Page 1

Informativo

Informativo da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia em Identificação Digital - Ano 1 - número 4 - Junho / 2010

A CERTIFICAÇÃO DIGITAL EM MINAS O 8º CertFórum – Etapa Belo Horizonte começou dia 08 de abril. A mesa de abertura contou com a participação do subsecretário de Inovação e Inclusão Digital do Estado de Minas Gerais, Vicente Gamaro, com o Diretor da Prodemge, Nathan Lermer, e o diretor de Auditoria do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), Pedro Paulo Lemos. Durante a abertura, o Diretor da Prodemge, Nathan Lermer, ressaltou a importância de trazer o CertFórum para a capital mineira, já que o estado está investindo fortemente em todos os processos que agilizam o atendimento ao cidadão e reduzem o uso do papel. O auditório completamente ocupado com a presença de pessoas do governo, mas também de empresas, foi prova desse acerto da realização do evento. Na sequência, o Diretor do ITI, Pedro Paulo Lemos, fez uma apresentação sobre a importância de alguns mineiros na evolução do ICP-Brasil. Lemos citou, por exemplo, Renata Vi-

Auditório da Prodemge

lhena, que atuou durante o final dos anos 90 no Governo Federal, como secretária adjunta da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, sendo uma incentivadora do desenvolvimento do modelo da ICP-Brasil que era debatido na época. Outro mineiro lembrado foi José Bonifácio Borges de Andrada, que foi Advogado-Geral do Estado de Minas Gerais e, atualmente, sub-Procurador Geral da República que contribui para a configuração jurídica da ICP-Brasil, “fazendo o casamento entre tecnologia e direito”. Por último, Lemos ressaltou a importância de descentralizar o CertFórum, dando continuidade a um evento maior em Brasília, mas incluindo evento regionais que permitiram tratar da especificidade de cada praça. Para Belo Horizonte, a grade foi pensada, exatamente, para dar um panorama do uso da certificação digital em Minas Gerais, bem como das alternativas desenvolvidas no âmbito nacional.

Edson Rezende: a identificação civil brasileira

EU FAÇO PARTE Abrid tem duas novas empresas associadas A Abrid agora tem duas novas associadas. São as empresas NXP e NEC Brasil, que se filiaram dia 26 de abril à Associação. As empresas trabalham com comercialização de semicondutores (NXP) e sistemas de telecomunicações, biometria e integração de sistemas (NEC Brasil). A Abrid conta com a associação de 29 empresas na área de identificação digital, que oferecem produtos e serviços nessa área. Para a Associação, a filiação das duas empresas representa sua consolidação e o resultado do trabalho de representação frente à sociedade brasileira. NXP A NXP oferece ao mercado semicondutores para os segmentos de identificação, automotivo, industrial, de telecomunicações eletrônica e de consumo. Com sede na Europa, a empresa tem aproximadamente 27 mil empregados trabalhando em mais de 25 países. A NXP possui distribuidores e escritórios na Ásia, Europa, América do Norte e América do Sul. NEC Brasil A NEC, uma das maiores provedoras globais de soluções integradas de tecnologia da informação e comunicação, está presente no mercado brasileiro desde novembro de 1968. Possui filiais brasileiras nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte e trabalha com a fabricação de equipamentos transmissores de comunicação, peças e acessórios e biometria. Além disso, a NEC está presente na Europa, América do Norte, América Latina, Ásia e Oceania.


internacional

Brasil realiza primeiro encontro internacional sobre ECM O segmento de Enterprise Content Management (ECM) vai ganhar pela primeira vez um evento internacional no Brasil, o ECM SHOW -EXPO + CONFERENCE 2010. Ele trará ao País keynotes internacionais, irá apresentar uma visão profunda sobre a importância da disponibilidade da informação não-estruturada para as empresas, que precisam ser cada vez mais competitivas em um mundo sem fronteiras. Serão mais de 50 palestras envolvendo temas como BPM (Business Process Management), Web 2.0, Records Management , Captura/Ima-

ging; Compliance, e-Mail Management; d-Discovery; Redes Sociais, Cloud Computing, Segurança da Informação, BPO (Business Process Outsourcing); Risk Management e Business Continuity. O ECM Show 2010 é uma realização da Guia Business Media, com o apoio da Associação Brasileira da Gestão de Documentos (ABGD), Associação Nacional dos Gestores de Contratos (ANGC) e Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia em Identificação Digital (ABRID). Informações: www.ecmshow.com.br

