Issuu on Google+


18 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


Palavras da Editora Por Ananda Valeeva Um ano! Aqui estamos para celebrar a nossa vitória e compartilhar com você em uma edição muito especial. E falar sobre a história do Second Life seria um artigo perfeito para a data. Leia sobre o SL de Ontem, hoje e as expectativas para o futuro. Estamos sempre curiosos sobre as experiências que os primeiros moradores viveram e o que eles poderiam nos contar. Assim, nossa Entrevista muito especial revela Nyna Slate, um dos primeiros mentores do Second Life. Ela contou a sua experiência desde o seu início na SL. Merece um Selo vai para Anderson Toll um designer muito talentoso que criou um império de prazer, a Sex Machine. Você vai adorar suas criações e palavras. A SL de hoje oferece novos e


fantásticos Sims e era preciso mostrar o nosso TP para Lost World, um dos Sims mais incríveis que poderíamos mostrar. Surpreenda-se com os Sculpties, o Inspect nele e confira as incríveis criações de Top 5 e algumas das melhores sandálias com dedos sculpt. Esta edição está repleta de beleza, arte e talento. É hora de comemorar e se preparar para os próximos desafios e aventuras. Junte-se a nós! Beijo Ananda Valeeva CEO / Escritora / Editora Chefe INNERWORLD MAGAZINE

20 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


PONTO DE VISTA 1 ano de InnerWorld Magazine Por Ananda Valeeva

Falar sobre a InnerWorld é falar de um sonho realizado e nesta edição de um ano, There e eu tínhamos que contar, ao menos um pouco, de como tem sido nossa experiência e aventura editorial, mas confesso que é difícil expressar tantos sentimentos em poucas palavras.

Não é simples construir uma parceria vitoriosa, que tem cumplicidade e sintonia criativa, que supera os obstáculos naturais que surgem, mas temos caminhado juntas há tempos e aprendido o quanto amamos o que fazemos e nos respeitamos, acima de tudo.

Somos

veteranas em Second Life, avatares que têm visto e vivido muitas experiências in-world e nada mais perfeito do que traduzir tudo isso em forma de uma bela e interessante revista.

Chegamos

quando o mercado já oferecia várias revistas e uma revolução

ética e criativa balançou a SL, e o desafio de entrar no grupo seleto das melhores nos estimulou a seguir adiante. Temos acompanhado vários lançamentos e é maravilhoso ver o resultado que alcançamos e que nos elevou ao nível dos que sempre admiramos.

Minha

experiência na Second Life sempre esteve relacionada à área de comunicações e Marketing, com foco em tudo o que seja expressão criativa; e como sempre busco o melhor, encontrei em There a parceira perfeita para me acompanhar na realização de uma nova revista, inteiramente voltada para o nosso mundo Virtual, que fosse um diferencial de qualidade e excelência. O mais empolgante é que nos divertimos muito fazendo a revista e levamos para o mundo virtual a experiência de duas profissionais graduadas na vida real.

Parece que foi ontem o dia em que lançamos a primeira edição em uma linda festa. Estávamos radiantes pela realização de um projeto tão especial. Acalentamos este sonho por muito

26 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


tempo, desde quando trabalhamos juntas em outra publicação na Second Life, a qual reforçou nosso desejo de criar uma revista com a nossa identidade. Sempre acreditei que o sol nasceu para todos e que o mundo, seja real ou virtual, não deve ter barreiras, nem preconceitos. Por isso é que a InnerWorld é feita para todos se divertirem e sonharem, independente de nacionalidade, credo ou cor. Queríamos uma revista voltada para PESSOAS, sem tribos, sem bandeiras e que falasse o idioma universal da alegria, bom gosto, classe, cultura e respeito à diversidade. Por isso abordamos tudo o que possa entreter, divertir, emocionar e te fazer sonhar. Cada edição tem um toque nosso de paixão absoluta e cuidado para que você sinta a mesma emoção que nós, ao folhear nosso tesouro.

trouxe nossa revista ao sucesso: sintonia criativa, ética e comprometimento com a excelência. Somos assim... duas workaholics, perfeccionistas, que se divertem trabalhando!

InnerWorld

Feliz Aniversário,

tem sido uma escola de vida, pois esta nova mídia também tem nos ensinado muito a desenvolver ferramentas para a vida real. A interação SL/RL é o que sempre buscamos e até nisso temos sintonia; acho que esta é a principal razão que

Tantas

pessoas maravilhosas têm surgido em nosso caminho... amigos, parceiros, pessoas que nos ensinam como fazer melhor. E sabe o que mais nos encanta? Somos duas mulheres, Brasileiras e que foram atrás do sonho, que têm orgulho e prazer da paixão que é fazer nossa revista!

Sempre

há muito a aprender e agradeço a todos que têm nos apoiado. É com imensa emoção que celebro este nosso primeiro ano e sei que faremos sempre o melhor, no desejo de manter o sonho presente e que continue por incontáveis anos!!!

InnerWorld Magazine! ★ Ananda Valeeva CEO / Escritora / Editora Chefe INNERWORLD MAGAZINE

28 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


PONTO DE VISTA 1 ano de InnerWorld Magazine Por Thereaver Barrymore

Quando Ananda e eu fechamos a pauta da edição de Fevereiro, decidimos que cada uma de nós daria suas impressões deste ano que se passou. Falar de 1 ano de publicações dentro do Second Life é falar de muita coisa, pois muitas pessoas passaram pela InnerWorld, muitas coisas maravilhosas aconteceram, conhecemos pessoas sensacionais.

