Page 1

www.impactoevangelistico.net

A REVISTA QUE CONSTRÓI A SUA VIDA

Janeiro 2018/ Edição 768

evangélico PUBLICAÇÃO OFICIALL

MOVIMIENTO MISIONERO MUNDIAL

TESTEMUNHO

A dramática vida de Martha DEVOCIONAL

Ano novo, vida nova ATUALIDADE

CREDIBILIDADE, o lema de 2018

Homem e mulher: iguais com papéis diferentes

NEM MAIS

NEM MENOS


Convenção Nacional

Estádio Municipal “Santa Rosita” De 26 a 29 de janeiro

MOVIMENTO MISIONÁRIO MUNDIAL BOLÍVIA MISIONÁRIO MUNDIAL 2 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


editorial

CHEGOU O MOMENTO DE DESPERTAR...

DE NOS LEVANTAR E PREGAR!

Rev. Gustavo Martínez Presidente Internacional del M.M.M.

“Amplia o lugar da tua tenda, e estendam-se as cortinas das tuas habitações; não o impeças; alonga as tuas cortinas, e fixa bem as tuas estacas. Porque transbordarás para a direita e para a esquerda, e a tua descendência possuirá os gentios e fará que sejam habitadas as cidades assoladas” Isaías 54:2-3.

H

á 31 anos, em um Congresso Mundial da

trabalhadas. Possivelmente você nunca se vi-

Obra, o Senhor disse que forneceria os

sualizou com um microfone, em uma emissora

meios de comunicação mais sofisticados para o

de rádio ou perante uma tela de televisão, pre-

MMM. Hoje estamos vendo que este anúncio é

gando o Evangelho; deixe-me lhe dizer: é preci-

una realidade.

so entrar ali, não tenha medo, não diga que não

A Bíblia diz: “Amplia o lugar da tua ten-

serve, atreva-se a entrar por essa grande porta!

da e estendam-se as cortinas das tuas habi-

Se queremos nos ampliar, temos que alargar

tações” (Isaías 54:2). Quando alguém começa

a visão. É preciso estender a oração, o jejum, o

o ministério, qualquer lugar serve; mas se o

estudo da Bíblia, a consagração; é preciso levar

obreiro for um experto, com certeza ele procu-

uma vida de devoção, intercessão e humilhação

rará um espaço maior porque sua visão é ampla.

perante Deus. Devemos preparar o coração

Não podemos esperar Deus fazer coisas gran-

para esperar coisas grandes do Senhor, por isso

des, se nossa visão é pequena; devemos ter uma

a Bíblia diz: “E estendam-se as cortinas das

visão ampla.

tuas habitações” (Isaías 54:2).

Em Gênesis 13:15, Deus declara a Abrão:

O Senhor continuará retirando os infiéis que

“Levanta agora os teus olhos, e olha desde

não tem espaço para Deus em seu coração, aque-

o lugar onde estás, para o lado do norte, e

les lucram com o Evangelho, e os substituirá por

do sul, e do oriente, e do ocidente. Porque

pessoas novas dignas d’Ele. O tempo é curto e

toda esta terra que vês, te hei de dar a ti, e

poucos são os obreiros; é preciso, pois, utilizar

a tua descendência para sempre”. Jesus dis-

os meios de comunicação. Chegou o momento

se a seus discípulos: “Ide por todo o mundo,

de despertar... de nos levantar e pregar!

pregai o Evangelho a toda criatura” (Marcos 16:15). Até o último da Terra! Se cremos nesta promessa, temos que nos projetar, desenvolvendo áreas que não foram

Deus vai chamar homens e mulheres, e os levará para muitas nações. Há urgência de ter uma grande colheita, de pregar uma mensagem de poder, de dizer: Cristo virá em breve!

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

3


www.impactoevangelistico.net

evangélico Diretor Fundador: Rev. Luis M. Ortiz JANEIRO 2018 / EDIÇÃO N° 768 USPS 012-850) PUBLICAÇÃO OFICIAL DO MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL O World-Wide Missionary Movement, Inc. é uma igreja sem fins lucrativos, com uma visão para fundar novas igrejas nos Estados Unidos da América e seus territórios e também com uma visão missionária para fundar novas igrejas onde Deus abre novas portas em todo o Mundo. PUBLICAÇÃO MENSAL POR: Movimiento Misionero Mundial, Inc (Movimento Missionário Mundial, Inc.) San Juan, Porto Rico Washington, D.C. Postagem Periódica pagada a: San Juan, Porto Rico 00936

AGENTE DO CORREIO:

enviar variações de endereço a Impacto Evangélico P.O. BOX 363644 San Juan, Porto Rico 00936-3644 Telefono (787) 761-8806; 761-8805; 761-8903 OFICIALES DEL M.M.M. INC. Rev. Gustavo MartÌnez Rev. JosÈ Soto Rev. RubÈn ConcepciÛn Rev. Rodolfo Gonz•lez Rev. ¡lvaro Garavito Rev. Margaro Figueroa Rev. RÛmulo Vergara Rev. Humberto Henao Rev. Luis Meza

Presidente Vice-presidente Secretario Tesoureiro Diretor Diretor Diretor Diretor Diretor

OBRAS ESTABLECIDAS EM: África do Sul Alemanha Argentina Aruba Austrália Áustria Bélgica Belize Bolívia Bonaire Brasil Camarões Canadá Chile Colômbia Congo Costa do Marfim Costa Rica Curaçao Dinamarca El Salvador Equador Espanha EUA Filipinas

Finlândia França Gabão Gana Guatemala Guiana Francesa Guiana Inglesa Guiné Equatorial Haiti Havaí (EUA) Holanda Honduras Ilha de San Andrés (Col.) Ilha Rodrigues Ilhas Canárias (Espanha) Índia Inglaterra Israel Itália Jamaica Japão Kuwait Madagáscar

Malásia Maurício México Mianm o valor da vida ar Nicarágua Nigéria Oman Panamá Paraguai Peru Porto Rico Portugal República Dominicana Roménia Saint Martin Suécia Suíça Suriname Trinidad e Tobago Ucrânia Uruguai Venezuela

O Movimento Missionário Mundial é uma organização religiosa sem fins lucrativos, devidamente registrada em San Juan, Porto Rico, e na capital federal, Washington DC com sede nas duas cidades, bem como em todos os estados da União Americana e em outros países onde temos obras missionárias estabelecidas. Importante As ofertas e doações em dinheiro, computadores, imóveis, legados em testamento, para o benefício desta obra do Movimento Missionário Mundial, Inc. são dedutíveis do imposto de renda (Income Tax) e os recibos emitidos pelo Movimento Missionário Mundial são reconhecidos pela Diretoria das Rendas Internas (IRS), do Governo Federal dos Estados Unidos da América e do Estado Livre Associado de Porto Rico. n

Visite o nosso website Obtenha informação edificante da Obra de Deus e fique a par das últimas notícias. Um acesso personalizado a partir de qualquer lugar do mundo: www.impactoevangelistico.net n

Se você quiser Escreva-nos para o nosso endereço postal: Movimiento Misionero Mundial, Inc. P.O. Box 363644 San Juan, P.R. 00936-3644 n

Copyright © 2009 Impacto Evangélico Movimiento Misionero Mundial, Inc. (World-Wide Missionary Movement, Inc.) Todo o conteúdo da revista e cada edição subseqüente está devidamente registrada na Biblioteca do Congresso, Washington, DC EUA. Todos os direitos reservados. A reprodução parcial, completa ou em qualquer forma ou sua tradução para outros idiomas sem a autorização do Diretor é proibida. No âmbito dos acordos internacionais de direitos autorais é um crime punível por lei n

Declaração Doutrinária O Movimento Missionário Mundial adere às doutrinas fundamentais da Bíblia, tais como: n

Depósito Legal na Biblioteca Nacional do Peru N ° 2011-02530 Igreja Cristã do Pentecostes do Movimento Missionário Mundial: Av. 28 de Julio 1781 - Lima 13 - Peru Impressão: Quad/Graphics Perú S.A. Av. Los Frutales 344 - Lima 03 - Perú MISIONÁRIO MUNDIAL 4 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

• A inspiração das Escrituras Sagradas: 2 Timóteo 3:15-17, 2 Pedro 1:19-21. • A Divindade adorável em Três Pessoas, Pai, Filho e Espírito Santo: Mateus 3:16-17, 17: 1-5; 28:19 João 17: 5, 24, 26, 16:32, 14:16, 23, 18:05, 6, 2 Pedro 1:17,18; Apocalipse 5. • A salvação pela fé em Cristo: Lucas 24:47, João 3:16, Romanos 10:13, Tito 2:11, 3:5-7. • O Novo Nascimento: João 3:3, 1 Pedro 1:23, 1 João 3:9. • A Justificação pela Fé: Romanos 5:01, Tito 3:07. • O Batismo nas águas por imersão, segundo ordenado por Cristo: Mateus 28:19, Atos 8:36-39. • O Batismo no Espírito Santo, subseqüente à salvação, falando em outras línguas, segundo: Lucas 24:49, Atos 1:4, 8, 02:04. • A Cura Divina: Isaías 53:4, Mateus 08:16, 17, Marcos 16:18, Tiago 5:14, 15. • Os Dons do Espírito Santo: 1 Coríntios 12:1-11. • Os frutos do Espírito Santo: Gálatas 5:22-26. • A Santificação: 1 Tessalonicenses 4:03, 5:23, Hebreus 0:14, 1 Pedro 1:15, 16, 1 João 2:6. • O Ministério e a Evangelização: Marcos 16:15-20, Romanos 10:15. • O dízimo e a Sustentabilidade da Obra: Gênesis 14:20, 28:22, Levítico 27:30, Números 18:21-26, Malaquias 3:7-10, Mateus 10:10; 23:23. • A ascensão da Igreja: Romanos 8:23, 1 Coríntios 15:51 - 52, 1 Tessalonicenses 4:16-17. • A Segunda Vinda de Cristo: Zacarias 14:1-9, Mateus 24:30, 31, 2 Tessalonicenses 1:07, Tito 2:13, Judas 14, 15. • O Reino Milenar: Isaías 2:1-4, 11:5-10, Zacarias 9:10, Apocalipse 19:20, 20:3-10. • Novos Céus e Nova Terra: Isaías 65:17, 66:22, 2 Pedro 3:13, Apocalipse 21:1.


SOMMARIO Encontrar-nos em

www.facebook.com/impactoevangelistico

28 / MÚSICA. Deus é real DEVOCIONAIS 40 / ANO NOVO, VIDA NOVA Rev. Luis M. Ortiz

42 / HÁ UM PROPÓSITO ATRÁS DE CADA PROBLEMA. Rev. Gustavo Martínez

Homem e mulher: iguais com papéis diferentes

6

“A bíblia foi sequestrada por um milênio”

Testemunho

24 / LITERATURA. Segurança eterna

Heróis da fé

22 / SAÚDE. Cuidado com a úlcera

Nota de capa Entrevista

16 / LEMA. Credibilidade 2018

O novo caminho de Martha Um missionário na China

30 18

34

44 - 64 / EVENTOS INTERNACIONAIS. 65 / OUTROS EVENTOS.

14 / Infográfico.

66 / CARTAS - AGENDA.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

5


É motivo de um árduo debate social e mesmo político na maioria de países do mundo. Apareceram inúmeros grupos feministas para exigir trato igualitário. Em muitos casos, tais grupos questionaram o cristianismo, acusando-o de ser machista, mas essa não é a verdade. Qual é a perspectiva bíblica sobre a mulher? Eis a resposta. Becky Stelzer (*)

O feminismo moderno extremo coloca a mulher em uma posição de autoridade sobre o homem, enquanto a evolução darwiniana tradicional a coloca muito debaixo dele. E como a Bíblia declara que a esposa deve estar sujeita a seu marido, os cristãos ainda poderiam se perguntar: “A mulher é inferior ou igual?”. O relato de Gênesis, quando Deus cria o primeiro homem e a primeira mulher, mostra um panorama que é bastante diferente das ideias evolutivas de nossa cultura. Deus desenhou ambos, homem e mulher, segundo Sua própria imagem (Gênesis 1:26-27). Adão foi criado primeiro, mas Deus estabeleceu que não era bom que o homem esteja sozinho (Gênesis 2:18). Portanto, Deus extraiu uma costela de Adão, e criou Eva. Matthew Henry, reconhecido expositor da Bíblia, disse que Eva foi «feita de uma costela extraída do costado de Adão; não foi extraída de una parte de sua cabeça para governá-lo, nem de seus pés para ser pisoteada por ele; foi extraída de seu costado para ser seu igual, por debaixo de seus braços para ser protegida, e perto de seu coração para ser amada». «ESTAR SUJEITA»

A Bíblia diz às esposas: «sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor» (Efésios 5:22-23). Muitas mulheres acham MISIONÁRIO MUNDIAL 6 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


nota de capa

HOMEM E MULHER:

IGUAIS COM PAPÉIS DIFERENTES

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

7


que este mandamento lhes dá um papel inferior ao de seu esposo; porém, isso não é assim. O conceito de sujeição está em toda a Bíblia. Uma das chaves para manter a ordem desejada por Deus é reconhecer a estrutura de autoridade que Ele estabeleceu. É claro que o melhor exemplo de sujeição à autoridade é Jesus Cristo, nosso Criador e Redentor; Ele esteve sujeito a Deus, cumpriu o papel que seu Pai lhe outorgou (Mateus 26:36-39; Filipenses 2:5-8). O Criador decidiu criar primeiro o homem e lhe dar o papel de líder no lar, para Sua glória. Obviamente, o homem não é a autoridade suprema, porque ele mesmo está também sob autoridade (1 Coríntios 11:3). A Bíblia ordena que o esposo seja um líder serviçal e amoroso, imitando o amor sacrificial que Cristo derramou sobre a Igreja (Efésios 5:23-33); um amor que o levou a morrer na cruz por nós. Deus deu à mulher casada a responsabilidade de ser a ajudadora idônea para seu esposo (Gênesis 2:18, 20). Ser ajudadora idônea é uma posição que implica grande responsabilidade e mansidão. Essa posição não implica fraqueza, como

