Issuu on Google+

www.impactoevangelistico.net

evangélico

A REVISTA QUE CONSTRÓI A SUA VIDA Junho 2016 / Edição 749

PUBLICAÇÃO OFICIALL

MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL

HISTÓRIAS DE VIDA

O chamado de Francisco

LITERATURA

Cinzelado pela mão do mestre

ENTREVISTA

“Deus continua abrindo portas”

O que dizem as leis de Deus sobre este avanço da ciencia?

A

CLONAGEM

Junho 2016 / Impacto evangélico

1


! e s e r a p e r P as

convencoes

vão chegar a seu país! JULHO

MISIONÁRIO MUNDIAL 2 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

BOLIVIA

ANTILHAS NEERLANDESAS

La Paz BolIvia

Bonaire, Caribe Neerlandes


EDITORIAL

FOI-ME BOM TER SIDO AFLIGIDO Rev. Gustavo Martínez Presidente Internacional del M.M.M.

“Foi-me bom ter sido afligido, para que aprendesse os teus estatutos... Bem sei eu, ó Senhor, que os teus juízos são justos, e que segundo a tua fidelidade me afligiste. Sirva, pois a tua benignidade para me consolar, segundo a palavra que deste ao teu servo. Venham sobre mim as tuas misericórdias, para que viva, pois, a tua lei é a minha delícia”. Salmos 119:71, 75-77.

próprio salmista teve que recon-

O

Querido leitor, se você abandonou o ca-

hecer até que ponto Deus lhe mos-

minho do Senhor, ainda está a tempo para

trou sua misericórdia ao afligi-lo

voltar à casa de Deus. Considere sempre que

durante sua perdição: “Antes de ser afligido

“por todas estas coisas te trará Deus a juízo”

andava errado; mas agora tenho guardado a tua

(Eclesiastes 11:9); não suceda “que venham os

palavra.” (Salmos 119:67). “Foi-me bom ter

maus dias, e cheguem os anos dos quais ven-

sido afligido, para que aprendesse os teus esta-

has a dizer: Não tenho neles contentamento”

tutos” (Salmos 119:71). “Bem sei eu, ó Senhor,

(Eclesiastes 12:1).

que os teus juízos são justos, e que segundo a

Se você se afastou dos caminhos do Sen-

tua fidelidade me afligiste” (Salmos 119:75).

hor, não permita que o orgulho, suas amizades,

A aflição permitiu que o salmista aprendesse a

seu trabalho, os prazeres deste mundo o con-

valorizar o bom que é servir a Deus, e quanto

tinuem afastando do Senhor. O mundo passa,

um sofre ao ser um súbdito do diabo, Satanás

e a sua concupiscência; mas aquele que faz a

(que o Senhor o reprenda), tem que obedecer a

vontade de Deus permanece para sempre. (1

Deus, e por isso deve afligir os perdidos para

João 2:17). No entanto, em sua casa, Deus lhe

que eles voltem a Deus.

oferece bênçãos eternas que nunca passarão.

Uma das características do perdido é que o

Volte à Rocha Antiga, da qual a água da vida

orgulho não lhe permite reconhecer seu enga-

continua fluindo. Deus nos aflige para que vol-

no. Então, pretende perante todos que as coisas

temos a Seu caminho e que nossas almas não

estão melhor do que nunca para ele, mas quan-

se percam.

tas vezes, no segredo de sua alcova, o afastado

Não há nada que pode preencher o vazio

chora porque sabe que sua vida é um fracasso?

do coração daquele que se afastou de Deus.

Os perdidos não são felizes na Igreja porque

Só Deus pode preencher esse vazio. Volte a

amam o mundo, mas também não são felizes

Ele, para que tenha uma vida florescente e as

no mundo, porque conhecem a Palavra e sabem

bênçãos de Deus fluam em sua vida. Nossa in-

que não estão fazendo o correto. A consciência

fidelidade passa despercebida quando há amor

os reprende constantemente e não lhes permite

de Deus, e quando voltamos a Ele, nunca so-

desfrutar da vida no mundo como quisessem.

mos envergonhados. Deus os abençoe! l Junho 2016 / Impacto evangélico

3


www.impactoevangelistico.net

evangélico Diretor Fundador: Rev. Luis M. Ortiz Junho 2016 / Edição N° 749 USPS 012-850) PUBLICAÇÃO OFICIAL DO MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL O World-Wide Missionary Movement, Inc. é uma igreja sem fins lucrativos, com uma visão para fundar novas igrejas nos Estados Unidos da América e seus territórios e também com uma visão missionária para fundar novas igrejas onde Deus abre novas portas em todo o Mundo. PUBLICAÇÃO MENSAL POR: Movimiento Misionero Mundial, Inc (Movimento Missionário Mundial, Inc.) San Juan, Porto Rico Washington, D.C. Postagem Periódica pagada a: San Juan, Porto Rico 00936

AGENTE DO CORREIO:

enviar variações de endereço a Impacto Evangélico P.O. BOX 363644 San Juan, Porto Rico 00936-3644 Telefono (787) 761-8806; 761-8805; 761-8903 OFICIAIS DO M.M.M. INC Rev. Gustavo Martínez Rev. José Soto Rev. Rubén Concepción Rev. Rodolfo González Rev. Álvaro Garavito Rev. Margaro Figueroa Rev. Rómulo Vergara Rev. Humberto Henao Rev. Luis Meza

Presidente Vice-presidente Secretario Tesoureiro Diretor Diretor Diretor Diretor Diretor

OBRAS ESTABELECIDAS EM: África do Sul Alemanha Argentina Aruba Austrália Áustria Bélgica Belize Bolívia Bonaire Brasil Camarões Canadá Chile Colômbia Congo Costa do Marfim Costa Rica Curaçao Dinamarca El Salvador Equador Espanha EUA Filipinas

Finlândia França Gabão Gana Guatemala Guiana Francesa Guiana Inglesa Guiné Equatorial Haiti Havaí (EUA) Holanda Honduras Ilha de San Andrés (Col.) Ilha Rodrigues Ilhas Canárias (Espanha) Índia Inglaterra Israel Itália Jamaica Japão Kuwait Madagáscar

Malásia Maurício México Mianmar Nicarágua Nigéria Oman Panamá Paraguai Peru Porto Rico Portugal República Dominicana Roménia Saint Martin Suécia Suíça Suriname Trinidad e Tobago Ucrânia Uruguai Venezuela

Depósito Legal na Biblioteca Nacional do Peru N ° 2011-02530 Igreja Cristã do Pentecostes do Movimento Missionário Mundial: Av. 28 de Julio 1781 - Lima 13 - Peru Impressão: Quad/Graphics Perú S.A. Av. Los Frutales 344 - Lima 03 - Perú MISIONÁRIO MUNDIAL 4 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

O Movimento Missionário Mundial é uma organização religiosa sem fins lucrativos, devidamente registrada em San Juan, Porto Rico, e na capital federal, Washington DC com sede nas duas cidades, bem como em todos os estados da União Americana e em outros países onde temos obras missionárias estabelecidas. Importante As ofertas e doações em dinheiro, computadores, imóveis, legados em testamento, para o benefício desta obra do Movimento Missionário Mundial, Inc. são dedutíveis do imposto de renda (Income Tax) e os recibos emitidos pelo Movimento Missionário Mundial são reconhecidos pela Diretoria das Rendas Internas (IRS), do Governo Federal dos Estados Unidos da América e do Estado Livre Associado de Porto Rico. n

Visite o nosso website Obtenha informação edificante da Obra de Deus e fique a par das últimas notícias. Um acesso personalizado a partir de qualquer lugar do mundo: www.impactoevangelistico.net n

Se você quiser Escreva-nos para o nosso endereço postal: Movimiento Misionero Mundial, Inc. P.O. Box 363644 San Juan, P.R. 00936-3644 n

Copyright © 2009 Impacto Evangélico Movimiento Misionero Mundial, Inc. (World-Wide Missionary Movement, Inc.) Todo o conteúdo da revista e cada edição subseqüente está devidamente registrada na Biblioteca do Congresso, Washington, DC EUA. Todos os direitos reservados. A reprodução parcial, completa ou em qualquer forma ou sua tradução para outros idiomas sem a autorização do Diretor é proibida. No âmbito dos acordos internacionais de direitos autorais é um crime punível por lei n

Declaração Doutrinária O Movimento Missionário Mundial adere às doutrinas fundamentais da Bíblia, tais como: n

• A inspiração das Escrituras Sagradas: 2 Timóteo 3:15-17, 2 Pedro 1:19-21. • A Divindade adorável em Três Pessoas, Pai, Filho e Espírito Santo: Mateus 3:16-17, 17: 1-5; 28:19 João 17: 5, 24, 26, 16:32, 14:16, 23, 18:05, 6, 2 Pedro 1:17,18; Apocalipse 5. • A salvação pela fé em Cristo: Lucas 24:47, João 3:16, Romanos 10:13, Tito 2:11, 3:5-7. • O Novo Nascimento: João 3:3, 1 Pedro 1:23, 1 João 3:9. • A Justificação pela Fé: Romanos 5:01, Tito 3:07. • O Batismo nas águas por imersão, segundo ordenado por Cristo: Mateus 28:19, Atos 8:36-39. • O Batismo no Espírito Santo, subseqüente à salvação, falando em outras línguas, segundo: Lucas 24:49, Atos 1:4, 8, 02:04. • A Cura Divina: Isaías 53:4, Mateus 08:16, 17, Marcos 16:18, Tiago 5:14, 15. • Os Dons do Espírito Santo: 1 Coríntios 12:1-11. • Os frutos do Espírito Santo: Gálatas 5:22-26. • A Santificação: 1 Tessalonicenses 4:03, 5:23, Hebreus 0:14, 1 Pedro 1:15, 16, 1 João 2:6. • O Ministério e a Evangelização: Marcos 16:15-20, Romanos 10:15. • O dízimo e a Sustentabilidade da Obra: Gênesis 14:20, 28:22, Levítico 27:30, Números 18:21-26, Malaquias 3:7-10, Mateus 10:10; 23:23. • A ascensão da Igreja: Romanos 8:23, 1 Coríntios 15:51 - 52, 1 Tessalonicenses 4:16-17. • A Segunda Vinda de Cristo: Zacarias 14:1-9, Mateus 24:30, 31, 2 Tessalonicenses 1:07, Tito 2:13, Judas 14, 15. • O Reino Milenar: Isaías 2:1-4, 11:5-10, Zacarias 9:10, Apocalipse 19:20, 20:3-10. • Novos Céus e Nova Terra: Isaías 65:17, 66:22, 2 Pedro 3:13, Apocalipse 21:1.


SOMMARIO Encontrar-nos em

www.facebook.com/impactoevangelistico

Nota de capa. A clonagem é convenente? Infográfico. A clonagem. Internacional. Expectativa pelo Congresso Europeu. Bem-estar. As vacinas (I). Fatos. O poder da Palavra. Literatura. Cinzelado pela mão do mestre. Música. Tu és fiel, Senhor . Heróis da fé. Evan Roberts. Histórias de vida. O chamado de Francisco. Entrevista. “Deus continua abrindo portas”. Devocionais. Eventos. Não perca o norte. Cartas.

6

14 16

20 22

24 28

3034 40

42-47

48-65 66 Junho 2016 / Impacto evangélico

5


A CLONAGEM É CONVENENTE? A clonagem apareceu como um grande avanço da ciência perante o olhar do mundo inteiro, mas no fundo contradiz o mandato de Deus que estabeleceu leis sobre a natureza, e existem desde a criação do mundo. David Jeremiah

MISIONÁRIO MUNDIAL 6 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


FOTO: AFP

NOTA DE CAPA

Junho 2016 / Impacto evangélico

7


Quatro anos depois da notícia do nascimento da ovelha ‘Dolly’, surgiu a possibilidade da clonagem propriamente dita. Dessa maneira, aparentemente, abriase o caminho para a clonagem humana, entendida como réplica de um ou vários indivíduos idênticos ao doador. MISIONÁRIO MUNDIAL 8 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

m 27 de fevereiro de 1997 se conheceu uma notícia que surpreendeu o mundo inteiro: os cientistas anunciaram, na revista Nature, o nascimento da ovelha ‘Dolly’ mediante o procedimento da clonagem, uma reprodução assexual desconcertante que até esse momento era inimaginável. A “apresentação em sociedade” de ‘Dolly’ gerou todo tipo de reações emocionais, e despertou sonhos e pesadelos que reavivaram antigos mitos. Os autores do experimento foram os cientistas escoceses Jan Wilmut e K. H. S. Campbell, com seus colaboradores do Roslin Institute de Edimburgo. Cinco anos depois, em 2002, apareceu outra notícia, uma empresa chamada Clonaid tinha clonado um ser humano e tinha se tornado “criador”. Apesar de que isso ainda não foi comprovado, a notícia causou um grande alvoroço internacional e um debate moral e ético. Desde então, os cientistas e muitos meios de comunicação tentaram “convencer” o mundo acerca dos benefícios de clonar seres humanos e afirmaram que é a resposta que o homem precisou para a vida eterna, bem como a solução para curar muitas doenças e mesmo ressuscitar o ser amado ou, em um futuro, um mesmo. Nesta situação, é preciso que estejamos informados, como cristãos, sobre tudo o que acontece ao nosso redor e que afeta a sociedade; sobre tudo, que assumamos uma postura bíblica, consciente e racional sobre o tema em questão e que sejamos capazes de ter uma postura firme e correta à luz da Bíblia. É preciso também afirmar que a Bíblia não é nem será jamais um livro antiquado ou fora de moda porque nela podemos encontrar luz acerca do tema da clonagem, já que contém os elementos necessários para que todo verdadeiro filho de Deus possa ter um conhecimento perfeito. ORIGENS DA CLONAGEM Os progressos do conhecimento e os conseguintes avanços da técnica no campo da biologia molecular, a genética e a fecundação artificial originaram há tempo, a experimentação e a realização de clonagens no âmbito vegetal e animal. No campo zootécnico, desde os anos 50, realizaram-se experimentos de produção de exemplares idênticos, obtidos mediante um

