Page 1

(47) 3433-1326 Mais informações, página 16 Joinville - SC

1ª quinzena - Agosto - 2012 - Ano 01 - Edição 08

www.jnbonline.com.br Foto: Dashmesh Photos/ Claudia Baartsch

Compartilhe este exemplar com um amigo

GRÁTIS

Escola Municipal é destaque no Festival de Dança de Joinville Coreografia “Maracatu” deu o primeiro lugar ao grupo no gênero Danças Populares Brasileiras da 30ª edição do Festival

03

Região

06 Economia

Árvore causa transtornos em terreno particular

A dificuldade de enraizar

O

estado de Santa Catarina é cada vez mais feminino, foi o que revelou estatística divulgada na sextafeira (27) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A maioria – 51,146% do universo de 4.739.345 eleitores registrados no banco de dados da Corte – é formada por mulheres. (Leia mais...)

Loja 01 Av. Getúlio Vargas, 1446 Shopping Americanas Big - Joinville (47) 3028-9293

Confira as ofertas - Página 12

Foto: Divulgação

Imagem: Divulgação

DESTAQUES

Mais mulheres do que homens eleitores

20 Boca no Trombone

Foto: Divulgação

04

T

enho entrevistado jovens com frequência, e é preocupante a quantidade de registros em carteira com menos de um ano. Tenho percebido que a média de permanência no emprego de jovens abaixo de 24 anos está em torno de um ano e meio por empresa. (Leia mais...)

Loja 02 Rua: Orestes Guimarães 720 - Galeria de Lojas e Serviços - Big da Beira Rio Joinville (47) 3028-9202

D

ona de casa procurou a Fundema que autorizou a poda da árvore. Mas, ela alega que não tem condições de pagar pelo corte. “Me informei de quanto custa pra cortá-la, o valor é de R$ 200. Não tenho condições e preciso de ajuda”, afirma. (Leia mais...)

Loja 03 Rua Guilherme, 1347 Costa e Silva (ao lado do Hotel da Vila)

Joinville (47) 3028-9223


EDITORIAL Expediente: Gestor Executivo/Jornalista Responsável: Jacson Carvalho (2452/SRTE-SC) Marcos Aurélio Costa Executivo de Contas Email: comercial@jnbonline.com.br Projeto gráfico e diagramação: Jacson Carvalho • Ilze Moreira Jornalista - Colunista “Repercussão” Email:ilze.moreira@gmail.com • Ariane Pereira Jornalista - Colunista “Farejando” Email: farejando@jnbonline.com.br • Marcelo Santos Colunista “Esporte” Email: esporte@jnbonlie.com.br • Geizieli Neumann Colunista “Moda” Email: moda@jnbonline.com.br • Rozane Campos Jornalista - Colunista “Esporte/aventura” Email: esporteaventura@jnbonline.com.br • Pierre Colunista “Charges do Pierre” Email: pierret@ibest.com.br • Major Coelho Major da PM, Comandante da 2ª Companhia de Aviação da PM/SCColunista “Polícia” Email: policia@jnbonline.com.br • Ezequias Anacleto Professor e Consultor de Economia e Vendas Colunista “Economia” Email: economia@jnbonline.com.br • Pedro Campos Colunista “Comunidade” Email:comunidade@jnbonline.com.br

Não tenha dúvidas • Anuncie no lugar certo • Distribuído nos bairros de Joinville • Gratuito • Destaque para o anunciante • 24 páginas coloridas • Baixo valor de investimento • Retorno rápido • Edição quinzenal • Notícias com isenção

www.jnbonline.com.br er

Qu

ab s r e

s? i a m

Solicite uma visita

(047) 9688 9797

Email: comercial@jnbonline.com.br

• Camilla Gonçalves Repórter e Revisão de conteúdo Email: jornalismo@jnbonline.com.br • Maitê Morgana Uhlmann Colunista “Turismo” Email: turismo@jnbonline.com.br • Jeferson Corrêa Colunista “Política” Email: politica@jnbonline.com.br

Contato: WWW.JNBONLINE.COM.BR Email: jnb@jnbonline.com.br Fone: (47) 9911-1016 O JORNAL NOSSO BAIRRO é publicado quinzenalmente e distribuído de forma gratuita nos bairros de Joinville. Qualquer publicação por parte dos anunciantes e colunistas são de inteira responsabilidade dos que assinam.

Edição anterior:


JOINVILLE

jornalismo@jnbonline.com.br

C

03

1ª quinzena - Agosto - 2012 Camilla Gonçalves

Escola Municipal Pedro Ivo Campos leva o 1º lugar no Festival de Dança de Joinville

MICHELAINE

Material Elétrico - Hidráulico Ferragem e Ferramentas

Promoções:

Lâmpada Espiral de Luz Fria G-LIGHT - 15W/127V R$

Foto: Dashmesh Photos/ Claudia Baartsch

Coreografia “Maracatu” foi destaque na 30ª edição do evento

6,00 6,90 24,00 Unidade

Silicone incolor Power Ved 270 ml. R$

Unidade

Luminaria de emergência 30 LED’s R$

Unidade

Horário de atendimento: Segunda à Sexta 7h30 - 12h00 13h30 - 18h30 Sábados 7h30 - 12h00 13h30 - 17h00 Domingos e Feriados 8h00 - 11h00

(47) 3473-7207

Rua Inambú, 2910 - Costa e Silva - Joinville -SC Coreografia contou a história de figuras folclóricas do Carnaval de Pernambuco

D

ografia “Domna”. O grupo de Nova Veneza já é bicampeão nessa categoria e o Sheila’s Ballet participa do festival há 12 anos e pela sua qualidade já foi convidado a participar de um evento em Moscou com organização da Unesco. “Estamos maravilhados com a vitória, as crianças estão super felizes, motivadas, eles realmente se superaram”, conta orgulhosa a professora Elisiane. A coreografia “Maracatu”, que trouxe a vitória ao grupo joinvilense, contou a história dos caboclos de lança, figuras folclóricas do Carnaval de Pernambuco, originados da mistura da cultura afro-indígena com manifestações populares típicas daquele Estado, como bumba-meu-boi e folia de reis. “Estive em Recife no final do ano passado para pesquisar e trazer mais realidade para a coreografia, figurino e música”, diz a professora. De acordo com a coreógrafa, a ideia é divulgar a cultura do maracatu para a sociedade para que os alunos conheçam a vasta e Foto: Dashmesh Photos/ Claudia Baartsch

epois de muita dedicação durante os ensaios de duas horas e meia em quatro dias da semana dos últimos oito meses, o grupo de dança da Escola Municipal Governador Pedro Ivo Campos de Joinville foi presenteado com o primeiro lugar na categoria júnior, no gênero Danças Populares Brasileiras do 30º Festival de Dança de Joinville, com a coreografia “Maracatu”. O grupo faz parte do Programa Dançando na Escola do governo municipal que existe desde o ano 2000 para oferecer cursos de dança gratuitos no contraturno escolar. A professora dos 27 alunos que compõem o grupo, Elisiane Wiggers, comemora a vitória, afinal a concorrência desta categoria foi acirrada, com grupos experientes e consolidados no mundo da dança. A posição de segundo lugar ficou com o Grupo Folclórico Ítalo Brasileiro Nova Veneza (SC) com a coreografia “Entrelace In Calabria” e em terceiro lugar com o grupo Sheila´s Ballet (SP) e a core-

Em 2011 o grupo ficou em 2º lugar no festival

rica cultura brasileira. “É dança e educação”, ressalta. Segundo ela, graças ao patrocínio de uma empresa têxtil de Joinville há quatro anos, foi possível investir num bom figurino para a apresentação e na ida a Recife para pesquisa de campo. “Antes de termos uma empresa parceira eram os pais que colaboravam financeiramente para que as apresentações acontecessem da melhor maneira possível”, lembra. Os alunos têm entre 13 e 14 anos e ensaiam as coreografias gratuitamente no contraturno. Há mais de 20 anos em Joinville, Elisiane, 42 anos, é formada em Educação Física e atua como professora de dança desde o início do programa do governo municipal. Segundo ela, a educação da escola aliada aos ensaios semanais melhoram a autoestima dos estudantes. “Eles ficam mais confiantes, inclusive recebo muitos elogios dos pais que observam a melhora até no relacionamento social das crianças que participam deste projeto”, afirma. A professora acredita que a dança colabora para um grande crescimento na vida das pessoas, e ressalta a diferença que acontece na relação entre pais e filhos que acabam se unindo ainda mais pela emoção da dança. Os grupos da escola conquistaram por três vezes consecutivas o título no gênero Danças Populares e ficaram em segundo lugar no ano passado. “Vamos aproveitar e curtir muito essa vitória, mas logo já começaremos a pensar no espetáculo da próxima edição do festival”, comemora a coreógrafa.


