Page 1


Palavra do Presidente .....................................................................................................

O Relatório ..........................................................................................................................

Visão de Sustentabilidade e Prioridades Estratégicas ........................................

Missão, Visão, Práticas e Valores .................................................................................

Estrutura da ACIJ ...............................................................................................................

Partes Interessadas ..........................................................................................................

Associativismo e Ações de Representação ..............................................................

Serviços e Soluções para o Associado .......................................................................

Núcleos ................................................................................................................................

Prêmio Núcleo Referência .............................................................................................

Pesquisa de Satisfação de Clientes ............................................................................

Participação da ACIJ em Associações ........................................................................

Forma de gestão e Indicadores de Desempenho ..................................................

Responsabilidade Econômica ......................................................................................

Responsabilidade com as Pessoas .............................................................................

Responsabilidade Ambiental .......................................................................................

Responsabilidade com a Sociedade ..........................................................................

Sumário GRI ........................................................................................................................

Informações Corporativas .............................................................................................

2

O Relatório


............................................................................................................ 05 ............................................................................................................ 06 ............................................................................................................ 08 ............................................................................................................ 09 ............................................................................................................ 10 ............................................................................................................ 14 ............................................................................................................ 16 ............................................................................................................ 17 ............................................................................................................ 22 ............................................................................................................ 27 ............................................................................................................ 27 ............................................................................................................ 28 ............................................................................................................ 30 ............................................................................................................ 32 ............................................................................................................ 34 ............................................................................................................ 38 ............................................................................................................ 41 ............................................................................................................ 45 ............................................................................................................ 47

O Relat贸rio

3


4

O Relat贸rio


Palavra do Presidente

É para isso que existimos, e por isso que lutamos! A visão de sustentabilidade de qualquer organização precisa levar em conta prioritariamente o equilíbrio das atividades desenvolvidas. A atividade empresarial, por exemplo, deve ser exercida na plenitude, o que significa, com ênfase, zelar pela conservação do meio ambiente e recuperação de áreas degradadas, bem como valorizar as pessoas, colocando-as sempre em primeiro plano. E, para fazer isso, é fundamental que a atividade escolhida dê um mínimo de retorno para aqueles que investem e apostam nesse negócio, seja esse investimento financeiro, intelectual ou até mesmo laboral. Ou seja, o chamado tripé da sustentabilidade, econômico, ambiental e social, não existe por acaso. Ele faz todo o sentido, à medida que as atividades são indissociáveis, complementares e fundamentais para o equilíbrio empresarial e da existência humana. Não é à toa também que trabalhamos em média oito horas por dia e repousamos outras oito horas, restando ainda um terço do período para nos dedicarmos a nós mesmos, aos nossos familiares e ao próximo. Nossa entidade é composta por empresários responsáveis e pessoas comprometidas com o mundo onde vivem. Diante disso, o resultado das nossas ações e propostas não poderia ser outro, que não aquele que visa um mundo melhor.

Nossa missão é fortalecer as empresas de Joinville e para isso precisamos contar com uma sociedade igualmente forte, pujante, equilibrada e fraterna.

Nossa missão é fortalecer as empresas de Joinville e para isso precisamos contar com uma sociedade igualmente forte, pujante, equilibrada e fraterna.

Por isso, apenas para ilustrar, vale destacar nossas ações para a correta destinação de resíduos, para eficiência no consumo de água e energia, para o desenvolvimento de fontes alternativas de energia, como a usina de reciclagem de resíduos e o projeto em gestação entre as entidades empresariais do norte catarinense. Um sistema realmente integrado de saúde, que traga sinergia para os hospitais e postos de saúde está entre as nossas principais bandeiras. Da mesma forma, a educação de qualidade, com a valorização do professor, é outro tema que fez parte do nosso discurso, e prática, neste último ano. Temos ainda um trabalho intenso na melhoria da mobilidade, seja ela urbana ou de longo curso, para pessoas e cargas, a fim de oferecer mais conforto e qualidade de vida para o ser humano e mais competitividade para seu negócio. Sabemos que, à medida que as empresas crescem e se desenvolvem, mais empregos são gerados, criando-se um círculo virtuoso: mais empregos geram mais consumo, que exige mais produção e novamente mais empregos. Udo Döhler Presidente da ACIJ O Relatório

5


O Relatório Pelo segundo ano consecutivo, a Associação Empresarial de Joinville (ACIJ), com sede no município de Joinville e atuação local e regional, apresenta a toda a sociedade o seu segundo Relatório de Sustentabilidade, retratando seus feitos, destaques e impactos gerados no período de 1º de maio de 2011 a 30 de abril de 2012. Por meio deste documento, a Associação mostra o seu direcionamento, ou seja, quem ela é, sua razão de existir, como atua e para onde pretende caminhar nos próximos anos. Cada vez mais, o tripé da sustentabilidade, fundamentado no equilíbrio entre os aspectos social, ambiental e econômico, tem sido pauta do posicionamento e atuação da entidade. Ao publicar este relatório, a ACIJ fomenta seus esforços voltados para a excelência e reforça seu comprometimento em ser transparente com suas partes interessadas. Como parâmetro deste documento, a Associação utilizou-se novamente das diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI), metodologia mundial, amplamente divulgada e aceita nos mercados interno e externo. Se comparado com o Relatório anterior, que apresentou os resultados de 1º de maio de 2010 a 30 de abril de 2011, este Relatório apresenta mudanças na definição do seu conteúdo, por meio da realização da materialidade. Processo esse que permitiu às partes interessadas da ACIJ refletirem e identificarem os aspectos econômicos, ambientais e sociais da entidade que consideram relevantes para serem apresentados neste documento. Portanto, como consequência, tem-se neste Relatório a ampliação do número de indicadores respondidos pela Associação nas dimensões ambientais e sociais.

Definição do Conteúdo Neste ano, a Associação Empresarial de Joinville utilizou-se da materialidade para definir o conteúdo deste documento. A ACIJ reuniu em um encontro 47 representantes de suas partes interessadas para identificar suas expectativas em relação ao Relatório de Sustentabilidade da Associação. A metodologia adotada permitiu que os públicos de interesse pontuassem, individualmente, de 0 a 10, os principais aspectos e impactos da ACIJ que desejam conhecer por meio deste Relatório. O mesmo método, bem como o mesmo questionário, também foram aplicados juntos às lideranças da ACIJ de maneira a levantar sob o ponto da vista da entidade os principais aspectos e impactos a serem relatados. Após a consolidação e análise das informações coletadas definiram-se

6

OORelatório Relatório


os assuntos materiais a serem tratados neste Relatório de Sustentabilidade, por serem considerados relevantes tanto para a Associação como para as suas partes interessadas. Dimensão

Assim, na Dimensão Econômica serão abordados os aspectos relacionados ao desempenho econômico e a presença no mercado.

Aspecto Desempenho Econômico

Econômica

Presença no mercado Água Energia

Na Dimensão Ambiental serão retratados os aspectos relacionados ao consumo de água e energia, o tratamento de emissões e resíduos, o investimento em práticas ambientais e o cumprimento da legislação ambiental.

Geral (Investimento em meio ambiente)

Ambiental

Emissões, efluentes e resíduos Conformidade ambiental Treinamento e educação Práticas Trabalhistas

Emprego Saúde e segurança no trabalho

Na Dimensão Social, no tema Práticas Trabalhistas serão apresentadas informações sobre geração de empregos, Direitos Humanos Práticas de investimento e compra condições de saúde e segurança e Comunidade meios de relacionamento com o públiPolíticas Públicas Sociedade co interno. No tema Direitos Humanos Conformidade social serão abordadas as práticas adotadas Comunicação no processo de compras. Em SociedaResponsabilidade pelo produto Rotulagem de, serão conhecidas as formas de relacionamento com a comunidade, posicionamento frente a políticas públicas, conformidade com leis, além dos aspectos referentes à forma de se comunicar e conhecer a satisfação dos associados. Relação entre governança e trabalhadores

Social

Para facilitar a localização dos aspectos e dos seus respectivos indicadores, o leitor pode utilizar o Sumário GRI, um índice remissivo, que se encontra no final deste Relatório. Ao se posicionar, medir e prestar contas por meio do Relatório, a ACIJ amplia o diálogo com seus stakeholders.

A ACIJ A Associação Empresarial de Joinville (ACIJ) é reconhecida de utilidade pública municipal pela Lei nº 824 de 06 de outubro de 1966. Tem personalidade jurídica distinta de seus associados, os quais não respondem nem subsidiariamente pelas obrigações contraídas pela Associação. Como uma sociedade civil sem fins lucrativos, a ACIJ tem por finalidade defender, amparar e reunir empresas e pessoas que se dedicam ao comércio, indústria, atividades auxiliares e, em geral, toda a classe produtora. A Associação busca, especialmente, o fortalecimento das empresas da região, através de um trabalho que objetiva o desenvolvimento da economia como forma de melhorar a qualidade de vida e o bem-estar da comunidade joinvilense. À frente de importantes discussões com foco no desenvolvimento local, a ACIJ busca ser reconhecida como uma entidade de classe atuante e pujante em Joinville. Capacitações, mobilizações e debates, soluções e serviços, organizações setoriais e ações de representação são atividades de estímulo ao associativismo, que fazem da Associação uma entidade distinta. Com uma estrutura eficiente de 22 funcionários, a ACIJ conta hoje com 1.222 associados, empresas de diferentes portes que representam aproximadamente 52% do PIB de Joinville.

O Relatório

7


Crédito: Mauro Artur Schlieck

Visão de Sustentabilidade e Prioridades Estratégicas Com forte potencial de crescimento, Joinville deve dobrar de tamanho nos próximos 10 anos. Num período de duas a três décadas, o município chegará a 750 mil habitantes, quase 50% a mais do que a população atual. Serão mais pessoas que precisarão de mais empregos, mais escolas, mais alimentação, mais moradias, mais transporte, e assim por diante. Isso significa que é preciso pensar urgentemente em soluções para infraestrutura, educação, saúde, meio ambiente, plano diretor, segurança pública, gestão política e competitividade para as empresas. Temas como esses já integram hoje as prioridades estratégicas de gestão da Associação Empresarial de Joinville (ACIJ). 8

Visáo e Prioridades Estratégicas


Pensar nas perspectivas sociais, ambientais e econômicas para Joinville é falar da ACIJ. Buscando sempre a excelência para aos seus associados bem como para a comunidade local, a Associação incute na sua atuação e leva por meio de eventos, propostas, sugestões e reivindicações a necessidade do desenvolvimento local e regional estar baseado e atrelado às práticas sustentáveis. A ACIJ é uma entidade que trabalha em prol do desenvolvimento ordenado e equilibrado de Joinville. Defende o respeito às pessoas e ao meio ambiente. Num futuro próximo, o município tende a desfrutar de um novo patamar com índices de desenvolvimento humano e de qualidade de vida superior à média nacional. Além da excelente posição geográfica, Joinville conta com uma das estruturas logísticas mais interessantes do país, pois está próxima de dois portos, dispõe de aeroporto e tem acesso a duas rodovias federais, sendo uma duplicada e outra que está em fase de duplicação. Tanto agora como no passado e no futuro, a ACIJ continuará defendendo e lutando ainda mais pelo que for melhor para Joinville, para a sociedade, para a economia e melhor para o meio ambiente. Atuando como facilitadora, a Associação tem como suas prioridades estratégicas de gestão as questões comunitárias. Por isso, no período de maio de 2011 a abril de 2012, a ACIJ elencou como prioritários grandes temas: melhoria na Infraestrutura, na Saúde, Educação, acompanhamento do Plano Diretor, Meio Ambiente, atuação no Conselho da Cidade e levantamento de assuntos regionais por meio do Fórum Empresarial Permanente da Região Norte. Além de estimular estudos para a captação de água, participação ativa nas Federações (FIESC - Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina e FACISC - Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina), Gestão Política, Segurança Pública e Competitividade da Indústria. É com esse direcionamento que a ACIJ busca contribuir com o desenvolvimento do ambiente social e econômico de Joinville.