Mas antes de começar a falar sobre tudo isso, deixe-me contar brevemente como tudo isso começou. Ananda e eu já fomos parceiras de trabalho em outra revista, onde esta foi meu primeiro contato com publicações dedicadas inteiramente ao Second Life. Nutrimos um desejo de termos uma publicação inteiramente nossa, com liberdade de nós criarmos a pauta, discutirmos idéias, queríamos uma revista 100% criada por nós, para os residentes. Informar e divertir foram desde o começo a nossa meta.

Surgimos em um período pós noobies, em meio a criadores fantásticos, sims surpreendentes, onde sculpties fazem parte da maioria das criações. Posso dizer que surgimos não na era de ouro da economia no Second Life, mas em um período em que criadores, criações, locais já estão em um estágio avançado. Começamos em um momento em que muitas revistas já fazem


parte do Second Life, são vários títulos sensacionais, são revistas diferentes, cada uma com sua opinião, sua arte, seu ponto de vista; respeitamos todas elas e hoje estamos felizes de sermos respeitadas e reconhecidas dentre os grandes nomes. Como Ananda sempre diz: “O sol é para todos”.

Infelizmente surgimos também em meio à crise dos direitos autorais, mas isso não nos parou. Como disse Ananda, já havia outras revistas brasileiras. Novas revistas criadas por brasileiros têm surgido. Só nos últimos dois meses, mais de 5 novas revistas brasileiras foram lançadas. O desafio da Inner era mostrar que uma revista feita por duas brasileiras, pudesse ser lida por todas as pessoas dentro do Second Life; atravessar as barreiras do idioma; alcançar 10 pessoas ao invés de só 5. Oferecer uma revista em dois idiomas simultaneamente é apenas a nossa forma de oferecer o conteúdo feito com carinho a todos, TODOS os residentes do Second Life.

Nesse período fizemos grandes amizades, conhecemos de perto designers verdadeiramente talentosos, visitamos sims incríveis, recebemos o apoio de muitas pessoas especiais. Agradeço novamente aos que acreditaram e continuam acreditando no nosso trabalho. Não posso prever quanto tempo a revista vá durar, afinal nossa meta de vida é a Vida Real. Só sei que vamos continuar a nos divertir, enquanto a InnerWorld durar.

Vida longa à InnerWorld e ao SL :) ★ Thereaver Barrymore Designer / Diretora de Arte / Fotógrafa INNERWORLD MAGAZINE

30 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


Primolution, de Stella Costello. A obra pode ser visitada no Sim NMC Campus

34 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


Second Life O sonho virtual se tornou real Ontem, hoje e amanhã

Gostaria de saber o que Philip Linden imaginou, quando visualizou o Second Life... Já faz algum tempo que o Second Life foi lançado oficialmente no dia 23 de junho de 2003. Desde então, os residentes têm presenciado um novo mundo de entretenimento e possibilidades infinitas, para mostrar e aprender muitas habilidades para desenvolver relacionamentos e negócios.

O que temos aprendido e apreciado? Não

há exceção, quando perguntamos aos residentes se aprenderam e desenvolveram ao menos uma nova habilidade por causa do SL. Todos dizem: SIM! E isso inclui também o seu comportamento, como enfrentam e melhoraram sua vida real, relacionamentos, cultura, educação, etc. Tudo depende das expectativas quanto ao mundo virtual. Por exemplo, há muitas pessoas que conseguiram melhores empregos reais ou fazem algo muito produtivo in-world, como a criação de arte e produtos, ou campanhas de caridade e programas de educação. Second Life tem uma grande variedade de criações inspiradas na cultura e arte trazidas da nossa vida real, por pessoas que partilham seus hábitos e a diversidade de muitos países e diferentes origens. Então, SL tornou-se, de certa forma, um pequeno país.

O que atraiu tantas pessoas para este país das maravilhas? Para alguns, a SL trouxe a promessa de novos negócios e empregos ou melhoria educacional e cultural; para outros é uma nova forma de aprender e desenvolver criatividade e habilidades, e para muitos, é uma pausa do cotidiano real e uma forma de sonhar e viver fantasias,

36 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


Philip Linden. Foto de Tao Takashi


que podem expressar qualquer tipo de desejo obscuro ou os mais leves. Muitos são os motivos para atrair pessoas a viver uma segunda vida e é isso que fascina a todos.

O Second Life que desfrutamos hoje melhorou muito e as coisas mudam rápido no grid, mesmo em lands antigas. Assim, este artigo especial é uma espécie de "máquina do tempo", para lembrar e ilustrar a história do país das maravilhas, “Second Life”...

No

início era chamado de Linden World e foi criado como o mundo virtual da Linden Lab, necessário para rodar a sua empresa de hardware, voltada para a pesquisa e desenvolvimento. Os primeiros moradores foram Steller Sunshine e Paul Zeeman e eles ainda podem ser encontrados in-world. Imagine o que viram e podem contar sobre esta aventura!

