Page 1

REDE DE JORNAIS

CAÇADOR

INFORME CONTEÚDO É TUDO

Tempo Hoje

19º 7º

CAÇADOR (SC), SEGUNDA-FEIRA, 10 DE JUNHO DE 2013 . ANO 12 . NO 2.417 |

E-mail: opiniao@jornalinforme.com.br |

http://issuu.com/jornal_informe | R$ 1,50

COMUNIDADE DO BUGRE

RETIRO DE CURA E LIBERTAÇÃO

Próximo encontro foi marcado para setembro, também em Caçador ENCONTRO REGIONAL

Cobalchini defende que rumo do PMDB seja discutido em 2014 Ele também afirmou que seu projeto político depende das lideranças da região PÁG A02

PÁG A06

DESVALORIZADA

Sem recursos, Amimu poderá fechar as portas

CLERITON FREIRE

JOGUINHOS ABERTOS

Futsal conquista segundo lugar Time masculino competiu pela etapa microrregional em Joaçaba PÁG A05 SC-135

Veículo sai de pista e fere duas crianças

Acidente aconteceu próximo a Rio das Antas. As vítimas foram conduzidas ao Pronto Socorro Chegou até ser discutido nesta semana a assembleia geral de do Hospital Maicé PÁG A07 fechamento da Associação dos Amigos da Música PÁG A03


Geral

A02

CAÇADOR (SC) SEGUNDA-FEIRA, 10 DE JUNHO DE 2013

A FONTE: 'Guardian' revela identidade de fonte de vazamentos de dados nos EUA. Homem de 29 anos trabalha em empresa de defesa e é ex-técnico da CIA. Edward Snowden está em Hong Kong e diz que não fez 'nada de errado'.

ENCONTRO REGIONAL

Cobalchini defende que rumo do PMDB seja discutido em 2014 Ele também afirmou que seu projeto político depende das lideranças da região

O

secretário de Infraestrutura e deputado estadual, Valdir Cobalchini, defende que o PMDB discuta se vai ter candidate próprio ou segue coligado com Raimundo Colombo nas eleições do próximo ano, apenas em 2014. Ele afirmou, neste sábado, em encontro regional do partido em Caçador, que o momento é do PMDB participar do Governo e ajudar a governar, porque foi para isso que foi eleito em 2010. “No próximo ano, vamos discutir qual caminho iremos tomar e quem vai decidir isso não sou eu nem ninguém. É o PMDB quem vai decidir”, afirmou. Diante de lideranças dos municípios de Caçador, Rio das Antas, Calmon, Matos Costa, Timbó Grande, Macieira, Santa Cecília e água

Doce ele também afirmou que seu projeto político depende das lideranças da região. Inclinado a ser candidato a deputado federal, ele disse que seu nome tem sido sondado até mesmo para concorrer um cargo majoritário, mas que será o PMDB e as lideranças regionais que decidirão. “Sou um soldado do partido e vou para o desafio que os companheiros me enviarem. Por isso estou aqui para avaliar o meu trabalho e o nosso futuro com os companheiros”, salientou. Cobalchini também reafirmou o seu apoio a recondução do vice-governador Eduardo Pinho Moreira ao comando do PMDB estadual, na convenção que acontece no dia 29 de junho. “Entendo que o PMDB deve continuar sob o comando do Eduar-

do. Ele foi o presidente mais presente nos municípios durante a eleição municipal. Ele tem trabalho prestado ao PMDB e deve continuar sendo o nosso presidente por isso”, enfatizou. “Depois vamos discutir o futuro do PMDB, mas o momento será em 2014. Agora é hora de ajudarmos o Colombo a governar o Estado”, disse. APOIO REGIONAL- Na reunião de sábado, Cobalchini também ouviu as manifestações das lideranças regionais do partido. Todos reafirmaram o apoio ao projeto político que Cobalchini vier e colocar em prática em 2014. “Estamos juntos com Cobalchini, como sempre estivemos, mas o nosso sonho é vê-lo, no mínimo, candidato a vice-governador”, afirmou o prefeito de Santa Cecília,