Eva foi «feita de uma costela extraída do costado de Adão; não foi extraída de una parte de sua cabeça para governá-lo, nem de seus pés para ser pisoteada por ele; foi extraída de seu costado para ser seu igual, por debaixo de seus braços para ser protegida, e perto de seu coração para ser amada».

comumente se pensa quando é associado com a sujeição (Efésios 5). A ajudadora idônea e piedosa se encomenda a Deus, segue a liderança de seu esposo, e usa seus dons e habilidades para apoiar e ajudar efetivamente seu esposo. Joshua Harris, autor e orador, reafirma este ensinamento bíblico em seu livro Boy Meets Girl (Garoto encontra garota). MISIONÁRIO MUNDIAL 8 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Os primeiros dois capítulos da Bíblia ensinam que Adão e Eva foram criados iguais perante Deus. Nesta situação de igualdade, Deus deu ao homem e à mulher papeis diferentes. Ele criou primeiro Adão, fazendo entender seu papel único como líder e iniciador. Deus, extraindo parte de Adão, criou Eva; depois a apresentou a Adão para que fosse sua ajudado-

ra idônea nas tarefas para as quais Ele foi designado. Ela foi feita para complementar, apoiar e ajudar seu esposo. O maior presente que Deus deu ao homem é uma «ajudadora idônea para ele» (Gênesis 2:18). Isto não minimiza o papel da mulher, mas o define. O homem e a mulher foram criados iguais e, mesmo assim, diferentes. E o fato


nota de capa

de que sejamos diferentes é algo maravilhoso. Deus não nos criou [homem e mulher] para que façamos o mesmo, mas para que nos complementemos. Ora, isso não significa que Adão seja melhor do que Eva, bem como Deus o Pai não é «melhor» do que Deus o Filho. O Pai e o Filho são iguais em essência, poder e glória, mas

eles têm papeis diferentes; e o Filho se sujeita gostosamente à vontade do Pai (1 Coríntios 15:28). Similarmente, o esposo e a esposa são iguais no casamento, apesar de que a Escritura ordene que a esposa a esteja sujeita gostosamente à liderança de seu esposo. Mesmo conhecendo essas verdades, algumas mulheres têm dificuldades para aca-

tá-las. Por isso, é difícil cumprir os requisitos bíblicos para uma feminidade piedosa. O esposo, como líder do lar estabelecido por Deus, pode fazer que a sujeição seja mais fácil para sua esposa, se ele mesmo obedece ao mandamento de Deus de amar sua esposa «como também Cristo amou a igreja» (Efésios 5:25, 28-29; 1 Pedro 3). Esposos e esposas devem perceber

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

9


Os primeiros dois capítulos da Bíblia ensinam que Adão e Eva foram criados iguais perante Deus. Nesta situação de igualdade, Deus deu ao homem e à mulher papeis diferentes. Ele criou primeiro Adão, fazendo entender seu papel único como líder e iniciador. Deus, extraindo parte de Adão, criou Eva; depois a apresentou a Adão para que fosse sua ajudadora idônea nas tarefas para as quais Ele foi designado. Ela foi feita para complementar, apoiar e ajudar seu esposo.

MISIONÁRIO MUNDIAL 10 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


nota de capa

que os planos de Deus são sempre para nosso bem, e segui-los traz felicidade e satisfação (Salmos 23; 33:18-22; 34:8- 22). Mas quando tentamos inverter a ordem amorosamente prescrita por Deus, estamos desobedecendo a Seus mandamentos, como nossos primeiros pais fizeram há só alguns poucos milhares de anos no jardim do Éden. MULHERES NA BÍBLIA

Em todo o Antigo e Novo Testamento, Deus mostrou as ações virtuosas das mulheres. A maioria delas aparece em sua função de dona de casa, mas várias se distinguem trabalhando fora do lar. Débora foi juiz de Israel (Juízes 4), e também esposa. Lídia foi vendedora de púrpura (Atos 16:14). Foi a criada da esposa de Naamã quem disse a sua senhora que Naamã podia ser curado de sua doença (2 Reis 5:3-4). Maria, irmã de Aarão e Moisés, liderou as mulheres israelitas em celebração e louvor, cantando e dançando quando eles saíam do Egito (Êxodo 15:2021). A esposa virtuosa de Provérbios 31 era uma mãe amada, uma mulher de negócios familiares, sábia, generosa, forte, sem temor do trabalho. A rainha Ester usou sua posição como esposa do rei da Pérsia para salvar seu povo, os israelitas. Essas mulheres usaram as habilidades que Deus tinha lhes dado, para cumprir diversos papeis. Casadas ou solteiras, ocupando posições proeminentes, ou servindo com humildade. Essas mulheres se enfocaram em fazer o que Deus tinha lhes ordenado. Sua obediência é o que Deus valora e salienta em Sua Palavra. A MULHER DE HOJE

A cultura moderna gerou certas expectativas na mulher. Nos Estados Unidos e outros países ocidentais se espera que a mulher lute por posições proeminentes na política, nos centros laborais e no sistema educativo. Comumente, há mulheres cristãs que adotam a mentalidade deste mundo, procurando «alcançar seu potencial» na sociedade e associam seu valor pessoal com seus sucessos. Outra forma de pressão social para a mulher é se comparar com outras, e ado-

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

11


tar isso como base para sua valoração pessoal. Esta mentalidade está enfocada no terreno, mas a mentalidade de um cristão deveria estar enfocada no celestial (Santiago 3:13-17). Tanto o homem quanto a mulher levam a imagem de Deus (Gênesis 1:27), e são pecadores com a mesma necessidade de Sua graça salvadora (Gálatas 3:28). Cristo redimiu pecadores que mereciam o inferno eterno. Uma mulher cristã pode

Em todo o Antigo e Novo Testamento, Deus mostrou as ações virtuosas das mulheres. A maioria delas aparece em sua função de dona de casa, mas várias se distinguem trabalhando fora do lar.

se sentir orgulhosa de seguir Cristo e levar Sua imagem (Romanos 12:1-2). O Senhor admoesta: «Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem se glorie o forte na sua força; não se glorie o rico nas suas riquezas, mas o que se gloriar glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o SENHOR, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado» (Jeremias 9:23-24). A mulher cristã pode descobrir seu propósito seguindo o plano que Deus tem para ela. Os seguintes versículos resumem Seu plano: Gênesis 2:18; Provérbios 1:8, 12:4; 1 Coríntios 7:2-5; Efésios 5:22, 33; Colossenses 3:18; 1 Timóteo 2:9-15, 3:11, 5:9-10, 14; Tito 2:3-6; 1 Pedro 3:1-6. Apesar de que a Bíblia não proíbe alcançar posições de prominência nos centros de trabalho, ou adquirir posses, a mulher cristã não deveria se sentir orgulhosa por essas coisas. Em vez disto, nossa meta primária deveria ser procurar as coisas para agradar a Deus, começando por uma relação pessoal com Ele e a obediência a Sua Palavra. (*) Este artigo foi publicado originalmente na revista Answers.

MISIONÁRIO MUNDIAL 12 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


nota de capa

Janeiro 2018 / Impacto evangĂŠlico

13


Mulheres na Bíblia

BIBLIA

Em todo o Antigo e Novo Testamento, Deus mostrou as ações virtuosas das mulheres. A maioria delas aparece em sua função de dona de casa, mas várias se distinguem trabalhando fora do lar.

UM COMPLEMENTO PERFEITO O relato de Gênesis, quando Deus cria o primeiro homem e a primeira mulher, mostra um panorama que é bastante diferente das ideias evolutivas de nossa cultura. Deus desenhou ambos, homem e mulher, segundo Sua própria imagem (Gênesis 1:26–27). Adão foi criado primeiro, mas Deus estabeleceu que não era bom que o homem esteja só (Gênesis 2:18). Por tanto, Deus extraiu uma costela de Adão, e criou Lorem Eva.. MISIONÁRIO MUNDIAL 14 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


Gênesis 2:18

E disse o senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.

A mulher de hoje

A cultura moderna gerou certas expectativas na mulher. Nos Estados Unidos e outros países ocidentais se espera que a mulher lute por posições proeminentes na política, nos centros laborais e no sistema educativo. Comumente, há mulheres cristãs que adotam a mentalidade deste mundo, procurando «alcançar seu potencial» na sociedade e associam seu valor pessoal com esses sucessos.

DEUS DESENHOU AMBOS, HOMEM E MULHER, SEGUNDO SUA PRÓPIA IMAGEM. MAIS ELES FORAM DESENHADOS PARA CUMPRIR PAPÉIS DIFERENTES. Efésios 5:22,33

Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor... Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido.

Tiago 3:17

Mas a sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade e sem hipocrisia.

1 Coríntios 7:3–4

O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido. A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também da mesma maneira o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no a mulher.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

15


COMO todos os anos, o presidente do Movimento Missionário Mundial, Rev. Gustavo Martínez Garavito, difundiu o lema que alentará a Obra durante os doze meses seguintes. CREDIBILIDADE é o lema designado nesta ocasião.

Rev. Gustavo Martínez

Depois de orar por longos períodos procurando sua vontade, sobre qual seria o lema que Deus queria para este próximo ano, pude receber sua inspiração. Ele esteve tratando e formando nosso caráter durante esses últimos anos. A formação está baseada em um chamado a praticar e viver a sinceridade, a comunhão e o serviço, render nossa vontade e estar comprometido, aprender a submissão, reter a doutrina, ter convicção e ser leal, correto, responsável. O caráter é o que realmente somos. Não a aparência externa, mas a realidade interna. É a expressão de nosso coração, de nossa mente e de nosso caráter. Não são as boas ideias, mas a realidade de nossas ações. O caráter tem sua base e fundamento no coração das pessoas e é preciso guardá-lo das obras da carne e entregá-lo completamente ao espírito para que produza seu fruto. O caráter não amadurece da noite para o dia, não aparece de repente. É o resultado de um processo intencional contínuo de formação para nos amoldar ao que Deus espera de nós, segundo sua Palavra e a aliança do Espírito Santo, vencendo as dificuldades que possam aparecer no caminho e confiando em que Deus nos ajudará no processo. Para este ano 2018, eu tenho o prazer de lhe informar que o lema oficial MISIONÁRIO MUNDIAL 16 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


lema

do Movimento Missionário Mundial é: CREDIBILIDADE, qualidade que inspira constância. O termo credibilidade é um vocábulo que procede do latim “credibiles” e se entende como a qualidade de crível, que pode ou merece ser crível. A credibilidade está relacionada aos componentes objetivos e subjetivos que fazem com que outras pessoas creiam no conteúdo de uma mensagem. Credibilidade é a confiança, segurança, bem-estar e utilidade que reflete algo sobre alguém para segui-lo. A credibilidade é básica nas relações humanas. É o resultado da relação congruente de todas as qualidades do carácter. Vivemos tempos de grande desconfiança. A maioria das instituições e organizações públicas e privadas no mundo perdeu a credibilidade, tornando-se uma profunda crise de confiança para os cidadãos. É preocupante a carência de exemplaridade que há na sociedade, nas instituições, nos políticos, nos governos, nos organismos de justiça, na igreja e mesmo em seus líderes. A credibilidade é algo que se constrói no curso do tempo. Pode levar anos, mas podemos perdê-la em um minuto. Para conseguir credibilidade devemos gerar confiança nos outros, marcando a diferença, agradando a Deus, aplicando a fé em tudo o que fazemos. Deus nos chamou para que sejamos luz na terra. Sejamos mais um testemun-

ho no mundo que nos rodeia. Iluminemos sem reservas no meio da escuridão deste mundo. Demos sabor à vida sendo a sal que Deus quer que sejamos. A credibilidade é o cimento da verdadeira liderança. A pessoa que aspira influenciar em outros deve ser confiável e, portanto, crível. A credibilidade fará com que marquemos a diferença no meio de uma sociedade em crise, que pôs em dúvida os valores e princípios. Nós, os cristãos, devemos ser uma alternativa à crise atual de ausência de credibilidade. Para fortalecer a credibilidade, é preciso que cada cristão possa ser uma pessoa crível, que os outros possam crer no que diz, porque com os atos embeleze seu discurso. O Apóstolo Paulo aconselhou os irmãos a não imitarem aqueles que têm vaidade em suas mentes e lhes pediu que se, realmente, tinham ouvido de Deus, deixassem a antiga maneira de viver, despojando-se do velho homem para se renovar e vestir o novo homem criado, segundo Deus. Através deste lema, Deus faz um chamado a seu povo para que não faça o mesmo que fazem os outros. E chama seus servos e o povo cristão para que sejam sinceros, unidos, serviçais, voluntários, comprometidos, portadores da verdade e firmes em suas convicções, leais, corretos e responsáveis. Deus se dirigiu a nós, o Movimento Missionário Mundial, para este tempo a

fim de que o Evangelho que pregamos seja o mesmo que vivemos e que os homens sejam os servidores e administradores de Cristo. É preciso manter nossos pés no caminho da luz, vivendo honestamente cada aspecto da vida. Lembre-se que a credibilidade começa no coração para poder nos relacionar com Deus. As pessoas não nos pedem que sejamos perfeitos, mas honestos e ao fazê-lo contaremos com o apoio de Deus e do povo. Nossa fé tem que se tornar visível em tudo o que fazemos. Nossas vidas devem refletir o que Deus e a obra transformadora fizeram em cada um de nós. Todos nós temos uma grande responsabilidade de poder fazer com que, com nossas ações e com nosso estilo de vida, as pessoas que nos rodeiam creiam na mensagem do Evangelho de Jesus Cristo. Sejamos um testemunho perante o mundo para que possam crer no que viram em nós, a obra do poder que professamos. Não sejamos como aqueles que servem de estorvo para que outros não creiam. Sejamos como aqueles que levam outros ao caminho do Senhor. Para ser efetivos no ministério após o chamado, é necessário uma lista de valores bíblicos como guia e assentar uma base sólida de serviço. Será um guia confiável e seguro como a bússola do tempo, a Palavra de Deus, foi e é. Os costumes mudam, mas a Palavra de Deus, seus princípios e valores não mudaram nem mudarão. Que Deus não ajude neste ano para que possamos inspirar credibilidade naqueles que nos rodeiam e observam. Este ano é um verdadeiro chamado a toda a família do Movimento Missionário Mundial. Precisamos homens e mulheres de valores e princípios, comprometidos e decididos, apoiando a Obra de Deus no meio da incredulidade que o mundo vive. Sejamos os instrumentos que aportam luz de esperança para que outros possam crer em Deus e em seu Evangelho. Cumpramos assim tão grande responsabilidade e salientemos o nome do Senhor e de seu Evangelho e de sua Obra. Que este ano esteja cheio de vitórias.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

