Issuu on Google+

“Este título só aumenta ainda mais a nossa responsabilidade”

“Tivemos o controle do jogo, com muita posse de bola”

Victor, goleiro do Grêmio e capitão do time

Silas, técnico do Grêmio

Gilmar Iser, técnico do Novo Hamburgo

O azul campeão

cotação

Grêmio venceu o Novo Hamburgo ontem por 1 a 0 e faturou a Taça Fernando Carvalho Fábio Winter/GES

Grêmio

NOVO HAMBURGO

Victor – Melhor jogador em campo, o goleiro tricolor fez defesas importantes, com destaque para o lance envolvendo o chute de Rodrigo Mendes no segundo tempo. Nota 8.

Juninho – Pouco exigido ao longo do jogo, o goleiro anilado não teve culpa no gol. Nota 7.

Mário Fernandes – O lateral-direito não teve muito sucesso na defesa no combate com Paulinho, mas conseguiu cumprir seu dever no setor ofensivo. Nota 7. Rafael Marques – O zagueiro conseguiu neutralizar as peças ofensivas do Noia – principalmente o atacante Gustavo Papa Nota 6. Maurício – Assim como seu colega de zaga, o jogador não teve problemas com os jogadores de ataque anilados. Nota 6. Fábio Santos – Pouco foi ao ataque e também sofreu para tentar se defender, já que o Novo Hamburgo buscou aproveitar os lados do campo. Nota 5. Ferdinando – Teve problemas com os meias anilados. Foi premiado com o gol em um belo chute em uma cobrança de falta. Nota 7. Fábio Rochemback – Mais uma vez, não jogou bem. Errou muitos passes e desperdiçou vários lances. Nota 5. Douglas – Fortemente marcado pelo sistema defensivo do Novo Hamburgo, o camisa 10 pouco conseguiu fazer. Nota 4. Hugo – Dos jogadores ofensivos do Grêmio, foi quem mais contribuiu. Quase marcou no segundo tempo. Nota 5. Jonas – Pouco acionado, o atacante foi presa fácil para Cláudio Luiz, Chicão e Micael. Nota 4. Borges – Outro jogador que foi facilmente batido pela zaga anilada e teve um desempenho ruim. Marcou um gol em impedimento antes de sentir lesão. Nota 5. Willian– Não conseguiu vencer nenhum lance de ataque no segundo tempo e acabou isolado. Nota 3. Maylson – Entrou na metade do segundo tempo no lugar de Jonas e deu uma movimentação maior ao ataque gremista. Nota 5.

ESTÁDIO OLÍMPICO: Grêmio de Hugo não apresentou bom futebol na tarde de ontem, encontrou a resistência do Novo Hamburgo de Preto, mas levou o título do primeiro turno do Gauchão André Heck

Segunda-feira, 1º.3.2010 / JORNAL NH

1

12

Victor Mário Fernandes Rafael Marques Maurício Fábio Santos Ferdinando Fábio Rochemback Hugo Douglas (Adílson) Jonas (Maylson) Borges (William) Técnico - Silas

Porto Alegre - O azul do Grêmio prevaleceu e o tricolor faturou ontem, no Estádio Olímpico, a taça Fernando Carvalho – que equivale ao primeiro turno do Campeonato Gaúcho. A conquista sobre o Novo Hamburgo garante ao time do técnico Silas presença na decisão do Estadual de 2010 e, em caso de levar também o segundo turno, o título por antecipação. A conquista do Grêmio foi ainda mais valorizada pela boa atuação do Novo Hamburgo, que deixou o campo de cabeça erguida. O time do técnico Gilmar Iser atuou como time grande diante de 34 mil gremistas. Foi valente e ousado, buscando o ataque durante os 90 minutos. No segundo tempo, chegou a pressionar o Grêmio em busca do gol de empate.