Muitas pessoas continuam a chamar o Second Life de “jogo”, mas é importante compreender que SL é um

Um dos primeiros mapas. Imagem cedida por Nyna Slate

simulador de vida e até mesmo o seu criador, Philip Linden, disse: -"Eu não sou um jogador, e o SL não é um jogo. Desde o início, nós/LL observamos que algo como SL teria suas primeiras utilizações em entretenimento, e em seguida cresceria além dos usos e as pessoas confiariam mais nas capacidades da nova plataforma / Sistema Operacional / ou-como-queira-

38 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


chamá-lo. Então, nós nos concentramos em fazer um SL muito emocionante, visceral e inspirador, mas não em transformá-lo em um jogo."

A

equipe LL sempre quis que a SL pudesse alcançar a todos no mundo e permitir que a criatividade e entretenimento atingissem milhões de servidores, permanecendo um sistema

aberto e descentralizado.

Surgiram

muitas versões do Second Life e Alpha foi a primeira delas. Tudo começou em março de 2002, sob o nome Linden World e talvez a visão do que temos hoje poderia soar como uma utopia. Quem poderia imaginar que este sonho iria crescer desta maneira? O Second Life oferecia uma simples


criação de cubos em um terreno plano, e hoje podemos ser surpreendidos pelos avanços da tecnologia, a arte fantástica em sculpt e gráficos sofisticados de água, céu e simulação de sombras.

Em seguida, o Closed Beta começou em novembro de 2002, com a abertura ao público do beta, em Abril de 2003. Esta versão trouxe o primeiro sistema econômico, que foi uma tentativa de controlar o uso de recursos, através da cobrança para a criação de objetos e renderizar um objeto prim. Assim, o SL recebeu uma série de novas versões para desenvolver novas interfaces, as principais mudanças gráficas, e para corrigir qualquer bug que pudesse surgir. Algumas versões trouxeram uma completa reorganização social e muitos moradores não gostaram do impacto sobre a forma como a economia se desenvolvera. Alguns diriam que era "tudo por dinheiro", e é um assunto bastante sutil a ser abordado. As lands foram tributadas e muitos tiveram que pagar taxas mensais extremamente elevadas para ter seus terrenos.

O primeiro e mais antigo continente original chamava-se simplesmente como "O Continente (Mainland)". Então, ele foi batizado com o nome "Sansara" por Dyne Talamasca. Sansara refere-se ao conceito hindu do mundo e/ou tudo que é material, que é a fase em que a vida acontece. Nada poderia expressar melhor o que o Second Life planejava ser. Sansara começou como a solitária DaBoom Sim, o primeiro Sim a ser adicionado ao grid e marcado como Sim número 1 (sim1), em 25 de Junho de 2003; a área tem crescido substancialmente nos últimos anos. Como o "berço da civilização" do Second Life, Sansara é o lar de um grande número de compilações históricas e você deve visitá-lo.

Esta lenda do passado também era o lar do Alt-Zoom disco originalmente construído por Philip Linden. Essa Disco continha scripts muito avançados chamados MixMaster, onde você podia colocar loops de som e tocá-los, repetilos, controlar seu volume, etc.; no entanto, o lag que o áudio causava

40 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


naquele tempo não era algo nada agradável. Esse projeto fracassou devido à falta de tempo para promover seu nome adequadamente e mantê-lo. Mas, alguns dos sons e instrumentos do Shack Loop, bem como o MixMaster ainda permanecem nos inventários de alguns residentes.

Não

obstante as melhorias surpreendentes, os criadores de scripts atingiram a capacidade de criar mais e explorar muitas possibilidades novas. Surgiram belas e charmosas animações para os avatares e nossa vida virtual atingiu um nível maravilhoso, que abriu muitas portas para a interação social por meio da expressão criativa. Quando o streaming permitiu a todos tocar música em suas lands, nós curtimos muito a novidade e vimos uma explosão de clubes, que irritou a maioria dos residentes mais antigos e tornou muitos outros ricos. DJs da RL mostraram talento e conquistaram muitos fãs e isto foi apenas o começo das novas oportunidades para cantores, músicos e muitos talentos para expressarem sua

criatividade virtual.

fantástica

no

mundo

A

moda atingiu um nível muito profissional quando os Sculpt e Prims flexíveis surgiram, e todo um novo mercado nasceu in-world. Tínhamos opções terríveis para vestir e os nossos avatares pareciam bonecos nada encantadores. Mas, agora é possível encontrar a mesma moda que vemos na RL, que segue o mesmo calendário mundial, que movimenta milhões de Lindens durante seus shows na passarela da moda e nas lojas maravilhosas. Vale destacar que depois que a criações em sculpt surgiram na SL, hoje podemos comprar sapatos, roupas, móveis, jóias e milhares de criações muito reais e irresistíveis.

Pudemos

presenciar uma aventura mágica ao observar e apreciar a melhoria gráfica dramática que a LL desenvolveu, com maior visualização à distância e luz mais realista. Nós também passamos a nos comunicar


através da fala e isso levou a SL a um revolucionário momento para a comunicação in-world, propiciando palestras, cursos e bate papos em tempo real.

A

LL ofereceu alguns novos visualizadores para tornar nossa experiência SL melhor, tais como: Release Candidate, First Look e Windlight.

