Page 1

Grazi grazimancini.blogspot.com

Talvez tenha começado com a gripe que Nicolau pegou há alguns dias, que o levou a ficar em repouso na casa de sua avó Ana. Ana sempre gostava de contar histórias para Nicolau, assim o tempo passava mais rápido. Entre essas histórias, havia uma que falava sobre um garoto chamado Luiz, que queria muito pilotar um avião, mas no aeroporto de sua cidade não haviam aviões (eles eram caros demais), apenas imensos balões. Luiz não se deixou abater: aprendeu a “pilotar” os balões e realizou grandiosos feitos. Talvez tenha sido na aula de português, onde Nicolau teve que interpretar a música “Sonho de Ícaro” (Voar, voar/ Subir, subir/ Ir por onde for). O fato é que Nicolau chegou para os seus pais e disse “Eu quero voar de balão”. Voar de avião era até uma coisa compreensível, mas de balão? Por que motivo uma criança de oito anos pediria isso? “Quero salvar a minha cidade dos inimigos, defender os justos e prender os malvados, como fez o Luiz”. E quem era esse Luiz? O novo Ben 10 da televisão ou seria seu mais novo amigo imaginário? “É um super-heroi de uma história que a vovó Ana me contou semana passada, quando estava doente”. Tinha quer ter algo a ver com a vovó Ana! Lugar de criança é em casa, e não num balão qualquer, a metros e mais metros do chão! Apesar do sacrifício de Nicolau, a única coisa que ele conseguiu foi um possível trato: “Se você se comportar até fazer dez anos, podemos até vir a rever seu pedido. Até lá, você só poderá voar em seus sonhos. E olhe lá!”. E foi então que Nicolau decidiu fazer outro pedido: “Posso fazer dez anos amanhã?”. Seus pais riram. “Isso meu pequeno, apenas o tempo poderá te dar”.


O pedido de Nicolau - A anônima mais conhecida  

para Nicolau, tudo é possível, basta apenas pedir.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you