Issuu on Google+

4

GOIÂNIA, QUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 2012

Diário da Manhã

CIDADES

Diário da Manhã

CIDADES

GOIÂNIA, QUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 2012

5

ARQUIVO DM

À LUZ DAS MUDANÇAS Arthur da Paz

FÁBIO NASSER Três últimas psicografias de Fábio Nasser chegam por médiuns distintos. Mensagens revelam as mudanças inevitáveis já em operação em todos os aspectos do globo. A sorte daqueles que persistem no mal foi determinada

Especial para Diário da Manhã u Há 11 anos o espírito de Fábio Nasser envia mensagens psicografadas com orientações ao pai e à sociedade

É

sabido pelos historiadores que a civilização maia, dotada de respeitável conhecimento astronômico e de sérias inclinações às ciências exatas, desenvolveu calendários precisos. O acompanhamento do rastro das estrelas, a observação das lunações e até o registro das ascensões heliacais de Vênus – sem usar instrumentos ópticos – deram condições àquela gente avançada de cronometrar, com mínima margem de erro, o dia preciso de eclipses e outros fenômenos naturais tão amplamente explorados por nossos pesquisadores. Até a conquista pela Espanha, no ano 1560, o tzolkin ou calendário de 260 dias já era 70 vezes mais preciso e eficiente que o atual calendário gregoriano utilizado em todo o mundo. O tzolkin define o Ciclo Sagrado Maia,

u Jornalista Fábio Nasser Custódio dos Santos deixou o planeta em janeiro de 1999

onde, após séculos de observações, os astrônomos daquela civilização concluíram que no dia 21 de dezembro de 2012 começará uma nova era na história da humanidade, nunca tendo mencionado o “final físico” do planeta. Apenas profetizaram um momento sensivelmente sagrado, auspicioso apesar de perigoso na História da Humanidade, destinado, segundo acreditavam, a trazer, ao mesmo tempo, a catástrofe e a revelação. Tudo está vivo. Tudo está inserido na evolução. Até o mais ínfimo verme desempenha papel exuberante na adubação do solo, que, após o trabalho microbial, tem sua produção de essências químicas absorvidas pela usina instalada numa pequena semente de árvore – que se enraíza no solo e cresce majestosa – qual poema escrito pela terra em reverência ao céu. No es-

tudo das partículas quânticas revelase no campo da ondulatória o movimento cíclico das partículas que compõem o estado vibracional da nossa realidade. São repetições alternadas, onde cada momentum exige a amplitude capaz de comportar a nova situação dos quantums subatômicos que vibram em diferentes, porém harmônicas, tonalidades. Na História, estão situadas as eras, os episódios e ciclos mapeados nos milênios que a memória humana capturou nas evidências e, eficientemente, arquivou nas bibliotecas desde quando apercebemo-nos da importância do tempo e de como a compreensão do passado poderia catapultar nosso progresso a degrais mais elevados. Agora, o espírito humano sobe a rampa da consciência, no mesmo período em que se vê, no alto das montanhas das corrupções, iniciar-se a avassaladora renovação política, econômica e social, onde só o verdadeiro permanecerá. Nas grandes corporações ao redor do planeta, nos governos e aqui na imprensa, está estabelecida a urgência das mudanças que vieram e só irão embora quando os olhos do mundo se abrirem ao intelecto, à nobreza dos sentimentos e à moralidade. São milhares de mensagens psicografadas chegando ao plano material todos os dias. Outras milhares de recomendações psicofônicas que chegam a uma vasta gama de medianeiros – lembramos aqui de Chico Xavier – que estão transcodificando o Psiquismo Divino e grafando o selo da imortalidade da alma em todos os vértices do orbe terrestre. Os Céus desceram à Terra! Vê, pois, quem tem olhos para enxergar. Percebe, então, aquele que ampliar os sentidos da alma.

VELHA RUÍNA NOVO MOMENTO Fábio Nasser, mais um mensageiro do Mundo Maior, vem nas últimas três cartas transmitidas em duas obras sociais espíritas de Goiânia elucidar o povo sobre a importância de uma nova postura comportamental comprometida com valores moralmente sublimados. O Diário da Manhã, aprofundado nesse contexto, onde um ciclo se encerra para dar espaço a nova aurora, também passa por reformulações em todos os aspectos do seu organismo. E Batista Custódio, astro maior onde orbita a imprensa goiana, lança dia após dia os ideais que sustentarão a consagração histórica do mais livre veículo de Goiás. Em mensagens previamente publicadas neste diário, Fábio afirmara estar presente na crosta inspirando os trabalhadores do DM à renovação que se faz necessária. Alfredo Nasser, legendário ministro da Justiça, também circula em dimensão paralela pelos corredores do jornal, avisou Fábio. Não trata-se de imóvel assombrado, mas de um laboratório da imprensa que vem sendo preenchido pela luz do Alto a iluminar os caminhos de um novo jornalismo.

