Page 1

www.impactoevangelistico.net

evangélico

A REVISTA QUE CONSTRÓI A SUA VIDA Outubro 2016 / Edição 753

HISTÓRIAS DE VIDA

A força de Fernando

LITERATURA

O valor de “Filipenses”

DEVOCIONAL

O cuidado de Deus

PUBLICAÇÃO OFICIALL

MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL

A educação atual comete o error de deixar-la de lado

A MARGINAÇÃO

DA BÍBLIA Outubro 2016 / Impacto evagélico

1


APRESENTE SUAS PETIÇÕES A DEUS NÓS ORAREMOS POR VOCÊ

María Alejandra Gutiérrez María Alejandra: Eu peço oração em especial por meu lar. Confio em que Deus pode restaurá-lo.

Agora você pode escrever suas petições em nossa fan page de Bethel Televisión.

SEGUNDA-FEIRA A SEXTA-FEIRA 12H30 – PE

Bethel Televisión, o canal do Movimento Missionário Mundial transmite a mensagem da Palavra de Deus mediante uma programação cultural e educativa de Lima-Peru através de 6 satélites e via internet a todo o mundo. MISIONÁRIO MUNDIAL 2 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EDITORIAL

PRESTANDO ATENÇÃO À VOZ DE SEU SENHOR Rev. Gustavo Martínez Presidente Internacional do M.M.M.

“Quem é de Deu escuta as palavras de Deus; por isso vós não as escutais, porque não sois de Deus”. João 8:47.

V

ocê não pode deixar que diferentes

Portanto, uma pessoa deve se concen-

conceitos ou opiniões entrem em sua

trar, prestar atenção à voz de Deus. Quando

mente, quando já consultou Deus e temos

examinamos a história dos dois constru-

uma Palavra de parte de Ele, e sabemos o

tores, mencionados em Mateus 7:24-29,

que é certo e o que devemos e não devemos

vemos que eles ouviram como tinham que

fazer. Por isso, não podemos ouvir outras

construir suas casas, mas só um deles fez

vozes, temos que nos afastar daquelas vo-

segundo o que ouviu, e edificou a casa so-

zes, não permitir que outros venham e nos

bre a rocha e quando a crise aconteceu, ela

confundam; porque às vezes estamos indo

permaneceu firme, mas o outro ouviu as

bem e alguém vem e sussurra, e nos con-

mesmas instruções, mas ao aplicá-las não

funde, porque nos dá um mau conselho, e

considerou algumas coisas como edificar

ficamos confusos e deixamos atrás o projeto

sobre rocha, por isso foi grande sua ruína

e as coisas que devíamos fazer.

no momento da prova.

Por isso, é preciso saber a quem recorrer,

É preciso saber a quem ouvir, como

a quem ouvir, saber que a verdadeira ovelha

ouvimos. O profeta Samuel disse a Saul:

conhece a voz de seu pastor, a voz do Sen-

“Tem porventura o Senhor tanto prazer

hor, e que não importa quantas vozes sejam

em holocaustos e sacrifícios, em como se

ouvidas, você reconhece uma única voz e é

obedeça às palavras do Senhor? Eis que o

a de Deus, porque vive em uma familiarida-

obedecer é melhor do que o sacrificar; e o

de, em uma intimidade com Deus, que não

atender melhor do que a gordura dos car-

é possível errar. Muitos querem imitar a voz

neiros” (1 Samuel 15:22). Por isso é preci-

de Deus, mas é única, a voz de Deus não

so estar atento e entrar onde ouvimos só a

traz confusão, não desvia, a voz de Deus é a

voz de Deus, onde Ele pode se manifestar.

luz que temos que seguir.

Amem l

Outubro 2016 / Impacto evagélico

3


www.impactoevangelistico.net

evangélico Diretor Fundador: Rev. Luis M. Ortiz Outubro 2016 / Edição N° 753 USPS 012-850) PUBLICAÇÃO OFICIAL DO MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL O World-Wide Missionary Movement, Inc. é uma igreja sem fins lucrativos, com uma visão para fundar novas igrejas nos Estados Unidos da América e seus territórios e também com uma visão missionária para fundar novas igrejas onde Deus abre novas portas em todo o Mundo. PUBLICAÇÃO MENSAL POR: Movimiento Misionero Mundial, Inc (Movimento Missionário Mundial, Inc.) San Juan, Porto Rico Washington, D.C. Postagem Periódica pagada a: San Juan, Porto Rico 00936

AGENTE DO CORREIO:

enviar variações de endereço a Impacto Evangélico P.O. BOX 363644 San Juan, Porto Rico 00936-3644 Telefono (787) 761-8806; 761-8805; 761-8903 OFICIAIS DO M.M.M. INC Rev. Gustavo Martínez Rev. José Soto Rev. Rubén Concepción Rev. Rodolfo González Rev. Álvaro Garavito Rev. Margaro Figueroa Rev. Rómulo Vergara Rev. Humberto Henao Rev. Luis Meza

Presidente Vice-presidente Secretario Tesoureiro Diretor Diretor Diretor Diretor Diretor

OBRAS ESTABELECIDAS EM: África do Sul Alemanha Argentina Aruba Austrália Áustria Bélgica Belize Bolívia Bonaire Brasil Camarões Canadá Chile Colômbia Congo Costa do Marfim Costa Rica Curaçao Dinamarca El Salvador Equador Espanha EUA Filipinas

Finlândia França Gabão Gana Guatemala Guiana Francesa Guiana Inglesa Guiné Equatorial Haiti Havaí (EUA) Holanda Honduras Ilha de San Andrés (Col.) Ilha Rodrigues Ilhas Canárias (Espanha) Índia Inglaterra Israel Itália Jamaica Japão Kuwait Madagáscar

Malásia Maurício México Mianm o valor da vida ar Nicarágua Nigéria Oman Panamá Paraguai Peru Porto Rico Portugal República Dominicana Roménia Saint Martin Suécia Suíça Suriname Trinidad e Tobago Ucrânia Uruguai Venezuela

Depósito Legal na Biblioteca Nacional do Peru N ° 2011-02530 Igreja Cristã do Pentecostes do Movimento Missionário Mundial: Av. 28 de Julio 1781 - Lima 13 - Peru Impressão: Quad/Graphics Perú S.A. Av. Los Frutales 344 - Lima 03 - Perú MISIONÁRIO MUNDIAL 4 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

O Movimento Missionário Mundial é uma organização religiosa sem fins lucrativos, devidamente registrada em San Juan, Porto Rico, e na capital federal, Washington DC com sede nas duas cidades, bem como em todos os estados da União Americana e em outros países onde temos obras missionárias estabelecidas. Importante As ofertas e doações em dinheiro, computadores, imóveis, legados em testamento, para o benefício desta obra do Movimento Missionário Mundial, Inc. são dedutíveis do imposto de renda (Income Tax) e os recibos emitidos pelo Movimento Missionário Mundial são reconhecidos pela Diretoria das Rendas Internas (IRS), do Governo Federal dos Estados Unidos da América e do Estado Livre Associado de Porto Rico. n

Visite o nosso website Obtenha informação edificante da Obra de Deus e fique a par das últimas notícias. Um acesso personalizado a partir de qualquer lugar do mundo: www.impactoevangelistico.net n

Se você quiser Escreva-nos para o nosso endereço postal: Movimiento Misionero Mundial, Inc. P.O. Box 363644 San Juan, P.R. 00936-3644 n

Copyright © 2009 Impacto Evangélico Movimiento Misionero Mundial, Inc. (World-Wide Missionary Movement, Inc.) Todo o conteúdo da revista e cada edição subseqüente está devidamente registrada na Biblioteca do Congresso, Washington, DC EUA. Todos os direitos reservados. A reprodução parcial, completa ou em qualquer forma ou sua tradução para outros idiomas sem a autorização do Diretor é proibida. No âmbito dos acordos internacionais de direitos autorais é um crime punível por lei n

Declaração Doutrinária O Movimento Missionário Mundial adere às doutrinas fundamentais da Bíblia, tais como: n

• A inspiração das Escrituras Sagradas: 2 Timóteo 3:15-17, 2 Pedro 1:19-21. • A Divindade adorável em Três Pessoas, Pai, Filho e Espírito Santo: Mateus 3:16-17, 17: 1-5; 28:19 João 17: 5, 24, 26, 16:32, 14:16, 23, 18:05, 6, 2 Pedro 1:17,18; Apocalipse 5. • A salvação pela fé em Cristo: Lucas 24:47, João 3:16, Romanos 10:13, Tito 2:11, 3:5-7. • O Novo Nascimento: João 3:3, 1 Pedro 1:23, 1 João 3:9. • A Justificação pela Fé: Romanos 5:01, Tito 3:07. • O Batismo nas águas por imersão, segundo ordenado por Cristo: Mateus 28:19, Atos 8:36-39. • O Batismo no Espírito Santo, subseqüente à salvação, falando em outras línguas, segundo: Lucas 24:49, Atos 1:4, 8, 02:04. • A Cura Divina: Isaías 53:4, Mateus 08:16, 17, Marcos 16:18, Tiago 5:14, 15. • Os Dons do Espírito Santo: 1 Coríntios 12:1-11. • Os frutos do Espírito Santo: Gálatas 5:22-26. • A Santificação: 1 Tessalonicenses 4:03, 5:23, Hebreus 0:14, 1 Pedro 1:15, 16, 1 João 2:6. • O Ministério e a Evangelização: Marcos 16:15-20, Romanos 10:15. • O dízimo e a Sustentabilidade da Obra: Gênesis 14:20, 28:22, Levítico 27:30, Números 18:21-26, Malaquias 3:7-10, Mateus 10:10; 23:23. • A ascensão da Igreja: Romanos 8:23, 1 Coríntios 15:51 - 52, 1 Tessalonicenses 4:16-17. • A Segunda Vinda de Cristo: Zacarias 14:1-9, Mateus 24:30, 31, 2 Tessalonicenses 1:07, Tito 2:13, Judas 14, 15. • O Reino Milenar: Isaías 2:1-4, 11:5-10, Zacarias 9:10, Apocalipse 19:20, 20:3-10. • Novos Céus e Nova Terra: Isaías 65:17, 66:22, 2 Pedro 3:13, Apocalipse 21:1.


SUMARIO Búscanos en

www.facebook.com/impactoevangelistico

Nota de capa. A marginação da Bíblia. Infográfico. A Bíblia o livro mais antigo e o mais lido do mundo . Internacional. Por que ganhou o NÃO na Colômbia? Saúde. A temível febre. Atualidade. A importância da obra missionária. Literatura. Filipenses. Música. Tocou-me. Herói da fé. O missionário Reuben. Histórias de vida. A força de Fernando. Entrevista. “Queremos ser sede de outro Congresso Mundial”. Devocionais. Eventos. Semeando a preciosa semente. Cartas.

6

14 16

20 22

24 28

3034 40

42-47

48-65 66 Outubro 2016 / Impacto evagélico

5


A MARGINAÇÃO DA BÍBLIA Muitos educadores nesses tempos pretendem excluir a Bíblia e Deus da educação. Por isso não é surpresa que os princípios bíblicos e a moralidade não sejam considerados obrigatórios. David Jeremiah (*)

MISIONÁRIO MUNDIAL 6 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


NOTA DE CAPA

Outubro 2016 / Impacto evagĂŠlico

7


O

É muito fácil para os cristãos comprometidos se submeter aos dirigentes, ser seduzidos e pensar que a tibieza dos dirigentes para a Bíblia é o exemplo que devemos seguir. Se as autoridades civis decidissem marginar a Palavra de Deus, os cristãos deveriam ser chamados a despertar. Apesar de que os dirigentes e a cultura queiram marginar a Palavra de Deus, o cristão como mordomo de Deus deve defendê-la (…)

primeiro livro de leitura da Nova Inglaterra (Estados Unidos) foi publicado entre 1687 e 1690, e se baseou em outro livro intitulado “O Tutor Protestante”. Este livro de leitura continha muitas instruções e pautas espirituais para as crianças, tudo com uma base completamente bíblica. Alguém escreveu sobre este livro o seguinte: “Este é o livro individual cristão de texto mais influente na história, a maioria dos estudiosos concordam que a maioria, mas não todos os pais fundadores dos Estados Unidos, aprenderam a ler e a escrever utilizando este volume…”. Este primeiro livro de leitura foi usado amplamente nos séculos XVIII e XIX, e depois foi gradualmente substituído por outro conhecido como “Os Livros de Leitura de Mcafee”. Ele tinha vários volumes sobre o alfabeto e leitura básica para crianças. Seu autor, que tinha esse sobrenome, nasceu nos começos do século XIX e cresceu no estado de Ohio e em uma família cristã consagrada. Depois de receber educação excelente, foi contratado para escrever quatro livros de instrução de leitura para escolares de primária. Esses livros foram publicados em 1837; seu irmão posteriormente acrescentou outros dois volumes na década de 1840, e milhões de crianças estadunidenses aprenderam a ler usando esses livros. As edições originais de “Os Livros de Leitura Mcafee” apresentavam a aprendizagem com uma base bíblica, e usava suas lições para reforçar princípios bíblicos de moralidade e vida, mas após o falecimento de William Mcafee em 1873 seus livros de leitura foram radicalmente revisados. A educação nos Estados Unidos mudou, e sua sociedade se tornou pluralista, deixando de lado as religiões e as cosmovisões, e assim, os seis volumes do livro de leitura, além de outros livros de soletração, foram totalmente seculares. Depois apareceu a educação moderna do século XX, sob a influência de John Dewey, pai da educação progressiva estadunidense. Dewey nasceu em 1859 e morreu em 1952, foi psicólogo e filósofo, e é o responsável pela maneira como

MISIONÁRIO MUNDIAL 8 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


NOTA DE CAPA

as crianças são educadas nos Estados Unidos na atualidade. Os resultados são evidentes. CONHECIMENTO E EXPERIÊNCIA Nas décadas de 1920 e 1930, a educação estadunidense passou da transferência didática de conhecimento à noção moderna de que a experiência é o que impulsiona a aquisição do conhecimento. Deus diz: “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento…” (Oséias 4:6). Israel não foi destruído por dispensar conhecimento, mas por abandoná-lo; o povo pereceu não devido ao elevado conhecimento, mas porque ele-

varam a experiência acima do conhecimento. E Jesus repreendeu os líderes religiosos, pois eles eliminaram a chave da ciência (Lucas 11:52). A relação correta entre conhecimento e a experiência explica é explicada claramente no livro de Deuteronômio. Lemos: “Ouve, Israel: o Senhor nosso Deu é o único Senhor. Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças. E estas palavras, que hoje te ordenou, estarão no teu coração; E as ensinarás a teus filos, e dela falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te. Também as atarás por si-