DIVULGAÇÃO

Cobalchini no encontro regional do PMDB realizado em Caçador Nuno Scariot. “O caminho que você tomar, tem o apoio

da turma de Rio das Antas. Estamos abraçados com tuas

idéias”, disse o prefeito de Rio das Antas, Acir Bodanese. DIVULGAÇÃO

DIA D CONTRA A PÓLIO

Vacinação em Caçador ultrapassa 40% da meta que Caçador pretende imunizar. Para a secretária de Saúde em exercício, Luzia Michelina dos Santos, e a enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Paula Brustolin Xavier, o dia foi um sucesso, com o clima ajudando e grande presen-

ça de pais levando seus filhos para vacinar. “A meta estipulada pelo Ministério da Saúde é que os municípios atinjam 95% de crianças imunizadas. Nosso total então é de 4966, sendo que apenas neste primeiro dia, o Dia D, conseguimos vacinar 2034 crianças, chegando

DIREÇÃO GERAL: Adriano Ribeiro EMAIL: opiniao@jornalinforme.com.br TELEFONE:8843-4213

PÚBLICAÇÃO: Referência Editora Jornalistica Ltda CNPJ: 04.736.389/0001-99 Inscrição Estadual: Isento ENDEREÇO: Rua Osorio Timmerman, 56 Caçador-SC CEP: 89500000

POLITICA Adriano Ribeiro EMAIL: opiniao@jornalinforme.com.br TELEFONE:8843-4213 POLÍCIA Cleriton Freire EMAIL: cleriton.freire@hotmail.com TELEFONE:8858-9519 JORNALISTA RESPONSÁVEL: Adriano Ribeiro 0002902SC COMERCIAL:

assim a 40,93% do total já no início da campanha. Foi muito satisfatório”, declara a secretária Luzia. O deputado e secretário de Estado da Infraestrutura, Valdir Cobalchini, percorreu postos de saúde durante o sábado, para acompanhar as vacinações.

Cobalchini esteve em alguns postos de saúde acompanhando as vacinações das crianças, em Caçador

EMAIL: adm@jornalinforme.com.br EMAIL: comercial@jornalinforme.com.br PROJETO GRÁFICO: DÓDA DESIGN® - www.dodadiagramador.com.br DIAGRAMAÇÃO: Lucas Lara Gonçalves, Carlos Teixeira e Dóda Design EMAIL: criacao@jornalinforme.com.br EMAIL: diagramacao@jornalinforme.com.br

CONTEUDO É TUDO REPRESENTANTE COMERCIAL: CENTRAL DE COMUNICAÇÃO

FILIADO À

Sábado (8) foi realizado em Caçador o “Dia D” de vacinação contra a paralisia infantil (poliomielite), fazendo parte da Campanha Nacional que segue até dia 21 deste mês. Apenas neste primeiro dia, a vacinação ultrapassou 40% do total de crianças de até cinco anos

ASSINATURAS Anual ................................................................R$ 180,00 Semestral ..............R$ 95,00 à vista ou 2 x de R$ 55,00 Mensal na conta de luz .....................................R$ 13,90 Venda Avulsa .......................................................R$ 1,50

FALE COM O INFORME Fones: 3567-5699 PLANTÃO 24 HORAS (49) 8843-4213


Geral

CAÇADOR (SC), SEGUNDA-FEIRA, 10 DE JUNHO DE 2013

AMIMU: criada em 14 de agosto de 2004, a Amimu surgiu da necessidade de incentivar e valorizar as pessoas que se dedicam a música.

