Page 1

HÁ 45 DIAS O MINISTÉRIO PÚBLICO APREENDIA MÁQUINAS DA PREFEITURA NA FAZENDA DE ROBERTO FARIAS Maior programa de pavimentação de MT

ANO V - NO 92- 20/4 A 9/5/2013 - BARRA DO GARÇAS-MT - FUNDADO EM 01/01/2009 - R$ 2,50 - EMAIL: ASEMANA@ARAGUAIA.NET - WWW.SEMANA7.COM

O Programa MT Integrado, tido como o principal programa do governador Silval Barbosa, prevê para os próximos meses a interligação de pelo menos 44 municípios por estradas pavimentadas. Dados da assessoria de imprensa do governo dão conta de que um total e R$ 1,5 bilhão serão investidos neste setor. PÁGINA 11

Saúde ameaça parar Na tumultuada sessão da segunda-feira (29/04), funcionários da Saúde ligados ao Sintesbre [Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde de Barra do Garças e Região] correram uma lista convocando seus associados para uma assembleia prevista para 20 de maio para discutirem o posicionamento do prefeito Roberto Farias sobre o Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) quando devem apresentar ou não o indicativo de greve da categoria. Página 7

Prefeito lança pacote de obras Numa entrevista concedida à imprensa de Barra do Garças o prefeito Roberto Farias falou sobre seus 100 dias de governo e lançou um pacote de obras orçado inicialmente em R$ 100 milhões. Beto destacou entre os aspectos positivos de sua gestão, a humanização da administração que reduziu impostos e com isso conseguiu triplicar a receita da prefeitura e se aproximou do povo com os mutirões denominados ‘Barra Feliz’ nos bairros da cidade. Página 5

Teté ‘toma’ cadeira de Daltinho na Assembleia Legislativa Página 4

Prefeita Magali consegue título definitivo para setor habitacional

Juiz manda Beto reintegrar Casella Por determinação do juiz Júlio César Molina Monteiro, da Terceira Vara Cívil de Barra do Garças, a prefeitura do município deveria readmitir em 48 horas, a contar da sentença de 26 de abril o controlador Daniel

Marcelo Alves Casella, demitido em janeiro pelo prefeito Roberto Farias, sob alegação de que não estaria trabalhando, conforme noticiou vários portais na internet e a mídia de um modo geral. A decisão favorável ao con-

Estados firmam parceria para construção de ferrovia Uma comitiva de Mato Grosso liderada pelo deputado, José Riva (PSD), participou de audiência em Belém do Pará, em 24 de abril quando foi firmada uma parceria entre os dois estados a fim de buscar a integração logística entre as regiões Norte e Centro-Oeste, por meio de uma ferrovia que ligará as duas unidades da federação, reduzindo custos e tempo para o escoamento de produção. PÁGINA 13

Índice da criminalidade ainda é preocupante

No Dia do Trabalho (1º de maio), os moradores do Conjunto Habitacional ‘Petronilio José dos Santos’ (Antes denominado de Conjunto Habitacional Blairo Maggi), em General Carneiro, ganharam de presente o Titulo Defi-

nitivo de suas moradias. Os mutuários daquele conjunto, segundo disse a prefeita Magali Vilela, possuíam apenas um termo de posse do imóvel que lhes asseguravam o direito de ocupar a casa. P  ÁGINA10

trolador Casella que espera o chamado para se reintegrar ao cargo, com pagamento dos salários retroativos aos meses em que esteve afastado e os respectivos a partir da data estipulada pela Justiça. PÁGINA 9

O comandante do 20 Batalhão de Polícia Militar de Barra do Garças, coronel Paulo Costa, disse em entrevista ao portal Semana7. com que as principais ocorrências que deixam a comunidade com a sensação de insegurança são as de roubo, furto, tentativa de homicídio e o próprio homicídio. O comandante apresentou números que mostram, em alguns casos, que os aumentos de ocorrências são proveniente de acidentes de trânsito. PÁGINA 8

MÉRITO LOJISTA: Os Melhores do Ano CDL

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Barra do Garças, Aragarças (GO) e Pontal do Araguaia (CDL) outorgou em 27 de abril o Prêmio Mérito Lojista a 102 personalidades físicas e jurídicas em concorrida solenidade que reuniu cerca de 800 pessoas no Spasso Buffet, em jantar dançante, a exemplo das edições anteriores. PÁGINAS 18 e 19

Grandes nomes vão estar na 30ª Expoleste PÁGINA 15


Opinião

2

A Semana no Araguaia é uma publicação de Edição Publicidade. Rua Presidente Vargas, 938 - Sala 1 - Centro - Barra do Garças Mato Grosso - CEP: 78.600-000 - Fone: (66) 3407-2976 - CNPJ. 10.828.250/0001-78 - Email: asemana@araguaia.net - WWW. SEMANA7.COM Diretor Geral: RONAN DE SÁ - (66) 9630-6605 Redação: WANDERLEY WASCONCELOS FRANCIELE STREGE (Estagiária) Conselho Editorial: Wanderley Wasconcelos, Ronan de Sá, Reginaldo Baracho e Adalberto Ferreira da Silva Departamento Comercial: JERUSA HELENA - 9227-2740 SHEILA COSTA - 9292-7336 SÉRGIO SANTANA - 9619-6035 Diagramação e Arte: KARLA PATRÍCIA AYR RAONI LUCAS TOLEDO Fotos: SEMANA7.COM Infografia: RONAN DE SÁ Circulação: Barra do Garças e Vale do Araguaia. Circulação Digirida: Cuiabá, Goiânia e Brasília Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião deste jornal. Os originais impressos recebidos, tenham ou não sido publicados, não serão devolvidos.

Mato Grosso, 265 anos O nove de maio, deveria ser comemorado com muita festa e orgulho o 265° aniversário de Mato Grosso, data que lembra o ano de 1748, quando o rei de Portugal, dom João V, através de Carta Régia determina a criação de duas Capitanias, “uma nas Minas de Goiás e outra nas de Cuiabá”. A Capitania das Minas de Cuiabá virou a Capitania de Mato Grosso e para governá-la foi designado Dom Antonio Rolim de Moura, que tomou posse e permaneceu em Cuiabá por cerca de um ano, até que Vila Bela fosse construída. Morou no centro histórico de Cuiabá, próximo à praça que tem o seu nome e que é popularmente conhecida como Largo da Mandioca. Depois, chegou a ser o Vice-Rei do Brasil, o governante maior do país na época, já que El-Rey ficava em Portugal. Seria possível pensar na reconstrução da casa de Rolim de Moura, criando uma nova atração no centro histórico? Sei que existem aqueles que acham que não temos nada a comemorar, pois em Mato Grosso faltam escolas, faltam hospitais, não tem esgoto, não tem estradas, não tem ferrovias, não tem, não tem... São os que só enxergam o que falta. E é importante que existam pessoas assim, em especial aqueles que nessa visão produzem uma critica positiva. Eu já sou da turma que prefere enxergar aquilo que existe, em especial, aquilo que foi produzido pelo trabalho do povo, patrões e empregados, apesar de todas as dificuldades, apesar de tudo aquilo que nos falta. Mato Grosso é hoje o maior produtor agropecuário do país, liderando o país em algodão, milho, girassol, soja e também é um dos maiores produtores de ouro, diamante, madeira, álcool, biodiesel, carnes de frango, suíno, peixe, gado, com um rebanho bovino de quase 30 milhões de cabeças. Mato Grosso não produz armas, bombas atômicas, mísseis, aviões de guerra, como muitos daqueles que nos criticam. Mato Grosso é um dos maiores produtores de alimentos do mundo e com muito orgulho ajuda a matar a fome de um pla-

neta cada vez mais carente de alimentos. Para chegar a esta posição, Mato Grosso contou com a extensão e diversidade produtiva de seu território e, principalmente, com o trabalho determinado e sofrido de sua gente em todos os seus cantos e recantos. Comemorar os 265 anos de Mato Grosso é festejar a grande obra do mato-grossense que ano passado produziu um superávit comercial de US$ 13,0 bilhões para o Brasil e que daria para construir vários hospitais, escolas, ferrovias, duplicações rodoviárias e melhorar em muito a qualidade dos serviços públicos. Mato Grosso, no mês passado, entupiu literalmente o Brasil de grãos, mostrando ao mundo que o país não se preparou em termos de infraestrutura para tudo o que o estado produz, num descompasso que já custa muito caro aos brasileiros em termos econômicos, ambientais e de sacrifício de vidas humanas. Comemorar os 265 anos de Mato Grosso não é ufanismo idiota nem deitar em berço esplêndido, é festejar a riqueza construída e, antes de tudo cobrar, em especial da União, tudo aquilo que o povo que a produz tem direito. É ter vibrado domingo passado com Cuiabá e Mixto na final do campeonato mato-grossense de futebol, com o Dutrinha lotado, e ainda torcer unidos pelo Luverdense depois de amanhã na Taça do Brasil. A pobreza sempre foi o álibi dos maus governantes e agora Mato Grosso é rico sim. Essa desculpa não vale mais. O mato-grossense tem que festejar com alegria, orgulho e muitas cobranças. O sucesso de Mato Grosso é a força do trabalho de seu povo unido na grandeza e diversidade de seu território, nas dimensões exatas exigidas pelo século XXI, o século da internet, da TV a cabo, do asfalto, do avião a jato. Ainda que tenha muito a consertar, Mato Grosso é para ser festejado, imitado e, principalmente, aplaudido. Viva Mato Grosso! JOSÉ ANTONIO LEMOS DOS SANTOS, arquiteto e urbanista, é professor universitário em Cuiabá. joseantoniols2@gmail.com

A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

Você acredita que o anel viário de Barra do Garças comece ser construído este ano? Governador de Mato Grosso, Silval Barbosa cumpre promessa

Araguaia começa ser ligado por asfalto

Editorial

Araguaia e as promessas O

maior programa de pavimentação de Enquanto isso, por falar em Roberto FaMato Grosso está acontecendo. Feliz- rias, não deixaríamos passar em branco seu mente as promessas que se já arras- Pacote de Obras, orçado em R$ 100 milhões, tavam, neste governo, há mais de dois anos, lançado recentemente. Alguns meios de cosaíram do papel para o canteiro de obras. O municação se esqueceram de citar que a conprograma MT-Integrado contempla todas as trapartida da prefeitura é de apenas R$ 10 regiões do estado, incluindo o Vale do Ara- milhões. A modéstia, que significa conforme guaia, de onde Silval Barbosa saiu vitorioso os dicionários “ausência de vaidade; simpliem todas as urnas nas eleições de 2010. Nada cidade, despretensão”, ao que parece, não faz mais justo voltar as atenções de seu governo a parte do figurino do prefeito barra-garcense. este Vale que sempre esteve distante das deciAo anunciar seu ‘Pacote’ ele citou obras sões tomadas em Cuiabá, à exceção da cobran- que sequer são da alçada de sua prefeituça de impostos, de que ninguém está a salvo. ra. O empresário Eduardo Moura contestou Como se sabe, um programa dessa mag- seu anúncio, “não que eu não queira o bem nitude não é qualquer ajudante de ordens a de Barra do Garças, mas acho irresponsável fazê-lo, mas o governador em pessoa, uma anunciar uma obra que não depende dele. É comitiva de fazer inveja a sultões abastados isso que questiono. Ele vem com aquela teoria percorreram alguns municípios do Araguaia. romana de que o povo quer pão e circo. Ele Barra do Garças estava inclusa, não fosse a tem dado circo. Festa ele está fazendo a toda recusa de última hora do ministro dos Trans- hora”, disse ele numa entrevista a este jornal. portes César Borges que Apesar do folguedo aqui viria para lançar as na cauda desse ‘Pacoobras do anel viário que te de Obras’ nem tudo já faz parte do fabulário anda bem para Roberto político local, se o asFarias. É cedo, ainda, sunto se refere a obras para julgar sua adminisestruturais, escassas no tração que já ultrapasmunicípio. sou 100 dias lentos, conApesar do folguedo na cauda Mas obras aconteA esta altura de desse ‘Pacote de Obras’ nem tudo tados. cem, desde que passem seu mandato o juiz Júlio anda bem para Roberto Farias. por um processo, digaCésar Molina Monteiro, mos, ritualístico. Dias da Terceira Vara Cível É cedo, ainda, para julgar sua destes, o presidente da administração que já ultrapassou de Barra do Garças deAssembleia Legislativa terminou que a prefeitu100 dias lentos, contados. A esta ra readmita em 48 horas do estado, José Riva, altura de seu mandato o juiz acompanhado de seu o controlador do mucolega de parlamento Júlio César Molina Monteiro, da nicípio Daniel Casella, Adalto de Freitas foram demitido em janeiro sob Terceira Vara Cível de Barra do ter com o presidente da acusação de que não esAssembleia paraense, Garças determinou que a prefeitura taria trabalhando. O não Márcio Miranda para readmita em 48 horas o controlador cumprimento da ordem tratar de um assunto resulta numa multa diádo município Daniel Casella, que deixou produtores ria de R$ 500. Até o fedemitido em janeiro sob acusação alvoraçados. A construchamento desta edição ção de um braço de fer- de que não estaria trabalhando. O Casella não havia retorrovia que ligue os dois não cumprimento da ordem resulta nado ao seu posto. Ao estados, já denominaprocesso cabe recurso. A numa multa diária de R$ 500. do Femapa que ligaria prefeitura deve recorrer, Água Boa ao porto de lá por suas razões. Barcarena. Pronto, teríamos uma estrada-deEnquanto persiste esse impasse entre ad-ferro e a logística para o transporte reduzi- ministração e o controlador concursado Dariam custos pelo fato de encurtar distância e niel Casella, os servidores da Saúde participatempo. Ideia no papel, agora é correr atrás de ram de uma sessão na Câmara de Vereadores recursos, fechar um cerco em busca desse pro- para acertos de aparas do PCCS da categoria. jeto que em seu nascedouro agradou a todos. O projeto de Reinaldo Silva Chocolate para Por falar em Riva, essa velha raposa à fren- o teto de R$ 950 que o Ministério da Saúde te do recém-nascido PDS e que por nada engo- destina ao município para os Agentes Comule todos os votos de Mato Grosso nas últimas nitários de Saúde (ACS) foi rejeitado por “ser eleições parlamentares, é conveniente citar seu inconstitucional”. O projeto é réplica de um protesto contra a falta de medicamentos de apresentado pelo professor Kiko na gestão alto custo que não estão chagando a quem pre- passada, mas agora, na condição e líder do cisa. Sua assessoria denunciou que são “mi- prefeito naquela Câmara, votou contra sua lhares de pessoas penalizadas” e o problema já consciência, antes de esquerda. se tornou crônico, apesar das reclamações que Na outra margem do Araguaia, em Arase faz ao SUS (Sistema Único de Saúde) ou a garças (GO), o prefeito Aurélio Mendes, quem possa solucioná-lo. (PSDB) diante da situação falimentar em Projetos e reclamações à parte vamos para que se encontra o município, em uma ação a entrega do Prêmio Mérito Lojista, em noite de consenso demitiu secretários e coordenade gala no Spasso Buffet que reuniu centenas dores que agora são voluntários até que as de pessoas que foram prestigiar o já denomi- finanças se equilibrem. A assessoria do prenado ‘Oscar Lojista’ que este ano contemplou feito noticiou o fato como “Atitude drástica”, 104 vencedores incluindo pessoas físicas e jurí- mas sem dúvida honrosa para o gestor que dicas. O prefeito de Barra do Garças, Roberto primeiro pensa no bem-estar da população. Farias, compareceu à solenidade e em breves Nenhum de seus auxiliares deixou o cargo, palavras enalteceu a festa da Câmara de Di- cumprem expediente e sabem, todos eles, rigentes Lojistas, citou Cluster de bioenergia, (aqui incluiu-se o prefeito) que a sociedade as três usinas que vão gerar em torno de 30 aragarcense saberá reconhecer este gesto inémil empregos, mas um conquista no governo dito naquela histórica cidade de bravos cidade Zózimo Chaparral. dãos.

Geany Gomes Batista 23 anos, vendedora “Não. Porque os políticos só prometem. Promessa todo político faz”.

Damares Ferreira 20 anos, vendedora “Não. O governo não parece estar preocupado com esta questão”.

Frederico Jorge Pires 34 anos, atendente farmácia “Não. Na minha opinião, precisarão de uns três anos para que algo seja definitivamente colocado em prática”.