Quem foi ao Olímpico esperando ver uma vitória fácil, talvez uma goleada com gols da dupla de ataque que mais marcou esse ano no Brasil, com Jonas e Borges, acabou vibrando com um único gol, marcado por Ferdinando. Aos 19min do primeiro tempo, ele que se apresentou para cobrar uma falta de fora da área. Uma bomba, o chute à meia altura venceu o goleiro Juninho e definiu o jogo. Apesar da conquista, a torcida tricolor não se mostrou satisfeita com a apresentação do time e chegou a vaiar algumas trocas de Silas. E para complicar, ainda viu o artilheiro Borges (11 gols na temporada) deixar a partida com uma lesão na coxa direita. “A lesão nos trás uma preocupação. Mas vamos saber o grau da le-

são amanhã (hoje) com um exame de ressonância magnética”, observou o assessor de futebol do clube, Luiz Onofre Meira. O dirigente ainda fez uma ressalva sobre o título de ontem. “Ganhamos meio título e o Grêmio precisa continuar com o seu trabalho. Não podemos fazer disso uma glória. Ainda precisamos nos entrosar e encorpar”, acrescentou. O confronto de ontem foi tipicamente gaúcho, muito truncado. A primeira chance de gol aconteceu aos 10min do primeiro tempo, quando o meia Douglas chutou de longe. O Novo Hamburgo, com muita garra em campo, mostrou que está cada vez mais entrosado, e fez sua primeira tentativa aos 12min, com Gustavo Papa, também de fora da área. O visitante Noia enfren-

tou o Grêmio de igual para igual, organizado e ofensivo, e até encontrou facilidade para entrar na defesa adversária. Mas não conseguiu gols. “Temos que valorizar a atuação do Novo Hamburgo. O Grêmio não fez uma boa partida, mas o adversário teve uma grande parcela no espetáculo”, ressaltou o ex-presidente gremista Fábio Koff. Ao final do confronto, o técnico anilado Gilmar Iser reclamou de dois pênaltis não marcados, que considerou capitais na influência do resultado da partida. “Foram lances capitais que ajudaram o Grêmio”, observou o treinador. Ambos foram sobre Gustavo Papa. No primeiro, o atacante do Novo Hamburgo teria sido agarrado por Rafael Marques. No segundo, um chute de Papa teria sido bloqueado por um zagueiro tricolor.

0

Juninho Micael (Rodrigo Mendes) Cláudio Luiz Édson Borges Chicão (Michel) Preto (Maiquel) Emerson Márcio Hahn Paulinho Edimar Gustavo Papa Técnico - Gilmar Iser

Adilson – Entrou no final da partida no lugar de Douglas, após ficar longo tempo lesionado, e pouco jogou. Sem nota. Técnico Silas – Não conseguiu fazer o Grêmio mostrar superioridade frente ao Novo Hamburgo, e viu seu time sofrer uma forte pressão durante todo o segundo tempo. Foi chamado de “burro” pela torcida no segundo tempo, durante uma substituição. Mas foi premiado com a vitória. Nota 5.

detalhes Local - Estádio Olímpico, em Porto Alegre. Público - 34.313 (total). Renda - R$ 932.049,00

Cláudio Luiz, Edson Borges e Maurício (ECNH); Fábio Santos, Ferdinando e Fábio Rochembach (Grêmio)

Redenção de Ferdinando é fruto de muito trabalho

Por Chico Luz

Gabriel Guedes

Micael – Assim como todo o sistema defensivo do Novo Hamburgo, teve sucesso ao anular as jogadas de ataque tricolores no primeiro tempo. Nota 6.

O meia tricolor Ferdinando (foto ao lado sendo marcado por Rodrigo Mendes) foi o personagem do jogo de ontem e ajudou com a quebra do tabu que permanecia desde o começo do Campeonato Gaúcho: pela primeira vez no ano, o Grêmio terminou um jogo oficial sem sofrer gols. E chegou a marca recorde de 46 jogos sem derrota em casa. A última foi em setembro de 2008, pelo Brasileirão. O gol do questionado jogador garantiu o título da primeira fase do Gauchão. Ainda que feito de bola parada, com uma pancada

Cláudio Luiz – Mais uma vez, foi seguro e comandou a defesa anilada do Noia em uma grande jornada da equipe. Não permitiu nenhum lance de gol aos atacantes gremistas. Nota 7. Edson Borges – Outro jogador que levou vantagem em praticamente todos os lances. Além de seguro na defesa, também se lançou ao ataque em alguns lances. Nota 6. Chicão – Um dos principais jogadores do Novo Hamburgo no primeiro tempo, fez bons lances pela direita. Acabou sendo substituído por Michel ao machucar o rosto. Foi parar no hospital. Nota 6. Emerson – O volante anilado não teve um bom rendimento. Disperso na marcação, o camisa 8 também errou muitos passes. Nota 5. Márcio Hahn – Um dos atletas mais experientes do Noia, o volante acabou tendo uma atuação ruim. Nota 4.

