Issuu on Google+

EUROCIDADE CHAVES - VERÍN MUNICÍPIO DE CHAVES

a eurocidade da água

nº 1/2008 CONCELLO DE VERÍN

1

Eurocidade Chaves-Verín: Um instrumento de Desenvolvimento Económico e Social Proporcionar uma maior qualidade de vida à população dos municípios de Chaves e de Verín, através da promoção do desenvolvimento sustentado. Este é o objectivo prioritário da Eurocidade Chaves Verín, um projecto de partilha e de cidadania, criado com os cidadãos e para os cidadãos. Assumida pelos dois municípios como um mecanismo fundamental para a fixação e atracção de população, bem como de afirmação e reconhecimento deste espaço na União Europeia, a criação da Eurocidade pretende assumir-se como um importante instrumento de desenvolvimento económico e social. Através da posição geográfica estratégica, das acessibilidades viárias internacionais e da riqueza e diversidade dos seus recursos naturais, os dois municípios pretendem, rentabilizar equipamentos e serviços conjuntos, aproveitar sinergias, ganhar maior capacidade de atracção, quer para o investimento público, quer para o privado, bem como o reconhecimento internacional do conceito de “Eurocidade”. Para tal, é necessário encontrar formas de gestão e revitalização do território, consolidar e desenvolver o tecido empresarial, promover o património natural e rural, potenciar o turismo (com destaque para o termalismo), dinamizar a cultura e as actividades desportivas, evitar a duplicação de equipamentos e garantir a fixação de investimentos. Trata-se de encontrar formas de cooperação, que se traduzam em benefícios para a população que individualmente seriam difíceis de alcançar e, desta forma, melhorar a qualidade de vida dos cidadãos e promover o seu bem-estar.

Eurocidade já tem Agenda Estratégica Para que o projecto da Eurocidade se afirmasse como um instrumento de desenvolvimento económico e social, era imprescindível que existisse um documento orientador do trabalho a ser desenvolvido nos próximos anos; com este objectivo, o grupo de trabalho (constituído pela Xunta de Galicia, CCDR-N, Diputación de Ourense, Eixo Atlântico e pelos dois concelhos) encarregou a peritos em desenvolvimento do território, a redacção do mesmo (neste grupo, houve a participação do gabinete de estudos do Eixo Atlântico). A metodologia seguida, para assegurar o modelo bottom-up (de baixo para cima), foi o da realização de dinâmicas de grupo com os agentes sócioeconómicos dos dois concelhos e de entrevistas pessoais em casos pontuais, para além de um trabalho de benchmarking, a nível europeu, e de análise e diagnóstico do ponto de situação de partida, para, finalmente, com uma primeira versão do documento, dar uma segunda oportunidade a todos os participantes de contribuir com os seus comentários e opiniões, ou fazer correcções e finalizar com um último focus group mais restrito dos agentes do território.

Realizou-se, deste modo, um exercício dedutivo (no que diz respeito à análise e ao diagnóstico, assim como ao benchmarking) e indutivo (referente à participação – entrevistas e dinâmicas de grupo). Para além da prioridade dada às acções, também se indica em cada uma a relação que existe com outra do mesmo eixo ou de outro/s e quais podem ser as fontes de financiamento recomendáveis para a sua implementação. A Agenda Estratégica está estruturada em três eixos de actuação: - Eurocidadania – cujo principal objectivo é envolver as populações no projecto, de forma a que ganhem consciência das vantagens da cooperação transfronteiriça e dos benefícios que daí podemos advir para o seu quotidiano e qualidade de vida; - Desenvolvimento Sustentável – no âmbito do qual se pretende inventariar, conhecer, preservar e dinamizar o património natural comum aos dois municípios; - Dinamização Económica – cujo objectivo é promover a criação de um tecido económico competitivo, empreendedor e capaz de criar valor.


EUROCIDADE CHAVES - VERÍN MUNICÍPIO DE CHAVES

a eurocidade da água

nº 1/2008 CONCELLO DE VERÍN

2

Actividades realizadas Desde o arranque do projecto, em Setembro de 2007, foram muitas as actividades já realizadas. Em Novembro desse ano, inaugurava-se o Gabinete Itinerante de Apoio Técnico à Eurocidade (com sedes em Verín e em Chaves), um ponto de contacto e de atenção ao público para todos os assuntos referentes ao projecto. Chaves e Verín também já participaram conjuntamente em diversos certames e feiras, como a Mostra “Sabores e Saberes” de Chaves, o Certame Gastronómico e de Artesanato “Villa de Verín” e a Feira Internacional de Turismo Termal TERMATALIA (Ourense). Também já foram organizadas várias exposições itinerantes, como a “VIII Bienal de Pintura Eixo Atlântico”, e duas edições da Exposição de Jovens Artistas da Eurocidade Chaves-Verin. Outras acções realizadas especificamente para os eurocidadãos foram: - Organização conjunta do Dia Mundial da Criança, com animações, ateliers e insufláveis no Jardim Público de Chaves,

Acções calendarizadas para o 1º trimestre de 2009 - Apresentação do projecto no Congresso de Cooperação Transfronteiriça de Segunda Geração, que terá lugar em Guimarães (Fevereiro). - Reunião em Chaves e Verín do projecto “URBACT EGTC”, com a participação de mais de 200 pessoas procedentes das seis conurbações transfronteiriças que formam parte do mesmo (Março). - 2ª Edição do Programa de Termalismo Sénior da Eurocidade (Janeiro).

