e até roubalheira na merenda escolar e na compra de medicamentos por pessoas que hoje se fingem de honestos para tentar apagar da memória da população toda ficha suja acumulada da política.

Criação & Arte Marcos Rogério Souza e Silva

Impressão Jornal da Cidade de Bauru Ltda.

Reportagens & Fotos Editores Associados

Tiragem 10.000

Siga-nos www.marílialivre.com.br www. joseursilio.com.br/blog Facebook

Jornal Marília Livre todos direitos reservados.

Endereço Rua Coronel José Braz, 144 – sala 03 – Fones 14-3221-4455 – 14-8111-3736 Bairro Boa Vista– CEP 17.501-570

Reprodução exclusivamente com autorização do Publisher. Opiniões em artigos e textos e informes publicitários de terceiros são de responsabilidade de autores.


12 a 24 de junho de 2012 | 3

wwww.marilialivre.com.br

disputa

Mais do mesmo na reta final. E prefeitura deve ter 4 candidatos

Q

uatro eleitores dos 161.593 cadastrados e aptos a votar em Marília para prefeito devem aparecer na tela da urna eletrônica no dia 7 de outubro desse ano. Já para as 13 vagas de vereadores a lista é bem maior e serão aproximadamente 300 carinhas para você escolher. Velhas caretas e novas facetas. É preciso ficar atento e de olho nos lances porque, para prefeito, provavelmente você terá que escolher en-

tre: Vinícius Camarinha (PSB), Daniel Alonso (PSDB) e Ticiano Toffoli (PT). Eles devem polarizar a campanha, ainda mais financeiramente. Por fora, é praticamente certa a candidatura do popular Raul Seixas, o Cecílio Espósito (Psol). Além disso, ainda existe a possibilidade de estar no páreo o empresário Luiz Eduardo Dias (PV). Não se trata de esvaziar ou menosprezar outros nomes em evidência, mas

o vereador Eduardo Nascimento (PTB) deve mesmo figurar como vice em alguma chapa majoritária. Neste momento ele pende mais para uma coligação com o empresário Daniel Alonso, mesmo ocorrendo com o empresário Antônio Ambrósio, o Tato, do PMDB, que se rodeia com Toffoli. Já o empresário Joseph Zuza continua sendo sondado por vários grupos e é a incógnita dessa eleição até agora. Duas vezes deputado estadual,

ele é cortejado pelo PT, PSDB e PSB, mas sem ter qualquer sinalização de espaços nas chapas majoritárias. As eleições em Marília nesse ano terão gente nova, neófitos e velhas raposas. Sempre um pouco mais do mesmo na disputa. Do mesmo inclusive para quem sabe bem de como se sustenta o debate eleitoral e a dança de lados da política local que já dura mais de 30 anos com as mesmas práticas. Zuza, empresário e duas vezes deputado estadual, é disputado por petistas e tucanos para ser vice na chapa a prefeito; bem nas pesquisas

Luiz Eduardo Dias, empresário, que pode ser o candidato do PV nas eleições para prefeito

Disputa pelo poder segue nos bastidores Os grupos que devem polarizar a campanha para prefeito esse ano se apresentam com velhas e novas caras. Mas nada de muito diferente de antes porque até quem fica nos bastidores – de marqueteiros a bate paus - são antigos e manjados conhecidos do eleitor. Acesse:

Na disputa surgem como possíveis novos nomes empresários como o tucano Daniel Alonso e o verde Luiz Eduardo Dias, que nunca concorreram a qualquer cargo eletivo da cidade. Do outro lado aparecem dois candidatos derrotados nas últimas eleições Viní-

cius Camarinha, filho do ex-prefeito e deputado federal Abelardo Camarinha que está inelegível, e Cecílio Espósito, ambos velhos conhecidos do eleitor mariliense. E pela situação está o atual prefeito Ticiano Toffoli, que disputou sua primeira eleição municipal

marilialivre.com.br

majoritária em 2008 saindo vitorioso numa ampla coligação de forças hoje inexistente mas que pode ser recompor aos poucos flutuando ao redor da máquina administrativa. Mas eles são apenas as cabeças da cobra. Atrás vem o corpo, e as equipes de apoio

que vão de gente séria a marqueteiros, bate paus e um monte de puxa-saco, fora alguns ex-inimigos. Ou seja, quem ganhar para prefeito vai levar para o poder a sua turma e o eleitor precisa saber quem é o grupo de cada um que vai governar a cidade por mais quatro anos. notícia, verdade e credibilidade