Marcia Gorette Barbosa 33 anos, comerciante “Não. Até porque, não é conveniente, uma vez que 2014 é ano político”.

Leonor Antônio de Freitas 52 anos, servidor público “Não, não acredito”.


A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

Espinafre

Servidores

O vereador Ailton Teixeira - Biroska (PSD) inaugura a coluna Alfinete. É coisa pouca, é só uma agulhadazinha, Biroska. Você que já foi oposição agora senta-se na bancada da direita. Mas política é assim mesmo. Dias destes, você que faz parte do rolo compressor do prefeito na Câmara de Vereadores, denunciou que os PSFs da cidade estão inchados com o remanejamento de funcionários do Pronto Socorro Municipal. Pelo andar da carruagem, se este é o termo, Biroska, há muito inchaço ainda pela frente, principalmente com a contratação de 400 funcionários pelo seu prefeito. Perguntar não ofende, diz um adágio popular. Não teria entre este possante exército de aguerridos servidores alguns deles indicados por Vossa Excelência, DAS 1, DAS 3, DAS e DAS.... É só uma agulhadazinha, Biroska.

“Rigor nada tem a ver com o que a academia se tornou com o passar dos anos: um antro de política lobista e de burocracia da produtividade a serviço da morte do pensamento. A universidade está morta e só não sente o cheiro do cadáver quem tem vocação para se alimentar de lixo”. [Fonte: Luiz Felipe Pondé, em “O filósofo do martelo na academia”, Folha de S. Paulo, 5 de novembro de 2012]

Uma equipe do Grupo Edição já trabalha na elaboração da revista Gente Centro-Oeste. Em destaque um levantamento sobre agronegócios no Vale do Araguaia. A equipe promete cobertura, inicialmente, nas principais cidades do estado, incluindo a capital, Cuiabá, e já conta com a parceria da Assembleia Legislativa e do SENAR. A revista deve chegar às bancas em julho.

CORREIOS

Inaugurada com devida pompa a agência dos Correios na cidade de General Carneiro. O nome da cidade homenageia o general de Exército, expedicionário da Guerra do Paraguai e que pertenceu ao comando do Marechal Rondon na composição do telégrafo de fios no interior do país. Naquela comunidade as primeiras bases dos telégrafos chegaram nas primeiras décadas do século passado. Bravo!

CANTO DE GALO

Malgrado o que há de ruim na Feira Coberta de Barra do Garças, soma-se a tudo isso a falta de higiene e alguém que possa orientar os feirantes no que diz respeito aos preços praticados contra indefesos consumidores. Só para se formular um exemplo o frango caipira esteve à venda (sem muito sucesso) nesta última edição dos feirantes ao custo de R$ 38. Salve-se quem puder.

SAÚDE

Um brinde aos servidores da Saúde em Barra do Garças que lotaram a Câmara de Vereadores na segunda-feira (29) para pressionar ajustes no Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS). É isso aí, aquele a gente só funciona na pressão sistemática. Repitam a dose e contem com o apoio dos barra-garcenses que querem bem esta cidade.

Civilidade

PULSO FIRME

O deputado federal Carlos Bezerra rebateu em data recente as críticas contra o governador Silval Barbosa, ambos do PMDB. “Não há influência partidária. Ele faz o governo de forma republicana e suprapartidariamente”, disse o velho cacique. Bezerra negou também a possível existência de núcleos de poder dentro governo, em torno do presidente da Assembleia José Riva (PSD) e dele próprio. “Isso não procede. Ele [Silval] tem personalidade própria, eu fico abismado com isso”. Apesar da fama de Silval, Bezerra garante que ela não retrata a realidade. “Tentam passar essa imagem deturpada. Ele tem comando sim e terminará o seu governo com sucesso”. [Com RDNEWS]

ATÉ AQUI DE MÁGOA

Agora é pra valer. O deputado Adalto de Freitas (Daltinho) dá sinais de que deve romper com o PMDB. Ao que tudo indica o deputado do Araguaia está de malas prontas para o MD (Mobilização Democrática) e deverá fazer oposição ao governador Silval Barbosa. Daltinho diz que Mato Grosso está submetido à incompetência. O líder do governo na Assembleia, Romoaldo Júnior, reagiu e diz que o suplente de deputado está magoado com o PMDB. Põe mágoa nisso.

SAÚDE

A saúde em Barra do Garças vai bem. Vai bem, desde que você não precise do Sistema Único de Saúde (SUS). Semana passada, um jovem que faz tratamento no Caps chegou em dia e hora marcada para a consulta com a psicóloga. De pronto o jovem paciente foi avisado de que a profissional havia saído sem saber a hora que voltaria. O rapaz perdeu seu dia e, sem saber, sua irmã passou dez minutos depois e flagrou a psicóloga lanchando, folgadamente. Seria bom, se tivesse a quem reclamar.

Tem mais!

Por falar em atendimento de saúde pelo SUS, um senhor de 82 anos foi levado por sua filha para ser atendido em dia e horário marcado. A atendente disse que a doutora havia viajado. Mandou que voltasse ao Posto de Saúde para remarcar a consulta para daqui há 15 ou 20 dias. É assim que caminha a saúde de Barra do Garças. O ministro da Saúde deveria se fantasiar de cidadão comum, visitar os grotões do país para saber como o povo é atendido pelo SUS.

POLÍTICA

Àqueles que pensavam que o grupo do ex-prefeito Wanderlei Farias estivesse esfacelado, enganam-se. Houve sim, um hiato. Melhor dizendo um intervalo para repensar estratégias. Não haverá ódio, retaliações, como o que acontece nestes dias amargos de nova administração, e sim estratégias, inteligência, fundamentos básicos para condução de um conjunto afinado com os interesses do município. É véspera de ano eleitoral, de expectativas e de esperanças. É só esperar

Não queremos, em momento algum, pensar que os vasos que enfeitam a Avenida Ana Lira estejam sendo retirados por vândalos. Demorou o sentido de urbanidade chagar à cidade e não seria agora que iríamos deixar esse grave problema escorrer pelo ralo. A Secretaria de Obras, de Urbanismo, de qualquer setor responsável deve vir a público explicar à população indignada com tanta falta de vergonha, de respeito com a coisa pública. O zelo, não só pela Ana Lira, mas de todas as ruas da cidade cabe ao barra-garcense, às pessoas que amam esta cidade, a exemplo da empresária Téia Fava, ex-secretária de Urbanismo e responsável pelo designer daquele projeto que é um convite ao passeio público. Agulhadazinhas a quem for pego com pelo menos um dos vasos na mão.

Sentença

Ao que parece a prisão do Secretário de Administração Isaias Mariano do governo de Roberto Farias não foi suficiente para mostrar ao prefeito que deve respeitar o Poder Judiciário e suas decisões. Sob a alegação de que “quem manda na prefeitura é ele” várias são as decisões judiciais não cumpridas pelo Prefeito até o momento. Alguns cidadãos que tiveram seus direitos desrespeitados chegaram inclusive a escutar que “ordem judicial antiga eu não cumpro, e as novas eu deixo ficar antiga”. E assim o coronelismo continua.

Com que Roupa?

Final de tarde, sob um calor de quase 40 graus, um repórter deste jornal encontra por acaso com um vereador que o cumprimenta lá do outro lado da rua. Ele traja um terno escuro e tinha o pescoço arrochado por uma gravata que em tudo destoava seu traje. Mas ao que parece ele se sentia muito bem, pelo menos diferente dos barra-garcenses que o elegeram vereador. Eis aí uma função que pelo andar da carruagem (para usarmos um termo surrado) poderia muito bem entrar em fase extinção para alguns e talvez poucos sentissem a falta destes. Às segundas-feiras eles se reúnem, discutem o óbvio, aprovam o projeto que vier da prefeitura, assinam papéis, escamoteia a língua de Camões e são sensíveis às críticas que por ventura não se coadunem com as que trazem na cabeça. Recebem um salário infinitamente menor que a dignidade do povo barra-garcense e se acham. Ou melhor, podem ser vistos no escaldante final de tarde dentro do tal terno, que embora, em alguns casos não sejam moldados, lhes assentam muito bem à pele pelo papel que desempenham.

Peba no Bock

Quando candidato o hoje vereador Valdei Leite Guimarães Pebinha (PSB) se dirigia aos eleitores como amigos, colegas, aquela lengalenga de sair pedindo votos para ser político que todo mundo conhece e a maioria abomina. Em seu santinho, em sua plataforma manual figurava os dizeres: responsabilidade, saúde (ele é funcionário dessa pasta), seriedade, honestidade, trabalho, compromisso, ética, respeito, competência, transparência e parceria. Em 29 de abril, Pebinha que faz parte da base de sustentação do prefeito deu, então, o ar de sua graça conforme frisou em rede social quando ele teria chamado os servidores da Saúde do município de cambada de baderneiros. Os dizeres foram ilustrados por um vidro de Óleo de Peroba. O assunto se tornou um ‘hit’ na web. É só uma agulhadazinha, Pebinha!

Paciência Submersa

IMPRENSA

Aqueles que duvidam do mal feito basta andar à noite pelas ruas que demandam às Faculdades Unidas do Araguaia (Univar). O motorista vai encontrar buracos, crateras, remendos, lixo, o que for possível e, o pior, sem ter a quem reclamar. A demanda de carros àquele local é talvez a mais significativa em função das centenas de universitários que frequentam aulas noturnas. A falta de infraestrutura, em certos locais, sem exagero algum, parece cenário de guerra. Em data recente a prefeitura lançou um pacote de obras e o que se espera é que ruas que dão acesso àqueles setores sejam contempladas antes que chegue de novo o período das chuvas em que várias ruas ficaram ‘submersas’ enquanto a paciência do povo se esgotava, a procura de alguém para reclamar.

Certa feita, e sem grande valia como quase tudo que acontece naquela Casa, discutiu-se um lugar para a imprensa na Câmara de Vereadores de Barra do Garças. Lugar de jornalista é no meio do povo. Não tem essa de mesinha pra jornalista não. Imprensa não é Quarto Poder. Jornalista não é autoridade. Em nome da liberdade de expressão, ela (a imprensa) deve indicar acertos e tropeções, escorregões, noticiar os fatos como estes: a Câmara questionava espaço para depois ceder lugar para a Difusora, que transmite as sessões, agora às segundas-feiras.

GREVE

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Barra do Garças e Região (Sintesbre), Luzilerne de Fátima Sousa , na tumultuada sessão de 29 de abril, reclamou dos políticos que bateram à porta do Sindicato para pedir votos e agora lhes dão as costas. A sindicalista cobrou as promessas de Roberto Farias feita à categoria por ocasião da campanha eleitoral que o elegeu prefeito. “Prometeu tem que cumprir”. Há em tudo isso um indicativo de greve.

Milênio

NÚMEROS: Professores em Xeque Reciclagem permanente: os docentes, em geral, saíram da universidade há muito tempo e os conhecimentos se modificam a todo momento.

Opinião É só uma agulhadazinha!

ASPAS

REVISTA

3

Treinamento tecnológico: é preciso estar à frente dos alunos quando o assunto é tecnologia.

Baixa remuneração: fator responsável por atrair pessoal sem qualificação.

Gestão: a educação brasileira sofre com o problema de gestão ruim, em que os recursos são mal-aplicados e os professores não são valorizados. [Fonte: Pró-reitor Antônio de Araújo Freitas Júnior, da FGV/Folha de S. Paulo, 28 de abril de 2013]

Tivesse a cidade uma Coordenadoria de Trânsito eficaz talvez o engarrafamento de alguns setores fluísse com um pouco mais de inteligência. Para situar o leitor, a avenida em frente ao Posto Milênio, próximo ao Alto Boa Vista, é um risco diante de qualquer descuido do motorista. Não se sabe há quanto tempo desavisados ocupam a frente do posto para estacionar caminhões que veda qualquer chance de visão àqueles que sobem a Rua XV de Novembro. A travessia naquele local é um exercício que a todo minuto coloca a vida de pessoas em risco. Seria conveniente que o setor que for responsável por desmando dessa natureza tomasse providências. Em tempo, deveria uma autoridade ligada ao trânsito passar em frente ao Supermercado Nilo para analisar se é necessário um semáforo no local. Se não, deixem como está para ver como é que fica.


Política

4

A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

EMBATE

Teté ‘toma’ cadeira de Daltinho na AL Intrigas internas no PMDB tira de cena o representante do Araguaia e muda 1o escalão

DA REDAÇÃO asemana@araguaia.net

O suplente Adalto de Freitas - Daltinho (PMDB) está fora da Assembleia. Ontem à tarde, por volta das 14 horas a assessoria da ex-secretária de Turismo, Teté Bezerra (PMDB) protocolou o pedido para reassumir sua vaga de deputada. A nota oficial e sua exoneração assinada pelo governador Silval Barbosa (PMDB) só foi publicada na quarta-feira (8), no Diário Oficial. O retorno de Teté Bezerra à Assembleia Legislativa, em mais de dois anos como secretária de Estado faz parte das retaliações de seu partido contra desafetos, ou se preferir, daqueles que não comungam com o que diz a cartilha do partido que é governo. Fora da Assembleia o Vale do Araguaia fica sem um representante e, ainda por cima deve enfrentar processos por infidelidade partidária, conforme noticiou o portal cuiabano RDNews. De acordo com comentários políticos que circularam pela capital a cúpula do PMDB tentou evitar a que a exoneração de Teté vazasse para imprensa de modo que o então deputado Daltinho fosse pego de surpresa. A tentativa foi um malogro, sinal de que a ‘inteligência’ do partido fala demais. Dentre os conspiradores para a queda do suplente de deputado Daltinho estava o líder do governo na Assembleia, Romoaldo Júnior (PMDB), que disse ao portal citado a pouco que pessoalmente “liderava um movimento pelo retorno de Teté e a consequente saída de Daltinho que nesses últimos dias não poupava críticas ao seu ex-companheiro Silval Barbosa. “Não existe mais espaço para esse cara no partido”, disse Romualdo ao RDNews. O próprio governador entrou na briga com o suplente. Ele teria dito que Daltinho vem de uma série de derrotas em Barra do Garças, “perdeu a prefeitura e quer atribuir esse fracasso ao partido”. Silval Barbosa disse ainda que antes das eleições a posição dele era outra. De fato, o governador deve se lembrar da campanha de 2010, em que o ex-deputado subiu em todos seus palanques no Vale do Araguaia de onde saiu vitoriosos nas urnas de todos os municípios da região. O pomo da discórdia entre Daltinho e Silval Barbosa teria começado por questões locais em seu município, Barra do Garças e se acentuou mais recentemente quando o então deputado denunciou supostos atos ilícitos ocorridos no Paiaguás e, mais recentemente (na

segunda-feira (6) que o governo estaria submetido à incompetência, desmandos e fortes indícios de corrupção”. O ex-deputado Adalto de Freitas – Daltinho não consegue esconder certa frustração e decepção com a decisão de Teté Bezerra em voltar a assumir a sua vaga na Assembleia “Fui pego de surpresa. Não recebi nenhum comunicado do partido e muito menos da deputada. Fiquei sabendo através da imprensa”, disse ele ao portal 24Horas News. Daltinho ameaçou também que se caso for expulso do partido (ele é uma das principais expressões dessa sigla no Vale do Araguaia) “Vou colocar a boca no trombone. Tem muita coisa que a população precisa saber sobre o PMDB e também sobre o governo. Na hora certa vou falar tudo o que sei, dar detalhes”, ameaçou. NOVO SECRETÁRIO Teté Bezerra assenta-se em sua cadeira na Assembleia Legislativa, Daltinho volta a dirigir suas empresas e Jairo Pradela, este peemedebista de carteirinha, fiel escudeiro de Carlos Bezerra, já responde como secretário de Desenvolvimento do Turismo. Sua entrada no primeiro escalão do governo de Silval Barbosa foi através do Ato 13.947, que o fez substituto de Teté, esposa de Bezerra que volta à

condição e deputada, sem disparar críticas ao governo. O novo secretário reside em Rondonópolis e seu perfil

é mais político que técnico. Jairo Pradela passou muito tempo como espécie de adjunto e com a chegada de

Silval ao poder e as consequentes encrencas dentro do PMDB, Pradela chega ao primeiro escalão sob as bênçãos

do cacique Carlos Bezerra. [Com Jacques Gosch, Patrícia Sanches e Wanderley Wasconcelos]

JUSTIÇA

TJ afasta Riva da presidência da AL; decisão atinge Bosaipo RD NEWS Nayara Araújo/Jacques Goscho

