Issuu on Google+

Relatório Plante Bonito RPPN CABECEIRA DO PRATA

Bonito – MS Março de 2012


Relatório Plante Bonito RPPN CABECEIRA DO PRATA Instituto das Águas da Serra da Bodoquena IASB Organização não governamental sem fins lucrativos, com caráter técnico, científico e ambiental, criado em Bonito/MS por proprietários rurais, empresários, ambientalistas e comunidade ribeirinha com a finalidade e objetivos de recuperar, conservar e proteger os rios, as matas e a biodiversidade existente na região da Serra da Bodoquena. O IASB tem como missão gerir os recursos naturais de forma participativa e sustentável, visando recuperar, conservar e proteger o solo, as matas, os rios e a biodiversidade da Região da Serra.

Endereço e Contato Instituto das Águas da Serra da Bodoquena - IASB Rua 24 de fevereiro, nº. 1.507, - Centro Bonito/MS - CEP 79.290-000 Telefone: (67) 3255-1920 - (67) 8404-2833 http://www.iasb.org.br - iasb@iasb.org.br

Corpo Técnico Coordenador(a) Geral: Liliane Lacerda Bióloga e Técnica Ambiental

Nadiani dos Santos Pereira Pedagoga e Secretária:

Bonito – MS Março de 2012


Relatório Plante Bonito RPPN CABECEIRA DO PRATA 1.

Objetivo

Este relatório tem o objetivo de fornecer informações e imagens, referente ao patrocínio do Wetiga Hotel. Estas mudas foram plantadas na área da RPPN Cabeceira do Prata, em Jardim/MS.

2.

Programa Plante Bonito

O Plante Bonito é um programa pioneiro voltado à recuperação florestal da região da Serra da Bodoquena, Mato Grosso do Sul, onde as mudas utilizadas nos plantios são patrocinadas por empresas de diversos ramos e, também por pessoas físicas e escolas. A parceria promovida pelo Plante Bonito entre a sociedade civil organizada, a iniciativa privada, proprietários de terra e a comunidade estudantil está possibilitando o reflorestamento de áreas desmatadas da região, principalmente matas ciliares, buscando a conservação dos recursos hídricos e, consequentemente, a manutenção da biodiversidade. Em ação desde 2007, além dos benefícios à natureza, o Programa tem melhorado o conceito que as empresas participantes têm no mercado e na opinião pública. Seus clientes sabem que estão contribuindo, ainda que indiretamente, com a conservação dos recursos naturais de Bonito e região. A partir do ano de 2010 o programa ampliou sua atuação, elaborando uma metodologia própria para quantificar emissões de carbono de atividades empresariais, eventos e publicações e realizando o plantio de mudas para reduzir os efeitos das emissões do CO2. É a única organização não governamental do estado a prestar este tipo de serviço. Desta forma, o Plante Bonito coloca-se como um dos mais amplos programas participativos do IASB para a recuperação de áreas privadas, visando à conservação dos recursos hídricos e da biodiversidade de Bonito e região.

Bonito – MS Março de 2012


Relatório Plante Bonito RPPN CABECEIRA DO PRATA 3.

Dados da Área do Plantio

Área representada na figura acima em marrom com legenda B está localizada em borda de Floresta Estacional Semidecidual Submontana e com influência de capim brachiária e humidícula. Esta área já foi beneficiada com reflorestamento no ano de 2009, mas devido a dificuldade de desenvolvimento das espécies do cerrado e a competição com gramíneas agressivas existentes no local, principalmente o capim humidícula houve uma taxa considerável de mortandade. Reutilizamos esta área para um replantio de 48 mudas nativas do cerrado e refizemos os tratos de coroamento e fertilização nas mudas sobreviventes.

4.

Metodologia

Para o plantio foi utilizado uma área já reflorestada em 2009, mas que ocorreu uma taxa significativa de mortandade das mudas. Foram utilizadas 48 mudas de espécies arbóreas e arbustivas nativas do cerrado. A distribuição das mudas levou em consideração a forma de plantio heterogêneo, o qual consiste no plantio conjunto de diferentes espécies numa mesma área, recriando condições ecofisiológicas mais próximas das florestas naturais. É indicado para enriquecimento de matas e na recuperação das florestas nas margens de rios. O método utilizado neste trabalho visa acelerar os processos naturais de recomposição florestal. O modelo implantado procurou contemplar todos os estádios de sucessão ecológica, no ato do plantio, priorizando espécies paludosas nas áreas com influência de umidade e a distribuição variada entre espécies e estágios sucessionais “pioneira e não pioneira” no restante da área.

Bonito – MS Março de 2012


Relatório Plante Bonito RPPN CABECEIRA DO PRATA

– Foto representativa da área reflorestada.

– Croqui ilustrativo da área em estudo.

5.

Plantio 5.1 Tabela de Espécies Plantadas Nome popular Ingá Cebolão Pitomba Paireira Jatobá Amendoim Bravo Jaracatiá Leiteira Guaçatorga Abacateiro-do-mato Amendoim do Campo Cedro Ximbuva Figueira Pitanga Jenipapo Maria Preta Tirgui Aguaí Jurubela TOTAL

Nº de Exemplares 5 2 2 1 2 1 2 5 2 2 1 2 3 4 2 5 2 1 1 3 48

Bonito – MS Março de 2012


Relatório Plante Bonito RPPN CABECEIRA DO PRATA 5.2 Imagem da Área

FOTO 1: Foto da Área após o plantio de mudas.

5.3 Imagem do Plantio

FOTO 1: Alunos do 9º ano do ensino fundamental participando do plantio.

Bonito – MS Março de 2012


Relatório Plante Bonito RPPN CABECEIRA DO PRATA

FOTO 2: Com auxílio do engenheiro ambiental Valdenir (RPPN Cabeceira do Prata) o aluno aprende a retirar a muda do tubete

Bonito – MS Março de 2012


2012 mar rppn cabeceira do prata