04

REGIÃO

jornalismo@jnbonline.com.br

1ª quinzena - Agosto - 2012

Cresce o número de eleitoras em Santa Catarina O estado é cada vez mais feminino, segundo estatística divulgada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

Parcelamento em até

8x

Solicite a visita de um de nossos vendedores! Matriz: Av. Marquês de Olinda, 110 - Costa e Silva (47) 3435-0106 Filial: Rua Guaira, 1111 Iririú (47) 3427-2450 Filial: Av. Paulo Schoereder, 1550 Petrópolis (47) 3027-6996

www.reidastelhas.com.br

sta tendência vem se consolidando, o que é demonstrado pelo menos desde a eleição de 2008, quando o eleitorado feminino superou o masculino, totalizando 50,86% do total de eleitores que participaram daquele pleito e, em 2010, 51%. De acordo com o TSE, existem em SC exatos 4.739.345 eleitores, regularmente inscritos perante a Justiça Eleitoral e, portanto, aptos a elegerem seus representantes no executivo e legislativo municipais. Deste total, 2.423.989 são mulheres e 2.315.351 são homens. Nos cinco maiores colégios eleitorais do estado (Joinville – 51,559%, Florianópolis – 52,946%, Blumenau – 52,286%, Criciúma – 52%, São José – 52,795%) esta realidade é confirmada, pois todos são marcados pela predominância feminina. Em compensação, nos cinco menores colégios eleitorais a maior parte do eleitorado é masculino (Lajeado Grande - 51,029%, Flor do Sertão - 52,384%, Presidente Castelo Branco - 50,835%, Jardinópolis - 50,579%, Santiago do Sul - 51,784%). Todos apresentam um percentual bem acima da média estadual. Os três municípios com maiores percentuais de eleitores ho-

A

mens no estado são Guatambú (54,829%), Painel (54,564%) e Santa Terezinha (54,384%), os quais possuem os eleitorados masculinos mais expressivos, com mais de 52% de participação dos homens nos números totais. Os dados foram apresentados na segunda-feira (30) pelo TSE, que respondeu às dúvidas da imprensa sobre as estatísticas dos eleitores que votarão nas eleições municipais de 2012. Grau de Instrução Apesar de o alistamento eleitoral ser facultativo para os analfabetos, 89.513 catarinenses nessa condição tiraram seu título e estão aptos para votar em outubro. Mas a maior fatia do eleitorado possui primeiro grau incompleto – 1.581.000, ou 33,359% do total. Sabem ler e escrever 385.122 e 534.600 concluíram o primeiro grau. Com segundo grau incompleto estão inscritos 960.968 eleitores (20,276 % do total). Outros 759.670 (16%) concluíram o segundo grau, atualmente denominado ensino médio. Apenas 4,83% do universo de eleitores catarinenses concluiu o ensino superior – 229.202. Outros 199.198 chegaram ao nível

superior, mas não chegaram a se diplomar. Com relação à formação superior por eleitorado total dos estados do Sul do Brasil, a proporção de eleitores com nível superior é: Paraná (6,59%), Santa Catarina (4,83%) e Rio Grande do Sul (4,7%). Faixa Etária Uma demonstração do crescente interesse do catarinense em se integrar ao processo eleitoral vem do público jovem. Exatos 85.175 eleitores inscritos para votarem nas próximas eleições têm 16 ou 17 anos. Nesta faixa etária, o alistamento eleitoral é facultativo. De outro lado, no que vem sendo chamada de a melhor idade, 102.866 eleitores (2,17% do total) possuem mais de 79 anos, e continuam participando ativamente da vida pública do país. Mas no que tange à idade média, o eleitorado é composto em sua grande maioria por pessoas entre 25 e 59 anos, faixas etárias que juntas representam mais de 14% do eleitorado estadual, totalizando 67.303. São 22.859 de eleitores entre 25 a 34 anos; 19.560 com 35 a 44 anos; e 24.884 entre 45 e 59 anos. FONTE: TRE/SC

Câmeras monitoraram BR-101 em SC

Autopista Litoral Sul, responsável pelo trecho que liga Curitiba (PR) a Palhoça (SC) pelas BRs 376 e 101, inaugurou, na sexta-feira (27) pela manhã, um sistema de monitoramento da rodovia. Foram instaladas 175 câmeras, cada uma com dois quilômetros de distância uma da outra. Segundo a empresa, o objetivo é atender o usuário de forma mais ágil. Os equipamentos têm zoom que amplia a imagem em 70 vezes, o que corresponde a cerca de dois quilômetros para cada sentido da BR-101. De acordo com a assessoria de imprensa da Autopista Litoral Sul, a cobertura será de 90% do trecho concessionado. As cenas captadas pelas câmeras chegam a uma central de controle da concessionária. Um software detecta interferências, como um veículo na contramão, um pedestre andando na pista ou um acidente, por exemplo. A operação dos equipamentos será feita por funcionários da empresa.

Foto: Divulgação

16 anos fornecendo qualidade!

E

Cada câmera pode monitorar até 2 km de distância O trajeto monitorado pela Autopista Litoral Sul compreende, em Santa Catarina, os municípios de Garuva, Joinville, Araquari, Barra Velha, Piçarras, Penha, Navegantes, Itajaí, Balneário Camboriu, Itapema, Porto Belo, Tijucas, Governador Celso Ra-

mos, Biguaçu e São José. Segundo a empresa, cerca de 500 ocorrências são atendidas por dia no trecho concessionado. O sistema de monitoramento inaugurado não tem relação com radares.


Polícia

05

Por: Major Coelho

policia@jnbonline.com.br

1ª quinzena - Agosto - 2012

A ação dos PMs de São Paulo

ivemos na última semana duas ações duramente criticadas pela imprensa sobre ações de abordagem pela Polícia Militar de São Paulo, onde pessoas foram mortas, uma delas, um publicitário; e aí leitores, “caíram em cima” dos policiais com análises desprovidas de conhecimento técnico e legal, como sempre, e apresentadores com emoções destemperadas. Vamos pensar juntos? Quando seu filho não atende a um pedido seu, na primeira negativa você já aplica reprimenda? Aí, o senhor pode dizer: mas não tem comparação! Digo: pode não haver comparação, mas correlação. Vamos falar do caso que tem imagens. Pode ser assim? Então ao observar as imagens o que o senhor vê? Viaturas a procura de algo e logo aparece o carro do fugitivo, pois, recusou-se a parar sob ordem da PM. Em seguida uma viatura da PM o acompanhando e logo em seguida mais duas motos, e depois uma viatura do tipo blazer. Passa algum tempo e uma viatura se depara com o veículo que estava sendo perseguido à sua frente. Param e ocorrem os disparos e o fugitivo baleado que foi conduzido ao hospital morreu! Confira em: http://www. uniblogbr.com/2012/07/video-mostra-abordagem-publicitario.html. Fatos como este ocorrem pelo Brasil e no mundo, não é fato apenas da PM brasileira, porém um erro é sempre precedido de um erro inicial e como, com certeza, estou falando para uma plateia de uma cidade basicamente industrial vou usar uma linha de raciocínio que os senhores conhecem bem: a quebra de elos, quando falamos em segurança ou efeito dominó. Para o estado e para todo policial o bem mais valioso é a vida, inclusive a dele, sendo usada a força na medida e proporção que a situação exigir. Detalhe: esta avaliação é do policial que recebe treinamento, formação calcada sempre na legislação pertinente para supri-lo de arcabouço jurídico, para que todas suas ações sejam sempre pautadas na legalidade. Se todo acidente é proveniente de uma cadeia de eventos e, que se usando a teoria do dominó, ao retirar uma peça elimina-se o acidente, neste caso, não foi diferente. Se o motorista tivesse parado o veículo à ordem de parada do PM, teria havido a perseguição? Se durante a perseguição ele tivesse reduzido a velocidade e parado seu veículo, teria ocorrido o disparo? E se ao deparar com a viatura tivesse apagado os faróis e acendido as luzes internas, teria ocorrido o disparo? Mas também se o PM nem tivesse “dado bola” para o veículo

Foto: Divulgação/reprodução

T

Câmera flagrou o momento da abordagem policial nada disto teria acontecido, não é? Mas os senhores querem um PM assim? Neste caso existe algo que está fora de qualquer livro, mas é adquirido pelo PM, o chamado “tirocínio PM”. Algo chamou atenção e determinaram fundadas suspeitas para mandar o veículo parar e segui-lo. Ainda não fosse isto tudo; ele teria, segundo declarações dos policiais, batido em uma das viaturas antes da parada, e na foto do carro a capa do retrovisor está quebrada e o paralama amassado do motorista, veja em: http://coletivodar.org/2012/07/ publicitario-e-morto-por-policiaismilitares-em-sao-paulo/. O Estado de São Paulo e seus policiais passam por momentos de muita tensão, onde alguns policiais já foram assassinados, bases foram atacadas e, invariavelmente, o nível de tensão, alerta e estresse são, inegavelmente, altos e, qual reação esperar? O policial tem apenas alguns segundos para tomar uma decisão, e que decisão tomar diante deste cenário, e ainda com um carro de frente para você com luzes do farol acessas no seu rosto, película nas laterais e traseira? Faça você um teste e veja se você consegue definir claramente. Ao movimentar a mão dentro do veículo o PM interpretou como ameaça real e deflagrou os tiros. Por infelicidade do policial e da vítima, não era. Da mesma forma que o policial no Rio de Janeiro matou uma pessoa que estava com uma furadeira, a uma distância significativa, ele tinha certeza que a pessoa estava armada. Este tipo de fato, juridicamente, é conhecido por legítima defesa putativa, que é o meio pelo qual alguém, por erro justificável pelas circunstâncias, repele aquilo que lhe parece ser uma agressão injusta e atual. Ocorre nos casos em que alguém, erroneamente, se julga em face de uma agressão atual e injusta, e, portanto, legalmente autorizado à reação que empreende. Mas vamos eliminar um dominó deste fato? Como? Primei-

ramente por você, ao perceber que uma viatura com giroflex ligados e mandando você parar, preste atenção nessas dicas: 1. Reduza a velocidade; 2. Se tiver películas nos vidros abra suas janelas para ser visto e acenda a luz interna, se for a noite; 3. Sinalize sua parada para o policial perceber suas intenções; 4. Tanto durante o dia e noite desligue o carro e atenda todos os pedidos do policial; 5. Coloque suas mãos sobre o volante; se tiver passageiro, coloque as mãos sobre o painel, e se estiver no banco de trás, mãos sobre o banco da frente, sempre deixando sua mão à vista. Evite: 1. Parar bruscamente; 2. Aumentar sua velocidade; 3. Você ou qualquer um dentro do veículo se abaixar mesmo que seja para pegar documentos, pois, o policial pode se confundir, pensar que você está pegando uma arma. Mesmo eu, como policial, tomo estas atitudes, por exemplo, ao me aproximar de uma barreira ou blitz policial, inclusive, e principalmente, porque você não sabe por qual motivo estás sendo abordado, e muitas vezes as características de seu carro ou até mesmo suas estão relacionados com algum fato delituoso. Mas como diminuir as possibilidades de falhas dos PMs? Com investimento em treinamento. Na Alemanha, por exemplo, eles inclusive têm simulador da viatura que usam conhecendo todas as reações do carro, além de simuladores de tiro nas mais variadas situações, como nos EUA. No Brasil alguns estados já possuem, como Manaus http://www.youtube.com/ watch?v=851LySIbyho e Santa Catarina http://diariocatarinense. clicrbs.com.br/sc/noticia/2009/04/ policiais-de-sc-treinarao-por-sistema-virtual-de-tiro-2463607.html.

faça sua reserva

3029-0343

Getúlio Chapa Q. Joinville

Em breve abriremos para o almoço www.getuliochapaquente.com.br Av. Getúlio Vargas, 1098 Anita Garibaldi Joinville


06

ECONOMIA Por: Ezequias Anacleto

economia@jnbonline.com.br

1ª quinzena - Agosto - 2012

A dificuldade de enraizar Foto: Divulgação

O tempo de permanência no emprego

MOLDURAS

4050

Só Poster’s Colocação de Molduras e Vidros em quadros de todos os tipos, inclusive de Alumínio.