Continue lendo–– Outubro 2016 / Impacto evagélico

9


Continue lendo––

MISIONÁRIO MUNDIAL 10 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

nal na tua mano, e te serão por frontais entre os teus olhos.; E as escreverás nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas” (Deuteronômio 6:4-9). As Escrituras nos dizem: “O temor do Senhor é o principio conhecimento; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução” (Provérbios 1:7). Pode-se ver na prática no sistema de educação promovido na atualidade, especialmente no âmbito universitário, que a educação didática é coisa do passado: pensa-se que a maneira moderna de ensinar é deixar que se aprenda mediante a experiência e nunca dizer a ninguém o que é a verdade, mas simplesmente fornecem uma grande quantidade de informação e deixam os mesmos indivíduos interpretarem as coisas. Nos sistemas educativos modernos, o que se diz é que

uma pessoa jamais deve dizer a outra qual é a verdade. Hoje é quase impossível abrir a Bíblia em alguma escola de primária ou de secundária. A Bíblia foi degradada. Por sua regra de fé e prática, a Bíblia se tornou uma relíquia histórica, um ícone cultural que é usado para caricaturar os que fundaram essa nação. Mas existe algo ainda mais preocupante. Se quase entre 75% e 85% dos estadunidenses se identificam como cristãos, como eles podem marginar a Bíblia? Que motiva alguns a estarem dispostos a dar sua vida para preservar e propagar a Bíblia? E que mudanças houve na igreja cristã atual pela que tantos anelam se afastar da Bíblia e permitem que a Bíblia seja marginada em sua igreja e mes-


NOTA DE CAPA

Foto: AFP

A Bíblia está sendo marginada em nossa cultura e em nossas igrejas. Desde uma perspectiva cultural, isso é demonstrado com uma simples observação, é visto nos salões do governo, educação e no mundo comercial. Certamente há exceções.

mo em suas próprias vidas? Eis algumas razões pelas que a Bíblia deixa de ser um lugar central e mesmo em igrejas que muitos conhecemos: 1º O exemplo de líderes e autoridades. Quanto a autoridades civis ou do governo, os cristãos devem se submeter a elas, como lemos em Romanos 13:1-7, 1 Pedro 2:13-17, mas até que ponto? Há alguns poucos anos a maioria dos estadunidenses estava familiarizada com a história da fundação da nação e seu apego à Bíblia. Os peregrinos originais vieram ao Novo Mundo em busca de liberdade religiosa, princípio que os forjadores da constituição da nação abraçaram robustamente. Em outras palavras, nos primeiros duzentos anos da história dos Estados Unidos, ser cristão era fácil, mas

as coisas mudaram drasticamente. A Bíblia não é mais mencionada nem citada nos salões do governo ou na educação como no começo. É muito fácil para os cristãos comprometidos se submeter aos dirigentes, ser seduzidos e pensar que a tibieza dos dirigentes para a Bíblia é o exemplo que devemos seguir. Se as autoridades civis decidissem marginar a Palavra de Deus, os cristãos deveriam ser chamados a despertar. Apesar de que os dirigentes e a cultura queiram marginar a Palavra de Deus, o cristão como mordomo de Deus deve defendê-la. 2º O preço da lealdade. Muitos cristãos em nações repressivas estão ariscando sua vida, hoje mesmo, pelo privilégio de ter, ao menos, uma única página ou

Continue lendo–– Outubro 2016 / Impacto evagélico

11


Continue lendo––

É muito fácil para os cristãos comprometidos se submeter aos dirigentes, ser seduzidos e pensar que a tibieza dos dirigentes para a Bíblia é o exemplo que devemos seguir. Se as autoridades civis decidissem marginar a Palavra de Deus, os cristãos deveriam ser chamados a despertar. (…) uma pequena porção da Bíblia. Os que são leais à Palavra de Deus possivelmente terão que pagar um preço, sofrerão pelo embuste, serão ridicularizados, ou talvez sofrerão fisicamente. O cristão que assiste a uma reunião do conselho municipal e exprime uma forte convicção bíblica possivelmente receba gargalhadas; o adolescente cristão que leva sua Bíblia à escola para um estudo bíblico após a aula, possivelmente seja ridicularizado por seus companheiros; o legislador cristão que apresenta um projeto de lei e o apoia desde uma perspectiva bíblica pode ser acusado de violar a separação entre Igreja e Estado; qualquer MISIONÁRIO MUNDIAL 12 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

ou todos esses cristãos possivelmente sejam chamados de fanáticos. Para alguns a pressão é simplesmente forte demais, o preço é alto demais. 3º O temor da vergonha. Muitos cristãos tem medo ou se envergonham de ser identificados como seguidores de Cristo. A razão anterior se centrava no preço físico vocacional ou na reputação que alguém poderia pagar por a lealdade à Bíblia. Por isso o apóstolo Pedro nos diz: “E estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós” (1 Pedro 3:15). Jesus tem palavras fortes para os que se envergonham


Foto: AFP

NOTA DE CAPA

da Palavra de Deus, ele diz: “Porque, qualquer que de mim e das minhas palavras se envergonhar, dele se envergonhará o Filho do homem…” (Lucas 9:26). 4º O temor da ofensa. Se há uma nova religião nos Estados Unidos, essa deve ser a religião da tolerância. Segundo a tolerância, todas as religiões merecem o mesmo respeito. Em princípio, não há problema nisso, mas o pós-modernismo essencialmente diz que todas as religiões são igualmente válidas e verdadeiras, pois a vida e a história não têm nenhuma meta, nenhum libreto central pelo qual todos os outros relatos se meçam. Isso parece resultar muito confuso e real-

mente culpa grandemente qualquer cristão que cresceu nessa loucura pluralista na qual vivemos nestas últimas décadas. Mas Jesus não disse: “Eu sou o caminho e a verdade e a vida; ninguém vem ao pai, senão por mim” (João 14:6). Agora, temos medo de ofender qualquer pessoa que possivelmente não esteja de acordo conosco; se um pregador tem medo de dizer o que a Bíblia ensina por temor de ofender alguns que dão grandes oferendas, ou se o político cristão tem medo de se identificar com a verdade da Bíblia por temor de perder votos. Essas pessoas estão de acordo em que a Bíblia é ofensiva e deve ser excluída do debate. Mas a Bíblia é ofensiva só para aqueles que se ofendem de sua mensagem. “Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, é o poder de Deus” (1 Coríntios 1:18). 5º O temor da competência. A principal preocupação é que a cultura do entretenimento enfatizado em apresentadores de programas de entrevistas, pontos de atenção reduzidos a segundos, o mais recente em artefatos e truques de alta tecnologia, podem deixar muito pouco tempo de um domingo pela manhã para ensinar e pregar a Palavra de Deus. Em Atos 2:42, o mais característico da assembleia das primeiras igrejas em Jerusalém foi a perseverança na doutrina dos apóstolos, no conteúdo da Bíblia. Agora, depende de nós fazer da Palavra de Deus uma prioridade na vida da Igreja, dos estudos bíblicos para crianças no domingo, a aulas de adultos, e todo grupo de estudo no lar. Nada evita que reproduzamos o que parece ser o padrão da Igreja inicial, a leitura e a explicação cuidadosa das cartas dos apóstolos que circulavam pelas novas igrejas no primeiro século, hoje é chamado de pregação expositiva, e é crucial ensinar a mesma doutrina que os apóstolos, e ver os crentes crescer nesse ambiente. A Bíblia está sendo marginada em nossa cultura e em nossas igrejas. Desde uma perspectiva cultural, isso é demonstrado com uma simples observação, é visto nos salões do governo, educação e no mundo comercial. Certamente há exceções l

A principal preocupação, é que a cultura do entretenimento enfatizado em apresentadores de programas de entrevistas, pontos de atenção reduzidos a segundos, o mais recente em artefatos e truques de alta tecnologia, podem deixar muito pouco tempo de um domingo pela manhã para ensinar e pregar a Palavra de Deus.

Outubro 2016 / Impacto evagélico

13


7000

Isaías 8:3 é o nome mais longo na Bíblia

Das lenguas habladas en el mundo,

Mahershalalhashbaz

2900

contam com ao menos um livro da Bíblia. A Terra já era descrita como redonda antes que fosse descoberto. Na Bíblia já estava escrito que a Terra era redonda, muitos séculos antes que fosse descoberto, e podemos vê-lo em Isaías 40:22 que diz: “Ele é o que está assentado sobre o círculo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e os desenrola como tenda, para neles habitar”. O interessante é notar a frase “círculo da terra”. O livro mais vendido da história Estima-se que foram vendidas entre 5 e 6 bilhões de cópias. A cada minuto aproximadamente 50 Bíblias são vendidas ao redor do mundo. No entanto, também é um dos objetos mais roubados do mundo.

443 AC

260 anos depois

39 livros

MISIONÁRIO MUNDIAL 14 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

A Bíblia existe desde o século 443 a.C., quando os 39 livros de Hebreus foram completados.

Em 1384, primeiro a Bíblia foi traduzida para o inglês por John Wycliffe, um pastor, professor da Universidade de Oxford, tradutor e erudito em filosofia.

1384

John Wycliffe

Esta Bíblia em inglês foi quase totalmente escrita à mão.

A Bíblia e a imprensa

Os inícios

260 anos depois, o Novo Testamento Grego foi completado. A partir desse momento, a Bíblia atravessou uma série de mudanças. Estas mudanças foram realizadas para que a Bíblia fosse historicamente correta e entendível para os diferentes povos.

A primeira Bíblia em inglês

A origem da palavra “Bíblia” Provém do grego e significa “os livros” Um dos maiores avanços na história, a primeira imprensa, é provavelmente a razão pela qual a Bíblia é tão facilmente acessível para a sociedade atual. Johannes inventou a primeira imprensa em 1455.

1455 O primeiro livro impresso foi a Bíblia de Gutenberg, que foi impressa em latim e desenhado impecavelmente.


Qual foi a língua original? O Antigo Testamento foi escrito originalmente em hebreu, e o Novo Testamento foi escrito em grego.

+ de 240 939 430 de disposi-

O primeiro nome que Deus outorgou não foi “Eva” O primeiro nome que Deus outorgou foi Sara, a esposa de Abraão. Segundo Génesis 17:15: “Disse Deus mais a Abraão: A Sarai tua mulher não chamarás mais pelo nome de Sarai, mas Sara será o seu nome”.

tivos com um aplicativo da Bíblia instalada.

1300 versões da Bíblia.

As Apps oferecem mais de Mais de

1027 línguas

A Bíblia

O livro mais antigo e o mais lido do mundo

É um dos livros mais antigos publicados no mundo, a produção da Bíblia moderna atravessou muitas mudanças ao longo do tempo.

1603

Presentación de la Biblia

O rei Jaime, como cabeça da monarquia, foi confrontado por muitos grupos políticos e religiosos, um dos quais levou a cabo a ideia de traduzir a Bíblia para a língua de seu tempo.

de pessoas ainda não contam com a Bíblia completa em sua própria língua; delas, já dispõem do Novo Testamento e outras contam com partes da Bíblia, ou ao menos se está trabalhando em alguma fase do processo de tradução.

O rei Jaime nomeou 50 dos melhores eruditos de língua do país e lhes deu uma série de regras para eliminar toda imperfeição da tradução. Esta façanha foi realizada em 1511.

1611

A atualidade

A rainha Elizabeth da Inglaterra morreu e deixou sua coroa ao rei Jaime em 1603. Os cidadãos se sentiam seguros com a rainha Elizabeth e temiam a mudança de trono.

663 milhões

No mundo

A versão do rei Jaime

A mudança de trono

1500 milhões

Sobrevivendo a guerras, divisões, subidas e quedas de diversos governos; hoje a Bíblia superou a prova do tempo.

Leitura pública

A Bíblia foi traduzida por um país alfabetizado. Estava planejado que fosse lida oralmente e em voz alta para que todos a ouvissem.

Outubro 2016 / Impacto evagélico

15


POR QUE GANHOU O NÃO NA COLÔMBIA?

O governo colombiano achou que podia ganhar o sim, sem levar em consideração uma minoria evangélica que representa aproximadamente 10 milhões de pessoas. Halinisky Sanchez Meneses (*)

MISIONÁRIO MUNDIAL 16 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


Foto: AFP

INTERNACIONAL

Foto: AFP

Mas não só há católicos na Colômbia. Na aurora da república, o general Santander pretendeu promover o protestantismo, inclusive em 1825 missionários ingleses tentaram criar uma política pública de alfabetização. O catolicismo rapidamente frustrou a tentativa. Ao longo da história, os outros cristãos, os evangélicos, divididos em vários grupos, com similaridades e diferenças notáveis entre eles, ingressaram em não poucas oportunidades no território nacional colombiano. Informou-se que a Igreja Batista de San Andrés foi o primeiro templo evangélico na Colômbia, criado em 1847.

U

m dos erros mais comuns dos governos sobre a paróquia cristã é achar que a Igreja Cristã é homogênea. O cristianismo é heterogêneo. Os cristãos são católicos, protestantes, menonitas, evangélicos, ortodoxos, entre outros. A Colômbia foi colonizada pelo catolicismo romano, todos conhecem a história. Para bem ou para mal, o catolicismo projetou a moral e a ética pública da maioria da população colombiana.

MAS QUEM SÃO OS EVANGÉLICOS? No passado, o catolicismo romano os qualificou de hereges e inimigos da sacrossanta Igreja romana. Os comunistas os chamaram de agentes do imperialismo e a elite crioula, que governou por mais de duzentos anos, e os considerou ignorantes, retrógrados, brutos e fanáticos religiosos. Esta minoria foi crescendo silenciosamente no campo e nas classes operárias colombianas, com sua cosmovisão do mundo e sua interpretação única das Escrituras. Foram perseguidos pela Igreja católica cruelmente, sob o auspício da constituição confessional de 1886, e assassinados pelas

Os cristãos não são uribistas, nem brutos, nem retrógrados, nem ignorantes, como o governo crê. Foi a atitude de soberba e teimosia que levou o governo a achar que podia ganhar o plebiscito sem uma minoria que totalizava dez milhões de votos.