Tricolores em festa

Preto – Principal jogador do Novo Hamburgo na partida, o camisa 7 criou grandes lances de ataque e articulou as principais jogadas aniladas. Nota 7.

Diego da Rosa/GES

do meio da rua, foi o escore decisivo, único. Mas será que apenas isso absolve o meia perante a torcida? Ao longo do Gauchão, Ferdinando foi vaiado com frequência pela torcida. No entanto, diz que tem procurado se superar cada vez que recebe as críticas. “A torcida não vaia apenas eu. Mas eu faço minha parte. Tenho que estar sempre procurando melhorar”, frisa. Para estar sempre entre os homens de confiança do técnico Silas, conta que não há segredo. “É treinar forte para poder assumir a responsabilidade. Acima de tudo, é resultado do trabalho forte”.

Anilados apoiaram

Fábio Winter/GES

Edimar – O camisa 10 parece ter reencontrado o seu melhor futebol. Ao lado de Preto, foi um dos melhores jogadores do Noia ao longo de todo o jogo. Nota 7. Paulinho – O lateral-esquerdo jogou muito bem no primeiro tempo, mas acabou sumindo na etapa final. Nota 6. Gustavo Papa – Isolado no ataque no primeiro tempo, o atacante fez bem o trabalho de pivô quando necessário. Nota 5. Rodrigo Mendes – Personagem do grande mistério antes da partida começar, o meia-atacante entrou no intervalo e criou a grande chance do Novo Hamburgo no jogo. Nota 6. Michel – Entrou no lugar de Chicão e tentou criar jogadas pelos lados, mas não teve sucesso. A partir da sua entrada em campo, o Novo Hamburgo diminuiu o ritmo que vinha mantendo no jogo. Nota 5. Maiquel – Entrou em campo no fim da partida. Sem nota. Técnico Gilmar Iser – Comandou um time melhor postado em campo e que foi mais efetivo do que o seu rival. Mas acabou sendo punido com o gol sofrido de falta no primeiro tempo. Nota 7.

A festa tricolor, no Estádio Olímpico, começou antes mesmo da partida. Do lado de fora, torcedores entusiasmados se aproximavam da casa tricolor confiantes no resultado positivo. E teve até torcedor que deixou para comprar ingresso antes da partida e foi supreendido pela falta de entradas. De acordo com informações do clube,

30 minutos antes da partida só havia entrada para acompanhante de sócio. O movimento dentro do estádio, que parecia tímido logo após a abertura dos portões, mostrou-se forte minutos antes do apito inicial e até filas se formaram do lado de fora, com torcedores ansiosos para entrar. Do lado de dentro (foto acima) tudo foi festa. Fábio Winter/GES

ARBITRAGEM

A torcida do Esporte Clube Novo Hamburgo, que foi até o Estádio Olímpico em caravana - formada por três ônibus e carros - esteve apoiando seu time durante toda a partida. Em número muito inferior do que a gremista, também cumpriu o seu papel e até mesmo uma charanga (foto acima) pode ser ouvida ecoando na casa do ad-

reforço A direção do Grêmio confirmou, na tarde de ontem, antes da decisão, a contratação do zagueiro Ozéia, que estava no Paços Ferreira, de Portugal, e já foi atleta de Silas, no Avaí. Aos 27 anos, ele tem 1,90m e pesa 85 quilos.

Confirmado para ir à Copa do Mundo pela terceira vez, Carlos Simon teve trabalho no início da partida, distribuindo muitos amarelos. Porém, conseguiu mostrar segurança nos lances. O auxiliar Paulo Conceição acertou ao marcar impedimento de Borges em um lance de gol. Altemir Hausmann teve pouco trabalho. Nota 8.

QUER TER A ÚNICA OPERADORA QUE JÁ NASCEU NA ERA DA BANDA LARGA? É GVT OU JÁ ERA.