17


Um prestigioso historiador dedicou grande parte de sua vida a estudar temas relacionados ao cristianismo mundial; César Vidal Manzanares, jornalista e escritor espanhol, detalha a importância da Reforma protestante da Igreja, que em 2017 completou 500 anos, e o valor atual da Igreja cristã no mundo. Steven López (*)

Esse cristão protestante é conhecido também por seu trabalho como historiador, tanto por seu vasto trabalho como escritor quanto por sua colaboração em diversos meios de comunicação. César Vidal Manzanares é doutor em História, com prêmio extraordinário no final da carreira pela UNED, em Teologia e em Filosofia pela Logos University, e licenciado em Direito pela Universidade Complutense de Madrid. Exerceu a docência em universidades da Europa e da América. Também foi galardoado com vários prêmios. Quais são os acontecimentos que suscitam a Reforma da Igreja? É suficiente ler o que o cardinal católico Newman conta sobre os acontecimentos no século IV, quando ele menciona dúzias de práticas pagãs que entraram no cristianismo, durante o governo do imperador Constantino, e essa situação começou a se agravar progressivamente em toda a Idade Média. É preciso dizer que antes de Lutero, alguns humanistas riam às gargalhadas de muitos dos dogmas católicos, por exemplo, Erasmo de Roterdã, que dizia que isso era ridículo. Outro caso é Dante Alighieri, que em sua obra não duvidou em colocar no inferno os papas porque sabia o que eles faziam às escondidas. De maneira que a corrupção da instituição e o paganismo que se prolongou cerca de um milênio provocaram MISIONÁRIO MUNDIAL 18 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

“A BÍBLIA FOI SEQUESTRADA POR

UM MILÊNIO”


entrevista

o levantamento de vozes durante séculos para uma reforma da Igreja cansada de injustiças. Em seus inícios, como a Reforma influiu no âmbito internacional? Lutero achou uma Igreja devastada. Por isso, depois de colocar as 95 teses na igreja de Wittenberg, ficou surpreso de como chegou a outras partes da Europa,

devido a certos fatores, como o texto do Novo Testamento em sua língua original, o grego. Que revolução causou a Reforma? A Reforma imediatamente gera uma revolução espiritual porque os gritos que lançava eram muito oportunos. O primeiro era devolver a Bíblia ao povo; a Bíblia esteve sequestrada por mais de um milê-

nio. As pessoas que queriam estudar não tinham traduções em suas línguas originais, e a Reforma clamava por devolver a Bíblia ao povo e que fosse a única regra de fé e de conduta. O segundo grito da Reforma foi devolver Cristo ao povo. Assim, durante séculos se criou uma legião de santos e virgens que tomaram o papel de Cristo no coração das pessoas. E o terceiro grito foi devolver o Evangelho da graça ao povo. Chegamos a uma situação na qual a ideia, efetivamente, é que a salvação pode ser merecida, a salvação pode ser conseguida. O que acontece depois dos três gritos da Reforma? A Reforma chega além do lado espiritual e, certamente, dos setores mais diversos da sociedade. Muitos católicos criticam que Martinho Lutero dividiu a Igreja com a Reforma, que tão real é essa teoria? Bom, a apologética católica pode ser muito pobre. Pode ser pedante e dura, mas não deixa de ser uma apologética com pouca substância que realmente é pobre e raquítica. É vergonhoso fazer uma afirmação desse tipo. Para qualquer pessoa que conhece a história, o que Lutero fez com as 95 teses é um processo de grande liberdade espiritual. Diferentes comunidades se tornam independentes do jugo de Roma, mas isso aconteceu muito antes da Reforma. Não se pode falar de uma unidade feliz presidida pelo papa de Roma porque isso não existiu. Um claro exemplo aconteceu no Leste da Europa, com os irmãos checos, pessoas que tinham um impulso totalmente evangélico muito antes da Reforma. Posteriormente, eles se uniram a Lutero, entre outros. Quantas reformas houve no cristianismo? Acho que houve diversos movimentos de reforma, e já desde o século XVI se fala da Reforma em um sentido geral, mas indubitavelmente há diferentes grupos. As reformas de Zuínglio pertencem às subdivisões clássicas que alguns denominaram “Reforma magistral” dos grandes mestres de Lutero, de Zuínglio e de Calvino, e depois, o que alguns denominaram

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

19


“Reforma radical”, que corresponde ao anabatismo, entre outros. Durante a Reforma há um personagem principal, ou existem vários personagens da Reforma? Acho que não, mesmo aceitando a centralidade de personagens, como pode ser o caso de Lutero o de Zuínglio. RealMISIONÁRIO MUNDIAL 20 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

mente estamos falando de vários personagens. Por exemplo, a influência de Lutero na Espanha é quase nula. O mesmo aconteceu na Inglaterra, tanto com William Tyndale quanto com outros reformadores que não tem nada a ver com Lutero. Qual é a diferença entre “reformado”, termo usado na Europa, e “evangé-

lico”, que se utiliza na América? Bom, é diferente. Quando se utiliza o termo “reformado” na Europa, é para se referir às igrejas com uma teologia calvinista, mas acho que não é correto. É verdade que o calvinismo é atribuído totalmente à Reforma; porém, isso é bastante inexato. Vários movimentos contribuíram


entrevista

para a Reforma, e graças a eles se originaram outros que existem até agora. Como a Reforma influiu nos Estados Unidos e na Europa? Influiu de uma maneira extraordinariamente importante, mas a Reforma também foi além do estritamente espiritual. Por exemplo, não só é uma mensa-

gem de liberdade no sentido de devolver a liberdade de consciência ao povo, de lhe entregar a Bíblia, de liberá-lo do jugo espiritual do medievo, mas também uma mensagem de liberdade que impulsionaria a educação. Por isso, em maio de 1536, na protestante Genebra, criou-se a primeira escola obrigatória e gratuita da história. A liberdade apareceu também na Revolução científica, isto é, ela nasceu da Reforma e é reconhecida por historiadores da ciência, por exemplo, Isaac Newton, um brilhante cientista e também um fervente crente. De 1901 a 1991, 86% dos prêmios Nobel de Ciência foram outorgados a protestantes ou judeus que foram educados em países protestantes, e dessa quantidade, 64% eram protestantes; por isso, quando alguém diz que a ciência se opõe à crença em Deus, ou é muito ignorante ou é muito ruim. O que aconteceu com a Reforma na Europa, fala-se de uma crise da fé? O maior crescimento espiritual agora não está na América Hispânica, mas na China, onde houve um grande trabalho dos missionários evangélicos antes da revolução. O que aconteceu na Europa? Pois algo muito simples que às vezes eu

defino com a frase: “Deus tem filhos, mas não tem netos”. Isto é, se alguém não tiver herdeiros, em uma ou duas gerações esse testemunho se perderá. Como o senhor vê a realidade atual do cristianismo no mundo? Há uma ofensiva do Estado contra nós. É preciso saber como nos mobilizar contra ofensivas como a ideologia de gênero. Em alguns países, a pregação da Palavra de Deus está proibida. Os problemas devem ser enfrentados, e o cristianismo soube mudar a história de diferentes formas. Hoje o cristianismo não é responsável pelos numerosos abusos no mundo. Isto significa que Cristo está perto, mas ficar de braços cruzados é irresponsável. Os problemas devem ser enfrentados. Que reformas precisam as igrejas de agora? A Igreja tem que se reformar diariamente. Deve colocar a Bíblia novamente no centro de sua vivência espiritual. A Bíblia deixou de ser influente em muitas igrejas que substituíram a Palavra de Deus por outro tipo de questões. Cristo tem que ser o modelo da Igreja. Nosso modelo não é um pastor, pregador ou líder, nosso modelo é unicamente Cristo; deve-se pregar o Evangelho da graça.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

21


CERCA de 10% da população adulta padece esta doença que ocasiona lesões em forma de ferida de certa profundidade. A úlcera não é causada por comida picante ou estresse. Um tipo de bactéria chamada de Helicobacter pylori é geralmente a causante.

Walter Menchola Vásquez (*)

Quando a úlcera se localiza no estômago, a doença se denomina úlcera gástrica, e se afeta a primeira porção do intestino delgado, no duodeno, é denominada úlcera duodenal, que é a mais comum. É denominada assim porque se caracteriza por causar uma lesão erosiva da mucosa do estômago ou do duodeno, além de inflamar a zona. Tem diferentes tipos de evolução e apresentação. Há poucos anos, a origem da úlcera péptica era associada aos estilos de vida (pessoas tensas, angustiadas, com grande carga de estresse e personalidade propensa), junto com o tipo de dieta. Hoje sabemos que as causas mais comuns deste mal são a infecção gerada por a bactéria Helicobacter pylori e os medicamentos anti-inflamatórios. A bactéria Helicobacter pylori está presente em mais de 90% dos casos. Esta bactéria ingressa em nosso organismo principalmente porque ingerimos alimentos poluídos ou bebemos água potável de baixa qualidade. O microrganismo se adere às paredes do estômago ou do duodeno e reduz sua capacidade de resistência aos ácidos gástricos; assim, erode a mucosa e gera os efeitos clínicos subsequentes. A bactéria está disseminada por todo o planeta; sua presença predominante depende do padrão global de vida em cada região. No mundo, mais da metade da população MISIONÁRIO MUNDIAL 22 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

CUIDADO COM

A ÚLCERA está infectada com esta bactéria, mas só entre 5% e 20% sofre de úlcera péptica; nos países em desenvolvimento, 70% das crianças estão infectadas antes de completar os 10 anos, bem como 90% da população ao completar os 50 anos; em contrapartida, nas nações desenvolvidas se apresenta em 20% da população. As pessoas se infectam por via oral, isto é, por meio de alimentos, água poluída, pessoa a pessoa ou via fecal oral. Unicamente 15% das pessoas infectadas desenvolvem

úlcera péptica; as razões são desconhecidas. Por outro lado, 90% das úlceras duodenais estão relacionadas à presença da bactéria Helicobacter pylori, e quanto à úlcera gástrica, acontece em 60% dos casos. A forma como esta bactéria causa a úlcera péptica também não é completamente clara. Segundo o quadro clínico, o principal sintoma é a dor abdominal. Isto é comum em muitos quadros clínicos abdominais; porém, a forma de se apresentar é bastante particular nos casos típicos, pois se locali-


saúde

zam no quadrante superior médio. A dor é descrita como queimante ou lacerante (“arde, queima”); também foi definida como sensação dolorosa não específica, em alguns casos, similar à sensação de fome e com um padrão de apresentação particular de 90 minutos a 3 horas antes das refeições, que é aliviada com os alimentos. Às vezes, acorda o paciente nas noites, entre meia-noite e as 3H00 da manhã. A intensidade da dor varia; em alguns casos pode ser leve; em outros, muito intensa, e obriga a procurar assistência médica imediatamente. Neste caso, é preciso descartar complicações, como a perfuração da úlcera péptica. As complicações mais comuns que apresenta esta doença são: • Hemorragia digestiva: acontece geralmente em pessoas idosas, e está relacionada

com o uso de medicamentos anti-inflamatórios. Apresenta-se habitualmente com vômitos de sangue ou deposições de cor similar ao breu ou piche, mal-estar geral, baixa pressão arterial, palpitações, falta de ar, sensação de morte. O paciente deve acudir imediatamente ao centro de emergência mais próximo; é recomendável que esteja sempre acompanhado durante o trajeto, já que pode se agravar a qualquer momento. • Perfuração do estômago ou do duodeno: é a segunda complicação mais comum; também se apresenta com maior assiduidade nas personas idosas pelo uso de anti-inflamatórios. A perfuração implica que a lesão ulcerosa traspassou a parede do estômago ou do duodeno e alcança órgãos adjacentes, como o pâncreas, o que ocasiona uma complicação mais grave. Para fazer o diagnóstico se usa preferentemente a endoscopia digestiva alta, um tubo que é colocado através da boca e permite visualizar diretamente a lesão, tomar amostras e mesmo o tecido para a biópsia. Também são utilizados estudos radiológicos com bário, apesar de que têm óbvias limitações. No tratamento se usa habitualmente um conjunto destes medicamentos, já que têm ação diferente. É recomendável que o paciente entenda a necessidade da disciplina no tratamento para conseguir um ótimo resultado. A erradicação da bactéria Helicobacter

pylori é difícil, já que não há evidências de que um único fármaco possa consegui-lo. Um maior benefício é obtido com o tratamento combinado de diferentes antibióticos durante 14 dias. Se utiliza geralmente amoxicilina, metronidazol, tetraciclina, claritromicina e compostos do bismuto; as recorrências são comuns. O objetivo do tratamento médico é aliviar os sintomas, favorecer a cicatrização da úlcera, evitar complicações; finalmente, erradicar a bactéria Helicobacter pylori. O tratamento escolhido para a perfuração de uma úlcera péptica é a cirurgia. No caso da hemorragia digestiva alta, o tratamento, primeiro, é médico, e deve ser feito imediatamente; é preciso um monitoramento permanente das funções vitais do paciente, preferentemente em uma unidade de terapia intensiva, especialmente naqueles casos de hemorragias graves ou em pacientes idosos. Todos os pacientes nesta circunstância requerem uma endoscopia digestiva trans-hemorrágica alta, isto é, deve ser realizada prioritariamente, apesar do sangramento digestivo ativo; dependendo de sua intensidade, pode requerer transfusão de sangue ou seus componentes, bem como de cirurgia de emergência. (*) Médico Internista, Mg. Gestão e Políticas Públicas Fonte: Harrison. Princípios de Medicina Interna. 19º Edição. Mayo Clinic Gastroenterology and Hepatology Board Review, 2015.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

23


LIVRO do teólogo estadunidense Charles Stanley, gestor do ministério de rádio e televisão “Em contato”. Escrito com o intuito de que qualquer crente no Senhor desfrute de uma estreita relação com o Criador e reflete sobre sua vida espiritual.

