Page 1


“Sempre que meu amigo David Powlison oferece seu conhecimento sobre como lidar com dificuldades, eu ouço. Longe de dispensar chavões de uma torre de marfim, David ancora-se nas Escrituras e as prende firmemente em nosso pensamento, proporcionando passos práticos para abraçar o Deus da Bíblia, que, a propósito, escreveu o livro sobre o sofrimento. A sabedoria de David me ajudou em uma significativa parte dos meus anos como tetraplégica, e eu recomendo A graça de Deus no seu sofrimento. Que grande guia para aqueles que, todos os dias, percorrem o caminho árduo e manchado de sangue para o Calvário.” Joni Eareckson Tada, Fundadora, Joni and Friends International Disability Center

“Às vezes navegar no conselho dos outros enquanto se está sofrendo pode ser um teste adicional. Powlison coloca tudo isso de lado ao dar aos leitores o evangelho – mostrando-lhes o firme alicerce da Palavra. Ele coloca a bússola da Palavra de Deus em nossas mãos trêmulas e nos aponta para o norte verdadeiro: o próprio Cristo.” Gloria Furman, coeditora, Ministério de Mulheres; autora, A esposa do pastor, Sem tempo para Deus, Vislumbres da graça e Ministério de Mulheres (Editora Fiel)

“Tocante, refrescante e completamente bíblico, A graça de Deus no seu sofrimento é um copo de água fresca para aqueles que estão no deserto do sofrimento. Escrevendo a partir da perspectiva de um companheiro sofredor e um sábio


conselheiro, Powlison gentilmente nos leva a encontrar a bondade, a graça e a presença consoladora de Deus em nossa dor. Vemos como Deus está trabalhando em nossas provações e pode fazer surgir ouro a partir de nossas aflições. Minha cópia está bem marcada, pois sei que vou me referir a este livro penetrante vez após vez!” Vaneetha Rendall Risner, autora, The Scars That Have Shaped Me: How God Meets Us in Suffering

“Como David Powlison entende que ‘o bem profundo em nossas vidas muitas vezes surge de uma mistura de sofrimento significativo’, ele está apto a nos conduzir em um workshop sobre o sofrimento e a graça de Deus. E é exatamente isso que A graça de Deus no seu sofrimento é – uma oficina onde Powlison nos guia pela Escritura, pelo hino ‘Que Firme Alicerce’ e nossas (e suas) experiências, para que possamos ver a bondade de Deus e buscar a graça de Deus em nosso sofrimento e através dele”. Juan R. Sanchez, pastor da Igreja Batista de High Pointe, Austin, Texas;

“Aqui está um pequeno livro que é extenso em sabedoria bíblica para a vida real. Anseio por colocar esse livro nas mãos daqueles que lutam para conectar as promessas da Bíblia às dolorosas realidades da vida neste mundo de uma forma que traga a paz”. Nancy Guthrie, autora, Hearing Jesus Speak Into Your Sorrow


“Sim e amém! David Powlison reúne o sofrimento ao poderoso e terno Deus que está conosco em nossos sofrimentos, e em quem eles encontram significado e propósito. Você encontrará uma visão panorâmica que sopra esperança e encorajamento, bem como profundas ideias valiosas que você desejará espalhar por todo canto para saboreá-las. Como sempre, David torna as coisas práticas, pessoais e ‘comuns’. Se você vive neste mundo caído, você vai querer ler este livro!” Elizabeth W. D. Groves, Professora de Antigo Testamento, Seminário Teológico Westminster; autora, Grief Undone e Becoming a Widow


P888g

Powlison, David, 1949A graça de Deus no seu sofrimento / David Powlison ; [tradução: Ingrid Rosane de Andrade Fonseca]. – São José dos Campos, SP: Fiel, 2019. Tradução de: God's grace in your suffering. Inclui referências bibliográficas. ISBN 9788581326337 (impresso) 9788581326344 (e-book) 1.Hinos, Inglês – História e crítica. 2. Consolação. 3. Sofrimento – Aspectos religiosos – Cristianismo. I. Título. CDD: 248.86

Catalogação na publicação: Mariana C. de Melo Pedrosa – CRB07/6477 A GRAÇA DE DEUS NO SEU SOFRIMENTO

Todos os direitos em língua portuguesa reservados por Editora Fiel da Missão Evangélica Literária

Traduzido do original em inglês: God's Grace in Your Suffering Copyright © 2018 by David Powlison

Proibida a reprodução deste livro por quaisquer meios sem a permissão escrita dos editores, salvo em breves citações, com indicação da fonte.

