Page 1

Gazeta São M ateus

26 ANOS DE OLHO NOS FATOS ANO XXVI -  Nº 484 Comunidade

DISTRIBUIÇÃO  GRATUITA

1ª quinzena de Agosto de 2019 Pag. 4

Córrego do Germano coloca em desespero os moradores do J.D Colonial

C

onversou com a reportagem do Jornal Gazeta São Mateus uma das lideranças locais, a líder comunitária Marlene Tofollette que já participou da associação de bairro e atualmente como membro do Conseg do 49º Distrito e do Conselho Participativo, como moradora local tem acumulado grandes prejuízos com a ausência dessa obra. Para ela e como aguardar uma luz ao final do túnel.

Em Breve

Debate

Pag. 5

Descomplica em breve na Subprefeitura de São Mateus

Serviço deve dobrar os atendimentos diários com inauguração de mais duas unidades

P

rograma da Prefeitura de São Paulo que propõe novo padrão de excelência no atendimento presencial ao cidadão – atingiu em junho a marca de 420.718 atendimentos nas duas unidades de São Miguel Paulista (zona Leste) e Campo Limpo (zona Sul).

Previdência

Pag. 3

400 jovens moradores de Cidade Tiradentes realizaram evento que debateu feminicidio e homofobia O 3º encontro “Vozes Estudantis em Movimento” teve duração de 12 horas

N

Pag. 5

Senado pretende concluir trâmite da reforma da Previdência até 2 de outubro

A

rtigo

Pg. 2

o dia (9), aconteceu n o Centro Educacional Unificado (CEU) Água Azul, na região da Cidade Tiradentes, a 3ª edição do “Vozes Estudantis em Movimento” (VEM). A programação do encontro foi toda elaborada pelos estudantes das escolas municipais da região em discussões realizadas previamente com apoio da equipe da Diretoria Regional

Irmão deve pagar aluguel de imóvel que utiliza sozinho para o outro irmão após o falecimento dos pais

F

ato este que ocorre de forma mais comum que se imagina , porque , bem sempre alguns dos filhos permanece residindo com os pais até o momento de sua morte , tanto na mesma residência como em outro imóvel dentro do próprio terreno !!! Porém quase sempre não há um documento que defina a que titulo este filho ocupa o terreno do Pai falecido, se foi uma doação , um comodato ( empréstimo ) .


Gazeta São Mateus

Página 2

1ª quinzena de Agosto de 2019

Imprensa

Jornais de bairro se unem para combater fake news

A rtigo

Diretoria eleita para o mandato 2019/21 se reuniu pela primeira vez em agosto. Da esquerda para a direita: Mauro Tadeu, Thiago Oliveira, Wagner Farias, Eugênio Cantero, Ana Coluccio, Wagner D’Angelo e Rafael Rodrigues

Irmão deve pagar aluguel de imóvel que utiliza sozinho para o outro irmão após o falecimento dos pais

Renato Donizeti Pelagali Advogado e Professor de Direito Civil

F

ato este que ocorre de forma mais comum que se imagina , porque , bem sempre alguns dos filhos permanece residindo com os pais até o momento de sua morte , tanto na mesma residência como em outro imóvel dentro do próprio terreno !!! Porém quase sempre não há um documento que defina a que titulo este filho ocupa o terreno do Pai falecido, se foi uma doação , um comodato ( empréstimo ) . Ocorrido o falecimento dos Pais se transmite imediatamente os bens aos seus herdeiros , com isso os irmãos se tornam coproprietarios do imóvel , ou melhor dizendo condôminos. Deste modo , se um exerce a propriedade de modo isolado, deve pagar aluguel da parte do outro irmão que não pode usar o imóvel .

Além do pagamento do aluguel, pode o herdeiro requerer a venda do bem pelo instituto da dissolução de condomínio , até porque, ninguém pode ser obrigado a viver em condomínio , ou melhor dizendo, ser sócio de outro sem sua vontade . Assim a 10ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve decisão que condenou homem e sua família a pagarem aluguel a o i r m ã o p o r u t i l i z a r, exclusivamente de bem imóvel herdado após a morte dos pais deles. Os réus deverão arcar com aluguel estimado em R$ 5,5 mil, na proporção de 1/5 (R$ 1,1 mil), com termo inicial de vigência fixado na data de citação das partes. Consta nos autos que o autor ajuizou ação de arbitramento de aluguel cumulado com cobrança contra o irmão, a esposa e o cunhado, que residem numa propriedade partilhada pela família e herdada após a morte dos genitores dos