O deputado estadual José Riva (PSD) foi afastado da presidência da Assembleia Legislativa nesta terça (7) e deverá devolver ao erário mais de R$ 2,6 milhões. A decisão é da Terceira Câmara Cível (de Direito Público) do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, que por unanimidade votou, pela perda de sua função pública. O afastamento que foi destaque na imprensa do país não deverá ser imediato. O cumprimento da decisão depende da publicação do acórdão e consequente notificação. Além disso, existe a possibilidade da defesa de Riva ingressar com cautelar no Superior Tribunal de Justiça (STJ) pleiteando efeito suspensivo da decisão durante o trâmite do recurso. Especialistas em Direito Eleitoral consultados por RDNews acreditam que, com essa decisão, a tendência é que Riva entre no rol dos ficha sujas. Isso porque, a Lei Complementar 64/90, alínea L, afirma que o réu se torna inelegível se condenado, em órgão colegiado, por ato de improbidade

administrativa que enseje dano ao erário e enriquecimento ilícito. Caso a tendência seja confirmada e o os itens previstos na legislação constem no acórdão, Riva ficará inelegível por 8 anos, contados a partir do término do seu mandato.Com isso, só poderá voltar a pensar em nova candidatura após 2022. Com o afastamento de Riva, o 1º vice-presidente e líder do governo, Romoaldo Júnior (PMDB), assume a presidência. O peemedebista ainda aguarda notificação. “Estou preparado para assumir, mas lamento a decisão da Justiça. O cargo pertence ao Riva e torço para que a decisão seja revertida”, declarou ao portal cuiabano. O processo é referente ao desvio dos R$ 2,6 milhões do Legislativo. O imbróglio também culminou na acusação de improbidade administrativa e afastamento de Humberto Bosaipo das funções de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). O julgamento havia sido adiado na semana passada porque o revisor do processo, juiz Sebastião Farias, decidiu pedir

vistas. Hoje, no entanto, Sebastião e a desembargadora Maria Aparecida Ribeiro seguiram o voto da relatora Maria Erotides Kneip Baranjak pelo afastamento de Riva. A decisão aconteceu duas semanas após o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) ameaçar a instauração de procedimentos administrativos contra membros do Judiciário que, eventualmente, estariam protelando decisões em processos contra o deputado. O próprio corregedor nacional de Justiça, ministro Francisco Falcão, chegou a elaborar Pedido de Providências ao Tribunal de Justiça com intuito de apurar o trâmite dos processos envolvendo o social-democrata. Na oportunidade, Falcão pediu ao presidente do Tribunal, desembargador Orlando Perri, que o informasse todas as ações que tramitam em 1ª e 2ª instância contra Riva. O corregedor ainda solicitou detalhes como local de tramitação, nome do magistrado responsável, data do ajuizamento da ação e dia de última movimentação. Riva e Bosaipo, além de

outros dois réus, foram acusados pelo Ministério Público Estadual (MPE) de emitir 48 cheques à empresa de fachada Sereia Publicidade e Eventos Ltda, que teria prestado supostos serviços ao Legislativo. À época, atuavam como presidente e 1º secretário da Mesa Diretora da Assembleia, respectivamente. OUTRO LADO Por meio da assessoria, Riva disse que, apesar de respeitar a decisão, não concorda. Os advogados aguardam a publicação do acórdão para apresentar recurso. O parlamentar anunciou uma coletiva para esclarecer os fatos. Ao que se sabe Riva terá que devolver ao erário R$ 4,7 milhões desviados dos cofres públicos, entre 2001 e 2002. Deste montante R$ 2,1 milhões são referentes a 44 cheques em favor da firma individual DP Quintana Publicidade, aberta com o CNPJ de uma empresa de peças íntimas femininas. Outros R$ 2,6 milhões são referentes a 48 cheques em favor da empresa fantasma Sereia Publicidade e Eventos.

Riva anunciou que vai recorrer das decisões do Tribunal de Justiça. Segundo ele, desde o julgamento na primeira instância, as decisões têm sido desfavoráveis principalmente por ferir esse princípio previsto no Código de Processo Civil. “Não pode haver condenação por presunção. Nas ações de improbidade, os dois lados devem ser ouvidos, conforme o inciso II, do artigo 330, do Código de Processo Civil”, argumenta. “O deputado informou também que o Ministério Público solicitou na época uma auditoria do Tribunal de Contas que, conforme relatório apresentado, mostrou que os procedimentos para compra de materiais e as prestações dos serviços foram lícitos. “O Ministério Público sequer citou esse relatório no processo e nem usou como prova. Isso mostra que a intenção não é esclarecer a verdade”, disse. “Reforço que tenho plena confiança no Poder Judiciário e na Justiça isenta. Irei cumprir a decisão, todavia vou combater juridicamente qualquer abuso e injustiça cometida”, afirmou.


A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

5

Política

OBRAS

Roberto Farias lança pacote de obras

DA REDAÇÃO asemana@araguaia.net

Numa entrevista concedida à imprensa de Barra do Garças o prefeito Roberto Farias falou sobre seus 100 dias de governo e lançou um pacote de obras orçado inicialmente em R$ 100 milhões. Beto destacou entre os aspectos positivos de sua gestão, a humanização da administração que reduziu impostos e com isso conseguiu triplicar a receita da prefeitura e se aproximou do povo com os mutirões denominados ‘Barra Feliz’ nos bairros da cidade. Entre as obras anunciadas pelo prefeito barra-garcense destacou ampla reforma da Praça da Matriz de Santo Antonio, que ele fez questão e adiantar que será “a praça mais bonita da cidade”, assim como a Avenida Perimetral que liga o setor São José à Vila Maria. Com parceria do governo do estado, o prefeito de Barra anunciou a construção de um moderno Centro de Convenções climatizado para três mil pessoas na UFMT e recapeamento de ruas com recursos do PAC 2 do governo federal. “Vamos ter investimentos na ordem de 100 milhões em Barra do Garças”, frisou. O prefeito anunciou a construção de dois postos de

SEMANA7.COM

Para comerar os 100 dias de governo o prefeito de Barra do Garças lançou um pacote de obras com merecido alvoroço

PRAÇA DA MATRIZ DE SANTO ANTONIO, UMA REFERÊNCIA DE URBANISMO DE BARRA DO GARÇAS E QUE DEVE PASSAR POR AMPLA REFORMA

saúde (PSF) um no Jardim Piracema, outro no Sena Marques, assim como a reforma do terminal de coletivos e construção de banheiros novos na Feira Coberta. “Vamos reformar o terminal que foi abandonado pela gestão pas-

sada”, enfatizou. Roberto Farias indicou 32 ruas no bairro Santo Antônio que serão recapeadas, 13 no Jardim Araguaia; duas no Jardim Pitaluga; 19 no Jardim Amazônia (BNH). A Avenida Francisco Lira no bairro São

João, três ruas no setor Dermat, sete no centro comercial, a Avenida Independência e várias outras ruas em bairros diversos da periferia de Barra. Para o setor de esporte Roberto Farias frisou ter sido “outro setor abandonado pelo

ex-prefeito”. A prefeitura assinou convênio para construção da Casa do Atletismo na ordem de R$ 800 mil sendo que metade desse recurso será contrapartida do município e reforma dos ginásios Arnaldo Martins, no bairro São Bene-

dito e o do setor Serrinha (no complexo Santo Antonio). “Esse ginásio do Santo Antônio foi abandonado pela gestão passada e estava na iminência de cair na cabeça dos atletas”, destacou. Sobre o balanço dos 100 dias de governo, Roberto avaliou como positiva e agradeceu o empenho de secretários, servidores e colaboradores que estão se empenhando em tornar a administração mais dinâmica. Segundo Roberto, ele recebe elogios todos os dias pelo fato de ouvir a comunidade fato que não acontecia antes. A coletiva de Roberto foi acompanhada por dez dos 15 vereadores, secretários municipais e colaboradores. O vice-prefeito Mauro Piauí (PT) destacou a contribuição do governo federal com recursos do PAC, habitação e outras áreas auxiliando no crescimento de Barra. O presidente da Câmara Municipal, Miguel Moreira Alves (Miguelão) disse que os projetos têm apoio da maioria dos vereadores fato também observado pelo líder do prefeito, vereador Odorico Ferreira Cardoso Neto, professor Kiko (PT). O suplente de deputado estadual Leandro Soares (PSD) parabenizou o arrojo de Roberto Farias, o de “lançar tantas obras em Barra nesse início de governo”.

CUSTOS

“100 milhões de reais de onde vai sair todo esse dinheiro” SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

O prefeito de Barra do Garças, Roberto Farias (PSD), anunciou em 24 de abril um pacote de obras, orçado em R$ 100 milhões, sendo R$ 11 milhões de recursos próprios, de modo a contemplar, segundo disse, seus primeiros 100 dias de governo. Contido nesse maço a que denominou de pacote estão, entre outros, urbanização da Praça da Matriz Santo Antonio, perimetral entre Nova Barra e São José, conclusão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), recapeamento de ruas, infraestrutura do aeroporto, serviços de drenagem, um Posto de Saúde, pontes e recuperação de estradas no interior do município. Tão logo anunciou este seu pacote começaram os questionamentos da oposição, não para contestar o que seja bom para o município, “mas para exigir que não se diga meias-verdades. Quando vi a manchete de 100 milhões fiquei entusiasmado, mas o que tem a ver reforma do aeroporto com o Beto Farias se essa obra já estava definida anteriormente?”, indaga o empresário Eduardo Moura (PPS), numa entrevista no final da tarde de quinta-feira (2) a este jornal. Nos cálculos de Eduardo Moura o que foi dito no lançamento do pacote deixou em dúvida maioria da população. “A Praça da Matriz é um projeto que o ex-prefeito Wanderlei Farias já tinha pronto e só não o executou porque houve atraso do repasse do governo do estado e teve, portanto, que remanejar aquele recurso para o setor de Saúde. Logo essa obra nunca pertenceu ao Beto”, disse. Passando a limpo, Eduardo Moura não deixa por

menos e na condição e pré-candidato a deputado estadual diz que a verba para a UPA também “não depende do prefeito, é um projeto do governo federal, uma das promessas falsas da presidenta Dilma [Rousseff], mas que até agora não aconteceu”. “Então, ele quer dizer que na realidade vai colocar pouco mais de 10 milhões neste pacote. Isto é muito pouco para uma cidade como Barra do Garças, enquanto o restante do dinheiro ele não diz ao povo de onde veio, ou virá, mas todos sabem que são emendas de parlamentares que são difíceis de chegar a sua fonte”, ironiza. Segundo o empresário o governo estadual “não vem cumprindo com nada do que garante. Os deputados não apresentam emendas. Eu chego a brincar quando digo que Beto foi modesto, deveria ter dito 300 milhões. Na realidade o que se houve falar desse prefeito é sobre aumento de salários, incluindo o dele, claro, dos secretários e a contratação de mais de 400 funcionários para conseguir apoio da Câmara de Vereadores”. Eduardo diz que tem dúvidas em relação às promessas de Roberto Farias. “Não sei se ele vai ter recursos para fazer tudo isso que fala. Ele vem com aquela teoria romana de que o povo quer pão e circo. Ele tem dado circo. Festa ele está fazendo a toda hora. Nisto ele é bom. Agora, administrar, tampar buracos, fazer algo importante para a cidade ele pouco faz”, ironiza. Se o assunto é emprego, Eduardo Moura diz ser injusta a citação de Roberto Farias ao se referir aos 30 mil empregos que serão gerados pela usina de álcool Cluster. “Isso foi um programa do ex-prefeito Chaparral. Eu comparo

o Beto com o Lula e a Dilma que navegaram no sucesso de Fernando Henrique Cardoso, sem reconhecer o mérito do antecessor”. Conforme Eduardo Moura o prefeito Beto Farias é assim. “Ele fala mal do ex-prefeito, diz que recebeu a prefeitura ‘com’ dificuldades, mas que não teve para contratar, aumentar seu próprio salário. Acho que a coisa está ficando complicada. Creio que ele esteja querendo chegar ao limite da presidente Dilma, a 28 ou 30 secretarias. Isto se chama inconsistência, incoerência, muita conversa. Ninguém em sã consciência é contra pacote de obras, desde que se traga algo de bom para a cidade e que não cubra o município de dívidas”. O empresário disse ainda que acha “pouco irresponsável anunciar um pacote de obras que não depende dele [do prefeito]. É isso o que questiono. Uma administração se constrói à medida que as coisas acontecem”. Caso fosse o prefeito ele disse que não perderia tempo, “sairia em busca de investidores para geração e empregos, manteria a cidade funcionando. Isto exige trabalho, acompanhamento e um enorme controle de custo. Beto está focado na atividade ‘meio’ e se esquece da atividade ‘fim’”. Depois de citar o termo “inconsistência” Eduardo Moura retoma a conversa e diz que “tem um líder na Câmara de Vereadores [Professor Kiko (PT)] que apresentou na gestão passada um projeto que foi rejeitado. Agora, um vereador de oposição [Reinaldo Silva Chocolate (PMDB)] copia o projeto e ele [Kiko] diz que é inconstitucional. Essa inconsistência de valores que acho preocupante na gestão do Beto”.

SEMANA7.COM

“Ele vem com aquela teoria romana de que o povo quer pão e circo. Ele tem dado circo. Festa ele está fazendo a toda hora”.

EMPRESÁRIO EDUARDO MOURA ATENTO À REALIZADA DO MUNICÍPIOE CRÍTICAS À GESTÃO DE BETO FARIAS


Política

6

A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

ESTRADAS

Português apresenta projeto que destina 30% do Fethab aos municípios parágrafo único do artigo 1º da Lei 7.263/2000, que cria o Fethab. Com essa inclusão, fica assim descrito: “Até 30 % do total de recursos arrecadados pelo Fundo deverão ser distribuídos entre os municípios, que os usarão exclusivamente na construção, reforma e recuperação de seus pavimentos asfálticos”. Segundo o deputado, as rodovias de Mato Grosso precisam com urgência de maior atenção, principalmente aquelas municipais que, na época das chuvas, ficam intransitáveis e deixam comunidades isoladas, sem

JORGE ESTEVÃO Assessoria de Gabinete

O deputado estadual Airton Português (PSD) apresentou projeto de lei (PL) que obriga o Estado a destinar 30% dos recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) aos municípios que aplicarem diretamente na restauração de estradas municipais. Lido em Plenário, o PL segue para comissão específica e depois à CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação). No PL, o deputado requer a inclusão de inciso no

combustível e alimentos nos supermercados. “Pior que isso é a violação dos direitos e da dignidade dos que conduzem carretas e caminhões e sofrem com a precariedade das estradas”, afirmou Português, na justificativa do projeto. Português cita a Constituição Federal, que entre seus dispositivos mais importantes destacam-se os que tratam dos direitos dos direitos individuais e coletivos. “Saúde, educação, moradia, transporte, entre outros, são direitos de todos brasileiros”, afirma o socialdemocrata.

De acordo com o deputado, a maior parte dos recursos arrecadados pelo Fethab está sendo utilizado nas obras da Copa do Mundo de Futebol 2014, em Cuiabá e Várzea Grande. Nos últimos três anos, o Fundo arrecadou cerca de R$ 2 bilhões. Desse total, cerca de R$ 500 milhões foram direcionados para obras de mobilidade urbana em Cuiabá e Várzea Grande. “Não somos contrários a essas realizações, no entanto o governo está preterindo muitos municípios”, afirmou o deputado.