SMARTRAC introduz SmartMiniGlassTag no mercado A SMARTRAC N.V., líder no desenvolvimento, fabricação e fornecimento de transponders RFID, amplia seu portifólio já estabelecido de transponders RFID de vidro com o SmartMiniGlassTag. O transponder, pequeno mas robusto, será apresentado para um público de especialistas em identificação na Euro 2010. Com diâmetro de 2.12 milímetros , um comprimento de 8.8 milímentros e pesando 70 miligramas(mg), o SmartMiniGlassTag Smartrac se adapta à demanda para identificação de pequenos animais e objetos. As aplicações típicas incluem a marcação de ratos, peixes e outros pe-

quenos animais, controle de acesso , bem como aplicações industriais em geral. Fabricado a partir de vidro biocompatível, o transponder hermeticamente fechado é caracterizado pela robustez e alta resistência química. Além disso, o SmartMiniGlassTag Smartrac vem com 512 MB de capacidade de armazenamento bit EEPROM e oferece maior segurança tais como proteção contra gravação e proteção por senha. O transponder passivo opera nas freqüências de 125 e 134,2 kHz e está disponível para venda imediata.

Gemalto une-se à IBM para trazer Solução de Identidade A Gemalto, empresa mundial em segurança digital, anunciou que as soluções de segurança Protiva estão agora integradas à solução de acesso corporativo único da IBM para oferecer aos clientes uma aplicação de gerenciamento de identificação e acesso segura e prática. A solução com cartão inteligente da Gemalto é certificada para uso com o ‘IBM Tivoli Access Manager for e-business’ e com o ‘IBM Tivoli Access Manager for Enterprise Single Sign-On’. “As credenciais de identificação segura utilizando cartões inteligentes e o acesso único formam uma combinação poderosa que oferece o mais alto nível de garantia de identidade e segurança, ao mesmo tempo tornando o acesso à rede e aos aplicativos fácil e prático para usuários, seja no trabalho, em casa ou em trânsito,” disse Cédric Collomb, Vice-Presidente Sênior de Gerenciamento de Acesso e Identidade da Gemalto Uma série de dispositivos poderosos de autenticação da Gemalto estão disponíveis e certificados sob o programa Ready for Tivoli da IBM, incluindo os cartões de Verificação de Identidade Pessoal (PIV) para órgãos do governo federal dos EUA, o PIV-I para contratadas do governo dos EUA, cartões inteligentes .NET e dispositivos USB para empresas do setor privado. Cartões inteligentes ou dispositivos USB para autenticação de dois fatores são cada vez mais uma exigência do consumidor, bem como do mercado governamental como resultado do programa HSPD12, programas de infraestrutura crítica preocupados com a segurança cibernética, além de outros setores enfrentando o aumento da quantidade de regulamentações de privacidade e segurança como a área de saúde e a de serviços financeiros. “Muitas empresas querem ir além do uso de senha para diminuir despesas de suporte, aumentar a segurança e tornar a vida mais simples para seus usuários,” disse E. K. Koh, Diretor do Programa para acesso único do software IBM Tivoli. “Outras precisam substituir a já envelhecida autenticação por token por soluções mais abrangentes que suportem credenciais e assinaturas digitais. A tecnologia de cartão inteligente da Gemalto oferece soluções que atendem a essas necessidades, além de ser uma valiosa adição à linha de produtos de acesso único IBM Tivoli.”


