Page 1

ARQUIDIOCESE

DE BELÉM

PE. FLORENCE DUBOIS FUNDADOR

www.fundacaonazare.com.br BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

O JORNAL CATÓLICO DA FAMÍLIA

ANO CV - Nº 862 - PREÇO AVULSO: R$1,00

Faculdade forma primeira turma A Faculdade Católica celebrou a formatura de 44 alunos do curso de Filosofia, a primeira turma formada pela universidade vinculada à Arquidiocese de Belém. Missa em ação de graças evidenciou a colação de grau no início do mês. CAD. 2, PÁG. 1. FOTO: JOSÉ LUCAS/ASCOM SÃO PIO X

w FORMANDOS registram a histórica ocasião da formatura junto ao Grão Chanceler da Faculdade Católica, Dom Alberto Taveira Corrêa LUIZ ESTUMANO

Pastoral do Dízimo inicia atividades Espiritualidade, forma- des de 2019 na Arquidioceção e Missa abrem ativida- se de Belém . CAD. 2, PÁG. 7.

Missa pelos Retiro de lideranças enfermos juvenis no dia 10 w AGENTES pastorais do Dízimo das regiões episcopais começam atividades de 2019

Capela do Hospital da Região Episcopal de Ordem Terceira é o local Sant´Ana realiza primeiro da celebração pelo Dia dos retiro de lideranças juveEnfermos. CAD. 2, PÁG. 4. nis. CADERNO 2, PÁGINA 12. DIVULGAÇÃO

Marituba terá nova capela na área Canaã Benção e lançamento da pedra fundamental da capela de Nossa Senhora Auxiliadora foi na área Canaã, em Marituba. CADERNO 2, PÁGINA 3.

w OBRAS da futura capela em Marituba começaram com a benção do Bispo Auxiliar de Belém, Dom Antônio


2

Opinião

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

IGREJA E VIDA CRISTÃ EM IMAGENS

1º Caderno

PRIVILÉGIO DE SER CATÓLICO João Carlos Pereira Jornalista e professor jcparis1959@gmail.com

Os peixes da rede de Pedro

O

w PASTORAL DO DÍZIMO, Paróquia de Santa Rita de Cássia, uma agente pastoral ora para que o trabalho dos demais seja eficiente (LUIZ ESTUMANO: VOZ DE NAZARÉ)

PANORAMA José Pereira Ramos Economista e escritor

joseulina1@gmail.com

Procuremos águas mais profundas

O

Evangelho deste domingo traz para nós, batizados, um alerta muito importante para a nossa salvação. Em primeiro plano reconhecermos o Mestre, não apenas pela fisionomia, mas pelo conteúdo dos seus ensinamentos. Em segundo plano, a confiança em sua palavra, o que significa a obediência. Podemos hoje interpretar que, cumprindo sua palavra, estaremos cumprindo os mandamentos de Deus. Não ficando apenas na busca na nossa satisfação, mas dando um sentindo à nossa vida; entregando todo

o nosso ser, nossa inteligência, nosso verdadeiro amor, Àquele que morreu para nos salvar; preocupando-nos para salvar também o nosso próximo, enfim, buscando o vigor da nossa fé, com atitudes mais sinceras. Não podemos moldar os nossos dias com atos superficiais, que atendam apenas às nossas necessidades, ou se prendam a vaidades e ambições meramente mundanas. No mundo atual, as tentações são intensamente divulgadas e a disputa pelos direitos entre ricos e pobres afasta-os cada vez mais. A

ENCONTRO FRATERNO Ivens Coimbra Brandão Engenheiro civil e escritor

ivenscb@oi.com.br; ivenscb@gmail.com

Vítimas e heróis

R

efiro-me às pessoas que tiveram suas vidas ceifadas de forma brutal, e aos heróis, que assumiram a missão do resgate de sobreviventes e corpos do ‘mar de lama’ que jorrou com o rompimento de uma barragem de rejeitos de minério de ferro na região de Brumadinho, em Minas Gerais. Diante da tragédia, veio a público a existência de dezenas de áreas de mineração que ferem as entranhas de nosso território. Evidente que não se pretende ‘dormir’ sobre as nossas riquezas. No entanto, cremos que é dever do Estado legislar sobre o percen-

tual da exportação em relação ao beneficiado em nosso território, isto porque, atualmente, a cada tonelada de minério exportado, recebemos de volta uns poucos eletroeletrônicos. Assim, comparando-se o preço do minério de ferro exportado em 2017 e 2018, ao preço de 50 dólares por tonelada, e a cotação média do dólar no período, recebemos de volta 4 ou 5 telefones celulares... A tragédia que ceifou a vida de centenas de pessoas – no momento em que escrevo já são 115 mortos e 248 desaparecidos – fez surgir o trabalho heroico dos bombeiros e de

Fundado em 5 de julho de 1913 FUNDADOR Pe. Florence Dubois, barnabita

ARQUIDIOCESE DE BELÉM-PARÁ

PRESIDENTE Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará VICE-PRESIDENTE Monsenhor Marcelino Ferreira Vigário-geral da Arquidiocese de Belém do Pará

divulgação de ideologias são comandadas por grandes grupos. Fazem os defensores dos direitos se esquecerem de que todo direito corresponde a um dever. Ocorre que a mídia vulgariza os deveres, valorizando os direitos. Quem despreza os mandamentos de Deus jamais respeitará as leis dos homens. E isto ocorre em qualquer nível social, intelectual, ou político. Exemplos: A empresa nacional que obteve os maiores lucros com exportação de minérios no Brasil colocou em risco populações inteiras! O que aconteceu na eleição do novo presidente do Senado foi uma vergonha. A secretária senadora roubou a pasta e os documentos do presidente da mesa dando um péssimo exemplo à nação, na mais alta câmara legislativa. Precisamos aprender a “lançar nossas redes em águas mais profundas”. outras corporações de Minas Gerais e Estados vizinhos. Dentre os resgates feitos, ora cito o protagonizado por uma mulher do corpo de bombeiros, que no comando de um helicóptero, pairou com habilidade e coragem a poucos centímetros do solo, o tempo necessário para o resgate de uma vítima. Já na base de operações, ouvida em breve entrevista, com o rosto sem maquiagem, seu semblante espelhava o esforço despendido, deixando transparecer a plenitude da beleza que a mulher encerra, vocacionada que é para gerar e salvar vidas. Assim como muitos brasileiros, senti-me tocado pela tragédia, em especial como profissional de engenharia, lamentando a negligência – a ser devidamente apurada - dos responsáveis pela certificação da barragem.

DIRETOR GERAL Padre Roberto Emílio Cavalli Junior DIRETOR ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO Marcos Aurélio de Oliveira DIRETOR DE COMUNICAÇÃO Mário Jorge Alves da Silva DIRETOR DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS Arnaldo Pinheiro

evangelho que a Igreja nos apresenta, neste domingo, fala de pesca. Pesca de peixe e pesca de homens. Quando Pedro se declara pecador e pede que Jesus se afaste, ainda não sabia que a missão do Redentor era exatamente esta: buscar os pecadores. Neste momento, Jesus estabelece o primado de Pedro e mostra que pode alimentar os homens, atendendo seus pedidos de comida para sustentar o corpo e de um Pão – Ele próprio - que sacia a fome de vida eterna. Quando mandou que os pescadores jogassem suas redes, elas voltaram lotadas de peixes. Nunca havia me preocupado em procurar de que espécie eram, mas, conversando com um amigo que já esteve por aqueles lados, soube que o peixe mais popular, o “musth”, também chamado de “peixe de são Pedro”, tem espinha que não acaba mais. Como minha curiosidade não tem limites, fui atrás de mais informações. No lago onde era realizada a pescaria existem vários tipos de peixes, mas três eram

os mais procurados pelos pescadores dos tempos de Jesus: o peixe pequenino, que o menino mostrado no Evangelho trazia apenas dois. Multiplicados, serviram para alimentar 5 mil homens. Pela descrição, provavelmente eram sardinhas, que as famílias comiam com pão. Os “barbos”, famosos pelas farpas nos cantos da boca, e o já citado, “musht”, que tem uma barbatana dorsal longa, parecida com um pente. Chega a 1,5 metros e não pesa mais do que três quilos e meio. Essa informação não é relevante, diante dos grandes ensinamentos dessa passagem. Mas é bom saber que os amigos de Jesus – e o próprio Jesus – não comiam pescada amarela, nem dourada, nem filhote, nem tucunaré ou outros peixes que fazem as delícias da culinária paraense. O peixe é apenas um figurante, porque o que importa mesmo é sabermos que não devemos ter medo – como Jesus orientou – porque está conosco para nos ouvir e ajudar no que for necessário.

ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU ... Pe. Helio Fronczak

heliofronczak@gmail.com

Iniciação à vida cristã

O

título desta coluna inspira-se no livro “Trindade, modelo social”, de Enrique Cambón, publicado pela editora Cidade Nova há poucos anos atrás. Vale a pena lê-lo, visto que o autor trata do relacionamento das pessoas divinas de forma muito didática, ajudando-nos a colher o essencial para iniciar e progredir na vida cristã. Espero, com estas breves reflexões semanais, contribuir para adquirirmos sempre mais um estilo de vida trinitário, isto é, segundo o modelo do relacionamento das pessoas divinas. Nós refletimos (= vivemos ao modo do) O PAI, que na Trindade é fonte e origem eterna do Amor, à medida em que, pessoalmente e socialmente, somos fonte de amor desinteressado para os outros. Refletimos O

COORDENAÇÃO Bernadete Costa (DRT 1326) CONSELHO DE PROGRAMAÇÃO E EDITORAÇÃO Padre Agostinho Filho de Souza Cruz Cônego Cláudio de Souza Barradas Edwaldo Lobo Monteiro EDITORAÇÃO ELETRÔNICA Sérgio Santos (DRT/PA 579) Assinaturas, distribuição, administração e redação Av. Gov. José Malcher, Ed. Paulo VI, 915 CEP: 66055-260

FILHO, que na Trindade é acolhida transparente do Amor com gratidão infinita, se sabemos “deixar-nos amar”, acolhendo o amor dos outros: não é divino somente o dar, mas também o receber por amor. Refletimos em nossa vida O ESPÍRITO SANTO, reciprocidade do Amor entre Pai e Filho, e também Amor do Pai e do Filho que transborda na criação, à medida em que, entre as pessoas, entre os setores sociais e as Instituições, entre as Igrejas, entre os povos, existe reciprocidade no amor: amor não egoístico, nem fechado, nem excludente, mas aberto ao bem de todos. Resumindo, podemos dizer que, para viver de modo trinitário, é necessário “sempre acolher, sempre tomar a iniciativa, sempre unir”.

- Nazaré, Belém - PA Tel.: (91) 4006-9200/ 4006-9209. Fax: (91) 4006-9227 Redação: (91) 4006-9200/ 4006-9238/ 4006-9239/ 4006-9244/ 4006-9245 Site: www.fundacaonazare.com.br E-mail: voz@fundacaonazare.com.br Um veículo da Fundação Nazaré de Comunicação CNPJ nº 83.369.470/0001-54 Impresso no parque gráfico de O Liberal

FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO


1º Caderno 1º

Arcebispo

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

Conversa com meu povo

“C

erto dia, Jesus estava à beira do lago de Genesaré, e a multidão se comprimia a seu redor para ouvir a Palavra de Deus. Ele viu dois barcos à beira do lago; os pescadores tinham descido e lavavam as redes. Subiu num dos barcos, o de Simão, e pediu que se afastasse um pouco da terra. Então sentouse e, do barco, ensinava as multidões. Quando acabou de falar, disse a Simão: “Avança para águas mais profundas, e ali lançai vossas redes para a pesca”. Simão respondeu: “Mest re , t r a b a l h a m o s a noite inteira e não pegamos nada. Mas, na tua palavra, lançarei as redes” (Lc 5,1-5). Em nosso ambiente amazônico não faltam as águas para entendermos a provocação positiva de Jesus aos seus discípulos de ontem e de hoje. Ao comemorarmos os trezentos anos de criação da Diocese de Belém, nossa Igreja quer descobrir justamente nestas águas o sinal para enfrentar os desafios à missão de evangelizar. Não nos cabe assentar-nos sobre louros de eventuais vitórias, e estas não são poucas! O tempo que se chama hoje (Cf. Hb 3,10-19) pede respostas novas e coerentes, para que a Boa Nova do Evangelho ressoe sempre de novo no coração das pessoas e renove nosso mundo e nosso tempo. “Na tua palavra, lançaremos as redes!”. Na força da Palavra de Jesus queremos enfrentar os novos desafios. Vivemos num mundo pluralista, não sendo viável o sonho de uma cristandade na qual todos pensem da mesma forma. O projeto é ser sal, luz, fermento, grão de mostarda, semente que floresce misteriosamente... O desafio se chama diálogo com o diferente. O caminho é tão antigo e ao mesmo tempo atual. “Com os fracos me fiz fraco, para ganhar

3

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará

Águas mais profundas DIVULGAÇÃO

w QUANDO SE OBEDECE A JESUS, não há pesca que não seja abundante

os fracos. Para todos eu me fiz tudo, para certamente salvar alguns. Por causa do evangelho eu faço tudo, para dele me tornar participante” (1 Cor 9,22-23). Ir ao encontro de todos, superando defesas e preconceitos. Ressoe entre nós a proposta do Papa Francisco, na Evangelii Gaudium: “Prefiro uma Igreja acidentada, ferida e enlameada por ter saído pelas estradas, do que uma Igreja enferma pela oclusão e a comodidade de se agarrar às próprias seguranças” (EG 49). “Na tua palavra, lançaremos as redes!”. Para ser uma Igreja que sai pelas estradas, há que aprender a conversar com as pessoas, primeiro ouvindo-as, e aqui as nossas Paróquias são chamadas a um processo de escuta mais intensa e aberta, acolhendo inclusive perguntas para as quais não temos respostas prontas. E nossa linguagem deverá ser o anúncio de Jesus Cristo, seu nome e seu Evangelho, mais potentes do que todos os métodos de trabalho que possamos

"Na tua palavra, lançaremos as redes!" Na força da Palavra de Jesus queremos enfrentar os novos desafios imaginar. E nunca falte a unção vinda do Espírito! “Na tua palavra, lançaremos as redes!”. O desafio da família e da defesa da vida. Sim à vida, diante da cultura de morte. Nossa Igreja quer cerrar fileira com todas as pessoas que defendem a vida desde a concepção e até o seu ocaso natural, sem ceder às pressões abortistas, ou às propostas de eutanásia. Defender a vida será para nós comprometer-nos radicalmente com as pessoas e sua dignidade, especialmente as mais frágeis e excluídas. Valorizar a família, segundo a proposta da Escritura (“Ele os criou homem e mulher” – Gn 1,27) e da Igreja, fundada no matrimônio de homem com mulher. “Na tua palavra, lançaremos as redes!”. Diante do crescimento de nossas cidades, desejamos ter um olhar mais profundo e mais

amplo para as nossas periferias geográficas e existenciais, com todos os problemas sociais existentes, enfrentando com serenidade e coragem a carência de recursos, com confiança na Providência de Deus, que nos tem permitido “lançar as redes”, mesmo quando humanamente nos sentimos muito limitados. “Na tua palavra, lançaremos as redes!”. “Caminhar com o nosso povo, por vezes à frente, por vezes no meio e outras atrás: à frente para guiar a comunidade; no meio, para animar e sustentar; atrás, para mantê-la unida, a fim de que ninguém se atrase demais” - (Papa Francisco). Um enorme desafio é a participação de todos e convencer os agentes de pastoral em todos os níveis que é muito melhor caminhar juntos. Aqui, a confiança na Palavra de Jesus há de ajudar-nos a vencer a

insensibilidade e a falta de coragem de muitos, começando pela oração fervorosa, a fim de que se despertem para um novo ardor missionário. “Na tua palavra, lançaremos as redes!”. Em nossas mãos a Providência de Deus colocou um sistema de Comunicação, através da Fundação Nazaré de Comunicação, a ser mais valorizado e utilizado! Além disso, as novas mídias existentes e a contínua novidade que se apresenta neste campo, tudo isso pede atualização constante, reflexão e aprofundamento para oferecer conteúdos consistentes. Fechar-nos a esses desafios seria permanecer à margem de nossas águas, com receio de tomar o barco e lançarnos para outras águas. “Na tua palavra, lançaremos as redes!”. Para alcançar estas metas, às quais se acrescentarão outras suscitadas pelo Espírito Santo, precisa-

mos aprender de novo, debruçar-nos diante da Palavra de Deus, estar atentos ao que o Espírito diz à Igreja, especialmente no Sínodo Especial para a Amazônia. Simão Pedro, pescador de profissão, teve que aprender de novo a pescar com aquele que foi carpinteiro em Nazaré! Certamente, teve que se dobrar diante de um outro modo de ver as coisas, entendê-las do jeito que é de Deus. Para nós, isto significa buscar o conhecimento maior da realidade, estudar, formar-nos de novo, ter a humildade necessária para recomeçar! “Na tua palavra, lançaremos as redes!”. Tendo obedecido, os apóstolos experimentaram a pesca milagrosa. Simão Pedro se assustou tanto que até queria afastar de si o próprio Senhor, por sentir-se frágil e pecador. Vale o mesmo para nós, homens e mulheres de Igreja, nesta Arquidiocese de Belém, chamados a olhar a amplidão do horizonte, renunciando a nossas lamúrias, sabendo que justamente os que se sentem pecadores são os que experimentam mais a misericórdia de Deus! “O mesmo ocorreu a Tiago e João, filhos de Zebedeu e sócios de Simão. Jesus disse a Simão: “Não tenhas medo! De agora em diante serás pescador de homens!”. Eles levaram os barcos para a margem, deixaram tudo e seguiram Jesus (Lc 5,10-11). A lista dos que deixaram tudo ainda não está pronta. A nós, seja qual for nossa vocação ou estado de vida, cabe deixar alguma coisa para seguir Jesus, a fim de que todos, sem exceção, lancem as redes de nossa Igreja para avançar para águas mais profundas.


4

Arquidiocese

AGENDA DE DOM ALBERTO TAVEIRA CORRÊA

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

1º Caderno

AGENDA DE DOM ANTÔNIO DE ASSIS RIBEIRO

AGENDA DE DOM IRINEU ROMAN

n De 8 a 14 de Fevereiro de 2019

n De 8 a 14 de Fevereiro de 2019

n De 8 a 14 de Fevereiro de 2019

n SEXTA, 8 DE FEVEREIRO

n SEXTA, 8 DE FEVEREIRO

n SEXTA, 8 E SÁBADO,

8h - Gravações

n SÁBADO, 9 DE FEVEREIRO

11h - Missa e admissão dos seminaristas do Propedêutico (CCFC) 18h - Missa e Matrimônio (Asilo Pão de Santo Antônio) 20h - Jantar com os candidatos ao Diaconato n DOMINGO, 10 DE FEVEREIRO

7h - Missa (Catedral da Sé) 11h - Missa (Fazenda da Esperança)

n SEGUNDA, 11 DE FEVEREIRO

8h - Gravações 19h - Missa - Paróquia Nossa Senhora de Lourdes (festividade) n TERÇA, 12 E QUARTA, 13 DE FEVEREIRO

Comissão Tradução dos Textos Litúrgicos (CNBB) n QUINTA, 14 DE FEVEREIRO

8h30 - Reunião do Presbitério 15h30 - Gravações 17h30 - Audiência 19h - Reunião - Conselho Arquidiocesano de Diáconos Permanentes Os compromissos de Dom Alberto Taveira podem sofrer alterações sem aviso prévio.

8h30 - Reunião - Região Coração Eucarístico de Jesus (Paróquia do Bom Remédio) 19h - Missa - Comunidade Divino Espírito Santo (Paróquia Mãe da Divina Providência) n SÁBADO, 9 DE FEVEREIRO

9h - Formação CF 2019 (Auditório da Livraria Paulinas) 18h - Missa e posse - Pe. Wagner Lima (Paróquia Nossa Senhora Aparecida) n DOMINGO, 10 DE FEVEREIRO

9h - Missa e posse - Pe. Sebastião Nazaré Antero (Paróquia Santo Antônio do Tucunduba) 19h - Missa - Paróquia N. Sra. de Lourdes (festividade) n SEGUNDA, 11 DE FEVEREIRO

8h30 - Audiências 15h - Formação - Pastoral do Turismo 19h30 - Missa - Paróquia Santa Edwiges

Retiro das Lideranças Juvenis da Região Santana

n DOMINGO, 10 DE FEVEREIRO

8h30 - Missa e posse do Padre Leandro Geraldo Magela Ferreira (Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora) 11h - Missa na conclusão do Retiro das Lideranças Juvenis da Região Santana 18h - Missa e Crisma (Paróquia Jesus Eucarístico)

n SEGUNDA, 11 DE FEVEREIRO 9h - Audiência 16h - Encontro e Missa com religiosas

n TERÇA, 12 DE FEVEREIRO 9h - Audiências 15h - Audiências

n QUARTA, 13 DE FEVEREIRO

n TERÇA, 12 DE FEVEREIRO

9h - Lançamento do Projeto Sóciopastoral (Canaã) 14h - Programa “Fé e vida” - Rádio Nazaré FM (91.3Mhz) 15h - Visita à Comunidade São Vicente - Canaã

8h30 - Audiências 10h - Atividades - CNBB 18h30 - Missa - Seminário Pio X

n QUARTA, 13 DE FEVEREIRO

8h30 - Audiências 19h30 - Missa na Área Missionária São Clemente n QUINTA, 14 DE FEVEREIRO

9 DE FEVEREIRO

8h30 - Reunião do Clero 14h - Programa “Entre nós” - Rádio Nazaré 19h30 - Missa na Área Missionária São Clemente

n QUINTA, 14 DE FEVEREIRO

8h30 - Reunião do Presbitério da Arquidiocese de Belém 18h - Gravações na TV 20h - Reunião da comissão de construções - FS

Os compromissos de Dom Antônio de Assis podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Os compromissos de Dom Irineu Roman ser alterados sem aviso prévio.

