Issuu on Google+

PUB

Caixa da Batalha

Nº DE27042006MPC

DE00752009SNC|GSCCS

Preço 0,70 € (IVA inc.)

Jornal da Golpilheira Estrada do Baçairo, 856 2440-234 GOLPILHEIRA

������� ������� ���������������

O Banco da (nossa) terra.

Tel. 965 022 333 Fax 244 766 396 geral@jornaldagolpilheira.com

CA Seguros | CA Consult | CA Gest Director: Luís Miguel Ferraz | Mensal | Ano XIII | Edição 143 | Abril de 2009

R. Inf. D. Fernando, 2 • 2440-901 BATALHA Tel. 244 769 270 • Fax 244 769 279

Página 3 | Limpeza das margens do Lena está a decorrer

MCR

O POVO VOLTARÁ A

Pág. 15 | Futsal Feminino do CRG

Seniores são tricampeãs vão à final da Taça Distrital e estão na Taça Nacional Juniores têm Taça Distrital e (serão) pentacampeãs

LAVAR NO RIO?

Está a decorrer, desde o princípio do mês, uma limpeza no leito e margens do rio Lena, no troço entre as pontes da Canoeira e de Casal de Mil Homens. Contempla o desmatamento e a remoção de lixos, bem como a reconstrução de alguns taludes que se têm danificado com o tempo. A este propósito, a Junta de Freguesia defende que se aproveite a oportunidade para uma maior responsabilidade de todos por este bem comum e adianta algumas ideias para “voltarmos a ver o rio Lena como o víamos noutros tempos”. Mesmo que não voltemos a “lavar no rio”, como cantava Amália, será este um princípio para às águas límpidas e transparentes que deleitem o nosso olhar e nos permitam fruir agradavelmente o nosso ambiente natural?

Pág. 8 | Entrevista

LMF

António Lucas concorre ao quarto mandato na Batalha

Pág. 9 | Fim-de-semana da Juventude

LMFerraz

Tiago Gonçalves

Rita Redshoes encabeça cartaz recheado de adrenalina

PetroFM

PUB

e com r p m Se TO

N DESCO

!

ALP, is ela G a tab mbustíve e r b o so s os c o d o em t

---------------------

HORÁRIO

07h30 às 22h00 --------------------Combustíveis --------------------Lubrificantes --------------------Produtos Auto ---------------------Gás (BP/REPSOL/GALP) Também com venda de --------------------Rações para animais Lavagem/Aspiração ---------------------Rua Forno da Telha, 1385 • Quinta do Retiro • Barreira • 2410-251 LEIRIA Tlf. 244 834 445 • Tlm. 919 701 359 • Fax 244 892 250 • petro.fm@hotmail.com

Quiosque da Batalha de José Manuel Matos Guerra

A casa que faz

milionários jornais • revistas • promoções e vários serviços ao seu dispor... LG. MESTRE MATEUS FERNANDES • APARTADO 24 • 2441-901 BATALHA Tel 244 767 720 • Fax 244 767 228 • Email: quiosquebatalha@mail.telepac.pt

APOSTE! TOTOBOLA TOTOLOTO JOKER LOTARIAS RASPADINHAS


2

. abertura .

Jornal da Golpilheira Abril de 2009

. editorial .

. vida associativa .

. autarquia .

Por MCR

Coluna da Junta de Freguesia

Sócios convocados

25 anos da Freguesia

Assembleia Geral do CRG

Luís Miguel Ferraz Director

Rio vs. Caixão Bem podemos dizer que o povo que não lava no rio está a talhar com seu machado as tábuas do seu caixão. Dito de outra forma, o povo que não cuida do seu património ecológico e não procura viver num ambiente saudável está a matar as condições da sua própria sustentabilidade, para se autodestruir. Nesta edição, a propósito dos trabalhos de limpeza que decorrem no rio Lena, aproveitámos estes míticos versos de um fado de Amália para despertar a nossa consciência colectiva. Saibamos todos, autarcas e cidadãos, aproveitar esta oportunidade para nos virarmos para este valioso recurso hídrico que atravessa a nossa freguesia. Quanto mais atenção e cuidado lhe dedicarmos, mais receberemos em qualidade de vida. E o facto é que estamos há tempo demais de costas voltadas para essa nossa riqueza natural. Ainda nesta edição, procure os muitos eventos culturais, recreativos e sociais que se avizinham e registe na sua agenda todas as oportunidades para sair de casa. Em muitos casos, são também oportunidades para descontrair e usufruir da natureza. Finalmente, com o aproximar do final da época desportiva, sugerimos um olhar atento ao desempenho das nossas equipas. Muitas serão as razões para festejarmos as suas vitórias e, mais uma vez, para sair de casa. Ainda vai a tempo de apoiar os atletas na conquista de algumas taças e campeonatos. A todos, feliz Tempo Pascal! divulgação

Tal como publicámos em convocatória na última edição, vai realizar-se no dia 25 de Abril, pelas 20h30, uma assembleia geral ordinária dos sócios do Centro Recreativo da Golpilheira. O primeiro ponto de agenda é a apreciação e aprovação do relatório da direcção, das contas do exercício de 2008 e do parecer do Conselho Fiscal. Depois, será a eleição dos corpos gerentes para o biénio de 2009/2010. A este propósito, a actual direcção lembra que os sócios que pretendam apresentar listas para os novos corpos gerentes da colectividade deverão entregá-las na secretaria até ao dia da assembleia.

Convite para o dia 24 de Maio

Almoço dos Amigos do CRG O tradicional almoço dos amigos do CRG será realizado no próximo dia 24 de Maio de 2009, domingo, no salão de festas da nossa associação. Para além do convívio que este dia geralmente propicia, também tem por objectivo a angariação de fundos para ajudar a superar as muitas dificuldades financeiras. Assim, iremos fazer entretanto alguns contactos junto da população para convidar todos a estarem presentes no almoço, para cimentar ainda mais a amizade que nos une em torno da nossa colectividade. A presença maciça demonstrará toda a pujança do CRG. Por tudo aquilo que fazemos, na área cultural, desportiva, recreativa e social, merecemos a vossa presença. Não se esqueça de que somos a grande alavanca do desenvolvimento da nossa freguesia. A vossa presença é importante, uma vez que demonstrará o apoio à nossa colectividade.

Centro Recreativo e Jornal da Golpilheira

Pagamento de quotas e assinaturas Lembramos a todos os sócios que poderão efectuar o pagamento das quotas no bar do Centro Recreativo, diariamente, entre as 07h30 e as 24h00 . O valor mensal é de 75 cêntimos, pouco mais do que uma “bica” por mês. São 9 euros por ano, não é um valor muito significativo, mas se deixar acumular vários anos, começa a parecer maior. Por isso, pedimos o pagamento atempado, para que com um pequeno grão de cada um juntemos um valor precioso para ajudar a pagar as muitas despesas diárias da nossa colectividade. Apelamos também ao aparecimento de novos associados, sobretudo entre os mais jovens, para que participem mais activamente na vida do CRG, como sócios de plenos direitos. Quanto às assinaturas do Jornal, estamos a fazer nesta altura a cobrança de quem não pagou ainda o ano de 2008. O valor é de 7 euros por ano (0,58 euros por mês) para Portugal, 10 euros para a Europa e 12 euros para o resto do mundo, o que dá praticamente para pagar o envio pelo correio. Não podemos ir pedir pessoalmente aos assinantes que moram fora da freguesia, pelo que pedimos que regularizem o pagamento no bar da colectividade ou enviando pelo correio. E não se esqueça de divulgar o seu jornal junto de amigos e conhecidos, ajudando-nos a aumentar o número de assinantes e a divulgar as boas notícias da nossa freguesia!

Já foi anunciado neste jornal que este ano de 2009 seria para a freguesia da Golpilheira um ano especial, com as efemérides da Junta de Freguesia, do Centro Recreativo e do Rancho Folclórico, para as quais não faltarão actividades celebrativas. Os 40 anos do Centro Recreativo da Golpilheira serão com certeza um marco a assinalar, senão vejamos quantas colectividades das redondezas se poderão vangloriar do mesmo. Mais jovem, mas ainda assim bastante activo, o rancho folclórico "As Lavadeiras do Vale do Lena". Inserido no contexto das festas dos 40 anos da "casa-mãe", este agrupamento celebra 20 anos de serviço local, sendo o grupo que mais longe e por mais vezes levou o nome Golpilheira consigo. Que saibamos dar o apoio merecido a este grupo de homens e mulheres amadores e que amam a sua freguesia. Dentro em breve, também serão dadas novidades sobre as celebrações oficiais dos 25 anos da criação da Freguesia da Golpilheira. Lembro que foi em Maio de 1984 que deu entrada na Assembleia da República o primeiro requerimento e Projecto de Lei para a criação de um conjunto de freguesias, incluindo a Golpilheira. Por isso, é legítimo que a população queira aproveitar este tempo para celebrar, com um conjunto de actividades diluídas em todo o ano de 2009. Deveremos inaugurar a nova sede da Junta de Freguesia em Junho. Estamos a preparar a publicação de um livro histórico sobre a freguesia. Criaremos um fórum de discussão para fazer o balanço destes 25 anos, no qual se pede a participação activa de todos, com o fim de prepararmos ideias para o que ainda falta fazer na freguesia, e como poderá ser feito. A participação neste fórum será não só um acto de cidadania como a melhor forma de fazer chegar todas as opiniões e sugestões às lideranças locais e regionais, para que as ideias não se percam em conversas de cafés ou adegas.

Medidas contra os incêndios Considerando a proximidade do Verão, é esperado mais uma vez um período de seca e de temperaturas altas, pelo que se aconselha a prudência essencial no tratamento dos terrenos não cultivados, nomeadamente os situados em perímetro urbano. É do conhecimento geral que a lei obriga a que se faça a desmatagem das áreas mais sensíveis, nomeadamente junto das habitações. Mas continuamos a verificar que grande parte dos proprietários faz "orelhas moucas" às instruções legislativas. É necessário que saibamos sensibilizar os nossos vizinhos, familiares e conterrâneos a manterem os terrenos limpos, sem mato ou silvas. Também deverão saber que a lei permite a qualquer pessoa manter a sua habitação livre de mato num raio de 50 metros, mesmo não sendo o proprietário dos terrenos a desmatar. Deverão por isso sensibilizar os vizinhos a fazê-lo ou recorrer ao Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal, para garantir esse direito. Também têm chegado à Junta de Freguesia algumas propostas, para que se tomem medidas preventivas. Pois aqui informo que não é competência da Junta de Freguesia realizar qualquer desmatagem em terrenos privados. No entanto, sempre que é sinalizado um ou outro caso mais grave, ele tem sido encaminhado por nós para os serviços do município em tempo útil, para que possa actuar a fiscalização. Carlos Santos, presidente do executivo


Jornal da Golpilheira

. destaque .

Abril de 2009

3

Limpeza das margens do Lena está a decorrer

Está a decorrer, desde o princípio deste mês, uma acção de limpeza no leito e margens do rio Lena, num troço que atravessa a nossa freguesia. Esta é uma intervenção de fundo, que surge sobretudo para “correcção dos estragos verificados com as cheias de Outubro de 2006”, como refere Carlos Santos, presidente da Junta de Freguesia, em declarações ao Jornal da Golpilheira. “Após varias tentativas, quer do Município da Batalha, quer da Junta da Golpilheira, e passados cerca de dois anos daquelas intempéries, a Autoridade Regional Hidrográfica respondeu ao nosso pedido”, afirmou. A limpeza, adjudicada à empresa Obras Hidráulicas e Construção (OHC), de Coimbra, contempla o desmatamento e a remoção de lixos, canas, salgueiros e outros inertes que se acumularam no leito e margens do rio, bem como a reconstrução de alguns taludes que se têm danificado com o tempo. O entulho recolhido será, posteriormente, triturado e transformado em biomassa, esclarecem os responsáveis da empresa. A acção decorrerá em duas fases, correspondendo aos actuais trabalhos um troço de cerca de 1,4

km, entre as pontes da Canoeira e de Casal de Mil Homens, com prolongamento para o limite da Mourã, num custo estimado acima dos 50 mil euros, que deverá ser concluída nas próximas semanas. Numa segunda fase, a mesma intervenção será feita entre a Canoeira e a Cova do Picoto, “um trabalho que ainda não está calendarizado, mas que esperamos ver realizado até ao final deste ano”, refere António Lucas, presidente da Câmara da Batalha. Só nessa altura poderemos ver toda a extensão dos cerca de três quilómetros do rio que atravessa a nossa freguesia completamente limpos. Certo é que a reconstrução dos taludes junto à Ponte de Almagra, na sustentação da estrada que segue a margem do Lena até ao limite com a Batalha, não irá esperar por esse prazo, fazendo parte já do caderno de encargos em curso. No acompanhamento deste trabalho, o presidente da Junta da Golpilheira refere ter constatado muita dificuldade em entrar nos terrenos confinantes com o rio e defende que “em colaboração com os proprietários, consigamos agora manter livre a faixa de circulação que foi aberta junto às margens,

de modo a que a manutenção da limpeza do rio possa ser feita de modo rápido e eficaz com as máquinas da autarquia”. Carlos Santos lembra, a este propósito, que “é muito importante esta limpeza para se evitarem cheias e entupimentos em épocas de chuva mais intensa” e que “de acordo com a Lei n.º 58 de 2009, os proprietários de terrenos confinantes com margens de linhas de água são obrigados a manter o seu bom estado de conservação, procedendo à sua regularização, limpeza e desobstrução, o que nem sempre se verifica”. Reconhecendo que a fiscalização a este nível é quase inexistente, o autarca defende a “consciencialização de cada um, já que não é possível voltarmos a ter os guarda-rios que noutros tempos garantiam outro aspecto e outra actividade ao nosso Lena”. O presidente da Golpilheira adianta ainda que esta será mais uma oportunidade para “tentarmos levar por diante o nosso projecto de elaborar um trajecto de percurso pedestre junto ao rio e de construirmos na zona da Canoeira um parque ambiental de lazer, também com uma vertente didáctica de temática ecológi-

LMF

O povo voltará a lavar no rio?