Publicado originalmente por Crossway 1300 Crescent Street Wheaton, Illinois 60187 Copyright © 2019 Editora Fiel Primeira edição em português: 2019 Todas as citações bíblicas foram retiradas da versão Almeida Revista e Atualizada exceto quando informadas outras versões ao longo do texto.

Diretor: James Richard Denham III Editor-chefe: Tiago Santos Tradução: Ingrid Rosane de Andrade Fonseca Revisão: Maurício Fonseca dos Santos Jr. Diagramação: Rubner Durais Capa: Rubner Durais ISBN: 978-85-8132-633-7 (impresso) ISBN: 978-85-8132-634-4 (eBook) Caixa Postal 1601 CEP: 12230-971 São José dos Campos, SP PABX: (12) 3919-9999 www.editorafiel.com.br


Aos homens e mulheres com os quais tenho o privilégio de trabalhar na Christian Counseling & Educational Foundation. Sua fé, amor, sabedoria e dons significam muito para mim pessoalmente. Vocês dão riqueza ao corpo de Cristo. Vocês dão a si mesmos. Obrigado.


Nós humildemente rogamos a Ti, da Tua bondade, ó Senhor, para consolar e socorrer todos aqueles que, nesta vida transitória, estão passando por aflições, tristeza, necessidade, doença ou qualquer outra adversidade. Livro de Oração Comum

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai de misericórdias e Deus de toda consolação! É ele que nos conforta em toda a nossa tribulação, para podermos consolar os que estiverem em qualquer angústia, com a consolação com que nós mesmos somos contemplados por Deus. 2 Coríntios 1.3-4


SUMÁRIO

Introdução...................................................................................11 1. Seu sofrimento significativo............................................19 2. Que firme alicerce............................................................25 3. Ouça bem..........................................................................35 4. Eu sou contigo..................................................................51 5. Eu sou contigo para um propósito.................................65 6. Meu propósito amoroso é a sua transformação............81 7. Provarei meu amor até o fim da sua vida.......................99 8. Nunca abandonarei você...............................................111 Coda..........................................................................................121


INTRODUÇÃO

Jó, sua esposa e seus três amigos concordavam em duas coisas. Nossas vidas são “breves no tempo e cheias de inquietação” ( Jó 14.1), e a mão de Deus está intimamente relacionada com nossas inquietações. Mas contendas e perplexidade se abateram sobre eles ao tentarem explicar exatamente como Deus e as inquietações se relacionam. Eles discutiram sobre a causa das inquietações de Jó; ninguém compreendia o pano de fundo do drama cósmico. Eles discutiram sobre o que Deus estava fazendo; ninguém compreendia que Deus tinha bons propósitos além da compreensão humana e que ele não estava punindo Jó. Eles discutiram sobre a validade da profissão de fé de Jó e sua fidelidade; ninguém compreendia que Jó era tanto modelo de santidade quanto homem em processo de santificação. E eles discutiram sobre quem deveria fazer o que em resposta à


12 | A GRAÇA DE DEUS NO SEU SOFRIMENTO

aflição; ninguém compreendia que o Senhor apareceria, que ele estaria fazendo as perguntas, que seus propósitos seriam cumpridos. O próprio Senhor descreveu Jó como “homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal” (Jó 1.8). Mas quem poderia ter previsto a jornada tumultuosa que provaria esse fato? Milhares de anos depois, nós, humanidade, ainda somos breves no tempo e cheios de inquietações. E nossas aflições ainda nos deixam perplexos. Por que isso está acontecendo comigo? Onde está Deus? O que ele está fazendo? Como é a fé? Como o Senhor se mostra a nós? Por que a jornada é tão tumultuada? E que diferença faz que no espaço de tempo entre as aflições de Jó daquela época e as suas aflições de agora, o Verbo se fez carne e habitou entre nós? Jó disse: Eu sei que o meu Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra. Depois, revestido este meu corpo da minha pele, em minha carne verei a Deus. Vê-lo-ei por mim mesmo, os meus olhos o verão, e não outros; de saudade me desfalece o coração dentro de mim. ( Jó 19.25-27)