Homilia Dominical A) Texto: Lc 5,1-11. 1Jesus estava na margem do lago de Genesaré, e a multidão apertava-se ao seu redor para ouvir a palavra de Deus. 2Jesus viu duas barcas paradas na margem do lago. Os pescadores haviam desembarcado e lavavam as redes. 3Subindo numa das barcas, que era de Simão, pediu que se afastasse um pouco da margem. Depois, sentou-se e, da barca, ensinava as multidões. 4Quando acabou de falar, disse a Simão: “Avança para águas mais profundas, e lançai vossas redes para a pesca”. 5Simão respondeu: “Mestre, nós trabalhamos a noite inteira e nada pescamos. Mas, em atenção à tua palavra, vou lan-

çar as redes”. 6Assim fizeram, e apanharam tamanha quantidade de peixes, que as redes se rompiam. 7Então fizeram sinal aos companheiros da outra barca, para que viessem ajudá-los. Eles vieram, e encheram as duas barcas, a ponto de quase afundarem. 8Ao ver aquilo, Simão Pedro atirou-se aos pés de Jesus, dizendo: “Senhor, afasta-te de mim, porque sou um homem pecador!”. 9É que o espanto se apoderara de Simão e de todos os seus companheiros, por causa da pesca que acabavam de fazer. 10Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram sócios de Simão, também ficaram espantados. Jesus, porém, disse a Simão: “Não tenhas medo! De hoje em diante tu serás pescador de homens”.

Padre Romeu Ferreira - Formado em Exegese pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma (romeufsilva@gmail.comg) 11Então, levaram as barcas para a margem, deixaram tudo e seguiram a Jesus.

Temos aqui o fenômeno da pesca miraculosa, ligado ao da vocação, em três momentos: a descrição do local e ambientação da pregação (v 1-3); a pesca milagrosa (v 4-7); e a reação de Pedro, em ser chamado pelo mestre à missão (8-11). O cerne da mensagem do texto é a vocação de Simão e com ele os demais (“seguiram a Jesus” v 11), a partir daquela pesca. A palavra de Deus é a energia de tudo. Ela é a ponte entre Jesus e o povo: Jesus para anunciar, e o povo para escutar.

Após a pregação, o mestre ordena: “Avança para águas mais profundas, e lançai vossas redes para a pesca”. Pedro está desiludido da pesca sem resultado, apesar do esforço (v 5). Nota-se em Pedro, mais o predomínio da fé que o da obediência a Jesus: “em atenção à tua palavra, vou lançar as redes” (v 4-5). O resultado foi magnânimo. Surgiu o convite de ajuda, com a aceitação e benefícios para os que exerciam a mesma profissão (v 7). Diante do fato eclode a voz do aprendiz: “Senhor, afastate de mim, porque sou um homem pecador!” (v 8). É assim: Quando se tem a experiência do resultado da ação do Senhor, imergimos em nosso interior e consta-

(1Cor 15,3-8.11) Evangelho (Lc 5,1-11) w 11/02, SEGUNDA Cor (verde) Primeira Leitura (Gn 1,1-19) Responsório (Sl 103) Evangelho (Mc 6,53-56) w 12/02, TERÇA-FEIRA

Cor (verde) Primeira Leitura (Gn 1,20–2,4a) Responsório (Sl 8) Evangelho (Mc 7,1-13) w 13/02, QUARTA-FEIRA Cor (verde) Primeira Leitura

B) COMENTÁRIO

tamos Sua bondade e nossa indignidade. Os apóstolos são exemplos para nós, chamados ao apostolado. A frase de Simão é expressão clara de sua consciência em sentimento de fragilidade. São Paulo disse um dia: “Tudo posso naquele que me dá força” (Fl 4,13). “De hoje em diante tu serás pescador de homens” (v 10). A atividade futura de Pedro será inovada; continuará pescador, mas os “peixes” serão pessoas. Peixe em grego [ixthüs] significa “Jesus Cristo Filho de Deus Salvador”. Portanto, a atividade de Simão e demais “apóstolos”, deve ser a de fazer dos homens, cristãos: filhos de Deus salvos em Seu Filho Jesus Cristo.

Liturgia da Semana w 08/02, SEXTA-FEIRA Cor (verde) Primeira Leitura (Hb 13,1-8) Responsório (Sl 26) Evangelho (Mc 6,14-29) w 09/02, SÁBADO Cor (verde) Primeira Leitura

19h30 - Missa na Área Missionária São Clemente

(Hb 13,15-17.20-21) Responsório (Sl 22) Evangelho (Mc 6,30-34) w 10/02, DOMINGO Cor (verde) Primeira Leitura (Is 6,1-2a.3-8) Responsório (Sl 137) Segunda Leitura

(Gn 2,4b-9.15-17) Responsório (Sl 103) Evangelho (Mc 7,14-23) w 14/02, QUINTA-FEIRA Cor (branco) Primeira Leitura (Gn 2,18-25) Responsório (Sl 127) Evangelho (Mc 7,24-30)


Vaticano No Angelus, o apelo do Papa em favor do Iêmen

1º Caderno 1º

C

om informações Vatican News. Na oração do Angelus, ao meio-dia, do domingo 03, o Papa Francisco lançou um apelo em favor da paz no Iêmen, país asiático situado na Península árabe, que há mais de quatro anos vive uma guerra que está destruindo a nação, onde, segundo a ONU, “se vive a pior crise humanitária do mundo”. Na saudação aos vários grupos de fiéis e peregrinos reunidos na Praça São Pedro, o Pontífice lançou seu apelo com as seguintes palavras: “A c o m p a n h o c o m grande preocupação a crise humanitária no Iêmen. A população encontra-se extenuada com o longo conflito e muitíssimas crianças padecem a fome, mas não se consegue ter acesso aos depósitos de alimentos. O grito destas crianças e de seus pais sobem a Deus. Faço apelo às partes envolvidas e à comunidade internacional a fim de favorecer com urgência a observância dos acordos alcançados, assegurar a distribuição do alimento e trabalhar pelo bem da população. Convido todos a rezar pelos irmãos do Iêmen.” Em seguida, o Santo Padre puxou uma AveMaria… “Rezemos forte, porque são crianças que têm fome, têm sede, que não têm medicamentos e estão em risco de morte. Levemos para casa conosco este pensamento.”

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

A população encontra-se extenuada com o longo conflito Na alocução que precedeu a oração mariana, Francisco ressaltou que a liturgia do dia era o prosseguimento do domingo passado, que havia proposto o episódio da sinagoga de Nazaré, em que Jesus lê uma passagem do profeta Isaias e ao final diz que aquelas palavras se realizam “hoje”, n’Ele. A liturgia deste IV domingo do Tempo Comum mostra a admiração de seus concidadãos ao ver que um da cidade deles “o filho de José”, pretende ser o Cristo, o enviado do Pai. Sendo um deles, disse Francisco, “eles consideram que deva mostrar esta sua estranha ‘pretensão’ fazendo milagres ali, em Nazaré, como fez nas cidades vizinhas”. “Mas Jesus não quer e não pode aceitar essa lógica, porque não corresponde ao plano de Deus: “Deus quer a fé, eles querem milagres, os sinais; Deus quer salvar todos, e eles querem um Messias em favor dos interesses deles. E para explicar a lógica de Deus, Jesus dá o exemplo de dois grandes profetas antigos: Elias e Eliseu, que Deus mandou curar

FOTOS: DIVULGAÇÃO

5

várias partes do mundo, milhões de homens e mulheres celebram o Ano Novo lunar. O Papa saudou cordialmente todas essas pessoas, fazendo votos de que em suas famílias se pratiquem aquelas virtudes que ajudam a viver em paz consigo mesmas, com os outros e com a criação, convidando-as a rezar pelo dom da paz, a ser acolhido e cultivado com a contribuição de cada um. “CARAVANA DA PAZ”

w PAPA Francisco no Angelus do domingo, 3 de fevereriro

e salvar pessoas não judias, de outros povos, mas que tinham confiado em sua palavra.” Diante deste convite a abrir o coração deles à gratuidade e à universalidade da salvação, continuou o Pontífice, os cidadãos de Nazaré se rebelam, e até mesmo assumem uma atitude agressiva, que degenera a tal ponto que “se levantaram e o expulsaram da cidade e o conduziram até um cimo da colina com a intenção de precipitá-lo de lá”. “A admiração do primeiro instante transformou-se numa agressão, uma rebelião contra Ele”, acrescentou o Papa. PERSEGUIÇÃO

Francisco ressaltou que esta página do Evan-

gelho (Lc 4,21-30) nos mostra que “o ministério público de Jesus começa com uma rejeição e com uma ameaça de morte, paradoxalmente propriamente por parte de seus concidadãos”. “Ao viver a missão a Ele confiada pelo Pai, Jesus sabe que deve enfrentar o cansaço, a rejeição, a perseguição e a derrota. Um preço que, ontem como hoje, a autêntica profecia é chamada a pagar.” O Pontífice observou que, porém, a dura rejeição não desencoraja Jesus, nem cessa o caminho e a fecundidade da sua ação profética. “Ele segue adiante por seu caminho, confiando no amor do Pai”, destacou. “Também hoje, o mun-

do precisa ver profetas nos discípulos do Senhor, isto é, pessoas corajosas e perseverantes ao responder à vocação cristã. Pessoas que seguem o ‘impulso’ do Espírito Santo, que as envia a anunciar esperança e salvação aos pobres e aos excluídos; pessoas que seguem a lógica da fé e não dos milagres; pessoas dedicadas ao serviço de todos, sem privilégios e exclusões. Em poucas palavras: pessoas que se abrem a acolher em si mesmas a vontade do Pai e se comprometem a testemunhá-la fielmente aos outros.” Ainda na saudação aos fiéis e peregrinos presentes o Pontífice ressaltou que na terçafeira, 5 de fevereiro, no Extremo Oriente e em

Saudou ainda os rapazes e moças da Ação Católica da Diocese de Roma, presentes na praça São Pedro ao término da “Caravana da Paz”, festejando os 150 anos de fundação da Ação Católica de Roma e os 50 anos do nascimento da Ação Católica dos Jovens de Roma. Dois deles juntaramse ao Papa ao término da oração mariana. Uma jovem leu uma breve mensagem sobre tais festejos e atuação deles em favor da paz, após a qual foram soltados vários balões que numerosos, coloriram o céu da Praça São Pedro. VIAGEM

Por fim, o Santo Padre aludiu à sua iminente partida, no início da tarde do domingo, em breve viagem aos Emirados Árabes Unidos, pedindo a todos que o acompanhassem com suas orações. Francisco estará em Abu Dhabi deste domingo, 3, até a próxima terçafeira, 5 de fevereiro.

A viagem do Papa Francisco aos Emirados Árabes Unidos O Pontífice partiu na tarde do domingo, 3, para Abu Dhabi, capital do país formado por sete emirados localizados na entrada do Golfo Pérsico, no Oriente Médio. Tratase da primeira visita de um Sucessor de Pedro à península arábica. Esta é a 27ª vigem apostólica internacional de seu Pontificado, no período de 3 a 5 de fevereiro. O tema “Fazei-me instrumento de vossa paz” explica bem o significado desta viagem apostólica do líder católico mundial a um país aonde os seus fiéis são apenas 10% da

A O

população. Os Emirados Árabes são a 41ª meta de Francisco, que foi até lá para escrever uma nova página na história das religiões e selar uma das principais missões de seu Pontificado: “Construir pontes” de diálogo com muçulmanos e tentar romper a lógica da instrumentalização das religiões com o ódio e a violência. O segundo, mas não menos importante, evento da missão, é o encontro com a comunidade católica, formada predominantemente por filipinos e indianos. O Papa presidiu uma missa na

terça-feira, 5, no estádio da capital, Abu Dhabi, o maior do país. O ato central da visita do Papa aos Emirados Árabes Unidos foi o Encontro Inter-religioso, trata-se de uma conferência global sobre a fraternidade humana. A viagem apostólica do Papa Francisco também se cruza com uma densa história de fé. Uma página de secular presença cristã na Península Arábica, escrita por tantos capuchinhos, agora revivida pela comunidade formada por de católicos, especialmente, mais de 900.000 migrantes

s Bem-aventuranças são um mapa de vida: nos convidam a manter puro o coração, a praticar a mansidão e a justiça, a ser misericordiosos com todos, a viver a aflição unidos a Deus. (5 de fevereiro) documento sobre a Fraternidade humana, que assinei hoje em Abu Dhabi com meu irmão, o Grão Imame de Al-Azhar, convida todas as pessoas que levam em seus corações a fé em Deus e a fé na fraternidade humana, a se unirem e a trabalharem juntas. (5 de fevereiro)

w PAPA com representações religiosas dos Emirados Árabes Unidos

que vivem nos Emirados Árabes Unidos. O padre capuchinho Egidio Picucci afirmou que “Francisco será bem recebido porque ele foi convidado oficialmente pelo xeique Mohammed bin Zayed Al Nahyan, que não somente permitiu que o Papa seja o primeiro a viajar para os Emirados Árabes Unidos, mas também permitiu que seja celebrado publicamente um serviço religioso aberto. E isso não é permitido aos católicos, porque eles podem exercer seu culto, mas somente na igreja ou dentro do complexo da própria igreja. O Papa também

foi convidado pelo Vigário Apostólico, capuchinho, Dom Paul Hinder”. Padre Egidio Picucci lembrou também que “o Papa vai oficialmente para um encontro internacional sobre a fraternidade humana. O tema desta viagem é retirado do primeiro verso da oração atribuída a São Francisco: “Senhor, fazei de mim um instrumento da vossa paz”. O Pontífice encontrará uma realidade muito bonita, porque os católicos são mais de um milhão nos Emirados Árabes Unidos. Eles são todos imigrantes. No país existem sacerdotes dioce-

sanos, religiosos, freiras e diáconos. E assim há toda uma hierarquia que ajuda esse grande rebanho cristão. Um povo de fiéis provenientes de 100 países do mundo. A dificuldade que os católicos enfrentam hoje nos Emirados Árabes não vem das autoridades. Vem em vez disso de seitas protestantes que tentam fazer proselitismo: não sendo capaz de se dirigir ao mundo muçulmano, vai ‘pescar’ prosélitos entre os católicos e isso, de acordo com o vigário apostólico Paul Hinder, é uma grande dificuldade para a presença dos católicos nos Emirados”.


6

Igreja no Mundo

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

1º Caderno

Catedral de Sal da Polônia: o maior templo subterrâneo do mundo

Capela de Santa Kinga fica debaixo da terra e foi toda elaborado em sal, na sua totalidade

C

om informações agência Gaudium Press. A Capela de Santa Kinga na Polônia é um dos templos mais chamativos do país, por se encontrar debaixo da terra e ter sido elaborado em sal, na sua totalidade. A história deste templo está ligada a um milagre realizado pela Santa ao chegar ao país, que mereceu ser considerada Padroeira dos Mineiros. A tradição conta que o dote oferecido para o matrimônio de Santa Kinga, sobrinha de Santa Isabel da Hungria e irmã de Santa Margarida da Hungria e da Beata Yolanda

da Polônia, foi uma rocha de sal, considerada de grande valor em seu tempo. Para cumprir esta condição e poder se casar com Boleslao V, o Casto da Polônia, a Santa jogou seu anel de compromisso em uma mina de sal húngara. Depois viajou para Polônia e em Wieliczka pediu que se fizesse uma escavação até encontrar uma rocha. Resultou ser uma rocha de sal, que ao ser rompida em dois tinha em seu interior o anel de compromisso. Nesse lugar se encontraram os valiosos depósitos de sal da mina atual. O templo foi talhado a 330 pés

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w TODAS as esculturas e altares foram talhados na rocha

de profundidade e tem uma área de cinco mil pés quadra-

dos e 36 pés de altura. Todas as esculturas e altares foram

talhados na rocha de sal e inclusive os candelabros que a iluminam foram elaborados em cristais de sal. O templo exibe talhas do Natal, da Última Ceia, da Crucifixão e de outras cenas de vida de Cristo, além de ter uma imagem em sal de Santa Kinga da Polônia após o altar maior. O templo de Santa Kinga da Polônia foi agregado à Lista de Patrimônio Mundial da Unesco em 1978 junto com a mina e é visitada por cerca de um milhão de pessoas a cada ano. A Santa Missa se celebra na Capela cada Domingo e em festividades especiais.

20 mil fiéis se unem para recitar o Rosário no Uruguai

w IMAGEM foi transladada em procissão pela cidade

Com informações agência Gaudium Press. Por volta de 20 mil fiéis participaram no sábado, 26 de janeiro, do 8° Grande Rosário de Bênçãos para as Famílias em Montevidéu, Uruguai. Durante o encontro, os fiéis receberam um kit com uma vela, um rosário e um folheto explicativo sobre como rezar a oração mariana e realizar uma boa confissão. Um dos momentos mais

emocionantes foi quando se elevou ao céu um grande rosário feito com balões. “Apresentamos a Nossa Senhora o Santo Rosário de balões que ano após anos se elevam ao céu como uma oração pedindo pela nossa pátria, por nossas famílias, por aqueles que estão distantes de Deus, aqueles que dizem não acreditar em Deus. Hoje pedimos por eles, por sua conversão e também pela nossa”, disse o Padre

Fabián Barrera. A imagem de Nossa Senhora foi transladada em procissão desde a Paróquia Medalha Milagrosa, e ao entardecer, já com suas velas acesas, os fiéis recitaram o Santo Rosário. Em seguida foi dada a Bênção final pelo Cardeal Sturla; por Dom Jaime Fuentes, Bispo de Minas; e pelos Bispos Auxiliares de Montevidéu, Dom Luis Eduardo González e Dom Pablo Jourdan.

Igreja no Brasil de São José é Igreja festeja 100 anos Imagem colocada na entrada de

em Lavras do Sul (RS)

município em Minas Gerais

om informações agência Gaudium Press. Considerada uma das mais belas construções da cidade de Lavras do Sul, a Igreja Matriz dedicada a Santo Antônio completará no próximo dia 23 de fevereiro seu centenário de existência. Para comemorar esta data, a comunidade local preparou a Semana do Centenário, que pretende reunir milhares de fiéis em uma programação repleta de w IGREJA MATRIZ dedicada a Santo Antônio, em Lavras do Sul atividades sociais e momentos de oração. ta dos 100 anos da Igreja Ma- da difusão do Evangelho e da As comemorações terão triz, marcada para o dia 23. Prática Cristã, no local onde início em 16 de fevereiro, às Nesta data, o novo bispo da vivemos”, convida o atual pá21h, quando haverá um jan- Diocese de Bagé, Dom Cleo- roco, Padre Élio Omar Faguntar beneficente. No dia 17, às nir Paulo Dalbosco, presidirá a des Machado. 19h, apresentações artísticas missa festiva, às 19h. O templo dedicado a Santo e culturais, além de exposição “Desde já, contamos com Antônio iniciou suas construde fotos da Igreja de Santo An- a presença dos católicos e da ções em 1913, sendo inaugutônio. Na noite do dia seguin- comunidade em geral nestes rado no dia 23 de Fevereiro de te, 18 de fevereiro, às 19h, os momentos celebrativos desta 1919, com a presença do enfiéis serão convidados a acom- importante data. E, que es- tão bispo diocesano de Pelotas, panhar uma palestra sobre os tas celebrações nos motivem Dom Francisco de Campos aspectos históricos referentes a continuar o zelo pela obra Barreto, do Cônego Costábili à construção do templo. deixada por nossos antepas- Hipólito, pároco em Bagé, do Entre os dias 20 e 22, sem- sados. Desejo que o Cristo, o Padre Antônio Martins de Olipre às 19h, será realizado um Bom Pastor, nos abençoe em veira, pároco local, e demais tríduo preparatório para a fes- todas as atividades em prol sacerdotes presentes.

Com informações agência Gaudium Press. O município mineiro de Pedra Bonita celebrou no sábado, 26 de janeiro, um acontecimento especial para sua comunidade católica: a colocação da imagem do padroeiro, São José, no portal da entrada da cidade. A inauguração da imagem teve início com a oração do Ângelus e do terço com a presença de devotos de São José, seguida pela w SÃO JOSÉ no pórtico da cidade bênção da imagem feita pelo pároco, Padre Ge- seus nomes o patrocínio do raldo Trindade. santo até o lugar preparado Segundo o Padre Geral- para acolher o padroeiro. do, com o olhar voltado para A história da cidade é basSão José, “devemos buscar tante curiosa. No início, o a imitação de suas virtudes, povoado era chamado de São reconhecendo-nos seus fi- José dos Quatis, devido a uma lhos, sendo desta terra nosso grande quantidade de quapadroeiro e protetor”. tis em sua mata. Mais tarde, Após as palavras do pá- ao ser elevado à categoria de roco, houve uma procissão, distrito, passou a se chamar na qual a imagem de São Pedra Bonita. Teve sua emanJosé foi transladada pelos cipação confirmada em 3 de h o m e n s q u e t r a z e m e m outubro de 1995.

C


Igreja 7 Educação no Brasil, tema para bispos

1º Caderno 1º Rio de Janeiro - “Urgentes desafios para a educação no Brasil hoje” são o tema central do 29º Curso Anual dos Bispos do Brasil, tradicional realização da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro todo iní-

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

É pauta do tradicional curso anual para bispos no Estado do Rio de Janeiro cio de ano, aberto no dia 5 no Centro de Estudos e Formação do Sumaré, no Rio Comprido. O curso tem como principal objetivo promover uma semana de estudos, ora-

ção, partilha e descanso entre os Bispos. Realizado desde julho de 1990, com a presença do então Cardeal Joseph Ratzinger, hoje Papa Emérito Bento XVI,

Mundo juvenil e a fé cristã

a primeira edição do curso foi no governo de Dom Eugênio Sales, coordenado por Dom Karl Josef Romer, bispo auxiliar naquela época, hoje emérito.

Dom João Justino de Medeiros Silva, Arcebispo de Montes Claros e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e Educação da CNBB, entre outros.