A PRIMEIRA JOIA A médium Divina Barros trouxe-nos a antepenúltima mensagem do filho de Batista no dia 19 de julho, durante reunião pública no Centro Espírita Irmã Dulce. Na carta, Fábio reflete sobre sua breve passagem na Terra que foi abortada. Ele vê a necessidade de redobrar os esforços no auxílio ao seu pai, que viu na partida voluntária do filho ir também embora o seu braço direito nas lutas cotidianas do Diário. “Passei por um momento de pura reflexão e pude colocar melhor o pingo nos is”, disse Fábio, que acrescentou: “procuro me preparar melhor emocionalmente, para lhe trazer o melhor de mim”. Com o pensamento revestido pelas palavras da médium consciente, Divina, o jornalista falecido em 1999 esmoreceu-se ante as vívidas lembranças dentro da Redação. Em mensagens anteriores já havia confirmado estar auxiliando diretamente o editorgeral no espaço físico do jornal. “Não sabia posicionar-me melhor. Aliás, estava despreparado, pensando que estava em minha vida diária no Diário escrevendo para as massas.”

A SEGUNDA GEMA O Mal tem obtido vitórias que têm assustado o Bem. Basta analisar os recentes conteúdos propagados pelo quarto poder. Na penúltima carta trazida pelo órgão mediúnico de Mary Alves, voluntária das Obras Sociais do Grupo Espírita Mãos Unidas, no último dia 1º de agosto, Fábio renova as energias de seu pai relembrando que ele “tem uma trajetória de ‘impossíveis’ que se tornaram realidade”, e reforça: “A cada desafio, meu pai, existe uma grande esperança de que a luz triunfe. / E embora tudo esteja conspirando para uma nuvem escura, o sol surgirá, dissipando as trevas”, ilumina o filho.

O alerta do Alto foi dado. Àqueles que persistirem perscrutados no mal e “não se sentirem tocados pela luz, compreendarão, a duras penas, que é necessário mudar”, revela Fábio na segunda carta. O cronista Humberto de Campos, no livro psicografado por Chico Xavier, Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho, revela que o País sofrerá o maior enraizamento nas transformações vindouras, pois será o manancial de glórias onde as outras nações irão buscar o néctar da moral cristã. E Fábio segue o caminho do cronista “no trabalho dos Obreiros de Deus que colocarão a bandeira do Evangelho para tremular bem alto nessa Nação abençoada e prometida”, diz ao colocar o assunto em dia com o pai sobre seu cotidiano na vida astral. Por fim, o espírito se despede na segunda carta deixando a garantia de que “chegará o dia em que todos verão o sucesso” dos dolorosos esforços do editor-geral Batista Custódio.

plo: Humberto de Campos e o espírito Manoel Philomeno de Miranda, notavelmente na obra psicografada pelo médium Divaldo Franco, Transição Planetária, cujo tema são as mudanças inevitáveis já iniciadas na esfera terrestre. “A conversa franca é necessária se a outra parte estiver disposta a aceitar mudanças. / O tempo dos Amigos da Vida Maior é precioso e não insistirão com os ‘renitentes’. Esses serão substituídos”, alerta Fábio em mais uma tentativa de abrir os olhos d’alma dos que mantêm-se nas trevas da ignorância. E mesmo assim, o espírito ainda poeta escolhe a melhor das perspectivas e deixa a orientação final para que procuremos “enxergar a rosa sem o espinho em cada um”, pois sempre é tempo de “confiar no ser humano”. Amém!

AOS GOVERNANTES Os homens que estão à frente no comando da sociedade, em todas as esferas do poder, carregam, logicamente,

maior parcela de responsabilidade e devem, neste momento, prostrarem-se ante o tribunal da consciência e relembrar das palavras de Jesus: “a quem muito foi dado, muito será pedido, e aos que muito confiaram, mais contas lhe tomarão” (Lucas, XII: 47-48). Nas disputas políticas, onde detrás das cortinas do poder espatifam-se todas as virtudes nos gozos do egoísmo, é necessário relembrar os ciclos outrora fixados pelo determinismo histórico: a queda de qualquer civilização começa no mesmo instante em que nela se institucionaliza a amoralidade. As sociedades egípcias, gregas e romanas já nos ensinaram. Está lá, na vasta enciclopédia da História, o antídoto contra o veneno da corrupção e de todas as velhas chagas da humanidade. Os anjos assopraram os clarims! O alerta dos Céus se propaga em todas as direções. Está anunciada a completa instalação do cristianismo na Terra. Seja, pois, a cada qual, conforme suas obras.