AMBIENTE

DA ASSESSORIA Silvia Sousa

O prefeito de Torixoréu, Odoni Coelho, acompanhado do Deputado Estadual Adalto de Freitas (Daltinho) visitou o secretário de Meio Ambiente, José Lacerda quando assinaram o termo de cooperação técnica entre aquela pasta e a prefeitura de Torixoréu, que dá autonomia ao município para emitir licença ambiental de pequeno impacto. Neste sentido, o licenciamento ambiental é o procedimento administrativo pelo qual o órgão ambiental competente estabelece as condições, restrições e medidas de controle ambiental que deverão ser obedecidas pelo empreendedor - pessoa física ou jurídica -, para localizar, instalar, ampliar e operar empreendimentos ou atividades utilizadoras dos recursos ambientais, consideradas efetiva ou potencialmente poluidoras, ou aquelas que, sob qualquer forma, possam causar degradação ambiental. A participação dos municípios no licenciamento ambiental foi preconizada pela Resolução do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), nº 237/97, que prevê a transferência aos municípios do licenciamento de empreendimentos e atividades de impacto tipicamente local. Em Mato Grosso as atividades consideradas de impacto local

ASSESSORIA

Odoni assina termo de licenciamento ambiental

SECRETÁRIO DE AMBIENTE, JOSÉ LACERDA, PREFEITO DE TORIXORÉU, ODONI COELHO E DEPUTADO DALTINHO

estão contidas no anexo único da Resolução do Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema), nº 04/2008. É importante esclarecer que ampliação ou modernização dos empreendimentos e atividades já licenciadas pelo órgão municipal de meio ambiente implicarem impactos ambientais que ultrapassem os limites territoriais, a competência do licenciamento ambiental será do órgão ambiental do estado. Cabe, portanto, observar que não se trata mais de de-

legação de competência aos municípios, pois estes são constitucionalmente competentes para o exercício dessa atividade. Trata-se de um acordo visando definir as atividades de impacto local, o que possibilitará o licenciamento das mesmas pelo município sem que haja questionamento acerca de eventual conflito de competência com as atribuições de responsabilidade do Estado. Os benefícios da descentralização é diminuir a demanda por Licenças Ambien-

tais na SEMA, possibilitando assim que a mesma se dedique mais a outras atribuições de sua competência. Além disso, baixo custo com taxas de serviços; e aumenta a eficácia do Controle Ambiental, já que técnicos locais conhecem melhor a região. “Com isso vamos aperfeiçoar o uso dos recursos públicos e fortalecer a Gestão Ambiental Municipal, além de facilitar a vida do cidadão, evitando, assim, seu deslocamento até a capital do estado”, disse Odoni.

SAÚDE

Riva cobra providências contra a falta de medicamentos de alto custo O deputado apresentou requerimento ao governador Silval Barbosa e ao secretário de Saúde, Mauri Rodrigues, solicitando solução para o problema Secom/AL Assessoria da Presidência

Milhares de pessoas estão sendo penalizadas pela falta de medicamentos na Farmácia de Alto Custo em Cuiabá. Esse problema que já se tornou crônico apesar das constantes reclamações de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) na Ouvidoria e denúncias frequentes feitas através da imprensa em todo o estado. Para uma solução imediata para o problema o presidente da Assembleia Legislativa, José Riva (PSD), apresentou em data recente um requerimento ao governador Silval Barbosa (PMDB), com cópia ao secretário de Estado de Saúde, Mauri Rodrigues, solicitando informações e providências. O objetivo é assegurar os direitos de quem precisa acessar a rede pública para receber medicamentos indispensáveis ao tratamento de diabetes, hipertensão, doenças renais, Alzheimer, Aids e câncer, entre outros. No requerimento, o de-

putado Riva solicita a relação dos medicamentos que estão em falta na Farmácia de Alto Custo, incluindo os relacionados na Portaria GM/MS 2981, de 26/11/2009, e as justificativas para a ausência destes remédios de uso contínuo. O deputado quer saber ainda qual a previsão de normalização dos estoques e questiona a ausência de planejamento para aquisição destes medicamentos, que provoca a falta constante e o risco de morte para muitos usuários carentes. Em sua justificativa Riva lembra que a aquisição dos medicamentos de alto custo é realizada pela SES e a distribuição é responsabilidade de uma OSS (Organização Social de Saúde) contratada em 2011 para normalizar o atendimento a este público específico. Segundo informações, a OSS emite relatórios com bastante antecedência para a secretaria de Saúde, sobre a necessidade de aquisição dos remédios. “A falta de aquisição em tempo hábil caracteriza ausência de planejamento ou problemas de gestão, o que

é inadmissível considerando que muitas vidas estão sendo colocadas em risco”, alertou Riva. A falta de organização e controle de estoque impede que os remédios cheguem a quem mais precisa, apesar dos gestores estaduais saberem a quantidade de usuários e a importância dos medicamentos. Um direito constitucional – e humano, antes de mais nada - está sendo negado pela ineficiência do poder público. FALTA GESTÃO Alguns medicamentos são de responsabilidade da União, outros do Estado e dos municípios. O governo federal repassa recursos financeiros para o Governo do Estado adquirir os remédios, mas mesmo nestes casos há falta de vários produtos na Farmácia de Alto Custo. Para Riva a secretaria de Saúde precisa melhorar a gestão no setor, evitando a falta de medicamentos que são vitais para a vida de pessoas que não conseguem adquiri-los em razão do custo proibitivo.

“Mais de 20 mil usuários do Sistema Único de Saúde estão cadastrados para receber medicamentos, mas a falta de planejamento e de gestão eficiente impede o tratamento continuado, que pode significar a diferença entre a vida e a morte para muitos usuários do SUS”, destacou o deputado. Segundo o artigo 196 da Constituição de 1988, “a saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem a redução do risco de doenças e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação”. Constatada a necessidade do uso continuado de medicamentos de alto custo, estes devem ser fornecidos pelo poder público, cabendo ao Estado custear o seu fornecimento. Riva ressaltou que a garantia de acesso da população a estes medicamentos deve ser prioridade do governo estadual, já que a cobertura farmacológica é parte integrante e essencial da política de saúde.

‘Lei de enfermeiros’ é apresentada por deputado Airton Português O deputado estadual Airton Português (PSD) apresentou no plenário projeto de lei (PL) prevê a contratação de profissionais de enfermagem para escolas da rede pública de Mato Grosso. O socialdemocrata diz que o objetivo do PL é reduzir atendimentos emergenciais e ambulatoriais em hospitais, policlínicas ou postos de saúde nos municípios e dar primeiro socorros a professores, estudantes e servidores das unidades. Há em Mato Grosso 737 escolas públicas. O projeto foi finalizado em novembro pela assessoria jurídica do deputado. De acordo com o PL, a presença do profissional de enfermagem na escola tem o objetivo de prevenir acidentes, acompanhar integralmente a saúde dos estudantes e funcionários da própria escola. O artigo 2º do projeto aponta que cada unidade escolar deverá contar com profissionais da área em tempo integral e devidamente uniformizados. Além disso, terá um espaço adequado para a atuação do enfermeiro, que ficará dentro da unidade de ensino e funcionará como sala de primeiros socorros.

Em forma de protesto, contra Projeto de Lei do executivo, deputado se retira da CCJR Durante a reunião desta terça-feira, dia 23, da Comissão de Constituição e Justiça e Redação (CCJR), que acontece todas as terças-feiras na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Ademir Brunetto (PT), afirmou que a mensagem do governador Silval Barbosa (PMDB) de número 01/2013, que estava sendo discutida pelos membros da Banca e que propõe alteração na Lei Complementar 111, permitirá a Procuradoria Geral do Estado a prestar assessoria jurídica a chefes de governos acusados por improbidade administrativa. Contudo, o companheiro de partido Alexandre César, que também é procurador do estado, rebateu a acusação e diz que a alteração proposta trata-se justamente do oposto. Alexandre César diz que “a lei complementar 111, que já previa essa assistência jurídica, havia sido alterada pela lei complementar 486 que em seu conteúdo permitia expressamente a defesa de chefes de governo acusados de improbidade administrativa”, argumentou o parlamentar favorável a atual proposta de lei aprovada pela comissão. Segundo Alexandre Cesar, quando um chefe de governo é processado por conta de um ato administrativo do cargo público que ele ocupa a Procuradoria tem a atribuição de defendê-lo, como já ocorre em Mato Grosso e em nível nacional na Advocacia Geral da União. Do outro lado, Ademir Brunetto afirma que o atual projeto de lei é um “absurdo e uma imoralidade”, pois ao permitir a PGE prestar assessoria jurídica em caso de processos vinculados a atos administrativos, estaria sendo aberto precedentes jurídicos a defesa de políticos acusados de improbidade.

2° vice-presidente da AL participa do ato de instalação do Comitê de Integração Bilateral entre MT e Bolívia O 2° vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Antonio Azambuja (PP), participa hoje (25), no município de Cáceres, da instalação do Comitê de Integração Bilateral – comissão formada para promover a integração social, econômica e política entre Cáceres e São Matias (Bolívia). Antonio Azambuja explica que além de integrar as duas cidades, o acordo bilateral vai favorecer a relação Brasil/Bolívia. Para Azambuja a criação do Comitê representa um avanço para o Estado de Mato Grosso, pois vai solidificar integração política, econômica, social e cultural entre Cáceres e San Mathias. “Com a implantação do Comitê vão ser diagnosticado a fundo os problemas enfrentados na região, como a educação, segurança, e a infraestrutura, levando em consideração o potencial agrícola para buscar soluções em conjunto com o país vizinho. O parlamentar esclarece que essa nova ação vai substituir o antigo Comitê de Fronteira, que foi criado em 1997 e que estava “parado”.

Nininho anuncia formação da CPI da Telefonia Móvel O deputado Ondanir Bortolini (PR) - Nininho - anunciou a instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Telefonia Móvel, na Assembleia Legislativa, para apurar irregularidades na prestação dos serviços das operadoras da rede de telefonia em Mato Grosso. De acordo com Nininho, a CPI conta com 16 assinaturas dos 24 deputados estaduais, o que credencia a CPI a definir os nomes que comporão a comissão. Já na próxima semana começam os trabalhos de avaliação dos prováveis convocados à CPI para prestar esclarecimentos sobre os serviços das empresas em Mato Grosso. Nininho admitiu que deve ser escolhido presidente do grupo, que tem na programação a convocação dos diretores das empresas que atuam em Mato Grosso. O parlamentar já apresentou cinco requerimentos solicitando informações sobre a péssima prestação dos serviços das operadoras em vários municípios, descumprindo normas da Anatel e do Código de Defesa do Consumidor. Nininho argumenta que o número de reclamações de usuários do serviço figura no topo das reclamações do órgão de defesa do consumidor da capital do Estado. “É constante a queda de ligações, falta de sinal, demora no atendimento ao cliente e outras reclamações”, justificou Nininho. O parlamentar destacou que verificará, por meio da CPI, se as operadoras estão preocupadas em investir em novos equipamentos, proporcionalmente ao aumento do número de clientes.

AL aprova projeto que institui semana de reciclagem nas escolas O Projeto de Lei n° 524/2012, de autoria do deputado Emanuel Pinheiro (PR), que institui a Semana Mato-grossense de Reciclagem nas Escolas Públicas Estaduais teve parecer favorável da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto. Passo seguinte, o projeto segue para a apreciação dos membros da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR). De acordo com a proposta, a comemoração irá acontecer anualmente na primeira semana do mês de junho. As escolas poderão buscar parcerias com os setores públicos e privados para a realização das atividades. “Sabemos que algumas atitudes precisam ser tomadas, um exemplo é a criação de uma semana destinada a conhecer e praticar atos de reciclagem dos resíduos, para que haja conscientização de todos e que isso se torne um hábito da população, diminuindo os impactos ambientais”, defendeu o autor do projeto. Segundo a Pesquisa Nacional de Saneamento Básico do IBGE de 2000, 125.281 mil toneladas de resíduos são coletadas diariamente, das quais 30,5% vão para lixões, 22,3% para aterros controlados e 47,1% para aterros sanitários. Ainda de acordo com a pesquisa, pouco mais de 50% do lixo é depositado de forma inadequada e 65% destes resíduos são orgânicos e poderia alimentar 19 milhões de pessoas todos os dias com o que é descartado.


A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

7

Cidade

Servidores da Saúde ameaçam parar

SEMANA7.COM

IMPASSE

Pela primeira vez nesta legislatura servidores tomam o plenário da Câmara de vereadores para protestar contra a política salariala A pauta de sessão foi marcada por vaias, manifestos, e cobrança de posição política de vereadores que sairam do trilho SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

uma emenda aditiva da então vereadora Antonia Jacob Barbosa, que em metas e prioridades estipula a quantia de R$ 2 milhões para a revisão do PCCS e outros R$ 2 milhões também destinados ao setor de saúde. Logo, o projeto que Chocolate sugere ao prefeito é pouco, são ínfimos R$ 950 que a prefeitura recebe todos os me-

ses do Ministério da Saúde. No momento em que Chocolate defendia esse projeto ele lembrou-se de ressaltar o nome de seu mentor, o professor Kiko que deixou à Mesa da Casa (ele é 1° Secretário) sob vaias e protestos pelo fato de, em data passada, ter defendido aquelas mes-

mas ideias que hoje abomina neste seu outono político. Chocolate lamentou não ser aquele dia (29) “um marco em nossa história, justamente no momento em que aprovamos o Portal da Transparência há muito reivindicado pela sociedade barra-garcense”.

ses servidores inscritos no Ministério da Saúde. Didático, o professor Kiko enumera quatro itens facilmente encontrados em sua página na web. Por último ele diz que “O discurso fácil é enganador, pois encobre a incapacidade de ver, analisar e agir”. Referindo-se ao projeto ele acrescenta: “Não é apenas uma questão de vontade – as questões legais ligadas às ordens orçamentárias, estruturais e infraestruturais precisam estar bem fundamentadas”. SINTESBRE

SEMANA7.COM

Na tumultuada sessão da segunda-feira (29/4), funcionários da Saúde ligados ao Sintesbre [Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde de Barra do Garças e Região] correram uma lista convocando seus associados para uma assembleia prevista para 20 de maio para discutirem o posicionamento do prefeito Roberto Farias sobre o Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) quando devem apresentar ou não o indicativo de greve da categoria. Em data recente os representantes dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) foram recebidos pelo presidente da Câmara Miguel Moreira Alves (Miguelão) e pelo líder do prefeito na Câmara de Vereadores, Odorico Ferreira Cardoso Neto (Professor Kiko) para discutirem a Portaria 260 de fevereiro desse ano, os R$ 950 por cada Agente Comunitário de Saúde (ACS) que o Ministério da Saúde

destina aos municípios. Em Barra a categoria recebe R$ 678 mensais. Procurado por lideranças ligadas à saúde o vereador Reinaldo Silva (Chocolate), que ao lado de Julio Cesar e Zé Maria, de uma bancada de 15, ainda ousam fazer oposição na Câmara, apresentou um projeto de lei, uma réplica apresentada na gestão passada por seu colega de parlamento, o Professor Kiko (quando fazia oposição), mas que foi derrubado pelo rolo compressor em seu ressurgimento, agora sob alegação de inconstitucionalidade. A bancada de sustentação e Roberto Farias na Câmara de Vereadores terá que se explicar à população barra-garcense, caso devam satisfação a esta sociedade, “esse descaso”, conforme disse a presidente do Sintesbre Luzilerne de Fátima Sousa que convocou seus colegas para uma sessão que de certo modo foi pacífica, mas salpicada de vaias aos vereadores que disseram “não” ao projeto que vem de encontro aos Agentes Comunitários de Saúde. Talvez a Bancada do Sim, preocupada em atenções ao prefeito Roberto Farias, se esquece do projeto de lei 020 de 14 de setembro de 2012, de autoria do Poder Executivo Municipal que “estima e receita e fixa as despesas do município para o exercício de 2013”, através de

VEREADORES EM VOTAÇÃO SECRETA DEPOIS DE PASSAREM POR UM BATISMO DE VAIAS ASSIM QUE DERRUBARAM O PROJETO OPOSIÇÃO

OUTRO LADO Em um post em seu faceboock o líder do prefeito na Câmara, professor Kiko se lembrou das discussões acaloradas na sessão e disse que “piso salarial é uma coisa, adicional é outra”. Ele citou também que um parágrafo da lei 260 diz que ‘no último trimestre de cada ano é repassado a parcela extra, calculada com base no número de ACS do cadastro do Sistema de Informação definido para este fim em cada município. Neste caso, segundo Kiko, o que os Agentes Comunitários de Saúde teem garantido é o rateio adicional entre es-

Atenta às perdas salariais de sua classe a presidente do Sintesbre, Luzilerne de Fátima Sousa analisa que aquela sessão da Câmara de Vereadores não resultou em nada. “Ficamos na mesma situação”, e partindo para uma questão quase falimentar disse que o vereador José Maria teria visitado a casa de uma ACS onde encontrou apenas farinha na geladeira. “Paga-se mal e ainda contrata mais pessoas. Por que fazer isso se vivem alegando que a folha está inchada?” Luzilerne referiu-se ainda a funcionários do Pronto Socorro que terian sido transferidos para outras unidades e contratação e mais 10 técnicos, aprovados, claro, pela Câmara de Vereadores. Finalizando Luzilerne diz que sua classe não tem respaldo de mais ninguém. “Recebemos o Miguelão em nosso Sindicato que foi lá pra pedir voto e agora foge da raia. E olha que não pedimos muito, apenas o prometido que é receber nossa insalubridade e adicional noturno que seria de 25% mas que só recebemos 10%”, disse. “Estamos cansados de esperar, inclusive pelas promessas do Beto. Com a aprovação do Portal da Transparência esperávamos também que o projeto passasse. Quando entrei na prefeitura ganhava três salários mínimos, hoje ganho pouco mais que um. Beto fez um pacote de obras. Todos queremos uma cidade bela, mas que zelem pelo bem-estar dos servidores”, disse a presidente do Sintesbre.