49

BANDA LARGA DE 3 A 100 MEGA

BANDA LARGA

POWER GVT

A PARTIR DE

Banda Larga de 3 a 100 Mega sem limites de download e upload.

versário. O azul do anilado marcou sua presença. Ficou o gostinho de que o time poderia ter sido campeão. Mas também ficou a certeza de que, no segundo turno do Campeonato Gaúcho, que começa nesta semana, o papel do torcedor anilada dentro e fora de sua casa se torna cada vez mais fundamental.

Baixe e assista a filmes, vídeos e shows com mais qualidade.

Baixe músicas, envie fotos e fique sempre conectado com seus amigos.

Planos de telefonia fixa e atendimento que deixa você tranquilo, da instalação à conexão.

POWER GVT, eleita a melhor Banda Larga do Brasil.

R$

90

,

POR MÊS

MUDE. EVOLUA. LIGUE

103 25

www.gvt.com.br

A PARTIR DE 10 MEGA

MODEM GRÁTIS

Preço de Banda Larga válido para aquisição do serviço de Banda Larga incluído nos Pacotes Unique ou Smart MAXX. O serviço de telefonia fixa não está incluído no valor ora anunciado. Modem gratuito para velocidades a partir de 10 Mega e condicionado a permanência mínima na velocidade contratada por 12 meses. Verifique o valor da taxa de instalação. Serviços sujeitos a disponibilidade técnica. Consulte os termos no portal www.gvt.com.br.

Segunda-feira, 1º.3.2010 / JORNAL NH

ESPORTE

“Temos que focar agora a conquista do segundo turno do Estadual”

13


Mais esporte

“A equipe foi valente, tínhamos condição de vencer”

Domingo de folga no Inter

Gustavo Papa, capitão do Novo Hamburgo

A mais orgulhosa das torcidas Fotos Luis Félix/GES

Jeison Rodrigues

O mais barulhento dos três ônibus lotados por torcedores do Novo Hamburgo para ir ao Estádio Olímpico, ontem à tarde, transportou os Barra Anilada, a jovem organizada azul anil inspirada nos temidos e fanáticos barra bravas argentinos. Felizmente, os garotos hamburguenses adaptaram apenas os cantos e a disposição de gritar qualquer coisa. Pacatos, respeitaram a bronca do motorista incomodado com os murros de alguns deles no teto do coletivo – obediência e civilidade inimagináveis no caso dos hermanos do Boca ou do River Plate. Os Barra Anilada eram cerca de 20 (talvez 30) garotos orgulhosos por transportarem, veja só, um documento do Batalhão de Operações Especiais (BOE) da Brigada Militar lhes autorizando a ingressar no estádio com seus equipamentos e faixas. “Estivemos na reunião das organizadas na quinta”, explicou o web designer Guilherme Strich, 25 anos, provavelmente um dos mais velhos entre tantos moleques. Como os estudantes Eduardo Kopschina e Guilherme Schneider, de 16, e fundadores da barulhenta e animada torcida. No total, três ônibus transportaram cerca de 150 torcedores certamente satisfeitos. Se não puderam comemorar o título na viagem de volta, pelo menos deixaram o Olímpico orgulhosos da boa atuação do time no jogo todo e no segundo tempo. Além de um inegável sentimento de injustiça com um placar cujo o 1 a 1 talvez fosse mais correto. Pena, desta vez Chicão não chutou.

Os Barra Anilada são cerca de 80 no total, segundo seus líderes. Ontem, eram entre 20 e 30, todos muito jovens. ‘‘No começo era mais uma brincadeira, mas virou coisa séria’’, contou o estudante Guilherme Schneider, 16 anos, um dos fundadores da organizada, em outubro de 2008. Eles, aliás, nem fazem muita questão desse rótulo. ‘‘Para fazer parte, é só chegar e cantar’’, avisou outro dos líderes, Eduardo Kopschina, empolgado com a faixa criada durante a semana especialmente para o jogo do Olímpico com um recado carregado de esperança: ‘‘Chuta Chicão’’.

Os irmãos Davi Valter dos Santos, 26, e Daniel José dos Santos, 40, foram juntos ontem ao Olímpico para torcer pelo anilado. São torcedores frequentes na vida do Novo Hamburgo. O mais velho deles acompanha o clube desde 1981 e desde 85 é sócio, sem nunca ter cancelado sua matrícula. Queriam, claro, ver o Noia campeão. Como em 2005, quando o clube ganhou as Copas RS e Emídio Perondi.