4 | 12 a 24 de junho de 2012

wwww.marilialivre.com.br

corrida

Toffoli tem a grife do nome, máquina e deve trazer figurões

A

Ticiano Toffoli (PT) atual prefeito, candidato da máquina

renúncia do ex-prefeito Mario Bulgareli deu para o vice Ticiano Toffoli (PT) o comando da administração municipal e o transformou no candidato da máquina esse ano dando direito de ele concorrer a reeleição para prefeito no dia 7 de outubro. Irmão do ministro do STF José Antonio Dias Toffoli, o atual prefeito vai para a disputa

Vinícius tem Garrossino, Herval, Alcalde e João Simão

O

deputado federal Abelardo Camarinha (PSB) está inelegível devido a sua ficha suja e vai colocar na disputa para prefeito seu filho Vinícius na tentativa de reconquistar o poder em Marília. Para vencer as eleições Camarinha aposta no seu meio de vida, 30 anos de carreira política, na cara jovem do filho e

no apoio de gente como o ex-prefeito Domingos Alcalde, o vereador Herval Rosa Seabra e assessores como Carlos Umberto Garrossino e o advogado João Simão Neto. Fora a turma do núcleo base, Vinícius Camarinha deve ter a sua disposição uma campanha milionária com muita propaganda e gente contratada para estas eleições.

com apoio do PT e deve ter ainda uma coligação com outros partidos menores. Hoje já está selado com o PC do B do vereador Sidney Gobetti e trabalha outras siglas mas nada definido. Além disso, terá à sua disposição o peso da máquina, parte dos empresários e ainda pode trazer para seu palanque em Marília nomes de peso como o ex-presidente Lula.

Vereador Sidney Gobetti, que é o atual líder de governo do prefeito Toffoli

José Antonio Dias Toffoli, ministro do STF e irmão do atual prefeito

Aberlardo, Alcalde, Herval, Albuquerque durante evento esse ano para campanha de Vinícius Camarinha

Vinícius terá como coordenadores de campanha sua pai Camarinha e Garrossino

Outro aliado de Vinícius Camarinha nessa campanha será ao advogado João Simão Neto

Daniel Alonso tem PSDB e deve aliar com Nascimento

O

Empresário Daniel Alonso esperança do PSDB nas eleições deste ano

Vereador Eduardo Nascimento, que vem sendo cotado para ser vice na chapa de Daniela Alonso

empresário Daniel Alonso surge como a esperança do PSDB nas eleições deste ano e pode fechar apoio de partidos como PTB, que indicaria o vereador Eduardo Nascimento para vice. Nome novo na disputa municipal pode trazer ainda apoio do governador Geraldo Alckmin. Daniel Alonso é dono da Casa Sol e na equipe de apoio deve ter nomes como o vereador Wilson

Damasceno, Mario Coraini, além dos empresários José Geraldo Garla (Marilan) e Lucio Carvalho Marques (Lúcio da Gerdau) e parte da executiva municipal do PSDB. O sucesso da campanha, contudo, está na incógnita do financiamento eleitoral para enfrentar duas milionárias campanhas de Camarinha e o atual prefeito Toffoli e na falta de experiência política de Daniel como candidato.

Vereador Wilson Damasceno, que deve integrar equipe eleitoral com parte da executiva tucana

Cecílio Espósito vai para terceira eleição com mesmo visual Espósito com Ivan Valente, deputado federal e Jorge Nelson do Psol

O

empresário Cecílio Espósito (Psol) deve encarar a sua terceira eleição para prefeito esse ano e como sempre aposta nas andanças e no visual parecido com o do ídolo do rock Raul Seixas para se destacar. Terá ainda apoio de seu partido, que tem na equipe o servidor público Jorge Nelson e o presidente do Sinsprev, José Antu-

nes. Ambos podem concorrer como candidatos a vereador. O Psol aposta no fortalecimento do partido esse ano na cidade. Com votações não tão expressivas nas duas últimas eleições – em 2008 concorreu pelo PT do B – Cecílio Espósito deve como sempre apresentar uma campanha eleitoral com poucos recursos financeiros e no debate corpo-a-corpo com a população.