O Redentor de Jó veio ao seu encontro finalmente. O Senhor respondeu do meio de um redemoinho, e Jó disse: “Agora os meus olhos te veem” (Jó 42.5). Mas nós vemos com ainda mais clareza. De onde estamos, podemos ver Jesus Cristo. Vemos mais de quem o Redentor é. Vemos mais de


Introdução | 13

suas obras. Dizemos mais do que Jó poderia dizer: “Deus, que disse: Das trevas resplandecerá a luz, ele mesmo resplandeceu em nosso coração, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo” (2Co 4.6). Nós vemos. Mas nossas vidas ainda são “breves no tempo e cheias de inquietação”. Aqui está a preocupação central do livro diante de você. Quando você enfrenta aflições, perdas, impotência e dor, como o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo o alcança e o conforta? Como graça e bondade o encontram, tocam-no, trabalham com você e caminham ao seu lado através das águas profundas? Você provavelmente já conhece ao menos parte das “respostas corretas”. Considere agora três amplas verdades: A primeira, é óbvio, tanto a partir da Escritura quanto da experiência pessoal, que Deus nunca estabelece uma zona de segurança mantendo todos os problemas afastados. Ele nunca promete que sua vida será segura, fácil, tranquila, saudável e próspera. Pelo contrário, você e eu podemos ter a certeza de que experimentaremos perigos, dificuldades, sofrimento, problemas de saúde e perdas. E alguns dos amados filhos de Deus vivem vidas particularmente carregadas de dor física, pobreza, isolamento, traição e perda. Para todos nós, a morte é a aflição final inevitável e iminente. Nós, seres-humanos, somos como os lírios no Vale da Morte após a chuva. Florescemos por um momento. Então o vento passa sobre nós e desvanecemos sem deixar rastro. Essa é a descrição dos filhos amados e abençoados de Deus de acordo com o Salmo 103.15-16. Claro que pessoas alheias a Deus também vivem vidas breves no tempo e cheias de inquietação. Não podemos interpretar o favor ou desfavor de Deus avaliando a quantidade de problemas na vida de uma pessoa.


14 | A GRAÇA DE DEUS NO SEU SOFRIMENTO

A segunda, é óbvio, tanto a partir da Escritura quanto da experiência pessoal, que também experimentamos alegrias e dádivas das mãos de Deus. O lírio do campo é belo durante sua existência. A maioria das pessoas experimenta algo de bom na vida – talvez o cuidado da família, o pão diário, um banquete ocasional, uma certa medida de boa saúde, amigos e companheiros, momentos de beleza, oportunidades para se tornar bom em alguma coisa, o amor comprometido, o riso de uma criança, um trabalho bem feito, o prazer inocente do descanso após o trabalho e talvez um sono tranquilo. Não há garantias de qualquer prazer terreno, mas todas as dádivas podem ser apreciadas com gratidão. Algumas pessoas parecem ser especialmente abençoadas com alegrias temporais. Jó desfrutou de dádivas extraordinárias tanto no início quanto no final de sua vida – Satanás havia acusado o Senhor de dar a Jó uma vida confortável como um suborno por sua fé. E pessoas arrogantes, em oposição a Deus e autossuficientes, também podem desfrutar de uma vida de boa saúde, riquezas crescentes e admiração dos outros. É assim que o Salmo 73.3-12 descreve as pessoas que florescem a despeito de considerarem o Senhor irrelevante. Não podemos interpretar o favor ou desfavor de Deus avaliando a quantidade de problemas na vida de uma pessoa. A terceira, é óbvio a partir da Escritura – e pode se tornar profundamente enraizado na experiência pessoal – que Deus fala e age por meio das aflições. Como C. S. Lewis disse, “Deus sussurra a nós em nossos prazeres, fala conosco em nossa consciência, mas grita em nossa dor: é o seu megafone para despertar um mundo surdo”.1 O propósito deste livro é ancorar sua expe1  1. C. S. Lewis, The Problem of Pain (1940; repr., São Francisco: HarperSanFrancisco, 2001), 91.