irmãos. Ele afirma que os réus vêm criando empecilhos para a venda do bem, que está com o IPTU atrasado, e pede alienação do imóvel e pagamento de aluguel pelo uso exclusivo do bem. Os réus, por sua vez, afirmam que residem no local desde antes do falecimento dos genitores e que nunca impediram o uso por parte do autor da ação. Alegam, ainda, que todos os herdeiros concordaram com a permanência deles no imóvel. Em sua decisão, o relator da apelação, desembargador Elcio Trujillo, afirmou que “não houve o usufruto do patrimônio comum pelo autor por período certo e determinado. Sendo também coproprietário, a situação não pode lhe causar prejuízos, sob pena de caracterização de enriquecimento sem causa dos réus. Assim, a cobrança pelo uso exclusivo do bem comum por um só herdeiro é perfeitamente cabível”. Por fim, importante frisar que há julgados que reconhecem ainda que se o herdeiro abandona o imóvel herdado pode perder sua cota parte pela usucapião . Questoes envolvendo familiares estão cada vez mais presentes, porém isso não é uma regra o que deve se analisar caso a caso. Site: www.pelagali.adv.br Contato: contato@ pelagali.adv.br

EXPEDIENTE Gazeta de São Mateus LTDA-ME CNPJ: 19.851.162/0001-61 Administração, Publicidade e Redação: Rua Libra, 85 - Jd. Santa Bárbara - São Mateus São Paulo - Cep: 08330-370 Fone: 2962-3172 / Cel: 994317658 E-mail: gazetamateus@terra.com.br Diretora: Lucy Mendonça Diretora Comercial: Cristina Mendonça da Silva Jornalista Responsável: Lucy Mendonça – Mtb 43029-SP Representante Comercial: Marcos Roberto Mendonça Diagramação: Marcos Roberto Mendonça

(Obs: Matérias assinadas não representam, necessariamente, a opinião do jornal)

Fotolito e Impressão: Gráfica Pana - Fone: 3208-2487 CNPJ - 02.740.573/0001-87

Proibida a reprodução total ou parcial dos textos Tiragem: 20 mil exemplares Circulação: São Mateus, Iguatemi, Parque São Rafael, Itaquera, Guaianazes, Vila Formosa, São Miguel DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

N

otícias falsas, boatos, sensacionalismo sempre existiram, inclusive no jornalismo. Mas, com a rapidez da internet e interações promovidas pelas redes sociais e aplicativos como o WhatsApp, esse tipo de comunicação ganhou uma força perigosa. Afinal, as pessoas tendem a se envolver rapidamente pelo caráter fortemente emocional dessas “notícias” que acabam por se espalhar rapidamente e causar danos ao trabalho sério, à evolução social. Mas, o que tem a ver o jornalismo comunitário e regionalizado em uma megalópole como São Paulo com isso? Para a nova diretoria da Associação dos Jornais e Revistas de Bairro de São Paulo, tudo. “O jornalismo regional sempre estimulou o cidadão a atuar, acompanhar dados e ações dos órgãos públicos em seu bairro, participar de ações para melhorar a cidade, contribuir para definição de prioridades de forma localizada. O que hoje é um dos pilares em sustentabilidade sempre foi prática dos jornais de bairro”, diz Wagner Farias, que assumiu a presidência da Ajorb em julho. No início de agosto, os diretores fizeram a primeira reunião da gestão para definir projetos dos próximos dois anos. “Em minha gestão, conseguimos com muito trabalho reorganizar a parte burocrática da Ajorb e resgatar a entidade que estava com atividades suspensas há vários anos”, relembrou Eugênio Cantero, que deixou a presidência depois de dois mandatos e agora assume a diretoria social. “Nosso objetivo será trabalhar por toda a categoria, beneficiando inclusive jornais não associados”, garante Rafael