Missão Contribuir para o aumento da competitividade das empresas associadas; para a busca da melhoria da qualidade de vida da comunidade; na discussão das grandes causas que possam impactar o ambiente de negócios e a segurança das instituições.

Visão Ser reconhecida entre os associados pela sua representatividade e pela qualidade dos serviços prestados e na comunidade, estado e país pela contribuição no encaminhamento de assuntos relevantes.

Práticas e Valores Representar e defender os interesses dos associados com base nos princípios legais e éticos, observando e respeitando as leis; Promover e incentivar o associativismo empresarial e o fortalecimento e a competitividade dos associados; Disseminar as melhores práticas de gestão e liderança e o desenvolvimento sustentável e socialmente responsável; Incentivar a prática do voluntariado, respeitando o princípio da não remuneração, a qualquer título, mesmo indiretamente, de seus associados e administradores.

Visáo e Prioridades Estratégicas

9


Estrutura da ACIJ A Associação Empresarial de Joinville (ACIJ) tem como órgão superior a Assembleia Geral composta pelas empresas associadas e pelos Conselhos Superior, Deliberativo, Fiscal, Núcleos e Entidades Patronais. Gestão Estratégica:

ASSEMBLEIA GERAL EMPRESAS ASSOCIADAS

Conselho Superior

Conselho Deliberativo

Conselho Fiscal

Conselho dos Núcleos

Conselho das Entidades Patronais Conveniadas

Diretoria

Conselho Superior: é o órgão de entrância especial da Associação. Seus membros devem ser titulares, sócios gerentes, diretores ou gerentes de empresas e ainda devem, preferencialmente, estar vinculados às empresas com apreciável expressão econômica ou notável projeção nos meios empresariais. Conselho Deliberativo: é o órgão orientador dos trabalhos da Associação. Os seus membros devem, preferencialmente, representar um determinado e distinto ramo de atividade econômica.

Conselho Fiscal: é o órgão controlador das finanças da Associação. É composto por seis membros especialistas no campo de finanças e contabilidade. Conselho dos Núcleos: é o órgão coordenador das atividades pertinentes à categoria dos associados coletivos. Conselho das Entidades Patronais Conveniadas: é órgão coordenador

das atividades pertinentes à categoria dos associados coletivos. É composto pelos presidentes de cada uma das entidades vinculadas à Associação através de convênios de manutenção da sede e serviços compartilhados.

10

Estrutura da ACIJ


Processo eleitoral na ACIJ As empresas associadas da ACIJ são convocadas anualmente a fim de consignar seu voto para renovação de 50% dos membros dos Conselhos Superior e Deliberativo, e para a totalidade do Conselho Fiscal. Também ocorrem uma vez por ano as eleições para presidente e vice do Conselho dos Núcleos, escolhidos entre os presidentes dos Núcleos, além das eleições para presidente e vice do Conselho de Entidades Patronais (Consep), escolhidos entre os presidentes dos Sindicatos Patronais Conveniados. Todo o processo eleitoral, da condução à validação, fica sob responsabilidade da Assembleia Geral da ACIJ. É vedada a possibilidade da presidência exercer o cargo por mais de dois períodos consecutivos. A cada ano, durante a primeira quinzena do mês de junho, a Assembleia Geral se reúne para eleger e empossar os membros dos Conselhos. Ainda neste encontro, a Assembleia Geral realiza a deliberação sobre o balanço de gestão e a prestação de contas da Diretoria, e aprova o parecer do Conselho Fiscal. Na sequência estão relacionados os nomes dos integrantes dos Conselhos da ACIJ.

Conselho Superior Mandato: Junho de 2010 a Junho de 2012 Álvaro Ferreira Ribeiro Carlos Rodolfo Schneider Ernesto Heinzelmann Evaldo Dreher Felinto Koerber Germano Carlos Stein Ivo Koentopp

Jaime Grasso Laércio Cosentino Luiz Antônio Selbach Luiz Tarquínio Sardinha Ferro Mário Hagemann Mário Zendron Miguel Abuhab

Moacir Luiz Bogo Ney Osvaldo Silva Filho Paulo Harry Schmalz Tirone Meier Vicente Lourival do Nascimento Wilmar Arthur Hansen

Mandato: Junho de 2011 a Junho de 2013 Albano Schmidt Claudio Roberto Nielson Cláudio Salfer Georg Wigand Schmidt Heleny Mendonça Meister Hirio Antônio Wolf Ingo Doubrawa

Mario Cezar de Aguiar Mário Eugênio Boehm Moacir Gervázio Thomazi Ninfo Valtero König Nivaldo Nass Norberto Cubas da Silva Odorico Fortunato

Osvaldo Moreira Douat Ovandi Rosenstock Roberto Jorge Keller Rosane Fausto Hansen Sérgio Rodrigues Alves Udo Döhler

Estrutura da ACIJ

11


Conselho Deliberativo Mandato: Junho de 2010 a Junho de 2012 Adelir Alves Alceu Poffo Alexandre Brandão Nascimento Alexandre Fernandes Álvaro de Calazans Gayoso Neves Filho Anderson Trapp Ana Carolina Siqueira Avelar Pascoal Swarowsky Bruno Watte

César Dohler Christian Dihlmann Dinorá Solange Nass Allage Edson Nascimento Borges Fernando Rosa Fernando Cestari de Rizzo Humberto Barros da Silva Ivandro de Souza José Antônio Barcelos de Melo Luiz Felipe Lepeltier Luiz Otávio Lobo

Marcelo Hack Marcos Luiz Krelling Mário Kruger Paulo César Daniel Zendron Ruy Randolfo Weber Sandro Murilo Santos Silvano Silva Valdécio de Oliveira Waldir Harger Waldir Marcos Fruit

Mandato: Junho de 2011 a Junho de 2013 Alberto Bornschein Antônio Carlos Wolf Alexandre Rosenstock Alexandre Wanzuita Alonso José Torres André Luiz Wetzel da Silva Ely Diniz da Silva Filho Fabricio Pereira Gunther Faltin Guilherme Fessel Bertani Harry Weege

Nagib Daher Nicole Schuetzler Thum Nivaldo Damiani Paulo Stolf Rodrigo Fallgatter Thomazi Roger Becker da Silva Stefan Rodrigo Soares e Bogo Waldir Albrecht Werner Weege

Conselho Fiscal

Conselho das Entidades Patronais

Conselho dos Núcleos

Mandato: Junho de 2011 a Junho de 2012

Mandato: Junho de 2011 a Junho de 2012

Mandato: Junho de 2011 a Junho de 2012

Efetivos: Claudio Roberto Rosa Patrício José Körbes Veríssimo da Cunha Batista

Presidente: Luiz Carlos Presente

Presidente: André Chedid Daher

Vice-Presidente: Albano Schmidt

Vice-Presidente: Ana Carolina Brüske

Suplentes: André Krammel Jocelino Galliani Douglas Steffen

12

Hélio Juarez Schuetzler Hilário Wolfgramm João Carlos Brega João Joaquim Martinelli Jonas Tilp Karin Sliva Luiz Carlos Presente Marconi Bartholi Maria Regina Loyola Rodrigues Alves Mário Silva de Medeiros

Estrutura da ACIJ


Diretoria Mandato: Junho de 2011 a Junho de 2012 Presidente: Udo Döhler Diretor Administrativo: Alceu Poffo Diretor Financeiro: João Joaquim Martinelli Diretor Relacionamento com o Associado: Christian Dihlmann

Vice-Presidentes: Mario Cezar de Aguiar Moacir Gervázio Thomazi Evaldo Dreher Luiz Tarquínio Sardinha Ferro Ingo Doubrawa Ovandi Rosenstock João Carlos Brega Carlos Rodolfo Schneider Jaime Romagna Grasso Cláudio Salfer Maria Regina de Loyola Rodrigues Alves Dinorá Solange Nass Allage

Marcelo Hack Ernesto Heinzelmann Sandro Murilo Santos

Gestão Operacional A gestão operacional da ACIJ é de responsabilidade da Diretoria, órgão superior de governança, sendo composta pelo Presidente, Diretor Financeiro, Diretor Administrativo, Diretor de Relacionamento com os Associados e de 15 vice-presidentes. A Diretoria Executiva ainda é apoiada pelos setores Administrativos, Financeiro, Relacionamento com o Associado, Núcleos e Gestão Compartilhada.

DIRETORIA EXECUTIVA

SINDICATO PATRONAIS GESTÃO DA QUALIDADE

COMUNICAÇÃO E MARKETING (estagiária)

ADMINISTRATIVO/ RH Coordenador

FINANCEIRO Coordenador

Assistente Administrativo Auxiliar Adm. Reversa de Salas Telefonista/ Recepção Estagiária Recepção

ASSESSORIA JURÍDICA

RELACIONAMENTO COM O ASSOCIADO Coordenador

NÚCLEOSEE GESTÃO GESTÃO NÚCLEOS COMPARTILHADA Coordenador

Relacionamento/ 1 Asses. Com.

Analista Financeiro Assistente Financeiro

Capacitação/ 1 Assist. Adm. Cert. de Origem e SERASA 1 Assist. Adm./ Estagiária

5 Consultores 1 Assistente Administrativo

Estrutura da ACIJ

13


Partes Interessadas Identificar e dialogar com as partes interessadas é fundamental para compreender as expectativas e necessidades de todos aqueles que interagem com a Associação. É assim que a ACIJ identifica demandas, avalia e as considera tanto na definição de suas prioridades estratégicas como na sua gestão operacional. A Associação identifica seus públicos de interesse como aqueles que podem afetar ou influenciar a sua estrutura e atividades, bem como aqueles que a ACIJ pode acarretar interferências com as suas atividades. Sendo assim, são partes interessadas da ACIJ: CONSELHOS

MÍDIA E FORMADORES DE OPINIÃO

PÚBLICO INTERNO

ACIJ

FORNECEDORES

ENTIDADES EMPRESARIAIS

ASSOCIADOS

SOCIEDADE

GOVERNO

Partes Interessadas da ACIJ

14

Conselhos

Superior, Deliberativo, Fiscal, Conselho dos Núcleos e das Entidades Patronais Conveniadas

Força de Trabalho

Funcionários em regime celetista, estagiários e terceiros

Associados

Associados singulares e coletivos

Sociedade

Comunidades e organizações não governamentais

Governo

Órgãos do governo municipal, estadual e federal

Entidades Empresariais

Entidades de classe (sindicatos patronais) e associações empresariais setoriais

Fornecedores

Empresas que fornecem materiais e serviços

Mídias e Formadores de Opinião

Jornalistas e diferentes mídias utilizadas pela ACIJ

Partes Interessadas


Relacionamento com as partes interessadas Para engajar suas partes interessadas a ACIJ utiliza diferentes formas de relacionamento. A comunicação institucional é uma delas, em que a Associação divulga aos empresários e à sociedade os seus objetivos, serviços oferecidos, bem como apresenta os resultados obtidos por meio da sua atuação. Proatividade, transparência, utilidade e padrão ético de comunicação são valores que se efetivam na prática diária da entidade. A ACIJ também levanta periodicamente junto aos grupos organizados que atuam na Associação, como os Núcleos e o Gestão Compartilhada, quais são as demandas relevantes para os diferentes setores de empresas e para o município. Outra forma da ACIJ se relacionar com os seus associados é por meio de uma pesquisa anual visando identificar necessidades das empresas associadas, seja no campo dos serviços e soluções oferecidos pela entidade ou na busca de soluções coletivas para o empresariado. As informações coletadas são consolidadas e contribuem para a definição das prioridades estratégicas defendidas pelo Presidente da entidade em cada período de gestão, bem como para a gestão operacional da ACIJ. Especificamente com o público interno, a ACIJ realiza anualmente a Pesquisa de Clima, utilizando as informações coletadas para aprimorar os processos de gestão de pessoas da entidade. Os canais de relacionamento pelos quais os públicos da Associação são envolvidos passam constantemente por uma análise crítica a fim de melhorar a forma de engajar as suas partes interessadas. Um dos exemplos é a adoção anual do Relatório de Sustentabilidade para prestar contas do desempenho econômico, social e ambiental da ACIJ. Variando de acordo com o perfil do público a ser atendido, a Associação utiliza os seguintes canais para se comunicar: Público de interesse