FOTO: AFP

E

método chamado de cisão gemelar artificial, modalidade que não pode ser definida necessariamente como clonagem. Esta prática se difundiu nos estábulos experimentais como incentivo para a produção múltipla de exemplares selecionados. A primeira clonagem no mundo animal foi realizada em 1952, a partir do óvulo de uma rã, por cientistas da Universidade da Pensilvânia, Estados Unidos. Após o sucesso alcançado, continuaram trabalhando com os experimentos, mas esta vez com ratos. Em 1991, em Taiwan, Wu Ming-Che, do Instituto de Pesquisa do Gado, clonou cinco porcos de uma espécie em extinção, mas só com 90% de similaridade. Em 1993, Jerry Hall e Robert Stilmann, da George Washington University, divulga-


FOTO: AFP

NOTA DE CAPA

Continue lendo–– Junho 2016 / Impacto evangélico

9


FOTO: AFP

Continue lendo––

MISIONÁRIO MUNDIAL 10 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

ram informação relativa a experimentos com embriões humanos que eles mesmos efetuaram. Tratou-se de ensaios realizados sem o consentimento prévio do comitê ético competente e publicados para avivar a discussão ética, segundo os dois autores. Quatro anos depois da notícia do nascimento da ovelha ‘Dolly’, surgiu a possibilidade da clonagem propriamente dita. Dessa maneira, aparentemente, abria-se o caminho para a clonagem humana, entendida como réplica de um ou vários indivíduos idênticos ao doador. Antes de Jan Wilmut e K. H. S. Campbell, os cientistas criam que era impossível conseguir a reprodução a partir de uma célula es-

pecializada, como uma célula do fígado, pele ou rim, mas unicamente a partir de células embrionárias (óvulos ou espermatozoides). Não há objeções morais para as clonagens animais. Esta prática, além de melhorar a reprodução de animais de criação, barateia certas carnes e poderia eventualmente ser utilizadas para salvar espécies em extinção. Existe, porém, uma séria pergunta sobre esta prática, mesmo em animais. Há incerteza se a reprodução mediante clonagem pode trazer malformações genéticas perigosas ainda desconhecidas pelos cientistas e que poderiam ser fonte de novas doenças e malformações em animais e humanos.


NOTA DE CAPA

O QUE É A CLONAGEM? O PROCEDIMENTO CIENTÍFICO que consiste em tomar o material genético de um organismo para obter outro idêntico, denominado clone. Na clonagem não há uma união de óvulos com espermatozoides. Clonar significa obter um indivíduo a partir de uma célula ou de um núcleo de outro indivíduo. Após o descobrimento de Wilmut, diz-se que é fatível produzir um ser vivo quase idêntico ao original a partir de qualquer célula do corpo de um ser falecido; mesmo apesar de que a pessoa tenha falecido há muito tempo, desde que a célula se mantenha em condições adequadas de congelação. Esta técnica serviu para a clonagem de Dolly, pois um núcleo esteve congelado em nitrogênio líquido, antes de ser introduzido em um óvulo enucleado. Dolly nasceu em 5 de julho de 1996. “Clone” provém do termo grego que designava os rebentos e é usado para denominar qualquer organismo engendrado de forma assexual (sem fecundação) e cuja informação genética procede de um único progenitor.

FOTO: AFP

FOTO: AFP

É

CONTRA AS LEIS DE DEUS Infelizmente, com a passagem dos anos, o homem geralmente, em especial o homem da ciência, descobriu novas técnicas que despertaram o desejo de mudar ou ir contra as leis de Deus. Um desses desejos é acabar com a lei da morte e pensar na possibilidade da vida eterna por seus próprios meios, que, à luz da escritura, é impossível. Além disso, ele deseja se tornar criador para assim “criar” uma raça perfeita. Em resumo, esses são os propósitos do método da clonagem. Supondo que a clonagem estenda a espécie humana, é preciso considerar que desta réplica não surgiria, necessariamente, uma identidade perfeita da pessoa, entendida tanto

em sua realidade ontológica quanto psicológica. A alma espiritual, essência de cada sujeito pertencente à espécie humana, é criada diretamente por Deus e não pode ser engendrada pelos pais nem produzida pela fecundação artificial, nem clonada. Do mesmo modo, o desenvolvimento psicológico, a cultura e o ambiente levam sempre a personalidades diversas. É sabido que entre os gêmeos a semelhança não significa identidade. A imaginação popular e a aureola de omnipotência que aparece a partir da clonagem não tem argumento neste aspecto. Apesar da impossibilidade de clonar o espírito, que é a fonte da personalidade, a projeção da clonagem ao homem levou a

Infelizmente, com a passagem dos anos, o homem geralmente, em especial o homem da ciência, descobriu novas técnicas que despertaram o desejo de mudar ou ir contra as leis de Deus. Um desses desejos é acabar com a lei da morte e pensar na possibilidade da vida eterna por seus próprios meios, que, à luz da escritura, é impossível.

Continue lendo–– Junho 2016 / Impacto evangélico

11


FOTO: AFP

Supondo que a clonagem estenda a espécie humana, é preciso considerar que desta réplica não surgiria, necessariamente, uma identidade perfeita da pessoa, entendida tanto em sua realidade ontológica quanto psicológica. A alma espiritual, essência de cada sujeito pertencente à espécie humana, é criada diretamente por Deus e não pode ser engendrada pelos pais nem produzida pela fecundação artificial, nem clonada. Continue lendo––

MISIONÁRIO MUNDIAL 12 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

imaginar já hipóteses inspiradas no desejo de omnipotência: réplica de indivíduos dotados de talento e beleza excepcionais, reprodução da imagem de familiares defuntos, seleção de indivíduos sãos e imunes a doenças genéticas, possibilidade de seleção do sexo, produção de embriões escolhidos previamente e congelados para ser transferidos posteriormente a um útero como reserva de órgãos, entre outros aspectos. De acordo com a Bíblia, as leis de Deus são inquebrantáveis. Em Eclesiastes 3:14 se afirma com absoluta clareza: “Eu sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe deve acrescentar, e nada se lhe deve tirar;

e isto faz Deus, para que haja temor diante dele”. A clonagem procura criar seres humanos “perfeitos”, mas a Palavra nos diz que o único perfeito é Deus. Se resumíssemos o problema da clonagem, teríamos que afirmar o seguinte: a) A clonagem está modificando o processo natural do início da vida, b) Está matando centenas de seres humanos em processo de nascer, c) Tornará a mulher um meio para alcançar um propósito, ao pretender comercializar seus óvulos, d) Cedo ou tarde afetará a destruída ima-


FOTO: AFP

FOTO: AFP

NOTA DE CAPA

gem da família, e e) Provocará tremendas consequências emocionais e fisiológicas nos seres clonados. É preciso entender que desde o princípio da criação do mundo, Deus estabeleceu leis sobre a natureza e que existem desde a criação do mundo. Como se indica em Eclesiastes 3:1: “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu”. E, também em Eclesiastes 3:2: “Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou”. Consequentemente, este novo processo da ciência deve ser observado detalhadamente porque atenta contra as leis de Deus l Junho 2016 / Impacto evangélico

13


Ovelha doadora de núcleo

O núcleo é extraído

Núcleo

É descartado O núcleo é extraído e descartado

Ovócito anucleado

O processo DA clonagem

Ovelha doadora de ovócito Ovócito Implantação de embrião

O núcleo é inserido no ovócito

Cordeiro clone

A ovelha DOLLY

Foi o primeiro mamífero clonado de uma célula adulta. Seus criadores foram os cientistas do Instituto Roslin de Edimburgo (Escócia), Ian Wilmut e Keith Campbell. Seu nascimento não foi anunciado até 23 de fevereiro de 1997, sete meses depois.

Debate ÉTICO sobre a clonagem

Sondagem realizada a 10 000 pessoas por continente

Clonar animais é imoral?

Clonar humanos é imoral?

Comeria frutas ou verduras clonadas?

Comeria carne de animais clonados?

66% SIM

A clonagem é o processo científico mediante o qual é criado, de uma célula de um indivíduo, outro idêntico ao anterior. A clonagem reproduz de modo perfeito os aspectos fisiológicos e bioquímicos de uma célula em todo um indivíduo. Isto é possível porque mediante um processo de reprodução artificial são fornecidos os genes necessários na célula.

89% SIM

Esses genes são os que determinam as características do novo indivíduo, em comparação com o que acontece na reprodução sexual, na qual o indivíduo é resultado de um processo de fecundação e do fornecimento genético de uma célula da mãe e uma célula do pai.

49% SIM

A maior fábrica de clonagem animal As instalações de Tianjin, na China, têm por objetivo produzir milhares de embriões de vaca, bem como de cavalos de corrida e cães de caça.

66% SIM

A clonagem vai contra a lei de Deus? 94% SIM MISIONÁRIO MUNDIAL 14 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

A Clonagem

O principal objetivo da instalação de 14,000 metros quadrados será clonar gado para satisfazer a demanda de carne da China, que está crescendo a grande velocidade. No início, BoyaLife espera produzir 100,000 embriões de vaca de “qualidade superior” por ano e, com o tempo, ser responsável por 5% do gado de primeira categoria na China.


debate ÉTICO

sobre a clonagem

Católica

X

Evangélica

X

Islã

X

Judaísmo

X

Consulado de Igrejas do mundo

X

HISTÓRIA das clonagens

1952 A primeira clonagem no mundo animal, a partir do óvulo de uma rã

Estados Unidos

1963 Pesquisador chinês (Tong Dizhou) clonou Carp, o primeiro pez clonado.

China

1986 O primeiro mamífero clonado foi o rato Masha. Em 14 de fevereiro de 2003, Dolly foi sacrificada devido a uma doença progressiva pulmonar. A necropsia mostrou que tinha uma forma de câncer de pulmão denominada Jaagsiekte. Os pesquisadores de Roslin não puderam encontrar uma relação entre sua morte prematura e o fato de que era um clone. No entanto, alguns especularam que era paraplégica, devido a problemas em suas patas. Havia um fator agravante no falecimento de Dolly e era que tinha uma idade genética de seis anos, a mesma idade da ovelha da qual foi clonada. Uma base para esta ideia foi a descoberta de seus telômeros curtos, que são geralmente o resultado do processo de envelhecimento.

Suécia

1996 Dolly se tornou o mamífero clonado mais importante e conhecido do mundo.

Escócia

2000 Idênticos porcos clonados na Virgínia. Obtendo seus órgãos para propósitos médicos.

Estados Unidos

2001 Pesquisadores clonam um animal doméstico, um gato.

Estados Unidos

2003 Prometea se torna o primeiro cavalo a ser clonado.

Estados Unidos

2005 Snuppy foi declarado o primeiro cachorro clonado (Coreia do Sul).

Coreia do Sul

2012 Noorie, a cabra, foi clonada na Índia.

Índia

Junho 2016 / Impacto evangélico

15


EXPECTATIVA PELO CONGRESSO EUROPEU A comunidade cristã na Europa espera com grande expectativa o II Congresso Europeu do Movimento Missionário Mundial, que será realizado em Madrid, Espanha, de 10 a 14 de agosto de 2016. O ambiente já é festivo entre os cristãos de todos os países do Velho Mundo. Em poucas semanas se realizará o grande encontro no Hotel Marriot Auditorium, na capital espanhola. O comitê organizador, liderado pelo Rev. José Soto, Supervisor da Europa, ultima os detalhes deste grande evento que reunirá mais de 3000 irmãos provenientes de todos os países do continente. Em cada nação, os presbíteros coordenam ações para formar as delegações que

MISIONÁRIO MUNDIAL 16 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

assistirão a este encontro. Espera-se a presença irmãos do Grupo A da Europa, constituído por sete países, e igual número no Grupo B. Desde 2 de maio, uma equipe de Bethel Televisión grava o spot do congresso em Madrid, Barcelona e várias cidades da Itália. Esta será uma grande oportunidade para o reavivamento da fé cristã nas nações europeias, como aconteceu no Congresso Latino-Americano realizado no ano passado em Guayaquil, Equador l


INTERNACIONAL

Junho 2016 / Impacto evangélico

17


FOTO: AFP

AS VACINAS (I) A imunização (vacinação) constitui uma das intervenções sanitárias mais potentes e eficazes que a humanidade desenvolveu. Constitui o maior avanço tecnológico da humanidade, e um dos principais elementos que permitiu alcançar níveis elevados de qualidade e esperança de vida no mundo. Walter Menchola Vásquez (*)

A

vacinação prevê doenças, deficiências e mortes causadas por doenças evitáveis como o câncer cervical, difteria, hepatite B, sarampo, parotidite, tosse ferina, pneumonia, poliomielite, males diarreicos por rotavirus, rubéola e tétano. Os programas de vacinação preveem anualmente entre 2 e 3 milhões de mortes por difteria, tétano, tosse ferina e sarampo; contudo, calcula-se que 21,8 milhões de recém-nascidos no mundo não recebem vacinas básicas. Em relação às vacinas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) diz: “Com exceção da água limpa, nenhum outro fator, nem os antibióticos, teve um efeito tão importante na redução da taxa de mortalidade”. A história da vacinação data de muitos MISIONÁRIO MUNDIAL 18 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

séculos, quando o povo chinês praticava a variolização, que consistia em inocular o vírus da varíola de um doente a una pessoa susceptível; posteriormente, as pústulas produzidas pela doença eram submetidas a um processo de defumação, a fim de diminuir sua virulência; porém, essa tentativa não teve sucesso. Em 1768, sendo ainda estudante, Edward Jenner, médico inglês, centrou-se na experiência de uma camponesa do condado de Berkeley, na Escócia. Ele afirmava que a mulher era imune à varíola porque tinha sido afetada pela varíola do gado bovino (varíola bovina, uma forma mais benigna dessa doença); após muitos anos de pesquisa, em 14 de maio de 1796, inoculou no menino Ja-


FOTO: AFP

BEM-ESTAR

mes Phipps a linfa de uma pústula de varíola bovina de Sara Nelmes, uma ordenhadora de gado. Para comprovar a eficácia da vacinação, inoculou o vírus da varíola humana no mesmo menino; ele nunca ficou doente. Dez anos depois, a vacinação tinha se expandido no mundo. Os trabalhos de E. Jenner dão origem à palavra “vacinação”, que provém do latim vacca (vaca), e da qual derivam “vacinar” e “vacinação”. Para compreender a importância deste fato, devemos lembrar que só no século XX a varíola causou aproximadamente 500 milhões de mortes no mundo. Em 1885, quase cem anos depois, Louis Pasteur demonstrou que a doença pode ser evitada, infectando as pessoas com germes enfraquecidos; com esse objetivo, usou com sucesso uma vacina para prevenir a raiva no menino Joseph Meister, que tinha sido mordido por um cachorro com hidrofobia. Posteriormente, Jonas Salk e Albert Sabin conseguiram o maior avanço das imunizações com o desenvolvimento das vacinas da poliomielite inativa (1952) e atenuada (1957), respectivamente. As vacinas são consideradas como as descobertas de maior sucesso da medicina moderna porque permitiram a erradicação da poliomielite oficialmente do hemisfério ocidental em 1991 e os casos de difteria diminuíram radicalmente, bem como os das papeiras, a rubéola, o sarampo e o tétano.