O diretor geral da Polícia Federal (PF), Luiz Fernando Corrêa, e o diretor de Chaves Públicas do Instituto Nacional de Tecnologiada Informação (ITI), Mauricio Coelho, receberam receberam no dia 03 de maio, na sede da Polícia Federal em Brasília, os representantes da Associação Brasileira das Empresas de Identificação Digital (Abrid) . Na pauta da reunião, a realização do 2º Congresso da Cidadania Digital. Na ocasião, o presidente da Abrid, Célio Ribeiro, entregou o material de apresentação do evento para os diretores da PF e do ITI, que são os realizadores do congresso. Para Ribeiro, a Polícia Federal e o ITI se complementam harmonicamente na realização desse projeto. “Sem esta grande parceria, não seria possível um evento deste porte”, afirma Ribeiro. Durante o encontro, Corrêa ressaltou a importância da identificação digital para o Brasil e a contribuição que pode ser feita para os países do Mercosul. De acordo com o representante do ITI, Maurício Coelho, alguns países já entraram em contato com o Brasil em busca da transferência de tecnologia. O 2º Congresso de Cidadania Digital vai reunir em Brasília, nos dias 09 e 10 de junho, as maiores autoridades da área de identificação e certificação digital . Os debates irão girar em torno da nova identidiade dos brasileiros, o Registro de Identidade Civil (RIC), da certificação digital e do impacto de um documento único e seguro na vida do cidadão brasileiro.

Projeto piloto de registro civil no Rio é lançado durante o 8º CertForum No último dia 06 de maio, data da realização do 8º CertForum, que ocorreu pela segunda vez consecutiva no Rio de Janeiro, foi publicado o decreto presidencial no Diário Oficial da União que regulamenta a implantação do Registro de Identificação Civil, o RIC, o futuro documento de identidade civil do brasileiro. E o Rio de Janeiro foi escolhido em todo o país para ser o primeiro a implantar o projeto piloto. Este assunto e os avanços da certificação digital foram discutidos no evento organizado pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) e o Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio de Janeiro (PRODERJ), na manhã de hoje, no auditório da Petrobras, Centro do Rio. O RIC, um novo documento de identificação civil, contém impressão digital e fotografia, como a identidade convencional, e também dados pessoais do cidadão armazenados em um chip, para uso eletrônico, proporcionando mais cidadania e segurança, além de mais eficiência na gestão dos órgãos públicos. Por ser um sistema moderno e seguro de emissão de documentos de identidade, cada cidadão terá um único número RIC, no qual estará indexado todos os outros documentos de identificação daquela pessoa como CPF, habilitação de motorista, título de eleitor, etc. Logo após a cerimônia de abertura, Paulo Ayran, assessor da Diretoria do Instituto Nacional de Identificação (INI), deu início ao ciclo de palestras. O primeiro painel abordou a implantação do projeto piloto do Registro de Identidade Civil, que garantirá cidadania no mundo real e virtual.

Ayran contou que há cinco anos este projeto é objeto de estudo da instituição. Segundo ele, o documento quando transitado eletronicamente passa a ser totalmente seguro e único, o que torna possível o relacionamento do cidadão com órgãos públicos e da iniciativa privada. Para mostrar de forma mais simples a importância do projeto foi apresentado um vídeo com as potencialidades do RIC, que pode ser visto também no Youtube: http://www.youtube.com/ watch?v=MHb1zI0wk8M. O deputado Hugo Leal, que já foi presidente do DETRAN, ressaltou que o registro único representa a nova fase que o país está vivendo, de modernização e mais cidadania. Ele alertou que uma base de dados única evitará que qualquer cidadão possa retirar até 27 identidades em cada estado da federação. “Sou um entusiasta do RIC. Assim como existe hoje 45 milhões de carteiras de habilitação de motorista registrado em um cadastro único nacional, é preciso fazer o mesmo com a identificação civil. A tecnologia tem que vir agregada ao fator humano e às questões sociais. O RIC evitará que uma mesma pessoa possa ter até 27 identidades diferentes, dificultando o meliante e preservando a segurança da informação”, alertou Hugo Leal. O Coronel da Polícia Militar e Diretor de Identificação Civil do Detran/RJ, Luis Antônio Abrantes, comentou que o processo de identificação civil no Rio tem integração com outras bases de dados de diferentes órgãos, como Instituto Félix Pacheco (IFP), com a área Penitenciária, com Assistência Social, como abrigos de menores, o que mostra como nossas vidas estão pautadas na identificação civil.