Introdução | 15

riência pessoal mais profundamente na bondade de Deus. O sofrimento revela a genuinidade da fé em Cristo. E o sofrimento produz a fé genuína. Por exemplo, quando você luta com aflições, os Salmos se tornam reais. A verdadeira fé se aprofunda, torna-se mais vívida e sábia. Você cresce no conhecimento de Deus. Quando você se torna um exemplo de santidade, permanece sendo alguém em processo de santificação. O sofrimento é tanto um teste de autenticidade quanto catalisador. Ele revela e forma a fé. Ele também expõe e destrói a fé falsa. As aflições expõem as esperanças ilusórias investidas em deuses imaginários. Tal desilusão é uma boa coisa, uma misericórdia severa. A destruição do que é falso nos convida ao arrependimento e fé em Deus como ele é de fato. O sofrimento traz um prelúdio da perda de toda boa coisa para aqueles que não professam fé no único salvador do mundo, o dom inexprimível de Deus, o criador da vida. A aflição pressiona a incredulidade. Ela pressiona a incredulidade para um caminho de amargura, desespero, vícios, ilusões ainda mais desesperadoras, e tentativas ainda mais mortais de autossatisfação – ou então, para uma reconsideração de tudo aquilo que é eterno. Perder aquilo pelo que se está vivendo, quando esses tesouros são vaidades, convida você a um arrependimento completo. Podemos interpretar o favor ou desfavor de Deus ao observar como uma pessoa responde à aflição. A mão de Deus está intimamente relacionada às nossas aflições. “Basta a cada dia o seu próprio mal” (Mt. 6.34). Algumas dificuldades são leves e momentâneas – diante de nós hoje e esquecidas amanhã. Outros sofrimentos duram por um período. Alguns problemas são recorrentes e se abatem sobre nós ciclicamente. Outras aflições se tornam crônicas. Alguns infortúnios pioram continuamente, progressivamente


16 | A GRAÇA DE DEUS NO SEU SOFRIMENTO

trazendo dor e um sentimento de impotência para sua vida. E outros sofrimentos chegam com inescapável irreversibilidade – a morte de um sonho, a morte de alguém amado, sua própria debilitação e morte. Mas o que quer que seja que você tenha que enfrentar é mudado à luz da ressurreição de Jesus Cristo e da promessa de que você também viverá. A fé pode crescer. Você pode aprender a dizer de todo o seu coração, na companhia de grande nuvem de testemunhas: “Por isso, não desanimamos; pelo contrário, mesmo que o nosso homem exterior se corrompa, contudo, o nosso homem interior se renova de dia em dia. Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação” (2Co 4.16-17). Podemos aprender a dizer isso, e realmente querer dizer isso, porque é verdade. Se você é alguém que já considerou em profundidade o livro de Salmos, se você é alguém que já ponderou sobre a segunda metade de Romanos 8, se você é alguém que leu do início ao fim de Jó, se você deixou 1 Pedro penetrar em sua mente, então você já pegou a essência de como a graça de Deus trabalha nas provações. Mas sempre há novos desafios. A sabedoria para sofrer bem é como o maná – você precisa receber sua porção diariamente. Você não pode armazená-la, embora fique mais familiarizado a respeito de como sair e encontrar o que precisa para hoje. Como Deus efetivamente trabalhará os seus sofrimentos com a graça dele? Você talvez saiba a resposta correta na teoria. Talvez saiba por experiência própria em algumas situações difíceis. E, ainda assim, você descobrirá que não conhece Deus o suficiente ou da maneira exata que precisa para lidar com a próxima dificuldade no seu caminho.