Gabriel

3473-7859

Rua: Benjamin Constant, 4050 Bairro Glória - Joinville - SC

E

sta semana, ao realizar algumas entrevistas de emprego com alguns jovens, percebi o quanto o mercado de trabalho mudou desde a minha época pra cá, e eu estou falando de apenas quinze anos atrás. Na década de 90 a primeira experiência de trabalho era bem diferente da realidade atual. Os jovens começavam a trabalhar no mercadinho da esquina de empacotador, vendendo picolés nas ruas, de ajudante na construção civil e de contínuo (office-boy) – mas este último era para poucos, tinha que ser indicado por alguém da empresa. Trabalhar com registro em carteira era privilégio, o desemprego era alto, economia ainda estava no processo de estabilização e o jovem não era a mão de obra desejada pelas empresas. Lembro que um dia marquei com um amigo para procurar emprego pela manhã, sendo assim, no dia seguinte, de posse dos currículos, fomos às agências de empregos “pegar” as filas em busca de uma oportunidade. No caminho, ele me perguntou sobre a minha experiência de trabalho com registro em carteira. Obviamente que era difícil naquela época conseguir emprego sem

experiência, mas ele soltou uma frase do tipo desanimadora: “Aí fica difícil sem experiência”. De fato, ele estava certo. As empresas priorizavam quem já tinha alguma experiência, por isso até os meus 19 anos trabalhei sem registro. Atualmente o cenário é bem diferente. Tenho entrevistado jovens com frequência, e é preocupante a quantidade de registros em carteira com menos de um ano. São muitos os registros de curta duração. Tenho percebido que a média de permanência no emprego de jovens abaixo de 24 anos está em torno de um ano e meio por empresa. É uma característica desta geração que muda muito de emprego. Antigamente se falava muito em criar raízes na empresa. O termo parece velho. Aliás, nem os da minha geração levam o termo tão a sério. Trabalhar em várias empresas por períodos tão curtos, isto demonstra que este trabalhador está sem rota profissional, atirando para todo lado como cego em tiroteio. Mas faço um alerta, hoje o mercado está para peixe, amanhã pode ser diferente. Jovens com tantas passagens rápidas por empresas prejudicam o

próprio currículo profissional. Não se especializa como deveria. Depois de tanto tempo no mercado de trabalho, o jovem continua sem uma profissão definida por causa das aventuras no mercado de trabalho. O IBGE começou a fazer este levantamento em 2002, e de lá para cá o Tempo de Permanência no Emprego vem caindo, a média do brasileiro está em torno de seis anos por empresa. A tendência é que casos de empregados que se iniciam no mercado de trabalho e se aposentam na mesma empresa torne-se cada vez mais raros. Trabalhadores que projetam carreira profissional em uma empresa são bem vistos pelos recrutadores e líderes corporativos. No entanto, é consenso que é uma espécie em extinção, poucos são os trabalhadores que desejam crescer profissionalmente no tempo ideal de trabalho designado pela empresa. A ansiedade por crescimento profissional e a questão salarial são os principais motivos que levam os trabalhadores mudarem de emprego. Criar raiz é ter uma profunda identificação com a empresa e funcionários. Enraizar-se.


POLÍTICA

Por: Jeferson Corrêa

politica@jnbonline.com.br

Fênix II

07

Lavação e Estacionamento

1ª quinzena - Agosto - 2012

Buscamos e levamos seu carro

Todos parecem ser iguais Eleitor deve se concentrar nos candidatos que sabem curtir as regras básicas

C

Imagem: Divulgação

om a democracia eleitoral se consolidando no Brasil parece que todos os candidatos a cargos públicos parecem ter a mesma bandeira política. Todos prometem a melhora dos serviços básicos, obras que mudarão radicalmente o dia a dia da cidade e o respeito ao dinheiro público. Apesar de pertencerem a partidos diferentes, há a impressão de que pensam a mesma coisa, com raras exceções. A cabeça do eleitor pode virar um nó de dúvidas, já que a permanência pela democracia é algo estabilizado. É um novo momento que se firma na política brasileira. O eleitor terá que amadurecer e avaliar os candidatos de outra forma, sem arranjar a desculpa que política é campo para aproveitadores ou reclamar da obrigatoriedade do voto. A reclamação deve dar lugar à celebração de um contexto político democrático. Mas, por vezes, preguiça mental e política envolvem o cidadão brasileiro. O máximo de comprometimento que o eleitor quer ter é de ir à urna e escolher o candidato. Quando vem a tona na mídia escândalos de corrupção alguns saudosistas quase evocam a volta do regime militar ditatorial. Conclusão parcial: parte dos eleitores acha mais fácil alienar o direito de decisão a um sistema ditador, do que ter à disposição o direito de decidir em assembleias.

(47) 8411-2300 - Lavação completa - Lavação de motores - Cera - Espelhamento 3M - Cristalização de para-brisas - Higienização de ar condicionado

Profissionais qualificados

De Segunda a Sábado das 8h00 às 18h00

Rua Alícia Bittencourt Ferreira, 514 Costa e Silva - Joinville - SC 89220-185

Bombeiros Voluntários de Joinville. Voluntários a serviço da vida.

Caminhos para seleção do candidato Para o eleitor que ainda tem esperança de melhora, vale sugerir pontos de observação para avaliar o candidato, seja a prefeito ou vereador. Na busca pela transparência no processo eleitoral, o sistema judicial criou normas e leis que devem ser cumpridas, principalmente, durante as eleições. Uma forma de avaliar o candidato é verificar se ele cumpre prazos e tem disposição de respeitar as leis, levando em conta a capacidade dele de exercer um cargo político.

- Nestes dias (de 28 de julho a 02 de agosto), o candidato e partido devem fazer a primeira (de três) prestação de conta da campanha, conforme prevê o artigo 60 da Resolução TSE nº 23.376/2012. - Durante campanha os carros de som tem que respeitar os 200 metros de distância de repartições públicas, escolas, hospitais, igrejas e teatros. - Fique atento se o candidato insiste em colocar placas, cartazes, fai-

xas em locais irregulares. - Qualquer tipo de oferecimento de produto ou dinheiro em troca de voto é considerado crime. Existem outras dezenas de exigências que o candidato deve cumprir para fazer uma campanha conforme a lei. Para sabê-las, o eleitor pode consultar o site do Tribunal Regional Eleitoral (www.tre-sc.gov.br). Será um das formas de selecionar o candidato e votar conscientemente.

TSE alerta sobre recebimento de falso e-mail

O

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem atendido inúmeras ligações de eleitores informando que receberam e-mail em nome da Central do Eleitor do tribunal avisando que o título de eleitor está suspenso e pedindo

que regularizem a situação por meio de formulário anexo. Por meio de nota, o TSE esclareceu que tal mensagem é falsa e ainda ressalta que pode ser uma tentativa de disseminação de vírus. O TSE reiterou que não envia

e-mails aos eleitores, nem mesmo para comunicar pendências ou cancelamento de títulos. A única exceção são e-mails em resposta a dúvidas encaminhadas ao TSE.

Desde 1892, os Bombeiros Voluntários de Joinville são os nossos guardiões preparados para enfrentar situações de urgência e emergência no dia a dia da cidade. A gente nunca sabe quando, mas pode precisar dos Bombeiros Voluntários de Joinville. E eles estarão prontos para nos atender.

Frase

“O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflete.”

Colabore com os Bombeiros Voluntários de Joinville, ligue: 0800-6430193.


09 ngs1414@gmail.com

1ª quinzena - Agosto - 2012

Por que a violência cresce?