Simbologia associada ao Logótipo

- Cursos de Castelhanho e Português em Chaves e Verín (Janeiro).

no qual passaram durante 2 dia mais de 3500 crianças; -“Convive com as línguas”, umas jornadas de convívio durante os meses de Julho e Agosto entre mais de 50 crianças flavienses e verinenses, com a realização de actividades lúdicas e desportivas em Chaves e em Verín, bem como formação em língua Espanhola e Portuguesa respectivamente; -Publicação da Agenda Cultural, um boletim mensal com a programação dos eventos culturais de Chaves e Verín; distribuída gratuitamente desde Julho de 2008; -Assinatura de um protocolo de colaboração entre o Concelho de Verín e a Câmara de Chaves oferecendo descontos aos eurocidadãos no uso das Termas de Chaves, bem como das piscinas e instalações desportivas de Verín; -1ª Edição do Programa de Termalismo Sénior para eurocidadãos maiores de 50 anos, com tratamentos termais no Spa do Imperador (com um desconto mínimo de 50%) e jantar de convívio no Casino de Chaves. -Programa de Bem-estar Termal “Gente Jovem”, com tratamentos durante um fim-de-semana com grandes descontos para eurocidadãos.


EUROCIDADE CHAVES - VERÍN MUNICÍPIO DE CHAVES

a eurocidade da água

nº 1/2008 CONCELLO DE VERÍN

3

Projecção internacional do projecto (Open Days 2008) No passado mês de Outubro, teve lugar a apresentação da Eurocidade na Semana Europeia das Regiões “Open Days”, perante 300 pessoas de 18 países da União Europeia, com o objectivo de demonstrar a necessidade de criar novas estruturas administrativas que fomentem a cooperação transfronteiriça de segunda geração como princípio da política regional depois de 2013.

Património Termal No âmbito do termalismo, a Eurocidade participou na Feria Internacional de Turismo Termal “Termatalia”, com um stand denominado 'Eurocidade da Água'. Além disso, foi elaborada uma carta de águas, com o objectivo de divulgá-la em unidades hoteleiras de ambas as cidades, bem como um desdobrável informativo e turístico sobre património Termal da Eurocidade (Chaves, Fontenova, Cabreiroá, Sousas, Caldeliñas e Fonte do Sapo). O projecto foi apresentado pelo Secretariado Técnico Conjunto no encontro internacional das cidades termais que se realizou em paralelo com o evento.

Programa Termalismo Sénior O Programa Termalismo Sénior já arrancou. O primeiro grupo oriundo de Verín esteve nas Termas de Chaves - SPA do Imperador, de 18 a 27 de Novembro, onde realizaram os primeiros tratamentos termais. Esta primeira edição do programa, promovido no âmbito da Eurocidade Chaves Verín, contou com 25 pessoas, com mais de 50 anos.

Os aquistas foram consultados pelos médicos do Corpo Clínico das Termas, que prescreveram os tratamentos individualizados tendo participado, de seguida, numa sessão de boas vindas e de conhecimento do funcionamento do balneário. Recorde-se que este programa é dirigido aos cidadãos dos dois lados da fronteira e visa,

sobretudo, “promover a saúde através da água”, e “estreitar laços de convivência social entre os cidadãos de Chaves e Verin”. Saliente-se que cada participante teve acesso a tratamentos termais com um desconto mínimo de 50% sobre o preço de tabela.


EUROCIDADE CHAVES - VERÍN MUNICÍPIO DE CHAVES

a eurocidade da água

nº 1/2008 CONCELLO DE VERÍN

4

As cores e formas constantes do logótipo da Eurocidade pretendem representar os seguintes elementos identificativos da Eurocidade: „ O Rio Tâmega (elemento unificador, representado a azul claro), símbolo da Eurocidade da Água. „ A cooperação entre os dois países (representada pelas cores das respectivas bandeiras). „ A conquista de novas oportunidades e a exploração de novas formas de cooperação nunca antes testadas (representada pelo facto de a imagem ultrapassar a fronteira do quadrado). „ A evolução contínua (representada pelas formas redondas que constituem o “E” de Europa e de Eurocidade). „ O contributo para a construção da UE (representado pelo azul e as quinze estrelas da bandeira da EU).

Protocolo Euroclube Outro bom exemplo de cooperação entre as duas localidades é o Protocolo Euroclube, de “cedência” de jogadores. Com base numa boa relação entre o Desportivo de Chaves e o Desportivo de Verin, os dois clubes têm vindo a “trocar” atletas de há uns anos a esta parte. A presença de jogadores do país vizinho na história do Desportivo de Chaves foi sempre uma constante. Talvez seja por isso que ainda hoje a equipa flaviense continua a ter sócios espanhóis. Nos escalões de formação, o Desportivo de Chaves já formou alguns jogadores que residem em Verin e essa plataforma de bom entendimento fez com que actualmente a “troca” de atletas se mantenha. Os juniores do Chaves, por exemplo, quando terminam a sua formação, são emprestados ao Verin, onde adquirem experiência e ritmo competitivo, para depois regressarem ao “Chaves”. Estas cedências são uma mais valia para o clube espanhol. Prova disso é o elevado número de jogadores que vão de Chaves, recebem formação e tornam-se pedras fundamentais na equipa espanhola.

Colaboração entre estabelecimentos de ensino Nos dois últimos anos, a Escola Fernão Magalhães (em Chaves) e o Instituto Xesús Taboada Chivite (Verín) têm vindo a realizar um “Encontro luso-galaico”. Durante uma semana, os alunos realizam numerosas actividades musicais e desportivas conjuntas, com o objectivo de reforçar os vínculos existentes, partilhar experiências, eliminar o conceito de fronteira e fomentar as relações entre os jovens da Eurocidade. Por outro lado, tanto a Escola Fernão Magalhães como o Instituto Taboada Chivite têm aulas de castelhano e português, respectivamente, como línguas estrangeiras de optativas.


Boletim Informativo Eurocidade nº1