Trabalho no terreno

ca”. Segundo Carlos Santos, o projecto está em elaboração e “dependerá apenas da garantia de financiamento e da colaboração dos proprietários dos terrenos em causa”. O importante, para já, é que “sejamos todos a zelar pelo bem comum, a fim de voltarmos a ver o rio Lena como o víamos noutros tempos”, remata. Lembrando o famoso verso do fado de Amália, não será previsível que o povo volte a “lavar no rio”, pois os hábitos de lavagem das roupas mudaram... mas seria

importante que as águas que nele correm pudessem voltar a ser límpidas e transparentes, pelo menos, para o deleite do olhar e a fruição agradável do nosso ambiente natural. Sabemos que isso não depende apenas da limpeza, pois a eliminação da poluição e a garantia de espaços de lazer adequados serão essenciais para que as pessoas voltem a relacionar-se com o seu rio, mas este poderá ser um princípio... Luís Miguel Ferraz

Associação de Pais da Batalha promove

Alunos da região visitam o “seu” rio

Concurso “Mais Ambiente”

No âmbito da implementação do Plano de Educação Ambiental “Conhecer os nossos Rios”, a SIMLIS está a realizar algumas acções junto do público escolar da região. Neste contexto se inseriram as visitas de estudo à nascente do rio Lis, com os alunos do 1º Ciclo das escolas das Cortes e da Reixida, nos passados dias 16 e 26 de Março. Esta acção inclui “a observação das características da nascente, a identificação da fauna e da flora locais, a caracterização físico-química da água, bem como o levantamento do património cultural da nossa região” e visa “sensibilizar alunos e professores para a protecção dos recursos hídricos e para a necessidade, premente, de tratamento das águas residuais, que todos os dias fazemos, em resultados das nossas tarefas diárias”, afirmou ao Jornal da Golpilheira a orientadora desta acção, Sandra Vieira. Para os alunos dos 2º e 3º ciclos, o “Projecto Rios” propõe que

O concurso “Mais Ambiente” é uma iniciativa da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas do Concelho da Batalha, com a colaboração do Município e do Agrupamento de Escola do Concelho, realizada no âmbito do Projecto Agenda 21 Local e do Dia Mundial do Ambiente. Tem como objectivos “sensibilizar os alunos para a problemática da necessidade de protecção do meio ambiente, estimular a criatividade, aprofundar conhecimentos sobre a importância da reciclagem e da preservação dos recursos hídricos, incentivar a leitura e a escrita e ainda desenvolver o sentido ético e estético das crianças”. A iniciativa é dirigida às turmas do ensino pré-escolar, 1º e 2º Ciclos do Ensino Básico deste Agrupamento, envolvendo os alunos com idades compreendidas entre os 3 e os 14 anos, que trabalharão em

LMF

SIMLIS promove educação ambiental

Visita à nascente do Lis

cada turma “adopte” um troço do rio que passe nas proximidades da escola, cuidando depois da sua monitorização, limpeza e acompanhamento ambiental. Aos mais novos, para os quais esta proposta poderá ser demasiado complicada, oferece-se “a possibilidade de conheceram melhor a fauna, flora e características dos cursos de água que existem na sua região, sensibilizando-os para a necessidade de os cuidarem e protegerem”, refere

Sandra Vieira. Nesse sentido, a SIMLIS está a aceitar inscrições das escolas que desejem realizar uma destas acções, podendo os contactos ser efectuados pelo telefone 244849100 ou no sítio www.simlis.pt. Tal como referimos na nossa última edição, no caderno “A Árvore a Água”, esperamos que esta acção seja também desenvolvida entretanto pelas escolas da Golpilheira, no rio Lena. LMF

grupo, com a coordenação do professor. “Tempo de Reciclar, toca a Trabalhar” será o tema dos trabalhos a realizar pelos alunos do ensino pré-escolar e 1º e 2º ano do 1º ciclo do ensino básico e desenvolvem-se ao nível do desenho ou colagens. Já os alunos do 3º ao 6º ano do ensino básico deverão redigir um texto em prosa ou poesia inéditos, ou ainda produzir um trabalho multimédia, subordinados ao tema “Proteger os Rios, defender a Vida”. Os melhores trabalhos por turma e nível de ensino serão premiados com uma visita de estudo ao Oceanário de Lisboa. A divulgação dos prémios será tornada pública no dia 5 de Junho do corrente ano e divulgada em sessão solene, durante a celebração do Dia Mundial do Ambiente, na praça Mouzinho de Albuquerque, na vila da Batalha, onde estarão expostos todos os trabalhos participantes.


. sociedade .

Jornal da Golpilheira Abril de 2009

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Concelho da Batalha vai celebrar, no próximo dia 19 de Abril, o seu 31.º aniversário. O programa é o seguinte: 08h30 – Alvorada. 09h00 – Hastear das bandeiras no quartel 09h30 – Romagem ao cemitério da Batalha 10h30 – Recepção às entidades oficiais, junto à estátua do Condestável 11h00 – Missa por alma dos bombeiros falecidos, no Mosteiro 12h00 – Bênção de viaturas 12h30 – Desfile da corporação 15h30 – Inauguração da “Loja Social”.

DR

No dia 2 de Maio, pelas 21h30, terá lugar no quartel dos Bombeiros Voluntários, o 3.º Festival de Acordeão organizado pela instituição. Esta edição irá contar com a presença de conceituados executantes deste popular instrumento musical, entre os quais Eugénia Lima, José Cláudio, Andreia Sofia, Cátia Maria, Maria Adélia, Catarina Brilha, Tino Costa e Vergílio Pereira. A apresentação do espectáculo estará a cargo de Sandra Alves Martins.

Escola Secundária da Batalha promove

Corrida Solidária por Timor Vai realizar-se, no próximo dia 22 de Abril, pelas 12h00, a 3.ª Corrida Solidária da Escola Secundária da Batalha, por iniciativa do Clube de Saúde desta escola, com o apoio da Câmara Municipal e da GNR. Trata-se de uma actividade aberta à participação da comunidade educativa – alunos, professores, funcionários, pais e outros, cujo objectivo é correr, ou simplesmente caminhar, para a promoção da saúde e, ao mesmo tempo, da solidariedade com as crianças de Timor Leste e também dos alunos mais carenciados da escola. A organização pede aos interessados em participar que usem uma camisola branca e que colaborem com o donativo que lhes for possível. “Vivamos, desta forma, todos juntos e com alegria, este momento de saúde e de solidariedade; não vai custar nada! Promoveremos o nosso bem-estar e o dos outros!”, é o convite da Equipa de Educação para a Saúde da ESB.

Golpilheira recebe 26.500 euros Decorreu no passado dia 20 de Março, na Câmara Municipal da Batalha, a assinatura dos protocolos referentes aos apoios da autarquia às diversas associações do Concelho. A sessão foi presidida por António Lucas e Carlos Henriques, presidente e vice-presidente do executivo, respectivamente. Congratulando-se pela presença e dinamismo das “forças vivas do concelho”, o presidente informou que iam ser assinados 22 protocolos, que representavam um esforço financeiro na ordem dos 134 mil euros, a somar aos cerca de 150 mil euros já atribuídos às actividades desportivas. Embora reconhecendo que “é pouco para as necessidades de cada associação”, o autarca referiu que “este investimento é bastante difícil, dada a actual conjuntura, sobretudo porque tencionamos pagá-lo a tempo e horas”. Deste pacote, correspondem 26.500 euros para projectos a realizar na Golpilheira, pelo Centro Recreativo e pelas duas comissões das igrejas da freguesia (ver ao lado). A este propósito, António Lucas lembrou a importância de “todas as despesas serem suportadas por documentos legais”, para a total transparência dos processos e se evitarem problemas no caso de inspecções do IGAL, nem para as associações nem para o Município. “Na atribuição de dinheiros públicos, a responsabilidade reparte-se

por quem os atribui e por quem os recebe, pelo que a transparência documental é essencial para estarmos todos de consciência tranquila”, alertou. O presidente aproveitou ainda a ocasião para anunciar a proximidade da assinatura de um protocolo com a Comissão Nacional do Voluntariado, visando a criação de um Banco Local de Voluntariado, que permitirá desenvolver diversas actividades em colaboração com as associações concelhias, e garantir alguns benefícios, como a criação de um seguro para quem presta este serviço voluntário. Informou também sobre o decorrer das obras do campo de futebol de piso sintético, ligeiramente atrasado devido ao mau tempo, mas em bom andamento. Quanto aos balneários, ainda não se iniciaram “devido às dificuldades na aprovação pelo IGESPAR”, mas cujo concurso deverá ser lançado em breve. A terminar, António Lucas agradeceu o serviço público prestado pelas várias colectividades e comissões ali presentes, frisando a total disponibilidade dos serviços da autarquia para continuar a colaborar nas suas iniciativas sociais, culturais e recreativas. Aconselhou os responsáveis a “colocarem as mãos à obra e executarem os projectos de acordo com as candidaturas, para receberem o respectivo apoio municipal com celeridade”. Manuel Carreira Rito

DR

Bombeiros celebram 31 anos

Protocolos entre a Câmara Municipal e as associações

Centro Recreativo da Golpilheira

• Remodelação de salas da sede – 2.500 € • Acessibilidades ao edifício sede – 7.500 € • Deslocação do rancho folclórico a Espanha – 3.000 € • XX Festival de Folclore – 1.000 € • 16ª Semana Cultural do CRG – 1.500 €

MCR

Aniversário e Festival de Acordeão

Comissão da Capela da Golpilheira

• Arranjos exteriores do salão de festas – 1.500 € • Pintura exterior da igreja e aquecedores para a igreja velha – 4.500 €

MCR

4

Comissão da Capela de São Bento

• Melhoramentos no salão de festas (tecto falso) – 3.500 € • Construção de arrecadação subterrânea – 1.500 €

pub

HÁ 12 ANOS NA BATALHA A CUIDAR DA SUA SEGURANÇA

Célula B • Lt 3 • 2440-122 Batalha Tel. 244 765 451 • Fax 244 765 558 • Tlm. 918 703 006

Edifício Arcadas - Piso 0 - Loja 1 Av. Marquês de Pombal - 2440 Leiria

Telefone 244 815 818


Jornal da Golpilheira

. sociedade .

Abril de 2009

5

Mais de 250 pessoas participaram

LMF

O Conselho Económico Paroquial

Jovens ao trabalho da cozinha

Realizou-se, no passado dia 5 de Abril, um almoço de confraternização organizado pela Comissão da Igreja de S. Bento, que registou a adesão de cerca de mais de 250 pessoas. O salão encheu por completo para esta acção de convívio, que serviu também para angariação de fundos para as obras de melhoria e manutenção do adro daquela igreja da nossa freguesia. Segundo Cesário Santos, membro da comissão organizadora, “a resposta à nossa proposta foi muito boa e é com muita alegria que acolhemos todos estes amigos, em saudável con-

fraternização e por uma boa causa, como é a preservação do património religioso da nossa terra”. Também o pároco da Batalha, padre José Ferreira, marcou presença com o grupo do Conselho Económico Paroquial, que nesse dia tomou posse. Salientando a importância destes momentos de convívio “para cimentar as relações de amizade na comunidade”, o pároco deu os parabéns aos organizadores e agradeceu a todos os que ali se reuniram. A iniciativa contou ainda com a colaboração da Junta de Freguesia, cujo presidente, Carlos Santos, não deixou de louvar este tipo de eventos “que juntam as pessoas por uma causa comum”. No final, um organista convidado continuou a animar a tarde, proporcionando a oportunidade de um “pé de dança” aos mais adeptos do bailarico. Luís Miguel Ferraz

Festa no salão do CRG

Alunos da Golpilheira foram à “magia”

Alunos também “magicaram”

de magia, no dia 27 de Março, no salão de festas do Centro Recreativo. Estiveram presentes os alunos destes dois estabelecimen-

tos de ensino, bem como os professores, auxiliares e alguns pais. Foram momentos de boa disposição, em que participaram também

MCR

MCR

Promovido pela Comissão de Pais da Escola do Ensino Básico e Jardimde-Infância da Golpilheira, realizou-se um espectáculo

alguns alunos, que muito se divertiram. No final, houve um lanche partilhado entre todos os presentes. MCR

Plateia divertida

LMF

À espera da “Carne à S. Bento”

LMF

LMF

Almoço cheio no salão de S. Bento

Celebração no Mosteiro

Fernanda Monteiro e Mário Costa

50 anos de casamento! Os noivos Fernanda Monteiro e Mário Costa celebraram o seu casamento no altar do Mosteiro de Santa Maria da Vitória, no dia 12 de Abril de 1959. Cinquenta anos depois, quiseram reunir os familiares e amigos para assinalar esse já longo percurso de vida em comum, numa Missa celebrada no mesmo local, às 10h00, e num almoço de convívio. Como coincidiu com o Domingo de Páscoa, a missa foi solene como mereciam, pois sempre este casal participou activamente, durante todos estes anos, na animação litúrgica das celebrações, tanto na comunidade da Golpilheira, como na sede da paróquia da Batalha. Esse reconhecimento foi prestado pelo pároco, no final da celebração, com especial destaque para o papel que Mário Costa sempre desempenhou como ensaiador e maestro do grupo coral do Mosteiro e de vários outros coros, tanto na paróquia como fora dela. Também um representante do grupo coral agradeceu publicamente esse trabalho do “senhor Mário”, como é mais conhecido, “prestado desde há 54 anos, sempre com uma grande entrega e muito amor à música e à comunidade, tantas vezes em prejuízo da sua vida particular e familiar”. Comovido, o “noivo” de há 50 anos agradeceu essa pequena homenagem e referiu que sempre desempenhou a sua tarefa na Igreja “com toda a alegria e sem esperar nada em troca, procurando sempre estar actualizado e fazendo o melhor que sabia e podia”. Uma grande salva de palmas ecoou no Mosteiro, em sinal de agradecimento ao “maestro” e de parabéns ao casal pelas bodas de ouro do seu casamento, uma data que cada vez menos casais conseguem chegar a celebrar. A festa continuou no restaurante “A Aldeia de S. Antão”, onde mais de cem convidados fizeram companhia aos aniversariantes e aos seus familiares mais próximos, os filhos Mário e Isabel e a neta Beatriz. Foi um lauto almoço, onde não faltou o bolo do cinquentenário e o champanhe para o brinde, a acompanhar a oferta de numerosas prendas aos “noivos”. O Jornal da Golpilheira associa-se também a esta festa, com um voto de parabéns ao casal, extensivo a todos os familiares e amigos, que desfrutaram da sua amizade ao longo destes 50 anos de vida em comunhão. LMF pub

Comércio de Mobiliário e Carpintaria Tel./Fax: 244 768 353 Telm.: 918 700 998

Estrada dos Forneiros, 4 • Rebolaria • 2440-075 BATALHA

de Franclim Sousa

Aberto das 9h00 às 13h00 e das 15h00 às 19h30 Telefone 244 768 256 | Telemóvel 917 861 577


6

. sociedade .