Rodrigues, vice-presidente de relacionamento. “Claro que queremos ampliar a adesão das mais sérias empresas de comunicação regionalizada paulistana. Mas sabemos que isso só acontecerá com bons resultados para todos”. O vice-presidente a d m i n i s t r a t i v o , Wa g n e r D’Angelo, completa que o fortalecimento da Ajorb virá por meio do bom trabalho desenvolvido pelos jornais em toda a cidade. “Queremos ampliar a credibilidade dos jornais de bairro junto à sociedade como um todo: leitores, órgãos públicos, empresários e comerciantes, especialmente os de bairro. E isso só acontecerá se adotarmos critérios claros e rígidos para reunir veículos que apostam em um tripé básico para os dias de hoje: periodicidade comprovada, editorial regional e presença digital”, diz. Na primeira reunião da gestão, várias metas foram estabelecidas para garantir também o fortalecimento comercial e empresarial dos associados à Ajorb. “Investir em credibilidade e maior visibilidade social vão trazer benefícios aos associados. Estamos com vários projetos para buscar mais apoio comercial e financeiro aos jornais de bairro, que têm importância inclusive histórica na cidade”, aponta o vice-presidente de comercialização Mauro Tadeu. Reforçando que esses projetos poderão beneficiar não apenas os associados mas todo veículo regional sério da cidade, ele acrescenta que o momento pede um jornalismo que incentive a prática local de cidadania pelos leitores e apoio dos órgãos públicos e empresas. “O jornal de bairro muitas vezes é o único canal viável

de divulgação para pequenos e médios comerciantes, que também estão se sentindo despreparados para atuar em ambiente digital, repleto de novas possibilidades”, diz Mauro. “Os jornais de bairro poderão contribuir inclusive com a produção de conteúdo para o comércio local. O pequeno empresário precisa de orientação para divulgar seus diferenciais, construir sua marca junto ao seu consumidor e, em geral, não tem as ferramentas adquadas para isso”, diz Ana Coluccio, que assumiu a secretaria da Ajorb. “Pretendemos ajudar os jornais de bairro de toda a cidade, com treinamentos e aprimoramento do trabalho já realizado, para que possam desenvolver esses projetos e garantir a sobrevivência de pequenas empresas. Vale lembrar que mais de 60% dos empregos no país são gerados por pequenas empresas”, conclui. Claro que o fortalecimento dos jornais de bairro em plataformas digitais, como sites e redes sociais, também foi pauta do primeiro encontro. “Engana-se quem acha que a internet pode matar o jornalismo de bairro. Na verdade, o ambiente digital até facilita a interação das empresas com seus leitores e já estamos oferecendo conteúdo exclusivo e gratuito, na rede, que está atraindo a atenção para nós. A publicidade em nossos sites já é uma realidade”, diz Thiago Oliveira, que agora integra a Ajorb como vice-diretor social. Em breve, será agendada uma reunião aberta a todos os jornais de bairro interessados, sejam eles associados ou não, para apresentar as metas da gestão.


1ª quinzena de Agosto de 2019

Gazeta São Mateus

Debate

Nota à Imprensa

400 jovens moradores de Cidade Tiradentes realizaram evento que debateu feminicidio e homofobia O 3º encontro “Vozes Estudantis em Movimento” teve duração de 12 horas

N

o dia (9), aconteceu no Centro Educacional Unificado (CEU) Água Azul, na região da Cidade Tiradentes, a 3ª edição do “Vozes Estudantis em Movimento” (VEM). A programação do encontro foi toda elaborada pelos estudantes das escolas municipais da região em discussões realizadas previamente com apoio da equipe da Diretoria Regional de Educação (DRE) Guaianases. O tema para essa edição é “Adolescer: Ser, escolher e decidir” e conta com a parceria da Secretaria Municipal de Educação. Entre os objetivos está estimular a construção de Grêmios estudantis autônomos

Página 3

e reflexivos, promovendo o protagonismo juvenil nos espaços democráticos das Unidades Escolares, formados por Grêmios, Assembleias, Projetos e Colegiados (Conselho Escolar e Associação de Pais e Mestres). Cerca de 400 pessoas compareceram para o encontro, entre estudantes, professores e educadores integrantes de Grêmios estudantis, Assembleias Estudantis, Comissões de Mediação de Conflitos e equipes da Imprensa Jovem de 34 Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEFs) da DRE Guaianases. Cada comunidade

escolar elegeu sete representantes para participar do encontro, são estudantes chamados “delegados eleitos”, além de outros sete educomunicadores juvenis da Imprensa Jovem para fazer a cobertura jornalística do evento. Houve apresentações culturais, debates, plenária, oficinas e workshops, além da premiação dos logotipos selecionados para representar o evento, criados pelas estudantes, Emilly dos Santos Ribeiro, da EMEF Alexandre de Gusmão e Kimberly Vieira Pereira, da Escola Municipal de Ensino Fundamental e Médio (EMEFM) Oswaldo Aranha B. de Melo.