CLERITON FREIRE

A03

TEATRO

Espetáculo adapta contos populares

A Amimu se destina a incentivar e valorizar amantes da música

DESVALORIZADA

Sem recursos, Amimu pode fechar as portas

A peça 'Nem Te Conto – Uma história que vira e mexe e acontece' foi apresentada duas vezes em Caçador neste último sábado (8), no Parque Central e auditório do Senac. O espetáculo da companhia ContaCausos, de Chapecó, faz parte do projeto Baú de Histórias do Sesc. Mais de 120 pessoas prestigiaram a atração no município. 'Nem Te Conto' é uma adaptação de contos populares da tradição brasileira, que envolvem personagens distintos. De acordo com o Sesc, o espetáculo une di-

ferentes versões de uma mesma história, mesclando elementos de superstição popular e do folclore regional e nacional. Segundo a técnica em cultura do Sesc de Caçador, Angela Faoro, já está marcada a próxima atração que irá passar pelo município, o Sonora Brasil. Abrindo a 1ª etapa do projeto, o grupo catarinense “Octeto do Polyphonia Khoros” realiza apresentação nesta quarta-feira (12), na Catedral São Francisco de Assis, depois da missa, às 19h15min. CLERITON FREIRE

Chegou até ser discutido nesta semana a assembleia geral de fechamento da Associação

E

xistente há mais de oito anos no município, a Associação dos Amigos da Música (Amimu) passa pelo momento mais crítico de sua história. O centro cultural de Caçador poderá fechar as suas portas dentro dos próximos dias porque faltam investimentos dos poderes públicos e lideranças empresariais. Com um prejuízo superior a R$ 100 mil registrado no ano passado, a associação não recebe recursos municipais e estaduais há mais de um ano e meio. “Esta não é uma forma sadia de se manter um centro cultural. Tem pessoas aqui tirando dinheiro do próprio bolso para ajudar a manter a Amimu, quando na verdade é um bem de Caçador”, declara

o maestro Patrick Cavalheiro, em nome da entidade. A cada mês o déficit vem aumentando e colaborando para a extinção do centro. “Chegou até ser discutido nesta semana se marcávamos ou não ¬¬a assembleia geral de fechamento da Amimu. O meu grande medo é que toda esta estrutura e trabalho desenvolvidos aqui se percam no tempo depois de muitos anos de conquistas”, argumenta Patrick. Enquanto faltam investimentos, a Amimu se mantém através de promoções (saraus e consertos) e também graças aos amigos da música (associados) que colaboram anualmente com o projeto. Mas embora estas arrecadações contribuam com a manutenção, elas em si não re-

CLERITON FREIRE

Com oito anos de atividade, a associação poderá deixar de realizar as suas atividades solvem todos os problemas financeiros. “Na verdade o que impediu que a Amimu fosse fechada ainda nesta semana foi uma decisão tomada por nós da diretoria em apostar no próximo conserto de inver-

no, a ser realizado em julho. Se mesmo com a venda de ingressos não conseguirmos sair desta situação, infelizmente Caçador perderá um grande centro cultural que é referência em toda a região”, revela o maestro.

Ajude a Amimu se manter aberta O que pode ajudar a Amimu a se recuperar financeiramente é o apoio dos poderes públicos, empresários e também a população. A associação convida a comunidade a pensar junto e refletir sobre esse assunto. “Nós da diretoria da Amimu procuramos o poder público, por pensar que ele

é responsável pela atividade cultural. É um bem, um fruto da comunidade, e por ser dela, convidamos também a comunidade local para auxiliar na manutenção do centro cultural”, disse Patrick Cavalheiro. Quem investe na Amimu estará incentivando e valorizando as pessoas que se de-

dicam à música. Para ajudar é simples, basta se tornar associado pagando R$ 5,00 por mês ou mais. As vantagens para os associados são, além de saber que está contribuindo com a entidade, assistir os saraus da Amimu que acontece todo mês¬, receber o direito de votar, a tomar decisões junto a diretoria, entre outras.

Empresas também podem colaborar. Os empresários que ajudarem a Amimu poderão usufruir dos serviços dela levando seus filhos ou algum funcionário para participar das atividades. Maiores informações pessoalmente ou através dos telefones: 3563-6634 e 9984-0019.