Se essa tendência continuar, muitas destas doenças, que foram o açoite da humanidade por milênios, serão totalmente erradicadas nos próximos anos. Apareceram vacinas contra um grupo de doenças, como a tuberculose (1909), febre amarela (1935), influenza, Ricketsia (1938), entre outras. É possível preparar vacinas contra a maior parte de germes biológicos; porém, leva tempo isolar seus componentes e conhecer qual deles é capaz de gerar imunidade sem danar as pessoas, o que muitas vezes requer anos e tecnologia de grande complexidade. Além disso, é preciso considerar uma variável adicional, pois muitos destes germes são capazes de mudar (variar) sua composição biológica, cada certo tempo, o que dificulta ainda mais o desenvolvimento e aplicação de vacinas, como no caso do vírus da gripe, que além de contar com mais de 100 variedades de cepas, podem mudar periodicamente. Que é uma vacina? É uma preparação biológica que fornece imunidade adquirida ativa em caso de uma doença específica. Contém um germe daninho para o homem em forma atenuada (inativa), morta ou só um de seus componentes. Como age? A vacina simula o primeiro ataque do germe, sem risco para a pessoa, que obterá defesas (imunidade) quando este ataque realmente acontecer; assim se conta-

En la actualidad se inmuniza a más infantes que en ninguna otra etapa de la historia: más de 100 millones de niños al año. Cada vez se dispone de más vacunas para proteger a los adolescentes y a los adultos. Entre ellas figuran las que resguardan de enfermedades que ponen en peligro la vida, como la gripe, meningitis y ciertos cánceres que aparecen durante la edad adulta.

Continue lendo–– Junho 2016 / Impacto evangélico

19


FOTO: AFP

Continue lendo––

(*) Médico internista, magister en Políticas y Gestión Pública. MISIONÁRIO MUNDIAL 20 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

rá com um sistema imunológico adequadamente preparado para reconhecer o germe daninho e destruí-lo. Há diversos tipos de vacinas. Quando o germe completo atenuado é utilizado, denomina-se vacina viva atenuada; induz uma forte imunidade, tanto de anticorpos quanto celular, em forma duradoura; porém, apresentam alguns riscos. Em outras vacinas são aplicados os germes mortos; eles têm a grande vantagem de ser completamente seguros para as pessoas que as receberão, mas são menos efetivas no desenvolvimento de imunidade porque requerem muitas vezes de adjuvantes, substâncias que melhoram a resposta imunológica das pessoas. O avanço tecnológico permitiu desenvolver vacinas a partir de seus componentes (vacinas de subunidades antigênicas); isto é, de porções dos componentes dos germes. Em 1981, Blumberg e Prince conseguem preparar a primeira vacina deste tipo contra a hepatite B. Essas vacinas têm notáveis vantagens sobre as anteriores, tanto em segurança para as pessoas quanto nos sucessos imunológicos (defesa contra germes). Uma variável desta técnica são as vacinas recombinantes, que utilizam tecnologia genética (genes) e se obtém em organismos não humanos (bactérias) para desenvolver partículas similares às da bactéria, de tal maneira que propiciem a imunidade nas pessoas. Em 1986 se criou a primeira vacina recombinante (hepatite B), que é muito mais

segura, já que não existem possibilidades de nenhum tipo contaminação. Hoje se trabalha em vacinas produzidas com gene de ADN livre de vírus. Atualmente se imuniza mais crianças que em nenhuma outra etapa da história: mais de 100 milhões de crianças por ano. Cada vez existem mais vacinas para proteger os adolescentes e os adultos, incluindo aquelas para combater as doenças que põem em perigo a vida, como a gripe, meningite e certos cânceres que aparecem durante a idade adulta. Apesar dos progressos alcançados, ainda há muito a fazer para chegar a 24 milhões de crianças, nomeadamente nos países em desenvolvimento, aonde as vacinas (OMS) não chegam facilmente. Os sucessos são impressionantes, mas se precisa urgentemente de vacinas novas e melhoradas para reduzir a inaceitável taxa de morbidade e mortalidade por doenças como o paludismo e a tuberculose, entre outras. Quanto custa vacinar uma criança? Na década dos 80, a média geral foi de 3,50 a 5 dólares; em 2000, chegou a 6 dólares. É provável que aumente nos próximos anos porque o esquema de imunização (vacinas que recebe uma criança por tipo de doença) se incrementará devido a novas doenças, como o caso da hepatite B. As novas tecnologias permitirão contar também com vacinas mais fortes, acessíveis e de melhor qualidade. Estima-se que em 2010 este custo chegará aos 18 dólares por criança e continuará aumentando provavelmente até 30 dólares; porém, estas cifras ainda são extremadamente baixas, em relação com o que economicamente significa sofrer uma doença. O que acontece quando as pessoas não são vacinadas? As consequências são graves, não só para as pessoas, mas também para sua comunidade. Por exemplo, em 1975, no Japão, a população rejeitou a vacina contra a tosse ferina porque tinham supostos efeitos adversos; o resultado foi o aumento de casos: em 1973 só houve 361 casos, e em 1978 houve 135 105. As vacinas evitam mais de 2,5 milhões de mortes de crianças a cada ano e impactam na saúde de toda uma comunidade e da própria humanidade. Não só salvam vidas, mas também reduzem custos. Mesmo as vacinas mais caras continuam sendo um investimento rentável no âmbito da saúde l


FOTO: AFP

BEM-ESTAR

Junho 2016 / Impacto evangélico

21


O PODER DA PALAVRA Todos os momentos de nossa existência estão marcados pelo poder das palavras.

A

s palavras são determinantes para os cônjuges, já que dependem de seu conteúdo e intenção, para saber como será a mútua relação que exista entre ambos. As palavras bruscas e desconsideradas podem deteriorar e até destruir uma união, mas as palavras afetivas e cálidas as fortalecem. As palavras que uma criança ouve em seu lar podem ser tanto benéficas quanto prejudiciais e tudo isso forma seu desenvolvimento pessoal. A direção de uma nação, para bem ou para mal, maiormente está condicionada pelas palavras pronunciadas pelas autoridades representantes em determinados foros. As palavras de testemunhos, acusados, acusadores e defensores influem grandemente na sentença de um tribunal. O livro de Provérbios concede grande importância às palavras na vida diária. ProMISIONÁRIO MUNDIAL 22 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

vavelmente a passagem na qual esta importância se mostra com a máxima clareza é a que diz: “A morte e a vida estão no poder da língua”. Aqui, as grandes realidades de nossa existência, como a vida e a morte, dependem das palavras. Um exemplo de seu grande poder devastador é o caso daquele servo de Saul chamado Doegue, que foi testemunho da perseguição de Saul contra Davi, e pediu ajuda ao sacerdote e ele concedeu. Em presença de Saul, Doegue acusou aqueles que ajudaram Davi e isso provocou a matança de pessoas inocentes. Por outro lado, as palavras de Ester intercedendo por seu povo perante Assuero serviram para a preservação dos judeus, que estavam condenados ao extermínio. Esses dois exemplos apoiam a máxima do texto de Provérbios sobre o enorme po-


REALIDAD FATOS

der das palavras. Poder de destruição e poder de salvação. Pois bem, para que as palavras cumpram sua função, benfeitora ou destrutora, é preciso que alguém as receba, isto é, que as cria. E aqui surge a pergunta: quais são as palavras dignas de ser cridas? A Bíblia, o mesmo livro que contém o texto de Provérbios 18:21, não duvida na resposta a essa crucial pergunta. É destacável que quando tudo começou, o futuro do ser humano ficou associado indissoluvelmente a umas palavras que lhe foram dadas. Eram palavras verdadeiras, porque procediam de uma fonte verídica, merecedora de credibilidade. As palavras de Deus para Adão foram as seguintes: “De toda a árvore do jardim comerás; mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente

morrerás”. Eram palavras preservadoras, para que o homem se mantenha no estado de bem-aventurança no qual tinha sido criado. Se houvessem sido guardadas, tudo teria estado bem. Porém, depois destas palavras, surgiram outras, provenientes de uma fonte muito diferente. Eram palavras contraditórias, que negavam as anteriores. Prometiam grandes coisas, mas sua credibilidade não estava contrastada, em comparação com as primeiras. Só quando foram cridas, o homem comprovou, tarde demais, que eram palavras enganosas. E assim foi como a maior fraude jamais ideada produziu a catástrofe, avisada pelas palavras que deveram ser cridas. O caso de Adão foi protótipo e antecipo dos casos que aconteceriam depois dele, já que sua ação, sendo a cabeça do genro humano, repercutiu no resto de sua descendência, que invariavelmente continuou na sinistra senda que ele tinha aberto; mas apesar da derrota que os seres humanos experimentaram, a evidência continua sendo a mesma que no início: há palavras que são dignas de ser cridas. Um texto o diz da seguinte maneira: “As palavras do Senhor são palavras puras, como prata refinada em fornalha de barro, purificada sete vezes”. A ilustração da prata purificada, livre de toda escória, isto é, de toda mistura, sob um exaustivo processo de refinado, serve como comparação para apresentar a genuína qualidade das palavras de Deus. Muito diferentes das palavras dos homens. Muito diferentes das palavras que procedem de fontes espúrias. Trás aquele fracasso descomunal do princípio, agora Deus nos apresenta novamente sua palavra, para que nos acolhemos a ela e sejamos resgatados do abismo onde caímos. Essa palavra é para vida e vem por meio de Jesus Cristo, que afirmou: “Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna; e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida”. Definitivamente, sua condenação ou salvação dependem das palavras. Das palavras nas quais você crê. Por isso, a questão vital é crer necessariamente naquelas que livram do primeiro e outorguem o segundo l

O livro de Provérbios concede grande importância às palavras na vida diária. Provavelmente a passagem na qual esta importância se mostra com a máxima clareza é a que diz: “A morte e a vida estão no poder da língua”.

Junho 2016 / Impacto evangélico

23


CINZELADO PELA MÃO DO MESTRE Escrito pelo pastor Erwin Lutzer, o livro faz tomar consciência das tribulações e desafios terrenos; além disso, permite sentir a mão do Senhor, influindo no coração de cada cristão.

P

edro provê um exemplo excelente sobre como Deus molda uma vida, iniciando com a matéria-prima e obtendo um produto mais acabado. As técnicas de capacitação utilizadas pelo Senhor incluem a motivação, a repreensão, a instrução pública, mas também a reflexão privada. Tinha alegria e tristeza, sucesso e fracasso. Jesus Cristo interagiu com Pedro mais frequentemente que com qualquer outro de seus apóstolos. A conversão em si é instantânea, mas o refinamento do caráter de Pedro continuou através de toda sua vida. Isto não era nada menos que a obra esculpida da alma. Publicado pela primeira vez em 1993, o livro Cinzelado pela mão do mestre se origina da série Vida em Perspectiva, do autor canadense Erwin Lutzer, é um minucioso trabalho que permitiu que os seguidores de Deus compreendessem os desafios e tribulações terrenas desde o ponto de vista cristão por meio das experiências de alguns dos personagens bíblicos mais importantes, como o rei Davi, o apóstolo Pedro ou o profeta Moisés. Além disso, ajuda a ver a mão modeladora do Senhor. Jesus Cristo sabia que esculpir é um processo individual; cada pessoa deve sentir os golpes e responder à ferramenta que pule. Os homens selecionados por Jesus Cristo o re-

As chaves não só servem para abrir portas, mas também para fechá-las. Aqueles que se arrependem, podem ser admitidos, mas aqueles que não o fazem, podem ser excluídos. Infelizmente, no curso dos séculos, e com a queda da mesma Igreja em apostasia, ela começou a excluir os mesmos filhos de Deus, que deveram ser bem recebidos nela! Tal é a natureza do homem que o genuíno Evangelho da graça rapidamente foi distorcido, por isso os crentes autênticos estavam fora da Igreja estabelecida oficialmente. MISIONÁRIO MUNDIAL 24 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

presentariam realizando seu trabalho. Como os rabinos, Ele sabia que seu ministério mais significativo não seria com as multidões, mas com os indivíduos acendidos com seu próprio fogo. Esses homens o seguiriam, aprendendo sua doutrina e seu prático estilo de vida, também levariam a tocha a sua geração, e com o tempo ao mundo inteiro. Jesus Cristo, como mestre criativo, empregava as experiências comuns para ensinar lições pouco frequentes. Na introdução de sua obra, Lutzer, conspícuo pastor evangélico com mais de 45 anos de trabalho ministerial, afirma convincentemente que Jesus Cristo pode encontrar muitas possibilidades em cada um de seus seguidores. Do mesmo modo, o servo do Senhor, autor dos livros Como dizer não a um hábito teimoso, Estratégia evangelística de Satanás para esta nova era e Vivendo com tuas paixões, afirma que Deus é um escultor divino que diariamente continua realizando seu trabalho no coração de cada cristão. As chaves não só servem para abrir portas, mas também para fechá-las. Aqueles que se arrependem, podem ser admitidos, mas aqueles que não o fazem, podem ser excluídos. Infelizmente, no curso dos séculos, e com a queda da mesma Igreja em apostasia, ela começou a excluir os mesmos filhos de Deus, que deveram ser bem recebidos nela! Tal é a natureza do homem que o genuíno Evangelho da graça rapidamente foi distorcido, por isso os crentes autênticos estavam fora da Igreja estabelecida oficialmente. Por dentro, os hereges estavam administrando uma disciplina severa aos santos que estavam fora. LIÇÕES IMPORTANTES Cinzelado pela mão do mestre, no qual o reverendo Lutzer demonstra seu amplo conhe-