Jornal da Golpilheira Abril de 2009

Banco de Voluntariado da Batalha O projecto do Banco Local de Voluntariado da Batalha foi apresentado oficialmente, no passado dia 14 de Abril, numa sessão em que foi assinado o protocolo de cooperação entre a Câmara Municipal e a presidente do Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado, Elza Chambel. Esta plataforma de voluntários será gerida pela autarquia, em colaboração com uma rede de instituições sociais e culturais, e visa “promover o encontro entre a oferta e a procura de voluntariado, fazendo a ligação entre os voluntários e as entidades promotoras, e sensibilizar os cidadãos e as organizações para esta partilha de solidariedade”. Sabendo que o voluntariado se traduz num “serviço de cidadania em relação solidária com o próximo, realizado de forma livre e organizada na solução de problemas que afectam a sociedade em geral”, a sua prática pode desenvolver-se em domínios tão diversos como: acção social, saúde, educação, ciência e cultura, defesa do património e do ambiente, defesa do consumidor, emprego e formação profissional, reinserção profissional e social, protecção civil, desenvolvimento da vida associativa, etc. “É especialmente em tempo de crise que se sente com mais intensidade a imperiosa necessidade de sermos solidários”, refere uma nota do Gabinete de Desenvolvimento Social do Município, apontando esta iniciativa como “uma forma de o fazer que custa pouco e dá muito prazer, o prazer de ajudar os outros através da cedência de um pouco do nosso tempo”. No folheto promocional, António Lucas, presidente da autarquia, desafia os cidadãos a colaborar e lembra que “ao ajudar de forma desinteressada os outros, em acções de índole social e comunitária, está a contribuir para o desenvolvimento sustentável da sociedade em que vivemos, construindo um Concelho, uma Região e um País mais solidário”. Todos os interessados em partilhar o seu tempo e aptidões neste banco local de voluntariado, desde que tenham mais de 18 anos, poderão solicitar mais informações e inscrever-se junto da Câmara Municipal.

Câmara e farmácias unem esforços pelos mais carenciados

Apoio aos medicamentos para idosos O Programa de Comparticipação de Medicamentos do Município da Batalha foi formalmente apresentado, no passado dia 6 de Abril, numa sessão em que foram assinados os protocolos de colaboração com as três farmácias do concelho: Ferraz, Moreira Padrão e Silva Fernandes. Trata-se de uma das medidas anti-crise anunciadas pela autarquia, incluída no Plano de Acção da Rede Social para 2009, que irá apoiar até 50%, na parte não comparticipada pelo Serviço Nacional de Saúde, a aquisição de medicamentos para pensionistas com mais de 65 anos ou por invalidez, cujo rendimento individual seja inferior a 70% da Remuneração Mínima Mensal. Segundo António Lucas, presidente da edilidade, “para o ano de 2009, o limite de comparticipação por beneficiário é de 100 euros, estimando um investimento global de cerca de 100 mil euros, mas este valor poderá ser revisto anualmente, conforme a experiência do projecto”. Na prática, os beneficiários receberão um cartão que deverão apresentar em qualquer uma das farmácias aderentes, sendolhes imediatamente feito o desconto. Posteriormente, as farmácias enviarão ao

LMF

Com o lema “Ajudar não custa nada”

Momento da assinatura dos protocolos

município a relação dos valores atribuídos e receberão o devido pagamento da autarquia. “Dado o momento complicado que estamos a viver, o executivo considerou ser preferível esta ajuda concreta pela saúde da população mais carenciada, ainda que tenhamos de abdicar de fazer mais uma estrada ou outra obra que não seja tão prioritária”, concluiu António Lucas, salientando a boa colaboração das três farmácias concelhias para a viabilidade deste projecto. Os representantes das farmácias foram unânimes em considerar a pertinência desta decisão e a total disponibilidade para a sua concretização. Joaquim Ferraz, Margarida Freitas e Filipa Fernandes afirmaram que “sempre se verificou a dificuldade de muitas pessoas em adquirir a totalidade

dos medicamentos que lhes são receitados e dos quais depende a sua qualidade de vida, mas essas situações têm-se agravado nos últimos tempos”. Os farmacêuticos referiram mesmo que têm assumido já uma postura solidária em muitos casos, mediante a facilitação de medicamentos a crédito, “mas esta iniciativa da autarquia vai permitir que esse apoio seja melhorado, para benefício da população em situação de maior carência económica”. A este propósito, o presidente da autarquia aproveitou ainda para lembrar o esforço feito recentemente pelo Município, em colaboração com as mesmas farmácias, para a implementação de um programa de recolha e entrega aos mais carenciados de medicamentos não usados e ainda no prazo, que foi

cancelado por imposição do Infarmed. “O mais difícil, que era conseguir a adesão das farmácias, pois representava mais trabalho e menos vendas de medicamentos novos, revelou-se o mais fácil”, afirmou António Lucas, lamentando a “posição fundamentalista e sem sentido do Infarmed” que vetou o programa. Quanto à medida agora apresentada, os interessados poderão candidatar-se na Câmara Municipal ou nas respectivas Juntas de Freguesia, devendo apresentar o bilhete de identidade, o cartão de utente do SNS e o cartão de contribuinte, bem como alguns documentos comprovativos do valor da pensão e de outros rendimentos e de despesas mensais fixas. Luís Miguel Ferraz

Governo Civil lança alerta também na Batalha

LMF

Campanha “Distracções provocam atropelamentos”

A escultura da Batalha

No ano de 2008 registaram-se 34 atropelamentos no distrito de Leiria, dos quais resultaram 12 mortos e 25 feridos graves. Nos últimos 4 anos, foram 45 as pessoas que morreram nas estradas do território distrital, essencialmente devido à falta de passadeiras ou à sua não utilização pelos peões, ao excesso de velocidade e à distracção dos condutores e peões. De entre os sinistrados, identificam-se dois grupos de maior risco: as pessoas

com mais de 60 anos e as crianças e jovens, sendo as zonas dentro das localidades as mais perigosas. Tendo em conta esta realidade, o Governo Civil de Leiria decidiu continuar a campanha de sensibilização rodoviária iniciada no ano passado, desta vez com o lema “Distracções provocam Atropelamentos”. Contando com o apoio das câmaras municipais de todo o distrito, serão instalados 17 painéis em PVC com cerca de 3 metros de altu-

ra, representando figuras humanas junto a passadeiras das ruas e avenidas urbanas mais movimentadas. Estas esculturas foram criadas e preparadas por reclusos do Estabelecimento Prisional Central Especial de Leiria, devidamente acompanhados por técnicos do IPJ de Leiria, e serão instaladas uma em cada concelho. No caso da Batalha, a figura foi instalada junto ao Pavilhão Multiusos, no passado dia 1 de Abril.


Jornal da Golpilheira

. sociedade .

Abril de 2009

7

Homenagem a D. João I nos 50 anos de entrada na Escola Naval

Militares da Armada oferecem monumento naval à vila heróica

MCR

18 Abril: Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

“Património e Ciência” no Mosteiro

O grupo organizador

a sua afirmação pública se torna importante”. Daí a decisão deste grupo de oferecer à vila heróica um monumento que assinalasse a data com uma clara ligação à imagem da Marinha, concretamente, através da âncora de uma corveta recentemente desactivada, da base naval do Alfeite. “É uma peça artística de vulto, correspondendo à divisa da Escola, «Aprender a fazer bem», que esperamos seja bem recebida e cuidada pela população”, referiu Martins Guerreiro. Esta efeméride será ainda assinalada pelo grupo com uma visita à Escola Naval e a edição de um livro comemorativo, com um resumo das histórias e missões dos membros deste curso. Quanto à possibilidade de voltarem à Batalha

A placa evocativa

em futuros aniversários, os militares organizadores referiram que se procura variar o tipo de iniciativas, “tendo a deste ano um especial significado pelos 50 anos, com a romagem à capela tumular do patrono”, pelo que será

de prever um regresso, “nem que seja para verificar se o monumento que aqui deixamos foi devidamente apreciado e cuidado pela população da Batalha”. Luís Miguel Ferraz

O monumento

Meios insuficientes À margem da cerimónia, o almirante Martins Guerreiro salientou a importância da “lição de D. João I em fazer grandes coisas com poucos meios, provando que o povo, quando é bem chefiado, pode alcançar grandes objectivos”, afirmando que “os meios actualmente existentes são insuficientes para cumprir integralmente a missão da Marinha, mas aprendemos que os meios materiais não são tudo e o mais importante são os homens”. Ainda assim, reconheceu a importância de um maior investimento no equipamento naval, sendo fundamental nesse sentido a nova geração de navios de patrulha já em construção. “Poderiam ser vinte ou trinta, mas se nos derem dez já poderemos dizer que são suficientes”, concluiu o almirante. pub

R. Leiria, 73 - Cividade 2440-231 GOLPILHEIRA Tel/Fax 244767839 Tlm. 919640326 reciklena@iol.pt

Joaquim Vieira Reciclagem e comercialização de consumíveis informáticos

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi criado pelo ICOMOS (Conselho Internacional de Monumentos e Sítios) em 18 de Abril de 1982 e aprovado pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação) no ano seguinte. A partir de então, esta data comemorativa tem vindo a oferecer a oportunidade de aumentar a consciência pública relativamente à diversidade do património e aos esforços necessários para o proteger e conservar, permitindo, ainda, alertar para a sua vulnerabilidade. Os temas anualmente sugeridos pelo ICOMOS pretendem promover o estabelecimento de uma ligação efectiva entre as realidades locais, regionais, nacionais e internacionais. Este ano, em complemento à declaração de 2009 como Ano Internacional da Astronomia, o tema escolhido foi “Património e Ciência”, com o objectivo de proporcionar uma oportunidade de reflexão e de reconhecimento do papel da ciência (e tecnologia) no património cultural, e, ainda, de incentivar a discussão sobre os potenciais benefícios e ameaças da ciência no futuro quanto à salvaguarda do património. Esta relação da ciência com o património pode ser dupla: por um lado, o papel da ciência na criação do património; por outro, o seu contributo para a conservação, o estudo e, até, a compreensão do património. Na nossa região, haverá diversas iniciativas associadas à efeméride, das quais destacamos as que normalmente animam o Mosteiro da Batalha por estes dias: Dia 18

LMF

LMF

A vila da Batalha foi o local escolhido por um grupo de militares da Armada para comemorarem os 50 anos da sua entrada para a Escola Naval, no passado dia 5 de Abril. A opção prendeu-se com o facto de D. João I ser o patrono do curso, pelo que a homenagem a este monarca foi o acto solene que marcou o início da efeméride, pelas 10h00, com a deposição de coroas de flores nos túmulos do fundador e de seu filho D. Henrique. Seguiu-se uma formatura da secção de fuzileiros e actuação de clarins, acompanhando as diversas intervenções relativas à figura de D. João I e às memórias dos alunos deste curso. Dos 62 elementos que ingressaram nesta turma em 1959, foram cerca de duas dezenas os que marcaram presença neste encontro, segundo referiu o almirante Manuel Martins Guerreiro, chefe do Curso de Oficiais da Armada, “pois alguns já faleceram, outros não puderam comparecer e outros houve que seguiram posteriormente carreiras diversas, já não na Escola Naval”. Nas palavras deste militar, “a Marinha é um dos elementos significativos da afirmação da identidade nacional e garante da soberania do País, pelo que

09h00 às 13h00 – Cerimónias do “Dia do Combatente” – 91º aniversário da Batalha de La Lys – 73ª Romagem ao Túmulo do Soldado Desconhecido. 14h00 às 17h00 – “A Ciência ao Serviço da Conservação dos Vitrais antigos da Batalha” – 3 visitas à oficina de vitrais do Mosteiro, com a duração de cerca de uma hora, acompanhadas de demonstração prática e de uma actividade para os mais pequenos e respectivos acompanhantes mais crescidos, pais e outros. 15h30 – “A Evolução das abóbadas no Mosteiro da Batalha” – Visita temática que visa proporcionar uma oportunidade de reflexão e compreensão da evolução arquitectónica do edifício, bem como das suas técnicas construtivas. 21h00 – “Os números na Arquitectura” – Oficina de História de Arte, com exemplos do Mosteiro, oferecida pela arquitecta Helena Romero.

Dias 26 de Abril e 26 de Julho

10h00 às 13h00 – “Conhecer o Mosteiro em Família” – Jogo de pistas e de descoberta do mosteiro, organização conjunta do IMC e do IGESPAR dirigidas a famílias com crianças entre 7 e 12 anos.

Também a propósito desta efeméride, o Turismo de Leiria-Fátima anunciou a edição de um postal promocional do Património, cuja imagem é precisamente de um interior do nosso Mosteiro (imagem acima neste texto). Simultaneamente, um outro postal será dedicado ao “sol e mar”, pretendendo promover as nossas praias no mercado turístico nacional. Ambos os potais serão para distribuição gratuita aos turistas e visitantes em geral. LMF


. sociedade . política .