Continue lendo–– Outubro 2016 / Impacto evagélico

17


Foto: AFP

Existe uma grande discriminação entre as minorias na Colômbia. As minorias de elite como a LGBT gozam de todas as garantias, apoio e respaldo do governo. Outros como os evangélicos, judeus, ciganos, muçulmanos, afros são de segunda classe e as elites dirigentes os tratam como de segunda classe.

guerrilhas marxistas ao longo do território nacional. Não é menos relevante o fato de que a Colômbia ocupa o posto 46 no ranking mundial de países que perseguem os cristãos, segundo dados da imprensa protestante. Apesar de que não existem estatísticas oficiais, informa-se que centenas de pastores foram assassinados pelos grupos à margem da lei na Colômbia. É uma população vítima e revitimada pelos processos de conflito histórico. Esses acontecimentos foram apresentados à Assembleia Constituinte pela primeira vez em 1990, nesse momento foram eleitos vários congressistas que garantiram a liberdade de culto como direito fundamental. Graças a esta nova realidade constitucional, o cristianismo evangélico cresceu exponencialmente em todos os aspectos. Hoje é uma das minorias de maior crescimento. Dados oficiais evidenciam que cerca de 10 milhões de colombianos se consideram cristãos evangélicos. Os evangélicos têm morais inquestionáveis, como o respeito à vida, o valor da família monógama heterossexual, a liberdade pessoal, a propriedade privada, a solidariedade comunitária e a liberdade de cultos. E foi precisamente por esta população de respeitáveis cidadãos que o presidente Santos perdeu seu plebiscito com o qual pretendia legitimar seu acordo de paz com as FARC. Os cristãos não são uribistas, nem brutos, nem retrógrados, nem ignorantes, como o governo crê. Foi a atitude de soberba e teimosia que levou o governo a achar que

Foto: AFP

Continue lendo––

MISIONÁRIO MUNDIAL 18 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

podia ganhar o plebiscito sem uma minoria que totalizava dez milhões de votos. Em 11 de agosto de 2016, nas multitudinárias manifestações, os evangélicos deram uma clara mensagem ao governo de Santos: não aceitaremos acordos de paz que questionem nossa visão monógama e heterossexual da família, existimos, escutenos. Mas o presidente Santos os subestimou, seduzido pelo poder. Não contente com isso, implementou a ideologia de gênero sob o eufemismo de contexto de gênero. Realmente Juan Manuel Santos e as FARC creram que os evangélicos votariam a favor de um acordo


INTERNACIONAL

onde menciona 140 vezes os movimentos LGBT no contexto de política pública, e nenhuma os evangélicos? Existe uma grande discriminação entre as minorias na Colômbia. As minorias de elite como a LGBT gozam de todas as garantias, apoio e respaldo do governo. Outros como os evangélicos, judeus, ciganos, muçulmanos, afros são de segunda classe e as elites dirigentes os tratam como de segunda classe. Em repetidas ocasiões, o presidente Santos foi advertido que não devia expor sua tão baixa popularidade a um mecanismo de participação cidadã, menosprezou

10 milhões de evangélicos e optou cegamente por Colombia Diversa. A elite de Bogotá continua achando que somos uma sociedade laica, mas não! Somos um país rural, proletário, conservador, culturalmente cristão, não vivencialmente, mas culturalmente cristãos. O governo esteve acompanhado de Claudia López, Benedetti, e Gina Parody, e não só com eles se pode pacificar o país. Dez milhões de andrajosos evangélicos, “retrógrados”, “fanáticos” e “medievais” também têm iniciativa e sabem usá-la muito bem. Ficou demonstrado em 02 de outubro de 2016 l

(*) Extraído do site www.las2orillas.co

Outubro 2016 / Impacto evagélico

19


Foto: AFP

É

MISIONÁRIO MUNDIAL 20 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

o aumento da temperatura do corpo acima dos valores normais, vai acompanhada de incremento da frequência cardíaca e respiratória como reação do organismo a alguma doença, geralmente infecciosa. A temperatura corporal normal se encontra entre 36°C e 37°C. Falamos de Febre quando a temperatura corporal é superior aos 38°C, se a temperatura não atinge esse valor, falamos de febrícula; isto é, febre de escassa magnitude. A temperatura corporal habitualmente é menor às 6h00 e alcança um nível maior entre as 16h00 e 18h00. A temperatura corporal média nas pessoas adultas é de 36,8 ± 0,4°C. Nas crianças, a temperatura pode oscilar no curso do dia em níveis maiores, enquanto nos anciãos a capacidade de gerar temperaturas corporais altas é reduzida. A Febre superior a 38°C ou acompanhada de sintomas deve ser tratada, nomeadamente no caso de temperaturas muito elevadas (>39°C), convulsões febris em crianças, mulheres grávidas, pessoas com doenças cardíacas, respiratórias ou cerebrais. No entanto, no caso de Febre leve, seu tratamento não evidencia benefícios claros e em muitos casos oculta informação importante para o diagnóstico médico. O corpo mantém uma temperatura constante mediante um Centro Termorregulador localizado em uma parte de nosso cérebro (hipotálamo). Quando, por razões diversas, o Centro Termorregulador estabelece uma temperatura maior à normal, a febre se produz com um conjunto de manifestações. A elevação do nível de temperatura em nosso cérebro produz alguns fenômenos em nosso corpo: calafrios (contraturas musculares), inicialmente os vasos sanguíneos da pele se contraem (palidez), sensação de frio, mal-estar geral, decaimento, liberação de hormônios de glândulas como a tiroides, as suprarrenais, que ordenam que nosso corpo aumente seu metabolismo para elevar a temperatura de todo nosso corpo e quando isso acontece, os vasos sanguíneos da pele se dilatam, a pessoa aparece envermelhada, rubicunda, suada, a frequência cardíaca e respiratória se incrementa e a temperatura corporal se eleva. Isso deve ser registrado. A febre por si mesma não é uma doença, mas a manifestação de uma doença. Em quase todos os casos, ela está relacionada a infecções. Há muitas outras causas que podem gerar febre, desde transtornos inflamatórios, doenças


SAÚDE

A TEMÍVEL FEBRE A febre por si mesma não é uma doença, mas a manifestação de uma doença. Em quase todos os casos, ela está relacionada à infecções, mas há muitas outras causas que podem gerá-la.

Walter Menchola Vásquez

autoimunes, neoplasias, etc. Porém, em pessoas jovens, crianças e em forma geral, o primeiro que devemos saber é que a febre está relacionada a uma doença infecciosa, dentro delas, as doenças virais são as mais frequentes. A temperatura geralmente é medida com um termômetro clínico, cuja escala está graduada de 34° a 42° centígrados e se usa geralmente o mercúrio como elemento para seu registro, já que sendo um metal líquido que se encontra no bulbo do termômetro, dilata-se pelo calor corporal, elevando-se a coluna. O tempo requerido para medir a temperatura é de três minutos, antes de medir a temperatura, deve-se assegurar que a coluna de mercúrio tenha descido. Deve-se colocar debaixo da língua. Não é recomendável usar esta posição nas crianças, mas na axila ou usar termômetros digitais, há países que proibiram o uso de termômetros com mercúrio já que isso pode provocar acidentes e intoxicações com esse metal. Quanto às pessoas com febre, é verdadeiramente importante registrar a temperatura três vezes por dia antes de baixar a temperatura, já que a informação obtida é muito valiosa para orientar o médico no diagnóstico. No registro oral, deve-se evitar consumir alimentos 30 minutos antes da medição, verificar que a coluna de mercúrio esteja debaixo de 34°C, caso contrário fazer descender a coluna agitando o termômetro de cima para baixo, comprovar que esteja limpo. Colocar o bulbo

do termômetro debaixo da língua e manter os lábios fechados por 3 a 5 minutos. No caso das crianças, é recomendável utilizar um termômetro digital ou eletrônico, em caso de utilizar um termômetro de mercúrio, tomar o registro na axila da criança. Se tomar a temperatura na axila, deve-se colocar o braço e antebraço do paciente sobre o tórax, fixando o termômetro em seu lugar e esperar entre 3 e 5 minutos. Um dos sintomas que mais preocupa os pais é a presença de febre muito alta em seus filhos, que em alguns casos pode chegar a convulsões, causando grande alarme. Algumas recomendações quando a pessoa, criança ou adulto tem febre alta (>39°C) são não abrigá-lo, é uma indicação básica, deve retirar as roupas, e seria bom que a habitação esteja fresca. Se o abrigar, o único que fará será aumentar a temperatura, já que o corpo perde calor por radiação, condução e sudoração. Todos são fenômenos físicos que se produzem com intensidade e rapidez, quando a superfície corporal não está coberta (sem roupa) e é exposta ao ambiente. Aplicar meios físicos consiste em colocar sobre a superfície corporal da pessoa com febre alta, panos ou esponjas molhadas em soro salino ou água. O líquido preferível é a água temperada, já que é menos agressiva que a água fria. O álcool não oferece nenhuma vantagem. Este método permite a vaporização do líquido, e se deve combinar com a massagem da pele para facilitar a vasodilatação da pele. A imersão em banheiras com água gelada ou a aplicação de gelo são realizadas em casos severos de febre (42°C) que comprometa a vida da pessoa, é uma medida de último recurso. Os panos húmidos podem ser aplicados na cabeça, tórax, abdômen. Essas medidas devem se associadas com o uso de medicamentos antipiréticos, que tardam em fazer efeito: acetaminofen é o medicamento idôneo para as crianças e deve ser aplicado de acordo a sua idade e peso, é preciso lembrar que a queda da temperatura produzirá calafrios, por isso o paciente deve estar moderadamente abrigado. Outras alternativas: mantas de resfriamento, que devem ser retiradas quando as temperaturas chegam a 37,7°C para evitar vasoconstrição cutânea. Estas medidas devem ir acompanhadas de abundantes líquidos, ambiente fresco, repouso, não exagerar no abrigo e consultar seu médico se a temperatura não descer em 24 horas l

Walter Menchola Vásquez Médico Internista Magister em Gestão e Políticas Públicas Fonte: Harrison’s Internal Medicine; Guyton, Fisiologia Médica.

Outubro 2016 / Impacto evagélico

21


A IMPORTÂNCIA DA OBRA MISSIONÁRIA O Movimento Missionário Mundial comemorou o “Dia das Missões” em 24 de setembro sob o lema “A voz que nos apaixona é o amor pelas almas”. Aproveitando esta data tão importante, o presidente da Obra, Rev. Gustavo Martínez, enviou uma mensagem importante.

D

esde há muitos anos, nós entendemos que a obra missionária é muito importante e nobre. Devíamos dedicar um pouco mais de tempo a isso para apoiar essa tarefa, fixar lugares para a pregação e emissoras para programas de rádio, contratar alguns obreiros, etc. A Obra do Senhor precisa desta valiosa contribuição e de nossa oração e intercessão. Devemos apresentar o Senhor Jesus Cristo como o único meio de salvação para a humanidade. No mundo há muitas vozes que se proclamaram cristos ou profetas, portadores de uma mensagem que possivelmente pode ajudar à humanidade; mas não é verdade, porque o único evangelho que pode trazer salvação e vida eterna é o Evangelho puro que o Senhor Jesus Cristo deixou à humanidade. A Igreja tem a função de proclamar as boas novas de salvação, de esperança e de solução, especialmente ao problema espiritual de cada alma. Por isso, a apresentação do Evangelho deve ser uma prioridade para cada cristão, apesar da oposição, das filosofias e de qualquer obstáculo. A Igreja foi comissionada por Deus para fazer provisão espiritual para todas as pessoas do mundo. A ordem é: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura, quem crer será salvo”, diz o Senhor. Somos uma comunidade, um povo que entendeu que nossa razão de ser é evangelística e missionária. Essa é a razão principal pela qual a Igreja existe aqui na terra. Deve pregar, deve proclamar a mensagem das boas novas tanto no nível nacional quanto internacional. Esta Palavra não pode estar limitada por quatro paredes ou uma cidade. Este Evangelho deve ser levado ao mundo inteiro porque toda a humanidade requer e precisa do perdão e da salvação. MISIONÁRIO MUNDIAL 22 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

A igreja do Senhor deve viver completamente comprometida a usar todos os recursos que o Senhor lhe entregou e pôs a sua disposição. Também deve usar toda sua força e sua energia e ser dirigida pelo Espírito, mas pregando unicamente na luz do dia, porque pela noite não é possível trabalhar. Somos um povo chamado a servir ao Senhor. Essa é nossa razão, nosso compromisso. Não é uma opção, mas parte de nossa gratidão e também do dever como igreja existente, não calar e proclamar as virtudes daquele que nos chamou das trevas para sua maravilhosa luz. A Obra missionária é algo sério. A igreja deve realizá-la e impulsioná-la. É sua principal e mais importante tarefa que deve ser desempenhada na face da terra. Essa é a tarefa mais importante. Como igreja, como poderemos continuar estando tranquilos, desfrutando das comodidades, de uma aparente quietude e paz ou simplesmente discutindo com os outros? Como devo ou não devo fazer este trabalho, quando as multidões estão como ovelhas desamparadas e como se não tivessem pastor? Guardar a mensagem, guardar este presente, não distribui-lo, não proclamá-lo é um crime de grande magnitude contra essas multidões, que ainda estão na densa escuridão e ignorância espiritual. Mateus nos revela que Cristo percorria todas as províncias e se comunicava com todas as pessoas que provinham de diferentes regiões. Cristo podia ver a necessidade profunda em cada coração, como a viu naquela mulher samaritana. Evitar a responsabilidade de pregar o Evangelho a tempo e fora de tempo é tentar postergar a bênção de milhares de pessoas. Hoje nós temos que estar dispostos a realizar essa tarefa l


ATUALIDADE

Somos uma comunidade, um povo que entendeu que nossa razão de ser é evangelística e missionária. Essa é a razão principal pela qual a Igreja existe aqui na terra. Deve pregar, deve proclamar a mensagem das boas novas tanto no nível nacional quanto internacional. Esta Palavra não pode estar limitada por quatro paredes ou uma cidade.

Outubro 2016 / Impacto evagélico

23


FILIPENSES Um livro do escritor William Hendriksen que contém uma série de comentários ideados por seu autor de maneira escrupulosa e cuidadosa em torno da epístola do apóstolo Paulo.