Canal de Comunicação

Conselhos

Atas de reuniões e as reuniões do Conselho

Força de Trabalho

Informativo interno e reuniões periódicas de disseminação

Associados e Sociedade

Newsletter ACIJ, E-mail Marketing, Coluna ACIJ nos jornais A Notícia e Notícias do Dia, reuniões abertas do Conselho e redes sociais, Relatório de Sustentabilidade

Associados e Entidades Empresariais

Portal ACIJ e envio de outras publicações da ACIJ para os associados e as entidades empresariais

Associados e Fornecedores

Revista ACIJ

Governo

Ofícios, cartas, expedientes em geral e encontros sistemáticos nos conselhos em que a ACIJ faz parte

Mídia e Formadores de Opinião

Releases, comunicados à imprensa, agendamento de entrevistas e acompanhamento de eventos da ACIJ

Partes Interessadas

15


Associativismo e Ações de Representação Fortalecer as empresas e buscar soluções para Joinville e região por meio do associativismo está na essência da Associação Empresarial de Joinville (ACIJ). Posicionamento esse que é reforçado na marca da Associação, a qual carrega como assinatura a proposição: “Sua empresa mais forte”. Com mais de um centenário de existência, a ACIJ surgiu em 1911 em decorrência da indústria. Fundiu-se em 1983 com o comércio e fortaleceu-se desde então como a entidade representativa da classe empresarial joinvilense. Os dados estatísticos comprovam esta representatividade. De maio de 2011 a abril de 2012, período referente a este Relatório, a ACIJ contava com 1.222 associados, sendo 1.117 empresas de pequeno e médio porte e 105 empresas de grande porte. Cerca de 85 mil pessoas estão empregadas nas empresas associadas da ACIJ, representando mais da metade da população economicamente ativa (PEA) do município. Números esses que são consolidados e crescem por meio de esforços como o Gestão Compartilhada, uma iniciativa em que a ACIJ se aproxima de empresas e empresários localizados em regiões estratégicas do município, une forças, compartilha boas práticas de gestão e reforça sua representatividade junto à classe empresarial. O Programa Gestão Compartilhada está presente no bairro Vila Nova e regiões Norte, Sul e Leste de Joinville, ampliando a qualidade de vida do município. No período de maio de 2011 a Abril de 2012 as principais realizações do Gestão Compartilhada foram: Mobilizações que garantiram a pavimentação da Rodovia do Arroz, importante ligação entre Joinville, Guaramirim e Jaraguá do Sul. Inauguração do binário ligando a SC 413 ao distrito industrial, pela Rua Anaburgo, como forma de agilizar o transporte de cargas e desafogar a rua XV de Novembro. Contribuição para melhoria da infraestrutura e duplicação da via Dona Francisca, principal acesso ao distrito industrial. A duplicação de uma área de 500 metros beneficia milhares de trabalhadores e empresários de Joinville. 16

Associativismo


Monitoramento dos projetos da concessionária da BR 101, a Autopista Litoral Sul, referentes às marginais, acessos e passarelas que ligam a rodovia, no trecho Garuva – Araquari. Atuação forte na questão do macrozoneamento da região Sul, dentro do Plano Diretor do município. Visando fomentar, por meio do associativismo, o desenvolvimento social e econômico de Joinville, maior e mais populoso município de Santa Catarina, a ACIJ realiza simpósios, eventos, palestras, debates, reuniões, entre outras ações por meio dos serviços e Núcleos. Além disso, a entidade conta com representações em conselhos estratégicos e zela pela proximidade com órgãos públicos e privados. Através do associativismo, as empresas representadas pela ACIJ buscam mais competitividade para seus negócios e, consequentemente, mais qualidade de vida e bem-estar para a comunidade onde estão inseridas. Com a força da representatividade das empresas de Joinville, a Associação atua fortemente para simplificar o sistema tributário e diminuir a carga de impostos, reduzir a burocracia e melhorar a infraestrutura, especialmente nas áreas de transportes e energia, e ampliar a demanda por produtos e serviços, além de fomentar os negócios entre as empresas associadas.

Serviços e Soluções para o Associado Empresas de Joinville mais fortes e competitivas, melhor qualidade de vida para a comunidade e desenvolvimento sustentável são bandeiras defendidas diariamente pela Associação Empresarial de Joinville (ACIJ). E para isso, uma das frentes de atuação da Associação ocorre por meio de serviços e soluções que são oferecidos aos associados, empresas dos setores industrial, comercial e serviços.

Capacitação Empresarial (Cursos e Palestras) De maio de 2011 a abril de 2012 a Associação Empresarial de Joinville realizou 77 eventos de capacitação profissional. No total, 2.398 pessoas foram beneficiadas com os cursos e palestras ofertadas. Um dos destaques deste período foi a palestra “Construindo uma Tropa de Elite”, ministrada pelo consultor e comentarista de segurança da Rede Globo, Rodrigo Pimentel. O evento reuniu 500 pessoas no Hotel Bourbon, em março deste ano. 77 Eventos – 2.398 Beneficiados

Associativismo

17


Certificado de Origem Imposto reduzido para o importador e exportador com preços mais competitivos. Essas são as vantagens do Certificado de Origem, um documento oficial que comprava ao país comprador a procedência do produto adquirido com redução ou isenção do imposto de importação. Para facilitar o acesso de empresas exportadoras joinvilenses ao serviço de emissão de Certificados de Origem, a Associação possui desconto aos associados, através de credenciamento junto à FIESC e à FACISC. De maio de 2011 a abril de 2012, 61 empresas exportadoras associadas à ACIJ foram responsáveis pela emissão de 5.325 Certificados de Origem. 61 Empresas exportadoras de Joinville - 5.325 Certificados de Origem emitidos

Serasa Com o objetivo de avaliar o comportamento dos negócios e proteger financeiramente as empresas, a Associação Empresarial de Joinville mantém parceria com a Serasa Experian, maior agência de crédito do mundo. Os associados da ACIJ podem usufruir deste serviço, são isentos de mensalidade e pagam apenas por consultas individuais. De maio de 2011 a abril de 2012 a Associação disponibilizou 251 logins e possibilitou que 32.015 empresas fossem avaliadas.

Programa Consumo Inteligente de Energia

Economia de recursos naturais e financeiros. Esses são os benefícios acarretados às empresas que ingressam no Programa Consumo Inteligente de Energia da ACIJ. Por meio de consultoria gratuita, os associados recebem orientações e são enquadrados no grupo tarifário de energia elétrica mais adequado ao seu perfil. De maio de 2011 a abril de 2012, o Programa atendeu 61 empresas de Joinville.

18

Associativismo


Entre as indústrias beneficiadas com a iniciativa do Consumo Inteligente de Energia está a Metalab Análise de Materiais, uma empresa que atende os setores metal-mecânico, automotivo, óleo e gás, siderurgia e fundições, que reduziu em 70% suas despesas mensais com energia elétrica. Resultados positivos como esse foram fundamentais para que a ACIJ fosse reconhecida com o Prêmio Empresa Cidadã, na categoria prevenção ambiental. A honraria foi concedida em julho de 2011 pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing de Santa Catarina (ADVB-SC). O Programa Consumo Inteligente de Energia também tem como parceiros o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Santa Catarina (CREA –SC) e as Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc). O BRDE é parceiro com linhas de créditos, enquanto o CREA-SC e a CELESC são apoiadores técnicos.

Programa Orientar Como o próprio nome indica, o Programa Orientar visa subsidiar as empresas com informações e orientações sobre os mais diversos assuntos que possam influenciar o dia a dia das organizações. O Programa acontece por meio de consultorias técnicas no âmbito operacional e gerencial e tem como objetivo melhorar a competitividade das empresas. Os associados da ACIJ podem solicitar consultorias, por exemplo, sobre carga tributária, assessoria em rotinas operacionais e administrativas, comércio exterior, consultoria ambiental, gestão empresarial, contábil e fiscal, entre outras. O Programa Orientar é uma ferramenta gratuita. Os associados da ACIJ necessitam apenas pré-agendar uma consulta, que tem duração de uma hora. De maio de 2011 a abril de 2012 foram atendidas duas empresas em Joinville.

Rede de Vantagens entre Associados Possibilitar e fomentar novos negócios por meio da Associação Empresarial de Joinville. Este é o objetivo da Rede de Vantagens entre Associados. O site da ACIJ é oferecido como ferramenta para que as empresas associadas divulguem sua marca, promoções e descontos dos mais diversos produtos e serviços. Atualmente 45 organizações associadas desfrutam do benefício da Rede de Vantagens e ganham ainda mais visibilidade junto a outras empresas. O espaço disponibilizado para os associados é ilimitado.

Util Card Benefício para o colaborador, para a empresa e o comércio local. A ACIJ oferece às empresas associadas o Util Card, o cartão de gestão de benefícios criado pela FACISC. Totalmente informatizado e online, é um sistema que facilita as operações de controle dos setores de Recursos Humanos e financeiro das empresas, além de fortalecer a economia local. Os usuários podem utilizar o cartão para efetuar compras nos estabelecimentos credenciados, como farmácias, postos e mercados. Hoje, o Util Card conta com 101 empresas credenciadas e 18 conveniadas. No total são 600 cartões que juntos aquecem mensalmente o comércio de Joinville com R$ 180 mil. 101 empresas conveniadas - 600 cartões - R$ 180 mil mensais no comércio de Joinville Associativismo

19


Missões Empresariais As Missões Empresariais encabeçadas pela Associação Empresarial de Joinville tem como objetivo agregar valor aos negócios, além de conhecer e compartilhar novas práticas, tecnologias e experiências. As missões ocorrem por meio de visitas a feiras e eventos nacionais e internacionais. A busca por novos conhecimentos técnicos propiciam, direta e indiretamente, o desenvolvimento social e econômico de Joinville. De maio de 2011 a abril de 2012 foram realizadas três missões empresariais internacionais e 32 nacionais.

Espaço Empresarial O Espaço Empresarial é um momento de 15 minutos durante as reuniões plenárias da ACIJ reservado para que os seus associados lancem um novo produto, projeto da sua empresa, bem como apresentem cases de sucesso. De maio de 2011 a abril de 2012, 25 empresas utilizaram o Espaço Empresarial como uma estratégia de promoção. Nesses encontros participam diretores da Associação, grande parte dos associados, além de vários representantes da comunidade.

Espaço para Anúncios na Revista ACIJ A Associação Empresarial de Joinville oferece e disponibiliza várias formas para que as empresas associadas ganhem visibilidade junto aos seus públicos de interesse. Uma dessas maneiras é através de anúncios publicitários na Revista ACIJ. A Associação mantém preços diferenciados para seus associados. De maio de 2011 a abril de 2012, 18 empresas usufruíram desse espaço. Com circulação mensal, a Revista aborda assuntos pertinentes ao dia a dia do empresariado, características dos associados, soluções empresariais, entre outros temas.