União Cultural e Recreativa de Santo Antão

UCRSA reabre ao fim de 3 anos Foi com grande satisfação que tomámos conhecimento que foi eleita recentemente uma direcção para reabrir e dirigir esta colectividade nossa vizinha. Depois de mais de três anos encerrada, está prestes a reabrir. É muito bom que isto aconteça. S. Antão e Faniqueira têm muitos moradores, incluindo crianças e jovens, sem esquecer os mais idosos. Esta associação pode ter um papel importante no seu desenvolvimento cultural, desportivo e recreativo. Haverá pessoas capazes de não deixar cair mais nenhuma vez a sua associação. Acreditem nos jovens, responsabilizem-nos e verão o que são capazes de fazer. Em conversa com o novo presidente da direcção, Carlos Moreira, soubemos que é sua intenção reabrir a colectividade no princípio de Maio. Neste momento, estão a executar algumas obras de beneficiação e várias limpezas. Lançamos aqui um pequeno alerta: não é apenas obrigação da direcção manter e continuar com a associação aberta… esta estende-se a todos os seus associados em particular e à população em geral. MCR Assembleia Geral Presidente - André Costa Vice-Presidente - Jorge Ribeiro 1º. Secretário - André Jorge 2º. Secretário - Sérgio Silva Direcção Presidente - Carlos Moreira Secretária - Ivone Neves Tesoureiro - David Leal 1º. Vogal - Patrícia Monteiro 2º. Vogal - António Carvalho 3º. Vogal - Pedro Leandro 4º. Vogal - Paulo Gomes Conselho Fiscal Presidente - João Nuno Novo Vice-Pres. - Maria João Monteiro Sec. Redactor - Diamantino Leal pub

Jornal da Golpilheira Abril de 2009

Entrevista | PSD é o primeiro partido a definir candidato à Câmara

António Lucas concorre ao quarto mandato O actual presidente da Câmara da Batalha, António Lucas, é o primeiro candidato a apresentar-se para a corrida às próximas eleições autárquicas. A decisão foi tomada no passado dia 27 de Março, numa reunião com a Concelhia do Partido Social Democrata, alargada à participação dos eleitos locais por esta força política. Na ocasião, o autarca colocou as condições para nova candidatura como independente nas listas do PSD e auscultou a posição dos presentes, que votaram por maioria a sua recandidatura, apenas com uma abstenção. Os restantes partidos que deverão concorrer a estas eleições ainda não definiram os nomes que encabeçarão as respectivas listas. Também em relação à Junta de Freguesia da Golpilheira, ainda não foram anunciadas candidaturas, mantendo-se a expectativa quando aos candidatos que serão apresentados. Assim, sendo ainda o único candidato já definido, António Lucas não apresentou ainda um programa definido nem os nomes que escolherá para as listas das diversas equipas, mas assume que esta é uma aposta na continuidade do trabalho que tem desenvolvido nos últimos três mandatos. Numa entrevista exclusiva ao Jornal da Golpilheira, afirma que a sua decisão poderia ser outra, caso avançasse alguém que garantisse essa continuidade com credibilidade, mas que está preparado para levar por diante os projectos actualmente em curso e que considera vitais para o desenvolvimento do conce-

LMF

8

lho. Um deles, que destaca como especial ênfase, é o das Termas das Salgadas. Entrevista de Luís Miguel Ferraz Afirmou recentemente que uma recandidatura à Câmara da Batalha iria depender da “conjuntura do momento”. Como analisa a situação actual no concelho da Batalha e quais os motivos que mais pesaram na sua decisão? O concelho infelizmente não foge à regra e existem segmentos da população que estão a sofrer fortemente com a conjuntura negativa. No entanto, temos vindo a tomar medidas, que contribuirão para atenuar os efeitos negativos da crise e temos esperança que os efeitos resultem, ou seja, que não se complique demasiado a vida aos batalhenses. O motivo principal deveu-se principal e exclusivamente ao facto de não ter aparecido nenhuma intenção de candidatura na área politica do centro. Deixei claro que, se surgisse uma candidatura credível e que conseguisse congregar

à sua volta pessoas filiadas e independentes, eu não me recandidataria. A esta posição está intimamente ligada uma ideia que passa pela manutenção de uma autarquia credível, financeiramente equilibrada e com capacidade de execução de uma série de projectos, que finalmente com o início de funcionamento do QREN, estão prontos a ser executados. Nos últimos tempos surgiram na comunicação social alguns ecos de diferendos com a estrutura local do PSD e que só aceitaria ser candidato independente nas listas deste partido mediante a garantia de algumas condições. Quais foram as razões para este “aviso” e que condições foram acordadas para viabilizar a sua candidatura? Os diferendos aconteceram com algumas (poucas) pessoas dessa estrutura. As pessoas têm de perceber que os partidos são veículos da democracia e devem ajudar os eleitos nas suas listas a fazerem o melhor pelos seus concelhos. Infelizmente, nem

sempre assim acontece. Em reunião recente com o presidente da Concelhia, ficaram esclarecidos os pontos de alguma fricção e entendemos colocar uma pedra sobre o assunto. As condições são as mesmas de sempre: as pessoas que irão trabalhar comigo (se formos eleitos) serão filiados no PSD e independentes, da minha confiança e dos restantes membros das listas. E têm de ter apenas um objectivo: fazer o melhor que saibam e possam em prol do desenvolvimento do concelho. A partir do momento em que aconteça a eleição, têm d esquecer as cores de camisolas partidárias e pensar apenas no concelho e na sua população. Pode adiantar já algumas ideias quanto às pessoas que irá escolher para as equipas da Vereação, Assembleia Municipal e Juntas de Freguesia? Ainda não pensei nessa matéria, mas posso adiantar que diversas pessoas que fazem parte das actuais equipas já deram provas e têm condições para continuar, se assim o entenderem. No caso concreto da Golpilheira, como analisa o actual momento desta Junta e como desejará ver a sua continuidade? Eu já referi que os quatro presidentes de Junta têm feito bom trabalho e merecem a minha confiança. Voltando ao Município, após os últimos três mandatos, sente que ainda tem o apoio da população e a motivação para continuar a oferecer “novidade” neste trabalho? Quanto ao apoio, se

não o sentisse, nunca me candidataria. Muita gente me incentivou, ao longo dos últimos meses, para me recandidatar. Que fique claro que não estou minimamente apegado ao lugar e, tal como disse antes, se tivesse aparecido uma candidatura credível, seria o primeiro a apoiar e partiria de consciência tranquila para a minha vida profissional privada. A novidade aparecerá sempre que consigamos rodear-nos de boas equipas. Uma já existe, que são os colaboradores do Município, a outra criarse-á, convidando gente dinâmica e empenhada para as diversas equipas da Câmara, Assembleia Municipal e Juntas de Freguesia. Como prevê que será este quarto confronto eleitoral na Batalha, tendo em conta as experiências passadas e o que espera vir a ser apresentado pelas candidaturas de outras forças políticas concelhias? Espero que seja, como os anteriores, um combate político franco e leal e estou convicto de que é isso que acontecerá. Espero que apresentem boas ideias para o concelho. Caso seja eleito, qual o projecto que desejaria ver concluído neste último mandato como imagem de marca da sua passagem pelo executivo e que pudesse considerar como “chave de ouro” do seu exercício? O projecto das Termas das Salgadas. Essencialmente pelo impacto que terá ao nível do emprego e do turismo residente, com efeitos muito fortes na economia local.


Jornal da Golpilheira

. sociedade . cultura .

Abril de 2009

II Fim-de-Semana da Juventude da Batalha

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor

Actividades na Biblioteca da Batalha

Rita Redshoes encabeça cartaz recheado de adrenalina gratuita. Mas a animação musical não se ficará por aí, dada a oferta variada de espectáculos de ginástica e dança, demonstrações de modalidades gímnicas e de hip-hop. Também prometedora, para os amantes dos sons electrónicos, será a noite de 25 de Abril, com a presença do DJ oficial da rádio 94FM, “Mister M”. Segundo Carlos Henriques, vereador da autarquia, esta iniciativa pretende “assinalar a mensagem de Abril junto dos jovens, mas também levar até eles a possibilidade de organizarem os seus próprios eventos, fomentando o gosto pelo associativismo juvenil”. Nessa linha, pretendendo evidenciar o carácter educativo e pedagógico desta organização, serão disponibilizados no pavilhão diversos espaços de informação juvenil, em áreas como o ambiente, a toxicodependência e o desporto. Resta referir que todos,

A comemoração do Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, a 23 de Abril, servirá de base para diversas actividades que decorrerão entre 23 e 28 de Abril. O horário da Biblioteca será alargado até às 22 horas, com múltiplas sessões de “A Hora do Conto”. No mesmo contexto, a Biblioteca acolherá uma exposição de Banda Desenhada da autoria de André Carrilho, um dos nomes de vulto da banda desenhada nacional com exposições já realizadas em Espanha, França, Brasil e Estados Unidos. Recebeu em 2002 o “Gold Award for Illustrator’s Portfolio” da Society for News Design.

II Feira do Mundo Rural e Encontro da Pedra

Certame junta na Batalha a cantaria e os produtos típicos da região

DR

Muita animação, propostas radicais e diversas competições desportivas é o que promete a segunda edição do Fim-de-Semana da Juventude da Batalha, uma iniciativa municipal que no ano passado se apresentou com bastante sucesso junto dos jovens e outros adeptos da adrenalina. O centro das actividades será o pavilhão multiusos da vila, mas as propostas de actividades irão estenderse a toda a zona desportiva circundante, num recheado programa preparado para os dias 24, 25 e 26 de Abril. Desde um torneio de futebol 5 ao paintball, air bungee, slide, escalada, BTT, carros de rolamentos e passeios de gaivota, não faltarão possibilidades de escolha. O grande destaque deste II Fim-de-Semana da Juventude da Batalha será, com certeza, a promessa de um magnífico concerto da artista Rita RedShoes, a realizar no dia 24, sextafeira, às 22h00, com entrada

jovens e menos jovens, estão convidados a vir desfrutar das propostas gratuitas desta iniciativa, organizada pela autarquia da Batalha e

o Conselho Municipal da Juventude, com o apoio das associações de estudantes dos estabelecimentos de ensino.

Festa dos Livros em Saldo na Batalha comércio local e oferecer às livrarias uma oportunidade de aumentarem as suas vendas e libertarem stocks, numa altura em que a crise económica leva as pessoas a cortarem nas despesas com artigos da cultura”, refere o vereador da Cultura da autarquia, Carlos Henriques. Assim, não sendo ainda Feira do Livro, que se realizará em Junho, constituirá

Vai decorrer, de 14 a 17 de Maio, junto ao Mosteiro de Santa Maria da Vitória, a II Feira do Mundo Rural da Batalha, uma iniciativa que pretende “dar a conhecer e valorizar os produtos de qualidade existentes na região da Alta Estremadura”. Mel, azeite, produtos biológicos, flores e doçaria são alguns dos produtos à disposição do público, num certame que contará também com diversos apontamentos de animação de rua. Em complemento, nos mesmos dias, a praça Mouzinho de Albuquerque recebe o V Encontro da Pedra, evento organizado pela Escola de Artes e Ofícios Tradicionais da Batalha, que apresenta anualmente as principais novidades e correntes artísticas da cantaria, bem como alguns dos mestres canteiros mais conceituados do País, que trabalharão ao vivo no local.

Exposição na Batalha

“Máscara Ibérica”

Três livrarias colaboram na iniciativa A vila da Batalha vai acolher, no fim-de-semana de 18 e 19 de Abril, a I Festa do Livro em Saldo. Contando com a participação de três livrarias, o evento pretende proporcionar ao público a possibilidade de adquirir publicações recentes ou antigas, com descontos que podem ir até aos 50%. Ao mesmo tempo, “pretende-se dinamizar o

9

mais uma oportunidade para o contacto do público e dos turistas com os livros. A I Festa do Livro em Saldo vai realizar-se na praça Mouzinho de Albuquerque, junto ao Mosteiro de Santa Maria da Vitória, no sábado das 14h00 às 19h30 e no domingo das 13h30 às 19h30.

A galeria Mouzinho de Albuquerque vai acolher, de 14 a 31 de Maio, a exposição “Máscara Ibérica”, uma das mostras mais representativas da Europa sobre as máscaras e os trajes típicos do Norte e Nordeste de Portugal e de diversas regiões de Espanha. Este projecto, cuja inauguração coincidirá com a II Feira do Mundo Rural e o V Encontro da Pedra, “nasceu da vontade de fazer ressurgir o passado, relacionado com o uso e práticas festivas das máscaras”, refere uma nota da autarquia. Nesse sentido, dada a riqueza inestimável desta temática ser comum em Portugal e em Espanha, foi criada uma ponte entre os dois países, visando a promoção do intercâmbio cultural, recuperando, preservando e transmitindo o universo do uso das máscaras, quer no Carnaval, quer nos solstícios de Inverno e Verão. Uma mostra a não perder, pela novidade do seu conceito e, sobretudo, pela riqueza etnográfica que revelará aos visitantes. pub


. agricultura .

Jornal da Golpilheira

MCR

MCR

Abril de 2009

MCR

10

Ambiente rural | Árvores em flor Mesmo sem darmos por isso, há vários sinais na natureza que nos indicam o início da Primavera, como os campos a ficarem verdejantes, os passarinhos a fazerem os seus ninhos, as primeiras sementeiras…. Mas, para mim, o mais fascinante são as árvores em flor. Isoladas ou em conjunto, são um espectáculo deslumbrante. E quando os aglomerados são vastos, como, por exemplo, na zona da Canoeira, a paisagem é ainda mais bonita. Pode imaginar-se, por exemplo, uma planície com neve, tal não é o tom alvo das flores. É uma fase que não dura muitos dias, mas os suficientes para matar a saudade aos nossos olhos, que terão de esperar mais um ano para poderem contemplar esta paisagem natural e gratuita. MCR

. vinha .

José Jordão Cruz Eng. Técnico Agrário

Casta João Santarém Esta casta, bem conhecida dos viticultores da nossa região, é muito utilizada nos vinhedos da Estremadura, tendo também forte predominância no Alentejo, com a designação de Periquita. No Ribatejo, chama-se Castelão Francês, mas no Cartaxo chamam-lhe Mortágua. Portugal, à semelhança dos países da bacia do Mediterrâneo, é riquíssimo em variedades de casta de uvas. Cada casta tem uma marca, que define um vinho, que lhe confere uma ou várias características bem definidas. A casta João Santarém, ou Periquita, é uma entre tantas que existem em Portugal. Como disse atrás, Portugal tem um manancial de castas tão variadas e com nomes tão desconcertantes como Tinta Fêmea, ou Tinta Brasileira, Tinta Martins, Tinta Engomada, Mulata, Dedo de Dama, Caramela, Folha de Abóbora, etc. A casta João Santarém é vigorosa, tem um porte erecto e a rebentação dos gomos dá-se mais cedo do que noutras castas. É resistente à escoriose e à podridão, embora seja sensível ao desavinho, sobretudo, em condições de tempo instável de frio e chuvas. Produz muito bem em sistema de poda de vara e talão. Produz um vinho muito bom, de cor rubi, encorpado, macio e equilibrado, com uma graduação entre 11 a 12 graus.