LITERATURA

Continue lendo–– Junho 2016 / Impacto evangélico

25


Continue lendo––

MISIONÁRIO MUNDIAL 26 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

cimento das Sagradas Escrituras, começa com um retrato contemporâneo do apóstolo Pedro, que foi transformado pelo próprio Jesus Cristo. Por meio das experiências e provas que o Senhor empregou para moldar e reformar esse rude pescador em um insigne pregador de sua Palavra, um aprende como Deus impulsiona a mudança do caráter e como dos erros e pecados passados é possível aprender lições importantes. Os missionários não são os únicos que estudam na escola da fé. A maioria de nós foi colocada em circunstâncias estratégicas, durante as quais somos obrigados a crer em Deus. A fé, geralmente, não pode ser desenvolvida em um ambiente de comodidade; ela

só pode florescer no meio das dificuldades. A fé cresce unicamente quando é necessária uma grande fé. Infelizmente, os desesperados creem. Satanás diz: “Siga-me e será rico”. Jesus Cristo não promete dar riquezas nesta vida, mas garante a glória do mundo vindouro. Nosso desejo será recompensado mais 100 vezes, se seguirmos o Senhor. Centrado no poder transformador de Deus, o livro de Lutzer esmiúça as formas em que o Senhor coloca intencionalmente os crentes em situações difíceis para desenvolver sua fé. Do mesmo modo, o texto reafirma que a soberania de Jesus Cristo se estende acima de todo detalhe na existência de um cristão. Assim, o pastor Lutzer indica


LITERATURA

temos com Ele como nosso Senhor e irmão, e que ele nos cuida a cada passo no caminho.

que Deus pôs eternidade no coração de cada homem e que o Senhor é o único que pode conferir dignidade por meio de sua graça divina. Deus se deleitou aumentando a fé de Pedro, e purificando sua adoração e amor. Este foi outro toque de graça no processo de moldar um homem de Deus. Pedro devia aprender, como todos nós, que nossa maior necessidade não é financeira, ter boas relações interpessoais, e nem sequer possuir boa saúde. Nossa necessidade principal é ter fé, isto é, ter a habilidade de confiar em Jesus Cristo para que satisfaça cada uma de nossas necessidades. Nossa maior necessidade é compreender a aliança única e particular que

OS VALORES MORAIS Neste livro (dividido em doze capítulos) sempre aparece a figura do apóstolo Pedro, o pescador que, segundo o reverendo Erwin Lutzer, teve uma influência que permanece até a atualidade e que só o céu revelará o impacto completo de sua fidelidade a Deus. A firmeza do discípulo mais renomeado de Jesus Cristo é valorizada pelo autor a tal ponto que salienta que os cristãos de toda a história foram afetados positivamente por sua vida, seu testemunho e seus escritos. O mundo é um lugar sujo, espiritualmente falando. Os filmes que assistimos na televisão, a desonestidade prevalente nos negócios e um geral abandono dos valores morais constituem influências que fazem com que muitos crentes comprometam suas convicções. As tentações que a geração mais jovem enfrenta são, historicamente em sua totalidade, inigualáveis. Mas o verdadeiro inimigo não está fora, mas no interior. Nascemos com uma natureza que tende a interesses carnais. Os desejos obscuros internos só são muito receptivos aos estímulos externos. No epílogo de seu livro, o pastor Lutzer, mestre em teologia graduado no Seminário Teológico de Dallas, propõe que só a fé, a esperança e o amor, junto com o fruto de um caráter piedoso, passarão desta vida para a outra. Com mais de trinta livros publicados, medalhista de ouro da Associação de Editores Cristãos Evangélicos e abençoado como um dos autores religiosos de maior relevância do mundo, ele lembra que Deus sempre nos convida a sua mesa, mas devemos ter os pés e as mãos limpas. Se desejamos fixar as pegadas de Deus sobre as coisas que fazemos na terra, só existe uma razão válida e poderosa para fazêlo: devemos pôr nossa vida em suas mãos! Unicamente Ele pode tomar o que fazemos, e perpetuá-lo. Deus pôs eternidade no coração de cada homem. Intuitivamente procuramos significado e valor, esperando deixar uma herança perdurável depois de ter partido deste mundo. Além de nossa relação com Deus, nenhum impacto como tal é remotamente possível. Unicamente o Criador pode nos conferir dignidade, e só por sua graça poderemos fazer uma contribuição que perdure l

O mundo é um lugar sujo, espiritualmente falando. Os filmes que assistimos na televisão, a desonestidade prevalente nos negócios e um geral abandono dos valores morais constituem influências que fazem com que muitos crentes a comprometam suas convicções. As tentações que a geração mais jovem enfrenta são, historicamente em sua totalidade, inigualáveis. Mas o verdadeiro inimigo não está fora, mas no interior. Nascemos com uma natureza que tende a interesses carnais. Os desejos obscuros internos só são muito receptivos aos estímulos externos.

Junho 2016 / Impacto evangélico

27


TU ÉS FIEL, SENHOR Hino que aborda a misericórdia de Deus e sua lealdade com a humanidade. Foi composto por Thomas Obadiah Chisholm, e se fez conhecida rapidamente na comunidade cristã dos Estados Unidos.

E

scrita em 1923, na cidade norteamericana de Baldwin, a canção “Tu és fiel, Senhor” é uma ode muito particular da música cristã, catalogada pelos especialistas como uma oração fervorosa. Obra do compositor evangélico Thomas Obadiah Chisholm, nascido em 29 de julho de 1866, foi musicada pelo reverendo William H. Runyan, membro do Instituto Bíblico Moody, e interpretada e popularizada nos anos 50 pelo renomado cantor George Beverly Shea. Publicado pela empresa Hope Publishing Company, o hino de Chisholm tem uma história singular. O objetivo do autor deste poema foi elogiar a fidelidade do Senhor e, imediatamente, foi musicado por Runyan para criar a melodia apropriada. Posteriormente, sob a iniciativa do reverendo William Henry Houghton, presidente do Instituto Bíblico Moody, o canto se tornou muito habitual dentro da comunidade cristã dos Estados Unidos e depois foi reconhecida mundialmente graças à voz de Shea. Segundo o hinologista Kenneth Osbeck, autor de vários livros sobre música evangélica, a base doutrinal de ���Tu és fiel, Senhor” está na passagem bíblica contida em Lamentações 3:22-23 que aborda a misericórdia do Senhor e sua lealdade com a humanidade. Do mesmo modo, esta canção, incluída em numerosos hinários, refere tacitamente ao conceito de que toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em que não há mudança nem sombra de variação (Tiago 1:17). Chisholm, que se tornou seguidor de Jesus Cristo aos vinte e sete anos, criou sua mais celebre composição, guiado por MISIONÁRIO MUNDIAL 28 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Deus e segundo suas próprias palavras, com a ideia de contar com um texto fortalecedor que lhe servisse como apoio nos momentos de maior incerteza durante sua vida. Então, sob o amparo do Senhor, o compositor ideou, no meio de seus trabalhos diários e com respaldo das Sagradas Escrituras, um poema no qual salientava palavras como “compaixão”, “bondade”, “misericórdia”, “paz”, “gozo” e “repouso”. Criado em uma cabana rústica, Thomas Obadiah Chisholm compôs mais de mil duzentos hinos evangélicos ao longo de seus noventa e três anos de vida. Servo paciente e generoso do Senhor, Chisholm conseguiu difundir seu amplo trabalho a favor da causa de Deus por diversos meios de comunicação religiosos como “Sunday School Times”, “Moody Monthly” e “Alliance Weekly”. Também trabalhou como editor do jornal “Pentecostal Herald” em Louisville e foi pastor do movimento metodista durante um ano. O hino “Tu és fiel, Senhor” nunca


MÚSICA

TU ÉS FIEL, SENHOR 1 Tu és fiel, Senhor, ó Deus eterno! Teus filos sabem que não falharás! Nunca mudaste, Tu nunca falhaste; Tal como eras, sim, sempre serás.

deixará de remeter a Deus. Sempre será um canto referencial da confiança que o Senhor outorga a seu povo. Também, invariavelmente fará com que lembremos Chisholm que jamais deixou de compartilhar as boas novas mediante suas criações. Um homem prolífico que serviu ao Senhor por mais de sessenta e seis anos e faleceu em 29 de fevereiro de 1960, no estado de Nova Jersey, após uma longa existência de mais de nove décadas l

REFRÃO Tu és fiel, Senhor! Tu és fiel, Senhor! Dia após dia tuas bençoes nos dás Tua mercê nos sustenta e nos guarda; Sim, para sempre, ó Deus, fiel serás. 2 Nuvens no azul do céu, Sol refulgente, Montes e vales, campinas em flor, Tudo criaste n aterra e nos ares, E todos louvam-te, fiel Senhor. 3 Pleno perdão nos dás, que segurança! Sempre nos guias na senda do bem; E no porvir, oh! Que doce esperança! Tu nos receberás no lar de além. Junho 2016 / Impacto evangélico

29


EVAN ROBERTS Em 1904, um jovem crente liderou um avivamento que impactou o mundo. Seu nome era Evan Roberts. Sua declaração, “Não podemos fazer nada sem o Espírito Santo”, marcou sua vida e impulsionou o Cristianismo no País de Gales. Roberts Liardon

E

van John Roberts nasceu no País de Gales em 8 de junho de 1878, na casa dos crentes Henry e Hannah Roberts. O espírito do avivamento se manifestou imediatamente nele. Seus pais influenciaram sua formação espiritual, e sua natureza se caracterizava pela excelência e pela sensibilidade. Sua família era conhecida por seu amor à Palavra de Deus e seu trabalho duro na difusão do Evangelho. Cada membro da família Roberts, não importa quão jovem fosse, tinha uma Bíblia muito usada. A personalidade firme de Roberts era o resultado da educação recebida em casa. Quando Evan era ainda muito jovem, seu pai sofreu um acidente na mina onde ele trabalhava. Devido a isso, Roberts teve que abandonar a escola para ajudá-lo. No entanto, ele nunca se queixou disso. Ele desenvolveu o hábito familiar de memorizar a Bíblia e nunca mais foi visto sem suas Sagradas Escrituras. Diz-se que ele as escondia em fendas da mina onde ele trabalhava. Um dia, houve um enorme incêndio que devorou tudo o que encontrou em seu caminho, exceto a Bíblia de Roberts. Suas páginas ficaram só um pouco chamuscadas, e a continuou levando todos os dias e memorizando passagens dela. Todas as manhãs, ele ficava na entrada da mina para dar uma passagem aos trabalhadores, com o objetivo de que eles meditassem sobre ela. Os homens trabalhadores que passavam ao lado deste jovem coberto com pó de carvão não tinham MISIONÁRIO MUNDIAL 30 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

ideia de como Deus o usaria para mudar sua nação. JOVEM DIFERENTE Evan era totalmente diferente dos outros jovens de sua idade. Ele nunca participava de esportes, entretenimentos ou brincadeiras. Ele trabalhava nas minas no sul do País de Gales todo o dia e depois ia para sua casa e caminhava mais de um quilômetro e meio para chegar à casa do Senhor. Aos 13 anos de idade, ele experimentou seu primeiro encontro com Deus. Foi então que se comprometeu a pregar ainda mais a Palavra. Uma frase simples, mas profunda, proferida do púlpito mudou sua vida: “O que Jesus faria?”. Roberts estava quase sempre na igreja, discutindo as Escrituras com outros crentes. Os anciãos da sua congregação o encomen-


HERÓIS DA FÉ

O que começou em 31 de outubro de 1904 como uma campanha simples em uma igreja rapidamente se tornou um tremendo avivamento que durou duas semanas. O grupo começou com alguns crentes consagrados que ouviam atentamente a mensagem de Roberts. No entanto, em vez de estar atrás do púlpito, o jovem líder caminhava pelos corredores, pregando e fazendo perguntas para as pessoas sentadas nos bancos.

daram organizar um grupo de discussão para pessoas da sua idade. Mas esses momentos felizes acabaram abruptamente quando ocorreu uma explosão na mina onde ele trabalhava. Os homens solteiros foram os primeiros que perderam seus empregos. Então, em 1898, Evan começou a trabalhar em Mountain Ash, uma cidade ao norte de onde ele morava. Ele deixou sua casa sem saber da preparação espiritual que tinha obtido. Naquela época, poucas pessoas compreenderam o poder da oração. A maioria delas frequentava a igreja por compromisso moral e não espiritual. Mas não Evan. Por causa de seu desejo único do Senhor, ele se entregou à oração e à intercessão. Seu compromisso era tão grande que, quando ele tinha 20 anos, al-

guns o consideravam um “lunático”. Em todos os lugares, boatos circularam sobre ele. Diziase que meditava tanto sobre a Palavra que muitas vezes passava dias inteiros sem comer. Apesar de que as pessoas não entenderam os métodos de Roberts, o poder espiritual que ele mostrava era inconfundível. Em uma ocasião, ele viajou para Builith Wells para uma reunião de oração à qual tinha sido convidado. Os corações dos participantes se derreteram perante a energia desprendida de sua oração. Após o serviço, o ministro se aproximou dele e o aconselhou a entrar no ministério de tempo integral. SERVO DE DEUS Evan seguiu o conselho e respondeu à cha-