12 a 24 de junho de 2012 | 5

wwww.marilialivre.com.br

Fita requentada abre comissão; racha começa com nomeações Os três vereadores da CPI do Asfalto vivem em pé de guerra, que começou logo na nomeação dos membros quando o presidente Takaoka indicou Herval Rosa Seabra (presidente) e Donizeti Alves (vice), deixando o autor do pedido da investigação, Damasceno, isolado e sem cargo relevante. Na sessão seguinte Damasceno apresentou requerimento formal com ataques a Herval e Donizeti, afirmando que os dois eram contra as investigações, e pediu a troca dos membros. Após muito bate-boca e ofensas, o presidente Takaoka manteve a formação. Ele tem a prerrogativa de fazer indicações. A apresentação requentada de uma fita de vídeo durante uma sessão no início de abril (veja arte ao lado), material que já tinha sido entregue ao Ministério Público um ano antes, foi o estopim para instauração da CPI. As imagens mostram um suposto esquema para superfaturar a cobrança de buracos tapados nas ruas com adulteração na metragem.

sindicância

Perícia do Asfalto desaparece dos arquivos da Câmara

O

descontrole não é apenas político e também atinge a administração da Câmara de Marília, que agora deve enfrentar uma sindicância interna para tentar descobrir onde foram parar documentos da perícia técnica feita que integra relatório da CPI do Asfalto e sumiram dos arquivos.

A perícia foi contratada pela Câmara de Marília para verificar contratos firmados na gestão do ex-prefeito Mario Bulgareli, que renunciou ao cargo, com empreiteiras, mas desapareceu – o sumiço só foi descoberto numa das últimas reuniões da comissão, que já ouviu vários depoimentos. O atual presidente da Câmara de Marília, vereador Yoshio Takaoka, confirma o desaparecimento dos documentos, e que já recebeu requerimento formal pedindo sindicância para apurar o sumiço. Disse que vai fazê-lo. Integram a comissão dos vereadores Herval Rosa Seabra (presidente) e Donizeti

Alves (vice) de Wilson Damasceno. A CPI do Asfalto já ouviu ex-diretores da Codemar, Daem e engenheiros técnicos da prefeitura e deve ser concluída no início de julho, podendo ser estendida por 60 dias. Os integrantes possuem cópia da perícia contratada ano passado a pedido da comissão especial do asfalto, que já investigava possível esquema de corrupção em obras de tapa buracos. Desapareceram dos arquivos da Câmara de Marília as 46 páginas do documento original que estava guardado na secretaria e assinado pelo perito contábil Dorival Venciguera.

Justiça Eleitoral começa convocar 2,2 mil mesários

M

esários que vão trabalhar nestas eleições começam a ser convocados a partir desta semana. Em Marília 2,2 mil pessoas devem ser chamadas para o dia 7 de outubro. Elas vão prestar atendimento a mais de 161 mil eleitores em aproximadamente 430 locais de votação. As mesas receptoras serão compostas este ano por quatro mesários. O Tribunal Regional Eleitoral começa enviar as convocações nesta segunda-feira, dia 11 de junho. Em todo estão serão 340 mil pessoas trabalhando nas eleições para prefeito e vereadores. Acesse:

Este ano também devem ser chamados mesários voluntários, programa do TRE paulista que ainda tem vagas abertas para interessados. Basta acessar o site do tribunal www.tre-sp.gov.bv e fazer a inscrição. Todo eleitor em situação regular perante a Justiça Eleitoral poderá ser mesário na sua zona, preferencialmente no local e na seção em que vota, exceto candidatos e seus parentes, membros de diretórios de partidos políticos com função executiva, agentes policiais e demais casos previstos na legislação eleitoral. O mesário é responsável desde a ligação

da urna, para emissão da zerésima, antes da primeira votação, até o seu encerramento, quando é emitido o boletim de urna com o resultado daquela seção eleitoral. VANTAGENS Quem trabalhar como mesário, tanto convocado como voluntário, terá direito a dois dias de folga do serviço – e também para cada dia de treinamento, quando convocado. O mesário ganha ainda auxílio-alimentação, um certificado de serviços prestados à Justiça Eleitoral e preferência no desempate em concursos públicos que tenham previsão no edital, entre outras vantagens.

marilialivre.com.br

notícia, verdade e credibilidade


6 | 12 a 24 de junho de 2012

wwww.marilialivre.com.br

poder legislativo

Jornalista José Ursílio com o amigo, empresário e duas vezes deputado estadual Joseph Zuza

Sindicalista Mario Herrera, que com apoio de Ursílio implantou o maior programa habitacional da história de Marília

Líderes apontam Câmara mais independente com José Ursílio vereador

U

m equilíbrio de forças, com mais independência em relação ao segundo andar da prefeitura. Algumas lideranças da cidade apontam que o legislativo ganharia autonomia – ou pelo menos parte da bancada do próximo mandato – com a eleição do jornalista José Ursílio (PSDB) para vereador. Candidato dos tucanos na última eleições para prefeito com mais de 15 mil votos em 2008, este ano José Ursílio abriu mão de disputar as prévias internas do partido e agora assumiu