P

or que será que a cada dia a marginalidade aumenta? Por que será que a sensação de insegurança é cada vez maior? São muitas as perguntas que fazemos a nós mesmos quase que diariamente. Por quê? Se hoje somos um país entre os melhores para se viver, pois a economia se encontra estabilizada e na questão social o nível de desemprego é um dos mais baixos do planeta, e o segmento mais pobre teve uma melhora substancial no seu padrão de vida. Em que pese as denúncias de corrupção nos quatro cantos do Brasil, politicamente, estamos até que bem. Mas o que é mesmo a violência? É um comportamento que causa intencionalmente dano ou intimidação moral a outra pessoa, ser vivo ou dano a quaisquer objetos. Tal comportamento pode invadir a autonomia, integridade física ou psicológica e mesmo a vida de

outro. É o uso excessivo de força, além do necessário ou esperado. Segundo a Unesco e ONU, a cada 13 minutos um brasileiro é assassinado, a cada 7 horas uma pessoa é vítima de acidente com a arma de fogo no Brasil. Outra informação é que um cidadão armado tem 57% mais chance de ser assassinado do que os que andam desarmados, e as armas de fogo provocam um custo à saúde pública de mais de R$ 200 milhões. No Brasil, por ano, morrem cerca de 25 mil pessoas vítimas do trânsito e 45 mil morrem vítimas de armas de fogo. O Brasil é o primeiro no mundo em número absoluto de mortes violentas (pesquisa da ONU). Cresceu o número de homicídios envolvendo jovens no país. No Brasil acontecem 25 homicídios para cada 100 mil habitantes, quando a média mundial é inferior a 10

por 100 mil. Em algumas capitais caracteriza-se verdadeiro cenário de guerra civil, chegando este índice a 40 por 100 mil (mapa da violência). Informações do site da Justiça. O consumo de drogas e o crescimento da marginalidade colocam o Brasil em situação pior que os países do Sul Americanos. Na minha opinião, só existe uma justificativa para tanta violência: a impunidade, por que dá a sensação que o crime compensa, ou o custo\ benefício para o marginal é a sua bandeira. Hoje mais do que nunca, quando a nova interpretação do Código de Processo Penal não tem punido como deveria os que cometem crimes e são condenados por sentenças de até quatro anos. Por isso entendo que o Congresso Nacional tem grande responsabilidade de mudar com urgência nossas Leis Penais.


10

ESPORTE/AVENTURA Por:

esporteaventura@jnbonline.com.br

1ª quinzena - Agosto - 2012

Base Jumping Uma missão quase impossível para os apaixonados por esportes radicais Foto: Divulgação

- Moda masculina - Moda feminina - Moda infantil - e para toda família

Rozane Campos

Preço único de R$10 (a peça) PROMOÇÃO DIA DOS PAIS: A CADA R$20,00 EM COMPRAS GANHE UM CUPOM E CONCORRA:

*UMA BICICLETA *UM RÁDIO PORTÁTIL E *UMA SANDUICHEIRA SORTEIO DIA 10 DE AGOSTO!

Super promoção:

Recarga de cartuchos

- Preto: R$ 15,00 - Colorido R$ 18,00 Toner a partir de:

R$ 54,90

Também prestamos serviços de manutenção em impressoras

Atendimento em domicílio Sem custo adicional

(47) 3455 1881 (47) 9644 6640-Tim / (47) 9140 5802-Vivo No balcão aceitamos cartões: Email: lely.cartuchos@hotmail.com

Rua: Inambú, 600 - Costa e Silva - Joinville - SC

P

ara os aventureiros de plantão o Base Jumping é um prato cheio. Este é mais um desafio para os apaixonados por esportes radicais. Pois, se trata de uma técnica de paraquedismo mais avançada e com muita adrenalina, mas requer bastante experiência do praticante. Não satisfeito o cineasta Carl Boenish quis mergulhar em uma aventura um pouco mais emocionante, foi então que criou o Base Jumping que tem como significado “Bulding Antena Spam & Earth – Prédio, Antena, Ponte e Terra”, e foi em 1978 que ele realizou a primeira filmagem do salto na Califórnia/EUA. O principal objetivo desta modalidade é saltar dos lugares mais inesperados como prédios, pontes e montanhas. Esse é um esporte novo no Brasil. Apesar de existirem base jumpers brasileiros há mais de 15 anos, somente há cerca de quatro anos que o esporte começou a se popularizar por aqui. Desde o ano de 2008 ocorre o Festival World Base Race no Oeste da Noruega, em que é disputado o título de “O ser humano voador mais rápido do mundo”. Os participantes não são avaliados pelas suas habilidades, mas sim pela velocidade em queda livre. Quem mergulhar mais rapidamente em direção ao solo traçando um percurso mais ou menos mapeado, é o vencedor. O 1º Festival oficial de Base Jump no Brasil ocorreu em Nanuque/MG em 2009, foram três dias de pura adrenalina. O esporte requer o uso de um paraquedas com abertura apropriada para saltos baixos. Este é um dos esportes mais radicais e perigosos do mundo, pois não há paraquedas reserva e se houver uma pane no equipamento principal não há tempo para a abertura. Mesmo assim

a procura por essa aventura é grande, podendo somente saltar os mais experientes paraquedistas. A atleta Rita Birindelli realizou seu primeiro salto de uma ponte férrea de aproximadamente 70 metros de altura em Uberlândia e deu seu depoimento sobre a sensação obtida durante o salto: “Em tão poucos segundos, consegui me sentir por inteiro como nunca antes havia sentido. Ao pular de algum lugar para o nada, eu sinto como se o tempo parasse. Um segundo vira uma eternidade e nesse momento me sinto viva por inteiro, sinto cada pequeno pedaço de mim. É inacreditável quão fantástica e intensa pode ser essa sensação, você pode sentir o amor dentro de você, em todos os seus poros. Eu acho que você consegue atingir outra consciência, algo além da nossa compreensão. O seu corpo acredita que vai morrer e ele tenta de todas as maneiras te avisar desse perigo, mas contrariando o aviso, sua cabeça diz que tudo vai dar certo. É uma briga interna, uma fantástica briga entre você e você. Às vezes o seu corpo vence, e quando isso acontece você dá meia volta e agradece

por sua decisão, mas quando sua mente vence… Ah! Você sente tudo isso intensamente! Eu realmente me sinto abençoada por poder ter isso! Mas a benção não é resultado apenas de coragem e um pouco de loucura, é preciso muita informação antes.” (Depoimento retirado do site www. mundocrux.com.br.) Para quem se lembra da nossa reportagem e assistiu a nossa edição sobre paraquedismo, lembra do susto que passamos, e que para quem faz paraquedismo é possível entender a sensação que a Rita descreve. Para aqueles que querem ter essa sensação única de voar nesta modalidade o esporte exige um longo preparo. No Brasil existe apenas um curso do esporte que é realizado no Rio Grande do Sul, e exige que a pessoa tenha no mínimo 100 saltos. O atleta deve estar bem consciente dos riscos e das responsabilidades, obtendo esses requisitos é curtir a emoção e se jogar! Se você ainda não assistiu nosso programa confira mais fotos e vídeos na nossa página no Facebook e no YouTube: Programa Esporte Aventura! Foto: Divulgação

Rua: Minas Gerais 5780 - Morro do Meio (anexo ao Mercado Medeiro)


ESPORTE

11

Por: Marcelo Santos

esporte@jnbonline.com.br

1ª quinzena - Agosto - 2012

Jec com campanha dentro do esperado S

Imagem:Diulgação

alve, salve galera tricolor! Salvo alguns reparos, como a derrota para o CRB/AL, depois de estar vencendo por 3x0 e levar a virada de 4x3, o Jec está fazendo uma campanha muito boa nesta Série B, com 21 pontos em 13 rodadas, depois da vitória na última terça feira (24/07). Sobre a difícil equipe do América/RN, por 1x0, agora o tricolor terá jogos difíceis contra concorrentes diretos do chamado G4: o América/MG na próxima terça feira (31/07) em Belo Horizonte e o Criciúma no sábado (04/08).

SUPORTES PARA TV A PARTIR DE R$

39,90

Ligue agora!

(47) 3423.1896 (47) 3034.1096

Mini meta Embora não se fale mais nela no Joinville é sempre bom lembrar que o objetivo é a cada oito rodadas somar 12 pontos, e estamos a três de conquistar a segunda meta, com três jogos a se realizar, América Mineiro, Criciúma e Guaratinguetá. Podemos, quem sabe, acumular uma “gordurinha” para queimar durante a competição.

preocupando nos últimos jogos. Árbitros aspirantes à Fifa, como foi o caso do último, o Sr Péricles Bassols Cortez/RJ, em plena Arena errar tanto contra o Jec. Quero acreditar que ele é ruim mesmo, e não mal intencionado. Ramon

Arbitragem

Um dos grandes atletas, na essência da palavra, exemplo de profissionalismo e caráter, que

Esta aí uma situação que vem

recentemente procurou a diretoria do Jec abrindo mão do seu salário que era pago por empresário, e hoje tem o menor salário do elenco, parece planejar sua aposentaria como jogador e querer iniciar uma carreira como treinador. Esteve recentemente no Rio de Janeiro em um curso. Tenho certeza que será mais um grande profissional da área quando se aposentar dos gramados.

Av. Almirante Jaceguay, 2737 sala 2 - Costa e Silva - Joinville SC Rua: Adolfo da Veiga, 42 Boehmerwald – Joinville/SC

E a Krona, hein!? ois bem, nem o mais pessimista torcedor de futsal do Brasil imaginaria a equipe com uma campanha tão irregular nesta segunda fase da Liga. Restando duas rodadas para o encerramento da mesma, a equipe, pelo investimento e grupo que tem, já era para estar praticamente classificada, mas, pelo contrário, precisa vencer os dois jogos que faltam contra Assoeva/Unisc/ALM/Venax – RS fora de casa e Macaé/

Botafogo/CDE – RJ em Joinville e, ainda torcer por resultados contra Florianópolis Futsal. Está mais que na hora da equipe voltar a mostrar qualidade e objetividade e conseguir esta classificação, porque ninguém imagina a próxima fase da Liga que é os “mata-matas” sem a Krona.