“Feito em Joinville” na Revista ACIJ Mais um incentivo a geração de novos negócios. O “Feito em Joinville”, uma coluna fixa da Revista ACIJ, oportuniza que a cada edição deste veículo, até quatro empresas associadas divulguem seus diferenciais, além dos principais produtos e serviços. A utilização desse espaço é gratuita. De maio de 2011 a abril de 2012, 32 empresas associadas à ACIJ utilizaram a página “Feito em Joinville”.

Salas para eventos Um dos principais serviços oferecidos pela ACIJ aos seus associados é a possibilidade de utilização de salas na entidade. Com 10 salas de diferentes tamanhos e capacidade, a Associação é procurada pelas empresas, Núcleos e sindicatos para sediar eventos, cursos, palestras, reuniões, entre outros encontros.

2045

Salas cedidas

59.246

Beneficiados

De maio de 2011 a abril de 2012 o número de salas cedidas aumentou em 36,5% quando comparado ao mesmo período do ano anterior. De 1.498 passou para 2.045. O número de pessoas beneficiadas também subiu, de 45.961 para 59.246, ou seja, 28,9% a mais do que em 2010/2011. 20

Associativismo


Mailing List Visando facilitar o networking entre as empresas, a Associação Empresarial de Joinville disponibiliza aos seus associados etiquetas, além da relação do seu quadro associativo. Nesse material são disponibilizadas informações como razão social, endereço, telefone, fax, pessoa para contato, ramo de atividade e segmento de mercado das empresas associadas.

Linhas de Crédito do BRDE

Com a oferta de crédito a longo prazo, o Banco Regional de Desenvolvimento Econômico (BRDE), instituição financeira pública de fomento, busca contribuir para o aumento da renda, emprego e bem-estar da população. Para ampliar ainda mais o atendimento do BRDE aos empresários de Joinville, em novembro de 2011, a ACIJ formalizou convênio com o Banco para a implantação de uma agência na sede da Associação. O contrato foi assinado pelo presidente da ACIJ, Udo Döhler, e pelo presidente do BRDE, Renato Vianna, em cerimônia testemunhada pelo governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, e pelo senador Luiz Henrique da Silveira. Desde o início de 2012, o atendimento do BRDE às empresas que antes era mensal passou a ser diário. Agora os associados da ACIJ podem usufruir desse serviço e receber orientações técnicas sobre linhas de crédito e financiamento em qualquer dia da semana.

Associativismo

21


NÚCLEOS Os Núcleos da Associação Empresarial de Joinville (ACIJ) são grupos formados por empresas com os mesmos interesses, que buscam soluções coletivas e geração de vantagens competitivas. Os Núcleos, como expressão do associativismo, fortalecem a classe empresarial, propiciam maior competitividade, além de promover a qualidade de vida da comunidade joinvilense. Cada vez mais é perceptível o esforço dos Núcleos em incutir a questão da sustentabilidade nas suas pautas de discussões. Essa motivação vem principalmente dos núcleos de Meio Ambiente e de Gestão Ambiental. Na sequência é possível conhecer algumas realizações dos Núcleos no período de maio de 2011 a abril de 2012. Hoje a Associação não mensura todos os benefícios e impactos gerados com a atuação dos grupos. A ACIJ pretende desenvolver ferramentas para no futuro apresentar aos seus associados, bem como à comunidade os investimentos realizados, número de beneficiados, entre outros dados que possam ser contabilizados.

Núcleo de Automação Buscando fortalecer o pólo das empresas de automação e de bens de capital, o Núcleo de Automação promoveu no último ano o Circuito de Negócios no Senai Norte reunindo profissionais da indústria e alunos do ensino técnico. O objetivo do encontro foi estimular o desenvolvimento e ampliar a cadeira de fornecedores locais, estabelecendo relações de parceria.

Núcleo de Jovens Empresários O Núcleo de Jovens Empresários foi responsável no último ano pela promoção do Feirão do Imposto. Em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Joinville, o Núcleo conseguiu distribuir profissionais e se fazer presente em 41 bairros da cidade. O Feirão do Imposto que nasceu em 2003 tem o objetivo de mostrar para a população como os impostos elevam os preços de produtos e serviços, além de conscientizar e mobilizar as pessoas a lutarem contra a alta carga tributária.

Núcleo de Agências No último ano, o Núcleo de Agências de Propaganda e Marketing da ACIJ realizou duas premiações: a 3ª edição do Prêmio Melhores Fornecedores & Veículos e a 1ª edição do Prêmio Manchester Catarinense de Propaganda. O Prêmio Melhores Fornecedores & Veículos avalia e fortalece veículos de comunicação e fornecedores como gráficas e produtoras de áudio e vídeo que atuam no mercado publicitário com responsabilidade e ética. Já o Prêmio Manchester Catarinense de Propaganda valoriza os profissionais e as agências de propaganda e marketing do norte catarinense por meio de peças, planejamentos e campanhas publicitárias.

22

Associativismo


Núcleo de Meio Ambiente

Entre as principais ações executadas pelo Núcleo de Meio Ambiente, no período de maio de 2011 a abril de 2012, foi a implantação da Coleta Seletiva na ACIJ. Juntamente com o Núcleo de Sustentabilidade, a Associação está fazendo o levantamento de dados como, por exemplo, a quantidade de resíduos gerados pela entidade. Foram instaladas lixeiras internas e externas de coleta seletiva, além de receptores de resíduos e banners. O Núcleo de Meio Ambiente tem como foco o compromisso ambiental e busca constantemente melhorias para a qualidade e o bem-estar das pessoas.

Núcleo de Escolas de Educação Profissional O Núcleo de Escolas de Educação Profissional da ACIJ juntamente com a Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH) realizaram no último ano, em Joinville, o 1º Workshop das Profissões e o 3º Feirão do Emprego. Com o objetivo de promover a integração entre o jovem e o mercado de trabalho, o workshop contou com oficinas sobre cursos técnicos, faixa salarial das profissões, carreira, orientações profissionais, mercado de trabalho e empregabilidade. Estima-se que cerca de 7000 pessoas participaram do Feirão e no workshop compareceram mais de 100 participantes.

Núcleo de Usinagem e Ferramentaria Criada no último ano a Associação Brasileira da Indústria de Ferramentais (Abinfer) tem a ambição de defender os interesses das ferramentarias nacionais, fortalecendo o setor no país. Devido ao trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Usinagem e Ferramentaria da ACIJ e a força do segmento no norte catarinense motivaram a instalação da sede da Abinfer em Joinville. Hoje, dos 23 membros da diretoria da Abinfer, 10 são oriundos do Núcleo de Usinagem e Ferramentaria da ACIJ.

Associativismo

23


Núcleo de Imobiliárias Entre os principais feitos do Núcleo de Imobiliárias da ACIJ realizados de maio de 2011 a abril de 2012 estão o 2° Simpósio Catarinense do Mercado Imobiliário e a Campanha de Orientação Imobiliária. O Simpósio reuniu todo o segmento imobiliário do norte de Santa Catarina para discutir e defender os interesses do setor. O evento teve como foco a atualização, capacitação e fortalecimento do corretor e do segmento imobiliário. Cerca de 200 profissionais acompanharam o Simpósio. Já a Campanha de Orientação Imobiliária foi uma iniciativa voltada à orientação da população quanto aos trâmites burocráticos, taxas, impostos e outras medidas que precisam ser tomadas na compra, venda ou locação de imóvel. A sensibilização ocorreu no Shopping Mueller e, além do Núcleo de Imobiliárias da ACIJ, a campanha contou como parceiros: o Shopping Mueller, Banco do Brasil, Tabelionato W. Souza, Receita Federal, 1º Registro de Imóveis de Joinville e Eldorado Propaganda. No total, foram feitos 63 atendimentos.

Núcleo de Empresas Contábeis O Núcleo de Empresas Contábeis da Associação Empresarial de Joinville promoveu no último ano o 1º Seminário Catarinense do Mercado Contábil. O evento que ocorreu na ACIJ reuniu cerca de 180 participantes. O objetivo do encontro foi proporcionar a empresários, autoridades e estudantes de contabilidade atualização, capacitação e fortalecimento do setor.

Núcleo de Mulheres Empresárias No ano em que o Núcleo de Mulheres Empresárias da ACIJ completou 16 anos de atuação, o Núcleo trouxe para Joinville a consultora Dulce Magalhães, doutoranda em planejamento de carreira pela Universidade de Columbia, nos Estados Unidos. Para um público de aproximadamente 150 pessoas, Dulce ministrou a palestra “Liderança e Ética numa Visão Sistêmica”. No evento, a consultora ressaltou a liderança e a ética como pilares fundamentais para sustentação de empresários, profissionais e empresas de sucesso.

Núcleo de Segurança e Saúde Ocupacional Estimular o desenvolvimento técnico, ampliar a visão da cadeira de fornecedores locais e estabelecer relações de parceria foram os objetivos do 1º e 2º Workshop 3M, realizados em 2011 e 2012 pelo Núcleo de Segurança e Saúde Ocupacional da ACIJ. Os 180 participantes, entre eles profissionais da indústria e alunos do ensino técnico, tiveram acesso a informações e temas pertinentes à área de segurança ocupacional como, por exemplo, regulamentação de Equipamentos de Proteção Individual, Materiais Refletivos, Proteção Respiratória, entre outros.

Núcleo de Gestão Empresarial Entre as ações realizadas pelo Núcleo de Gestão Empresarial de maio de 2011 a abril de 2012 destaque para o 1º Painel de Cases de Gestão, que possibilitou o compartilhamento de conhecimentos a respeito de modelos de gestão. No encontro foram apresentados os cases: “Modelo de Excelência em Gestão” da empresa Gomes da Costa e o case “A Evolução das Equipes de Melhorias e seu impacto no processo operacional” da empresa Whirlpool. 24

Associativismo


Núcleo de Gestão Ambiental Disseminar a importância do desenvolvimento sustentável e incentivar o crescimento com responsabilidade econômica, social e ambiental. Este foi o assunto de discussão do 4º Simpósio de Sustentabilidade promovido pelo Núcleo de Gestão Ambiental da ACIJ. Com apresentação de palestras e case de sucesso, o evento debateu e procurou esclarecer como ações sustentáveis podem impactar nos negócios, no meio ambiente e na sociedade. No total, 150 pessoas acompanharam o Simpósio. Estiveram presentes secretários municipais e estaduais, coordenadores e executores de programas, participantes de ONGs e OCIPs, além de estudantes de engenharia ambiental, consultores da área ambiental e representantes de indústrias.

Núcleo Jurídico No último ano o Núcleo Jurídico da ACIJ implantou o Projeto Integração, uma iniciativa que visa aproximar e integrar os Núcleos. Por meio de visitas, o grupo jurídico faz intervenções nas reuniões dos demais núcleos para apresentar o objetivo do Projeto e aplicar um questionário a fim de levantar as necessidades jurídicas de cada nucleado. Os assuntos propostos são atendidos por meio de palestras temáticas ministradas pelos representantes dos escritórios nucleados. Ao término dos trabalhos, o Núcleo Jurídico aplica a pesquisa de satisfação para verificar os resultados do Projeto Integração.

Núcleo de Comércio Exterior Por meio de consultorias específicas, o Núcleo de Comércio Exterior visa contribuir para o aumento da competitividade das empresas. No período de maio de 2011 a abril de 2012, um dos destaques do Núcleo foi a realização da 12ª edição do Seminário de Negócios Internacionais (SENI). Outras ações relevantes dirigidas pelo Núcleo foram as palestras: “O que é verdade e o que é mito quando o assunto é Drawback Integrado” e “Crise econômica internacional – Qual é a sua espessura da blindagem da economia brasileira”.