Ao mesmo tempo, um momento muito importante na história do Second Life começou quando a LL foi muito audaciosa e decidiu melhorar o Second Life Viewer. Eles abriram e disponibilizaram o código fonte do Second Life Viewer, permitindo que os desenvolvedores que não trabalhavam para a Linden Lab pudessem baixar o software do Second Life para o usuário final, e fizessem modificações e adicionassem ao código o que desenvolveram. Eles se tornaram capazes de corrigir bugs e melhorar os visualizadores, de acordo com seus níveis de habilidade. Estes viewers

ofereceram melhor funcionalidade adicional em comparação ao Second Life Viewer oficial. Foi uma revolução que trouxe muitos talentos e sua criatividade à nossa vida virtual. Esses usuários incríveis simplesmente criaram formatos e viewers mais eficientes e fáceis para utilizarmos e eles têm compartilhado sua versão modificada com todos.

Alguns desses viewers que podemos citar são: Cool SL, Emerald Viewer ("Greenlife"), Snowglobe, Kirsten e Meerkat. Alguns clients de texto para SL também foram criados como mais uma opção. Eles são leves e permitem que você faça o login na SL se você tem um computador de baixa potência. Sleek, PinkBlue e SL Text são alguns exemplos. SLfone é a mais nova tecnologia que temos para entrar no Second Life e que certamente não vai parar de nos surpreender.

42 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


Viewers do Second Life: Snowglobe, Kirstens, Greenlife Emerald e o Viewer Oficial


44 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


Não podemos falar sobre a história da SL sem citar o fenômeno Anshe Chung. O avatar criado por Ailin Graef construiu um negócio online que compreende desenvolvimento, corretagem de imóveis, vendas de lands virtuais, produtos e negociação financeira. Ela é a corretora imobiliária principal da SL e seu negócio se tornou lucrativo o suficiente para que ela ganhe a parte principal de sua renda real. Anshe fez história quando foi o primeiro avatar a ganhar um milhão de Lindens e atraiu muitos novos residentes ao SL. Ela também atraiu grande atenção da mídia através de seu sucesso, com artigos em revistas como a Fortune e Wired.

Como

Anshe Chung Foto extraída do site http://www.anshechung.com

na vida real, certamente também há problemas de mau comportamento no Second Life. Afinal de contas, há pessoas por trás de cada avatar, que trazem suas boas e más ações, costumes, sonhos, educação e crenças. Assim, não seria diferente em um mundo virtual. Em um ano da revista, tenho entrevistado muitos grandes talentos e pessoas tão incríveis,


que têm contado o quanto sentem falta dos primeiros dias de SL, quando ela era mais ingênua, as pessoas eram mais amigáveis, honestas e não pensavam tanto em dinheiro ou em como usar meios ilegais para obter vantagens. Os dias de ouro do SL foram contaminados quando os direitos autorais não foram respeitados e começaram uma série de "roubos” de textura e pirataria. Eles não respeitaram os direitos de conteúdo, principalmente pelo fato de que por serem transferidos para o client os tornam mais fáceis de copiar. Muitos criadores fizeram campanhas e os residentes têm feito esforços para pôr termo a esta situação e viver uma segunda vida justa, feliz e produtiva.

Alguns

dos melhores criadores e personalidades do SL têm sido entrevistados por mim para a nossa revista durante este ano e, apenas para lembrar e homenagear o que alguns deles disseram quando perguntei o que gostariam de ver e viver no Second Life em um futuro próximo:

Ina Centaur: Eu gostaria de ver uso mais criativo e eficiente do SL. Mas, pode haver limites para isso... e a única coisa divertida é que tudo pode acontecer *.* Nós apenas temos que descobrir o que acontecerá em dois anos! Poppy Zabelin: Gostaria de ver mais organizações sem fins lucrativos e de apoio, especialmente organizações de defesa ao paciente seguirem o exemplo da American Cancer Society e olharem para o potencial da educação, apoio e captação de recursos no SL. Aden Breyer: Eu realmente quero "Flexi Sculpts", e tenho ouvido falar que já há quem esteja trabalhando nisso! Esta seria a melhor coisa que eu poderia desejar quando se trata de recursos para a criação do que eu quero na SL! DarkDharma Daguerre: Tem sido um desafio permanente e uma evolução constante desde o final de 2004, quando pela primeira vez nós criamos sets, avatares, etc. Então, U2inSL vai

46 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


continuar e nem mesmo o céu é o limite, somos ILIMITADAS! Paul Ge: Na minha "Second Life dos “sonhos" eu seria capaz de andar por aí com uma roupa de captura de movimento e óculos 3D. Zaara Kohime: Humm... Eu acho que se o SL carregasse mais rápido e o lag fosse eliminado para sempre... risos. É pedir demais :P. Há uma série de ferramentas já, então eu só preciso encontrar tempo para aprendê-los, daí tudo ficaria mais fácil. JoseFranco Fisseux: Talvez, eu seja um pouco ingênuo, mas eu gostaria de ver uma solução definitiva para o problema das cópias ilegais. No início de 2008, quando esta prática terrível atingiu o seu auge, a fuga dos criadores de conteúdo foi maciça. Kayleigh McMillan: Espero que no futuro a Linden crie uma plataforma cada vez mais estável para nós. Mas, as possibilidades do Second Life como uma