Foto: Assessoria Krona/Dilvulgação

P

Seis ginastas de Joinville competem em dois campeonatos brasileiros

D

A GISAT é distribuidora autorizada da 3ZOOM, a maior rede de lojas especializadas em suportes para TVs LCDs, Plasma e LED do Brasil.

uas competições de Ginástica Rítmica ocorrem entre os dias 1º e 5 de agosto no Ginásio Rozendo Vieira Lima em Florianópolis/SC com a participação de seis atletas da Fundação de Esportes, Lazer e Eventos de Joinville . A 1ª Copa Brasil de Conjunto e do Campeonato Brasileiro Infantil da modalidade teve a última edição em Manaus/AM em agosto de 2010. Representando Santa Cata-

rina, além de Joinville, estão a Udesc (Florianópolis) com oito atletas, a Agiblu (Blumenau) com três atletas, e uma única ginasta da Norsul (Blumenau). As equipes completam a delegação catarinense que estará com 18 integrantes nas duas competições. Pela equipe da Felej/Sociedade Ginástica na disputa do Brasileiro Infantil estarão as ginastas Amanda de Oliveira e Mariany Miyamoto, sob o comando da téc-

nica Vanessa Hagemann. Já pela Copa Brasil com a técnica Patrícia Dalchau estarão Maria Francisca Moro Longo, Anna Luiza Lima, Luiza Maiera, Hillary da Silva, Amanda de Oliveira e Mariany Miyamoto. São 16 equipes de todo o Brasil inscritas na competição que deve contar com mais de 200 ginastas.

Mais informações ligue agora mesmo!


FAREJANDO

12

Por: Ariane Pereira

farejando@jnbonline.com.br

- Os mais lindos filhotes - Roedores (hamsters, chinchilas, coelhos) - Pássaros mansos (calopsitas, Australianos) - Acessórios (caminhas, guias, coleiras, gaiolas) - Rações - Aquários - Consultório Veterinário - Banho e tosa (delivery dog)

Como aquecer cães e gatos no inverno

Filhotes parcelados em até 10x nos cartões

M

aterial super legal que o site Irmão Animal (www. irmaoanimal.com) preparou para ajudar a manter cães e gatos mais quentinhos e saudáveis no inverno. Fonte:www.maedecachorro.com.br. Quando a temperatura cai, assim como nós, os bichos também sentem as consequências. Veja como aquecer seu cãozinho ou gatinho no inverno.

*Consulte disponibilidade em cada loja

PROMOÇÕES:

Cafofo protegido

Arranhador para

Cat Pellet granulado

gatos a partir de:

higiênico 1,8 kg

R$

30,00

15,50

R$

Premier gatos castrados gatos salmão

Premier raças grandes 15 kg

500 g

Fil. R$ 139,90 Senior

Ad. R$ 129,90

19,50

R$

R$

Chef Dog Adulto

R$

134,90

Ecopet Filhote 12Kg

15Kg

58,50

R$

79,90

Golden Mega

Kong

15Kg - Ad.

a partir de

R$

107,90

R$

1ª quinzena - Agosto - 2012

37,90

Seu bicho de estimação fica no quintal? Então, providencie uma casinha do tamanho dele (se a grana estiver curta, vale usar bacias ou caixas de papelão). Lembrando que as casinhas devem ter os pés altos ou serem colocadas sobre estrados. Instale-a longe do vento e da chu-

va. E não se esqueça de forrar o chão com jornal ou papelão. O ideal é sempre mantê-lo longe da umidade. Para tanto, basta fazer um estrado de madeira que fique distante do chão e por cima colocar cama, colchão, tapetes ou cobertores. Vale forrar com papelões e jornais, tudo para ele ficar quente e seco. Cama quentinha Para aquecer bichos que vivem dentro de casa, separe um cobertor usado. Para filhotes órfãos, encha uma garrafa plástica com água morna, tampe bem e enrole-a num pano quente. Troque a água sempre que esfriar. Providencie uma casinha ou caixa de papelão e deixe-a no quintal, de preferência em algum lugar coberto.

Roupas apropriadas Cachorros magros, velhinhos ou de pelo curto precisam de roupinhas, sim. Se eles sentirem calor tente peças feitas de um tecido mais leve. Já os gatinhos têm menos dificuldade para enfrentar as temperaturas mais baixas - e os felinos não curtem a moda do bicho vestido! Mais ração É natural que o apetite dos peludos aumente no inverno, pois o metabolismo acelera para manter a temperatura do corpo. Só não adianta exagerar na quantidade de comida, porque obesidade também traz problemas.

Adoção Atenção: para adotar animais do Projeto Vira-Lata você deve ser maior de 18 anos, apresentar CPF e comprovante de residência, fazer uma entrevista e assinar um termo de responsabilidade. Assim, o Projeto garante que os animais vão ser bem cuidados pelos novos tutores.

Tobby: Um cachorro de porte médio. Ele já foi vacinado e vermifugado, logo será castrado. Quem tiver interesse em adotá-lo, entrar em contato pelo e-mail: viralata@jlle1.com.

Guias Flexi colour a partir de:

R$

40,90

Tshontsho: É um senhorzinho muito meigo, que deve ter cerca de 10 anos. Já foi castrado, vacinado e vermifugado. Espera ansiosamente por uma chance. Contato: viralata@jlle1.com

Plano Banho e Tosa 4 Banhos 1 Hidratação 1 Tosa Higiênica R$75,90

Loja 01 Av. Getúlio Vargas, 1446 - Shopping Americanas - Big - Joinville (47) 3028-9293 Loja 02 Rua: Orestes Guimarães 720 - Galeria de Lojas e Serviços - Big da Beira Rio Joinville (47) 3028-9202 Loja 03 Rua Guilherme, 1347 Costa e Silva (ao lado do Hotel da Vila) Joinville (47) 3028-9223

contato@amazonpetshop.com.br

As imagens são meramente ilustrativas

Até 10 Kg

Promoções válidas até 30/08/12 ou enquanto durar o estoque

Amazon Petshop

Madonna: Tem cara de brava, mas como dá pra ver pela foto, é muito mansinha e adora crianças. Porte grande, já está castrada. Quem tiver interesse em adotá-lo, entrar em contato pelo e-mail: viralata@jlle1.com.


Dias e Horários de Cultos • Todos os Domingos, pela manhã, “Escola Biblica Dominical” Início às 9h00 •

Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna. João 4:14

A Escola Bíblica Dominical é o centro principal de formação cristã religiosa das igrejas evangélicas. As crianças, adolescentes, jovens e adultos ao receberem os ensinos sábios, maravilhosos e inspiradores das escrituras sagradas são beneficiados do mais novos ao mais velho; as crianças recebem sua base para formação moral e espiritual, os adolescentes formam sua personalidade cristã, já os adultos renovam suas forças para uma vida cristã sempre saudável, frutífera e abundante na presença do nosso Senhor Jesus Cristo (Pv 23:15).

• Todos os Domingos Culto da Família Início às 19h00 “A verdadeira família é aquela unida pelo espírito e não pelo sangue.” • Todas as terças-feiras Culto de Ensinamento e Doutrina. Início às 19h30 • Todas as quintas-feiras Culto da Vitória Início às 19h30 “Nas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória é o desejo de vencer!” Venha, participe, Deus tem benção pra você! • Todas as sextas-feiras Tarde da Bênção. Início às 15h00 “Sem a bênção de Deus qualquer esforço é em vão”.

Igreja Evangélica Assembléia de Deus

Faça uma visita! Rua Rui Barbosa, 2417 - Zona Industrial Norte (em frente a empresa COLLEY/SINTEX)

Sob a direção do Pr. Manoel de Carvalho Visite-nos, você será bem-vindo!


Eletrônica Sollom

14

“REPERCUSSÃO” Por:

ilze.moreira@gmail.com

Ilze Moreira

1ª quinzena - Agosto - 2012

A cidade é o alvo das promessas eleitorais Imagem: Divulgação

* Instalações de Parabólicas * Parabólicas Coletivas * Portões Eletrônicos e Sistema CFTV * Consertos de TV e TVS LCD * Eletrodomésticos em geral * Som, DVD, Games, Playstations 1 e 2

Promoção: Automatização de portões a partir de:

R$

380,00

Rua: Otto Ptuetzenreuter,547 Costa e Silva - Sala B - Joinville

(47) 3026-6599 O

clima eleitoral já começou em Joinville e no Brasil inteiro e nos mais de 5 mil municípios brasileiros. Os candidatos disputam vagas nas câmaras de vereadores e nas prefeituras. Qual seria o motivo real para tantos candidatos sonharem com a vitória e a função de vereador e prefeito? É a vaidade ou o compromisso com a cidade? É o poder ou o idealismo político? Não sabemos ao certo, pois o que está no coração e na mente desses homens e mulheres só eles e Deus podem saber no mais profundo da alma. Creio que, o vereador tem uma missão fundamental para realmente melhorar a nossa cidade em todos os aspectos, pois ele fica diante do orçamento do município e ali ele pode prever muitas melhorias e condições de distribuição de recursos para todos os setores e necessidades. O que acontece é o grande vício do sistema como um todo, onde o vereador, na ânsia do dia a dia, quer fazer o que lhe vem à sua frente como prioridade, que é atender o povo em suas necessidades básicas. A falta de comida em casa, o desemprego que bate a porta, o buraco que atrapalha a passagem dos veículos na rua, o poste de luz que precisa ser substituído, a falta de água, a falta de vagas nas escolas, a parola que não funciona, e por aí vai. O vereador eleito

acaba na cozinha do seu verdadeiro papel, onde deveria estar na sala de projetos e orçamentos para ver, defender e aprovar projetos realmente de amplo alcance e por área. É difícil você imaginar um vereador em seu gabinete, junto de sua equipe técnica, pensando a cidade e dando amplitude de solução para seus problemas. No caso dos prefeitos, as promessas são ainda maiores e mais comprometedoras, pois a cidade precisa ser vista de cima, numa visão panorâmica para realmente se conhecer os caminhos e estradas, suas comunidades organiza-

“Qual seria o motivo real para tantos candidatos sonharem com a vitória e a função de vereador e prefeito?” das e seus moradores. Os problemas são sempre os mesmos: na saúde a falta de médicos, medicamentos, leitos, demora nas consultas médicas; na educação, os salários dos professores que são baixos, a falta de escolas, a falta de centros de educação infantil, falta de investimentos na infraestrutura e, assim vai; na infraestrutura, ruas sem pavimentação, cheias de buracos, rios poluídos, problemas na mobilidade urba-

na, calçadas defeituosas, obras e seus acabamentos mal feitos, e seguem os problemas; na segurança pública, que é obrigação do Estado, o município também é cobrado, ruas mal iluminadas, escolas sem segurança, e assim vamos seguindo... Para cada setor, um plano de ação e promessas, pois é preciso fatiar a cidade por área de problema. E quando tudo isso é igual a soluções antigas, que sempre se tornam difíceis de resolver, pois, o que falta mesmo é o governo municipal incentivar a população ao controle da natalidade, pois com o nascimento, em média de 600 crianças ao mês, como dar conta de colocar à disposição todos os serviços para tanta gente? Se o prefeito não investir no social e na geração de compromissos para empregos e escolas para crianças e adolescentes, vai ficar cada vez mais difícil atender a todas as necessidades. A economia anda sozinha, as empresas tocam seus projetos, mas a cidade precisa cuidar mais da sua gente e das prioridades. Uma pessoa precisa de saúde, educação, comida e expectativa de futuro. É a base para seu crescimento e desenvolvimento. Que cada um dos candidatos seja verdadeiro em seus projetos, não crie soluções que não possam sair do papel ou da mídia digital. Falem sempre a verdade e verão que assim a gente acredita e vota.