Núcleo de Comunicação Visual Na busca constante por aperfeiçoamento e atualização, o Núcleo das Empresas de Comunicação Visual da ACIJ participou no último ano, em São Paulo, da 21ª Feira Internacional de Máquinas, Equipamentos, Produtos e Serviços para a Serigrafia, Indústria Têxtil e Comunicação Visual e Impressão Digital. A associação esteve presente no evento com 33 participantes.

Núcleo de Decoração O Núcleo de Decoração lançou no último ano a Revista Tendenza (que significa tendência em espanhol), um veículo de comunicação que aborda informações sobre o mercado de decoração em Joinville. A revista ainda representa um meio em que as empresas associadas podem divulgar suas marcas. Assuntos como arte, cultura e responsabilidade social também integram as pautas da Revista. Com uma tiragem de 5.000 exemplares, a Revista Tendenza ainda conta com o apoio das redes sociais e do site revistatendenza.com.br para disseminar as informações aos seus públicos de interesse. Associativismo

25


Núcleo de Supermercados De maio de 2011 a abril de 2012 o Núcleo de Supermercados, em parceria com o Núcleo de Jovens Empresários, promoveram o Feirão do Imposto. Os supermercados nucleados disponibilizaram, em seus estabelecimentos, gôndolas de produtos demonstrando o percentual de impostos inseridos em cada um dos produtos. Assim, a população pôde conhecer o impacto que uma carga tributária elevada causa no preço final dos produtos. O Núcleo de Supermercados objetiva e trabalha para que consumidores tenham preços acessíveis, qualidade, diversidade de produtos e transparência na política de formação de preço de venda.

Núcleo de Farmácias de Manipulação Consolidação da marca. Com uma ampla campanha de marketing realizada no último ano, o Núcleo de Farmácias de Manipulação fortaleceu a disseminação do seu trabalho junto à comunidade. O Núcleo ganhou identidade visual, gerando maior representatividade e credibilidade junto aos públicos. A marca do Núcleo de Farmácias de Manipulação foi divulgada em vários meios de comunicação, entre eles folders e busdoors.

Núcleo de Postos de Combustíveis Reforçar a responsabilidade empresarial, ambiental e aprimorar a gestão dos negócios estão entre os principais objetivos do Núcleo de Postos de Combustíveis. Por isso, o Núcleo estabelece parcerias com órgãos de fiscalização para conhecer e sanar dúvidas em relação à legislação vigente. De maio de 2011 a abril de 2012, o Núcleo recebeu visitas da Fundação Municipal de Meio Ambiente (Fundema), Núcleo de Empresas Contábeis e membros do poder legislativo municipal.

Núcleo de Concessionárias Numa iniciativa inovadora, o Núcleo de Concessionárias promoveu no último ano a venda de um carro sem impostos e bancou a diferença. Com um estande montado no centro da cidade, o Núcleo chamou a atenção da população e mostrou de forma prática os reflexos que a carga tributária elevada acarreta ao setor automobilístico. Numa parceria com o Núcleo de Jovens Empresários, o Núcleo de Concessionárias acredita que por meio de ações como essa é que se promove o conhecimento e se mobiliza a sociedade para cobrar a reforma tributária.

Núcleo de Gestores da Saúde Mais de 40 colaboradores diretos e indiretos das empresas nucleadas foram capacitados pelo Núcleo de Gestores da Saúde. Palestras com profissionais especialistas abordaram questões éticas do setor. Com o objetivo de ser representativo junto às ações, conselhos e órgãos voltados à saúde em Joinville e região, o Núcleo de Gestores da Saúde realiza capacitações, aumentando a competitividade e competências das empresas nucleadas.

26

Associativismo


Prêmio Núcleo Referência Pelo segundo ano consecutivo, a Associação Empresarial de Joinville (ACIJ) promoveu o Prêmio Núcleo Referência. A iniciativa reconhece os Núcleos que se destacaram com suas ações e obtiveram efetivos resultados para os empresários e suas empresas, além de impactos positivos para o seu segmento e para a sociedade. O prêmio é entregue sempre na cerimônia de posse da Diretoria, Conselhos e presidentes de Núcleos da ACIJ. Em 2011 foram vencedores os Núcleos Escolas de Educação Profissional, na categoria ouro; Usinagem e Ferramentaria, na categoria prata; e Jurídico, na categoria bronze. Os consultores dos respectivos Núcleos também foram homenageados. A comissão julgadora do prêmio é composta pelos coordenadores do Programa Empreender estadual e nacional e pelos diretores da ACIJ. Em junho de 2012, a premiação reconhecerá os Núcleos que se destacaram em 2011. No total são 13 inscritos. Além dos troféus, os três Núcleos vencedores ganharão um selo de reconhecimento.

Pesquisa de Satisfação de Clientes Serviços de qualidade e satisfação do associado são essenciais para a ACIJ. Por isso, após a entrega de cada serviço, a Associação aplica a Pesquisa de Satisfação junto aos seus clientes. O resultado da pesquisa é determinante para a implantação de medidas preventivas e execução de melhoria contínua dos processos, especialmente daqueles em que há contato direto entre ACIJ e associados.

Pesquisa de Satisfação dos Serviços, Soluções e Núcleos Serviço

Média Anual da Pesquisa

Capacitação Empresarial

9,20

Certificado de Origem

9,43

Serasa

9,39

Núcleos

7,34

As principais informações e dados de maior relevância para o associado são publicados na Revista ACIJ e apresentados nas reuniões do Conselho, da Diretoria, dos Núcleos e nos encontros do Gestão Compartilhada.

Associativismo

27


Participação da ACIJ em Associações Integrar conselhos municipais e estaduais e participar de associações e comitês são algumas das formas que a Associação Empresarial de Joinville (ACIJ) utiliza para impactar positivamente a sociedade. As interferências da ACIJ visam contribuir sempre com a competitividade das empresas associadas e buscam propiciar um ambiente e uma qualidade de vida ainda melhor para a comunidade joinvilense. Na sequência é possível conhecer onde a ACIJ se faz presente. Conselho das Entidades Empresariais Conselho da Cidade do IPPUJ

Área de Saúde e Saneamento

GT 1 - Câmara Comunitária e Promoção Econômica e GT 5 - Câmara Comunitária e Integração Regional

Central Regional de Captação de Órgãos de Joinville

Área de Educação e Cultura

CTHPS - Conselho Municipal de Terras, Habitação Popular e Saneamento

COMED - Conselho Municipal de Educação

AMAE - Conselho Municipal de Água e Esgoto

IFET/Joinville - Instituto Federal de Educação Tecnológica

Área de Meio Ambiente

Área de Capacitação Empresarial e Formação de Mão de Obra

Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Cubatão (do Norte)

Conselho de Administração da Fundação Softville

COMDEMA - Conselho Municipal de Meio Ambiente

Conselho da Administração da UNIVILLE

Área de Segurança Pública

Conselho Universitário da FURJ – UNIVILLE Conselho Curador da FURJ – UNIVILLE Conselho do Centro de Ciências e Tecnológicas – CCT da FEJ / UDESC Fundação Empreender Conselho de Administração da SOCIESC

28

Conselho Municipal de Saúde

Participação da ACIJ em associações

COMDEC - Conselho Municipal de Defesa Civil Conselho Municipal de Segurança Conselho Deliberativo da SCVBJ - Sociedade Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville


Participações Especiais: JURAT - Junta de Recursos Administrativos/ Tributários da Secretaria Municipal da Fazenda CPS - Conselho da Previdência Social em Joinville PROCON - Conselho Municipal da Cidadania e Defesa do Consumidor CONURB - Conselho de Acompanhamento do Fundo Municipal de Desenvolvimento e Urbanização de Joinville COMTUR - Conselho Municipal de Turismo SINE - Conselho Municipal do Trabalho e Emprego SIDE - Conselho Municipal de Combate a Pirataria Casa do Empreendedor Conselho de Administração do Instituto Joinville PRÓ-EMPRESA - Conselho Deliberativo do Programa de Desenvolvimento da Empresa Joinvilense COMDE - Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência Conselho Municipal da Juventude DESENVILLE - Conselho de Desenvolvimento de Joinville Secretaria da Fazenda – Projeto Atender FACISC – Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina FIESC – Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina

Participação da ACIJ em associações

29


Forma de Gestão de Indicadores de Desempenho Para cada prioridade estratégica da Associação Empresarial de Joinville (ACIJ) que se caracteriza em uma demanda ampla para o município, a ACIJ constitui comissões com o objetivo de alcançar e atender efetivamente as prioridades. Conforme a complexidade de cada uma delas, a Associação empreende ações de mobilização e debate, encaminha pleitos e projetos de lei, realiza articulações entre os setores público e privado, direciona demandas a órgãos governamentais, entre outras ações de representação que sejam necessárias. O pioneirismo da ACIJ se destaca na liderança de movimentos nacionais. Um dos exemplos surgido na Associação é o Movimento Brasil Eficiente (MBE), que estimula a eficiência da gestão pública, a simplificação do sistema tributário e a redução da carga de impostos. Além disso, outras iniciativas da casa são referências para a classe empresarial brasileira, como o Feirão do Imposto, que visa informar a população acerca da alta carga de impostos pagos sobre todos os serviços e bens de consumo. A Expogestão, um evento de referência para a classe empresarial que alia a teoria à prática, contribuindo para o desenvolvimento dos negócios. E ainda a campanha pela valorização do voto e da representação local, conhecida por “Vote Certo, Vote por Joinville”, contribuindo para ampliar o colégio eleitoral e criar mais identidade entre candidatos e as regiões que representam.

30

Indicadores de Desempenho


Vale ressaltar que as questões mais próximas do dia a dia do empresário local e da comunidade joinvilense estão sempre na pauta da Associação. A regularização da atividade dos bombeiros voluntários, com a provável aprovação da Proposta de Emenda Constitucional que legitima esse trabalho, hoje reconhecido por toda a sociedade, é um exemplo recente dos esforços da ACIJ. A sua atuação também é de extrema relevância para o município e a região. Parceria pela duplicação da BR 280 e envolvimento em discussões sobre o aeroporto de Joinville, que atualmente está em obras, com o andamento de licitações e a instalação ILS (equipamento que facilita pousos e decolagens) são exemplos de bandeiras defendidas pela Associação. A busca por uma relação de respeito entre empresas e meio ambiente se expressa por meio do debate para instalação de uma usina de energia através do processamento dos resíduos orgânicos, conduzido pelo Fórum Empresarial Permanente do Norte. Além disso, a participação da ACIJ no Conselho da Cidade para a elaboração de um novo modelo de ordenamento territorial para Joinville, contemplando áreas rurais de transição, as ARTs, vão garantir um novo pólo tecnológico e empresarial na zona sul da cidade, visando uma convivência harmônica e saudável com o meio ambiente e a atividade agropecuária. Ao receber a recomendação para a recertificação da ISO 9001, no ano em que o sistema da qualidade da Associação completa uma década, a ACIJ também procura melhorar sua gestão e ampliar a eficiência no atendimento às empresas e na prestação de serviços ao associado. Ao integrar o Movimento Catarinense de Excelência (MCE), promovido pela FACISC, a Associação qualifica ainda mais a sua gestão, já que o MCE engloba critérios para o desenvolvimento socioambiental. Além disso, a Associação realizou neste ano a materialidade, processo que define os indicadores chave de desempenho econômico, social e ambiental que passam a ser internalizados na sua administração e são apresentados nesse Relatório. Assim, os indicadores a seguir expressam o monitoramento das práticas conduzidas pela Associação, organizados em Responsabilidade Econômica, Responsabilidade com as Pessoas, Responsabilidade Ambiental e Responsabilidade com a Sociedade.