O pecado está muito mais dentro que a mera associação com um parente distante. O pecado poluiu nossa mesma natureza. O homem nasce com uma inclinação para o mal, uma proclividade a se afastar do bem. Se você não me crê, pergunte a qualquer professora de jardim de infância. As crianças nunca precisam uma lição para ser maus. Isso aparece naturalmente. Estamos de acordo em que alguns são piores do que outros, mas cada criança, em sua própria maneira, com a passagem do tempo, demonstra um egocentrismo disposto a desafiar qualquer e toda autoridade. A combinação de nossos pecados inerentes e nossos consequentes atos de pecado nos colocam em uma má situação perante Deus. O livro “Segurança Eterna”, obra do evangelista Charles Stanley publicada em 1990, foi redigido com a esperança de que qualquer crente em Deus desfrute de uma estreita relação com o Criador pela qual Jesus Cristo pagou um preço elevado. Nesse sentido, o doutor Stanley, reconhecido pregador de origem estadunidense, expõe na introdução de seu trabalho que nesse vínculo não existem o temor e a preocupação. Em nossa cultura, quase nunca pensamos em selar as pessoas. Conseguintemente, é um pouco difícil que imaginemos o significado de ser selados por Deus. Afortunadamente, temos nas Escrituras uma ilustração que nos aclara este assunto. Durante a tribulação, Deus selará cento e quarenta e quatro mil judeus. O selo é evidentemente alguma marca visível na testa. À medida que a tribulação avançar, ficará MISIONÁRIO MUNDIAL 24 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

SEGURANÇA

ETERNA cada vez mais claro que os membros deste grupo que levam o selo de Deus receberão proteção sobrenatural do caos no qual se encontram. Depois do período da tribulação, o grupo inteiro reaparece intacto para dar as boas-vindas ao Rei. Divulgador incansável da Palavra do Todo-Poderoso, o reverendo Stanley aborda em seu texto, dividido em vinte e três capítulos, o tema da graça e as obras no cristianismo. Baseado em sua experiência pessoal e em seu amplo conhecimento das Sagradas Escrituras, responde com exatidão às perguntas relacionadas à salvação, o céu, o pecado e a compreensão da eterna segurança que o Evangelho oferece. A MENSAGEM

A fé é simplesmente a maneira de aceitar o presente gratuito divino da vida eterna. A fé e a salvação não são a mesma coisa, bem como o presente e a mão que a recebe não são o mesmo. A salvação ou justificação ou adoção é algo independente da fé. Consequentemente, Deus não requer que


literatura

Janeiro 2018 / Impacto evangĂŠlico

25


tenhamos uma atitude constante de fé para poder ser salvos, só um ato de fé. Mais uma ilustração pode ser útil. Se eu decidisse me tatuar no braço, isso unicamente implicaria um ato único meu. Porém, a tatuagem ficaria em mim indefinidamente. Não tenho que manter uma atitude de ansiedade pelas tatuagens para saber que a minha continua em meu braço. Ninguém que lê “Segurança Eterna” pode duvidar por um momento da profunda convicção do pastor Stanley, impulsionador do ministério de rádio e televisão “Em contato”, de que a salvação é só por meio da fé. Do mesmo modo, a mensagem deste livro é nítida, clara e inflexivelmente bíblica. Seu desenvolvimento tem vários pontos de atenção e de interesse para os fiéis que desejam reafirmar sua convicção e esperança nos desígnios do Altíssimo. Qualquer pessoa que pensa que os pecados do crente não tem nenhuma consequência eterna ignora um aspecto principal da teologia bíblica. Contudo, frequentemente achei crentes que pensam exatamente assim. Em algum momento, no caminho, ensinaram-lhes, ou só estavam convencidos de que o céu será o mesmo para todos. O único importante é estar dentro. A segurança eterna se transforma unicamente em uma rede de segurança, uma precaução para emergências. Essa atitude conduz aos abusos da segurança eterna que afastou muitos totalmente da ideia. E é compreensível. O teólogo Stanley, que nasceu em Geórgia em 25 de setembro de 1932, em sua obra procura compartilhar os conhecimentos evangélicos que adquiriu durante sua existência dedicada ao Senhor. Por isso, no preâmbulo de seu livro, afirma com esperança que “é minha oração que Deus use este livro em sua vida e que em um futuro muito próximo possa enfrentar a vida com a confiança de saber que nossa segurança é eterna”. A HUMANIDADE

O reino de Deus não será igual para todos os crentes. Deixe-me explicá-lo de outra maneira. Alguns crentes terão recompensas por sua fidelidade terrena; outros, não. Alguns crentes obterão certos privilégios; MISIONÁRIO MUNDIAL 26 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

outros, não. Alguns reinarão com Cristo; outros não. Alguns serão ricos no Reino de Deus; outros serão pobres. Alguns terão verdadeiras riquezas; outros não. Alguns receberão tesouros celestiais que serão próprios deles. Alguns reinarão e governarão com Cristo; outros não. Um estudo detalhado dessas passagens revela um denominador comum. O privilégio no Reino de Deus é determinado pela fidelidade pessoal nesta terra. Com base na Bíblia, “Segurança Eterna” explica que o destino da humanidade

A fé é simplesmente a maneira de aceitar o presente gratuito divino da vida eterna. A fé e a salvação não são uma e a mesma coisa, bem como o presente e a mão que a recebe não são o mesmo. A salvação ou justificação ou adoção é algo independente da fé. Consequentemente, Deus não requer que tenhamos uma atitude constante de fé para poder ser salvos, só um ato de fé.

repousa nas mãos de um pai celestial que ama incondicionalmente seus filhos. Também declara que o Criador fornece um amor incondicional de tal magnitude que todas as ilustrações humanas ficam curtas e diz que cada homem e mulher serão julgados por suas obras (boas ou más) no juízo final. Todo mestre sabe que para que a advertência seja eficaz deve ter um “em caso contrário”. Para tomar seriamente a advertência, o estudante deve saber as consequências de ignorar exigências de seu superior. O autor de “Hebreus” afirma seu “em caso contrário” em forma de comparação. Compara as consequências de ignorar “a palavra dita por meio dos anjos” com as consequências de ignorar a mensagem


literatura

do mesmo Cristo. Em paráfrase seria: “Se vocês pensam que foi mau para os que ignoraram a mensagem de Deus comunicada por meio de anjos, imaginem como será para os homens e mulheres que ignoram uma mensagem que vem diretamente de seu Filho!”. Vinculado com o pentecostalismo desde seu nascimento, Charles Stanley, que escreveu mais de meia centena de livros evangélicos de grandes vendas, fornece à comunidade cristã a possibilidade de se aproximar a um tema de longa data em seu

O reino de Deus não será igual para todos os crentes. Deixe-me explicá-lo de outra maneira. Alguns crentes terão recompensas por sua fidelidade terrena; outros, não. Alguns crentes obterão certos privilégios; outros, não. Alguns reinarão com Cristo; outros não. Alguns serão ricos no Reino de Deus; outros serão pobres.

livro. Em defesa dos fundamentos da sã doutrina, sua exposição responde a várias perguntas relacionadas à segurança eterna que está ao alcance de todo aquele que crê em Deus. Os hebreus da antiguidade pensavam em Deus como um grande possuidor de livros. Imaginavam que possuía um livro com uma listagem de todas as pessoas viventes. Se creiam que era um livro literal ou não, isso é irrelevante. Este livro era referido em sua literatura da mesma maneira como o livro da vida era referido pelos autores do Novo Testamento. Qualquer que leu suficientemente o Antigo Testamento sabe que os nomes e as genealogias eram muito importantes para os judeus, que levavam a sério demais essa forma de levar registros. Por isso tais referências estão espalhadas por todo o Antigo Testamento.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

27


HINO composto por Kenneth Morris e interpretado por Sallie Martin. Cada um de seus versos infunde uma sólida segurança nos fiéis sobre a real e constante presença do Senhor.

Cântico entoado com frequência para encontrar paz e fortaleza em momentos de dúvida e adversidade, o hino “Deus é real” é uma das canções que mais consolou o coração dos seguidores de Jesus Cristo. Escrita e musicalizada pelo arranjador e compositor Kenneth Morris e interpretada pela cantora Sallie Martin, este louvor desfruta do apreço da comunidade evangélica pela profundidade de sua mensagem. Nascido em 28 de agosto de 1917 na cidade de Nova York, Kenneth Morris se Deus é real 1 Mil coisas há que eu não sei, lugares há que eu não irei. Mas certo estou, posso dizer: Deus é real, posso sentir em meu viver. Refrão Deus é real, bem certo estou. Deus é real, pois me lavou, me completou. O Seu amor, qual ouro é. Deus é real, posso sentir em meu viver. 2 Não sei dizer o que senti, quando Jesus vibrou em meu ser. E desde então, bem certo estou, Deus é real, posso sentir em meu viver.

MISIONÁRIO MUNDIAL 28 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


música

DEUS

É REAL interessou desde muito cedo na música. Depois de acabar sua etapa formativa na Escola de Música de Manhattan, formou um grupo de jazz. No entanto, tempo depois, o amor de Deus o conduziu a utilizar seu grande talento a favor da Obra do Senhor. A partir de então, e após se estabelecer em Chicago, Kenneth se tornou o máximo expoente da música cristã. Em 1940, depois de trabalhar durante quatro anos como arranjador com a autora Lillian M. Bowles, Kenneth se associou com a cantora Sallie Martin para formar Martin e Morris Music Company. Autor de mais de 300 canções, entre as quais destaca “Deus é real”, ele e Martin se uniram a Bowles e os compositores Thomas A. Dorsey, Theodore Frye e Roberta Martin para transformar Chicago na principal companhia da música evangélica. O músico faleceu em 1 de fevereiro de 1989. Por sua parte, Sallie Martin, uma das cantoras cristãs mais célebres do século XX, quem veio ao mundo em 20 de novembro de 1896, na localidade estadunidense de Pittsfield, jogou um papel crucial na popularização do canto congregacional. Sua vida, desde que decidiu se entregar completamente ao Altíssimo, esteve dedicada a compartilhar as boas novas mediante a música. Além disso, em 1930 ajudou a fundar a Convenção

Nacional de Coros. Mulher de grandes convicções, sabia o que acontecia quando estava no cenário. “Eu não canto, o Senhor usa minha voz”, repetia com segurança. De fé ardente, solidária e com uma admirável visão para os negócios, Martin outorgou bolsas de estudos a jovens cantores e contribuiu para uma missão na Nigéria, relacionada a temas de saúde, e foi de grande influência para as novas gerações de ministros do canto cristão. Morreu em 18 de junho de 1988. O hino “Deus é real” foi lançado em 1944. Imediatamente, teve um grande impacto nas congregações de então. Sua relevância foi de tal magnitude que os coros das igrejas não precisavam nem da partitura nem do texto para cantá-lo. Sua mensagem central nos lembra que apesar das circunstâncias adversas e problemas que qualquer crente deve enfrentar, Deus cumpre sua promessa de estar com seus filhos até o fim dos tempos. Com uma linguagem simples, mas de inegável valor espiritual, “Deus é real” insta os cristãos a não se deixarem arrastar pelas correntes contrárias à fé e a se manterem firmes na roca de sua salvação que é Cristo. Com a certeza de quem vive uma relação com o Todo-Poderoso, os fiéis do Criador podem viver confiados e caminhar com a confiança de que a existência do Senhor é autêntica.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

29


WILLIAM MILNE, pregador de origem escocesa, desenvolveu um grande trabalho no continente asiático no século XIX. Servo do Senhor, apesar de que só viveu durante 37 anos, traduziu o Novo Testamento para o chinês e pregou a Palavra com abnegação. Robert Philip

Apesar de que só viveu 37 anos, William Milne ocupa uma posição preponderante na história das missões evangélicas. Se Robert Moffat revolucionou a África do Sul com a pregação das boas novas, Milne inundou a China com a Palavra de Deus por meio de seus escritos e, fundamentalmente, graças a seu louvável trabalho de traduzir a Bíblia para o chinês junto com Robert Morrison, seu companheiro de fé. Milne foi o segundo missionário protestante enviado para a China pela Sociedade Missionária de Londres. Percorreu diferentes localidades asiáticas semeando a semente do cristianismo e ganhou centenas de almas em Malaca, cidade que se tornou, devido a sua paixão pela difusão da mensagem do Todo-Poderoso, um enclave evangélico. Além disso, nesta cidade, foi o primeiro diretor da escola anglochinesa e editor principal de das revistas missionárias. O PRINCÍPIO

William Milne nasceu em abril de 1785 na comunidade de Kennethmont, do condado de Aberdeenshire (Escócia). Após a morte de seu pai, acontecida quando tinha 6 anos, sua educação foi responsabilidade de sua mãe. Filho único, começou a trabalhar para ajudar a pagar os gastos de seu lar. Aprendeu os ofícios de granjeiro e carpinteiro, e foi instruído em uma igreja local. Apesar de que seu caráter inquieto, sempre teve interesse pelos assuntos espirituais. Em seus primeiros contatos com o

EM 1819, William Milne sofreu a perda de sua esposa. No entanto, este duro golpe só cimentou sua fé em Deus e renovou seu compromisso com a obra missionária. Então, continuou trabalhando arduamente a favor do cristianismo, enquanto cuidava seus filhos, até que em 2 de junho de 1822 partiu ao encontro com o Senhor.