COMUNIDADE

15

Por: Gisele Becker comunidade@jnbonline.com.br

1ª quinzena - Agosto - 2012

Imagem: Divulgação

A arte destinada à comunidade

Confira nossas ofertas * Caibro Peroba R$ 6,80 * Sarrafo Peroba R$ 1,60 Apresentação da peça de teatro “Entre a espada e a Rosa”.

A

gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte. A gente não quer só comida, a gente quer saída para qualquer parte. A gente não quer só comida, a gente quer bebida, diversão, balé. A gente não quer só comida, a gente quer a vida, como a vida quer.

Os primeiros seres humanos que habitaram a terra faziam objetos com o intuito de controlar as forças da natureza. Registravam suas atividades diárias nas paredes das cavernas. Outros faziam gestos ou produziam sons para se comunicar. Os sons, os gestos, as pinturas e os objetos constituem o arcabouço artístico dos primórdios da humanidade. Não podemos garantir a finalidade dessas manifestações, mas o som, os gestos ou os desenhos, a arte, constituem elemento essencial na vida das pessoas. É através da arte que expressamos nossos sentimentos mais íntimos. Se vasculharmos a história da humanidade descobriremos que em diversas civilizações a arte e o trabalho estavam desassociados. Havia os que trabalhavam e os que se dedicavam a arte. Quanto mais longe no tempo formos mais o trabalho era destinado à maioria das pessoas e a apreciação da arte aos poucos privilegiados. Na modernidade, com o advento da industrialização, o

trabalho passou a ganhar cada vez mais destaque e a arte apenas destinada a quem tinha uma vida ociosa. A cidade de Joinville nasce, cresce e se desenvolve com a mentalidade de que aqui o trabalho vigora e a arte é desnecessária. Mesmo com essa ideia vigente as manifestações artísticas dos imigrantes vão surgindo, entre um dia de trabalho e outro. Na década de 70 Joinville é reconhecida como uma cidade industrial, de povo trabalhador, mas também de um reduto europeu, com suas manifestações artísticas. Na década de 90, Joinville ganha destaque nacional com o Festival de Dança, especialmente o balé. Atualmente Joinville passa por uma metamorfose, com a avalanche de migrações que tivemos nas últimas décadas. A arte, em suas diversas manifestações, está percorrendo as ruas e conquistando os diferentes espaços da cidade. E há incentivo público para isso. Desde 2006, a Fundação Cultural de Joinville, incentiva, por meio do Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura (SIMDEC), atividades culturais na cidade de Joinville. Todos os anos, através de um edital, é concedido recurso financeiro para projetos culturais a serem desenvolvidos na cidade. E um dos requisitos é a contrapartida social, ou seja, como esse projeto chegará à comunidade

joinvilense. Há diversos espaços destinados à arte espalhados pela cidade. Existem espaços públicos, tais como a Casa da Cultura, o Teatro Juarez Machado e o Museu de Arte. Na iniciativa privada temos escolas de teatro, dança e música e locais para apresentação, como o Sesc ou o Espaço Ava Ramin. E há interessantes iniciativas comunitárias, tais como, a Ajote (Associação Joinvilense de Teatro), a AMORABi (Associação de Moradores do Bairro Itinga), a Casa Iririú. E não podemos esquecer-nos de citar o Mercado das Pulgas, que ocorre mensalmente na Estação Ferroviária, reunindo diversas manifestações artísticas, com destaque para os trabalhos manuais. É através do trabalho que angariamos recursos para as nossas necessidades básicas: alimentação, saúde e educação. Mas será que vivemos bem se apenas nos preocupamos com o aspecto físico e mental do nosso corpo? Há quem diga que não. Que nossas relações estão pautadas em nossos sentimentos e que a arte é a expressão de nossas emoções, muitas vezes se transformando num bálsamo na nossa vida. Esperamos que daqui a alguns anos a arte possa ser uma parte intrínseca do cotidiano dos moradores da cidade de Joinville. De pessoas que não querem só comida e bebida, mas também diversão e arte.

* Caibro Cambara R$ 5,30 m * Sarrafo Cambara R$ 1,30 m * Caibro Eucalipto R$ 4,50 m * Sarrafo Eucalipto R$1,00 m

Ligue Agora!

3424-6483 3435-5380 Temos uma linha completa de madeiras para construção civil: Caibros, linhas, sarrafos, tábuas, pranchas, pé direito, vistas, rodapés, caixilhos, madeiras para caixaria e madeiras em geral.

www.madeireiracosta.com.br email: contato@madeireiracosta.com.br Rua Inambú, 619 – Costa e Silva - Joinville SC


16

CARROS www.jnbonline.com.br

1ª quinzena - Agosto - 2012

A

picape Chevrolet S10 registrou no último mês de junho, o melhor mês de vendas de 2012, com 4.733 unidades emplacadas e 34,4% de participação no segmento. A nova Chevrolet S10, lançada no último mês de fevereiro, mantém a liderança da Chevrolet no segmento das picapes médias, que foi ocupada durante 16 anos consecutivos pelo modelo anterior. Além de ser a primeira colocada com folga no ranking nos últimos meses, ela também lidera as vendas acumuladas no Brasil (janeiro a junho), incluindo o modelo anterior em janeiro, com 17.786 unidades emplacadas e 28% de participação de mercado. “Queríamos desenvolver um veículo que além de impressionar no primeiro olhar, conciliasse ousadia e força. E conseguimos. A nova picape S10 já comprova nos números sua vocação de liderança no segmento das picapes médias e também que se trata, de fato, de um modelo campeão na preferência do consumidor. Ou seja, de cada três picapes médias vendidas no Brasil, uma é da S10 Chevrolet”, destaca Marcos Munhoz, vice-presidente

da General Motors do Brasil. Atualmente, aproximadamente metade da frota circulante de picapes médias no Brasil - que é estimada em quase 1 milhão de unidades -, ostenta o logotipo da Chevrolet, justificando o DNA da marca no mercado picape, seja para o árduo trabalho na agricultura, que hoje é um dos mais importantes negócios do Brasil, ou nos grandes centros urbanos, carregando famílias inteiras. S10 para todos os gostos A nova S10 foi lançada para atender a todos os gostos. Ela tem 12 configurações da picape, que se dividem entre motores diesel e flex fuel, cabines duplas e simples, trações 4x2 e 4x4 e ainda três níveis de acabamento e equipamentos: LS, LT e LTZ, respeitando a nova nomenclatura global aplicada a todos os veículos Chevrolet. As versões equipadas com o motor 2.4 Flexpower são vendidas em cinco diferentes configurações, todas 4x2. Há duas opções de cabine simples, a LS e a LT e três na cabine dupla, LS, LT e LTZ.

As versões equipadas com motor 2.8 Chevrolet Turbodiesel são vendidas em sete diferentes versões. A versão de cabine simples só será comercializada no pacote LS e com tração 4x4. A versão Turbodiesel com cabine dupla tem os conjuntos LT e LTZ, com a tração 4x2 e 4x4, sendo que ainda há a opção do câmbio automático de seis marchas como opcional. A versão LS, tanto na 2.4 Flexpower quanto na 2.8 Turbodiesel, já sai de fábrica com ar-condicionado, direção hidráulica, freios com ABS , computador de bordo, luz de cortesia e alça de apoio no teto, grade de proteção no vidro traseiro (cabine simples), ganchos externos na caçamba (cabine simples), protetor de cárter e banco do passageiro maior, para acomodar dois ocupantes, além do motorista, limited slip (sistema de deslizamento limitado do diferencial). A versão 2.8 Turbodiesel 4x4 ainda conta com o seletor de tração, já que é equipada com o 4x4. Nas versões cabines dupla e simples, com ambas as motorizações, a versão LT é a intermediária da linha e além dos itens da versão LS traz itens como: alarme antifurto, alça de apoio

Foto: Divulgação

Nova S10 lidera o segmento das picapes médias no Brasil

dos dois lados, airbag duplo (cabine dupla), cobertura do piso em carpete, chave canivete, coluna de direção regulável, desembaçador do vidro traseiro, farol de neblina, gancho de reboque dianteiro, retrovisores com luzes indicadoras de direção, tampa traseira com chave (cabine dupla), travas elétricas, rodas de liga leve aro 16, pneus 245/70R16, sistema de deslizamento limitado de diferencial, CD player/ MP3 com Bluetooth , entrada miniusb e entrada auxiliar, piloto automático com controles no volante e vidros elétricos nas quatro portas. A LTZ, que existe apenas na versão cabine dupla, com todas as opções

www.sergiomartelinho.com.br

de motor, tração e câmbio, oferece os mesmos itens que a LT. E, além dos itens da LT conta com ar-condicionado digital, com acabamento cromado, bancos do motorista com ajustes elétricos, controles de tração e de estabilidade (versão LTZ diesel), controles do sistema de som, áudio e piloto automático no volante, luz de neblina traseira, lanternas traseiras em LED, regulagem elétrica dos faróis, bancos revestidos em couro, alavanca de câmbio, maçanetas externas com acabamento cromado, rodas de liga leve aro 17, pneus 255/65R17, e parachoque traseiro com molduras cromadas, estribos laterais e rack de teto.