Peça “Nem te Conto”, no Senac


A04 Estadual

CAÇADOR (SC) SEGUNDA-FEIRA, 10 DE JUNHO DE 2013

PeloEstado

Entrevista

O biogás é uma alternativa importante e, sem dúvida, uma solução ambiental singular. CÓSME POLÊSE Jaime Schramm

“Estamos bem próximo de vivenciar um apagão do gás” Formado em Economia, Ciências Contábeis e Administração, possui Especialização em Economia e cursa Mestrado em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Sustentável. Polêse ocupou o cargo de diretor de planejamento da Companhia de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina (Codesc) e atuou profissionalmente no Sapiens Park S.A., na Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina (Fatma), no Ministério do Meio Ambiente e no BESC. Nessa entrevista exclusiva à reportagem da CNR-SC/ADI-SC/Central de Diários, ele falou sobre a preocupação com o esgotamento da oferta de gás natural e todas as soluções possíveis para reverter a situação que, no caso de Santa Catarina, pode representar perda de empresas. Polêse garante que “se o gás natural não estivesse disponível, é bem provável que a BMW não escolheria Santa Catarina para instalar sua primeira fábrica na América Latina”. [PeloEstado] - O senhor esteve na Europa para conhecer sistemas de biogás. Quais os planos da SCGás nessa área? Cósme Polêse - Nossa companhia tem papel fundamental nos projetos de biogás em estudo no Estado: adquirir o gás que será gerado pelos projetos e distribuí-lo aos consumidores, apoiar tecnicamente e fomentar os projetos através de ações que incluem a parceria com órgãos governamentais.Atualmente, possuímos, em parceria com diversas entidades, três projetos que intentam produzir biogás em Santa Catarina. A implantação de usinas em Concórdia e Braço do Norte e o aproveitamento de gás gerado através de aterro sanitário da Grande Florianópolis. Este último deve permitir que em 2015 cerca de 50 mil m³/dia de energia renovável seja distribuída através de nossa rede. Nossa recente passagem pela Alemanha e Suécia, países referência na exploração de biogás, nos mostrou que os projetos são viáveis e há tecnologia disponível para que possamos operar com biogás. [PE] - A questão ambiental também pesa nesses planos? CP - O biogás é uma alternativa importante e, sem dúvida, uma solução ambiental singular. Santa Catarina é um Estado que responde por mais de 30% do plantel nacional de suínos e estudos realizados pela SCGÁS em parceria com a UFSC demonstram que há potencial de geração de 3MMm³/dia de biometano, equivalente a uma vez e meia o que compramos hoje da Bolívia. Além do tratamento

adequado para dejetos gerados na produção da carne, a produção de biogás tem aspectos como geração de renda para o agricultor e ampliação do suprimento com energia renovável. [PE] - Há uma preocupação com o esgotamento da oferta de gás natural para o Sul do país? CP - Estamos operando no limite. Distribuímos 95% do gás disponível. Ou seja, estamos bem próximo de vivenciar um “apagão do gás” se, através do Ministério de Minas e Energia (MME), da própria Petrobras ou outro supridor, não recebermos nova oferta do insumo. Temos uma fila de clientes esperando pelo gás e potencial para mais do que duplicar o que distribuímos hoje, considerando apenas o consumo industrial. Um exemplo: se o gás natural não estivesse disponível, é bem provável que a BMW não escolheria Santa Catarina para instalar sua primeira fábrica na América Latina. As alternativas de suprimento passam, essencialmente, por investimentos em infraestrutura de transporte e aquisição de gás dos Estados Unidos, Malásia, Trindade Tobago ou outro país ofertante. Nossas opções no médio e longo prazo, conforme estudos do Grupo de Economia da UFRJ, sinalizam para a necessidade de implantação de terminal de GNL (gás natural liquefeito) na região Sul do Brasil, investimentos na recomprensão do Gasoduto Brasil-Bolívia (Gasbol) e a construção de novos gasodutos de transportes que “cortariam” regiões ainda sem atendimento. Cabe lembrar que temos gás sendo queimado