Evangelho, William demonstrou um interesse excepcional pela literatura cristã. Depois, quando completou 13 anos, começou a assistir à escola dominical e se familiarizou com o trabalho de autores religiosos de renome, como John Willison. Sua afeição pela leitura de folhetos e livros cristãos, bem como os exemplos de homens piedosos o levaram a se comprometer com o Evangelho de Jesus Cristo. Em 1801, quando tinha 16 anos, Mil-

UM MISSIONÁRIO

MISIONÁRIO MUNDIAL 30 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

NA CHINA


herói da fé

ne teve sua primeira experiência com o Senhor. Meditando em um sermão que tinha escutado, entendeu que a graça de Deus podia liberá-lo da ira eterna que está reservada para aqueles que não desejam aceitar o sacrifício de Cristo. Elevou uma oração ao céu, pediu perdão por seus pecados e nasceu de novo. Pouco tempo depois, decidiu assistir a outra congregação, mais evangélica e que enfatizava o trabalho das missões. Depois, em 1804, tornou-se membro de uma igreja congregacional liderada por George Cowie na cidade de Huntly. Um dos sermões desse servo de Deus, baseado em Apocalipse 22:21, fez com que Milne reafirmasse sua decisão de ser um fiel seguidor de Jesus. A obra renovadora do Espírito Santo se fez notória nele. Naquele momento, deixou de ser um garoto impulsivo e se transformou em um servo de temperamento mais doce e com uma vida entregada à oração. A FORMAÇÃO

Leitor voraz, em uma ocasião caiu em suas mãos o livro “A Vida de David Brainerd”, do teólogo estadunidense Jonathan Edwards. Depois de conhecer o trabalho de Brainerd, missionário estadunidense que levou o Evangelho aos índios de Delaware, Milne se sentiu impulsionado a seguir seus passos. Depois de orar e consultar com amigos, apresentou uma solicitude à Sociedade Missionária de Londres, mas esta foi negada. Convencido de que esse era o caminho que Deus tinha preparado para ele, Milne não se rendeu e solicitou novamente que o deixassem servir ao Senhor apesar de que seja como cortador de lenha. Sua perseverança deu resultados. Em 1809, quando contava com 24 anos, sua solicitude foi admitida e foi enviado para se capacitar à Gosport Academy, instituição dedicada a preparar os missioná-

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

31


rios, dirigida pelo reconhecido pregador David Bogue. Nesse centro de preparação, Milne não só recebeu cursos teológicos, mas também de línguas. Além disso, teve que aprender retórica, filosofia inglesa, história e geografia. Além do mais, e segundo os fundamentos estabelecidos por Bogue para o viveiro da Sociedade Missionária de Londres, aprendeu a ser paciente e submisso perante as desilusões, a perseverar nos momentos de desalento e a estar pronto para enfrentar os sofrimentos ou mesmo a morte. Milne entesourou estes ensinamen-

CONVENCIDO de que esse era o caminho que Deus tinha preparado para ele, Milne não se rendeu e solicitou novamente que o deixassem servir ao Senhor apesar de que seja como cortador de lenha. Sua perseverança deu resultados. Em 1809, quando contava com 24 anos, sua solicitude foi admitida e foi enviado para se capacitar à Gosport Academy, instituição dedicada a preparar os missionários.

tos no fundo de seu coração. Do mesmo modo, conservou com esmero outras lições vitais que recebeu, relacionadas à introdução da Palavra em um novo ambiente. A este respeito, Milne se entusiasmou com a tradição da Bíblia e outras escrituras cristãs, bem como com o estabelecimento de um sistema escolar no qual as crianças foram treinadas em todos os aspectos do conhecimento e especialmente na fé cristã. O MISSIONÁRIO

Depois de três anos e dez meses de preparação, Milne acabou seus estudos em julho de 1812. Nesse mesmo ano, em 4 de agosto, contraiu casamento com Rachel Cowie, a filha do pastor de sua igreja. Um mês deMISIONÁRIO MUNDIAL 32 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


herói da fé

pois realizou seu primeiro périplo missionário. Seu destino foi a cidade de Macau. No percurso da viagem, Milne empregou o tempo para estudar as Escrituras e a língua chinesa. Também evangelizou os passageiros e a tripulação da embarcação. Em Macau, localidade à qual chegou em 4 de julho de 1813, foi recebido pelo missionário Robert Morrison. Ele tinha sido o primeiro servo que foi enviado para a China pela Sociedade Missionária de Londres e imediatamente viu em Milne o companheiro que tanto tinha esperado. Ilusionado com o trabalho que tinha que fazer, William começou seu trabalho evan-

EM 1801, quando tinha 16 anos, Milne teve sua primeira experiência com o Senhor. Meditando em um sermão que tinha escutado, entendeu que a graça de Deus podia liberá-lo da ira eterna que está reservada para aqueles que não desejam aceitar o sacrifício de Cristo. Elevou uma oração ao céu, pediu perdão por seus pecados e nasceu de novo.

gelizador, mas muito cedo descobriu que as coisas não iam ser fáceis. O governador de Macau, pressionado pelo clero católico, ordenou sua expulsão. Longe de se desencorajar, o servo se manteve firme em sua convicção de que o Senhor o tinha levado à Ásia com um grande propósito. Decidiu, então, navegar para Cantão, cidade localizada no sul da China. Ali, Milne pregou a Palavra e enfrentou grandes desafios e férreas oposições. Posteriormente, depois de passar por diferentes lugares, chegou a Malaca, localidade que anos mais tarde se tornaria seu quartel geral e centro de repouso para outros missionários. O MINISTÉRIO

Realizar a obra missionária nunca está

livre de perigos, e no caso de Milne e Morrison deveram superar uma série de inconvenientes. Então, em 1815, como as hostilidades contra eles aumentaram em Macau e Cantão, decidiram se estabelecer em Malaca, que então era uma colônia britânica. Nessa zona, hoje parte da Malásia, Milne planejou que a Palavra se estendesse entre os asiáticos do sudeste e chegasse à China. Em 1818 inaugurou a escola anglochinesa, da qual foi diretor e na qual ensinou geografia e inglês. Convencido de que a literatura também podia ser um instrumento poderoso para a evangelização, Milne escreveu em chinês a vida de Jesus, um folheto evangélico de 71 páginas de grande impacto entre os seguidores de Jesus Cristo. Seu ajudante nessas tarefas foi o cidadão Liang Fa, a quem o missionário constantemente pregava o Evangelho e que finalmente ganhou para Cristo. Anos depois, emulando o exemplo de seu mentor, Liang Fa se transformou no primeiro missionário chinês. Além disso, ele se dedicou a distribuir as traduções da Bíblia em diferentes regiões e também repartiu o célebre tratado de seu mestre escocês publicado em 1819, que foi o mais utilizado até princípios do século XX. Prolífico escritor, Milne publicou mais de 21 obras em chinês e três em inglês, e traduziu treze livros do Antigo Testamento. Em 1819, William Milne sofreu a perda de sua esposa. No entanto, este duro golpe só cimentou sua fé em Deus e renovou seu compromisso com a obra missionária. Então, continuou trabalhando arduamente a favor do cristianismo, enquanto cuidava seus filhos, até que em 2 de junho de 1822 partiu ao encontro com o Senhor. Após sua morte, e em reconhecimento a sua contribuição para a tradução da Bíblia chinesa e a suas numerosas publicações e seu trabalho em Malaca, a Universidade de Glasgow lhe outorgou o grado de doutor em Divindade. Atualmente, seu exemplo ainda inspira e desafia as novas gerações de crentes e todos aqueles que fazem suas, como ele, as palavras do apóstolo Paulo: “Ai de mim, se não anunciar o evangelho”.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

33


DEPOIS de tanto sofrimento em seu lar, tinha só um desejo em seu coração: ser monja. Os constantes problemas de seus pais a levaram a escolher essa opção. No entanto, mais tarde, Deus lhe mostraria o verdadeiro caminho e sua vida deu um giro de 360 graus.

Susan Amau Foto: Archivo Familiar

Martha Noguera Zeledón cresceu em uma pequena colônia de Villa Libertad, em Manágua, capital de Nicarágua. Quando era pequena teve um ambiente familiar saudável. Seus avós, de raízes católicas, sempre lhe ensinaram a lealdade a Deus e a praticar certas cerimônias religiosas durante sua infância. Seu pai, Enrique Noguera, técnico em refrigeração, era um homem muito trabalhador que mantinha um pequeno negocio próprio em sua casa e sempre estava dedicado a sua família, enquanto sua mãe, Alejandra Zeledón, depois da chegada do segundo filho, dedicou-se fielmente a cuidá-los. Passaram anos e tudo parecia felicidade, exceto pelo consumo de álcool do pai. Pouco a pouco, Enrique foi se despreocupando de sua família. Devido ao licor, ele deixou de entregar os trabalhos a tempo e convidava estranhos a seu lar, até que perdeu o negócio que tanto lhe custou construir. Acabou na ruína. Martha tinha 9 anos quando a crua realidade açoitou seu lar. A pobreza os tinha alcançado. Com três irmãos e sem muito para comer, a situação era insustentável em casa. A difícil situação na Nicarágua, país que suportava também uma dura crise econômica, fez com que o pai procurasse novos horizontes e se afastasse de sua família com o fim de achar um futuro melhor. Assim, partiu com seu filho mais velho ao estrangeiro, mas a situação não MOVIMENTO MISIONÁRIO MISIONERO MUNDIAL 34 MOVIMIENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

O NOVO CAMINHO DE

MARTHA


testemunho

Enero Janeiro 2018 2018 / Impacto / Impacto evangelĂ­stico evangĂŠlico

35


melhorou; as dificuldades não persistiram, mas aumentaram. O homem, mais imerso no mundo do álcool, descuidou seu filho, que acabou tão perdido como ele e não só no álcool, mas também nas drogas. O dinheiro escasseava e faltavam os alimentos na família. Alejandra, a mãe de Martha, teve que sair e procurar o sustento diário. Incursionou no comércio trazendo roupa da Guatemala com a ajuda econômica de sua irmã que vivia nos Estados Unidos. VIOLÊNCIA SEM LIMITE

As viagens prejudicaram Alejandra. Seu cunhado, o irmão de seu esposo, a vigilava MISIONÁRIO MUNDIAL 36 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

constantemente e semeava discórdia por meio de fofocas sem sustento. Enrique, um homem muito ciumento, regressou a seu país dois anos depois e a relação conjugal se tornou insuportável. Se antes a violência era só verbal, agora chegou ao extremo. A pequena Martha vivia sempre com medo, desconcertada pelo rumo final de sua família. Era quase impossível para ela se concentrar em seus estudos. Sua única distração era ir à missa católica com sua avó e participar de todos os eventos para se manter longe de casa. O álcool tinha dominado Enrique. Por isso, um simples reclamo bastou para que

desse uma brutal surra em sua esposa em plena rua. O incidente acabou na delegacia. A violenta cena ficou gravada na mente de Martha. A partir de então começou a crescer um intenso ódio contra seu pai. Devido à separação de seus progenitores, a família ficou sem um rumo fixo. A mãe devia trabalhar muito duro para manter seus quatro filhos. De seu pai não souberam nunca mais novamente. Com muito trabalho e com a ajuda de seus filhos, Alejandra abriu uma loja em um mercado. Tudo ia bem, até que assaltaram o negócio e as poucas poupanças que tinham em casa sumiram. A situação se tornou insuportável novamente.


testemunho

A preocupação dos gastos de escola das crianças, a alimentação e a manutenção da casa enfraqueceram a mãe de Martha. O dinheiro não alcançava e teve que retirar seu filho mais velho da escola de monjas onde todos estudavam. Esta decisão significou que o adolescente se perdesse ainda mais. Os menores não tinham mais cuidado nem controle. VIAGEM INESPERADA

Alejandra não teve outra opção que partir para os Estados Unidos em busca de um futuro melhor. Foi uma viagem tortuosa, cheia de dificuldades. Dado que não tinha documentos, optou por entrar como

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

37


ilegal no território estadunidense, cruzando o deserto fronteiriço do sul do país. A Polícia da Migração a deteve e a enviou ao México. Nesse país foi auxiliada por uma família cristã. Ela já tinha optado pelo cristianismo antes de sua viagem aos Estados Unidos, e o apoio incondicional dessas pessoas acrescentou sua fé no próximo. Na Nicarágua, no entanto, a situação era diferente. Com só 14 anos, Martha tinha tomado as rédeas de sua família e estava a cargo de seus irmãos. Com um pouco de MISIONÁRIO MUNDIAL 38 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

dinheiro, ela se armou de coragem e lutou para sobreviver. Mas a situação piorou poucas semanas depois: a casa foi hipotecada e tiveram que ser desalojados. As crianças foram acolhidas por tios e avós que lhes brindaram proteção e alimento. Uma vizinha que conhecia de perto a situação da família se comoveu com o caso de Martha e não duvidou também em lhe oferecer também ajuda. Mais que algo material, aquela mulher lhe oferecia apoio espiritual. Ela lhe falava do Evangelho e da salvação no caminho de Cristo.