Seu computador está lento ou ultrapassado? Que tal um computador novinho, moderno e avançado, com parcelas que cabem no seu bolso?

39,00

Mensais

R$

44,00

Mensais

Imagens meramente ilustrativas

Notebooks a partir de:

R$

36,00

Mensais

- Manutenção - Acessórios - Impressoras e muito mais...

*As ofertas divulgadas acima estão sujeitas a aprovação de crédito.

Ligue Agora! (47) 3437-4258 Email: vendas@eletroinfojoinville.com.br Rua: Guilherme, 1335 Costa e Silva - Joinville

Imagens meramente ilustrativas

R$

Netbooks a partir de:

Imagens meramente ilustrativas

Computadores completos a partir de:


TURISMO Por:

18

Maitê Morgana Uhlmann

turismo@jnbonline.com.br

1ª quinzena - Agosto - 2012

Foto: Divulgação

Os eventos de Joinville e o Convention Bureau Antecipe a compra de presépios de natal

Promoção: Presépios 23 cm envelhecido, 12 peças somente: R$ 120,00 Acessórios: Bolsas, carteiras, porta celular, óculos de sol, colares, anéis e grande variedades de brincos banhados a prata ou ouro a partir de R$ 5,00 (o par).

Arte em madeira:

Guirlandas, caixas, puxa-saco, kit p/ banheiro, Kit para bebê (sob encomenda), penteadeira infantil, baú para brinquedos etc.

Muito mais:

Corações e bichos de pelúcia, inclusive os Smurfs e Smurfetes e a galinha pintadinha. Lindo arranjos de flores artificiais Brinquedos, camisas de time de futebol adulto e infantil, croks, amarradores de cortina, porta retrato, espelhos e muito mais...

Pagamento em até 3x no cartão

3425-4643 9107-0959

Produtos naturais: -Avenca -Jambo -Cogumelo -Squalene -Cápsulas de óleo de côco

* Acelera o metabolismo * Melhora o funcionamento do intestino * Reduz a gordura abdominal * Diminui a fome e a ansiedade * Combate a celulite e a flacidez * Retarda o envelhecimento

valtrudescarvalho@yahoo.com.br Rua: Dona Francisca, 4895 - Bairro Santo Antônio - Joinville, SC

www.soalegria.amawebs.com

S

empre falamos aqui da importância dos eventos para a cidade, sobre o que e como eles impactam nas empresas e na cidade; mas nesta coluna iremos falar do Convention Bureau. Mais importante do que ter eventos na cidade é poder contar com um grupo de pessoas que se interessam em trazê-los. Convention Bureau (que não é coisa nem de comer e nem de passar no cabelo) é uma associação cuja missão é movimentar a economia através do turismo, no caso de Joinville o setor de eventos e negócios. Os Conventions são associações ou entidades que estão na vanguarda do turismo, que fazem com que a movimentação gerada nos eventos seja alcançada por todos que dele fazem parte. Essa nova forma de incentivar o turis-

mo chegou ao Brasil na década de 80, na cidade do Rio de Janeiro, São Paulo e em terceiro lugar, Blumenau. As coisas realmente aconteciam mais rápido nestas cidades naquela época. Hoje temos

“União entre iniciativa pública e privada, os Conventions ajudam a alavancar os negócios na cidade” mais de 150 por todo país, cujas cidades tem um pouco mais de 300 mil habitantes. União entre iniciativa pública e privada, os Conventions ajudam a alavancar os negócios na cidade, pois o trabalho é expor, fazer

o marketing do destino, evidenciando seus diferenciais. A Conferência da ANPEI (Associação Nacional de Inovação) foi disputada com cidades como São Paulo, Goiânia, Manaus e Belém. Os eventos são uma competição onde tem o direito de sediá-lo quem faz a proposta mais inteligente. Vocês lembram do empenho do Presidente Lula para trazer os eventos de Copa e Olimpíadas? Pois é, nos congressos é feito exatamente o mesmo processo, guardadas as devidas proporções. Então, se sua empresa ou você quiser conhecer um pouco mais sobre esta associação que faz um trabalho fantástico para Joinville e Região, acesse o site www.eventosemjoinville.com.br. Conheça e, se tiver interesse, associe-se.

Agenda de Eventos

2º Eventos e Ideias

um melhor relacionamento dos associados para com o Joinville Convention Bureau. Nesta segunda edição teremos as seguintes apresentações: Evento realizado para integração dos asso- 1 - “Economia Criativa” – Sra. Helga da Tuciados ao Convention Bureau, que acontece cunaré Desenvolvimento Cultural uma vez por mês. Com o intuito de apresen- 2 - Projeto da Nova Expoville – Sr. Carlos tar novos associados, abordar assuntos rele- Miranda, gestor vantes do momento que sejam de interesse 3 - Apresentação dos Novos Associados de todos e momento de descontração, para Necessário confirmar presença.


BOCA NO TROMBONE

20

Envie sua sugestão de matéria para jornalismo@jnbonline.com.br 1ª quinzena - Agosto - 2012 Foto: Jacson Carvalho

www.jnbonline.com.br

Eu Reclamo

Nome: Teresa Martins Hubie Profissão: Dona de casa Bairro: Boehmerwald

Árvore no quintal de dona de casa causa transtornos

M

Gesso Gouveia

Todo acabamento em gesso para sua obra! Orçamento grátis:

(47) 9921-4056

(47) 3467-6806

oradora do bairro Boehmerwald há mais de 20 anos a dona de casa Teresa Martins Hubie vive um momento complicado de sua vida. Aos 61 anos de idade, Teresa perdeu recentemente seu marido por causa de complicações no fígado devido a três hepatites. Mas, como ele não contribuiu o tempo suficiente para a Previdência Social do INSS a dona de casa não recebe aposentadoria do marido e está sem renda fixa mensal. O filho que mora com ela é usuário de drogas, e o filho mais velho não mora em Joinville. “Se não fossem os meus vizinhos, não sei como seria”, desabafa Teresa, contando que são os vizinhos que lhe dão comida, roupa e ajudam como podem. “A igreja também me ajuda

Eu Respondo

Nome: Heitor Ribeiro Filho Função: Comandante Operacional CBVJ

15 anos prestando serviço de qualidade! Bairro Aventureiro - Joinville - SC

Rodrigo Gouveia

A equipe de jornalismo do JORNAL NOSSO BAIRRO procurou no Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville uma resposta para a dona de casa Teresa Martins Hubie. Segundo o comandante operacional do CBVJ, Heitor Ribeiro Filho, serviços como este, de poda de árvore, é realizado pela corporação, porém, somente em casos de risco, ou seja, quando a

muito, graças à Deus”, conta. Para pagar as despesas da casa, como conta de água e luz, a dona de casa continua fazendo doces para vender na vizinhança e nas padarias do bairro. “Era eu e meu marido que íamos vender suspiros. Agora, sozinha, está mais difícil pra mim”, diz. Com a renda cada vez menor, é possível pagar somente as despesas básicas da casa. Atualmente, o grande problema na residência da dona de casa é uma árvore do tipo Flamboyant. Conhecida pela sua beleza e pela copa muito ampla, a árvore causa transtornos na vida de Teresa. “Os galhos caem muito rápido, apodrecem. Acumula sujeita no meu quintal, tem bichos também.

E quando chove piora, dá goteira dentro de casa”, explica. Ela ainda conta que precisa deixar fôrmas de alumínio em cima do roupeiro, que ganhou através de uma doação, pois, o roupeiro anterior já havia apodrecido por conta das constantes goteiras, ocasionadas pela árvore. “Além disso já perdi muita telha. Os galhos caem e quebram”. Teresa procurou a Fundema (Fundação Municipal do Meio Ambiente) que autorizou a poda da árvore. Mas, a dona de casa alega que não tem condições de pagar pelo corte. “Me informei de quanto custa pra cortá-la, o valor é de R$ 200. Não tenho a mínima condição de cortar, preciso de ajuda, essa árvore só atrapalha”, afirma.

Somente em áreas públicas a poda de árvores é gratuita árvore apresenta riscos para aquela moradia. “Quando averiguamos que a árvore está comprometida, com cupins, por exemplo, apresentando risco de queda que pode comprometer o imóvel, fazemos a poda gratuitamente”, explica o comandante. Contudo, a corporação disponibiliza os operadores e os instrumentos para o corte; o recolhimento dos entulhos fica por conta do proprietário do terreno. A árvore Flamboyant do terreno da dona de casa não apresenta riscos, mas trás incômodos constantes e prejuízos menores ao imóvel. Mesmo assim, segundo informações da Fundema, a despesa com a poda de árvores em terrenos particulares é arcada pelo proprietário. “Após vistoria podemos fornecer a autorização para a poda,

mas nós só podamos em área pública”, informa a coordenadora de atendimento da fundação, Gorete da Costa. Com a autorização para a poda em mãos, expedida pela Fundema, Teresa vai, mesmo assim, procurar pelo Corpo de Bombeiros de Joinville, para fazer uma apelação. Já que o CBVJ realiza o serviço gratuitamente mediante riscos comprovados contra a integridade física de quem convive com a árvore, ela acredita que os riscos que sofre atualmente, com as despesas estruturais constantes, ameaçando sua reduzida renda mensal, reservada para as despesas básicas, como comida, água e luz, serão razões irrefutáveis para que a poda seja feita o mais rápido possível.