MISIONÁRIO MUNDIAL 24 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


LITERATURA

A

busca da “tranquilidade” começou, e de que maneira! Os estadunidenses consumem toneladas de tranquilizantes para conseguir a paz do espírito. Não só recorrem às drogas, mas também aos livros que servem de sedativos. Alguns deles se tornaram “best-sellers” de um dia para o outro, e conseguiram reproduzir centenas de milhares de exemplares em uma única edição. Mas tais “tranquilizantes de paz” podem fazer mais mal que bem. Se alguém deseja saber como se obtém

a verdadeira paz ou tranquilidade do coração e da mente, deve ler a epístola aos filipenses onde essa expressão está escrita. “Filipenses”, obra do escritor evangélico William Hendriksen, contém uma série de comentários, baseados nas Sagradas Escrituras, exprimidas por seu autor de maneira escrupulosa e cuidadosa em torno da epístola escrita pelo apóstolo Paulo. As valorações e opiniões de Hendriksen, que considerou diversos descobrimentos arqueológicos para sua publicação, estão organizadas de modo que podem suprir as necessidades teológicas e contestar as perguntas tanto de pastores quanto de crentes. Não podemos tirar o máximo proveito do estudo da epístola aos filipenses sem conhecer a história e a geografia de Filipos. A cidade de Filipos, fundada por Felipe, estava situada no interior a quinze quilómetros do Golfo de Neápolis (atualmente Kolpos Kavallas), ao nordeste da ilha de Tassos no mar Egeu. Para chegar a Filipos por mar, era necessário entrar em um porto que, em comum com outros lugares, levava o nome de Neápolis (“Nápoles”), isto é, “cidade nova”. Foi posteriormente chamado de Cristópolis provavelmente pelo ponto onde Paulo chegou levando o evangelho de Cristo. Dividido em duas partes principais, o livro de William Hendriksen no início inclui uma introdução completa que trata o contexto histórico, data, autoria, propósito e tema. Também inclui um esboço que mostra a estrutura orgânica da epístola aos filipenses. Do mesmo modo, em todos seus comentários, o autor fornece uma recente e fidedigna tradução do grego original. Escrita com erudição e sim-

Filipenses pertence a um grupo de quatro epístolas –Colossenses, Filemom, Efésios e Filipenses– conhecidos comumente como epístolas da prisão. Nelas Paulo escreve pela primeira vez como preso. Ao ler estas cartas, podemos perceber quão profundamente afetado o escritor estava por seu encarceramento.

Continue lendo–– Outubro 2016 / Impacto evagélico

25


Continue lendo––

Exegeta de grande trajetória, William Hendriksen em seu livro “Filipenses” expõe sua visão sobre os escritos do apóstolo Paulo. A este respeito, em seus comentários destacou que: “ao escrever ou ao pregar, a natureza da mensagem será afetada pela opinião que o pregador tenha de seus leitores ou ouvintes”. Existirá uma diferença se os considerar justos ou como grandes pecadores.

MISIONÁRIO MUNDIAL 26 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

pleza ao mesmo tempo, a obra é um ferramenta de trabalho para a comunidade evangélica mundial. ESTUDO BÍBLICO No curso de sua segunda viagem missionária (50-51 a 53-54 d.C.) Paulo, acompanhado por Silas e Timóteo, chegou a Troas, cidade situada ao sul onde supostamente estava situada a antiga Troia. Nos tempos do apóstolo, Troas era um dos portos mais importantes da Ásia, agora é só uma ruína deserta. O navio no qual realizaram a travessia deveu passar muito perto do Helesponto em sua rota direta para a ilha de Samotrácia. No dia seguinte, o grupo chegou a Neápolis, porto de Filipos, onde acabou sua rápida viagem que durou só dois dias. De Neápolis, os missionários continuaram em seguida a pé para Filipos. “Filipenses”, publicado pela primeira vez pela editorial Baker Book House em 1962, oferece considerações práticas e doutrinais que ajudarão os ministros de Deus na preparação de suas prédicas e também contribuirão para o estudo bíblico de qualquer crente. Além disso, nesta obra se trata diversos problemas de caráter mais especializado através de notas críticas. Desta maneira se garante um tratamento completo e adequado deste livro da Bíblia incluído no Novo Testamento. Um dia, quando Paulo estava no cárcere, recebeu uma agradável visita. O visitante era Epafrodito, um dos líderes da igreja de Filipos, que tinha sido enviado a Paulo como delegado dessa igreja. Levava consigo um generoso donativo dos filipenses. Se fez a viagem por terra, teve que percorrer uma distância comparável à distância entre Nova York e Chicago. Em todo caso, por mar ou por terra, o trajeto percorrido deveu ser um pouco mais de 1.280 quilômetros. Contudo, devido à diferença radical dos meios de transporte, o mensageiro de Filipos tardou muito mais do que nós tardaríamos atualmente. William Hendriksen, reconhecido estudioso evangélico e célebre escritor de comentários acerca das Escrituras, foi autor de uma série de publicações que abordam a metade dos livros do Novo Testamento. Nascido em 18 de novembro de 1900, Hendriksen foi descrito como um dos principais e mais respeitados comentaristas da Bíblia. Em sua longa existência, que concluiu em 12 de janeiro de 1982, serviu ao Senhor através de um ministério que

combinou a evangelização com a comunicação escrita. DESDE A PRISÃO Filipenses pertence a um grupo de quatro epístolas –Colossenses, Filemom, Efésios e Filipenses– conhecidos comumente como epístolas da prisão. Nelas Paulo escreve pela primeira vez como preso. Ao ler estas cartas, podemos perceber quão profundamente afetado o escritor estava por seu encarceramento. Porém, não se desanima. Não é ele preso de Cristo Jesus, de cuja magnificência nos fala nesta carta e também em Colossenses e Efésios? Está claro, pois, que Colossenses, Filemom e Efésios pertencem a um mesmo grupo, e que provavelmente foram entregues a seus respectivos destinatários por uma mesma pessoa, Tíquico. Oriundo da Holanda, Hendriksen, em seu texto sobre filipenses, afirmou que: “a estrutura das cartas que achamos no Novo Testamento é diferente da empregada hoje. Nossas cartas acabam com o nome do remetente, enquanto nos tempos de Paulo apareciam no princípio. É preciso ressaltar que esse era o modelo usado na sociedade culta nos dias de Paulo. O apóstolo simplesmente levou sua mensagem cristã aos moldes convencionais, algo que é visível em filipenses”. A MÃO DE PAULO Temos a pergunta, “Quem escreveu Filipenses?”, a resposta é fácil: o apóstolo Paulo.


LITERATURA

Lemos, certamente, que Timóteo estava associado a ele. “Paulo e Timóteo, servos de Jesus Cristo, a todos os santos em Cristo Jesus que estão em Filipos”, mas como Paulo é mencionado em toda a epístola em primeira pessoa do singular, deduz-se claramente que era ele que levava toda a responsabilidade. Por isso, Timóteo não foi o escritor, mas Paulo. A maioria de eruditos, ao longo dos séculos, consideraram sempre esta carta um produto genuíno da mente e da pena de Paulo. Exegeta de grande trajetória, William Hendriksen em seu livro “Filipenses” expõe sua visão sobre os escritos do apóstolo Paulo. A este respeito, em seus comentários destacou que: “ao escrever ou ao pregar, a natureza da mensagem será afetada pela opinião que o pregador tenha de seus leitores ou ouvintes”.

Existirá uma diferença se os considerar justos ou como grandes pecadores. Paulo foge de ambos extremos. Ele considera seus destinatários pessoas de Cristo. Assim são os santos”. Muitas vezes se tentou fazer um esquema metódico de Filipenses estabelecendo um tema central com seus correspondentes subdivisões. Sugeriram-se diversos temas; por exemplo, ter a mente de Cristo, o gozo de Paulo em Cristo, etc. Mas tais temas carecem de peculiaridade ou mostram algum tipo de exclusivismo. A verdade é que aqui temos uma carta original do apóstolo Paulo a sua amada igreja em Filipos. O escritor passa de um assunto ao outro como nós fazemos hoje quando escrevemos para nossos amigos. O que une esses diversos pontos não é esse ou aquele tema central, mas o Espírito Santo l Outubro 2016 / Impacto evagélico

27


TOCOU-ME De linguagem simples, mas com uma potente mensagem, a canção de Bill Gaither é um hino que gira em torno do poder transformacional que o Senhor demonstrou em sua vida terrena.

S

urgida de uma palavra muito usada nas histórias do Novo Testamento: tocar, a canção “Tocou-me” é o elogio perfeito da obra salvadora e redentora de Jesus Cristo. Escrita pelo cantor e compositor norte-americano, William J. Gaither, em 1964, esta ode evangélica nasceu depois que o reverendo Dale Oldham, pioneiro da radiodifusão religiosa, motivasse Gaither a compor uma canção que girasse em torno do poder transformacional que o Senhor demonstrou em sua passagem pela Terra. De linguagem simples, mas com uma potente mensagem, a composição de William J. Gaither, conhecido no mundo evangélico como Bill, foi interpretada pelo reconhecido cantante Doug Oldham, filho do Rev. Dale Oldham e membro do Salão da Fama da Música Gospel, semanas depois de sua criação. Depois de gerar grande impacto na comunidade cristã dos Estados Unidos, foi gravada pelo grupo “Bill Gaither Trio”, formado por William, sua esposa Gloria e Michael English. O nome de Bill Gaither, que nasceu em 28 de março de 1936 na cidade de

TOCOU-ME 1 Algemado por um peso Oh! Quão triste eu andei Até sentir a mão de Cristo Não são mais como era, eu sei CORO Tocou-me, Jesus tocou-me De paz ele encheu meu coração Quando o senhor Jesus me tocou Livrou-me da escuridão 2 Desde que encontrei a Cristo E senti seu terno amor Tenho achado paz e vida Para sempre cantarei Em seu louvor MISIONÁRIO MUNDIAL 28 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Alexandria, é um dos mais relevantes da música cristã contemporânea. É autor de aproximadamente setecentos hinos evangélicos e seu trabalho em pró da difusão mundial do Evangelho é amplamente valorizado nos cinco continentes. Além disso, junto a seu cônjuge Gloria (escritora e conferencista), ele é o responsável pela aparição e consolidação de um grande número de cantores cristãos. Galardoado em 2000 como o compositor cristão do século segundo a Sociedade Americana de Compositores e Editores (ASCAP), Gaither começou seu ministério musical em 1956 em companhia de seus irmãos Mary Ann e Danny com quem formou um trio gospel. Posteriormente, em 1981, criou um quarteto, de grande repercussão, chamado “The Gaither Vocal Band”. Após isso, em 1991, realizou vários eventos musicais ao vivo, denominados “Homecomings”, que alcançaram boa acolhida ao redor do mundo. Os esforços de Bill Gaither, para fomentar a expansão da Palavra, foram recompensados amplamente pelo Senhor. Homem de fé e bastante comprometido com o Evangelho, Gaither faz parte do Salão da Fama da Música Gospel desde 1982. Também, é ganhador de cinco prêmios Grammy e vinte e oito prêmios Dove, reconhecimentos criados pela “Gospel Music Association” dos Estados Unidos, e conta com um doutorado outorgado pela Indiana Wesleyan University. “Tocou-me”, hino que se mantém em vigor até a atualidade, conta com várias versões realizadas por diversos grupos e artistas cristãos. Alguns dos principais interpretes desta música foram Jimmy Durante, Connie Smith, Steven Curtis Chapman, Tom Netherton, Tennessee Ernie Ford, J. D. Sumner e as agrupações The Blackwood Brothers, The Cathedral Quartet, The Statesmen Quartet, The Jordanaires e Planetshakers l


MÚSICA

Outubro 2016 / Impacto evagélico

29


O MISSIONÁRIO REUBEN Reuben Archer Torrey, evangelizador estadunidense, teve uma etapa mundana, que superou até se tornar um pregador reconhecido e um grande difusor do cristianismo na Europa, Ásia e Oceania. Ed Reese

A

Reuben Archer Torrey ouviu as prédicas do evangelista Dwight L. Moody, de grande reconhecimento internacional no século dezenove, que o motivou a aprofundar ainda mais seus estudos das Sagradas Escrituras. Torrey, junto a seus condiscípulos, consultou Moody sobre a forma de ganhar pessoas para Cristo e ele respondeu: “ir nele! Essa é a melhor maneira de aprender!” MISIONÁRIO MUNDIAL 30 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

história da vida do estadunidense Reuben Archer Torrey é um exemplo do poder transformador da fé em Deus. E sob os propósitos do Senhor, Torrey se tornou um renomado educador cristão, um ministro diligente de Jesus Cristo, um pregador incansável do Evangelho e um célebre autor que criou uma série de obras em pró da difusão das boas novas. Homem de oração, também foi investigador minucioso das Sagradas Escrituras e ganhador excepcional de almas. Sua existência, dedicada à causa de Deus, está associada plenamente ao Criador. Torrey, que nasceu em 28 de janeiro de 1856 na cidade de Hoboken, foi educado no seio de uma família evangélica. Em sua infância, seus pais, Elizabeth, crente incondicional, e Reuben, um banqueiro nova-iorquino, ensinaram-lhe diariamente os princípios básicos do cristianismo. Junto a eles, também aprendeu o valor da oração e respeitar o dia do Senhor. Sendo ainda jovem, Torrey se deslocou ao Brooklyn junto a seus pais aos 3 anos de idade, e 7 anos depois, a uma casa de campo de 200 acres situada no meio das terras altas do estado de Nova York. Reuben Archer Torrey tinha o sonho de se tornar advogado, assim ingressou à Universidade de Yale em 1871. Então, cativado pelo mundano, sua vida passou por um período escuro e assim se afastou de Deus e naufragou nas águas do mal. Influenciado pelo incorreto, sua mente aprendeu facilmente a andar entre os lazeres e luxos do terreno. Afastado de qualquer objetivo cristão, em seus primeiros anos de estudo em Yale, Torrey foi conhecido por ser um experto dançante e um aluno fascinado pe-

los jogos de azar, reuniões sociais e qualquer tipo de lazer. CRENTE REDIMIDO Quando a vida de Torrey parecia não sair do rumo errado onde transitava, uma noite, de 1875, sonhou que sua mãe chegava a ele para lhe pedir que pregasse o Evangelho. Rapidamente se encheu de melancolia e teve um impulso repentino que o levou ao suicídio. Sem controle, foi para o banheiro e procurou uma máquina de barbear ou qualquer


HERÓI DA FÉ

instrumento afiado para se ferir. No entanto, não concretizou seu objetivo. Nesse mesmo momento, sua mãe, que estava a quilômetros de distância, foi tirada de sua cama por um poder divino para orar por seu filho. Pouco depois, ainda alterado, Reuben teve um desejo enorme de se comunicar com o Senhor. Naquele momento, ele se ajoelhou e pediu a Jesus Cristo que entrasse em seu coração. Com voz trêmula, mas potente, exclamou ao mesmo tempo: “O, Deus, livrame desta carga… Senhor, pregarei tua Pala-

vra”. Imediatamente, voltou a sua habitação com uma paz relaxante assentada sobre sua mente e a clareza de saber que seu futuro estava dentro do Evangelho. Posteriormente, com a fé em Deus recuperada, declarou sua submissão a Jesus Cristo no templo de Yale e acolheu as boas novas. Após seu arrependimento, Torrey se empenhou em compartilhar seu testemunho com todas as pessoas que se cruzaram em seu caminho e em breve foi reconhecido como um servo capaz de causar grandes mu-