Segunda-feira, 1º.3.2010 / JORNAL NH

Seleção está em Londres Londres - A seleção brasileira já está em Londres, onde amanhã enfrenta a Irlanda, em amistoso, às 17h05 (de Brasília), no Emirates Stadium. Os atletas do técnico Dunga estão hospedadas no Hotel Dorchester. O meio-campista Elano se apresentou com uma lesão no tornozelo e ainda não sabe se estará em campo amanhã.

Campeões de canoagem Brotas, SP - Canoístas de Três Coroas dominaram a 1.ª etapa da Copa Brasil de Canoagem Slalom, na cidade de Brotas (SP). Gustavo Selbach foi ouro na categoria k1 sênior, seguido de Mauri César Tavares. Na c1, ouro para Jean Moller e prata para Anderson Webber. Ambos levaram ouro na prova de dupla da c2. Na disputa por equipes, Três Coroas ficou em terceiro.

PLACAR A pequena Isabela Blos Lopes vai completar um ano de vida no próximo dia 11 de março. Portanto, não tem muita noção da experiência pela qual passou ontem à tarde. No colo da mãe, Larissa Blos, 26, ela embarcou em um dos três ônibus de torcedores do Novo Hamburgo. Passou um calorão, claro, mas deve ter se divertido. O som de um estádio lotado nunca assusta. Sempre encanta. Ainda mais uma simpática menininha, desde cedo vestida com as cores do anilado.

Comemoração

14

Porto Alegre - O domingo foi de folga para os jogadores do Inter, que se reapresentam hoje para se preparar para a primeira partida no segundo turno do Campeonato Gaúcho - a Taça Fábio Koff. Na quarta-feira, o colorado recebe o Santa Cruz, às 17 horas. A próxima partida do clube pela Libertadores está marcada para o dia 11, contra o Deportivo Quito, no Equador.

Fabrício

O buzinaço dos gremistas foi discreto. Mas em Novo Hamburgo, tricolores felizes com o título não pouparam o time de críticas pela atuação. A auxiliar administrativa Romara Silva, 21 anos, assistiu o jogo em casa e depois saiu com os amigos para comemorar. “O jogo foi bom”, comenta. O vendedor Jairo Alves de Moraes, 24, diz que o Novo Hamburgo segurou bem. “O Grêmio poderia ter feito mais. Mas deixa uma imagem boa porque o Inter havia perdido”. Para o contador Fabrício Schmitz, 29, O Nóia pressionou o tricolor. “O Novo Hamburgo pressionou no segundo tempo”, afirma ele.

Romara

Jairo

▼ Série B do Gauchão Glória 3x0 Guarani Atlético-Ca 1x2 EC Milan Farroupilha 2x4 14 de Julho Guarany-Ca 2 x0 Bagé Santo Ângelo 5x0 Juventus São Paulo 0x0 Brasil-Pel Panambi 0x0 Gaúcho ▼ Paulista São Paulo 5x1 Monte Azul Santos 2x1 Corinthians Mogi Mirim 1x0 Paulista Barueri 3x1Ponte Preta Rio Claro 1x0 Palmeiras ▼ Carioca Fluminense 5x1Friburguense Duque de Caxias 1x0 América Olaria 1x0 Tigres Vasco 2x1 Volta Redonda ▼ Mineiro Democrata 4x2 Tupi Villa Nova 0x0 Uberaba Uberlândia 2x5 Atlético-MG América-MG 4x0 Caldense ▼ Espanhol Xerez 1x1 Espanyol Villarreal 1x0 La Coruña Real Valladolid 1x2 Mallorca Sporting Gijón 3x2 Osasuna Racing Santander 0x2 Almería Sevilla 0x0 Athletic Bilbao Atlético de Madrid 4x1 Valencia ▼ Italiano Milan 3x1 Atalanta Genoa 3x4 Bologna Chievo 2x1 Cagliari Udinese 2x3 Internazionale Napoli 2x2 Roma Parma 1x0 Sampdoria Livorno 1x2 Siena Juventus 0x2 Palermo


O azul campeão