Issuu on Google+

CMYK Canoinhas-SC, quinta-feira a domingo, 15 a 18 de novembro de 2012

9

Panorama Diário

Edinei Wassoaski ediwass@uol.com.br BÁRBARA SALES

Articulação imediata

N

a série de entrevistas que o Diário publicou com os vereadores eleitos e reeleitos de Canoinhas, todos repetiram a mesma história quando perguntados se iriam fazer oposição ou votariam a favor do governo - "O que for de interesse do povo, vou votar a favor." Na prática, nem sempre é assim. Basta analisar o que aconteceu na segunda-feira, 12, na Câmara de Canoinhas. Inimigos nas urnas, Beto Passos (PT) e Wilson Pereira (PMDB) discutiram na sessão ordinária por conta do projeto de lei que concede uma área do município ao empresário Adriano Watzko. Pereira chegou a insinuar que o terreno seria usado para outros fins. Intervalo para a extraordinária e, depois de muita discussão e até do abandono do plenário pelo presidente Paulo Glinski (PSD), eis que Pereira volta de acordo com a cessão de uso e Passos, pasmem, decide votar a favor de dois projetos de lei que combateu ferranhamente. Para garantir a seção de uso das terras por Watzko, Passos mudou de ideia e votou com o governo na aprovação do projeto de lei que aumenta os salários do prefeito, vice e secretários. Foi além, votando a favor do nebuloso projeto que permite a Lavrasul a fazer o que bem entende com a área de terras que ocupa no Industrial 1 e que, até então, só poderia ser usado para fins industriais, afinal, que interesse tem a população de Canoinhas em ceder terreno a uma empresa que, até onde a maioria das pessoas sabe, está deixando Canoinhas depois de ter demitido mais da metade dos funcionários? O mais chocante é que tudo isso acontece um mês depois da eleição. Nada mais oportuno. Você tem quatro anos para esquecer desse exemplo claro de negociata, corporativismo e punhalada nas costas da transparência que, frise-se, todos os eleitos prometem manter na Câmara.

Sem ressentimento Ontem em Brasília, prefeito Leoberto Weinert (PMDB) visitou o deputado Décio Lima (PT), que apoiou Beto Passos na campanha a prefeito de Canoinhas.

Veto Na segunda-feira, 12, a Câmara de Vereadores seguiu parecer da assessoria jurídica da Casa e manteve veto do prefeito Leoberto Weinert (PMDB) ao projeto de lei que declara de utilidade pública a Associação Família Zalewski – Casa de Apoio Amor Fraterno, de autoria do vereador Bene Carvalho (PMDB). A justificativa para o veto é a de que mesmo atendendo pessoas residentes no município, a associação tem CNPJ inscrito na cidade de Porto União.

O secretário de Infraestrura do Estado, Valdir Cobalchini, se reuniu na terça-feira, 13, com o diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Bastos, como disse na segunda-feira quando passou por Canoinhas (foto). Aqui, perguntado sobre a federalização da SC-280, disse que trataria do tema com Bastos. De fato, segundo consta, só falou sobre o contorno da BR-101, na Capital. Na foto, Cobalchini, ao lado do prefeito Elói Quege e do secretário de Saúde, Dalmo Claro.

Pavimento Foram retomadas pela empresa Mafrense, na semana passada, as obras de pavimentação asfáltica de seis ruas da Cohab 2 e também da rua João Mario Mayer, uma das principais vias de acesso ao bairro Água Verde. Os trabalhos haviam paralisado por cerca de 30 dias devido problemas operacionais da própria empreiteira. A prefeitura reincidiu o contrato que mantinha com a empreiteira A.Mendes que, até então, executava o asfaltamento da rua Agenor Fábio Gomes, que corta os bairros Alto das Palmeiras e Boa Vista. , a segunda etapa da obra - que compreende a extensão entre as ruas Major Vieira e São José deve ser realizada por outra empresa.

UPA

É o que esperamos

do prefeito Leoberto Weinert, em Brasília, pouco crédulo sobre o cumprimento das promessas do governo de ajudar os municípios em crise

Helton Neumann Leal reassumiu anteontem a Unidade Prisional Avançada (UPA) de Canoinhas temporariamente, até que o Departamento de Administração Prisional (Deap) nomeie outro agente para comandar a Unidade. Airton Hammerschmidt Junior, que assumiria a UPA na segunda-feira, 12, oficialmente, morreu em um acidente de carro no domingo.

Ouça os comentários do colunista, de segunda a sexta-feira, às 11h30, no Jornal da Band (105,1 FM)


Coluna Panorama