Continue lendo–– Outubro 2016 / Impacto evagélico

31


MISIONÁRIO MUNDIAL 32 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


HERÓI DA FÉ Continue lendo––

danças nas ovelhas desgarradas. Além disso, ingressou na escola de teologia Yale Divinity School para concretizar seu objetivo de ser ministro do Senhor. Seus passos iniciais no serviço evangélico estiveram marcados pelo nervosismo e o temor. Contudo, guiado por Jesus Cristo pôde pronunciar vários sermões a seus companheiros da universidade e falar de Deus. Enquanto se encontrava no seminário, Reuben Archer Torrey ouviu as prédicas do evangelista Dwight L. Moody, de grande reconhecimento internacional no século dezenove, que o motivou a aprofundar ainda mais seus estudos das Sagradas Escrituras. Torrey, junto a seus condiscípulos, consultou Moody sobre a forma de ganhar pessoas para Cristo e ele respondeu: “ir nele! Essa é a melhor maneira de aprender!”. A partir desse conselho, Reuben começou a evangelizar através de passagens bíblicas. Também analisou obras do pregador Charles Finney que o ajudaram em seu trabalho. PASTOR BRILHANTE Torrey foi ordenado como pastor em 1878 depois de terminar seus estudos em Yale Divinity School. Posteriormente, ele se encarregou de um templo cristão da vila de Garrettsville, situada no estado de Ohio, onde permaneceu até 1882. Seguidamente, viajou a Alemanha com a ideia de aperfeiçoar seus conhecimentos teológicos. Ali, em solo germano, estudou nas universidades de Leipzig e Erlangen e se tornou um aluno aplicado. Homem de grande fé, Torrey se declarou inimigo das falsas doutrinas e fortaleceu suas crenças tradicionais baseadas na Bíblia. Em 1883, ao voltar para os Estados Unidos, Reuben tomou as rédeas de uma igreja de Minneapolis, que sob sua supervisão se transformou em uma fonte permanente de salvação. Depois, em 1887, foi para outro templo do estado de Minnesota onde também teve grandes frutos. Naquela época, com ajuda do Senhor, Torrey experimentou um notável crescimento espiritual que o levou a dominar as Escrituras e realizar um fecundo trabalho evangelizador. Então, o pregador Moody ouviu falar dele e em 1889 o convidou a ser superintendente do Moody Bible Institute de Chicago. Na emblemática escola cristã fundada

pelo reverendo Moody, Torrey assentou as bases da formação teológica contemporânea e se tornou um de seus líderes mais notáveis graças a seus esforços para difundir o Evangelho. Após a morte do pastor Moody em 22 de dezembro de 1899, foi considerado automaticamente seu sucessor ideal. Como Eliseu, Reuben assumiu o posto deixado por seu mentor e se tornou um expositor prolixo das Sagradas Escrituras. Além disso, despertou em Chicago uma onda de fé e oração que se espalhou por todo o território estadunidense. Em 1902, depois de refletir muitas vezes sobre a possibilidade de que Deus poderia utilizá-lo- como um instrumento de avivamento, Reuben Archer se comunicou com o cantor Charles M. Alexander, um antigo estudante do Moody Bible Institute, a fim de levar o Evangelho à Oceania. A viagem, que durou aproximadamente um mês, levou Torrey a pregar em 50 templos diferentes da Austrália. Depois de impactar o território australiano com as boas novas, percorreu durante 6 meses a Tasmânia e a Nova Zelândia que, também se entregaram a Deus. Reuben prosseguiu com seu périplo missionário e pregou com sucesso a Palavra do Senhor na Índia, Inglaterra, Irlanda, Gales, China e Japão. Quanto a isso, cabe destacar que, antes de voltar a seu país nos fins de 1905, tinha compartilhado o credo de Cristo com mais de um milhão de pessoas e conseguido que mais de 70 mil não crentes se entregassem a Deus. Depois, seu desejo de iniciar um despertar religioso na América do Norte o levou a percorrer os Estados Unidos e o Canadá entre 1906 e 1907. Daí, em 1911, voltou para a Europa para falar novamente sobre o Senhor. Possuidor de uma mente brilhante, Reuben Archer Torrey escreveu quarenta livros religiosos que trataram temas práticos relacionados ao Espírito Santo, à oração, à salvação e à evangelização. Aos 72 anos, Torrey, que foi sobre tudo um evangelista comprometido com a causa de Deus, deixou este mundo em 26 de outubro de 1928 em sua casa, situada na cidade de Asheville, depois de ter pregado o Evangelho em muitos cantos do mundo. Sobressaliente em todas as formas em que serviu ao Senhor, Reuben entregou sua vida no resgate de almas para o rebanho de Cristo l

Após a morte do pastor Moody em 22 de dezembro de 1899, foi considerado automaticamente seu sucessor ideal. Como Eliseu, Reuben assumiu o posto deixado por seu mentor e se tornou um expositor prolixo das Sagradas Escrituras. Além disso, despertou em Chicago uma onda de fé e oração que se espalhou por todo o território estadunidense.

Outubro 2016 / Impacto evagélico

33


A FORÇA DE FERNANDO Agressivo, dedicado a cultivar seu corpo, atrapalhado pelo álcool, Fernando Mendoza Barreno, escolheu uma existência licenciosa. Durante anos optou pela violência como estilo de vida. Cria ter tudo com o fisiculturismo, mas não era assim. Sua necessidade de felicidade o levou ao Senhor. Marlo Pérez Foto: Allison Alcantara y Archivo familiar

MISIONÁRIO MUNDIAL 34 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


HISTÓRIAS DE VIDA

Outubro 2016 / Impacto evagélico

35


M

uito cedo pela manhã, Fernando mobiliza dezenas de escolares da capital peruana. Os pais destes pequenos depositaram sua total confiança neste homem; que em outro tempo, esteve marcado por sua excessiva agressividade, levando-o ao fisiculturismo e a uma vida sem controle. No entanto, no interior daquela abundante musculatura, encontrava-se uma alma necessitada da presença de Deus. MENINO HIPERATIVO Desde que Fernando Mendoza Barreno nasceu em maio de 1966 em Lima, Peru, foi um menino muito hiperativo. Seus pais, Víctor Mendoza e Amelia Barreno, não puderam controlá-lo, já que seu precoce comportamenMISIONÁRIO MUNDIAL 36 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

to lhe trouxe muitos problemas no bairro e na escola, da qual sempre chegava machucado e ensanguentado. “Eu sempre fez coisas que puseram minha vida em perigo, como subir em árvores, postes de luz, e não media as consequências”, expressa Fernando. Devido a que não tinha controle, Fernando foi diagnosticado com um transtorno da personalidade. Recebeu uma medicação de dezenas de comprimidos que controlaram sua agressividade. Aos oito anos de idade, canalizou seus impulsos no esporte, destacando no ciclismo em pequenos campeonatos da cidade. Um pequeno livro de autoajuda também lhe permitiu sair dessa situação. Já em sua adolescência e com seu violento


HISTÓRIAS DE VIDA

Depois de se acalmar com mais medicação, Fernando, aos 18 anos de idade, novamente se viu envolto em outro problema de rua, sendo denunciado por um homem cuja orelha mordeu. A agressão por pouco o leva ao cárcere, mas uma fiscal que observou seu diagnóstico o ajudou a sair do problema.

temperamento que começou a aflorar, Fernando ganhou o título do ‘Lobo’, por sua excessiva sagacidade e força quando brigava. Isso lhe ocasionou problemas com vários jovens. “Sendo adolescente, eu tive uma briga com um homem que eu não sabia que era policial. Isso me trouxe muitos problemas… Também tive outras denúncias por agressão”, comenta ele. Depois de se acalmar com mais medicação, Fernando, aos 18 anos de idade, novamente se viu envolto em outro problema de

rua, sendo denunciado por um homem cuja orelha mordeu. A agressão por pouco o leva ao cárcere, mas uma fiscal que observou seu diagnóstico o ajudou a sair do problema. O FISICULTURISTA Um ano depois de golpes que lhe deixaram cicatrizes no rosto e cabeça, Fernando foi convidado por um amigo seu a ir a um ginásio. De repente, o fisiculturismo tirou sua atenção, e começou sua constância por ganhar músculos e ser mais forte que qualquer outro. Seu

Continue lendo–– Outubro 2016 / Impacto evagélico

37


Continue lendo––

regime alimentar o ajudou a esquecer sua conduta pouco amável. “Com o fisiculturismo procurei um regime alimentar e também uma ordem para minha vida por minha agressividade”, relata Fernando. Depois de meses e sem procurar nenhum outro interesse que se sentir bem consigo mesmo, o ‘Lobo’ tirou a atenção de dezenas de garotinhas e de jovens que alguma vez o enfrentaram, atemorizando-os à simples vista. Por esse tempo, um treinador o convocou para que fizesse parte de um grupo de fisiculturistas jovens, que competiam em torneios e campeonatos da cidade. O GRANDE GANHADOR Após vários meses de duro treinamento, Fernando encheu seus músculos de vigor, competindo com outros fisiculturistas da cidade e do interior do país. Sua dedicação fez com

Em meados da década de 1990, nasceu seu primeiro filho e novos problemas afetaram a recente família. De repente, Fernando quis viver como solteiro, abandonando sua esposa e acudindo a diversas discotecas onde consumiu todo tipo de álcool e drogas. O ‘lobo’ novamente uivou com aquela fereza e violência que o caracterizou. que obtivesse várias medalhas, superando outros competidores. Seu ego esteve a ponto de estourar. “Quando comecei no fisiculturismo, eu deixei os comprimidos, mas quando os deixava minha agressividade voltava novamente, mas sempre cheguei a ter problemas com pessoas por minha agressividade”, revela. Ao desfrutar de uma grande popularidade, Fernando se tornou um conquistador e dezenas de mulheres o perseguiam. No entanto, uma garotinha chamada Gloria Cubas, foi a única mulher que atraiu seu interesse desde sua adolescência. “Muitas vezes ganhei medalhas ficando no primeiro ou segundo lugar. Também ganhei copas em vários torneios de fisiculturismo. Isso me afastou de problemas e denúncias”, manifesta ele. À medida que ganhava fama em diversos torneios em Lima e províncias, suas fotografias circulavam em conhecidos ginásios da capital, como um claro exemplo da perseveMISIONÁRIO MUNDIAL 38 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

rança e o cuidado do corpo. Até esse momento, ninguém imaginou a verdadeira personalidade de Fernando. “Eu me sentia forte e mais agressivo, e me sentia preparado para brigar com qualquer pessoa. Eu resolvia tudo com violência. Essa era minha personalidade”, expressa Fernando. Com o ego inflado e com o corpo marcado pelos exercícios, Fernando pegou seu Rottweiler chamado ‘Bush’, com o fim de atemorizar seus vizinhos. Várias semanas depois, Fernando o levou a diferentes discotecas de seu setor, para soltá-lo e causar alvoroço e confusão dentro do local. “O cachorro dava voltas por toda a discoteca correndo. Para mim isso estava bem e me divertia”, diz ele. DEFORMANDO SUA FAMÍLIA Ao manter uma relação com quem hoje é sua esposa, Fernando de 25 anos de idade, se afastou do fisiculturismo para ajudá-la em um negócio familiar no maior centro de comércio de roupa do Peru e da América do Sul: Gamarra. Eles tiveram grande sucesso na costura de vestimentas e vestidos de noiva. “Eu não me casei, porque minha sogra não me queria como genro, já que vivia unicamente do fisiculturismo e não tinha um emprego fixo. Eu não acabei minhas carreiras de psicologia e administração na universidade”, confessa ele. Ao obter bons ganhos e ter maior capacidade econômica, Fernando e Gloria conviveram e inauguraram uma pequena, mas prolífica oficina de costura, que lhe deu bons ganhos. “Eu me sentia realizado, com dinheiro, casa e o carro do ano, mas a vida que tive foi igual. Eu quis ser feliz, mas não pude”, reconhece ele. LOBO VESTIDO DE OVELHA Em meados da década de 1990, nasceu seu primeiro filho e novos problemas afetaram a recente família. De repente, Fernando quis viver como solteiro, abandonando sua esposa e acudindo a diversas discotecas onde consumiu todo tipo de álcool e drogas. O ‘lobo’ novamente uivou com aquela fereza e violência que o caracterizou. “Eu gostava de exibir meu corpo andando sem camiseta para ser admirado. Era muito vaidoso. Por isso conheci muitas garotas”, conta ele.


HISTÓRIAS DE VIDA

No fim do século XX e no início do novo milênio, sua família se enfraqueceu até o ponto de querer se dividir. No entanto, Deus se aproximou de Fernando através de um irmão do MMM que lhe falou do Senhor. Com toda essa história, e com os posteriores problemas econômicos, Fernando novamente foi denunciado por diversas brigas na rua, e por um aparatoso acidente veicular do qual saiu milagrosamente ileso. Contudo, outra denúncia o afogou na desesperação ao adquirir um imóvel através de uma desaparecida agência bancária na década de 1990. Além disso, teve outra dor de cabeça, quando a Polícia Anticorrupção de seu país o envolveu em um conhecido caso de corrupção, que o relacionou com um testa-de-ferro do governo de então. “Foi um pacto de Deus com minha vida, porque fui muito soberbo e altivo”, reconhece Fernando.

Ao ter unicamente duas semanas para apresentar as provas de sua inocência e não perder sua casa, Fernando e sua esposa procuraram o amparo do irmão crente, sem imaginar que se converteriam ao Evangelho, em uma das igrejas do Movimento Missionário Mundial no distrito de San Juan de Miraflores, em Lima. Ambos se casaram em 2001, e desde então são membros da igreja-mãe em Lima, Peru. “Após ter uma experiência com Deus, conheci a verdade e senti sua presença. Minha alma esteve tão necessitada de Deus”, expressa ele. Atualmente, Fernando continua trabalhando com seu ônibus escolar, transportando crianças. Apesar de seu agressivo passado, os pais continuam confiando neste homem, que, com muita amabilidade e paciência, e com sua rádio cristã, prega com convencimento a Palavra de Deus a cada um dos escolares l Outubro 2016 / Impacto evagélico

39


MISIONÁRIO MUNDIAL 40 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


ENTREVISTA

“QUEREMOS SER SEDE DE OUTRO CONGRESSO MUNDIAL” O Panamá acolheu o último Congresso Mundial do MMM. A experiência permitiu uma consolidação da Obra nesse país. Agora se espera que seja eleita novamente sede do evento para o ano 2020.