diariamente em plataformas petrolíferas próximas ao território catarinense. Estudos de viabilidade econômica devem ser feitos para analisar a possiblidade de trazê-lo até a costa. Além disso, o “pré-sal” deverá produzir e ofertar muito gás. [PE] - Como estão as tratativas com o Ministério de Minas e Energia e a Petrobras sobre a questão? CP - Eles conhecem a necessidade de Santa Catarina. Recentemente, estivemos reunidos com o MME e nos foi apresentada uma alternativa de curto prazo que depende da aprovação da Petrobras: a aquisição do GNL entregue na Baía de Guanabara. Nesse caso, faríamos uma permuta de gás com o Estado do Rio de Janeiro. Aguardamos também o lançamento do Plano de Expansão da Malha de Transporte (Pemat), o planejamento decenal do Ministério. O MME afirma que o problema não está na infraestrutura de transporte e, sim, em encontrar mais fontes de oferta de gás. [PE] - Que papel as federações industriais (Fiesc, Fiergs e Fiep) cumprem nesse momento crítico? CP - Papel decisivo. A principal demanda por gás natural vem do setor industrial. As federações têm se mobilizado em prol da ampliação de suprimento para os Estados do Sul. Seminários, encontros e fóruns que são realizados de forma permanente visando sensibilizar a classe política e os setores estratégicos que fazem a gestão da energia nacional. Na prática, essas ações têm colocado o gás

natural na agenda de setores estratégicos nacionais. Precisamos mostrar ao país que o gás é o combustível que fará a transição para energia renovável e o produto não pode ficar apenas como um back up do setor elétrico. Ele terá papel no desenvolvimento econômico das cidades muito maior do que desempenha hoje. [PE] - A bancada federal catarinense tem contribuído nesse debate? CP - Sim, principalmente os senadores. O senador Luiz Henrique da Silveira e o governador Raimundo Colombo proporão agenda com a presidente Graça Foster para que possamos apresentar pessoalmente as necessidades de Santa Catarina. Quando estivemos em Brasília no mês passado, Luiz Henrique lembrou que, em audiência na Comissão de Assuntos Econômicos, Graça conceituou a SCGÁS como distribuidora referência para o Brasil. Temos certeza de que com essa manifestação, e pelo fato de a Gaspetro ser sócia da SCGÁS, teremos uma solução em breve. [PE] - Quais os planos de expansão? CP - Executamos um total de sete frentes de obras neste ano que, quando concluídas, ampliarão em 45 km a malha de gasodutos em Santa Catarina, que hoje é de 1.020 km. Os maiores investimentos são em redes estruturantes que passarão a atender os diversos segmentos de mercado que possuem o gás natural como alternativa energética. Considerando um cenário conservador, iremos crescer 50% em

Andréa Leonora e Nícola Martins

PeloEstado peloestado@centraldediarios.com.br www.centraldediarios.com.br

CENTRAL DE DIÁRIOS TRINTA INTEGRADOS TRINTA INTEGRADOS

DIÁRIOS

INTEGRADOS

PRESENÇA EM 62% DE SC

quilômetros de rede implantada nos próximos cinco anos, ultrapassando 1,5 mil km e atendendo mais de 75 cidades. Isso nos permitirá entregar o gás a 120 mil veículos automotivos através de 155 postos, mais de 410 estabelecimentos comerciais e quase 300 indústrias. Um crescimento de 15% no GNV, de 58% no atendimento a comércios e 36% a indústrias. O principal crescimento será no mercado residencial, onde pretendemos saltar das atuais 4 mil para 30 mil unidades residenciais atendidas. Nosso grande objetivo, sem dúvida é ampliar nossa capacidade de investimento para fazer mais, melhor e mais rápido. [PE] - Em que prazo Santa Catarina tem que ver a situação resolvida antes de começar a perder empresas para outros estados? CP - A orientação que temos do governo do Estado é atender a todos os novos empreendimentos que desejam se instalar em Santa Catarina. Hoje a demanda é maior que a oferta. Temos que adequar nossos planos de investimentos, considerando a solução na ampliação do suprimento, para que nossa rede de distribuição alcance novas cidades e regiões. Quando estive na Malásia, no ano passado, participando do maior encontro de gás natural do mundo, a mensagem principal que recebemos é que aqueles que possuírem infraestrutura de transporte e distribuição receberão o gás natural, pois a projeção de oferta chegará a índices históricos nos próximos dez anos. É o que pretendemos fazer. �lorian��olis �� 10Jun13