Indicadores de Desempenho

31


Responsabilidade Econômica A responsabilidade econômica da ACIJ se expressa por meio do cuidado da Associação em alocar os recursos financeiros oriundos das mensalidades e dos serviços prestados aos seus associados, sempre primando pela eficiência na sua gestão. A prestação de contas da entidade ocorre anualmente por meio da auditoria do seu Balanço Patrimonial e da aprovação do Conselho Fiscal, que é o órgão controlador das finanças da ACIJ. Após a avaliação do Conselho, a prestação de contas também é apresentada à Assembleia Geral da Associação. DVA – Demonstrativo de Valor Agregado O Demonstrativo de Valor Agregado (DVA) divulga o valor da riqueza gerada pela Associação, e demonstra de que forma essa riqueza é distribuída entre os diversos setores que contribuíram, direta ou indiretamente, para a sua geração.

Tabela DVA Descrição

Maio de 2011 a Abril de 2012

Receitas (serviços e mensalidades)

R$ 4.701.581,76

Insumos adquiridos de terceiros (Fornecedor)

R$ 2.471.850,84

Valor adicionado bruto (1-2)

R$ 2.229.730,92

Retenções (depreciação, amortização e exaustão)

R$ 268.191,97

Valor adicionado líquido produzido pela entidade (3-4)

R$ 1.961.538,95

Valor adicionado recebido em transferência

R$ 14.642,90

Valor adicionado total a distribuir (5+6)

R$ 1.976.181,85

Balanço Patrimonial ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE JOINVILLE -ACIJ BALANÇOS PATRIMONIAIS DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 30 DE ABRIL (em reais) ATIVO

32

2012

2011

Circulante

293.492

329.754

Caixa e equivalentes de Caixa

201.871

298.732

Reapresentação

Contas a receber de clientes

39.899

1.488

Contas correntes

2.250

1.999

Adiantamentos

47.284

27.051

Despesas do exercício seguinte

2.188

484

Não circulante

6.640.823

5.888.582

Realizável a longo prazo

6.562

6.562

Depósitos judiciais

6.562

6.562

Imobilizado

6.634.261

5.882.020

TOTAL DO ATIVO

6.934.315

6.218.336

Indicadores de Desempenho


ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE JOINVILLE -ACIJ BALANÇOS PATRIMONIAIS DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 30 DE ABRIL (em reais) PASSIVO E PATRIMÔNIO SOCIAL 2012

2011

Circulante

1.097.998

597.939

Fornecedores

55.212

75.531

Empréstimos e Financiamentos

266.115

124.583

Salários e Encargos

85.603

93.317

Provisões trabalhistas

126.042

119.628

Obrigações tributárias

1.589

1.795

Partes relacionadas

563.437

183.085

Não circulante

235.000

-

Empréstimos e financiamentos

235.000

-

Patrimônio social

5.061.317

5.620.397

Patrimônio Social

4.416.250

4.635.405

Doações

711.843

711.843

Fundo Patrimonial

492.304

492.304

Déficit do exercício

(19.080)

(219.155)

TOTAL DO PASSIVO E PATRIMÔNIO SOCIAL

6.934.315

6.218.336

Reapresentação

ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE JOINVILLE -ACIJ DEMONSTRAÇÃO DO SUPERAVIT OU DÉFICT DOS PERÍODOS DE 01 DE MAIO A 30 DE ABRIL (em reais)

2012

2011

Receitas Operacionais

4.664.362

3.429.879

Mensalidades

2.254.618

2.197.528

Receita de Serviços

1.223.043

1.232.351

Eventos Núcleos Setoriais

1.186.701

Receitas (Despesas) Operacionais

(4.594.580)

(3.572.529)

Despesas Administrativas

(3.081.876)

(3.432.239)

Cursos e Eventos

(442.680)

(140.290)

Eventos Núcleos Setoriais

(1.070.024)

-

Resultado Financeiro

(88.862)

(76.505)

Receitas Financeiras

14.643

24.779

Despesas Financeiras

(103.505)

(101.284)

DÉFICIT DO EXERCÍCIO

(19.080)

(219.155)

Reapresentação

Indicadores de Desempenho

33


Responsabilidade com as Pessoas A responsabilidade da ACIJ com as relações de trabalho é expressa no diálogo entre Associação e os seus funcionários, na proteção e bem-estar do público interno, nos benefícios e nas ações que visam a melhor qualidade de vida e desenvolvimento dos seus trabalhadores. Um dos pontos relevantes da gestão de pessoas na ACIJ é a Pesquisa de Clima, realizada anualmente com intuito de conhecer a avaliação do público interno em relação aos critérios: Treinamento e Desenvolvimento, Gestão do Desempenho e Oportunidades de Carreira, Remuneração, Benefícios, Segurança e Condições de Trabalho, Clareza, Credibilidade e Confiança na Gestão, Camaradagem no Ambiente de Trabalho, Qualidade de Vida - Equilíbrio entre Vida Pessoal e Profissional - e Satisfação Geral em Trabalhar na ACIJ. Pesquisa de Clima 2011

de

34

Indicadores de Desempenho


Após a apuração dos resultados da Pesquisa de Clima, a ACIJ realizou encontros individuais com os funcionários para discussão de ações de melhorias. Essas ações foram estabelecidas como metas de gestão da entidade. São elas: revisão do plano de saúde, estruturação de uma política de remuneração e carreira e elaboração do código de ética da Associação. Além dessas ações também foram tratadas a adequação da jornada de trabalho dos consultores dos Núcleos e do Gestão Compartilhada e a implantação de um plano interno de comunicação.

Contratação, Remuneração e Benefícios A força de trabalho da Associação Empresarial de Joinville é composta por 22 pessoas, responsáveis pela execução dos diferentes serviços oferecidos pela entidade. O critério para a contratação de funcionários na ACIJ está relacionado ao número necessário de profissionais, bem como às competências técnicas e comportamentais essenciais para o desempenho adequado de suas funções. No último ano, a ACIJ realizou o mapeamento dos seus processos de gestão para permitir a revisão da sua estrutura, especialmente da área de apoio e da área de negócio. Para que essa avaliação fosse possível, a Associação agrupou funções de profissionais que atuavam nos Núcleos e no Programa Gestão Compartilhada. Na área de apoio houve redução do quadro de funcionários devido à terceirização de serviços administrativos. Esse redirecionamento propiciará novas contratações para as áreas de relacionamento com o associado fortalecendo a qualidade do atendimento. Número de colaboradores, por área da Associação Diretoria executiva e jurídico

Maio de 2010 a Abril de 2011 2

Maio de 2011 a Abril de 2012 2

Relacionamento com associado

5

4

Consultoria e Gestão Compartilhada

9

7

Administrativo

5

5

Financeiro

3

3

Entidades Patronais

1

1

26

22

Total

Na ACIJ o processo de recrutamento e seleção é feito pela área de Recursos Humanos em conjunto com a coordenação da área que oferta a vaga. Quando há necessidade a entidade conta com o apoio de empresas especializadas em recrutamento e seleção. Para cada vaga ofertada, seja no nível operacional, de analista, de gestão ou de direção são priorizados candidatos do município de Joinville, região ou de Santa Catarina. Na ACIJ, 78,5% dos trabalhadores são contratados em regime celetista e realizam jornada de trabalho de 44 horas semanais. Todo este grupo é regido por acordos de negociação coletiva assegurados pelos sindicatos das categorias: SINDASPI e SESCON. Além dos profissionais contratados via CLT, a Associação ainda conta com o apoio de profissionais autônomos e estagiários. Número de colaboradores, por tipo de contrato

Maio de 2010 a Abril de 2011

Maio de 2011 a Abril de 2012

Estagiários

3

2

Terceiros

2

2

Celetistas

26

22

3

2

34

28

Entidades Sindicais Total

Indicadores de Desempenho

35


A Associação respeita a legislação trabalhista e pratica o piso salarial estabelecido na Convenção Coletiva do Trabalho (CCT), que é superior ao mínimo nacional. Os níveis de faixa salarial da ACIJ também levam em consideração as faixas salariais praticadas no mercado. O plano de cargos e salários considera três faixas salariais, estruturadas nos níveis Júnior, Pleno e Sênior. Anualmente no período da convenção coletiva, por meio da avaliação de desempenho, é revisada a remuneração dos trabalhadores. O salário mínimo nacional em 2011 era de R$ 545,00, enquanto que em 2012 o valor subiu para R$ 622,00. Na ACIJ o menor salário pago neste período foi de R$ 904,00, ou seja, 45,3% a mais do que o mínimo nacional.

Benefício

Auxílio Creche

Descrição

A quem se destina

Oferecido para atendimento de crianças de 0 a 6 anos de idade. Reembolso mensal de R$ 96,00 por criança.

2 Funcionários

Seguro de Vida - Auxílio funeral

R$ 3.000,00 por pessoa

Somente para o funcionário

Vale Alimentação

R$ 11,00 por dia

Todos os funcionários celetistas

Util Card

Cartão de desconto, abatido na folha de pagamento dos funcionários.

Funcionários celetistas

Ginástica Laboral

Ocorre três vezes por semana. O serviço é prestado pela empresa associada Ergosports

Funcionários celetistas, estagiários, terceirizados e condôminos do prédio da ACIJ.

Plano de Saúde

Bradesco Saúde

Todos os funcionários. É cobrado 20% do fator moderador para as consultas e exames de rotinas.

Os funcionários da ACIJ têm acesso a um conjunto de benefícios como plano de saúde, auxílio educação, auxílio creche, vale farmácia, seguro de vida, ginástica laboral, vale alimentação e auxílio funeral. Esses benefícios englobam todos os profissionais, não havendo nenhuma diferenciação por nível hierárquico. De maio de 2011 a abril de 2012 foram investidos R$ 145.120,00 em benefícios.

Investimento em Benefícios Valores investidos por ano

36

Maio de 2011 a Abril de 2012

Auxílio Creche

R$ 2.304,00

Seguro de Vida

R$ 5.380,00

Ginástica Laboral

R$ 4.896,00

Vale Alimentação

R$ 58.080,00

Plano de Saúde

R$ 74.460,00

Total

R$ 145.120,00

Indicadores de Desempenho


Saúde, Segurança e Desenvolvimento A ACIJ realiza o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais para avaliar e oferecer uma adequada condição de trabalho aos seus funcionários. Por meio do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional são feitos todos os exames clínicos e laboratoriais, de dois em dois anos, e emitidos os Atestados de Saúde Ocupacional dos profissionais da Associação. No período de abril de 2011 a maio de 2012 foram realizadas palestras abordando saúde e segurança no ambiente de trabalho e sobre prevenção de incêndios, atingindo a maioria dos funcionários. Também ocorreu a campanha de vacinação contra a gripe H1N1. E, periodicamente, são realizadas atividades de ginástica laboral para todos os trabalhadores.