Orientações para evitar furto e roubo de celular

A

Polícia Militar, por meio do 19º BPM/M, orienta todos os cidadãos a adotarem as seguintes medidas preventivas para evitar serem potenciais vítimas de furto e roubo de celulares: 1 – Evitar manusear o aparelho celular ou atender ligações em ambientes com muitas pessoas desconhecidas; 2 – Não andar distraído pelas ruas falando ao celular; 3 – Prestar atenção às pessoas que estão a sua volta; 4 – Não andar com o aparelho celular no bolso de trás; 5 – Não deixar o aparelho celular onde você não possa vê-lo, principalmente em locais públicos.

E se mesmo assim for vítima de furto ou roubo de aparelho celular, não deixe de avisar a polícia e registrar o boletim de ocorrência, o qual pode ser feito no site www.policiamilitar.sp.gov. br, devendo ser informado o número e o IMEI do aparelho celular. O IMEI é uma espécie de RG do aparelho celular, ou seja, um número único, que pode ser obtido digitando a sequência *#06# no próprio aparelho celular. Outra providência urgente é a solicitação de

bloqueio, que deve ser feita de imediato junto à operadora de telefonia. Para tanto, também há a necessidade de a vítima saber o número do IMEI do aparelho celular. Lembramos que alguns aparelhos celulares possuem tecnologia que permitem baixar programas de rastreamento, possibilitando à vítima transmitir informações em tempo real à Polícia Militar, através do número 190, aumentando as possibilidades de prisão dos infratores e recuperação do aparelho celular.

Ronin e seus amigos divertiram a criançada no espetáculo "Corre Corre na Floresta" nos dias nos dias 14 e 15 de agosto no CEU Alto Alegre, localizado no Jardim Alto Alegre. Além da diversão, as 720 crianças de quatro escolas da cidade aprenderam sobre educação e segurança no trânsito, numa peça teatral cheia de música e brincadeiras, escrita por Sérgio Vale. Quando o jabuti Ronin decidiu dar uma reviravolta na locomoção dos animais da floresta, muita coisa saiu do lugar e as regras foram criadas. A ação foi realizada através do ProAc, apoiada pelo Grupo Komedi e com patrocínio da Vix Logística.

corre-corre na

PATROCÍNIO

APOIO

REALIZAÇÃO

Secretaria da Cultura e Economia Criativa


Gazeta São Mateus

Página 4

1ª quinzena de Agosto de 2019

Comunidade

Córrego do Germano coloca em desespero os moradores do J.D Colonial plantão na subprefeitura”, indica sorrindo. Marlene fala tanto por ela, que tem sérios problemas em sua própria casa desabando, mas não esquece a vizinhança que enfrenta os mesmos problemas. “Quando as chuvas são intensas e fortes, sempre é possível que alguma casa caia ou perca mais pedaço do que já foi um dia. Também não é de vez em quando que volta para nossos quintais uma quantidade enorme de esgoto, são muitas vezes. O fato é que ainda não existe um coletor tronco disponível pela Sabesp para essa parte da comunidade”,

C

onversou com a reportagem do Jornal Gazeta São Mateus uma das lideranças locais, a líder comunitária Marlene Tofollette que já participou da associação de bairro e atualmente como membro do Conseg do 49º Distrito e

Cita casos de casas que foram perdendo cômodos inteiros por causa do afundamento resultado do assoreamento e erosão das margens do Germano. Essa espera por manutenção ou canalização do córrego já tem uns 30 anos,

Marlene Tofollette, à mais de 20 anos implora as autoridades a canalização do córrego

Na época da campanha para Prefeito, João Dória candidato pediu a reportagem do Gazeta São Mateus, que indicássemos a ele um local problemático na região, assim marcamos uma agenda, e ele veio verificar pessoalmente como mostra a foto da situação do Córrego Germano, prometendo que se fosse eleito ele resolveria o problema. do Conselho Participativo, como moradora local tem acumulado grandes prejuízos com a ausência dessa obra. Para ela e como aguardar uma luz ao final do túnel. Marlene conta e reconta as inúmeras vezes que as casas lindeiras ao córrego foram atingidas pelo excesso de água de chuvas ou de resíduos de esgotos que transbordavam por causa do assoreamento constante do córrego com lixos e acúmulos de toda a ordem.