Assembleia-geral pouco participada

Cooperativa quer ajudar agricultores Realizou-se, no passado dia 22 de Março, mais uma assembleia-geral ordinária da Cooperativa Agrícola da Batalha, para análise e votação do relatório, balanço e contas de 2008, da proposta da direcção para a aplicação dos resultados e do plano de actividades e orçamento para o ano de 2009. A afluência de associados foi muito reduzida, o que pode significar duas coisas: ou os sócios não se interessam pela vida da Cooperativa, ou então têm total confiança na direcção que conduz o destino da mesma. Escusado será dizer que a reunião começou uma hora depois da convocatória, uma vez que não se encontravam presentes a maioria dos sócios. Antes do início dos trabalhos, Joaquim Cordeiro, técnico de contas e funcionário da Cooperativa, informou que, embora esta esteja isenta do IRC, há rendimentos, como por exemplo as rendas, que estão sujeitos a este imposto. Cumprindo com a ordem de trabalhos, Raquel Ferreira, representante da direcção, leu o Relatório, Balanço e Contas da Direcção. Em resposta a algumas dúvidas dos sócios, que foram muito poucas, Joaquim Cordeiro informou que a situação económico-financeira, neste momento, respira alguma saúde. A isto se deve o aumento de vendas e serviços prestados, em contrapartida com a diminuição dos custos. Começa a vislumbrar-se uma luz ao fundo do túnel, uma vez que a situação começa a

ficar controlada, com a imagem da Cooperativa a sair reforçada. Os empréstimos bancários, se tudo correr bem, estarão pagos no prazo de quatro ou cinco anos. Depois destes esclarecimentos, foi lido pelo presidente do Conselho Fiscal, Manuel Rito, o Parecer deste órgão, que se manifestou favorável à aprovação das contas, bem como da proposta da direcção para a aplicação de resultados. Salientou ainda a dedicação e interesse manifestados pela direcção, bem como por todos os funcionários, no desempenho da sua actividade, em prol da Cooperativa, propondo à assembleia que lhes seja dado um voto de louvor. Colocados à votação, estes documentos foram aprovados por unanimidade. Passou-se à leitura do plano e orçamento para 2009. Joaquim Cordeiro esclareceu que o documento se baseou no ano de 2008, com os resultados previsionais a serem quase o dobro, caso não surja nenhuma hecatombe. Este resultado será, uma vez mais, em consequência do aumento dos proveitos e à diminuição dos custos. Uma das sugestões de actividades sugeridas pelos sócios foi o melhoramento da entrada para a Cooperativa, uma vez que esta em nada a prestigia. Como é do conhecimento geral, está prevista a requalificação do largo 14 de Agosto, pela Câmara Municipal da Batalha, e talvez seja oportuno melhorar a acessibilidade nesta altura.

A direcção informou ainda que as instalações da Cooperativa não ocupam todo o terreno adquirido, há cerca de trinta anos. Assim, grande parte das receitas da Cooperativa provém do arrendamento do espaço a um supermercado, do arrendamento da estação fruteira a uma empresa do ramo, e ainda da venda de combustíveis. Quanto aos pesticidas, plantas, farinha e outros, os resultados são muito fracos. Apesar de se atenderam centenas de pessoas por dia, a facturação a cada uma é muito reduzida, mas o pessoal de serviço tem custos elevados. A presença de tão elevado número de clientes deve-se ao facto de a Cooperativa se legalizar para a venda de certos produtos, o que não aconteceu nos privados. Regista-se ainda que há vários meses, de Agosto a Novembro, em que estas vendas diminuem bastante. Quanto à estação fruteira, foi realçado que a mesma continua a receber fruta dos associados da Cooperativa. Quanto à situação dos agricultores, foi referenciado que estes trabalham muito, adquirem os adubos e pesticidas a um elevado preço e depois vendem os seus produtos abaixo dos custos de produção. As grandes empresas compradoras esmagam os preços, asfixiando assim os pequenos agricultores. Foi também realçado que a Comunidade Europeia tem uma divisão que homologa os pesticidas para toda a Comunidade e Portugal cumpre, mas há outros

países que não, como por exemplo a Espanha. Constata-se que vários produtos utilizados não são eficazes para combater certas pragas. Foi ainda realçado que a assistência dum engenheiro é muito importante para os agricultores. Estes andam desorientados e por vezes não aplicam os produtos indicados, gastando dinheiro e depois perdem a produção. Alguma coisa terá ser feita neste sentido, com o objectivo de solucionar este problema. Joaquim Cordeiro, bastante conhecedor dos meandros da Cooperativa, disse que seria possível, daqui a quatro ou cinco anos, baixar as margens de venda, beneficiando assim todos os associados. Não se esqueceu de informar que o desenvolvimento agrícola influencia todos os outros sectores, ajudando a resolver o drama social em que actualmente vivemos. Perto do final, um associado sugeriu que, para suprir a falta de associados nas assembleias-gerais, se fizesse uma convocatória personalizada, isto é, enviar uma carta pelo correio a todos os associados. Esta iniciativa devia ser tomada já na próxima assembleia-geral, para se verem os resultados. Para terminar, Armindo Pimenta agradeceu a presença dos associados e o civismo com que decorreu esta assembleia-geral. Manuel Carreira Rito


Jornal da Golpilheira

. sociedade . cultura .

Abril de 2009

11

Percurso Pedestre no Reguengo do Fetal

Vamos andar a pé pelo “Buraco Roto”... Tem lugar no domingo 19 de Abril, com início às 09h30, na praça da Fonte, no Reguengo do Fetal, mais uma edição do percurso pedestre “Buraco Roto”. Ao longo do trilho, será possível admirar paisagens de grande beleza natural, destacando-se as formações da Pia da Ovelha e o Buraco Roto. A iniciativa garante a todos os participantes duas horas e meia de agradável contacto com a natureza e de saudável exercício físico. Para os interessados, a Casa do Povo de Reguengo do Fetal providenciará almoço, ao preço de 8,5 euros. As inscrições são gratuitas (seguro e lanche incluídos) e podem realizarse para cultura@cm-batalha.pt ou tel. 244769110.

Teatro infantil no auditório municipal da Batalha LMF

“Sementinha Story” para os mais pequenos

“A mais portuguesa” junta centenas de amigos

Rádio Batalha festejou 20 anos

LMF

A Rádio Batalha comemorou, no passado dia 4 de Abril, no restaurante A Aldeia de Santo Antão, o vigésimo aniversário da sua legalização, em 1989, depois de dois anos de emissões “piratas”, numa altura em que o projecto surgiu como “luta heróica pela defesa dos valores regionais e da cultural portuguesa em geral”, como referiram na ocasião os sócios fundadores desta cooperativa, Fernando Soares, Joaquim Santos, Travaços Santos e Carlos Valverde. No jantar em que se juntaram mais de duas centenas de ouvintes e amigos desta emissora regional, o actual presidente da rádio, Rui Trovão, fez questão de sublinhar o esforço desses primeiros obreiros da emissora, em condições de especial carência de meios e dificuldades logísticas, considerando que essa acabou por ser uma característica de todos os tempos desta emissora, “sempre dependente do trabalho, luta diária e muita dedicação dos seus profissionais e colaboradores”. Atribuindo a essa mais-valia a alma deste projecto, que é hoje dos mais credenciados da região, Rui trovão não deixou de louvar a “qualidade dos nossos ouvintes, cuja preferên-

cia e amizade são a razão e o segredo de todos os sucessos alcançados”. Por isso, este é um momento de “orgulho e responsabilidade, pelo legado recebido e pela aposta de um futuro sempre no mesmo compromisso de serviço informativo atento à região, defesa da música portuguesa e amor à cultura que nos identifica”, concluiu. Para marcar a efeméride, foi entregue aos fundadores e colaboradores mais próximos uma pequena escultura, criada propositadamente para efeito por João Carlos, da empresa “A Forja do Carlos”, também ele ouvinte e “apaixonado” da Rádio Batalha. E porque a ocasião era de festa, ao bolo gigante e ao champanhe juntou-se um lote de bons artistas, da região e não só, mas sempre na língua de Camões, ou não fosse “A Mais Portuguesa” o cognome desta rádio. Assim, passaram pelo palco João Miguel, Clemente, Romana, Silas da Guitarra, João Portugal, Ana Ritta, Eduardo Santana e o carismático Conjunto António Mafra. E o duo “Pôr do Sol” continuou a animação do baile pelas primeiras horas da madrugada. Luís Miguel Ferraz

O presidente e os fundadores cortam o bolo

A peça de teatro “Sementinha Story” volta ao auditório municipal da Batalha, no próximo dia 19 de Abril, às 15h30, pela companhia “O Nariz – Teatro de Grupo”. Trata-se de uma produção especialmente dirigida aos mais pequenos, da autoria de Luís Mourão, com encenação do actor Pedro Oliveira e interpretações de Andreia Estrada, Francisco Frazão, Márcia Lima e Marisa Moita. A entrada é livre. divulgação


12

. pub .

Jornal da Golpilheira Abril de 2009

Fátima Cruz e seus colaboradores desejam a todos os clientes e amigos

Uma feliz PÁSCOA!

Venha conhecer a nossa colecção PRIMAVERA/VERÃO 2009

Urbanização São Bento GOLPILHEIRA

SOCIEDADE DE MEDIAÇÃO IMOBILIÁRIA, LDA. Licença AMI n.º 7416

(Ref. 323) Vivenda unifamilar em Reguengo do Fétal, com grandes áreas, cave ampla com acesso superior, bons acabamentos e excelente vista. • 225.000 euros

Moradias de 3 quartos Sala de Estar + Sala de Jantar + Cozinha + Despensa + 2 WC + Suite (quarto com wc) + 2 quartos + garagem

Pç. Município, Lt.5-r/c D. 2440-107 BATALHA Telf. 244 766 202 Tlm. 912 230 888 ... agora também em Porto de Mós (junto à Misericórdia)

Telf. 244 471 676

Urb. Aldeia de Santa Marta Zona calma na Calvaria de Cima Vivendas individuais. • 140.000 euros

(Ref. 321) Vivenda com terreno, na Golpilheira, a 6 kms de Leiria e Batalha, toda remodelada, boa disposição solar. • Preço em promoção: 135.000 euros

A Solução na Habitação... Procura a casa dos seus sonhos? Quer trocar de casa? Quer reduzir a prestação do empréstimo? Fale connosco... ...nós temos a solução!

Pesquise na Internet as nossas promoções a nível nacional:

www.leninveste.pt

(Ref. 322) Vivenda unifamilar em Casal Franco, com grandes áreas, cave ampla com acesso ao piso superior, excelentes acabamentos e vista. • 200.000 euros

Loteamento – 54 lotes para moradias de 264.5 m2 a 835 m2 de área, com possibilidade de projecto individualizado. Financiamento garantido para compra de lotes e construção. Zona muito calma, em contacto com a natureza e sem poluição. Óptimas vistas sobre a Golpilheira, a 7 kms de Leiria e 3 kms da Batalha, com acessos rápidos às principais vias nacionais.


Jornal da Golpilheira Abril de 2009

• Oficina de reparações gerais • Testes computorizados a motores • Serviços de ar condicionado

. pub .

13


. eclesial .

Santuário de Fátima, 2 de Maio de 2009

Bispo convida: Jubileu das Vocações Há momentos grandes na vida de todas as pessoas. Há festas importantes em cada família ou comunidade. São “marcos” – que deixam marcas – na história da vida pessoal, familiar e comunitária que merecem e requerem ser evocados, celebrados, rezados e meditados à luz da fé, em Igreja. Na linguagem comum, usamos o termo “Jubileu” (dia de júbilo, de alegria) para comemorar os 25 ou 50 anos de um acontecimento significativo. Neste ano jubilar paulino, em que procuramos “ir ao coração da fé” para permanecermos firmes e sólidos nela, como exorta o apóstolo Paulo (cf Cl 1,23), enquanto Igreja Diocesana de Leiria-Fátima queremos continuar a iniciativa de celebrar, de um modo especial, o “Jubileu das Vocações” ao matrimónio, ao ministério sacerdotal e à especial consagração na vida religiosa ou na vida secular. Será um momento alto para reviver e reavivar o encanto e a frescura do primeiro “sim”, para celebrar o caminho percorrido e correspondido ao longo da vida, para agradecer a Deus os frutos que, através destas vocações, suscitou ao serviço da vida e do amor, e para renovar os compromissos vocacionais. Assim manifestarse-á também a beleza das várias vocações que adornam a Igreja de Jesus e fazem dela um jardim florido com o esplendor dos mais variados dons e vocações. Convido, pois, todos e todas que neste ano perfazem 25, 50 ou 60 anos, de matrimónio, de sacerdócio e de vida consagrada a estarem no Santuário de Fátima no dia 2 de Maio próximo (acolhimento às 14h30 no Albergue do Peregrino), para celebrarmos juntos o “Jubileu das vocações”. Desde já, o meu agradecimento. † António Marto, Bispo de Leiria-Fátima

“Encontra-te com Jesus”

Convívio Fraterno em Fátima Após algum tempo de interregno a equipa dos Convívios Fraternos da diocese de Leiria-Fátima está de volta, para dar a oportunidade a todos aqueles, maiores de 18 anos, que queiram aprofundar um pouco mais a sua experiência de fé e de passar momentos divertidos, durante um fim-de-semana inteiro. Assim, no próximo dia 30 de Abril, quinta-feira, a 3 de Maio, domingo, realizar-se-á um Convívio Fraterno da diocese de LeiriaFátima, no Centro de Espiritualidade Francisco e Jacinta Marto, em Fátima. O acolhimento será às 20h45, as pessoas participantes deverão de ser pontuais e irem já jantadas. Deverão levar um saco-cama/lençóis (os cobertores serão fornecidos pela casa) e toalhas de banho. O convívio terminará no dia 3, com a Eucaristia, presidida pelo Sr. Bispo, no Ginásio do seminário de Leiria, a ter início às 21h00. Podem comparecer os amigos e familiares. As inscrições deverão ser efectuadas até ao dia 10 de Abril, pois existe um número limite de participantes. O preço estabelecido é de 60 euros por pessoa e inclui a estadia e as refeições.