Empresário Marcelo Pelúcio deve abrir mão da candidatura própria a vereador para apoiar José Ursílio

pedido de lideranças comunitárias e de classes, do grupo de amigos e familiares para candidatura a vereador de Marília. Jornalista investigativo há 30 anos, e ativista político desde 2007 quando se filiou a um partido político, o PSDB, ele também é aposta de parte da executiva municipal dos tucanos para ocupar uma das cadeiras na Câmara a partir de janeiro de 2013 aumentando a bancada de independentes. Conhecido como a Voz da Cora-

gem devido sua atuação no rádio, e líder de audiência no horário matinal nos últimos anos, cientistas políticos afirmam que o jornalista pode ser recordista de votos este ano. A pré-candidatura de José Ursílio a vereador terá expressão em todas as regiões da cidade, segundo lideranças, devido à sua infiltração nas camadas sociais mais baixas com o programa de rádio que apresentou nos últimos seis anos. Programa que tratava justamente de assuntos de interesse coletivo da

Pedro Tolentino, diretor da Federação da Saúde, é um dos tucanos que defende a candidatura de Ursílio a vereador

população, como impostos, preço da passagem da Circular e o combate à corrupção do colarinho branco que há mais de 20 anos impera em todos os governos que passaram pelo segundo andar da Prefeitura de Marília. Mais que a atuação na mídia escrita e falada parte do grupo de amigos, políticos e familiares que apoia a candidatura dele a vereador também acredita no ativismo de bastidores promovido pelo jornalista em processos e ações judiciais contra casos de corrupção e o colarinho branco.

Ex-vereador Elias Leonel, amigo pessoal do jornalista, que já atuou como Secretário do Comércio em Marília


12 a 24 de junho de 2012 | 7

wwww.marilialivre.com.br

descaso

Maria Izabel e Jane Araujo, moradoras do Comerciários 2, percorrem ruas do bairro com jornalista

Ursilio com moradores da zona oeste: buraco em ponto de ônibus tapado com entulho

Deusdete da Silva, que mora ao lado da Emef Geralda Vilardi, reclama dos buracos na rua

Buraco que já ficou cheio de mato e completa dois anos em bairro da zona oeste

Devido a problema no asfalto, Circular para longe da calçada e dificulta embarque

Abandono de bairros prejudica até transporte coletivo

M

oradores de bairros da zona oeste denunciaram à reportagem do Marília Livre a caótica situação que se encontram ruas e terrenos, além da prestação de serviços essenciais da região. População do Jardim Califórnia, Comerciários 1 e 2, Chico Mendes, Poliana, entre outros, dizem que sofrem com o descaso da administração pública há mais de dez anos e precisam improvisar a manutenção da infraestrutura básica como jogar entulho de construção em buracos das ruas. Na semana passada, equipe de reportagem do Marília Livre esteve com moradores e produziu matérias especiais sobre a situação dos bairros da zona oeste, que também podem ser vistas em vídeo acessando o site www.mari-

lialivre.com.br. Segundo a dona de casa Maria Izabel Miranda, devido a buracos e vazamentos de água o ponto de ônibus da rua Issamo Igashira já teve de mudar de local três vezes nos últimos dois anos. “A gente tapa os buracos com entulho, daí entope da boca-de-lobo. Arruma um lado, prejudica o outro”, desabafa a moradora. O desperdício de água na tubulação do Daem é outro problema, segundo a dona de casa Jane Araujo. Ela diz que mora no bairro há mais de oito anos e nunca viu serviços de infraestrutura. “Passa lá na minha rua para você ver, faz uns dois anos que está sim”, completa o aposentado Deusdete da Silva, que mora numas das ruas laterais à Emef Geralda Villardi.