O TERCEIRO FAROL A última carta vinda do Plano Maior chegou dia 14 de agosto, também pelas mãos de Mary Alves. O tom agora é de esclarecimentos. Batista avisou a este que vos escreve ter a forte sensação de que o filho iria mandar uma mensagem respondendo perguntas que fez em pensamento para o Fábio – e mandou!, poucas horas depois, no mesmo dia que Batista me confessara esse sentimento. Não fiquei surpreso. Acompanho desde minha infância a infalível intuição perceptiva de Batista Custódio. Ele é o tipo único de criatura que, se me ordenasse pular de um despenhadeiro, pularia sem muita reflexão. É plenamente racional naquilo que lhe é intuído, e sua mente é uma flecha que foi lançada no infinito da imaginação para sempre atingir o Bem. Fábio explica que agora, assim como no investigado pelo Ciclo Sagrado Maia, é o fim de uma era e aí está o “porquê do caos” que o mundo sofre. “Acontece que estamos vivenciando a mudança de um ciclo e as consequências são essas mesmas: a maldade e a bondade sendo confrontadas”, revela acrescentando que “tudo está dentro do previsto” pelos desígnios divinos. E que mesmo não aparentando, “o bem triunfa, apesar de tudo”. O filho concorda com o pai. Os esforços de agora para reformular o Diário da Manhã estão “quase beirando o absurdo” e somente quem vestir a “couraça da verdade e da honradez” poderá antever as venturas que estão por vir. Ao colunista Ulisses Aesse, que faz o tradicional Café da Manhã, Fábio Nasser diz que o pensamento do amigo está intimamente ligado ao seu e reanima Ulisses dizendo que irão “juntos a uma era onde os absurdos não existirão. Pode acreditar. É a verdade.” Para os maus, o aviso é repetido nas últimas dezenas de mensagens enviadas, não apenas pelo espírito de Fábio, mas por várias outras entidades conhecidas pelo cenário espiritista. Por exem-

MENSAGEM

2

Meu pai, abençoe-me. Que o olhar permanente de Deus sustente o seu caminhar, suavizando as pedras do seu caminho. Os últimos acontecimentos deixaramno ainda mais cansado de ver a glória do ser humano, mas venho preveni-lo que não podemos ser imediatistas. O senhor mesmo tem uma trajetória de “impossíveis” que se tornaram realidade. A cada desafio, meu pai, existe uma grande esperança de que a luz triunfe. E embora tudo esteja conspirando para uma nuvem escura, o sol surgirá, dissipando as trevas. O homem compreenderá que não pode mais esconder a verdade de si mesmo e procurará trilhar o caminho estreito e solitário da verdade. Aguardemos o melhor resultado de todas essas transformações. Aqueles que não se sentirem tocados pela luz, compreenderão, a duras penas, que é necessário mudar. E a ti, amigo Agnaldo, peço-lhe não se preocupar. Sei que o que mais o aflige é

Psicografada pela médium Mary Alves, no dia 1º de agosto, nas Obras Sociais do Grupo Espírita Mãos Unidas

saber se o meu pai confia em tudo que o seu coração cuidadoso e vigilante o alerta. E eu respondo que não só confia como guarda a certeza do seu sucesso nas transformações que implanta diariamente. Fique firme. Obrigado por seu carinho e dedicação ao coração do meu pai. Pai, estamos juntos. Seus amigos estão ao seu lado. E esse seu filho está engajado no trabalho dos Obreiros de Deus que colocarão a bandeira do Evangelho para tremular bem alto nessa Nação abençoada e prometida. Chegará o dia em que todos verão o sucesso de seu trabalho. Fique firme, meu pai. Continue percebendo a natureza de cada um e aceitando suas limitações. Isso é sabedoria. Obrigado a todos. Receba o amor do seu filho, cada vez mais seu Fábio Nasser Custódio dos Santos