SAÚDE

saude@jnbonline.com.br

FIGUEREDO BOX

21

-Box em acrílico e vidro temperado -Esquadrias em vidro temperado

1ª quinzena - Agosto - 2012

Foto: Divulgação

Cigarro, um inimigo silencioso -Solicite uma visita na sua obra -Produtos e mão de obra qualificada - Orçamento sem compromisso

TELEVENDAS:

S

egundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) o tabagismo já matou mais de 100 milhões de pessoas em todo o mundo. Número superior à soma das mortes provocadas por HIV, pelos acidentes de trânsito, pelo consumo de álcool, cocaína, heroína e pelo suicídio, sendo responsável por um em cada dez óbitos em adultos. Só no Brasil, morrem cerca de 200 mil pessoas por ano em decorrência de doenças relacionadas ao tabaco. Diferente de drogas como álcool, morfina e crack, o vício do cigarro é rápido e provoca dependência física tão grave quanto à heroína. O fumante entra num quadro de ansiedade crescente que só passa com uma tragada, uma vez que as

crises de abstinência da nicotina se sucedem em intervalos de minutos enquanto as demais drogas dão trégua de dias, ou pelo menos de horas. Mulheres podem enfrentar barreiras diferentes das encontradas pelos homens para a cessação do tabagismo devido a questões ligadas ao ciclo menstrual, o estresse da dupla jornada de trabalho, medo de ganhar peso, maior probabilidade de apresentar sintomas de depressão e ansiedade, que muitas vezes são mascarados pela nicotina. Hoje, o tratamento do tabagismo tem uma média de 70% de êxito, com base em pacientes que atingem pelo menos três meses de abstinência. Considerado doença pela OMS, o fumo é considerado um problema de saúde pública no Brasil.

A expectativa de vida de uma pessoa que fuma é 25% menor que a de uma não fumante. Dentre as 25 doenças relacionadas ao hábito de fumar todas são causas de morte: doenças cardiovasculares (43%), câncer (36%), doenças respiratórias (20%), outras (1%). A lei 12.546, passada pelo Congresso em 2011, que proíbe a propaganda de cigarros nos pontos de vendas mesmo com a exposição de produtos, deve ser regulamentada o quanto antes para ser aplicada, fiscalizada e não ceder à pressão da indústria fumageira nas decisões do Governo Federal. Assim como não admitimos comerciais de maconha, crack ou heroína, por que aceitar o marketing do tabaco? [ ABN NEWS ]

(47) 3433-5539 (47) 8435-1967

vidracariafigueredo@hotmail.com

Rua: Papa João XIII, 36 - Iririú - Joinville SC (Próximo ao Banco Besc)

AUTO ELÉTRICA

COLINCAR - Consertos de partida - Alternadores

Estudo diz que café reduz em 11% risco de insuficiência cardíaca

E

studo realizado por pesquisadores da Universidade de Harvard, nos EstadosUnidos, revelou que o café, consumido moderadamente, oferece diversos benefícios à saúde, em especial para o coração. O estudo, publicado no Circulation: Heart Failure, demonstrou que o consumo de quatro xícaras de café por dia diminui em até 11% as chances de sofrer com insuficiência cardíaca. Para chegar ao resultado a pesquisa norte-americana analisou estudos anteriores sobre o consumo do café. Foram 140.220 participantes avaliados, sendo que 6.522 apresentaram insuficiência cardíaca. Os pesquisadores consideraram dados levantados entre janeiro de 1996 e dezembro

de 2011. “Durante muitos anos o café foi alvo de críticas e acusações que agredia o estômago e causava dependência, por conta da cafeína, mas nos últimos anos diversos estudos tem revelado que a bebida auxilia na manutenção de uma boa saúde e ajuda a prevenir algumas doenças”, explica a gerente de nutrição do HCor, Rosana Perim, pesquisadora da bebida. Outros estudos que avaliaram as propriedades do café e a sua ação no organismo humano descobriram que, além da cafeína, outras substâncias presentes na bebida, como os ácidos clorogênicos, reduzem a incidência de diabetes, fator de risco importante para o desenvolvimento da doença coronariana.

Além disso o café pode ter efeito benéfico nos níveis de colesterol no sangue, dependendo do modo de preparo. A nutricionista estudou as diferentes formas de preparo do café e concluiu que o café filtrado ou coado não altera os níveis de colesterol no sangue, mas, em processos de preparo sem a filtragem há um discreto aumento. De acordo com a profissional, o consumo moderado da bebida diminui a oxidação do LDL, que é o colesterol ruim, que causa inflamação nas artérias. A bebida também possui ação benéfica na melhora dos sintomas de algumas doenças degenerativas como: Alzheimer, Parkinson e depressão”, conclui Rosana. [ ABN NEWS ]

- Baterias novas - Vidro e trava elétrica - Instalações em geral Horário de atendimento

* 7h30 - 12h00 * 13h30 - 18h00 TELE-SOCORRO

Até às 18h00

47-3435 2755 / 9971 1098

Plantão Até às 22h00

47-9639 5522

Email: colincar@hotmail.com

Rua: Vice Prefeito Luiz Carlos Garcia,427 - Costa e Silva - Joinville


22

MODA Por:

moda@jnbonline.com.br

Geizieli Neumann 1ª quinzena - Agosto - 2012

A

s primeiras gravatas surgiram em Roma, no século I a.C., pois nos dias mais quentes, os soldados romanos, usavam a focale, que era uma espécie de cachecol úmido amarrado no pescoço para poderem se refrescar. Apesar de muito prática, a gravata romana não virou moda. A gravata moderna teve de esperar mais de dezoito séculos para cair no gosto popular. A gravata está associada a outro costume militar, em 1668, um regimento de mercenários apareceu na França usando cachecóis de linho e de musselina, sendo assim, os franceses com sua característica de se preocupar com o vestuário adotaram o cachecol iugoslavo e logo começaram a aparecer em público. Eram modelos de linho ou de renda, com nós no centro e longas pontas soltas. Os franceses começaram a chamar seus lenços de pescoço de cravate (gravata). Dicas: - Como saber se o comprimento está na altura certa: quando o nó estiver pronto, a ponta da gravata deve se situar ao nível da fivela do cinto; - A seda e o poliéster são os materiais mais utilizados por proporcionarem os nós mais consistentes; - Recomenda-se que a cor e a estampa da gravata combinem com o biotipo do indivíduo. Ex.: uma pessoa de cabelo escuro e pele clara possuem contraste natural, de modo que gravatas com mais cor e contraste podem ser usadas sem fazer desaparecer a face. No

caso de pessoas com pele e cabelo claros, é melhor usar gravatas com tons claros; - O tamanho das gravatas disponíveis são diversificados, tendo entre 1,40 a 1,50 cm, com a largura variando de 6,5 a 11 cm. As gravatas de 6,5 cm são finas e estão atualmente na moda; - Se o terno for de uma cor sólida pode ser usada qualquer gravata de cor sólida. Os ternos “risca de giz” não devem

Fotos: Divulgação

Gravatas

ser usados com gravatas listradas, pois se apagam mutuamente. Por sua vez temos também a gravata-borboleta. Pode também ter se originado entre os homens da Croácia. Elas eram feitas a partir de um lenço quadrado, dobrado na diagonal, amarrado com um nó em forma de laço e preso com uma corda em volta do pescoço.


VARIEDADES

www.jnbonline.com.br

1ª quinzena - Agosto - 2012

Torta alemã Foto: Divulgação

INGREDIENTES 1. 2. 3. 4. 5.

200 g de manteiga, sem sal 1 xícara (chá) de açúcar 1 lata de creme de leite 1 pacote de bolacha, maisena leite, o quanto precisar para molhar a bolacha 6. 1 lata de leite condensado, sabor chocolate (ou cobertura de sorvete) MODO DE PREPARO 1. Coloque a manteiga e o açúcar na batedeira e bata até obter um creme bem fofo e liso 2. Acrescente o creme de leite e bata rapidamente apenas para misturar 3. Desligue a batedeira e reserve 4. Separe um recipiente médio para montar o doce 5. Acrescente um pouco de leite num prato fundo e molhe raTRUQUES DO LAR

Para remover manchas em tapetes: Use creme de barbear. Faça espuma com o creme, porque a espuma é um bom removedor e age insta ntaneamente. Lave em seguida com pano úmido e depois seque.

6. 7. 8.

9.

pidamente algumas bolachas maisena no leite Forre o fundo do recipiente escolhido com uma camada de bolachas Acrescente uma camada do creme reservado sobre as bolachas Acrescente mais uma camada de bolachas molhadas no leite e repita o procedimento finalizando com a bolacha Cubra a última camada de bolachas com o leite condensado

sabor chocolate (comprado pronto ou a cobertura) 10. Leve à geladeira por no mínimo 3 horas ou até que o doce fique bem gelado 11. Retire o doce da geladeira e sirva a seguir 12. Você pode substituir o leite condensado de chocolate por cobertura de sorvete sabor chocolate, fica ótimo por ser meio amargo quebra um pouco o doce

Foto: Divulgação

RECEITAS

23

- Corte Masculino - Corte Feminino - Hidratação - Blindagem Capilar - Escova Progressiva - Manicure - Pedicure

3435-6632 Rua: Tuiuti, 1590, Aventureiro (em frente a Madereira Sinop)

Caldo de Mocotó &

Dobradinha

Faça sua festa ou encontro de amigos com um cardápio diferente Ligue e encomende Entrega em domicílio

(47) 9669-7066 Marcos Fialho


JORNAL NOSSO BAIRRO  

Primeira quinzena - Agosto - 2012 JORNAL NOSSO BAIRRO, distribuido nos bairros de Joinville -SC

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you