Dez conferências embasam o curso com palestrantes importantes como a de Dom Angelo Vincenzo Zani, secretário da Congregação para a Educação Católica;

Dom Antônio de Assis Ribeiro - Bispo Auxiliar de Belém (domantoniodeassis@arqbelem.org)

Jornada Mundial da Juventude - Panamá 2019 - Catequese Tema: “Faça-se em mim segundo a tua palavra” (parte 2) 3. MARIA NOS EDUCA PARA A DISPONIBILIDADE

“Seja feita a vossa vontade” nos revela uma atitude de plena disponibilidade; uma atitude de predisposição para o serviço; é a generosa resposta positiva de adesão ao plano de Deus para com ela. Trata-se de uma grande responsabilidade: ser a mãe do Salvador da humanidade, o Filho de Deus encarnado! Coloquemo-nos no lugar de Maria para sentirmos o peso dessa responsabilidade: a sua abrangência, a sua profundidade, o seu significado, as suas implicações, as cobranças, o fardo da expectativa do mundo sobre ela...É justamente esse desafio que ela abraça com serenidade! 4. MARIA NOS ENSINA A CONFIAR EM DEUS

O fato de Maria assumir com serenidade a imensa e pesada responsabilidade, aquela de ser Mãe do Deus Conosco, é consequência da sua profunda confiança em Deus! Você já parou para meditar sobre a enorme responsabilidade que essa jovem assumiu pessoalmente!? Vejamos: aceitando ficar grávida por intervenção do Espírito Santo, ela passaria por mentirosa; aparecendo grávida de outro, imediatamente provocaria o fracasso do seu noivado; dando sim à proposta divina, estando noiva e ficando grávida, ela assumia o risco de ser apedrejada como previa a lei; mais ainda, o Messias era esperado havia séculos, todos queriam vê-lo, era grande a sua expectativa, logo a sua mãe seria alguém que assumiria uma enorme responsabilidade pessoal e social. Maria assumiu todas as responsabilidades com plena firmeza e serenidade. Ela nos deixou uma notável lição: quanto mais profunda for a nossa confiança em Deus, menos medo nós teremos de assumir responsabilidades e menos excessivas preocupações teremos em relação às ameaças futuras.

5. MARIA NOS ESTIMULA A CULTIVARMOS A CONSCIÊNCIA DE SERVO

Diante de tamanha responsabilidade, com firmeza e coragem, esperança e alegria, serenidade e entusiasmo, Maria respondeu: “eis aqui a serva do Senhor!”. Entendemos a sua serenidade diante da respon-

sabilidade assumida porque o projeto não era seu; Maria era convicta de que o protagonista dessa história era Deus e, por isso, ela simplesmente assumiu o papel de serva. Servo é aquele que reconhece o seu Senhor, seu absoluto comandante. Dessa forma, o servo, reconhecendo a identidade do seu Senhor, acolhe a sua autoridade e a ela se submete; dessa forma sente-se amparado, protegido, “empoderado”, fortalecido, animado e sereno! Quando declaramos que Deus é o nosso Senhor, muita coisa muda dentro de nós! Passamos a ter uma referência absoluta, um parâmetro imutável, um modelo, uma bússola que traça o rumo por onde devemos caminhar...e, conscientes e confiantes dessa presença, nos sentimos convocados para a comunhão com Ele, para a obediência e para servi-Lo com alegria e generosidade. QUAIS FENÔMENOS NEGATIVOS MARIA SUPERA? 1. MARIA SUPERA O PRESENTISMO: ela foi preservada

da tentação de viver uma vida sendo refém do presente. Ela, vivendo com prazer o presente, teve os olhos e o coração voltados para o futuro. Ela é a mãe da Esperança. Quem não se volta para o futuro é porque não cultiva a esperança. A mentalidade presentista gera a paixão pelo imediato; essa mentalidade descarta a necessidade de passarmos por fases. Mas tudo na vida é processo; nada é automático! A mentalidade imediatista e presentista promove a intolerância à espera! Todavia, somos fruto do desenvolvimento. A pressa é um sério problema. É preciso educar-se para a paciência. Sem processo, nos atropelamos.

2. MARIA VENCEU O MEDO: Maria era uma jovem co-

rajosa! Assumiu com ousadia o desafio que lhe foi proposto porque quis contribuir com Deus, o grande protagonista da história. Fortalecida em sua liberdade e com profundo senso de responsabilidade, Maria viveu com profundidade e generosidade a sua vida. Ela não teve medo de ser diferente, não teve medo da solidão, não teve medo do fracasso, não teve medo da crise, não teve medo do sofrimento,

não teve medo das pressões externas..(parentes, amigos, cultura). Maria não teve medo das suas fragilidades pessoais. O medo nos inibe, o medo nos amordaça, o medo nos sufoca! O medo nos aprisiona e nos paralisa. Maria foi uma jovem que viveu a experiência de um sadio protagonismo juvenil porque não teve medo; sempre teve boas iniciativas, era disponível, abraçava desafios; confiando em Deus, abraçou o desconhecido!

3. MARIA REJEITOU O SUBJETIVISMO: Maria é mo-

delo da pessoa humana madura, livre e responsável pela sua história e, ao mesmo tempo, profundamente aberta a Deus. O subjetivismo é a síndrome do sujeito fechado em si mesmo; o subjetivismo é absolutização da vontade da própria pessoa não aceitando ser confrontada, orientada, questionada e nem corrigida; como consequência, a pessoa subjetivista, sendo voluntarista, nunca está aberta para o discernimento, para a busca da Verdade e da obediência. O subjetivismo é grave porque nega a possibilidade da obediência. Maria é a mestra da obediência. Estando sempre aberta à vontade de Deus, educa os discípulos do seu Filho à obediência, como fez em Caná da Galileia dizendo aos serventes: “façam o que Ele disser a vocês” (Jo 2,5).

4. MARIA DESCARTOU O RELATIVISMO EXISTENCIAL:

uma das mais profundas e impactantes ideologias da era contemporânea, que também é presente no mundo juvenil, é o relativismo. Essa ideologia propõe um modo de vida sem espinha dorsal, sem estrutura moral definida...Tudo depende de cada indivíduo; cada um faz a sua verdade e vive segundo seus sentimentos, ideias, parâmetros pessoais, adequando sua vida às circunstâncias, oportunidades de cada momento. Quem vive assim não admite a objetividade dos valores e da vocação. Para Maria, a felicidade da pessoa não estava na incerteza das circunstâncias, mas no discernimento e na adesão à vontade de Deus. Dele nos vêm os critérios da felicidade.

5. MARIA ELIMINOU O EGOÍSMO: aderindo com

alegria ao plano de Deus e se autoproclamando a serva do Senhor, Maria rompeu com

toda tentação da permanência na zona de conforto, do comodismo e do anonimato. A adesão à vontade de Deus não se reduziu ao momento do início da gestação do seu filho, mas foi um compromisso que a fez “ter pressa” (cf. Jo 1,39) para servir a quem dela necessitava. Isabel, enquanto idosa e gestante, representa os pobres e excluídos necessitados de atenção. Hoje, Isabel representa para nós todos aqueles que vivem nas periferias existenciais da atualidade e esperam pela nossa presença, pelo nosso apoio e pela Palavra de Deus. Também eles estão grávidos! Grávidos de sonhos que representam esperança para a sociedade! Maria não conservava para si mesma os dons recebidos! Acolhendo o dom da Salvação e levando-o dentro de si fez-se dom para os outros. Ela vivia de modo excelente uma profunda inquietude que se fazia ação promotora da dignidade de quem estava carente; assim fez com sua prima Isabel, em Caná da Galiléia e estando firme ao pé da cruz. A experiência da solidariedade nos leva a nos libertarmos das múltiplas formas de egoísmo.

6. MARIA SUPRIMIU A INGENUIDADE: Maria não

era uma jovem tola, ingênua; muito pelo contrário, era uma jovem crítica, esperta, sábia, viva, questionadora! Sabia posicionar-se criticamente. Quando perguntou ao anjo Gabriel: “Como acontecerá isso se eu não convivo com nenhum homem?”(Lc 1,34), estava testemunhando que sua fé não inibia a racionalidade. Maria nos educa para a cultura de uma espiritualidade virtuosa, assim como nos estimula a Sagrada Escritura: “esforçai-vos, quanto possível, por unir à vossa fé a virtude, à virtude a ciência, à ciência, à temperança, à temperança a paciência, à paciência a piedade, à piedade ao amor fraterno, e ao amor fraterno, a caridade. Se estas virtudes se acharem em vós abundantemente, elas não vos deixarão inativos nem infrutuosos no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo” (2Pd 1,5-8). Esse texto é provocador porque nos estimula a não reduzirmos a nossa fé a uma estéril experiência de consolo psicológico. 7. MARIA REJEITOU O VITALISMO: um dos mais

desastrosos estilos de vida

presentes na era contemporânea é o vitalismo. Trata-se de um modo de viver que simplesmente leva em consideração as necessidades básicas do ser humano: comer, beber, abrigar-se e dormir. Ao contrário, Maria se apresenta com atitudes de serva trabalhadora. Com atitudes de serva sensível, Maria empreendeu um caminho deserto a dentro, enfrentando o sol e a poeira, subidas e descidas, calor e frio, cansaço e fome e sede, testemunhando distância de toda e qualquer forma hedonista de viver. Maria, com essa atitude, fez-se a primeira boa samaritana da humanidade. Infelizmente, em nossos dias, por toda parte, é grande o número daqueles jovens que vivem à margem de uma vida digna: drogados, viciados, escravos de toda espécie de vícios. Maria nos educa para vivermos com profundidade e a nunca cedermos a uma existência medíocre e escrava dos nossos impulsos naturais. CONCLUSÃO

Queridos jovens, “faça-se em mim segundo a tua palavra” é muito mais que simples bom propósito Mariano. É uma tomada de posição existencial; é uma radical atitude de fé reveladora de uma profunda paixão por Deus e pela humanidade. A vontade de Deus é que o mundo conheça o seu Filho Jesus Cristo, para que todos vivam como Ele e tenham a Vida Eterna (Jo 3,25-16). Maria fez a sua parte! Como discípulos missionários do seu Filho, façamos a nossa também! Sejamos jovens missionários que evangelizam outros jovens. O que Maria foi, somos chamados a ser hoje; o que Maria é, seremos um dia: plenamente santos no paraíso. Mas agora, é preciso vivermos em profundidade, passando a vida fazendo o bem. Não! Não deixe a sua vida passar, sem deixar a sua marca positiva na Igreja e na sociedade. REFLEXÃO:

1 2 3

Como se manifesta a disponibilidade de Maria? Qual é a relação entre medo e confiança? O que Maria nos educa a superar?


8

Nazaré Repórter

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

J SEMINÁRIO DE

1º Caderno

RÁDIO NAZARÉ

VIDA PARA CASAIS A alegria de ser família, como uma resposta atual para o evangelho de Cristo, é a motivação da Comunidade Shalom para um Seminário de Vida no Espírito Santo para casais, de 22 a 24 de março, na casa de retiro Nossa Senhora de Lourdes, localizada na passagem Providência, 14, bairro da Cidade Nova, em Ananindeua/PA. As inscrições estão abertas e podem ser feitas na casa Shalom, em São Brás. Mais informações: (91) 98404-7487.

Z MH 3 . 91 FM

l PE. WAGNER LIMA APRESENTA O “IGREJA - PONTO A PONTO” EM FEVEREIRO O programa “Igreja - Ponto a ponto”, da Rádio Nazaré FM, está sob o comando do padre Wagner Lima. Com a mesma alegria e credibilidade já características do programa, o sacerdote substitui o padre

J ENCONTRO

J FRATER FOLIA

J ENCONTRO RENOVAI-VOS

De 3 a 6 de março, a comunidade Fraternidade O Caminho Belém realiza o “Frater Folia”, um carnaval em Cristo cheio de alegria. A programação consta de momentos oracionais, louvor, pregação e Santa Missa. Haverá também o espaço Kids destinado às crianças desejosas de louvar a Cristo neste carnaval. Início: 3 de março, a partir das 16h, com Arrastão na Praça Eneida de Moraes, localizada na Av Pedro Miranda, em frente ao Colégio Cesep. As inscrições estão abertas. Mais informações: (91) 99283-2536.

A Comunidade Católica Maíra realiza de 2 a 5 de março mais uma edição do encontro “Renovaivos”, cujo tema “Eis que faço novas todas as coisas” (Ap 21, 5). A programação religiosa traz muita animação, louvor, pregações, santa missa e adoração ao santíssimo sacramento, e contará com a presença do Padre Anderson Marçal, da comunidade Canção Nova. Local: Ginásio da UEPA – CCBS, na Avenida Almirante Barroso. Entrada gratuita. Participe! Mais informações: (91) 3266-8624.

VOCACIONAL THEOTOKOS

A Comunidade católica Theotokos realiza dia 10 de março o Encontro Vocacional “Que seja feita a vontade de Deus”, destinado a jovens desejosos de despertar, discernir e cultivar o chamado de Deus em suas vidas. Local: sede da comunidade, na rodovia Arthur Bernardes, rua Capricórnio, quadra 13, nº 4, no residencial Eunice Weaver, bairro da Pratinha em Belém, a partir das 8h. Mais informações: (91) 98727-5794.

Nilton Cezar Reis, em férias. O ouvinte pode acompanhá-lo de segunda a sexta-feira, das 8h às 9h, sintonizando 91,3 MHz. Para interagir durante a programação, ligar para a central de atendimento, número 4006-9211.

RÁDIO NAZARÉ FM - 91,3. A SERVIÇO DA VIDA. NOSSA MISSÃO É EVANGELIZAR!

REDE NAZARÉ DE TELEVISÃO

AL CAN

30

l SAIBA MAIS SOBRE O CURSILHO DE CRISTANDADE Você conhece o Movimento dos Cursilhos de Cristandade (MCC)? Na próxima segundafeira, 11, o programa “Janela aberta”, da TV Nazaré, abordará o serviço de evangelização desse movimento iniciado na Espanha e hoje presente em diversas partes do mundo. O programa, com apresentação do diácono Théo Cruz, terá a participação do padre Antonio Mattiuz

PORTAL NAZARÉ

e de Michel Mamede, representantes do MCC na Arquidiocese de Belém. Sintonize o canal 30.1 (ou na sintonia da sua cidade) e acompanhe. O “Janela aberta” é exibido às 20h. W. WW RE. AZA ON M.BR A C CO DA FUN

J RETIRO ESPIRITUAL HYÓS A Comunidade católica Nova Aliança promove de 2 a 4 de março o retiro “Hyós”, destinado a jovens na faixa etária entre 18 e 29 anos. Local: Centro Arquidiocesano de Pastoral Juvenil de Belém, Rua Leopoldo Teixeira, 24, bairro Levilândia, em Ananindeua/PA. As inscrições estão abertas na comunidade, Rua Dr Assis, 130, Cidade Velha, Belém. Participe! Mais informações: (91) 99837-9052.

J CRISTO ALEGRIA 2019

A Comunidade católica Cristo Alegria, promove dias 03, 04 e 05 de março o Encontro de carnaval ‘Cristo alegria: Aviva’ 2019. Tema: “Primeiro o reino” (Mt 6, 33). No evento, animação, louvor, teatro, pregações, santa missa,

adoração ao santíssimo sacramento, espaço kids destinado às crianças. Local: Centur, Avenida Gentil Bittencourt, esquina com a Travessa Rui Barbosa. Entrada gratuita. Participe! Mais informações: (91) 99150-7118.

J TARDE DE ESPIRITUALIDADE A Comunidade Centro Magis Amazônia convida para a ‘Tarde de Espiritualidade’, sábado, 9, às 15h. Será um momento de reflexão e oração para iniciar mais um ano de

missão com os jovens da Amazônia. Local: sede da comunidade, avenida Governador José Malcher, 1169, Nazaré, Belém. Mais informações: (91) 3223-5728.

l PORTAL: ACOMPANHE MUDANÇAS NAS PARÓQUIAS Acesse o portal Nazaré: www.fundacaonazare. com.br e confira a matéria sobre a mudança no Clero Arquidiocesano e as posses canônicas durante o mês de fevereiro. Curta e siga nossas redes sociais: Facebook:/

FNCBelem e Twitter: @ FundacaoNazare. Conheça a nossa Campanha Seja Mais UM, seja um sócioevangelizador e faça parte da Família Nazaré. Acesse: www. sejamaisum.com para saber mais.


Igreja 9 Adoração pelo Congresso Eucarístico

1º Caderno 1º

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

Arquidiocese de Olinda e Recife promove ciclo de adoração pelo evento nacional em 2020

R

ecife (PE) - Um ciclo de Adorações ao Santíssimo Sacramento será realizado em preparação ao XVIII Congresso Eucarístico Nacional de 2020 (CEN 2020), informa Dom Fernando Saburido, Arcebispo da Arquidiocese de Olinda e Recife. O convite do pastor para a iniciativa é estendido aos fiéis locais assim como para todos que desejem já ir se familiarizando com a Igreja que acolherá fiéis de todo o Brasil para o próximo congresso eucarístico. O ciclo de adoração ao Santíssimo Sacramento foi estabelecido a partir de uma proposta do arcebispo Dom Fernando para reacender nos fiéis o hábito de participar da Adoração à Santa Euca-

ristia. Para isso, foi elaborado em 2018 um calendário com Adorações ao Santíssimo Sacramento sediadas na Igreja Matriz da Boa Vista, uma a ação que contará com a adesão das paróquias dos oito vicariatos da arquidiocese de Olinda e Recife. A programação para as adorações já iniciaram. No dia 4, segunda-feira, a Igreja Matriz do Santíssimo Sacramento, no bairro da Boa Vista, acolheu grupos de paróquias, comunidades e movimentos do Vicariato Soledade. Os grupos vão se revezar na condução, animação e momentos de louvor ao longo dos meses de 2019, de segunda a sexta-feira, nos turnos da

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w MATRIZ de Boa Vista recebe os fiéis para a Adoração ao Santíssimo

manhã e da tarde. Monsenhor José Albérico Bezerra, vigário episcopal do Vicariato Olin-

da e Secretário-Geral do 18º Congresso Eucarístico Nacional, explica que a adoração na Matriz de

Boa Vista integra uma programação especial neste ano, em razão dos preparativos para o con-

gresso que será realizado em Recife de 12 a 15 de novembro de 2020 com o tema “Pão em todas as mesas”. A prioridade da Matriz de Boa Vista será os momentos de intercessão e louvor em favor da realização do 18° CEN, com confissões nas quartas e sextas-feiras, das 15h às 17h, de acordo com informações do secretário geral. C o n g r e s s o s - No Brasil, a realização dos congressos eucarísticos começaram em 1933, em Salvador (BA). O último aconteceu em Belém (PA), de 15 a 21 de agosto de 2016, nas comemorações dos 400 anos da capital paraense, com o tema “Eucaristia e partilha na Amazônia Missionária” e o lema “Eles o reconheceram no partir do Pão”.

Experiência Pastoral da Criança é apresentada na Índia O Coordenador Internacional da Pastoral da Criança, doutor Nelson Arns Neumann, levou a experiência da Pastoral da Criança ao Simpósio “Lighthouse India: A Drive to Fight Undernutrition”, realizado em Jaipur e Nova Delhi, na Ìndia, de 31 de janeiro até 5 de fevereiro, pelo Banco Mundial. A primeira palestra, realizada dia 1º de fevereiro, abordou a atuação da pastoral, em todos os seus aspectos, com ênfase no uso do aplicativo “Visita Domiciliar” para coleta de dados e aprimoramento da comunicação/capacitação. Na segunda palestra, dia 4

de fevereiro, o tema foi a atuação conjunta entre governo, setor privado e sociedade civil, abordando o tema da desnutrição e citando exemplos concretos do trabalho realizado no Brasil. O simpósio tem como objetivo principal proporcionar aos participantes a oportunidade de compartilhar experiências de diversos países em ações em prol de temas como os “1000 Dias” e sobre diversos aspectos da área de nutrição infantil, com ênfase no uso de tecnologia e inovações. O representante da Pastoral da Criança relata que, dentre várias experiências, houve a

w ÍNDIA conheceu o trabalho brasileiro na Pastoral da Criança

apresentação de um aplicativo desenvolvido pelo Ministério da Mulher e Desenvolvimento Infan-

til, do Governo da India, que visa atender as necessidades holísticas de crianças, gestantes e

lactantes, por meio de um Sistema de Monitoramento em tempo real que pretende melhorar

a prestação de serviços e garantir uma melhor supervisão. Segundo ele, o doutor Rajesh Kumar, secretário-adjunto e chefe desse programa do governo indiano, “conheceu e elogiou muito o aplicativo Visita Domiciliar da Pastoral da Criança”. O trabalho da Pastoral da Criança foi enaltecido pelo coordenador do evento ao anunciar a palestra do coordenador internacional da Pastoral da Criança”. Ao anunciar a palestra do doutor Nelson, Rajesh ressaltou que todos deveriam prestar muita atenção e conhecer a experiência que seria relatada.

Igreja no Brasil acolhe migrantes venezuelanos

w IGREJA insiste que sejam acolhidos os venezuelanos

A Igreja no Brasil buscado sempre responder à urgente crise humanitária que se instalou desde 2017 em Roraima, com a chegada de milhares de migrantes venezuelanos Pacaraima e Boa Vista. Ações para socorrer o migrante nas necessidades mais urgentes foram o início de uma série de iniciativas para dar dignidade e novas oportunidades de vida para aqueles que fogem da desafiadora conjuntura socio-

Cursilho de Cristandade

U

m dia, certo homem triste e angustiado, disse para Deus: Deus, fale comigo. Logo um passarinho se aproximou e começou a cantar. Mas o homem não ouviu nada. Então repetiu: Deus, por favor, fale comigo! Um relâmpago brilhou e um trovão ecoou no céu. Mas o homem não viu e nem ouviu nada.

política da Venezuela. O projeto Caminhos de Solidariedade materializa forças da Igreja na atenção aos refugiados. Apoiados pelo Fundo Nacional de Solidariedade – o gesto concreto da Campanha da Fraternidade da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) – o projeto tem três eixos: articulação conjunta com a Igreja na Venezuela, Integração e meios de vida. Atuam no projeto a Dioce-

Pe. Antônio Mattiuz, csj (antoniomattiuz@gmail.com)

Deus, fale comigo. Depois o homem olhou em volta e disse: Deus, deixa-me ver você! E uma estrela brilhou no céu, mas o homem nem a notou. Por fim o homem disse: Deus, mostra-me o teu rosto! Uma criança feliz andou a seu lado com uma florzinha na

se de Roraima, com a Caritas diocesana, a CNBB, a Cáritas Brasileira, o Serviço Pastoral do Migrante (SPM), Instituto de Migrações e Direitos Humanos (IMDH), Serviço Jesuíta para Migrantes e Refugiados (SJMR), e outros órgãos. O Plano Nacional Caminhos de Solidariedade: Brasil & Venezuela é um eixo central que necessita do apoio conjunto de toda a Igreja no Brasil.

mão. Mas, o homem não viu nela o seu rosto. Então o homem começou a chorar e disse: Deus, toca-me e deixa-me sentir que tu estás aqui comigo. Uma borboleta pousou suavemente no seu ombro. Desiludido, enxotou a borboleta com a mão e con-

tinuou o seu caminho triste, sozinho e com medo. Nossos olhos materiais não vêem, mas Deus está sempre ao nosso lado e cuida de nós como filhos muito amados. Nos piores momentos, Deus até nos carrega em seus braços e nos acarinha.