Facsimile da carta

MENSAGEM

1

Pai querido! Há tanto tempo o senhor me busca nesta casa de oração e eu, com toda a minha fé e esperança na vida, procuro me preparar melhor emocionalmente para lhe trazer o melhor de mim. Passei por um momento de pura reflexão em minha vida e pude colocar melhor o pingo nos is. Pai, o senhor sabe que sou eu o seu Fábio que vem lhe trazer uma semente de fé e segurança e que temporariamente não conseguia plantar em mim. Ruidosas palavras saíam de meu espírito. Não sabia posicionarme melhor. Aliás, eu estava despreparado, pensando que estava em minha vida diária no Diário escrevendo para as massas. Seguramente não tive uma assessoria competente. Alfinetei a vida e dela vi como resposta ao meu desleixo a ausência das minhas palavras ao seu coração de pai. Reconheço ter sido a mais acertada forma de nos corrigir dos desacertos que fazemos pela vida sem notarmos os desmandos que vêm em nossa direção, e como alvos fáceis vamos aceitando inverdades como

MENSAGEM

3

Meu pai, abençoe-me. Seus corações vieram em busca de palavras que possam explicar o porquê do caos. Acontece que estamos vivenciando a mudança de um ciclo e as consequências são essas mesmas: a maldade e a bondade sendo confrontadas. E tudo está dentro do previsto. Ainda estamos felizes, pois o bem triunfa, apesar de tudo. O trabalho exige uma entrega plena, quase beirando o absurdo, mas tudo tem uma explicação. É preciso que todas as

Psicografada pela médium Divina Barros, no dia 19 de julho, no Centro Espírita Irmã Dulce, na Rua F 28, número 185, Setor Faiçalville, Goiânia, Goiás. Telefones: (62) 3289 8075 e 3287 5315.

verdades e por aí vamos incorrendo na infelicidade de julgarmos o mais perto como mais fácil. Erramos todos. Ninguém pode ser alvejado como o fomos. Mesclamos o certo e o errado, o engano e o desengano e ao final, nos achamos no direito de publicar o que era de infelicidade como se fora felicidade pura! Pai, te peço mil e mil perdões por tê-lo feito incorrer em um desajuste do qual me culpo como a criatura infantil e despreparada. Deixo a Deus a forma pela qual dirigirá nossos destinos. Enquanto isso, a borracha tudo apaga, mas a cicatriz permanece. Vamos apagando-a com a nossa sensatez e o nosso preparo via ausência para um final estampado de manchetes em que nós não seremos mais a distinção, e sim nossos moldes de sabedoria e trabalho em favor da vida. Pai, sinto-me hoje liberto. As amarras não podem mais nos algemar. Temos, sobretudo, em nossos corações que verdade é verdade e que a vida tem que prosseguir sem máscaras e outros

meios de enganar e ocultar nossa verdade. Pai, Deus e o homem não se juntam por acaso. Um é Pai, outro é o filho que lhe deve tudo. Peçamos ao Pai o perdão necessário às nossas práticas equivocadas pela vida e acumulemos muitas e muitas experiências onde a humildade, que é a sabedoria de saber-se e acreditar-se cidadão do mundo, é que nos distingue dos demais. Paz em seu e em meu coração! Mamãe está comigo e se sente feliz com minha avó que me preparou para este sólido reencontro nesta casa, agradecidos pela oportunidade de aqui nos fartar de felicidade. À bênção, seu Batista, meu pai, herói de minha breve, mas bela vida em família e em sociedade. Despeço-me honrado pela felicidade a mim concedida, neste momento em que o que mais representa todos nós é a SAUDADE. Fábio Nasser Custódio dos Santos

Fac-símile da carta

Psicografada pela médium Mary Alves, no dia 14 de agosto, nas Obras Sociais do Grupo Espírita Mãos Unidas, na Rua JDA 4, quadra 19, lote 4, Jardim das Aroeiras, Goiânia, Goiás. Telefone: (62) 3208 5695.

frentes estejam com couraça da verdade e da honradez. Ulisses, meu amigo, o pensamento realmente ecoa no meu e vamos juntos a uma era onde os absurdos não existirão. Pode acreditar. É a verdade. Meu pai, o seu coração ainda aspira por confiar no ser humano. E não descreia. Procure enxergar a rosa sem o espinho em cada um. A conversa franca é necessária se a outra parte estiver disposta a aceitar mudanças. O tempo dos Amigos da

Vida Maior é precioso e não insistirão com os “renitentes”. Esses serão substituídos. Sei que me compreenderá. Estamos ao seu lado. Com o abraço aos seus corações, sou o filho, cada vez mais seu Fábio Nasser Custódio dos Santos

Fac-símile da carta


À LUZ DAS MUDANÇAS