Issuu on Google+

«Dom Bosco inspirou o início de um vasto movimento de pessoas que trabalham de diversos modos em favor da juventude. Ele mesmo fundou não só a Sociedade de São Francisco de Sales , como também o Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora e a Associação dos Cooperadores Salesianos. Incluindo estes e outros que surgiram em diversas partes do mundo, a Família Salesiana compreende hoje 28 grupos oficialmente reconhecidos com um total de 402.500 membros. Esses grupos vivem em comunhão recíproca, compartilham o mesmo espírito e continuam a missão iniciada por ele com vocações especificamente distintas. Existem atualmente outros 30 grupos que desejam ser membros da Família Salesiana.» (sdb.org) Em Moçambique temos: Salesianos (sdb); Filhas de Maria Auxiliadora (fma); Salesianos Cooperadores (sscc); Antigos e Antigas Alunos de D.Bosco e das Filhas de Maria Auxiliadora (AA.AA); Associação das Devotas de Mª Auxiliadora (Admas).

Esta é a data em que teremos a imagem de D.Bosco que traz uma relíquia do seu corpo e que já viajou pelo continente Americano e Asiático. Actualmente encontra-se no continente Africano, para terminar o seu percurso mundial em 2014 em Turim, de onde saiu em 2009.

Argentina A imagem em Estados Unidos Este é o lema escolhido para receber a relíquia de D.Bosco em Moçambique e nela, acolher todo o amor que D.Bosco viveu pelos jovens e que continua através da sua Família Salesiana. Queremos acolher D.Bosco, Pai e Mestre dos jovens, com um coração renovado, com maior fidelidade ao seu carisma educativo e evangelizador, com um maior serviço de qualidade aos jovens mais pobres, os preferidos de Jesus e de D.Bosco. Todo este tempo quer ser dedicado a acolher no coração tudo aquilo que D.Bosco nos transmitiu na sua espiritualidade e no Sistema Preventivo. ‘Acolher’ com mais força a sua caridade pastoral para ‘formar honestos cidadãos e bons cristãos’.


» No dia 25 de abril de 2010 foi benzida na basílica de Nossa Sra. Auxiliadora, em Turim, a imagem que contém uma relíquia insigne de Dom Bosco e que está percorrendo todas as nações onde estão presentes os salesianos. » A peregrinação da relíquia de D.Bosco é uma iniciativa do Reitor-Mor dos Salesianos, Padre Pascual Chávez em preparação ao Bicentenário do nascimento de Dom Bosco, que ocorrerá em 2015. Esta celebração quer significar fidelidade renovada a Dom Bosco, à sua espiritualidade, à sua missão; será um Ano Santo “salesiano”. » Será uma ocasião de retomar nas mãos a vida de Dom Bosco como deseja o ReitorMor. O testemunho da sua vida haverá de nos ajudar a imitar a sua fé, o seu amor pelo Senhor e o seu zelo pelos irmãos, sobretudo os jovens mais pobres. » Toda a Família Salesiana do mundo reunir-se-á para rezar junto à imagem, formando uma comunidade de fiéis chamada por Cristo à santidade, que deseja santificar-se seguindo o exemplo de Dom Bosco. Rezando junto a Dom Bosco, pequenos e grandes colocarão em suas mãos tantas orações e intenções para que ele, que tanto amou o Senhor, possa interceder por eles. » O Rosto de Dom Bosco da imagem que está na Urna foi reproduzido a partir da máscara que o artista Cellini realizou no mesmo dia da morte de Dom Bosco.

O sentido da morte para os cristãos do 1º século 1-O acontecimento mais importante da história humana, para nós cristãos, é a ressurreição de Jesus. Disse Jesus aos seus: Eu Sou a ressurreição e a vida ..

- Tinha eu nove anos – contou Dom Bosco quando tive um sonho, que me ficou na memória para toda a vida. Pareceu-me estar junto de casa, num campo espaçoso, com rapazes a jogar. Uns riam, outros diziam palavrões. Eu lancei-me para o meio deles aos murros, para que se calassem. Naquele momento, apareceu um Senhor nobremente vestido. O seu rosto era luminoso! Disse-me: - Não com pancadas, mas com bondade, deves conquistar esses rapazes. Mostralhes como é feio o pecado e bela a virtude. Naquele momento apareceu uma Senhora, vestida com um manto brilhante como o sol. Colocou a mão sobre a minha cabeça. Nesse momento aqueles rapazes tinham desaparecido. Vi cabritos, gatos, ursos, e animais ferozes. - Eis o teu campo. Torna-te humilde, forte e robusto. E o que vês agora, deverás fazê-lo com os meus filhos. - Voltei a olhar, e só vi mansos cordeiros, saltando, em festa. Eu estava confuso, mas a Senhora consolou-me: - A seu tempo tudo compreenderás. No pequeno almoço contei o sonho. - Vais ser um pastor – disse o José -. Ou salteador – acrescentou António -. - Quem sabe se não virás a ser padre – respondeu a mãe -.

2-Os primeiros cristãos sabiam que para alcançar esta vida eterna era necessário acreditar em Jesus e seguir os seus ensinamentos pessoalmente e em comunidade. 3- São Paulo compara a comunidade cristã a um corpo formado por muitos membros: «…Jesus é também a Cabeça do Corpo, que é a Igreja. Ele é o princípio, o primogénito de entre os mortos…» (Col 1, 18) 4- Reflectindo sobre a mensagem de Jesus, a Igreja dos primeiros tempos compreendeu que a pertença ao Corpo Místico referia-se também aos defuntos, e que a morte não rompia a comunhão com o Corpo de Cristo. A morte não era o fim, mas a passagem a uma nova vida que, após o juízo final, implicava a ressurreição do corpo.

«D.Bosco dizia aos seus jovens: ‘quero que sejam felizes aqui e no céu’. Para isso, queridos jovens, optem por Cristo. Cristo é o único que vos pode encher de vida para sempre.» (Reitor-Mor P. Pascual Chávez)


folha animaçao nº1 visita db