Jesus nos disse: “Bem-aventurados os puros de coração porque verão a Deus” - Mt 5, 8. Puro de coração é quem tem fé, ama a Deus e busca a sua vontade. O puro de coração vê Deus nas suas obras: nas pessoas, nas árvores, nas ervas, nas flores, nas águas, nas nuvens, nas chuvas, nos pássaros, e em tudo. Abre os olhos do coração e verás Deus a teu lado.


10

Santa Missa

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

1º Caderno

Horários de Missas nas paróquias da Arquidiocese de Belém REGIÃO EPISCOPAL SANT’ANA Nossa Senhora da Graça (Catedral) Cidade Velha - Belém Sábado: 19h, Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 2121-3723/ 2121-3724 N. Sra. das Mercês (Reitoria) Comércio - Belém Sábado: 12h e 17h, Domingo: 12h e 17h Sant'Ana da Campina Comércio - Belém Sábado: 12h (Igreja Matriz) Domingo: 7h (Col. D. Bosco) 9h (Igreja Matriz) Telefone: 3230-3734 São Judas Tadeu Condor - Belém Sábado: 19h. Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3115-6020 Santa Teresinha do Menino Jesus Jurunas - Belém Sábado: 6h e 18h30 Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3272-2251

(Basílica Santuário) Nazaré - Belém Sábado: 7h, 8h30,12h,17h Domingo: 6h30, 8h, 10h, 16h30, 18h e 20h Telefone: 4009-8400 São Francisco de Assis (Capuchinhos) São Brás - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 6h, 7h30, 9h30,18h, 20h Telefone: 3073-1500 Santo Antônio do Tucunduba Guamá - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3274 -9001 REGIÃO EPISCOPAL SANTA CRUZ Imaculada Conceição Castanheira - Belém Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3277-4642/98111-8110 São Sebastião Sacramenta - Belém Sábado e domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3264-9060/3254-7354

Santo Antônio de Lisboa Batista Campos - Belém Sábado: 6h30, 12h, 17h e 18h30 Domingo: 8h, 11h, 17h, 18h30 e 20h Telefone: 3215-7004/ 3222-0097

Jesus Ressuscitado Marambaia - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: 3277-4643

Santíssima Trindade Campina - Belém Sábado: 16h,Domingo: 7h, 10h, 11h30, 17h e 19h Telefone: 3215-7007/ 3242-4917

São Geraldo Magela Val de Cans - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h30, 11h e 18h Telefone: 3257-7950

Nossa Senhora da Conceição Cidade Velha - Belém Sábado: 18h30, Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3215-7006

N. Sra do Perpétuo Socorro Telégrafo - Seg. a sábado: missa - 19h Domingo: missa: 7h, 8h30, 17h30 e 19 h - Telefone: 3233 1797

São José Umarizal - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 11h e 19h Telefone: 3230-1633 Santa Luzia Jurunas - Belém De terça a sexta-feira: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h; 9h; 18h30 Telefone: 3271-2146 Nossa Senhora de Lourdes Nazaré - Belém Seg a Sáb: 6h30 e 18h Domingo: 7h, 9h, 17h30 e 19h30 Telefone: 3223-5728 Nossa Senhora do Carmo Cidade Velha Sábado: 18h - Domingo: 7h REGIÃO EPISCOPAL SANTA MARIA GORETTI Santa Maria de Belém Terra Firme - Belém Terça: 19h Sábado: 19h - Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3253-5422 São Pedro e São Paulo Guamá - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3283-6021/3259-0413 São José de Queluz Canudos - Belém Segunda a sábado: 6h30 e 19h Domingo: 7h, 10h, 17h e 19h Telefone: 3226-2612 São Domingos de Gusmão Terra Firme - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h30 Telefone: 3253-2656/3274-4746 São Miguel Arcanjo Cremação - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h30, 11h e 18h30 Telefone: 3283-6022 Nossa Senhora de Fátima Fátima - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 6h45, 8h30, 17h30 e 19h30 Telefone: 3266-1392/3226-0503 Santa Maria Goretti Guamá - Belém Domingo: 9h30 e 18h Telefone: 3283-6023 Nossa Senhora de Nazaré

São Jorge Marambaia - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 17h e19h Telefone: 3277-4641 São Raimundo Nonato Umarizal - Belém Sábado: 6h30 e 18h Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3277-4644 Santa Cruz Marco - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h, 9h, 11h e 18h30 Telefone: 3277-4640/3276-0941 Nossa Senhora da Conceição Aparecida Pedreira - Belém Terça a Sábado: 18h Dom.: 7h, 9h e 18h/1ª Sexta-mês: 9h Telefone: 3233-4224/3276-9573 São Francisco Xavier Marco - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3352-8845 N. Senhora, Mãe da Divina Providência Val de Cans - Belém Sábado:19h - Domingo: 7h e 19h Telefone: 3257-2388 Sagrada Família Curió Utinga - Belém. Sábado: 7h e 19h30 Domingo: 7h, 9h e 19h30 São João Paulo II Souza - Belém De terça a sábado: 18h Domingos: 8h e 18h Telefone: 3277-4062 Nossa Senhora de Loreto Marco - Belém Telefone: (91) 3355-6302 Sábado: 17h Domingo: 7h, 9h, 11h, 17h e 19h

São Francisco de Assis Tapanã - Belém Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3258-8036 Nossa Senhora de Fátima Icoaraci - Belém Terça, quinta e sexta: 18h30 Sábado: 19h - Domingo: 19h Telefone: 3297-7251 Jesus Bom Samaritano Tapanã - Belém Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 3033-2004 São Francisco das Ilhas Cotijuba - Belém Terça e quinta: 19h30 Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3247-1438 Nossa Senhora da Imaculada Conceição Outeiro - Belém Terça e quinta: 19h; Sábado: 9h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3267-1174 Nossa Senhora do Livramento Icoraci - Belém Terça, quinta, sexta e sábado:19h Domingo: 7h e18h Telefone: 3288-4250 Divina Misericórdia Águas Negras - Icoaraci Terça a sexta: 18h30 Sábado: 17h e 19h30 (comunidade) Domingo: 7h e 19h 30 Santo Afonso de Ligório Pratinha - Belém Sábado: 19h Domingo: 8h30 e19h Telefone: 3258-1554/3274-8281 São Francisco de Assis Campina - Icoaraci Domingo: 7h, 9h e 18h30 De terça-feira a sexta-feira: 19h Telefone: 3297-0765 REGIÃO EPISCOPAL CORAÇÃO EUCARÍSTICO DE JESUS Coração Eucarístico de Jesus Catalina - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: (91) 3285-1433

Domingo: 9h e 11h Telefone: 98292-9199

N. Senhora Auxiliadora Anita Gerosa (Aurá) - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefones: 3255-3828

Santíssimo Sacramento Nova União - Marituba Sábado: 18h30 (Capela N. Sra. do Perpétuo Socorro) Domingo: 18h30 (Capela S. Francisco de Assis)

N. Senhora das Vitórias Almir Gabriel - Marituba Sábado: 19h Domingo: 7h, 19h Telefone: 3292-0013 Sagrado Coração de Jesus Júlia Seffer - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30, 9h e18h Telefone: 3265-5413 Sagrado Coração de Jesus Distrito Industrial - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h, 8h30 e 17h30 Telefone: (91) 98855 - 2232

Santa Luzia do Bom Futuro Cabanagem - Belém Sábado: 17h - Domingo: 7h e 19h São José de Anchieta Alameda Ns-13, 65 - Coqueiro Sexta - 7h30 Domingo - 7h; 18h Santa Teresinha do Menino Jesus Tenoné - Belém Domingo: 7h e 18h Telefone: 3289-5368

REGIÃO EPISCOPAL SÃO JOÃO BATISTA

Nossa Senhora de Lourdes Coqueiro - Ananindeua Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3275-2391 Arcanjo São Miguel Una - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30. 9h30 e 19h Telefone: 3234-4674

Santo Inácio de Loyola Icui Guajará - Ananindeua Domingo: 7h e18h Telefone: 991541971

Santa Maria Mãe de Deus Maguari - Ananindeua Terça, quarta, sexta e sábado: 7h Quinta: 19h; Domingo: 7h e 19h Fone: (91) 3255-5284

N. Sra. de Nazaré Marituba - Quarta - feira Horário de Missa: às 19h Domingos: às 8h30 Telefone: 98040-5117 /98102 - 7344 N. Sra. das Graças Centro - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h e 19h Telefone: 3255-2654 N. Sra. do Ó Vila - Mosqueiro Sábado: 19h30 Domingo: 6h30, 9h30 e 19h30 Telefone: (91) 3771-1278 São Pio X Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 32155-2583

Bom Pastor Nova Marituba - Marituba Segunda a Sexta: 18h Sábado: 6h, 9h30 e 19h Domingo: 6h, 9h30 e 19h Telefone: 4106-0202

Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo Conjunto Sideral - Belém Domingo: 7h, 9h e18h Telefone: 3067-2017

Divino Espírito Santo Cidade Nova - Ananindeua Sábado: 7h. Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3263-0603

Menino Deus Centro - Marituba Domingo: 6h, 8h30 e 18h Telefone: 3237-8351

Santa Edwiges Mangueirão - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h30 e18h Telefone: 3279-1654

Nossa Senhora do Bom Remédio Conjunto Satélite - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3248 0515

Cristo Rei Guanabara - Ananindeua Domingo: 7h, 9h30 e 19h Telefone: 3235-1405

São Lucas Evangelista Guajará - Ananindeua Quinta : 7h e 18h30. Sexta: 18h30 Sábado: 9h e18h30. Domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3353-0364

Santa Rosa de Lima Independente - Benevides Terça a Sexta:18h, Sábado:17h, 19h Domingo: 07h30 e 19h Telefone: (91)3724- 1135

N. Senhora Rainha da Paz Bengui - Belém Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3277-4645

REGIÃO EPISCOPAL SÃO VICENTE DE PAULO

Paróquia Nossa Senhora do Carmo Benevides Sábado - 19h Domingo - 8h e 19h Telefone: (91) 3724-1098

Santo Antônio de Pádua Rod. Mário Covas - Coqueiro, Ananindeua Sábado: 19h. Domingo: 7h e 18h Telefone: 98152-2200

São Benedito Rua São Benedito, Barreiro Terça a sexta-feira - 19h Sábado - 8h (missa com crianças) Domingos - 7h30 e 18h30

São João Batista e Nossa Senhora das Graças Icoaraci - Belém Terça a sexta: 6h30 Sábado: 6h30, 17h, 20h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3297-7250

REGIÃO EPISCOPAL MENINO DEUS

N. Sra da Conceição Praça Matriz - Benfica Domingo: 6h15 e 19h30 Telefone: 3450-8147 N. Sra da Conceição Carananduba - Mosqueiro Ter a Sex: 18h30 Sábado: 18h30 Domingo: 7h e 19h Telefone: 3772-1183 Santa Bárbara Centro - Santa Bárbara Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3776-1529 São Marcos Uriboca - Marituba Terça: 19h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3237-8351 Pedro Pescador Baía do Sol - Mosqueiro Ter a sexta: 19h (Igreja S. Sebastião) Quarta: Matriz - 19h Sábado:19h (Igreja São Sebastião) Domingo: 8h (Ig. S. Sebastião); 10 h 3 0 ( I g . D i v. E s p . S a n t o ) ; 19h ( Matriz) Telefone: 99919-4153 Área Missionária São Paulo, Apóstolo Rodovia BR-316

Santa Teresinha Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 18h Telefone: 9916-4548/99169-3443 N. Senhora de Guadalupe Coqueiro - Ananindeua Terça a sexta: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h ,9h e18h Telefone: 3245-7440 Cristo Peregrino Jaderlândia - Ananindeua De Segunda a Sábado: 19h e 20h Domingo: 7h, 8h30 e19h Telefone: 3237-9891 Santa Paula Frassinetti Cidade Nova VI - Ananindeua Segunda e quarta: 18h30 Terça e quinta: 19h30 Sexta: 7h. Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 18h Telefone: 3279-2620 Transfiguração do Senhor Curuçambá - Ananindeua Sábado: 18h30 e 20h Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3286-8570 Santa Rita de Cássia Cidade Nova V - Ananindeua. Sábado: 6h30 e 17h30 Domingo: 6h30, 8h30, 7h30 e 19h30. Telefone: 3273-3191/ 3273-3310 Paróquia Santíssimo Redentor Icuí-Guajará - Ananindeua Sábado: 19h30 - Igreja Matriz Domingo: 7h - Igreja Matriz 9h - Comunidade Santo Afonso 17h - Igreja Matriz 19h - Comunidade Cristo Rei São Vicente de Paulo Paar - Ananindeua Domingo: 7h, 8h30 e 19h São José Operário Conj. Carnaúba, Icuí - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefone: 3295-3545/3031-1172 Nossa Senhora do Amparo Cidade Nova 8 - Ananindeua Terça a Sexta: 19h - Sábado: 19h30 Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3287-2418 Santo André Apóstolo Coqueiro - Ananindeua Segunda a sexta - 19h Sábado: 19h45 - Domingo: 8h 19h Telefone: (91) 3235-1658

Não encontrou o horário das missas da sua paróquia aqui? Entre em contato com seu pároco ou com a secretaria da sua paróquia e solicite que nos informem para podermos publicar.


1º Caderno 1º

Família Nazaré 11

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w MISSA pelos benfeitores foi presidida pelo padre Cézar Augusto

Comunidade de Caratateua participou da Missa pelos benfeitores da Fundação

A

segunda celebração eucarística em ação de graças pelos benfeitores da Família Nazaré foi no dia 1º, como vem acontecendo mensalmente na Fundação Nazaré de Comunicação no momento dedicado pela Arquidiocese de Belém para

w PAROQUIANOS de Outeiro presentes à Missa pela Família Nazaré

Igreja de Outeiro reza pela Família Nazaré

agradecer a Deus pelas pessoas de boa vontade que se dispõem a ajudar a obra de evangelização arquidiocesana através dos veículos de comunicação. A Missa ocorreu na capela da Fundação, transmitida ao vivo pela TV Nazaré, Rádio e Portal Nazaré. A programação começou pelo Terço Mariano, recitado pelo Movimento Arquidiocesa-

no Terço dos Homens, às 14h30. A oração foi acompanhada por um grupo de paroquianos da Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição, da ilha de Caratateua. Durante a celebração, a imagem da padroeira de Outeiro foi entronizada no altar da Santa Missa presidida pelo padre Cezar Augusto de Souza, pároco

daquela paróquia. Padre Cézar destacou na sua homilia a importância de se fazer sempre o bem visando a glória de Deus. “Jesus nos pede sempre que façamos o bem. E nesta Santa Missa estamos celebrando o bem que faz a Família Nazaré pela vida da Igreja quando nos ajuda a levar a mensagem de Deus para mais

longe, onde não podemos estar pessoalmente, e então a nossa querida Fundação Nazaré chega ao irmão mais distante, graças a sua ajuda. Deus abençoe a cada um de vocês pela sua fidelidade e generosidade”. O sacerdote lançou um convite para quem ainda não faz parte da Família Nazaré. “Que o Senhor possa tocar seu

coração para juntar-se à Arquidiocese de Belém nesta grandiosa missão de evangelizar”, pediu padre Cezar, enquanto agradecia “pela oportunidade da Igreja de Outeiro estar aqui rezando por você e, graças a sua contribuição, estamos na TV Nazaré, junto com nossos paroquianos, indo onde não podemos chegar pessoalmente”. A benção final foi concedida pelo padre Cezar com a imagem da Imaculada Conceição sobre os fiéis. Depois, ele agradeceu o convite para participar da Eucaristia pela Família Nazaré.

Testemunho de Fé

M

eu pai foi diagnosticado com uma doença no coração em 2008 e era muito grave. Os médicos nos informaram que ele poderia não resistir. Deram a ele um ano a mais de vida. E desde então, fomos convivendo com essa doença durante anos. Em 2014, ele teve uma crise muito forte, e todos os médicos haviam feito o que podiam por ele, tentando reanimá-lo. E nesse dia de crise, minha família e eu começamos a rezar bastante; em certo momento, eu disse a Deus em oração que se meu pai

passasse daquela situação, eu nunca mais iria ser indiferente e voltaria para a igreja, entregaria minha vida para servir a Deus, porque eu não era uma cristã que exercia o que de fato a igreja pede de todos nós, católicos. E inexplicavelmente, meu pai conseguiu superar essa crise e continua vivo conosco até hoje, muito bem. E eu voltei para a Igreja e comecei de novo a vivenciar a fé católica, sempre agradecendo a Nossa Senhora, que intercedeu por meu pai. LORENA CARVALHO Consultora em telefonia, 31 anos

Parabéns para você!

E

u agradeço a Deus por me conceder mais um ano de vida, por eu estar com saúde e feliz comigo mesma. Agradeço a Ele por proteger minha família, cuidar dos meus projetos e que esse ano de 2019 eu alcance também todos os meus objetivos. Peço a Deus que ilumine cada uma das pessoas que fazem parte da minha vida. Amém! CATARINA DE NAZARÉ PINTO CARVALHO

47 anos, Gestora pública (09/02) 08/02 Caio Felipe Sena Pacheco Delma Raimunda Carneiro Macedo João Seixas Martins Maria Bárbara Américo de Assunção Maria Marlene Romão dos Santos Maria Terezinha da Cruz Costa Paulo Monteiro dos Santos Rafael Corrêa da Silva Washington Fabrício de Araújo Oeiras 09/02 Catarina de Nazaré Pinto Carvalho Dárcia Lira Santana

eu pai foi diagnosticado com uma doença no coração em 2008 e era muito grave. Os médicos nos informaram que ele poderia não resistir. Deram a ele um ano

dia de crise, minha família e eu começamos a rezar bastante; em certo momento, eu disse a Deus em oração que se meu pai

M

Fernando Silva Galdino João Carlos Duarte Mota Maria da Graça Nabica de Oliveira Maria de Nazaré Ferreira Vidal Maria José Moreira Vieira Maria Ruth dos Santos Morais Maria Seabra de Souza 10/02 Allan Patrick Fonseca Chaves Edinaldo Amaral Mousinho Eliana Conceição Netto Lobato José Mendes da Fonseca Leila do Socorro Teixeira Leão Maria da Graça Ferreira Pereira Maria das Graças Ferreira Perdigão Maria das Graças Vieira Barbosa Maria Emília Ferreira Otacílio Rodrigues Dias Simião Gama dos Reis Vânia Maria Queiroz de Silva Vilma dos Santos Brabo Vilmar Lima Silva Wagner Jorge Silva Cardoso Zilda Carrera Ferreira da Costa 11/02 Azuleide Goés da Silva Casal João Silva de Almeida e Suely da Silva Carvalho Casal Terezinha Figueira Brasil e Alberto Brasil Creuza de Carvalho Ferreira Maria de Lourdes Aleixo de Amorim Maria José Figueiredo de Seixas Duarte

12/02 Ana Cely Monteiro da Silva Heveraldo Max da Cruz Cardoso Joana Célia de Freitas Trindade José Felipe dos Santos Barbosa Luana Patrícia Costa Freitas Luis Antônio Quingosta Baganha Maria da Glória Oliveira dos Santos Maria Haydée Matos Carneiro Maria Lúcia Melo Lima Nazaré Fragoso Pires Paulo Sérgio Cabral dos Santos Taissandra de Sousa Rodrigues 13/02 Anália Casseb Antônio Massoud Salame Avanir Souza da Silva Francisco Lourenço de Souza Ismael Dias de Azevedo Luiz Carlos Silva w

Maria Albaniza Araújo Daibes Maria da Graça Franco Freitas Maria de Jesus Miranda Nilce Nogueira de Oliveira Therezinha de Jesus Amaral Maia 14/02 Adima Maria Aood Pereira Ana Maria Pureza Pinto Antônio Fontel Miranda Pinheiro Carmelita Santos Angelim Clarisse Pacheco Paes Barreto Lia Braga Vieira Luzia Santana Siqueira Maria de Lourdes Rayol Trindade Marly de Fátima Busby Pinto Raimunda Pereira da Costa Raimundo da Cruz Regina Coeli Santana Pinho Renata do Socorro Carvalho Andrade Roberto Borges da Cruz

Aniversário natalício de padres e diáconos diocesanos 08/02 - Pe. Marcelo José da Silva Sampaio 10/02 - Diác. Manoel de Moraes Nunes 10/02 - Diác. Otacílio Rodrigues Dias

w

Aniversário de ordenação dos padres e diáconos diocesanos 10/02 - Pe. Marco Aurélio Deo Faveri 12/02 - Pe. Antônio Jailson da Silva

AJUDE A MANTER A FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO. LIGUE PARA 4006-9200 E SEJA SÓCIO DA FAMÍLIA NAZARÉ.