ASSISTÊNCIA SOCIAL

DA REDAÇÃO COM ASSESSORIA

Neste final de abril o vice-governador de Mato Grosso, Chico Daltro, esteve em Canarana, na Câmara Municipal, para o lançamento do Programa MT Habita Mais, que engloba também as cidades de Água Boa, Campinápolis, Cocalinho, Gaúcha do Norte, Nova Nazaré, Nova Xavantina, Querência e Ribeirão Cascalheira. Na ocasião estavam presentes o deputado federal, Eliene Lima (PSD), deputado estadual, Adalto de Freitas (Daltinho) (PMDB), presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) Chiquinho, secretário de Desenvolvimento de Agricultura Familiar (Sedraf) Meraldo de Sá, o suplente de deputado estadual Leandro Soares, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores dos municípios envolvidos no programa. Compareceram

também o presidente da Câmara Municipal de Querência, vereador João César (Cesinha), vereadora Rose Zang, prefeito Gilmar Wentz e vice-prefeito Luzimar Pereira Luz. O programa é destinado aos servidores efetivos dos quadros estadual e municipal, e tem como objetivo disponibilizar uma linha de crédito para a aquisição da casa própria. Os prefeitos e presidentes de Câmaras de Vereadores assinaram um contrato de adesão ao programa. Além deste, também foi lançado o programa Minha Casa Minha vida que visa atender a população de baixa renda e moradores em área de risco. Por último, foi realizado um treinamento com representantes de cada município para que os mesmos possam prestar informações sobre como realizar inscrições, informar os documentos necessários e outros procedimentos cabíveis para aderir ao programa. [Renata Domingos Romas]

ASSESSORIA

Lançamento do Programa MT Habita Mais

VEREADORES EM SOLENIDADE DE LANÇAMENTO DO HABITA MAIS DO GOVERNO DO ESTADO: AÇÕES COMEÇAM A CHEGAR NO ARAGUAIA


Cidade

8

A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

SEGURANÇA PÚBLICA

Índice da criminalidade ainda é preocupante SEMANA7.COM

Polícia Militar fecha o cerco e diminui a circulação de bandidos e reduz o número de furtos na cidade

PAULO COSTA, COMANDANTE DO 20 BPM EM BARRA DO GARÇAS SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

O comandante do 20 Batalhão de Polícia Militar de Barra do Garças, tenente coronel Paulo Costa, disse em entrevista ao portal Semana7.com que as principais ocorrências que deixam a comunidade com a sensação de insegurança são as de roubo, furto, tentativa de homicídio e o próprio homicídio. O comandante apresentou números que mostram, em alguns casos, que os aumentos de ocorrências são proveniente de acidentes de trânsito. O segundo ele, esse índice sobe (conforme mostra a tabela abaixo) em um índice de quase 100%. Em 2008 foram registrados 970 ocorrências que saltaram para 1.316 em 2012. Ele atribui este aumento à imprudência dos motoristas.

Mesmo com a Lei Seca em vigor a polícia tem dados que a lei não influenciou nos números, que o componente principal dos acidentes de trânsito “são os maus condutores”, que não respeitam a sinalização, ultrapassam pela direta, não respeitam cruzamentos, não respeitam faixa de pedestre, entre outros. Mesmo com as campanhas educativas feitas em parceria com diversos órgãos, como o Ministério Público Estadual, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Detran e outros, “elas não surtiram o efeito que esperávamos, que era a diminuição dos acidentes de trânsito. Contudo, o comandante diz ter percebido que houve uma diminuição de vítimas fatais ou graves em relação ao período de 2012 a 2013 (abril). Em janeiro de 2012, foram 42 vítimas não fatais, contra 30 em 2013, 51 em fe-

vereiro de 2012, caiu para 40 em fevereiro de 2013. Em março de 2012, foram 60 ocorrências contra 61 em março de 2013. Já em abril de 2012, tivemos 57 casos contra 38 em 2013. “Em relação aos furtos percebemos que também diminuiu. Os dados com relação a abril de 2012 foram quatro contra zero do mesmo período em 2013. Enquanto nós coibimos vários outros delitos, levantamos dados que mostram que vem crescendo o número de furtos a residências. Veja os comparativos: em janeiro de 2012, 38 contra 16 em 2013, em fevereiro de 2012, 33 contra 44 casos em 2013, em março de 2012, 26 casos contra 51 em 2013, e em abril de 2012, foram 26, contra 41 furtos em 2013, um aumento de 25% nesse tipo de ocorrência”. Segundo disse a polícia militar faz um trabalho intensivo, com a prisão de pessoas às vezes estão relacionadas com o consumo de drogas. Esses marginais furtam celulares, câmeras, roupas de marcas, perfumes, joias, objetos que são facilmente trocados nas bocas de fumo. “Esses pequenos furtos são responsáveis pelo financiamento do tráfico de drogas. A polícia militar está trabalhando com serviço de inteligência e a comunidade tem acompanhado várias prisões de traficantes em diversos bairros da cidade”, disse ele. Em janeiro de 2012 foram aprendidos 75 papelotes contra 77 em janeiro de 2013, em março foram apreendidos 614 papelotes contra 148 no mesmo período em 2013, em março 2012, 38 papelotes contra 20 em março de 2013 e em abril de 2012 35, contra 47 papelotes em abril de 2013, isso sem

contar a grandes apreensões em que polícia militar estourou uma boca de fumo e apreendeu em fevereiro de 2013, cerca de 1 quilo de entorpecente, que se transformaria em centenas de papelotes para o consumo na cidade. Paulo Costa disse que uma das ocorrências que deixa o cidadão com medo de sair de casa é o roubo com arma de fogo, “mas acrescente que a polícia está inibindo esse tipo de ação, tanto que só em 2013, mas de 18.000 pessoas já foram abordadas e chegada, esse tipo de ação consegue intimidar a bandidagem”, diz. Outro dado curioso é a questão do homicídio. Em Barra do Garças esse índice é baixo. Em compensação o trânsito que mata mais. Em 2013 até o mês de abril,

foram dois acontecimentos dessa natureza. Um fato que nos deixar frustrado é a questão da pena principalmente nos casos de furtos, que ele considera muito baixa, “logo o criminoso está livre da prisão”. Na questão de roubos quase todos os bandidos que praticam esse crime em Barra do Garças estão presos, pela Polícia Militar ou pela Civil. Paulo Costa revelou ainda que 50% dos casos sejam eles roubos, furtos, tráfico de drogas todos eles tem a participação de menores que na maioria das vezes assumem o crime, porque sabem que a pena é mais branda. CIDADE DIGITAL Em 2009 a prefeitura de Barra do Garças adotou o sistema

de vídeo- monitoramento a que denominou de Cidade Digital. O comandante diz que entende ser “uma ferramenta importante que auxilia o policial a vigiar em momento real vários pontos da cidade e de uma central dar o comando para unidades chegar às vezes antes que o crime ocorra”. No entanto, o Judiciário achou por bem suspender o serviço alegando que o serviço funcionava de forma irregular. Para polícia esse sistema é fundamental e a Secretaria Nacional de Segurança Pública possui um sistema semelhante que deve ser implantado em Barra do Garças, já que outras cidades polos já o utilizam com sucesso”, finalizou o coronel Paulo Costa.

COMANDO

RISCO

SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

O juiz de direito Jurandir Florêncio de Castilho Júnior interditou parcialmente a Cadeia Pública de Barra do Garças para o recebimento de novos presos além dos que ali já se encontram detidos, bem como determina que o estado promova a imediata transferência de todos os detentos para uma unidade prisional que seja adequada, mantendo ali apenas os presos provisórios. O não cumprimento da decisão poderá resultar em multa diária que variam de R$ 50 a R$ 500 mil diários. O juiz estipulou o prazo de 60 dias para que seja apresentado um projeto arquitetônico corrigindo as irregularidades referentes à estrutura física, rede hidráulica, sanitária, elétrica e de segurança da unidade prisional daquela Cadeia Pública que deverá ser aprovado por técnicos da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos em conjunto com a Vigilância Sanitária Estadual. Logo depois que for apresentado esse projeto para eliminação dessas irregularidades apontadas pelo Ministério Público, como reforma das instalações elétricas, hidráulicas, hidrossanitárias e da estrutura física e de segurança da Cadeia Pública, incluindo a área do albergue, no prazo de 90 dias, as obras devem ser concluídas, segundo determina o juiz, em 6 meses, contados do vencimento do prazo para o início das obras. A reforma da Cadeia Pú-

blica, contudo, não inviabiliza a proposta orçamentária do ano de 2014, os recursos necessários à efetivação das ações e obras para a construção do novo prédio da Cadeia Pública da Comarca de Barra do Garças, com capacidade para 300 presos, tal como previsto no Plano de

Modernização do Sistema Penitenciário, mais precisamente no item “Política de Espaço Físico Adequado na Prisão”, com ênfase na “Ação 06”, prevendo verba específica ou promovendo o remanejamento de recursos, em montante suficiente para o mesmo fim.

Depois de interditar cadeia, juiz interdita cela em Barra A Justiça de Barra do Garças interditou na sexta-feira (3) a cela provisória da delegacia de Polícia Civil, que estava recebendo presos devido a interdição, na semana passada, da cadeia pública para novos detentos. A interdição se deve as condições precárias do lugar, que não tem inclusive banheiro. Com essa nova interdição, Barra do Garças não tem para onde levar os novos presos. Nesse final de semana, aqueles envolvidos em ocorrências de menor poder ofensivo foram liberados por falta de cela. Na manhã de domingo, um detento teve que ser algemado junto a um banco por falta de cela na delegacia. A cadeia de Barra foi interditada dia 11 de abril, por causa das condições insalubres da unidade, que é muito antiga e enfrenta problemas na parte hidráulica e elétrica. A decisão partiu do juiz Jurandir Florêncio que acolheu a ação civil pública do Ministério Público Estadual (MPE) que observou a superlotação da cadeia construída na década de 80 para 65 detentos, e que agora estaria com 150 detentos.

SEMANA7.COM

Justiça interdita Cadeia Pública PM cria novos comandos regionais

A Polícia Civil de Barra estava levando os novos presos para cadeia de Várzea Grande, porém recebeu nesse final de semana a informação que essa unidade também já está superlotada. A polícia conseguiu vagas em Alta Floresta e a informação que as cadeias das cidades-polos estão com superlotação ou também com interdição. O juiz Bruno D’Oliveira Marques manteve contato na semana passada com o superintendente da gestão prisional de Mato Grosso onde expos a gravidade sobre a interdição da cadeia de Barra e pediu urgência na reforma na unidade. Até um orçamento já foi feito no valor de R$ 150 mil. O magistrado também tomou a iniciativa de contactar o prefeito de Barra do Garças, Roberto Farias, que já disponibilizou um terreno para construir a nova cadeia e fez uma cotação que o terreno da atual cadeia de Barra custa R$ 3 milhões e sugeriu que esse dinheiro seja utilizado na construção da nova cadeia. [Ronaldo Couto].

EDDIE METELLO, COMANDANTE DA REGIONAL V EM BARRA DO GARÇAS SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

O comandante da Regional V, coronel Eddie Metello, adiantou a nossa reportagem que o Comando Geral da Polícia Militar autorizou a criação de novos comandos regionais em Mato Grosso. Na região do Araguaia, foi criado o 13º Comando Regional, em Água Boa, que será comandado pelo tenente-coronel Jorge Luiz atual comandante do 16º BPM. Segundo o comandante o decreto 361 de setembro de 2012, que autoriza a criação de novos comandos, desvincula o Regional Cinco que outras cidade, ficando sob jurisprudência, Barra do Garças, Nova Xavantina, Pontal do Araguaia, Torixoréu, Ribeirãozinho, Araguaiana, Novo São Joaquim, General Carneiro, Campinápolis, e os distritos de Paredão Grande e Itaquerê. “Nossa ideia é de transformar a Companhia de Nova Xavantina numa Companhia Independente, como se fosse um Batalhão com efetivo reduzido, mas sob o comando de um te-

nente-coronel ou de um major”, disse o coronel Edie. O 13º Comando ficará com a tutela de atender as cidades de Água Boa, Canarana, Querência, Ribeirão Cascalheira, Nova Nazaré, Cocalinho, Espigão de Leste e o Presídio ‘Major Zurzi’. Eddie Metello lembra que o Comando Regional V atendia de Ribeirãozinho a Vila Rica, uma área extensa. “Hoje já são dois Comandos e com a criação de mais um vai melhorar a qualidade dos serviços à população”. Quando há a criação de um Comando, isso faz com que um pelotão seja transformado em companhia de onde se cria um batalhão, e isso implica na necessidade do aumento de efetivo, o que significa que haverá mais homens nas ruas, e consequentemente mais segurança para a comunidade. “Essa criação é apenas um ato burocrático, precisa ser ativado, o que ainda não é viável em virtude do efetivo que temos. Para novos comandos é necessário que governo do estado abra novas vagas, porque hoje trabalhamos como um efetivo aceitável, mas precisamos complementar nosso contingente”, diz Edie.

EFETIVO

“Hoje trabalhamos com um número aceitável. Só para se ter uma ideia, nosso Comando perdeu nos últimos dois anos 84 policiais, que se aposentaram. O policial militar entra na corporação para cumprir 30 anos de serviço, mas ele pode se aposentar a partir dos 25”, explica. “Nós temos nessa situação cerca de 40, e fizemos um estudo e agora sabemos que existem mais 30 com 23 anos de serviço que se o policial pedir para averbar o tempo de serviço, poderá se aposentar. Com isso nós estimamos que entre 2013/2014 nós teremos um déficit de 70 policiais só aqui em nossa região”, diz o comandante. Segundo o coronel Eddie essa situação é preocupante, porque “nós queremos dar uma resposta sobre a segurança pública, mas ficamos ‘presos’, pois se cobrarmos mais de nossos homens, esses podem sair [por direito] e nos deixar em um quadro ainda mais apertado”. CRIMINALIDADE “Quando assumi o Comando Regional V, uma das medidas que adotei o foi o PE, uma viatura que fica parada em pontos estratégicos como Banco do Brasil, entrada e saída da cidade 24 horas por dia, de forma a inibir aqueles que estejam intencionados a praticar algum delito”. Segundo disse, a presença da polícia nesses locais reduziu o número de furtos em estabelecimentos comerciais na área central. “É uma política boa e determinamos que as viaturas fiquem constantemente em circulação”. O oficial de dia, tem autonomia para a qualquer momento realizar Operação Start, que significa parar, checar o veículo e seu condutor. “Isso diminui o índice de criminalidade”, avalia Eddie Metello.


A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

9

Justiça

DECISÃO

Juiz manda Beto reintegrar Casella SUBSÍDIOS

Mensagens reajustam salários de servidores do TCE e TJ reajustou em 11%. De acordo com o presidente do TCE, José Carlos Novelli, o percentual vem ao encontro da implementação política salarial desenvolvida pelo Tribunal de Contas nos últimos anos. O reajuste do subsidio mensal é para os servidores efetivos – ativos, inativos e pensionistas. “O reajuste do subsidio será suportado pelo orçamento anual desta Corte de Con-

tas. Essa respectiva despesa está dentro dos limites fixados pela Lei de Responsabilidade Fiscal”, diz trecho da justificativa do projeto de lei nº 143 do TCE. A decisão de reajuste salarial em 6,20% pelo Tribunal de Justiça foi tomada por meio de sessão do Tribunal Pleno realizada no dia 25 de abril de 2013. De acordo com o projeto de lei nº 144, encaminhado pelo presidente do

TJ, Orlando Perri, a revisão geral anual é sobre as tabelas de subsídios dos servidores do Judiciário. “As despesas resultantes da execução da lei ficarão à conta de dotação orçamentária própria, suplementada se necessário. A lei entra em vigor na data de sua publicação, produzindo seus efeitos a partir de 1º de maio de 2013”, diz trecho do projeto do Tribunal de Justiça.