plataforma criativa são infinitas. Ava Lu: Eu gostaria de ser capaz de visualizar texturas em um avatar em movimento, antes de ter que pagar 10L para carregá-las. Soraya Vaher: Eu realmente gostaria de ver a introdução de mais anexos ao corpo do avatar; isso realmente ajudaria a criar vestidos mais complexos, mais bem ajustados ao corpo em si e para combinar melhor com as jóias e outras peças de vestuário... Então, como os Mundos Virtuais existirão como parte da nossa vida cotidiana? Como as pessoas usarão a Internet e a Second Life? O futuro da educação deveria observar e experimentar mais estes mundos virtuais como o SL. Os educadores deveriam se familiarizar com o Second Life e outros mundos e realidades virtuais, como instrumentos para desenvolver a interação com os alunos. É claro que alguns educadores temem


que sejamos seduzidos pela tecnologia e esqueçamos a pedagogia por trás de como usamos estas ferramentas. Mas, o SL pode ter grandes aplicações na educação saudável.

Então, aqui estamos nós... e a Second Life vai comemorar sete anos em junho, com mais uma festa maravilhosa, que nos deixa ansiosos para saber das surpresas que virão.

O futuro está aberto a todos os tipos de expectativas e sonhos. No começo, tudo era novo e um grande espaço aberto, como uma grande tela vazia, onde os residentes podiam pintar algo, incorporar sua própria criatividade e descobrir um novo mundo.

Era um mundo pleno de potencial e promessas, que inspirou milhares de pessoas a viver uma vida real muito melhor, a ajudar as pessoas, aprendendo muito, a criar, partilhar, encontrar amizades, amor e cultura, pintando e criando sua obra-prima única:

Seu mundo de sonhos, o Second Life! ★

48 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


54 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


MERECE UM SELO Anderson Toll Um designer criativo, que encontrou uma fonte de trabalho e renda no mundo virtual, ele merece um selo por seu talento, empenho e visão e nos conta sobre sua experiência em uma vida virtual vitoriosa. “Os mundos virtuais são muito interessantes, pois podemos interagir com outras pessoas reais do mundo inteiro em um mundo 3D onde você pode assumir a forma “física” que desejar, e não apenas conversar através de um chat de texto. Você não é apenas letras, você é um ser 3D, um avatar com um corpo “real” e você é a sua alma. O novo filme AVATAR mostra que nos mundos diferentes, sejam eles virtuais ou não, você não ama o avatar, mas a alma que existe dentro dele seja ele até mesmo um deficiente físico de outra espécie ou um extraterrestre azul; o avatar é apenas um canal de relacionamento entre essas duas “almas”. A frase que usam: “eu vejo você” expressa bem isso. Entrei no Second Life, pois um amigo me falou de um novo “jogo” onde você era um personagem 3D que podia andar, voar e etc..


Então, eu experimentei, mas não gostei, pois eu nem conseguia me movimentar direito. Um mês depois eu li em um website que uma avatar Chinesa tinha ficado rica com o Second Life, vendendo ilhas e chamou a atenção. Li mais sobre o SL e descobri que poderia criar objetos e também usar linguagem LSL, e como eu sou Designer e tenho conhecimento em linguagem de programação, achei que seria uma

oportunidade de criar e ganhar dinheiro no Second Life, então voltei e estou lá até hoje.” Anderson conta o que o incentivou a criar na SL e por que entrou no mercado de móveis com scripts eróticos.“Comecei criando e vendendo jóias, casas e etc. Então, percebi que o que eu mais gostava no SL era namorar, mas precisava de cama e as disponíveis eram clássicas ou góticas, estilos que não me agradam muito. Então, eu e meu sócio DjMantega, resolvemos criar camas modernas e com um script melhor, oferecendo som de sexo real como diferencial. Assim surgiu a SexMachine com camas em estilo moderno e som, que foi uma inovação inédita na SL da época. Como tínhamos apenas um concorrente, nós crescemos muito

56 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


no mercado de camas e ainda que hoje tenhamos mais de 300 concorrentes, acredito que nenhum conseguiu atingir a qualidade das camas da SexMachine.” É interessante saber como um “trabalho” SL se transformou em fonte de renda RL. – “Eu estava desempregado e vivendo um momento difícil quando comecei a criar coisas no Second Life. Na época eu não encontrei outra opção e quando obtive um ótimo retorno financeiro com as vendas das camas, escolhi uma conta Premium, e investi mais em animações, em novos modelos e em melhorar o design das camas. Todos os L$ que eu ganhava eram reinvestidos na SexMachine e em seu desenvolvimento. Esse empenho levou ao crescimento da empresa, que se tornou um “trabalho real”. Quanto às pessoas que realizam fantasias em mundos virtuais, Anderson opina. - “Os mundos virtuais oferecem esta boa possibilidade