1º Caderno Arquidiocese Jovens da Paróquia de São O Benedito participam de encontro 12

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

Conselho Juvenil Paroquial da matriz da Paróquia de São Benedito, no bairro do Barreiro, realiza a primeira edição do Encontrão da Juventude, no próximo domingo dia 10, na Igreja Matriz. O evento voltado à juventude sob a luz do tema “Eis aqui a serva do Senhor” (Lc 1, 38), compreende missa, louvor, gincanas e adoração. O encontrão objetiva reunir a juventude da paróquia São Benedito para um momento de espiritualidade e encontro com Deus. A matriz fica localizada na Passagem São Benedito, próxima a Passagem Santa Maria Barreiro. O Conselho Juvenil Paroquial (CJP) foi implantado recentemente na matriz e visa animar e articular dentro da comunidade paroquial no processo de educação da fé dos jovens, em vista da promoção do Reino de Deus na sociedade e na igreja, motivado pelo Setor Juventude da Arquidiocese de Belém. O CJP atua suscitando, estimulando, promovendo, organizando iniciativas e processos

Primeira edição do Encontrão da Juventude, no próximo domingo dia 10 LUIZ ESTUMANO

w PARÓQUIA de São Benedito, local onde será realizado o evento

pastorais juvenis, sendo formado por representantes de grupo juvenil ou comunidade e, animam a juventude da matriz durante dois ou três anos. O evento é voltado ao jovem e conta com a presença dos representantes do Conselho Regional Juvenil Episcopal, que serão

facilitadores da temática. O encontro terá início às 7h30, com Santa Missa na matriz. Ao término da celebração, a programação, continua no salão da matriz com louvor, gincana, reflexão sobre o tema do evento e adoração. Cada Região Episcopal tem um assessor do Con-

selho Juvenil Regional, o da Região Episcopal Santa Cruz, é o padre Maurício dos Santos, pároco da Paróquia de Jesus Ressuscitado, na Marambaia. Segundo ele, as atividades do Conselho Regional vão ao encontro dos jovens. “Por meio da dinâmica do Setor Juventude e do

próprio Bispo Dom Antônio, bispo referencial para o Setor Juventude da Arquidiocese de Belém, nós podemos perceber o incentivo da missão jovem, da atuação do jovem na Igreja assumindo responsabilidades e comprometendo-se com a Palavra de Deus, com a Eucaristia, com a doutrina da Igreja e articulando trabalhos em nível de região e de Arquidiocese. Percebo que os jovens receberam uma injeção de ânimo, eles estão cheios de confiança e de esperança nesse trabalho que lhe é proposto”, ressaltou. Segundo Jhonnis Sar-

ges, que compõe a coordenação do Conselho Juvenil da Igreja Matriz de São Benedito, fala do protagonismo da juventude. “Segundo o projeto educativo pastoral do Setor Juventude diante de tantas realidades nós como juventude não podemos ficar de braços cruzados. Dando a nossa contribuição por menor que seja e estimular outros jovens a serem evangelizadores de outros jovens e protagonistas da evangelização do mundo juvenil, assim como a virgem Maria dar o nosso sim em nosso cotidiano e em nossa realidade”, disse.

SERVIÇO Os interessados podem comparecer a matriz da Paróquia de São Benedito, no bairro do Barreiro, localizada na Passagem São Benedito, próxima a Passagem Santa Maria Barreiro, no bairro do Barreiro, a partir das 7h30.

Sementes do Verbo promove retiro para homens A Comunidade Católica Sementes do Verbo promove o Retiro para Homens, de 15 a 17 de fevereiro, na Casa Monte Tabor, em Icoaraci. O retiro, em sua primeira edição na Comunidade em Belém, é voltado exclusivamente para o público masculino a partir dos 16 anos de idade e objetiva ajudar os homens a terem plena consciência de seu papel, tanto na Igreja quanto na sociedade. As inscrições seguem abertas e podem ser feitas no local do retiro, Casa Monte Tabor, localizada na Travessa do Cruzeiro, 404. Sob a luz do tema “A

graça e o papel do homem na missão da Igreja” ocorre o retiro voltado para o gênero masculino pela primeira vez na comunidade, situada em Belém. Nas demais casas da Comunidade Sementes do Verbo, em outras regiões do Brasil, o retiro ocorre anualmente. Segundo padre Tiago Barros, formador espiritual da Comunidade em Belém e capelão da Igreja Transfiguração do Senhor, o retiro não tem a intenção de excluir as mulheres, mas o encontro tem como público somente homens. O retiro que é o afas-

tamento temporário das atividades diárias terá duração de três dias e compreende uma série de atividade como ofícios litúrgico, celebrações eucarísticas, oração, adoração, acompanhamento espiritual, confissão e

eu indico

“E

u indico o livro “Aprendendo com o evangelho de Marcos”, dos autores Paulo César Nodari e Everaldo Cescon. Este livro não tem a ambição de apresentar novidades na interpretação de sua mensagem. Durante a leitura a gente percebe que ele quer nos auxiliar a compreender a centralidade da pergunta “quem é Jesus para os discípulos, para a comunidade e para a Igreja”? Quer auxiliar cada um a sentir-se pessoalmente convidado a seguir os passos progressivos de Jesus na fidelidade ao serviço do Reino. Quer que sejamos um discípulo que assumimos o compromisso de testemunhar e anunciar a Boa nova do Reino de Deus, de cada comunidade e de toda a Igreja.

HENRIQUE AFONSOS CARREIRA DE AZEREDO

26 anos, Pedagogo

momentos de ensino. O retiro será pregado pelo padre Tiago Barros e por irmãos e membros da Comunidade Sementes do Verbo, cuja todas as pregações ocorrem à luz do tema, que visa trabalhar a dimensão da gra-

BOA DICA

ça do homem, ou seja, desenvolver aspectos da personalidade masculina e, a partir dessa personalidade masculina poder desenvolver o seu papel na missão da Igreja. Segundo padre Tiago Barros, o retiro tem a figura de São José como modelo de homem a ser seguido. “Serão dias de aprofundamento da sua

SERVIÇO As inscrições seguem abertas para o Retiro Masculino que ocorre de sexta-feira, 15 a partir da 18h30 a domingo, 17 de fevereiro na Casa Monte Tabor. A inscrição no valor de 200,00 reais dá direito a toda programação, alojamento e alimentação, durante os três dias de retiro. Informações: (91) 98154-0555 ou (91) 3247-2771.

LIVROS E CD'S

n100 ORAÇÕES PARA REZAR EM FAMÍLIA - Livro (Paulinas R$17,40)

E

vida humana, espiritual e que possa frutificar essa experiência na sua vida, com a família, no seu trabalho, ou seja, no seu cotidiano. A nossa perspectiva é poder olhar para a figura de São José como um modelo de homem justo e tentarmos imitá-lo o que ele foi na Sagrada Família e o que ele foi na sociedade”, disse.

ste livro traz uma coletânea de breves orações para serem rezadas em família, com o objetivo de alimentar a união e conservar a fé, seguindo o exemplo e o modelo da Sagrada Família. São orações simples, mas que revelam a importância da presença de Deus no cotidiano, de modo que o testemunho de sua ação chegue a muitas famílias. Um belo presente para várias ocasiões!

nSANTO ANTÔNIO DE PÁDUA:

por onde passa, entusiasma - Livro (Paulus R$16,80)

S

anto Antônio nasce em Lisboa, em 1195. Desde menino, gosta de recolherse em oração. Aos quinze anos, entra num mosteiro agostiniano p a r a e s t u d a r. Quando, em 1220, chegam de Marrocos os restos mortais de cinco frades martirizados, parte para a África, mas a embarcação muda de rota e vai parar na costa da Itália. Essa experiência comprometerá para sempre sua saúde, assim como o levará a aproximar-se de São Francisco e da Ordem dos Frades Menores.


BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

Caderno Dois

FOTOS: JOSÉ LUCAS/ASCOM SÃO PIO X

w APÓS a celebração eucarística iniciou cerimônia de formatura

w ATO solene de outorga de grau de bacharel em Filosofia

Formatura da primeira turma do curso de Filosofia da Faculdade Católica de Belém Missa presidida pelo Arcebispo de Belém e Grão Chanceler da Faculdade, Dom Alberto

E

m Ananindeua, na última sexta-feira, 1°, uma missa em Ação de Graças foi celebrada pela formatura dos 44 alunos da primeira turma de Filosofia da Faculdade Católica de Belém, na matriz da Paróquia de São Pio X, em Águas Lindas. A Celebração Eucarística foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belém e Grão Chanceler da Faculdade, Dom Alberto Taveira Corrêa e concelebrada por Dom Irineu Roman e Dom Antônio de Assis Ribeiro, Bispos Auxiliares de Belém, pelo cônego Vladian Silva Alves, diretor geral da Faculdade e demais representantes do clero da Arquidiocese de Belém. Estavam reunidos também familiares, amigos e responsáveis das casas de formação das várias dioceses e novas comunidades. Após a celebração iniciou a cerimônia de formatura do curso de bacharelado em Filosofia. A mesa foi presidida pelo diretor geral da Faculdade, Cônego Vladian Alves e contou com a presença de Dom Alberto Taveira Corrêa, Dom

w MESA presidida pelo Cônego Vladian, com a presença de Dom Alberto, Dom Antônio e mestres

Antônio de Assis Ribeiro e demais professores da instituição. Esta é a primeira formatura realizada na Faculdade, que teve início em 2016 com os cursos de Filosofia e Teologia. Segundo Dom Alberto, a formação faz bem à Igreja e à sociedade: “Onde se desenvolve a paixão pela verdade nós sabemos como a Igreja abençoa e, a Igreja sempre colocou para a formação dos sacerdotes a necessidade da busca filosófica, que é exatamente essa paixão pela verdade e isso faz muito bem aos que estudam,

faz muito bem a Igreja e faz bem a sociedade”. Segundo cônego Vladian Alves, diretor geral da Faculdade, a turma que se forma é a pioneira dentre tantas que celebrarão este momento. “Este ato solene hoje de Outorga de Grau de Bacharel em Filosofia marca mais um tempo nesse processo, posso dizer que essa é a primeira turma de Filosofia da Faculdade Católica de Belém e em breve a primeira de Teologia. Então esta turma se torna a pioneira dentre tantas outras que vão celebrar esse momento.

Marca a confirmação dos passos dados nesse itinerário acadêmico e, certamente, contando com as bênçãos das providências de Deus a faculdade começa a se consolidar e, também, exercer a sua missão”, disse. E conclui, acerca da contribuição da Faculdade na vida dos seminaristas. “Esperamos que esses jovens, a maioria seminaristas, possam de fato tendo este conhecimento filosófico se inserir na vida da sociedade, na vida eclesial com uma forma-

ção filosófica que nos dá meios e instrumentos de ver o mundo. Penso que é uma qualificação que se faz necessário, que ajuda no trabalho, na evangelização, na missão, na formação permanente também de outras pessoas”, disse o diretor. O sonho de 44 pessoas se tornou realidade após três anos de estudo, empenho e dedicação durante a vida acadêmica na Faculdade Católica de Belém. Para o formando Silas Ferreira, a formação alicerçou o caminho ao

sacerdócio e contribuiu para formação crítica. “É um sonho dos Bispos do Regional e também nosso, claro, e apesar nesse período com dificuldades foi muito proveitoso para cada um de nós seminaristas e leigos que estudaram com a gente e que a cada dia mais fomos aprendendo a amar também os estudos filosóficos para que pudesse ajudar cada vez mais a formação, nós que estamos caminhando rumo ao sacerdócio e ajudou cada vez mais a termos um pensamento crítico”, ressaltou. Segundo Adevando do Nascimento, formando, as perspectivas são as melhores: “Eu espero nos próximos anos momentos de lutas e de aprendizado também, assim com a Filosofia me abriu novos horizontes, creio eu, que a teologia, esse contato direto com o divino, com os desígnios de Deus, onde nós vamos descobrir muitas coisas, assim como na Filosofia tivemos um olhar reflexivo da sociedade e do mundo”.

HISTÓRICO A Faculdade Católica de Belém tem sua origem entrelaçada com a intenção da Arquidiocese de Belém do Pará, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil do Regional Norte 2 – CNBB-N2 de, em continuidade à criação do Seminário São Pio X, do Instituto Regional para Formação Presbiteral – IRFP e do Centro de Cultura e Formação Cristã – CCFC, persistir na função de educar de forma integral, visando formar lideranças, sobretudo regionais, comprometidas com um projeto de desenvolvimento sustentável para a Amazônia, estruturado à luz da fé católica. As mudanças decorrentes da Lei no. 9.394/1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação – LDBEN) e dos Pareceres do Conselho Nacional de Educação, que dificultaram os procedimentos de convalidação dos estudos seminarísticos, levaram na época, o então Senhor Arcebispo de Belém, Dom Orani João

Tempesta, a apoiar e incentivar a ideia da criação de uma Instituição de Ensino Superior que oferecesse, oficialmente, os cursos de Filosofia e de Teologia. Em vista disso, se criou na Arquidiocese o Instituto Dom Vicente Zico – INVIZI, assim denominado em homenagem à figura carismática, exemplo de vida pastoral, a serviço da fé católica, do Arcebispo Emérito de Belém, que passou a ser oficialmente a Entidade Mantenedora da Faculdade Católica de Belém. Ao assumir em 2010 a Arquidiocese de Belém do Pará, o Senhor Arcebispo Dom Alberto Taveira Corrêa deu continuidade e encaminhou todo o processo a uma consultoria, o que tornou possível a implantação da Faculdade Católica de Belém, em 21 de junho de 2016 conforme portaria no 521, celebrando os 400 anos da cidade de Belém e da Evangelização em solo amazônico.


2

Igreja

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

Côn. Cláudio Barradas

Miscelânea

(claudiobarradaspe@gmail.com)

Contestação II

N

o segundo vídeo, casualmente visto por mim, em meu pequeno celular, não há muito, para, uma noite de insônia, tentar conciliar o sono que se recusava a vir, um cidadão, para mim ilustre desconhecido, empertigado, diante de uma lousa, ou coisa parecida, vociferava que nela estavam erros encontrados por ele na Bíblia. Por mais que me esforçasse para lê-los, não o consegui, uma vez que o sabichão os encobria quase que por completo com sua carcaça. Felizmente, para provar a veracidade do acerto do que acabara de afirmar, citou um deles, unzinho só, mas que bastou para, plagiando uma expressão de minha saudosa mãe, me dar pano pras mangas. O tal erro, claro que segundo ele: a disparidade entre o que diz Mateus e o que diz Lucas, no primeiro capítulo de seus evangelhos. Em Mateus, um anjo do Senhor apareceu a Maria, enquanto que, em Lucas, a José.

Como é que pode? – exclamou ele. Errado, errado, erradíssimo! Com essa acusação, feita para se mostrar vaidosamente profundo conhecedor das Sagradas Escrituras, - essa, minha impressão- conseguiu foi levar quem o assistiu a concluir que ele pouco entende de Bíblia, para não dizer, nada. Não, não e não, distinto. Mateus e Lucas, ao contrário do que você sentencia, não se contradizem. Nem o poderiam, de modo algum, como já o veremos. Para começar, comparemos o primeiro capítulo de Mateus com o de Lucas. Mateus: - Genealogia de Jesus: 1,1-17. - Aparecimento de um anjo do Senhor em sonho a José: 1, 18-25. E só, nada mais. Lucas: - Prólogo: 1, 1-4. - Aparecimento do anjo Gabriel a Zacarias: 1, 5-25. - Aparecimento do anjo Gabriel a Maria: 1, 26-38.

DIVULGAÇÃO

w UMA DAS MUITAS representações do anúncio do anjo a Maria

- Visita de Maria a Isabel: 1, 39-56. - Nascimento de João Batista: 1, 57-58. - Circuncisão de João Batista: 1, 59-79. - Vida oculta de João Batista: 1, 80. Conclusão, a partir dessa comparação: o primeiro capítulo de Lucas é maior que o de Mateus; consequentemente, contém mais perícopes, isto é, seções: sete, ao passo que Mateus, só duas, daí porque tem, ao todo, 80 versículos e Mateus apenas 25. Uma pequena observação, a título de curio-

sidade: em Mateus, a genealogia de Jesus encontra-se logo no início, no prólogo: 1-17. Em Lucas, vem no capítulo 3, 23-38, entre o episódio do Batismo de Jesus e o de sua tentação no deserto. E mais: em Mateus, ela é descendente: vem de Abraão até José, pai putativo de Jesus para efeito legal. Em Lucas, ela é ascendente e mais abrangente: remonta de José até Abraão e vai além, até Deus. Quanto à contradição apontada pelo autor do segundo vídeo: ela só existe no seu bestunto,

(artpresent@superig.com.br)

12/02 - TERÇA-FEIRA. São Bento ou Benedito de Aniane - Abade.

08/02 - SEXTA-FEIRA. Santa Josefina Bakhita - Virgem.

Oriundo de nobre família francesa-visigoda. Enviado para estudar na corte de Pepino, o Breve, entrou para o exercito de Carlos Magno, lutando na Itália contra os lombardos. Na região do Ticino salvou um religioso caído e ferido, fato que o marcaria para sempre. Voltando à França, ingressou no mosteiro de San Sequano em Dijon. Tornou-se abade. Seus comandados reclamavam por ser autoritário. Mais tarde fundou o mosteiro de Aniane que muito prosperou sob as regras de São Bento. Faleceu em 821.

Já vimos histórias de santos com infância difícil, cuja vida contradiz o ditado “quem teve infância ruim não tem mais jeito”. O nome da santa de hoje é Bakhita, que na língua do Sudão, África, sua pátria, significa “aquela que tem boa sorte”, abençoada para nós. Mesmo depois de ser tirada de sua tribo e família aos sete anos, passar por muitos patrões escravocratas, acabou sendo vendida a um cônsul italiano, a partir do que sua vida tomou um rumo que culminaria entre as Irmãs Canossianas da caridade. Do passado, apenas marcas de chibatadas, mas no coração muito amor a distribuir.

13/02 - QUARTA-FEIRA. Beata Cristina de Spoleto - Viúva e Agostiniana.

09/02 - SÁBADO. Santo Altone - Abade.

10/02 - 5º DOMINGO DO TEMPO COMUM. Santa Austreberta - Abadessa de Pavilly. De família aristocrática que desejava um belo casamento, a que se recusou, por amor a Jesus Cristo, a que eles se opuseram. Então procurou o bispo Omero, hoje santo, que a aconselhou, acompanhou e orientou. Estudou, foi provada, e muito, de diversas formas, e, depois de vinte anos de muita oração, perseverança e fé, tornou-se beneditina no mosteiro de Luxeuil, França. Logo depois foi eleita abadessa e apoiou a reforma do convento de Pavilly. São famosos suas visões e milagres. Morreu em 704.

pois um é o aparecimento a Maria do anjo que se apresenta como Gabriel, Lucas, 1, 26-38, e outro, o anjo, cujo nome não se especifica, aparecido, a José em sonho, Mateus 1, 18-25. Além do que, as circunstâncias são diferentes, como também os objetivos. As circunstâncias: em Lucas, a quando do aparecimento do anjo a Maria, ela ainda não está grávida; em Mateus, quando o anjo aparece em sonho a José, ela já está. Objetivos: o do anjo que em Lucas aparece a Maria: anunciar-lhe

que ela foi escolhida por Deus para conceber e dar à luz um filho, por obra do Espírito Santo, devido ao que levaria o título de, em 1, 32, Filho do Altíssimo, ou seja, de Deus, e, em 1, 35, de Filho de Deus. O do anjo a José, em sonho, em Mateus 1, 1825: tirar-lhe quaisquer dúvidas quanto ao presumível adultério de Maria e convencê-lo a não abandoná-la. Para o que, repete-lhe o que dissera bem antes a Maria, em Lucas: que sua gravidez não é obra humana e, sim, do Espírito Santo. Qual e onde a contradição vista pelo tal crítico de araque? Nenhuma e, repetindo o dito acima, somente em seu pobre bestunto. A contestação à sua negação da existência do Espírito Santo, - esse Espírito Santo não existe-, deixo-a para nossa próxima edição. Até por lá, se Deus no-lo permitir. E, como dizia Jesus Ressuscitado, ao saudar seus discípulos: Shalom! Em tempo, para quem não lembra, ou não sabe: Shalom é paz, em Hebraico. Em Árabe, Shalam!

Diác. Benedito Otávio

Santos da semana

Viveu no séc. VIII e fundou o mosteiro de Altomünster na diocese de Freising, Baviera, Alemanha. O rei Pepino, o Breve, doou-lhe um bosque para nele construir seu mosteiro. Altone consagrou o lugar a são Bonifácio. Há muitos relatos de milagres em torno da construção desse mosteiro. Informações biográficas do séc. XI contam-nos que ele também foi monge de Othloh. Sua festa, a princípio limitada a Altomünster, Weingarten e Freising, depois se estendeu a toda a Baviera, sempre em 09 de fevereiro.

2º Caderno

11/02 - SEGUNDA-FEIRA. São Gregório II - Papa. Foi subdiácono e sacellarius, isto é, tesoureiro. Também foi bibliotecário do papa, que tinha grande confiança nele. Ao se tornar diácono, acompanhou o papa a Constantinopla, para debater os cânones do Concílio com o truculento imperador Justiniano II, ajudando a resolver todas as questões levantadas pelo imperador. Com ele teve início o verdadeiro lugar dos papas. Seguiramse as perseguições dos iconoclastas. Nomeou o bispo Bonifácio para evangelização da Alemanha. Consertou as muralhas de Roma, temendo os muçulmanos. Faleceu em 731.

De Spoleto na Úmbria, século XV, temos o exemplo de vida. Uma das poucas coisas que sabe-se sobre ela é que, após a morte do marido, entregou-se por um tempo à concupiscência da carne, mas, tocada por Deus, acabou abraçando a Ordem Secular de Santo Agostinho, vivendo, a partir daí, em penitência, oração e caridade para com os pobres e os doentes. Faleceu em 1458 e foi sepultada na igreja de São Nicolau. Seu túmulo tornou-se lugar de veneração, devido aos muitos milagres. 14/02 - QUINTA-FEIRA. São Valentim - Mártir. Há dois santos com esse mesmo nome e no mesmo século III: um, sacerdote, contrário à lei do imperador que proibia os casamentos, justificando que enfraquecia seu exército, devido ao que, foi preso, torturado e decapitado. O outro era bispo de Terni. Muito bondoso, interveio em uma briga de um casal, reconciliando-os. Também morreu decapitado. São padroeiros dos namorados. Devido a isso, no resto do mundo o dia dos namorados é 14/02. Depois veio uma série de lendas pagãs celebrando a imoralidade do namoro, por não o verem como um caminho para o matrimônio.