Treinamento em Saúde e Segurança Treinamento

Nº de participantes de Abril de 2010 a Maio de 201

Nº de participantes de Abril de 2011 a Maio de 2012

Palestra segurança corporativa

Não houve

20 funcionários

Curso anual de prevenção contra incêndio

Todos os funcionários

Todos os funcionários

Treinamentos e incentivos educacionais Anualmente a Associação Empresarial de Joinville avalia a necessidade de treinamentos a serem realizados com o seu público interno. Os treinamentos são estruturados em duas modalidades: os de curta duração e os investimentos em auxílio educação. De maio de 2011 a abril de 2012, os temas abordados nos cursos de curta duração foram: Empreeendedorismo, Exportação, Gestão Eficiente de Energia, Metodologia Metaplan, Coleta Seletiva, Programação Neurolinguística, Administração do Tempo, Palestras Motivacionais e Comunicação. Para os cargos de gestão e direção foram executados cursos voltados à Excelência em Gestão, Liderança e Planejamento Estratégico. A meta anual de treinamento de curta duração de cada colaborador é de 30 horas. Média de horas de treinamento Funcionários

Abril de 2010 a Maio de 2011 32 horas

Abril de 2011 a Maio de 2012 46 horas

Em auxílio educação foram investidos no período de abril de 2011 a maio de 2012 R$ 25.682,00. Já o incentivo por meio de bolsa de estudo no mesmo período do ano anterior foi de R$ 20.529,00. Mostrando um crescimento no período 2011/2012 de 25%. A ACIJ disponibiliza aos seus funcionários bolsa de estudo de até 50%, limitado ao valor de R$ 300,00 para os cursos de nível superior e pós-graduação. Investimento em auxílio educação Bolsa de estudo

Abril de 2010 a Maio de 2011 R$ 20.529,00

Abril de 2011 a Maio de 2012 R$ 25.682,00

Indicadores de Desempenho

37


Responsabilidade Ambiental O respeito ao meio ambiente é um dos pilares da sustentabilidade. Ele se efetiva por meio da utilização racional dos recursos naturais de maneira a assegurar a capacidade do ambiente em prover o desenvolvimento das sociedades humanas de forma permanente. A ACIJ avançou nas suas práticas em relação ao cuidado com o meio ambiente com o aprimoramento dos seus processos de gestão. Por meio da parceria com o Núcleo do Meio Ambiente, a Associação identificou os aspectos ambientais centrais que devem ser controlados nas suas atividades operacionais a fim de reduzir o consumo de recursos naturais e a geração de resíduos. Assim, os aspectos relativos ao consumo e descarte de materiais, o consumo e descarte de água, e o consumo e a eficiência de energia foram considerados prioritários pela ACIJ e são observados visando a sua racionalização para não provocar o esgotamento de recursos naturais. Consumo de materiais Nas atividades administrativas da ACIJ o principal material utilizado é o papel sulfite. Para racionalizar o seu uso, os funcionários são orientados a reduzir as impressões dando preferência à comunicação eletrônica. Quando possível reutilizam o verso dos papéis, confeccionam blocos de rascunhos e ainda encaminham para a reciclagem em caso de disposição final. A medição desse indicador ocorreu a partir de abril de 2011.

38

Recursos Materiais Comprados

Volume

Papel Sulfite

250 resmas de papel A4

Indicadores de Desempenho


Consumo de Energia A principal fonte de energia da ACIJ é adquirida através da rede de Centrais Elétricas de Santa Catarina (CELESC). Fonte de Energia Elétrica

Maio de 2010 a Abril de 2011

Maio de 2011 a Abril de 2012

Média Mensal: 13.674 KW

Média Mensal: de 15.047 KW

Energia Economizada No período de abril de 2011 a maio de 2012, a ACIJ implantou várias ações visando à eficiência energética no edifício onde a entidade está instalada. O plano de ação foi estruturado pela Comissão Interna de Consumo de Energia e as medidas executadas foram:

Instalação de um gerenciador para supervisionar o uso da energia elétrica através de medidores digitais;

Automatização do sistema de ar condicionado de todo o prédio;

Troca de lâmpadas dicróicas por LED;

Instalação de timer digital em equipamentos como copiadoras e bebedouros;

Instalação de sensores de presença em pontos como corredores, banheiros e garagem.

Além disso, foram realizadas na ACIJ palestras e reuniões de sensibilização com os funcionários e condôminos do edifício para a conscientização sobre o uso eficiente de energia elétrica. Os principais resultados do plano de ação foram o redimensionamento da demanda de energia necessária para o edifício, proporcionado pelo melhor controle e monitoramento do consumo. Como conseqüência, a ACIJ reduziu a contratação de energia, evitando o pagamento de quilowatts excedentes. No período de abril de 2011 a maio de 2012, a Associação teve aumento de 36% nos empréstimos de salas oferecidas ao associado, o que impactou diretamente no consumo de energia do edifício da entidade. Esse dado explica a variação apresentada anteriormente no quadro Consumo de Energia.

Consumo de Água A principal fonte de abastecimento de água da ACIJ provém da Companhia de Abastecimento Municipal Águas de Joinville. Fonte de Água

Maio de 2010 a Abril de 2011

Maio de 2011 a Abril de 2012

Companhia de Abastecimento

Média Mensal: 71 m³

Média Mensal: 81 m³

A variação no consumo de água se deve ao acréscimo de 28% de pessoas que circularam no prédio da Associação no período de maio de 2011 a abril de 2012. O número de pessoas aumentou porque houve maior procura pelos serviços fornecidos pela ACIJ.

Indicadores de Desempenho

39


Volume de Água Reciclada e Reutilizada A sede da ACIJ conta com um sistema que possibilita a captação da água da chuva em um volume total de 30.000 litros, armazenado em uma caixa d’água e duas cisternas. A água coletada é reciclada e reutilizada nos banheiros do prédio da Associação. Para o próximo período está prevista a aquisição de um medidor que será instalado no sistema de captação e permitirá mensurar a média de volume mensal de água reutilizada.

Descarte de água A ACIJ realizou o estudo do volume de descarte de água conforme estabelece a Norma Brasileira 13.969/97, que define o sistema de tratamento a ser utilizado. No caso da Associação, é utilizado o serviço de coleta pública de esgoto oferecido pela Companhia Águas de Joinville.

Resíduos Gerados A ACIJ em parceria com o Núcleo de Meio Ambiente desenvolveu um procedimento para a implantação da Coleta Seletiva na entidade, visando selecionar, descartar e destinar corretamente os resíduos gerados pelos setores administrativos, além de propiciar a redução, reutilização e reciclagem dos resíduos. Foram disponibilizadas lixeiras identificadas para a separação de papel, plástico, metal, vidro, resíduo orgânico, resíduo contaminado e resíduos perigosos. Também foi definido o destino dos cartuchos vazios de impressoras e componentes de informática. Além disso, foram realizadas palestras e reuniões envolvendo todos os funcionários da entidade para sensibilizá-los em relação à redução e reutilização dos materiais, bem como o descarte correto de resíduos. O monitoramento desse indicador iniciou em novembro de 2011. No momento os resíduos gerados são mensurados em dois tipos de classificação: reciclável e não-reciclável. Resíduo por tipo

Maio de 2011 a Abril de 2012

Reciclável

Média Mensal: 84 sacolas de 100 litros

Não-Reciclável

Média Mensal: 65 sacolas de 100 litros

Investimentos em Proteção Ambiental Para a implementação das ações voltadas à proteção ambiental, a ACIJ investiu recursos financeiros na ordem de R$ 8.250,00.

40

Tipo de Despesa

Maio de 2011 a Abril de 2012

Materiais e Equipamentos para Eficiência Energética

R$ 6.900,00

Tratamento e Disposição de Resíduos

R$ 1.350,00

Total

R$ 8.250,00

Indicadores de Desempenho


Responsabilidade com a Sociedade Comunidade

A ACIJ considera o relacionamento com a comunidade e as instituições sociais e governamentais um fator relevante nas suas atividades. Por meio de apoios, a Associação busca promover a melhoria das condições de diferentes grupos da comunidade, e dessa maneira, contribuir para o desenvolvimento do ambiente social em Joinville. A disponibilização de espaço físico e o estímulo ao voluntariado são as principais formas de apoio oferecido pela ACIJ. A cessão do espaço físico da Associação para a realização de palestras, encontros, capacitação e eventos de organizações não governamentais e governamentais ocorre por meio da avaliação da diretoria da ACIJ que analisa os ofícios encaminhados à entidade. No período de maio de 2011 a abril de 2012 foram cedidas 28 vezes as salas da Associação. A ACIJ estimula as ações voluntárias, reconhece e apoia as práticas voltadas ao desenvolvimento da comunidade, além de outras ações direcionadas às empresas e aos diferentes segmentos de atuação. Até dezembro de 2011 os Núcleos realizavam as ações voluntárias individualmente. No entanto, a partir de Janeiro de 2012, o Conselho dos Núcleos, visando otimizar o impacto nas comunidades atendidas, realizou uma pesquisa e identificou os bairros com maiores índices de necessidades em Joinville. A partir dessa análise, o bairro Adhemar Garcia foi definido como região prioritária para a ação voluntária coletiva de todos os Núcleos. O Conselho dos Núcleos também concluiu que as atividades voluntárias estarão preferencialmente relacionadas às expertises de cada Núcleo. No período de maio de 2011 a abril de 2012 foram realizadas sete ações voluntárias, alcançando 15.124 beneficiados, entre crianças, adolescentes, adultos e idosos.

Indicadores de Desempenho

41


Trabalho Voluntário dos Núcleos

Voluntários

Instituição Beneficiada

Público

Número de Beneficiados

Recursos Arrecadados e Serviços Oferecidos

Lar Emanuel Cantinho do Imigrante

Crianças e idosos

31

Núcleo de Gestores da Saúde

700 peças de roupas adultas e infantis, calçados e cobertores

Comunidade em geral

Crianças, adultos e 10.000 idosos

Voluntários

Instituição Beneficiada

Público

Número de Beneficiados

Recursos Arrecadados e Serviços Oferecidos

Parceiros

Lar Dona Vicentina

Idosos

13

Leite integral, alimentos não perecíveis e produtos de higiene pessoal

Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), FACISC e Sebrae

Voluntários

Instituição Beneficiada

Público

Número de Beneficiados

Recursos Arrecadados e Serviços Oferecidos

Parceiros

Núcleo de Comunicação Visual

Associação de Reabilitação da Criança Deficiente (ARCD)

Crianças e adultos

30

Revitalização da fachada da ARCD

Belmetal

Voluntários

Instituição Beneficiada

Público

Número de Beneficiados

Recursos Arrecadados e Serviços Oferecidos

Parceiros

4000

Núcleo de Postos de Combustíveis

Bairro Paranaguamirim Crianças Bairro Ulisses Guimarães e adolesEcos da Esperança centes Centro de Integração Social “Um Novo Dia” Projeto Resgate

4000 brinquedos e jogos

Voluntários

Instituição Beneficiada

Público

Número de Beneficiados

Recursos Arrecadados e Serviços Oferecidos

Escola Luiz Gomes Bairro Adhemar Garcia

Crianças e adolescentes

900

Aproximadamente 19 Os 22 Núcleos mil unidades entre cadernos, lápis de cor, canetinhas, mochilas, borrachas, apontadores, lápis preto, canetas, sulfite e papel almaço.