também. As pessoas podem realizar seus sonhos e fantasias, coisas que realizaram na vida real ou não. Eu, por exemplo, sempre sonhei em ser empresário, mas não sabia se daria certo ou não na RL. Assim, me tornei um empresário virtual e me considero realizado tanto na vida real como na virtual. Quanto às fantasias eróticas e sensuais, sou totalmente a favor da liberdade com responsabilidade e a SexMachine proporciona a realização das fantasias mais íntimas e sonhos aos nossos clientes.” Ao comparar a SL de ontem com o que temos hoje em dia ele desabafa. – “As coisas mudaram muito para os negócios e está cada vez mais difícil achar algo que não tenha sido criado no SL. Com as ferramentas disponíveis in-world, acredito que só os que criarem algo realmente inédito conseguirão vencer no Second Life. Se eu começasse hoje, eu não entraria no ramo de móveis com scripts eróticos; eu pensaria em outra área que não tivesse tanta concorrência, algo realmente novo. Por

outro lado Second Life evoluiu muito graficamente, os scripts estão cada vez mais rápidos, e a possibilidade de criar objetos em sculpt trouxe mais realismo e a cada dia fica melhor.” Anderson Toll tem algumas expectativas para a Second Life do futuro. – “Gostaria de ver gráficos assim como nos filme em 3D e em breve nos vídeo games, dando mais profundidade e permitindo que os objetos saíssem da tela de nossos computadores, tornando a experiência da vida virtual ainda mais real e emocionante. Em um futuro distante acredito que o SL será uma experiência muito mais real, que entraremos em máquinas e conectaremos nossos avatares aos nossos corpos e sentiremos tudo o que eles sentirem. “Seria uma experiência bem próxima do que acontece no filme AVATAR; algo único e não tão virtual como é hoje.” Muito obrigada por sua atenção e por partilhar sua experiência, Anderson. ★

58 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


64 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


66 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


Cabelo: Natural Black ~ BRAD by MADesigns Olhos: pc eyes by LL - Autumn - Glade Shape: Jonas Shape by Belleza Skin: Skin Mathieu SK 4 by Belleza Corrente: Razor Dog Tags - Male by Nefarious テ田ulos: Pilot (Black) by FNKY! Calテァa: VSL Jeans / Blue Wash by Muism Sapato: Cowboy Loafers - Chocolate - by Redgrave Jaqueta: Leather Tailored JK With Shirt BK Brown by AOHARU


70 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


TP para The Lost World por Lolmac Shan A primeira impressão me leva à escuridão e texturas incríveis. Senti como se eu fosse o último ser vivente na região e uma sensação de poder e solidão me invadiram. Lost World é um exemplo perfeito de como a construção no Second Life tem se desenvolvido e melhorado desde o início, especialmente após os Sculpts. Este SIM é repleto de sinais, que são o principal segredo que você deve explorar, tal como as fantásticas estátuas esculpidas, Moai. Estas misteriosas estátuas monolíticas de

72 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


figuras humanas esculpidas em pedra foram esculpidas pelos Polinésios e esta visão perfeita que construíram na segunda vida, levou-me imediatamente para a Polinésia, à Ilha de Páscoa no Chile, onde as estátuas estão. Esta criação incrível e tão perfeita vai conquistar sua alma. Abra os olhos para ver todos os cantos e os belos símbolos da ilha. Ruínas gigantes rodeiam e são um convite a explorar ainda mais. Minha curiosidade me levou a lugares incríveis. Andei para o leste e encontrei uma grande cachoeira, que despejava sua água brilhante no oceano. Também visitei outra área no Sim, um delicioso café “Nameless” sem nome, todo decorado com símbolos egípcios, onde eu poderia relaxar e dançar ou ter um encontro muito romântico. Mesmo se você gosta de mais fantasias, lá você certamente encontrará opções agradáveis. Lost World tem uma fantástica galeria de arte, belos jardins, e lugares aconchegantes e românticos. Venha viver o desafio, e conte como chegar lá - é um passeio fantástico e tenho certeza que você vai adorar! Local: Lost World por Lolmac Shan, Beguile (127, 72, 24) ★


74 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


76 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


78 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


86 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


Ela ĂŠ uma das primeiras residentes do Second Life e tem histĂłrias incrĂ­veis e interessantes para nos contar. Imagine tudo o que ela tem visto desde que era uma beta tester e uma das primeiras mentoras do nosso mundo virtual.


ENTREVISTA Nyna Slate InnerWorld: Você é um dos mais antigos avatares do SL e entrou no metaverso quando não era tão famoso. (Por favor, tome isso como um elogio). Por que você escolheu a Second Life, você conhece alguém da LL? Você tem um tipo de conta incomum “Charter Member”. O que significa? Nyna Slate: A) Eu fui um beta tester no TSO (The Sims online) de novembro 2002 a abril 2003. Aquilo estava ficando muito aborrecido e eu procurei outro VW (mundo virtual). Então, me inscrevi para ser beta tester do There.com e do Second Life. There.com tinha uma quantidade limitada de pessoas que eram convidadas ao mesmo tempo e eu não fui chamada, mas meu amigo foi. Entretanto, nós dois fomos convidados para o SL. (Convites vieram de Linden Labs, com quem tivemos que nos inscrever. Ninguém nunca foi convidado por um amigo para estar no Second Life durante o Beta.) B) Eu conheci Philip, Robin, Jeska,

Pathfinder, Char & Bub em pessoa. Tenho vários amigos Beta há muito tempo, que são ou se tornaram (o que chamamos Liaisons) Lindens com o tempo. É claro que não posso citá-los, pois não é algo que tenho o privilégio de passar. C) “Charter Member” significa que eu sou um "Beta Tester", que sou membro vitalício. Poucos ganharam esta oportunidade desde que a SL passou a ser "Gold", em junho de 2003. Você poderia ser um beta, mas se você não obtivesse o plano vitalício, não poderia ser Charter. InnerWorld: O que você fez no SL desde o início? Nyna Slate: Risos. Quanto espaço você tem para este artigo? Os destaques seriam: eu fui um dos primeiros mentores e instrutora de construção básica. (Estes empregos eram remunerados por LL naquela época). Eu fui um dos 3 fundadores do Spellbound, que criou OZ e Neverland. (Você pode ver fotos em Google.) Fomos o Grupo Original de Coordenação de Eventos.