2º Caderno

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

Arquidiocese

5 3

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w COMUNIDADE alegra-se pela etapa incial da futura capela

Pedra fundamental da Capela de Nossa Senhora Auxiliadora

O rito da bênção foi presidido por Dom Antônio de Assis Ribeiro, Bispo Auxiliar de Belém, e contou com a presença dos moradores da comunidade, representantes de grupos da Família Salesiana e outras famílias religiosas, além de amigos e benfeitores. Na ocasião, os engenheiros da empresa Marques Engenharia LTDA,

w TERRENO da capela fica na área missionária Canaã, em Marituba

apresentaram o projeto da obra, com a planta e desenhos do que está previsto para esta construção. Na ocasião, os representantes da Comunidade Nossa Senhora Auxiliadora realizaram ainda o gesto simbólico de fixação da cruz e da primeira pedra, na área em que será erguida a construção, seguido pela benção de toda a área destinada

à futura capela. Ao final da cerimônia, Dom Antônio convidou e propôs aos presentes um gesto concreto de apoio a essa obra, com a doação de sacas de cimento, para os serviços que já devem iniciar. A resposta imediata da comunidade foi de forma solidária, comprometendo-se a doar as primeiras sacas de cimento que serão

utilizadas para a etapa inicial da construção. Membros da Família Salesiana, como igreja em saída, destacam que sentem-se todos convidados e convidam a todos a dar continuidade e transformar fé em concretude o projeto de construção "que é de Deus e que depende de nós, seus instrumentos, para realizá-lo".

Igreja será edificada na Área Missionária Canaã, em Marituba

S

ábado, tarde do dia 2 de fevereiro de 2019 foi o momento pela Arquidiocese de Belém para lançar a pedra fundamental da Capela de Nossa Senhora Auxiliadora, na

Área Missionária Canaã, em Marituba. Ali a solene Bênção da Pedra Fundamental, marcou o início das obras de construção da capela da padroeira daquela comunidade.

w CAPELA bispo auxiliar Dom Antônio conduziu bencão no local da futura capela mariana

Pastoral Familiar do Regional Norte II promove retiro anual

A

c o o rd e n a ç ã o d a Pastoral Familiar do Regional Norte II, Pará e Amapá, promove de 8 a 10 de fevereiro, na Casa Sagrado Coração de Jesus, em Marabá, a quarta edição do seu retiro anual. Com o tema “A conversão e a missão da família” a programação inclui louvor, meditação e reflexão, além de contar com a participação de Dom José Luiz Azcona, OAR, bispo referencial da Pastoral no Regional. No quarto ano do retiro, o evento será realizado pela primeira vez em Marabá, sendo as anteriores todas em Belém. A escolha, de acordo com Luciana Limão, da coordenação estadual, é para dinamizar o encontro descentralizando da capital e aproximando agentes de outras dioceses. O principal objetivo que o retiro busca, de acordo com a coordenadora, é o de mostrar aos participantes os papéis que a família desempenha na sociedade atual:

“é necessário que seja explicado a importância da família, seu papel missionário, social e político. O retiro quer focar nessa questão para que todos tenham consciência que são família e façam sua conversão para, depois, converter nossos irmãos”. O roteiro de atividades inicia nesta sexta-feira, 8, às 16h30, com a acolhida dos participantes.

Após a entrega dos materiais e orientação das acomodações de cada um será realizada Celebração Eucarística. O dia segue ainda com oração às 20h e com a pregação “Conversão”, às 21h. O retiro retoma no sábado, 9, com café da manhã e oração das laúdes. Pela manhã haverá duas pregações: Homem Novo e Cristo Crucificado.

Após momento de deserto e confissão, haverá pausa para o almoço. O sábado contará ainda com mais duas pregações sobre Amor Matrimonial e Reconciliação, Adoração, Santa Missa e recitação do Terço. No domingo haverá mais duas pregações sobre Missão e Oração, momento de Deserto, confissões e partilha,

encerrando com almoço. As vagas são limitadas e as inscrições apenas por telefone, segundo Luciana. A coordenação disponibilizou os seguintes números: (91) 98717-6453/ (91) 98830-3598/ (94) 99155-0350 e (94) 98136-9665. Os interessados devem informar nome, paróquia a qual perten-

cem e quais funções desempenham na pastoral e efetivar a inscrição via depósito bancário. A taxa de inscrição cobre as despesas com alimentação e acomodação, não sendo incluso o transporte. A coordenação orienta ainda que grupos organizem sua ida até Marabá. O local do evento está localizado na Rua Santos Dumont, 28, bairro Belo Horizonte. PASTORAL FAMILIAR NO REGIONAL NORTE 2

A Pastoral Familiar no Regional Norte 2 teve início em 1990 após a participação de Dom José Luis Azcona Hermoso, OAR, no Encontro Nacional em Belo Horizonte, Minas Gerais. Dom Azcona ao chegar a Belém convocou casais para formarem o núcleo no regional. Atualmente, o casal coordenador da Pastoral Familiar do Regional Norte 2 (Pará / Amapá) é Antônio Carvalho e Luciana Limão, e o Assessor Eclesiástico é o padre Acácio Cardoso.


Igreja 2º Caderno Pastoral da Saúde Hospitalar promove D missa pelo dia mundial do enfermo 4

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

esde 1992 que a Igreja celebra mundialmente no dia 11 de fevereiro, data da festa litúrgica de Nossa Senhora de Lourdes, o dia do Enfermo, iniciativa do, na época, Papa João Paulo II. Esta data tem o objetivo de apelar para a sociedade e comunidade mundial por melhores condições de tratamento e atenção às pessoas doentes, seja nos hospitais, postos de saúde ou mesmo em casa. Na Arquidiocese de Belém a Pastoral da Saúde Hospitalar promove celebração eucarística em intenção pelo dia mundial do enfermo neste domingo, 10. A Santa Missa em intenção do dia do enfermo acontece neste domingo, 10, às 16h, presidida pelo Padre Luis Rabelo, diretor espiritual da pastoral, na capela do Hospital Ordem Terceira, na Campina. Com atuação nos principais hospitais, clínicas e postos de saúde, a Pastoral desenvolve seu trabalho na evangelização, com renovado ardor missionário no mundo da saúde, à luz da opção preferencial pelos pobres e enfermos, participando da construção de uma sociedade justa e solidária a serviço da vida. As dimensões da Pas-

Neste domingo, 10, às 16h, na capela do Hospital Ordem Terceira, na Campina

toral são definidas em duas: hospitalar e comunitária. Ainda trabalha na instância político-institucional com agentes presentes no conselho municipal de saúde buscando melhorias nas políticas públicas. Seus agentes, ao todo 35, atuam principalmente nos hospitais da capital como Ordem Terceira, Barros Barreto, Beneficente Portuguesa, Ophir Loyola e clínicas como a dos acidentados.

Para o Padre Luis Rabelo, o dia 11 é um momento muito importante para os agentes da Pastoral renovarem o lema “Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em abundância.” (Jo 10,10): “neste dia lembramos do nosso compromisso com os enfermos, com a pastoral e todos aqueles que necessitam de auxílio.” TEMA

Todos os anos o Vaticano, sob a representa-

ção do Papa, elege um tema que norteará toda a discussão sobre o assunto junto à sociedade, governantes e mídia mundial. Para 2019, o 27º dia do Enfermo traz o tema “Recebestes de graça, dai de graça” (Mt 10, 8) em que o Papa Francisco destacou que a data será celebrada de modo solene em Calcutá, na Índia, recordando a figura de Santa Madre Teresa de Calcutá, modelo de caridade que tornou visível o

amor de Deus pelos pobres e os doentes: “A Santa Madre Teresa ajuda-nos a compreender que o único critério de ação deve ser o amor gratuito para com todos, sem distinção de língua, cultura, etnia ou religião. O seu exemplo continua a guiar-nos na abertura de horizontes de alegria e esperança para a humanidade necessitada de compreensão e ternura, especialmente para as pessoas que sofrem”. O Santo Padre afirmou em mensagem ainda que o caminho mais credível de evangelização são gestos de dom gratuito como os do Bom Samaritano. O dom, segundo ele, deve ser colocado como paradigma capaz de desafiar o individualismo e fragmentação social dos dias atuais, numa atitude contra a cultura do descarte e da indiferença. “No dom, há o reflexo do amor de Deus, que culmina na encarnação do Filho Jesus e na efu-

são do Espírito Santo”, afirma o Papa na mensagem. Ele lembra que todo homem é pobre, necessitado e indigente, de forma que, em cada fase da vida, nunca será possível ver-se livre da necessidade e da ajuda alheia. “O reconhecimento leal desta verdade convida-nos a permanecer humildes e a praticar com coragem a solidariedade, como virtude indispensável à existência”. Francisco conclui a mensagem confiando todos a Maria: “A todos vos confio a Maria, Salus infirmorum. Que Ela nos ajude a partilhar os dons recebidos com o espírito do diálogo e mútuo acolhimento, a viver como irmãos e irmãs cada um atento às necessidades dos outros, a saber dar com coração generoso, a aprender a alegria do serviço desinteressado. Com afeto, asseguro a todos a minha proximidade na oração e enviovos de coração a Bênção Apostólica.”

Palavra de vida “Busca a paz sem desistir.” (Sl 34,15)

Nesse salmo, Davi expressa a sua alegria e o seu reconhecimento diante da assembleia: experimentou o perigo e a angústia, mas invocou com confiança o Deus de Israel e encontrou novamente a paz. O protagonista desse hino é Deus com a sua misericórdia, a sua presença forte e decisiva ao lado do pobre e do oprimido que o invoca. Para que outros consigam a mesma salvação, Davi sugere algumas atitudes do coração: evitar fazer o mal e, em vez disso, realizar sempre o bem. Ele ainda salienta a necessidade de não difamar o próximo. Com

efeito, a palavra pode levar à guerra. “Busca a paz sem desistir.”

Na linguagem bíblica, a paz tem numerosos significados como, por exemplo, o bem-estar físico e espiritual, ou a concórdia entre indivíduos e entre povos. Mas a paz é acima de tudo um dom de Deus, mediante o qual descobrimos o seu rosto de Pai. Portanto, é indispensável procurar intensamente e apaixonadamente Deus na nossa vida, para experimentar a paz verdadeira. É uma busca envolvente,que nos solicita a fazermos a nossa parte, seguindo a voz da

YOUCAT

O

J o r n a l Vo z de Nazaré segue os estudos sobre o YOUCAT Catecismo da Igreja Católica, escrito para JOVENS que querem saber em que acreditam. Este projeto iniciou-se por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, Rio, 2013.

Chiara Lubich consciência, que sempre nos impulsiona a escolher o caminho do bem e não o caminho do mal. Muitas vezes basta deixar que Deus nos encontre, Ele que já saiu à procura de cada um de nós há muito tempo. Sendo cristãos, já estamos em relação íntima com Jesus, por meio do batismo: é Ele o Deus próximo, que nos prometeu a paz; é Ele a paz. E recebemos o dom do Espírito Santo, o Consolador, que nos ajuda também a partilhar com os outros os frutos da paz de Deus que já experimentamos. Ele nos indicará o caminho para amar as pessoas que temos ao nosso redor, superando dessa forma os conflitos,

evitando as acusações sem fundamento, os julgamentos superficiais e calúnias, para abrir o coração ao acolhimento do outro. Talvez não consigamos fazer silenciar todas as armas que estão ensanguentando tantas regiões da terra, mas podemos agir em primeira pessoa e restabelecer relacionamentos feridos na família, na nossa comunidade cristã, nos postos de trabalho, no contexto da nossa cidade. A partir da dedicação de uma pequena ou grande comunidade, decidida a testemunhar a força do amor, podem ser reconstruídas pontes entre grupos sociais, entre Igrejas, entre partidos políticos.

“Busca a paz sem desistir.”

Se buscarmos a paz com convicção, encontraremos também as atitudes corretas para proteger a criação, que também é uma dádiva de Deus para os seus filhos, confiada à nossa responsabilidade diante das novas gerações. Em 1990, Chiara Lubich escreveu assim a Nikkyo Niwano, fundador do movimento budista japonês Risho Kossei-kai:

(...) Quando o homem não está em paz com Deus, a própria terra não está em paz. As pessoas religiosas percebem o “sofrimento” da terra quando o homem não a usou de acordo com o plano de Deus, mas so-

mente por egoísmo, por um desejo insaciável de posse. Esse egoísmo e esse desejo é que contaminam o ambiente, ainda mais e antes de qualquer outra poluição, sendo esta apenas a consequência daqueles. (...) Se o homem descobrir que toda a criação é dom de um Pai que nos quer bem, para ele será muito mais fácil encontrar uma relação harmoniosa com a natureza. E se ele descobrir também que esse dom existe para todos os membros da família humana, e não só para alguns, ele dedicará mais atenção e respeito por algo que pertence à humanidade inteira, presente e futura. Letizia Magri

TERCEIRA PARTE

A VIDA EM CRISTO SEGUNDA SEÇÃO: OS DEZ MANDAMENTOS SEGUNDO CAPÍTULO

Ama o teu próximo como a ti mesmo O que pensa Jesus 397-sobre a não-violência?

os cristãos 398-serDevem pacifistas?

A Igreja luta pela paz, embora não defenda um pacifismo radiO comportamento não violento tem para Jesus um valor elevado; Ele exorta os Seus discípulos: “Não resistais ao ho- cal. Não se pode, de fato, negar a um individuo ou a um Estado mem mau! Mas se alguém te bater na face direita, oferece- o direito fundamental à legitima defesa armada. Normalmente, a guerra só é justificável como último recurso. [2308] lhe também a esquerda.” (Mt 5, 39) [2311]


2º Caderno

N

os dias 8 a 10 de fevereiro a Infância e Adolescência Missionária (IAM) do Regional Norte 2 (Pará e Amapá) promove o encontro estadual para coordenadores diocesanos, na Igreja Matriz da Paróquia de Bom Pastor, em Marituba. Com programação constando com palestras, santa missa e recitação do terço, o encontro contará com a presença da secretária nacional, Irmã Patrícia Souza. O Papa Francisco, em carta dirigida ao cardeal Filoni, proclamou outubro deste ano, como Mês Missionário Extraordinário, com o objetivo de despertar em medida maior a consciência da missio ad gentes e retomar com novo impulso a transformação missionária da vida e da pastoral. Na ocasião o Santo Padre conclama a todos “Que o Mês Missionário Extraordinário se torne uma ocasião de graça intensa e fecunda para promover iniciativas e intensificar de modo particular a oração – alma de toda a missão –, o anúncio do Evangelho, a reflexão bíblica e teológica sobre a missão, as obras de caridade cristã e as ações concretas de colaboração e solidariedade entre as Igrejas, de modo que se desperte e

Igreja

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

5 5

Infância e Adolescência Missionária promove o encontro estadual Evento para coordenadores diocesanos será de 8 a 10 deste mês em Marituba

jamais nos seja roubado o entusiasmo missionário”. Nesse sentido, a IAM vem realizando encontros estaduais meditando o tema “Batizados e enviados: IAM em missão no mundo” que objetiva discutir a organização da obra, bem como

discutir atividades para o biênio 2019-2020, explica Marcos Barros que, com a esposa Marília Barros, coordena a IAM estadual. Além da Arquidiocese de Belém, a organização do encontro aguarda participantes das dioceses de Ponta de Pedras,

Bragança, Abaetetuba, Óbidos, Cametá, Marabá e das prelazias do Marajó e Xingu. Ao todo serão 25 coordenadores diocesanos participando da programação que inicia na sexta-feira, 8, às 18h, com oração de abertura. Após o jantar, às 19h, ca-

da diocese presente fará uma apresentação de suas experiências para, às 21h30, acontecer a oração final e os encaminhamentos. No sábado, 9, a programação é iniciada com oração da manhã, seguida da palestra “A organização da IAM – coordenações e competências” assessorada pela Irmã Patrícia Souza, secretária nacional. Às 10h30, a religiosa palestrará sobre estilos de liderança e após o almoço, ao meiodia, a programação é retomada com exposição do Conselho Missionário Regional. A secretária nacional assessora no sábado, ainda, mais u m a p a l e s t r a s o b re “Maria e a Igreja”. O domingo, 10, consta de Santa Missa às 6h30, de plenárias, às 8h, de elaboração de compromissos pessoais, diocesanos e estaduais, às 9h. O encontro encerra com almoço às 12h. HOSPEDAGEM E INSCRIÇÃO

A coordenação pede

que os interessados no encontro de coordenadores diocesanos devam avisar sobre horário de chegada e partida, para providenciar a condução. A coordenação avisa ainda que todos devam dirigir-se à Matriz da Paróquia Nossa Senhora das Graças. É importante que todos estejam munidos de Bíblia, pendrive e de Terço Missionário. Os participantes do encontro irão hospedar-se nas famílias dos paroquianos de Bom Pastor, sendo necessário apenas material de higiene pessoal e lençol. A inscrição consta de taxa para ajudar nas despesas do encontro, podendo ser paga no local, no momento da chegada com a secretaria do encontro. Cada inscrito receberá: camisa, bolsa, pasta, caneta, crachá e materiais do encontro. A Matriz de Bom Pastor está situada no Conjunto Nova Marituba, Rua J, Quadra 0-17, Marituba. Maiores informações (91) 98164-5704.

Matriz promove jantar em prol do Seminário Redemptoris Mater de Belém Em prol do Seminário Arquidiocesano Redemptoris Mater de Belém, ocorre a III edição do Jantar Festivo, promovido pela matriz da Paróquia de Jesus Bom Samaritano, no bairro do Tapanã, nesta sexta-feira, dia 8. Às 19h, na matriz, haverá a celebração da Santa Missa e às 20h terá início o Jantar Festivo com música ao vivo, no salão anexo a matriz, localizado no Conjunto Cordeiro de Farias, Avenida Perimetral, 40, bairro Tapanã. O evento anual objetiva arrecadar recursos para manutenção do seminário e, assim proporcionar os estudos dos seminaristas que estão na caminhada rumo ao sacerdócio. Atualmente, 15 seminaristas do Redemptoris Mater de Belém seguem na formação no seminário localizado na Estrada Santana do Aurá, Travessa II, nº 4, bairro Águas Lindas, em Ananindeua. As 300 cartelas que estavam à venda já estão esgotadas, o que significa o comprometimento da comunidade com a formação presbiteral dos futuros sacerdotes do Seminário Redemptoris Mater de Belém. Segundo o reitor do seminário padre Carlos Damaglio, o sentimento é

DIVULGAÇÃO

de gratidão. “Realmente nos dias atuais o desafio de se formar padres e em especial missionários e estrangeiros, tem se tornado algo imenso em todos os aspectos. Mas experimentamos que Deus ama seu povo. Ele é fiel e tem ido sempre à nossa frente”, disse o reitor. HISTÓRICO DO SEMINÁRIO

O Seminário Redemptoris Mater tem como característica ser um seminário diocesano, missionário e internacional. Redemptoris Mater significa em português, Mãe do Redentor. Em Belém, foi fundado em 2013, a pedido de Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano de Belém, sendo encorajado pelo Papa Francisco. Atualmente, 15 seminaristas estão em formação, sendo eles da Guatemala, de Portugal, Colômbia, Venezuela e do Brasil. Desde a fundação do Seminário Arquidiocesano Redemptoris Mater de Belém o reitor é o padre Carlos Damaglio. No Seminário Redemptoris Mater quem entra para estudar e discernir a vocação sacerdotal precisa fazer a experiência do Caminho Neocatecumenal.

w MATRIZ da Paróquia de Jesus Bom Samaritano, no Tapanã, será o local para o jantar festivo

Cerca de nove anos é o tempo de formação dos estudos dos seminaristas e cerca de um ano para o diaconato. A experiência demonstra que unir a formação

presbiteral a um itinerário de iniciação à vida cristã constitui uma grande ajuda para o amadurecimento psicológico, afetivo e humano dos candidatos, antes de serem presbí-

teros, são cristãos, e, no caminho da fé aprendem a comunhão, a obediência, a oração, o sentido da cruz e outros. Aliam a missão ao serviço da Paróquia, já que o Cami-

nho Neocatecumenal é um tempo de formação que se realiza na própria Paróquia como comunidades vivas, adultas e missionárias, unidas ao pároco e ao Bispo.


6

Panorama

C

om informações Portal UFPA. Com a concepção de que a leitura pode ser um diferencial na formação de cidadãos, o Espaço Cultural Nossa Biblioteca atende a crianças e a adolescentes em situação de vulnerabilidade, desde sua criação em 1977. O projeto, que tem parceria com a Faculdade de Biblioteconomia (FaBib) da UFPA, oferece consulta e empréstimo de livros, oficinas de teatro, dança, musicalização e literatura, curso de redação Pré-Enem, entre outras atividades. A missão é contribuir para a difusão da leitura, do livro e do conhecimento como ferramentas essenciais à autonomia e à melhoria da qualidade de vida das pessoas e das comunidades na Amazônia. IRMÃS MISSIONÁRIAS

O Espaço Cultural Nossa Biblioteca surgiu da iniciativa de irmãs da Sociedade das Missionárias Médicas, que realizavam ações com crianças em

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

2º Caderno

Projeto Nossa Biblioteca ensina cidadania por meio da leitura O Espaço surgiu da iniciativa de irmãs da Sociedade das Missionárias Médicas FOTOS: DIVULGAÇÃO

w MISSÃO contribuir para difusão da leitura, do livro e do conhecimento

situação de rua, por meio de atividades de apoios pedagógico e lúdico, no bairro Guamá, em Belém. Percebido o interesse pela leitura e a ausência de espaços para acessar o livro, iniciou-se a primeira Biblioteca Comunitária.

Com atividades de movimento popular, ampliou-se para atender a novas demandas das comunidades organizadas, transformando-se, assim, em um espaço em que a comunidade podia realizar diversas ativida-

des culturais, como teatro, música, dança, mediação de leitura, além de ser um centro de debates e encaminhamentos das lutas por melhores condições de vida da comunidade do Guamá. O projeto acredita na

leitura como direito humano e busca a garantia de acesso ao livro como ferramenta de transformação social, que possibilita a mudança do cenário para a construção de uma sociedade leitora, capaz de mudar sua realidade por meio da construção de um bairro, e de uma cidade leitora. PARCERIA COM A UFPA

Há alguns anos, a Faculdade de Biblioteco-

nomia (FaBib) da UFPA passou por um período de cooperação com o Espaço Cultural, o que permitiu que alunos do curso pudessem realizar extensão curricular na biblioteca. No último ano, com o Projeto “Leitura, informação e cidadania no bairro do Guamá”, foi possível integrar uma aluna da faculdade ao quadro de colaboradores do Espaço, como bolsista de extensão.