O

desejo do Supervisor Nacional do Panamá, Rev. Epifanio Asprilla Girón, é realizar em seu país o próximo Congresso Mundial do MMM em 2020. Entretanto, ele e toda a nação centro-americana se ajoelham e o declaram por fé. Que resultados deixou o último Congresso Mundial da Obra no Panamá? Primeiro agradecemos a Deus pela oportunidade de realizar o último Congresso Mundial pelos 50 anos da Obra; que se realizou aqui, porque o Panamá está situado em um eixo central e em uma das regiões mais privilegiadas por sua posição geográfica e que tem acesso direto a outros países. Além disso, nosso povo é muito cálido e contamos com empresas que apoiaram a realização do último Congresso da Obra. Foi um ambiente muito glorioso. Que experiências deixou o último Congresso para todo o Panamá? Tenho a alegria e a graça de Deus de ter me convertido no ano 1985. Tenho 31 anos nascido na Obra e desde que cheguei estive pendente dos diversos congressos; e é para mim um gozo participar de cada um destes eventos, como parte do comitê organizador ou da equipe do evento. Realizar o último Congresso Mundial pelos 50 anos da Obra, foi uma grande bênção para mim, sobretudo ter a oportunidade e madurar nos diferentes aspectos, porque foi um grande trabalho preparar o Congresso em toda sua logística. Desde o Congresso de 1987, o trabalho foi fortíssimo. Em 2000 também realizamos outro Congresso Mundial, em 2007 e em 2013, e foi um trabalho muito am-

plo atender pessoas com diferentes personalidades e costumes. Não foi fácil, mas demos o melhor de nós. Que outro país considera o senhor que está preparado para realizar um Congresso Mundial? Em 2020 se celebrará outro Congresso, e países como o Peru, a Colômbia, a Costa Rica ou os Estados Unidos estão preparados para realizá-lo; mas nós estamos orando para que esse congresso se realize novamente no Panamá. Também porque nessas datas se celebrará o aniversário 50 de nossa obra, e anelamos outro Congresso Mundial, para abençoar e celebrar junto a nós nosso aniversário50, que será forte, árduo e que também será o turno de outra geração. Esta atividade fortaleceu seu país? Eu acho que isso serviu de ajuda para a maturidade do grupo organizador do congresso, porque formamos uma equipe de trabalho maravilhoso. Nossas convenções, confraternizações e atividades já são tarefas mais fáceis, porque há pessoas maduras e capazes que conhecem toda a logística. Como cresceu a Obra no Panamá depois do último congresso? Antes de assumir a supervisão em fevereiro deste ano, fizemos uma avaliação da obra em nível geral. Atualmente temos 83 igrejas, 12 presbitérios, 342 obreiros acreditados e mais de 200 campos brancos; e muitos deles têm seu templo e uma zona de pregação. A meta para este ano é que cada igreja se multiplique, para chegar a mais de 170 igrejas l

Outubro 2016 / Impacto evagélico

41


O CUIDADO DE DEUS “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós”. 1 Pedro 5:7.

Rev. Luis M. Ortiz

A

queles que não habitam ao abrigo do Altíssimo se entregam ao alcoolismo, à heroína, a toda classe de vícios e de excessos; e dali que diariamente no mundo 3 mil pessoas recorrem ao suicídio, e mais de 450 milhões de pessoas padecem doenças e transtornos mentais. O verdadeiro cristão, no meio das maiores adversidades, elimina toda sua ansiedade sobre o Senhor, pois ele tem cuidado de nós. Deus cuida seus filhos mesmo com os alimentos e o vestido. O Senhor diz: “Consi-

MISIONÁRIO MUNDIAL 42 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

derai os corvos, que nem semeiam, nem segam, nem têm despensa nem celeiro, e Deus os alimenta; quanto mais valeis vós do que as aves?… Considerai os lírios, como eles crescem; não trabalham, nem fiam; e digovos que nem ainda Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles. E, se Deus assim veste a erva que hoje está no campo e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé?” (Lucas 12:24-29). Deus tem um imenso universo que cuidar. Diz-se que nosso sistema solar, que é


DEVOCIONAL

como uma pequena ilha no vasto universo, tem 12 mil milhões de quilômetros de diâmetro; que nossa galáxia, a Via Láctea, e à qual pertence nosso sistema solar, contém cerca de 400 mil milhões de estrelas, que são sóis, cada sol ou estrela com sua família de planetas; que a estrela mais próxima da Terra está a aproximadamente 150 milhões de quilômetros de distância. Estima-se que há vários bilhões de galáxias como a Via Láctea; isso equivaleria a dizer que no vasto universo há 300.000.000.000.000.000.000. 000, ou seja 300 mil trilhões de estrelas e sóis. Extraordinário! Deus cuida e sustenta um universo tão inconcebivelmente vasto (Hebreus 1:3; 11:3), e ao mesmo tempo cuida e defende seus pequeninhos, seus seguidores. Ele diz: “Não se vendem cinco passarinhos por dois ceitis? E nenhum deles está esquecido diante de Deus. E até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos” (Lucas 12:67); também disse: “E qualquer que escandalizar um destes pequeninos que crêem em mim, melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e que fosse lançado no mar” (Marcos 9:42). Deus por boca do profeta Zacarias, disse: “Porque aquele que tocar em vós toca na menina do seu olho” (Zacarias 2:8). Amados, na infinita capacidade, poder, amor, cuidado de Deus para nós, nada em nós passa despercebido para Ele. O salmista disse: “O Senhor é o meu pastor, nada me faltará” (Salmos 23:1). E o apóstolo Paulo afirmou: “O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória…” (Filipenses 4:19). Assim foi que quando surgiu o altanei-

ro diabo, veio o humilde Cristo para moer sua cabeça. E agora pelos méritos de Cristo para cada queda, pode haver levantamento; para o pecado, também há perdão. Quando surge um Caim, também há um Abel. Para cada dilúvio, Deus provê um arca. Para cada tempestade, há um arco-íris. Quando há um rebelde Ninrode, também há um obediente Abraão. Para cada cativeiro, há liberação. Para cada Faraó, há um Moisés. Para cada Mar Vermelho, há um caminho aberto. Para cada deserto, há um oásis. Para a sede e a fome, há provisão divina. Nas trevas de mentira, mais fulgura a verdade. Para cada rio Jordão, há um intrépido Josué. Para cada Jericó, há uma marcha de vitória. Quando surgem midianitas, Deus levanta um Gideão. Por cada desencaminhado Acabe, Deus conta com um fogoso Elias. Para os taimados filisteus, sempre há um corajoso Sansão. Por cada astuto Hamã, há um vertical Mardoqueu. A cada forno de fogo, chega um visitante celestial. Em cada fosso de leões, há uma mão que fecha as bocas. Por cada Herodes adúltero, há um Batista que denúncia. Por cada Judas que vende, há um João que ama. Por cada traidor, há muitos fiéis. Por cada obreiro falso, há muitos obreiros sinceros. Por cada espinha pungente, há uma flor fragrante. Para cada torrão duro, há uma gota de chuva. Para cada dor, há alívio. Para cada doença, há sanidade. Para cada lágrima, há consolo. Por cada demônio, há muitos anjos. Para cada cruz, há uma coroa. Por todas as tumbas ocupadas, há uma tumba vazia. “Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós…” (Romanos 8:31-39). Quão agradecidos devemos estar do cuidado e da fidelidade de Deus para nós! Vivemos em um mundo convulsionado, em todos os aspectos, mas Deus cuida dos seus. E quando o flagelo do anticristo, da grande tribulação e dos juízos de Deus sobre este mundo começar, Deus livrará os seus de tais desastres, dizendo: “Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra” (Apocalipse 3:10). Quão agradecidos devemos estar pelo cuidado de Deus para nós! l

Por cada Judas que vende, há um João que ama. Por cada traidor, há muitos fiéis. Por cada obreiro falso, há muitos obreiros sinceros. Por cada espinha pungente, há uma flor fragrante. Para cada torrão duro, há uma gota de chuva. Para cada dor, há alívio. Para cada doença, há sanidade. Para cada lágrima, há consolo. Por cada demônio, há muitos anjos. Para cada cruz, há uma coroa. Por todas as tumbas ocupadas, há uma tumba vazia.

Outubro 2016 / Impacto evagélico

43


SÓ OS VIOLENTOS SÃO DIGNOS DO CÉU “E, desde os dias de João o Batista até agora, se faz violência ao reino dos céus, e pela força se apoderam dele”. Mateus 11:12. Rev. José Arturo Soto

A

mensagem do reino dos céus é uma medicina violenta, no Evangelho de Mateus lemos: “Se faz violência ao reino dos céus, e pela força se apoderam dele”. A frase nos apresenta um tipo de violência que é positiva, que é contra as forças do mal, contra o usurpador que há na terra, que se chama Satanás, e através de seus diferentes meios e recursos continua destruindo diariamente a humanidade. Qualquer atividade justa e nobre nesta terra pode ser desenvolvida sobre princípios justos, sobre princípios espirituais, nos quais rege o temor de Deus e ninguém deve pensar que por manter esses princípios então deixará de ser um bom funcionário ou um bom profissional. O que quer o diabo é inculcar a corrupção que alcança todos os estratos sociais sem respeitar se tem educação ou não, se tem apoio financeiro ou não, se tem riquezas ou não, mesmo se tem religião ou não, porque a religião também não é a solução que a humanidade precisa. MISIONÁRIO MUNDIAL 44 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


DEVOCIONAL

Qual é a arma com a qual a Igreja conta? É o Evangelho, “porque é poder de Deus para salvação de todo aquele que crê” (Romanos 1:16). Através da história se comprovou que quando um povo abraça a fé verdadeira no Deus Omnipotente, esse povo é transformado positivamente. Por exemplo, entre os séculos XVI e XIX na Europa, onde nações inteiras abraçaram o Evangelho, a sociedade foi transformada. Nesse tempo foram fechados os prostíbulos, porque escasseavam os clientes; foram fechados os bares, não havia mais pessoas sedentas de licor; foram fechados os centros de corrupção e de depravação, não havia libertinos; agora as pessoas tinham outra forma de se regozijar, que não era o pecado; os juízes descansaram, os sistemas judiciais e legais entraram em um tempo de paz e de tranquilidade; diz-se que até os burros entenderam que havia uma mudança na sociedade porque não eram mais castigados nem espancados como antes; porque este Evangelho é transformador, este Evangelho “é poder de Deus”. O Evangelho de Cristo não é um movimento político. A política tem seu lugar nos esquemas humanos e todos nós sabemos qual é a melhor linha. Deus nos dá a faculdade de olhar, observar, examinar e escolher; isso é bom, mas a política também não pode resolver o problema espiritual da humanidade, o único que pode fazer isso é o que disse: “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” (João 14:6). Uma pessoa se aproximou de Jesus, e lhe disse: “Senhor, são poucos os que se salvam?” (Lucas 13:23). O Senhor o observou e lhe disse: “Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; e porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem” (Mateus 7:13-14). A seus discípulos o Senhor disse: “Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus” (Lucas 9:62). Também lhes disse: “Na verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou pais, ou irmãos, ou mul-

her, ou filhos, pelo reino de Deus” (Lucas 18:29). Esses são os violentos que arrebatam o reino e se apoderam dele. Como Levi, que é Mateus, quando o Senhor o chamou, e era o chefe dos publicanos, que eram os cobradores de impostos. Imagine: talvez com um escritório rústico ao lado da rua, vendo passar as pessoas, porque tinham que pagar os impostos para Roma e cobrava algo mais para ele, e por isso tinha se enriquecido, portanto era uma pessoa aborrecida pelo povo judeu. Quando Jesus passou por ali, o viu “disse-lhe: Segueme” (Lucas 5:27). E essa palavra foi como uma broca que se introduziu no coração de Mateus. Imagine o conflito nele! Jesus estava esperando uma resposta imediata, então Levi não pôde resistir; sua vontade se fez mil pedaços, e a Bíblia diz: “E ele, deixando tudo, levantou-se e o seguiu” (Lucas 5:28).

O Evangelho de Cristo não é um movimento político. A política tem seu lugar nos esquemas humanos e todos nós sabemos qual é a melhor linha. Deus nos dá a faculdade de olhar, observar, examinar e escolher; isso é bom, mas a política também não pode resolver o problema espiritual da humanidade, o único que pode fazer isso é o que disse: “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”. Outros como “Pedro, e André, seu irmão, os quais lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores; e disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. Então eles, deixando logo as redes, seguiram-no” (Mateus 4:18-20). Ali está o Senhor esperando. Quando ele chama não há disjuntiva; devemos obedecer, porque esse é o caminho da vitória. Irmãos meus, Deus nos chama a tomar uma decisão, Deus quer que seja agora, devemos fazê-lo por nós e por nossa família, como a Bíblia diz: “Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa” (Atos 16:31). Amado, você quer levar uma bênção a sua casa? Aceite Jesus Cristo como seu único e suficiente Salvador l Outubro 2016 / Impacto evagélico

45


O LIVRO DIVINO “Oh! quão doces são as tuas palavras ao meu paladar, mais doces do que o mel à minha boca. Pelos teus mandamentos alcancei entendimento; por isso odeio todo falso caminho. Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho”. Salmos 119:103-105. Matilde Ortiz Román

A

Bíblia foi escrita por 40 autores, entre eles pastores, doutores, sacerdotes, profetas, apóstolos, poetas, reis, etc. Apesar de ter sido escrita por diferentes autores e em diferentes idades, nenhum de seus livros se contradiz, mas todos têm um tema em comum: “UM SALVADOR DIVINAMENTE ESCOLHIDO”. É o único livro que trata de diferentes matérias. Poderíamos compará-lo com um palácio. Seu portal, GÊNESIS. O museu da vitória, ÊXODO. As câmaras legislativas, LEVÍTICO e DEUTERONÔMIO. Sala de censo, NÚMEROS. Câmara real, REIS e CRÔNICAS. Sala de música, os SALMOS. Salão de armas e troféus, JOSUÉ e JUÍZES. A BÍBLIA é SEGURA como o arca de Noé. DOCE como a mel. AFIADA como a espada de Gideão. HARMONIOSA como a arpa de Davi. PERFUMADA como a rosa de Saron. IMACULADA como o lírio dos vales. AMANTE como o pastor do Salmo 23. UNGIDA como o óleo da unção. REJUVENESCEDORA como o orvalho de Hermom. PODEROSA como o manto de Elias. VIRTUOSA como a vara de Moisés. HOSPITALEIRA como o quarto da mulher de Sunem. PROTETORA como os muros construídos por Neemias. INVENCÍVEL como Mardoqueu. ACONCHEGANTE como a caMISIONÁRIO MUNDIAL 46 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

verna de Adulão. REFULGENTE como o Sol de justiça de Malaquias. RESISTENTE ao FOGO da PERSEGUIÇÃO como os jovens hebreus. DIRETA como os provérbios. CERTEIRA como o arco de Davi. AMIGÁVEL como a amizade de Jônatas. REFRESCANTE como os poços de Isaque. VISIONÁRIA como a almofada de Jacó. VARIADA como o vestido de José. PROVIDENCIAL como a cesta de Moisés. INACABÁVEL como a vaso de azeite. INDESTRUTÍVEL como a sarça do Sinai.