Introdução | 17

Pegamos as respostas difíceis de Deus e fazemos com que pareçam uma desculpa esfarrapada. Ele nos dá uma resposta longa e lenta, mas estamos à procura de uma solução rápida. A resposta dele insiste em ser vivida ao longo do tempo e nos detalhes. Agimos como se apenas dizer as palavras mágicas resolvesse tudo. A resposta de Deus envolve transformá-lo em um tipo diferente de pessoa. Mas agimos como se alguma verdade, princípio, estratégia ou perspectiva pudesse simplesmente ser adicionada à pessoa que já somos. Deus personaliza sua resposta em nossos corações com uma flexibilidade assombrosa. Mas a transformamos em uma fórmula: “Se você simplesmente acreditar em x. Se você simplesmente fizer y. Se você simplesmente se lembrar de z”. Nenhuma verdade importante jamais contém a palavra “simplesmente” na moral da história. Podemos fazer a resposta correta parecer algo batido, mas eu garanto o seguinte: Deus o surpreenderá. Ele irá pará-lo. Você lutará. Ele o confrontará. Você se machucará. Ele tomará o tempo dele. Você crescerá em fé e amor. Ele será o seu profundo deleite. Você achará o processo mais difícil do que jamais havia imaginado – e melhor. Bondade e misericórdia o seguirão todos os dias de sua vida. No final da longa estrada você finalmente chegará em casa. Não importa quantas vezes você a ouviu, não importa há quanto tempo você a conhece, não importa o quão bem você a tenha memorizado, a resposta de Deus se mostrará melhor do que você jamais havia imaginado. Ele responde com ele próprio.2 2  Este livro é baseado em parte em David Powlison, “God’s Grace and Your Sufferings,” in Suffering and the Sovereignty of God, ed. John Piper e Justin Taylor (Wheaton, IL: Crossway, 2006), 145–73.


CAPÍTULO 1

SEU SOFRIMENTO SIGNIFICATIVO

Pense neste livro como um workshop. Coloque-se dentro da história e você obterá maior proveito dele. A Escritura é projetada para lidar com toda e qualquer dificuldade que enfrentamos na vida. Então coloque os seus problemas na mesa. Ouça como o nosso Senhor nos convida a levá-los para o lado pessoal. Em essência, Jesus diz: “Em mim você tem paz. No mundo você tem aflições. Tenha coragem – eu venci o mundo” ( João 16.33). Vivemos em especificidades, não em generalidades. Você é convidado a vir abertamente com suas aflições particulares. Tiago diz que você “passará por provações de vários tipos” (Tiago 1.2). É exatamente nesses momentos que o Senhor desenvolverá firmeza e profundidade em sua fé. Na aflição você descobre o quanto lhe falta sabedoria. Então


20 | A GRAÇA DE DEUS NO SEU SOFRIMENTO

você pede por sabedoria. E Deus dá livremente o que você precisa. Pedro diz que você “é contristado por vários tipos de provações” (1Pe 1.6). Mas em Cristo lhe foi dado algo imperecível. Deus promete guardá-lo pelo seu poder e tornar a sua fé mais genuína e verdadeira ao passar pelo fogo. Paulo diz que nosso Pai e nosso Senhor nos confortam em “todas as nossas tribulações” (2Co 1.4). Seus problemas se aninham dentro dessa promessa. Ele irá confortá-lo e fortalecê-lo, dando-lhe uma capacidade crescente de ajudar outros em qualquer problema que eles enfrentem. Davi ora por si mesmo: “Volta-te para mim e tem compaixão, porque estou sozinho e aflito. Alivia-me as tribulações do coração; tira-me das minhas angústias”. (Sl 25.16-17)

E então ele ora por todos os filhos de Deus: “Ó Deus, redime a Israel de todas as suas tribulações”. (25.22)

Você é convidado a trazer sua necessidade, seus problemas, suas aflições e sua solidão para o centro da graça e libertação de Deus. Todas essas vozes falam a partir de experiências como a sua – diferentes nas especificidades, porém difíceis da mesma maneira que é para você. Então traga a sua própria história para dentro da nossa discussão.