Continue lendo–– Junho 2016 / Impacto evangélico

31


MISIONÁRIO MUNDIAL 32 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


HERÓIS DA FÉ Continue lendo––

mada. Então, por meio de sua igreja, ele recebeu convites para pregar, e seus sermões foram recebidos com grande aprovação. Durante este período, ele escreveu a um amigo: “Eu orei para que o Senhor nos batizasse com o Espírito Santo”. Pouco depois, ele ficou tão profundamente sacudido pelo Senhor que sua cama tremeu. Depois disso, todas os dias à 1 da manhã, Roberts acordava para ter comunhão com Deus. Em dezembro de 1903, ele sabia em seu coração que Deus tinha planejado um grande avivamento para a comunidade do País de Gales. Enquanto pregava em Moriah, ele disse: “Eu estendi minha mão e toquei a chama. Eu estou queimando e esperando por um sinal”. Para Evan, 1904 foi um ano de grandes lutas. Seu amigo mais próximo, Sidney Evans, participou de uma reunião de oração; quando ele voltou muito animado, disselhe que tinha se rendido completamente à obra do Senhor. Mas Roberts reagiu de forma muito estranha. Temendo não receber a plenitude do Espírito de Deus, ele caiu em uma depressão profunda, algo que se repetiria várias vezes durante seu ministério. Ele era tão consumido pela ideia que nada podia aliviá-lo. Depois, em setembro, os amigos de Roberts o convenceram a ir com eles para ouvir o pregador Seth Joshua. Evan não sabia, mas o Rev. Joshua tinha orado por anos para que Deus levantasse outro Elias e o investisse com o manto do poder. E Joshua conseguiu exatamente o que ele pediu. Quando o avivamento veio através da liderança de Evan, os grandes e solenes pregadores da Inglaterra e do País de Gales foram forçados a se sentar aos pés de mineiros toscos e rudes para ver as obras maravilhosas de Deus. AVIVAMENTO GALÊS Roberts permaneceu em silêncio durante todo o culto. Mas quando Joshua começou a orar, “Dobra-nos! Dobra-nos!”, sua alma foi comovida. Após a reunião, o grupo foi para a casa de Joshua para tomar o café da manhã, mas Roberts se recusou a comer. Ele era extremamente tenso e solene. Ele temia que o Espírito Santo viesse a ele e não estivesse pronto para aceitá-lo. Evan deixou seus amigos e voltou para a

igreja onde o Rev. Joshua tinha pregado. Enquanto estava lá, ele começou a responder a oração que o pastor tinha feito, clamando ao Senhor: “Dobra-me! Dobra-me”. Em seguida, ele recebeu uma revelação do amor de Deus. Naquele dia, ele se rendeu à vontade do Senhor e deixou que a Sua compaixão o enchesse. Roberts tinha orado fervorosamente para que cem mil almas se unissem ao reino de Deus e recebeu essa visão estranha como uma resposta direta a suas orações. Foi então que ele decidiu começar seu ministério e destinar todo seu tempo e seu dinheiro ao trabalho que estava por vir. Sua declaração, “Não podemos fazer nada sem o Espírito Santo” estabeleceu o precedente para o resto do seu ministério. Evan finalmente obteve permissão para iniciar algumas reuniões. O que começou em 31 de outubro de 1904 como uma campanha simples em uma igreja rapidamente se tornou um tremendo avivamento que durou duas semanas. O grupo começou com alguns crentes consagrados que ouviam atentamente a mensagem de Roberts. No entanto, em vez de estar atrás do púlpito, o jovem líder caminhava pelos corredores, pregando e fazendo perguntas para as pessoas sentadas nos bancos. Os cultos se tornaram mais fervorosos. Ondas fortes de intercessão inundaram a sala durante cada culto, e muitas vezes as reuniões duraram até o amanhecer. Além disso, uma vez, Roberts orou toda a noite com uma congregação e não voltou para casa até a manhã seguinte. Este grupo de crentes liderado pelo jovem evangelista transformou toda a comunidade. Em dois anos, o nome de Evan era conhecido em todo o País de Gales. No entanto, no ponto mais alto do avivamento, Evan Roberts sofreu em 1906 um grave colapso físico e emocional que o obrigou a se retirar da vida pública. Então ele se refugiou na oração, se dedicou a ler a Bíblia e viveu uma existência sem exposição. Roberts foi enterrado em 29 de setembro de 1951 aos setenta e dois anos. Ele foi enterrado em sua propriedade familiar atrás da igreja de Moriah, ao norte do País de Gales. Alguns anos mais tarde, uma coluna foi erigida em sua memória na frente de Moriah para comemorar seus esforços para difundir o Evangelho l

Roberts tinha orado fervorosamente para que cem mil almas se unissem ao reino de Deus e recebeu essa visão estranha como uma resposta direta a suas orações. Foi então que ele decidiu começar seu ministério e destinar todo seu tempo e seu dinheiro ao trabalho que estava por vir. Sua declaração, “Não podemos fazer nada sem o Espírito Santo” estabeleceu o precedente para o resto do seu ministério.

Junho 2016 / Impacto evangélico

33


O CHAMADO DE FRANCISCO Entre a delinquência, o álcool, o sexo e as drogas, Francisco Gómez Ardanaz estava devorado pelo prazer sem limites e uma aparente felicidade. Ele se consumia sem salvação. Parecia que sua vida não tinha sentido, até que finalmente conseguiu encontrar a liberdade de sua atormentada existência. Marlo Pérez Foto: Keila Zavaleta Cruz y Archivo familiar

MISIONÁRIO MUNDIAL 34 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


HISTÓRIAS DE VIDA

Junho 2016 / Impacto evangélico

35


A vida de Francisco começou a se descontrolar e a desaparecer no ar como a fumaça que emanava, até que sua adição o levou a frequentar as pistas de dança das diferentes discotecas de Barcelona, incluídas as de público homossexual onde, além de experimentar com novos alucinógenos como o cristal e o êxtase líquido, manteve relações sexuais com uma grande quantidade de jovens viciadas. Ali conheceu a cetamina, droga conhecida também por suas propriedades anestésicas em cavalos.

MISIONÁRIO MUNDIAL 36 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

E

m meados da década de 1990, Francisco percorria as ruas de Barcelona, Espanha, à procura de prazer e diversão. Seu desenfreio o levou por todo tipo de discotecas onde, além de consumir as mais perigosas drogas do momento, contatou dezenas de mulheres com as quais passou várias noites. Ninguém pôde regenerá-lo, até que a mensagem ‘Cristo te ama’ o tirou dessa perdição. MINHA VIDA NA DROGA A adição de Francisco começou aos 17 anos, quando seus amigos do bairro de La Mina o incitaram a fumar a mistura de folhas e flores do cânhamo mais conhecido como haxixe, que lhe produziu uma sensação tão euforizante que se descontrolou na frente deles. Tudo estava permitido para os novatos como ele, diziam eles. Com o tempo, Francisco e seus amigos saíram de seus esconderijos e começaram a desperdiçar sua vida fumando em parques e praças nos arredores de seu bairro e sem o temor da opinião das pessoas. Já com experiência, ele começou a consumir cocaína e depois uma droga sintética, mais conhecida como LSD, que transtornou sua personalidade e o tornou um jovem muito instável. Francisco não percebeu que em seu histórico familiar seus dois irmãos morreram por intoxicação. “Aquelas substâncias começaram a fazer parte de minha vida diária, tanto que só me

encontrava bem quando me drogava. Foi ali quando começaram os problemas com minha mãe, com quem discutia sempre”, lembra Francisco. A vida de Francisco começou a se descontrolar e a desaparecer no ar como a fumaça que emanava, até que sua adição o levou a frequentar as pistas de dança das diferentes discotecas de Barcelona, incluídas as de público homossexual onde, além de experimentar com novos alucinógenos como o cristal e o êxtase líquido, manteve relações sexuais com uma grande quantidade de jovens viciadas. Ali conheceu a cetamina, droga conhecida também por suas propriedades anestésicas em cavalos. “Dentro destes lugares pude contemplar todo tipo de condutas homossexuais, lésbicas e bissexuais. Uma sodomia e uma perversão extremas... Eu frequentava estes lugares porque gostava de dançar e estar com mulheres”, narra ele. TRÊS MORTOS Francisco Gómez Ardanaz nasceu em 1 de agosto de 1977, na cidade de Barcelona. Seus pais foram Juan Gómez e Pilar Ardanaz, provenientes de uma família de classe média, mas que com o tempo seus recursos começaram diminuir devido à pobreza, à delinquência e aos vícios do bairro do San Adrián del Besos, onde ele cresceu. Devido a esta precariedade, dois de seus


HISTÓRIAS DE VIDA

Devido a esta precariedade, dois de seus sete irmãos mais velhos, Juan e Ricardo, caíram nas drogas e na delinquência, sendo procurados pela polícia da cidade. Isto fez com que seu pai fosse devorado na depressão e abrasasse o álcool junto a uma vida cheia de ataques e violência para sua mãe e seus outros irmãos. Uns anos depois ,em 1985, seu progenitor faleceu e, um ano e meio depois, seus dois irmãos morreram de overdose.

sete irmãos mais velhos, Juan e Ricardo, caíram nas drogas e na delinquência, sendo procurados pela polícia da cidade. Isto fez com que seu pai fosse devorado na depressão e abrasasse o álcool junto a uma vida cheia de ataques e violência para sua mãe e seus outros irmãos. Uns anos depois ,em 1985, seu progenitor faleceu e, um ano e meio depois, seus dois irmãos morreram de overdose naquela penitenciária. A tragédia não deixou em paz a família Gómez Ardanaz. “Isso foi um golpe muito duro para minha vida e a de minha família, sobretudo para minha mãe, pois era terrível para uma mãe

enterrar dois filhos e um esposo em um ano e meio”, afirma Francisco. Após esta tragédia, aos 14 anos de idade, Francisco prometeu que não ia acabar como seu pai e seus dois irmãos. No entanto, começou a ter mais liberdade para entrar e sair de seu lar e sem nenhuma restrição de sua mãe ou de suas irmãs, que já tinham formado suas próprias famílias. Sem saber, Francisco se dirigia ao matadouro. RUMO À DELINQUÊNCIA Depois de experimentar com todo tipo de estupefacientes, e sem emprego fixo, Francisco,

Continue lendo–– Junho 2016 / Impacto evangélico

37


Continue lendo––

Depois de vários sonhos, Francisco sentiu o chamado divino e assistiu à casa do Senhor. Depois de quatro dias e ainda com um pouco de incredulidade, ele pediu ao Todo-Poderoso que lhe revelasse e confirmasse sua presença. Quando acabou de falar, um fogo subiu por seu corpo, dos pés à cabeça, e o comoveu até que pediu perdão por seus pecados, recebendo como recompensa a unção do Espírito Santo.

que era conhecido também como ‘Paco’, começou a vender droga em bares, discotecas e em todo lugar onde se reuniam jovens boêmios e amantes do prazer alucinógeno. Por esse tempo, ele manteve uma relação amorosa com uma mulher viciada no sexo e nele. Outra das formas em que Francisco conseguiu dinheiro foi roubando bicicletas em um conhecido centro comercial dessa época. Em outra ocasião, ele e vários de seus amigos entraram em um bar e roubaram cerca de 800 euros das máquinas caça-níqueis. “Minha vida começou a entrar em um espiral de fracasso, pois eu só era feliz quando me drogava e a única forma de conseguir dinheiro era fazendo negócios com drogas”, expressa ele. CRISTO TE AMA Apesar de que sua vida estava arruinada por causa do desenfreio e das drogas, a promessa que fez naquela ocasião continuava vigente. Foi então que, aos 25 anos de idade, Francisco viu que seu futuro se encontrava sob uma nuvem de incerteza, e não imaginava que um ‘Cristo te ama’ podia mudar sua vida. Isso aconteceu em abril de 2003, quando estava fumando vários “baseados” de haxixe por seu bairro, e um conhecido jovem dessa zona recentemente convertido ao evangelho se aproximou dele e o cumprimentou com aquela frase que o deixou perplexo. Imediatamente, Francisco pensou que o jovem cristão tinha algum problema mental porque falava dessa forma. No entanto, quando ele testificou sua vida e apresentou Jesus Cristo como o único que podia mudá-lo, Francisco encontrou coerência nele. “Deus quer fazer de você um homem novo. Deus quer libertá-lo de toda atadura diabólica e quer lhe devolver o gozo, a paz e a vontade de ter novamente uma esperança, uma nova vida”, disse aquele jovem crente. Depois de convidá-lo à casa do Senhor, ele lhe deu um Novo Testamento. “Eu sempre o levava comigo porque me apaixonei pela pessoa de Jesus Cristo... Eu lembro que quando acabava de comer me fechava em meu quarto e lia a palavra de Deus, mesmo fumando haxixe. Eu fazia isso sem o conhecimento do temor de Deus”, diz Francisco. O APOCALIPSE Após várias semanas e ainda sem se decidir

MISIONÁRIO MUNDIAL 38 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

pelo Senhor, Francisco teve uns sonhos estranhos e perturbadores que lhe revelaram os últimos episódios da raça humana na terra descrita no livro do Apocalipse. “No primeiro sonho pude observar que meu bairro estava completamente em trevas. Eu vi centenas de pessoas correndo e gritando com grande espanto: ‘Onde está minha família? Onde está minha família? Desapareceu!’... Em outro momento, eu vi mães que gritavam dizendo: ‘Onde está meu filho?