o que era uma mina hoje e um córrego fedórendo o bairro, hoje com grande população no Jardim Colonial, com parte da ocupação regular e pagadora de impostos fica na expectativa otimista de quando a obra vai ser realizada. Marlene explica que a prefeitura já fez em outra ocasião intervenções no córrego com a instalação de muro gabião, mas que isso foi apenas em uma pequena parte do córrego, transferindo os

problemas que foram sanados neste trecho para outro lugar, preferencialmente em locais mais baixos, uma vez que as comunidades estão em um vale com um nível mais baixo quando comparado com o entorno. Marlene está sempre recorrendo à subprefeitura nos momentos de crise, em geral em épocas de chuva. “De vez em quando, quando os problemas estão mais graves aqui eu faço um

Assim como mostra algumas fotos, as casas dos moradores estão para desabar

explica. Já foi um rio limpo, agora um córrego sujo e fétido Segundo a moradora as duas vilas estão se formando desde os últimos 70 anos, Parque Colonial e Jd. Colonial . Antes era possível beber da água da bica que alimentava o rio as crianças brincavam e mulheres lavavam roupas, hoje, apenas ratos, insetos e sujeira prosperam pelo local, a canalização e uma obra a ser feita urgente, vejam atentamente as fotos o tamanho das rachaduras da casa da Marlene e o risco que ela e sua família correm. “O Parque e o Jardim Colonial estão passando por um longo período como se fosse uma massa cinzenta, amorfa, sofrida e sem alegria. Está na hora dessa grande comunidade, e parte dela pagadora de impostos para a que seja contemplada por melhorias que são as mínimas necessárias para uma vida digna e saudável”.

João Dória deixou a Prefeitura, e hoje é o Governador do Estado, a promessa feita da canalização do córrego ficou para trás.


Gazeta São Mateus

Página 5

1ª quinzena de Agosto de 2019

Em Breve

Previdência

Senado pretende concluir trâmite da reforma da Previdência até 2 de outubro Relator da proposta na CCJ, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) projeta que relatório na comissão deva ser finalizado em três semanas

Descomplica em breve na Subprefeitura de São Mateus

Serviço deve dobrar os atendimentos diários com inauguração de mais duas unidades

P A

votação da reforma da Previdência deve ser concluída no Senado Federal até 2 de outubro. O calendário foi definido em reunião entre líderes partidários nesta terça-feira (13). O primeiro turno de votação deve ocorrer já no dia 18 de setembro. Caso as datas se confirmem, a promulgação da PEC que altera as regras para aposentadoria no Brasil será feita na segunda semana de outubro. “Se nós fizermos esse calendário, a gente está com uma data de 8 a 10 de outubro para promulgarmos essa Emenda Constitucional, eu não vejo como uma comissão especial que se debruçou 150 dias querer mais do que 60 dias de prazo para essa matéria tramitar aqui no Senado", afirmou o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP). O texto aprovado na Câmara dos Deputados foi

lido no plenário do Senado e encaminhado à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Casa, na última quinta-feira (8). O relator da proposta na comissão, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), projeta que o relatório deva ser finalizado em três semanas. “Eu tenho condições e pretendo fazer, acelerar para que, no máximo, no final de três semanas, eu possa entregar o relatório. Ou seja, depois de atender aqui todas as audiências necessárias, depois de ouvirmos audiências públicas e depois de discutirmos na CCJ, o meu empenho é que isso aconteça em três semanas”, ressaltou o relator. O que muda A reforma estabelece idade mínima para aposentadoria, de 65 anos para homens e 62 para mulheres. O tempo de contribuição previsto é

de ao menos 15 anos para as trabalhadoras e de 20 para os trabalhadores. Em relação ao setor público, esse período será de 25 anos para ambos os sexos. Depois que o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) apresentar o relatório, a CCJ votará o texto. Aproposta terá de passar por cinco sessões deliberativas de discussão, sendo que os parlamentares poderão apresentar emendas, ou seja, sugestões de mudança. A proposta, então, será votada no plenário, em primeiro turno, onde precisa de, no mínimo, 49 votos dos 81 senadores, mesma exigência prevista para segundo turno. Se a PEC for modificada em relação ao texto aprovado pela Câmara, deverá voltar para análise dos deputados. Se não for alterada, a emenda constitucional será promulgada pelo Congresso. • P o r M a r q u e z a n Araújo

rograma da Prefeitura de São Paulo que propõe novo padrão de excelência no atendimento presencial ao cidadão – atingiu em junho a marca de 420.718 atendimentos nas duas unidades de São Miguel Paulista (zona Leste) e Campo Limpo (zona Sul). Entre os serviços mais procurados estão Intermediação de Mão de Obra, pedidos de Seguro Desemprego e inscrição no Cadastro Único. “Descentralizando cada vez mais os serviços do município, evitamos que a população tenha que se deslocar até o centro. Na prática, significa mais conforto, menos tempo e