Seu sofrimento significativo | 21

Qual foi o sofrimento mais significativo que você experimentou no passado? Qual é a situação mais difícil que você está enfrentando agora? O que você tem medo de enfrentar algum dia?

Pense nisso e seja específico. Escreva nas margens dessas páginas. Continue pensando sobre isso ao pausar a leitura deste livro. Ore por isso. Converse com o seu melhor amigo amanhã. Esgote o assunto. O título deste livro é intencional. Não vamos discutir o tema geral de Deus e do sofrimento. Vamos considerar como a graça de Deus penetra diretamente nos seus sofrimentos. Não se apresse. Pegue uma caneta ou lápis. Tire cinco ou dez minutos – ou mais, se for necessário. Onde você está tendo dificuldade de ver sentido nas coisas? Onde você precisa de ajuda? Onde você precisa de sabedoria? Onde você precisa de coragem? Onde você precisa de misericórdia? Onde você precisa de proteção? Onde você precisa de força?

Os dons da graça de Deus se encaixam perfeitamente em sua necessidade. Você é responsável por metade deste livro! Se você fizer bem a sua parte, ela será a melhor metade.


22 | A GRAÇA DE DEUS NO SEU SOFRIMENTO

Deixe-me estimulá-lo um pouco mais para fazer com que você pense de forma mais ampla. É possível que um evento catastrófico tenha vindo à sua mente. Mas, à medida que você continua a pensar, talvez algo mais esteja se tornando consciente para você. Talvez o momento de trauma não tenha sido tão significativo quanto um relacionamento difícil e decepcionante de longa duração. Existem muitos tipos de sofrimento significativo. Às vezes algo aparentemente pequeno é o laboratório perfeito para crescer na graça. Seu redentor o convida a considerar qualquer situação que esteja causando incômodo em sua vida, seja grande ou pequena, e então, torná-la pessoal. Nenhum de nós sofre de forma genérica. Cada um de nós luta de maneiras específicas. Você pode colocar suas particularidades na mesa. Aqui está outro caminho para isso. O que marcou você? Mais especificamente, o que marcou você para o bem? O bem profundo em nossas vidas muitas vezes surge no crisol do sofrimento significativo. Jesus mesmo “aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu” (Hb 5.8). Fé e amor brilham de forma mais clara, simples e corajosa em um lugar escuro. E o que marcou você para o mal? Nossos pecados típicos surgem em reação à traição, perda ou dor. Afligidos por algum mal, descobrimos males operando em nossos próprios corações. Sentimo-nos ressentidos, ansiosos, desesperados, sobrecarregados, confusos – ou todos os itens acima! Talvez mais frequentemente, tanto o mal quanto o bem se mostrem em nós. Uma provação traz à tona aquilo que é mais errado, e Deus fomenta aquilo que é mais correto à medida em que vai ao seu encontro e trabalha com você. Assim, o salmista diz:


Seu sofrimento significativo | 23

“Antes de ser afligido, andava errado, mas agora guardo a tua palavra” (Sl 119.67).

A aflição em si não é boa, mas Deus trabalha aquilo que é muito bom, trazendo os ignorantes e rebeldes de volta para casa. A dependência duradoura e vigilante da fé é um dos mais agradáveis frutos do Espírito. E você só carrega esse fruto quando tiver passado por algo difícil.


O Ministério Fiel visa apoiar a igreja de Deus, fornecendo conteúdo fiel às Escrituras através de conferências, cursos teológicos, literatura, ministério Adote um Pastor e conteúdo online gratuito. Disponibilizamos em nosso site centenas de recursos, como vídeos de pregações e conferências, artigos, e-books, audiolivros, blog e muito mais. Lá também é possível assinar nosso informativo e se tornar parte da comunidade Fiel, recebendo acesso a esses e outros materiais, além de promoções exclusivas.

Visite nosso site

www.ministeriofiel.com.br


LEIA TAMBÉM


LEIA TAMBÉM


LEIA TAMBÉM


Profile for Editora Fiel

A graça de Deus no seu sofrimento - David Powlison  

Editora Fiel

A graça de Deus no seu sofrimento - David Powlison  

Editora Fiel