Esporte Local

CAÇADOR, SEGUNDA-FEIRA, 10 DE JUNHO DE 2013

FUNAI Antropóloga Marta Azevedo deixa presidência da Funai. Saída ocorre após morte de indígena em MS e protestos em Brasília. Marta Azevedo alegou motivo de saúde; interina assumirá na segunda.

A05

DIVULGAÇÃO

Time masculino ficou em segundo local na etapa

JOGUINHOS ABERTOS

Futsal conquista 2º lugar

Time masculino competiu pela etapa microrregional em Joaçaba

S

exta-Feira (7) a equipe de futsal masculino de Caçador chegou ao final de sua participação na etapa microrregional dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, realizado em Joaçaba. A equipe que já estava classificada para a fase regional, perdeu para a equipe de Catanduvas e conquistou o segundo lugar nesta etapa. A equipe de Caçador ga-

rantiu uma vaga para a etapa regional quando foi classificada para a semifinal. Nesta rodada a equipe venceu de Vargem Bonita nos pênaltis, porém na final perdeu para Catanduvas por 3 a 1. Segundo o diretor técnico da Fundação Municipal de Esportes, Juliano Vaz, mesmo conquistando o segundo lugar o objetivo da equipe foi cumprido. “Ga-

rantimos nossa vaga para a etapa regional e este era o nosso principal objetivo”, explica. Caçador será representado na fase regional dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina que será de 5 a 11 de agosto, em sede ainda a ser definida,pelas equipes de voleibol masculino, handebol e futsal em ambos os naipes.

DERROTA

CAC perde em Tubarão Na noite deste sábado (8), o Caçador Atlético Clube perdeu por 2 a 1 para a equipe do Hercílio Luz, em Tubarão no Aníbal Torres Costa. Esse foi o primeiro triunfo do Leão na Especial, que chegou aos quatro pontos após quatro rodadas, terminando na sétima colocação. Por outro lado, o Caçador segue em crise, sem nenhuma vitória com um ponto apenas, ameaçado de

rebaixamento. O placar foi aberto já no início do primeiro tempo, após cobrança de escanteio e cabeceio de Fernando. O Caçador chegou ao empate no primeiro tempo, com Rilber, após bom passe de Anderson. Mas a festa era hercilista, que comemorou mais uma vez um gol de cabeça de Fernando, na metade do segundo tempo, após cobrança de falta de Lean-

drinho. Na próxima rodada, o Hercílio vai a Canoinhas enfrentar o CAC no Estádio Benedito Therezio de Carvalho. O Caçador volta a jogar em casa após duas rodadas, recebendo o saco de pancadas da Especial deste ano, o XV de Indaial, em duelo direto contra o rebaixamento. As duas partidas estão marcadas para domingo, às 16h, podendo sofrer alterações.


A06

Geral

CAÇADOR (SC) SEGUNDA-FEIRA, 10 DE JUNHO DE 2013

PRÓXIMO RETIRO: Dias 14 e 15 de setembro será realizado mais um retiro na comunidade, com a pregação da Psicóloga Adriana Potexki, a qual trará outro pregador, que até o momento será surpresa.