Martha a escutava sem maior atenção. Não a rejeitava por respeito, apesar de que seus planos eram outros. Ela cria no catolicismo e queria ser monja porque entendia que a vida conjugal poderia lhe trazer infortúnios, como tinha acontecido com seus pais. Por isso, tinha decidido se tornar monja o mais rápido possível. CAMINHO A SER MONJA

Depois de cuidar seus irmãos e trabalhar no que podia, Martha se dedicava ao catolicismo. Acudiu à mãe Teresa, a monja


testemunho

irmãos, cumpria com eles, mas tinha um vazio difícil de suportar. A insistente vizinha a convidou novamente a um retiro evangélico e, depois de tê-la escutado falar tanto de Deus e de suas mensagens, Martha aceitou. Na defensiva e sem deixar que a manipulassem, como ela pensava, escutou a mensagem de Salvação. No primeiro dia do retiro falaram tudo sobre o catolicismo e sua falsa doutrina, como se os pregadores soubessem que ela chegaria. No segundo dia escutou a mais sublime mensagem do amor, tema que desgarrou seu coração ao ponto que, qual menina, chorou de dor. CHEGOU A SALVAÇÃO

de uma capela próxima, e lhe contou sobre sua intenção de vestir o hábito. Ela começou a prepará-la em uma capela da vizinhança. Todos os fins de semana ia em busca da tranquilidade esperada. Era o único lugar onde não pensava em seus problemas e encontrava refúgio. Porém, a situação familiar continuava mal e não pôde continuar acudindo à capela. Martha se afastou da prática regular do catolicismo. Tinha que trabalhar a tempo completo para manter a família. Desse modo, manteve o lar por vários anos e

mesmo pôde poupar para continuar seus estudos universitários. Apesar de seu escasso tempo, nunca deixou de pensar no catolicismo. As vezes que podia, assistia aos eventos da paróquia, ia às prisões, fazia obras de caridade com as outras monjas e apoiava na comunidade. Tinha superado os duros momentos da crise familiar quando os pais tiveram que abandonar o lar, apesar de que sentia que algo lhe faltava para encher seu coração. Trabalhava duro, ajudava seus

Assim começou uma luta interna nela, entre ir para o altar e receber o Senhor ou continuar com suas crenças católicas. As dúvidas invadiam sua mente, mas de algo tinha certeza, cada vez era mais maravilhoso escutar a Palavra divina. No encerramento do retiro, durante a última jornada, fez-se novamente o chamado ao altar. Martha foi a última que passou, estava chorando, fez a oração de fé e se entregou a Cristo nesse dia. De volta, cortou completamente sua relação com a Igreja Católica. Abandonou o crucifixo, as venerações aos santos, a água bendita, as orações e o hábito. Nunca mais assistiu a outro evento católico novamente. Marta se consagrou a Deus na Igreja Cristã, e apesar das situações difíceis que teve que viver posteriormente, jamais se afastou dos caminhos do Senhor. Desceu às águas em 8 de dezembro de 2009 e em 2010 decidiu viajar para a Espanha para procurar um melhoramento econômico, pois queria visitar sua mãe, que se encontrava doente nos Estados Unidos. Na Espanha deixou de se congregar por dois anos e depois de uma forte alergia que a levou ao hospital, decidiu voltar aos caminhos de Deus. Martha se congrega atualmente em uma igreja do MMM em Terrassa, Espanha. Conseguiu ver sua mãe depois de 18 anos; Deus restaurou seu coração, perdoou seu pai. Agora, a cada manhã agradece ao Senhor pelo gozo de servir unicamente a Ele.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

39


“Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia.” 2 Coríntios 4:16.

Rev. Luis M. Ortiz

Para este tempo, as pessoas pensam muito no novo: roupa nova, móveis novos, calçado novo. E levados irresistivelmente ao novo estão os que erradamente consideram os verdadeiros seguidores de Cristo como pessoas antiquadas, ridículas e vulgares. Mas a verdade é outra. Nós, os cristãos, somos as pessoas das coisas novas, porque nós mesmos, todo nosso ser foi feito novo, e nosso homem interior se renova de dia em dia (2 Coríntios 4:16). Por causa do pecado, a imagem de Deus no homem foi desfigurada, o homem está morto em delitos e pecados. É preciso um novo princípio, uma nova criação, um novo nascimento (João 3:3). Neste novo nascimento, somos engendrados de Deus por meio do Espírito Santo. Se a criação do primeiro homem foi a obra-mestra da criação, a regeneração ou a nova criatura é a obra-mestra da eternidade. A multiforme sabedoria de Deus é notificada a todo o universo por meio dos renascidos. Alguém que “está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (2 Coríntios 5:17). Esta nova criatura possui um novo coração. Cristo declarou que “...do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as fornicações, os homicídios, os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura” (Marcos 7:21- 22). Por isso, Deus diz: “Dar-vos-ei um coração novo…” (Ezequiel 36:26). Além de um coração novo também nos é dada uma mente nova. A mente exerce um poder tão determinante em nossas vidas, que a Palavra de Deus diz: “Porque, como imaginou no seu coração, assim é ele” (Provérbios 23:7). Então, com uma mente MISIONÁRIO MUNDIAL 40 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

ANO NOVO,

VIDA NOVA nova podemos pensar em tudo o que é verdadeiro, em tudo o que é honesto, em tudo o que é de bom nome, em tudo o que é vir-

tuoso (Filipenses 4:8). E como um complemento indispensável desta nova criatura, também nos é dado um


devocional

corpo renovado. O corpo do homem sem Cristo é brinquedo das paixões da alma. Os membros do corpo são agora instrumentos de iniquidade, o amo é o Espírito humano controlado pela alma pecaminosa, o corpo é o escravo, a alma pecaminosa manifesta sua maldade por meio do corpo. “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza… e coisas semelhantes a estas” (Gálatas 5:19-21). É

necessário que nos seja dado um corpo renovado. “E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós… também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita” (Romanos 8:11). E com este corpo renovado nossos membros são apresentados a Deus como instrumentos de justiça, consagrados a Deus. Esta nova criatura, com coração, mente, corpo novo, não fica desligada ou isolada do

Senhor; d’Ele recebe diariamente nova vida. A nova criatura terá novas forças. O homem sem Cristo é vítima do diabo, é fraco, não tem forças morais, nem espirituais, para resistir os ataques do demônio. Agora esta nova criatura pode cumprir o primeiro e grande mandamento que diz: “Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças” (Marcos 12:30; Deuteronômio. 6:5). A nova criatura é governada pela virtude do amor. O mundo está cheio de violência, de ódios e de guerras. Donde vêm essas coisas? Da cobiça e o egoísmo; estas duas paixões humanas são as que regem as relações entre os homens (Tiago 4:1-2). Mas agora esta nova criatura é governada pela virtude do amor. “Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros”, mesmo “amai a vossos inimigos” (João 13:34; Mateus 5:44). “Qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor” (1 João 4:7-8). E esta nova criatura terá um novo nome. “E chamar-te-ão por um nome novo…” (Isaías 62:2) “E dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe” (Apocalipse 2:17). Também viverá em uma nova cidade. A morada final dos perdidos é descrita nas Escrituras com palavras solenes e terríveis: trevas de fora, fornos de fogo, o abismo, o inferno, lago de fogo e enxofre, e se esta descrição é tão terrível, como será a realidade?... Mas a nova criatura viverá na cidade de meu Deus, a nova Jerusalém, que descende do céu de meu Deus, uma nova cidade cujos fundamentos são pedras preciosas, cujas portas são pérolas, cuja praça de ouro como vidro transparente, cujo templo é o Senhor Deus Todo-Poderoso e o Cordeiro, cuja luz é o resplendor de Deus, e o Cordeiro é seu lume. Nela não entrará coisa suja que cria abominação e mentira, mas os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro, ali serão também os céus novos e a terra nova (Apocalipse 21). E como um glorioso resumo de tudo isso, nosso Deus enfaticamente declara: “Eis que faço novas todas as coisas” (Apocalipse 21:5).

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

41


“Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.” 2 Coríntios 12:10.

Rev. Gustavo Martínez

O apóstolo Paulo, um homem experimentado nas coisas de Deus, nos mostra como temos que enfrentar os problemas. Ninguém passa por esta vida sem dificuldades; uns de uma maneira, outros de outra. Nós não procuramos os problemas, mas eles vêm por si mesmos. Para isso temos duas opções: 1) podemos pretender ignorá-los ou fugir, crendo que podemos evadi-los; ou 2) reconhecê-los, enfrentá-los, aprender e crescer. Esta segunda é a melhor, porque nos permite ver os problemas como uma oportunidade para aprender, para madurar, para crescer e para poder contemplar a glória de Deus. “E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar. Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim. E disseme: A minha graça te basta...” (2 Coríntios 12:7-9). Deus sabe como cuidar Paulo, para que o orgulho não o prejudique. I. OS PROBLEMAS MUITO FREQUENTEMENTE VÊM PARA NOS DAR DIREÇÃO No capítulo 27 de Gênesis, vemos que Jacó estava desorientado e não sabia o que fazer, nem qual caminho escolher. Enganou seu pai, apropriando-se da primogenitura, e isso lhe ocasionou problemas. Depois, no capítulo 28 de Gênesis, ele vai fugindo, e no meio dessa paragem tão terrível e solitária, possivelmente sentiria angústia. E durante essa noite teve um sonho e o Senhor lhe falou, e fez um compromisso com Deus. Jacó lhe disse: “Se Deus for comigo, e me guardar nesta viagem que faço, e me der pão para comer, e vestes para vestir; e eu em paz tornar à casa de meu pai, o Senhor me será por Deus.” (vv. 20- 21). Os problemas o levaram a encontrar direção. MISIONÁRIO MUNDIAL 42 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

HÁ UM PROPÓSITO ATRÁS DE

CADA PROBLEMA

II. DEUS USA OS PROBLEMAS PARA NOS AVALIAR Os problemas revelam o que há dentro de nós. Deus levou Israel ao deserto para proválo, para afligi-lo, para ver o que tinha em seu coração. “E te lembrarás de todo o caminho, pelo qual o Senhor teu Deus te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, e te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias os seus mandamentos, ou não.” (Deuteronômio 8:2). A Bíblia fala dos que vieram da Babilônia. Deus permitiu que isso acontecesse para ver o que havia no coração de Ezequias. Ele não respondeu ao milagre que Deus tinha realizado, porque seu coração se enalteceu. Porque uma coisa é nosso coração antes das provas, da aflição, do problema; e outra coisa e depois. De um momento para o outro mudamos e começamos a nos expressar de maneira diferente. O que aconteceu? É que nós ocultávamos o que havia no coração, mas o problema, a incompreensão e o trato injusto que enfrentamos deixaram revelar o que havia no coração, emergiram a falta de respeito, a murmuração, a rebelião, e mais outras coisas. Deus permite que se apresente o problema para ver o que há no coração. III. DEUS USA OS PROBLEMAS PARA NOS CORREGIR Em Salmos 119:67, lemos: “Antes de ser afligido andava errado; mas agora tenho guardado a tua palavra”. E os versos 71 e 72 dizem: “Foi-me bom ter sido afligido, para que aprendesse os teus estatutos. Melhor é para mim a lei da tua boca do que milhares de ouro ou prata”. Deus permite situações difíceis para nos corrigir. Há lições que aprendemos sem dor, mas temos que aprender a maioria

com dor. Temos que perder o que temos para valorá-lo. IV. DEUS USA OS PROBLEMAS PARA NOS PROTEGER, PARA NOS CONSERVAR Em Gênesis 45, vemos que Deus esteve trabalhando com José desde muito jovem. O fato de que seus irmãos o tivessem vendido e de enfrentar uma série de situações não o desviou do caminho. José lhes disse a seus irmãos: “Agora, pois, não vos entristeçais, nem vos pese aos vossos olhos por me haverdes vendido para cá; porque para conservação da vida, Deus me enviou adiante de vós... para conservar vossa sucessão na terra, e para guardar-vos em vida por um grande livramento. Assim não fostes vós que me enviastes para cá, senão Deus” (Gênesis 45:5-8). “Vós bem intentastes mal contra mim; porém Deus o intentou para bem, para fazer como se vê neste dia, para conservar muita gente com vida.” (Gênesis 50:20). Deus o levantou e o transformou no senhor do Egito. Deus mostrou assim seu poder, sua soberania, seu propósito, fazendo com que entendêssemos que nada escapa de seu controle, que não somos um acidente neste mundo e que não estamos sozinhos; nossos suspiros não são ocultos para Deus, Deus sabe o que estamos padecendo, Deus sabe e não estará mais até que se cumpra o tempo do processo no qual devemos continuar lutando a batalha. Deus nos coloca no forno para nos limpar, para nos liberar do orgulho, do ego, da vanglória. V. DEUS PERMITE SITUACÕES QUE NOS COLOCAM EM UNA CONDIÇÃO DIFÍCIL; MAS NÃO ES-


devocional

TAMOS DESAMPARADOS, NÃO ESTAMOS DESTRUÍDOS “Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida… andai

enquanto tendes luz, para que as trevas não vos apanhem; pois quem anda nas trevas não sabe para onde vai. Enquanto tendes luz, crede na luz, para que sejais filhos da luz.” (João 8:12; 12:35- 36). Sabemos que há um inimigo

terrível que espreita nossa vida, que o diabo levanta todas estas situações para confundir, para nos prejudicar. Mas o Senhor está conosco; enquanto não sairmos de sua mão, ele não nos desamparará e ninguém nos arrebatará. Amém.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

43


“E ao anjo da igreja de Laodiceia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus: conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu; aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas. Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te. Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei até ele, e com ele cearei, e ele comigo.” Apocalipse 3:14-20.