Núcleo de Farmácia de Manipulação

Conselho dos Núcleos

- Bairro Adhemar Garcia

42

Indicadores de Desempenho

Parceiros

Serviços à comunidade: medição de pressão e realização de exames preventivos para diagnóstico precoce do diabetes

Parceiros


Participação e Posicionamento sobre Políticas Públicas Com a força da representação das empresas de Joinville, a Associação realiza atividades organizadas e coordenadas para influenciar o aprimoramento de práticas, a elaboração de políticas e as decisões governamentais de interesse público. Por meio da articulação e consolidação dos interesses das empresas associadas, da comunidade e do município, a ACIJ se posiciona diante de temas relevantes que afetam o desenvolvimento sustentado da região. Entre eles estão as prioridades estratégicas da entidade. São elas: Educação - o aprimoramento do ensino superior, especialmente na área tecnológica e o atendimento a novas demandas do município. Até 2020, Joinville deve aumentar em 50% a sua população. Energia – a ampliação da oferta de fornecimento de energia elétrica, a geração de fonte alternativa de energia e o uso racional desse recurso natural pelas empresas. Inovação Tecnológica - implantação do Parque de Inovação Tecnológica de Joinville para oferecer infraestrutura às empresas dos setores de saúde, biotecnologia, fármacos, TIC, economia verde, logística (mobilidade) e materiais. Uso e Ocupação do Solo - a ocupação industrial às margens das rodovias e a regularização de área urbana no distrito industrial leste como forma de assegurar o desenvolvimento industrial nestas regiões. Ampliação do Aeroporto de Joinville – ampliação da pista e do terminal, além da formalização de convênio entre estado e município para a evolução das obras. Burocracia – redução do tempo de resposta para consultas, licenças, alvarás e outros documentos emitidos pelos órgãos públicos. Os principais projetos encaminhados e aprovados de maio de 2011 a abril de 2012 foram: Instalação de escritório avançado do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) na sede da ACIJ para atendimento aos associados e demais interessados. Formulação de pedido para autorizar a Celesc a realizar o enterramento da rede elétrica no centro da cidade, complementando o trabalho já concluído na Via Gastronômica de Joinville. Formulação de pedido em conjunto com a Sociedade Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville para construção e aparelhamento do Centro de Treinamento de Bombeiros. Formulação de pedido para que seja firmado o convênio entre a Infraero e a prefeitura de Joinville a fim de implementar obras de melhorias no aeroporto do município. Formulação de pedido para o aperfeiçoamento dos Serviços da Fatma/Joinville visando a emissão de licenças e alvarás em menor tempo. Para que isso ocorra existe a possibilidade de serem chamadas 62 pessoas aprovadas no último concurso público.

Indicadores de Desempenho

43


Relacionamento com Fornecedores Por meio do Sistema da Qualidade, a ACIJ define sua política para seleção e contratação de fornecedores. A aquisição de materiais e serviços ocorre respeitando os requisitos de compra estabelecidos para dois grupos principais de fornecedores. O primeiro, denominado Fornecedores Qualificados, também são compreendidos como críticos pela possibilidade de impactar as atividades da Associação. Já o segundo grupo é denominado como Fornecedores e devem atender aos requisitos de fornecimento com uma possibilidade reduzida de impacto às atividades da entidade. A ACIJ compreende que as empresas que oferecem serviços terceirizados como limpeza, vigilância e manutenção de equipamentos são considerados Fornecedores Qualificados. É prioritário que eles atendam aos requisitos voltados aos Direitos Humanos, especialmente os relacionados aos Direitos Fundamentais do Trabalho previstos na Consolidação das Leis Trabalhistas. Para 100% destes fornecedores são incluídas cláusulas contratuais sobre a responsabilidade pelo cumprimento das obrigações legais, fiscais, trabalhistas e previdenciárias. Para monitorar o cumprimento desses requisitos, mensalmente são solicitados os documentos que evidenciam o seu cumprimento, como as Guias e Certidões Negativas de Débito. Em caso de não conformidade, a ACIJ realiza a abertura de um Relatório de Ação Corretiva em que são tratados as ações e prazos para o seu atendimento. Os trabalhadores das empresas que prestam serviço terceirizado para a ACIJ recebem, em conjunto com os demais funcionários, treinamentos sobre saúde e segurança e informações relacionadas aos Direitos Humanos.

Aquisição de Materiais e Serviços A ACIJ tem como política de aquisição priorizar a contratação de serviços e a compra de materiais de seus associados. Caso isso não seja possível, a entidade busca no mercado local algum fornecedor que atenda a sua demanda. Dessa maneira, a associação fortalece o associativismo e contribui para o desenvolvimento da economia da cidade. A aquisição de materiais ou serviços é efetuada conforme responsabilidades definidas através de contrato e orçamentos que devem descrever claramente o material e/ou serviço adquirido. Entre maio de 2011 e abril de 2012 foram executadas compras das empresas associadas bem como aquisições provenientes de fornecedores locais. Classificação de Fornecedores

Tipo de Serviço/Material Valor pago de Maio de 2010 a Abril de 2011

Valor pago de Maio de 2011 a Abril de 2012

Fornecedores Qualificados

Manutenção

R$ 321.336,83

R$ 269.389,90

Serviços

R$ 700.992,31

R$ 722.726,66

Material de Expediente

R$ 36.774,98

R$ 39.677,54

Copa

R$ 41.541,68

R$ 49.719,66

R$ 1.100.645,80

R$ 1.081.513,76

Fornecedores

Total

44

Indicadores de Desempenho


Sumário GRI 1.Indicador 1.1

Página Declaração do detentor do cargo com maior poder de decisão na organização (como diretor-presidente, presidente do conselho de administração ou cargo equivalente) sobre a relevância da sustentabilidade para a organização e sua estratégia

2. Perfil Organizacional 2.1 Nome da organização 2.2 Principais marcas, produtos e/ou serviços 2.3 Estrutura operacional da organização, incluindo principais divisões, unidades operacionais, subsidiárias e joint ventures 2.4 Localização da sede da organização 2.6 Tipo e natureza jurídica da propriedade 2.7 Mercados atendidos 2.8 Porte da organização 2.9 Principais mudanças durante o período coberto pelo relatório referente a porte, estrutura ou participação acionária 2.10 Prêmios recebidos no período coberto pelo relatório 3. Perfil do Relatório 3.1 Período coberto pelo relatório 3.2 Data do relatório anterior mais recente Abril/ 2011 3.3 Ciclo de emissão de relatórios Anual 3.4 Dados para contato em caso de perguntas relativas ao relatório ou seu conteúdo 3.5 Processo para a definição do conteúdo do relatório 3.6 Limite do relatório 3.7 Declaração sobre quaisquer limitações específicas quanto ao escopo ou ao limite do relatório 3.8 Base para a elaboração do relatório no que se refere a joint ventures, subsidiárias, instalações arrendadas, operações terceirizadas e outras organizações que possam afetar significativamente a comparabilidade entre períodos e/ou entre organizações 3.9 Técnicas de medição de dados e as bases de cálculos, incluindo hipóteses e técnicas, que sustentam as estimativas aplicadas à compilação dos indicadores e outras informações do relatório 3.10 Explicação das conseqüências de quaisquer reformulações de informações fornecidas em relatórios anteriores e as razões para tais reformulações 3.11 Mudanças significativas em comparação com anos anteriores no que se refere a escopo, limite ou métodos de medição aplicados no relatório 3.12 Sumário de conteúdo GRI 4. Governança, Compromissos e Engajamento 4.1 Estrutura de governança da organização 4.3 Membros independentes ou não-executivos do mais alto órgão de governança 4.4 Mecanismos para que acionistas e empregados façam recomendações ou dêem orientações ao mais alto órgão de governança 4.8 Declarações de missão e valores, códigos de conduta e princípios internos relevantes para o desempenho econômico, ambiental e social 4.13 Participação em associações 4.14 Relação de grupos de stakeholders engajados pela organização 4.15 Base para a identificação e seleção de stakeholders com os quais se engajar 4.16 Abordagens para o engajamento dos stakeholders, incluindo a frequência do engajamento por tipo e por grupos de stakeholders 4.17 Principais temas e preocupações que foram levantados por meio do engajamento dos stakeholders e que medidas a organização tem adotado para tratá-los Indicadores de Desempenho Econômico Aspecto: Desempenho Econômico EC1

Página

Valor econômico direto gerado e distribuído, incluindo receitas, custos operacionais, remuneração de empregados (salário+encargo), doações e outros investimentos na comunidade, lucros acumulados e pagamentos para provedores de capital (banco+acionista) e governos (impostos)

EC4 Ajuda financeira significativa recebida do governo Aspecto: Presença no Mercado EC5 Variação da proporção do salário mais baixo comparado ao salário mínimo local em unidades operacionais importantes EC6 Políticas, práticas e proporção de gastos com fornecedores locais em unidades operacionais importantes EC7 Procedimentos para contratação local e proporção de membros de alta gerência recrutados na comunidade local em unidades operacionais importantes

Sumário GRI

45


Indicadores de Desempenho Social Práticas Trabalhistas e Trabalho Decente

Página

Aspecto: Emprego LA1 Total de trabalhadores, por tipo de emprego, contrato de trabalho e região LA3

Benefícios oferecidos a empregados de tempo integral que não são oferecidos a empregados temporários ou em regime de meio período, discriminados pelas principais operações Aspecto: Relação entre os Trabalhadores e Governança LA4 Percentual de empregados abrangidos por acordos de negociação coletiva Aspecto: Saúde e Segurança no Trabalho LA8 Programas de educação, treinamento, aconselhamento, prevenção e controle de risco em andamento para dar assistência a empregados, seus familiares ou membros da comunidade com relação a doenças graves Aspecto: Treinamento e Educação LA10 Média de horas de treinamento por ano, por empregado, discriminadas por categoria funcional Sociedade Aspecto: Comunidade SO1 Natureza, escopo e eficácia de quaisquer programas e práticas para avaliar e gerir os impactos das operações nas comunidades, incluindo a entrada, operação e saída Aspecto: Políticas Públicas SO5 Posições quanto a políticas públicas e participação na elaboração de políticas públicas e lobbies. SO6 Valor total de contribuições financeiras e em espécie para partidos políticos ou instituições Não houve relacionadas, discriminadas por país Aspecto: Conformidade SO7 Número total de ações judiciais por concorrência desleal, práticas de truste e monopólios e Não houve seus resultados SO8 Valor monetário de multas significativas e número total de sanções não-monetárias resultan- Não houve tes da não-conformidade com leis e regulamentos Direitos Humanos Aspecto: Práticas de Investimento e de Processos de Compra HR2 Percentual de empresas contratadas e fornecedores críticos que foram submetidos a avaliações referentes a direitos humanos, e medidas tomadas Responsabilidade pelo Produto Aspecto: Rotulagem de Produtos e Serviços PR5 Práticas relacionadas à satisfação do cliente, incluindo resultados de pesquisas que medem essa satisfação Aspecto: Comunicações de Marketing PR6 Programas de adesão às leis, normas e códigos voluntários relacionados a comunicações de marketing, incluindo publicidade, promoção e patrocínio Indicadores de Desempenho Ambiental Aspecto: Materiais EN1

Página

Materiais usados por peso ou volume

Aspecto: Energia EN3 Consumo de energia direta discriminado por fonte de energia primária EN5 Energia economizada devido a melhorias em conservação e eficiência Aspecto: Água EN8 Total de retirada de água por fonte EN10 Percentual e volume total de água reciclada e reutilizada Aspecto: Emissões, Efluentes e Resíduos EN21 Descarte total de água, por qualidade e destinação EN22 Peso total de resíduos, por tipo e método de disposição Aspecto: Conformidade EN28 Valor monetário de multas significativas e número total de sanções não monetárias resultantes Não houve da não-conformidade com leis e regulamentos ambientais Aspecto: Geral EN30 Total de investimentos e gastos em proteção ambiental, por tipo

46

Sumário GRI


Informações Corporativas ACIJ – Associação Empresarial de Joinville Avenida Aluísio Pires Condeixa, 2.550, Saguaçu - Joinville - SC CEP: 89221-750 Fone: (47) 3461 3333 www.acij.com.br

CONTATO A ACIJ está disponível para oferecer mais informações ou receber comentários sobre este Relatório através do contato: Diogo Haron Diretor Executivo ACIJ E-mail: diogo@acij.com.br Fone: (47) 3461.3333

CRÉDITOS Coordenação: Diretoria executiva da ACIJ Consultoria GRI: SESI/SC Fotos: Mauro Artur Schlieck, Peninha Machado e Think Stock Projeto Gráfico: Consultoria em Responsabilidade Corporativa – SESI/SC Tiragem: 1500 exemplares A ACIJ agradece a todos os funcionários envolvidos no levantamento das informações contidas neste Relatório de Sustentabilidade.

Informações Corporativas

47


ACIJ  

ACIJ - relatório

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you