Jornal da Golpilheira Abril de 2009

Vigararia da Batalha escuta D. António Marto

“Procurai uma fé adulta e consciente” Cerca de meio milhar de fiéis, padres e leigos, da vigararia da Batalha juntaram-se no dia 27 de Março para uma conversa com D. António Marto à volta do tema que pauta este ano pastoral: “permanecei firmes e sólidos na fé”. Depois da apresentação dos grupos paroquiais, o Bispo diocesano começou por manifestar a sua alegria pela presença numerosa e diversificada, “uma riqueza que muitos partidos políticos gostariam de ostentar, tanta gente disponível para trabalhar empenhadamente por um ideal, de forma gratuita e desinteressada”. E a todos lançou o desafio a viverem a sua fé neste mundo “onde grassa a confusão, onde se espalha a descrença, onde os crentes são ridicularizados”, sob inspiração de S. Paulo, “de quem a graça de Deus fez uma estrela de primeira grandeza a iluminar a noite da fé”. Para tal, é necessária “uma fé consciente, personalizada, convicta e testemunhante, capaz de resistir a um ambiente hostil, de apresentar as razões que a fundamentam e de mobilizar para a acção concreta”, afirmou o prelado, defendendo a importância da formação permanente para alimentar essa fé adulta, própria de quem “sabe o que crê, luta pelo que crê e vive aquilo que crê”. Em rede... e em Cristo Partindo da leitura de excertos da carta de Paulo aos Romanos, D. António Marto referiu que “também hoje o Apóstolo (Bispo) precisa de muitos e bons colaboradores, cheios de boa-vontade, com conhecimentos sólidos e capacidade para se aconselharem e

LMF

14

Salão cheio para ouvir o Pastor

crescerem em ajuda mútua”. Nesse sentido, salientou a afirmação paulina “escrevi-vos para vos reavivar a memória” e esclareceu que esta “não é uma memória de registos passados, mas sim uma memória viva, que guarda o melhor da vida para o tornar sempre presente, que sustenta as raízes da esperança e dá asas para construir o futuro”. De novo a exemplo de S. Paulo, que “na sua gigante empresa de evangelização soube procurar e encontrar muitos e bons colaboradores”, também na acção pastoral actual “não podemos trabalhar sozinhos, mas em rede eclesial, na multiplicidade dos dons e carismas, seja na retaguarda, seja mais visivelmente”, afirmou D. António, pois “o sonho de um só é só um sonho, mas o sonho de muitos torna-se realidade”. Tal como Paulo referia o seu afecto por cada um dos seus colaboradores, não como gente anónima, mas com nome e história, vivendo numa comunhão que era testemunho da fé para quem os observava de fora, também o Bispo quis deixar

essa mensagem de apreço a cada um dos presentes. E não deixou de lembrar que “somos colaboradores em Cristo e participantes da missão do apóstolo”, não devendo nunca esquecer que “se não fosse Ele e apenas contássemos com as nossas capacidades, já tínhamos partido a loiça toda”. Desafio: formação adulta Por último, o Pastor alertou para a actual escassez de vocações sacerdotais, agravada com a elevada média etária do clero, que levará a termos muito menos padres num futuro próximo. “Esta realidade irá obrigar-nos a alterar hábitos adquiridos, causará algum sofrimento a todos, mas não irá acabar com a nossa fé”, defendeu, remetendo para o exemplo da Igreja africana, onde a presença dos sacerdotes é mínima e a fé é crescente, e para a Igreja do Japão, que sobreviveu dois séculos à expulsão dos missionários. Uma das consequências desta situação será “a necessidade de leigos bem formados, que possam formar outros”, e o incremento

de iniciativas como a lectio divina, “pois a nossa maior vergonha será não conhecermos o nosso primeiro livro, a Bíblia”. Nessa linha, ganham especial importância as escolas de formação que a Diocese tem em funcionamento, como a Escola Razões da Esperança e a Escola Teológica de Leigos, bem como todas as acções de formação para adultos que terão de ser a “grande aposta da Igreja”. A noite terminou com um beberete de confraternização, não sem antes os presentes terem agradecido as palavras de conforto e confiança do seu Bispo e aplaudido as orientações e linhas de acção por ele enunciadas. Entretanto, o “testemunho” foi passado à vigararia de Monte Real, através da entrega simbólica do ícone de S. Paulo. Luís Miguel Ferraz

pub

CANALIZAÇÕES • AQUECIMENTOS BOMBAS • SISTEMAS SOLARES ASPIRAÇÃO CENTRAL

Deseja a todos os clientes e amigos Páscoa feliz!


Jornal da Golpilheira

. desporto .

Abril de 2009

15

Ansião – 1 Golpilheira – 3 A uma jornada do fim do campeonato, a nossa equipa de futsal sénior feminino sagrou-se campeã distrital, pelo terceiro ano consecutivo. Foi longe da nossa terra, mais concretamente em Ansião, que as nossas atletas conseguiram este brilhante feito. Como se adivinhava, este encontro não foi nada fácil. A equipa da casa vendeu cara a derrota. Como era de esperar, começou melhor a Golpilheira, à procura do primeiro golo. O ataque era continuado, relegando o Ansião para o seu reduto defensivo. Apesar deste forte ataque, a bola não entrava, ora por ineficácia das nossas atacantes, ora por mérito da guarda-redes. No entanto, o cântaro tanta vez vai à fonte, que algum dia lá fica a asa. Foi o que sucedeu. Colocando justiça no resultado, Carolina desfez o nulo. Não deixámos de pressionar, mas a bola teimava em não entrar.

Nesta fase, a equipa da casa começava a responder com alguns contra-ataques. As nossas oportunidades eram mais que muitas, mas o 0-1 teimava em manter-se. E a profecia funcionou uma vez mais: quem não marca arrisca-se a sofrer. Num rápido contra-ataque, bem delineado, com alguma felicidade à mistura, a equipa do Ansião chegou à igualdade. Apesar do nosso domínio continuar, o empate manteve-se até o intervalo. Resultado injusto, que não reflectia o que se tinha passado em campo. O intervalo foi bom conselheiro. Entrámos ainda mais fortes, com mais determinação em vencer o jogo. Aumentámos ainda mais a velocidade do jogo, confundindo as jogadoras contrárias. Carolina, com um excelente pontapé desfez a igualdade. Grande explosão de alegria de toda a equipa, extensiva aos apoiantes que se encontravam no pavilhão. Passados poucos minutos, foi Licas que matou o jogo, marcan-

MCR

Futsal sénior feminino | Golpilheira (tri)campeã distrital

do o terceiro golo. A tarefa estava quase conseguida. No entanto, faltava algum tempo para terminar. Agora era gerir o tempo da melhor forma. Teresa Jordão soube fazê-lo. Todas as doze jogadoras estavam à altura do mesmo. No entanto, nem todas tiveram oportunidade de jogar. Aquelas que

o fizeram souberam levar o barco a bom porto. Até final, controlámos o jogo com alguma facilidade. O Ansião apareceu algumas vezes junto à nossa baliza, onde se encontrava a experiente Ivone para resolver as situações mais complicadas. Soou o apito final. O jogo tinha acabado. Foi a festa

total. Atletas, treinadora, massagista, directores e apoiantes vibraram com mais esta prestigiante conquista. Muitos parabéns a todos! O último jogo será no Louriçal, no dia 18 de Abril, às 16h30. No dia 25 de Abril, é a final da Taça Distrital, no pavilhão da Pocariça, entre

a Golpilheira e os Vidais, às 18h00. É uma partida que se antevê bastante difícil, uma vez que estão frente a frente as duas melhores equipas do Distrito. O apoio dos adeptos da Golpilheira será muito importante, para a conquista de mais esta Taça Distrital. Manuel Carreira Rito

Golpilheira – 8 Ribafria – 0 Antes do início do jogo, foram entregues medalhas comemorativas desta final a todas as atletas, directores, massagistas, treinadores e árbitros, oferecidas pela Associação de Futebol de Leiria. Era a quarta vez consecutiva que estas duas equipas se encontravam frente a frente para disputa deste troféu. A Golpilheira ganhou três e perdeu apenas uma. Assim que o jogo se iniciou, o sentido do mesmo foi em direcção à baliza da Ribafria. Não foi de admirar que os golos fossem surgindo, apesar do esforço das atletas da equipa contrária. Mercê de excelentes jogadas, Jéssica Pedreiras marcou quase de seguida o primeiro e segundo golos. Silva viria a marcar o terceiro, culminando uma triangulação bem sucedida. A Ribafria talvez não estivesse à espera

duma Golpilheira tão forte, tão pressionante. Antes do intervalo, Jéssica Pastilha marcou o nosso quarto golo. Com este resultado, deu possibilidade à nossa treinadora, Teresa Jordão, de rodar todas as atletas convocadas. Mas, mesmo assim, por vezes com as atletas menos utilizadas, que muito evoluíram nesta época, não deixavam de dominar o encontro. No segundo tempo, continuámos com a mesma toada, com a vontade de marcar mais golos. Jéssica Pastilha marcou o quinto, Inês o sexto, Jéssica Pedreiras o sétimo e Jeca fechou a contagem, com o oito a zero. Foi uma vitória muito fácil, talvez fácil de mais, porque as nossas atletas assim o proporcionaram, não deixando mesmo assim de ter o seu mérito. O resultado reflecte bem a superioridade da nossa equipa, patenteada ao longo de todo o jogo. No final, foi

MCR

Futsal júnior feminino | Mais uma Taça Distrital para a Golpilheira

a festa total entre os numerosos apoiantes e todos os componentes da equipa. Perfilados no centro do Pavilhão, foi entregue à nossa capitã de equipa, Carolina,

o tão almejado troféu. Todas irradiavam felicidade. No próximo fim-desemana, esta nossa equipa pode sagrar-se pentacampeã distrital no escalão de

juniores femininos, caso vença a equipa da Quinta do Sobrado. Este encontro realiza-se no pavilhão da Batalha, no dia 19 de Abril, pelas 19h30. Vamos

todos manifestar o nosso apoio, comparecendo no pavilhão da Batalha, para nos associarmos à festa. MCR


16

. desporto .

Jornal da Golpilheira Abril de 2009

Atletas formados no CRG que estão noutros clubes São já vários os atletas formados nas escolas do Centro Recreativo da Golpilheira que, actualmente, representam vários outros clubes, tanto em campeonatos regionais como nacionais. É sempre com pena que os vemos partir das nossas equipas,

mas é também com orgulho Nota que os vemos a progredir Para além dos atletas na carreira desportiva. apresentados na União Nesta página, mostramos Desportiva de Leiria, tamaos nossos leitores alguns bém estiveram neste clube desses atletas e respectivas o Bruno Silva (Iniciados e equipas. Continuaremos Juvenis) e o Samuel Neto esta “visita” nas próximas (Juvenis), que entretanto edições. regressaram à Golpilheira. Reportagem e fotos de Manuel Carreira Rito

União Desportiva de Leiria Campeonato Distrital de Iniciados Divisão de Honra Masculinos Fábio Soares

UDB – Associação Desportiva da Batalha Campeonato Distrital da Divisão de Honra de Iniciados Masculinos

Daniel Franco

Frederico Arroiol

União Desportiva de Leiria

João Filipe e Tiago Silva (não estavam presentes quando efectuámos a reportagem)

Campeonato Distrital de Juvenis Divisão de Honra Diogo Justo Emanuel Monteiro

UDB – Associação Desportiva da Batalha

União Desportiva

Campeonato Distrital de Juvenis Masculinos

Campeonato Nacional de Juvenis Masculinos

Carlos Frazão (não estava presente quando efectuámos a reportagem) Micael Vieira

Eduardo Silva (Ratinho)

João Sousa

de Leiria

Carlos Vieira

João Monteiro

João Faustino


Jornal da Golpilheira

. desporto .

Abril de 2009

17

Equipas do CRG FUTSAL Distrital Seniores Femininos (Div. Honra)

04-04 – Golpilheira – 3/Pocariça – 1 09-04 – Ansião – 1/Golpilheira – 3 Próximos Jogos 18-04, 16H30 (Louriçal) – Louriçal/Golpilheira 25-04, 18H00 (Pocariça) – Golpilheira/Vidais – Final da Taça Distrital Estaremos na Taça Nacional (calendário entretanto divulgado)

MCR

Distrital de Juniores Femininos

FUTSAL • Distrital de Seniores Masculinos (I Divisão - Zona Sul)

05-04 – Golpilheira – 18/Segodim – 2 10-04 – Golpilheira – 8/Ribafria – 0 – Taça Distrital Próximos Jogos 19-04, 19H30 (Batalha) – Golpilheira/Quinta do Sobrado 26-04, 15H00 (Batalha) – Golpilheira/Vidais 03-05, 16H30 (Caranguejeira) – Ass. Caranguejeira/Golpilheira 10-05, 15H00 (Batalha) – Golpilheira/Ribafria 17-05, 17H00 (Pousos) – GRAP-Pousos/Golpilheira

Distrital de Seniores Masculinos (I Divisão - Zona Sul) 28-03 – Olho Marinho – 3/Golpilheira – 0 04-04 – Golpilheira – 3/Casa do Benfica de Alcobaça – 2 Próximos Jogos 18-04, 20H00 (Alcobaça) – Ginásio de Alcobaça/Golpilheira 25-04 (Batalha) – Golpilheira/Barreiros 02-05, 21H00 (Santa Catarina) – Catarinense/Golpilheira 09-05, 20H00 (Fonte do Oleiro) – Centro D. Fuas/Golpilheira 16-05, 19H30 (Batalha) – Golpilheira/Caldas Sport Clube

FUTEBOL DE ESCOLAS

MCR

2º. Torneio Distrital de Escolas

FUTEBOL DE ESCOLAS

28-03 – Bidoeirense – 5/Golpilheira – 4 04-04 – Golpilheira – 7/União da Serra – 4 Próximos Jogos 18-04, 09H30 (Soutocico) – Soutocico/Golpilheira 25-04, 11H00 (Barrocas) – Golpilheira/Caranguejeira 02-05, 11H00 (Chão de Couce) – Lusitano de C. de Couce/Golpilheira 09-05, 11H00 (Barrocas) – Golpilheira/Monte Real

Torneio de Encerramento de Infantis Sub/13

28-03 – Golpilheira – 11/Pataiense – 0 04-04 – Maceirinha – 1/Golpilheira – 1 Próximos Jogos 18-04, 11H00 (Barrocas) – Golpilheira/UDB Batalha 25-04, 11H00 (Porto de Mós) – Portomosense/Golpilheira

FUTEBOL DE 11 Campeonato Distrital de Juniores – I Divisão – Zona Sul

MCR

11-04 – Ramalhosa - 2 /Golpilheira - 3 Próximos Jogos 18-04, 18H00 (Batalha) – Golpilheira/Matamourisquense 25-04, 18H00 (Peso) – Grupo Desportivo do Peso/Golpilheira

FUTEBOL ESCOLAS - INFANTIS SUB-13

Selecção Distrital Feminina de Futebol de 7 Sub-17

MCR

Torneio Nacional Inter-Associações

FUTEBOL DE 11 • Distrital de Juniores (I Divisão - Zona Sul)

Decorreu em Oeiras, entre os dias 30 de Março e 3 de Abril, o Torneio Nacional Inter-Associações de futebol de 7 feminino, no escalão sub-17. Jéssica Pedreiras, Jéssica Santos e Juliana Manha, três atletas do nosso clube, integraram a selecção da Associação de Futebol de Leiria. O resultado desportivo não foi muito famoso, com uma vitória e três derrotas. As derrotas foram todas pela diferença de um golo. Para algumas atletas foi a sua primeira experiência. Dada a sua idade, poderão representar a AFL em próximos torneios. Importante é tirarem desta participação as devidas ilações, que lhes permitam no futuro terem melhores prestações. MCR


18

. infantil .