DEVOCIONAL

FRUTÍFERA como as gavelas de Rute. Este livro é VASTO como o mar. ALTO como o firmamento. INFINITO como o horizonte. CLARO como a aurora. LUMINOSO como o sol. DIÁFANO como o luzeiro. PERFUMADO como o lírio. BELO como a lua. RICO como o ouro. DOCE como a mel. FRESCO como as água do manancial. DURO como um arrecife. A BÍBLIA percorreu todos os sendeiros, cruzou todas as fronteiras, navegou todos os oceanos, subiu todas as montanhas, entrou em todos os lares, falou em todas as línguas. Viajou por desertos, caminhos, florestas, desoladas regiões, caudalosos rios, por terra e mar, abrindo seus tesouros de oro, incenso e mirra. Este livro se torna um mapa para o viageiro, luz para o caminho, báculo para o caminhante, bússola para o piloto, espada para soldado, regra para o cristão, mina para o explorador, água para o sedento, pão para o faminto e leite para o desfalecido.

A BÍBLIA é a Palavra de Deus, começou antes que a luz e permanecerá quando não houver noite. Começou em um jardim e continuará em uma cidade. Começou em uma manhã antes de uma noite, transcenderá em um dia eterno sem noite. Começou com o princípio ou alfa, seguirá com o fim de todas as coisas ou ômega. Abre suas páginas com o clamor de “haja luz”, e as fecha com o clamor “haja vida”. Nela há lágrimas, soluços, ódio, amor, dúvida, temor, humildade, arrependimento, rebeldia e todas as paixões humanas; mas, sobretudo, a grande paixão e compaixão do amor de Deus. Viu passar muitas civilizações e cair grandes impérios, mas ela permanece em pé. Seus símbolos mais importantes são: uma MANJEDOURA, uma CRUZ e uma TUMBA VAZIA. Ela foi tudo para mim. Ela me guiou, orientou e fortaleceu quando não tive nem o mais leve apoio do homem. Mas ela foi como um firme arrecife no meio do mar para mim. Segura, firme, incomovível… Cristo e sua Palavra são tudo para mim. À parte disso, o resto é vaidade… Que Cristo cresça… e que eu mengue… e quando as estrelas empalidecerem e os luzeiros se obscurecerem, o fulgor dos que verdadeiramente ensinaram a Palavra iluminará como estrelas a perpétua eternidade l

A BÍBLIA percorreu todos os sendeiros, cruzou todas as fronteiras, navegou todos os oceanos, subiu todas as montanhas, entrou em todos os lares, falou em todas as línguas. Viajou por desertos, caminhos, florestas, desoladas regiões, caudalosos rios, por terra e mar, abrindo seus tesouros de oro, incenso e mirra. Outubro 2016 / Impacto evagélico

47


Um relatório superficial do trabalho que a Obra do Movimento Missionário Mundial desenvolve pelos caminhos da América e ao redor do mundo. A Santa Bíblia diz: “E, perseverando unânimes todos os dias no templo… E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.” Atos 2:46, 47.

SEMEANDO A PRECIOSA SEMENTE Uma viagem missionária permitiu que os Supervisores e Oficiais Internacionais da Obra percorressem os territórios da Índia e do Nepal para conhecerem o avanço do MMM nesta parte do mundo. MISIONÁRIO MUNDIAL 48 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EVENTOS

N

os dias prévios à XIII Convenção Nacional da Índia, realizada de 26 a 29 de maio, uma comitiva especial integrada pelo Supervisor Missionário da Ásia, Rev. Samuel Mejía, acompanhado pelo Oficial Internacional, Rev. Humberto Henao e o Supervisor da Costa Rica, Rev. Carlos Guerra, viajou rumo ao gigante asiático para participar desta celebração e realizar uma viagem

missionária pela Índia e pelo Nepal. A travessia começou em 23 de maio, chegando primeiramente à cidade de Tamul Nadu, onde se realizou outra edição da XIII Convenção Nacional da Índia, que reuniu milhares de indianos sob um único Deus. Na reunião, os máximos representantes da Obra pregaram a palavra do Senhor e receberam a informação das 320 igrejas da Obra que o Rev.

Sam Jacob supervisa, além de orar pelas centenas de almas presentes nessa festividade e pelos 40 novos obreiros chamados na convenção. No fechamento do evento cristão do segundo país com mais povoação no mundo, os servos do Senhor se despediram da cidade para ir a diferentes lugares e pregar o evangelho do reino. Foi assim que o Rev. Continue lendo–– Outubro 2016 / Impacto evagélico

49


MISIONÁRIO MUNDIAL 50 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EVENTOS

Continue lendo––

Samuel Mejía viajou para a República do Sri Lanka, enquanto os Rev. Henao e Guerra visitaram algumas igrejas da Índia, localizadas nas cidades de Chennai, Patna e Nova Deli, para depois viajar à República do Nepal, ao noroeste do país. Quando chegaram ao histórico território nepalês, berço do budismo, foram surpreendidos pelos 42° e 44° graus de temperatura que esta parte do território asiático suporta. Apesar disso, não deixaram de visitar e confraternizaram com as centenas de irmãos e povoadores daquele país, comunicando-se em hindi, que o Pastor Eappen (Patna) traduzia em todo momento l Outubro 2016 / Impacto evagélico

51


RETIDÃO, UMA CONDIÇÃO PARA ENTRAR NO CÉU A XXI Convenção Nacional da África se desenvolveu com grande presença de irmãos. Realizou-se também um informe do avanço da Obra em países do continente. om a presença dos irmãos Rómulo e Clemente Vergara, começou a XXI Convenção Nacional da África, realizada de 18 a 20 de agosto na cidade de Bata, Guiné Equatorial. Este evento começou com a ministração do Supervisor da África, Rev. Clemente Vergara com sua mensagem: o altar de Deus é meu refúgio, meu contato com Deus. No dia seguinte, o Oficial Internacional da Obra, Rev. Rómulo Vergara foi o portador da palavra de Deus, com sua mensagem: Retidão, indispensável no homem de Deus. No seguinte serviço, foi apresentado um pequeno informe do avanço da Obra nos países da Guiné Equatorial, Gana, Costa do Marfim e Congo. Posteriormente, uma delegação de damas cristãs desfilou por todo o recinto desportivo entoando louvores. Nesse mesmo momento, o Rev. Clemente Vergara expôs a palavra do Senhor no evangelho de João 6:60-63. Pela noite, o serviço evangelístico foi dirigido pelos jovens da igreja e liderado pelo Vice-Presidente da Sociedade de Jovens, o pastor Jaime Siale, que também expôs a mensagem: Jovens no fogo. No dia seguinte e depois de uns poderosos testemunhos, o Rev. Edelmiro Ivina pregou: Jeová é santo. No serviço de fechamento, o coro das igrejas da zona 1 entoaram um cântico espiritual denominado: há vitória no nome de Jesus, para depois continuar com a dissertação do Rev. Rómulo Vergara, que expôs a última mensagem deste evento cristão transmitido ao mundo por Bethel Televisión l MISIONÁRIO MUNDIAL 52 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Foto: Beatriz Andeme

C


EVENTOS

Outubro 2016 / Impacto evagĂŠlico

53


O

ORAI PELA PAZ DE ISRAEL Missionário Hugo Lope levou as boas novas do Senhor à Terra Santa e instou a continuar lutando a batalha da fé.

MISIONÁRIO MUNDIAL 54 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

povo de Israel ouviu as grandes coisas que a Obra de Deus está realizando a favor da expansão do cristianismo. Foi graças à visita missionária do Rev. Hugo Lope, Tesoureiro Nacional do Movimento Missionário Mundial da Itália, que percorreu, junto a um grupo de irmãos, a Terra Santa de 11 a 14 de maio com o objetivo de falar sobre as boas novas do Senhor. Depois de sua chegada a território israelense, o pastor Lope, acompanhado por sua esposa Lizet Arias de Lope, compartilhou o Evangelho através de uma prédica intitulada: Mulheres de guerra. Em sua alocução, o Rev. Lope instou os crentes de Israel a continuarem lutando a boa batalha da fé. Além disso, o servo do Senhor ofereceu palavras de fortaleza a cada um dos presentes e falou sobre o poder de Deus. Em seu segundo dia em Israel, o pastor Lope batizou cinco irmãos nas águas do rio Jordão. Depois participou de um percurso pelos principais pontos da Terra Santa. O itinerário do Tesoureiro Nacional do Movimento Missionário Mundial da Itália com-


EVENTOS

preendeu a cidade de Nazaré, onde Jesus cresceu, o Monte das Bem-Aventuranças e o Monte da Precipitação. Após o fim de sua visita missionária, o Rev. Hugo Lope exortou os membros da Obra de Deus a não deixar de orar pelo povo de Israel. Além disso, indicou que, com a ajuda do Senhor, o Evangelho triunfará na Terra Santa l Outubro 2016 / Impacto evagélico

55


UM FOGO ARDENDO EM MEU CORAÇÃO

A cidade de Santiago foi cenário da Confraternização Nacional de Jovens e Pastores do MMM do Chile. Uma grande festa espiritual.

ob o lema: Havia em meu coração como um fogo ardente, baseado no texto bíblico incluído em Jeremias 20:9, o Movimento Missionário Mundial do Chile realizou de 22 a 24 de julho sua Confraternização Nacional de Jovens e Pastores nas instalações da igreja central da cidade de Santiago. A festa espiritual, que foi liderada pelo Rev. Gerardo Martínez, Supervisor Nacional do MMM do Chile, e sua esposa Maritza de Martínez, contou com a participação do pastor Luis Rivera, Supervisor do MMM do Paraguai, e sua esposa Deysi de RiveMISIONÁRIO MUNDIAL 56 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Foto: Habacuc Vas Nolas, Jennifer Quechuyante

S


EVENTOS

ra, que compartilharam a Palavra de Deus. Desde o primeiro dia, a presença do Espírito Santo inundou o templo do MMM de Santiago. Além disso, na primeira jornada da Confraternização Nacional de Jovens e Pastores da Obra estabelecida em território chileno, o Rev. Luis Rivera foi o encarregado de compartilhar as boas novas. Posteriormente, na abertura da se-

gunda data, a encarregada de pregar o Evangelho foi a irmã Deysi de Rivera, que expôs o tema: Recuperando o perdido. Depois, o Rev. Rivera anunciou novamente o credo de Jesus Cristo através de uma mensagem intitulada: o chamado de Deus. No último dia do evento, pela manhã, realizou-se um culto missionário no qual, novamente, o pastor Rivera evangelizou o povo do Senhor

através de uma alocução denominada: Eis-me aqui, envia-me a mim. Posteriormente, pela noite, o Rev. Luis Rivera foi o responsável pelo fechamento da festa espiritual através de uma prédica intitulada: Investidos do poder do alto. Deste modo, chegou a seu fim a Confraternização Nacional de Jovens e Pastores do MMM do Chile, que foi transmitida ao vivo por Koinonia Radio e KoinoniaTV l Outubro 2016 / Impacto evagélico

57


IDE, FAZEI DISCÍPULOS DE TODAS AS NAÇÕES A Zona Norte do MMM da Espanha realizou batismos na localidade de Lleida. Um grande ambiente de gozo inundou a cerimônia.

a cidade de Lleida, nas águas do rio Fluviá, a Zona Norte do Movimento Missionário da Espanha desenvolveu em 23 de julho um evento onde 25 irmãos foram batizados e se tornaram novos membros da grei do Senhor. Perante a presença de cerca de 400 crentes, da igreja da Obra de Deus de Pamplona, Girona, Lleida e do templo de Barcelona, o grupo de novos fiéis de Jesus Cristo desceram às águas batismais. Ao longo da cerimônia houve um ambiente de gozo que se caracterizou pelos louvores e pela adoração ao Senhor por parte dos presentes. Além disso, os membros do MMM da Espanha testificaram sobre o poder de Deus em suas vidas. MISIONÁRIO MUNDIAL 58 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Foto: Keila Zavaleta

N

O evento culminou com uma prédica que serviu para que quatro almas, comovidas pelo Evangelho, decidiram

entregar suas vidas ao Senhor e se unir ao Movimento Missionário Mundial da Espanha l


EVENTOS

EM NOME DO PAI, DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO A Zona Centro do MMM da Espanha realizou batismos na cidade de Ávila. Os novos membros da Obra desceram às águas e selaram sua união com Deus.

Foto: Ernesto Mori

C

umprindo a comissão do Senhor de anunciar o Evangelho e levar seus novos discípulos às águas do batismo, o Movimento Missionário Mundial da Espanha realizou em 16 de julho uma jornada especial de batismos na cidade de Ávila. A atividade, organizada pela Zona Centro do MMM da Espanha, foi liderada pelos reverendos Juan Castaño e Paul Núñez. Em Ávila, ambos os ministros do Senhor levaram a cabo o sacramento estabelecido por Jesus Cristo. Durante o ato, um grupo de 18 irmãos fez pública sua decisão de morrer para o mundo e viver para Cristo. Entre cânticos e louvores ao Senhor, os

novos membros da Obra desceram às águas e selaram sua união com Deus. O evento realizado em Ávila contou com o apoio das diferentes igrejas

a Zona Centro do MMM da Espanha. Sob o amparo de Jesus Cristo, a jornada da Obra do Senhor acabou com 18 novos seguidores do Evangelho l Outubro 2016 / Impacto evagélico

59


A QUEM IREMOS, SENHOR?