COMUNIDADE DO BUGRE

Retiro de cura e libertação Próximo encontro foi marcado para setembro, também em Caçador

M

ilhares de fieis de todas as partes do país participaram, neste final de semana, do retiro para cura e libertação, na comunidade católica Adoradores da Misericórdia, em Caçador. O encontro proporcionou uma rica experiência de fé e libertação com o padre fundador da comunidade, José Juan, e frei Rinaldo, do canal de televisão Século XXI. O retiro teve duração de dois dias. Com início no sábado (8), os fieis realizaram a subida da colina da Virgem, envolvendo uma peregrinação dentro da mata com Via Sacra até o encontro com Nossa Senhora das Dores, no topo da colina. No retorno, o padre José Juan fez a missa de abertura. O encontro de domingo iniciou cedo, com a oração

do terço para Nossa Senhora, e ainda pela manhã o frei Rinaldo fez a animação e uma missa. À tarde, o padre José Juan realizou, por algumas horas, uma pregação envolvendo assuntos como vícios hereditários, a péssima escolha por visitação de centros espíritas, umbandas e entre outros, além de transmitir a mensagem de paz e purificação da alma. Segundo informações da Irmã Rosa, pertencente à comunidade, já foi marcado um próximo retiro a ser realizado em Caçador. “Dias 14 e 15 de setembro convidamos a todos para mais um retiro aqui na comunidade, com a pregação da Psicóloga Adriana Potexki, a qual trará outro pregador, que até o momento será surpresa”, comenta a Irmã.

CLERITON FREIRE

Padre José Juan, fundador da comunidade, pregando a palavra para milhares de fieis

SOLIDARIEDADE

Pedágio da Apae consegue arrecadar cerca de R$ 17 mil

Cerca de R$ 17 mil foram arrecadados no Pedágio da Solidariedade, realizado neste sábado pela Apae de Caçador, superando todas as expectativas. O valor será utilizado para a reconstrução de um muro de contenção, o qual desabou com as últimas

chuvas. Participaram do pedágio os membros da diretoria, professores, funcionários e alunos da entidade, além de voluntários da Ordem DeMolay, Filhas de Jó, Tiro de Guerra, e funcionários da Caixa Econômica Federal.

COMEMORAÇÃO

Escolas iniciam festa de São João

DIVULGAÇÃO

A 15ª edição do Pedágio da Apae ocorreu em115 cidades catarinenses. O objetivo, segundo a organização, era arrecadar R$ 900 mil para investir em novos profissionais, capacitações, equipamentos, reformas e necessidades básicas das instituições. CLERITON FREIRE

População superou as expectativas da Apae e doou R$ 17 mil

Neste sábado (8) quatro escolas municipais de Caçador realizaram suas festas de São João, sendo elas EEB Irmão Venâncio José, EEB

Hilda Granemann de Souza, EEB Morada do Sol e EEB Walsin Nunes Garcia. O calendário de atividades segue com as demais escolas até o

mês de julho. As famílias inteiras passaram um dia agradável com música, brincadeiras, danças, pipoca, cachorro quente, bolo e quentão.


CAÇADOR (SC) SEGUNDA-FEIRA, 10 DE JUNHO DE 2013

TERROR: 'É um filme de terror', diz delegado sobre morte de criança, no Ceará. Menino de três anos foi encontrado morto em apartamento de flat. Irmão da vítima, de cinco anos, foi internado com sinais de maus-tratos.

Segurança

SC-135

Veículo sai de pista e fere duas crianças

Acidente aconteceu próximo a Rio das Antas. As vítimas foram conduzidas ao Pronto Socorro do Hospital Maicé