Jornal da Golpilheira Abril de 2009

Textos e imagens escolhidos pelas educadoras

Sala 1

Jardim-de-Infância

Olá, olá! Amigões dos YYY! Com tantos eventos a festejar... Já temos novidades para dar! Andamos atarefados que nem baratas! Ainda não plantámos as nossas batatas… No Jardim Zoológico vimos animais Os golfinhos, a orca Nazaré! Maravilhoso!... Mas também foi demais O piquenique delicioso… A seguir o tão desejado?... Foi o prazer com o nosso gelado! Logo a seguir começámos a pintar: Ovos, coelhos, galinhas e pintainhos Para a Páscoa explorar e festejar. Com feltro e lã em fiozinhos Fizemos uns giros saquinhos! Lá dentro? Amêndoas e pintainhos! Muitas gargalhadas demos Com sorrisos de alegria! Onde? Onde?! No espectáculo da magia!!!

Adivinha

Que é, que é? Uma caixinha Redondinha Que pode rebolar; Todos a podem abrir, Ninguém a pode fechar.

Mas também gostamos de ouvir Lindos contos de encantar! Fomos ao iglu da biblioteca, Um cenário de pasmar!!! E agora amigões, Só queremos desejar Coisas boas! Emoções… E o vosso bem-estar! Muitos beijinhos, feliz Páscoa. Até à próxima. Educadora Lora Magalhães

pub

Aos nossos clientes e amigos desejamos Santa Páscoa! Espaço ampliado e renovado, para o servir com mais variedade e qualidade!

Tel. 244 766 105 Tintas Telem. 919 194 756 Drogaria Casal da Ponte Nova Ferragens 2440 BATALHA Ferramentas Materiais de Construção


Jornal da Golpilheira

. infantil .

Abril de 2009

da Golpilheira

19

Sala 2 Fomos ao Jardim Zoológico e adorámos ver tantos animais tão bonitos!

pub

Tel. 244 729 720

EMISSÃO ONLINE

www.radiobatalha.com

No Dia da Mãe...

ofereça-lhe uma flor linda como ela!


20

. saúde .

Jornal da Golpilheira Abril de 2009

pub

Centro Hospitalar Nossa Senhora da Conceição Brancas – Batalha

SERVIÇO DE ATENDIMENTO COMPLEMENTAR Das 20 horas às 23 horas – dias úteis Consulta Médica e Apoio de Enfermagem Equipa médica especializada em Urgência Hospitalar

CONSULTAS DE ESPECIALIDADES Nefrologia – Dr. Pedro Maia Pediatria – Dr. Vítor Póvoa Cardiologia/D. Coração – Dr. Alexandre Antunes Consultas Médicas de Cardiologia Exames complementares de diagnós�co: Prova de esforço/Holter/MAPA/Electrocardiograma

Estudo do Sono Estudos poligráficos do sono em ambulatório Polissonografia convencional

Pneumologia – Dr. Orlando Santos Consultas Médicas de Pneumologia Exames complementares de Diagnós�co: Espirometria Provas funcionais respiratórias completas Testes cutâneos de Alergia

Neurologia – Dra. Pureza Dias

Ginecologia/Obstetrícia – Dra. Andreia Antunes Urologia – Dr. António Oliveira Medicina Interna Medicina Dentária Medicina dentária geral, edodon�a, Ortodon�a, periodontologia, odontopediatria, oclusão, implantologia (Acordos c/ Médis, PT-ACS, Serviços Sociais CGD e SAMS/Quadros)

Unidade de Medicina Física e de Reabilitação Enfermagem Centro Hospitalar Nossa Senhora da Conceição R. Principal, nº 26 • Brancas • 2440-090 Batalha Telefone: 244 769 430 • Fax: 244 769 439 E-mail: geral@centrohospitalarbatalha.com

Médica Dentista

Lic. p/ Fac. Medicina Dentária de Lisboa

BATALHA

Policlínica D. Nuno Tel. 244 765 700

Planeamento familiar As consultas de planeamento familiar são gratuitas e realizadas no Centro de Saúde, pela médica e enfermeira. São aconselhadas as todas as mulheres em idade fértil. Os objectivos desta consulta de vigilância são o de promover a vivência da sexualidade de forma saudável e segura, promover e esclarecer os métodos contraceptivos, preparar para uma paternidade e maternidade responsáveis e realizar o rastreio do cancro do colo do útero e da mama. Nestas consultas serão prestados esclarecimentos

contêm hormonas sintéticas semelhantes às que são produzidas pelo organismo. O seu papel é impedir a ovulação e a consequente fecundação. Estas hormonas podem ser administradas de várias maneiras: comprimidos, adesivos, anel vaginal e implante subcutâneo. Os comprimidos são as pílulas contraceptivas que devem ser tomadas todos os dias, pela mesma hora, durante 21, 22 ou 24 dias (conforme o tipo de pílula), fazendo depois uma interrupção de modo a que uma hemorragia, perecida com a menstruação, apareça. Este método tem uma grande eficácia (se tomada correctamente), pode diminuir as dores menstruais, o acne e a pilosidade e regulariza o ciclo menstrual. Tem o inconveniente de obrigar a uma toma cuidadosa diária e de não proteger contra as DST. No adesivo, as hormonas são absorvidas através da pele, sendo a sua eficácia muito semelhante. É necessária uma vigilância de modo a verificar a qualidade da sua adesividade à pele. A sua aplicação deverá ser feita em zonas afastadas das mamas, mas em locais

de fácil visibilidade (braço, abdómen, nádega), o que o torna pouco discreto para a mulher. O implante subcutâneo é uma solução recente de contracepção simples a longo prazo. É colocado por um médico dentro da pele e garante uma óptima eficácia durante três anos, logo desde o início. A pílula de emergência, ou a pílula do dia seguinte, não é um método contraceptivo e não deve ser utilizada regularmente. Impede a ovulação ou a nidação e consequente gravidez, se for tomada, no máximo, até 72 horas após uma relação sexual não protegida. Por possuir uma grande quantidade de hormonas, não deve ser tomada frequentemente e tem associado mais efeitos secundários do que as pílulas contraceptivas. Qual o método a escolher deve ser uma decisão bem ponderada e aconselhada pelo médico. A associação entre dois métodos também é possível. A frequência das consultas de planeamento familiar, uma vez por ano, é fundamental para uma boa vivência da sexualidade e da vida familiar.

Governo promete poupança

Psiquiatria – Dr. Cláudio Laureano

ANA FREITAS

Ana Maria Henriques Enfermeira

em relação a estilos de vida saudável, vacinação, higiene, prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DST) e rastreios de diversas doenças. Será avaliado o estado de saúde e serão esclarecidas quaisquer dúvidas. Um dos temas principais abordados nesta consulta é o dos métodos contraceptivos, desde os mecânicos aos hormonais. Dentro dos mecânicos, estão o dispositivo intrauterino, o diafragma e o preservativo (masculino e feminino). O dispositivo intra-uterino é um objecto de plástico que é colocado por um médico dentro do útero, é muito eficaz e mantém a sua eficácia durante 3 a 5 anos. É sobretudo aconselhado a mulheres que já tiveram, pelo menos, um filho. O preservativo é um protector de borracha muito fino. Este impede os espermatozóides de entrarem no corpo da mulher, sendo muito eficaz, desde que seja bem colocado e em boas condições. Uma importante faceta deste método é a sua protecção única contra as DST. O diafragma está cada vez mais em desuso. Os métodos hormonais

Medicamentos mais baratos Entraram já em vigor os novos preços dos medicamentos, calculados com base na média dos valores praticados nos 4 países de referência (Espanha, Grécia, Itália e França), sendo obrigatória a revisão anual dos preços com esta comparação. São 3900 os medicamentos, de marca e genéricos, cujos preços descem até 52,4%. O Governo adianta que estas reduções poderão representar uma poupança superior a 75 milhões de euros.

- Medicina Dentária Geral -

Higiene Oral Implantologia Ortodontia Próteses

divulgação

Marcação de consultas 911 089 187

Todos os dias!

Acordos com: SAMS, Multicare, SSCGD, Associados do Montepio, Advance Care, WDA (Axa, BES-seg., Tranquilidade, Allianz, Lusitânea e Future Healthcare)

Centro Recreativo da Golpilheira 19 de Abril de 2009 09h00-13h00


Jornal da Golpilheira

. região .

Abril de 2009

Nerlei promoveu jantar com presidente do PSD

De Leiria rumo ao Porto

MCR

Ferreira Leite analisa estado do País Promovido pela NERLEI – Associação Empresarial da Região de Leiria, realizou-se no passado dia 25 de Março, na Quinta do Paul, na Ortigosa, um jantar/conferência com Manuela Ferreira Leite, presidente do PSD. A plateia era composta por autarcas e dirigentes do partido, bem como alguns empresários convidados. A convidada começou a sua intervenção pelo tema da “crise global”, com reflexos na “crise financeira, falta de confiança nos bancos e incerteza quanto ao futuro da globalização da economia sem regras”. Lembrando o “consumo excessivo com base no crédito, que originou uma situação insustentável e hipotecou o futuro de muitas famílias”, esta dirigente referiu que “a situação com que se debatem muitas empresas é muito grave, com algumas a fechar portas e a engrossar o número de desempregados”. Este é o cenário de “mais inflação, mais desemprego,

Conferência decorreu no âmbito de um jantar

mais défice interno e externo”, que Ferreira Leite atribuiu à “política errada de quase quatro anos deste Governo”, mesmo reconhecendo que “alguma coisa foi feita, basicamente à custa da carga fiscal”. Considerando que “a política económica do País está completamente esgotada, com perda de competitividade e grandes dificuldades em exportar, o que compromete o crescimento nacional”, a presidente do PSD considerou que estas são “fragilidades que a crise global apenas

veio agravar” e defendeu que “toda a atenção deve ser dirigida às pequenas e médias empresas, que representam 99,6% das empresas do país”, cujos problemas são principalmente de tesouraria, “agravados pelos próprios serviços do Estado, nomeadamente na cobrança excessiva de impostos, reembolsos tardios do IVA e pagamentos públicos fora de horas”. Nessa linha, defendeu o fim dos pagamentos especiais por conta, um combate mais eficaz à fraude e evasão fiscal, mais facilidade no recurso ao crédito

e o pagamento das dívidas do Estado às empresas com prazos razoáveis. Quanto ao desemprego, Ferreira Leite defendeu “medidas de carácter excepcional para esta realidade de natureza excepcional”, mas não à custa dos “grandes investimentos públicos que conduzem ao empobrecimento do País”, que devem ser substituídos por “investimentos que sejam úteis no futuro, como a recuperação de escolas e hospitais”. “Não podemos aceitar decisões que vão endividar irremediavelmente o País, para as quais não temos recursos e que deixarão dívidas de centenas de milhões de euros para as próximas três décadas”, afirmou a dirigente, deixam no ar algumas questões: “Quem vai pagá-los? Será que iremos tirar os benefícios correspondentes a tão avultados investimentos?” Manuel Carreira Rito

ExpoConstrói e ExpoCozinha na ExpoSalão

“Fio-de-prumo” da construção A EXPOSALÃO – Centro de Exposições da Batalha promove, de 15 a 19 de Abril de 2009, a 17.ª edição da EXPOCONSTRÓI e a 5ª edição da EXPOCOZINHA. Estes certames complementam-se e proporcionam um salão onde se podem encontrar

equipamentos e materiais para a construção civil, bem como cozinhas, mobiliário de casa de banho, electrodomésticos e acessórios. Num contexto em que “toda a fileira da construção está a reestruturar-se em função de um real ajuste entre a oferta e a procura

do mercado, esta feira afirma-se como o fio-de-prumo das empresas que operam nos mais diversos ramos do sector, como um espaço de encontro entre todos os segmentos, de apresentação de novidades e cimentação de bons negócios”, afirma a organização.

21

Vá à Casa da Música com a SAMP A Sociedade Artística Musical dos Pousos (SAMP) promove uma visita à Casa da Música, no Porto, no dia 26 de Abril. A saída de Leiria está prevista para as 9h00 e a chegada às 18h00. A iniciativa conta com um Concerto para Bebés (11h45) e almoço na Casa da Música (13h00). As inscrições decorrem até ao dia 21 deste mês, através do telefone 244801685 ou e-mail pmartins@samp.pt. O custo é de 18 euros por pessoa e inclui bilhete para concerto, visita guiada e autocarro.

Concerto de Solidariedade

“Sentir Guiné-Bissau” No próximo dia 17 de Abril, pelas 21h30, tem lugar, no Centro Pastoral Paulo VI, em Fátima, um concerto de solidariedade que visa a angariação de fundos para o projecto “Sentir Guiné-Bissau”. Trata-se de uma iniciativa do grupo de Caminheiros do Agrupamento de Escuteiros de Caxarias, que vão deslocar-se àquele país, de 6 a 19 de Setembro, visando o desenvolvimento de várias acções de voluntariado junto de duas instituições locais (Hospital de Cumura e o Orfanato de Canhungo). Juntamente com estas acções de voluntariado, os Escuteiros de Caxarias pretendem igualmente levar medicamentos, material escolar e informático.

Festival de Teatro Itinerante de Porto de Mós

“Teatro Andarilho” Nos próximos dias 17, 18, 24, 25 e 30 de Abril, sempre pelas 21h00, o “Teatro Andarilho - Festival de Teatro Itinerante”, organizado pela Câmara de Porto de Mós, vai percorrer as localidades de Andam, Alqueidão da Serra, Calvaria, Corredoura, Pedreiras e Serro Ventoso. Nesta segunda edição do evento, participarão de quatro grupos de teatro amadores, residentes neste município: “Expressarte”, “Trupêgo”, “Gruteca” e “Teatro Amador do Juncal”. Todas as entradas serão livres. Info: www.municipio-portodemos.pt.

Associação Naturais e Ex-Residentes de Moçambique São, portanto, dois motivos para uma mesma visita, sobretudo a quem queira encontrar tudo o que necessita para a construção ou remodelação da sua casa, num espaço de cerca de 16.000 m2 de exposição.

Piquenique da ACRENARMO A ACRENARMO – Associação Cultural e Recreativa dos Naturais e Ex-Residentes de Moçambique, com sede junto ao Castelo de Leiria e que este ano comemora os seus 25 anos de existência, irá realizar um piquenique de confraternização entre associados e amigos, oriundos de todo o País. Será no parque de merendas da Portela, na Marinha Grande, no próximo dia 23 de Maio, a partir das 09h30. Info: 918114235 ou 912127746. pub

Na Batalha

Centro Comercial Ponte Nova Tel. 244 767 497

Deseja a todos os clientes e amigos feliz e Santa Páscoa!