88 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


Fui gerente de um clube top em 2004 com o nome The Level. E quando Demian Caldera e DarkDharma Daguerre criaram U2inSL, também me envolvi no projeto. InnerWorld: Quando você pensa sobre o seu avatar e como ele melhorou, o que você acha? A propósito, o seu avatar aparenta e se comporta como você na vida real? Nyna Slate: Nós, (avatares SL), não fomos originalmente criados com o mesmo padrão base de 2003, como

somos agora. Em outubro 2003, a SL mudou o avatar padrão para o que temos agora. Nyna parece um pouquinho comigo nos olhos quando eu era mais jovem. Mas, não muito agora rsrs! Nós somos a mesma em mais aspectos do comportamento. Embora, eu, na RL, não possua a minha própria ilha tropical! InnerWorld: Você é um dos chefes de U2inSL, que existe desde 2005. Então, por favor, nos diga como você se envolveu neste projeto?

90 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


Certificado em Designer Gráfico, por causa da criatividade a qual fui exposta pela SL. Eu amava construção e texturização e queria ser melhor neste aspecto. Tenho que admitir, eu aprendi muito sobre estas coisas com meus amigos excepcionalmente talentosos.

Demian Caldera e Nyna Slate

Nyna Slate: Eu conheci Demian e DarkDharma no outono de 2004 e eles fizeram U2 em There.com antes de chegar ao SL. Eles queriam muito fazer o mesmo no SL. Então, eu comprei Dragon Moon em março de 2005 e assim o U2inSL teve um lar desde então.

InnerWorld: Depois de tantos anos, você provavelmente já viu muito na SL. Então, diga-nos o que você encontrou lá? Quer dizer, de acordo com suas expectativas quando entrou na SL, o que se tornou melhor ou pior nesse tempo? Nyna Slate: A coisa mais importante que tenho encontrado na SL são os amigos. Como as coisas crescem, as coisas mudam. Algumas, para melhor, e algumas para pior. Eu lamento a perda do senso de comunidade que costumava ter na SL.

InnerWorld: Você cria coisas incríveis, como jóias, móveis e muitas coisas para U2inSL. Você trouxe qualquer experiência artística da RL para SL?

InnerWorld: Em relação à tecnologia e sua evolução, quais são as boas opções que podemos encontrar no SL?

Nyna Slate: Na verdade, eu voltei para a faculdade em 2004 para ganhar o meu

Nyna Slate: Os avanços da SL em construção e mais, é um desafio e tem feito enorme diferença. Exp. Flexi,


sculpties, Mocap, são todos muito bons. A entrada dos "Grandes Negócios" na SL a mudou totalmente, de quando era tão pequena. Dava a sensação de uma cidade pequena e agora, ela mais parece uma cidade grande. InnerWorld: O que você aprendeu sobre a vida e a tecnologia do Second Life e ainda quer aprender lá? Nyna Slate: Sobre a vida na SL: Houve um tempo em que as pessoas poderiam ser confiáveis. Agora, a SL se tornou um lugar, não muito diferente da RL, onde as pessoas estão sempre tentando encontrar uma maneira de aproveitar do que os outros fazem. Em vez de mergulhar em si mesmas e constatar a criatividade que está em cada um de nós e criar algo que é realmente algo a ser admirado e estimado como sua própria criação. Algo para se orgulhar. É muito triste que este lado da RL tenha encontrado o seu caminho na SL. Mas, as pessoas são pessoas, não importa em que vida estão. É mais fácil se esconder no SL.

92 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


94 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


Ainda há muito para aprender lá sobre tecnologia. SL está sempre crescendo e avançando. Há algo para todos. Você pode continuamente aprender algo novo. Você pode melhorar sua RL com o que você aprendeu aqui, como a minha ida para a faculdade, por exemplo. InnerWorld: Quanto ao futuro do Second Life, quais são as suas expectativas, projetos e o mais importante... você vai manter sua vida da mesma maneira que você tem vivido? Nyna Slate: Quanto ao meu futuro na SL. Eu não posso dizer. Como eu não sei o que o futuro nos reserva. Não tenho expectativas. Eu vivo minha RL e SL um dia de cada vez. Na verdade o meu