HISTÓRIAS DE VIDA

Onde está minha filha? Estavam em meus braços e despareceram’. Tudo era um caos”, revela ele. Depois deste e outros sonhos, Francisco sentiu o chamado divino e assistiu à casa do Senhor. Depois de quatro dias e ainda com um pouco de incredulidade, ele pediu ao Todo-Poderoso que lhe revelasse e confirmasse sua presença. Quando acabou de falar, um fogo subiu por seu corpo, dos pés à cabeça, e o comoveu até que pediu perdão por seus pe-

cados, recebendo como recompensa a unção do Espírito Santo. Depois de sua conversão em maio de 2003, a vida do irmão Francisco foi diferente. Ele prega a palavra de Deus nas ruas e praças, e através de uma empresa de comidas em uma das delegacias de Mossos d’Esquadra em Travessera de Les Corts em Barcelona; onde além de levar o alimento físico aos ladrões e prostitutas, leva o alimento espiritual da Palavra de Deus l Junho 2016 / Impacto evangélico

39


MISIONÁRIO MUNDIAL 40 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


ENTREVISTA

“DEUS CONTINUA ABRINDO PORTAS” A Colômbia ora por multiplicar a Palavra do Senhor com emissoras em várias capitais de províncias. O Rev. Joaquín Enrique Parra Cartagena, Supervisor Nacional, compartilha a visão e avanços da Obra.

C

om mais de um ano na Supervisão da Colômbia, o Rev. Joaquín Enrique Parra Cartagena, expressa para “Impacto Evangelístico” o trabalho realizado no país da América do Sul que mais missionários enviou ao mundo. Desde quando está na supervisão? Pela graça de Deus, nós estamos trabalhando desde janeiro de 2015. Já levamos um pouco mais de um ano e Deus continua abençoando sua obra, porque todos os que fazemos parte da junta nacional estamos trabalhando grandemente. Deus é o que está fazendo as coisas e nós, por sua graça e misericórdia, só somos os instrumentos que Ele continuará usando para que a obra continue avançando. Até agora que metas traçaram? O trabalho realizado pelo anterior Supervisor, Rev. Humberto Henao, e supervisores anteriores foi um trabalho excelente em todo o sentido da palavra, e agora nós com a junta nacional o estamos complementando na direção do Senhor. Como se realiza este trabalho? Estamos trabalhando para que dentro de cada congregação e em cada presbitério haja um envolvimento na formação de obreiros e pastores, porque à medida que o evangelho é difundido, Deus continua abrindo portas e lugares para pregar sua palavra. Para tudo isso, é preciso que haja pessoas chamadas por Deus para que enfrentem essa necessidade. Essa é

uma das metas e objetivos que queremos conseguir e que temos certeza que estão no coração de Deus. Qual é a visão do povo colombiano? Dentro da visão de Deus também existe a possibilidade de propriedades próprias para nossos templos. Também estamos orando ao Senhor para que nos dê emissoras em várias capitais de província e para que também nos dê a bênção de ter um canal de televisão para que nos unamos com Bethel Televisión, que é uma grande inspiração para nós porque leva a mensagem a todos os lugares do mundo. Quanto cresceu a obra na Colômbia nestes anos? A Colômbia tem um crescimento numérico muito extenso. Ao longo da obra do Movimento Missionário Mundial, foram muitos os fatores que impulsionaram o crescimento numérico das almas na Colômbia, e isso se observa na congregação que sente o desejo de pregar a mais almas perdidas. Que referência há de seus programas de evangelização? Há um programa de evangelização que sentimos que vem de Deus e com o qual vários pastores se comprometeram. O programa consiste em pregar em casas, praças e ônibus, e também em fazer campanhas em estádios, porque é uma forma de chegar às pessoas e apresentar nosso Senhor Jesus Cristo como salvador l

Junho 2016 / Impacto evangélico

41


MISIONÁRIO MUNDIAL 42 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


DEVOCIONAL

QUÃO GRANDE É DEUS! “Ó Senhor, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome sobre toda a terra!” Salmo 8:9. Rev. Luis M. Ortiz

D

avi era um conspícuo observador da criação, bem como um profundo adorador do Criador. Ele disse: “Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que preparaste; que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites?” (Salmo 8:3-4). E então em uma grande exclamação de gratidão e de sincera adoração, disse: “Ó Senhor, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome sobre toda a terra!” (Salmo 8:9). Verdadeiramente nosso Deus é grande! • Ele é grande em amor. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16). Seu amor é tão grande que sacrificou seu próprio Filho para nossa salvação. Paulo diz: “Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós” (Romanos 5:8). João diz: “Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus” (1 João 3:1). • Deus é grande em benignidade. Em Êxodo 34:6, Deus se proclama grande em benignidade. Ele não pode ser de outro modo em sua grande benignidade, ele faz que o seu sol se levante sobre maus e bons (Mateus 5:45). • Deus é grande em misericórdia. A Bíblia diz: “Que guarda a beneficência em milhares; que perdoa a iniqüidade, e a transgressão e o pecado” (Êxodo 34:7). O Salmo 136, fazendo um resumo da grandeza, da misericórdia e da bondade de Deus, acaba cada versículo dizendo: “Porque a sua benignidade dura para sempre”. • Deus é grande em glória. O Salmo 138:5 diz: “Grande é a glória do Senhor”. O mundo viu grandes manifestações da glória de Deus, como quando a nuvem da glória de Deus guiava o povo de Israel no deserto, e depois pousou sobre o tabernáculo; quando o fogo de sua glória ardia no lugar santíssimo. Os profetas viram parte da glória de Deus; e

Isaías exclamou: “Toda a terra está cheia da sua glória” (Isaías 6:3). Mas pudemos ver a maior demonstração da glória de Deus na encarnação de seu Filho amado, por isso João diz: “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade” (João 1:14). • Deus é grande em poder. Em Jó 37:23, lemos: “Ao Todo-Poderoso não podemos alcançar; grande é em poder...” Ele é o criador de todas as coisas. Em Jeremias 32:17-18, lemos: “Ah Senhor Deus! Eis que tu fizeste os céus e a terra com o teu grande poder, e com o teu braço estendido; nada há que te seja demasiado difícil… O grande, o poderoso Deus cujo nome é o Senhor dos Exércitos”. • Deus é grande em fidelidade. Em Lamentações 3:23, lemos: “Grande é a tua fidelidade”. Ele é grande em sua fidelidade. Ele é fiel a sua Palavra. Nenhuma de suas palavras cai em terra (2 Reis 10:10). O céu e a terra passarão, mas as suas palavras não hão de passar (Mateus 24:35). Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo (2 Timóteo 2:13). Amigos meus, quando rejeitamos a grandeza de seu amor, de sua benignidade, de sua misericórdia, de sua glória, de seu poder, de sua fidelidade, temos que enfrentar a grandeza de sua ira. Em Jeremias 36:7, lemos: “Porque grande é a ira e o furor que o Senhor tem expressado”. • Ele também é grande em sua justiça. E a Bíblia diz que não terá por inocente ao culpado e ao pecador (Êxodo 34:7). Aqueles que não se refugiarem na grandeza de seu amor sofrerão os rigores da grandeza de sua justiça e de sua ira. Amigo, se você não quer sofrer o eterno rigor da ira de Deus, por seu pecado, é melhor que aceite agora mesmo a grandeza do amor de Deus e todo o que Ele fez por você. Aceite a Jesus Cristo como seu grande Salvador. Amém l

Ele é grande em sua fidelidade. Ele é fiel a sua Palavra. Nenhuma de suas palavras cai em terra (2 Reis 10:10). O céu e a terra passarão, mas as suas palavras não hão de passar (Mateus 24:35). Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo (2 Timóteo 2:13).

Junho 2016 / Impacto evangélico

43


COMBATEMOS O BOM COMBATE? “Vendrá tiempo cuando no sufrirán la sana doctrina, sino que teniendo comezón de oír, se amontonarán maestros conforme a sus propias concupiscencias, y apartarán de la verdad el oído y se volverán a las fábulas… y el tiempo de mi partida está cercano. He peleado la buena batalla, he acabado la carrera, he guardado la fe. Por lo demás, me está guardada la corona de justicia, la cual me dará el Señor…” 2 Timoteo 4:3-10. Rev. Gustavo Martínez

A

Pedro estava pensando no bem-estar terreno, nas comodidades, e errou grandemente porque tentou convencer o Senhor a não continuar, a tomar outra rota, a evadir o sofrimento e a morte. Mas o Senhor foi explícito, disse que era necessário manter a mente fixa nas coisas de cima, em Deus.

MISIONÁRIO MUNDIAL 44 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Bíblia nos fala de pessoas que um dia começaram neste caminho e parecia que iam permanecer até o fim. Mas apesar de que eles tiveram um bom início, infelizmente tiveram um triste fim. Por isso, sempre escutamos que devemos manter nossa mente no Senhor e não nas coisas que perecem. O Senhor admoestou o apóstolo Pedro, quando quis convencer Jesus a ter compaixão de si mesmo e a não ir para Jerusalém porque o esperavam para matá-lo, mas o Senhor teve que repreendê-lo dizendo: “Para trás de mim, Satanás, que me serves de escândalo; porque não compreendes as coisas que são de Deus, mas só as que são dos homens” (Mateus 16:23). Pedro estava pensando no bem-estar terreno, nas comodidades, e errou grandemente porque tentou convencer o Senhor a não continuar, a tomar outra rota, a evadir o sofrimento e a morte. Mas o Senhor foi explícito, disse que era necessário manter a mente fixa nas coisas de cima, em Deus. O Senhor disse: “Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me” (Marcos 8:34). “Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus” (Lucas 9:62). O apóstolo Paulo teve que escrever esta carta com tristeza, não porque estava prestes a ser sacrificado, mas porque via muitos que iam embora. E, a este respeito, ele menciona o nome de Demas, um que tinha sido seu colaborador, seu ajudante, seu companheiro de milícia, um que tinha trabalhado ao lado de homens de Deus, de homens fiéis. Paulo disse: “Porque Demas me desamparou, amando o presente século…” (2 Timóteo 4:10). O apóstolo João disse: “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há” (1 João 2:15). O que ama o mundo não pode permanecer para sempre, a Bíblia diz: “E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre” (1 João 2:17).

O apóstolo Paulo é um bom exemplo de perseverança, de fidelidade, de constância, é um homem que se atreveu a dizer: “Sede meus imitadores, como também eu de Cristo” (1 Coríntios 11:1). Também disse: “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus… mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo. E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo” (Gálatas 2:20; Filipenses. 3:7-9). Este homem entendeu que o que antes seguia era uma religião. Lembremos que um resplendor do céu veio sobre ele e caiu em terra, e imediatamente disse a Deus: “Senhor, que queres que eu faça?” (Atos 9:6). Paulo diz: “Porque eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo. Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé” (2 Timóteo 4:6-7). Por isso também disse: “Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?… nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor” (Romanos 8:35-39). Quando nós combatemos contra os poderes do inferno, do mundo e da carne, esse é o combate que devemos combater, não devemos combater a favor do mundo, nem contra a sã doutrina. Depois diz: “Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda” (2 Timóteo 4:8). Paulo não era o único, havia muitos que não vacilariam, que não se importavam com o que poderia acontecer com eles, seriam capazes de chegar ao fim honrando a Deus e sua Palavra l


DEVOCIONAL

Junho 2016 / Impacto evangĂŠlico

45


ONDE ESTÃO OS QUE DEFENDEM A OBRA DE DEUS? “Porque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão ao rebanho; e que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si”. Atos 20:29-30. Rev. Álvaro Garavito

A Homens perversos que estão infiltrados, falsos mestres com grande amplitude perante as massas do mundo, através de canais poderosos de televisão, através de muitas cadeias de rádio, transmitindo seu veneno, que estão asfixiando o mundo, o povo, os pecadores. Por essa razão, precisamos daqueles que podem se levantar para defender a herdade de Deus, que podem se levantar para defender a Obra que o Senhor colocou em suas mãos.

MISIONÁRIO MUNDIAL 46 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

passagem citada nos fala da despedida do apóstolo Paulo da Igreja que estava em Mileto, cidade da Ásia Menor. Ele estava se despedindo depois de ter fato um trabalho por três anos, depois de ensinar a Palavra de dia e de noite, no templo e nas casas. Ele se despedia com lágrimas, admoestando cada um, e lhes diz: “Não vereis mais o meu rosto” (v. 25), não só estava se despedindo desta cidade, mas se despedia desta terra para ir para a eternidade, e é ali onde afirma: “Porque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão ao rebanho” (v. 29); e continua dizendo: “E que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si” (v. 30). “Entrarão no meio de vós lobos cruéis…” (v. 29). A palavra “cruel” define alguém “que goza com fazer sofrer”. Paulo estava falando o que o Espírito Santo lhe inspirava, declarando os propósitos de Satanás; estava advertindo que Satanás introduziria no povo lobos cruéis, que eram instrumentos malignos dentro do povo do Senhor. “Eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis... e que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si” (vv. 29-30). É terrível ler, escutar e comprovar que a história não pôde negar que do povo de Deus se levantaram pessoas malignas que não pouparam ao rebanho, o inimigo infiltrado na Igreja nascente, pessoas e líderes perversos que estão escondidos, esperando o momento para fazer sua aparição, ou para ser expulsos pelo Senhor. No povo de Deus sempre houve falsos profetas e falsos mestres, o apóstolo Pedro escrevendo em sua segunda epístola nos diz:

“E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade. E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita” (2 Pedro 2:1-3). Dentro do povo de Israel e de Judá havia milhares de falsos profetas, mas a maioria eram profetas falsos, instrumentos que Satanás tinha introduzido na Igreja para destruí-la. Homens perversos que estão infiltrados, falsos mestres com grande amplitude perante as massas do mundo, através de canais poderosos de televisão, através de muitas cadeias de rádio, transmitindo seu veneno, que estão asfixiando o mundo, o povo, os pecadores. Por essa razão, precisamos daqueles que podem se levantar para defender a herdade de Deus, que podem se levantar para defender a Obra que o Senhor colocou em suas mãos. O Senhor diz: “Mas o mercenário, e o que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas. Ora, o mercenário foge, porque é


DEVOCIONAL

mercenário, e não tem cuidado das ovelhas” (João 10:12-13). O mercenário, unicamente trabalha por um salário, não por um chamado de Deus. Quando esses falsos pastores e evangelistas veem o lobo da mundanidade, da idolatria, da contaminação se aproximando, eles fogem, ou se escondem, ou se fazem de surdos e cegos. O verdadeiro pastor desse rebanho se levantará para defender e empunhará a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus. O pastor genuíno e verdadeiro defende o rebanho e não permite que o lobo cruel se

infiltre. Os lobos cruéis não poderão entrar. Os falsos profetas nem os falsos mestres não poderão entrar. Os púlpitos não serão cedidos a qualquer pessoa. Estamos em um tempo em que muitos não suportarão mais a sã doutrina. A este respeito, a Palavra de Deus afirma: “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas” (2 Timóteo 4:3-4). Que Deus tenha misericórdia! l Junho 2016 / Impacto evangélico

47


Um relatório superficial do trabalho que a Obra do Movimento Missionário Mundial desenvolve pelos caminhos da América e ao redor do mundo. A Santa Bíblia diz: “E, perseverando unânimes todos os dias no templo… E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.” Atos 2:46, 47.