SERVIÇO Espaço Cultural Nossa Biblioteca Funcionamento: De segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18. Funciona também aos sábados, esporadicamente, conforme programação específica. Endereço: Rua 25 de Junho, número 214 , Bairro Guamá, em Belém, Pará.

Pesquisa comprova atividade anti-inflamatória do óleo da priprioca Com informações Portal Ufopa. Agora está comprovado cientificamente que o óleo de priprioca exerce atividade anti-inflamatória. O produto já vinha sendo usado há anos como medicina tradicional para curar doenças como malária, enxaqueca e outras, mas sem nenhum estudo sobre suas propriedades para a cura de inflamação de diversas naturezas. A pesquisa foi realizada ao longo de dois anos pela farmacêutica mestra Jorlana Catrine Corrêa e foi tema de sua dissertação de mestrado em Biociências, defendida na Ufopa. Todo o trabalho foi feito de forma criteriosa na modalidade in vitro, no Laboratório de Imunologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), coordenado

w PRIPRIOCA embaixo da terra que se desenvolve a parte mais cobiçada

pela Profa. Dra. Leda Quércia, em parceria com a Ufopa. Na pesquisa, Jorlana ressalta que não há nenhum trabalho científico sobre a atividade anti-inflamatória do óleo essencial da Cyperus articulatus L., “o que torna este estudo pioneiro no aspecto e cria base para futuros estudos dessa espécie que

se mostrou uma potente fonte para o desenvolvimento de novos agentes anti-inflamatórios”, ressalta a farmacêutica. A PESQUISA

Jorlana explicou que a primeira etapa realizada antes do início dos ensaios in vitro foi o processo de extração para obter o óleo essencial. Os

óleos essenciais são misturas complexas encontradas, principalmente, em plantas aromáticas, e são regidos pelo tipo e quantidade de seus constituintes químico. A inflamação é uma resposta de defesa a estímulos agressivos que envolvem uma série de alterações bioquímicas, fisiológicas e imunológi-

cas, às quais o organismo recorre para localizar, inativar e destruir o agente agressor, além de promover a cicatrização e reparação do tecido danificado. A coleta do material que serviu para os estudos científicos iniciou-se na comunidade de Tabocal, localizada a 24 quilômetros de Santarém através da BR-163 (Santarém-Cuiabá). A PRIPRIOCA

O cultivo, a comercialização e o uso da priprioca pelas empresas de perfumaria já são realizados há mais de 30 anos. A priprioca já existia como o principal ingrediente dos banhos de cheiro. Com o tempo, a utilização da raiz tornou-se importante fonte de renda para famílias de produtores rurais e

feirantes do estado do Pará. Com o avanço da indústria de cosméticos e fármacos, a priprioca é muito importante para o sustento de inúmeras famílias em diversas localidades paraenses, como Ilha de Cotijuba, distrito de Belém, Santo Antônio do Tauá e Acará. É embaixo da terra que se desenvolve a parte mais cobiçada da priprioca: os tubérculos, que apresentam estruturas subterrâneas com aroma agradável, que chama a atenção não só da população, mas também de cientistas e de grandes empresas de cosméticos. Atualmente, a cobiça da indústria nacional de fragrâncias pela priprioca existe em função do óleo essencial desse vegetal, extraído, principalmente, do tubérculo.

Primeiro barco de plástico reciclado faz a primeira viagem Com informações agência EFE. Na ilha queniana de Lamu, um grupo conseguiu criar o primeiro barco, de nove metros de comprimento, totalmente construído a partir de plástico reciclado no mundo: o casco é feito com partes de garrafas, escovas de dentes, baldes e pás cobertas por 30 mil chinelos usados. O barco de plástico realizou sua primeira saída ao mar em 15 de janeiro, o que foi comemorado com uma e a presenças de moradores de Lamu e do ministro de Turismo do Quênia, Najib Balala. A fabricação se deu a partir

de todo o plástico deixado no litoral norte do Quênia ou devolvido pelas ondas do mar foi fundido e solidificado em uma fábrica em Malindi, a 150 quilômetros de Lamu, material que deu vida a esta colorida embarcação. A intenção do grupo é chamar a atenção para o imenso potencial que existe na reutilização do plástico, assim como ressaltar a urgência de se movimentar antes que mais toneladas de resíduos acabem nos oceanos. “O barco não deixa de ser um símbolo. O objetivo final é seguir com nossa campanha mundial

w BARCO totalmente reciclado, primeira viagem

contra o plástico de uso único”, explicou um dos fundadores do “FlipFlopi Projects”, Dipesh Pabari. A ideia nasceu há dois anos, quando Pabari e Ben Morison fundaram

o “FlipFlopi Projects” com a intenção de fazer algo para combater a rápida degradação dos oceanos. Então, no ano passado, graças à parceria com vários grupos

locais, em dois meses mais de 30 toneladas de plástico foram retiradas das praias da ilha e 10 delas foram reutilizadas na construção do barco. “O plástico é um dos principais desafios do nosso tempo. Queríamos criar algo que abordasse este problema de uma forma inovadora e fizesse as pessoas pensarem sobre o assunto. Queríamos oferecer uma solução africana para um problema global”, explicou. O Quênia criou, há pouco mais de um ano, uma rígida lei sobre a fabricação, importação, venda e uso de sacolas

plásticas, que podem render multas que variam entre R$ 60 mil e R$ 120 mil. Caso nada mude, oito milhões de toneladas de plástico continuarão sendo jogadas anualmente no mar, e em 2050 haverá mais desse material sintético do que peixes nos oceanos, conforme dados divulgados pelo Fórum Econômico Mundial. Em escala global, cinco países (China, Indonésia, Filipinas, Tailândia e Vietnã) despejam conjuntamente mais plástico no mar do que o resto do planeta, de acordo com um relatório do Ocean Conservancy de 2017.


2º Caderno

Arquidiocese

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

Pastoral do Dízimo começa ações de 2019 em Belém

LUIZ ESTUMANO

w FORMAÇÃO sobre o dízimo foi ponto alto da palaestra do assessor, padre José Maria Ribeiro LUIZ ESTUMANO

Paróquia Santa Rita de Cássia, em Ananindeua, acolheu agentes pastorais

A

gentes de todas as Regiões Episcopais da Arquidiocese de Belém estiveram na Paróquia Santa Rita de Cássia no sábado, 2, para a abertura dos trabalhos da Equipe Arquidiocesana da Pastoral do Dízimo (EAPADI) realizada naquela igreja, localizada conjunto Cidade Nova V, em Ananindeua, região metropolitana de Belém. A programação constou de espiritualidade, formação para os agentes e terminou com a Santa Missa celebrada no final da manhã por Dom Irineu Roman, um dos bispos auxiliares da

Arquidiocese de Belém, e concelebrada pelo padre Romeu Ferreira, vigário da Paróquia Santa Rita de Cássia, e padre Romeo Catan, pároco da Paróquia Santa Maria de Belém, na Terra Firme, e na assistência os diáconos Nazareno Carvalho, Eleomar Rocha e Gilson Rufino. O evento começou às 8h com a acolhida dos agentes pastorais pelo padre Romeu Ferreira que, em nome do padre André Teles, que estava ausente devido a uma formação, deu as boas vindas aos participantes do encontro. Em seguida, a equipe do Dízimo da Pa-

w AGENTES do Dízimo de todas as Regiões Episcopais comparereceram à abertura dos trabalhos

róquia Santa Rita de Cássia dirigiu um momento de louvor a Nosso Senhor, seguido pela formação para os agentes, explanada pelo padre José DIVULGAÇÃO

w MISSA solene presidida pelo bispo auxiliar Dom Irineu Roman

PASTORAL DO DÍZIMO A EAPADI foi fundada no dia 27 de agosto de 1998, a convite do então Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Vicente Zico, com base no Plano de Pastoral da Arquidiocese de Belém para sensibilizar os católicos sobre o sentido de pertencimento à Igreja em atitude de participação e comunhão. A Equipe também capacita agentes de pastoral para a evangelização por meio do dízimo na Arquidiocese de Belém assessorando e orientação as sete regiões episcopais, formação de agentes de pastoral, reflexões nas missas e implantação do dízimo nas paróquias e comunidades e projetos de revitalização são os trabalhos desenvolvidos pela Pastoral do Dízimo. Se necessário, assessora as dioceses de Bragança, Ponta de Pedras, Abaetetuba, Marabá, Macapá e a Prelazia de Marajó.

5 7

Maria Ribeiro, assessor eclesiástico da EAPADI, e pároco da Paróquia Santa Maria, Mãe de Deus, do Maguari. Padre José Maria dis-

correu sobre o tema “O dízimo e a missão da Igreja na Amazônia” para falar da importância do dízimo como ação concreta de comunhão

eclesial e fator preponderante na organização da Igreja, assim como a essência evangelizadora dos agentes da pastoral na vida diocesana.

Missa celebra abertura do trabalho O processo histórico que levou à implantação do dízimo nas dioceses e prelazias da Amazônia foi detalhado para os participantes durante a palestra do padre José Maria. Houve um breve intervalo e no retorno da atividade, o sacerdote falou sobre a natureza evangelizadora da Pastoral do Dízimo. “Precisamos compreender que a nossa missão vai além de dar o plantão nas igrejas, à espera dos dizimistas. Faz parte do trabalho, irmos até a presença desses irmãos

para levar a mensagem de Deus”, enfatizou o padre José Maria. A conclusão da palestra do padre José Maria foi a Santa Missa, presidida pelo Bispo Auxiliar, Dom Irineu Roman. Na homilia, o pastor ressaltou a importância do dízimo como meio para que se concretize a obra de evangelização. Depois ele agradeceu aos agentes pastorais presentes e disse que o Evangelho do dia era razão pra meditar. “Um casal de pessoas muito humildes que sendo pobres, ofertam a

Deus aquilo que estava nas suas condições: um casal de pombos, e o seu coração; isso para dizer que o pouco que muitas vezes ofertamos de nossa vida significa muito para o Senhor. A Igreja precisa de vocês”! Dom Irineu ainda lembrou do período em que atuou na Paróquia Santa Edwiges, no Mangueirão, tempo em que também assistiu à equipe do dízimo e disse estar feliz por encontrar “pessoas que há muito tempo são fiéis a esta missão tão importante para a Igreja.”

Nova coordenação toma posse A EAPADI foi acolhida na Paróquia Santa Rita de Cássia pelo núcleo daquela igreja, coordenado por Maria do Socorro Miranda Carvalho, também integrante da coordenação do Regional Norte 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). “Foi uma alegria imensa ver nossa paróquia lotada de agentes de pastoral de todas as Regiões Episcopais da Arquidiocese reunidas aqui conosco, refletindo o verdadeiro espírito da Pastoral de Conjunto que tanto almejamos”, comentou a coordenadora. Terminada a Missa, foi

divulgado o calendário das atividades propostas para o ano de 2019. A EAPADI trabalhará norteada pelo tema “Dízimo: gesto consciente de um coração agradecido a Deus”. A Arquidiocese de Belém prioriza este ano as ações de cunho formativo dos agentes, explicou o padre José Maria Ribeiro. A programação encerrouse com a posse da nova coordenação arquidiocesana da EAPADI. Antônio Carlos de Souza Ferreira assume a coordenação pastoral em substituição a Santana dos Santos.

LUIZ ESTUMANO

w COORDENADOR Antônio Carlos Ferreira


8

Em Nazaré

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

PASTUR segue com inscrições para Formação

2º Caderno

Dom Irineu Roman participará da programação

A

Pastoral do Turismo (PASTUR), que integra a Paróquia de Nazaré, segue com as inscrições abertas para a I Formação de 2019 destinada aos voluntários da Pastoral do Turismo e para todas as pessoas que desejam ingressar neste serviço. O evento será no dia 11 de fevereiro, às 15h, no Centro Social de Nazaré. Com o tema: “Somos Chamados a ser discípulos”, a programação contará com a participação do formador, Silvio Louvor que integra o Grupo de Oração Semeando

no Cenáculo da RCC, da Paróquia Nossa Senhora do Bom Remédio, Região Metropolitana de Belém, Segundo a coordenadora da Pastoral do Turismo, Janes Jacques, o objetivo é que os participantes implantem novos projetos nas pastorais das Paróquias em que fazem parte. “Vimos necessidade de conhecer melhor nossa Igreja e essa grande missão que se chama evangelizar. Para sermos uma pastoral precisamos atuar em comunhão com a paróquia e outras pastorais. Para isso, as formações são necessárias pa-

ra entender como falar de Jesus para os irmãos turistas e visitantes, dessa forma todos somos chamados a ser discípulos.”, explicou. O Bispo Auxiliar de Belém e Bispo Referencial da Pastoral do Turismo do Brasil, Dom Irineu Roman, também participará no evento. Os interessados devem encaminhar um e-mail para pasturbasilicadenazare@gmail.com, informando o nome completo e o número de telefone. As inscrições podem ser feitas até o dia do evento e são gratuitas. Participe! YÊDA SOUSA

w NA BASÍLICA Santa Missa reuniu grupo Mães que Oram pelos Filhos

Paróquia de Nazaré realizou primeiro Curso de Noivos de 2019 Nos dias 01,02 e 03 de fevereiro aproximadamente vinte casais participaram do Curso de Noivos promovido pelo Setor Pré-matrimônio da Pastoral Familiar da Paróquia de Nazaré, com o objetivo de prepararem-se para a vida matrimonial. Na

programação, momentos de espiritualidade, palestras, dinâmicas e orientações quanto a importância do diálogo entre o casal, propriedades essenciais do matrimônio e esclarecimentos sobre o rito da cerimônia deste sacramento que é con-

siderado, pela Igreja, o mais importante. Para encerrar o período de preparação, foi celebrada uma Santa Missa na Capela Bom Pastor, presidida pelo Pároco de Nazaré e Diretor Espiritual da Pastoral Familiar, Padre Giovanni Maria Incampo. DIVULGAÇÃO

Mães que Oram pelos Filhos participaram de Santa Missa em agradecimento Em uma Missa realizada na Basílica Santuário no último sábado (02), as integrantes do Movimento Mães que Oram pelos Filhos (MOF) da Paróquia de Nazaré e pertencentes a Belém e outras regiões do estado do Pará, agradeceram pelo ano que passou e pedirem pela intercessão de Nossa Senhora para ano de 2019. A celebração foi presidida pelo Diretor Espiritual Estadual do MOF, Padre Cosme Ferreira da Silva e concelebrada pelo Pároco

de Nazaré, Padre Giovanni Maria Incampo. Durante a homilia, o sacerdote explicou que os pais não recebem seus filhos para prepará-los para o mundo, mas devolvê-los a Deus. Continuou dizendo que “o Senhor acolhe as lágrimas, os joelhos calejados, pois é um sinal de sacrifício pelas suas famílias. Quantas mães vieram agradecer, por que o Senhor alcançou o que elas desejavam em suas orações. Jesus Cristo quer nos dar esta oportunidade de agra-

decer a Ele diante os braços de Nossa Senhora”, finalizou. Na oportunidade, velas foram acesas em homenagem ao dia de Nossa Senhora das Candeias. Confira a programação do Movimento Mães que Oram pelos Filhos da Paróquia de Nazaré durante o mês de fevereiro: ENCONTROS

14/02 - Comunidade Santa Bernadette 21/02 - Centro Social de Nazaré


2º Caderno

Em Nazaré

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019 DIVULGAÇÃO

w MISSA Padre Giovanni Incampo presidiu a celebração

5 9 DIVULGAÇÃO

wTRADICIONAL benção das gargantas reuniu fiéis na Capela de São Brás

Festejos de São Brás com benção das gargantas

DIVULGAÇÃO

Comunidade São Brás encerrou a festividade deste ano

C

om o tema “Como São Brás, batizados e enviados!”, a Comunidade São Brás, uma das que integram a Paróquia de Nazaré e tem o santo como padroeiro, encerrou no último dia 3, a festividade em honra ao santo médico e pastor das almas.

Os fiéis e devotos de São Brás lotaram a capela dedicada ao Santo e participaram da missa solene presidida pelo Pároco de Nazaré, Padre Giovanni Incampo. A festividade contou com uma extensa programação que envolveu missas, adoração ao Santíssimo Sacra-

mento e novenas. Ao término da celebração, foi realizada a cerimônia da benção das gargantas, ato que reproduz um dos milagres mais conhecidos que fora realizado pelo santo: conta-se a história de que uma mãe levou o filho que estava agonizando

com uma espinha de peixe presa em sua garganta, então São Brás o benzeu com o sinal da cruz e pela intercessão dele a espinha se soltou. Por este motivo, o santo é invocado para que cure os males da garganta! Glorioso São Brás, rogai por nós!

w IMAGEM de São Brás

DIVULGAÇÃO

w PE. GIOVANNI apresentou novos casais da coordenação do ECC

DIVULGAÇÃO

w PE. GIOVANNI apresentou novos casais da coordenação do ECC

ECC: casal coordenador e novos dirigentes foram nomeados Na última semana foram apresentados os novos dirigentes e o novo casal coordenador geral da equipe que compõe o grupo de Encontro de Casais com Cristo (ECC), movimento que

integra a Dimensão Familiar da Paróquia de Nazaré. Esta foi a primeira reunião de 2019 que seguiu com um momento de espiritualidade que aconteceu no Auditório São Paulo

Apóstolo, no Centro Social. Na oportunidade, o Pároco de Nazaré, Padre Giovanni Maria Incampo, deu as boas-vindas aos missionários. De acordo com o casal coordenador, “o nosso YÊDA SOUSA

encontro vai ser regado a obediência a Ele que vai ser o nosso norte, apoio e sustento. Vão existir momentos de dúvidas e incertezas, mas não teremos medo, pois Jesus Cristo está conosco. Não existem encontros melhores que outros. O que existe é darmos o nosso melhor em cada missão, como cristãos. E é isso o que temos que fazer quando recebemos um

chamado. É momento de muita responsabilidade, porém sem a ajuda de todos da equipe nós não somos nada”, disse. Confira os nomes do novo casal coordenador e dos dirigentes que assumiram as equipes do Movimento que integra a Paróquia de Nazaré: Casal Coordenador geral do Encontro de Casais com Cristo: Antônio Brás Mileo e Tays Mileo

Casal Finanças:Alessandro e Rita Pompeu Casal Montagem:Marcos e Larissa Fontel Casal Fichas:Fabrício e Ana Paula Reis Casal Pós-Encontro: Júnior e Gabriela Cursino de Jesus Casal Palestra: Emmanoel Barbosa e Lúcia Cardoso Casal Apresentação: Márcio e Daniela Tavares

Aniversário de vida Padre Luiz Carlos Maria Nunes Gonçalves w ANIVERSÁRIO Reitor Basílica Santuário, padre Luiz Carlos

A Paróquia de Nazaré e os Padres Barnabitas se alegram pelo aniversário do Padre Luiz Carlos Maria Nunes Gonçalves, Reitor da Basílica Santuário de Nazaré e Presidente da

Diretoria da Festa, que comemora no dia 08 deste mês, 58 anos de vida! Que Nossa Senhora de Nazaré interceda sempre junto ao Pai pela missão deste querido sacerdote!


10

Opinião

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

Evangelização no Terceiro Milênio

2º Caderno Maria Elisa Bessa de Castro

Hildegarda de Bingen: Santa e doutora da Igreja (parte 2)

R

etomamos reflexão sobre Santa Hildegarda de Bingen, célebre figura feminina que marcou a Idade Média, distinguindo-se das mulheres do seu tempo pela sua sabedoria e santidade de vida, baseado na Catequese do então Papa Bento XVI em

8/09/2010. Afirmou Bento XVI que as visões místicas de Hildegarda assemelhavam-se às dos profetas do Antigo Testamento, que se expressavam por meio das categorias culturais e religiosas de sua época, interpretando as Sagradas Escrituras à luz de Deus e aplicando-as às várias circunstâncias da vida. Todos os

que a ouviam sentiam-se reanimados e encorajados a praticar um estilo de vida cristã coerente e comprometido. A humilde mística de Bingen confessaria a São Bernardo de Claraval, em carta: “A visão

encanta todo o meu ser: não vejo com os olhos corporais, mas me aparece no espírito dos mistérios…Conheço o significado profundo do que é exposto no Saltério, nos Evangelhos e nos outros livros, que me são mostrados em visão. Ela queima como uma chama em meu coração e na minha alma, e me ensina a compreender profundamente o texto” ( in Epistolarium pars prima I-XC: CCCM 91). Hildegarda escreveu, entre outras, sobre Teologia, Espiritualidade Mística, Botânica, Poesia, Música, a função curativa das

plantas e Medicina. Entre as suas principais obras: “Scito vias Domini” (Conhecer os caminhos do Senhor), também conhecida como “Scivias”; Liber Vitae Meritorum (Livro dos Méritos da Vida); Liber divino rumo operum (Livro das obras divinas); As Causas e os Remédios – sobre Medicina, causas das doenças e suas curas; e Symphonia Harmoniae Caelestium Revelationum (Sinfonia da harmonia das revelações celestiais) – catálogo de hinos, antífonas e cantos. Na mesma Catequese, Bento XVI afirma que as visões místicas de Hildegarda são ricas de conteúdos teológicos e referenciam os principais eventos da história da salvação, com linguagem principalmente poética e simbólica. Em sua obra mais famosa, Scivias , continua Bento XVI, a virtuosa monja resume em 35 visões, os acontecimentos da história da salvação, da criação do mundo ao fim dos tempos. Na mesma obra, marcada da sensibilidade feminina, nomeadamente na seção central, o tema do matrimônio místico entre Deus e a humanidade realizado na Encarnação:“Sobre o lenho da Cruz, realizam-se as núpcias do Filho de Deus com a Igreja, sua esposa, cheia de graça e tornada capaz de dar a Deus novos filhos, no amor do Espírito Santo” (in Visio tertia: PL 197, 453c). Bento XVI

atenta para o importante contributo que a teologia pode receber das mulheres, nomeadamente porque estas são capazes de falar de Deus e dos mistérios da fé com a sua peculiar inteligência e sensibilidade. A erudita Monja também retrata suas visões místicas em outras duas importantes obras, já citadas: Liber vitae meritorum e o Liber divino rumo operum, também famoso como De operatione Dei. 1) Em Liber vitae meritorum , Hildegarda descreve uma única e poderosa visão de Deus que vivifica o cosmo com sua força e luz. Nessa obra ela enfatiza a profunda relação entre o homem e Deus e nos recorda que toda a criação, cujo vértice o homem, recebe vida da Trindade. O escrito centraliza a relação entre virtudes e vícios, a partir do que o ser humano enfrenta diariamente no desafio dos vícios, que o afastam de Deus e das virtudes, que o favorecem. O convite é para afastar-se do mal, glorificar a Deus e entrar, após existência virtuosa, na vida de “toda a alegria”. 2) Na segunda obra - Liber divino rumo operum, considerada por muitos sua obra-prima, Santa Hildegarda descreve a criação na sua relação com Deus e a centralidade do homem,

sob forte cristocentrismo de sabor bíblico-patrístico. A Monja de Bingen,

que apresenta cinco visões inspiradas no Prólogo do

Evangelho de São João, reporta as palavras do Filho ao Pai: “Toda a obra

que tu desejaste e que me confiaste, eu a levei a bom termo, e eis que eu estou em ti, e tu em mim, e que nós somos um” (Pars III, Visio X: PL 197, 1025a). A obra de Hildegarda, diz Bento XVI, mostra a versatilidade de interesses e a vivacidade cultural características dos mosteiros femininos da Idade Média, o que diverge frontalmente dos preconceitos que ainda pesam sobre aquela época. Santa Hildegarda ocupou-se também de medicina e das ciências naturais, e da música, dotada de grande talento artístico.