PORTALCDR

A07

INVESTIGAÇÃO

Polícia elucida homicídio

A Polícia Civil de Herval d’Oeste elucidou o homicídio que vitimou Heleno Gabriel Zaccaron, de 24 anos, na última terça-feira, 4, em Herval d’Oeste. Nesta sexta-feira, 7, foi preso André Luiz de Oliveira, vulgo "Pit Bull", de 27 anos, e apreendido um adolescente de 16 anos como supostos autores do crime. O caso: Por volta de 22h30min da última terça-feira (4), a Polícia Civil de Herval d'Oeste foi avisada de que um homem – posteriormente identificado como Heleno Gabriel Zaccaron – estava morto na frente de sua casa com diversas perfurações de faca na região das costas, peito e pescoço. Logo após as primeiras investigações, no mesmo dia do crime, a Polícia Civil reuniu indícios de quem seriam

os autores. No dia seguinte, 5, foram colhidas demais provas, o suficiente para que o Delegado Antônio Lucas Ferreira Pinto representasse pela prisão preventiva do adulto e pela internação do adolescente, as quais foram deferidas. Após diversas diligências para localizá-los, pressionados, o adolescente se apresentou, hoje, com um advogado e confessou o crime; atitude idêntica tomada por "Pit Bull" nesta tarde. Após os procedimentos policiais, “Pit Bull” foi encaminhado ao Presídio Regional de Joaçaba, enquanto o adolescente foi encaminhado ao Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório (CASEP) de Joaçaba. O Delegado salienta que os dois autores têm diversos antecedentes policiais. DIVULGAÇÃO

Com o choque, o carro ficou com a frente parcialmente destruída

U

m acidente na madrugada deste domingo, 9 de junho, na Rodovia SC-135, próximo a Rio das Antas deixou duas crianças feridas. Um Ford Verona placas de Caçador perdeu o controle e bateu forte

contra um guard-rail. De acordo com informações, o Verona se conduzia sentido a Caçador quando em uma curva acabou invadindo a pista contrária e, para não bater de frente com outro veículo, o motorista

VIDEIRA

jogou o carro para o acostamento, vindo a colidir no guardrail. Moradores de uma residência próxima do local acionaram os Bombeiros Voluntários de Rio das Antas, que conduziram as duas crianças

ao Pronto Socorro do Hospital Maicé. O motorista e outros dois adultos que estavam no carro não sofreram ferimentos. Os bombeiros de Caçador também foram ao local para prestar auxílio na ocorrência.

Mãe procura filho desaparecido Ivete relata que ele é dependente químico há oito anos. Ele estava há cerca de cinco meses sem consumir drogas, mas na última sexta-feira (31/06) ele teria tido uma recaída e voltou a utilizar crack. A mãe de Maikon teme que o filho esteja ferido ou inconsciente em algum lugar. As policias Civil e Militar do município estão a par do caso e também auxiliam na procura do jovem. “A minha aflição é de saber que ele pode estar desmaiado ou machucado. Eu

registrei o boletim de ocorrências e a Policia está procurando ele. Só quero que ele me dê notícias, que diga onde está e acabe com essa angustia” afirma Ivete. Qualquer informação pode ser repassada para a policia civil ou militar do município, no telefone de Ivete 9815-4226 ou na recepção da Rádio Vitória 3566-2500. Maikon estava trajando camiseta vermelha, moletom branco, jaqueta verde-escura, calça Jeans clara, boné azul com aba branca, tênis preto com laranja.

VALE

Três mortes em rodovia Três pessoas morreram em acidentes nas rodovias do Vale do Itajaí neste final de semana. Por volta do meio-dia deste domingo, uma colisão entre um caminhão e uma moto, fez uma das vítimas no Km 197 da SC-477, em Indaial. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PRMv), o condutor de uma moto de Timbó morreu após ser encaminhado ao hospital. A PMRv ainda informou que o motorista do caminhão, um Mercedes-Benz com placas de

Indaial, não estava no local do acidente. Em Rio do Campo, no Alto Vale do Itajaí, um ciclista morreu após ser atropelado por um carro. A PMRv detalhou que um idoso de 63 anos foi atropelado no Km 89 da SC114, por um Celta com placas de Rio do Campo. Na BR-470, o vereador de Pouso Redondo Airto Felizardo, 50 anos, morreu após colidir com um meio-fio em Rio do Sul na noite deste domingo.


A08 Publicidade

CAÇADOR (SC), SEGUNDA-FEIRA, 10 DE JUNHO DE 2013

Informe caçador2417  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you