NÃO PERCA O NORTE A Obra do Senhor da Colômbia realizou a confraternização distrital em Bogotá. A festa espiritual se difundiu nos cinco continentes por meios de comunicação.

D

e 5 a 7 de abril se realizou a confraternização distrital do Movimento Missionário Mundial da Colômbia na cidade de Bogotá. Esta atividade reuniu seis zonas do país sul-americano. A festa espiritual esteve marcada com a presença do Espírito Santo que dia após dia renovou, vivificou e transformou as vidas dos que aceitaram a convocatória da Obra do Senhor. No evento, os reverendos Paulo Castro, Supervisor Nacional do MMM da Colômbia, e Joaquín Parra, Oficial Nacional da Obra de Deus estabelecida em solo colombiano, pregaram a Palavra de Deus a mais de dois mil MISIONÁRIO MUNDIAL 48 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EVENTO

seguidores de Jesus Cristo. A igreja da localidade 12 de octubre, situada na cidade de Bogotá e pastoreada pelo Rev. Enrique Centeno, foi a encarregada da organização desta confraternização. As mensagens estiveram centradas na necessidade de avançar nos caminhos do Senhor sem perder o norte e levando em consideração os princípios básicos do Evangelho de Cristo. “Não

perca o Norte” foi o título de uma das mensagens do Rev. Castro, que instou os assistentes a continuarem avançando com os olhos em Cristo. Outra mensagem que marcou a atividade foi “Princípios para uma congregação sã”, onde o Rev. Parra salientou os critérios da sanidade espiritual da Igreja para impactar o mundo. A confraternização distrital do Mo-

vimento Missionário Mundial da Colômbia, realizada na cidade de Bogotá, foi difundida nos cinco continentes através do sinal de rádio “Celestial Stereo”. A este respeito, é preciso indicar que irmãos de Israel, Estados Unidos, Itália, Uruguai, El Salvador, Porto Rico, Bulgária, Peru e Irlanda seguiram com atenção as incidências ao vivo l Junho 2016 / Impacto evangélico

49


UMA VISÃO E UM LEGADO PARA CONTINUAR A Obra do Senhor na Guatemala celebrou sua Trigésima Primeira Convenção Nacional e realizou a troca do Supervisor Nacional.

O

Movimento Missionário Mundial da República da Guatemala celebrou, de 23 a 27 de março, sua XXXI Convenção Nacional no Acampamento de Retiros e Convenções “La Certeza”, localizado na Zona 25. O evento, no qual intervieram todos os Oficiais Internacionais do MMM, serviu para que o Rev. Gustavo Chay seja nomeado Supervisor Nacional da Obra na Guatemala em substituição do Rev. Álvaro Garavito, que liderou a congregação por mais 31 anos e desenvolveu um frutífero trabalho evangélico. Na jornada inaugural da Trigésima Primeira Convenção Nacional do Movimento Missionário Mundial da República da Guatemala, o Rev. MISIONÁRIO MUNDIAL 50 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EVENTO

Chay emitiu palavras de agradecimento para as delegações da Costa Rica, Honduras, El Salvador, México, Estados Unidos, Nicarágua e Panamá que assistiram ao evento. Além disso, a exposição bíblica esteve a cargo do Rev. Rómulo Vergara. Posteriormente, no segundo serviço, o Rev. Carlos Guerra, da Obra da Costa Rica, compartilhou a Palavra de Deus, com o tema: “Procurando um homem”, baseado no livro de Jeremias 5:1. Depois, no terceiro serviço, o Rev. José Soto transmitiu a mensagem de Deus através da dissertação denominada: “Que queres que eu faça?”, baseada no livro dos Atos 9:3-6. Depois, nos seguintes serviços, participaram a irmã Carmen Valencia de Martínez, os pastores Álvaro Garavito, que realizou um reconhecimento para a rádio “La Luz” do México, Arturo Hernández, Gustavo Martínez e José Soto, que anunciaram as boas novas do Senhor e falaram de diferentes aspectos do cristianismo l Junho 2016 / Impacto evangélico

51


ENCONTRE A FELICIDADE O Movimento Missionário Mundial do Peru realizou sua Confraternização Regional no coração da Amazônia com presença de delegações da Colômbia e do Brasil.

C

om a presença dos Oficiais Nacionais e Internacionais do Movimento Missionário Mundial, Supervisores de outros países da região, e uma grande quantidade de irmãos dos diferentes pontos do Peru, realizou-se a Confraternização Regional Iquitos 2016, de 21 a 24 de abril. Entre os presentes estiveram o Presidente e Vice-Presidente da obra, Rev. Gustavo Martínez e Rev. José Soto. Além disso, também participaram os Supervisores da Colômbia e do Brasil, Rev. Joaquín Parra e o Rev. Henry Ramos. Todos eles bem recebidos pelo Rev. Rodolfo González e pelo Supervisor do país, Rev. Luis Meza Bocanegra. Além disso, um grande contingenMISIONÁRIO MUNDIAL 52 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

te de delegações destes dois países também esteve presente nesta atividade cristã. O evento denominado ‘Encontre a Felicidade’ foi realizado no estádio da cidade Max Augustín pela noite, e pelo dia no estádio Juan Pinasco Villanueva, adaptado especialmente para o excessivo calor da zona, localizada na Amazônia peruana. Além dos louvores e a pregação da palavra do Senhor, a marcha realizada pela igreja no dia 23, pelas principais ruas da cidade de Iquitos, atraiu os milhares de povoadores ao evento. A transmissão televisiva e de rádio de Bethel Televisión, e através das redes sociais, teve grande repercussão mundial l


EVENTO

Junho 2016 / Impacto evangĂŠlico

53


UMA GERAÇÃO GENUÍNA O Movimento Missionário Mundial da Itália desenvolveu sua Nona Confraternização Nacional de Cavalheiros segundo o plano de Deus.

MISIONÁRIO MUNDIAL 54 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EVENTO

C

om a graça do Senhor, o MMM da Itália realizou, de 15 a 17 de abril, sua IX Confraternização Nacional de Cavalheiros na cidade de Turim. A festa espiritual, realizada sob o lema: “Que havemos de fazer a estes homens?”, foi liderada pelo reverendo David Echalar, Supervisor Nacional da Obra estabelecida em território italiano, que também foi o encarregado de pregar as boas novas. Durante a jornada inaugural da Nona Confraternização Nacional de Cavalheiros do MMM da Itália, o pastor Echalar anunciou a Palavra de

Deus. A este respeito, o reverendo desenvolveu o tema: “Que havemos de fazer a estes homens?”, baseado no livro de Atos 4: 16. Depois, no segundo dia, o responsável por transmitir a mensagem do Senhor foi o Rev. Jimmy Ramírez, Presbítero do Movimento Missionário Mundial da Suíça, que emitiu uma mensagem denominada: “Homens sujeitos ao fogo”, baseada no texto bíblico do livro dos Atos 4:15. Em sua intervenção, o servo de Deus salientou que os fiéis devem estar sujeitos ao poder do Criador. Posteriormente, no terceiro dia, o

Rev. Hugo Lope, Presbítero da Zona Norte da Itália, compartilhou uma prédica intitulada: “Uma geração genuína”, cuja base bíblica foi o livro dos Atos 4:16. O pastor Lope falou sobre a forma em que Eli perdeu muitas bênçãos porque não sabia corrigir o comportamento de seus filhos. Na jornada final, o Rev. Luis Valderrama, Presbítero do MMM na Itália, participou com uma mensagem, baseada no livro dos Atos 4:16, na qual indicou que o temor paralisa, intimida e detém muitos que não entenderam o plano de Deus l Junho 2016 / Impacto evangélico

55


MISIONÁRIO MUNDIAL 56 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EVENTO

EDIFICANDO COM RETIDÃO E VISÃO O MMM da Áustria comemorou sua V Confraternização Nacional com a participação de uma delegação de crentes da Itália

A

cidade de Viena, capital austríaca, foi o cenário onde se realizou a V Confraternização Nacional do Movimento Missionário Mundial da Áustria de 25 a 27 de março. O acontecimento, organizado pela Obra de Deus e desenvolvido no hotel Am Spiegeln, teve como lema a frase bíblica “Edificando com retidão e visão”, contida em Miqueias 7:11, e se transmitiu através dos sinais de rádio e televisão Ebenezer. Com a presença do Cônsul do Equador em Viena, Fernando Flores, que instou o povo de Deus a continuar trabalhando na obra, a primeira jornada da V Confraternização Nacional do MMM da Áustria teve como expositor da Palavra de Deus o Rev. Jimmy Ramírez, Presbítero da obra estabelecida em solo austríaco, que afirmou: “Já vem o dia em que se reedificarão os teus muros”. Na segunda data, pela manhã, o Pastor Wilson Cruz se encarregou de transmitir a mensagem de Deus através de uma alocução denominada “Onde estão os pentecostais de Deus?”. Horas mais tarde, o Pastor Ramão Ortega, da Igreja de Turim, fez uso da palavra e dirigiu a mensagem “Edificando com visão”, na qual analisou o conteúdo de Atos 11:10. A V Confraternização Nacional do Movimento Missionário Mundial da Áustria finalizou com a intervenção do Rev. David Echalar, Supervisor Nacional do MMM da Itália, que pregou o tema “Caminhamos como servos e servas de Deus”. Baseado em 2 Timóteo 2:1, o Rev. Echalar afirmou que “é lindo viver em humilhação aos pés de nosso salvador Jesus Cristo” l Junho 2016 / Impacto evangélico

57


ERA UM O CORAÇÃO DE TODOS O Movimento Missionário Mundial realizou um percurso missionário por três nações do Sudeste Asiático (Malásia, Myanmar e Filipinas). A Obra do Senhor nestes lugares continua sob a glória de Deus.

MISIONÁRIO MUNDIAL 58 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

E

m 14 de março, os pastores Walter Zambrano, membro da Junta Nacional do MMM da Colômbia, e Samuel David Mejía, Supervisor Missionário do MMM da Ásia, realizaram um percurso por três países do continente asiático: Malásia, Myanmar e Filipinas. Durante esta jornada, eles puderam ver como a Obra do Senhor prospera nesta parte do planeta. Na Malásia, o pastor Rajan recebeu os missionários com o objetivo de realizar cultos especiais nas duas


EVENTO

igrejas que o Senhor permitiu levantar neste país. Além disso, concretizou-se uma reunião com os líderes locais que ajudam o reverendo em seus trabalhos evangelizadores. Neste lugar, os pastores Mejía e Zambrano comprovaram o avanço do MMM no continente asiático. Posteriormente, os missionários viajaram para Myanmar, a antiga Birmânia, onde foram recebidos pelo pastor Aung, sua esposa e alguns outros pastores desta Obra. Ali, os servos do

Senhor passaram uma semana cheia de bênçãos. Ambos pregaram em diferentes lugares próximos à cidade de Rangum, a antiga capital, e também realizaram um seminário para pastores, no qual se analisou a trabalho missionário. Nas Filipinas, a terceira nação visitada, os representantes do Movimento

Missionário Mundial percorreram as congregações localizadas nos arredores da cidade de Manila. Inicialmente, os pastores Zambrano e Mejía chegaram à localidade de Antipolo, onde tiveram duas jornadas intensas. Depois, ambos os missionários visitaram a província de Bulacan e finalmente se fizeram presentes em Cidade Quezon l Junho 2016 / Impacto evangélico

59


VIVENDO COM DEUS EM RETIDÃO O Movimento Missionário Mundial do Brasil celebrou sua Quinta Convenção Nacional de Cavalheiros. Foram jornadas espirituais que serviram para que o Senhor derramasse suas bênçãos.

O

Movimento Missionário Mundial do Brasil realizou, de 25 a 27 de março, sua V Convenção Nacional de Cavalheiros no Auditório da Escola Samuel Benchimol, na zona leste da cidade de Manaus, capital do estado do Amazonas, e principal centro financeiro, corporativo e económico da região norte do Brasil. Durante três dias, Manaus, localidade situada no centro da maior floresta tropical do mundo, gozou com a presença do Senhor através de um evento que se comemorou sob o lema “Vivendo com Deus em retidão”. Foram jornadas espirituais que giraram em torno de Salmos 25:21 e que serviram para que o Senhor derramasse suas bênçãos sobre o povo brasileiro. Guiado por Deus, o Rev. Henry Ramos, Supervisor Nacional do MMM do Brasil, pregou a Palavra perante um auditório ávido das boas novas. Em uma de suas intervenções, o pastor Ramos salientou que os seguidores de Jesus Cristo devem viver em retidão, e, além disso, afirmou que a Obra do Senhor continua em expansão ao longo do território brasileiro l MISIONÁRIO MUNDIAL 60 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EVENTO

Junho 2016 / Impacto evangĂŠlico

61


IMPACTADOS POR SUA GLÓRIA O Movimento Missionário Mundial da República Dominicana, com o apoio dos principais líderes da Obra de Deus, realizou sua Convenção Unida de Damas e Cavalheiros. MISIONÁRIO MUNDIAL 62 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EVENTO

S

ob o lema “Impactados por sua glória”, a Obra do Movimento Missionário Mundial na República Dominicana celebrou sua Convenção Unida de Damas e Cavalheiros de 14 a 16 de abril nas instalações do Centro de Convenções “La Finca”.