CERTFORUNS REGIONAIS :: PRÓXIMAS ETAPAS

Da esquerda para a direita: Luiz Fernando (diretor geral da PF), Célio Ribeiro (presidente da Abrid) e Maurício Coelho (do ITI)

Recife: 20 de Maio Brasília: 08 a 10 de Junho (II Congresso da Cidadania Digital) São Paulo: 30 de Junho Acesse o site oficial do evento: http://certforum.iti.gov.br/

CertForum

Diretor da Polícia Federal e do ITI recebem projeto final do 2º Congresso da Cidadania Digital


Multinacionais de cartões investem em prol do meio ambiente

Nos dias 26 a 28 de abril, a cida-

Suzy Zocolaro, que explicou

cia muito grande, é mais duro até que

um pouco mais sobre os pro-

um cartão normal de PVC” explica Suzy.

dutos: “Temos dois tipos de

Dentre as possibilidades de uso do car-

cartões biodegradáveis. Um

tão de papel, ele pode ser utilizado em

deles é o Ecoframe que é fei-

Gift Card, cartão de acesso, entradas de

to a partir de compostos de

shows ou eventos e também é adequa-

PVC que se degradam entre

do para o Chip GSM.

70% e 80% mais rápido que

A IntelCav, outra empresa pre-

um cartão normal, em torno

sente na exposição, apresentou uma

de 39 meses”.

proposta sobre tecnologia sustentável.

de de São Paulo recebeu a 15ª edição

O Ecoframe é composto por

Trata-se do Cartão Pet Reciclado, pri-

do CARDS, um dos maiores eventos

resíduos não agressivos ao meio am-

meiro cartão plástico no mercado pro-

de tecnologia em cartões do mundo.

biente, diferente dos cartões normais

duzido a partir de garrafas PET (refrige-

Várias empresas conceituadas expuse-

de PVC. Ele pode ser descartado nor-

rante e água mineral). “Nós recebemos

ram as principais novidades do mer-

malmente que irá se degra-

cado. O destaque do evento foi o alto

dar. Sobre o seu uso, Suzy

índice de companhias que passaram a

afirma que “pode ser utili-

investir no meio ambiente, apostando

zado para um Private Label,

em uma indústria em que o importan-

para um Gift Card porque

te é ser auto-sustentável.

ele aceita tarja magnética e

Dentre as empresas, a Thomas

chip”. Por fim, a gerente sin-

Greg & Sons, uma das mais antigas grá-

tetiza as vantagens do cartão:

ficas de segurança do mundo, apresen-

“ele mantém as mesmas ca-

tou dois produtos muito interessantes

racterísticas de um cartão de

dentro dessa linha ecológica: os cartões

PVC normal, só que com a vantagem

as garrafas já recicladas de terceiros

biodegradáveis. ONNE conversou com

de se degradar mais rápido e não agre-

e usamos o material na confecção dos

a gerente de marketing da empresa,

dir o meio ambiente”.

cartões” explica o diretor Tamajusuku.

Expediente

Outro produto da Thomas Greg

O Cartão Pet é vencedor do Prê-

& Sons dessa linha ecológica é o biode-

mio Eco de 2009 na categoria produto

gradável de papel. O cartão 100% bio-

de sustentabilidade. Vale destacar que a

degradável, feito a partir de compostos

produção de cartões ajuda a sociedade

de papel, possui curto período de degra-

também, visto que 1 mil cartões produ-

dação, ocorrendo em até 18 dias depois

zidos equivalem a 83 garrafas PET retira-

de descartado. “Ele tem uma resistên-

das do meio ambiente.

Presidente: Célio Ribeiro - Jornalista responsável: Andressa de Oliveira (3261/DF ) Tiragem: 5.000 exemplares - Periodicidade mensal - Contato: (61) 3234-6282 Projeto gráfico e diagramação: Infólio Comunicação - www.infoliocom.com - (61) 3326 3414.

info 04 - 2010 JUN  

Abrid tem duas novas empresas associadas Auditório da Prodemge Edson Rezende: a identificação civil brasileira Informativo da Associação Bra...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you