96 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


perfil diz: "** eu tento viver um dia de cada vez, mas às vezes vários dias me atacam ao mesmo tempo. - Jennifer Unlimited" Eu gostaria de continuar com minha lojinha. Adoro criar, por isso farei mais quando for inspirada. Serei sempre eu, RL ou SL. Assim, além de esperar ser uma pessoa melhor do que eu sou hoje, eu viverei tudo da mesma forma. InnerWorld: Diga algumas palavras para os novatos, por favor. Nyna Slate: O melhor conselho que posso dar aos noobies é: 1. Por favor, lembre-se no SL, de que você não deve deixar suas boas maneiras na RL. Se você não as tem, aprenda algumas. Por exemplo: Você não entra na casa de outros sem ser convidado, então por

que você faria isso no SL? Recolha suas coisas. Você faz badernas e sujeira na RL? Por que fazer isso aqui? 2. Crie as suas próprias coisas, não roube dos outros. 3. Ajude aos outros; a bondade nos leva longe. Trate as pessoas como você gostaria de ser tratado. Lembre-se, sempre há uma pessoa real do outro lado do monitor. Muito obrigada pela sua atenção e sábias palavras, Nyna. ★


100 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


102 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


104 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


106 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


108 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


110 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


112 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


114 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


116 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


118 |


122 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


ANUNCIANTES DA EDIÇÃO POR ORDEM DE LAYOUT

Horizontes

Horizontes (128, 119, 22)

Essential Soul Studios

Essential Soul Studio (134, 153, 36)

Moolto

http://www.moolto.com

Chianera Cioc Couture

ItaliaSL (208, 113, 21)

Balaclava

Thisbe (150, 97, 21)

Relay for Life

Kayrose (153, 91, 54)

Second Nights

http://www.secondnights.com

Insolence

Venom (93, 133, 28)

Artisfacta

ARTISFACTA (139, 183, 39)

By Kay

Chalk Hearts (176, 156, 22)

Art Body Store

Brasil Curitiba (179, 174, 23)

Lelutka

LeLutka (250, 108, 23)

Live 2 Life

http://www.live2life.com.br

Sex Machine

Sex Machine (226, 15, 450)

Kal Rau

La Fortuna 2 (88, 156, 23)

Photon

Lost Sailor (95, 130, 25)

Multiplace

Horizontes (33, 34, 23)

/Slap!

Horizontes (38, 78, 23)

InnerWorld Magazine HQ

Horizontes (68, 26, 22)

Horizontes

Horizontes (128, 119, 22)

DESTAQUES DA EDIÇÃO POR ORDEM DE SESSÃO {Special} Stella Costella

NMC Campus (150, 224, 42)

{Stamp Award} Sex Machine

Sex Machine (180, 127, 451)

{Inspect} Madesigns

Kmadd Enterprise (122, 101, 23)

{Inspect} Poetic Eyes

Strata (79, 211, 902)

{Inspect} Belleza

Belleza (131, 193, 23)

{Inspect} Nefarious

ALI (179, 41, 502)

{Inspect} Muism

Muism (61, 112, 23)

124 | InnerWorld Magazine Ed. 13 • Fevereiro 2010 • Edição de 1° Aniversário


{Inspect} FNKY

FNKY Cake(129,76,24)

{Inspect} Redgrave

REDGRAVE Mens Fashion (95, 116, 21)

{Inspect} AOHARU

AOHARU (112, 124, 23)

{Interview} Dragon Moon

Dragon Moon (44, 109, 26)

{Fashion} Urchinville

Gemstone Cove (194, 224, 22)

{Fashion} Lelutka

LeLutka (246, 128, 25)

{Fashion} Dutch Touch

DUTCH TOUCH (250, 111, 22)

{Fashion} Illusions

Carnivale (207, 93, 34)

{Fashion} Redgrave

REDGRAVE Womens Fashion (242, 231, 22)

{Fashion} Elate

Sunny (167, 91, 40)

{Fashion} Mandala

TEMPURA SOBA (97, 112, 23)

{Fashion} shooZ

AddiXion (129, 237, 29)

{Fashion} Maitreya

Maitreya Isle (177, 174, 24)

{Fashion} COCO

COCO DESIGNS (85, 117, 520)

{Fashion} Hoorenbeek

JT World VI (119, 39, 23)

{Fashion} Lamb

Tableau (123, 128, 25)

{Fashion} Vive 9

Vive (116, 170, 43)

{Fashion} Bax

Jiminy (235, 147, 440)

{Fashion} Exile

Covet (174, 39, 28)

{Fashion} This is a Fawn

Scribble (220, 220, 21)

{Fashion} Emotions

Hells End (77, 42, 26)

{Fashion} Sweetest Goodbye

Port Jewell (215, 127, 22)

{Fashion} Emery

Heart Of Glass (220, 162, 24)

{Fashion} 69

MIYABI (30, 236, 501)

{Fashion} Zero Number

Drowsy (220, 163, 23)

{Fashion} Another Level {Fashion} Glamurena

Fruitatious (99, 178, 34) Savill Island (26, 161, 23)

{Fashion} Stiletto Moody

Stiletto Moody BARE (78, 37, 45)

{Top 5} Heart & Sole

Heart and Sole (66, 133, 30)

{Top 5} Stiletto Moody

Stiletto Moody BARE (78, 37, 45)

{Top 5} shooZ

AddiXion (129, 237, 29)

{Top 5} Maitreya Gold

Maitreya Isle (177, 174, 24)

{Top 5} ByKay

Chalk Hearts (199, 176, 23)



Revista InnerWorld # 13 em Português