Compôs também hinos, antífonas e cantos, recolhidos na Symphonia Harmoniae Caelestium Revelationum ), alegremente executados nos seus mosteiros, espalhando um clima de serenidade, e que chegaram também a nós. Para ela, toda a criação é uma sinfonia do Espírito Santo, que é em si mesmo alegria e júbilo. A erudição e espiritualidade mística de Hildegarda a fizeram muito conhecida e querida por monarcas e comunidades monásticas de homens e mulheres, bispos e abades, sendo muito consultada, com pedidos de conselhos e orientações, respondidos por cartas, muitas das quais preservadas até o nosso tempo. Em sua Catequese, Bento XVI atenta-nos para o fato de que muitas de suas respostas então dadas nos ainda são válidas. A uma comunidade religiosa feminina,

Semeando

C

omo é bom alegrarse no Senhor, em todo momento, a cada instante de nossa existência! A alegria é uma decisão, um propósito de vida que há em nós, mas se origina na graça que o próprio Senhor concede; frutifica dentro de cada um, mas sua origem está no próprio Deus, d’Ele recebemos este dom, d’Ele que é a razão da alegria dos homens e mulheres criados por Seu amor, manifestando a Sua Glória. Bendito sejas, meu Senhor! E como a alegria, por ser graça nos impele, ela não cabe em nós mas transborda e assim nos desinstala em direção aos outros, suave e revigorante alegria de evangelizar, ela nos convida a existir como entusiastas ministros do Evangelho, “mesmo quando for preciso

semear com lágrimas! E que o mundo do nosso tempo, que procura, ora na angústia, ora com esperança, possa receber a Boa Nova dos lábios, não de evangelizadores tristes e descoroçoados, impacientes ou ansiosos, mas sim de ministros do Evangelho cuja vida irradie fervor, pois foram quem recebeu primeiro em si a alegria de Cristo”. Assim nos exorta o Papa Francisco, na bela “Alegria do Evangelho”, alegria que despertou em minha alma neste dia em que escrevo este artigo, para chegar a tantas pessoas que acompanham nosso Voz de Nazaré. Não sei bem porque Deus me chamou ao coração este tema, mas Suas razões por certo são perfeitas e me deixo ser invadido para, quem sabe, chegar a uma única pessoa ou

por exemplo, Santa Hildegarda escreveu: “A vi-

da espiritual deve ser cuidada com grande dedicação. No início, o trabalho é amargo. Por isso, exige a renúncia ao prazer da carne e a outras coisas semelhantes. Mas, se se deixa fascinar pela santidade, uma alma santa perceberá como doce e amável exatamente o desprezo pelo mundo. É preciso inteligentemente certificar-se de que a alma não envelheça” (in E. Gronau, Hildegard. Vita di una donna profetica alle origini dell’età moderna, Milano 1996, p. 402). Outro exemplo é a admoestação de Hildegarda dirigiu ao imperador Federico Barbarossa, que causara um cisma na Igreja, opondo três anti-papas ao Papa legítimo, Alexandre III . Inspirada por suas visões, ela não hesitou em lhe recordar que também ele, o imperador, era sujeito ao juízo de Deus. Com a audácia que caracteriza todo profeta, a corajosa Monja Beneditina escreveu-lhe, da parte de Deus: “Ai, ai desta má conduta dos ímpios que me desprezam! Ouve, ó rei, se desejas viver! Caso contrário, minha espada te traspassará!”

(Ibid., p. 412).

Bento XVI também destaca que, com a autoridade espiritual de que era dotada, nos últimos anos de vida, Hildegarda, apesar da idade avançada, iniciou uma série de viagens missionárias, para falar de Deus às pessoas. Sendo ela considerada uma

MENSAGEIRA DE DEUS,

todos a ouviam com prazer, mesmo mais severa. Recordava, sobretudo às comunidades monásticas e ao clero, o chamado a uma vida em conformidade com sua vocação. É cediço que Hildegarda opôs-se particularmente ao movimento dos cátaros alemães ( “puros” ), que defendiam uma reforma radical da Igreja, especialmente para combater os abusos do clero. Ela repre-

endeu-os por querer subverter a natureza mesma da Igreja, lembrando-lhes que a verdadeira renovação da comunidade eclesial não se obtém tanto com a mudança de estruturas, mas com um sincero espírito de penitência e um caminho ativo de conversão. Essa é uma mensagem que nunca devemos esquecer, advertia-nos o então Papa Bento XVI, quase dez séculos após aquelas palavras terem sido proferidas por Santa Hildegarda.

Movimento Apostólico da Divina Misercórdia Adoradores Eucarísticos da Igreja das Mercês bessadecastroadv@gmail.com

PRÓXIMO ARTIGO: Prof. Ricardino Lassadier

Leno Carmo (lenocarmo@yahoo.com.br)

Por uma santa alegria a tantas, não sei, deixo o propósito a Ele, sou apenas instrumento, imperfeito e limitado, é Deus quem faz a obra que se traduz no convite a dar graças, como fez o saudoso Papa João XXIII, que na década de 60 do século passado, já exclamava “Alegra-te, Santa Igreja!”, no discurso de abertura do Concílio Vaticano II, e tantos outros homens e mulheres, religiosos ou não, santos e santas de Deus, que anunciaram a alegria do Criador ao mundo, como a mãezinha querida, a Virgem Maria, que ao anúncio do anjo Gabriel recebeu na saudação este convite tão terno: “Alegrate cheia de Graça, o Senhor é contigo!” Alegria que preenche o espírito e revigora o

ser trazendo aos lábios o sorriso, esta dádiva de Deus. Alegrar-se é decisão de quem se comprometeu a amar. Eu decidi isso. Embora ciente de minhas imperfeições e quedas, quero, no entanto, convidar cada um e cada uma a esta decisão também, mesmo que os tempos sejam de sombras, mesmo que haja nuvens pesadas no horizonte. Sorrir é abrir-se à cura, comunicar à mente o que realmente importa, atitudes “gaudium”, como fala um amigo que fez desta palavra uma terapia em permanente construção e dinâmica que emociona e transforma por dentro de nossa consciência, torna leve a alma e destrava as couraças que nos aprisio-

nam, alivia as tensões e rejuvenesce o ser. Deus é alegre, Deus é Jovem, conta-nos Francisco, e permanecer jovem não se refere aos anos de vida mas às “escolhas” de “movimentar-se” e deixar-se “surpreender” pelo Senhor a cada instante da vida, nesta dinâmica da vida que tonifica a alma e permite cantar e dançar como Davi, em permanente louvor ao Senhor, Deus da Vida, unindo forças e mãos. Braços e abraços enlaçam nesta decisão todos os dias, em uma sadia unidade de corpo, alma e mente, onde estiver e com quem estiver. “A alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus. (...) Com Jesus Cristo, renasce sem cessar

a alegria”. Sabedoria de Francisco, reiterando a descoberta de São Paulo, que faz da carta aos Filipenses um hino à alegria e à esperança. Alegrarse não é afastar-se da realidade, mas fazer dela um motivo para encontrar no Senhor a razão, o sentido da existência, a pedagogia da cruz, condição para seguir o Mestre. No mistério da Trindade percebemos Deus que se alegra na relação de amor e intensa comunicação que nos envia a sermos portadores e anunciadores da alegria da Boa Nova, no protagonismo do Espírito Santo que nos conduz a sermos os arautos desse amor pleno e perene. Decidamos, pois, pela alegria de Cristo, que nos faz portadores da luz, anunciadores da paz para iluminar o mundo.


2º Caderno

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

Regiões episcopais com colorido especial na abertura do Ano Jubilar Solenidade ocorre na sexta-feira, dia 22 de fevereiro

À

s vésperas da abertura do Ano Jubilar pelos 300 anos da Diocese de Belém do Pará, as sete Regiões Episcopais da Arquidiocese de Belém, junto às suas respectivas paróquias terão uma cor de camisa para acolher com alegria o terceiro centenário da Diocese de Belém, por exemplo, o azul, o verde e o roxo açaí. Com o tema “Anunciando o Evangelho de Jesus Cristo na Amazônia” e o lema “Ide

e anunciai…” (Mc 16, 15), a solenidade ocorre na sexta-feira, dia 22 de fevereiro, às 19h, com Santa Missa presidida pelo Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovanni D’Aniello, no Ginásio do Mangueirinho, localizado na Rodovia Augusto Montenegro, em Belém. O momento solene terá um colorido todo especial, em virtude das sete Regiões Episcopais da Arquidiocese de Belém terem uma camisa

com uma cor previamente definida para abrilhantar a abertura do Ano Jubilar - 300 anos da Diocese de Belém. A Região Episcopal Eucarístico de Jesus com a cor laranja, a Região Episcopal Menino Deus com a cor azul, a Região Episcopal Sant’Ana com a cor verde, a Região Episcopal Santa Maria Goretti com a cor branca, a Região Episcopal Santa Cruz com a cor vermelha, a Região Episcopal São João Batista com a cor roxo açaí e Região Episcopal São Vicente de Paulo na cor amarela, cuja suas respectivas paróquias na figura de cada fiel se fazem presentes com a cor da camisa que representa a Região Episcopal. As camisas podem ser adquiridas nas secretarias paroquiais. Segundo monsenhor

Arquidiocese

5 11

Raimundo Possidônio, coordenador de pastoral e Vigário Geral da Arquidiocese de Belém, os fiéis devem acolher este momento solene com muita graça: “A Igreja é comunhão e participação! Logo, todos os que participam do Povo de Deus pelo Batismo e pela missão devem se envolver de algum modo para manifestarem sua adesão e sintonia de fé! As camisas serão assim a expressão visível dessa unidade: Paroquia - Região Episcopal - Arquidiocese. Também as pastorais, movimentos, comunidades religiosas e novas comunidades. Todos unidos para manifestar nosso louvor, gratidão e renovar a missão!” As camisas podem ser adquiridas nas secretarias paroquiais no valor de 15,00 reais.

SAIBA A COR DA CAMISA DA REGIÃO EPISCOPAL QUE A SUA PARÓQUIA PERTENCE Região Episcopal Eucarístico de Jesus - Laranja

Paróquia Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Paróquia Arcanjo São Miguel, Paróquia Coração Eucarístico de Jesus, Paróquia Nossa senhora de Lourdes, Paróquia Nossa Senhora do Bom Remédio, Paróquia Nossa Senhora Rainha da Paz, Paróquia Santa Edwiges, Paróquia Santa Luzia do Bom Futuro, Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus (Tenoné), Paróquia Santo Antônio de Pádua, Paróquia São José de Anchieta e Área Missionária São Clemente. Região Episcopal Menino Deus - Azul

Área Missionária São Paulo Apóstolo, Paróquia Bom Pastor, Paróquia Menino Deus, Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, Paróquia Nossa Senhora da Conceição (Benfica), Paróquia Nossa Senhora da Conceição (Mosqueiro),

Paróquia Nossa Senhora das Graças, Paróquia Nossa Senhora das Vitórias, Paróquia Nossa Senhora de Nazaré (Marituba), Paróquia Nossa Senhora do Carmo, Paróquia Nossa Senhora do Ó, Paróquia Sagrado Coração de Jesus - Distrito Industrial, Paróquia Sagrado Coração de Jesus (Júlia Seffer), Paróquia Santa Bárbara, Paróquia Santa Rosa de Lima, Paróquia Santíssimo Sacramento - Marituba, Paróquia São Marcos, Paróquia São Pedro Pescador e Paróquia São Pio X. Região Episcopal Sant’Ana - Verde

Paróquia Sant´Ana da Campina, Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus (Jurunas), Paróquia Santíssima Trindade, Paróquia Nossa Senhora da Graça - Catedral Metropolitana de Belém, Paróquia Nossa Senhora da Conceição (Cidade Velha), Paróquia Santa Lu-

Inscrições para Catequese A Paróquia Santíssima Trindade, localizada na praça Barão do Rio Branco, 71, bairro da Campina, em Belém, inicia domingo, 10, as inscrições da catequese para a pré e Primeira Eucaristia, após a missa das 10h, no salão Dom Zico, localizado naquela paróquia. Para realizar a

inscrição o responsável pelo catequisando deve levar cópia da certidão de batismo da criança, cópia da certidão de nascimento, 1 foto 3x4 e pagar a taxa anual. Os encontros das turmas de catequese ocorrem aos sábados pela manhã. Mais informações pelo fone: (91) 93242-4917.

zia, Paróquia Santo Antônio de Lisboa, Paróquia São José (Doca), Paróquia São Judas Tadeu, Capela Nossa Senhora de Lourdes, Reitoria Nossa Senhora das Mercês e Reitoria São João Batista. Região Episcopal Santa Maria Goretti - Branca

Paróquia São Francisco de Assis (Capuchinhos), Paróquia Nossa Senhora de Fátima, Paróquia Nossa Senhora de Nazaré do Desterro (Basílica Santuário de Nossa Senhora Nazaré), Paróquia Santa Maria de Belém, Paróquia Santa Maria Goretti, Paróquia Santo Antônio do Tucunduba, Paróquia São Domingos de Gusmão, Paróquia São José de Queluz, Paróquia São Miguel Arcanjo e Paróquia São Pedro e São Paulo. Região Episcopal Santa Cruz - Vermelha

Paróquia Imaculada Conceição (Castanheira), Pa-

róquia Jesus Ressuscitado, Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Paróquia Nossa Senhora Mãe da Divina Providência, Paróquia Sagrada Família, Paróquia Santa Cruz, Paróquia São Benedito, Paróquia São Francisco Xavier, Paróquia São Geraldo Magela, Paróquia São João Paulo II, Paróquia São Jorge, Paróquia São Raimundo Nonato, Paróquia São Sebastião e Reitoria Nossa Senhora Mãe da Divina Providência. Região Episcopal São João Batista - Roxo Açaí

Paróquia Divina Misericórdia, Paróquia Jesus Bom Samaritano, Paróquia Nossa Senhora de Fátima (Icoaraci), Paróquia Nossa Senhora do Livramento, Paróquia São Francisco das Ilhas, Paróquia São Francisco de Assis (Icoaraci), Paróquia São João Batista e Nossa Senhora das Graças, Paróquia Santo

Retiro Chama Viva de Amor

Afonso Maria de Ligório, Paróquia São Francisco de Assis (Tapanã), Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição (Outeiro) e Paróquia Santa Tereza de Calcutá. Região Episcopal São Vicente de Paulo - Amarela

Paróquia Cristo Peregrino, Paróquia Cristo Rei, Paróquia Divino Espírito Santo, Paróquia Santa Maria Mãe de Deus, Paróquia Santa Paula Frassinetti, Paróquia Mistério da Transfiguração do Senhor, Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe, Paróquia Nossa Senhora do Amparo, Paróquia Santa Rita de Cássia, Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus (Águas Lindas), Paróquia Santíssimo Redentor, Paróquia Santo André Apóstolo, Paróquia Santo Inácio de Loyola, Paróquia São José Operário, Paróquia São Lucas Evangelista Paróquia São Vicente de Paulo.

No período de 15 a 17 de março, a Comunidade Kerygma realiza o retiro “Chama Viva de Amor”. O objetivo do encontro é proporcionar uma experiência do amor de Deus. Todos os maiores de 12 anos podem participar, é um retiro aberto. O evento ocorre no Sítio

das Irmãs Preciosinas, localizada na rua 2 de janeiro, 1802, bairro Águas Brancas, em Ananindeua/ PA. A concentração e saída será a partir das 18h, na comunidade, localizada na avenida Alcindo cacela, ao lado da Paróquia São Judas Tadeu. Mais informações: (91) 98156-1222.


12

BELÉM, DE 8 A 14 DE FEVEREIRO DE 2019

Especial Juventude

Jovens protagonistas de um mundo melhor

O

destaque nesta edição é a realização do primeiro retiro de lideranças juvenis da Região Episcopal Sant’Ana, com participação de Dom Antônio de Assis Ribeiro, um dos bispos auxiliares de Belém e o Referencial para a Juventude. O encontro tem como objetivo a integração das lideranças. A ideia é a de que a cada mês, uma das sete regiões episcopais receba o encontro com o bispo auxiliar. O evento será no Centro Arquidiocesano de Pastoral Juvenil (CAPJ), em Ananindeua. DIVULGAÇÃO

w LOCAL DO EVENTO Centro Arquidiocesano de Pastoral Juvenil

Dom Antônio reúne com lideranças juvenis neste final de semana

No Centro Arquidiocesano de Pastoral Juvenil

N

este final de semana o Setor Juventude da Arquidiocese de Belém promove o primeiro retiro de lideranças juvenis da Região Episcopal Sant’Ana no Centro Arquidiocesano de Pastoral Juvenil (CAPJ), em Ananindeua. Com participação de Dom Antônio de Assis Ribeiro, um dos bispos auxiliares de Belém e o Referencial para a Juventude, o encontro tem como objetivo a integração das lideranças. O retiro, cujo tema “A busca, descoberta e a promoção do Sentido da Vida!” e o lema “Todos tinham os olhos fixos

Nele” (Lc 4) é o primeiro de uma série de encontros da juventude com Dom Antônio por região. Tem como objetivo contribuir para o processo de fortalecimento do sentido da vida dos participantes, estimulando-os a viverem com fé, alegria, generosidade, sem medo e encarando com serenidade e bom senso os desafios da própria existência. A ideia é a de que a cada mês, uma das sete regiões episcopais receba o encontro com o bispo auxiliar, com o objetivo de alinhar ideias e projetos. A próxima a receber será a de Santa Maria Goretti

em março e concluindo com a região as Ilhas, em novembro deste ano. De acordo com Dom Antônio, este retiro, assim como os outros, integra um processo de formação dos jovens líderes que concluirá em 2022. Até lá, serão trabalhados os seguintes temas: “O encontro com Jesus Cristo”, “A participação na vida da igreja” e “A paixão pelo Reino de Deus”. “Para que os jovens tenham uma vida saudável, vivam corretamente e sejam felizes é de fundamental importância que coloquem a pessoa de Jesus Cristo ao centro da própria vi-

da: “sem mim nada vocês poderão fazer” (Jo 15,5).” Dom Antônio destaca ainda que “há muitos anos a Igreja vem falando da necessidade de promover processos de crescimento na pastoral juvenil. Trata-se de estimular os jovens a percorrerem um caminho de formação rumo à maturidade plena. O ponto de partida desse processo é a descoberta do sentido da vida.” O bispo auxiliar afirmou

que no ano passado o tema já foi refletido com um grupo de jovens e a reação foi excelente. Para esse, a expectativa é a melhor: “Os jovens sentem a necessidade da reflexão de conteúdos existenciais, são mais provocantes porque vão ao encontro das necessidades deles. No último, os jovens aproveitaram a melhor forma possível das reflexões e pelos depoimentos foi uma experiência muito enriquecedora.”

PROGRAMAÇÃO De acordo com Aline Pamplona, coordenadora das lideranças na Região de Sant’Ana, o retiro formativo suscitará um maior sentimento de engajamento nos jovens da região: “um evento como este tem uma grande importância para nós jovens líderes. Ele nos proporcionará enxergar que a juventude vai além da

nossa região. Além do mais é muito importante a presença animadora de Dom Antônio conosco para esse sentimento de unidade”. A Região Episcopal de Sant’Ana é composta por nove paróquias, duas reitorias e uma capela. A organização aguarda a participação de 100 jovens aproximadamente. Cada liderança

ficou responsável por reunir no mínimo oito jovens de cada paróquia como participantes do retiro. A programação iniciará nesta sexta-feira, 8, às15h, com acolhida e orientação para as acomodações. Depois, às 19h30, após o jantar, haverá celebração de abertura do retiro, com Dom Antônio. Logo em se-

guida, haverá a primeira meditação, cujo tema “O drama da falta de sentido no mundo juvenil” e, às 22h, Terço meditado diante do Santíssimo. Na manhã do dia 9, após despertar e o café da manhã, haverá a segunda meditação sobre “Deus nos criou para a felicidade”. Às 10h30, as lideranças ju-

venis assistem a terceira meditação “Deus nos criou e nos capacitou para a felicidade”. Pela tarde, haverá celebração penitencial, confissões, celebração eucarística, jantar e, às 20h30, quarta meditação: “O amor dá sentido à nossa existência.”. O dia encerra com mensagem de boa noite, silêncio e repouso.

Profile for Fundação Nazaré de Comunicação

Voz de Nazaré  

Edição de 8 a 14 de fevereiro de 2019.

Voz de Nazaré  

Edição de 8 a 14 de fevereiro de 2019.

Advertisement