Foto: Eliezer Martínez

O Movimento Missionário Mundial do Uruguai realizou a Confraternização de sua Zona Norte em Bella Unión.

A

cidade de Bella Unión, situada no departamento uruguaio de Artigas, foi cenário de 13 a 14 de agosto da Confraternização da Zona Norte do Movimento Missionário Mundial do Uruguai. O evento se levou a cabo sob o lema: “A quem iremos, Senhor?”, e reuniu um grande grupo de membros da Obra de Deus. A atividade espiritual, coordenada pelo pastor Fabio Emerson Mosquera, missionário colombiano que cumpre seu ministério em terras uruguaias junto a sua esposa, permitiu que irmãos de mais de uma dezena de templos se unissem com o propósito de adorar a Deus e escutar sua Palavra. Durante o primeiro dia do evento se realizou uma marcha evangelística que percorreu as principais artérias da localidade de Bella Unión. A mobilização MISIONÁRIO MUNDIAL 60 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EVENTOS

cristã, que contou com o apoio das autoridades da cidade, permitiu que os membros da Obra do Senhor elaborassem um grande número de cartazes com mensagens evangélicas e compartilhassem as boas novas. Depois da marcha de proclamação do nome de Jesus Cristo, realizou-se um culto ao ar livre que teve como pregador principal o pastor Alfonso Martínez, Supervisor Nacional do MMM do Uruguai, que instou os fiéis a orarem sem cessar e a se congregarem sempre na casa de Deus. Um dia depois, o Senhor fez possível que a Confraternização da Zona Norte do Movimento Missionário Mundial do Uruguai acabasse de magnífica forma. O pastor Martínez, baseado em Lucas 1:17, pregou o Evangelho e desafiou os presentes a servir a Deus com todo o coração l Outubro 2016 / Impacto evagélico

61


VIVER JUNTOS EM UNIÃO

O MMM da Venezuela realizou a Confraternização Distrital de sua Zona 13 na cidade de Puerto la Cruz.

O

Movimento Missionário Mundial da Venezuela realizou, de 19 a 21 de maio, a Confraternização Distrital de sua Zona 13 na cidade de Puerto la Cruz, localidade portuária situada no estado de Anzoátegui, para os membros da Obra de Deus do oriente venezuelano que foram alimentados com a Palavra do Senhor. À Confraternização Distrital da Zona 13 do Movimento Missionário Mundial da Venezuela, que faz parte MISIONÁRIO MUNDIAL 62 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

do trabalho evangélico da Obra do Senhor, assistiu o Rev. Rómulo Vergara, Oficial Internacional do MMM, que aproveitou a ocasião para evangelizar o povo venezuelano que enfrenta horas de tribulação. Além disso, ao evento realizado em Puerto la Cruz acudiram os reverendos Ricardo Manrique, Supervisor Nacional da Obra estabelecida em solo venezuelano; Gregorio Muñoz, Celedonio Chiquillo, Antonio

Vacca e Miguel Villamizar, integrantes da Junta de Oficiais do MMM da Venezuela. A organização da Confraternização Distrital da Zona 13 do Movimento Missionário Mundial da Venezuela recaiu no pastor Reinaldo Díaz, líder local do MMM, que junto a sua família e um grupo de pastores concretizou uma brilhante festa espiritual na qual adoraram a Deus e compartilharam o Evangelho l


EVENTOS

Outubro 2016 / Impacto evagĂŠlico

63


SIM, AMSTERDÃ PODE

Com um lema alentador, a igreja localizada na capital dos Países Baixos, celebrou seu décimo aniversário com a assistência de delegações de outros países europeus.

Foto: Frank Frederich

A

MISIONÁRIO MUNDIAL 64 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

igreja do Movimento Missionário Mundial da Holanda celebrou mais um aniversário de 1 a 4 de setembro. O evento se realizou na cidade de Amsterdã. Para isso, contou-se com uma grande quantidade de homens de Deus, provenientes dos países da Bélgica, Suíça e Itália. Para esta ocasião, o pastor Sergio Veizaga e toda a congregação da Obra intitularam este evento: Sim, Amsterdã pode (Filipenses 4:13), que serviu de motivação para todos os irmãos presentes. Desde o início até o fim do Décimo Aniversário da congregação naquela cidade, a igreja se preparou com um grande número de especiais musicais e louvores ao Senhor. Na mensagem da palavra do Senhor, os Oficiais Nacionais da República da Itália, Rev. Galo Fiori e Ramón Ortega, foram os encarregados de levar o maná espiritual l


Outros Eventos

CANADÁ ANIVERSÁRIO DA IGREJA EM CALGARY

A igreja de Calgary AB celebrou seu Décimo Aniversário em 27 e 28 de agosto. O Rev. Moisés Cabrera de Seattle WAS, junto a sua família e parte da congregação viajaram durante 12 horas para participar deste grande evento onde também estiveram presentes irmãos da cidade de Edmonton. O Senhor visitou seu povo de uma maneira poderosa e muitas almas foram ministradas através da pregação e dos testemunhos compartilhados. Glória a Deus!

EVENTOS

REPÚBLICA DOMINICANA

ARGENTINA

A XXXII Convenção Nacional de Jovens do MMM da República Dominicana se celebrou no Centro de Convenções sob o lema "Aos seus Pés", entre 21 e 23 de julho. Foram três dias de glória. O Senhor visitou e impactou a vida de centenas de jovens que se reuniram com grandes expectativas. A juventude adorava, orava, louvava e se estremecia, deixando que Deus trabalhasse em suas vidas. Várias agrupações de canto participaram desta atividade bem como cantores do Senhor. Também participou na exposição da Palavra o irmão Alejandro González de Porto Rico, usado por Deus de uma maneira muito preciosa. Durante a pregação tivemos momentos gloriosos de adoração e ministração. Em cada chamado ao Altar, o povo estava pronto e passou procurando ser investido do poder do Alto. Glória a Deus!

Em 15 de agosto se realizou a Confraternização de Damas do MMM na Cidade Autônoma de Buenos Aires, na República Argentina. Esta festa espiritual reuniu diferentes damas da província de Buenos Aires: delegações de Claypole, Ciudad Evita, Merlo, Bahía Blanca, Daireaux, Villa Celina, Florencio Varela e Dock Sud, entre outros. Foram mais de trezentas damas louvando e abençoando o nome do Senhor Jesus. Este evento se levou a cabo sob o lema “Mulher Virtuosa”. A encarregada de levar o alimento espiritual foi a Irmã Martha de Parrado, esposa do Supervisor Nacional Ismael Enrique Parrado.

PRECIOSA CONVENÇÃO GLORIOSA CONFRATERNIZAÇÃO DE DAMAS DE JOVENS

MÉXICO ACAMPAMENTO JUVENIL EM NUEVO LEÓN

Os jovens da Zona 4 desfrutaram de um Acampamento Juvenil, sob o lema: “Jovens Corajosos”, em Los Ramones, Nuevo León, de 5 a 6 de agosto. Nesta atividade se contou com a participação do Presbítero Antonio Carlos García Leal e sua esposa Norma Leticia Leal de García; também estiveram os pastores de Monterrey, Nuevo León. Contou-se com a presença de 10 jovens de Cadereyta Jiménez; 7 jovens de Monterrey; 2 jovens de Benito Juárez; e 1 jovem de Reynosa. Em total, 20 jovens foram em busca da presença de Deus. No primeiro dia, a exposição da Palavra de Deus esteve a cargo da Irmã Norma Leticia Leal de García, sob o tema: “O filho Pródigo”, baseado na cita bíblica de Lucas 15:11-23. No segundo dia, a exposição da Palavra de Deus esteve a cargo do pastor Ysidro Bello Fariña, com o tema: “Onde você quer chegar?”, baseado na cita bíblica de Josué 1:9.

Outubro 2016 / Impacto evagélico

65


ESCREVEM-NOS... cartas@impactoevangelistico.net CARLOS RUBÉN BASTIDAS Deus os abençoe, irmãos de “Impacto Evangelístico”. Continuem trabalhando e que Deus os continue guiando na publicação da revista. Desde que a vi, eu gostei e a continuarei adquirindo para ver as maravilhas que Deus faz em nossas vidas. Que o Senhor os abençoe, porque com Cristo somos mais que vencedores. De La Villegas, Equador.

LUIS LÓPEZ Eu não cesso de dar graças a Deus pela linda bênção e o grande privilegio de me sentir parte do ministério desta Obra. Eu quero lhes dizer que sempre recebo a revista e desfruto muito ao ler tão edificantes mensagens contidas nela. Também sinto gozo ao ver as fotografias e vistas das várias atividades realizadas em diferentes lugares, tanto aqui em Porto Rico como em outros lugares tão distantes como na Índia. Desde Mayagüez, Porto Rico.

DIANA GAMARRA O conteúdo da revista “Impacto Evangelístico” é muito comovedor. E por essa razão quis estar perto de Deus, para que Ele possa perdoar todos meus pecados e escrever meu nome no Livro da Vida. Além disso, deu graças a Deus também por fazer conhecer as boas novas e deixar uma mensagem de paz e de alegria. Deus os abençoe hoje e sempre. De Puerto Rico.

JUAN CARLOS BARRIGA Agradeço a Deus por me permitir fazer parte desta Obra de fé e de sacrifício, e por ter esta maravilhosa revista que verdadeiramente edifica nossas vidas com cada um dos temas que ela aborda. Deus abençoe todos os irmãos que realizam este nobre trabalho que levou salvação a milhares de pessoas. De Guayaquil, Equador.

JANEIRO 1-4 Convenção Nacional em Porto Rico 11-18 Convenção Nacional na Colômbia (Medellín) FEVEREIRO 5-7 Convenção no Paraguai (Itaguá) 5-9 Convenção no Panamá 11-14 Convenção na Argentina

MARÇO 3-6 Convenção em Honduras - Comayagua (Chegada a San Pedro de Sula) 10-13 Convenção na Austrália (Sydney) 23-27 Convenção na Guatemala (Cidade da Guatemala) 30-3 (ABRIL) Convenção nas Guianas, Trindade e Martinica (Georgetown, Guiana)

CARMEN PALOMINO Deus abençoe ricamente toda a equipe de “Impacto Evangelístico”. A revista é transcendental, já que por meio dela conhecemos o desenvolvimento da Obra em todo o mundo. Agradeço a meu Senhor por me permitir fazer parte desta preciosa Igreja levantada para estes últimos tempos. Estão em nossas orações. Um abraço fraterno. De Formosa, Argentina.

AGENDA GLOBAL 2016

ABRIL

DIANA CAROLINA GUERRA Saudações na paz de nosso Senhor Jesus Cristo. Continuem trabalhando nesta revista que nos alenta e nos edifica, porque é de muita ajuda e fortaleza com as mensagens e tudo o que se mostra nela. De Cochabamba, Bolívia.

RICARDO MEZA FLORES Continuem difundindo essa maravilhosa mensagem de salvação e, sobretudo, mantendo a sã doutrina que sempre caracteriza a Obra e esta revista de grande bênção. Deus os encha de grandes bênçãos e avancem em Cristo! De Caracas, Venezuela.

ANA MARIÑO PUPO Amados irmãos, vocês são um canal de bênção para todos os que podemos ler esta revista. Quando ela chega a minhas mãos, comove minha vida de uma forma extraordinária, porque ao abri-la e começar a lê-la sinto muito perto a presença do Senhor. Eu sinto que o Senhor está falando a minha vida, que está me consolando, que está me fortalecendo e me dando novas forças para continuar, procurando o Senhor a cada dia mais. Eu peço a Deus todos os dias em minhas orações que os continue abençoando de maneira especial, para que possam seguir com este grande trabalho que é de tanta bênção. De Holguín, Cuba.

MAIO 3-5 Convenção no Japão (Narita, Chiba Ken) 26-29 Convenção na Índia (Tamil Nadu, Índia do Sul) JUNHO 23-26 Convenção no Brasil (Manaus) 30-3 (JULHO) Convenção na Bolívia (La Paz) JULHO 6-9 6-9 12-15 21-24

Convenção na Costa Rica (San José) Convenção nas Antilhas Holandesas (Bonaire) Convenção nos Estados Unidos (Virgínia) Convenção no México (Puebla)

AGOSTO 10-14 II Congresso Europeu (Madrid) 11-14 Convenção no Haiti (Porto Príncipe) 18-21 Convenção na África (Guiné Equatorial) 23-27 Convenção na Venezuela (Barquisimeto) 25-28 Convenção no Equador (Guayaquil) SETEMBRO 1-4 Convenção em Belize Sábado 24 Dia Mundial das Missões OUTUBRO 7-9 Confraternização Nacional no Canadá 13-15 Convenção na República Dominicana 14-16 Convenção nas Ilhas Maurício 17-19 Convenção em Madagascar 28-31 Campanha no Chile (Santiago) NOVEMBRO 3-6 Convenção em El Salvador 3-6 Convenção no Uruguai (Montevidéu) 19-24 Convenção no Peru (Lima) 24-27 Convenção na Nicarágua DEZEMBRO

Você pode baixar o leitor de código QR livre nestas plataformas: n Eventos realizados n Eventos a realizar

evangélico

MISIONÁRIO MUNDIAL 66 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Diretor Fundador: Rev. Luis M. Ortiz. Conselho editorial: Rev. Luis Meza Bocanegra, Jacqueline Rovira, Samuel Martínez, Rev. Andrés Espejo. Coordenador editorial: Rev. Julián Morón. Editor geral: Víctor Tipe Sánchez. Editor: Jaime Tipe Sánchez Editor gráfico: Roberto Guerrero. Design gráfico: Adolfo Zubietta. Redação: Johan Pérez Landeo, Marlo Pérez. Diagramação: Lesly Sánchez, Jorge Cisneros. Webmaster e Infografia: Julio de la Cruz. Ilustrações: Pablo Vilca. Transcrição: Fanny Vidal. Community manager: Juan Becerra, Denisse Barrientos. Distribuição: Javier Arotinco.


Com Rev. Gustavo MartĂ­nez Segunda-feira a domingos 8H

Outubro 2016 / Impacto evagĂŠlico

67


Comer porções variadas de frutas e vegetais previne doenças cardíacas.

TERÇA-FEIRA E QUINTA-FEIRA 11H - PE

Bethel Televisión, o canal do Movimento Missionário Mundial transmite a mensagem da Palavra de Deus mediante uma programação cultural e educativa de Lima-Peru através de 6 satélites e via internet a todo o mundo. MISIONÁRIO MUNDIAL 68 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

753_Portuguesa  

Revista Impacto Evangélico Edição Outubro 2016 Língua Portuguesa

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you