menos gastos para o cidadão. Queremos levar as ações integradas da Prefeitura e dos governos estadual e federal para mais perto das pessoas”, destaca Daniel Annenberg, secretário municipal de Inovação e Tecnologia. O Poupatempo municipal Inspirado no programa Poupatempo e propondo um novo padrão de atendimento ao cidadão, mais ágil, integrado e descentralizado, o Descomplica SP oferece serviços de 12 secretarias e órgãos municipais, além de serviços estaduais e federais muito procurados pela população. Nele o cidadão encontra,

em um só lugar, mais de 350 serviços municipais, como a emissão da Carteira de Trabalho, a solicitação de Bilhete Único, o registro de Seguro Desemprego, a intermediação de mão de obra e o registro para o recebimento de benefícios sociais, dentre muitos outros, além de contar também com serviços estaduais, como o Detran e emissão de RG, e federais, como os Correios e o próprio Banco do Brasil. Política de excelência Lançado em março de 2018, o programa Descomplica SP é um dos programas mais bem avaliados da Prefeitura Municipal de São Paulo (99% de aprovação) e é considerado o início da concretização da Política de Atendimento ao Cidadão, que estabelece, por meio da Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia, diretrizes e padrões de excelência nos serviços ofertados pela administração municipal, incluindo aqueles prestados por terceiros ou mesmo por empresas contratadas.

SUPER

+ 55 11 3428-6240 www.vivazdigital.com.br contato@vivazdigital.com.br

SE O SEU OBJETIVO É ALCANÇAR A TODOS, NÓS PODEMOS TE AJUDAR.

Websites

Aplicativos

Social Media

Impressos

Marketing

REUNIÕES CONSEG SÃO MATEUS ANO 2019

Identidade Visual

- 20 de Agosto as 19 hs - 17 de Setembro - 15 de Outubro - 19 de Novembro - 17 de Dezembro – será realizada a confraternização e prestação de contas E-mail: saomateusconseg@ gmail.com FÁBIO CELESTINO DOS SANTOS Presidente em Exercício R. Professor Pedro Antônio Pimentel, 417

MATRÍCULAS ABERTAS

Você merece uma educação de qualidade!

Educação Infan l Ensino Fundamental Ensino Médio Rua: Gonçalves de Mendonça, 233 Jardim Iguatemi Telefones: 2731-1612 e 2735-6714 www.educandariodosanjos.com.br facebook: @EducandarioDosAnjosOficial


Gazeta São Mateus

Página 6 Educação

Programa de formação de empreendedores abre inscrições em Etecs e Fatecs

Serão formadas 45 turmas em 40 municípios neste segundo semestre; processo de seleção avaliará proposta de negócio do candidato

O

Centro Paula Souza (CPS) está com inscrições abertas até 23 de agosto para o programa Escola de Inovadores. Tratase de um curso de extensão

gratuito, organizado pela Inova CPS, que tem como objetivo ensinar pessoas com espírito empreendedor a transformar ideias inovadoras em startups. O curso será oferecido neste

segundo semestre em 45 Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais de 40 municípios. As atividades ocorrem nas cidades de Americana, Araçatuba, Araraquara, Assis, Bebedouro, Botucatu, Campinas, Campo Limpo Paulista, Capão Bonito, Capital (Bom Retiro, Ipiranga, Jardim Paulistano, Jardim São Luís, Mooca e Tatuapé), Cubatão, Embu, Ferraz de Vasconcelos, Franca, Franco da Rocha, Guaratinguetá, Ibitinga, Indaiatuba, Itu, Jaboticabal, Jaú. As inscrições

para o processo de seleção são gratuitas e devem ser feitas pela internet. Para participar, o candidato precisa apresentar um projeto de empreendedorismo que será avaliado com base em critérios como inovação, viabilidade técnica e potencial mercadológico. Serão selecionados de 10 a 25 projetos – com até três integrantes cada um – por unidade. A relação de aprovados será divulgada no dia 9 de setembro no site das unidades participantes. O início das aulas também está previsto para setembro, conforme calendário de cada localidade.

1ª quinzena de Agosto de 2019

Profile for Gazeta  São Mateus

Jornal Gazeta São Mateus - Edição 484  

Jornal Gazeta São Mateus - Edição 484  

Advertisement