Issuu on Google+

7

Cristoilma, uma metamorfose de imagens, ritmos e sons

CULTURA

Sonora Rock lança seu 1º DVD ao vivo

impacto! Cultural

Por Wagner Luiz Rótulos em geral são perigosos e limitadores, bem como comparações; isso fica bastante claro ao tentar definir a Cristoilma e seu estilo de interpretar e compor. Para defini-la, é possível buscar referências em muitos intérpretes consagrados, mas nunca será suficiente. Seria, então, mais correto dizer que ela possui um estilo próprio e original, com um swing típico da tropicalidade brasileira que preenche todos os espaços do palco e cativa o público. Seu estilo não se deixa limitar pela idéia de que já está pronto; pelo contrário, ela se mantém em constante evolução, sempre inovando e incorporando elementos novos às suas performances. No palco essa pluralidade salta aos olhos; e podemos aqui associá-la a uma “metamorfose ambulante”, ou melhor, dançante. Como compositora, Cristoilma apresenta composições aparentemente simples, com referências do cotidiano. Contudo, muitos músicos que a conhecem ressaltam a complexidade que se esconde na estrutura musical, além do jogo de palavras que gera um efeito à parte. Mergulhe no universo musical de Cristoilma, surpreenda-se e crie sua própria definição dessa cantora e compositora. “Nunca vi uma interpretação tão linda da música Viola Quebrada” Inesita Barroso “Cristoilma propõe sempre o que podemos chamar de performance, na qual tudo participa: canto, poesia, dança, gestos. Alcança com isso uma comunicação ampla, direta e, sobretudo, sincera com os que a ouvem e assistem.” Alexandre Zamith “Que boa surpresa perceber que seu talento, dedicação e energia sincera, que eu já conhecia como arte-educadora, se estendem também por meio de sua voz” Ary Colares “Compor e cantar as próprias músicas não é para qualquer um. Fazer as duas coisas com originalidade e personalidade menos ainda. Cristoilma faz isso muito bem e com naturalidade, sem truques! Além disso é incansável batalhadora e profissional.” Janja Gomes

Com os estilos musicais Pop Rock, Disco, clássicos dos anos 60,70,80 e 90 e grandes sucessos da atualidade a Banda Sonora Rock lança seu primeiro DVD ao vivo. O lançamento aconteceu na casa de shows Porto Vitória, em Mogi das Cruzes. Cerca de 500 pessoas estiveram presentes no lançamento e fizeram parte da gravação do novo sucesso musical que conta também com cenas dos bastidores. A banda formada Victor B. na bateria e vocal, Rodrigo Molina no baixo e vocal, Rafael Osti na guitarra e vocal e Michel Chagas - guitarra e vocal , já fez turnê em Goiás, Campos do Jordão, Atibaia, São José dos Campos, Região do Alto ABC, Suzano e Mogi das Cruzes e lança seu novo álbum com intuito de fazer shows pelo Brasil inteiro. “Direcionamos nosso repertório para agradar a todos os gêneros”. Se você tem mais de 50 anos vai curtir os Beatles, a fase Disco como YMCA. Se já está na faixa dos “30” vai se lembrar de sucessos dos anos 80 como Power of Love (musica tema do filme De volta para o Futuro). “Anos 90, com Man at Work, George Harrison e para galera na faixa dos 20 anos com Bruno Mars, e sucessos da atualidade” conta Rodrigo Molina. Formação da Banda Sonora Rock, nasceu em 2008, passando por algumas mudanças até a entrada de Rodrigo Molina em julho de 2011 e esta formação permanece atualmente. Segundo o vocalista e baterista Rodrigo Molina, em breve a banda lançará um novo álbum com o repertório da própria banda, mas com o estilo musical para agradar todas as idades. Em relação ao sucesso da Banda em todos locais em que passam, eles são enfáticos em dizer “Podemos dizer que a Sonora Rock é mais do que uma banda mas

sim uma família, o que somos no dia a dia refletimos no palco, amizade, bom humor, companheirismo e união, conseguimos levar isso para o palco, contagiando a galera com “Rock n Roll e bom humor”. E acrescentam “Tocamos porque nós amamos o que fazemos, a música que faz parte do nosso dia a dia, porém conciliando com outras rotinas de arquiteto, veterinário, empresário, publicitário e analista de sistemas, somos o oposto do ditado popular que diz: Músicos não trabalham (risos). Sempre ouço em nossos shows pessoas dizendo: Faz tempo que não me divirto assim..” conclui Molina.

PASSOS DA PAIXÃO 2012 No dia 06/04 Sexta- Feira Santa é de costume católico vivenciar de uma maneira diferente esse dia onde se celebra a morte de Jesus Cristo. E como de costume na cidade de Poá foi apresentada a 13ª edição do espetáculo “Passos da Paixão” realizado pela Associação Cultural Opereta e com a Coordenação Geral da Cia. Teatro Roda Mundo. Calcula-se que o espetáculo teve um público de aproximadamente 15 mil pessoas, número esse que aumenta a cada ano, por ser o Passos da Paixão o maior teatro ao ar livre do Alto Tietê e também por já ser considerado uma atração turística na cidade de Poá. O espetáculo que sempre é tão esperado na cidade emocionou de crianças a idosos. Haviam pessoas de todas as idades esperando ansiosos para ver a vida de Cristo mais próximo deles, pessoas que estavam lá pela fé, outras a passeio e outras pela arte. Mas todas juntas para prestigiar o maior evento voltado ao teatro no município. A peça aconteceu na Alameda Pedro Calil, próximo a Praça da Bíblia, na região central de Poá, Tendo como foco esse ano “A Exploração Do Homem Que Gera A Degradação Exacerbada Da Natureza”. Além de contar a vida de Jesus Cristo, também foram utilizados os temas como natureza e política na peça. A cada ano a equipe procura renovar em algum aspecto, seja na reconstrução do texto de alguma cena, dar foco para algum outro assunto como o desse ano, ou iniciar a peça pelo nascimento de Cristo. Sendo assim o espetáculo sempre traz alguma surpresa e as pessoas nunca se cansam de assistir. Esse ano a peça iniciou em um palco principal, sendo encenada até a parte da condenação de Cristo, após isso teve a tradicional “via crúcis” um dos momentos mais emocionantes da peça, onde os soldados realizam o espancamento de Jesus. Chegando no outro palco aconteceram os últimos minutos da vida de Jesus e sua tão esperada ressurreição, o momento ápice da peça. A encenação durou cerca de duas horas, a edição de 2012 contou com cerca de 40 atores e 40 profissionais na parte técnica para a realização desse incrível espetáculo. A Associação Cultural Opereta está de parabéns por mais um ano de trabalho, oferecendo a oportunidade de participar desse espetáculo atores profissionais e não profissionais, para participar do processo basta realizar a inscrição,a construção cênica começa no mês de janeiro e dura de 3 à 4 meses. Contudo a concepção se inicia sempre no ano anterior. A Opereta comemora seu 18 anos no dia 30 de julho, se localiza na Rua Dr. Emilio Ribas S/N Poá (tel: 4638-2700), e oferece cursos para a população voltados também para o meio artístico. Fazendo assim a diferença na vida de muitas crianças, jovens e adultos na cidade de Poá.

Escrito por Anaiuri Ponchini, Instrutura de Jogos Dramáticos e Vivência de Personagem do Passos da Paixão 2012.


jornal imapcto.pdf7