O evento, que contou com um grande grupo de crentes dominicanos, desfrutou da presença dos reverendos Gerardo Martínez, Presidente Internacional do MMM, e Rubén Concepción, Supervisor Nacional da Obra da República Dominicana, que compartilharam as boas novas nas três jornadas celebradas. Em um ambiente cheio de fé, a Convenção Unida de Damas e Cavalheiros do MMM da República Dominicana serviu para que Deus se fizesse presente na Ilha de São Domingos através de uma

série de milagres, conversões, testemunhos e curas. No encontro espiritual, a evangelização foi realizada pelos pastores Martínez e Concepción, bem como pela irmã Carmen Valência de Martínez. Com a Bíblia nas mãos, os pregadores, junto com a missionária, exortaram os fiéis dominicanos a se manterem firmes na fé cristã. Além disso, os líderes do Movimento Missionário Mundial glorificaram a presença do Senhor na América Central l Junho 2016 / Impacto evangélico

63


BETHEL TELEVISIÓN SE ESPECIALIZA PARA CHEGAR A MAIS NAÇÕES A Delegação de trabalhadores do canal para a felicidade da família participou do NAB Show de Las Vegas, nos Estados Unidos.

O

NAB Show, a feira que anualmente organiza a National Association of Broadcasters dos Estados Unidos em Las Vegas, recebeu de 16 a 21 de abril um grupo de trabalhadores de Bethel Televisión que acudiu ao evento para ver as últimas tendências em meios de comunicação. Diretores, chefes de área e pessoal do canal para a família, e membros de MISIONÁRIO MUNDIAL 64 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

outros meios de comunicação do Movimento Missionário Mundial Internacional, tiveram a possibilidade de participar desta feira que vai rumo a fazer cem anos de história. No transcurso do evento, a delegação de Bethel TV realizou o I Seminário Internacional de Radiodifusão, nas instalações do Gold Coast Hotel & Casino, localizado em Nevada. Este curso serviu

para compartilhar conhecimentos tecnológicos e sistemas de operação com o objetivo de contar com maiores facilidades para levar o Evangelho a diferentes lugares em todo o mundo. No acontecimento impulsionado pelos trabalhadores da cadeia de televisão oficial do MMM estiveram presentes delegações da Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Estados Unidos, Itália e Panamá l


Outros Eventos

MÉXICO EDIFICANTE RETIRO NACIONAL DE PASTORES

De 5 a 8 de abril, a Igreja Central do MMM no México foi sede de um maravilhoso Retiro Nacional de Pastores, provenientes de: Monterrey, Chihuahua, Sinaloa, Nayarit, Veracruz, San Luis Potosí, Tlaxcala, Puebla, Oaxaca, Chiapas, entre outros. No primeiro dia, o expositor da Palavra de Deus foi o Rev. Álvaro Garavito, Oficial Internacional do MMM. Deus ministrou a vida dos servos e da Igreja local com o tema: “A diferença que há entre o filho e o escravo”, baseado na citação bíblica de João 8:34-35. No segundo dia, o Rev. Garavito compartilhou a mensagem de Deus com o tema “Cristo quebrou minhas cadeias”, a citação bíblica foi Levítico 26:13. No terceiro dia, o tema foi: “De que está cheio o seu coração?”, baseado no livro de Atos 5:1-5. O dia 8 acabou com uma confraternização, contando com as igrejas do Presbitério 1. O tema foi: “Nossas motivações e obras serão julgadas no Tribunal de Cristo”. O Rev. Garavito baseou sua alocução no livro de Romanos 14:10-12 l

PORTO RICO

SUÍÇA

CONFRATERNIZAÇÃO ZONA 1 EM TRUJILLO ALTO

CONFRATERNIZAÇÃO DE DAMAS EM GENEBRA

Em 9 de abril, em um ambiente de cânticos e louvores, celebrou-se a gloriosa Confraternização da Zona 1 do MMM de Porto Rico. De diferentes partes da ilha, o povo de Deus se encontrou no Centro Metropolitano Pentecostes do Movimento Missionário Mundial na cidade de Trujillo Alto. Este glorioso serviço contou com a presença do Rev. Manuel Zúñiga, Supervisor Nacional do MMM da Costa Rica, de quem recebemos palavras de testemunho da obra redentora nos corações dos irmãos na Costa Rica. Pela tarde, o Rev. Zúñiga foi o instrumento que Deus usou para compartilhar a Palavra. Com base em Mateus 10:37-38; 11:28-30, pregou sob o tema: “Seguindo as pegadas”. O pastor mostrava que através do sacrifício de Cristo temos a vitória seguindo o legado que nos deixou, já que através de seu sangue recebemos liberdade, salientando que para andar no caminho devemos ter obediência. Estas e outras palavras foram as que ministraram o povo de Deus, que se aproximou do altar e recebeu a força do Espírito Santo para seguir suas pegadas l

De 29 de abril a 1 de maio se realizou a VII Confraternização de Damas do MMM na cidade de Genebra. Esta atividade começou com o lema “Mulheres que presenciam a vitória”. No primeiro dia, a Irmã Mylene Vitaeu (de Grenoble, França), compartilhou a mensagem com o tema: “Mulheres que se distinguem”, com base na citação bíblica do livro de Êxodo 15:1. Já pela manhã do sábado, o encarregado da exposição bíblica foi o Rev. Jimmy Ramírez com o tema: “Se seus anelos não morrerem, o que você verá?”, tomado do livro de Mateus 28:1. E, pela tarde, a expositora foi a Irmã Yaneth Ibarra de Echalar (de Gênova, Itália), com o tema: “Você é quem impulsiona a família”, com base em Lucas 7:3. No domingo, 1 de maio, a Irmã Patricia Almache de Ramírez expôs o tema: “Mulheres que presenciam a vitória”, usando a citação bíblica do livro de Cantares 2:15. Devemos salientar que neste encontro estiveram presentes mais de 250 pessoas. Mencionou-se o trabalho importante que a mulher tem, especialmente nas mãos de Deus l

ESPANHA ANIVERSÁRIO DA JUVENTUDE EM BARCELONA

Nos dias 15 e 16 de abril, realizou-se o IX Aniversário da Sociedade de Jovens da Igreja central de Barcelona. Esta gloriosa reunião teve como lema: “A Glória continua”, baseado na história do livro de Atos capítulo 2. Como portador da Palavra para esta atividade foi convidado o pastor Morten Christensen, da Igreja de Malmö, Suécia. O pastor falou sobre a importância de nossa comunhão com Deus e o amor de Deus, representados no próximo. A esta atividade assistiram jovens de nossas igrejas da zona acompanhados de seus pastores. Na sexta-feira, estiveram presentes as igrejas de Girona, Mollerussa, Terrassa e, no último dia, as igrejas de L'Hospitalet e Reus. Os jovens foram tocados pela Palavra de Deus e se aproximaram sem vacilar do altar. Assistiram aproximadamente 350 pessoas l

Junho 2016 / Impacto evangélico

65


ESCREVEM-NOS... cartas@impactoevangelistico.net ISIDORO GARCÍA Meus queridos irmãos em Cristo Jesus, eu quero lhes agradecer pela revista que vocês sempre me enviam. É muito educativa. Eu a leio e a compartilho para que outro irmão possa se beneficiar dela também. Deus os abençoe muito. De Río Grande, Porto Rico.

MARÇO 3-6 Convenção em Honduras - Comayagua (Chegada a San Pedro de Sula) 10-13 Convenção na Austrália (Sydney) 23-27 Convenção na Guatemala (Cidade da Guatemala) 30-3 (ABRIL) Convenção nas Guianas, Trindade e Martinica (Georgetown, Guiana)

Quando recebo uma nova edição da revista fico muito contente, pois Deus me fala através dos ensinamentos bíblicos, os testemunhos me comovem, as fotos do avanço da Obra me inspiram e, sobretudo, sinto o desafio de fazer algo também para o Senhor. Continuem trabalhando para este maravilhoso projeto e que Deus continue lhes dando sabedoria e graça. De Bogotá, Colômbia.

ABRIL MAIO 3-5 Convenção no Japão (Narita, Chiba Ken) 26-29 Convenção na Índia (Tamil Nadu, Índia do Sul)

CARLOS RUBÉN BASTIDAS

NEYSI GARCÍA OLIVA Irmãos na fé, a revista “Impacto Evangelístico” me enche de alegria e força espiritual. Através dela pude conhecer e me fortalecer espiritualmente. Ela me enche de segurança e entendo os problemas da vida de uma forma diferente. É gratificante o alimento que recebo ao ler suas páginas. Que Deus os abençoe, continuem avançando na missão maravilhosa que realizam. De Mayabeque, Cuba.

ELENA RODRÍGUEZ Deus os abençoe, irmãos de “Impacto Evangelístico”.

MAIRA TAMARA Agradeço a Deus porque me permite servir em sua Obra, por sua infinita misericórdia e pela revista “Impacto Evangelístico” que é admirável e muito edificante para cada vida. De Sincelejo, Colômbia.

JANEIRO 1-4 Convenção Nacional em Porto Rico 11-18 Convenção Nacional na Colômbia (Medellín) FEVEREIRO 5-7 Convenção no Paraguai (Itaguá) 5-9 Convenção no Panamá 11-14 Convenção na Argentina

DIEGO PIÑEROS

Deus os abençoe, irmãos de “Impacto Evangelístico”. Continuem trabalhando e que Deus os continue guiando na publicação da revista. Desde que a vi, eu gostei e a continuarei adquirindo para ver as maravilhas que Deus faz em nossas vidas. Que o Senhor os abençoe, porque com Cristo somos mais que vencedores. De Villegas, Equador.

AGENDA GLOBAL 2016

JUNHO 23-26 Convenção no Brasil (Manaus) 30-3 (JULHO) Convenção na Bolívia (La Paz) Agradeço ao Senhor porque ela faz com que vejamos a realidade do que Deus faz em outras partes do mundo diariamente. Eu me sinto agradecida com Deus porque pertenço à Igreja do MMM. Que Deus abençoe esta edificante página web que desenharam para o povo de Deus e o mundo inteiro. De Caracas, Venezuela.

ANA MARIÑO PUPO Amados irmãos, vocês são um canal de bênção para todos os que podemos ler esta revista. Quando ela chega a minhas mãos, comove minha vida de uma forma extraordinária, porque ao abri-la e começar a lê-la sinto muito perto a presença do Senhor. Eu sinto que o Senhor está falando a minha vida, que está me consolando, que está me fortalecendo e me dando novas forças para continuar, procurando o Senhor a cada dia mais. Eu peço a Deus todos os dias em minhas orações que os continue abençoando de maneira especial, para que possam seguir com este grande trabalho que é de tanta bênção. De Holguín, Cuba.

CARLOS PALOMINO Eu os agradeço por esta grandiosa revista que é para bênção de todos os irmãos e para a glória de Deus. De Lima, Peru.

JULHO 6-9 6-9 12-15 21-24

Convenção na Costa Rica (San José) Convenção nas Antilhas Holandesas (Bonaire) Convenção nos Estados Unidos (Virgínia) Convenção no México (Puebla)

AGOSTO 10-14 II Congresso Europeu (Madrid) 11-14 Convenção no Haiti (Porto Príncipe) 18-21 Convenção na África (Guiné Equatorial) 23-27 Convenção na Venezuela (Barquisimeto) 25-28 Convenção no Equador (Guayaquil) SETEMBRO 1-4 Convenção em Belize Sábado 24 Dia Mundial das Missões OUTUBRO 7-9 Confraternização Nacional no Canadá 13-15 Convenção na República Dominicana 14-16 Convenção nas Ilhas Maurício 17-19 Convenção em Madagascar 28-31 Campanha no Chile (Santiago) NOVEMBRO 3-6 Convenção em El Salvador 3-6 Convenção no Uruguai (Montevidéu) 19-24 Convenção no Peru (Lima) 24-27 Convenção na Nicarágua DEZEMBRO

Puede descargar el lector de códigos QR gratis desde estas plataformas: n Eventos realizados n Eventos a realizar

evangélico

MISIONÁRIO MUNDIAL 66 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Diretor Fundador: Rev. Luis M. Ortiz. Conselho editorial: Rev. Luis Meza Bocanegra, Jacqueline Rovira, Samuel Martínez, Rev. Andrés Espejo. Coordenador editorial: Rev. Julián Morón. Editor geral: Víctor Tipe Sánchez. Editor: Jaime Tipe Sánchez Editor gráfico: Roberto Guerrero. Design gráfico: Adolfo Zubietta. Redação: Johan Pérez Landeo, Marlo Pérez. Diagramação: Lesly Sánchez, Jorge Cisneros. Webmaster e Infografia: Julio de la Cruz. Ilustrações: Pablo Vilca. Transcrição: Fanny Vidal. Community manager: Juan Becerra, Denisse Barrientos. Distribuição: Javier Arotinco.


> Siga-nos em nossas redes sociais e baixe nosso aplicativo oficial

disponĂ­vel para IOS e Android.

Junho 2016 / Impacto evangĂŠlico

67


EM BREVE SUA FÉ EM DEUS ALCANÇARÁ O IMPOSSÍVEL 19 A 24 DE JULHO 9H00 – 19H00 ESTÁDIO DA UNIVERSIDADE SÃO MARCOS

Lima-Peru MISIONÁRIO MUNDIAL 68 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


749_Portuguesa