DNIT anuncia recuperação da Avenida Ministro João Alberto e BR-158

citação para a recuperação, restauração e manutenção da BR-158, que inclui também o perímetro urbano de Aragarças, sobreposto pela Avenida Ministro João Alberto. As obras atendem a uma reivindicação ao prefeito à Superintendência Regional do órgão em Goiás e Distrito Federal. Preocupado com a má conservação da BR-158, o prefeito Aurélio Mendes enviou ofício ao superintendente regional do DNIT/GO/DF, Handerson Cabral Ribeiro, reivindicando medidas para a recuperação do trecho a partir de Aragarças, Bom Jardim e Piranhas. A resposta ao pedido do prefeito foi imediata. De acordo com o superintendente, as obras de revitalização serão executadas a partir da divisa de Goiás e Mato Grosso, no pé da ponte sobre o rio Araguaia ao entronca-

mento com a BR-364, numa extensão de 277 quilômetros e até a divisa com Mato Grosso do Sul, na cidade de Cassilândia. A licitação, segundo Handerson Cabral, já está em fase de conclusão da Superintendência na modalidade Regime Diferenciado de Contratação. Para o prefeito Aurélio Mendes, a recuperação da BR-158 é de grande importância para Aragarças e região, principalmente, porque a população será beneficiada com a recuperação de toda a extensão da Avenida Ministro João Alberto. “É mais uma ótima notícia para Aragarças. Graças ao empenho da administração estamos conseguindo traduzir em benefícios as reivindicações que temos feitos aos órgãos federais e estaduais”, disse.

DA ASSESSORIA Elzis Carvalho

Os subsídios dos servidores do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e do Tribunal de Justiça do Estado (TJ) foram reajustados a partir de 1º de maio. Para os do TCE, a revisão salarial dos efetivos é de 11%. Os salários dos funcionários do TJ serão reajustados em 6,20%. Em 2012, o TJ concedeu 6,08% e o TCE

SEMANA7.COM

Em caso de descumprimento judicial sofrer multa de 500 reais por dia aos cofres públicos

ARAGARÇAS

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) enca-

minhou ofício ao prefeito Aurélio Mendes informando a abertura de processo de li-

Secretários e coordenadores viram ‘voluntários’ para auxiliar prefeito Aurélio Mendes DA ASSESSORIA Francis Amorim

Atitude drástica. Os secretários e coordenadores da prefeitura de Aragarças resolveram cortar os próprios salários para auxiliar o prefeito Aurélio Mendes a reorganizar a prefeitura depois da herança deixada pela gestão anterior. Numa atitude inédita, eles se reuniram com o prefeito e pediram exoneração pelo

período de 30 dias para que o dinheiro economizado possa ser revestido no pagamento de dívidas com fornecedores. Com uma dívida de aproximadamente R$ 15 milhões de reais com o INSS, Celg e Saneago, não honrada pela administração anterior, a Prefeitura de Aragarças corria o sério risco de fechar as portas caso medidas drásticas não fosse tomadas. “Foi uma atitude nobre dos secretários,

cortar a própria carne para que os compromissos fossem cumpridos”, disse o secretário de Administração e Finanças, Artur Mendes. O prefeito Aurélio Mendes ressaltou o espírito de companheirismo dos secretários, coordenadores e mesmo de servidores que abriam mão dos vencimentos para auxiliá-lo na difícil luta de equilibrar as contas do município. “Isso mostra o compromisso dessa gestão

com o dinheiro público”, disse, afirmando que, caso seja necessário, outras medidas drásticas serão tomadas. Além das dívidas com o INSS, Celg e Saneago, a Prefeitura de Aragarças terá também que honrar uma dívida de aproximadamente R$ 75 mil reais com a Câmara Municipal, outra pendência deixada pela gestão anterior, cujo valor deveria ter sido repassado ao INSS

Secretaria de Indústria e Comércio aprova implantação de Distrito Industrial em Aragarças A Secretaria de Estado de Indústria e Comércio aprovou a implantação do Distrito Agroindustrial de Aragarças. A cidade está entre os 24 municípios que serão beneficiados pelo Programa Pólos Vocacionais de Competitividade (PVC), criado pelo Governo de Goiás para apoiar a instalação de distritos em várias cidades do Estado. Desde o início do ano, o prefeito Aurélio Mendes vinha trabalhando junto ao Governo do Estado para que Aragarças fosse inserida no PVC e, conseqüentemente, a implantação do Distrito Industrial. Em fevereiro uma equipe da Secretaria de Indústria e Comércio esteve na cidade para apresentar o

programa e dar início ao levantamento vocacional do município. À época, o coordenador de Atração, Investimentos e Novos Negócios da Secreta-

ria, Alberto de Castro Barbo, também esteve em Aragarças, apresentou o PVC e conheceu a possível área que poderá ser adquirida pela Prefeitura para a implantação do Distrito

Agroindustrial. Ele deixou a cidade entusiasmado com a disposição do prefeito Aurélio Mendes na execução do programa, cujo resultado acaba de ser divulgado. “Para Aragarças a instalação do Distrito Industrial será uma forma de atrairmos empresas e gerar emprego. Aprovado o nome do município, nossa meta agora é providenciar a área para que a implantação seja agilizada o mais rápido possível, pois, a cidade não pode mais esperar”, disse o prefeito Aurélio Mendes. Durante o levantamento realizado pela SIC/GO, o Programa PVC apontou Aragarças com vocação para dois setores: alimentos e turismo.

Prefeito Roberto Farias às voltas com as decisões judiciais que chegam a sua mesa na prefeitura de Barra do Garças SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

Por determinação do juiz Júlio César Molina Monteiro, da Terceira Vara Cívil de Barra do Garças, a prefeitura do município deveria readmitir em 48 horas, a contar da sentença de 26 de abril o controlador Daniel Marcelo Alves Casella, demitido em janeiro pelo prefeito Roberto Farias, sob alegação de que não estaria trabalhando, conforme noticiou vários portais na internet e a mídia de um modo geral. A decisão favorável ao controlador Casella que espera o chamado para se reintegrar ao cargo, com pagamento dos salários retroativos aos meses em que esteve afastado e os respectivos a partir da data estipulada pela Justiça. A prefeitura recebeu a decisão judicial que determina o prazo de cumprimento da ordem judicial sob pena de pagamento diário de R$ 500, o que deve estar acontecendo, já que o controlador, até o fechamento desta edição não havia retornado ao cargo. A redação ligou para prefeitura de Barra do Garças e falou com o chefe-de-Gabinete, Agenor Bezerra Maia, que disse desconhecer a ordem judicial e sugeriu o nome de Andreia Magrini, que “poderia dar esta informação”. Um repórter do jornal A Semana ligou para Andreia, mas não conseguiu falar com a procuradora do Município. Aprovado para o cargo de

Controlador Interno do município, Casella foi empossado em 15 de outubro do ano passado e exerceu suas funções até o término da gestão passada. Sua advogada, Cassia Carmo Farias disse que ele foi exonerado ilegalmente, “sem nenhum processo administrativo”. O secretário de Administração Isaías Mariano, conforme noticiou a imprensa, ele teria dito em fevereiro que o nome de Casella figurava numa lista de “servidores faltosos ou que estavam em desvio de função”. Procurado pela reportagem Daniel Casella, disse por intermédio de sua advogada que se atém à decisão da Justiça quanto a sua reintegração à Unidade de Controle Interno (UCI). Além do controlador Casella, o servidor Renato Mazurek encontra-se na mesmo situação e aguarda uma decisão da Justiça para retorna as suas funções na Controladoria, assim como a assistente pedagógica, Cláudia Regina Rodrigues Ferreira, por desvio de função, uma vez que foi designada para trabalhar na creche Esmeralda Gomes de Carvalho, como monitora. A multa para o descumprimento neste caso é de R$ 1 mil por dia, em caso de descumprimento. “Percebe-se aí, claramente, o desvio de função pelo qual entendo que inegavelmente deve ser corrigido pelo Judiciário” [trecho da decisão do juiz Júlio César Molina Monteiro]


Cidade

10

A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

HABITAÇÃO

PAISAGISMO

Prefeita Magali consegue título definitivo para setor habitacional

Começam a sair da prancheta os projetos para transformar o visual urbano de General Carneiro, um empenho pessoal da prefeita Magali Vilela e da sustentação que recebe da Câmara de Vereadores neste seu início de gestão. Atualmente servidores da prefeitura fazem trabalho de acabamento da Praça Professora Maria Pinto de Carvalho (“Praça Maria Miranda”), localizada na BR-070 esquina com as ruas São João e Avenida Rachid Mammed, no cen-

tro comercial da cidade. Segundo informações da assessoria da prefeita Magali Vilela estão sendo repostos novos tapetes de grama em substituição ao anterior que teria ‘secado’ por falta de água e outros cuidados, cedendo espaço à erva daninha. A presente gestão conta com um parceiro que segundo a prefeita Magali Vilela, “entende de limpeza e jardinagem”, disse ela referindo-se ao secretario de Cultura Valdeli Forte Ferreira, de Robson Nunes da Cruz e de toda uma equipe “que ama General Carneiro”, conforme disse Valdeli.

SERVIÇO

General Carneiro inaugura nova agência dos Correios ASSESSORIA

No Dia do Trabalho (1º de maio), os moradores do Conjunto Habitacional ‘Petronilio José dos Santos’ (Antes denominado de Conjunto Habitacional Blairo Maggi), em General Carneiro, ganharam de presente o Titulo Definitivo de suas moradias. Os mutuários daquele conjunto, segundo disse a prefeita Magali Vilela, possuíam apenas um termo de posse do imóvel que lhes asseguravam o direito de ocupar a casa. O termo de posse era apenas um documento provisório. A prefeita Magali Vilela conseguiu junto aos técnicos Guilherme Trasil e Érica Andreotti, da Elonet Habitação empresa conveniada com a Secretaria de Desenvolvimento Rural e com o Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat) que fizeram o cadastramento de dos moradores daquele conjunto para o termo de assinatura do título definitivo.

REDAÇÃO Com Assessoria

ASSESSORIA

REDAÇÃO Com Assessoria

Praça Maria Miranda recebe novo visual

AO FUNDO, DE AMARELO, A PREFEITA MAGALI VILELA PRESTIGIANDO SOLENIDADE DE ENTREGA DE TÍTULOS

QUALIFICAÇÃO

SEMEC promove aula inaugural do profuncionário DANYMEIRE CARVALHO Assessoria

A Secretaria Municipal de Educação de Canarana promoveu no dia 19 de abril, no Centro Universitário, a aula inaugural do Programa Profuncionário. Oferecido gratuitamente pelo município em parceria com o Governo Fede-

ral, o programa corresponde a uma formação de nível técnico e é destinado a funcionários efetivos da rede municipal e estadual de ensino. No total, 35 funcionários estão tendo a oportunidade de adquirir mais conhecimentos sobre a sua e outras áreas relacionadas com a rede de ensino e também têm a chance de de-

senvolver melhor seu trabalho. “Além de tudo isso, possibilita a elevação de classe. Ou seja, ao terminar o curso o funcionário recebe um certificado de nível técnico na área dele e isso o garantirá um aumento salarial”, acrescenta o secretário de Educação, Paulo Guimarães. Para a realização dos cursos, a Prefeitura de Cana-

rana contratou uma tutora que fica à disposição dos alunos para fazer orientações e tirar dúvidas, também disponibilizou um local para a realização das aulas, e ainda irá auxiliar nas viagens necessárias para o desenvolvimento do curso, já que as provas e seminários serão realizados nas cidades polos do programa.

BELEZA

ASSESSORIA

Saúde realiza encontro com profissionais da estética DANYMEIRE CARVALHO Assessoria

No dia 22/04 a Secretaria de Saúde de Canarana realizou na Câmara Municipal, um encontro com manicures e cabeleireiros do município. O objetivo foi passar conhecimentos sobre doenças transmissíveis, segurança e higienização, em busca de proteger os profissionais e seus clientes. Foi discutido principalmente assuntos sobre formas de transmissão, sintomas,

tratamentos e prevenção de doenças como HIV, hepatite e micoses, que podem ser transmitidas ou contraídas em salões de beleza. Também foram repassadas noções de limpeza, desinfecção e esterilização dos materiais, além de normas básicas que a vigilância sanitária cobrará em suas inspeções. E ainda, para prevenir mais as manicures e os cabeleireiros, foi realizada vacinação contra a hepatite B no final do encontro.

A NOVA FACHADA DOS CORREIOS NA CIDADE DE GENERAL CARNEIRO REDAÇÃO Com Assessoria

Foi inaugurada na manhã de ontem (29) a nova sede da agência da Empresa Correios e Telégrafos na cidade de General Carneiro com a presença do diretor Regional dos Correios em Mato Grosso, Nilton do Nascimento e do subsecretário da administração municipal que na ocasião representou a prefeita Magali Vilela. A concorrida solenidade contou também com a presença do gerente local dos Correios, Márcio Assis Vieira, do vereador Gleibson Pinheiro que representou por sua vez a Câmara Municipal da cidade e o presidente daquele parlamentou Aluízio Gabriel de Moraes. Participaram também o gerente de Atendimento Regional do estado, Edilson Francisco, o gerente de Transportes Francisco Xavier Rosa, gerente de Vendas Wilson de Matos, entre funcionários da instituição. O venerável da loja maçônica Caminho da Razão de General Carneiro, Claudiney Pinheiro dos Santos compa-

receu ao evento, assim como o comandante do Núcleo de Policia Militar local, sargento Valdeir e seu colega de farda, cabo Henrique, além dos secretários da administração municipal Valdeli Forte Ferreira (Cultura); Núbia de Oliveira (Saúde); Pastor Edivaldo Brito (Tributos) e Marcelo Caetano (Esportes). O contexto da solenidade de inauguração da agência dos Correios de General Carneiro contou com a participação do grupo de capoeira ‘Nativos’. No final da solenidade foi lido um breve histórico do município e servido um coquetel aos presentes. Na ocasião, de modo oportuno, foi lembrado o nome de Antônio Ernesto Gomes Carneiro, general de Exército, combatente na Guerra do Paraguai e que acompanhou o marechal Rondon na composição e linhas de telégrafo pelo país quando instalou uma base na vila de garimpos de Barreiro Grande que a partir de sua emancipação, em 1963, passou a se chamar General Carneiro, numa justa homenagem àquele bravo sertanista.


A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

11

Economia

MT-INTEGRADO

Maior programa de pavimentação de MT O Programa MT-Integrado, tido como o principal programa do governador Silval Barbosa, prevê para os próximos meses a interligação de pelo menos 44 municípios por estradas pavimentadas. Dados da assessoria de imprensa do governo dão conta de que um total e R$ 1,5 bilhão serão investidos neste setor, provenientes de empréstimos contraídos através do Banco do Brasil, por intermédio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Esse programa é uma espécie de ‘compensação’ oferecida pelo governo do estado pelo fato de retirar 30% do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) para as obras da Copa de 2014 em Cuiabá e Várzea Grande. Essas obras serão feitas em três etapas, sendo investidos primeiramente R$ 500 milhões; depois R$ 600 milhões e por último R$ 400 milhões. Somente na região do Araguaia sete cidades serão beneficiadas pelo asfaltamento da MT-100, contida no Programa MT-Integrado, que significa neste primeiro momento a salvação da economia regional quase sem infraestrutura no que diz respeito ao setor de estradas. O MT-Integrado prevê a pavimentação de Alto Araguaia a Araguaiana, numa extensão de cerca de 300 quilômetros que poderá beneficiar mais de 100 mil pessoas que no inverno da região (outubro a março) deixa várias regiões isoladas. O prefeito de Ribeirãozinho, Aparecido Marques , diz que a pavimentação da MT100 (que corta a cidade) vai inflar a economia local. Seu município, depois do asfalto ficará a 110 quilômetros das BRs-070 e 158, em Barra do Garças e a 160 quilômetros da BR-364 em Alto Araguaia, no terminal da Ferronorte, além de estar interligada às capitais Goiânia e Cuiabá. Com Ribeirãozinho, outras cidades como Araguaiana, Barra do Garças, Pontal do Araguaia, Torixoréu, Ponte Branca, Cocalinho, Santa Terezinha, entre outras podem a partir da conclusão dessa obra apostar todas suas fichas no potencial da região.