Rev. Rodolfo González Cruz

Laodiceia era a cidade mais opulenta das sete que havia na Ásia Menor. Era um grande centro bancário, comercial e financeiro. No ano 61 d. C. foi devastada por um terremoto, mas seus cidadãos eram tão ricos que recusaram receber ajuda do governo romano, e reconstruíram sua cidade com seus próprios recursos. Por isso, os naturais de Laodiceia se gabavam de ter acumulado tal riqueza que não tinham necessidade de nada. Além disso, esta cidade era o coração da confecção de roupa, famosa por seu suave e brilhosa lã preta proveniente de uns carneiros criados naquelas paragens; produzia-se grandes quantidades de prendas de vestir e eram vendidas a bom preço, o que lhes permitia obter grandes ganhos. Em Laodiceia existia uma escola de medicina que era famosa em todo o mundo, basicamente porque elaborava unguento para os ouvidos e colírio para os olhos. Como a cidade tinha tido contínuos problemas com o fornecimento de água e em suas proximidades existiam mananciais de água quente, seus habitantes decidiram construir um aqueduto de 10 quilômetros de comprimento para se abastecer. A temperatura do líquido e o percurso faziam com que chegasse tíbia. A autêntica missão da igreja é ser tesMISIONÁRIO MUNDIAL 44 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

NÃO ÉS FRIO

NEM QUENTE


devocional

temunha eficaz de Jesus Cristo, mas o luxo e as comodidades em Laodiceia fizeram, infelizmente, com que se distraísse de seu trabalho. “Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca” (v.16). A palavra “morno” significa “tépido”, entre o frio e o calor. Isso quer dizer que o

“morno” é aquele que sendo filho de Deus progressivamente vai perdendo o calor da presença e santidade do Senhor. É o que parece ser íntegro, mas não é, é um hipócrita. Deus observa com olhos de maior tolerância um frio, que não sabe nada sobre Ele, que um morno que O conhece, mas que é hipócrita, porque ao Senhor não agrada o fingimento. Assim acontecia com a igreja de Laodiceia, tinha um pouco de morto e um pouco de vivo; em outras palavras, era um vivo meio morto ou um morto meio vivo. Penosamente, esta congregação era morna, estava misturada com o mundo; é o reflexo dos crentes que gostam das modas indecorosas, da música mundana, das discotecas; que são cristãos liberais, ecumênicos que estão bem com todos, que aceitam qualquer doutrina. Por sua má condição, o Senhor adverte: “vomitar-te-ei da minha boca” (v.16). É uma ação que acontecerá no futuro; quer dizer que ainda não a vomitou, ainda são filhos de Deus, mas se encontram no último degrau do descenso espiritual para que Deus os vomite, corte, elimine, expulse de seu corpo e se tornem filhos do diabo. “Como dizes: Rico sou, e estou enri-

quecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu.” (v.17). Esta igreja se orgulha e se mostra autossuficiente, poderosa, porque sua riqueza a torna confiada, segura e satisfeita. Ela enganosamente se vê abençoada, bem-sucedida, rica materialmente; mas espiritualmente estava totalmente arruinada, destruída, desprotegida, vazia, infeliz, desgraçada, incapaz de ir pelo Caminho verdadeiro. “Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas.” (v.18). Deus lhe diz “Aconselho-te”, porque esta igreja não aceitava conselho nem ajuda de ninguém. Por que teria que comprar se já tinha tudo? Porque na verdade, tinha muito pouco. Comprar significava que devia pagar um preço ao Senhor, não de dinheiro, nem de obras para obter a salvação; mas ter uma atitude de humilhação e consagração. Além disso, aconselha que compre “roupas brancas”. A roupa branca representa pureza, limpeza e santidade; eis aqui a razão de vestir a roupa branca para cobrir a nudez do pecado e não ser envergonhado. Por último, diz “que unjas os teus olhos com colírio”, porque esta igreja perdeu a visão espiritual, não teve a capacidade de reconhecer seus próprias faltas e pobreza espiritual. O colírio representa a Palavra vivificada pelo Espírito Santo (1 Coríntios 2:10,14; 2 Coríntios 4:4). Apesar da condição desta igreja, o Senhor ainda a ama e por isso a disciplina procurando nela o arrependimento. Deus a chama para que recupere o zelo santo (Gálatas 4:18). “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei até ele, e com ele cearei, e ele comigo.” (v. 20). O Senhor não deseja abandonar os de Laodiceia, mais os chama para que recuperem seu nível de comunhão e avivem sua presença em seus corações (2 Coríntios 5:20). Não devemos pensar negativamente que alguém que esteve muito mal espiritualmente não pode se levantar, porque para Deus nada é impossível (Lucas 1:37; Provérbios 28:13).

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

45


Um relatório superficial do trabalho que a Obra do Movimento Missionário Mundial desenvolve pelos caminhos da América e ao redor do mundo. A Santa Bíblia diz: “E, perseverando unânimes todos os dias no templo… E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.” Atos 2:46, 47.

MISIONÁRIO MUNDIAL 46 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


evento

COM RESPONSABILIDADE, VISÃO E UNÇÃO ALCANÇAREMOS NOSSA NAÇÃO O Movimento Missionário Mundial de El Salvador celebrou sua 9ª Convenção Nacional em companhia de crentes que chegaram da Costa Rica, Guatemala e Honduras. Pastores e delegações provenientes de Honduras, Guatemala e Costa Rica assistiram, de 9 a 12 de novembro, à Nona Convenção Nacional do Movimento Missionário Mundial de El Salvador. O evento se realizou no poliesportivo de Ciudad Merliot sob o lema “Com responsabilidade, visão e unção alcançaremos nossa nação”, e destacou o fervor mostrado pelo povo do Senhor. O Rev. Héctor García, que atualmente é presbítero da Guatemala, foi o servo de Deus encarregado de pregar nos dois pri-

meiros dias de atividades. O pastor Arnoldo Ramírez e os reverendos Alex Bairros e Álvaro Garavito, Supervisor do MMM na América Central e no México, também expuseram a Palavra do Senhor. No último serviço da convenção, o pastor Gustavo Chay, Supervisor do MMM da Guatemala, dissertou uma prédica que comoveu o público. Na 9ª Convenção Nacional do MMM de El Salvador também foram apresentados os novos homens e mulheres consagrados para difundir as boas novas.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

47


SEMENTE DE DEUS No departamento de Santander, o Movimento Missionário Mundial da Colômbia realizou a oitava versão do Acampamento Jezreel com a participação de mais de quinhentos jovens crentes.

A casa Salim, situada em Mesa de los Santos, um dos principais destinos turísticos do departamento de Santander, foi o lugar eleito pelo Movimento Missionário Mundial da Colômbia para realizar, de 3 a 6 de novembro, a oitava versão do Acampamento Jezreel: “Semente de Deus”. “Kedushá”, palavra hebraica que significa “santificação”, foi o lema desta festa espiritual que contou com a presença do Rev. Aris Solís, Oficial da Junta Nacional do MMM da Colômbia, e do pastor Eduard Sánchez, missionário nas comunidades indíge-

MISIONÁRIO MUNDIAL 48 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

nas colombianas do departamento de Vaupés. Em seus inícios, o Acampamento Jezreel unicamente convocava a juventude da Zona 57 do Movimento Missionário Mundial da Colômbia, mas agora estendeu seu alcance e reúne jovens cristãos de diferentes partes do território colombiano. Nesta ocasião, congregou mais de meio milhar de jovens seguidores de Jesus Cristo, que receberam uma mensagem fresca e desafiante para suas vidas.


evento

Janeiro 2018 / Impacto evangĂŠlico

49


O DIA JÁ SE APROXIMA, VIVAMOS COM RESPONSABILIDADE Com a presença dos principais líderes da Obra de Deus, o Movimento Missionário Mundial do Uruguai realizou sua 11ª Convenção Nacional. O Movimento Missionário Mundial da República Oriental do Uruguai realizou, de 16 a 19 de novembro, sua Décima Primeira Convenção Nacional. O evento teve lugar na igreja central da cidade de Montevidéu e teve como lema “O dia já se aproxima, vivamos com responsabilidade”. À capital uruguaia chegaram para participar desse evento o Rev. Gustavo Martínez, Presidente Internacional do MMM, bem como o pastor José Soto, Vice-Presidente Internacional, e o missionário Rodolfo González, Tesoureiro Internacional, além do Rev. Luis Meza Bocanegra, Diretor internacional. Todos eles exortaram os fiéis a não abandonar a fé que abraçaram. Pastores e delegações de países como o Paraguai, Argentina, Colômbia, Peru e Chile se uniram para participar da convenção, que também serviu para realizar a graduação de 30 irmãos do Instituto Bíblico Elim. Além disso, dos obreiros laicos, um pregador licenciado e dos servos foram promovidos como ministros ordenados. Finalmente, foi apresentado o novo Supervisor do MMM do Uruguai, o Rev. Carlos Magallanes Pereira.

MISIONÁRIO MUNDIAL 50 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


evento

Janeiro 2018 / Impacto evangĂŠlico

51


MISIONÁRIO MUNDIAL 52 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


evento

SOMOS POVO DE DEUS O Movimento Missionário Mundial dos Estados Unidos celebrou sua Convenção Nacional de Damas e Jovens em Marietta. A cidade de Marietta, localizada no estado de Geórgia, foi o cenário escolhido pelo Movimento Missionário Mundial dos Estados Unidos para realizar, de 22 a 24 de novembro, sua Convenção Nacional de Damas e Jovens. Este evento teve como lema “Somos povo de Deus” e contou com a presença dos reverendos Albert Rivera e Manuel Santiago. O pastor Rivera, Supervisor Nacional do Movimento Missionário Mundial de Porto Rico, foi o encarregado de ministrar a Palavra no primei-

ro dia de atividades. No dia seguinte foi o turno da serva Jacqueline Rovira, Gerente Geral da Obra de Deus. Na terceira jornada, o Rev. Manuel Santiago, Oficial Nacional do MMM dos Estados Unidos, compartilhou aos fiéis deste país a mensagem de Cristo. O evento culminou com uma jornada na qual os expositores do Evangelho foram o pastor Rivera e a irmã Rovira. A convenção foi transmitida pelos diversos meios de comunicação da Obra estabelecidos em solo estadunidense.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

53


evento

QUANTOS ANELAMOS QUE DEUS DILATE NOSSO CORAÇÃO O MMM da República Dominicana realizou sua 47ª Convenção Nacional. Um encontro espiritual que serviu para promover ministros ordenados. O Movimento Missionário Mundial da República Dominicana realizou, de 26 a 28 de outubro, sua Quadragésima Sétima Convenção Nacional. Foi nas instalações do Centro de Convenções Mahanaim, localizado na cidade de Pedro Brand, província de Santo Domingo. O evento, cujo lema foi “Responsabilidade 2017”, contou com a participação especial do Rev. Gustavo Martínez, Presidente Internacional da Obra do Senhor. O pastor Martínez foi o encarregado de inaugurar a festa espiritual com uma mensagem denominada “Quantos anelamos

MISIONÁRIO MUNDIAL 54 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

que Deus dilate nosso coração”, baseada no Salmo 119:30-35. O servo de Deus também pregou no serviço do dia seguinte e o mesmo fez o Rev. Arturo Hernández, Supervisor Nacional do MMM dos Estados Unidos. A 47ª Convenção Nacional do MMM da República Dominicana continuou com um culto que esteve presidido pelo pastor Hernández, que dissertou a prédica “Como viver uma vida vitoriosa”. Durante o encerramento, o Rev. Benito Green foi quem compartilhou a mensagem divina. Além disso, foram apresentados em sociedade novos ministros ordenados.


Janeiro 2018 / Impacto evangĂŠlico

55


ATÉ AQUI JEOVÁ NOS AJUDOU O Movimento Missionário Mundial do Equador celebrou o terceiro aniversário do templo central de Guayaquil com um culto especial. Em 15 de novembro, o Movimento Missionário Mundial do Equador celebrou o terceiro aniversário da igreja central de Guayaquil. A comemoração, efetuada sob o lema “Até aqui Jeová nos ajudou”, foi liderada pelo Rev. Eugenio Masías, Supervisor Nacional do MMM do Equador, e reuniu um grande grupo de fiéis que se alimentou com a Palavra de Deus. O pastor Masías foi o encarregado de pregar o Evangelho. Em sua exposição, baseada em Samuel 7:3-12, salientou os três anos de trabalho missionário do principal templo da cidade. Do mesmo modo, lembrou que o Altíssimo continua chamando crentes dispostos a se entregar completamente à Obra do Senhor.

MISIONÁRIO MUNDIAL 56 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


evento

HOMENS COM RESPONSABILIDADE E INTEGRIDADE A Obra de Deus estabelecida em solo boliviano realizou a Primeira Confraternização de cavalheiros na cidade de Oruro. Com o lema “Homens com responsabilidade e integridade” e com a participação especial dos reverendos José Emero e Mario Lima Vacaflor, o Movimento Missionário Mundial da Bolívia realizou, de 2 a 5 de novembro, a Primeira Confraternização de cavalheiros na cidade de Oruro. O pastor Emero, do MMM da Colômbia, e o servo Lima Vacaflor, Supervisor do MMM da Bolívia, tiveram a responsabilidade de evangelizar os seguidores de Deus durante o evento que foi transmitido pelos meios de comunicação da Obra do Senhor. Ambos os ministros falaram acerca das boas novas, perante o atento olhar dos fiéis da cidade.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

57


MULHERES COM DECISÕES FIRMES Com uma grande participação, o MMM do Panamá realizou, na província de Bocas de Toro, sua 14ª Confraternização Provincial de Damas. A Décima Quarta Confraternização Provincial de Damas da Obra de Deus estabelecida no Panamá se desenvolveu em 24 e 25 de agosto na província de Bocas de Toro, aonde chegou um numeroso grupo de seguidoras de Cristo de diferentes pontos do território panamenho. O evento girou em torno ao lema “Mulheres com decisões firmes, voltando a Deus como no princípio”. A celebração contou com a presença do Rev. Epifanio Asprilla, Supervisor Nacional do MMM do Panamá, de sua esposa Rosalba de Asprilla, da serva Ada Luz de González, Presidenta do Comité de Damas, e da pastora Elizabeth de Guerra.

