Page 1

As palavras também dão frutos Escrita Criativa

2011 - 2012 Escola Básica 2º, 3º Ciclos Maria Alberta Menéres

O Duarte aceitou o desafio! Escreveu sobre um jovem que queria ser escritor. Percorreu meio mundo e afinal tudo estava ali tão perto…


Havia um menino que não sabia muitas palavras. Queria tirar um curso de escritor, mas não podia, porque para ser escritor tem que se saber muitas palavras. Então, num dia de verão, aventurou-se a procurar um sítio onde se podia tirar um curso de escritor sem ser preciso saber muitas palavras. O primeiro país foi a Alemanha, e lá foi ele. A meio do caminho encontrou um bêbedo que começou a ir atrás dele, e ele conseguiu fugir-lhe. Quando chegou ao centro de cursos para aprender a ser escritor, perguntou se havia cursos de escritores para quem sabe poucas palavras, mas foi inútil, porque não havia. Foi para o Japão, mas quando lá chegou um bando de homens armados começou a persegui-lo, mas a sorte dele é que as armas já não tinham balas. Finalmente conseguiu chegar ao centro de cursos para aprender a ser escritor, e fez a mesma pergunta que fez na Alemanha, chegou à conclusão que também não havia. Continuou o seu percurso e chegou à Austrália. Quando tentou chegar ao centro de cursos para aprender a ser escritor, um canguru lutador de boxe perseguiu-o, mas conseguiu fugir pelo meio da cidade, encontrando por fim o centro. Ao fazer a mesma pergunta, também lhe disseram que não havia. Por onde passava perdia a esperança de encontrar um sítio para aprender a ser escritor, pensou que, ao percorrer o mundo, aprendesse algumas palavras que o ajudassem, mas não encontrou nada que desse frutos. Quando finalmente percebeu que não conseguia aprender a ser escritor, voltou para o seu país.


Ao passar na biblioteca perto de sua casa entrou e ficou encantado com tantos livros, que os começou logo a ler. Afinal, perto de sua casa estava o seu sonho, aprender a ser escritor. Percebeu que não precisava de sair do país para aprender palavras que o tornassem escritor. Duarte Fernandes, 5ºA


"Todas as nossas palavras serão inúteis se não brotarem do fundo do coração. As palavras que não dão luz aumentam a escuridão." Madre Teresa de Calcutá

As palavras também dão frutos  

Texto criativo do Duarte, 5ºA