EM CENA O GOVERNADOR SILVAL BARBOSA EM VISITA QUE FIZERA RECENTEMENTE AO VALE DO ARAGUAIA: AQUI ELE DESEMBARCA EM CANARANA ONDE LANÇA OBRA DE PAVIMENTAÇÃO

ainda neste semestre a recuperação de asfalto entre Paranatinga e Primavera do Leste. “Canarana já tem ligação por asfalto, Paranatinga também. São obras estruturantes”, reforçou o governador. O MT-Integrado chega ao Araguaia no momento em que a região acaba de sair de um litígio, que foi a desintrusão da reserva indígena Suiá-Missú,

enquanto a Funai parece ter em mente a demarcação de outras áreas no Norte-Araguaia, segundo dão conta os comentários naquela região. A Funai ainda não se pronunciou a respeito desse assunto. O prefeito de Canarana, Evaldo Diehl disse na ocasião que o asfalto da MT-020 “é um antigo desejo da região”. Evaldo pediu ao governador

a recuperação do asfalto, bem como construir o anel viário em seu município, para desviar o trânsito pesado do centro comercial. Para o governador, todas essas obras no Vale do Araguaia, inclusas no MT-Integrado “significam um marco do desenvolvimento para a região. Em nosso estado nada é pequeno, mas estamos le-

vando o asfalto para todos os municípios. No Araguaia, o desenvolvimento está chegando, primeiro com a energia elétrica, com a agricultura familiar. Nós jamais vamos ouvir falar novamente em ‘Vale dos Esquecidos’, mas Vale da Esperança”. Nesta sua visita ao Araguaia o governador estava acompanhado pelos secretá-

SEMANA7.COM

DA REDAÇÃO COM ASSESSORIAS

SECOM/MT

Cumprindo promessa feita em campanha o governador Silval Barbosa entra para a história da econcomia do Araguaia

ARAGUAIA O MT-Integrado, mais que um programa, ele significa ao povo do Vale do Araguaia a paga de uma dívida de sucessivos governos que passaram pelo Paiaguás, sem dar merecida atenção à região que no deboche político, conforme disse o vereador de Ribeirãozinho, Arlan Catulé, “era chamado de Vale dos Esquecidos”. Tanto para Catulé, quanto para o prefeito de Santa Cruz do Xingu, Marcos Sá, no Norte Araguaia a redenção econômica está próxima e Silval Barbosa quitaria assim sua dívida com a região de onde saiu vitorioso em todas as urnas nas eleições de 2010. Os canteiros do programa avançam em todas as direções. Neste início de ano, ao lançar o trecho de pavimentação de 270 quilômetros na MT-020, que liga Canarana a Paranatinga deve encurtar em mais de 200 km a distância entre o denominado Norte-Araguaia à capital Cuiabá. A pavimentação da MT020 “é sinônimo de oportunidades para toda a região”, disse Barbosa que deve lançar

EM PORTO ALEGRE DO NORTE, SILVAL BARBOSA LANÇA OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO DO MT-INTEGRADO E CONSTRUÇÃO DO HOSPITAL REGIONAL

rios de Trabalho e Assistência Social, Roseli Barbosa; Desenvolvimento e Agricultura Familiar, Meraldo Sá, Transporte e Pavimentação Urbana, Cinézio Alves, pelos deputados estaduais Baiano Filho (PMDB) e Ondanir Bortolini, (Nininho) (PR), deputado federal Eliene Lima (PSD) e presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Chiquinho do Posto (PSD).  MINISTRO “Nada como um empurrãozinho”, disse um político que pediu para que omitíssemos seu nome, ao referir-se à visita do ministro dos Transportes César Borges, em 23 de abril em Cuiabá, quando assinou, entre outros, em ato solene no Palácio Paiaguás, convênio para pavimentação de 272,4 km da BR-174, entre Castanheira, Juruena e Colniza e deu ordem e serviço para a recuperação da BR-158, entre Ribeirão Cascalheira e Barra do Garças. Em seu discurso César Borges disse que o MT-Integrado, projeto do governador Silval Barbosa (PMDB) para ligar cada município do Estado com pelo menos uma via asfáltica, representa uma atitude de coragem. “Só um governador que tem coragem e força de vontade enfrenta este desafio”, disse. A visita do ministro a Barra do Garças, acompanhado do governador Silval Barbosa, que seriam recebidos pelo prefeito Roberto Farias em 23 de abril para o lançamento do contorno viário da cidade, gerou apenas expectativas. De todo modo serão 9,9 quilômetros de pavimentação ligando o trevo da BR-070 e da BR-158 ao rio Garças, em Barra do Garças, e ao rio Araguaia, em Pontal do Araguaia. As obras devem ser licitadas este mês pela Secretaria de Estado de Transporte e Pavimentação Urbana (Septu).


Economia

12

A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

TRANSPORTE

Garçastur: primeira empresa do país a utilizar monitoramento facial FOTOS: SEMANA7.COM

A empresa de Barra do Garças se torna pioneira por implantar tecnologia de ponta em sistema de monitoramento

EMPRESÁRIO PAULO AUGUSTO, DESAFIO E O PIONEIRISMO NA REGIÃO SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

A Garçastur recebeu neste início de mês um dos ônibus de uma série de quatro previstos para este ano com capacidade para 40 passageiros cada. Considerada uma das frotas mais novas do estado, segundo seu diretor, Paulo Augusto de Souza, a empresa de transporte coletivo é a primeira do país a implantar o sistema de monitoramento facial em seus carros. Esse novo sistema de bilhetagem, a do reconhecimento facial, implantado desde 22 de abril, é composto por uma câmera próxima ao equipamento validador e que serve para identificação de pessoas idosas e portadoras de necessidades especiais (PNE), oferecendo maior acessibilidade através da bilhetagem eletrônica que proporciona esse tipo de reconhecimento.

A empresa responsável por esse tipo de identificação, a Transdata Smart, está presente em 152 cidades, em 14 mil ônibus e a Garçastur com seus 20 ônibus é a primeira do estado a usar esse sistema pioneiro no país, escolhida, segundo Paulo Augusto, por sua organização, treinamento de equipe, entre outros requisitos. Fundada em 1971, por Agostinho de Souza e dona Natalina de Souza, vindos de Cedral (SP) em uma época em que a população da cidade não passava de 20 mil habitantes. A Garçastur preserva até hoje seu nome original de Circular Nossa Senhora Aparecida que começou o serviço de transporte de passageiros numa modesta Kombi que fazia a linha Barra do Garças – Aragarças (GO). Hoje a Garçastur emprega 82 funcionários e faz 31.300

LINHA CENTRAL DA GARÇASTUR NA MINISTRO JOÃO ALBERTO EM MOMENTO. NO DETALHE MONITORAMENTO FACIAL ADOTADO PELA EMPRESA

transportes gratuitos mensais, sem contar meia passagem para 16 mil estudantes de Barra do Garças, Aragarças e Pontal do Araguaia. Em média a empresa transporta 2.500 pessoas por dia. O preço da passagem integral é de R$ 2,70.

As inovações que vem adotando ao longo do tempo trazem aos usuários conforto e acessibilidade. Esse novo sistema de monitoramento tem reconhecimento instantâneo e o Cartão de Acessibilidade tem numeração única. Apesar des-

sa característica 230 deles já foram bloqueados por fraude, segundo disse Paulo Augusto. Vencedora do prêmio Transdata em 2009, a Garçastur não trabalha com o sistema de biometria, adotado por algumas empresas. “Aqui o nos-

so reconhecimento é fácil com monitoramento instantâneo de nossa equipe de técnicos”, diz o diretor Paulo Augusto, pós-graduado em ‘Transporte Coletivo Urbano’ pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Buenos Aires.


A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

13

Economia

Estados firmam parceria para construção de ferrovia RD NEWS Camila Cervantes e Valérya Próspero

Uma comitiva de Mato Grosso liderada pelo deputado, José Riva (PSD), participou de audiência em Belém do Pará, em 24 de abril quando foi firmada uma parceria entre os dois estados a fim de buscar a integração logística entre as regiões Norte e Centro-Oeste, por meio de uma ferrovia que ligará as duas unidades da federação, reduzindo custos e tempo para o escoamento de produção. Na ocasião, Riva apresentou o estudo feito em Mato Grosso, mostrando a viabilidade do modal ao governador do Pará, Simão Jatene (PSDB) e ao presidente da Assembleia Legislativa paraense, Márcio Miranda (DEM). A proposta apresentada pela comitiva mato-grossense é que a ferrovia parta do município de Água Boa, na região do Araguaia e chegue a Barcarena, no Nordeste do Pará, com o traçado paralelo às rodovias BR-158, PA-150, BR-222 e BR-010. Além disso, foi discutida a possibilidade de a ferrovia, inicialmente, partir de Mato Grosso até Marabá, no Sudeste paraense. Conforme o governador Jatene, essa alternativa reduziria os custos iniciais em cerca de um terço. A partir de agora, os dois estados juntar esforços para avançar com o estudo de viabilidade e o projeto básico, onde será apontado qual o melhor traçado, questões ambientais e implantação do projeto. Segundo Riva, uma das alternativas para viabilizar a ferrovia será através de parcerias público-privadas e adiantou que já existem investidores estrangeiros interessados. “Já recebemos a visita de empresários americanos, chineses, coreanos e russos querendo conhecer o projeto dessa ferrovia”, afirmou. De acordo com o deputado, entre os pontos positivos da ferrovia está o resgate do Araguaia para a produção

estadual. Esse é a terceira proposta de ferrovia sob responsabilidade do estado em andamento. Contudo, a única que saiu do papel foi o trecho que entre Alto Taquari a Rondonópolis, cujo terminal deve ser inaugurado em breve. A outra trata do trecho Cuiabá-Santarém, lançada há 2 anos, com previsão de investimento de R$ 10 milhões, de empresários chineses, mas que até o momento não começaram os estudos. Esse trecho possui moldes semelhantes a proposta apresentada pela Assembleia, no qual investidores de outros países fariam parceria para o andamento das obras. Grupos russos, americanos e chineses já conheceram o estudo da Ferrovia MT/PA e mostraram interesse em executar a obra. Ao todo, 20 municípios de Mato Grosso e Pará receberão o traçado ferroviário. Conforme o deputado, o porto de Espadarte (PA), tem o quinto maior calado do mundo (distância vertical da quilha do navio à linha de flutuação), com 25 metros de profundidade. Santos (SP), por exemplo, tem 13 metros. “Com esta ferrovia, a realidade de Mato Grosso muda, começaremos a ser mais competitivos, pois teremos a logística”, observou Riva. O governador paraense Jatene se comprometeu em conversar com Silval Barbosa (PMDB), no sentido de montar uma equipe técnica entre os dois Estados para fazer o estudo de viabilidade. “Já sentimos que é viável, mas precisamos de um projeto concreto. O presidente Riva veio nos apresentar uma saída para impulsionarmos nossa economia, com uma visão objetiva e comprometida com um projeto de desenvolvimento”. A comitiva mato-grossense foi composta pelo deputado Adalto de Freitas (Daltinho) (PMDB) e pelo secretário de Indústria Comércio e Minas e Energia, Alan Zanatta. [Com Assessoria]

ASSESSORIA

LOGISTÍCA

A DIREITA, DEPUTADO RIVA EM REUNIÃO NO PARÁ PARA DISCUTIR A CONSTRUÇÃO DE UMA FERROVIA QUE CRUZA O ARAGUAIA ATÉ AO PARÁ

TRÂNSITO

Enza Construtora e Sanches Tripoloni devem construir Anel Viário FRANCIS AMORIM Com Redação

Segundo noticiou o Jornal Cidade, as empresas Sanches Tripoloni e Enza Construtora foram as únicas que apresentarem propostas para a execução das obras do anel viário de Barra do Garças. A apresentação dos envelopes com a documentação que habilitará a empresa interessada na execução das obras aconteceu nesta sexta-feira (3), com a abertura do processo de licitação, na Secretaria de Estado de Transportes e Pavimentação Urbana (Septu), na capital, Cuiabá. O próximo passo agora, de acordo com informações da Comissão de Licitação, será a análise da documentação e definição da empresa vencedora com imediata expedição da ordem de serviço, o que deverá ocorrer no máximo em 20 dias e inicio das obras em 30, com instalação do canteiro de obras. O primeiro lote de lici-

tação prevê a pavimentação asfáltica de 9,9 quilômetros de pista ligando o trevo das BRs-070 e 158 ao rio Garças, em Barra do Garças, e do rio Garças ao rio Araguaia, em Pontal do Araguaia. Para a execução das obras já estão assegurados R$ 20 mi-

lhões no Orçamento Geral da União. A obra total, incluindo as pontes nos rios Garças, (na região de Volta Grande) e Araguaia, orçadas em R$ 75 milhões. O próximo lote de licitação deverá contemplar as obras das pontes, que está

inserida nesse mesmo pacote, porém, os recursos serão captados no Ministério dos Transportes por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), que executará a obra em parceria com o governo de Mato Grosso.


Economia

14

A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

MT-100

A Comissão de Licitação da Secretaria de Estado de Transportes e Pavimentação Urbana (SETPU) deu início ao processo licitatório para a pavimentação da rodovia MT-100, localizada predominantemente na região leste do Estado. Conforme edital, nesta segunda-feira, 29.04, foram abertos os envelopes com a documentação que habilitará as empresas interessadas na execução das obras. Segundo o Assessor Especial de Licitações, Eduardo Tomio Iwashita a comissão tem um prazo de 20 a 30 dias para analise da documentação e publicação das empresas habilitadas. Após a divulgação da analise documental, é preciso respeitar o prazo de cinco dias para que as empresas que se sentirem prejudicadas recorram do resultado. Superada a fase documental, é a vez da Comissão de Licitação abrir os envelopes com as propostas de preço. Novamente a comissão tem de 20 a 30 dias para análise das propostas. Publicados os resultados, outra vez a SETPU é obrigada a aguardar cinco dias para recursos, conforme prevê a Lei 8666/93, que normatiza as licitações e contratos públicos. A SETPU está trabalhando com a possibilidade de um mutirão para abreviar a conclusão das analises, e com isso

GOVERNADOR SILVAL BARBOSA ENTRE MANIFESTANTES DO VALE DO ARAGUAIA: EM PAUTA A LICITAÇÃO PARA ASFALTAMENTO DA MT-100 E OUTRAS RODOVIAS DA REGIÃO

liberar o quanto antes o início das obras. Simultâneo as licitações da MT-100, a SETPU também tramita as licitações de outras nove rodovias.

Conforme edital, a licitação da MT-100 está dividida em cinco trechos: Edital Nº 02/2012: MT-100, trecho BR-364/MT-229 - entroncamento BR070 (Barra do Garças) - entroncamento MT-336 (Araguaiana), sub-trecho: entroncamento MT-463 acesso A para Ribeirãozinho - Rio das Garças (divisa Pontal do Araguaia/Barra do Garças); acesso B para Torixoréu Lote 02 segmento 01, Ribeirãozinho/Pontal do Araguaia/Barra do Garças/Torixoreu - extensão de 51,545km Edital Nº 03/2012: MT-100, trecho BR-364/MT-229 - entroncamento BR070 (Barra do Garças) - entroncamento MT-336 (Araguaiana), sub-trecho: entroncamento MT-463 acesso A para Ribeirãozinho - Rio das Garças (divisa Pontal do Araguaia/Barra do Garças); acesso B para Torixoréu Lote 02 segmento 02, Barra do Garças/Pontal do Araguaia/Torixoreu - extensão de 52,640km Edital Nº 06/2012: MT-100, trecho BR-364/MT-229 - entroncamento BR070 (Barra do Garças) - entroncamento MT-336 (Araguaiana), sub-trecho: entroncamento BR-070/158 (Barra do Garças) - entroncamento MT-336 (Araguaiana) Lote 03, Barra do Garças/Araguaiana - extensão de 51,80km Edital Nº 23/2012: MT-100, trecho BR-364/MT-229 - entroncamento BR070 (Barra do Garças) - entroncamento MT-336 (Araguaiana), segmento Alto Araguaia, Ponte Branca e Ribeirãozinho - extensão: 93,667km Edital Nº 24/2012: MT-100, trecho BR-364/MT-229 - entroncamento BR070 (Barra do Garças) - entroncamento MT-336 (Araguaiana), segmento Alto Araguaia, Ponte Branca e Ribeirãozinho - extensão: 45,538km

COMUNICADO DE ABANDONO DE EMPREGO EMPRESA DE PAULA ENGENHARIA E COMÉRCIO LTDA situada na SCIA Quadra 08 Conj 12 Lote 01 - Guara - Brasília - Distrito Federal CEP: 71-250-700, comunica o Abono de emprego de Marksuene Barbosa Dantas, portadora da CTPS n. 5269 Série 16/MT e do CPF 706.908.631-87 e Registro Geral 20323336 MT.