MISIONÁRIO MUNDIAL 58 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


evento

CONQUISTANDO COM RESPONSABILIDADE A Igreja principal de Berlim celebrou seus quatro anos de existência realizando quatro cultos, nos quais a mensagem central foi a família. Quatro jornadas inesquecíveis, efetuadas de 9 a 12 de novembro, viveram os integrantes da igreja principal do Movimento Missionário Mundial de Berlim a propósito das celebrações por seu quarto aniversário de fundação. Sob o lema “Conquistando com responsabilidade”, este evento reuniu as congregações de Düsseldorf, Hamburgo e Mónaco. No primeiro serviço dessa atividade, o Rev. David Vizcay, do MMM dos Estados Unidos, ofereceu uma mensagem sobre a família evangélica baseada no Salmo 16:5-6. No dia seguinte, sua prédica girou novamente em torno aos lares cristãos. Depois, nos dois últimos cultos, o servo explicou como deveria ser a relação dos crentes com Cristo.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

59


MULHERES QUE

BRILHAM

As localidades de Busto Arsizio e Roma abrigaram a 11ª Confraternização de Damas do Movimento Missionário Mundial da Itália.

MISIONÁRIO MUNDIAL 60 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

As cidades de Roma e Busto Arsizio foram sedes da 11ª Confraternização de Damas do Movimento Missionário Mundial da Itália, realizada de 3 a 5 de novembro. Sob o lema “Mulheres que brilham”, este evento reuniu um grande número de servas que chegaram de diversas congregações das zonas norte e sul do território italiano. Em Busto Arsizio, onde se congregaram cerca de setecentas pessoas, as responsáveis por pregar a Palavra de Deus foram as irmãs Norma Álava de Chávez, Lizet Árias de Lope, Jeaneth Ibarra de Echalar e Patricia Almache.


evento

E SER-ME-EIS TESTEMUNHAS… ATÉ AOS CONFINS DA TERRA O Movimento Missionário Mundial da Inglaterra desenvolveu uma campanha de evangelização nas cidades escocesas de Edimburgo e Glasgow. Liderados pelo pastor Roberto Riojas, encarregado do Movimento Missionário Mundial da Inglaterra, um grupo de vinte e cinco fiéis se deslocou, em 18 de novembro, até a Escócia para realizar uma campanha de evangelização que teve como lema “E ser-me-eis testemunhas… até aos confins da terra”. A jornada se efetuou nas cidades de Edimburgo e Glasgow. Baseado em João 14:6, o ministro Riojas pregou uma mensagem na qual exortou os presentes a se aproximar a Deus e se afastar dos maus caminhos. Na jornada, além disso, foram repartidos folhetos com mensagens bíblicas. Além disso, revelouse que dentro em pouco o MMM abrirá uma igreja na Escócia.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

61


PERMANECER FIRME O Movimento Missionário Mundial de Salamanca comemorou seu Oitavo Aniversário com um evento especial ao qual assistiram crentes dos templos de Usera, Terrassa, Entrevías e Ávila. A propósito das celebrações por seu oitavo aniversário de criação, e com o lema “Permanecer firme”, a igreja do Movimento Missionário Mundial de Salamanca, localidade situada na comunidade autônoma de Castela e Leão, realizou uma festa espiritual de 6 a 8 de outubro. Os encarregados de pregar a Palavra de Deus foram o pastor Juan Castaño e a serva Estela Brito. Também estiveram presentes os missionários Carlos Medina, Carlos Garita e David Echalar. Ao evento também acudiram crentes dos templos de Usera (Madrid), Terrassa (Barcelona), Entrevías (Madrid) e Ávila.

MISIONÁRIO MUNDIAL 62 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


evento

TUDO É POR SUA MISERICÓRDIA A Obra do Senhor em Komaki, Japão, celebrou aniversário com uma concorrida festa espiritual que congregou irmãos do templo de Hamamatsu. O Movimento Missionário Mundial do Japão realizou uma campanha de aniversário na cidade de Komaki, localidade localizada na prefeitura de Aichi, em 19 de novembro, onde se comemorou outro ano da igreja local. Esta festa espiritual teve como lema “Tudo é por Sua misericórdia” e contou com a presença do Rev. David Veramendi, Supervisor Nacional do MMM do Japão, que pregou o Evangelho de Deus. Além disso, a celebração contou a assistência de irmãos do templo de Hamamatsu, a maior cidade da prefeitura de Shizuoka, e outras filiais.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

63


Outros Eventos

GUIANA FRANCESA Batismo em Cayena O Movimento Missionário Mundial da Guiana Francesa realizou em 28 de outubro uma jornada de batismos na cidade de Cayena, situada na costa do oceano Atlântico, onde cinco crentes se uniram ao povo do Senhor. O evento da Obra de Deus contou com a presença do Rev. José Medina Guerra, pastor da igreja central, que pregou a Palavra do Todo-Poderoso aos seguidores de Jesus Cristo. No dia seguinte, para continuar com a celebração e receber os novos cinco irmãos da fé, oficiou-se um culto especial pela santa ceia que quebrantou o coração dos cristãos e fortaleceu suas convicções.

MISIONÁRIO MUNDIAL 64 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

PERU

SUÍÇA

Serviço de ação de graças

Confraternização Nacional

No meio de cânticos de vitória e louvores a Deus se efetuou em 30 de novembro um serviço de ação de graças pelos trinta anos de trabalho evangelístico da igreja do Movimento Missionário Mundial do distrito de San Martín de Porres, da cidade Lima. Sob o lema “Grandes coisas fez Jeová”, a atividade esteve a cargo do Rev. Jorge Espinoza Ure, Tesoureiro Nacional do MMM do Peru, que recebeu com alegria a multidão de crentes. Além disso, o evento contou com presença do Rev. Rodolfo González Cruz, Oficial Internacional do MMM, que foi o portador da mensagem evangelística. Baseado em Atos 10:148, o pastor González alimentou os presentes com a Palavra do Senhor.

Na cidade de Genebra, centro financeiro e mundial da diplomacia, o Movimento Missionário Mundial da Suíça levou a cabo de 27 a 29 de outubro sua 8ª Confraternização Nacional, com o lema “Grande é a ceifa”. A atividade contou com a participação de líderes do MMM, pastores encarregados nos âmbitos nacional e internacional e irmãos da zona europeia, que fizeram parte das celebrações. No evento do Movimento Missionário Mundial da Suíça pregaram a Palavra de Deus os pastores Jimmy Ramírez, que desenvolveu como tema o lema da atividade, e David Echalar, que compartilhou as mensagens “Projeto Antioquia” e “Doentes”.

GUINÉ EQUATORIAL Culto unido na Zona 3 O Movimento Missionário Mundial da Guiné Equatorial celebrou de 1 a 3 de dezembro um culto unido em sua Zona 3. Nesta festa espiritual, a Palavra de Deus foi pregada por um grupo de pastores locais e o presbítero da Zona 3, o servo Paulino Nguema, que evangelizaram o povo do Senhor. Após o fim da atividade, informouse ao Rev. Benjamín Engono, líder do MMM de Guiné Equatorial, que fez uma oferenda especial pelos trabalhos de construção do centro de convenções da Obra do Criador nesse país do continente africano.


evento

VENEZUELA Convenção Nacional de Pastores O Movimento Missionário Mundial da Venezuela efetuou de 8 a 11 de novembro sua 6ª Convenção Nacional de Pastores na localidade de San Cristóbal, capital do estado Táchira, com o lema “Deixe marcas para a geração vindoura”. O evento da Obra de Deus contou com a presença dos reverendos Humberto Henao e Rómulo Vergara, integrantes da Junta de Oficiais do MMM. Além disso, o missionário Clemente Vergara, servo do Senhor, assistiu à atividade. Do mesmo modo, participaram da convenção os membros da Junta Diretiva Nacional do MMM da Venezuela, liderados pelo Rev. Ricardo Manrique, líder da Obra em solo venezuelano. Foram quatro jornadas intensas nas quais se realizou diversos serviços, um culto missionário, a promoção de obreiros e uma reunião de pastores. A 6ª Convenção Nacional de Pastores do Movimento Missionário Mundial da Venezuela finalizou com grande júbilo pela vitória do povo do Senhor de seguir nos planos do Criador.

CURAÇAO Seminário de liderança O Movimento Missionário Mundial de Curaçao ofereceu um seminário de liderança de 19 a 21 de outubro. Nesta atividade, o Rev. Humberto Henao, Oficial Internacional da Obra de Deus, foi o responsável por capacitar e instruir os fiéis que participaram nas jornadas educativas. No curso prático, o pastor Henao abordou os temas de administração e mordomia, e liderança bíblica. Além disso, os fiéis do MMM de Curaçao receberam os amplos conhecimentos do servo do Senhor, que compartilhou sua sabedoria sobre as boas novas e as Sagradas Escrituras.

ESPANHA

ARGENTINA

Aniversário da Sociedade de cavalheiros

Escola dominical em Córdoba

O Movimento Missionário Mundial de Barcelona comemorou em 7 de novembro o quarto aniversário de sua Sociedade de cavalheiros. Esta atividade se desenvolveu sob o lema “Conquistando as promessas de Deus”. Durante as celebrações se contou com a presença dos colaboradores Juan Castillo, servo de Deus estabelecido na ilha de Ibiza, e Mauricio Daza, obreiro destacado no município de San Juan Despí, que falaram sobre o avanço do MMM em território espanhol. O colaborador Juan Castillo teve o encargo de compartilhar a Palavra do Todo-Poderoso por meio da mensagem “Verdadeiros homens”, baseado em Gênesis 1:26-27.

O Movimento Missionário Mundial de Córdoba ofereceu, em outubro, as aulas de sua escola dominical ao ar livre na Isla de Los Patos, do bairro de Alberdi, um dos pontos mais tradicionais da cidade de Córdoba. Durante as jornadas de evangelização, a Palavra de Deus foi ministrada pela pastora Mabel Seco para os crentes adultos. Por outro lado, o Evangelho para as crianças seguidoras de Jesus Cristo foi pregado por um grupo de mestres da escola dominical. O resultado destas reuniões ao ar livre foi uma colheita ampla de adultos e crianças que decidiram entregar suas vidas ao Senhor depois de escutar as boas novas através dos membros do MMM.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

65


ESCREVEM-NOS cartas@impactoevangelistico.net

AGENDA GLOBAL 2018 JANEIRO 9-16 Convenção Nacional na Côlombia 26-29 Convenção Nacional na Bolívia

JULIO LÓPEZ Saudações cordiais a todos os que leem esta revista. Nunca pensei que Deus tivesse poder para mudar e restaurar até que li os testemunhos nesta revista. Graças ao Senhor e a este ministério por ter me resgatado. Irmãos, continuem trabalhando em Deus. Bênçãos para todos. Da Flórida, Estados Unidos.

EVA RIVERA Amados irmãos, sua revista é enriquecedora. Eu desfruto dela e a compartilho com um grupo de minha igreja para que também se deleitem com ela. Tenho as revistas desde 2014 e não queria me desfazer delas, mas seus temas são para compartilhar. Continuem avançando. Que Deus os continue abençoando. De Camuy, Porto Rico.

NELY RAMÍREZ Deus abençoe ricamente toda a equipe de “Impacto Evangelístico”. Este é um trabalho muito importante, já que por meio desta publicação conhecemos as ações da Obra em todo o mundo. Deu graças a meu Senhor por fazer parte desta preciosa Obra levantada

RAMÓN SANTIAGO Irmãos do MMM, deu graças a Deus por me oferecer o privilégio de receber a revista “Impacto Evangelístico” em sua forma ampliada. A revista é mais que bonita, inspiradora e informativa. Deus os abençoe. De Nova York, Estados Unidos.

para estes últimos tempos. Estão em nossas orações, um abraço fraterno. De Formosa, Argentina.

JUAN RUIZ Deus abençoe todos os visitantes deste sítio e também os editores. Eu a visitei e me pareceu muito interessante e maravilhosa; seus testemunhos são verdadeiramente comovedores e edificantes. Continuem trabalhando no Senhor. De Cali, Colômbia.

CARLOS CABEZAS Bênçãos para todos os irmãos em Cristo. Continuem com este maravilhoso trabalho. Que Deus os continue abençoando. De Bolívar, Colômbia.

ALEX CONTRERAS Há alguns dias não conhecia este grande meio de bênção que Deus permitiu para estes tempos. Esperamos que diariamente se fortaleça para edificação do povo de Deus. De Lima, Peru. .

JACQUELINE CENTELLA Deus os abençoe grandemente. Consegui seu endereço pela Internet. Espero visitá-los em breve. O trabalho que fazem é louvável. De La Paz, Bolívia.

IVÁN HUAYANA Deus abençoe todos os Oficiais do MMM. Realmente, a revista “Impacto Evangelístico” é gloriosa e de grande edificação. O Evangelho está chegando a todo o mundo. De Moquegua, Peru.

Você pode baixar o leitor de código QR livre nestas plataformas: n Eventos passados n Eventos futuros MISIONÁRIO MUNDIAL 66 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


A melhor produção animada que relata maravilhosas histórias SEGUNDA-FEIRA 10h00 / 16h00 – PERU

Bethel Televisión, o canal do Movimento Missionário Mundial transmite a mensagem da Palavra de Deus mediante uma programação cultural e educativa de Lima-Peru através de 7 satélites e via internet a todo o mundo.

Janeiro 2018 / Impacto evangélico

67


Convenção Nacional

Centro de Convenções “La Macarena”, Medellín De 9 a 16 de janeiro

MOVIMENTO MISIONÁRIO MUNDIAL COLÔMBIA MISIONÁRIO MUNDIAL 68 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

768_Portugues  

Revista Impacto Evangélico Edição Janeiro 2018 Língua Portuguesa

768_Portugues  

Revista Impacto Evangélico Edição Janeiro 2018 Língua Portuguesa

Advertisement