22

. solidariedade . livros . crónica .

Jornal da Golpilheira Abril de 2009

Pão para as crianças do padre João Campanha de solidariedade O padre João Monteiro da Felícia, um missionário da Consolata natural da Golpilheira, paróquia da Batalha, está há já alguns anos no Brasil, onde oferece o seu amor a Jesus Cristo, no serviço aos mais desfavorecidos. Daqueles que, ainda antes da fé, precisam de pão para a boca. O Jornal da Golpilheira tem em curso uma campanha para a oferta de uma “cesta de alimentos”, no valor de 10 euros, que é a ajuda que o padre João tenta entregar todos os meses às famílias que têm crianças a morrer à fome.

Kayk Araújo Almeida Nasc. 04/11/2005

Desde Janeiro de 2006, enviámos um total de 2290 euros, o que deu para 229 cestas... Este mês não chegou nada... Estamos também a sugerir o apadrinhamento de uma criança do jardim Peri, não só pela ajuda monetária, mas sobretudo para um contacto de carinho e acompanhemento pessoal, com nome, a uma destas crianças. Temos já 3 crianças apadrinhadas... mas muitas outras esperam um gesto seu! Escolha uma destas fotos aqui ao lado: coloque um sorriso no rosto de uma delas e veja como o seu próprio rosto se iluminará de felicidade...

Nathaly Vitória Silva Nasc. 15/02/2006

Carta do Pe. João – Brasil

Santa Páscoa! Caros amigos, recebi o nosso Jornal da Golpilheira do mês de Março e li-o todo, de fio a pavio, como sempre faço quando chega. Está lindo! Gostei da festa de todo o terreno “Anjos sobre Rodas” que inundou a Golpilheira, do “Pão para as Crianças do P. João” coloridas, da Rádio Batalha a celebrar 20 anos (parabéns!), da festa do ambiente para mais de 900 crianças e das páginas com os desenhos dos meninos, da visita de D. António a S. Mamede, da Golpilheira na final da taça de futsal (parabéns também!). Rezei pelo eterno descanso da grande amiga Maria Emília e apresento os pêsames à família, especialmente ao esposo, José Videira. No final do mês tivemos uma reunião no Jardim Peri com todas as pessoas que trabalham nas creches. Na verdade, é muita e gente e muitas crianças. Há mais de 500 crianças esperando por uma vaga. O espaço é pequeno para tanta criança e não temos como responder a todos os pedidos. As pessoas estão bem animadas para fazerem daquelas criança de favelas, gente, cidadãos do futuro. Uma coisa é o que se diz e escreve nos jornais daqui e e outra coisa é a realidade. Ao ouvir as coordenadoras, dá dó e chora o coração. E também ajudamos algumas crianças de Jaguarari, onde a situação é de calamidade. Estamos já preparando a novena da nossa padroeira, Nossa Senhora da Consolata, que será no dia 21 de Junho. Temos grandes trabalhos materiais, ainda falta muita coisa, mas vou dedicar um bom tempo à pastoral e à liturgia. A campanha da fraternidade deste ano tem como tema a segurança pública, pois a paz é fruto da justiça. Penso muito em vocês, que me proporcionam ser missionário de fé e obras aqui no Brasil. A todos desejo uma santa Páscoa, cheia de ressurreição e muita saúde e fé n’Ele, que ressuscitou e ressuscita cada vez que ajudo um irmão. Um abraço muito amigo, do P. João da Felícia, missionário no Brasil em nome da nossa paróquia da Batalha.

. livros .

Colabore! Seja solidário... Contacte:

• Centro Recreativo Milena Stephanie Souza R. Baçairo, 856 Nasc. 29/10/2005 2440-234 GOLPILHEIRA • Pe. José Gonçalves (Pároco da Batalha) • António Monteiro Rosa (Casal de Mil Homens)

...e poupe nos impostos!

Os Missionários passam recibo da sua oferta,

que poderá deduzir no IRS.

Basta que junte ao donativo o seu nome, morada completa e o n.º de contribuinte.

. obituário . Paula Alexandra S. Pereira N. 28-03-69 • F. 30-04-2008 1 ANO DE SAUDADE Seu marido e filhos recordam publicamente a sua esposa e mãe, por ocasião de um ano de muita saudade, após a sua partida para Deus. Pedimos uma oração por ela.

II Antologia de poetas lusófonos Autores Diversos Folheto Edições e Design Decorreu no passado dia 5 de Abril, no auditório do Mosteiro da Batalha, o lançamento deste segundo volume da “Antologia de Poetas Lusófonos”, um trabalho editorial da Folheto, em parceira com associações e academias de vários países. Com cerca de 500 páginas, a publicação conta com a participação de 134 poetas, seleccionados dos cerca de 400 participantes, oriundos de doze países, designadamente de Portugal, Brasil, França, Suíça, Inglaterra, Angola, Timor, Canadá, EUA, Brasil, Moçambique e Índia. Segundo Adélio Amaro, coordenador editorial, o objectivo da obra é “promover a Língua Portuguesa, a Lusofonia e os poetas que espalham as suas veias inspiradoras por todo o Mundo”. O editor explica: “As poesias que tatuam as páginas deste livro não são todas de índole académica. Queremos, também, dar voz à poesia mais popular. Mas uma coisa é certa: neste livro todas as poesias têm mensagem. Todas elas transmitem sentimentos. Todas elas cantam a mesma língua. E mais, todas elas nasceram tão distantes umas das outras e conseguiram um elo de verdadeira união através da II Antologia de Poetas Lusófonos.”

. memórias . Por Filomena Monteiro

A Páscoa

Com o passar dos anos, muitas tradições têm sofrido modificações e adaptações ao novo quotidiano, mas a celebração da Páscoa continua praticamente igual, com os mesmos rituais de quando eu era criança. Nos dias de hoje, continuamos a limpar a casa com um certo esmero para a Visita Pascal. Ainda hoje me lembro do cheiro da cera para o chão de madeira e do Dabri que usávamos para a mobília. Umas semanas antes da Visita Pascal, a minha mãe começava a caiar a casa por dentro e o meu pai por fora. Nós, os filhos, ajudávamos na limpeza e envernizamento da mobília. Os colchões eram cheios de camisas de milho novas. Ficavam mais cheios e mais fofos. O dia da Visita Pascal calhava normalmente a um dia de semana, pois o padre não conseguia fazer tudo ao domingo e prolongava a visita pelos restantes dias da semana. Nesse dia, era uma verdadeira correria. As camas eram feitas de manhã e púnhamos umas colchas de seda de cores vivas, que eu não me cansava de admirar, pois só eram postas neste dia. Também era preciso irmos apanhar aquela verdurinha para assinalar a entrada da casa e, por fim, ir ao galinheiro escolher uma boa galinha e metê-la debaixo de um poceiro – pois essa era a “visita” para o senhor padre. Ouviam-se os foguetes e o murmurinho das vizinhas a avisar a chegada do padre. – Meninos, venham para a sala, que vem lá o senhor padre! Assim, lá ficávamos todos em fila, ao lado da minha mãe. O meu pai nunca estava presente, pois ia trabalhar. O padre entrava acompanhado do rapaz da água benta e de um senhor de capa vermelha, que carregava um grande cesto de vime com uma tampa que se abria dos dois lados. Claro, já sabíamos, era o cesto das amêndoas – aquilo por que mais ansiávamos. O padre perguntava-nos o nome, se gostávamos da escola, em que classe andávamos, sorria-nos e dava-nos a Cruz de Cristo a beijar. A seguir, o senhor do cesto dava-nos as amêndoas – quatro ou cinco a cada um de nós – e por fim deixava mais algumas num pratinho que a minha mãe tinha em cima da mesa já para o efeito. O ajudante do padre levava a galinha e retiravam-se. Finda a visita, a casa parecia ter um cheiro diferente. Até as poucas amêndoas davam um certo aroma à sala. O que realmente mudou foi o “homem das amêndoas”, que já não vem, e a “visita” do padre, que já não é uma galinha. Até breve e uma Santa Páscoa!

Classificados

• Limpeza - habitações ou escritórios, na zona da Golpilheira ou Batalha. T. 244767044 ou 914513959 • Limpeza - habitações ou escritórios, na zona da Batalha, Leiria e arredores. T. 917922856. • Explicações de Inglês, Francês e Português, até 9º ano escolar, via internet. T. 228320637 ou email: franciscolaranjeir@hotmail.com. • Passo a ferro, faço recolha e entrega ao domicílio, na Golpilheira e arredores. Tel. 938815586. • Insuflável infantil - vendo ou alugo. T. 918510127 ou www.insuflaveis.pt.vu • Casal urbano - Vende-se na Golpilheira, com casa de habitação, loja e terreno (1.260m2). T. 244767378 • Aluga-se T2 na Golpilheira. Tel. 244767073. Telm. 918609949. • Part-time/Full-time - Optimus/Euphony admite consultores em telecomunicações. T. 936141012 ou joao.r.carreira@hotmail.com

Anuncie grátis o seu classificado!


Jornal da Golpilheira

. útil . lazer .

Abril de 2009

Bombeiros Voluntários da Batalha G.N.R. Batalha Junta de Freguesia Golpilheira Câmara Municipal Batalha Extensão de Saúde da Golpilheira Centro de Saúde da Batalha Hospital de Santo André Farmácia Padrão – Golpilheira Farmácia Ferraz (Batalha) Farmácia Padrão (Batalha) Escola Primária da Golpilheira Jardim-de-Infância da Golpilheira Escola EB 1+2 Batalha Escola Secundária Batalha Escola Artes e Ofícios Tradicionais Segurança Social - Batalha Conservatória R. C. P. Batalha Tesouraria Faz. Pública da Batalha Misericórdia da Batalha Correios (CTT) - Batalha Posto de Turismo da Batalha Biblioteca Municipal Batalha Cinema/Auditório Municipal EDP -Informações (Grátis) Águas do Lena Rodoviária – Agência Batalha Táxis da Batalha Rádio Batalha Centro Recreativo da Golpilheira

244 768 500 244 769 120 244 767 018 244 769 110 244 766 836 244 769 920 244 817 000 244 767 856 244 765 124 244 765 449 244 766 744 244 767 178 244 769 290 244 769 180 244 767 595 244 765 269 244 765 264 244 764 120 244 766 366 244 769 100 244 765 180 244 769 871 244 769 870 800 232 425 244 764 080 244 765 505 244 765 410 244 769 720 244 768 568

O meu sonho é ser pobre um dia!

www.jornaldagolpilheira.com Blog: jgolpilheira.blogspot.com Email: geral@jornaldagolpilheira.com

Nome _____________________________________________

. foto do mês . Cinema na Batalha ...toda a qualidade da 7ª arte tão perto de si! De 6ª a 2ª feira

Dias 17 a 20 de Abril A Pantera Cor de Rosa

Foto: LMFerraz

Adeptos Quase nunca aparecem nas fotos, mas a verdade é que as vitórias também se devem a eles, que estão lá na bancada a dar força aos atletas. Por isso, neste jogo em que as júniores de futsal feminino venceram a Taça por 8-0, um golo é para eles: os adeptos!

pub

Dias 24 a 27 de Abril Marley & Eu

. curta . 2009 previsto em 1867? “Os donos do capital vão estimular a classe trabalhadora a comprar bens caros, casas e tecnologia, fazendo-os dever cada vez mais, até que se torne insuportável. O débito não pago levará os bancos à falência, que terão que ser nacionalizados pelo Estado.” Karl Marx, in Das Kapital, 1867 Assinatura anual PT : 7 euros Europa: 10 euros Resto Mundo: 12 euros

Rua _______________________________________________ Nº ___________ Localidade _______________________________________________________________ Código Postal __ __ __ __ - __ __ __

Porque ser pobre TODOS os dias é muito lixado!...

Pobre

Ficha Técnica Director . Luís Miguel Ferraz (CP 5023) <lmferraz@iol.pt> Director-adjunto . Manuel Carreira Rito (TE-395) <manuelcrito@gmail.com> Composição . Paginação . Luís Miguel Ferraz Colaboradores . Clube de Jornalismo do CRG . Ana Margarida Rito <ana_reef@hotmail.com> André Carvalho <andr_rosa@sapo.pt> Carlos M. Meneses <fadigas@universitarios.com> F. Monteiro <filipemonteiro@portugalmail.pt> Pedro Rosa <ped_ros@hotmail.com> Vera Rito <vrito@esec.pt> Outros colaboradores . António Ferraz (assinaturas), Carlos Santos, Carolina Carvalho (secretária), Célia Capitão, Cremilde Monteiro, Filomena Meneses (assinaturas), Joaquim Santos, José António Santos, José Jordão Cruz, José Travaços Santos, Marco Ferraz (publicidade), Pedro Jerónimo. Propriedade/Editor . Centro Recreativo da Golpilheira (Instituição Utilidade Pública - D.R. 239/92 de 16/10) Presidente: Fernando Figueiredo Ferreira Sede . Estrada do Baçairo, 856 - 2440-234 Golpilheira . Tel./Fax: 244 768 568 Composição. Est. do Vale, 100 - 2440-232 Golpilheira Contribuinte . 501 101 829 Impressão . CIC - CORAZE . Ed. Rainha, 4º Piso . 3720-232 Oliveira de Azeméis . Tel: 256661460 Fax: 256673861 . E-mail: grafica@coraze.com Tiragem desta edição . 2500 exemplares

Estranho... Porquê?!

23

________________________________________

Tel. _____________ Email: _________________________ Data Nasc. ___ / ___ / _____ Entregar ou enviar para: Centro Recreativo - Est. Baçairo, 856 - 2440-234 GOLPILHEIRA


24

. pub .

Jornal da Golpilheira Abril de 2009 Quinta da Fonte Velha 2440-234 GOLPILHEIRA Tel. 244767375 • Tlm. 919854478

Representante das marcas

Rua D. Filipa de Lencastre, N.º 7 A • 2440 BATALHA • Tel. e Fax 244766569

A Junta de Freguesia da Golpilheira deseja a todos um tempo pascal abençoado pelo Ressuscitado!

Desejamos aos nossos clientes e amigos uma Páscoa feliz... em segurança!

O Jornal da Golpilheira, bem como a direcção e os membros das equipas de todas as secções do Centro Recreativo da Golpilheira, desejam aos estimados leitores, sócios, anunciantes e amigos em geral... um santo e feliz Tempo Pascal !


0904 Jornal da Golpilheira - Abril 2009