SOCIAL

Garantida unidade do CRAS para Ribeirãozinho NAIARA MARTINS da Assessoria

O deputado Estadual Baiano Filho (PMDB) e o prefeito de Ribeirãzinho Aparecido Marques Moreira definiram com a secretária de Estado de Trabalho e Assistência Social (SETAS), Roseli Barbosa a construção de uma unidade do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) no município. Roseli afirmou que a prioridade do Governo do Estado este ano é pela instalação do CRAS nos últimos 44 municípios ainda desprovidos da estrutura. O CRAS é uma unidade publica de assistência social que atua como porta de entrada do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), respondendo pela organização e oferta de serviços de proteção em áreas de vulnerabilidade e risco social, com foco prioritário no fortalecimento do vinculo familiar e garantia de direitos fundamentais. A obra será executada com recursos do Estado repassados à prefeitura por meio de convênio. O município protocolará nos próximos dias o

ASSESSORIA

NAIARA MARTINS da Assessoria

ASSESSORIA

Estado tem até 60 dias para conclusão das licitações

AO FUNDO A SECRETÁRIA DE AÇÃO SOCIAL, ROSELI BARBOSA, O PREFEITO MARCOS E BAIANO FILHO

pedido de convênio com projeto da obra acompanhada da ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) e escritura da área. Ribeirãozinho receberá uma unidade de Porte I, ou seja, estrutura física e profissionais capazes de prestar atendimento a até 20 mil habitantes. Com foco na insta-

lação e estruturação dos centros, Roseli também garantiu a destinação de um veículo para atender o CREAS (Centro de Referencia Especializado de Assistência Social). O CREAS oferta serviços especializados e continuados às famílias e indivíduos em situação de ameaça ou violação de direitos, como violên-

cia física, psicológica, sexual, trafico humano, cumprimento de medidas socioeducativas, entre outras situações. Participaram também da audiência a primeira dama e secretária de Ação Social de Ribeirãozinho Lucivanda Moreira e o secretário adjunto da SETAS, Jean Estevan Campos.


A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

15

Economia

FEIRA

Grandes nomes vão estar na 30ª Expoleste

DA REDAÇÃO com Assessoria

A Comissão Organizadora da 30ª Expoleste de Barra do Garças anunciou para esta edição a grade de shows que serão realizados durante a festa agropecuária de 11 a 15 de setembro. Gustavo Lima se apresentará no dia 11; Zezé de Camargo & Luciano sobe aos palcos no dia 12; João Bosco & Vinicius se apresentara no dia 13; Milionário & José Rico animará a festa no dia 14 e no dia 15, com os portões abertos, o show será do cantor Thiago Brava, dono dos sucessos como Lei do Desapego; 180, 180, 360 o Arrocha do Poder; Arrocha da Paixão, Tá Sem Soninho; Oh Mamãe; Sai do Facebook; e outros.

O presidente do Sindicato Rural, Eduardo Baroni, disse que fará de tudo para levar novidades para o Parque de Exposições. Ele convida, inclusive, as pessoas para sugerir, apontar criticas e participar da organização da festa que classificou como de todos os barra-garcenses e da região. No que diz respeito a eventuais mudanças de datas da Expoleste, Baroni disse que será muito difícil qualquer mudança no calendário. “Aconteceram algumas sugestões para a mudança da data da realização da Expoleste de Setembro para Julho. Achamos difícil que isto possa acontecer até mesmo porque em setembro se comemora o aniversario da Barra e também existe um cronograma junto a órgãos estatais”, concluiu Baroni.

ENTIDADE

ASSESSORIA

Vereadores comparecem à posse da diretoria da UCMMAT

LOGISTÍCA

Água Boa quer discutir implantação de ferrovia em audiência pública RD NEWS Francis Amorim

O município de Água Boa, por meio dos poderes executivo e legislativo, já manifestou pela realização da audiência pública na cidade para debater a implantação e construção da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico), conhecida também como a Ferrovia da Soja. Em correspondência ao secretário de Acompanhamento de Logística Intermodal de Transporte (Selit), Francisco Vuolo a Prefeitura e Câmara cobram a definição de data para preparar a cidade para o evento. A realização de audiências públicas é um imperativo da legislação que rege a construção e implantação de grandes

empreendimentos no país. Nas audiências públicas a sociedade civil organizada, por meio das organizações instituídas, entidades de classe, pode se manifestar e debater e até mesmo exigir mudanças no projeto. No próximo dia 10, próxima sexta-feira, o Governo de Mato Grosso realiza no Auditório Ponce de Arruda, com participação de prefeitos de cidades por quais a Fico vai passar e entidades diversas do segmento produtivo, uma audiência para tomada de subsídio presencial. No dia 24 de maio, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) encerra a tomada de subsídios eletrônica. O prefeito Mauro Rosa da Silva e o vereador Luís César de

Lara Pinto Filho manifestam no documento encaminhado que “a população de Água Boa vive a expectativa da realização da audiência pública”, por re-

conhecer que Fico é uma obra estruturante importante para a logística de Mato Grosso, que vai impactar a economia da região do Vale do Araguaia.

BIOENERGIA

Cluster conclui estudo sobre viabilidade da cana-de-açúcar em Barra do Garças OLHAR DIRETO Ronaldo Couto

CEZINHA, ISMAILI (UCMMAT) VEREADOR TELMO E SUA ESPOSA DA REDAÇÃO com Assessoria

Foi empossada presidente da União das Câmaras Municipais de mato Grosso (UCMMAT) a vereadora por Colíder, Ismaili Donassan (PSD). No ato solene de posse estavam presentes o presidente da Câmara de Querência, Cesinha e seu colega vereador Telmo Alves de Brito que faz parte da nova Mesa Diretora representando o município de Querência e servidores. A cerimônia de posse realizou-se na sede da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) e foi prestigiada pela presença do vice-governador Chico Daltro (PSD), presidente da Assembleia Legislativa José Riva (PSD), deputados estaduais Ondanir Bortolini (Nininho) (PR), Airton Rondina (Português) (PSD). Dalton Vasconcelos representou o deputado Mauro Savi, deputados federais Roberto Dorner (PSD), Eliene Lima (PSD) e Wellington Fagundes (PR), ex-prefeito por Colíder,

Celso Banazeski (PR), vice-presidente da AMM, Milton Toniazzo (DEM), conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Campos Neto, vereadores e prefeitos. Na oportunidade a vereadora Ismaili se comprometeu defender e lutar pelos interesses dos vereadores em todo o estado, através de reivindicações ao governador e deputados para que a população seja beneficiada como um todo. Segundo o vereador Cesinha a iniciativa da nova presidência é louvável pois os vereadores são os que possuem contato direto com a população, por meio deles que os problemas da sociedade se tornam conhecidos, por isso a importância em se obter força e apoio para lutar pelos interesses da comunidade. O vereador Telmo Brito também se diz honrado em fazer parte da nova mesa diretora e no que depender de sua colaboração irá lutar por uma maior valorização da classe política dos vereadores no estado em benefício da sociedade. [Renata Domingos Romas]

Diretores da empresa Cluster Bioenergia anunciaram a conclusão de um estudo sobre a viabilidade econômica da cana-de-açúcar em Barra do Garças. A empresa já investiu R$ 30 milhões durante 5 anos a implantação de viveiros para cultivo da cana e deve investir em torno de R$ 1 bilhão na construção da usina de Barra para gerar 2.900 empregos. O presidente da Cluster, João Carlos Meirelles, agradeceu o apoio do prefeito de Barra, Roberto Farias (PSD).

“Antes mesmo de ser prefeito, o Beto já estava nos ajudando na implantação deste projeto. E agora ficou feliz de vê-lo como prefeito se empenhando na concretização desse sonho”, frisou Meirelles. O empresário lembrou que essa será a primeira de três usinas que serão instaladas em Mato Grosso, que já está com a licença ambiental, o alvará de funcionamento, o zoneamento Industrial e os testes com mudas de cana de açúcar, aprovados para as condições climáticas da região e são 700 hectares de viveiro. Faltam apenas alguns ajus-

tes técnicos que deverão ser concluídos até o mês de Julho para os financiamentos junto ao FCO e o BNDES. O grupo investiu mais de R$ 30 milhões na região nos últimos 5 anos. “A primeira etapa será de instalação das máquinas e o plantio de 72 mil hectares de cana, a operação deverá iniciar em 2015 onde será gerados 2.800 empregos diretos e cerca de 30 mil indiretos”, destacou Meirelles. Os novos postos de trabalho serão no setor de transporte, comércio, saúde, educação e outros, pois os funcionários que trabalharão na usina, con-

tinuarão morando em Barra, indo e voltando todos os dias. O prefeito Roberto Farias ficou bastante otimista com a visita e reafirmou o apoio da administração municipal, “É um dia de muita alegria, os diretores da empresa confirmaram que a terra tem condições perfeitas para a produção da cana e daremos todo o apoio para o funcionamento da usina de álcool, com a logística e a qualificação da mão de obra”. Beto citou ainda as novas vias de escoamento, “A pavimentação da MT-100 facilitará o escoamento da produção até o Ferronorte”, finalizou.


16

A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília


A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

17

VOCÊ NUNCA VIU TANTA BELEZA EM UM SÓ PARAÍSO.


Variedade

18

A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

CDL 2012

Mérito Lojista: os Melhores do Ano! A Câmara de Dirigentes Lojistas de Barra do Garças, Aragarças (GO) e Pontal do Araguaia (CDL) outorgou em 27 de abril o Prêmio Mérito Lojista a 102 personalidades físicas e jurídicas em concorrida solenidade que reuniu cerca de 800 pessoas no Spasso Buffet, em jantar dançante, a exemplo das edições anteriores. O Prêmio Mérito Lojista, considerado por muitos como sendo o Oscar do Comércio, o setor que mais emprega na região, é um projeto instituído pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, estendido, por sua vez às CDLs do interior do país. Há 35 anos em Barra do Garças, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) foi fundada como Clube de Dirigentes Lojistas, em 1977 e, somente na década

de 90, em Convenção Nacional passou a se chamar Câmara de Dirigentes Lojistas, mantendo, no entanto, a mesma sigla, CDL. A CDL local é dirigida pelo presidente José Alves Piedade e possui em torno de 500 associados lojistas. Os agraciados pelo Mérito Lojista 2012 foram indicados pelos associados, levando-se em consideração o conjunto de ações, como qualidade do produto oferecido, preço, serviços, atendimento, promoções, propaganda, entre outros. Na solenidade de outorga do Mérito Lojista deste ano compareceram várias autoridades, entre as quais se destacam o prefeito de Barra do Garças, Roberto Farias, de Aragarças, Aurélio Mendes, vereadores, entre outras autoridades.


A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

19

Variedade


20

A SEMANA NO ARAGUAIA - Ano V - nº 92 - 20 de abril a 9 de maio de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Mato-grossense - Brasília

Manchete de Capa

Ao prestigiar o Mega Leilão da Estância Bahia, realizado em abril, em Água Boa, o governador Silval Barbosa aproveitou para para falar sobre o MT-Integrado, o maior programa de pavimentação asfáltica de Mato Grosso, de todos os governo que já passaram pelo Paiaguás. Ao receber um exemplar do SEMANA Silval levantouse espontaneamente e pediu que nosso fotógrafo o clicasse segurando nossa manchete de capa.

SEMÁFORO Para Mandioquinha. Eleito pelos trabalhadores, ele corre agora por fora quando o assunto é PCCS da Saúde. Aos vereadores Julio Cesar, Chocolate e Zé Maria, os três ao lado dos servidores da Saúde. Para o prefeito Roberto Farias que agindo de forma extemporânea demitiu o servidor Daniel Casella. À Justiça que o fará retornar ao cargo de onde nunca deveria ter saído, não fosse as picuinhas políticas. Aos motoristas que ignoram as faixas de pedestres no tumultuado trânsito de Barra do Garças.

Tal pai, tal filho

O pequeno corinthiano roxo, Edie Metello Siqueira Filho, de quatro anos, numa pose com seu pai, o coronel Edie Metello, comandante da Regional V da Polícia Militar de Barra do Garças. Marcelo Uemura

Para a secretária Fátima Resende, pelo seu empenho, pelo seu reconhecido intento, o de transformar a educação no município. Para o desfile de carretas no centro comercial de Barra do Garças. Para a Coordenadoria de Trânsito do município. Para as fotografias embaçadas feitas na Ciretran.

Brava Coleguinha!

Nosso destaque especial para a jornalista Ana Carolina Vilela Paiva, de tradicional família torixorina, que dobra uma paginazinha em seu calendário, em 11 de maio. Ex-estagiária do SEMANA, Carol está de malas prontas para Hong Kong, na Ásia, onde visita sua irmã. Você merece Carol. Nossa redação ficou alvoroçada com a notícia. Brava, coleguinha!

Para o projeto de lei 020 de outubro do ano passado que estipula meta orçamentária para a Saúde no município. Para o alto custo do exame médico que precede à expedição da Carteira de Habilitação. Para a empresária Téia Fava, de quem todos se lembram de sua passagem pela Secretária de Urbanismo na cidade.

Alegria, alegria

Todo brilho de nosso coluna para a pequena Luisa Helena Costa Andrade que em data recente comemorou seu aniversário ao lado de seus pais Mariana Costa e Willian Andrade. A concorrida comemoração aconteceu no Salão de Eventos do Hotel Casa Verde, em Vila Rica, que pertence à família da bela Luisa.

Comunicação

O competente secretário de Comunicação do governo de Mato Grosso, Aroldo Souza, que não mede esforços para acompanhar Silval Barbosa pelos quadrantes do estado. É assim que se faz.

Agrilcultura

Neri Geller, secretário de Política Agrícola do governo Dilma, Rui Prado, presidente da Famato e Vilmondes Tomain no Mega Leilão 10.013 da Estância Bahia, em Água Boa. É o governo da presidenta Dilma Rousseff no interior do país e grande privilégio para região do Vale do Araguaia.

Comandante Baú

Nossa coluna com merecido destaque o aniversário do prefeito de São Félix do Araguaia, Jose Antonio (Baú) transcorrido em 10 de maio. Ao prefeito as nossas felicitações pela data.

Destaque Empresarial

Comemora seu aniversário em 12 de maio, o empresário André Luiz de Souza, leia-se Drogaria Tocantins e Farmácia do Povo. Andre Luiz é uma das principais expressões de empreendedorismo de Vila Rica

Ordenação Presbiteral

Será ordenado presbítero da Igreja, em celebração eucarística na qual por imposição das mãos e oração consagratória de sua Excelência Reverendíssima D. Leonardo Ulrich Steiner (OFM), Frei Jorge Vasconcelos dos Santos (OFM), às 10 horas de 26 de maio na Igreja Nossa Senhora de Guadalupe, em Cuiabá. Parabéns ao novo presbítero e sinceros votos de plena felicidade.

Aos buracos que infernizam a vida dos moradores da periferia de Barra do Garças. À Secretaria de Obras que não se explica à sociedade a que veio, o que faz, ou que fará pelos dias à frente. Para o demorado desfecho do processo das máquinas da prefeitura que foram apreendidas na fazenda do prefeito Roberto Farias. Ao prédio onde funcionava o Hospital Dom Bosco, que passou pela Funasa e agora se deteriora e oferece riscos à saúde dos moradores de sua proximidade. Para a falta de policiamento na Vila Varjão. Está dado o recado dos moradores daquele conjunto residencial. Ao talento da Agência de Publicidade e Produtora Du’Mato que se estabelece na Sala 4 do Edifício Florença. Para o disputado e tumultuado estacionamento das faculdades Unidas do Vale do Araguaia (Univar). Para o Pacote de Obras do prefeito Roberto Farias. Pergunta-se: com que dinheiro? Ao presidente da Assembleia Legislativa, José Riva pela iniciativa de criação da Ferrovia Mato Grosso/Pará. Iluminação das pontes sobre os rios Aragarças e Garças que estão capenga, precisando de manutenção. Para Câmara de Vereadores que decidiu transmitir ao vivo as sessões daquela Casa de Leis. Por hora somente pela Rádio Difu. Ao preço de verduras “que subiram e não querem baixar”, conforme uma consumidora numa gôndola de supermercado. Ao telefone da prefeitura que só atende depois de muita insistência.

A Semana 92  

A Semana no Araguaia 92

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you