Ativismo derruba roubalheira do IPTU e combate pressão Foi José Ursílio que em 2006 levantou a primeira bandeira contra a roubalheira das taxas do IPTU criadas nas gestões de Abelardo Camarinha e Mario Bulgareli quando prefeitos e incentivou, através de reportagens no jornal e rádio, que o contribuinte buscasse dinheiro de volta em ações judiciais. Também foi ele, em parceria com acordo político com o então presidente da Câmara de Marília, vereador Eduardo Nascimento (PTB), que em 2009 impediu a privatização do Daem e um ano depois barrou novo aumento de alíquotas do IPTU para 2011. Acesse:

Ainda segundo lideranças, o jornalista provou ter condições de suportar a pressão de uma campanha eleitoral disputada e suja devido às perseguições que sofreu, e ainda sofre, de adversários políticos alvos de seu jornalismo investigativo contra a corrupção do colarinho branco. Jornalismo que custa a ele até hoje uma série de processos judiciais movidos por adversários e políticos de carreira numa clara tentativa de calar a divulgação de casos de corrupção. “Tenho processo como todo jornalista investigativo deste país que combate a corrupção

e o interesse dos poderosos em seu reduto eleitoral tem. O achaque judicial e a opressão sempre foram mecanismos dos políticos de carreira para tentar calar profissionais da imprensa”, afirma. “Mas duvido que alguém ache contra mim uma ação da Justiça cobrando dinheiro público desviado ou propina”, completa. Sobre a possível candidatura a vereador este ano no bloco independente, José Ursílio não fala nem que sim nem que não, mas explica que fora a disputa política vir ocorrer a sua participação em movimentos sociais vai continuar nestas eleições.

marilialivre.com.br

Radialista apresentando programa direto do terminal urbano em 2009: sociedade contra o reajuste do preço da Circular

Com vereador Eduardo Nascimento; juntos articularam e barraram venda do Daem e aumento do IPTU

notícia, verdade e credibilidade


8 | 12 a 24 de junho de 2012

wwww.marilialivre.com.br

comunitário

“A solidão” Luiz Carlos ficou feliz de ver o salão comunitário lotado de mães

Moradora mais antiga, dona Maria Rita dos Santos, 92 anos, com a filha Antônio dos Santos e Luiz Carlos

Mães são destaques na Vila Jardim

A

Associação dos Moradores da Vila Jardim reuniu moradoras para homenageá-las pela passagem do Dia das Mães. Presidente Luiz Carlos de Almeida levou as convidadas para almoço e diretoria sorteou alguns

presentes. As convidadas ficaram emocionadas no evento que lotou o centro comunitário. Mães de todas idades aproveitaram para colocar conversa em dia e um pouco de leitura. Receberam exemplares do jornal e revista Marília Livre.

“Quando uma aflição não é conseqüência dos atos da vida presente, é preciso procurar-lhe a causa numa vida anterior.” (Allan Kardec em o Evangelho Segundo o Espiritismo) A solidão é sombra na qual tentamos nos esconder quando nos deparamos com as decepções que, na verdade, fazem parte de nossa vida. (Caminheiro de Agostinho) A excessiva preocupação com o nosso conforto material e o desconhecimento dos nossos erros passados, costuma causar-nos sentimentos de solidão, por exercitarmos apenas os nossos interesses egoísticos, criando ilusões que se manifestam na enfermidade das posses materiais desvinculadas do desejo do compartilhamento com aqueles que convivem com a miséria e as provações. É oportuno que, enquanto espíritas-cristãos e seguidores do Evangelho de Jesus, saibamos nos livrar das amarras dessa prisão e voltarmos nossa atenção para os verdadeiros propósitos da vida. A escuta paciente, a atenção prestimosa e o desejo de auxiliar ao próximo são os maiores antídotos contra esse mal que tanto aflige a humanidade atualmente. Fazer-se capaz do exercício do amor fraterno é dever de todo aquele que já consegue caminhar, tendo como bússola norteadora, os exemplos vivenciados por Nosso Senhor Jesus Cristo. Mensagem do Livro Saúde Da Alma, psicografado pelo médium Celso de Almeida Afonso, pelo Espírito Caminheiro de Agostinho. Reflitamos. ANA HERRERA E-mail: Ana_p_herrera@yahoo.com.br

Dezenas de mães foram almoçar na homenagem promovida pela associação

Professor faz projeto saúde e movimento Professor de educação física e fisioterapeuta José Antônio Barbosa desenvolve o Projeto Saúde e Movimento por 11 anos e atende a terceira idade por 20 anos. Projeto é mantido pelo esforço pessoal do professor Barbosa e nunca teve qualquer apoio do poder público. Mais de 100 idosos participam do projeto com aulas de ginástica em diversos bairros, como Nova Marília, Santa Antonieta, São Miguel, Jóquei Clube e Bandeirantes. Acesse:

marilialivre.com.br

Professor Barbosa se dedica há 20 anos a levar saúde e alegria para terceira idade notícia, verdade e credibilidade


Jornal Marília Livre 05